Page 1


Dom Jaime Spengler | arcebispo metropolitano Dom Leomar Antônio Brustolin | bispo auxiliar e coordenador da Pascom Amanda Fetzner Efrom | jornalista responsável - MTB 15.411 Nelson S. Pereira | diagramação

02


Em nosso mundo tecnicizado, os sen mentos têm pouco valor. Mas é também nesse mundo que se pode colher sinais da espera de um amor salvífico gratuito. Diante desse quadro, o Papa Francisco quis que o ano de 2016 fosse um tempo favorável para contemplar a misericórdia divina, a qual ultrapassa qualquer limite humano. Daí a importância da reflexão, do estudo e da oração em torno do tema. É a misericórdia que move o ser humano em direção a Deus! É o desejo de corresponder à misericórdia de Deus em relação a cada um de nós que inspirou a Arquidiocese a construir e inaugurar o Centro Social Padre Irineu Brand. O reconhecimento e a gra dão por todo bem que o Senhor realiza e realizou em nosso meio fez com que a Arquidiocese, mais uma vez, peregrinasse ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Desejamos que esse número da Revista Unitas seja um registro histórico fiel dos sinais de reconhecimento do amor infinito do Senhor em favor de nosso povo. Que a Mãe de Deus, padroeira de nossa Arquidiocese, também invocada como Mãe de Misericórdia, abençoe o trabalho evangelizador desenvolvido em nossas comunidades, através do engajamento de muitos.

Dom Jaime Spengler Arcebispo metropolitano de Porto Alegre


A Assessoria de Comunicação (Ascom) da Arquidiocese de Porto Alegre apresenta a edição de 2016 da Revista Unitas. Ela reúne importantes acontecimentos que marcaram o Ano da Misericórdia. As diversas informações aqui con das pretendem manter a função primeira deste meio de comunicação, que é preservar a memória histórica da Arquidiocese. Como de costume, registram-se documentos e nomeações realizadas pelo arcebispo metropolitano. Igualmente mencionam-se os fatos que marcaram a organização pastoral e as inicia vas da evangelização nesta Igreja Par cular. A disponibilidade exclusivamente em formato eletrônico da Unitas alinha-se com a tendência atual de evitar impressões, garan ndo agilidade no acesso às informações e sustentabilidade. Entretanto, para fins de arquivamento, uma pequena ragem é realizada a cada edição. Esperamos que este serviço necessário de preservação da memória e comunicação da vitalidade de nossa Igreja seja expressão da riqueza de dons e carismas de tantos ministros ordenados, dos consagrados e consagradas e do laicato da Arquidiocese. Evidente que a pluralidade de fatos marcantes das paróquias e comunidades, pastorais e serviços, movimentos e associações, não podem estar completamente contemplados neste espaço. Sabemos, contudo, que essa amostragem de eventos e processos que cons tuem a nossa Igreja é resultado do empenho de muitas pessoas que se dispõem a seguir Jesus Cristo como discípulos missionários, sob a proteção da Grande Mãe de Deus, Maria San ssima. Nossa gra dão a todos que geraram essas no cias e àqueles que produziram a Unitas 2016.

Dom Leomar Antônio Brustolin Bispo auxiliar de Porto Alegre e coordenador da Pastoral da Comunicação


DECRETOS 20 de janeiro - Supressão da casa Nossa Senhora Rainha dos Corações (Canoas) das Irmãs do Coração Imaculado de Maria 12 de abril - Alteração do endereço da sede da Paróquia São João Paulo II de Av. 28 de Dezembro, 75/07 para Av. 28 de Dezembro, 2.910 (Chuvisca) PROVISÕES 24 de março - Diácono Márcio André Rybarzyck - Santa Ana (Sertão Santana) 6 de maio - Diácono José Fernando Costa - Nossa Senhora da Sale e (Porto Alegre) 6 de dezembro - Diácono José Antônio Ferreira Soares - São Nicolau (General Câmara) LICENÇAS 6 de janeiro - Irmãs Ministras dos Enfermos de São Camilo - cons tuir comunidade religiosa e conservar o San ssimo Sacramento em oratório da residência em Esteio 21 de março - Pe. Claudiberto Fagundes (missionário redentorista) - exercer o ministério presbiteral na Arquidiocese de Porto Alegre como formador responsável pelos postulantes redentoristas 30 de março - Pe. Jan Sobieraj (presbítero da Sociedade de Cristo) - exercer o ministério presbiteral na Arquidiocese de Porto Alegre a fim de subs tuir temporariamente o capelão da Capelania Nossa Senhora de


Monte Claro dos Poloneses (Porto Alegre) NOMEAÇÕES - PÁROCOS 28 de janeiro - Pe. Túlio Melo Wavginiak - Imaculado Coração de Maria (Esteio) 1º de fevereiro - Pe. José Bonifácio Schmidt - Sagrada Família (Gravataí) - Pe. Juliano Kenne Pires - Imaculado Coração de Maria (Porto Alegre) - Pe. Marcos Bruxel - Cristo Redentor (Porto Alegre) - Pe. Olmaro Paulo Mass - Jesus de Nazaré (Porto Alegre) 10 de fevereiro - Pe. Valmir Baldo, CS - Nossa Senhora da Pompéia (Porto Alegre) 25 de fevereiro - Pe. Willian Oliveira Rosa, CMPS - Nossa Senhora da Glória (Porto Alegre) 8 de março - Pe. João Paulo Souza - Divina Providência (Viamão) 9 de março - Pe. Alex Cezar Suris - São João Paulo II (Chuvisca) 17 de maio - Pe. Joel Nievinski Costa - Nossa Senhora do Carmo (Tapes) 24 de agosto - Pe. Antônio Augusto Brum Hofmeister - Santa Hedviges (Alvorada) - Pe. Luiz Maria de Barros Coelho Neto - Menino Jesus de Praga (Porto Alegre) 23 de novembro - Pe. Manoel Scheimann da Silva - Nossa Senhora da Glória (Glorinha)


30 de novembro - Pe. Alex Cesar Suris - Nossa Senhora das Dores (Sen nela do Sul) - Pe. Gilberto Barbosa da Cunha - Nossa Senhora da Saúde (Porto Alegre) - Pe. Carlos Gustavo Haas - Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Porto Alegre) - Pe. Paulo Inácio Labres - Nossa Senhora da Assunção (Porto Alegre) - Pe. Rodrigo Bitencourt - Nossa Senhora do Caravaggio (Canoas) - Pe. Wilson Luiz Galizoni Junior - São José (Barra do Ribeiro) 6 de dezembro - Pe. Amadeu Gomes Canellas - São João Paulo II (Chuvisca) - Pe. Charles Vargas Teixeira - Santo Inácio de Loyola (Porto Alegre) - Pe. Flávio Canísio Steffen - Sagrada Família (Porto Alegre) - Pe. Juliano Heck - Nossa Senhora das Graças e Nossa Senhora do Rosário (Canoas) 7 de dezembro - Pe. Luiz Remi Maldaner - Santa Maria Gore (Porto Alegre) - Pe. Marialdo de Assis da Cruz - São José (Barra do Ribeiro) - Pe. Renato Schneider, SdC - Nossa Senhora do Trabalho (Porto Alegre) 13 de dezembro - Pe. Nelson Mueller, OFM - São Francisco de Assis (Porto Alegre) 15 de dezembro - Pe. Roberto Luiz Beraldo de Oliveira, CMPS - Nossa Senhora Aparecida (Viamão) NOMEAÇÕES - VIGÁRIOS PAROQUIAIS 14 de janeiro - Pe. Elmar José Lenhard, CssR - Mãe do Perpétuo Socorro (Porto Alegre)


