Issuu on Google+


O Festival Internacional de Cinema Turístico - ART&TUR apresenta, nesta 6ª edição, trabalhos dos melhores realizadores de documentários do mundo. Entre o dia 21 e o dia 30 de outubro, no Teatro Gil Vicente, vão estar em exibição documentários de diversas temáticas, com a presença dos realizadores e produtores, que vão estar disponíveis para falar com o público. Mas não ficamos por aqui. Entre os dias 21 de outubro e 02 de novembro convidamo-lo a viajar pela grande variedade e diversidade de actividades que o Festival ART&TUR lhe oferece! Exposições, Dança, Desfiles Etnográficos, Artesanato ao vivo, Exibição dos melhores filmes e documentários, e muito mais… Não falte! Venha descobrir Barcelos! A entrada é gratuita e ainda pode ganhar fantásticos prémios. Para mais informações visite: www.tourfilm-festival.com

AGENDA 21 Outubro 2013 – Valores Portugueses Filme: MANUEL ANTÓNIO PINA - UM SÍTIO ONDE POUSAR A CABEÇA (Portugal) 16:00h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença de Realizador Português Ricardo Espirito Santo.

Filme: AS CORDAS DE AMÁLIA (Portugal) 21:30h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença de Realizador Português Ricardo Espirito Santo.

23 Outubro 2013 – Os Jovens Talentos Filme: MAIA – CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO (Portugal) 21:30h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença dos Realizadores do Filme (Armazém Criativo).

Filme: OPORTO COUCHSURFING (Portugal) 21:45h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença do Realizador do Filme Marco Sousa


25 Outubro 2013 – A Ecologia e Biodiversidade Filme: ELEFANTES COM FUTURO – Parque Nac. da Gorongosa (Moçambique) 21:30h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Inserido na Palestra de Carlos Rio e João Cosme “A Fotografia de Natureza e a Importância do estuário do Cávado para as Aves”

29 Outubro 2013 – A Lusofonia Filme: AVENTURAS A BORDO DO VELEIRO PAPA- LÉGUAS (Brasil) 21:30h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença do Realizador do Filme, Marcelo de Paula da Código Solar Produções* *a confirmar

30 Outubro 2013 – O Mar Filme: TAKE ME TO PITCAIRN (Reino Unido) 21:30h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença do Realizador do Filme, Julian McDonnell

Filme: ATLÂNTICA MADEIRA (Portugal) Estreia Nacional 22:30h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença do Realizador do Filme, Gonçalo Gomes

Filme: THE SILENT WORLD (Portugal) | 22:45h

Teatro Gil Vicente, Barcelos

Obs.: Presença do Realizador do Filme, Gonçalo Gomes


MANUEL ANTÓNIO PINA - UM SÍTIO ONDE POUSAR A CABEÇA Realizador: Ricardo Espírito Santo | Produtor: Alberto Serra | Duração: 58’58’’

21 outubro ás 15:30h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita

Sinopse: Do infinitamente pequeno ao infinitamente grande, Manuel António Pina, poeta, romancista, cronista, escritor de livros infantis, tem muito a dizer sobre o mundo, a poesia, a ciência, as pessoas, os gatos. Licenciado em Direito, fez do jornalismo o seu ofício. Foi um dos mais reconhecidos cronistas da imprensa portuguesa. Escreveu durante quarenta anos. Tem dezenas de livros publicados. Já ganhou muitos prémios, entre os quais, o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores e mais recentemente o prémio Camões. Dotado de um refinado sentido de humor, Manuel António Pina foi um extraordinário contador de histórias, um sábio, como lhe chamam os amigos. Neste documentário, "Um Sítio Onde Pousar a Cabeça", Manuel António Pina revela-se na primeira pessoa, com testemunhos de amigos, familiares e especialistas da sua obra. Admirado pelo anónimo homem da rua - as crónicas diárias de Manuel António Pina não deixa ninguém indiferente; reconhecido pelos seus pares, que salientam a singularidade da obra e o cunho profundamente humanista do seu carácter, este documentário procura desvendar o "universo Pina" através de uma narrativa audiovisual que abarca a poesia, crónica, a literatura para crianças e o teatro. "O País das Pessoas de Pernas Para o Ar", título de um dos seus primeiros livros, ilustra bem a postura do homem e do escritor que mudou a narrativa das histórias para crianças, tornando-se ao mesmo tempo um dos nomes mais importantes da Poesia Contemporânea Portuguesa.

