Page 1

REVISTA ARTKASA ANO I N. 1 NOV 2010

ESTRELA POTIGUAR

BELOS E USUAIS Com um traรงo simples, o designer Aristeu Pires cria formas sofisticadas para os mรณveis

Fernanda Tavares fala da vida em Natal e do destaque no mundo da moda

Verรฃo 2011 Amor e Guerra em um mix super charmoso por George Azevedo


EDITORIAL

Temos a honra de trazer até você a primei-

Publicação do Grupo Artkasa.

ra edição da revista Artkasa, publicação que destaca todas as nuances do mercado luxo. Pesquisamos conteúdos e pessoas interessantes que fazem a diferença na sociedade, tanto potiguares, quanto figuras renomadas de outros cantos do Brasil. A idéia da Artkasa com essa revista é fazer o leitor viajar por entre páginas de uma realidade de sonhos e

DIRETOR COMERCIAL - Flávio Monte

desejos. É mostrar o que há de melhor em

DIRETORA ESTRATÉGICA - Sovania Monte

vários aspectos da vida e se deliciar com

DIRETOR ADMINISTRATIVO - Rafael Monte

este mundo. Nesta edição de verão, falamos

DIRETORA EXECUTIVA - Danielle Monte

sobre alguns dos principais barcos de luxo,

www.artkasa.com.br

entrevistamos o empresário Marcelo Alecrim

sac@artkasa.com.br

e a estrela Fernanda Tavares, indicamos um

55 84 3222-4910

roteiro maravilhoso para curtir as férias da estação mais quente do ano, conversamos

Twitter: @artkasa PUBLICAÇÃO EDITADA PELA

com o designer Aristeu Pires, sugerimos uma

FIRENZZE COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA

gastronomia de dar água na boca, indicamos

Av. Romualdo Galvão, 1703 - Ed. Trade Center,

uma rota de vinho interessantíssima e muito

Lojas 06/07 - CEP 59056-105 - Natal-RN.

mais. Sente e maravilhe-se à vontade.

(84) 3344-5240. www.firenzze.com

Flávio e Sovania Monte

DIREÇÃO DE CRIAÇÃO Paulo Moreira EDIÇÃO E REDAÇÃO Helouise Melo DIREÇÃO DE ARTE Gustavo Lourenço e Verônica Barbosa COMERCIALIZAÇÃO Ubiratan Bezerra (84) 9988.4310 PRODUÇÃO/TRÁFEGO Melina Kassimati FINANCEIRO Gerisvaldo Filho


SUMÁRIO 94 62

88 16


72

22 10. Objetos de Desejo 16. Design 22. Estilo de Vida 26. Destaque 28. Galeria 32. Making Of 36. Decoração 54. Arquitetura 62. Personalidade 68. Moda 72. Gastronomia 78. Sommelier 84. Saúde e Beleza 88. Entrevista 94. Turismo

68

NOSSA CAPA O arquiteto Renato Teles foi clicado pelo fotógrafo Alex Fernandes, no deck do Hotel Ocean Palace, em Natal.


OBJETOS DE DESEJO

Fotos: Divulgação

01

02

04 03

10

. Novembro . 2010


05

06

07

01. Ba煤 em fibra e couro - Sierra M贸veis 02. Poltrona Copacabana - Saccaro 03. Cadeira Siena - Sierra M贸veis 04. Mesa de Centro Iluminatta - Artkasa Design 05. Sof谩 Low - Saccaro 06. Laterna Sierra 07. Chaise Ostra - MAC

Novembro . 2010 .

11


OBJETOS DE DESEJO

Fotos: Divulgação

01

02

03

12

. Novembro . 2010


04

01. Cama Tulipa - Saccaro 02. Poltrona Tidra - MAC 03. Lanterna inox - Sierra M贸veis 04. Sof谩 San Marco

06

05. Mr. Impossible - Kartell 06. Lanterna madeira - Sierra M贸veis 07. Chaise Long Chivas - MAC

05

07

Novembro . 2010 .

13


OBJETOS DE DESEJO

Fotos: Divulgação

01

02

14

. Novembro . 2010


03

04

01. Corkscrew Anna G. Designer Alessandro Mendini - ALESSI 02. Corkscrew Anna G. Designer Alessandro Mendini - ALESSI 03. Fruttira In Acciaio Colorato com resina Epossidica Rosso.” Mediterraneo”. Designer Emma Silvestris - ALESSI 05

04. Family Follows Fiction “Tarrot”. Designer Alessandro Mendini, con Annalisa Margarini - ALESSI 05. Magic Bunny. Designer Stefano Giovannoni - ALESSI

Novembro . 2010 .

15


DESIGN

Soluções imaginadas em formas eternas FOTOS: DIVULGAÇÃO

O

designer de móveis Aristeu Pires saiu da “vida de estresse” como Diretor de Tecnologia de uma multinacional para uma rotina mais tranquila. Isto possibilitou o desenvol-

vimento do traço esmero deste artista, que surpreende pela perfeita união de usabilidade e beleza.

 Revista Artkasa - Fale um pouco sobre a sua formação e trajetória profissional. Aristeu Pires - Na verdade, toda a minha formação foi na área de Ciência da Computação, tendo feito a graduação na Universidade de Brasília (UnB) e o mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Trabalhei 25 anos nessa área. Minha última função foi como Diretor de Tecnologia de uma multinacional, quando decidi sair da vida estressante pela qual viajava 360.000 km por ano. Assim, no final de 2001, decidi morar em uma cidade pequena e fazer algo que fosse

16

. Novembro . 2010


gratificante pra mim, não no aspecto financeiro, que é um fator importante, mas secundário. Minha formação em design foi através de leitura e observação. O plano inicial era montar uma loja e trabalhar apenas com o design dos móveis e a produção seria feita por terceiros. Isso não deu certo e acabei tendo que montar uma pequena marcenaria para executar as coisas como eu imaginava. Isso me deu a oportunidade de experimentar na prática o potencial e os limites dos materiais e as características que devem ser observadas no processo de fabricação; no nosso caso, bem artesanal. De lá para cá foram muitos atropelos e lutas, que me ofereceram a oportunidade de aprender muitas coisas.

 Quem são as suas principais referências profissionais? A principal referência é o designer Sérgio Rodrigues. Eu estudei na UnB e vários móveis lá foram feitos por ele. Antes mesmo de imaginar que um dia iria trabalhar com móveis comprei duas Kilin (em 1979) na loja Oca (quando fui morar no Rio de Janeiro). Quando resolvi

Novembro . 2010 .

17


DESIGN

entrar nessa área, coincidentemente, o primeiro de-

de dezenas de sistemas que foram inovadores e

signer que conheci pessoalmente foi o próprio Sér-

revolucionários na época. Todos eles já se torna-

gio. Hoje tenho o prazer de ter uma boa amizade

ram obsoletos, pois a tecnologia mudou muito. A

com ele, que continua me inspirando e ensinando.

maior motivação no design de móveis é desenvol-

Também tenho uma grande influência do design

ver produtos que vão durar mais do que eu. Tal-

escandinavo, em particular do dinamarquês Hans

vez, num futuro distante, eles sejam considerados

Wegner, além do italiano Carlo Mollino e do alemão

móveis “vintage” (até lá inventarão um novo termo

Vladimor Kagan (radicado nos EUA).

para isso), mas muitas peças ainda estarão em uso. Também tenho feito pequenas incursões em outras

 Que critérios utiliza para escolher o tipo de

áreas como luminárias e utensílios. O tipo de design

material para produzir as peças?

que me interessa é aquele que busca apresentar

Atualmente o material que uso para desenvolver

uma solução para alguma necessidade, unindo a

os produtos é predominantemente a madeira ma-

usabilidade com a beleza. Na verdade, existe um

ciça. Apenas em alguns tampos de mesa utilizo

ponto em comum com a atividade que desenvolvia

MDF ou multilaminado. No futuro, quando estiver

antes e a que exerço hoje: o uso da imaginação para

dominando um pouco mais essa matéria-prima

o desenvolvimento de uma solução. Isso pode ser

tão rica, gostaria de descobrir novas alternativas

aplicado ao design de vários tipos de produtos.

como o Corian e o aço.

 Como surgem as ideias para  O que mais te motiva no design de móveis?

o design das peças?

