Page 1


2ª EDIÇÃO

do

Festival Literário Internacional do Interior - FLII Palavras de Fogo em homenagem às vítimas dos incêndios florestais A Arte-Via Cooperativa, sediada na Lousã, lança a 2ª edição do Festival Literário Internacional do Interior, ao cumprir 20 anos da sua existência sob a égide dos 30 anos da Queda do Muro de Berlim, em homenagem às vítimas dos fogos florestais. Este festival tem como patrono a Presidência da República, e a CCDRC, Delegação Regional da Cultura, Universidade de Coimbra, RBE, Turismo de Portugal e a Fundação José Saramago como parceiros associados. Trata-se de um evento intermunicipal, daí o seu caráter inovador, que decorrerá em doze concelhos da região afetados pelos fogos, e pretende levar os livros e os escritores aos sítios mais inusitados e imprevisíveis, como fábricas, campos, praias, igrejas, mercados, romarias locais onde as pessoas trabalham, convivem, ou seja, os livros vão ao encontro dos públicos porque também eles têm saudades. Dedicado a José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, e aos 30 anos da queda do Muro de Berlim, com o tema transversal “A arte e a cultura como reanimadores de uma região e de um

povo”, este festival congrega os municípios de Pedrogão Grande, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Penela, Arganil, Tábua, Ansião, Alvaiázere, S. Pedro do Sul e a Fundação ADFP de Miranda do Corvo, as bibliotecas municipais e redes de bibliotecas escolares serão cruciais na organização do FLII - Palavras de Fogo. A decorrer entre 14 e 17 de junho de 2019, o FLII - Palavras de Fogo - pretende envolver todos os agentes de desenvolvimento de todos os concelhos participantes, todos os talentos locais, em todas as ações a realizar em simultâneo: ações de formação, concursos, palestras, workshops, leituras, feiras do livro, espetáculos, multimédia, performances, instalações, exposições, para e com todos os públicos de todas as faixas etárias. O conceito subjacente a este festival é o de uma realização sinérgica, catalisando os recursos dos municípios e outras instituições integrantes do consórcio, rentabilizando e potenciando o melhor que cada um possui, num esforço conjunto de superar as adversidades e, em nome da palavra regenerado-


ra, onde houver pessoas haverá livros. Eles estarão nos sítios mais inesperadas, à mão de quem os quiser ler, os escritores portugueses e estrangeiros irão aos locais mais surpreendentes, os livros e as palavras farão novamente renascer a cor por entre o negrume. Nesta edição será atribuído o prémio literário FLII - Palavras de Fogo, para originais de autores até os 35 anos, de 7500 euros assumido pelo Ministério da Cultura, através da Direção Regional de Cultura do Centro, e durante o mês de junho haverá uma residência literária, tal como ficou previsto no lançamento do FLII- Palavras de Fogo. Este festival conta já com a parceria de vários congéneres internacionais: Fraktura, Croácia, FliPoços, Brasil, Galway Literary Festival, Irlanda, Vilenica International Lite-

rary Festival, Eslovénia, Mundo do Sal, Book Worm, China, Goa Arts & Literature Festival, Índia, Festival de poesía en Chepén Chepén do Perú, entre outros. “Tomemos então, nós, cidadãos comuns, a palavra e a iniciativa. Com a mesma veemência e a mesma força com que reivindicarmos os nossos direitos, reivindiquemos também o dever dos nossos deveres. Talvez o mundo possa começar a tornar-se um pouco melhor.” José Saramago Lousã, 15 de maio 2019

A direção da Arte-Via Cooperativa


PROGRAMA

MAIO De 3 a 15 - Exposição “Ensaio sobre a cegueira” José Saramago Local: Escola Básica e Secundária Dr. Manuel Ribeiro Ferreira-Alvaiázere De 15 a 30 - Exposição “O Lagarto” José Saramago Local: Escola Tecnológica e Profissional Sicó - Pólo de Alvaiázere

1 DE JUNHO 10h00 - Encerramento da Bebéteca, com sessão de música por Amândio Mendes Local: Biblioteca Municipal de Alvaiázere 14h00 - Homenagem aos bebés nascidos no ano de 2017, no concelho de Alvaiázere A Magia do Teatro sensorial para bebés, pela Lanterna Mágica Local: Casa Municipal da Cultura 14h00-18h00 – Comemoração do dia Mundial da Criança com diversas atividades desportivas Local: Pavilhão Desportivo

9 A 15 DE MAIO Exposição” A Maior Flor do Mundo” José Saramago Local: Biblioteca Municipal de Alvaiázere

7 DE JUNHO 9h00-18h00 - Registos da palavra dita e escrita com a escritora residente Andréa del Fuego e André de Toledo Sader, com leitura e acompanhamento de cordas dos alunos, Ana Catarina Gomes, Maria José Miranda Carvalho, Fábio Fernandes e Ruben Calado Público: Alunos do 7.º, 8.º e 10.º e 11.ºanos Local: Escolas do Ensino Básico e Secundário de Alvaiázere

12 DE JUNHO 9h00 - Abertura da Feira do Livro Local: Casa Municipal da Cultura 9h30-12h00 - Leituras Improváveis, por Mariana Pinheiro, Ana Catarina Gomes, Hannah Francesca Keohane, Niga Hakeem Fattah, ao som de espetáculo de fados de serrote musical, com Lanterna Mágica. Dramatização de textos e Estátuas ao vivo, pelo Clube de História do -3-


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE

Agrupamento de Escolas de Alvaiázere Público: Comunidade em geral Local: Mercado Municipal de Alvaiázere 9h30-12h00 - Contos para saborear com vagar – Segredos de chocolate, por Rita Sales Público: Ensino pré-escolar 14h00 - Contos para saborear com vagar – Segredos de chocolate, por Rita Sales Público: Escola Tecnológica e Profissional Sicó - Pólo de Alvaiázere Local: Biblioteca Municipal de Alvaiázere 19h00 - Marchas populares e Arraial de Santo António Público: Comunidade em geral Local: Parque Multiusos de Alvaiázere 19h00 - Encerramento da Feira do Livro ao público

13 DE JUNHO - FERIADO MUNICIPAL 10h00 – Abertura da Feira do Livro ao público Local: Casa Municipal da Cultura 15h00- Inauguração da Exposição concelhia: “A arte e a palavra projetadas no mobiliário urbano do concelho” 17h00 - Espetáculo “Amor de Margarida” – Teatro e música de rua Local: Paços do Concelho 20h00 – Encerramento da Feira do Livro ao público

14 DE JUNHO 9h00 - Abertura da Feira do Livro ao público 10h00-16h00 - Atelier de expressão plástica – “A Mascote do FLII de Alvaiázere”, com a artista plástica Lucy Jackson Público: Ensino pré-escolar, Ensino Básico, Universidade Sénior e IPSS’s Local: Paços do Concelho 11h00 -14h30 - Danças Medievais pelo Clube de História do Agrupamento de Escolas de Alvaiázere Público: Comunidade em geral Local: Paços do Concelho 14h00 - Sentidos Imaginários – Encontro com Eunice Lourenço Público: Ensino do 2.º CEB Local: Anfiteatro do Parque de Campismo 14h00 - Gerações e partilhas – Leituras Solidárias com Mário Zambujal e Patrícia Portela, com a participação de jovens alunos na concertina e na poesia, Francisco Rodrigues Almeida e Guilherme Mendes Simões Público: População sénior

- 4-


MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE

FLII - Palavras de Fogo

Local - Praça Artur Simões Sousa, de Maçãs de Dona Maria 15h30- Palavras e escritas com Mário Zambujal e Patrícia Portela, com a participação de jovens alunos na concertina e na poesia Francisco Rodrigues Almeida e Guilherme Mendes Simões Público: Universidade Sénior Local: Museu Municipal 20h00 - Encerramento da Feira do Livro ao público

15 DE JUNHO 9h00 - Abertura da Feira do Livro ao público 11h00 - Bem-estar físico e palavras lidas com Ana Filomena Amaral e Sandra Henriques, acompanhados dos alunos Fernando Costa e Mara Gomes Local: Ginásio Estádio Saudável /centro de fitness em Alvaiázere Painel: “Não queremos ser nem amedrontados, nem intimidados, nem resignados, nem indiferentes e, para isso, temos que cumprir os nossos deveres. Em primeiro lugar, exigir que se cumpram os direitos.” José Saramago 17.30 - Asiya Zahoor, Eun Heekyun, Maya Abu Al-Hayyat, Zahra El Hasnaoui Ahmed Moderadoras: Sandra Henriques (Jornalista da Antena 1) e Myriam Lotta Ruiz e Miguel Carvalho Apontamento de poesia com Ricardo Joaquim, ao som da arpa, por Lis Harris 20h00 – Jantar Literário de cariz solidário com leituras pouco prováveis e presença da autora Patrícia Portela com participação da Orquestra da Filarmónica Santa Cecília Alvaiazerense Local - Escola Tecnológica e Profissional Sicó - Pólo de Alvaiázere - Restaurante Pedagógico 20h00 - Encerramento da Feira do Livro ao público

16 DE JUNHO 10h00 - Abertura da Feira do Livro ao público 9h00 - Palavras e passos – Passeio pedestre com leitura e participação de autores do concelho: Mário Rui Rodrigues, Élio Marques, Carlos Craveiro, Paula Alexandra Cassiano, Andréa del Fuego e André de Toledo Sader Público: Comunidade em geral Percurso: PR4 AVZ –Ribeira da Barroca às Megalápias 9h00 – 18h00 - Feira de pechinchas realizada por crianças Local: Largo da Igreja 15h00 - Poesia Tradicional cantada – Atuação dos Ranchos Folclóricos e da Tuna e Cantares da Santa Casa da Misericórdia de Alvaiázere Local: Largo da Igreja de Alvaiázere

-5-


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE

17h00 – Gala Desportiva de Alvaiázere Local: Parque Multiusos 20h00 - Encerramento da Feira do Livro ao público

17 DE JUNHO 9h00 - Abertura da Feira do Livro ao público 10h00- Encontro com Julia Wong acompanhada pelos alunos João Reis e Diana Ramos Público: Ensino secundário do concelho Local: Mata Municipal (Parque de Merendas) 9h30 - 11h00 Encontro com Maria Alzira Brum, apresentado pelos jovens alunos, João Godinho Lourenço e Khea Carrilho Chuma Público: 1º, 3.º e 4.ºanos do 1.º CEB 11h30 - Poetas Imaginários – Oficina de Escrita e Imagem Poética com Miguel Carvalho, acompanhado pelos alunos Fernando Costa e Mara Gomes Local: Parque Municipal da Avanteira – Pelmá 14h00- Encontro com Maria Alzira Brum, apresentado pelos jovens alunos, João Godinho Lourenço e Khea Carrilho Chuma 15h00 - Poetas Imaginários – Oficina de Escrita e Imagem Poética com Miguel Carvalho, acompanhado pelos alunos Fernando Costa e Mara Gomes Público: 2.º ano do 1.º CEB Local: Escola Básica de Alvaiázere 20h00 - Encerramento da Feira do Livro ao público

PROGRAM

MAY From 3 to 15 - Exhibition “Essay on blindness” José Saramago Place: Basic and Secondary School Dr. Manuel Ribeiro Ferreira-Alvaiázere From 15 to 30 - Exhibition “The Lizard” José Saramago Location: Technological and Vocational School Sicó - Alvaiázere

JUNE 1 10:00 am - Closing of Bebéteca, with music session by Amândio Mendes Location: Biblioteca Municipal de Alvaiázere 14h00 - Tribute to the babies born in the year 2017, in the municipality of Alvaiázere The Magic of Sensory Theater for Babies, by the Magic Lantern Location: Municipal House of Culture - 6-


MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE

FLII - Palavras de Fogo

14h00-18h00 - Celebration of World Children’s Day with various sports activities Location: Sports Pavilion

JUNE 9 TO 15 Exhibition “The Greatest Flower of the World” José Saramago Location: Biblioteca Municipal de Alvaiázere

JUNE 7 9h00-18h00 - Records of the said word and written with the resident writer Andréa del Fuego and André de Toledo Sader, with reading and accompaniment of the students’ strings, Ana Catarina Gomes, Maria José Miranda Carvalho, Fábio Fernandes and Ruben Calado Public: Students of the 7th, 8th and 10th and 11 years Location: Alvaiázere Elementary and Secondary Schools

JUNE 12 9:00 am - Opening of the Book Fair Location: Municipal House of Culture 9h30-12h00 - Improbable Readings, by Mariana Pinheiro, Ana Catarina Gomes, Hannah Francesca Keohane, Niga Hakeem Fattah, to the sound of fados spectacle of musical saw, with Lantern Magic. Dramatization of texts and Statues live, by the Club of History of the Grouping of Schools of Alvaiázere. Public: Community in general Location: Alvaiázere Municipal Market 9:30 a.m. - 12:00 p.m. - Tales to savor slowly - Chocolate Secrets, by Rita Sales Public: Pre-school education 14h00 - Tales to savor slowly - Chocolate Secrets, by Rita Sales Public: Technological and Vocational School Sicó - Pole of Alvaiázere Location: Biblioteca Municipal de Alvaiázere 7:00 pm - Popular Marches and Arraial de Santo António Public: Community in general Location: Alvaiázere Multipurpose Park 7:00 pm - Closing of the Book Fair to the public

JUNE 13 - MUNICIPAL HOLIDAY 10:00 am - Opening of the Book Fair to the public Location: Municipal House of Culture 3:00 pm - Inauguration of the Exhibition: “The art and the word projected in the urban furniture of the county” 17h00 - Show “Amor de Margarida” - Theater and street music Location: Paços do Concelho 20h00 - Closing of the Book Fair to the public -7-


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE

JUNE 14 9:00 am - Opening of the Book Fair to the public 10h00-16h00 - Atelier of plastic expression - “The Mascot of the FLII of Alvaiázere”, with the plastic artist Lucy Jackson Public: Pre-school education, Basic Education, Senior University and IPSS’s Location: Paços do Concelho 11h00 - 14h30 - Medieval dances by the History Club of the Alvaiázere School Group Public: Community in general Location: Paços do Concelho 14h00 - Imaginary Senses - Meeting with Eunice Lourenço Audience: Teaching 2nd CEB Location: Amphitheater of Camping 2:00 pm - Generations and sharing - Solidarity readings with Mario Zambujal and Patrícia Portela, with the participation of young students in concertina and poetry, Francisco Rodrigues Almeida and Guilherme Mendes Simões Audience: Senior population Venue - Artur Simões Sousa Square, by Maçãs de Dona Maria 3:30 pm- Words and writings with Mário Zambujal and Patrícia Portela, with the participation of young students in concertina and poetry Francisco Rodrigues Almeida and Guilherme Mendes Simões Audience: Senior University Location: Municipal Museum 20h00 - Closing of the Book Fair to the public

