__MAIN_TEXT__

Page 1

Índice: Entrega de prémios aos leitores ..………. 3 Exposição de trabalhos de história/Livro do mês …..…………………………………….… 5 BE Dordio Gomes Poesia sai à rua ..….....7 Ler+Mar—sessão com ilustradora …...8/13 Exposição Cervantes ……...……..….……12 25 de abril na BE …………... ……………..14 Dia da Europa …………...……………...18/19 Problematizando ………..……....…….……21 Parlamento Europeu...…………….....…22/23 Schoolovision …. …………………….....26/27 Número: 28| Mês: junho| ano: 2016| Jornal Trimestral | Agrupamento de escolas de Arraiolos

EDITORIAL

N

o segundo período, um grupo de alunos do 8º ano da nossa escola/agrupamento, sob a orientação do docente Rui Rebocho, concorreu a um concurso promovido pela RBE 7 dias: 7 dicas sobre os media. Os alunos escolheram: 7 dicas para manter a reputação online. Este é um tema que nos preocupa a todos, deixamovos com um pequeno excerto do discurso do presidente dos EUA, Barack Obama, no dia 9 de Maio de 2010 na Universidade de Hampton, nos EUA, que enfatiza precisamente um dos grandes objetivos da Educação para os Media, ou seja, a capacitação dos cidadãos: Vocês [estudantes] estão a amadurecer num ambiente mediático de 24 horas por dia, sete dias por semana, que nos bombardeia com todos os tipos de conteúdos e que nos expõe a todos os tipos de discussões, algumas das quais que nem sempre se posicionam muito alto na escala da verdade. E, com iPods e iPads; e Xboxes e Playstations – com as quais eu não sei trabalhar – a informação torna-se numa distração, numa diversão, numa forma de entretenimento, em vez de ser uma ferramenta de capacitação, em vez de ser o meio da emancipação. Isto não esta apenas a colocar pressão sobre vocês; esta a colocar pressão sobre o nosso país e sobre a nossa democracia.

Na nossa contemporaneidade surge a designação Educação para os Media como forma de proteger as gerações mais novas dos eventuais efeitos nocivos dos media. Hoje os programas governamentais visam a difusão e o desenvolvimento das novas tecnologias da comunicação e da informação o que deve ser implementado de forma a que o acesso às tecnologias garanta, o exercício de uma cidadania esclarecida e participada e capacitadora de uma autonomia progressiva de cada indivíduo. Consideramos por isso importante a aquisição do pensamento crítico, bem como o desenvolvimento e promoção das capacidades de expressão e de participação dos sujeitos. Todos nós somos atores no âmbito desta orientação de educação para os media!!! Parabéns aos nossos alunos que aceitam os desafios!!! Bo@s leituras

Redação e montagem: Agrupamento de Escolas de Arraiolos: Ângela Rodrigues e Paula Gaspar

Patrocínios:


2

Destaque

ENTREGA DOS PRÉMIOS - OS NOSSOS LEITORES

2

junho ‘16


Destaque

junho ‘16

3

HORA DO CONTO NO SABUGUEIRO

O príncipe do rio, Manuel Alegre O limpa palavras, e outros poemas, Álvares Magalhães A cigarra e a formiga, Luísa Ducla Soares O que é a liberdade? Filosofia para crianças, Óscar Brenifier Lurdes Farinha

3


4

Destaque

junho ‘16

HORA DO CONTO NO SABUGUEIRO TODOS OS ESCRITORES NO MUNDO TÊM A CABEÇA CHEIA DE PIOLHOS, JOSÉ LUÍS PEIXOTO

HORA DO CONTO EM ARRAIOLOS O LEÃO E O COELHO SALTITÃO, ONDJAKI, IL RACHEL CAIANO

HORA DO CONTO EM ARRAIOLOS O LEÃO E O COELHO SALTITÃO, ONDJAKI, IL RACHEL CAIANO (CONCLUSÃO)

4


junho ‘16

EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS DE

Destaque

5

LIVRO DO MÊS: ABRIL

HISTÓRIA 7º A COM ANABELA BARROS

LIVRO DO MÊS: MAIO/JUNHO

5


6

Destaque A POESIA SAI À RUA - 4º E APRENDER COM A BE - “CAMINHOS DA LITERACIA”

6

junho ‘16


junho ‘16

Destaque

7

A POESIA SAI À RUA - TURMA B (DE 2ºANO)

7


8

Destaque

junho ‘16

DANDO CONTINUIDADE AO NOSSO PLANO DE ATIVIDADES, LER+MAR "DIÁLOGO ENTRE O TEXTO VERBAL E O TEXTO ICÓNICO" DIA 27 DE ABRIL RECEBEMOS A RACHEL CAIANO QUE DESENVOLVEU PEQUENOS ATELIERS COM OS ALUNOS DO 1º CICLO DE ARRAIOLOS

8


Destaque

junho ‘16

9

ATIVIDADES DA BE NO 1º CICLO

A

ntecipadamente os alunos foram tendo conhecimento das obras ilustradas por Rachel Caiano em

momento de leitura com elementos da equipa das BE. Dia 27 recebemos a ilustradora, sessão muito interessante e que agradecemos ao grupo Leya atenção e disponibilidade. A Rachel autografou todos os livros adquiridos pela BE, ficaram lindíssimos...

Biblioteca Escolar

9


10

D

Destaque

junho ‘16

VISITAS DE ESTUDO À GESAMB urante o mês de abril, os alunos do ensino básico, até aos oitavos anos de escolaridade, realizaram visi-

tas de estudo à Gesamb acompanhados pelos seus professores. Estão ainda previstas visitas a essa instituição para os assistentes operacionais. Esta atividade foi proposta pela Câmara Municipal de Arraiolos em colaboração com o programa Eco-escolas. A visitas tiveram como objetivo a consciencialização para a importância da reciclagem e do tratamento do lixo que fazemos diariamente nas nossas casas, contribuindo assim para a preservação do meio ambiente...

LER+MAR

A

o fim de dois anos, o projeto “Das ribeiras … ao Mar” no âmbito do Ler+Mar chegou ao fim. Este teve

vários sub-projetos. O primeiro ano foi dedicado às ribeiras do concelho, nomeadamente ribeira do Divor. Visitou-se a ribeira, analisou-se a água e recolheu-se lixo que também foi analisado. No segundo ano fomos ao mar, S. Torpes e os alunos fizeram o batismo do surf, recolheu-se água e lixo para novas análises. Fizeram-se muitas atividades com base no diálogo entre o texto verbal e o texto icónico, trouxeram-se convidados e solicitámos o apoio dos pais. Nos dois anos foram editados livros cujos textos se produziram ao longo do ano. Várias foram as obras que foram alvo de leitura e outras de análise sobre esta temática. A equipa da BE trabalhou este projeto sempre em parceria com o Eco-Escolas e docentes de diferentes áreas curriculares e de diferentes ciclos. O projeto foi financiado pelo PNL e sempre apoiado quer pela CMA quer pela Direção. A todos, o nosso obrigado!! Os intervenientes no projeto

10


Destaque

junho ‘16

11

STUDY TRIP TO GESAMB

O

n Tuesday, 12th April, the students of classes 7A and 7B, the teachers Dina Costa and Luís de Jesus and

a member of the school staff Paula de Deus (who took the pictures), went to Gesamb, in the suburbs of Évora. They visited the recycling centre and attended a talk about the recycling activities; what to recycle, how to recycle, and the consequences of not recycling. We were assisted by Mr José who was very friendly. He gave us some recycling bags. After visiting the recycling centre we had a snack and enjoyed the garden. We really liked the visit because we

11


12

Destaque

junho ‘16

TRABALHO DO GRUPO DE ESPANHOL

400º CENTENÁRIO DA MORTE DE MIGUEL DE CERVANTES

N

o passado dia 22 de abril celebrou-se o 400º centenário da morte de Miguel de Cervantes, ilustre escritor espanhol e autor (quem não conhece?) do famosíssimo “Don Quijote de la Mancha”. A nossa escola e as professoras e alunos de Espanhol de terceiro ciclo e Secundário também não quiseram ficar indiferentes perante uma efeméride como esta. Assim sendo, no dia 22 de abril foram dinamizadas exposições em homenagem a tão excelso autor com trabalhos de alunos dos anos de escolaridade anteriormente referidos. Tentámos dar a conhecer (ou recordar) a figura do homem e do escritor em toda a sua extensão e complexidade. Fizemos o que estava ao nosso alcance para despertar o interesse da comunidade educativa…desde uma exposição com quatro painéis (realizados pelos alunos dos sétimos anos sob a supervisão do professor de Educação Visual, Luís Silva) a exposições diversas nas quais se tratou a vida e a obra do autor (narrativa e lírica), a importância de Don Quijote nos leitores do resto do mundo — através da apresentação de inúmeras traduções realizadas a esta obra- bem como a projeção no espaço da Oficina d’Artes de diversos vídeos com a biografia e bibliografia de Cervantes bem como a apresentação, em desenhos animados, de alguns capítulos mais representativos do romance do cavaleiro e seu criado. Esperamos ter cumprido com o nosso humilde objetivo e ter despertado em todos vós quem foi e como viveu Miguel de Cervantes bem como o legado por ele deixado e o impacto que teve na literatura, não só espanhola, mas do mundo inteiro.

12


junho ‘16

Destaque

13

SESSÃO COM A ILUSTRADORA DANUTA 7ºA, PAULA GASPAR ILUSTRAÇÃO DA NOSSA PARTE DO CONTO ESCRITO EM PARCERIA COM MAIS TRÊS TURMAS DE TRÊS AGUPAMENTOS

13


14

Destaque

junho ‘16

O 25 DE ABRIL NA BE À CONVERSA COM… ZULIMA GASPAR O 6º A E A DIRETORA DE TURMA TROUXERAM UMA CONVIDADA PARA CONVERSAR SOBRE O 25 DE ABRIL ANTES, O DIA E APÓS...

A convidada leu o conto “O Tesouro”, Manuel António Pina, livro do mês nas BE. Deu conta de algumas notícias do próprio dia, com cópias de páginas de jornais da época. Terminou oferecendo a cada aluno um poema de Sophia de Mello Breyner que depois foi lido e cuja temática foi interpretada. A equipa da BE agradece à docente Celeste Alhinho a decoração de “cravinhos”!!!