Quando trabalhei na área de informática, partici-

Não tenho um processo específico. Por incrível que

pei da concepção, desenvolvimento e implantação

pareça, boa parte das cadeiras foram desenhadas

18

. Novembro . 2010


num avião, enquanto viajava de um lugar para ou-

gar até aquele ponto. Por outro lado, o rebuscado

tro. Talvez por estar impossibilitado de sair do lugar.

existente em móveis mais antigos (ou mesmo em

Nessas horas, rabisco um esboço a lápis e, numa

alguns concebidos há poucos anos), nem sempre

outra oportunidade, desenho em escala já consi-

agrega funcionalidade, apenas um enfeite visual.

derando a ergonomia e as medidas desejadas. A

Com o passar do tempo, aquilo que foi novidade

partir daí é construído um primeiro protótipo onde

um dia pode se tornar um detalhe ultrapassado. É

são feitas as correções de ergonomia e os acertos

isso que distingue o design contemporâneo dos de-

no design. Também são necessários alguns ajustes

mais. Alguns produtos concebidos nos anos 30 e 40

buscando facilitar o processo de fabricação.

são sempre atuais. Por outro lado, algumas peças “modernosas” lançadas 10 anos atrás, não caberiam

 Você considera que a funcionalidade dos mó-

hoje em nenhuma decoração de bom gosto.

veis surge a partir do uso de traços simples? Nem sempre um traço simples é funcional e, mui-

 Como alinhar design e ergometria

tas vezes, para se ter um produto com essa carac-

com perfeição?

terística existe grande complexidade no desenho,

Existem várias maneiras, algumas delas com o auxí-

principalmente quando é requerida uma precisão

lio de computadores. No meu caso (que não aban-

milimétrica para que uma funcionalidade seja efe-

donei completamente minha profissão anterior),

tiva. Muitas vezes, um produto de visual simples

faço um desenho preliminar, considerando algumas

não aparenta o trabalho desenvolvido para se che-

medidas conhecidas da ergonomia; construo um

Novembro . 2010 .

19


DESIGN

protótipo; faço os acertos de ergonomia; e depois

 As suas peças são criadas para

disso volto a trabalhar no visual da peça. Houve ca-

que tipo de pessoas?

sos em que passei por cinco protótipos até chegar

Minhas peças são criadas para pessoas que gostam

ao que queria. Um exemplo é a cadeira Duda que,

das mesmas coisas que eu, indiferente do status

mesmo depois de lançada no mercado, passou por

social, nível de escolaridade, idade, origem ou qual-

três alterações significativas, em função da ergono-

quer outro fator. Alguns móveis nossos estão em ca-

mia e do design.

sas elegantes de pessoas de alto nível intelectual e alguns com muito poder aquisitivo. Por outro lado,

 Quais os benefícios para a vida do consumidor

vários colaboradores que trabalham na nossa fábri-

ao utilizar um móvel que une design e ergometria?

ca ou pessoas simples da vizinhança, têm em casa

Acho que é o desejo de todos: ter em casa uma

uma ou mais peças que produzimos. Essas pessoas

peça que seja agradável aos olhos e ao mesmo

apreciam e guardam esses objetos como se fosse um

tempo agradável ao corpo, proporcionando con-

tesouro, mesmo que sejam produtos com pequenos

forto e descanso. Para mim, como designer, a

defeitos de fabricação. São pessoas que nunca ouvi-

maior satisfação é criar uma peça que as pessoas

ram falar dos grandes mestres do design, não reco-

queiram ter por toda a vida, quem sabe, deixar

nhecem nenhum objeto clássico, mas têm um gosto

para as futuras gerações.

apurado inato. Isso é muito gratificante.

20

. Novembro . 2010


ESTILO DE VIDA

Atlatis 40, da Yacht Brasil.

22

. Novembro . 2010


Luxo Náutico FOTOS: DIVULGAÇÃO

E

m todo o mundo são fa-

terceiro, quarto e quinto lugares,

bricados cerca de 1.000

respectivamente. Modelos de alto

iates de luxo por ano,

desempenho são projetados com

com preços que chegam

base em criatividade e personali-

a ultrapassar facilmente R$ 10 mi-

dade. Um resultado de conforto,

lhões e levam de oito a dez meses

design, inovação e desempenho.

para serem construídos. Neste res-

A Atlantis 40, da Yacht Brasil é

trito mercado, o Brasil representa

uma sport cruiser que possui es-

aproximadamente 1,5% do con-

paçoso cockpit, duas cabines e

sumo mundial. A Itália é a maior

3m² de plataforma de popa, per-

produtora de iates, com 260 uni-

mitindo uma agradável convivên-

dades. Em segundo lugar está os

cia a bordo. Nas horas mais quen-

Estados Unidos com 85. Holanda,

tes do dia e para melhor proteção

Reino Unido e Alemanha ocupam

do vento durante a navegação, o


ESTILO DE VIDA

elegante teto conversível (hardtop) irá provar seu valor. Ele intensifica a vocação da Atlantis 40 como um open yacht, como a estrutura que suporta seu visual muito leve graças à ausência de targas laterais. Desta forma, a visibilidade que se tem do comando permanece excelente. O flybridge da Azimut 58, da Yacht Brasil, foi concebido por Stefano Righini. Ele reflete a beleza da natureza e espalha a luz dos panoramas externos em todo o interior da sala através de vastas extensões de vidro e Acima: Iate Azimut 58, da Yacht Brasil. Abaixo: Ferreti 880, da Ferretti Yachts.

novas janelas panorâmicas na cabine master, que pela primeira vez, pode ser aberta. Uma obra-prima de luminosidade e versatilidade. A Azimut 58 está equipada com o iBoat, um sistema para a adaptação e aplicação do iPod ao sistema de áudio do iate. Pela primeira vez no mundo em um iate, a aplicação de “plataformas” para o iPod foram criadas na cabine do hóspede para permitir a conexão ao sistema de difusão de áudio. Assim, o prazer de iatismo é combinado com a trilha sonora perfeita para uma viagem no mar. O Flybridge de 18m de comprimento e 5m de largura, oferece um grande salão no convés principal, com uma cozinha aberta e pequena sala de jantar, e no andar inferior três cabines espaçosas iluminadas por luz natural filtrada pelas janelas de forma original. O Benetti 105 Tradition, da Ferretti, tem três pavimentos, incluindo um grande e prático

24

. Novembro . 2010


Benetti 105 Tradition, da Ferretti Yachts.

terraço. A excelente ergonomia do

que permite o acesso às áreas mais

layout interior permite aos visitan-

protegidas e exclusivas do mar.

tes desfrutarem as áreas em todos

A Ferretti 830 está em uma catego-

os níveis, com conforto. A decoração

ria única no quesito luxo em alto-

interior foi projetada por François

mar, com um amplo salão com TV

Zuretti e está disponível em duas

de plasma e mesa de jantar para

variações, o clássico e o moderno.

oito pessoas. Seus contornos es-

Ambos estão unidos por um traço

guios na flybridge se dão pela inusi-

em comum: a atenção especial aos

tada posição da barra de rolagem na

detalhes e materiais naturais para

popa, que ainda oferece a vantagem

criar ambientes exclusivos e elegan-

de uma refrescante sombra em

tes. A liberdade de navegação é ga-

horários mais quentes. Capacidade

rantida pela redução dos motores,

para 20 pessoas a bordo.

Novembro . 2010 .

25


DESTAQUE

Beleza em forma de felicidade Reconhecida por conceber jóias que personificam toda a vivacidade e alegria da alma brasileira, a BRUMANI cria pequenas preciosidades que saltam aos olhos. Cada peça une tecnologia com a tradição e o

know-how da joalheria feita à mão, sem a qual a delicadeza de cada detalhe não seria possível. Criações que se destacam pelo uso de diamantes com preciosas e

Divulgação

raras gemas coloridas, num jogo de cores e contrastes, luzes e sombras, que fascinam, revelando inusitadas combinações de formas, cores e movimentos, a verdadeira personalidade de uma escolha feminina. Encontre na Belatrix: 9406.7400

Divulgação

Clos de Los Siete Produzido no Valle do Uco, em Mendoza, Argentina, pelas vinículas de mesmo nome, este vinho possui o aroma de frutas vermelhas maduras. Sob a batuta do enólogo e consultor francês Michel Rolland, o Clos de Los Siete é intenso, equilibrado e harmonioso, com taninos maduros e final persistente. Encontre na Grand Cru: 3201.0589

26

. Novembro . 2010


A todo tempo, feita para você! A Moldura Minuto oferece diversas opções de produtos versáteis, apropriados a todos os tipos de ambientes. Os quadros refletem sensações de tranqüilidade, alegria e bem estar,

Alex Fernandes

além de tornar a sua casa ainda mais atraente, com a composição ímpar de belas peças. Por isso, a empresa oferece mais do que molduras. Valoriza e preserva momentos, conquistas e alegrias em apenas 1 hora. Encontre na Moldura Minuto: 3207.2235

Sofisticação sob medida Alex Fernandes

A linha Equilibrium da Capa de Edredon e da Colcha com porta-travesseiros da MMartan, traduz uma natureza suave em adamascado de luxo nos tons khaki e marfim. Literalmente equilibrada e essencial, valoriza o toque e a maciez do Algodão Egípcio 300 fios em jacquard. O Jogo de Lençol e a Almofada Classics decorativa fazem parte da linha Essencial da MMartan, e traduz uma presença impactante de bordados precisos em arabescos, concebido para ocasiões únicas, enfatizando e eternizando momentos especiais. A linha apresenta o conforto e aconchego do Algodão Egípcio. Encontre na MMartan: 4008.4005

Novembro . 2010 .