28 de janeiro - Pe. Egon Aloysio Mohr - Nossa Senhora dos Anjos (Gravataí) 29 de janeiro - Pe. Luiz Maria de Barros Coelho Neto - Madre de Deus (Catedral Metropolitana - Porto Alegre) 1º de fevereiro - Pe. Hilário Dewes - Jesus de Nazaré e Cristo Redentor (Porto Alegre) 25 de fevereiro - Pe. Roberto Luiz Beraldo de Oliveira - Nossa Senhora da Glória (Porto Alegre) 26 de fevereiro - Pe. Ricardo Mostardeiro Costa - Sagrado Coração de Jesus (Porto Alegre) 2 de março - Pe. Marcus Vinicius Kalil Ferreyro - Senhor Bom Jesus (Porto Alegre) 31 de março - Pe. João Alberto Mazzo - Santa Ana (Sertão Santana) - Pe. Ivo Bortoluz, OCD - San ssimo Sacramento e Santa Teresinha (Porto Alegre) 17 de maio - Pe. João Alberto Mazzo

- São João Ba sta (Camaquã)

30 de maio - Frei Gilberto Hickmann, OCD - San ssimo Sacramento e Santa Teresinha (Porto Alegre) 27 de junho - Pe. Luis Paul Muñoz Celleri, OSFS - Santa Isabel (Viamão)


1º de julho - Pe. Manoel Scheimann da Silva - São Vicente Pai dos Pobres (Gravataí) 5 de julho - Pe. Édilon Rosales de Lima - Santo Inácio de Loyola (Esteio) 29 de julho - Pe. Filipe Maciel Pereira - Nossa Senhora da Conceição (Viamão) 24 de agosto - Pe. Bruno Vargas Eskopinski - Nossa Senhora das Dores (Porto Alegre) - Pe. Marcos André Hartmann - Santa Cruz (Viamão) - Pe. Renato Rogério Neuhaus - Madre de Deus (Catedral Metropolitana - Porto Alegre) - Pe. Roberto dos Santos Gomes - Jesus Divino Mestre (Porto Alegre) 5 de setembro - Pe. Carlos Gustavo Haas - Santo Antônio do Pão dos Pobres (Porto Alegre) 23 de novembro - Pe. Xisto Antônio Pedro

- Nossa Senhora da Glória (Glorinha)

7 de dezembro - Pe. Braz Ricardo, PODP - Santa Teresa de Jesus (Porto Alegre) 13 de dezembro - Pe. Arno Froelich, OFM - Paróquia São José, em Gravataí - Pe. Rodrigo Andre Cichowicz, OFM - Santa Clara (Porto Alegre) 15 de dezembro - Pe. Mário Werner - Nossa Senhora das Graças (Gravataí)


21 de dezembro - Pe. Dárcio Alves Carillo, RCJ - Cristo Rei (Gravataí) 23 de dezembro - Pe. Ricardo Mostardeiro Costa - Menino Deus (Porto Alegre) OUTRAS NOMEAÇÕES 6 de janeiro - Pe. Carlos José Monteiro Steffen - delegado da Irmandade do Arcanjo São Miguel e Almas (Porto Alegre) - Pe. Leandro Miguel Chiarello - capelão da Irmandade do Arcanjo São Miguel e Almas (Porto Alegre) 10 de janeiro - Pe. Kauê Antonioli Pires - assistente eclesiás co do Curso de Liderança Juvenil (CLJ) e capelão da Pon cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS - Porto Alegre) 3 de fevereiro - Raul Balestrin Campeza o, Sérgio Antônio Bertaglioli e Vitor Augusto Costa Benites - conselheiros fiscais da Fundação O Pão dos Pobres de Santo Antônio (Porto Alegre) 18 de fevereiro - Pe. Silmar Antônio Possa - diretor espiritual residente do Seminário Maior Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição (Viamão) 23 de fevereiro - Antônio Tadeu Bandeira dos Santos, Mateus Chissini, Paulo Simone o e Sérgio Antônio Bertaglioli - integrantes do Conselho de Assuntos Econômicos da Arquidiocese 26 de fevereiro - Pe. Lírio Celes no Pezzini, CssR - reitor do Santuário Arquidiocesano


Mãe de Deus (Porto Alegre) 2 de março - Pe. Bonifácio Zimmer - vigário episcopal do Vicariato de Guaíba - Pe. Gelson Luiz de Fraga Ferreira - vigário episcopal do Vicariato de Gravataí - Pe. Maurício da Silva Jardim - animador vocacional 3 de março - Pe. Fabiano Glaeser dos Santos - diretor espiritual dos seminaristas do Ensino Médio do Seminário Menor São José (Gravataí) 31 de março - Pe. Marcelo Streit, OCD - administrador paroquial da Paróquia do San ssimo Sacramento e Santa Teresinha (Porto Alegre) 4 de maio - Dom Adilson Pedro Busin - vigário-geral da Arquidiocese de Porto Alegre - Dom Aparecido Donize de Souza - vigário-geral da Arquidiocese de Porto Alegre 17 de maio - Pe. Ângelo José Bohn - animador vocacional 19 de maio - Pe. João Tadeu da Silva - capelão da Capela do Grêmio (Arena do Grêmio - Porto Alegre) 24 de maio - Mons. João Ermillo Weizenmann - capelão auxiliar do Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia (Porto Alegre) - Pe. Leandro Miguel Chiarello - capelão da Capela do Internacional (Estádio Beira-Rio - Porto Alegre)


- Pe. Ricardo Mostardeiro Costa - capelão do Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia (Porto Alegre) 15 de agosto - Mons. Urbano Zilles - representante do chanceler da Pon cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS - Porto Alegre) 24 de agosto - Pe. Alexandre Silveira Chaves - administrador paroquial da Paróquia Jesus Divino Mestre (Porto Alegre) - Pe. Geraldo João Flach - administrador paroquial da Paróquia São Miguel Arcanjo (Porto Alegre) 5 de setembro - Pe. Cirineu Furlane o - vigário geral da Arquidiocese de Porto Alegre 5 de outubro - Ir. Evilázio Francisco Borges Teixeira - reitor da Pon cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS - Porto Alegre) - Jaderson Costa da Costa - vice-reitor da Pon cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS - Porto Alegre) 3 de novembro - Pe. Ângelo Dall'Alba (coordenador), Pe. Luiz Carlos Maciel dos Reis (vice-coordenador), Pe. Etevaldo da Silva (tesoureiro), Rose Maria Ost, Ana Zuleika Santana e Cris na Franke (conselho fiscal) - diretoria do Centro de Formação Murialdo, do Centro Infanto-Juvenil Murialdo e da Ins tuição de Educação Infan l Murialdo 16 de novembro - Dom Leomar Antônio Brustolin - representante do chanceler da Pon cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS - Porto Alegre)


1º de dezembro - Pe. Sereno Boesing, SJ - diretor espiritual da Comissão Arquidiocesana de Movimentos de Apostolado Leigo (Camal) 13 de dezembro - Pe. José Loinir Flach e Pe. José Luiz Schaedler - integrantes do Conselho de Presbíteros 14 de dezembro - Frei Luiz Sebas ão Turra, OFMcap - vigário episcopal do Vicariato de Porto Alegre 16 de dezembro - Pe. Cirineu Furlane o, Pe. Darley José Kummer, Pe. Bonifácio Zimmer, Pe. Sílvio Guterres Dutra, Pe. Moisés Antônio Dalcin, Pe. José Luiz Schaedler, Pe. Geraldo Luiz Borges Hackmann e Pe. Alexandre Luiz Griebler - integrantes do Colégio de Consultores 22 de dezembro - Pe. Eduardo Pre o Moesch - prefeito de Estudos do Seminário Maior Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição (Viamão)