14


Destaque

junho ‘16

15

HORA DO CONTO NA HORA DA LEITURA TODOS PARTILHAM

A literacia da leitura, o prazer da leitura vai sendo promovida no dia a dia. Todos partilham um pouco das leituras que vão fazendo. Sendo na nossa contemporaneidade um momento individual, regressamos pouco a pouco ao que foi e representou no passado. Momentos de coletivo, de transmissão de saberes entre o grupo a que se pertence!!! Obrigada a todos por estes momentos muito especiais!!! 15


16

Destaque

O

junho ‘16

s alunos das turmas A e B do 10º Ano de escolaridade deslocaram-se, no dia 26 de abril, ao Fórum Eu-

génio de Almeida, em Évora, acompanhados pelos professores Luís Serra e António Casimiro. Refletiu-se, com a preciosa ajuda da Drª Marisa Guimarães, sobre a importância das artes e problematizou-se o conceito de arte a partir de uma experiência direta de uma exposição de arte contemporânea.

16


junho ‘16

Destaque

17

17


18

Destaque

junho ‘16

COMEMORAÇÃO DO DIA DA EUROPA - 9 DE MAIO

N

o dia 9 de maio comemora-se o Dia da Europa. Os docentes do departamento de línguas da Escola Cunha Rivara desenvolveram atividades ao longo deste dia de forma a assinalar esta efeméride. Assim, as atividades levadas a cabo foram as seguintes: a projeção de vários filmes (com posterior debate de ideias) nas várias línguas, nomeadamente, um filme português, um filme francês e um filme espanhol, proporcionaram um pouco da cultura destes países aos nossos alunos; uma sessão de sensibilização relativa à importância da União Europeia e da sua história como forma de desenvolver e promover o espírito europeísta em cada um de nós; um Workshop de sevilhanas e a mostra de doces espanhóis fez a delícia dos participantes; o lançamento do vídeo do projeto eTwinning: Schoolovision2016 do qual muito nos orgulhamos e, para finalizar um dia pleno de atividades, a língua francesa proporcionou-nos uma aula de Zumba, que resultou num momento de alegria e de boa disposição. Agradecemos a todos os que colaboraram nas atividades, quer ao nível da organização quer ao nível da participação.

Sevilhanas na BE Cunha Rivara Entre livros e estantes … bailou-se...

18


junho ‘16

Destaque

19

DIA DA EUROPA

N

o passado dia 9 de maio, de forma a comemorar o dia da Europa, o

grupo de Espanhol levou a cabo um workshop de danças sevilhanas. Direcionado a turmas de 7º ano, este workshop contou com a presença de uma ex-aluna da escola que partilhou com os nossos alunos os seus conhecimentos teóricos e práticos sobre esta dança. Todos os alunos demonstraram interesse e entusiasmo, participando de forma ativa. Foi um momento de aprendizagem e diversão desenvolvido na biblioteca da nossa escola que nos deixou boas memórias.

19


20

Destaque

APRENDER COM A BE ABRIR CAMINHOS - 3º CICLO 7ºA LUÍS DE JESUS (GEOGRAFIA ) EM ARTICULAÇÃO COM A BE

20

junho ‘16

N

VISITA DE ESTUDO A MÉRIDA

os passados dias 3 e 17 de maio, os alunos das turmas dos sétimos e décimos anos da disciplina de Espanhol realizaram uma visita de estudo a dois locais considerados pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade: o Forte da Graça em Elvas e a belíssima cidade de Mérida, capital da comunidade autónoma da Estremadura espanhola. A primeira paragem foi em Elvas, no impressionante Forte da Graça. Ali esperava por nós um guia que de forma pormenorizada e acessível explicou a um grupo de alunos muito interessado a importância desta construção durante a Guerra da Restauração (e o momento em que as tropas espanholas ocuparam o local durante o cerco à cidade de Elvas em 1659) e como, muitos anos mais tarde, se transformou em estabelecimento prisional de presos políticos. Com a imaginação a fervilhar e a reviver tempos de guerras, batalhas e dramas políticos, deixámos o Forte e rumámos em direção a Mérida. Esta cidade, de enorme valor histórico e artístico, foi fundada no ano 25 A.C sob o nome de Augusta Emérita e, durante o tempo que durou a ocupação romana da Península Ibérica, foi a capital da Lusitânia. Toda a cidade é um maravilhoso e grandioso conjunto de construções romanas extraordinariamente bem conservadas, existindo quem diga que somente Roma consegue equiparar a sua beleza e grandiosidade histórica. O tempo em Mérida foi aproveitado ao máximo. Os alunos visitaram e desenvolveram algumas atividades no âmbito das disciplinas de Espanhol e de História dentro do Consórcio Monumental aproveitando para reviver o Passado no teatro e anfiteatro romanos e, logo após, passearam pela cidade e visitaram o Foro Municipal, o Arco de Trajano, o Templo de Diana e ainda o espetacular Museu Nacional de Arte Romana. O dia concluiu com chave de ouro com um passeio no simpático comboio turístico que nos levou a cada uma dos pontos da cidade de maior interesse histórico. Foram estes dois dias magníficos de saudável convívio e recheados de uma inesquecível dose de Cultura….oxalá o Futuro nos queira brindar com muitos dias destes de elevada qualidade pedagógica!


junho ‘16

Destaque

21

PROBLEMATIZANDO

DIA DA EUROPA Celebração do Dia da Europa Grupo de francês

N

o passado dia 9 de maio, as

alunas de Francês do 10º ano celebraram o Dia da Europa a “Zumbar”.

O

Grupo de Matemática, com os alunos das

suas turmas, concorreram mais um ano ao Concurso Distrital de Resolução de Problemas - Problematizando. Este ano, tivemos três alunos na 2ª fase do Concurso, que realizaram os dois problemas propostos na Biblioteca. Qualquer um dos alunos está procurando o seu lugar na final deste ano que se realizou em maio.

A ideia surgiu no âmbito do estudo da unidade temática “Groupes d'appartenance et de référence” e o convite acabou por ser alargado à comunidade escolar, permitindo a divulgação de algumas músicas francesas da atualidade. A atividade contou com a presença de uma convidada especial, a professora Elsa Barradas, que rapidamente a todos conquistou com uma energia e uma alegria contagiantes! Merci à tous! Nous vous attendons dans les cours de Français!

21


22

Destaque

junho ‘16

ALUNOS DO NOSSO AGRUPAMENTO REPRESENTAM PORTUGAL NO EUROSCHOOL NO PARLAMENTO EUROPEU (ESTRASBURGO)

U

m grupo de 23 alunos do 11º ano do Agrupamento de Escolas de Arraiolos esteve em Estrasburgo, entre os dias 27 e 30 de abril, onde vivenciou uma inesquecível e certamente muito marcante experiência: a participação na sessão EUROSCHOOL, a qual decorreu nas instalações do Parlamento Europeu no dia 28 de abril do corrente ano, onde assumiram durante um longo dia o papel de deputados europeus. A referida visita ao Parlamento Europeu, na qual os alunos foram acompanhados pelos professores Henrique Gonçalves e Sandra Quaresma, resultou do convite feito pela mesma instituição ao Agrupamento de Escolas de Arraiolos, na sequência da participação dos alunos João Lóios e Leandro Recharto (em representação do distrito de Évora) na final nacional do concurso EUROESCOLA, tendo ficado classificados num brilhante terceiro lugar. A sessão EUROSCHOOL decorreu ao longo de todo o dia 28 de abril e contou com a presença de jovens oriundos de 21 estados europeus, Chegada do grupo ao parlamento cabendo ao nosso Agrupamento a representação de Portugal. Bem cedo, cerca das 9h00, os nossos jovens deram entrada no edifício Louise Weiss do Parlamento Europeu, onde receberam a acreditação e foram integrados em grupos de trabalho multilingues. Seguiu-se depois a apresentação do Parlamento Europeu pelos administradores e de seguida o primeiro dos dois momentos altos do dia: a apresentação das escolas representantes de cada país. Coube aos alunos João Lóios e Leandro Recharto a apresentação do nosso país, da nossa região, do nosso concelho e do nosso Agrupamento. De seguida, os alunos dividiram-se em grupos de trabalho para analisar e debater os temas propostos pelo Parlamento Europeu e previamente trabalhados nas escolas participantes: “Como favorecer o desenvolvimento sustentável”, “Pode-se limitar os direitos humanos se estiver em jogo a segurança?”, “Que política europeia em matéria de desenvolvimento?”, “Que futuro para a Europa?”, “Qual o papel da Europa em relação às migrações e à integração?” e “O emprego dos jovens, um desafio europeu?”

22


junho ‘16

Destaque

23

ALUNOS DO NOSSO AGRUPAMENTO REPRESENTAM PORTUGAL NO EUROSCHOOL NO PARLAMENTO EUROPEU (ESTRASBURGO)

Após o almoço, seguiu-se o jogo EUROGAME, na qual participaram todos os professores e alunos, em equipas separadas, multilingues, compostas por quatro elementos; o jogo consistiu num conjunto de questões redigidas em cada uma das línguas de cada um dos estados europeus. Após a conclusão do jogo, os jovens europeus voltaram ao trabalho na sessão plenária, com a apresentação dos relatórios aprovados nos grupos de trabalho (nos quais os nossos jovens tiveram uma participação ativa) e a sua votação, enquanto os docentes participaram num debate com os administradores do Parlamento Europeu sobre o futuro, melhorias e vantagens de iniciativas como esta. A sessão EUROSCHOOL terminou de forma muito simbólica, constituindo o segundo momento alto do dia, na qual cada um dos jovens porta-vozes de cada um dos estados europeus transportou a bandeira de um país que não o seu. Assim, os jovens alunos do nosso Agrupamento, João Lóios e Leandro Recharto, transportaram as bandeiras da Lituânia e da Espanha, respetivamente, cabendo à jovem Julia Mattokcs, de Malta, a honra de transportar a bandeira portuguesa. Mas nem só de trabalho constou a visita a Estrasburgo. A visita guiada a Paris, efetuada no dia 27, proporcionou ainda a oportunidade de conhecer alguns pormenores importantes da cidade-luz e tirar algumas fotografias junto da Torre Eiffel, um dos monumentos mais emblemáticos da capital francesa. Após o almoço, o grupo viajou para Estrasburgo, utilizando o TGV, o que permitiu apreciar algumas das mais belas paisagens francesas. A cidade de Estrasburgo, por ser a cidade que nos acolheu durante quatro dias, mereceu particular destaque. Situada na região da Alsácia, a cerca de 10 km da Alemanha, Estrasburgo esteve ora integrada em território alemão, ora em território francês, passando a ser definitivamente francesa desde 1945 e mantendo traços arquitetónicos de ambos os países. Foram visitados diversos pontos de interesse de Estrasburgo, nomeadamente a catedral e o bairro

típico conhecido por “La Petite France”. Alguns elementos do grupo aprovei-

taram para fazer uma muito interessante viagem de barco, com locução em português, pelos mais importantes pontos da cidade, e visitar a localidade de Kehl, cidade alemã situada a cerca de 10 km de Estrasburgo. Foi um momento inesquecível para todos os participantes desta iniciativa, em especial porque se tratou de uma oportunidade única ambicionada por milhões de jovens europeus e porque permitiu aos nossos alunos trocarem ideias com os seus pares sobre diversos assuntos de grande interesse e importância para o futuro da nossa Europa.