JUNE 15 9:00 am - Opening of the Book Fair to the public 11:00 am - Physical well-being and words spoken with Ana Filomena Amaral and Sandra Henriques, accompanied by students Fernando Costa and Mara Gomes Location: Gym Healthy Stadium / fitness center in Alvaiázere Panel: «We do not want to be neither frightened, nor intimidated, nor resigned, nor indifferent, and for that we have to fulfill our duties. First, to demand that the rights be fulfilled. «José Saramago 17.30 - Asiya Zahoor, Eun Heekyun, Maya Abu Al-Hayyat, Zahra El Hasnaoui Ahmed - Moderators: Sandra Henriques (Journalist of Antena 1) and Myriam Lotta Ruiz and Miguel Carvalho A poem poem with Ricardo Joaquim, to the sound of the harp, by Lis Harris 20h00 - Literary dinner of solidarity with unlikely readings and presence of the author Patrícia Portela with the participation of the Santa Cecília Alvaiazerense Philharmonic Orchestra

- 8-


MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE

FLII - Palavras de Fogo

Local - Technological and Vocational School Sicó - Pole of Alvaiázere - Pedagogical Restaurant 20h00 - Closing of the Book Fair to the public June 16 10:00 am - Opening of the Book Fair to the public 9h00 - Words and steps - Walking with reading and participation of authors of the municipality: Mário Rui Rodrigues, Élio Marques, Carlos Craveiro, Paula Alexandra Cassiano, Andréa del Fuego and André de Toledo Sader Public: Community in general Course: PR4 AVZ - Baroque to Megalapias 9:00 a.m. to 6:00 p.m. - Children’s bargaining fair Location: Largo da Igreja 15h00 - Traditional sung poetry - Performance of the Folk Ranches and Tuna and Cantares of the Holy House of Mercy of Alvaiázere Location: Largo da Igreja de Alvaiázere 17h00 - Alvaiázere Sports Gala Location: Parque Multiusos 20h00 - Closing of the Book Fair to the public

JUNE 17 9:00 am - Opening of the Book Fair to the public 10:00 am- Meeting with Julia Wong accompanied by students João Reis and Diana Ramos Public: County secondary education Location: Mata Municipal (Manger Park) 9:30 am - 11:00 am Meeting with Maria Alzira Brum, presented by the young students, João Godinho Lourenço and Khea Carrilho Chuma Public: 1st, 3rd and 4th years of the 1st CEB 11:30 am - Imaginary Poets - Workshop of Writing and Poetic Image with Miguel Carvalho, accompanied by students Fernando Costa and Mara Gomes Location: Avanteira Municipal Park - Pelma 14h00- Meeting with Maria Alzira Brum, presented by the young students, João Godinho Lourenço and Khea Carrilho Chuma 15h00 - Imaginary Poets - Workshop of Writing and Poetic Image with Miguel Carvalho, accompanied by students Fernando Costa and Mara Gomes Public: 2nd year of 1st CEB Location: Alvaiázere Elementary School 20h00 - Closing of the Book Fair to the public

-9-


PROGRAMA

6 DE JUNHO 10h00 - Encontro com a escritora Andréa del Fuego e o fotógrafo André de Toledo Sader Vários espaços do Concelho

14 JUNHO 15h00 - Palestra “O que nos une - A literatura” - Maya Abu Alhayat [Palestina] - Jan Carson [Irlanda do Norte] - Margarida Almeida [Ansião] - Prates Miguel [Ansião] Local: Praça do Município

15 DE JUNHO 15h30 - 5ª Edição do Concurso Concelhio de Leitura em Voz Alta “Ler é AltaMente” Prova Final Local: Auditório da Câmara Municipal 21h00 - Painel: Refugiados e um “muro chamado Europa” Fernando Aguiar Patrícia Portela Zahra El Hasnaoui Ahmed [Sahara Ocidental] Maya Abu Alhayat [Palestina] Moderação de Ana Carter Local: Biblioteca Municipal 21h30 - Concerto Mário Mata e os Amigos do Zeca Região de Leira: Rede de Cultural Local: Praça do Município

16 DE JUNHO 10h30 - Desenhar Ansião – LESKLEIRIA (Urban Sketchers) 15h30 - Lançamento do livro Ansião depois de Abril de Manuel Augusto Dias e edição do Município Local: Auditório da Câmara Municipal

- 10-


MUNICÍPIO DE ANSIÃO

FLII - Palavras de Fogo

17h30 - Peça de teatro para a infância – Pinóquio A Capoeira - Companhia de Teatro de Barcelos Local: Praça do Município 18h30 - Na Praça Há poesia Afonso Cruz João Rasteiro Rogério Medeiros João Patrício Atividades permanentes Feira do Livro - 13 a 17 de junho – Praça do Município Exposição de pintura – “Escritores e a Literatura”, do pintor Jorge Santos de 6 a 30 de junho na Biblioteca Municipal Montras de livros - literatura à vista - Espaços comerciais aderentes.

PROGRAM

6th JUNE 10h00 – Meeting with the writer Andréa del Fuego and the photographer André de Toledo Sader Several places in the municipality

14th JUNE 15h00 - Lecture “O que nos une - A literatura” / “What unites us – The literature” - Maya Abu Alhayat [Palestine] - Jan Carson [Northern Irland] - Margarida Almeida [Ansião] - Prates Miguel [Ansião] Place: Town Hall Square

15th JUNE 15h30 – 5th Edition of the Municipal Reading Aloud Contest “Ler é AltaMente” Final Test Place: Municipal Auditorium 21h00 – Panel: “Refugees and a ‘wall called Europe’” Fernando Aguiar Patrícia Portela Zahra El Hasnaoui Ahmed [Sahara Ocidental] - 11 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE ANSIÃO

Maya Abu Alhayat [Palestine] Moderation by Ana Carter Place: Municipal Library 21h30 – Concert by Mário Mata and Amigos do Zeca Região de Leiria: Rede Cultura Place: Town Hall Square

16th JUNE 10h30 – Desenhar Ansião – LESKLEIRIA (urban sketchers) 15h30 – Launch of the book Ansião depois de Abril, by Manuel Augusto Dias and edition of the Municipality Place: Municipal Auditorium 17h30 – Children’s theatre play “Pinóquio” A Capoeira - Companhia de Teatro de Barcelos Place: Town Hall Square 18h30 - Na Praça Há Poesia / There’s Poetry on the Square Afonso Cruz João Rasteiro Rogério Medeiros João Patrício Permanent Activities Book Fair – 13th to 17 th june – Town Hall Square Painting Exhibition “Escritores e a Literatura” / “Writers and the Literature”, by the painter Jorge Santos - from 6th to 30 th june - Municipal Library Book Windows “Literature at sight” – Participating shops

- 12-


PROGRAMA

14 DE JUNHO 19h00 -Abertura do Festival na zona exterior da Cerâmica Arganilense com os discursos oficiais: Ministério da Cultura, Presidente da Ccdrc, Câmara Municipal de Arganil e Direção da Arte-Via Cooperativa - Revelação do vencedor/a da 1ª edição do prémio literário FLII - Palavras de Fogo Painel: “Tomemos então, nós, cidadãos comuns, a palavra e a iniciativa. Com a mesma veemência e a mesma força com que reivindicarmos os nossos direitos, reivindiquemos também o dever dos nossos deveres. Talvez o mundo possa começar a tornar-se um pouco melhor.” José Saramago Escritores: Gonçalo M. Tavares, Andréa del Fuego, Sérgio Machado Letria (Diretor da Fundação José Saramago), Vencedor/a do Prémio Literário Palavras de Fogo - moderador António Pedro Pita (Professor da UC) 19h45- Cantares de Arganil pelo Rancho Folclórico da Região de Arganil 20h00 – Jantar de abertura 21h00 – Concerto

13 A 28 DE JUNHO Exposição “Lagartos”, baseada na obra de José Saramago “O lagarto”, na Biblioteca Municipal

1 A 13 DE JULHO Exposição “Lagartos”, baseada na obra de José Saramago “O lagarto”, na Biblioteca Alberto Martins de Carvalho

1 A 13 DE JUNHO Exposição “Língua Materna”

13 DE JUNHO Presença da escritora Andrea del Fuego e do fotógrafo André de Toledo Sader Biblioteca Municipal

- 13 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE ARGANIL

13 A 28 DE JUNHO Exposição “Sophia” na Biblioteca Alberto Martins de Carvalho em Coja

14 DE JUNHO Encontro com a ilustradora Danuta Wojciechowska Biblioteca Municipal de Arganil e na Biblioteca de Coja

3 A 30 DE JUNHO

PROGRAM

JUNE 14 19h00 - Opening of the Festival in the outside area of Arganilense ​​ Ceramics with the official speeches: Ministry of Culture, Arganil City Hall and Art-Via Cooperativa Direction Panel: “Let us take, then, ordinary citizens, the word and the initiative. With the same vehemence and the same force with which we claim our rights, let us also claim the duty of our duties. Maybe the world can start to become a bit better. “José Saramago Writer: Gonçalo M. Tavares, Andréa del Fuego, Sérgio Machado Letria (Director of the José Saramago Foundation), Winner of the Literary Prize Words of Fire - moderator António Pedro Pita (Prof. UC) 7.45 pm- Songs of Arganil by the Folkloric Ranch of the Region of Arganil 8:00 pm - Opening dinner 9pm - Concert

JUNE 13 TO 28 Exhibition “Lagartos”, based on the work of José Saramago “The Lizard”, in the Municipal Library

JULY 1 TO 13 Exhibition “Lagartos”, based on the work of José Saramago “The Lizard”, in the Biblioteca Alberto Martins de Carvalho

1 TO 13 JUNE Exhibition “Lingua Materna” in the Municipal Library with the presence, on the 13th, of the writer Andrea del Fuego and the photographer André de Toledo Sader - 14-


MUNICÍPIO DE ARGANIL

FLII - Palavras de Fogo

13 TO 28 JUNE Exhibition “Sophia” at the Biblioteca Alberto Martins de Carvalho in Coja - Day 14 - Meeting with the illustrator Danuta Wojciechowska, in the Municipal Library of Arganil and in the Library of Coja

3 TO 30 JUNE Used Book Fair, in the Municipal Library

- 15 -


PROGRAMA

14 DE JUNHO 11h00 – Leituras à solta – na Empresa Bainha Aberta com Julia Wong /Lucrécia Leite 14h00 – Auditório da Biblioteca - Teatro Musical - A menina do Mar – ADN de Palco (Coimbra)

15 DE DE JUNHO 10h30 – Praia das Rocas - Livros na Onda – Jogos aquáticos literários – Patrícia Portela 17h00 – Praia das Rocas --Teatro – Contos ao Por do Sol – Companhia de Teatro O Nariz 18h30 – Complexo da Praia das Rocas – Apresentação do Livro do autor local Joaquim Ferreira “Coentral História, usos, costumes e tradições”

16 DE JUNHO 16h00 - Praia das Rocas -CONTOS com Rodolfo Castro o pior contador de histórias do mundo Painel 18h30 – Praia das Rocas –“Se começa com o esquecimento e se termina na indiferença” com Afonso Cruz, Andrea del Fuego, (Brasil) Eun Hee-Kyung (Coreia) - moderador Fernando José Rodrigues

17 DE JUNHO 10h30 – Auditório da Biblioteca - Apresentação do livro “Mamã, tenho medo do fogo” de Verónica Marques 14h00 – Auditório da Biblioteca – Espetáculo de dança com a Professora Rita Diniz 16h00 – Poço Corga - à conversa com… Júlio Silveira e Fernando Aguiar

18 DE JUNHO 17h30 – Inauguração da Exposição A maior Flor do Mundo de José Saramago Biblioteca Municipal

- 16-


MUNICÍPIO DE CASTANHEIARA DE PERA

FLII - Palavras de Fogo

PROGRAM

JUNE 14 11:00 am - Readings on the loose - at the Open Sheath Company with Julia Wong / Lucrécia Leite 2:00 pm - Library Auditorium - Musical Theater - The Girl from the Sea - ADN de Palco (Coimbra)

JUNE 15 10:30 am - Praia das Rocas - Books on the Wave - Literary aquatic games - Patrícia Portela 5:00 pm - Praia das Rocas - Theater - Tales at Sunset - Theater Company The Nose 6:30 pm - Praia das Rocas Complex - Presentation of the author’s book Joaquim Ferreira “Coentral History, Uses, Customs and Traditions”

JUNE 16 4:00 pm - Praia das Rocas -CONTOS with Rodolfo Castro the worst storyteller in the world Panel 18h30 - Praia das Rocas - “It begins with oblivion and ends in indifference” with Afonso Cruz, Andrea del Fuego, (Brazil) Eun Hee-Kyung (Korea) - moderator Fernando José Rodrigues

JUNE 17 10:30 am - Auditorium of the Library - Presentation of the book “Mom, I’m afraid of fire” by Verónica Marques 2:00 pm - Library Auditorium - Dance show with Professor Rita Diniz 16h00 - Well Corga - to talk with ... Júlio Silveira and Fernando Aguiar

JUNE 18 17:30 - Inauguration of the Exhibition The Largest Flower of the World by José Saramago Municipal Library

- 17 -


PROGRAMA

13 DE MAIO A 18 DE JUNHO Exposição “Os Indesejados: o refúgio interdito numa anti-europa” Biblioteca Municipal Junho Exposição bibliográfica sobre os autores José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena

A PARTIR DE 5 DE JUNHO Distribuição dos cartões “Café com poesia”, pelos cafés da vila

11 DE JUNHO 10:00 – Encontro com os residentes Andrea del Fuego e André de Toledo Sader Agrupamento de Escolas de Figueiró dos Vinhos Workshop de fotografia para jovens com André de Toledo Sader

14 DE JUNHO 14:30 - Encontro com o jornalista Hélder Beja Junta de Freguesia de Aguda

15 DE JUNHO 10:00 - Caça ao Tesouro: Aquário Literário – atividade dirigida a crianças Biblioteca Municipal 16:00 - Apresentação do livro “A proverbialidade na narrativa de José Saramago” de Filipe Pires Painel: 21:00: “Os poetas não servem para nada” João Rasteiro, Julia Wong, Perú, Jorge Reis-Sá, e Zahra Ahmed, Sahara Ocidental Espetáculo “A Flor de Lácio” de André Gago Local - Biblioteca Municipal

16 DE JUNHO 16:00 - Encontro com o escritor Fernando Aguiar Campelo – Escola primária Encontro com o escritor Pedro Chagas Freitas - 18-


MUNICÍPIO DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS

FLII - Palavras de Fogo

19:00 - Contadora de histórias Lucrécia Leite

17 DE JUNHO 10:00 - Apresentação do livro “Seis gatos” de Eunice Lourenço Agrupamento de Escolas de Figueiró dos Vinhos 14:30 - Apresentação do livro “Seis gatos” de Eunice Lourenço Junta de Freguesia de Arega Comissão de melhoramentos

PROGRAM

MAY 13 AND JUNE 18 Exhibition “The Junkies: the refuge prohibited in an anti-europe” Municipal Library During the month of June Bibliographic exposition about the authors José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen and Jorge de Sena From June 5 Distribution of the “Coffee with Poetry” cards, through the village cafes

JUNE 11 10:00 am - Meeting with residents Andrea del Fuego and André de Toledo Sader Grouping of Schools in Figueiró dos Vinhos Youth Photography Workshop with André de Toledo Sader

JUNE 14 14:30 - Meeting with the journalist Hélder Beja Town Council of Aguda

JUNE 15 10:00 am - Treasure Hunt: Literary Aquarium - activity directed at children Municipal library 16:00 - Presentation of the book “Proverbiality in the narrative of José Saramago” by Filipe Pires Municipal library Panel: 21:00: “Poets are of no use” João Rasteiro, Portugal, Julia Wong, Peru, Jorge Reis-Sá, Portugal and Zahra Ahmed, Western Sahara Performance: “The Flower of Lazio” by André Gago Local - Municipal Library

- 19 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS

JUNE 16 16:00 - Meeting with the writer Fernando Aguiar Campelo - Elementary School Meeting with the writer Pedro Chagas Freitas 19:00 - Storyteller, Lucrécia Leite

JUNE 17 10:00 - Presentation of the book “Six cats” by Eunice Lourenço Grouping of Schools in Figueiró dos Vinhos 14:30 - Presentation of the book “Six cats” by Eunice Lourenço Arega Parish Council Improvement Committee

- 20-


PROGRAMA

15 DE JUNHO Painel: Divulgação dos autores e das sua obras 16.00 - Leonardo Simões, Hélder Beja, Júlio Silveira - Moderadora Cristina Cruz Local - Loja do Sr. Falcão 17.30 - Apresentação do livro de Leonor Figueiredo “Sita Valles – revolucionária, comunista até à morte”, com a presença do irmão, Edgar Valles, e do livro de Maurício Vieira “Árvore Oca” - moderado por Carlos Alberto Marta Ferreira Loja do Sr. Falcão 21h30 (Salão de Festas) M89 – Bonifrates Recital de poemas para muros e galáxias distantes SINOPSE Os muros habitam-nos. E nós habitamos muros. Há ainda muros que nos cercam. Mas por vezes trepamos muros para ser mais longe. Também muito do teatro se faz entre muros. Como se muros não existissem. Em busca de galáxias distantes, somos arrastados pela escuridão de um buraco negro supermaciço… Neste recital dizem-se poemas de Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen e José Saramago. Dizem-se também as palavras dos atores. Com o Muro de Berlim no horizonte, rastreamos outros muros, falamos deles, trepamo-los, saltamos sobre eles, derrubamo-los… para neles mergulhar ainda.