Dom Dadeus celebra jubileu “Olhando este tempo todo percorrido posso dizer que é bom viver”, disse o arcebispo emérito de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings, aos oito bispos, 42 padres, religiosos e comunidade que se reuniram no dia 10 de setembro para celebrar com ele seus 80 anos de vida, 55 anos de sacerdócio e 25 anos como bispo. A missa fes va no Santuário Santo Antônio do Pão dos Pobres foi transmi da pela Rádio Aliança e contou com a par cipação do Coral Fratelli, de Porto Alegre. “Agora tenho tempo para minha espiritualidade, para rezar e ler mais. Estou saboreando a vida”, destacou Dom Dadeus, que durante a homilia enfa zou a grande alegria em exercer seu ministério. “Tão solenemente paramentados assim parecemos importantes, mas estamos reves dos de Jesus Cristo, que nos escolheu.” Como em outras oportunidades, o arcebispo emérito disse que agora sua meta é só o céu. Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano de Porto Alegre, afirmou que em seu antecessor se vê a expressão de que o ministério ordenado vale a pena e agradeceu: “Caro Dom Dadeus, muito, muito obrigado”. Após a celebração eucarís ca, cerca de 200 pessoas almoçaram com o arcebispo emérito e entoaram o “Parabéns a você” enquanto ele soprava as velas que formavam 160 anos, a soma de todas as comemorações do dia. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Dom Dadeus celebrando com alegria


OUTROS JUBILEUS - Mons. João Ermilo Weizenmann: 60 anos de sacerdócio (2 de dezembro) - Pe. Eduardo Santos: 25 anos de sacerdócio (18 de agosto) - Pe. José Antônio Heinzmann: 25 anos de sacerdócio (1º de junho) - Pe. Lívio Masuero: 25 anos de sacerdócio (28 de junho) - Pe. Rogério Flores: 25 anos de sacerdócio (8 de junho) FALECIMENTOS 9 de fevereiro - Frei Achylles Chiappin faleceu na Casa São Frei Pio, em Caxias do Sul. Tinha 83 anos, 65 de religioso capuchinho e 58 de presbítero. 21 de fevereiro - Côn. Ervino Lothar Sulzbach faleceu após longo período de internação no Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre. Tinha 92 anos e quase 67 anos de sacerdócio, dos quais mais de 30 anos foram como pároco da Paróquia Santa Bárbara, de Arroio dos Ratos. 7 de abril - Côn. Oscar Nelson Selbach faleceu aos 93 anos, 68 deles como presbítero. Formou-se também em Direito e desde 2011 residia no Lar Sacerdotal, em Gravataí. 25 de abril - Frei Gabriel Brancher, OFM faleceu no Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre, poucos dias antes de completar 80 anos. Padre desde 1962, estava em licença para tratamento de saúde. 8 de maio - Pe. Amadeu Benedicto Scopel faleceu aos 88 anos. Em dezembro completaria 60 anos como presbítero. 27 de julho - Ir. Arilson Bordignon era da Congregação Servos da Caridade. Ele


contribuía como jornalista e secretário provincial na paróquia Santuário Nossa Senhora do Trabalho, em Porto Alegre. 2 de outubro - Diác. Ivo Guizzardi faleceu aos 75 anos, em Porto Alegre. Foi ordenado diácono permanente em 16 de julho de 2004 e por 48 anos atuou junto ao Secretariado de Ação Social. Integrou a Cáritas Arquidiocesana, o Mensageiro da Caridade e a Cidade de Deus. 13 de outubro - Diác. Diomedes de Oliveira faleceu aos 79 anos, após 17 dias de internação hospitalar. Paroquiano da comunidade Cristo Rei, de Gravataí, completaria 33 anos de diaconado em 17 de dezembro. 26 de dezembro - Pe. Eduardo More o faleceu aos 73 anos. Ele residia em um sí o, em Sen nela do Sul, e auxiliava as paróquias vizinhas, na área Camaquã.


ORDENAÇÕES EPISCOPAIS Dom Aparecido Donize de Souza Aos 52 anos, Dom Aparecido Donize foi ordenado bispo no dia 18 de janeiro, na Catedral Cristo Rei, de Cornélio Procópio (PR). Ele foi nomeado pelo Papa Francisco como bispo tular de Macriana Minore (Tunísia) e auxiliar de Porto Alegre no dia 30 de dezembro de 2015. A celebração foi presidida pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. Diversos outros membros do episcopado, entre eles o cardeal Dom Geraldo Majella Agnello, arcebispo emérito de São Salvador (BA), e muitos padres concelebraram. Um grande número de fiéis acompanhou a missa na Catedral e também no salão Dom Bosco, que fica ao lado. Dom Donize manifestou a disposição ao assumir a nova missão. Foto: Gabriela Balan

Dom Aparecido Donize de Souza na ordenação episcopal

O novo bispo nasceu em Ibiaci, distrito de Primeiro de Maio (PR). Cursou Filosofia no Ins tuto Filosófico de Apucarana (PR) e Teologia no Ins tuto Teológico Paulo VI, de Londrina. Foi ordenado presbítero em 1992 e obteve mestrado em Teologia Espiritual na Pon cia Faculdade Teológica Teresianum, em Roma. Na Diocese de Cornélio Procópio (PR) exerceu diversas a vidades em paróquias e seminários, além de assessorias pastorais.


Dom Adilson Pedro Busin Nomeado bispo tular de Guardialfiera (Itália) e auxiliar de Porto Alegre, Dom Adilson Pedro Busin teve a ordenação episcopal realizada em sua terra natal, Sarandi (RS), em celebração presidida pelo bispo da Diocese de Caxias do Sul, Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni, CS, no dia 30 de abril. Colegas de episcopado, diversos presbíteros, diáconos, seminaristas e funcionários da Cúria Metropolitana de Porto Alegre par ciparam da missa.

Foto: Lucas Santos, CS

Também es veram presentes representantes de diversas comunidades, em especial da paróquia São José da Vila Nova, atendida pela Congregação dos Missionários de São Carlos (Scalabrinianos), da qual o novo bispo é originário. À igreja lotada, Dom Adilson, de 50 anos, agradeceu emocionado a todos os presentes, especialmente à família, colegas de congregação e à cidade de Sarandi. No fim da celebração, ainda pediu que todos rezassem por ele e pelo ministério, para que seja fecundo. O bispo auxiliar de Porto Alegre ingressou em 1979 no seminário dos Scalabrinianos. Estudou Filosofia na Universidade de Caxias do Sul e Teologia no Ins tuo Teológico São Paulo (ITESP), em São Paulo. Foi ordenado presbítero em 1993 e enviado ao Paraguai como animador vocacional e orientador espiritual no Seminário Nossa Senhora de Caacupe, em Ciudad del Este.

A alegria do novo bispo

Do Paraguai foi para Roma, onde fez mestrado em Ciências da Educação na Universidade Pon cia Salesiana. Exerceu diferentes funções na congregação no Brasil e também nos Estados Unidos, até ser nomeado como bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre pelo Papa Francisco em 27 de janeiro de 2016.