23


24

Destaque

junho ‘16

ALUNOS DO NOSSO AGRUPAMENTO REPRESENTAM PORTUGAL NO EUROSCHOOL NO PARLAMENTO EUROPEU (ESTRASBURGO) - TESTEMUNHOS

O

que escreveram alguns dos participantes nesta inesquecível viagem…

A sessão de trabalho do dia 28 de abril constituiu uma experiência inesquecível e que deveria ser obrigatória para todos os estudantes europeus. Foi uma experiência única para os nossos alunos, que representaram o nosso país com dignidade e empenho, tendo reforçado em todos nós o sentimento europeísta. Depois Paris e Estrasburgo continuam iguais a si próprias….enigmáticas e deslumbrantes. (prof. Henrique Gonçalves). Gostei muito desta experiência, e o dia do Parlamento Europeu foi algo único, pois permitiu conhecer novas pessoas e conviver com elas e serviu também para que entre todos debatêssemos soluções para os problemas pelos quais a Europa está passar. E esta experiência permitiu para eu abrir os olhos e perceber que enquanto jovens devemo-nos preocupar pois nós somos o futuro da Europa !!! (Luís Vieira, 11ºB) Graças a dois dos nossos colegas, Leandro Recharto e João Lóios, tivemos uma experiência inesquecível no parlamento europeu onde fomos representar o nosso país, a nossa vila e a nossa escola, podemos ainda debater os assuntos trabalhados e conviver com colegas de toda a UE. Na minha opinião não podia ter corrido melhor, pois fomos muito bem recebidos por todos. (Rúben Faúlha, 11ºB) Para mim foi uma grande experiência. Adorei os 4 dias que passamos lá. O parlamento é enorme e de alguma forma ajuda-nos a pensar no futuro. A cidade também é maravilhosa e adorei visitá-la. Sem dúvida que gostaria de repetir esta experiência. (Patrícia Aldeias, 11ºB) Para mim a viagem foi sem dúvida uma grande experiência. Diverti-me imenso com os meus colegas. Gostei muito de ir ao Parlamento Europeu onde me diverti e conheci pessoas de vários países da Europa. A cidade de Estrasburgo é lindíssima. É uma viagem a repetir (Patrícia Branco, 11ºB) Gostei muito da ida a Estrasburgo. Penso que foi uma experiência de uma vida com um excelente grupo e uma excelente oportunidade de falar no Parlamento Europeu. (Pedro Branco, 11ºA) Esta foi uma experiência marcante nas nossas vidas pois tivemos o privilégio de conhecer novas cidades, novas culturas e, sobretudo, o Parlamento Europeu em Estrasburgo, onde pudemos conhecer e interagir com outros colegas dos outros 21 países da União Europeia. (Sara Severino, 11ºB) Adorei participar nesta fantástica viagem a Estrasburgo, penso tratar-se de uma oportunidade única para qualquer jovem e por isso estou muito contente por ter feito parte deste projeto! A viagem foi, como seria de esperar, espetacular em todos os aspetos, sendo possível criarmos amizades com colegas estrangeiros, treinar um pouco a nossa aptidão a falar inglês e ao mesmo tempo apreciar as paisagens e monumentos presentes nos locais por onde passámos! Foi um prazer ter a oportunidade de estar no Parlamento Europeu bem como viajar com os meus colegas e com os dois excelentes professores que nos acompanharam da melhor forma ao longo de toda a viagem! (José Angelino, 11º A) Gostei muito da experiência e acho que é algo único de se viver!! Foi muito bom passar estes 4 dias com os meus colegas e passar por experiências que nunca pensei vir a passar!! O dia no Parlamento Europeu foi muito enriquecedor tanto a nível profissional (escola) como a nível pessoal para fazer amizades com pessoas que estão tão distantes de nós! Foi sem dúvida uma experiência única! (Inês Boeiro, 11ºB) A nossa viagem a Estrasburgo foi uma experiência inesquecível para mim. Foi de facto um dia fantástico aquele que passámos no Parlamento Europeu onde podemos estar num dos edifícios mais importantes da Europa a realizar atividades semelhantes às de um verdadeiro deputado europeu. Julgo que todos ficámos mais enriquecidos a nível cultural devido ao contacto com colegas de diferentes países com hábitos e costumes diferentes daqueles a que estamos habituados. Também considero que a visita guiada a Paris e os passeios turísticos em Estrasburgo foram gratificantes pelo facto de passarmos a conhecer duas magnificas cidades, que agora ficarão para sempre nas nossas memórias bem como os bons momentos passados entre colegas. (João Lopes, 11º A)

24


junho ‘16

Destaque

25

ALUNOS DO NOSSO AGRUPAMENTO REPRESENTAM PORTUGAL NO EUROSCHOOL NO PARLAMENTO EUROPEU (ESTRASBURGO) - TESTEMUNHOS Esta viagem foi uma ótima oportunidade de conhecermos e convivermos com outros jovens de todos os países da União Europeia. Foi muito agradável conhecer locais que ainda não conhecíamos, como por exemplo, a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, a Avenida Champs Elysées, a Catedral de Estrasburgo, La Petite France, entre outros. Foi sem dúvida uma viagem que adoraria repetir por tão inesquecível que foi. (Mariana Severino, 11ºB) Acho que foi muito interessante, uma experiência magnífica, foi bom conhecermos pessoas de outros países da Europa e falar com elas. Foi então muito cativante e divertida e permitiu-nos conhecer um pouco mais a nossa Europa e presenciar uns dias magníficos fora do país. (Alexandre Recharto, 11ºB) Esta experiência para mim foi enriquecedora, pois para além de conhecermos melhor a nossa UE e um dos seus Parlamentos Europeus conhecemos outros colegas, com outras vivências, outras culturas, outras línguas, mas acima de tudo com os mesmos ideais, os ideais de uma Europa unida, unida na diversidade. "Estar na pele" de um deputado europeu não é fácil, por vezes pensamos que é muito fácil, mas não o é, pois, para além de nós, temos que nos preocupar com outros... Outros esses melhor ou pior que nós continuam a ser iguais de direitos e obrigações, por vezes vemo-nos a pensar que é só agir e já está, que é só dizer uma palavra e os outros percebem o nosso ponto de vista... Mas não é bem assim, temos que nos fazer ouvir, explicar o como e o porquê. Esta oportunidade fez-me perceber que a vida sozinho não é fácil mas juntos, juntos com os outros países membros da UE é possível, é possível um futuro melhor, é possível acreditar. (Leandro Recharto, 11ºB) Para mim a viagem a Estrasburgo no âmbito de visitarmos o parlamento europeu foi muito gratificante em vários aspetos. Em primeiro lugar tivemos a oportunidade de assistir a diversos momentos enriquecedores para a nossa cultura, como foi o caso de ouvirmos alguns deputados mais experientes falar sobre os problemas da Europa. Em segundo lugar também achei muito interessante o facto de estarmos em contato com outros adolescentes de vários países da União europeia o que nos deu um melhor ponto de vista sobre o mundo em geral visto que tivemos a oportunidade de conviver com eles e aprender um pouco mais sobre outras línguas e culturas. (Catarina Varela, 11ºA) A nossa ida a Estrasburgo e ao parlamento europeu foi uma experiência fantástica para todos nós! Conhecer novas pessoas e realidades diferentes daquilo a que estamos habituados e novas experiências com toda a Europa, desde a cultura aos costumes e tradições dos nossos colegas foi uma viagem bastante enriquecedora para todos nós. A nível de qualidade toda a viagem foi gratificante e vimos coisas maravilhosas, mas como todos dizem no parlamento europeu, a Europa deve ser um sistema de igualdade que se estende a todos os europeus e essa igualdade, segundo um ponto de vista pessoal não esteve presente no que diz respeito à língua, pois deveriam contratar tradutores e assim traduzirem em cada língua para a língua das pessoas que iam ouvindo...pois só assim haveria igualdade entre todos os cidadãos europeus! (João Lóios, 11ºB) Foi, claramente, uma viagem incrível. Dizem que nunca voltamos iguais depois de uma viagem e esta foi, sem dúvida, uma viagem que deixou marcas em todos nós. A imensidão do Parlamento Europeu, as inúmeras línguas que por lá circulam e que se tornam uma só para que todos se entendam, a partilha de ideias tão diferentes mas que constroem um ideal comum, tudo isto nos mostrou a importância de uma união, da qual, por vezes, desconfiamos. Com chuva, com sol, com frio e com calor, Paris e Estrasburgo receberam-nos carinhosamente e nós, professores e alunos, absorvemos tudo o que elas nos ofereceram.., Obrigada a todos!!!! (Sandra Quaresma) Agradecimentos Esta nossa inesquecível viagem a Paris e Estrasburgo, bem como todo o trabalho desenvolvido no Parlamento Europeu, não seriam possíveis sem o apoio de várias entidades: Câmara Municipal de Arraiolos; União de Freguesias de São Gregório e Santa Justa; Junta de Freguesia de Arraiolos; Junta de Freguesia de Vimieiro; Direção do Agrupamento; Professor Rui Ramalhinho.