27


GALERIA

Consciência Rosa

O

movimento popular internacional Outubro Rosa é comemorado no mundo inteiro. O Nome remete à cor do laço que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população,

empresas e entidades. O grupo Artkasa aderiu à campanha e convidou a arquiteta Maria Luiza Lamas para desenvolver a vitrine da loja Artkasa Móveis, em um evento que reuniu importantes médicas oncologistas de Natal. “O conceito desta vitrine tem como objetivo conscientizar as mulheres para a importância da prevenção”, explica Maria Luiza. Desta forma, o ambiente foi pensado pela utilização de materiais naturais como madeira de reflorestamento, seguindo a linha de preservação do meio ambiente e elementos naturais, como plantas selvagens, transmitindo a idéia de prevenção e tranquilidade em de tons neutros e clássicos.

Alex Fernandes

01

28

. Novembro . 2010


Fotos: Alex Fernandes

02

03

01. Vitrine Artkasa da arquiteta Maria Luiza. 02. Cláudia Galindo e a Liga Feminina Contra o Câncer. 03. Claudia Gallindo, Sovania Monte, Danielle Ribeiro e Maria Luiza Lamas. 04. Liga Feminina Contra o Câncer.

04

Novembro . 2010 .

29


GALERIA

05

Fotos: Diego Câmara

06 05. Danielle, Flávio, Sovania e Rafael Monte. 06. José de Ribamar, Beto Fonsêca e Flávio Monte. 07. Vitrine Outubro Rosa 08. Sovania Monte, Socorro Aguiar e Claudia Galindo. 09. Danielle Monte, Rafael Monte e Sovania Monte. 10. Genauda França, Clea Fátima Costa, Solange Lyra, Miriam Almeida e Fátima. 11. Tinesa Emereciano, Danielle Monte, Maria Luiza Lamas, Sovania Monte, Maria Carmen, Carol Almeida e Alexandra Santos. 05

30

. Novembro . 2010


Diego C창mara

Alex Fernandes

07 Alex Fernandes

08 Diego C창mara

09

10 11

Alex Fernandes

Novembro . 2010 .

31


MAKING OF

Cenários para grandes talentos FOTOS: ALEX FERNANDES

V

ai começar a tão esperada Edição 2010 da Mostra Artkasa, inspirada este ano pela famosa frase de Leonardo Da Vinci: “Simplicidade é o último grau da sofisticação”, que

para o mundo da arquitetura e design de móveis e interiores se traduz em conceitos de nobreza e elegância em todos os sentidos, sem abandonar a descrição e delicadeza. A Mostra, além de reconhecer e prestigiar os talentos da arquitetura do Estado, apresenta o que há de melhor em mobiliário e decoração. Os clientes e parceiros Artkasa também fazem parte dessa grande festa, que ficará montada durante um mês para o público. A seguir os arquitetos que prometem criar espaços de bom gosto, requinte e muita inovação, marca registrada da Mostra: Marilia Bezerra, Danusa Alvarenga,

32

. Novembro . 2010


Novembro . 2010 .

33


MAKING OF

Ysnara Almeida, Bruna Gosson, Ana Paula de Paula, Rita Albuquerque, Gabriela Madruga, Camila Caldas, Ana Paula Arsand, Zandra Caldas, Emanuelle Melo, Mariana Madruga, Graça Madruga, Mirtha Varga, Régia Nobre, Flávia Ribeiro Rocha, Ana Miriam, Janice Diógenes, Isnara Gurgel, Ana Clara Madruga, Ceres Madruga, Maria Luiza Negreiros, Patricia Gurgel, Priscylla Cabral, Gracita Lopes, Marilia Bezerra, Viviane Teles e Renato Teles. Confira o making of do evento e aguarde a cobertura completa da Mostra na próxima edição.

34

. Novembro . 2010


INFORME PUBLICITÁRIO

Os mistérios da vaidade humana FOTOS: DIVULGAÇÃO

Nos dias atuais, em

parado para compreender os benefícios da cirurgia

uma sociedade alta-

plástica e poder se utilizar deles. Os autores, em

mente competitiva, a

uma linguagem correta e esclarecedora, discorrem

saúde e a beleza físi-

sobre a relação médico- paciente, os riscos e, so-

ca tornam-se fatores

bretudo, todos os cuidados que o paciente deverá

determinantes, não

ter ao procurar o médico que fará o procedimento.

só no aspecto pro-

Além da contribuição social da cirurgia plástica, a

fissional como para

obra discute a pressão atual pela magreza, a mu-

uma melhor integra-

dança do conceito de beleza ao longo dos tempos,

ção nos diferentes

o narcisismo e as visões da mitologia e da psicaná-

grupos sociais, o que

lise sobre o tema. A abordagem ao mesmo tempo

resultou em um aumento da procura pela cirurgia

complexa e cuidadosa rendeu elogios do renomado

plástica. É importante, sobretudo diante da banali-

cirurgião plástico Ivo Pitanguy e do escritor Murilo

zação e má compreensão de uma medicina de ex-

Melo Filho, membro da Academia Brasileira de Le-

celência, que a boa qualidade deste campo do co-

tras (ABL), que assinam os prefácios.

nhecimento humano seja adequadamente exposta.

Charles Sá e Natale Gontijo de Amorim mostram

Com esse propósito, os Drs. Luiz Charles Araújo de

que a cirurgia plástica surgiu como um avanço da

Sá e Natale Gontijo de Amorim, especialistas em

medicina para proporcionar ao homem o direito de

cirurgia plástica com larga experiência, resolveram

corrigir anormalidades e de melhorar dotes físicos.

escrever Os Mistérios da Vaidade Humana.

“Quando bem indicada e bem realizada, esta cirur-

Os Mistérios da Vaidade Humana é um guia de boa

gia ajuda na busca de uma vida plena de auto-con-

qualidade para que o paciente esteja mais bem pre-

fiança e satisfação”, afirma Charles Sá.

Novembro . 2010 .

35


DECORAÇÃO

Sensibilidade para realizar sonhos FOTOS: RICARDO JUNQUEIRA

R

ose Gusmão gosta de desenvolver os seus trabalhos pesquisando novos materiais e acabamentos diferenciados. Os 18 anos atuan-

do como arquiteta, lhe mostraram que o mais importante para desenvolver um trabalho é ter a sensibilidade para entender o que o cliente deseja, tanto no uso do espaço, quanto no investimento financeiro, para que o projeto tenha sucesso e seja totalmente realizado.

36

. Novembro . 2010


DECORAÇÃO

Para este ambiente, a arquiteta optou por cores claras e móveis de design diferenciado, como a mesa oval em madeira zebrano e cadeiras em couro preto. Na sala de estar, foi escolhido um sofá de linhas retas com poltronas giratórias em tecido brocado. A mesa de centro é em madeira laqueada marrom e vidro chocolate e, para a mesa lateral, Rose optou pelo uso de madeira e espelho. Neste projeto, a arquiteta procurou mesclar um pouco o estilo dos objetos de decoração para um resultado aconchegante e atemporal.

38

. Novembro . 2010


DECORAÇÃO

Tradição reinventada com bom gosto FOTOS: ALEX FERNANDES

A

tradicional residência em Petrópolis teve alteração em sua planta original em várias intervenções, com a inversão dos cômodos para melhor aproveitar a ventilação e inso-

lação. Hoje, passados alguns anos da elaboração do primeiro projeto, a casa acompanha a evolução dos tempos e, naturalmente, a vida de seus habitantes. Este é um projeto de Renato Teles, arquiteto atuante há 28 anos, que considera a coerência com os seus conceitos e com aqueles para quem está projetando, um diferencial do seu trabalho.

40

. Novembro . 2010


DECORAÇÃO

Para este projeto, o arquiteto reaproveitou os elementos e memórias da família e objetos pessoais. Tudo isso, com a complementação da beleza e requinte dos móveis da Artkasa.

42

. Novembro . 2010


DECORAÇÃO

Marca leve e casual FOTOS: RICARDO JUNQUEIRA

Cada projeto que desenvolve é sempre um novo desafio e nunca um é igual ao outro. E as características especiais de

cada um é o que torna a profissão interessante para a arquiteta, há 18 anos no mercado. A pesquisa por novos materiais e técnicas é um ponto importante para o escritório, sempre atualizado com as tendências do mercado, unindo funcionalidade e estética aos projetos. No primeiro ambiente, foram usados estofados, mesas e cadeiras da Sierra. Como o local tinha limitação de espaço, estes móveis atenderam ao

44

. Novembro . 2010

Wellington Barbosa

A

rquitetura é a vida de Marília Bezerra.


Novembro . 2010 .

45


DECORAÇÃO

projeto de acordo com as especificações necessárias. Já no espaço de varanda foram utilizados móveis da Mac em madeira e fibra sintética, o que tornou o ambiente casual. Estas peças são exclusividade da Artkasa, super adequados a nossa cidade. Os últimos ambientes são em cores claras, com mesa de centro e lateral em laca preta e aço, ambos de traços limpos e modernos, deixando-os leves e contemporâneos. As mesas são da Trebi, exclusividade Artkasa.