ORDENAÇÕES PRESBITERAIS Manoel Scheimann da Silva Padre Manoel Scheimann da Silva foi ordenado no dia 24 de junho na paróquia Coração de Jesus, em Porto Alegre, comunidade que acolheu o neossacerdote, natural de Palhoça (SC), desde que iniciou o discernimento vocacional no Rio Grande do Sul. O arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, presidiu a celebração eucarís ca. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Pe. Manoel com a bênção do Papa Francisco

Padre Manoel foi ordenado aos 42 anos. Sempre integrante da comunidade de fé, foi coroinha, membro do Movimento de Jovens Unidos a Cristo (Mojuc) e da Pastoral da Juventude, catequista e ministro extraordinário da Sagrada Comunhão. Após um período de discernimento vocacional junto aos franciscanos, ingressou no mercado de trabalho, formou-se em Estudos Sociais e História, foi vereador e teve forte atuação na área da Cultura e en dades estudan s. Em Porto Alegre para um curso, iniciou sua caminhada vocacional para integrar o clero arquidiocesano em 2009. Foi ordenado diácono no dia 6 de dezembro de 2015 com os colegas Bruno Vargas Eskopinski, Édilon Rosales de Lima e Filipe Maciel Pereira, na Catedral Metropolitana.


Édilon Rosales de Lima Aos 27 anos, Édilon Rosales de Lima recebeu o segundo grau do sacramento da Ordem em sua paróquia de origem, Santo Antônio, de Canoas, em 1º de julho. Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano de Porto Alegre, foi o ordenante. Foto: Amanda Fetzner Efrom

A emoção do novo presbítero em sua ordenação

Segundo Pe. Édilon, a vocação nasceu junto à vida da comunidade, onde foi iniciado à vida cristã. Integrou o movimento Obje vo Novo de Apostolado (Onda) e exercia funções como as de um sacristão. Após par cipar de todos os encontro vocacionais realizados em 2004, ingressou no seminário ainda durante o Ensino Médio, no ano seguinte. A ordenação diaconal do neossacerdote foi realizada em celebração eucarís ca na Catedral Metropolitana no dia 6 de dezembro de 2015, ao lado dos colegas Bruno Vargas Eskopinski, Filipe Maciel Pereira e Manoel Scheimann da Silva.


Bruno Vargas Eskopinski Pe. Bruno Vargas Eskopinski foi ordenado pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, na paróquia Sagrada Família, em Gravataí. Recebeu o segundo grau do sacramento da Ordem no dia 15 de julho, aos 28 anos, após 10 de preparação e caminhada vocacional. Foto: Amanda Fetzner Efrom

O sorriso agradecido à comunidade de origem

Ainda criança brincava de padre, com estola de papel higiênico e Eucaris a de bolacha Maria. Os pais, catequistas, o introduziram à vida em comunidade. O ingresso no seminário ocorreu em 2006, após desis r de seguir a carreira de mecânico de manutenção industrial. Terceiro sacerdote ordenado para Arquidiocese de Porto Alegre em 2016, Pe. Bruno recebeu o grau do diaconado com os colegas de turma Édilon Rosales de Lima, Filipe Maciel Pereira e Manoel Scheimann da Silva em 6 de dezembro de 2015, na Catedral Metropolitana.


Filipe Maciel Pereira O mais jovem dos quatro padres ordenados para a Arquidiocese de Porto Alegre em 2016, Pe. Filipe Maciel Pereira tornou-se presbítero aos 26 anos. A celebração eucarís ca, presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, ocorreu na paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, em Cachoeirinha, no dia 22 de julho. Os planos de matrimônio e carreira foram sendo deixados de lado a par r do engajamento na comunidade, como coroinha e integrante do movimento Obje vo Novo de Apostolado (Onda) e de situações que o levaram a se aproximar da oração e do trato mais ín mo com Deus. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Distribuindo a comunhão na celebração de sua ordenação

Nove anos passaram entre o ingresso no curso Propedêu co, em Gravataí, e a ordenação presbiteral. Em 6 de dezembro de 2015, recebeu o primeiro grau da Ordem na Catedral Metropolitana, com Bruno Vargas Eskopinski, Édilon Rosales de Lima e Manoel Scheimann da Silva.


ORDENAÇÕES DIACONAIS 29 de maio - Cláudio Juarez Inácio da Silva foi ordenado diácono permanente pelo bispo auxiliar de Porto Alegre Dom Adilson Pedro Busin. A celebração ocorreu na Paróquia São José, em Porto Alegre, no dia 29 de maio. 6 de dezembro - José Antônio Soares foi ordenado diácono permanente na paróquia São Nicolau, de General Câmara. A celebração eucarís ca foi presidida pelo bispo auxiliar de Porto Alegre Dom Adilson Pedro Busin. 8 de dezembro - O arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, ordenou seis diáconos transitórios, em celebração eucarís ca realizada na Catedral Metropolitana. Daniel José da Silva Alves, Edivelton Flores Pinto, Fabiando Schwanck Colares, Fausto Gabriel Souza Rodrigues, Gustavo Alves Ba sta e Tiago Ávila Camargo receberam o primeiro grau do sacramento da Ordem, dando seguimento ao caminho para o presbiterato. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Diáconos Daniel, Edivelton, Fabiano, Fausto, Gustavo e Tiago


Projeto de Iniciação à Vida Cristã passa por fase de consolidação Uma nova caminhada de catequese foi iniciada em 2015, com o projeto de Iniciação à Vida Cristã (IVC). Provocada pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, a revisão no processo foi liderada pelo bispo auxiliar Dom Leomar Antônio Brustolin e o coordenador da IVC na Arquidiocese, padre Luís Francisco Ledur. Em 2016, a nova proposta passa por três grandes etapas: implantação, consolidação e avaliação. Confira as principais ações na trajetória da catequese na Arquidiocese: Foto: Amanda Fetzner Efrom

Projeto mobilizou a Arquidiocese ao longo de 2016

Ciavic A Comissão Arquidiocesana de Iniciação à Vida Cristã (Ciavic) ganhou nova configuração e passou a ser formada por coordenações nos vicariatos e por uma coordenação arquidiocesana. Igualmente cada área pastoral foi incen vada a ter um padre referencial e um coordenador catequista, para fins de ar culação, bem como cada paróquia foi mo vada a ter uma coordenação própria. - Coordenação Arquidiocesana: Pe. Luís Francisco Ledur (coordenador), Pe. Lívio Masuero (vice-coordenador), sem. Fabiano Schwanck Colares (secretário), Dom Leomar Antônio Brustolin e Dom Aparecido Donize de Souza (bispos referenciais), Pe. Luciano Massullo (assessor), Ir. Jurema Andreolla, Ir. Maria Aparecida e Patrícia Teixeira (assessoras). - Coordenação Vicariato de Canoas: Pe. Juliano Heck (coordenador), Pe. Talis Pagot (vice-coordenador) e Maribel dos Santos Canova (secretária).