17 DE JUNHO 14h30- Jan Carson - Belfast Colégio St. Paul’s (Coimbra) 21.30 - Encontro da autora com a comunidade britânica

18 E 19 DE JUNHO 10.00 - Andréa del Fuego e o fotógrafo André de Toledo Sader Reportagem fotográfica do Hotel, PBSL e Templo

- 21 -


FLII - Palavras de Fogo

MIRANDA DO CORVO

18 E 19 DE JUNHO Conversa com o jornalista Hélder Beja, a escritora Andréa del Fuego e o fotógrafo André de Toledo Sader 14h30 - Atividade no Jardim de Infância Centro Intergeracional do Mondego 14.30 - Universidade Sénior Miranda do Corvo - Diálogos 15.30 - Tertúlia Universidade Sénior Mondego - Tertúlia

19 DE JUNHO 10.30 - Atividade com o Jardim de Infância Miranda (Quinta da Paiva) 14.30 - Universidade Sénior de Miranda do Corvo- Ateliê de escrita criativa Exposição José Saramago - Templo 18 /junho a 18/ julho - Os Indesejados: o refúgio interdito numa anti-europa: Exposição composta por fotografias de autoria de Bruno Simões Castanheira, realizadas em Lesbos e Idomeni, Grécia, em 2015 e 2016.

PROGRAM

15th OF JUNE Panel: Disclosure of authors and their works 16.00 - Leonardo Simões, Hélder Beja, Júlio Silveira - Moderator Cristina Cruz Location - Mr. Falcão’s Shop 17.30 - Presentation of the book by Leonor Figueiredo “Sita Valles - revolutionary, communist to death”, with the presence of her brother, Edgar Valles and the book by Maurício Vieira Oca Tree - moderated by Carlos Alberto Marta Ferreira Mr. Falcão’s Shop 9:30 pm (Ballroom) M89 - Bonifrates Recital of poems for walls and distant galaxies SYNOPSIS The walls inhabit us. And we inhabit walls. There are also walls that surround us. But sometimes we climb walls to be further away. Also much of the theater is done between walls. As if walls did not exist. In search of distant galaxies, we are dragged by the darkness of a supermacious black hole ... In this recital they say poems of Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen and Jose Saramago. The words of the actors are also said. With the Berlin Wall on the horizon, we

- 22-


MIRANDA DO CORVO

FLII - Palavras de Fogo

track down other walls, talk about them, climb them, jump on them, knock ‘em down ... to dive into them yet.

JUNE 17 14:30 Jan Carson Belfast St. Paul’s College (Coimbra) 21.30 - Author’s meeting with the British community

JUNE 18 AND 19 10.00 - Andréa del Fuego and photographer André de Toledo Sader Photo report of the Hotel, PBSL and Temple

JUNE 18 AND 19 With the journalist Hélder Beja the writer Andréa del Fuego and photographer André de Toledo Sader 2:30 pm - Activity in kindergarten Mondego Intergenerational Center 15.30 Tertulia Senior University Mondego - Tertúlia 14.30 - Senior University Miranda do Corvo - Dialogues

JUNE 19 10.30 - Activity with the Miranda Kindergarten (Quinta da Paiva) 14.30 - Senior University of Miranda do Corvo- Atelier of creative writing José Saramago Exhibition - Temple

JUNE 18 TO JULY 18 The Unwanted: the refuge prohibited in an anti-europe: Exhibition composed by photographs by Bruno Simões Castanheira, held in Lesbos and Idomeni, Greece, in 2015 and 2016.

- 23 -


PROGRAMA - LOUSÃ

15 DE JUNHO 9.30 - Ação de Formação “que fazer com a imaginação” com Gonçalo M. Tavares - sujeita a inscrições até 20 pessoas 18.30 - Apresentação do projeto artístico-cultural “RHI - Imaginação, Esperança, Revolução” de Ana Ventura Miranda do Art Institute de Nova Iorque Local - Hotel Palácio da Lousã

16 DE JUNHO Painel: “ A poesia sempre foi para mim uma perseguição do real. Um poema foi sempre um círculo traçado à roda de uma coisa, um círculo onde o pássaro do real fica preso”. Sofia de Mello Breyner 16.30 - Mário Zambujal, Afonso Cruz, Maria Alzira Brum - moderador - Apolinário Lourenço (Professor da UC) Local - Hotel Palácio da Lousã PROGRAM

JUNE 15 9.30 - Training Action “to do with the imagination” with Gonçalo M. Tavares - subject to registrations up to 20 people 15:30 - Presentation of the artistic and cultural project “RHI - Imagination, Hope, Revolution” by Ana Ventura Miranda of the Art Institute of New York Location - Hotel Palácio da Lousã

JUNE 16 Panel: “Poetry has always been for me a chase of the real. A poem has always been a circle drawn around a thing, a circle where the royal bird is trapped.” Sofia de Mello Breyner (tradução livre) 15.30 - Mário Zambujal, Afonso Cruz, Maria Alzira Brum -Moderator Apolinário Lourenço (UC) Location - Hotel Palácio da Lousã - 24-


PROGRAMA - PAMPILHOSA DA SERRA/PESCANSECOS

15 DE JUNHO Painel “A arte e a cultura como reanimadores de uma região e de um povo” 15h00 - Julia Wong, André de Toledo Sader, Patrícia Portela- Moderador - João BizarroJornalista da TVI 16h00 - Apresentação do livro “O meu caminho” de Sara Santos

PROGRAM

JUNE 15 Panel “Art and culture as resuscitators of a region and a people” 15h00 - Julia Wong, André de Toledo Sader, Patrícia Portela - Moderator - João Bizarro TVI Journalist 16h00 - Presentation of the book “My way” by Sara Santos

- 25 -


PROGRAMA

12 DE JUNHO 10.00 - Presença da escritora residente brasileira Andréa del Fuego e o fotógrafo André de Toledo Sader nas escolas do concelho

15 DE JUNHO 16h00 - M89 – Bonifrates Recital de poemas para muros e galáxias distantes SINOPSE Os muros habitam-nos. E nós habitamos muros. Há ainda muros que nos cercam. Mas por vezes trepamos muros para ser mais longe. Também muito do teatro se faz entre muros. Como se muros não existissem. Em busca de galáxias distantes, somos arrastados pela escuridão de um buraco negro supermaciço… Neste recital dizem-se poemas de Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen e José Saramago. Dizem-se também as palavras dos atores. Com o Muro de Berlim no horizonte, rastreamos outros muros, falamos deles, trepamo-los, saltamos sobre eles, derrubamo-los… para neles mergulhar ainda. Local - Anfiteatro da Devesa

16 DE JUNHO 18.00 - Encontro com as escritoras Patrícia Portela e Fernando Aguiar Associação de Iniciativas e Melhoramentos de Troviscais

17 DE JUNHO 14.30 horas - À conversa com a escritora Julia Wong Centro de Dia da Graça Painel: “O Muro de Berlim era a notícia de cada dia. Da manhã à noite líamos, víamos, escutávamos: o Muro da Vergonha, o Muro da Infâmia, a Cortina de Ferro... …Por fim, esse muro, que merecia cair, caiu. Mas outros muros brotaram, continuam a brotar, no mundo, e ainda que sejam bem maiores que o de Berlim, deles fala-se pouco ou nada… …Por que será que há muros tão altissonantes e muros tão mudos? Será devido aos muros - 26-


MUNICÍPIO DE PEDROGÃO GRANDE

FLII - Palavras de Fogo

da incomunicação, que os grandes meios de comunicação constroem em cada dia?” Eduardo Galeano, Muros 18.00 - Asiya Zahoor (Caxemira), Jan Carson (Belfast), Maria Alzira Brum (México), Maya Abu Al-Hayyat (Palestina )- moderador Maurício Vieira 20.30 horas - Jantar de encerramento do Festival Literário Internacional do Interior Palavras de Fogo com a presença do Sr. Presidente da República. - Apresentação da plataforma digital dos festivais literários da Lusofonia (Arte-Via)

PROGRAM

JUNE 12 10.00 - Presence of Brazilian resident writer Andréa del Fuego and photographer André de Toledo Sader in the schools of the county

15th OF JUNE 16h00 - M89 - Bonifrates Recital of poems for walls and distant galaxies SYNOPSIS The walls inhabit us. And we inhabit walls. There are also walls that surround us. But sometimes we climb walls to be further away. Also much of the theater is done between walls. As if walls did not exist. In search of distant galaxies, we are dragged by the darkness of a supermacious black hole ... In this recital they say poems of Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen and Jose Saramago. The words of the actors are also said. With the Berlin Wall on the horizon, we track down other walls, talk about them, climb them, jump on them, knock ‘em down ... to dive into them yet. Location - Devesa Amphitheater

JUNE 16 18.00 - Meeting with the writers Patrícia Portela and Fernando Aguiar Association of Initiatives and Improvements of Troviscais

JUNE 17 14.30 - To the conversation with the writer Julia Wong Center of Grace Day

- 27 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE PEDROGÃO GRANDE

JUNE 17 Panel: “The Berlin Wall was the news of every day. From morning to night we read, we saw, we listened: the Wall of Shame, the Wall of Infamy, the Iron Curtain ... ... Finally, this wall, which deserved to fall, fell. But other walls sprouted, they continue to sprout, in the world, and even though they are much larger than Berlin, they speak little or nothing ... ... Why is it that there are walls so loud and walls so dumb? Will it be due to the walls of incommunication, which the mass media construct every day? “ (tradução livre) Eduardo Galeano, Muros 18.00 - Writers Asiya Zahoor (Kashmir), Jan Carson (Belfast), Maria Alzira Brum (Mexico), Maya Abu Al-Hayyat (Palestine) - moderator Maria João Ruela 8.30 pm - Closing dinner of the International Literary Festival of the Interior - Words of Fire with the presence of the President of the Republic. - Presentation of the digital platform of the literary festivals of Lusofonia (Arte-Via)

- 28-


PROGRAMA

5 DE JUNHO 9.00 - Encontro com a escritora residente Andréa del Fuego e o fotógrafo André de Toledo Sader Atividades dinamizadas pelos professores de português Agrupamento de Escolas Infante D. Pedro

14 DE JUNHO 15.00 - Apresentação da Exposição sobre o Dr. António Arnaut Auditório Municipal Atividades Escolares Agrupamento de Escolas Infante D. Pedro

21.00- ARRAIAL DO PATRONO Atuação da Orquestra Ligeira da Sociedade Filarmónica Penelense

15 DE JUNHO 10.00- Hora do conto com Eunice Lourenço Castelo Painel: “Sinais de fogo, os homens se despedem, exaustos e tranquilos, destas cinzas frias. E o vento que essas cinzas nos dispersa não é de nós, mas é quem reacende outros sinais ardendo na distância, um breve instante, gestos e palavras, ansiosas brasas que se apagam logo.” Sinais de Fogo, Jorge de Sena 15.00 - Gonçalo M. Tavares, Julio Silveira, Andrea del Fuego - moderador - Hélder Beja Igreja do Convento de Santo António 17.30 - Sessão de cinema “José e Pilar”

- 29 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE PENELA

16 DE JUNHO Jardim das Gerações 15.00 - Momento literário– Prosa / Poesia com Asiya Zahoor e João Rasteiro 17.00- Momento cultural com grupo concelhio Espinhal

17 DE JUNHO 10.00 - À conversa com Afonso Cruz - Universidade Sénior de Penela Centro de Estudos de História Local e Regional Salvador Dias Arnaut

PROGRAM

JUNE 5 9.00 - Meeting with resident writer Andréa del Fuego and photographer André de Toledo Sader Activities energized by teachers of Portuguese Grouping of Schools Infante D. Pedro

JUNE 14 15.00 - Presentation of the Exhibition on Dr. António Arnaut Municipal Auditorium School activities Grouping of Schools Infante D. Pedro 21.00 - Arraial do Patrono Performance of the Light Orchestra of the Penelense Philharmonic Society

JUNE 15 10.00 - Time of the story with Eunice Lourenço Castle Panel: “Signs of fire, men say goodbye, exhausted and quiet, of these cold ashes. And the wind that these ashes disperses us it’s not us, but it’s the one that re-ignites other blazing signs in the distance, a brief moment, gestures and words, eager coals that go out soon. (tradução livre)”Signs of Fire, Jorge de Sena 15.00 - Gonçalo M. Tavares, Julio Silveira, Andrea del Fuego - moderator - Hélder Beja Church of the Convent of Santo António - 30-


MUNICÍPIO DE PENELA

FLII - Palavras de Fogo

17.30 - “José e Pilar” movie session

JUNE 16 Garden of Generations 15.00 - Literary moment - Prose / Poetry with Asiya Zahoor and João Rasteiro 17.00 - Cultural moment with a local group Spinal

JUNE 17 10.00 - To the conversation with Afonso Cruz - Senior University of Penela Center for Local and Regional History Studies Salvador Dias Arnaut

- 31 -


PROGRAMA

4 DE JUNHO 14.30 - Andréa del Fuego (escritora brasileira) conversa com os alunos do secundário – Auditório da Escola Secundária Reportagem fotográfica por André de Toledo Sader (fotógrafo brasileiro)