46

. Novembro . 2010


Novembro . 2010 .

47


DECORAÇÃO

Contemporâneo gracioso FOTOS: ALEX FERNANDES

detectar as dificuldades e propor soluções. Este é o modo pelo qual Maria Luiza Lamas atua na arquitetura. Há 6

anos no mercado, a profissional considera fundamental atingir o ponto de equilíbrio entre a opinião do arquiteto e o estilo e anseios dos clientes. E isso se faz com uma visão estratégica na busca por informações pontuais que garantam a satisfação pelo resultado final. A exploração de materiais, tais como sintéticos ou naturais, marca o que há de mais contemporâneo nos interiores. Para dar vida a este projeto

48

. Novembro . 2010

Arquivo Pessoal

C

onhecer o ambiente a ser trabalhado,


DECORAÇÃO

a arquiteta elegeu a madeira de reflorestamento com móveis da Saccaro e estofados da Sierra Móveis, onde a união com fibras proporcionou um resultado de desenho moderno e atual. Com o conceito “menos é mais”, ambientes foram criados em tons naturais, compostos por peças com traços lisos e leves, de poucas curvas.

50

. Novembro . 2010


Novembro . 2010 .

51


INFORME PUBLICITÁRIO

Um mundo de escolhas para ambientes inovadores FOTOS: ALEX FERNANDES

Os tapetes são complementos belos e indispensá-

tipos de ambientes. Sua textura felpuda e macia

veis aos ambientes, tornando-os mais aconchegan-

convida ao conforto e aconchego.

tes e requintados, além de proporcionarem uma

A Emirates Collection é uma linha vinda especial-

agradável sensação de conforto térmico e acústico.

mente dos Emirados Árabes para espaços de bom

O estilo dos espaços, as cores utilizadas nos móveis

gosto. As peças modernas desta coleção seguem as

e demais objetos e o gosto pessoal devem ser fa-

maiores tendências mundiais em tapetes e trazem

tores consideráveis na escolha do tapete. As peças

um amplo mix de cores e texturas. A praticidade na

mais elaboradas costumam ser admiradas e podem

manutenção destes tapetes, revestidos por um pro-

receber um destaque todo especial em relação ao

duto que repele a sujeira, reforça o cuidado dos for-

mobiliário, sem perder o caráter funcional.

necedores em garantir um padrão de qualidade.

Adroaldo Tapetes do Mundo é a única loja especializada no Nordeste e já é considerada tradicional no ramo, iniciado há 40 anos em Recife. Incluindo a loja matriz, a empresa está presente hoje em João Pessoa, Fortaleza e Natal, sempre com novidades exclusivas dentro das tendências mundiais no design de peças com origem no Oriente, Alemanha, França, Bélgica, Estados Unidos, Ásia, dentre outros. Os tapetes estão disponíveis para pronta entrega, mas podem ser solicitados em qualquer tamanho. Neste caso, a peça é entregue em aproximadamente 10 dias. Uma coleção destaque na loja é a Franciline. Origi-

Adroaldo Tapetes e Carpetes do Mundo

nários da França, os tapetes dessa linha são moder-

Av. Hermes da Fonseca, 744. Tirol (84) 3221.0982 | www.adroaldo.com.br

nos e versáteis, podendo ser utilizados em diversos

52

. Novembro . 2010


ARQUITETURA

Gols de oportunidades em concreto FOTOS: DIVULGAÇÃO

O aquecimento da construção civil potiguar é percebido em cada esquina, com perspectivas de continuar num ritmo acelerado nos próximos anos. Os mais variados empreendimentos surgem para todos os gostos e sempre com novidades que estimam pelo prazer de morar bem. O setor emprega hoje 35 mil pessoas e esse número deverá dobrar com as obras para a Copa do Mundo de 2014. Do ponto de vista do mercado imobiliário, as oportunidades Perspectiva do quarto de casal do Condomínio Alice Grilo.

54

. Novembro . 2010

serão incontáveis. Com a vinda de seleções de futebol para Natal, o nicho de hotéis, resorts e campos de treinamento irá crescer.


Torres do CondomĂ­nio Alice Grilo.


ARQUITETURA

56

. Novembro . 2010


Sala de estar e jantar, cozinha e quarto do Condomínio Alice Grilo.

“Jamais receberíamos o volume de investimentos que vai se transformar em obras estruturantes para a nossa cidade se não fôssemos sede”, analisa o Presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil – Sinduscon-RN e diretorpresidente da Ecocil, Silvio Bezerra. Para ele, a concretização da Copa do Mundo em 2014 deve ser tratada como uma questão de honra pelo Estado, pois, caso Natal seja excluída do rol de cidades-sede, terá perdido 30 anos de investimentos pesados em infraestrutura. “É uma oportunidade grande para novos investimentos. A Copa vai decidir o futuro econômico e social do Rio Grande do Norte”, opina Bezerra.

Novembro . 2010 .

57


ARQUITETURA

Mantendo o status de uma das principais incorporadoras do Nordeste, a construtora Moura Dubeux está atenta ao desenvolvimento potiguar e comemora a vinda da Copa como uma conquista importante para o mercado imobiliário. “Este evento trará investimentos em vários setores e, particularmente, estamos estudando investimentos na rede hoteleira e residenciais com serviços (Home Service)”, aponta Fernando Amorim, superintendente da Moura Dubeux no Rio Grande do Norte e Ceará. Em se tratando de empreendimentos, a empresa, com experiência de mais de 27 anos na construção de edifícios através de condomínio fechado, aposta nessa modalidade de vendas para o mercado natalense, com o lançamento do empreendimento Alice Grilo, no bairro de Lagoa Nova. São duas torres, cada uma com 26 andares, e dois apartamentos por andar, com 160 metros quadrados de área privativa. Para Ricardo Abreu, diretor da Abreu Imóveis, a expansão imobiliária em Natal, como acontece em todo o Brasil, se deve pela estabilidade econômica e disponibilidade de linhas de crédito pelos bancos para a compra de imóveis. “Isso resultou numa grande alavancada do mercado e o Rio Grande do Norte não podia ficar de

58

. Novembro . 2010

Perspectivas de living e torre do Residencial Infinity.


Novembro . 2010 .

59


Fotos: Rámon Vasconcelos

Piscina do Dunas de Cotovelo.

fora, visto que temos uma grande demanda pelo alto nível de déficit imobiliário que temos no Estado”, explica Ricardo, que destaca também a importância da Copa para cidade, pois, “os investimentos em infraestrutura para este evento levarão a outros novos investimentos na cidade e isso fará com que Natal cresça numa velocidade maior do que vem acontecendo”. A Abreu Imóveis destaca hoje a comercialização de dois grandes empreendimentos, o residencial Infinity e o Condomínio Dunas de Cotovelo, ambos projetados pela equipe da Abreu e Barros Arquitetura. O Infinity é um residencial multifamiliar, localizado em Areia Preta, com um total de 30 apartamentos, sendo 2 por andar. O Condomínio Dunas de Cotovelo possui uma linha estética contemporânea, na qual foram criadas duas alas paralelas de apartamentos, todos favorecidos com a bela vista para o mar. São 64 apart-hotéis, localizados na praia de Cotovelo.

60

. Novembro . 2010


Do Tirol para as passarelas mundiais

PERSONALIDADE

62

. Novembro . 2010

A

modelo natalense Fernanda Tavares estreou na passarela aos 13 anos, incentivada pela mãe, Cheilha Correia. Após a persistência típica das profissionais deste ramo que al-

cançam o sucesso, o nome de Fernanda vem sendo pronunciado pelos estilistas mais famosos do mundo da moda há algum tempo. E sem data de validade. Atualmente, a modelo é casada com o ator Murilo Rosa, com quem tem um filho.

 Revista Artkasa - Como foi a escolha pela carreira de modelo? Fernanda Tavares - Na realidade, sempre fui muito vaidosa desde criança e pensava em ser modelo como a maioria das meninas. Minha mãe foi a minha incentivadora número 1. Foi ela quem me inscreveu num concurso de modelo em Natal, e no ano seguinte, em 1995, me mudei para São Paulo a convite da agência que organizou o concurso na época.

