Page 19

27

Os fotógrafos, por sua vez, mesmo se deixando guiar de bom grado pelo gosto dos pintores na escolha dos objetos, jamais pretenderam concorrer com a pesquisa pictórica (ARGAN, 1992, p. 81).

A arte passa a utilizar então recursos fotográficos para representar situações que antes levavam muitas horas para serem representadas através da pintura, como retratos, vários pintores se tornaram fotógrafos sem abandonar a pintura, como é o caso de Pablo Picasso que produziu varias de suas obras com o auxilio de fotografias tiradas por ele mesmo. Guernica é um dos quadros que demonstra seu trabalho relacionado com a fotografia, pois foi concebido a partir de 63 fotos tiradas sobre o tema.

Guernica (1937) Óleo sobre tela – Pablo Picasso. COORDENAÇÃO E ORGANIZAÇÃO FOLHA DE SÃO PAULO. Coleção Grandes Mestres da Pintura. Volume 3, pg. 80, Bauri, São Paulo: Editorial Sol 90, 2007.

Outros pintores tiveram seu nome reconhecimento através da fotografia. Segundo Benjamin, “David Hill, retratista famoso, compôs seu afresco sobre o primeiro sínodo geral da igreja escocesa, em 1843, a partir de uma serie de fotografias. Ele próprio tirava as fotos” (1994, p. 93). Através das fotografias tiradas para compor este trabalho Hill teve seu nome transmitido para a história, enquanto era esquecido como pintor.

Fotografia e arte na educação  

Trabalho de Curso apresentado por Nátia Pereira Vargas em dezembro de 2010