25


26

Destaque

junho ‘16

REPRODUÇÃO DE UM BIOMBO NAMBAN CONSTRUÍDO NAS AULAS DE EXPRESSÃOPLÁSTICA - 8º B E 8º C

N

o dia 24 de fevereiro as turmas do 8º ano participaram numa visita-oficina no Museu da Fundação Oriente. Após a visita os alunos elaboraram, no âmbito da disciplina de História, relatórios da mesma, descrevendo o que viram, referindo os aspetos mais fortes e os que menos lhes agradaram. No âmbito da disciplina de Expressão Plástica, os alunos do 8º B e 8º C fizeram uma reprodução de um biombo namban. Nos dias 8 e 9 de junho, no átrio sul do piso um, expuseram-se alguns exemplares dos relatórios e o biombo namban. Os docentes Bernardino Mira e Ângela Rodrigues

26


junho ‘16

Destaque

27

PARTICIPAÇÃO DO AGRUPAMENTO NA FEIRA DO TAPETE

27


28

Destaque

junho ‘16

USOS E PRÁTICAS MEDIÁTICAS DE CRIANÇAS E JOVENS - ANÁLISE COMPARATIVA

A

s PB dos Agrupamentos da Escola Manuel Ferreira Patrício, em Évora e Escolas de Arraiolos, num projeto em parceria, durante o terceiro período desenvolveram um pequeno estudo através de um inquérito sobre o uso do media nos jovens. Os alunos tiveram acesso ao inquérito elaborado em googledocs que se encontra no seguinte link: http://goo.gl/forms/99vCs7tc9z  Resultados de Évora e Arraiolos

 Análise dos resultados Em Évora e Arraiolos através dos dados recolhidos verificamos que o media mais utilizado é o Facebook seguido do Instagram e da TV. Os jovens apresentam como razões para a escolha: respostas como “gosto de tar lá”, utilizam o Facebook para postar fotos e ver pessoas e ainda porque gostam de partilhar coisas interessantes e divertidas. A TV é selecionada, sobretudo, para ver filmes e séries. Não revelam grande diferença entre os dias de semana e o fim de semana. Os jovens consideram que as novas tecnologias são uma forma de conviver, socializar e partilhar com os outros momentos da sua vida. O Facebook é, de facto, a rede social eleita porque é aí que encontram “tudo” para se atualizarem, falam com os amigos e referem a facilidade na utilização. Lendo os resultados constatamos que a leitura é pouco ou nada referida. Apenas alguns/poucos referem a partilha de notícias, nomeadamente de desporto/futebol sendo a partilha sobretudo de fotos e eventos.

28


junho ‘16

Destaque

29

CONTINUAÇÃO DA ANÁLISE COMPARATIVA

Os respondentes usam diariamente os meios de comunicação social que referiram e estão cerca de três horas por dia online e em frente à TV. Este aspeto revela-se idêntico nos dois agrupamentos onde o inquérito foi aplicado. Os jovens não são apenas consumidores de mensagens, também as produzem nem que seja só para se cumprimentarem, notando-se que as suas produções vão aumentando e a qualidade vai melhorando à medida que o nível etário e o nível de ensino aumentam. Conversam pouco sobre as suas experiências mediáticas e, embora os média desempenhem um papel muito importante na sua vida, as respostas demonstram que não têm grande perceção desse facto, encarandoos como ferramentas que quase fazem parte do seu próprio corpo e indispensáveis no seu dia a dia.

 Conclusão A avaliação da utilização dos media pelos nossos alunos é um procedimento fundamental para o desenvolvimento do nosso trabalho enquanto professores e responsáveis pelas BE. Conhecer os usos e as práticas mediáticas das crianças e jovens ajuda-nos a intervir e a orientar no sentido de promover a qualidade das aprendizagens, a autonomia e a responsabilidade nas escolhas que fazem. Desta forma aprofundamos os nossos conhecimentos sobre os media e pensamos estar mais aptos para desempenharmos melhor o nosso trabalho diário, tanto com os alunos como com os outros docentes, cumprindo assim outra das funções da BE, a qual constitui um dos traços distintivos das bibliotecas escolares em relação a outras bibliotecas – a sua funcionalidade educativa e de apoio ao currículo. As redes sociais oferecem oportunidades de exploração de conteúdos para todas as áreas do saber e todos nós, enquanto mediadores do conhecimento, devemos saber aproveitar as oportunidades que estas nos oferecem. Este trabalho de avaliação deve ser continuado e sistematizado, acompanhando as alterações que possam decorrer, quer de normativos legais quer da própria exigência curricular, fruto de solicitações dos seus utilizadores e do desenvolvimento das novas tecnologias de comunicação. O estabelecimento de um novo paradigma educacional que coloca o aluno como principal agente da sua própria aprendizagem trouxe uma responsabilidade acrescida ao professor bibliotecário. Detentor de conhecimentos na área dos media e na área da Biblioteconomia, o PB deve incentivar os utilizadores da biblioteca escolar (alunos, professores, funcionários, …) à crescente utilização desses media, de modo a aproximar esses utilizadores da escrita e da leitura, contribuindo para a sua obtenção e construção de pensamento crítico.

As PB Fátima Bonzinho e Paula Gaspar

29


30

Destaque

junho ‘16

O

Festival Eurovisão da Canção é amado por adultos e crianças e nos últimos anos as escolas de toda a Europa têm vindo a participar na versão chamada S . Desde 1956, o Festival Eurovisão da Canção tornou-se uma parte importante da nossa identidade coletiva europeia e 60 anos mais tarde, a competição ainda é popular; uma paixão que se manifesta de muitas maneiras. Ainda que este ano Portugal não tenha estado representado no Festival Eurovisão da Canção, esteve o país representado no S , onde obteve o magnífico 6º l ar. esde 2009 escolas de toda a Europa têm vindo a participar no projeto T intitulado S . Este ano, 35 países participaram neste evento que já ganhou vários prémios internacionais na área da educação. Desde a sua criação mais de 200 entradas foram realizadas por um total de mais de 2000 crianças. Co o nciona Organizado pelo site educacional eT inning, a competição tem como objetivo unir pela diversidade os alunos de escolas de toda a Europa. Cada país é representado através de uma canção gravada num vídeo no blogue do projeto: www.schoolovision2016.blogspot.com Este ano os alunos do 6º A, da Escola EB 2,3/S Cunha Rivara – Arraiolos, com a sua professora de Português e Inglês, Carla Vieira Sampaio da Silva, e a colaboração de um antigo aluno, Pedro Pé Leve, apresentaram a canção M T A . Os alunos desfrutaram ao longo de mês e meio, de todo o processo que envolve a gravação do vídeo: desde a escolha do tema a apresentar, guião de ficção, coreografias, dramatizações, cartazes, gravações áudio e gravações no interior e exterior da escola, onde é habitual aparecer o castelo de Arraiolos e o seu magnífico meio envolvente. Ao ritmo da canção "Juntos Somos Mais ( ogether e Are Happ )” os alunos alegremente mostraram empenho e deixaram uma mensagem muito importante: Se se quiser felicidade para a vida devemos ajudar o próximo! (If you want happiness for a lifetime help someone else!). Ao ritmo da canção "Juntos Somos Mais ( ogether e Are Happ )” os alunos alegremente mostraram empenho e deixaram uma mensagem muito importante: Se se quiser felicidade para a vida devemos ajudar o próximo! (If you want happiness for a lifetime help someone else!). No dia 13 de maio, houve uma votação numa videoconferência em língua inglesa, onde cada país atribuiu votações aos vídeos que mais gostou e, deste modo, se selecionou o país vencedor. Este ano foi a Ucrânia, país que igualmente ganhou o Festival Eurovisão da Canção D a ol ada nos ídeos. Ao visitar o site oficial do S , qualquer pessoa pode ver informaç es sobre a edição deste ano e um link para todas as edições anteriores. De acordo com a coordenadora do projeto, em Portugal, Carla Vieira Sampaio da Silva, a qualidade tem melhorado significativamente com algumas entradas muito profissionais no top 10 , o que torna cada vez mais difícil a sua realização. O essencial em todo o percurso que é feito pelos alunos é poder-se trabalhar a língua inglesa em contato real com outros países e divulgar a língua, cultura e música portuguesas. No final Portugal não obteve o primeiro lugar, mas a coordenadora do projeto, afirma-se satisfeita com o trabalho desenvolvido pelos alunos, pois a sexta posição entre 35 países participantes é um excelente resultado, nomeadamente se considerarmos todas as dificuldades e falta de apoios que o projeto tem tido. Ao clicar neste link podem ver o resultado final da participação Portuguesa: https://www.youtube.com/watch? v HV2HT0Xi-Z

30


junho ‘16

Destaque

31

Por fim, a professora coordenadora, Carla Vieira Sampaio da Silva agradece a todas as pessoas que tornaram possível a realização deste projeto: ao Pedro Pé Leve, pela sua disponibilidade, aos professores que a apoiaram, aos Encarregados de Educação que autorizaram a participação dos seus educandos e principalmente aos alunos do 6ºA, que são uns verdadeiros artistas.

Informação dada na primeira página que remete depois para a oitava como se pode verificar na imagem abaixo colocada.

31


Destaque

32

junho ‘16

TEXTOS NO ÂMBITO DO TEXTO POÉTICO OS ALUNOS DO 7ºA PRODUZIRAM AUTORRETRATOS PROFESSORA PAULA GASPAR

AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

Prisioneira no seu mundo, Apenas ela e os seus, Aquele olhar em um segundo, Valeu mais que mil Romeus.

O meu nome é André gosto de ver futebol de comer um petisco e de beber um Sumol.

A cada lágrima que deixei, uma nota, A cada choro que passei, uma música, A cada guitarra, um sorriso, A cada verso, formou-se um mundo.

Sou simpático do futebol sou fanático gosto muito de rir faço tudo para divertir. André

Sinais que contam histórias, Marcas que guardam memórias, Marcam a pele de quem os tem, Lembrando algures, alguém. Pequena mas grande, Fraca mas forte, Presa mas livre, Imperfeita, ou talvez diferente.

AUTORRETRATO Pequena,

Joana Carrasqueira, nº7, 7ºA

sorridente, de gestos é fina e independente.

AUTORRETRATO Canta,

Eu sou… Eu sou uma rapariga simples, de olhos castanhos, cabelo ondulado e castanho. Muito divertida e otimista. A minha vida é feita de desporto, amizade, música e sonhos.

ri, dança e principalmente sorri. A escrever, Pensa que não é ruim.

Sou despreocupada, sem medos nas escolhas que faço. Sempre lutei por aquilo em que acredito.

Gosta de ler mas sem chinfrim. Não sei se isto é digno de avaliação? Num mundo, Cheio de respostas de sim ou não! Beatriz

32

Sara


Destaque 33

junho ‘16

TEXTOS NO ÂMBITO DO TEXTO POÉTICO OS ALUNOS DO 7ºA PRODUZIRAM AUTORRETRATOS PROFESSORA PAULA GASPAR

A MENINA MORENA

AUTORRETRATO

Menina morena De olhos mentirosos De manhã são pretos E à noite são castanhos escuros.

Será isto uma grande descrição? Margarida, Portuguesa, com cabelo cor de café, e ondulado, como as ondas do cais do Sodré. Olhos escuros como a terra, que já observaram acontecimentos, como quantas vezes a terra já teve rebentos. Como as outras pessoais normais, com comportamentos comuns, e corações como não há nenhuns, que só pertencem aos tais, nascidos das estrelas astrais.