AS CORDAS DE AMÁLIA Realizador: Ricardo Espírito Santo | Produtor: José Pedro Rosado | Duração: 52’57’’

21 outubro ás 21:30h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita

Sinopse: Raul Nery, Fontes Rocha e Joel Pina acompanharam Amália ao longo de vários anos. Com a fadista pisaram palcos mundo fora. Ouviram os mesmos aplausos. Enfrentaram as mesmas plateias comovidas. Não foram apenas testemunhas do sucesso de Amália. Foram actores da excepcional história da cantora e das suas conquistas. Em “As Cordas de Amália” juntámo-los no Clube do Fado, em Lisboa, e relembramos os gloriosos anos em que se reuniram no mítico Conjunto de Guitarras Raul Nery.


MAIA – CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO Realizador: ISMAI - Instituto Superior da Maia | Armazém Criativo Produtor: Câmara Municipal da Maia | Duração: 6’23’’

23 outubro ás 21:30h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita Sinopse: A cidade da Maia é candidata a Capital Europeia do Desporto e para vencer esta nomeação são necessárias força e união de todas as pessoas da cidade. Fernanda Ribeiro é a atleta que dá a cara a esta candidatura e ao longo do filme passa por diversos desportos que lhe deram força e no fim vence esta grande corrida, tal como a Maia na sua candidatura.

OPORTO COUCHSURFING Realizador: Marco Sousa | Produtor: Marco Sousa | Duração: 43’00’’

23 outubro ás 21:45h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita Sinopse: Durante alguns anos, as pessoas desenvolveram uma forma de se envolverem com as comunidades locais sempre que viajam. Este filme mostra a forma como os surfistas de sofás, assim chamados este tipo de turistas, são recebidos na cidade do Porto.

ELEFANTES COM FUTURO Realizador: Jared Lipworth | Produtor: David Hamlin | Duração: 51’00’’

25 outubro ás 21:30h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita Sinopse: Os 16 anos da guerra civil que começou em 1977 desvastou o Parque Nacional da Gorongosa em Moçambique, destruindo quase 95% da população de elefantes. Hoje, a paz foi restaurada, mas os elefantes sobreviventes ainda carregam as cicatrizes emocionais da guerra e devem reaprender a confiar nas pessoas. Seguindo uma equipa de irmão e irmã, Bob Poole e Dr. Joyce Poole, numa missão para ajudar a curar os elefantes traumatizados e a restaurar uma vez mais a paz num próspero santuario de vida selvagem.


AVENTURAS A BORDO DO VELEIRO PAPA- LÉGUAS Realizador: Marcelo De Paula | Produtor: Código Solar Produções | Duração: 74’00’’