 Como foi a infância e adolescência em Natal? Que importantes lembranças possui desta época e o que mais gostava de fazer? Passei metade de minha vida em Natal e a outra no mundo. Minha infância e início da adolescência foram


Nana Moraes


PERSONALIDADE

na cidade do sol, em uma época em que não tenho

 Quais foram os momentos mais marcantes

nada do que reclamar. Até gosto de lembrar a fase

da sua carreira?

em que ia para a escola e, na volta, pegava só um

Quando fui a Paris pela primeira vez. Era um lugar

ônibus e andava horrores no sol, só para economizar

que não pensava em ir, pois as modelos que já ti-

passagem (risos). Também ia todas as noites brincar

nham ido diziam que era a pior cidade para se ga-

com meu irmão e amigos, numa pracinha da Rua

nhar dinheiro. Com muita insistência de minha se-

Hemetério Gurgel, no Tirol, onde morava. Gostava

gunda agência aqui no Brasil, eu, graças a Deus, fui!

de andar de bicicleta e brincar de skate com os co-

Lá, conheci os melhores fotógrafos e trabalhei em

legas. Foi muito bom! Hoje, quando volto lá e vejo

minhas principais capas, editoriais e campanhas.

tudo deserto me dá até um pouco de tristeza, pois na minha época, aquilo tudo era muito mais alegre.

 Como você descreve a Fernanda

Mais rua e menos video game.

Tavares profissional? Super tranquila na produção, mas exigente com os

 Com foi pra você sair de uma cidade tão

resultados.

pequena para ganhar o mundo como modelo, morando em cidades bem maiores e desfilando

 E como é a Fernanda Tavares mãe e esposa?

para marcas famosas?

Super tranquila, mas exigente com os resultados

Não foi tão difícil porque sempre tive minha mãe

(risos).

comigo, ou seja, estava no mundo, mas tinha “minha casa, meu pilar” sempre me acompanhando.

 O que você mais gosta de consumir em se tratando de moda?

 Quais as maiores dificuldades que enfrentou

No momento, o que consumo mais em minhas via-

na carreira e como superou?

gens, acredite se quiser, são coisas (roupas e brin-

Claro que, mesmo com este pilar, tinha momentos

quedinhos) para o meu filho.

em que eu pensava “o que estou fazendo aqui? Por que não estou vivendo uma vida normal como a

 O que você faz diariamente para cuidar

maioria das minhas amigas, que estão estudando

da saúde do corpo e da mente?

e namorando?”. Mas percebi que, para estar nesta

Tento me exercitar diariamente com corrida, alon-

profissão, você tem que realmente querer e ter for-

gamento e pilates. Claro que não é fácil com o ritmo

ça de vontade. Então, com a ajuda de minha família,

dos trabalhos e das viagens.

sempre ergui a cabeça e segui em frente.

64

. Novembro . 2010


Fabio Bartelt

 Que produtos de beleza e itens de maquiagem você utiliza no dia-a-dia? Maquiagem, uso sempre o curvex mais o rímel e, como estou sempre branquinha, uso o pó terracota no rosto para dar um ar saudável. E os produtos de beleza, os de sempre: creme que previne o envelhecimento da pele, gel para os seios, cremes para o corpo, e por aí vai... o que eu souber que faz bem, é bem vindo.

 Quais os seus hobbies? O que gosta de fazer nas horas livres? Essa é fácil: curtir a “family”!!!

 Como é um dia perfeito para você? Sem as obrigações que todo ser humano adulto tem, ou seja, um dia sem ter que pensar

Duran

em nada mais “burocrático” e só curtir a família (risos).

 O que mais te maravilha no universo da moda e por quê? O que ele significa pra você? O que mais me impressiona é o poder de influência que a moda tem. Mas também, o leque de opções que ela dá para todos os tipos de pessoas, independente do poder aquisitivo de cada uma. Acho a moda importante, não para dizer o que é “certo ou errado”, mas sim, como uma maneira de cada um se expressar, de dar a sua opinião.

Novembro . 2010 .

65


PERSONALIDADE

 Quais os profissionais de destaque da moda em sua opinião? É injusto falar um só, pois são tantos nomes. Tanto os novos quanto os eternos! Então, realmente,

Gilles Bensimon

não dá para responder.

 Está trabalhando em que campanhas atualmente? Aqui no Brasil, uma das campanhas de maior destaque é a da Monange, feita com a Xuxa. No exterior, tenho viajado com frequência para fazer trabalhos na Europa, mas, principalmente, para Nova York.

 O que pretende com a carreira daqui por diante, já que também teve algumas experiências na TV? Fale um pouco sobre isso. Tenho planos para a TV sim, mas, como ainda não são concretos, prefiro não falar.

 Que dicas você daria para as meninas que estão começando agora na carreira de modelo? Perseverança e muita força de vontade. Mas, por favor, com os pés no chão e sem perder a humildade, pois é com ela que conquistamos as pessoas. E, claro, muita sorte!

66

. Novembro . 2010


MODA

Amor e Guerra A DUALIDADE DAS FLORES E DO MILITARISMO FAZ A MODA DO VERÃO 2011 POR GEORGE AZEVEDO

TODAS AS FLORES

G

randes, pequenas, miúdas... as flores aparecem de todas as formas na moda verão 2011. Elas estão em todos os lugares, nas vitrines mais charmosas e até mesmo nos

grandes salões. Vestir-se de flores é o must have da estação. John Galiano que o diga, com o seu desfile lendário em Paris. 01

As estampas florais para esta temporada estão mais democráticas do que nunca, cobrindo teenagers, modernetes e lady likes. Ou seja, mulheres chiques e sofisticadas, numa expressão máxima de glamour. É exatamente essa mulher que focamos, com vestidos românticos e acinturados, fazendo um mix harmonioso com as rendas. Um luxo só.

68

. Novembro . 2010


02 Fotos: Humberto Lopes Modelo: Carol Pacheco (Tráfego Models) Beleza: Edmilson Hair Design Styling: Equipe GLAM

04 03

Foto 01: O vestido Letage para Bagatelle vira saia e é usado com body e bolero de renda também da Letage, o cinto é Estrela Viva, brincos e pulseiras Fabrizio Giannone, bolsa/carteira Folic e sandálias Carmen Steffens. Foto 02: Vestido Rock Lily para Touch é usado com acessórios e bolsa Fabrizio Giannone, e sandálias Andarella. Foto 03: O floral da Estrela Viva é usado em perfeita harmonia com a camisa de tricoline e o cinto da Folic, acessórios Fabrizio Giannone e sandálias Andarella. Foto 04: Vestido e cinto Folic usado com bolsa e sandália Carmen Steffens, e acessórios Fabrizio Giannone.

05

Foto 05: Vestido Lança Perfume para Renata Borsatto, usado com pulseiras e brincos Fabrizio Giannone e sandálias Carmen Steffens.

Novembro . 2010 .

69


MODA

DECLARE GUERRA

A

inspiração dos uniformes militares é uma das fortes tendências da temporada e desenha calças incríveis, jaquetas, saias, shorts,

bermudas e casacos de cortes novíssimos, com estampas camufladas e tons de verde e terra. Mas, o novo é procurar produções inusitadas, para quebrar a austeridade do look. Aqui, apostamos num mix harmonioso com as rendas, outra forte tendência do verão 2011, e acessórios com tons alaranjados e o brilho dos metais dourados. Pode acreditar! O resultado é super glam.

Fotos: Humberto Lopes Modelos: Andréia Schultz e new faces da Tráfego Models Beleza: Edmilson Hair Design Styling: Equipe GLAM

01

70

. Novembro . 2010

02


04

03

01 – Vestido Animale, acessórios Fabrízio Giannone e sandálias Carmen Steffens. Os meninos usam jeans John John e tênis Osklen para D.Hall. 02 – O casaquinho Animale é usado com vestido Florbella para Donna Donna, bolsa Carmen Steffens, acessórios Fabrízio Giannone e pisantes Têca para Tereza Tinoco. 03 – A calça camuflada e o cinto Animale são usados com regata Folic e acessórios Fabrízio Giannone. 04 – A regata camuflada é usada sobre a renda. Tudo Animale. A saia é Folic, o cinto Animale e os acessórios Fabrízio Giannone. 05 – A blusa Têca é usada com saia de paetês Karina Duek/Tereza Tinoco, pulseiras Fabrízio Giannone, bolsa Estrela Viva e sandálias Animale. E os meninos usam jeans John John para D.Hall e tênis Raphael Steffens.

05

Novembro . 2010 .

71


GASTRONOMIA

Culinária com presença FOTOS: ALEX FERNANDES

M

anipular um alimento com as mãos, criando uma forma sofisticada e, ao mesmo tempo, limpa é um presente

ao outro. Este é o espírito de entrega que faz parte do trabalho da chef natalense Sônia Benevides. Para ela, entrar feliz em uma cozinha reflete diretamente na gastronomia que desenvolve. O Chef`s restaurante é o lugar onde Sônia lidera uma equipe estimulada constantemente pela disciplina, criatividade e comunicação. O ambiente moderno da casa, indica o uso de uma cozinha contemporânea. A chef defende o uso dos produtos disponíveis na terra, segundo ela, com muito mais qualidade do que os importados, que perdem o sabor característico com as viagens. A partir daí, parte-se para a inovação nos pratos, substituindo com maestria os produtos europeus. “O uso correto da técnica, faz os pratos brilharem. É só sair do lugar comum. Às vezes tratamos as

72

. Novembro . 2010


Cordeiro com creme de milho e frutas secas.