Mariana é o meu nome Nome antigo com A idade do trigo Cabelos lisos com franjinha. Divertida como o sol Agitada como a água Leve como o vento Simpática como uma flor.

Será isto digno de uma avaliação? e a de mais alguns, poucos ou nenhuns, que tentam apenas ser quem são.

Às vezes muito preguiçosa Como uma preguiça andante Que tem muito respeito Pelos amigos do peito.

Margarida

Mariana

AUTORRETRATO AUTORRETRATO Magra, alta, de olhos azuis meus pés pequenos não são pelo contrário. Grandes sempre ficarão. Eu queria ser, não sei bem o quê! Quando for mais velha aí descobrirei o que sempre serei. Até agora, sempre pensei que desportista sempre serei. Estes versos, que acabo de contar mentira não são, Pois vêm mesmo do coração. Patrícia

Sou o Rui Caeiro, Um rapaz alto e bem constituído, Não sou matreiro, Sou simpático e divertido. Olhos castanhos e meiguinhos, Cabelo liso e castanho, Dentes bem branquinhos, Nariz e boca de pequeno tamanho. Para estudar sou preguiçoso, Mas gosto de jogar futebol. Também dizem que sou teimoso E gosto de apanhar sol. P ay tat ta bé osto de jo ar E de me divertir com os amigos, mas o meu quarto não gosto de arrumar E quando não o faço, estou em sarilhos. Rui

33


34

Destaque

junho ‘16

TEXTOS NO ÂMBITO DA AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA EM TEXTO DESCRITIVO OS ALUNOS DO 7ºA PRODUZIRAM AUTORRETRATOS PROFESSORA PAULA GASPAR AUTORRETRATO

AUTORRETRATO

S

ou uma pessoa de estatura média, olhos acastanhados, pele morena e cabelos lisos. Tenho uma aparência bastante calma, mas não passa disso, pois sou extremamente nervoso, irrito-me com muita facilidade, mas também depressa me passa. Considero-me uma pessoa sociável, mas não dou confiança a qualquer um que de mim se aproxime. Para terem a minha confiança, têm que fazer por merecê-la e fico muito triste e chateado quando me desiludem, é muito difícil, ou quase impossível, voltar a confiar nessa pessoa. Tenho um defeito muito grande, sou um pouco negativo e pessimista ao contrário da minha autoestima que anda sempre alegre e contente na maior parte das vezes. Gosto muito de conviver com os meus amigos, colegas e familiares, não gosto nada de estar sozinho. Nos meus tempos livres gosto de ir fazer desporto, à praia, correr e divertir-me.

Francisco

João Pais Caetano Nascido em Évora a 7 de janeiro de 2003 Aluno n.º 8 do 7.º A da Escola Cunha Rivara - Arraiolos

C

hamo-me João Pais Caetano e tenho 13 anos. Sou alto, não sou muito gordo nem muito magro, tenho a pele morena, cabelo liso e castanho, olhos verdes acinzentados e sobrancelhas direitas e um pouco espessas. Um nariz pequeno em forma de rampa, uma boca regular e orelhas um pouco grandes. Peso 56 kg, meço 166 centímetros e calço o 45. No geral, acho que tenho um aspeto muito agradável. Sou amigável, engraçado e gosto muito de conviver com amigos. Também sou muito agitado e tenho muita imaginação, sou confiante e trabalho muito quando quero, porém, normalmente sou muito preguiçoso e irrito-me facilmente. Sou muito tímido com as pessoas que não conheço, mas acredito que o meu maior defeito é ser preguiçoso. Gosto muito de jogar futebol, videojogos e de ir ao cinema. Também gosto imenso de viajar e conhecer sítios novos. Gostava de um dia poder andar pelo mundo e fazer reportagens de viagens. Detesto acordar muito cedo e esperar em filas. A minha comida preferida é pizza, esparguete à carbonara e bitoque. Também gosto muito dos rissóis que a minha mãe faz. Quanto aos doces adoro bolo de chocolate. Ao fim de semana, gosto do pequeno almoço com panquecas ou de ovos quentes com torradas.

AUTORRETRATO Ribeiro é o seu apelido, É português e moreno Cabelo castanho e liso E fofinho como o feno.

AUTORRETRATO Olá, eu sou o Jorge

Com sorriso na cara Sempre bem disposto Bom aluno Quer dizer, como os outros.

Aluno aplicado Se tenho más notas fico zangado.

Mas há uma coisa que o distingue Como distingue cada pessoa numa multidão Não só o rosto Mas também a sua expressão. Um pouco vaidoso Mas só nas coisas que sabe fazer Todos o somos Mas quase ninguém o sabe dizer.

Mas nem tanto da escola Prefiro jogar consola.

Jorge

Alexandre

34

Gosto de jogar à bola


Destaque 35

junho ‘16

A DIVULGAÇÃO DO NOSSO TRABALHO

O MEU AUTORRETRATO

N

asci a 24 de fevereiro de 2003. Os meus pais contam que foi a uma segunda feira, às 12h15m. Hoje, tenho 1.55 de altura. sou de estatura média para a minha idade, cabelo castanho claro meio louro e encaracolado, por isso, gosto de usar bem curto, uso óculos porque tenho miopia e se quero ver o que me rodeia não os posso largar um segundo. É curioso que a minha professora de língua portuguesa tenha pedido este trabalho quando eu me encontro a ler “O Coração também pensa” de Susana Tamaro, que acaba por ser uma partilha de pensamentos e de sentimentos de uma biografia de uma jovem tal como eu. Assim como todos os jovens pré adolescentes tenho dias mais difíceis que outros, tenho muita dificuldade de lidar com a injustiça que me revolta e inquieta, tenho sonhos, alguns defeitos, mas penso que sou um rapaz normal da minha era. Segundo os meus pais sou muito ingénuo e muito criativo em “invenções”, desconfio que até fazem o ranking das minhas invenções diárias! É natural ser um pouco ingénuo, afinal ainda não tenho a vivência dos adultos e segundo eles a vida com ingenuidade é mais colorida. É verdade que não vejo maldade nas atitudes dos meus colegas e dou-me de coração nas relações com todos eles. Também é verdade que alguns deles também já me desiludiram com alguns dos seus comportamentos. Sou muito observador e nem sempre partilho a minha opinião ou porque acho que não vale a pena ou simplesmente porque me envergonho. Os meus pais dizem-me que sou preguiçoso por não querer fazer nada e estudar pouco. Sei que podia trabalhar mais e que têm razão quando dizem que não tenho método de trabalho. É verdade que por vezes estou perdido… mas que posso fazer, talvez crescer! Tenho esperança que nos próximos anos me encontre mais motivado porque de momento ando muito cansado… sinceramente estou desejando que cheguem as férias. O meu sonho é … pois é talvez seja este o problema não ter um verdadeiro sonho! Tenho 13 anos e ainda não sei que profissão quero ter quando crescer! É difícil! Quando pergunto à minha mãe ela responde que gostava que eu fosse feliz! E para ser feliz é preciso estudar? Sou um sonhador, gosto de desenhar, especialmente esboços de plantas de casas e mais casas. Gosto de rir e dar uma boa gargalhada. Gosto de dormir. Gosto muito de jogar futebol e gostava de ir ao estádio da luz. Os meus pais não são apreciadores de futebol e ainda não foi oportuno ir a um jogo ao vivo, mas já fiz a visita guiada ao estádio e adorei! Gosto muito de jogar computador com os meus amigos. Por vezes também faço algumas pesquisas interessantes e viajo no Google earth. Gosto muito das férias em família. Os meus pais programam as férias comigo e o meu irmão e são sempre fantásticas. Por vezes sou teimoso e acabo à briga com o meu irmão. Ele só tem 9 anos e quer fazer tudo igual a mim, é a minha sombra. Por um lado, adoro-o e acho-lhe muita piada, é o nosso crominho, por outro, tem dias que me aborrece muito. Haja paciência! Acho que sou um jovem normal porque não sou conflituoso, faço o meu dever de estudante com alguma dedicação e aproveitamento, sou escuteiro porque me identifico com a missão e atividades desenvolvidas. Assim sou eu! Gosto muito do meu nome “Sebastião “até porque há poucos meninos com o mesmo nome e acabo por ser único, o mesmo já não posso dizer do Maria … Sebastião

35


36

Destaque

junho ‘16

FESTA FINAL - APRESENTAÇÃO DO PROJETO "CAMINHOS DA LITERACIA"

A

o longo deste ano letivo, no âmbito do “Aprender com a BE” foi implementado um projeto denominado "Caminhos da Literacia", na EB1/JI/Biblioteca Escolar. O referido projeto iniciou com a leitura e a exploração de livros diferentes por todas as turmas da EB1/JI de Arraiolos. A partir do livro, os alunos realizaram aprendizagens de diferentes disciplinas (Português, Matemática, Estudo do Meio e Áreas de Expressão), tornando a aquisição de conhecimentos mais contextualizada e sequencial. Este projeto culminou com uma exposição de trabalhos no evento O Tapete está na Rua e um espetáculo no anfiteatro de Arraiolos, dia 6 de junho às 20h.

36


Destaque 37

junho ‘16

O RECONHECIMENTO DO NOSSO TRABALHO O AUTOR COMENTOU E PARTILHOU O NOSSO POST NO SEU PRÓPRIO FACEBOOK

A CMA RECONHECEU O TRABALHO E DEU UM VOTO DE RECONHECIMENTO PARABÉNS “Exª Srª Diretora Informo V. Exª. que esta Câmara Municipal, na sua reunião de 18 de maio de 2016, aprovou, por unanimidade, um VOTO DE RECONHECIMENTO, pela participação dos alunos do 6ºA, da Escola EB 2,3/S Cunha Rivara – Arraiolos, no Schoolovision, que levaram Portugal a conquistar o magnifico 6º lugar, com a canção “Juntos Somos Mais (Together We Are Happy)”. Por toda a dedicação, empenho, espírito de iniciativa e responsabilidade demonstrada no trabalho efetuado, a Câmara Municipal de Arraiolos, f zaçã d

t pr j t a

P rtu uê d E ram t d

I

au

ê , Car a V

a d Arra

,a

ta

r

m r u

d 6º A, da E ra Sampa m

da S

m ,at d

a EB 2,3/S Cu a, a a t pr f

r

,t d

mér t d m

a R ara – Arra au

P dr Pé L arr

ad

d

trad , à Pr f

ar a ra d

, a A rupam

t

du açã qu ap a-

pr j t .