13 DE JUNHO 17.00 – Abertura da feira do livro 17.15 –Teatro: Clube de teatro Escola Secundária 18.00 – Teatro: Grupo de teatro da escola de Santa Cruz da Trapa 21.30 –Concerto: Orquestra da Academia de Música de Santa Cruz da Trapa

14 DE JUNHO 10.00 - Feira do livro 10.00 – 12.00 - Oficinas para crianças: vamos cuidar da floresta 10.30 - Asiya Zahoor: de Caxemira para S. Pedro do Sul - Escola Profissional de Carvalhais 10.30 -11.30 – Vamos escutar os piores contos do mundo por Rodolfo Castro – encontro com os alunos do 2º ciclo – S. Pedro do Sul – Cine teatro 14.30 – 15.30 – Vamos escutar os piores contos do mundo por Rodolfo Castro – encontro com os alunos da EBI Santa Cruz da Trapa 14.30 -16-30 – Oficinas para crianças: vamos cuidar da floresta 15.30 – Concerto: Grupo Fúnika da ASSOL 21.30 – Concerto: Tuna da Universidade Sénior de S. Pedro do Sul

15 DE JUNHO 10.00 – Feira do livro 10.00 – Mercado tradicional sai à rua – momento musical 15.00 – Encontro com a poesia de Sophia e de José Saramago – Grupo Cénico – Balneário Rainha D. Amélia 15.30 – Teatro infantil para toda a família - “A culpa é da gilete” – Grupo contos e cantos

- 32-


MUNICÍPIO DE SÃO PEDRO DO SUL

FLII - Palavras de Fogo

20.00 – Jantar literário/ Gastrónomos de Lafões 21.30 – Concerto: Alafum

16 DE JUNHO 10.00 – Feira do livro 15.00 – “Já improvisávamos” autores locais 16.00 – Workshop de conto infantil com AL-Afum da Trapa, sujeita a inscrição para bibliotecam-spsul.pt, até dia 10/06/2019 - máximo 25 participantes 17.00 – Lançamento do livro “Implantação da República e Monarquia do Norte: ocorrências e vivências em S. Pedro do Sul.” de Eduardo Nuno Oliveira 18.30 - Conversa com Gonçalo M. Tavares 21.30h – Concerto: Sara Moita

17 DE JUNHO 10.00 – Feira do livro 10.30 - Oficinas para crianças: vamos cuidar da floresta 14.30 - Oficinas para crianças. Vamos cuidar da floresta 21.30 Encerramento – Showcase Sérgio Lucas Atividades permanentes: . Feira do livro, . Bibliomóvel . Escultor João Marques . Exposições . Oficina para crianças PROGRAM

JUNE 4 14.30 - Presence of the residents Andréa del Fuego and André de Toledo Sader in the schools of the county

JUNE 13 17.00 - Opening of the book fair 17.15 -Theatre: Theater Club Secondary School 18.00 - Theater: Theater group of the school of Santa Cruz da Trapa 21.30 - Concert: Orchestra of the Academy of Music of Santa Cruz de la Trapa

- 33 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE SÃO PEDRO DO SUL

JUNE 14 10.00 - Book Fair 10.00 - 12.00 - Workshops for children: let’s take care of the forest 10.30 - Asiya Zahoor: from Kashmir to S. Pedro do Sul - Professional School of Carvalhais 10.30 - 11.30 - Let’s listen to the worst stories in the world by Rodolfo Castro - meeting with the students of the 2nd cycle - S. Pedro do Sul - Cinema theater 14.30 - 15.30 - Let’s listen to the worst stories in the world by Rodolfo Castro - meeting with EBI students Santa Cruz da Trapa 14.30 -16-30 - Workshops for children: let’s take care of the forest 15.30 - Concert: ASSOL Fúnika Group 21.30 - Concert: Tuna of the Senior University of S. Pedro do Sul

15th OF JUNE 10.00 - Book Fair 10.00 - Traditional market goes out to the street - musical moment 15.00 - Meeting with the poetry of Sophia and José Saramago - Scenic Group - Balneário Rainha D. Amélia 15.30 - Children’s theater for the whole family - “The fault is the razor” - Group tales and songs. 20.00 - Literary dinner / Lafões Gourmet 21.30 - Concert: Alafum

JUNE 16 10.00 - Book Fair 15.00 - “We have improvised” local authors 16.00 - Children’s storytelling workshop with AL-Afum da Trapa, subject to registration for librarian-spsul.pt, until 06/10/2019 - maximum 25 participants 17.00 - Launching of the book “Implantation of the Republic and Northern Monarchy: occurrences and experiences in S. Pedro do Sul.” By Eduardo Nuno Oliveira 18.30 - Conversation with Gonçalo M. Tavares 21.30h - Concert: Sara Moita

JUNE 17 10.00 - Book Fair 10.30 - Workshops for children: let’s take care of the forest 14.30 - Workshops for children. Let’s take care of the forest. 21.30 - Closing - Showcase Sérgio Lucas - 34-


PROGRAMA

15 DE MAIO A 8 DE JUNHO Exposição “José Saramago. 90 anos” Sala de adultos “Camilo Pessanha”

14 DE JUNHO Biblioteca Pública Municipal João Brandão 21h30m - Apresentação do Livro “GERMANA” de Ricardo Fonseca Mota Participação de alunos do Agrupamento de Escolas de Tábua (leituras de excertos da obra a apresentar) Música pelos alunos da Academia Artística de Tábua

15 E 16 DE JUNHO Biblioteca Pública Municipal João Brandão 16h00m – À conversa com… Ricardo Fonseca Mota (escritor) José Alberto Carvalho (jornalista) “À volta dos Livros e da Leitura” Participação dos alunos da Academia Sénior com o “Coro de Palavras”

PROGRAM

15 MAY TO 8 JUNE Exhibition “José Saramago. 90 years old “ Adult Room “Camilo Pessanha”

JUNE 14 João Brandão Municipal Public Library 9pm - Presentation of the Book “GERMANA” by Ricardo Fonseca Mota Participation of students from Agrupamento de Escolas de Tábua (Reading of excerpts from the work to be presented) - 35 -


FLII - Palavras de Fogo

MUNICÍPIO DE TÁBUA

Music by students of the Artistic Academy of Tábua

JUNE 15 OR 16 João Brandão Municipal Public Library 4pm – Talking with… Ricardo Fonseca Mota (writer) José Alberto Carvalho (journalist) “Around Books and Reading” Participation of Senior Academy’s students with “Chorus of Words”

- 36-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES Afonso Cruz Afonso Cruz Escritor, ilustrador, cineasta e músico da banda The Soaked Lamb. Em Julho de 1971, na Figueira da Foz, era completamente recém-nascido, e haveria, anos mais tarde, de frequentar lugares como a António Arroio, as Belas-Artes de Lisboa, o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira e mais de meia centena de países. Assina, desde Fevereiro de 2013, uma crónica mensal no Jornal de Letras, Artes e Ideias sob o título «Paralaxe». Recebeu vários prémios e distinções nas diversas áreas em que trabalha, vive no campo e gosta de cerveja. Os seus livros estão publicados em vários países. Prémio Literário Maria Rosa Colaço 2009 (Os livros que devoraram o meu pai). Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco/APE 2010 (Enciclopédia da estória universal). Prémio Autores 2011 SPA/RTP; escolha White Ravens 2011; Menção especial do Prémio Nacional de Ilustração, Lista de Honra do IBBY (International Board on Books for Young People); Prémio Ler//Booktailors na categoria Melhor Ilustração Original e Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração 2011 (A contradição humana) Prémio da União Europeia para a Literatura 2012 (A boneca de Kokoschka) Prémio Time Out — Melhor Livro do Ano, 2012 (Jesus Cristo bebia cerveja) Prémio Sociedade Portuguesa de Autores 2013 (Para onde vão os guarda-chuvas) Prémio Nacional de Ilustração 2014 (Capital) Prémio Fernando Namora 2015 (Flores) Afonso Cruz Writer, illustrator, filmmaker and musician of the band The Soaked Lamb. In July of 1971, in Figueira da Foz, he was completely newborn, and there would be, years later, to attend places like António Arroio, Belas-Artes de Lisboa, Instituto Superior de Artes Plásticas de Madeira and more than half hundred countries. Since February 2013, he has signed a monthly chronicle in the Journal of Letters, Arts and Ideas under the title «Paralaxe». He has received several awards and distinctions in the various areas where he works, lives in the country and enjoys beer. His books are published in several countries. Literary Prize Maria Rosa Colaço 2009 (The books that devoured my father). Grand Prize of Conto Camilo Castelo Branco / APE 2010 (Encyclopedia of the universal story). Prize Authors 2011 SPA / RTP; choose White Ravens 2011; Special mention of the National Illustration Prize, - 37 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

IBBY Honor Roll (International Board on Books for Young People); Prize Read // Booktailors in the category Best Original Illustration and Special Mention of the National Illustration Award 2011 (The human contradiction) European Union Prize for Literature 2012 (The Kokoschka doll) Time Out Award - Best Book of the Year, 2012 (Jesus Christ drank beer) Prize Portuguese Society of Authors 2013 (Where the umbrellas go) National Illustration Award 2014 (Capital) Fernando Namora Award 2015 (Flores).

Ana Paula Arnaut Ana Paula Arnaut nasceu a 12 de Junho de 1964. É doutorada com agregação pela Universidade de Coimbra, onde leciona Literatura Portuguesa Contemporânea. Publicou Memorial do Convento. História, Ficção e Ideologia (1996), Post-Modernismo no Romance Português Contemporâneo: Fios de Ariadne-Máscaras de Proteu (2002); Homenagem a Cristóvão de Aguiar: 40 anos de vida literária (org.) (2005), José Saramago (2008), Entrevistas com António Lobo Antunes. 1979-2007. Confissões do Trapeiro (ed.) (2008), António Lobo Antunes (2009), António Lobo Antunes: a Crítica na Imprensa. 19802010. Cada um Voa como Quer (ed.) (2011). As mulheres na ficção de António Lobo Antunes. (In)variantes do feminino) (2012), Viagens do Carnaval: no espaço, no tempo, na imaginação (coedição com Maria Aparecida Ribeiro) (2014), O Ano da Morte de Ricardo Reis de José Saramago (2017), Identity(ies): a Multicultural and Multidisciplinary Approach (org.) (2017). Tem também artigos publicados em inúmeras revistas nacionais e internacionais. Ana Paula Arnaut was born on June 12, 1964. She is a doctorate with a degree from the University of Coimbra, where she teaches Portuguese Contemporary Literature. Published Memorial of the Convent. History, Fiction and Ideology (1996), Post-Modernism in the Contemporary Portuguese Romance: Ariadne’s Yarn-Proteus Masks (2002); Tribute to Cristóvão de Aguiar: 40 years of literary life (org.) (2005), José Saramago (2008), Interviews with António Lobo Antunes. 1979-2007. Confessions of Trapeiro (ed.) (2008), António Lobo Antunes (2009), António Lobo Antunes: Criticism in the Press. 1980-2010. Each one Flies Like Want (ed.) (2011). The women in the fiction of António Lobo Antunes. (2014), the Year of the Death of Ricardo Reis de José Saramago (2017), Identity (in), the Carnival Trips: in space, in time, in the imagination (co-edited with Maria Aparecida Ribeiro) ies): a Multicultural and Multidisciplinary Approach (org.) (2017). She has also published articles in numerous national and international magazines.

- 38-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

Ana Ventura Miranda Ana Ventura Miranda, Portuguesa, iniciou a sua carreira como actriz e produtora. Ao mudar-se para NY em 2006, trabalhou como jornalista para a televisão portuguesa e para a Rádio ONU, trabalhou na Missão Permanente de Portugal junto das Nações Unidas e na emblemática Sonnabend Gallery. Em 2011, fundou o Arte Institute, um instituto independente, sem fins lucrativos, para a internacionalização da arte e cultura contemporâneas portuguesas. Tem sido responsável pela organização de diversos eventos culturais em todo o mundo, incluindo o NY Portuguese Short Film Festival, a Semana José Saramago em NY, Pessoa in New York, Arte Institute Contemporary Dance at Alvin Ailey, “Gaiola Dourada no MoMA”, Portugal in Soho, Programa do Arte Institute no Iberian Suite Festival do Kennedy Center, Concertos SummerStage no Central Park, entre vários outros. Em 2015 recebeu o Prémio D. Antónia Ferreira e em 2017 o Prémio da PALCUS na categoria de Leadership for the Arts. Ana Ventura Miranda, Portuguese, began her career as an actress and producer. Moving to NY in 2006, she worked as a journalist for Portuguese television and for the UN Radio, worked in the Permanent Mission of Portugal to the United Nations and in the emblematic Sonnabend Gallery. In 2011, he founded the Art Institute, an independent, nonprofit institute for the internationalization of contemporary Portuguese art and culture. He has been responsible for organizing various cultural events around the world, including the NY Portuguese Short Film Festival, José Saramago Week in NY, Pessoa in New York, Arte Institute Contemporary Dance at Alvin Ailey, “Gaiola Dourada no MoMA”, Portugal in Soho, Institute Art Program at the Iberian Suite Festival at the Kennedy Center, SummerStage Concerts at Central Park, among many others. In 2015 he received the Antónia Ferreira Prize and in 2017 the PALCUS Prize in the category of Leadership for the Arts.

Andréa del Fuego Andréa del Fuego é escritora, formada em Filosofia pela Universidade de São Paulo.  Autora de oito livros entre contos, infantis e o romance Os Malaquias (vencedor do Prêmio José Saramago)  publicado em Israel, Alemanha, Itália, França, Romênia, Suécia, Portugal e Argentina. Ministra oficinas de escrita criativa e atualmente cursa mestrado em Filosofia sobre literatura e fenomenologia. Andréa del Fuego is a writer, graduated in Philosophy from the University of São Paulo. Author of eight books among short stories, children and the novel Os Malaquias (winner - 39 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

of the José Saramago Prize) published in Israel, Germany, Italy, France, Romania, Sweden, Portugal and Argentina. Minister of creative writing workshops and currently holds a master’s degree in Philosophy on literature and phenomenology.

André de Toledo Sader André de Toledo Sader, fotógrafo. Colaborou com renomadas publicações brasileiras, Vogue, Casa Vogue, Playboy, Trip, Folha de SP, Época Negócios, Bizz, Yeah!, entre outras. Passando por diversas áreas da fotografia, skate, culinária, retrato e moda. Hoje se dedica à fotografia autoral, ao mesmo tempo que faz uma graduação em letras orientais pela Universidade de São Paulo. André de Toledo Sader, photographer. He collaborated with renowned Brazilian publications, Vogue, Casa Vogue, Playboy, Trip, Folha de SP, Época Negócios, Bizz, Yeah !, among others. Going through various areas of photography, skateboarding, cooking, portraiture and fashion. Today he is dedicated to author photography, while at the same time he graduated in oriental literature from the University of São Paulo.