GASTRONOMIA

Creme de jerimum com chantilly e amêndoas Rendimento: 20 porções 700g Jerimum 320g Manteiga 300g Batata cortada em rodelas q.b* Sal q.b Pimenta moída na hora q.b Essência de baunilha

Modo de Preparo

350ml Creme de leite 300g Camarão sem casca e sem cabeça

1. Junte o suco de limão ao chantilly, com sal

250ml Chantilly

e pimenta, coloque no sifão com uma carga

q.b Lascas de amêndoas torradas

e leve para gelar. 2. Tempere os camarões

30ml Suco de limão

com sal e pimenta. Reserve. 3. Elimine as

q.b Estragão

cascas e as sementes da abóbora e corte a

1 Cebola grande cortada em rodelas

polpa em pedaços. 4. Derreta a manteiga

1 Dente de Alho

em fogo baixo e frite a cebola até ficar transparente. 5. Junte a abóbora, a batata e

* Quanto baste

o alho e refogue. Junte água, sal e pimenta. 6. Cozinhe por 10 minutos, deixe amornar e passe no liquidificador. 7. Volte ao fogo e acrescente o creme de leite. 8. Frite os camarões na manteiga e junte uma gota de baunilha. 9. Em taças de dry martini, disponha o creme de abóbora e coloque os camarões ao redor. 10. Disponha sobre o creme uma porção de chantilly de limão e enfeite com lascas de amêndoas torradas.

74

. Novembro . 2010


Creme de jerimum com camar천es.


GASTRONOMIA

Babette.

76

coisas como verdades absolutas e não existem

cores e texturas para que isso seja feito com

limites para a gastronomia. Quem disse que

primazia. “As pessoas buscam o divertimento

um jerimum, por exemplo, só pode ser prepa-

e o lúdico, além do sabor, na alta gastrono-

rado pela maneira convencional?”, explica Sô-

mia. Surpreender com uma preparação inu-

nia, que também utiliza muito o feijão verde e

sitada é muito bom. Pensar em usar os ali-

branco, a rabada, o queijo de manteiga, a nata

mentos em outras formas, me encanta, pois

e a macaxeira nos pratos.

gosto de comida com presença.

A simplicidade na culinária é algo complexo

Sônia ganhou recentemente o prêmio da revis-

de se conseguir, pois é exigida muita técnica

ta Veja, edição Comer e Beber, como a melhor

para acertar os pontos de tudo, sem masca-

chef do ano (2010). “Pra mim, esta premiação

rar o prato, ou seja, o sabor do produto prin-

foi um reconhecimento pelo trabalho”, comen-

cipal é mantido com perfeição. A montagem

ta Sônia, que desde o término da faculdade de

é feita de modo clean, onde os elementos

gastronomia em 2004, não parou mais de fazer

aparecem com mais evidência e elegância.

cursos no Brasil e fora do país. A profissional

A chef costuma desenhar alguns pratos que

foca no trabalho e mira alto. Sabe que ainda

monta, diferencial adquirido com a sua pri-

tem muito caminho pela frente e isso é um es-

meira formação, a arquitetura. Para ela, é

tímulo para a chef, que considera hoje um luxo

importante brincar muito com os sentidos,

comer devagar e com apreciação.

. Novembro . 2010


Bagatelle Av. Afonso Pena, 510 - Petropolis - Natal (84) 3222-0100


SOMMELIER

Satisfação plena em tinto, branco ou rosé A aliança perfeita da harmonização

O

prazer gustativo de um alimento acompanhado da experiência em apreciar um vinho apropriado revelase uma perfeição à mesa. A arte da harmonização surge na Europa, com a função de transformar esta

união em um momento agradável, de forma que nem o vinho e nem o alimento sejam enaltecidos ou prejudicados. Com as festas de fim de ano chegando, essas bebidas são itens especiais à mesa, servindo como elemento de confraternização pela data e celebração pelos momentos únicos de reencontro com amigos e familiares. Os mais recomendados para a época na opinião de Rodrigo Lima, proprietário da Grand Cru em Natal e consultor de vinhos, são os espumantes, tipos de vinhos que remetem à festividade. “Já para o verão, uma boa pedida são os tipos brancos e rosés, que combinam com a gastronomia de peixes e frutos do mar. Esses vinhos devem ser consumidos mais gelados. Mas se alguém não abrir mão de apreciar o tinto, uma dica é a escolha por um mais leve, em especial os elaborados por pinot noir ou merlot”, explica Rodrigo.

78

. Novembro . 2010


Cedida por Hotel Aquapura Douro Valley


Cedida por Hotel Pacheca

SOMMELIER

Delicadeza sensorial O consagrado sommelier de restaurantes estrelados como George V, de Paris, Enrico Bernardo, comenta a prova de um RomanéeConti, ícone da Borgonha: “A taça transportou-me a outro mundo. Seu buquet é atraente desde os primeiros segundos. Ele libera instantaneamente o frescor de uma fruta vermelha acidulada, perfumes de bastões de alcaçuz, húmus e erva recentemente cortada. Na boca, o encontro é acanhado, mas muito intrigante em sua mistura de sutileza e profundidade. Os taninos são finos e de uma sedosidade notável. A safra 1996 confirma a classe natural e a beleza desse terroir único. Uma recordação inesquecível…” A degustação de um vinho compreende uma análise que percorre todos os aspectos sensoriais. É a observação desta iguaria com um olhar mais técnico, buscando identificar qualidades e defeitos

80

. Novembro . 2010


Todo apaixonado por vinhos busca encontrar um sabor inesquecível que desperte uma resposta do pensamento.

do produto, dissociado do gosto pessoal. O ato degustativo é único e não envolve a mistura com alimentos, para que não haja interferência na capacidade de percepção. Todo apaixonado pela bebida busca encontrar um sabor inesquecível que desperte uma resposta do pensamento, mesma reação provocada ao contemplar a tela de um grande artista. Este sentimento de plenitude é o que une e move tantos seguidores do vinho mundo afora. O vinho mais novo costuma ter um apelo mais forte ao frescor da fruta e a cor é mais viva. Com o tempo ele vai integrando melhor seus componentes, os aromas vão amadurecendo, criando novas camadas e se tornando mais intensos.

Viagem pelo sabor português Um produtor de vinho extrai da terra um fruto milenar que, macerado e fermentado, se transforma em suco alcoólico de uva que revela o caráter de sua origem, a tipicidade de seu clima e a força de seu solo. As rotas de vinhos são oportunidades únicas de prazer e conhecimento. A degustação vem acompanhada do rico aprendizado a partir da conversa direta com quem faz o vinho, da oportunidade de aspirar os aromas dos vinhedos e perder o olhar na contemplação dos terroirs. A área montanhosa do Douro, em Portugal, foi a primeira região vinícola demarcada no planeta, em 1756, pelo Marquês de Pombal. Esta região é banhada pelo Rio Douro e faz parte do chamado Douro Vinhateiro, que produz vinho há mais de 2000 anos, entre os quais, o mundialmente célebre vinho do Porto. Nessa região, as parreiras são

Novembro . 2010 .

81


SOMMELIER

As rotas de vinhos são oportunidades únicas de prazer e conhecimento.

cultivadas em jardins suspensos esculpidos pelas mãos

O Aquapura Douro Valley equilibra o tradicional e o moderno.

do homem, sendo a cidade do Porto o início da visitação pelas áreas de produção dos vinhos. A Quinta da Pacheca, uma das mais conhecidas propriedades do Douro, destaca-se pelo luxo e sofisticação, além de ter sido uma das primeiras a engarrafar vinhos com sua própria marca. As visitas às caves e adegas são guiadas diariamente por um enólogo e esta é uma das mais antigas propriedades do Douro. O hotel da propriedade chama-se Hotel Rural Quinta da Pacheca, composto por 14 quartos, num local de características rurais, mas de grande contemporaneidade e conforto. Rodrigo Lima indica o hotel Aquapura Douro Valley, localizado na propriedade da Quinta do Abraão, de 8

Cedidas por Hotel Aquapura Douro Valley

hectares, para aqueles que desejam conhecer um “resort de vinho” na beira do rio, onde o tradicional se equilibra com a modernidade. “Este hotel é fenomenal e tem um conceito design maravilhoso”, enfatiza. As referências ao Douro estão presentes na cor e nos materiais, como o matiz do vinho, o reflexo púrpura dos bagos de uva, as cintilações verdes das folhagens da vinha, os tons ocre da terra, e a utilização da madeira e do xisto. O estilo do hotel é minimalista e transgressor, rodeado por uma paisagem de socalcos de vinhas, numa atmosfera descontraída e convidativa a um passeio por entre cedros e ciprestes centenários.