Vimos, igualmente, solicitar a V. Exª. a possibilidade de transmitir a todos os envolvidos este reconhecimento. Com os melhores cumprimentos, A Presidente da Câmara Municipal, Sílvia Pinto

37


38

Destaque

junho ‘16

VISITA DE ESTUDO A SANTANA DO CAMPO - 7º A, B e C

N

o dia 11 de abril, no âmbito da disciplina de História, os alunos do 7.º ano, acompanhados pelas professoras Ana Luísa Barreiros, Anabela Barros, Isabel Mota, Mafalda Andrade, Margarida Índias e Mónica Rebocho, deslocaram-se a Santana do Campo para terem uma aula em sítios arqueológicos, dinamizada pelos arqueólogos e professores do Departamento de História da Universidade de Évora, Leonor Rocha e André Carneiro. Esta aula decorreu na Igreja de Santana do Campo, onde se encontram incorporadas as ruínas do antigo Templo Romano, classificadas como Monumento Nacional. Os vestígios deste Templo, que terá sido construído entre os séculos II e III d.C., estão bem visíveis nas paredes exteriores da Igreja e das casas que se encontram à sua volta. De seguida, os alunos “recuaram até ao período da Pré-História” e puderam observar in loco a Pedra das Gamelas que tem, entre outros, motivos cruciformes gravados. Para além da explicação clara e detalhada dos sítios visitados, os professores facultaram, ainda, informações sobre o trabalho dos arqueólogos na busca do conhecimento do passado do Homem. Com esta aula os alunos tiveram a oportunidade de ficar a saber mais sobre os importantes vestígios do passado que existem no seu concelho. Alunos do 7.º ano

38


Destaque 39

junho ‘16

VISITA DE ESTUDO A ÉVORA - 7º A, B e C

N

o dia 31 de maio, os alunos do 7.º ano deslocaram-se em visita de estudo a Évora, acompanhados pelas professoras Mafalda Andrade, Isabel Mota, Inês Pequito, Mónica Rebocho e Anabela Barros. Durante a manhã, os alunos observaram monumentos da cidade (Templo Romano e a Sé de Évora) através de um Guião de Exploração. De seguida, foram visitar o Museu de Évora, onde os guias da instituição deram informações sobre o funcionamento do museu e sobre as coleções que aí se encontram em exposição. Após um breve descanso, os alunos foram recebidos pela arqueóloga e professora da Universidade de Évora, Leonor Rocha, no Laboratório de Arqueologia Pinho Monteiro. No laboratório, a professora facultou informações sobre o trabalho de campo dos arqueólogos bem como sobre a recolha, registo, tratamento e análise dos vestígios arqueológicos. Foram, ainda, prestadas informações sobre a forma como é feita a análise laboratorial, desde o processo de limpeza e tratamento até à classificação dos objetos encontrados. Puderam ainda conhecer alguns achados descobertos que se encontram em exposição no referido laboratório e observar outros nos microscópios do laboratório. Depois de uma atarefada hora de almoço, os alunos deslocaram-se de novo ao centro histórico para continuarem a conhecer outras instituições de interesse cultural. Na Biblioteca Pública de Évora, ficaram a conhecer o seu funcionamento e visitaram os diferentes espaços que a compõem. Tiveram a oportunidade de entrar na Zona dos Reservados e na Casa Forte, onde foram mostrados Livros Antigos e Incunábulos por um profissional da biblioteca. Depois de uma explicação sobre a história da instituição, participaram na “Oficina de catalogação de livros” dinamizada pela guia Sílvia Chambina que os acompanhou ao longo da visita. No Fórum da Fundação Eugénio de Almeida, os alunos ficaram a conhecer a história do edifício, refletiram sobre o conceito de “Património”, analisaram obras de arte em exposição e participaram numa oficina, dinamizada pela guia que os acompanhou nesta atividade, onde construíram um Postal subordinado ao tema “ Viagem de Sonho”! Estas atividades permitiram que os alunos ficassem a conhecer um pouco melhor a cidade de Évora, tão próxima e tão rica em património cultural. Alunos do 7.º ano

39


40

Destaque

junho ‘16

DIA DA CRIANÇA Atividade em parceria com a CMA

JOGO DA GLÓRIA

JOGO DAS ARGOLAS

JOGO DO GALO

40


Destaque 41

junho ‘16

MANIZOLA — ARTES PLÁSTICAS

41


42

Destaque

junho ‘16

DIA DA CRIANÇA

ATIVIDADES NA ÁREA DA FÍSICA

DIA DA CRIANÇA - 1 DE JUNHO

P

rofessores e alunos de 8C, 9A e 9C, monitorizaram diversas atividades para os alunos do pré-

escolar e do primeiro ciclo, contribuindo e enriquecendo assim a festa dos mais pequenos. Nesta articulação vertical festiva: - O professor Ludgero Serrano e alguns alunos de 8C e de 9C fizeram corridas de carros movidos a energia solar. - A professora Ana Paula Ribeiro com duas alunas de 9A abrilhantaram a festa com bolas de sabão. - Os rostos dos mais pequenos foram decorados com pinturas faciais, atividade dinamizada pelos professores Celeste Alhinho e Bernardino Mira e alunos de 9C. - Os professores José Roupa e Hugo Pereira dinamizaram vários jogos que deliciaram as crianças. - O cheiro a canela espalhou-se no ar com as pipocas feitas por alunos de 9C sob orientação da professora Aurora de Sá.

42


Destaque 43

junho ‘16

DIA DA CRIANÇA

43


44

Destaque

junho ‘16

LITERACIA 3D A ALUNA ALICE 7º B REPRESENTOU O AGRUPAMENTO EM LISBOA

N

ESCOLA CUNHA RIVARA NA FINAL NACIONAL DO LITERACIA 3D

o passado dia 3 de junho, realizou-se, em Lisboa, a grande final do concurso Literacia 3D. Nessa grande final, esteve presente a aluna Alice Mota, do 7.º B, que realizou a prova de Matemática, em representação da nossa escola e do distrito de Évora. O Literacia 3D é uma iniciativa da responsabilidade da Porto Editora que consiste num desafio nacional dirigido aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico de todo o país, envolvendo os respetivos professores e estabelecimentos de ensino, com o propósito de avaliarem as suas competências em três dimensões do saber: Leitura (para os alunos do 5.º ano), Matemática (para os alunos do 7.º ano) e Ciência (para os alunos do 8.º ano). Na primeira fase, realizada ao nível da escola, participaram praticamente todos os alunos da escola das turmas A, B e C do 5.º, do 7.º e do 8.º ano, tendo passado à fase distrital, realizada em Évora, as alunas Maria Beatriz Branco, do 5.º B, Alice Mota, do 7.º B, e Sara Amaral, do 8.º C. Apesar da excelente participação destas três alunas, só a Alice conseguiu chegar à grande final. Parabéns a estas três alunas e sobretudo à Alice, que, acompanhada pela sua diretora de turma, a Dra. Mafalda Andrade, tão honrosamente nos representou! Para ver imagens da final, clique aqui: http://www.rtp.pt/play/p2288/magazine-literacia-3d O Docente Paulo Tapadas

44


Destaque 45

junho ‘16

CONFERÊNCIA SOBRE O LIBERALISMO COM O PROFESSOR FRANCISCO VAZ DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA - 26 DE ABRIL - OFICINA D’ARTES

N

o passado dia 26 de abril realizou-se uma palestra subordinada ao tema Liberalismo: uma heran-

ça da Revolução Francesa, dinamizada pelo Prof. Francisco Vaz, da Universidade de Évora. Na referida sessão, na qual participaram as turmas do 11ºB e do 12ºB, foram abordadas os princípios do Liberalismo designadamente a ideologia liberal e burguesa, os Direitos do Homem e do Cidadão, o Constitucionalismo – o exemplo dos Estados Unidos da América e o Liberalismo e Democracia. Esta atividade integrou-se numa parceria estabelecida entre o Departamento de Ciências Sociais e Humanas e o Departamento de História da Universidade de Évora, no âmbito da qual se realizaram outras palestras, visitas de estudo e sessões de trabalho de campo. Os docentes Ângela Rodrigues e Henrique Gonçalves

45


46

Destaque

junho ‘16

NO ÂMBITO DO APRENDER COM A BE - 7ºA - NA DISCIPLINA DE INGLÊS

T

o celebrate the 100th anniversary of the book

“Alice in Wonderland”, class 7A developed several activities. We read the story in class and have created our own stories with the characters we chose, and then we made our own drawings to illustrate the stories. As a result we have a short stories book you can find in the school library. Here are two stories chosen by the students to be published in the school newspaper.

The English teacher: Dina Costa

From Wonderland to Burger King

O

nce upon a time there was a nice rabbit, who lived in Wonderland. This rabbit received a letter which said he was invited to a convention of rabbits that joined all the rabbits of the universe. The day finally arrived and the rabbit expected it to be the best day of his life. After many problems with the road, he finally reached his destination. The biggest surprise was that he finally met his favourite super hero. But he was very disappointed because his super hero was a phony. At that moment, the little rabbit decided to become a super hero himself; he became Super Teeth. He built a house and a car based in it and started helping people or, at least, trying to. It didn`t take too long for him to realize that he wasn`t good at helping people, so he decided to spend the rest of his life working at Burger King. By Alexandre Ribeiro, Francisco Gomes and Paulo Oliveira

46


Destaque 47

junho ‘16

NO ÂMBITO DO APRENDER COM A BE - 7ºA - NA DISCIPLINA DE INGLÊS

C

GOOD NEWS aterpillar is green and has got yellow spots. He

has got a purple hat and a cigarette in his mouth. Caterpillar lives in a fantasy world! He lives in the world beyond the horizon… in the world of talking animals… In this world live many animals… one of his best friends is the mouse Francisco. Caterpillar has got three brothers: George, Alexander and Paul. He has got many friends; he is very sociable and friendly. His girlfriend is Lolita. She is very beautiful, she is pink and she has purple spots. She has a red bow on her head and wears a very soft red lipstick. He loves her. One day they were running around, but the Caterpillar's friends didn't like to see him with Lolita because they no longer had his attention. So, on that day Caterpillar's friends had enough and decided to talk to him about his relationship with Lolita. The three brothers spoke successively; George, Alexander and Paul: -Why don't you speak much with us anymore? -Sorry, but I had more important things…-said Caterpillar. He looks at Lolita and she blushes. Alexander said: -Do you thing Lolita is more important than we are... your brothers? Caterpillar said, in his defence: -I don't think that, but right now she needs me a lot… Paul defended his brothers' idea and said: -But you do not know if we also need you because you have not been with us. George decided to ask why Lolita needed Caterpillar so much: -So why does she need you so much? Caterpillar looked at Lolita and Lolita nodded yes . -It’s that Lolita is pregnant... we are going to have a boy. All in chorus said: - Lolita, congratulations! Alexander said: -Sorry about our suspicions. Lolita answered: -Thanks and no problem! I realized I do not want to lose your brother, but I didn't mean to steal him from you. By Beatriz Paulo and Margarida Sabino