António Apolinário Lourenço António Apolinário Lourenço é professor de literatura na Universidade de Coimbra, onde coordena a secção de Estudos Espanhóis e integra a Comissão Executiva do Centro de Literatura Portuguesa da mesma universidade. Como investigador, as suas áreas privilegiadas de trabalho são as literaturas modernas e contemporâneas de Portugal e de Espanha. Para além de um vasto número de publicações dispersas por revistas e jornais de vários países, publicou, como autor ou editor científico, uma vintena de livros em Portugal, Espanha e Brasil, entre os quais uma História da Literatura Espanhola (1994, em colaboração com Eloísa Álvarez), uma Historia de la Literatura Portuguesa (2000, coeditor, com José Luis Gavilanes), Identidade e alteridade em Fernando Pessoa e Antonio Machado (1995; com edição espanhola de 1997), Eça de Queirós e o Naturalismo na Península Ibérica (2005), Estudos de literatura comparada luso-espanhola (2005), Fernando Pessoa (2009), Guia de leitura. Mensagem de Fernando Pessoa (2011), Poderes y Autoridades en el Siglo de Oro: Realidad y Representación (2012, coeditor com Jesús M. Usunáriz), e O Modernismo (2015, em colaboração com Carlos Reis).

- 40-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

António Apolinário Lourenço is a professor of literature at the University of Coimbra, where he coordinates the Spanish Studies section and is a member of the Executive Committee of the Portuguese Literature Center of the same university. As a researcher, his privileged areas of work are the modern and contemporary literatures of Portugal and Spain. In addition to a large number of publications scattered in magazines and newspapers in several countries, he published, as the author or scientific editor, some twenty books in Portugal, Spain and Brazil, among them a History of Spanish Literature (1994, in collaboration with Eloísa Álvarez), a History of Portuguese Literature (2000, coeditor, with José Luis Gavilanes), Identity and otherness in Fernando Pessoa and Antonio Machado (1995; Spanish edition 1997), Eça de Queirós and Naturalism in the Iberian Peninsula 2005), Studies of comparative Portuguese-Spanish literature (2005), Fernando Pessoa (2009), Guide of reading. Message of Fernando Pessoa (2011), Powers and Authorities in the Golden Age: Realidad y Representación (2012, coeditor with Jesús M. Usunáriz), and O Modernismo (2015, in collaboration with Carlos Reis).

António Pedro Pita Professor catedrático da Faculdade de Letras e Investigador do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX – CEIS20 da Universidade de Coimbra. Membro do Conselho Científico da Faculdade de Letras (UC), do Centro de Estudos Ibéricos, do Conselho Consultivo da AIM - Associação de Investigadores da Imagem em Movimento e do Grupo “Relire l’entre-deux-guerres”, do Conselho Consultivo da Associação da Casa da Achada-Centro Mário Dionísio, de que é sócio fundador e do Grupo de Pesquisa “Intelectuais e poder no mundo iberoamericano” (Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ). É fundador da recente Associação Internacional de Estudos «Intelectuais e Poder». Pertence ao Comité Científico da revista Agora – Papeles de Filosofia, da Universidade de Santiago de Compostela, aos conselhos editoriais de Revista Filosófica de Coimbra e de Estudos do Século Vinte e ao Conselho Consultivo da revista Intellectus. É Professor visitante na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e na Universidade de Santiago de Compostela. Publicações mais recentes: “Novo Cancioneiro”: Historicidade de uma polifonia”. Revista do Centro de Estudos Portugueses, Belo Horizonte, v. 37, n. 57, p. 79-96, 2017. “A ‘deformação’ na ‘invenção do concreto’ como chave do realismo no pensamento de Mário Dionísio” in Paula Mendes Coelho (ed.), “Mário Dionísio/Como Uma Pedra no Silêncio. Comunicações do Congresso Internacional”, «Nova Síntese”, nº 11, 2016 [publicado em 2018], p. 267-272. “Entre a «fadiga da construção» e o «orvalho do céu». Notas para uma interpretação da - 41 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

estratégia doutrinária de Minerva Brasiliense” in Minerva Brasiliense: leituras, Lucia Maria Bastos P. Neves, Lucia Maria Paschoal Guimarães [org.]. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2016, p. 201-216. “Fim da história, tempo e experiência” in Tempo e História. Ideias e políticas. Estudos para Fernando Catroga. Almedina: Coimbra, 2015, p. 61-72. “«Mudar a vida» precisa da arte?” in Biblos, n.s. XI (2013) 61-73. Full Professor of the Faculty of Letters and Researcher of the Center for Interdisciplinary Studies of the 20th Century - CEIS20 of the University of Coimbra. Member of the Scientific Council of the Faculty of Letters (UC), the Center for Iberian Studies, the Advisory Board of AIM - Association of Image Researchers in Motion and the “Relire l’entre-deux-guerres” Group, of the Casa da Achada-Centro Mário Dionísio, of which he is a founding partner and of the Research Group “Intellectuals and power in the Ibero-American world” (Rio de Janeiro State University - UERJ). He is the founder of the recent International Association of Studies “Intellectuals and Power”. He belongs to the Scientific Committee of the journal Agora - Papeles de Filosofia, from the University of Santiago de Compostela, to the editorial councils of Revista Filosófica de Coimbra and Estudos de Século Twenty and to the Advisory Board of Intellectus magazine. He is a Visiting Professor at the Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro and at the University of Santiago de Compostela. Most recent publications: “New Songbook”: Historicity of a polyphony “. Journal of the Center for Portuguese Studies, Belo Horizonte, v. 37, n. 57, p. 79-96, 2017. “The ‘deformation’ in the ‘invention of concrete’ as key to the realism in the thought of Mario Dionísio” in Paula Mendes Coelho (ed.), “Mário Dionísio / Como Una Pedra em Silêncio. Communications of the International Congress “,” New Synthesis “, No. 11, 2016 [published in 2018], p. 267-272. “Between the” fatigue of construction “and the” dew of the sky. “ Notes for an interpretation of Minerva Brasiliense’s doctrinal strategy “in Minerva Brasiliense: readings, Lucia Maria Bastos P. Neves, Lucia Maria Paschoal Guimarães [org.]. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2016, p. 201-216. “End of History, Time and Experience” in Time and History. Ideas and policies. Studies for Fernando Catroga. Almedina: Coimbra, 2015, p. 61-72. «Does ‹life change› need art?» In Biblos, n. XI (2013) 61-73.

- 42-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

Asiya Zahoor Asiya é poeta, linguista, cineasta e académica. Asiya estudou Psicolinguística na Universidade de Oxford e na literatura diaspórica do Caribe na Universidade da Caxemira. É autora de livros e artigos escritos e poemas sobre questões como política do lugar, diáspora, literatura do exílio, identidade muçulmana e psicologia da aprendizagem de línguas. O filme de Asiya, “The Stitch” ganhou prêmios e foi exibido em vários festivais de prestígio. Asiya organizou um site www.bolbosh.net para ajudar a documentar idiomas e literatura da Caxemira. Asiya Zahoor atualmente leciona Literatura no Baramulla College, Caxemira Asiya is a poet, a linguist, a filmmaker and an academic. Asiya has studied Psycholinguistics at Oxford University and Caribbean diasporic literature at the University of Kashmir.  She has authored books and written articles and poems on issues like politics of place, diaspora, the literature of exile, the Muslim identity  and psychology of language learning. Asiya’s film has, “The Stitch” has won awards and has been screened at various prestigious festivals. Asiya has curated a website www.bolbosh.net to help documents languages and literature of Kashmir.  Asiya Zahoor currently teaches Literature at Baramulla College, Kashmir.

Bonifrates - Cooperativa de Produções Teatrais e Realizações Culturais, C. R. L. Foi constituída em 1980 e, deste então, tem desenvolvido uma atividade ininterrupta na cidade de Coimbra. Num percurso em que a par da produção teatral têm tido destaque outras formas artísticas como a poética ou a musical, a Bonifrates assume a criação artística como exercício de cidadania e como festa, numa comunidade de projetos e afetos, procurando inscrevê-la na vida da “cidade” em ordem à sua crítica e à sua transformação. O projeto Bonifrates-júnior iniciou-se em 2006, tendo como finalidades a educação artística e a formação através do teatro e apresentando as peças «Bonecos e bonecas», de Luís Coquard, «Palhaço Arco-íris», de Ricardo Rodriguez, ambas encenadas por João Maria André, e «Eu, Tu, Ele, Nós, Vós, Eles», de Sérgio Godinho, com encenação de Eurídice Rocha. Em 2016, com «Óscar e a Senhora Cor de Rosa», de Éric-Emmanuel Schmitt, estreou-se uma nova geração de juniores, encenada por João Paulo Janicas. Já em 2018, apresenta «Vigésimo Oitavo», espectáculo que toma como referência o artigo sobre a educação da Convenção - 43 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

sobre os Direitos da Criança e se inspira no gesto (utópico?) de Malala Yousafzai (“um criança, um professor, uma caneta e um livro podem mudar o mundo”). Em «M89 – recital de poemas para muros e galáxias distantes», com guião de João Paulo Janicas a partir de textos de Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen, José Saramago e dos próprios elementos do grupo, são atores Afonso Silva, Alexandre Matias, Beatriz Janicas, Carolina Cardoso, Filipa Paz, João Pinto, Laura Rojo, Luísa Abreu, Miguel Pinto, Pedro Albuquerque, Pedro Seabra e Tiago Henriques. Bonifrates - Co-operative for Theater Productions and Cultural Realizations, C. R. L. was founded in 1980 and has since developed an uninterrupted activity in the city of Coimbra. Bonifrates assumes artistic creation as an exercise of citizenship and as a festival, in a community of projects and affections, seeking to inscribe it in the life of the artist. “City” in order to its criticism and its transformation. The Bonifrates-júnior project began in 2006, with the purpose of artistic education and training through theater and featuring the pieces “Dolls and dolls”, by Ricardo Rodriguez, both staged by Luís Coquard, “Rainbow Clown” by João Maria André, and “I, You, Him, We, You, They” by Sérgio Godinho, with Eurydice Rocha staging. In 2016, with “Óscar and Mrs. Cor de Rosa”, by Éric-Emmanuel Schmitt, a new generation of juniors was premiered, staged by João Paulo Janicas. Already in 2018, he presents “Twenty-Eighth”, a show that takes as reference the article on education of the Convention on the Rights of the Child and is inspired by the (utopian?) Gesture of Malala Yousafzai (“a child, a teacher, a pen and a book can change the world “). In “M89 - recital of poems for walls and distant galaxies”, with a script by João Paulo Janicas from texts by Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andresen, José Saramago and the group members themselves, are actors Afonso Silva, Alexandre Matias, Beatriz Janicas, Carolina Cardoso, Filipa Paz, João Pinto, Laura Rojo, Luísa Abreu, Miguel Pinto, Pedro Albuquerque, Pedro Seabra and Tiago Henriques.

Danuta Wojciechowska Danuta Wojciechowska nasceu no Québec (Canadá) em 1960 e é licenciada em Design de Comunicação (Zurique). Fez estudos pós-graduados em Educação pela Arte em Inglaterra. Vive e trabalha em Lisboa desde 1984. Em 1992 fundou o atelier Lupa Design, onde se dedica ao design, ilustração e cenografia. Tem muitos anos de experiência como dinamizadora de ateliers criativos, com crianças jovens e adultos. Participa frequentemente em cursos de formação e conferências para professores. Organiza workshops. Danuta Wojciechowska was born in Quebec (Canada) in 1960 and holds a degree in Commu- 44-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

nication Design (Zurich). He has done post-graduate studies in Education for Art in England. She lives and works in Lisbon since 1984. In 1992 she founded the Lupa Design studio, where she dedicates to design, illustration and set design. She has many years of experience as a promoter of creative ateliers with young children and adults. He often participates in teacher training courses and conferences. Organizes workshops.

EDGAR VALLES De origem goesa, nasceu em 1953, em Angola. Exerce a advocacia desde 1977. Foi colaborador da revista “Seara Nova” no período de 1973 a 1977, colaborou no semanário “Extra”, no “Diário de Lisboa” e no “PÚBLICO”, onde manteve um consultório jurídico de 1993 a 1995 e um consultório na edição on-line deste jornal de 2003 a 2016. Integrou duas direções da Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa, em 1972 e 1974. Foi membro do Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados de 1992 a 1995. Presidente da Casa de Goa, de 2014 a 2017. Formador da Ordem dos Advogados na área de Processo Civil de 1985 a 2011. Autor de vários livros: “ África, Colonialismo e Socialismo” (Seara Nova, 1975), “Apartheid em Crise” (Seara Nova, 1977), “27 de maio: Síndroma de Angola”, em colaboração com João Van Dunen, edição de autor, 1977, “O que foi a descolonização portuguesa?” (Apul, 1978), “Guia do Autarca”, ( Almedina, 2005, 3ª edição), “Cobrança Judicial de Dívida, Injunções e Respectivas Execuções” (Almedina, 2018, 8º edição), “Prática Processual Civil” ( Almedina, 2019, 11º edição), “Atos Notariais dos Advogados e Solicitadores” ( Almedina, 2017, 6ª edição), “Consórcio, ACE e outras Figuras” (Almedina, 2007) “Custas Processuais” (Almedina, 2011, 2ªedição), “ Menores” (Almedina, 2011), “Execução de Empreitadas de Obras Públicas” (Almedina, 2013), “Contencioso Administrativo” ( Almedina, 2019, 3ª edição) , Responsabilidade dos Gerentes e Administradores”, (AlmedIna, 2019, 3ª edição) e “Guia Prático das Assembleias Gerais- Associações, Condomínios, Sociedades Comerciais e Autarquias”, (Almedina, 2019,2ª edição). Goose origin, was born in 1953, in Angola. He has been a lawyer since 1977. He collaborated with the magazine “Seara Nova” from 1973 to 1977, collaborated in the “Extra” weekly, in the “Diário de Lisboa” and in the “PÚBLICO”, where he maintained a legal practice from 1993 to 1995 and an office in the online edition of this newspaper from 2003 to 2016. He was a member of the Lisbon District Council of the Portuguese Bar Association from 1992 to 1995. President of the House of Goa from 2014 to 2017. Trainer of the Bar Association in the area of ​​Civil Procedure from 1985 to 2011.