29 outubro ás 21:30h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita Sinopse: O Mar sempre despertou a curiosidade humana. Navegantes e as condições de vida durante suas jornadas renderam inúmeros livros e filmes. Em seu terceiro longa-metragem, o diretor Marcelo de Paula se aproveita da vivência de uma de suas expedições, para trazer ao público a atmosfera da vida no Mar. Curiosidades e dificuldades do dia-a-dia de uma tripulação de seis pessoas a bordo do Veleiro Papa-Léguas, durante quatro meses de travessia do Oceano Atlântico, quando o barco percorreu 15.284 km de estrada d´água. Abastecimento do Veleiro, consertos, Mar alto, vento contra, calmaria, visitantes ilustres, pesca, preparo da alimentação, dormida, mergulho em pleno Atlântico, falta de combustível, perigos em alto mar, vento forte, chuva e tudo mais que pode acontecer numa travessia oceânica foram registrados para compor o roteiro de imagens do documentário. O filme foi produzido no percurso de Puerto La Cruz, Venezuela; Saint Maarten, ilha caribenha que pertence às Antilhas Holandesas; Ilha do Faial, Arquipélago dos Açores e Lisboa, em Portugal. E depois retorno ao Brasil junto à rota de Cabral, como Veleiro participante da Regata Comemorativa aos 500 Anos do Descobrimento: Lisboa e Ilha da Madeira em Portugal; Cabo Verde, no continente Africano e os portos brasileiros de Salvador e Santa Cruz de Cabrália, localizados no Estado da Bahia. “Aventuras a Bordo do Veleiro Papa-Léguas “ também vai mostrar o estresse dos tripulantes nos momentos das largadas da Regata, as manobras de vela e melhores estratégias para conseguir vencer os demais oponentes. A participação e depoimentos de velejadores experientes, tais como Amyr Klink e Família Schürmann. Com toda essa aventura e velejada, a fotografia do documentário é mais um espetáculo a parte. Um convite aos amantes do esporte náutico.

ATLÂNTICA MADEIRA Realizador: Gonçalo Gomes | Produtor: Gonçalo Gomes | Duração: 15’00’’

30 outubro ás 21:30h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita Sinopse: A Madeira faz parte do setor oriental atlântico da Macaronésia, e é chamado o grupo de ilhas Norte Atlânticas perto de Africa. É uma ilha vulcânica com um clima ameno e húmido. A temperatura da água é amena durante todo o ano, com temperaturas entre os 17 e os 24°C. É caraterizada por ter uma plataforma de ilha pequena, e onde se pode encontrar grandes profundidades a pouca distância da terra. As águas deste arquipélago são oligotróficas, o que permite mergulhar com boa visibilidade a maior parte dos dias, num azul pérola, mesmo ao longo da costa. A ocorrência de vários bancos e montes submarinos entre as ilhas, e a proximidade com Africa, dão a estas ilhas uma grande biodiversidade caraterística, onde espécies tropicais e temperadas coexistem, bem como, espécies com uma certa afinidade continental. Isto realça um fenómeno ecológico especial e interessante. Outra caraterística peculiar deste arquipélago é o fato de ser usado como corredor por espécies epipelágicas e migratórias como alguns grandes Ouriços nadam em escalas que podemos encontrar muitas vezes. Este arquipélago tem a reserva natural marítima mas antiga do país. Garajau e Rocha do Navio são reservas naturais localizadas na ilha da Madeira. Estas têm um status de proteção parcial que lhes permite manter as condições naturais necessárias à conservação de uma biodiversidade única que constitui um cartão de visita imperdível desta ilha, proporcionando uma experiencia de


mergulho inesquecível. Desertas e Selvagens são ilhas localizadas a sul da Madeira e foram classificadas como Reservas Naturais com total proteção. Estas ilhas são autênticos santuários de vida selvagem, com grande importância na preservação de espécies únicas como a Foca monge do Mediterrâneo. Acredita-se que esta espécie é o segundo pinípede mais raro do mundo e um dos mamíferos mais ameaçados do mundo. São visitantes frequentes dos esconderijos da Madeira e se tiver sorte será surpreendido com a sua presença.

THE SILENT WORLD Estreia Nacional Realizador: Gonçalo Gomes | Produtor: Gonçalo Gomes | Duração: 5’00’’