47


46

Destaque

junho ‘16

THE STORY OF JEANNE AND FRANK OR JEANNE AND FRANK’S STORY ATIVIDADE NO ÂMBITO DA OFICINA DA ESCRITA E DA ORALIDADE

Name: Jeanne Surname: Harrison Country: England City: London Nationality: English Mother’s name: Mary Father’s name: Michael Age: thirteen Hair colour: red Eye colour: brown Body built: slim Nose: small Favourite clothes: jeans and t-shirt Favourite subject: French Favourite colour: black Siblings: twin sister Favourite hobbies: tennis, listening to music, swimming, painting Name: Frank Surname: Anderson Country: Canada Nationality: Canadian City: London Mother’s name: Monica Father’s name: Mark Age: 13 Favourite subject: Art Favourite colour: blue Siblings: younger sister Favourite hobbies: American football, painting and drawing Age: 13 Hair colour: blonde Body built: slim

It was a Thursday afternoon and it was raining. Jeanne was in the library: she was painting a picture for her Art lesson. While she was doing her task, she saw a leaflet informing that there was an Art exhibition in the city centre. Next to her there was a boy: she tried not to look at him. However, she didn’t resist to take a peek. Suddenly, the bell rang… The next day, Jeanne entered her e-mail and she was surprised at a strange message. She said: “I can’t believe! Who’s Frank?” She was very curious, so she started reading it. Title: Sorry… My name is Frank and I ant to kno you… Hello, My name is Frank Anderson and I noticed that you like Art. I don’t kno if you ould like to go ith me to the exhibition in the city centre… What do you think? Please, don’t ignore my message. Jeanne felt a bit lost… Jeanne was very surprised at his invitation. She didn’t know him very well. However, she is a courageous girl and she sent him an email saying ES! The next morning, Frank was very keen on checking his email. He woke up and went straight to his computer. It was a rainy day, but the Sun was shining inside Frank’s heart. He was so happy with Jeanne’s message that he called his friend Bernard…

48


Destaque 47

junho ‘16

(Frank’s phone call) Bernard: Hello… Frank: … Bernard: HELLO!! Who is it? Frank: Errrr… It’s me. B: Who? F: Me, you stupid boy! B: Oh, Frank… Ho are you? F: So, so… You see… I think I have got a problem… B: What is your problem? F: My problem is Jeanne.. B: Jeanne!!! What is a “Jeanne”? Is it a disease? F: Yes, of the heart… B: Of heart?! That is serious. F: Well… I am in love. B: What???? In love?? You, you must be crazy… F: No, I am not. B: So, ho is that Jeanne? I bet she is imaginary. F: Shut up! Of course she is not imaginary. She is a real girl. B: What does she look like? F: She is beautiful and perfect. B: She must be horrible. F: You are just jealous. (…) F: What should/must I do? Tell me, please. B: I think you should go pick her up at her house. F: Really? Don’t you think that’s a bit invasive? I mean… she might think I am too nervous… B: Shut up! Don’t be a chicken! Do as I say… everything is going to be fine. One day, Frank got the courage to go to Jeanne’s house. But he didn’t read Jeanne’s address correctly. He knocked at one door. He was a bit nervous. Unfortunately, he was surprised by the person that opened the door: she wasn’t Jeanne, as matter of fact, she was Carla. She was surprised, too. She asked him: What are you doing here? Errrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr… hello, Carla. Errrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr… I … errrrrrrrrrrrrrrrrrrr… I was passing by and I thought I should pay Carla a visit. Why not? OK… Do you want to come in? I was studying Maths… Now I remember, I can’t… my parents are waiting for me… Sorry, I must go now. Bye. Carla was confused: she didn’t know Frank very well, however, she had already seen him. She knew a girl and she decided to send her an e-mail. Her name was Jeanne. Dear Jeanne, ou can’t believe what happened to me… you know that boy with the blonde hair and the beautiful blue eyes… I saw you with him the other day. Are you just friends? I mean… I am sure you understand my question. I think he is very cute. Bye, Carla. Jeanne was studying and she received an e-mail. She was very curious, because she had never received an email from Carla. She started reading the e-mail and she didn’t like what she read… Jeanne was very sad. She was sitting on the armchair in her bedroom. While she was doing this, she was listening to “Last night I dreamt that somebody loved me”. But she decided to meet Frank and she told him that they should meet next to the cemetery gates. When Frank read Jeanne’s message, he was very surprised… by cemetery gates. He thought that she was a bit strange, but that was why he liked her so much. This was Jeanne’s message. Hi. Meet me at the cemetery gates. Four p.m. Don’t be late. He was excited, however, he was a bit scared. Jeanne’s message sounded really weird and the place that she chose was very somber. They met at the scheduled time. Frank waved, but Jeanne didn’t smile. He didn’t know what to think about that. He said hello and she said that they had to have a very serious talk. He stuttered “Al… alright…”. “I am going to tell you something that you won’t forget!” “What?!” “Do you like me?” “Well… Of course I do. In fact, I think I love… errrrr… you…” “I don’t believe in you. What is your story with Carla?” 49


48

Destaque

junho ‘16

THE STORY OF JEANNE AND FRANK OR JEANNE AND FRANK’S STORY

(cont.)

“Carla, Carla who?” “ ou know who.” “Oh, that was a misunderstanding!” “ ou shouldn’t play with other people’s feelings.” Frank told Jeanne she was wrong: he didn’t fancy Carla. “Prove it!” “I can prove it: I wrote you a poem.” “Really! I don’t like poetry that much.” “I don’t really believe in you, because I know your Facebook page and there is always poetry there. And now you are going to listen to my poem” Jeanne stood quiet. I am going to learn to rite again The alphabet of scented stars; It might cause me much pain But it ill ater my scars. Jeanne didn’t know what to say… Jeanne’s heart was racing/beating very fast… and they kissed. Epilogue 1 One year later… … Carla was talking to Frank about Jeanne. Have you heard anything about Jeanne? Not really… Aren’t you curious? I mean… ou had something special with her. I don’t want to talk about that. Come on… you never said to me what had happened. Frank told Carla that he didn’t feel like it. But he started to remember. In a Saturday afternoon, Frank received a letter: he found that very strange. He started to read it. Dear Frank, hat I have to tell you is very sad. My parents informed me that e are going to move to Glasgo . I can’t put into ords hat I feel. Well, I suppose this is it. We had some lovely times, but life must go on. Love you. Frank was devastated. He couldn’t believe… what was he going to do now? Go after her, Forget her, Ask his parents to move to Glasgow, Convince her to run away from their homes, Or, kidnap her… He went to his bedroom and he started packing his stuff. Socks, boxers, t-shirts, perfume, shorts, jeans, mobile charger, a Jeanne’s photo, his family’s photo, his toothbrush and some money. He left home and headed to the train station. He caught the first train to Glasgow. When he got there, he asked for some directions. He told the passer by the name of the street. The passer by was very friendly. Well, my boy, go straight ahead, take the first turn on the left, then, go down that street and there is a theatre on the street that you are looking for. Good luck to you, my boy. Thank you very much, sir. He ran to the door and rang the bell. But no one came to open the door. Frank was too sad and he sat down just looking at the cars passing by. One hour passed by and an old lady entered the building. Frank stood up as the old lady was going up the stairs. Please, Mam… Excuse me… Could you help me? What? What is your problem, young man? I was looking for a girl called Jeanne… Do you know her? Jeanne… of course, she’s my granddaughter. What do you want from her? Oh, I’m just a friend, but I need to know where she is now… please… Well, you seem to be a good boy. She is abroad. What? Abroad? Are you sure? es. Where? Where? In Canada, with her parents. Epilogue 2 esterday Frank received a postcard. There was a picture of a polar bear. The postcard read: “Hello, my dear friend, Are you afraid of wild ferocious animals? If not, come meet me as fast as you can. Love you.” The end? 7º C – English – 2015/2016 - Professor Rui Ramalhinho

50


Destaque 49

junho ‘16

A

AEC - EXPERIÊNCIAS

partir da leitura…. O mundo abre-se…. Quero um abraço, Simona Ciraolo 1º A

PRIMEIRAS OLIMPÍADAS DA HISTÓRIA - ALUNOS DO 3º CICLO

N

o presente ano letivo implementou-se, pela primeira vez na nossa escola, as Olimpíadas da História. Estas constaram de duas provas, de dez questões cada, aplicadas nas aulas de História a todos os alunos do 3º ciclo do ensino básico. A primeira prova foi aplicada no 2º período e a segunda no 3º período. De acordo com o regulamento desta atividade, os vencedores foram:  7º ano - Margarida Sabino - 7º A;  8º ano - Carolina Miranda - 8º C;  9º ano - Tomás Paiva - 9º A. No início do próximo ano letivo serão entregues a cada um dos alunos um certificado e um prémio. Esta iniciativa foi muito bem acolhida por todos os alunos que, de uma forma empenhada, responderam às duas provas aplicadas em cada nível de escolaridade, cujas questões incidiram sempre sobre conteúdos recentemente trabalhados em cada um dos anos. PARABÉNS A TODOS E BOAS FÉRIAS! As docentes Anabela Barros e Angela Rodrigues