82

. Novembro . 2010


SAÚDE E BELEZA

Bom pro corpo, bom pra mente FOTOS: ALEX FERNANDES

U

ma postura elegante chama a atenção. Ela reflete um ar de autoestima elevada e uma leveza de pensamentos, que se traduzem no corpo com uma posição física

adequada. Além da parte estética, uma boa postura significa saúde. O corpo, mais alongado, se torna forte e flexível e, o melhor, livre de dores. Algumas técnicas terapêuticas manuais levam a um resultado rápido e duradouro e, por isso, vêm despertando o interesse de muitas pessoas. O Pilates estimula a circulação, melhora o condicionamento físico geral, a flexibilidade, a amplitude articular e o alinhamento postural adequado. Além disso, promove melhorias nos níveis de consciência corporal e coordenação motora. Todos esses benefícios ajudam a prevenir e reduzir os riscos de uma futura lesão proporcionando também o alívio de dores crônicas. “O método Pilates é particularmen-

84

. Novembro . 2010


SAÚDE E BELEZA

te utilizado para reabilitação de problemas. Ele fortalece, alonga, e equilibra toda a musculatura que envolve a coluna vertebral”, explica Marisa Nóbrega, proprietária da Posture e fisioterapeuta especialista em Aparelho Locomotor. As técnicas que ela utiliza têm como objetivo reeducar a postura através do desenvolvimento de um equilíbrio muscular e harmonização articular. Um corpo tonificado é o sonho de muitas pessoas, principalmente quando a estação mais quente do ano se aproxima. O Pilates, além de tonificar, fortalece os músculos e auxilia no processo de emagrecimento. A RPG pode ser utilizada também para tratamentos estéticos. Uma ótima forma física, melhorias respiratórias e autocontrole, combate ao estresse, mais força e resistência muscular. Esses elementos são mais do que convidativos para aqueles que anseiam por uma vida plena de qualidade.

86

. Novembro . 2010


ENTREVISTA

Um empreendedor de sempre FOTOS: DIVULGAÇÃO

O

potiguar Marcelo Alecrim visualizou uma grande oportunidade no posto de combustíveis do pai, em Canguaretama, cidade localizada a 67 km de Natal. Este foi o trampolim para uma carreira vitoriosa, trilhada pelo otimismo de um líder persistente e

o trabalho de uma equipe comprometida com os resultados. Hoje, a ALE já é a quarta maior distribuidora de combustíveis do país em número de postos, num total de mais de 1.700 deles espalhados por todo o Brasil. Com pouco mais de 12 anos de história, é uma empresa 100% nacional que gera mais de 12 mil empregos diretos e indiretos.

88

. Novembro . 2010


“Ao longo da minha carreira houve momentos em que, enquanto uns enxergavam o fim da linha, eu vislumbrava o começo de uma nova caminhada.”

Novembro . 2010 .

89


ENTREVISTA

 Revista Artkasa - Você foi eleito Empreendedor

 RA - Como alguém se transforma em um gran-

do Ano 2010 na categoria Master, promovida pela

de empreendedor, em sua opinião?

Ernst Young, além de ter obtido outras premiações

MA - O empreendedorismo, para mim, é uma es-

destaque. Como foi receber esse prêmio?

pécie de talento, de aptidão. Acho até que a escola

Marcelo Alecrim - O prêmio de empreendedor do

contribui para lapidar o bom profissional e capacitá-

ano é o maior reconhecimento de uma carreira que

lo, mas o empreendedorismo em si está na essência,

já completa 25 anos. Ter sido o vencedor diante de

vem de dentro. O grande empreendedor tem esse

tantos líderes importantes e de renome nacional foi

sentimento bastante aguçado, é líder, é realizador,

uma das maiores emoções que já vivi. Fico muito

é otimista, é ousado e consegue visualizar horizon-

feliz de ter sido escolhido para representar o meu

tes e perspectivas difíceis de se enxergar. Acredito

país em um evento internacional dessa magnitude,

que essas características são imprescindíveis para se

principalmente num momento como este, em que

tornar um grande empreendedor. Além disso, mui-

o Brasil é a “bola da vez” do cenário mundial. Fico

ta persistência, muita perseverança, um pouco de

ainda mais orgulhoso por ser nordestino e potiguar.

sorte e estar sempre rodeado de um grande time.

É como um jogador de um time local, fora do eixo

Formar uma equipe de pessoas capacitadas, enga-

Rio-São Paulo, que é convocado para vestir a camisa

jadas e comprometidas com os resultados. Sem um

amarela da seleção brasileira. É certamente um mo-

grande time não existe um grande empreendedor.

mento mágico para qualquer pessoa.

90

. Novembro . 2010


 RA - Quais foram as situações mais marcantes

gostar de escrever. É preciso, portanto, buscar aquilo

na sua vida que influenciaram nessa trajetória de

que faz você se sentir bem, que lhe dá prazer. Outro

sucesso profissional?

ponto é encarar os desafios como oportunidades,

MA - Acho que um ponto chave do meu desenvolvi-

identificar as janelas que se abrem e sempre seguir

mento profissional foi a confiança depositada pelo

em frente. Ao longo da minha carreira houve diver-

meu pai, que sempre acreditou no meu potencial e

sos momentos em que, enquanto uns enxergavam

foi um grande incentivador. É graças a ele também

o fim da linha, eu vislumbrava o começo de uma

que pude ter contato com o negócio de combus-

nova caminhada. Essa diferença de visão, de pers-

tível, já que ele possuía um posto revendedor em

pectiva é que nos faz crescer e ganhar destaque.

Canguaretama: meu trampolim. Outra situação fundamental que influenciou na minha trajetória foi

 RA - Quem são as pessoas que mais te influen-

o fato de que a minha entrada na universidade se

ciam na vida?

deu ao mesmo tempo em que eu iniciava a admi-

MA - Meu pai é uma grande referência pra mim. Foi

nistração do posto. Tive então o privilégio de alinhar

a partir dele que tudo começou. Ele me apresentou

teoria e prática desde as primeiras aulas, impulsio-

ao mercado de combustíveis, me mostrou as ferra-

nando o meu desenvolvimento como gestor. Anos

mentas, o jeito de fazer, as peculiaridades do seg-

mais tarde, já com a SAT consolidada no mercado

mento, as dificuldades do mercado. Me mostrou o

nordestino, veio um momento crucial, de decisão:

cenário, me deu oportunidade e, mais do que tudo,

optar pelo grande negócio ao fechar parceria com

confiou muito em mim, na minha capacidade. Sem-

o fundo de investimentos Darby Overseas e, dois

pre acreditou, sempre teve certeza de que eu con-

anos depois, efetivar a fusão. Acredito que é melhor

seguiria conquistar o meu lugar. A ele devo muito do

compartilhar a gestão de um grande negócio, com

que sou como homem, como empresário, como pai.

potencial de crescimento, do que gerir sozinho um empreendimento menor e mais limitado.

 RA - A Ale já foi reconhecida várias vezes como uma das melhores empresas para se traba-

 RA - Em sua opinião, que qualidades um profis-

lhar. A que se deve isso, em sua opinião?

sional precisa ter, além do conhecimento técnico,

MA - Toda empresa é feita de pessoas. Não é de equi-

para se destacar no mercado de trabalho?

pamentos, de máquinas, de veículos. São as pessoas

MA - O mais importante para qualquer profissional

que geram valor, que fazem acontecer. São as pes-

é gostar do que faz. A gente só faz bem aquilo que

soas que têm ideias, que inovam, que buscam alter-

gostamos. Ninguém será um grande escritor sem

nativas, que se dedicam, que geram os resultados.

Novembro . 2010 .

91


ENTREVISTA

Essa percepção sempre acompanhou a nossa em-

nessas informações, são desenvolvidos procedimen-

presa e a valorização dos profissionais sempre esteve

tos e instruções de trabalho com foco na redução

em primeiríssimo lugar. Procuro oferecer o melhor

dos impactos e na melhoria contínua dos processos.

clima organizacional possível, criando um ambiente

Seguindo esta filosofia, em 2005, fomos a primeira

agradável de trabalho e com todo o suporte neces-

distribuidora do país a comercializar o diesel com 2%

sário para o bom desenvolvimento das atividades. É

de biodiesel, demonstrando consciência ambiental,

preciso ainda reconhecer o empenho de cada um e

responsabilidade social e visão de futuro. Essa visão

mostrar a importância que o colaborador tem para o

também é aplicada na abertura de nossos postos,

time. Essa filosofia fez com que a Alesat figurasse no

quando promovemos criteriosa investigação am-

Guia Você S.A/Exame das melhores empresas para se

biental e orientação aos donos de postos sobre to-

trabalhar em sete oportunidades; além de dois anos

dos os requisitos legais necessários ao negócio.

figurando no guia Great Place to Work entre as me-

Mantendo a preocupação com o meio ambiente e

lhores empresas da América Latina para se trabalhar.

gerações futuras, a ALE apóia os projetos da Asso-

Esperamos assim continuar trilhando esse caminho.

ciação Ambiental Pró-Águas do Cerrado, AAPAC, no estado de Goiás. Um deles é o Projeto de Proteção

 RA - Como a Ale trabalha a questão ambiental

aos Mananciais, que tem como objetivo realizar

em seu negócio?

