Page 1

2019

5/JUN A 10/AGO

O Silêncio do Bairro

MAURÍCIO ARRAES



Maurício Arraes 5 DE JUNHO A 10 DE AGOSTO DE 2019


4

O SILÊNCIO DO BAIRRO por Júlio Cavani

Maurício Arraes está interessado nas lacunas do

Selecionar demais o que retratar seria recortar,

cotidiano. A vida encontra respiros dentro de suas

enganar, criar um relação metonímica de

pinturas. O marasmo e o tédio ganham potência,

deslumbre e uma falsa impressão de que aquela

já que carregam uma falsa invisibilidade, quando,

parte escolhida representaria um todo idealizado.

na verdade, ocupam lugar no tempo e no espaço.

Para ele, o vazio aparentemente antinarrativo e

É a presença de uma ausência libertadora que

supostamente banal é muito mais desafiador e

estimula uma meditativa busca por uma quebra

interessante como conteúdo, sem que com isso sua

nas convencionais hierarquias visuais.

arte torne-se menos bela ou menos nobre.

É um antifetichismo cheio de propositais

Percebe-se o Brasil bastante presente na

ambiguidades. Os personagens não são

exposição. Porém, os símbolos de brasilidade

folclorizados ou romantizados. Os indiferentes

não são explícitos ou afirmativos, são casuais,

indivíduos nos cenários retratados nos quadros

manifestados principalmente nas cores vibrantes e

são como ninguéns que habitam não-lugares e

em detalhes. A luz tropical paira sobre as pinturas,

convivem com cachorros vira-latas sem nomes

só que de uma forma sincera e natural. No lugar

e sem donos. A arquitetura presente em suas

de reafirmar visualmente uma identidade cultural

paisagens urbanas é quase assignificante.

nordestina, o artista dribla regionalismos, incorpora


5

elementos da sociedade industrial globalizada e

provocadora, onde as fugas dos pontos são mais

concentra-se na essência universal de um dia-a-dia

atraentes do que os pontos de fuga. Extremamente

pós-moderno. As geometrias das paredes planas

cética, crua e sincera, a pintura de Maurício

tornam-se mais interessantes que ornamentos,

Arraes tem seus significados políticos realçados

exotismos, monumentos ou signos marcantes de

no anti-humanista momento histórico em que as

lugares conhecidos.

boas notícias estão cada vez mais raras, quando o silêncio, por vezes, transforma-se em um alívio

O comportamento das pinceladas também

ou um refúgio. É um olhar para um mundo cada

revela uma informalidade elaborada com

vez mais esquecido, substituído pelos universos

precisão e espontaneidade. A tinta espalha-

virtuais das telas de computadores e celulares que

se pelas superfícies de forma fluida, explícita,

guiam massas imersas em uma crise existencial e

orgânica e natural, sem uma busca pela perfeição

estética.

uniformizante ou excessos de homogeneidade. As marcas das cerdas dos pincéis carregam uma expressividade suave e discreta, sem ênfases “Enquanto o mundo explode

expressionistas. Mauricio Arraes faz uma arte

Nós dormimos no silêncio do bairro

equilibrada que não transforma o próprio esmero

Fechando os olhos e mordendo os lábios

em esbanjamento de virtude, perfeccionismo,

Sinto vontade de fazer muita coisa”

maneirismo ou vaidade.

(Chico Science e Nação Zumbi)

O artista, assim, alcança uma espécie de estado de abstração por meio do figurativismo. A falsa vacuidade das pinturas revela uma inapetência


6

“BOMBOCADO DOCES” MA25_APG052019 Acrílica sobre papel 50 x 70 cm


7

“BAR COM BICICLETA” MA27_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 41 x 54 cm

“OBSERVADOR” MA26_APG052019 2007 Acrílica sobre tela 135 x 70 cm


8

“MULHER NO BAR” MA28_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 75 x 52 cm


9

“CACHORRO DORMINDO” MA29_APG052019 2017 Acrílica sobre tela 41 x 44 cm

“PASSANTES COM CACHORRO” MA30_APG052019 2019 Acrílica sobre tela 60 x 42 cm


10

“LANCHONETE DA ECONOMIA” MA31_APG052019 2017 Acrílica sobre tela 95 x 150 cm


11

“OAS” MA32_APG052019 Acrílica sobre papel 32 x 44 cm


12

“CAMINHONETE” MA33_APG052019 1983 Acrílica sobre papel 50 x 39 cm

“NAMORADOS E PAISAGEM” MA34_APG052019 Acrílica sobre papel 70 x 50 cm


13

“BARBEARIA” MA52_APG052019 Acrílica sobre tela 44 x 64 cm

“SAIA VERMELHA” MA35_APG052019 Acrílica sobre papel 50 x 70 cm

“SINUCA” MA51_APG052019 2016 Acrílica sobre tela 42 x 50 cm


14

“FAROL” MA36_APG052019 2008 Acrílica sobre papel 63 x 82 cm

“AUTO-RETRATO” MA37_APG052019 2012 Acrílica sobre tela 16 x 22 cm


15

“PINTA-SE” MA38_APG052019 2017 Acrílica sobre tela 65 x 54,5 cm

“CAMINHÕES” MA39_APG052019 Óleo sobre tela 54 x 97 cm


16

“CADEIRA VAZIA E CACHORRO” MA40_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 55 x 64 cm


17

“CACHORRO DEITADO” MA49_APG052019 2014 Acrílica sobre tela 44 x 54 cm

“MENINA SENTADA NA RUA” MA41_APG052019 2017 Acrílica sobre tela 74 x 54 cm

“CACHORRO AMARELO” MA50_APG052019 2017 Acrílica sobre tela 54 x 74,5 cm


18

“CACHORRO NO BUEIRO” MA42_APG052019 2014 Acrílica sobre tela 53 x 79 cm

“CACHORRO E RODA” MA44_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 41 x 56 cm


19

“GALETO NA BRASA” MA43_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 76 x 46 cm

“AINDA ESTAMOS VIVOS” MA53_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 79 x 49 cm


20

“MENINO NA JANELA” MA45_APG052019 2017 Acrílica sobre tela 76 x 54 cm

“RETIRA-SE ENTULHO” MA46_APG052019 2018 Acrílica sobre tela 87 x 62 cm


21

“MENINA COM GALINHA” MA48_APG052019 2015 Acrílica sobre tela 76,5 x 48 cm

“MUDOU-SE” MA47_APG052019 2015 Acrílica sobre tela 54 x 74,5 cm


ARTISTA

CURADORIA

FOTOGRAFIA

Maurício Arraes

Júlio Cavani

Gustavo Bettini

TRATAMENTO DE IMAGEM

PROJETO GRÁFICO

R


Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife Recife, PE, Cep 50030 - 040, Tel 81 3424 4431 www.artepluralgaleria.com.br



Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.