- 45 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Eun Heekyun Nascida em 1959 em Gochang, província de Jeolla do Norte. Completou os seus estudos no ensino médio em Jeonju, depois estudou no Departamento de Língua e Literatura Coreanas da Universidade Feminina de Sukmyeong, em Seul. Começou a escrever seriamente enquanto estava matriculada na Escola de Pós-Graduação da Universidade Yeonse. O reconhecimento veio quando recebeu o Prêmio de Primavera de 1995 para Novos Escritores de Dong-a Ilbo com a novela Ichungju (Duet). Desde então publicou três volumes de ficção, Sarangeun cheonsangui yaksokilppun (Amor não é nada além de uma promessa maravilhosa), Saeui seonmul (presente de Bird), Tainege malgeolgi (Conversando com um estranho) contendo obras importantes como Anaeui sangja (caixas da minha esposa) , Majimak chum nawa hamkke (Última dança comigo), Keunyeoui sebeonjjae namja (Seu terceiro homem). Recebeu o Prêmio Munhakdongne de Ficção em 1995 e o Lee Sang Literary Award em 1998. O seu trabalho pode muitas vezes ser caracterizado como uma forma de Bildungsroman, em que o mundo interior das pessoas é sugerido através das maneiras como experimentam a ilusão, enquanto as suas narrativas descrevem de várias formas dramáticas o mundo externo. Muitas vezes concentra-se no modo como a identidade individual está a desaparecer, e um de seus principais tópicos é a impossibilidade de comunicação nas relações humanas no mundo moderno. Central à sua ficção é a solidão do indivíduo na moderna sociedade industrializada. Está particularmente preocupada em descrever a psicologia das mulheres que lutam contra as atitudes convencionais em relação às mesmas na sociedade. Um dos mais significativos trabalhos de ficção escrito por uma escritora coreana. Born in 1959 in Gochang, North Jeolla Province, Eon Hui-gyeong completed her high school studies in Jeonju, then studied in the Department of Korean Language and literature at Sukmyeong Women’s University in Seoul. She began to write seriously while she was enrolled in the Graduate School at Yeonse University. Recognition came when she received the Dong-a Ilbo’s 1995 Spring Award for New Writers with the novella Ichungju(Duet). Since then she has published three volumes of fiction, Sarangeun cheonsangui yaksokilppun(Love is nothing but a wonderful promise), Saeui seonmul(Bird’s gift), Tainege malgeolgi(Talking to a stranger)containing such important works as Anaeui sangja(My wife’s boxes), Majimak chum nawa hamkke(Last dance with me), Keunyeoui sebeonjjae namja(Her third man). She received the Munhakdongne Award for Fiction in 1995 and the Lee Sang Literary Award in 1998. Eon Hui-gyeong’s work can often be characterized as a form of Bildungsroman, in which people’s inner world is suggested through the ways they experience illusion, while her narratives depict in various dramatic ways the external world. She often focusses on the way individual identity is vanishing, and one of her main topics is the impossibility of communication in human relationships in the modern world. Central to her fiction is the loneliness of - 46-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

the individual in modern industrialized society, and she is particularly concerned to depict the psychology of women struggling against conventional attitudes to women in society. One of the most significant recent works of fiction by a Korean woman writer.

Eunice Lourenço Eunice Lourenço nasceu em 1986 em Lisboa e sempre morou em Almada. É formada em Biologia pela Universidade de Lisboa. Trabalha como Técnica Superior num Instituto do Ministério da Saúde. Apesar da sua formação e atividade profissional estarem totalmente ligadas às ciências, sempre foi mais apaixonada pelas palavras e pelas artes. É filha de professores, a quem deve o gosto pelo contacto com crianças. É casada e é mãe de dois filhos. Foram os meninos que a inspiraram a começar a escrever histórias para desenvolver a imaginação. Gosta de animais, particularmente, de gatos. Durante a juventude foi, juntamente com a irmã e a mãe, família de acolhimento temporário de muitos gatinhos. Aprendeu a conhecê-los bem e a gostar das suas traquinices. A obra “Seis gatos” foi escrita e ilustrada durante umas férias passadas na casa da família materna, no lugar de Alge, Concelho de Figueiró dos Vinhos para ler aos filhos à hora de deitar. Não imaginava publicar um livro, mas os “Seis Gatos” foram fazendo o seu caminho. Deixaram de ser os seis gatos lá de casa e já moram em muitas outras casas, para grande alegria da autora. Eunice Lourenço was born in 1986 in Lisbon and always lived in Almada. She holds a degree in Biology from the University of Lisbon. She works as a Higher Technician in an Institute of the Ministry of Health. Although her training and professional activity are totally linked to the sciences, she has always been more passionate about words and the arts. She is daughter of teachers, who likes the contact with children. She is married and has two children. It was the boys who inspired her to start writing stories to develop the imagination. Likes animals, particularly cats. During her youth she was, along with his sister and mother, the temporary foster family of many kittens. She learned to know them well, and to enjoy his mischief. The work “Six Cats” was written and illustrated during a vacation spent in the home of the mother’s family, in Alge, Figueiró dos Vinhos to read to their children at bedtime. She had no idea of p ​​ ublishing a book, but the “Six Cats” are making their way. They are no longer the six cats at home and already live in many other houses, much to the delight of the author.

- 47 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Fernando Aguiar Nasceu em Lisboa, em 1956. Publicou 24 livros de poesia, contos infantis e 6 antologias de poesia experimental portuguesa e internacional em Portugal, Alemanha, Brasil, Itália, Espanha, Canadá, Irlanda, U.S.A. e em Inglaterra. Foi incluído em 92 antologias poéticas e livros coletivos em 17 países. Realizou 48 exposições individuais e participou em inúmeras exposições coletivas. Desde 1983 apresentou mais de 230 intervenções e performances poéticas em 120 Festivais Internacionais, em Museus e Galerias de 25 países, nomeadamente no Centre Georges Pompidou (Paris), Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, Casa de Serralves , Tokyo Metropolitan Art Space, Mexic-Arte Museum (Austin, Texas), Musée D’Art Contemporain (Marselha), Museo Vostell Malpartida (Malpartida de Cáceres), Círculo de Bellas Artes (Madrid), IVAM – Institut Valencià d’Art Modern (Valencia), Beijing Tokyo Art Projects (Pequim), Hong Kong Arts Centre, Reykjavík Art Museum, Centre Culturel Calouste Gulbenkian (Paris) e na secção “Extra 50” da 50ª Bienal de Veneza. Organizou diversas exposições e Festivais de performance e de poesia visual internacional em Portugal, Itália, França e no Brasil. É autor do “Soneto Ecológico”, uma obra de land-poetry constituída por 70 árvores plantadas em 14 filas de 5 árvores (4+4+3+3), numa área aproximada de 110x36 metros, em Matosinhos, 2005. He was born in Lisbon in 1956. He published 24 books of poetry, short stories, children’s books and 6 anthologies of Portuguese and international experimental poetry in Portugal, Germany, Brazil, Italy, Spain, Canada, Ireland, U.S.A. and in England. It was included in 92 poetic anthologies and collective books in 17 countries. He held 48 individual exhibitions and participated in numerous collective exhibitions. Since 1983 he has presented more than 230 poetic performances and performances at 120 International Festivals, in Museums and Galleries in 25 countries, including the Center Georges Pompidou (Paris), Calouste Gulbenkian Foundation Modern Art Center, Serralves House, Tokyo Metropolitan Art Space, (Madrid), IVAM - Institut Valencià d ‘Art Modern (Valencia), Beijing Tokyo (Mexico), Musée d’Art Contemporain (Marseille), Vostell Malpartida Museum (Malpartida de Cáceres), Círculo de Bellas Artes Art Projects (Beijing), Hong Kong Arts Center, Reykjavík Art Museum, Culture Center Calouste Gulbenkian (Paris) and the “Extra 50” section of the 50th Venice Biennale. Organized various exhibitions and Festivals of performance and international visual poetry in Portugal, Italy, France and Brazil. He is the author of the “Ecological Sonnet”, a land-poetry work composed of 70 trees planted in 14 rows of 5 trees (4 + 4 + 3 + 3), in an area of approximately ​​ 110x36 meters, in Matosinhos, 2005. - 48-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

Gonçalo M. Tavares Poeta e romancista português, Gonçalo Manuel Albuquerque Tavares  mais conhecido como  Gonçalo M. Tavares nasceu no ano de 1970 na cidade de Luanda, em Angola. Com o fim da guerra colonial estabeleceu-se com a família na cidade de Aveiro, onde passou a sua infância. A sua primeira obra foi publicada em 2001. Recebeu os mais importantes Prémios em Língua portuguesa como: o Prémio José Saramago, o Prémio LER/Millennium BCP; o Prémio Branquinho da Fonseca, o Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores e o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores «Camilo Castelo Branco». Os seus livros deram origem a peças de teatro, objectos artísticos, vídeos de arte, ópera, etc. Estão em curso cerca de 220 traduções distribuídas por quarenta e cinco países. O romance “Jerusalém” foi incluído na edição europeia de “1001 livros para ler antes de morrer – um guia cronológico dos mais importantes romances de todos os tempos”. Portuguese poet and novelist, Gonçalo Manuel Albuquerque Tavares better known as Gonçalo M. Tavares was born in 1970 in the city of Luanda, Angola. With the end of the colonial war settled down with the family in the city of Aveiro, where it spent his childhood. His first work was published in 2001. He received the most important prizes in Portuguese language as: the José Saramago Prize, the LER / Millennium BCP Prize; the Fonseca Branquinho Prize, the Poetry Revelation Prize of the Portuguese Writers Association and the Grand Prize of the Portuguese Writers Association “Camilo Castelo Branco”. His books gave rise to plays, art objects, art videos, opera, etc. About 220 translations are distributed in forty-five countries. The novel “Jerusalem” was included in the European edition of “1001 books to read before dying - a chronological guide to the most important novels of all time.”

Hélder Beja Hélder Beja é fundador e director da Capítulo Oriental, primeira agência literária e editora a trabalhar entre a Ásia e os países de língua portuguesa, com sede em Macau. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade do Minho, estudou ainda Língua e Literatura Portuguesa na Universidade de Macau (China). Enquanto jornalista, trabalhou para vários meios de comunicação, incluindo Público, i, Sábado, ArteTV e Semanário Sexta, antes de rumar a Macau em 2010. Em Macau, foi editor e sub-director do jornal Ponto - 49 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Final, director da revista Macau CLOSER e colaborou com diversas publicações. Foi co-fundador do Festival Literário de Macau, tendo exercido funções de director de programação do mesmo durante sete edições (2012-2018). Em 2012, venceu o concurso de contos do jornal Macau Daily Times, com Fogo Lento. Ainda no mesmo ano, realizou Era uma Vez em Ka Ho, documentário que estreou no Festival Internacional de Cinema e Vídeo de Macau e foi exibido na China Continental, Portugal, Espanha, Alemanha e Eslovénia. Os seus textos literários foram publicados em português, inglês e chinês nas revistas LER, Cha: An Asian Literary Journal e na revista do Macau Pen Club. É actualmente colaborador do jornal Plataforma Macau, dos sites Extramuros e Macau News, e das revistas Macao e Macau. Hélder Beja is the founder and director of the Eastern Chapter, the first literary agency and publisher to work between Asia and the Portuguese-speaking countries, based in Macao. Graduated in Social Communication from the University of Minho, he also studied Portuguese Language and Literature at the University of Macau (China). As a journalist, he worked for several media outlets, including Público, i, Saturday, ArteTV and Semanário Sexta, before heading to Macao in 2010. In Macao, he was editor and deputy director of the newspaper Ponto Final, director of Macau CLOSER magazine. collaborated with several publications. He was co-founder of Macao Literary Festival, having served as program director for seven editions (2012-2018). In 2012, he won the short story contest of the Macau Daily Times, with Fogo Lento. Also in the same year, he performed Once Upon a Time in Ka Ho, a documentary that premiered at the Macao International Film and Video Festival and was shown in mainland China, Portugal, Spain, Germany and Slovenia. His literary texts were published in Portuguese, English and Chinese in LER magazines, Cha: An Asian Literary Journal and in the Macau Pen Club magazine. He is currently a contributor to the Macau Platform newspaper, the Extramuros and Macau News sites, and Macao and Macao magazines.

João Rasteiro João Rasteiro (Ameal-Coimbra), poeta e ensaísta. Actualmente é membro de Direcção do P.E.N. Clube Português e integra os Conselhos Editoriais das Revistas DEVIR - Revista Ibero-Americana de Cultura e Folhas Letras & Outros Ofícios. Licenciado em Estudos Portugueses e Lusófonos, Universidade de Coimbra, publicou em diversas revistas e antologias em Portugal, Brasil, Itália, França, Espanha, Finlândia, Hungria, República Checa, Moçambique, México, Colômbia, USA, Nicarágua e Chile. Obteve diversos prémios, mormente o Prémio Literário Manuel António Pina, 2010. Foi um dos 20 finalistas do Prémio Portugal Telecom de Literatura (Poesia) em 2012. Publicou 17 livros (Portugal, Brasil e Espanha), o primeiro, A Respiração das Vértebras, 2001; e o último, LEVEDURA – Trilogia do Silêncio, 2019. O seu livro, A Rose is a Rose is a Rose et Coete- 50-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

ra, 2017 (2º ed., 2018), Portugal, foi levado à cena pelo grupo “Os Controversos”. Em 2009 e 2018 organizou antologias dedicadas à poesia portuguesa: “Poesia Portuguesa Hoje” (Arquitrave, Colômbia) e “Aquí, en Esta Babilonia” (Amargord, Espanha). Em 2015 integrou a antologia de contos “O País Invisível”, organizada pelo CMC-Centro de Estudos Mário Cláudio. Tem participação diversa (letras), em vários CDs de Fado de Coimbra. É convidado regularmente para Festivais Literários (incluindo o estrangeiro), e visitas a escolas. João Rasteiro (Ameal-Coimbra), poet and essayist. He is currently a member of the Board of Directors of P.E.N. Portuguese Club and integrates the Editorial Councils of the Magazines DEVIR - Ibero-American Magazine of Culture and Letters Letters & Other Offices. He has a degree in Portuguese and Lusophone Studies, University of Coimbra, and has published in several magazines and anthologies in Portugal, Brazil, Italy, France, Spain, Finland, Hungary, Czech Republic, Mozambique, Mexico, Colombia, USA, Nicaragua and Chile. He won several prizes, most notably the Manuel António Pina Literary Prize, 2010. He was one of the 20 finalists of the Portugal Telecom Prize for Literature (Poetry) in 2012. He published 17 books (Portugal, Brazil and Spain), the first, The Breath of the Vertebrae, 2001; and the last, LEVEDURA - Trilogy of Silence, 2019. His book, A Rose is a Rose is a Rose and Coetera, 2017 (2nd ed., 2018), Portugal, was taken to the scene by the group «The Controversies.» In 2009 and 2018 he organized anthologies dedicated to Portuguese poetry: «Poesia Portuguesa Hoje» (Arquitrave, Colombia) and «Aqui, en Esta Babilonia» (Amargord, Spain). In 2015 he integrated the anthology of short stories «The Invisible Country», organized by the CMC-Mário Cláudio Study Center. Has diverse participation (letters), in several CDs of Fado of Coimbra. He is regularly invited to Literary Festivals (including abroad), and visits to schools.