diagnóstico ambiental da bacia do rio Meia Ponte e

MA - Acreditamos que através de uma gestão sus-

promover eventuais recuperações no local. O outro é

tentável, com responsabilidade social e empresarial é

o Projeto Piloto de Educação Ambiental, que objetiva

possível garantir a perenidade do negócio e, principal-

desenvolver atividades junto à rede pública de en-

mente, uma relação de troca e respeito com a socie-

sino, com assuntos referentes à bacia hidrográfica e

dade que atenda as necessidades do presente sem

políticas de gestão ambiental, de saneamento e de

comprometer as necessidades de gerações futuras.

recursos hídricos. Dentre as ações sociais também

Por isso, a empresa promove, desde a sua inaugu-

relacionadas aos conceitos de sustentabilidade, ti-

ração, um levantamento de todos os aspectos e

vemos o patrocínio dos livros infantis “A Borboleta

impactos ambientais de suas operações. Com base

Azul” e “Os Guardiões do Verde”, do autor José Mau-

92

. Novembro . 2010


rício Séllos que, com foco na educação ambiental

pleto. Esportes aquáticos são sempre bem-vindos e

aliada ao folclore, tem o objetivo de contribuir para

é exatamente esse prazer que me faz escolher Na-

a formação de uma consciência crítica nas crianças

tal para morar, mesmo reconhecendo que os gran-

sobre a importância do meio ambiente.

des negócios estão na região Sudeste. Poderia citar como hobby ainda fazer viagens, principalmente

 RA - Como é a rotina de Marcelo Alecrim?

para lugares de culturas diferentes, de outras tradi-

MA - Todos os empreendedores que estão na linha

ções, de valores distintos do nosso. É sempre enri-

de frente de grandes negócios têm um dia-a-dia

quecedor aprender novas lições e perceber como o

bastante movimentado. O meu não é diferente. Os

mundo é diversificado.

compromissos são muitos, as viagens são inúmeras e as reuniões de negócios são uma constante.

 RA - Diante do estilo de vida cada vez mais

Mas tudo só é possível com uma equipe de execu-

acelerado, muitas pessoas reclamam da falta de

tivos de excelência, que me dão todo o aparato e

tempo. Você concilia bem o trabalho com

suporte gerencial para manter a empresa alinhada

a vida pessoal?

estrategicamente e funcionando a todo vapor. Cla-

MA - Realmente é complicado conciliar vida pro-

ro que a dedicação à Ale exige sacrifícios que impli-

fissional e pessoal. O mercado é muito dinâmico e

cam em menos tempo para o lazer e presença em

exige de nós cada vez mais dedicação. Os cenários

família, mas, na medida do possível, vamos ajus-

mudam com frequência e nos cobram decisões so-

tando os ponteiros do relógio para darmos conta

bre o que fazer, que caminho seguir e quando agir.

de toda essa responsabilidade.

Mesmo assim, cresce em nós também a percepção de que a convivência familiar é fundamental e so-

 RA - Quais são os seus hobbies?

mente com ela a nossa vida vale a pena. Sendo as-

MA - O mar é uma das minhas maiores paixões. Es-

sim, não abro mão de ter em minha agenda um es-

tar próximo a ele ou desfrutar das inúmeras possi-

paço reservado para minha família, que trato como

bilidades que ele fornece me deixa feliz. E se estiver

prioridade, independentemente dos compromissos

em companhia da minha família, o lazer está com-

que surgem no mercado.

Novembro . 2010 .

93


TURISMO

O amor do pacífico FOTOS: DIVULGAÇÃO ARITUBA

F

amosa pelo visual paradisíaco, a ilha do Taiti é a maior da Polinésia Francesa e localiza-se ao sul do Pacífico. 118 ilhas e atóis formam cinco arquipélagos banha-

dos por águas quentes e límpidas, emoldurados por montanhas e picos vulcânicos cobertos por uma vegetação tropical abundante. Como se não bastasse, a ilha é inundada pela exótica cultura de nativos alegres e hospitaleiros, que se manifesta não só em rituais típicos, mas na arquitetura de palafitas e piaçava, um charme a parte que reforça ainda mais o aspecto de paraíso que a região apresenta. Poucos lugares no mundo provocam tanta paixão como o Taiti e suas ilhas, onde o visitante encontra muito do que sonha e deseja na vida: os hotéis mais luxuosos do mundo, sol, paz, praias de areia branca, águas limpas e transparentes, silêncio, surf, mergulho, pesca abundante, gastrônomia maravilhosa, palmeiras e coqueiros.

94

. Novembro . 2010


A “Ilha do Amor” está repleta de montanhas escarpadas com profundos vales que abrigam uma vegetação belíssima.

Novembro . 2010 .

95


TURISMO

O sabor das ilhas A cozinha polinésia é uma mistura das comidas maori, francesa e japonesa. Os seus ingredientes básicos são originários das ilhas, sobretudo mariscos e peixes, que podem ser feitos grelhados ou temperados com leite de coco e limão. O prato mais famoso é o tamaraaa: peixe, frango, porco, tubérculos e verduras. Tudo é envolvido em folhas de bananeira e inserido embaixo da terra entre porosas pedras basálticas; depois, o preparo é cozido durante quatro horas em um forno cavado na terra. Por ser um país tropical, consome-se grande variedade de frutas na Polinésia, como mamão, manga, melancias, coco, laranja. As saladas de frutas são uma delícia, podendo ser temperadas com o toque especial da baunilha.

Capital de charme Ao visitar a capital, Papeete, os sentidos são despertados pelo aroma e sabor dos produtos do Mercado Municipal, estrutura com uma infinidade de cores e dois pisos a serem percorridos pelos mais curiosos. Junto ao Boulevard Pomare, que divide a cidade em duas, encontra-se a Catedral de Nôtre Dame. Um dos locais mais concorridos é o lendário café

96

. Novembro . 2010


Anote ai! Dicas de Abdon Gosson, proprietário da Arituba Turismo: Hotel em Bora Bora: St. Regis Resort Bora Bora é o mais elegante, romântico e luxuoso. Hospedar-se em um overwater bangalô (bangalô sobre as águas). Restaurante: O famoso “Bloody Mary’s”, onde o piso de areia e búzios oferece uma noite de diversão para os visitantes e celebridades. Nesse restaurante, as estrelas do mundo inteiro deixam suas marcas. Compras: Ir a Bora Bora e não comprar uma pérola negra será motivo de grande arrependimento para qualquer mulher. Quanto mais negra, mais valiosa é a pérola. E não deixe de comprar uma bela canga e os perfumados sabonetes de côco com baunilha. La Retro, tradicional lugar de encontro. Tai-

Passeios: Pôr do sol de catamarã, jantar a

ti, a “Ilha do Amor”, está repleta de monta-

dois em iate privativo, tour pela ilha de Jet

nhas escarpadas com profundos vales que

Ski, mergulho com tubarões e arraias. Só

abrigam uma vegetação belíssima. O Jardim

não se esqueça de levar uma câmera sub-

Botânico de Papeari e as cascatas do vale

marina para fotografar, pois a beleza natu-

de Faátautia permitem admirar a força da

ral é indescritível.

natureza. Os museus mais importantes são

Clima: Quente o ano todo, mas com uma

o de Gauguin (em Papeari) e o de Taiti e suas

agradável brisa vinda do Pacífico. A tempe-

ilhas (em Punaauia).

ratura média oscila entre 22º e 27º graus.

Pérola azul

Entre novembro e março os dias são úmidos e mornos, com muitas chuvas, e de abril a outubro, seco e fresco.

Bora Bora oferece a magia das mais belas ilhas da Polinésia, com uma variação de tons de azul em suas águas. Um dos lugares mais românticos do mundo e famosa por seus visitantes célebres, a ilha é rodeada por ar-

Novembro . 2010 .

97


TURISMO

recifes e pequenas ilhotas chamadas Motu. A ilha principal abriga vilas nativas e hotéis, fechada por uma deslumbrante lagoa azul que oferece todos os prazeres náuticos. Bora Bora é cada vez mais procurada pelos casais que deci-

É tradicional a recepção calorosa de morenas nativas com colares e coroas de flores.

dem participar do famoso casamento taitiano. É tradicional a recepção calorosa de morenas nativas com colares e coroas de flores, que gingam levemente enquanto adornam aqueles que escolheram viver um grande amor na ilha paradisíaca. A hospedagem em Bora Bora também tem suas peculiaridades. Uma dica é escolher os bangalôs sobre as águas, com saída direta para o mar sobre piso de vidro, cuja transparência permite a observação de águas turquesa e cardumes de peixes coloridos. O café da manhã é servido em barcos na hora em que o hóspede solicitar, sendo entregue pelos taitianos diretamente na varanda do bangalô, de onde partem todos os passeios pela ilha.

98

. Novembro . 2010


Revista Artkasa Ed.01  

Uma publicação quadrimestral do Grupo Artkasa Móveis.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you