Page 1


Informaçþes Thorsten Malchow thorsten.malchow @ar.tuv.com


Solução sob nossos pés


Asfalto que gera energia Quanto mais sol, mas energia. O Departamento de Transportes dos Estados Unidos quer aproveitar o recurso natural para substituir o asfalto comum das rodovias por painéis solares e, assim, reduzir o uso do petróleo e produzir energia limpa. Os painéis solares serão produzidos a partir de materiais reciclados (vidro, plástico e borracha) e células solares que captam a luz do sol e a transformam em energia para iluminar a pista. Com luzes de LED embutidas, a estrada indicará as faixas de sinalização e alertas sobre obras, curvas acentuadas ou as condições das estradas. Outra utilidade do “asfalto solar” é derreter parte da neve no inverno rigoroso.

Informações Sebastián Del Valle Rosales Sebastian.Rosales@br.tuv.com


Segurança e responsabilidade

O Exército brasileiro é composto por cerca de 235 mil integrantes, o maior efetivo da América do Sul. Em tempos de paz, uma das principais funções da organização é defender as fronteiras brasileiras. Além de coordenar ações de apoio à fiscalização ambiental, assistência social e de saúde em comunidades isoladas, a organização atua em missões de paz, como a do Haiti, que contou com um contingente de mais de 2 mil militares na reestruturação do país diante da constante guerra civil e do terremoto de 2010, que deixou mais de 200 mil mortos e milhões de desabrigados. Como parte do Exército, a Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) normatiza e monitora as mais variadas atividades envolvendo equipamentos bélicos, tais como: fabricação, importação, exportação, desembaraço alfandegário, comercialização e tráfego. Informações Tatiana de Almeida Oliveira Santos Tatiana.Santos@br.tuv.com


GRI e transparência Os relatórios de sustentabilidade são tão importantes que as empresas listadas na Bovespa, bolsa de valores do Brasil, têm apenas duas opções: declarar seu relatório publicamente ou explicar porque deixaram de fazê-lo. Em alguns países, a medida é obrigatória, como África do Sul, França, Dinamarca e Suécia. A BM&FBovespa S.A incentiva o uso do GRI como modelo, mesmo padrão usado pela TÜV Rheinland. O modelo de relatório foi criado pela Global Reporting Initiative (GRI), organização não-governamental internacional, com sede em Amsterdã, na Holanda, que desenvolve diretrizes para a elaboração de relatórios de sustentabilidade utilizadas voluntariamente por empresas do mundo todo. A GRI busca atribuir aos relatórios de sustentabilidade a mesma importância e seriedade dos relatórios e balanços financeiros, conferindo-lhes o status de documento.

Informações Sebastian Del Valle Rosales Sebastian.Rosales@br.tuv.com


Conexão Tuv Rheinland - Janeiro/Fevereiro de 2013 - pt-br  

Conexão Tuv Rheinland - Janeiro/Fevereiro de 2013 - pt-br