Jan Carson Jan Carson é uma escritora e facilitadora de artes comunitárias baseado em East Belfast. É especialista em engajamento de artes com pessoas idosas e pessoas que vivem com Dementia e recebeu financiamento através da Queen’s University Belfast para realizar um projeto de pesquisa sobre a representação da demência na literatura. O seu romance de estreia, Malcolm Orange Disappears e a colecção de contos infantis Children’s Children, foram publicados pela editora Liberties Press, em Dublin. Uma coleção de micro-ficção, Postcard Stories foi publicada pela Emma Press em 2017. O romance de Jan The Fire Starters foi publicado pela Doubleday em abril de 2019. Seu trabalho apareceu em revistas como Banshee, The Tangerine, Winter Papers e Harper’s Bazaar e em BBC Radio 3 e 4. Atualmente, está a trabalhar no seu primeiro roteiro televisivo e num documentário de rádio para a BBC Radio 4. Em 2018, Jan foi a escritora de roaming inaugural do Irish - 51 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Writers Centre nos comboios da Irlanda. É a destinatária de 2019 da bolsa Jack Harte. Jan organizou o CS Lewis Festival, o Festival de Literatura e Ideias de Hillsborough e o inaugural Belfast Lit Crawl. Jan Carson is a writer and community arts facilitator based in East Belfast. She specialises in arts engagement with older and people living with Dementia and has received funding through Queen’s University Belfast to carry out a research project into the representation of Dementia in literature. Her debut novel, Malcolm Orange Disappears and short story collection, Children’s Children, were published by Liberties Press, Dublin. A micro-fiction collection, Postcard Stories was published by the Emma Press in 2017. Jan’s novel The Fire Starters was published by Doubleday in April 2019. Her work has appeared in journals such as Banshee, The Tangerine, Winter Papers and Harper’s Bazaar and on BBC Radio 3 and 4. She is currently working on her first television screenplay and a radio documentary for BBC Radio 4. In 2018 Jan was the Irish Writers Centre’s inaugural Roaming Writer in Residence on the trains of Ireland. She is the 2019 recipient of the Jack Harte Bursary. Jan has curated the CS Lewis Festival, the Hillsborough Festival of Literature and Ideas and the inaugural Belfast Lit

Jorge Reis-Sá Jorge Reis-Sá nasceu em Vila Nova de Famalicão em 1977. Licenciado em Biologia, fundou em 1999 as Quasi Edições, que editou até 2009. Foi, entre 2010 e 2013, editor na Babel. É, desde 2013, editor da Glaciar e consultor editorial de várias instituições e editoras. Estreou-se em 1999 com um livro de poemas. Desde aí publicou poesia, contos, crónicas e romances. Colabora desde essa altura com a comunicação social, tendo sido cronista da LER e da revista Sábado, entre outras publicações. Editado no Brasil pela Record, viu o seu romance “Todos os Dias” (Dom Quixote, 2006) ser considerado um dos livros do ano pela revista “Os Meus Livros”. Reuniu a sua poesia em 2013 no volume “Instituto de Antropologia”, recentemente editado em Itália. Em co-autoria com Henrique Cymerman, publicou pela Guerra & Paz “Francisco, de Roma a Jerusalém”, o livro que não só relata a viagem do Papa Francisco à Terra Santa como nos aproxima de uma maneira única da sua pessoa. O próprio Papa Francisco autorizou a edição do livro, permitindo extraordinariamente num volume sobre a sua pessoa a inclusão dos discursos, alocações e homilias por ele feitas durante a viagem. Co-organizou, com Rui Lage, a maior antologia de poesia portuguesa alguma vez feita, “Poemas Portugueses – Antologia da Poesia Portuguesa do Séc. XIII ao Séc. XXI”. Publicou em 2015, acompanhado pela reedição de “Todos os Dias”, o seu segundo romance, “A Definição do Amor”, ambos na Guerra & Paz, com edição brasileira pela Tordesilhas. O seu último livro foi publicado já em 2018, a biografia para os mais novos “António Lobo Antunes, O Amor das Coisas Belas (ou pelo menos das que eu considero belas). - 52-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

Jorge Reis-Sá was born in Vila Nova de Famalicão in 1977. Graduated in Biology, he founded Quasi Edições in 1999, and edited until 2009. He was editor in Babel between 2010 and 2013. Since 2013, he has been editor of the Glacier and editorial consultant to several institutions and publishers. It premiered in 1999 with a book of poems. Since then he has published poetry, short stories, chronicles and novels. He has collaborated since that time with the media, having been a chronicler of the LER and the magazine Sábado, among other publications. Recorded in Brazil by Record, he saw his novel “Every Day” (Don Quixote, 2006) be considered one of the books of the year by “My Books” magazine. He gathered his poetry in 2013 in the volume “Institute of Anthropology”, recently published in Italy. In co-authoring with Henri Cymerman, he published by Guerra & Paz “Francisco, from Rome to Jerusalem,” the book that not only relates Pope Francis’s trip to the Holy Land but also brings us together in a unique way. Pope Francisco himself authorized the edition of the book, allowing extraordinarily in a volume on his person the inclusion of the speeches, allocations and homilies he made during the trip. He co-organized, with Rui Lage, the greatest anthology of Portuguese poetry ever written, “Portuguese Poems - Anthology of Portuguese Poetry from the 13th to the 21st Century”. Published in 2015, accompanied by the reissue of “Every Day”, his second novel, “The Definition of Love”, both in War & Peace, with Brazilian edition by Tordesilhas. His latest book was published as early as 2018, the biography for the youngest “António Lobo Antunes, The Love of Fine Things (or at least those that I consider beautiful).

José Alberto Carvalho José Alberto Carvalho nasceu a 12 de dezembro  de  1967  na Fundação Mário da Cunha Brito, em São Pedro de Alva, filho de Mário Borges Ribeiro de Carvalho (natural de Meda de Mouros) e de sua mulher Georgina Benido dos Santos (natural de Mouronho), ambos naturais do concelho de Tábua. Ainda estudante da Escola Superior de Jornalismo do  Porto, iniciou-se nos rádios piratas e em rádios locais. Em  1989  está na TSF Rádio Jornal, de onde passa para a Rádio Nova. É convidado para a RTP, apresentando o Jornal da Tarde. Em 1992 torna-se pivot da SIC, regressando à RTP em 2002. Foi diretor de informação da RTP até fevereiro de 2011, e pivot do mais antigo noticiário da televisão portuguesa, o Telejornal. Foi também pivot do recém-criado programa de “reportagens positivas”, “30 Minutos”, onde alterna, semanalmente, a apresentação de ambos os espaços com José Rodrigues dos Santos. José Alberto Carvalho é também professor na Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa, onde leciona a disciplina de “Atelier de Jornalismo Digital”. A 24 de Fevereiro de 2011, José Alberto Carvalho e a TVI anunciaram o seu ingresso na Estação de Queluz de Baixo como novo Diretor de Informação. Atualmente, apresenta o Jornal das 8 da TVI aos fins de semana. - 53 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Em 2015, deixou o cargo de Diretor de Informação da TVI para exercer funções de Diretor do Comité Editorial do Grupo Media Capital, empresa que é proprietária da TVI. José Alberto Carvalho was born on 12 December 1967 at the Mário da Cunha Brito Foundation in São Pedro de Alva, the son of Mário Borges Ribeiro de Carvalho (born in Meda de Mouros) and his wife Georgina Benido dos Santos (born in Mouronho) , both natural of the municipality of Tábua.Still a student of the School of Journalism of Porto, it began in the radios pirates and in local radios. In 1989 he is at TSF Rádio Jornal, from where he moves to Radio Nova. He is immediately invited to RTP, presenting Jornal da Tarde. In 1992, he became a pivot of SIC, returning to RTP in 2002. He was director of information for RTP until February 2011, and pivot of the oldest Portuguese television news, Telejornal. He was also the pivot of the recently created program of “positive reports”, “30 Minutos”, where he alternates, weekly, the presentation of both spaces with José Rodrigues dos Santos. José Alberto Carvalho is also a professor at the Superior School of Social Communication of Lisbon, where he teaches the discipline of “Digital Journalism Workshop”. On February 24, 2011, José Alberto Carvalho and TVI announced their entry into Queluz de Baixo Station as the new Information Director. At the moment, presents the Jornal das 8 of TVI at the weekends.In 2015. Left the position of Information Director of TVI to act as Director of the Editorial Committee of Grupo Media Capital, the company that owns TVI.

Julia Wong Julia Wong, Peru 1965 . Estudou e viveu em Macau, na Argentina e na Alemanha, poeta, gestora cultural, narradora relevante da diáspora chinesa, os livros que a ligam à língua portuguesa, o “ Leitura de maos en Lisboa” e Pessoa by Wong. Julia Wong, Peru 1965. She studied and lived in Macao, Argentina and Germany, a poet, cultural manager, relevant narrator of the Chinese diaspora, books that connect her to the Portuguese language, “Reading Hands in Lisbon” and Pessoa by Wong.

Julio Silveira Julio Silveira (Recife, 1972) é editor, escritor e curador. Como editor, fundou a Casa da Palavra em 1996, dirigiu a Nova Fronteira/Agir/Ediouro, foi publisher da Thomas Nelson Brasil e hoje dedica-se à Ímã Editorial, que investiga a publicação digital e transmídia. Dirige o projeto “NossaLíngua.Doc” que documenta e estimula as conversas mundiais em português, - 54-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

em mídia social, livros e filme rodado no Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Macau e Portugal. Tem artigos, ensaios e contos incluídos em diversas antologias e publicações e mantém a coluna “LivroVivo” no Publishnews.com.br, onde escreve sobre o impacto do digital na cultura e na economia do livro. É conselheiro do Instituto Estação das Letras, professor em cursos de edição e palestrante, tendo participado em festivais na China, França, Cabo Verde e Alemanha. Promoveu e fez a curadoria de festivais como a “ePorto/Fliporto” (Olinda, PE) “Autor 2.0”, “FIM do livro” e “Lapalê” (Rio de Janeiro) e é atual curador geral do LER, Salão Carioca do Livro, o maior evento aberto de literatura do país. Julio Silveira (Recife, 1972) is an editor, writer and curator. As editor, he founded the House of the Word in 1996, directed the New Frontier / Agir / Ediouro, was publisher of Thomas Nelson Brazil and today dedicates himself to the Publishing Magnet, that investigates the digital and transmídia publication. He directs the project “NossaLíngua.Doc”, which documents and encourages world conversations in Portuguese, social media, books and films shot in Brazil, Cape Verde, Guinea Bissau, Macau and Portugal. He has articles, essays and short stories included in several anthologies and publications and maintains the column “LibroVivo” in Publishnews.com.br, where he writes about the impact of digital on the book’s culture and economy. He is an adviser at the Instituto Estação das Letras Institute, professor in editing courses and lecturer, having participated in festivals in China, France, Cape Verde and Germany. He promoted and curated festivals such as “ePorto / Flíporto” (Olinda, PE) “Autor 2.0”, “FIM do Livro” and “Lapalê” (Rio de Janeiro) and is current curator general of the LER, Carioca Book Fair, the country’s largest open literature event.

Karla Suarez Karla Suárez (Havana, 1969) publicou em Portugal os romances Havana, Ano Zero (Prix Carbet de la Caraïbe e Grand Prix du Livre Insulaire, em França),  A Viajante  e  Os Rostos do Silêncio (Prémio ao Primeiro Romance, em Espanha). Também é autora de coletâneas de contos e de livros de viagem. Os seus livros estão publicados em diversas línguas. Vários dos seus contos foram adaptados para a televisão e Os Rostos do Silêncio foi adaptado ao teatro em França. Em 2007, foi selecionada entre os 39 mais importantes autores da nova literatura latino-americana. Depois de Roma e Paris, reside atualmente em Lisboa, onde é coordenadora do clube de leitura do Instituto Cervantes de Lisboa, sendo também professora de Escrita Criativa na Escuela de Escritores de Madrid. Karla Suárez (Havana, 1969) published in Portugal the novels Havana, Ano Zero (Prix Carbet de la Caraïbe and Grand Prix du Livre Insulaire in France), The Traveler and The Faces of Silence (Prize for the First Romance in Spain). She is also the author of collections of short - 55 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

stories and travel books. His books are published in several languages. Several of his short stories were adapted for television and The Faces of Silence was adapted to the theater in France. In 2007, it was selected among the 39 most important authors of the new Latin American literature. After Rome and Paris, she currently resides in Lisbon, where she is the coordinator of the reading club of the Instituto Cervantes de Lisboa, and also teaches Creative Writing at the School of Writers in Madrid.

Leonardo Simões Leonardo Simões possui 15 anos de experiência no mercado digital como web sénior e diretor de criação. CEO da agência de publicidade AG3, com sedes no Brasil e em Portugal e CEO da startup Leadbox. É formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade do Vale do Sapucaí, Brasil. Leonardo Simões has 15 years of experience in the digital marketplace as a senior webmaster and creative director. CEO of AG3 advertising agency, with offices in Brazil and Portugal and CEO of the startup Leadbox. He holds a degree in Advertising and Advertising from Universidade do Vale do Sapucaí, Brazil.

Leonor Figueiredo Leonor Figueiredo nasceu em Portugal, mas cresceu em Angola. Jornalista há mais de 30 anos, passou por jornais, revistas e agências de notícias. Trabalhou duas décadas no Diário de Notícias, onde recebeu mais de 20 prémios internos. Externamente, foi distinguida com o Prémio de Imprensa da Comissão Nacional de Luta Contra a Sida (1997), o Prémio de Reportagem Ramiro da Fonseca e o Prémio Bordalo da Imprensa, atribuídos pela Casa da Imprensa (1999), e o Prémio de Imprensa da Liga Contra o Cancro (2002). Nos últimos anos, colaborou com o jornal angolano de cultura O Chá e a revista Caju, suplemento em Angola do semanário Sol. Sobre a descolonização e os primeiros anos da independência de Angola, publicou: O Fim da Extrema-Esquerda em Angola (2017), Luanda 1974/75: O Movimento Estudantil (2012), Sita Valles: Revolucionária, Comunista até à Morte (2010) e Ficheiros Secretos da Descolonização de Angola (2009). Prepara um trabalho sobre o «fraccionismo» nas páginas do Jornal de Angola, antes e depois do 27 de Maio de 1977. Leonor Figueiredo was born in Portugal but grew up in Angola. Journalist for more than 30 years, has been through newspapers, magazines and news agencies. He worked for two de- 56-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

cades at Diário de Notícias, where he received more than 20 internal awards. Externally, she was honored with the Press Award of the National Commission for the Fight Against AIDS (1997), the Ramiro da Fonseca Reportage Prize and the Bordalo Prize of the Press, awarded by the Casa da Imprensa (1999) and the Press Prize of the League Against Cancer (2002). In recent years, he has collaborated with the Angolan newspaper O Chá and Caju magazine, supplement in Angola of the weekly newspaper Sol. On decolonization and the first years of Angola’s independence, he published: The End of the Extreme-Left in Angola (2017) , Luanda 1974/75: The Student Movement (2012), Sita Valles: Revolutionary, Communist to Death (2010) and Secret Files of the Decolonization of Angola (2009). It prepares a work on “fraccionismo” in the pages of Jornal de Angola, before and after the 27 of May of 1977.