- Coordenação Vicariato de Gravataí: Pe. Fabiano Glaeser dos Santos (coordenador), Pe. Lucas Mendes (vice-coordenador), Rosemara de Borba Bernardo (secretária), Diác. Gabriel Mar ns (assessor) e Nelzira de Ramos (assessora). - Coordenação Vicariato de Guaíba: Pe. Adilson Corrêa da Fonseca (coordenador), Clarice Leonor Gavasso (secretária) e Claudia Borelli Furtado e Lurdes Dias (assessoras). - Coordenação Vicariato de Porto Alegre: Pe. Luís Francisco Ledur (coordenador), Pe. Luiz Maria Barros Coelho Neto (vice-coordenador), Jurema Kalua (secretária), Raquel Cole o e Maria Cris na Alves Pereira (assessoras) e Liana Plentz Marquardt (assessora ad hoc formações e membro do Regional). Foto: Divulgação

Parte da Comissão Arquidiocesana de Iniciação à Vida Cristã

Salas de catequese O período de fevereiro e março foi marcado pela adequação das salas de catequese. Inúmeras paróquias, desejando oferecer um espaço de qualidade para a Iniciação à Vida Cristã, buscaram reformar, pintar, decorar e mobiliar as salas de acordo com as sugestões do projeto, que contou com uma planta arquitetônica como modelo e incen vava o uso de cores quentes, como o vermelho e o amarelo, como instrumento de atração. Também foi incen vada a colocação de uma mesa da Palavra (ambão) e uma


mesa da par lha (colorida) com cadeiras coloridas, de modo a criar um ambiente atra vo e ao mesmo tempo propício para a oração. A Arquidiocese assis u a um verdadeiro mu rão de catequistas e demais lideranças buscando adequar as salas para melhor receber os catequizandos. Em parceria com o Centro Social Padre Pedro Leonardi, localizado no bairro Res nga, em Porto Alegre, foi oferecida a possibilidade de se encomendar o kit sala de catequese: ambão, porta-velas com porta-água benta, tecidos litúrgicos e cruz de São Damião. Foram confeccionados mais de 200 kits, o que potencializou o trabalho do Centro Social e a vida de vários dos assis dos. Fotos: Divulgação

Diversas paróquias adaptaram suas salas de catequese conforme as novas orientações

Secretárias paroquiais As secretárias paroquiais são grandes cooperadoras no projeto da IVC, por isso, foram promovidos dois encontros específicos para se apresentar o projeto a elas: nos dias 11 de janeiro e 26 de fevereiro. Além dessas datas, as secretárias foram convidadas a par cipar das formações de Ba smo em 2 de abril e 2 de julho. No úl mo encontro se fez o lançamento de um vídeo explicavo, especialmente às secretárias, sobre o procedimento na etapa do Ba smo.


Foto: Amanda Fetzner Efrom

Secretárias paroquiais par ciparam de formações e um vídeo foi feito especialmente para elas

Inscrições Pela primeira vez toda a Arquidiocese de Porto Alegre teve um período único de inscrição para catequese, que ocorreu de 1º a 20 de março. Também foi feita a confecção de uma mesma faixa de divulgação, que proporcionou uma iden dade visual facilmente reconhecida na fachada de grande parte das paróquias. Arquivo Ascom

Faixa padronizada foi elaborada e encomendada pelas paróquias


Missa de Envio No dia 13 de março a Catedral Metropolitana esteve lotada de catequistas para a Missa de Envio. Na celebração o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, conferiu a eles o mandato de catequista por um ano, confirmando assim que esses exercem sua missão em nome da Igreja e são por ela amparados e mo vados. Na ocasião, Dom Jaime fez o lançamento e a entrega de uma carta anual aos catequistas. Já no final de semana dos dias 2 e 3 de abril ocorreu, em cada paróquia, a celebração de abertura do ano catequé co. Foto: Divulgação

Catequistas lotaram a Catedral Metropolitana para a missa de envio

Formação de catequistas: fase Implantação Nos meses de março e abril ocorreu o ciclo de formações de catequistas na chamada fase de implantação do projeto. Os encontros foram promovidos por etapas, sempre no Ins tuto São Francisco, em Porto Alegre, e veram grande número de público: - Eucaris a 1: dia 5 de março, 744* par cipantes - Eucaris a 2: dia 5 de março, 365 par cipantes - Crisma 1: dia 12 de março, 343 par cipantes - Crisma 2: dia 12 de março, 126 par cipantes - Adultos: dia 19 de março, 91 par cipantes - Ba smo: dia2 de abril, 982 par cipantes * assinaram a lista de presença


Fotos: Divulgação

Em março e abril ocorreram as formações da fase de implantação do projeto

CLJ e ONDA Os movimentos Curso de Liderança Juvenil (CLJ) e Obje vo Novo de Apostolado (ONDA), que têm o número mais expressivo de par cipantes dentre os demais movimentos de adolescentes e jovens na Arquidiocese de Porto Alegre, foram convidados a colaborar no processo de Iniciação à Vida Cristã. No dia 1ª de abril os padres assistentes eclesiás cos desses movimentos se reuniram com o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, com o bispo auxiliar Dom Leomar Antônio Brustolin e com o coordenador da Ciavic, Pe. Luís Fotos: Divulgação

Coordenação da IVC se reuniu com diretores espirituais do ONDA e CLJ


Francisco Ledur, para juntos deliberarem sobre de que maneira esses movimentos poderiam contribuir com a Iniciação à Vida Cristã. No dia 2 de abril, na Paróquia Nossa Senhora das Dores, em Porto Alegre, se reuniram mais de 200 lideranças, por representação, entre os e jovens coordenadores dos dois movimentos. Esse foi um momento propício para a apresentação do projeto e o início de um diálogo de cooperação. Ficou decidido que os assistentes eclesiás cos seriam os interlocutores da par cipação dos movimentos na IVC. Por isso, eles se reuniram com Dom Jaime, Dom Leomar e Pe. Luís Francisco Ledur no dia 27 de maio, quando foram feitos encaminhamentos prá cos para que os dois movimentos pudessem se atualizar, se fortalecer e cooperar no processo de Iniciação à Vida Cristã de outros jovens. Formação de catequistas: fase Consolidação A fase de Consolidação foi marcada pelas formações de catequistas que ocorreram no mês de julho. Os encontros foram realizados por etapas: Ba smo (2/7, com 1100 par cipantes); Adultos (2/7, com 100 par cipantes); Eucaris a 1 (9/7, com 1342 par cipantes); Eucaris a 2 (9/7, com 315 par cipantes), Crisma 1 (16/7, com 710 par cipantes) e Crisma 2 (16/7, com 90 par cipantes). Foto: Amanda Fetzner Efrom

No Ins tuto São Francisco ocorreram os encontros em julho


Destaque para o lançamento do Vademecum com orientações sobre inscrição, preparação, celebração e registro do Ba smo. Desta maneira, as indicações dadas pela Ciavic ganharam respaldo jurídico em todo o território arquidiocesano e possibilitaram a unidade no trabalho pastoral. Encontros em casa Durante o recesso de férias, no mês de julho, os catequizandos de Eucaris a em toda a Arquidiocese foram mo vados a realizar um encontro com seus familiares, no qual o catequizando era o coordenador. Foto: Arquivo pessoal

Família da Paróquia Menino Jesus de Praga, de Porto Alegre

Formação nas áreas e vicariatos Dentro da fase de consolidação, a Ciavic procurou atender uma demanda levantada pelos próprios catequistas: promover formações por vicariatos ou áreas pastorais, em grupos menores. - Vicariato de Guaíba: 140 catequistas de todas as áreas se reuniram dia 9 de outubro, com a assessoria dos padres Adilson Corrêa da Fonseca e Talis Pagot. - Vicariato de Gravataí: foram realizadas formações por área pastoral, totalizando 320 catequistas par cipantes: 48 da área Alvorada; 102 da área