30 outubro ás 21:50h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita Sinopse: O crescimento do Turismo de Natureza é uma realidade notável em todo o país. Portugal é um excelente destino para o Turismo de Natureza, com um rico património natural. Cerca de 21% do território português é composto por Áreas Classificadas com fortes valores naturais e biodiversidade em termos de flora, fauna e qualidade paisagística e ambiental, e é então um destino privilegiado no sudoeste da Europa que é o principal mercado para os ecoturistas. Nas regiões autónomas da Madeira e Açores, o clima ameno ao longo do ano é uma atração extra, uma vez que permite a prática de diversas atividades outdoor ao longo do ano. A situação geográficas destas regiões como arquipélagos atlânticos com afinidade subtropical oferece aos amantes de natureza a oportunidade de apreciar paisagens únicas e ainda bastante variadas entre as ilhas. Em ambos os arquipélagos existem áreas classificadas como reservas naturais que são reguladas por proteção especial ou status de conservação. O status de conservação destes habitats, flora e fauna tornou-os em recifes de biodiversidade que enriquecem e acrescentam valor à paisagem envolvente como local para atividades desportivas e recreativas. As reservas marinhas são particularmente interessantes para os turistas que gostam do mar, mas também a Natureza. O arquipélago da Madeira possui a mais antiga reserve natural marinha do país. Garajau e Rocha do Navio são reservas naturais localizadas na ilha da Madeira. Estas têm um status de proteção parcial que lhes permitiu conservar as condições naturais necessárias para a conservação de uma biodiversidade única que constitui um imperdível cartão de visita desta ilha, proporcionando uma experiencia de mergulho inesquecível. Desertas e Selvagens são ilhas localizadas a sul da Madeira e foram classificadas como Reservas Naturais com total proteção. Estas ilhas são autênticos santuários de vida selvagem, com grande importância na preservação de espécies únicas como a Foca monge do Mediterrâneo. O arquipélago dos Açores possui uma vasta área de zona que pertence à Natura 2000. A ilha de Santa Maria devido à sua situação periférica no arquipélago e à notável conservação dos recursos marítimos. Ideal para quem procura um local para se refugiar, o silêncio de ouro na natureza oferece aos amantes do mar a oportunidade de assistir a um impressionante encontro de Raias, um fenómeno único que acontece nas montanhas marítimas de Ambrósio. A constituição destes nichos de valor natural e o seu uso para um turismo sustentável deve ser uma oportunidade imperdível para o desenvolvimento local em regiões periféricas como os Açores e a Madeira.

TAKE ME TO PITCAIRN Realizador: Julian McDonnell | Produtor: Julian McDonnell | Duração: 55’00’’

30 outubro ás 22:00h Teatro Gil Vicente, Barcelos Entrada gratuita


Sinopse: Seduzido por contos de resistência, infâmia e aventura, um homem tenta retraçar as viagens românticas dos mais famosos fugitivos da história naval britânica. No entanto, depressa descobre que não está sozinho nesta demanda emocional para alcançar uma das ilhas mais remotas no mundo. A ilha de Pitcairn não tem aeroporto e apenas 50 pessoas vivem lá, a maior parte sendo descendentes do famoso Bounty Mutineers que chegou lá em 1789. Take Me To Pitcairn é realizado, filmado e apresentado por Julian McDonnell enquanto ele o leva numa viagem passada a alguns dos locais mais bonitos do mundo como o Taiti e as ilhas da Polinésia Francesa bem como Londres, Galway, Samoa, Kiribati e a ilha de Pitcairn! Enquanto visita as principais localidades históricas, reconta a historia da famosa revolta em HMAV Bounty onde o Capitão Bligh estava à deriva no meio do Pacifico com quase comida nenhuma e sem mapas, mas ainda conseguiu chegar a casa para contar a historia, enquanto os revoltosos de Bounty partiram na procura da sua própria ilha deserta. Ele encontra alguém que tenta recrear a incrível façanha de Bligh, bem como de outros que estão determinados a chegar à ilha de Pitcairn como ele. No entanto, a situação rapidamente começa a correr mal enquanto os ânimos se exaltam e as pessoas sentem que os seus sonhos estão a desaparecer. É um filme IMPERDIVÉL para qualquer pessoa interessada na Revolta de Bounty ou apenas num divertimento ligeiro através dos mares do sul… com algum drama e história á mistura!


Documentários em exibição ART&TUR 2013