Maria Alzira Brum Lemos Maria Alzira Brum Lemos nasceu no Brasil e atualmente mora entre o Brasil e o México, além de visitar frequentemente outros países da América Latina. É Doutora em Comunicação e Semiótica pela Universidade Católica de São Paulo, com formação paralela em História e Filosofia da Ciência. Trabalha desde a adolescência, tendo-se dedicado nos últimos anos à tradução, à Oficina de criação e desenvolvimento de textos que criou e dirige, além de cursos e palestras e criações coletivas com diferentes grupos em vários países. Publicou, entre outros, em português, O Doutor e o Jagunço: cultura, ciência e mestiçagem em Os Sertões, A ordem secreta dos ornitorrincos, Ensaio para não morrer na praia (fragmentos), Amostra tátil, e (G x 2) Realidade Total. Publicou e participou em projetos, eventos e antologias nos EUA, Espanha, México, Peru, Argentina, Equador, Japão, entre outros. Tem interesse nos processos criativos, nas possibilidades do texto contemporâneo, na criação coletiva, e nos conceitos de autoria. Maria Alzira Brum Lemos was born in Brazil and currently lives between Brazil and Mexico, and frequently frequent visits other countries in Latin America. She holds a PhD in Communication and Semiotics from the Catholic University of São Paulo, with a parallel degree in History and Philosophy of Science. She has been working since adolescence, lately she is dedicated to translation, creation and development of texts she created and directs, as well as courses and lectures and collective creations with different groups in several countries. She published, among others, in Portuguese, The Doctor and the Jagunco: culture, science and mestiçagem in Os Sertões, The secret order of platypuses, Essay not to die on the beach (fragments), Tactile sample, and (G x 2) Total Reality. She has published and participated in projects, events and anthologies in the USA, Spain, Mexico, Peru, Argentina, Ecuador, Japan, among others. She is interested in the creative processes, in the possibilities of the text in the contemporary, in the collective creation, and in the concepts of authorship. - 57 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Mário Zambujal Jornalista e escritor português, nascido em 1936, trabalhou na televisão e em jornais como A Bola, Diário de Lisboa e Diário de Notícias, em especial na área do desporto. Publicou vários livros de ficção: Crónica dos Bons Malandros, em 1980, que teve grande sucesso e deu origem a uma longa-metragem de Fernando Lopes; Histórias do Fim da Rua, em 1983; À Noite Logo se Vê, em 1986 e Talismã em 2015, entre outros. A Portuguese journalist and writer, born in 1936, he worked in television and in newspapers such as A Bola, Diário de Lisboa and Diário de Notícias, especially in the field of sports. He published several books of fiction: Chronicle of the Good Tricks, in 1980, that had great success and gave rise to a feature film of Fernando Lopes; Stories of the End of the Street, in 1983; At night It is seen, in 1986 and talisman in 2015, among others.

Maurício Vieira Tendo vivido no Brasil, nos Estados Unidos, em Portugal, e em Angola, Mauricio considera a poesia como sua verdadeira pátria. Autor dos livros de fotografia A Árvore e a Estrela (Pinakotheke, 2008) e Angola Soul (Edição do Autor, 2011). Publicou os livros de poesia Árvoressências (Editora de Cultura, 2014), Manual Onírico de Jardinagem (Glaciar, 2018) e o romance A Árvore Oca (Motor, 2018). Expôs poemas e fotografias no SESC e no Instituto Moreira Salles. Participou do FOLIO, do Raias Poéticas e do FL-Mundo do Sal em Portugal, do Flipoços no Brasil e do Printemps Littéraire Brésilien em Paris. Em 2017 apresentou com o músico angolano Lulendo a peça La Lyre Africaine no Espace Krajcberg e no Club des Poètes. Organizou a leitura La Découverte de l’Autre dans les Textes de la Découverte na Embaixada Brasileira em Paris em 2018, e na Maison de l’Amérique Latine, na U. Nanterre e na Flipoços. Teve alguns de seus poemas publicados na edição 95 da Revista Brasileira (ABL). Edita a revista de poesia Arvoressências desde 2014. Having lived in Brazil, in the US, in Portugal and in Angola, Mauricio considers his true home to be poetry.  He is the author of A Árvore e a Estrela (Pinakotheke, 2008), Angola Soul (Edição do Autor, 2011).  He has published the poetry books  Árvoressências (Editora de Cultura, 2014), Manual Onírico de Jardinagem (Glaciar, 2018) and the novel A Árvore Oca (Motor 2018). His work has been exhibited at  SESC and  Instituto Moreira Salles. He has participated in the literary gatherings  FOLIO,  Raias Poéticas  and  FL-Mundo do Sal    in  Portugal,   Flipoços in Brazil and   Printemps Littéraire Brésilien  in France.  In 2017, - 58-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

with Angolan musician Lulendo, he debuted    La Lyre Africaine, a play, at the Espace Krajcberg and the Club des Poètes. He organised the lecture  La Découverte de l’Autre dans les Textes de la Découverte  at the Brazilian Embassy in France in 2018.    Some of his poems have been published in the 95th issue of Revista Brasileira, the revue of the Brazilian Academy of Letters.   He edits the poetry magazine  Arvoressências  since 2014.

Maya Abu Al-Hayyat Maya Abu Al-Hayyat é palestiniana, escritora, atriz, tradutora, contadora de histórias e diplomada em engenheira civil. Começou a escrever para crianças, publicou as suas primeiras histórias infantis no Instituto Tamer (história do Bed time). A história chegou à longa lista do prémio Etisalat Children, o melhor prémio em árabe para histórias infantis. Trabalhou para o programa Sharaa simsim, como diretora de website, onde escreveu artigos, Plays, programas de TV, spots de rádio, materiais de aconselhamento para pais, cuidadores e crianças. Até agora, fez mais de 200 oficinas com crianças, adolescentes, bibliotecários e adultos em toda a Palestina. Maya Abu Al-Hayyat Is a Palestinian writer, actress, translator, storyteller and creative writing trainer with a civil engineering degree. Maya started her writing for children, when she published her first children stories with Tamer institutes (Bed time story). The story reached the long list with Etisalat Children award, the best Arabic award for children’s stories. She worked for Sharaa simsim program as a website director where she wrote articles, Plays, TV shows, radio spots, training materials for parents, caregivers and children. Until now Maya did more than 200 workshops with children, teenager, librarians, and adults, all over Palestine.

Patrícia Portela Patrícia Portela, autora de performances e obras literárias, vive entre Portugal e Bélgica. Estudou realização plástica do espectáculo (Lisboa), dramaturgia do espaço (Utrecht e Antuérpia), cinema (Ebeltoft) e filosofia (Leuven). Itinera com regularidade pela Europa e pelo mundo. Reconhecida nacional e internacionalmente pela peculiaridade da sua obra, recebeu vários prémios (dos quais destaca o Prémio Madalena Azeredo de Perdigão/F.C.G. para Flatland I - 2005- ou o Prémio Teatro na Década para Wasteband - 2003). Autora de vários romances e novelas como Para Cima e não para Norte (2008) Banquete (2012, - 59 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

finalista do Grande Prémio de Romance e novela APE) ou Dias úteis (2017, considerado pelas revistas Sábado e Visão um dos melhores livros do ano), participou no 46º International Writers Program em Iowa City em 2013 e foi a primeira Outreach Fellow da Universidade de Iowa City. Foi uma das 5 finalistas do Prémio Media Art Sonae 2015 com a sua instalação Parasomnia com a qual continua a circular pelo mundo, e foi a primeira bolseira literária em Berlim da Embaixada Portuguesa na Alemanha em 2016. É cronista do Jornal de Letras desde 2017. Patrícia Portela, author of performances and literary works, she lives between Portugal and Belgium. He studied plastic performance of the show (Lisbon), dramaturgy of space (Utrecht and Antwerp), cinema (Ebeltoft) and philosophy (Leuven). It is regularly run by Europe and the world. Recognized nationally and internationally for the peculiarity of his work, he received several prizes (of which he emphasizes the Madalena Azeredo de Perdigão / F.C.G. Prize for Flatland I - 2005 - or the Theater Award in the Decade for Wasteband - 2003). Author of several novels and novels like Para Cima and not for Norte (2008) Banquet (2012, finalist of the Grand Prix of Romance and novel APE) or Business Days (2017, considered by the magazines Saturday and Vision one of the best books of the year), participated in the 46th International Writers Program in Iowa City in 2013 and was the first Outreach Fellow of the University of Iowa City. She was one of the five finalists of the Media Art Award Sonae 2015 with her installation Parasomnia with which she continues to circulate around the world, and was the first literary grantee in Berlin of the Portuguese Embassy in Germany in 2016. She has been a chronicler of Jornal de Letras since 2017.

Pedro Chagas Freitas Pedro Chagas Freitas é o pai do Benjamim e escreve cenas nas horas vagas. Está publicado em mais de uma dezena de idiomas e em mais de três dezenas de países. Vendeu quase um milhão de exemplares em todo o mundo. Tem mais de um milhão de fãs nas redes sociais — e é fã de cada um deles. Inventou jogos e metodologias de escrita criativa. Tenta, todos os dias, ser uma pessoa. Às vezes consegue. Pedro Chagas Freitas is Benjamim’s father and writes scenes during his free time. It is published in more than a dozen languages and in more than three dozen countries. It sold almost one million copies worldwide. There are more than a million fans on social networks - and you’re a fan of each and every one of them. He invented creative writing games and methodologies. Try to be a person every day. Sometimes it succeeds.

- 60-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

Ricardo Fonseca Mota Ricardo Fonseca Mota nasceu em Sintra em 1987, cresceu em Tábua e acabou de crescer em Coimbra. Com o pseudónimo Ricardo Agnes publicou o livro de poesia In Descontinuidades (2008) e diversos trabalhos em diferentes publicações. Tem trabalhado com músicos, grupos de teatro, fotógrafos e artistas plásticos. É formado em Psicologia pela Universidade de Coimbra e, em 2015, foi o mais jovem vencedor do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís. Ricardo Fonseca Mota was born in Sintra in 1987, grew up in Tábua and just grew up in Coimbra. With the pseudónimo Ricardo Agnes published the book of poetry In Discontinuities (2008) and several works in different publications. He has worked with musicians, theater groups, photographers and artists. He graduated in Psychology from the University of Coimbra and in 2015 was the youngest winner of the Literary Prize Revelation Agustina Bessa-Luís.

Rodolfo Castro Rodolfo Castro nasceu em Buenos Aires e formou-se no México. Intitulou-se como “O pior contador de histórias do mundo”, uma designação que revela uma interessante antítese. Aos primeiros cinco minutos de ouvir Rodolfo, qualquer pessoa se apercebe que estamos perante um dos melhores contadores de histórias de sempre. Começou a contar histórias profissionalmente em 1993, antes disso passou por várias atividades. Trabalhou como pedreiro, carteiro, sapateiro, vendedor ambulante. Passou pela atuação, pelo futebol, pela música e foi professor do Ensino Básico. É escritor e formador creditado na área de literatura e contos, vivendo atualmente em Portugal. Faz parte da editora GATAfunho e conta já com várias obras da sua autoria. Podemos encontrar o Rodolfo aos domingos de manhã na Livraria GATAfunho em Oeiras para ouvir uma das suas histórias. Rodolfo Castro was born in Buenos Aires and graduated in Mexico. It was titled “The Worst Storyteller in the World,” a designation that reveals an interesting antithesis. In the first five minutes of listening to Rodolfo, anyone realizes that we are one of the best storytellers ever. He started to tell stories professionally in 1993, before that he went through various activities. He worked as a mason, postman, cobbler, street vendor. He went through acting, football, music and was a teacher of Basic Education. He is a writer and trainer credited in the area of literature and stories currently living in - 61 -


FLII - Palavras de Fogo

BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

Portugal. He is part of the publisher GATAfunho and already has several works of his own. We can meet Rodolfo on Sunday mornings at the GATAfunho Bookstore in Oeiras to hear one of his stories.

Zahra El Hasnaoui Ahmed Zahra El Hasnaoui Ahmed nasceu em El Aaiún, no Saara Ocidental, quando ainda era uma colónia espanhola. Estudou filologia inglesa em Madrid e Londres. Trabalha como professora em Espanha. Em 2005, com outros escritores sarauís fundaram a Generación de la Amistad Saharaui, um novo movimento para tornar conhecida a cultura sarauí. Desde então, o grupo foi convidado para diferentes foruns ao redor do mundo e publicou antologias em versos e prosa, incluindo versões bilíngües em francês e inglês (Um Dígiga / Aaiun, tradução para o inglês / Os voces do viento / La primavera). saharaui / Trinta e um, Treinta e uno / Geração da amizade, poesia sahraouie contemporânea / A fuente de Saguia / El Quijote saharaui). Em 2017, ela publicou seu primeiro livro, El silencio de las nubes (O silêncio das nuvens). Zahra El Hasnaoui Ahmed was born in El Aaiún, Western Sahara when it was still a Spanish colony. She studied English Philology in Madrid and London. Today she works as a teacher in Spain. In 2005, she and other Sahrawi writers in Spanish founded Generación de la Amistad Saharaui, a new movement to make Sahrawi culture known. Since then, the group has been invited to different forums around the world and have published anthologies both in verse and prose, including bilingual versions in French and English (Um Draiga / Aaiun, gritando lo que se siente / Las voces del viento / La primavera saharaui / Thirty-One, Treinta y uno / Generación de la amistad, poésie sahraouie contemporaine / La fuente de Saguia / El Quijote saharaui). In 2017, she published her first book, El silencio de las nubes (The Silence of the Clouds).

- 62-


BIOGRAFIAS / BIOGRAPHIES

FLII - Palavras de Fogo

Ana Filomena Amaral Coordenadora do FLII - Palavras de Fogo Coordinator of the litfest Words of Fire Romancista, historiadora e tradutora, Ana Filomena Amaral natural de Avintes, Vila Nova de Gaia, é mestre em História Económica e Social Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, possui o curso de pós-graduação em Ciências Documentais/Biblioteconomia, e uma larga experiência como intérprete e tradutora de várias línguas europeias, mantendo particular contacto com a língua alemã. Ana Filomena Amaral é autora de doze livros, entre ficção e investigação histórica. Publicou nos Estados Unidos da América “Vaulted Home. Those who cheated death”, versão em Inglês do romance “A Casa da Sorte” e recentemente “Chasing Walls”, versão inglesa de “O Cassador de Muros”. Em agosto de 2015, com o conto “Mulheres de água”, Ana Filomena Amaral venceu o Prémio Internacional “Cidade de Araçatuba”, no Estado de S. Paulo, no Brasil. Apresentou a sua obra na biblioteca nacional russa, em Moscovo e em São Petersburgo, bem como na biblioteca nacional lituana, em Vilnius, em junho de 2017 e no Brasil, em São Paulo, em março de 2018, no Galf, Goa, em dezembro, e em março de 2019 no Bookworm, Pequim. Brevemente “O Cassador de Muros” terá tradução na língua espanhola. “O Diretor” é o seu último romance, já editado no Brasil e com edição portuguesa em 2018. É o primeiro volume da trilogia “Mãe Nossa”, dedicada à Terra, que se completará com “Gelos” e “Desertos”. Novelist, historian and translator, Ana Filomena Amaral is a Portuguese awarded writer born in Avintes, Oporto, and now lives in Lousã. She earned a master’s in contemporary economic and social history from the University of Coimbra, and a specialization in documentary sciences. She is an experienced interpreter and translator in several European languages, particularly German. The author worked for the Ministry of Education in Coimbra. She has already published six novels in Portugal and one of them was published in USA. She has also published historical monographies, including her master’s thesis about the Portuguese First Minister Maria de Lourdes Pintasilgo. Twelve published books all together. Winner of the international award of Araçatuba tale in 2015, Brazil Has been in the Russian National Library and Lithuania´s presenting her work and in Brasil, Índia and China, her last novel “Chasing Walls” published in USA. Has participated in several international literary festivals: Bookworm, Beijing, GALF, Goa, Mundo do Sal, Cape Vert, Flipoços, Brasil.

- 63 -


Profile for Manuel Xavier Rodrigues

Jornal FLII 2019  

14 a 17 de junho '19

Jornal FLII 2019  

14 a 17 de junho '19

Profile for arte-via
Advertisement