Viamão; e 170 da área Gravataí. - Vicariato de Canoas: as formações ocorreram por áreas pastorais, reunindo 286 catequistas: 198 na área Canoas; 63 catequistas em Nova Santa Rita; e 25 na área Esteio. A área Sapucaia ainda organizará os encontros. - Vicariato de Porto Alegre: as formações ocorreram após assembleia com todos os coordenadores paroquiais de Iniciação à Vida Cristã, quando se optou por encontros por área pastoral. Na área Centro, com assessoria Pe. Luiz Maria Barros Neto, par ciparam 57 catequistas; na área Norte a a vidade envolveu 126 pessoas, com assessoria do Pe. Luciano Massullo; o seminarista Fabiano Schwanck Colares conduziu os trabalhos nas áreas Sul e Oeste, que reuniram, respec vamente, 112 e 64 par cipantes; na área Leste o assessor foi Pe. Luís Francisco Ledur, que falou para 100 catequistas. Foto: Divulgação

Vicariatos e áreas pastorais fizeram encontro como o conduzido pelo Pe. Ledur na Capital

Formação de catequistas: fase Avaliação e lançamento do texto-base As formações da fase Avaliação veram como foco lançar e apresentar o texto-base 2017, que foi distribuído gratuitamente aos par cipantes. Também foi anunciada a inicia va de estudos dirigidos que ocorrerão nas paróquias, sob a animação dos coordenadores paroquiais de IVC. Esses, por sua vez, receberão capacitação adequada em encontros já previstos.


Foto: Divulgação

Os catequistas se reuniram em novembro para avaliação e recebimento do texto-base para 2017

A formação com catequistas de Ba smo foi realizada em 5 de novembro e reuniu 421 par cipantes; na parte da tarde do mesmo dia aconteceu a formação com 80 catequistas de Adultos. Já os encontros com catequistas de Eucaris a 1 e 2 ocorreram no dia 12 de novembro. Na parte da manhã par ciparam 776 catequistas de Eucaris a 1; à tarde, 240 catequistas de Eucaris a 2. Os catequistas de Crisma 1 e 2 se reuniram em 19 de novembro na parte da manhã. O número de par cipantes que assinou a lista foi 418. A par r da distribuição e do preenchimento de um formulário de avaliação, foi possível a construção de gráficos e de parâmetros que poderão orientar as a vidades da Ciavic em 2017.

Projeto Pequenos Reis Magos “Guiados pela estrela, levamos vida plena às crianças que hoje nascem”, esse é o lema do projeto Pequenos Reis Magos, realizado pela Pastoral da Criança Internacional. A campanha, que iniciou na Alemanha, consiste em crianças da catequese se ves rem de Reis Magos e visitarem as casas da vizinhança.


Nas visitas as crianças anunciam o nascimento do menino Jesus. A esse anúncio se acrescentam poesias, pequenos cantos, mensagens e ainda abençoam a casa com uma oração. Na porta é colocada a inscrição 20 * C + M +B * 16, que significa Christus Mansionem Benedicat (Cristo abençoe este lar ano de 2016). Ao fim, são pedidas doações, armazenadas em cofrinhos, e que serão des nadas a crianças de Guiné-Bissau, um dos países mais pobres do mundo. Na Arquidiocese de Porto Alegre, como projeto piloto, cinco paróquias desenvolveram a campanha, mo vadas e com o apoio da Iniciação à Vida Cristã. Os valores arrecadados foram depositados na conta da Pastoral da Criança Nacional para ser enviados à Pastoral da Criança Internacional e aplicado conforme o projeto. O relatório foi oficialmente assinado pelo arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, e publicado no site da Pastoral da Criança Nacional. Foto: Divulgação

A paróquia Imaculado Coração de Maria (Esteio) envolveu 5 catequizandos, visitou 18 casas e arrecadou R$ 500


Foto: Divulgação

Na paróquia Santo Inácio de Loyola, 9 catequizandos visitaram 17 casas de Esteio e arrecadaram R$ 270

Foto: Divulgação

A paróquia Nossa Senhora do Livramento (Guaíba) mobilizou 12 catequizandos, que fizeram 45 visitas e arrecadaram R$ 1.537,15


Foto: Divulgação

Em Arroio dos Ratos a paróquia Santa Bárbara visitou 47 casas e arrecadou R$ 468,15 com a par cipação de 11 catequizandos

Foto: Divulgação

Um total de 40 visitas foram feitas pelos 5 catequizandos da paróquia Santa Rita, de Guaíba, que arrecadaram R$ 330


Arquidiocese inaugura Centro Social Padre Irineu Brand Um passo importante em relação ao trabalho na área social desenvolvido pela Arquidiocese de Porto Alegre foi dado no dia 21 de março, com a inauguração do Centro Social de Cultura e Artes Padre Irineu Brand. Localizado no bairro Partenon, em Porto Alegre, o espaço foi instalado em uma imóvel que já pertencia à Arquidiocese. O projeto surgiu a par r de uma inspiração do Pe. Irineu, que antes de falecer, em 2014, servia como vigário geral e ecônomo da Arquidiocese e atuou a organização do Serviço Social como está estruturado atualmente. A proposta do Centro Social é oferecer oficinas de gastronomia, música, dança, teatro, artes, dentre outras opções, a jovens que procurarem o espaço. A inicia va contou com verba inicial do Ins tuto Gerdau e apoio do Senac - Comunidade, da JPPA/HMV - Gerenciamento e Projetos, da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, além do esforço pessoal de Clódis Xavier e da equipe do Serviço Social da Arquidiocese, liderada pela assistente social Dilva Müller. A família do Pe. Irineu Brand, homenageado com o nome do espaço, par cipou da inauguração. Fotos: Nelson S. Pereira

Centro Social foi inaugurado em março de 2016


Outras inicia vas do Serviço Social Além do trabalho man do no Centro Social Pe. Irineu Brand, o Serviço Social da Arquidiocese auxiliou e desenvolveu outras inicia vas na região metropolitana de Porto Alegre. Confira algumas das ações de 2016: - Atendimento à população adulta e idosa por meio de assistência médica, fisioterapeuta e psicológica, a vidades como canto, dança e artes, corte de cabelo; - Elaboração e aprovação de projetos sociais para captação de recursos pelo via empresas, Fundo Nacional da Criança e do Adolescente (Funcriança) e Conselho Municipal do Idoso; - Um total de 280 visitas domiciliares a famílias e idosos atendidos nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos desenvolvidos nas paróquias; - Um total de 1580 avaliações socioeconômicas para concessão de bene cio eventual; - Um total de 1368 encaminhamentos para as redes de saúde, educação e assistência social; - Par cipação efe va em Conselhos de Assistência Social nos municípios de Alvorada, Camaquã, Esteio, Guaíba, Porto Alegre e Viamão; - Par cipação no Conselho Municipal do Idoso de Porto Alegre. - Par cipação no Fórum Municipal do Direito da Criança e Adolescentes e Fórum das En dades Não Governamentais do RS; - Promoção de encontros de integração entre grupos de convivência das paróquias; - Palestras para estudantes do curso de Serviço Social da PUCRS e Faculdade de Psicologia (Unifin); - Passeios culturais com os grupos de convivência de idosos e famílias em situação de vulnerabilidade social e crianças e adolescentes de abrigos; - Visitas semanais de apoio técnico às 32 paróquias que possuem registro perante os Conselhos Municipais de Assistência Social; - Convênio com a PUCRS e Faculdade Anhanguera para concessão de duas vagas para estágio de Serviço Social; - Doação de uma praça de recreação e de um notebook para cada um dos sete abrigos que Arquidiocese man nha por convênio com a Fasc.


