__MAIN_TEXT__

Page 1

CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO MONT MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CH GENES CHAVES BRUNO MONTEIRO ÁLVAR O ÁLVARO CALDAS DYÓGENE ARO CALDASDYÓGENES CHAVESBRUNO M S CHAVES BRUNO MONTEIRO ÁLVARO CAL ALDASDYÓGENES CHAVES BRUNO MONTE ROÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHAVES BR AVES BRUNO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CH GENES CHAVES BRUNO MONTEIRO ÁLVARO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHAVESBRUN MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHA HAVES BRUNO MONTEIRO ÁLVARO CALDA CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO MON NO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES DYÓGENES CHAVES BRUNO MONTEIRO ÁLV O CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO MON MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHA LVARO CALDAS BRUNO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓG ALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO MONTE AVES BRUNO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS ÚNICOS E MÚLTIPLOS

Homenagem a Antenor Vieira de Mello e Braz Marinho


20 de marรงo a 28 de abril de 2013


ÚNICOS E MÚLTIPLOS Raul Córdula

A Arte Plural Galeria abre seu programa de exposições de 2013 com uma mostra diversificada, uma coletiva de artistas que pouco têm a ver entre eles, a não ser o fato de existirem no mesmo tempo. Não são, portanto, afinidades linguísticas, temáticas ou técnicas o que me levou a juntá-los no mesmo espaço e tempo, mas exatamente a diferença de processos, meios e matérias. O conceito de “único” que aqui pretendo afirmar só se justifica como oposição ao conceito de “múltiplo”, e é por ele que iniciarei esta apresentação.

Álvaro Caldas ocupa seu espaço com pinturas, quadros tradicionalmente pintados, figuras humanas, cenas de cidades, paisagens e objetos. Um artista que cresce aos olhos do seu público, que se transforma dia-a-dia numa ascensão notada por quem acompanha seu trabalho. A pintura é obra única, nunca alguém fará outra igual,


as alternativas são a cópia, a versão ou a releitu-

pelos códigos de barra, onde ele coloca naipes

ra. Portanto o pintor, mesmo que repinte muitas

de baralho e barras verticais como que num jogo

vezes o mesmo quadro, cada um será único.

entre o novo e o arcaico. Trata-se de um jogo de infinitas possibilidades. Seu trabalho é digita-

O “múltiplo” é diferente, nele o que mais vale é a

do, impresso em adesivo e montado em lâmina

criação da imagem, embora o meio de multiplica-

plástica. O jogo se completa na variação possí-

ção na maioria dos casos exija um apuro técnico,

veis da tira-gem e das dimensões.

um cuidado que só o artista ao lado do impressor pode atingir. Os “múltiplos” mais comuns são as

Dyógenes Chaves, artista de João Pessoa, mestre

gravuras, as estampas e as fotografias. Sua rari-

da impressão serigráfica, editor de muitos artis-

dade lhe empresta qua-lidade, por isso é quanto

tas, também crítico e curador de arte, apresenta

menor a tiragem (quantidade), maior seu valor.

monoimpressões, isto é, ele prepara suas matrizes, mas, ao imprimi-las, ele as modifica de cópia

Nesta exposição temos dois artistas do múlti-

em cópia, de forma que cada exemplar é “único”

plo que trabalham em perspectivas diferentes:

também. Porém ele faz isto porque o núcleo de

Bruno Monteiro e Dyógenes Chaves.

seu trabalho é a serigrafia, ele se expressa através da serigrafia, joga com ela, com os registros, com

Bruno, artista contemporâneo multimidiático,

a mudança de cores, com a composição de várias

nos mostra fragmentos de uma série motivada

matrizes (telas) e com a variedade de suportes.


6

Ora pro nobis DyĂłgenes Chaves Serigrafia e acrĂ­lica sobre tela 97 x 70cm 2010


7

Glauber Dyรณgenes Chaves Serigrafia e colagem sobre papel 40 x 40cm 1995


8


9

Sem título (díptico) Dyógenes Chaves Serigrafia e acrílica sobre tela 140 x 100cm 2010


10

Fabulário a1 – Digitados Bruno Monteiro Série de 10 42 x 59cm 2004 - 2013


11

Fabulário a2 – Digitados Bruno Monteiro Série de 10 42 x 59cm 2004 - 2013


12


13

Fabulário a3 – Digitados Bruno Monteiro Série de 10 42 x 59cm 2004 - 2013


14

A face de dentro Ă lvaro Caldas Acrilica 60 x 40cm 2013


15

Face de baixo Ă lvaro Caldas Mista (acrilica e pastel olĂŠo) 110 x 100cm 2013


16

Mulher deitada Ă lvaro Caldas Aguarela 42 x 29,5cm 2011


17

Figura negra Ă lvaro Caldas Aguarela 29 x 21cm 2011


18

Engarrafado Ă lvaro Caldas Aquarela 32 x 24cm 2012


19

Fazenda a Noite Ă lvaro Caldas Aquarela 54 x 76cm 2009


20

Sem tĂ­tulo Braz Marinho AcrĂ­lica sobre madeira 50 x 50cm


Artistas

ÁLVARO CALDAS BRUNO MONTEIRO DYÓGENES CHAVES Curador

RAUL CÓRDULA Fotografia

MICHELLY PESSOA Projeto Gráfico e Diagramação

PICK IMAGEM

Apoio:


NES CHAVESBRUNO MONTEIRO ÁLVARO C ARO CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO M SBRUNO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓG AS DYÓGENES CHAVES BRUNO MONTEIRO YÓGENES CHAVES BRUNO MONTEIRO ÁLVA NO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES ES CHAVESBRUNO MONTEIRO ÁLVARO CA DAS DYÓGENES CHAVES BRUNO MONTEIR ONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHA ARO CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO M BRUNO MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓG S DYÓGENES CHAVES BRUNO MONTEIRO Á RO CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO M MONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CH ENES CHAVESBRUNO MONTEIRO ÁLVARO DYÓGENES CHAVES BRUN VES ÁLVARO CALDAS D BRUNO MONTEIRO ÁLVARO RO CALDAS DYÓGENES CHAVES BRUNO M DYÓGENES CHAVES BRUNO MONTEIRO ÁL EIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHAVES ES CHAVESBRUNO MONTEIRO ÁLVARO CA ONTEIRO ÁLVARO CALDAS DYÓGENES CHA Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife

Recife, PE, Cep 50030-040, Tel 81 3424 4431

www.artepluralgaleria.com.br

Profile for Arte Plural Galeria

Únicos e Múltiplus  

20 de Março a 28 de Abril de 2013 Artistas: Álvaro Caldas, Dyogenes Chaves e Bruno Monteiro Curador: Raul Cordula Fotografia: Michelly Pe...

Únicos e Múltiplus  

20 de Março a 28 de Abril de 2013 Artistas: Álvaro Caldas, Dyogenes Chaves e Bruno Monteiro Curador: Raul Cordula Fotografia: Michelly Pe...

Advertisement