51


50

N

Destaque

junho ‘16

VISITA DE ESTUDO À BARRAGEM DO ALQUEVA - ALUNOS DO 11º B o passado dia 10 de maio, os alunos do 11ºB realizaram uma vista de estudo, no âmbito da disciplina de Geo-

grafia A, intitulada “As novas oportunidades que o Alqueva trouxe”, abrangendo conteúdos trabalhados ao longo dos 10º e 11ºanos. Como o nome indica, o destino foi a região envolvente à barragem de Alqueva. Visitámos a Marina da Amieira, a aldeia da Amieira, o Centro de Interpretação de Alqueva, estivemos em cima do paredão da barragem onde “On a clear day you can see forever” como pudemos ler numa inscrição aí colocada em letras bem grandes, mas nessa manhã, a chuva reduziu muito o nosso campo de visão; já com o sol a brilhar, calcorreámos as ruas da aldeia da Luz, visitámos o Museu da Luz e a Igreja de Nossa Senhora da Luz e por fim ainda fomos lanchar no miradouro de Monsaraz. Uma viagem completa em torno do Grande Lago (assim se chama à albufeira da barragem de Alqueva, o maior lago artificial da Europa), sem passarmos duas vezes no mesmo local, para tornar a viagem ainda mais enriquecedora. A albufeira de Alqueva tem à volta de 1200 km de margens (mais do que todo o litoral português), estendendo-se por 250km2. Aqui ficam algumas curiosidades sobre os locais que nós visitámos e, quem sabe, não servem para despertar a curiosidade de conhecerem esta região, tão próxima de Arraiolos: O Centro de Interpretação de Alqueva – é um projeto da EDIA que visa divulgar todo o projeto de Alqueva, desde o território, a construção das infraestruturas e as ações complementares bem como todas as valências do empreendimento desde o aproveitamento de água para a agricultura, para o abastecimento público até à produção de energia elétrica, à preservação do património cultural, etnográfico, arquitetónico e paisagístico de toda esta área. Ver o documentário em 3D’s foi emocionante! A aldeia da Luz - é uma aldeia que foi construída de raiz para realojar os habitantes da antiga aldeia da Luz que ficou submersa nas águas do Grande Lago; respeita a configuração original da antiga aldeia, embora não seja uma réplica da mesma; foi um projeto pioneiro e até ao momento único no nosso país; é uma aldeia simpática mas, como todo o interior do nosso Portugal, com muitos idosos e poucas crianças e jovens. O Museu da Luz – criado para preservar a memória do riquíssimo património da aldeia da Luz e dos seus habitantes; o seu espaço divide-se entre uma exposição permanente e uma exposição temporária sobre o Castelo da Lousa – classificado como Monumento Nacional em 1970, antes de ficar submerso pelas águas do rio Guadiana foi alvo de um processo curioso de preservação pois foi coberto por sacos de areia e betão em todo o seu redor para reduzir os impactos erosivos da água; cada um destes sacos mede aproximadamente um metro. A igreja de Nossa Senhora da Luz - réplica da igreja com o mesmo nome que existia junto à antiga aldeia; fica situada na Praça da Memória junto ao Museu da Luz e ao cemitério, de frente para o espelho de água. Monsaraz – antiga vila, atualmente uma freguesia do concelho de Reguengos de Monsaraz, foi conquistada aos mouros, em 1167, por Geraldo Sem Pavor; do seu miradouro temos uma vista fabulosa para a vasta planície alentejana, agora coberta de água, salpicada pelas inúmeras ilhas que as águas do rio Guadiana formaram (variam entre as 226 e as 427, consoante a cota da água na barragem). E assim, terminou mais um dia, bem diferente dos restantes. “Embora já conhecesse a região, fiquei surpreendido com os projetos que se criaram em torno da construção da barragem da Alqueva e as oportunidades que isto trouxe para as Terras do Grande Lago” - Luís Vieira “ Na minha opinião, esta visita de estudo foi muito enriquecedora” – Mariana Severino “Para mim, esta visita foi crucial no que respeita ao conhecimento sobre a barragem e o espaço envolvente” – Laura Luzia A Professora de Geografia A, Isabel Mota

52


junho ‘16

Destaque 51

VISITA DE ESTUDO À BARRAGEM DO ALQUEVA - ALUNOS DO 11º B

53


54

N

Destaque

junho ‘16

VISITA DO SENHOR AMADEU o passado dia 29 de abril, os alunos do Curso

HOMENAGEM AO GENERAL RAMALHO EANES

Vocacional de 3º Ciclo- Novos Rumos, tiveram a visita surpresa do senhor Amadeu Falcão, na aula de português. Considerado por muitos, um grande poeta popular do nosso concelho, pode partilhar com os alunos as suas vivências e a sua interessante forma de vida, cuja alegria, felicidade e espírito de iniciativa estão refletidos nos poemas que cria ou que memorizou através dos legados que lhe foram sendo deixados pelas gerações anteriores. Pouco lê, quase não sabe escrever, mas a sua memória confere-lhe um registo único, que vai passando com o recitar dos seus versos…

N

o passado dia 25 de maio, no auditório da Universidade de Évora, realizou-se uma ho-

menagem ao general Ramalho Eanes, promovida pelo presidente da República, para a qual foram convidados alunos do Ensino Secundário das escolas de todo o distrito de Évora e na qual o nosso Agrupamento se fez representar pelos alunos João Lopes e José Pinto, do 11º A, João Lóios e Leandro Recharto, do 11ºB, Gonçalo Parreira do 12º A e Andreia Sabino e Sofia Lopes do 12ºB.

Como forma de agradecimento, alguns alunos escreveram também os seus poemas. Registamos aqui um exemplo que esperamos que apreciem.

Após uma breve apresentação do homenageado feita pelo presidente da República, relembre-se que se trata do primeiro presidente eleito democraticamente no pós-25 de abril, o general Ramalho Eanes dirigiu-se ao público, incitando os jovens a serem

Amadeu

exigentes e críticos, sugerindo que no debate que se

Tu que estás tão velho

seguiu fossem provocadores. O debate, moderado

Ainda assim te esforças Para nos contar e encantar com os teus poemas Nem sei onde vais buscar tantos temas.

pelo jornalista Joaquim Letria foi muito interessante e embora os alunos da nossa escola não tivessem tido a oportunidade de colocar questões ao ilustre convidado, como era suposto, certamente viram

Tu que vives tão sozinho

questionadas algumas ideias feitas sobre a História

Nesse teu cantinho Tens sempre tudo arrumadinho Nem sei como consegues fazer tudo isto sozinho!

recente do nosso país, além de conhecerem o sentido de humor do general Ramalho Eanes. O docente Henrique Gonçalves

Tu que ouves já um pouco mal Os teus dias já te correm mal? Não deixes isso fazer-te mal Espero que passes cá mais um Natal. Tu, mesmo sem saber ler nem escrever, Consegues fazer-nos rever As tuas memórias E é isso que te faz viver! Diogo Figueiras,13 de maio de 2016

54


junho ‘16

Destaque 55

PARTICIPAÇÃO DO AGRUPAMENTO NA SESSÃO NACIONAL EUROESCOLA

P

elo segundo ano consecutivo os alunos

do 11ºB João Lóios e Leandro Recharto representaram o distrito de Évora na iniciativa Euroescola, organizada pela Assembleia da República e pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude. A referida sessão nacional, que este ano foi subordinada ao tema União Europeia: Unidos na Diversidade, decorreu entre os dias 23 e 24 de maio, nas instalações da Assembleia da República e constituiu um momento de convívio entre alunos de dezanove dos distritos do país. Os trabalhos apresentados pelas escolas revelaram grande empenho dos alunos participantes nas temáticas europeias e traduziram-se em momentos de grande originalidade e qualidade, tendo os nossos alunos João Lóios e Leandro Recharto, que optaram por uma dramatização, deixado uma boa imagem do Agrupamento e do distrito de Évora. No que respeita ao resultado final, o mesmo traduziu-se na vitória do Colégio Albergaria, do distrito de Aveiro, tendo o nosso Agrupamento ficado classificado num honroso sétimo lugar, apenas a 2,2 pontos do vencedor numa das edições mais bem disputadas e mais renhidas. Para o bom resultado do nosso Agrupamento nesta importante iniciativa teve um papel determinante a professora Sandra Quaresma, que apoiou os alunos na preparação da sua apresentação. De

acordo

com o regulamento, as escolas classificadas

nos

primeiros receberão

cinco lugares de

um

convite para a participação em sessões Euroschool,

que

decorrerão no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, experiência inesquecível de que o nosso Agrupamento beneficiou no passado mês de abril, na sequência do brilhante terceiro lugar obtido no ano passado. O docente Henrique Gonçalves

55


56

Destaque

N

junho ‘16

ARTICULAÇÃO Educação Especial, Gabinete Saúde e Bem Estar, Centro de Saúde o decorrer do corrente ano letivo, o Gabinete de Saúde e Bem Estar, “veio” à Sala de Educação Especial, para, através das enfermeiras do Centro de Saúde, desenvolver ações com temas pertinentes e transversais a todas as idades. A Enfermeira Paula, acompanhada de estagiárias, começou este périplo de ações por um tema fundamental – a Alimentação.

Os alunos participaram e perceberam a importância de uma alimentação saudável na sua vida.

A alimentação associada à Higiene Oral, também foi trabalhada e explorada por este grupo, no sentido de dar a conhecer hábitos saudáveis e os cuidados a ter com os nossos dentes.

No Dia Mundial da Saúde, o Gabinete de Educação Especial, bem como os alunos também participaram. Perceberam a importância da fruta e legumes para uma alimentação equilibrada através de um trabalho lúdico.

56


junho ‘16

Destaque 57

ARTICULAÇÃO Educação Especial, Gabinete Saúde e Bem Estar, Centro de Saúde Continuação...

A Enfermeira Lurdes, no âmbito da saúde, trouxe-nos o tema da Sexualidade e, através de pequenos filmes e diapositivos conduziu os alunos, de um modo responsável e descontraído para a abordagem do tema. Todos participaram e, inclusivamente, deram contributos muito interessantes que enriqueceram as sessões. O Núcleo de Educação Especial deixa aqui o seu agradecimento à colaboração do Gabinete de Saúde e Bem Estar e às enfermeiras Paula Pimpão e Lurdes Baía, pelo seu contributo, disponibilidade e conhecimento que ofereceram aos alunos com NEE. Todo este trabalho permitiu a estes alunos que, em contexto de pequeno grupo, se envolvessem e, simultaneamente, tomassem contacto com temas fundamentais ao seu desenvolvimento.

57


58

Destaque

junho‘16

JANTAR E BAILE DOS FINALISTAS - 14 DE MAIO DE 2016 - PAVILHÃO MULTIUSOS

O Jantar de Finalistas do ano letivo de 2016/17 (turmas A, B e C) contou com a presença dos docentes Ana Paula Delgado, Ângela Rodrigues, António Monteiro, António Rosmaninho e Carla Lopes.

Alunos do 12º A

Alunos do 12º B, professora Ana Paula Delgado, e respetiva Diretora de Turma, profª Ângela Rodrigues.

58

Profile for Angela  Rodrigues

3ª edição arrRivar 20 de junho - 2015-16  

Jornal escolar

3ª edição arrRivar 20 de junho - 2015-16  

Jornal escolar

Profile for arrrivar
Advertisement