Imagem de Nossa Senhora Aparecida peregrina na Arquidiocese Recebida na Arquidiocese de Porto Alegre em 30 de agosto de 2015, a imagem jubilar que celebra os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida no Rio Paraíba do Sul seguiu peregrinando pelas cidades da região Metropolitana ao longo de 2016. A passagem pelo primeiro vicariato, o de Guaíba, encerrou em fevereiro, de onde seguiu para as comunidades de Canoas, onde permaneceu até agosto. A peregrinação pelo vicariato de Gravataí iniciou na Romaria Vocacional, no Seminário Menor São José. Nessa região a imagem também visitou famílias, en dades, ins tuições, paróquias, escolas e hospitais. A cidade de Porto Alegre terá a presença de Nossa Senhora Aparecida em 2017. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Imagem jubilar foi levada para a ordenação presbiteral do Pe. Bruno Vargas Eskopinski

No dia 13 de novembro ocorreu a acolhida solene da imagem em uma celebração eucarís ca realizada na Catedral Metropolitana de Porto Alegre e transmi da ao vivo para todo o Brasil pela TV Aparecida. Antes da procissão de entrada, crianças de projetos sociais e um casal conduziram a representação de Nossa Senhora até o presbitério. Centenas de leigos e dezenas de padres par ciparam da missa, que marcou também o encerramento do Jubileu Extraordinário da Misericórdia na Arquidiocese.


As a vidades começaram com o grupo da oficina de Música do Centro Social de Cultura e Artes Padre Irineu Brand, de Porto Alegre, que apresentou duas músicas na entrada da igreja. Também com música, crianças e jovens atendidos pelo Movimento por Uma Infância Melhor mostrou um pouco daquilo que é desenvolvido com a comunidade na Capital gaúcha. As apresentações ar s cas, assim como os 25 banners colocados em frente à Catedral, expuseram uma amostra das diversas ações sociais promovidas no território da Arquidiocese de Porto Alegre por grupos, paróquias, ins tuições, en dades e pastorais. Na celebração que marcou o encerramento do Ano da Misericórdia, os destaques foram justamente as obras de caridade e as ações sociais realizadas pela Igreja Católica. Fotos: Amanda Fetzner Efrom

Imagem de Nossa Senhora Aparecida é acolhida em missa transmi da ao vivo para todo o Brasil

Ainda no contexto do Jubileu da Misericórdia, integrantes do grupo de Diálogo Inter-Religioso de Porto Alegre marcaram presença na celebração. Após o pronunciamento do Rabino Guershon Kwasniewski, deram-se as mãos os líderes judaico, muçulmano, espírita e católico, reforçando o discurso de paz e reconciliação. Dentro da Catedral, o coral da PUCRS apresentou canções em referência à devoção mariana antes da missa. Do lado de fora, houve aferição da


pressão arterial e nível de glicose pela rede de farmácias Raia. A equipe do Banho Solidário esteve presente atendendo moradores de rua. “Com Nossa Senhora aprendemos que onde se faz misericórdia, ali se colhe sinais da presença do Crucificado-Ressuscitado. Há os que buscam outros sinais como garan a da presença do Senhor! O Evangelho é claro: 'é permanecendo firmes no fazer misericórdia que ganharemos a vida'”, destacou o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, que na missa esteve acompanhado do bispo auxiliar Dom Aparecido Donize de Souza. Após a comunhão, três crianças levaram até o arcebispo um pouco de terra, rada do leito do lago Guaíba. Após abençoá-la, Dom Jaime transferiu parte a uma ampola e a entregou ao padre Eduardo Ribeiro, CssR, do Santuário Nacional de Aparecida. As porções de terra de todo o Brasil vão compor uma coroa especial para Nossa Senhora Aparecida. Após a bênção final, Dom Jaime se dirigiu à entrada da Catedral e fez o fechamento da Porta Santa.

Celebração eucarís ca marcou também o fechamento da Porta Santa da Misericórdia na Arquidiocese de Porto Alegre


Cerca de 140 mil pessoas par cipam da procissão de Navegantes A 141ª edição da Festa de Nossa Senhora dos Navegantes reuniu, mais uma vez, uma mul dão de devotos. De acordo com a Brigada Militar, cerca de 140 mil fiéis par ciparam da tradicional procissão, que foi realizada após a novena em preparação à festa. Ao lado do arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, e do bispo auxiliar, Dom Leomar Antônio Brustolin, estavam os recém-nomeados também bispos auxiliares de Porto Alegre, Mons. Aparecido Donize de Souza e Mons. Adilson Pedro Busin, que foram apresentados ao povo da Arquidiocese. Par ciparam ainda o Eparca de Nossa Senhora do Líbano dos Maronitas no Brasil, Dom Edgar Madi, o bispo da Eparquia Nossa Senhora do Paraíso (Melquita), Dom Joseph Gebara, e o bispo de Osório, Dom Jaime Pedro Kohl, além de presbíteros, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas. A caminhada até o Santuário de Navegantes iniciou após a missa na paróquia Nossa Senhora do Rosário, presidida por Dom Leomar às 7h. O trajeto sofreu algumas mudanças devido aos estragos causados pelo temporal que a ngiu Porto Alegre. Na celebração eucarís ca após a procissão, já no largo dos Navegantes, Dom Jaime Spengler agradeceu que ninguém foi vi mado com o temporal e destacou que cada um deve colaborar, cuidando da natureza. Foto: Nelson S. Pereira

O público es mado na procissão foi de 140 mil devotos


Paróquia é instalada em Chuvisca No dia 13 de março ocorreu a instalação da paróquia São João Paulo II, em Chuvisca. Com 14 comunidades, a paróquia é a 158ª da Arquidiocese de Porto Alegre e pertence ao Vicariato de Guaíba. Pe. Alex Cézar Suris assumiu como o primeiro pároco. Fotos: Divulgação

Paróquia de Chuvisca foi a 158ª instalada na Arquidiocese

Casa de Apoio oferece hospedagem gratuita em Porto Alegre Uma jovem irmã alemã que deixou a terra natal e foi missionária na Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre, deu nome à Casa de Apoio inaugurada no dia 10 de maio, no Centro da Capital. O espaço denominado Madre Ana foi idealizado para abrigar familiares e pacientes em tratamento na Santa Casa e que não têm local para ficar ou condições de pagar uma hospedagem durante o período de internação. Diversas autoridades par ciparam da missa, presidida pelo arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, e do descerramento das placas, que marcaram a inauguração. Es veram presentes o governador do Estado, José Ivo Sartori, entre outros polí cos, religiosos e membros da classe médica. O imóvel adaptado para se transformar em casa de apoio foi doado pelas Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã à Irmandade da Santa Casa, por intermédio do médico Fernando Antônio Lucchese e de Dom Jaime.


A Casa de Apoio Madre Ana, com capacidade de 30 leitos, foi inaugurada já com hóspedes. O processo de encaminhamento é todo gerenciado pela Santa Casa. As Voluntárias pela Vida, grupo beneficente que vem atuando na causa, busca doações para manter o local funcionando. O casal Roseli e Ernane Rosa, consagrado da Comunidade Missionária Providência San ssima, veio de São Paulo para assumir a missão de manter a mís ca do espaço. Foto: Nelson S. Pereira

Inauguração lotou a capela da Casa de Apoio Madre Ana

Corpus Chris em Porto Alegre arrecada cerca de 3 mil cobertores O pequeno Harrison Marteganha de Souza, de seis anos, passou a missa de Corpus Chris , celebrada no dia 26 de maio em frente à Catedral Metropolitana, confortavelmente deitado sobre os cobertores que formavam um tapete na Rua Duque de Caxias. As cerca de 3 mil peças foram arrecadas pelas paróquias da Capital e doadas aos presídios da Grande Porto Alegre. Ações de caridade como essa que marcou a festa do Corpo de Cristo em 2016 são comuns na paróquia Santa Rosa de Lima, na Zona Norte, garante a costureira Marilena Feliz da Cruz, 59 anos, a que levou Harrison ao Centro Histórico. Era a primeira vez que eles e Nair da Cruz, 28, filha de Marilena,


par cipavam da solenidade na Catedral e estavam maravilhados. Os jovens Rafael Amaro, 23 anos, e Bruna Bitencurt, 25, avaliaram como fantás ca a inicia va de fazer uma ação concreta, mo vada pelo Ano Santo da Misericórdia. Eles contaram que a Sociedade dos Guelfos, da qual par cipam na paróquia Senhor Bom Jesus, ajudou na soma de doações. Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano, destacou durante a celebração eucarís ca a realidade dos presidiários, que receberão todo o material arrecadado. “São pessoas marcadas por realidades complexas, contraditórias, di ceis de serem aceitas. São por vezes fruto de situações pessoais, familiares, sociais e polí cas que não se tem coragem de abordar com a necessária seriedade”, observou, enfa zando que os presos precisam de cuidado e proximidade. “Precisam ser alcançados por olhos de misericórdia. Precisam 'ver Jesus'.” Após a missa, que começou às 15h, cerca de 8 mil fiéis caminharam em procissão até a Igreja Nossa Senhora da Conceição, onde ocorreu a bênção final do San ssimo Sacramento. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Descalço, Dom Jaime caminhou sobre o tapete de cobertores com o Cristo Eucarís co


Dom Jaime Spengler recebe o tulo Cidadão de Porto Alegre O arcebispo metropolitano Dom Jaime Spengler se tornou Cidadão de Porto Alegre em cerimônia realizada no dia 10 de junho. A maior homenagem prestada pela Câmara de Vereadores da Capital foi entregue na presença de religiosos, polí cos e fiéis. O vereador João Carlos Nedel, que propôs o tulo a Dom Jaime, destacou que a sociedade atual necessita de bons modelos de vida. O prefeito de Porto Alegre, José Fortuna , observou que além da crise polí ca e econômica, vivemos uma crise de valores, e enfa zou que não consegue acreditar que seja possível construir uma sociedade justa e solidária sem que o mínimo de espiritualidade esteja presente. Dom Jaime foi o úl mo a se pronunciar na sessão solene. O arcebispo lembrou o atual momento e, recordando palavras do Papa Francisco, enfa zou que “a a vidade polí ca é mais elevada forma de caridade, já que visa o bem comum”. Com versos de Zeca Pagodinho, falou sobre humanidade e a necessidade de se acreditar no ser humano. Ressaltou a importância da tolerância e do discernimento, sobretudo da Câmara de Vereadores, que chamou da casa do discernimento. Sob aplausos, recebeu o tulo e a medalha Cidadão de Porto Alegre e uma escultura chamada de "O Guerreiro", feita especialmente em sua homenagem. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Homenagem ao arcebispo foi inicia va do vereador João Carlos Nedel


Rota Jovem liga juventude de Porto Alegre à JMJ na Polônia No dia 30 de julho os jovens da Arquidiocese de Porto Alegre se reuniram para celebrar, na Capital gaúcha, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). O Rota Jovem promoveu encontros de catequese pela manhã e o acompanhamento da vigília da JMJ com o Papa Francisco direto de Cracóvia, na Polônia, onde ocorreu o evento com jovens do mundo inteiro. Foto: Divulgação

Evento reuniu pouco mais de mil jovens em Porto Alegre

Às 17h houve a missa presidida pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. Na ocasião, foi anunciado o novo assessor do Setor Juventude da Arquidiocese, Pe. Diego Garcia. Ele assumiu a função no lugar do Pe. Eduardo dos Santos. Segundo a organização, cerca de 1,1 mil es veram nas catequeses, que ocorreram em paróquias do Centro da Capital, e 1 mil nas a vidades da tarde, realizadas na Catedral.


Arquidiocese de Porto Alegre lança novo site Entrou no ar no dia 4 de agosto o novo site da Arquidiocese de Porto Alegre. O portal está alinhado com o recente Manual de Iden dade Visual da Arquidiocese e tem o obje vo de ser uma ferramenta mais clara e obje va de comunicação entre Arquidiocese, paróquias, fiéis e público em geral. A parte gráfica e as informações foram atualizadas. Além do histórico e dos dados do clero e das paróquias, o site dá acesso ao Guia Pastoral, ar gos dos bispos, agenda arquidiocesana e serviços como ba stério. Em um mapa está a localização e as informações de todas as paróquias, como pároco, endereço, e-mail e horários de missa. Pelo portal ainda é possível enviar informações para publicação de no cias. "O novo site é resultado de uma reflexão ampla que visa tornar a Ascom (Assessoria de Comunicação da Arquidiocese) cada vez mais alinhada às exigências contemporâneas de comunicação e evangelização", observou Dom Leomar Antônio Brustolin, bispo auxiliar de Porto Alegre e coordenador da Pastoral da Comunicação (Pascom). Foto: Amanda Fetzner Efrom

Dom Jaime Spengler confere o novo site da Arquidiocese


Candidatos de Porto Alegre se reúnem com arcebispo Candidatos aos cargos de prefeito e vereador de Porto Alegre se reuniram no dia 19 de agosto com o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, na sala João Paulo II, junto à Catedral Metropolitana. O encontro, promovido pelo Secretariado de Cultura da Arquidiocese de Porto Alegre, contou ainda com a presença do bispo auxiliar Dom Adilson Pedro Busin e alguns membros do clero. Segundo Dom Jaime, esse foi um momento de encontro e diálogo entre os candidatos. Coordenador do Secretariado de Cultura, o padre Geraldo Hackmann fez a apresentação de uma car lha de orientação polí ca que trata sobre Igreja e as eleições. Dom Jaime leu ainda a mensagem da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o pleito deste ano. Foto: Lélia Ferreira

Encontro reuniu candidatos de Porto Alegre


Famílias par cipam do Encontro Arquidiocesano na Capital A chuva não desencorajou os fiéis que par ciparam, em Porto Alegre, do Encontro Arquidiocesano das Famílias no dia 20 de agosto. Pela manhã, foi realizado um simpósio, que contou com a presença do bispo auxiliar de Porto Alegre Dom Aparecido Donize de Souza. O palestrante, Pe. Rafael Solano, refle u sobre o tema “Misericórdia na Família, dom e missão”. Foto: Jessica Mathes Encontro das Famílias ocorreu mesmo com chuva

À tarde ocorreu a caminhada pela família, que teve início em frete à igreja Nossa Senhora das Dores. Os par cipantes caminharam até a Catedral Metropolitana, onde foi rezado o terço. Em seguida, o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, presidiu a missa de encerramento da Semana da Família.

Centenas de fiéis par cipam da romaria ao Santuário de Aparecida Ao lado dos bispos auxiliares de Porto Alegre, Dom Adilson Pedro Busin, Dom Aparecido Donize de Souza e Dom Leomar Antônio Brustolin, cerca de 800 fiéis da Arquidiocese veram um fim de semana especial: ocorreu nos


dias 27 e 28 de agosto a peregrinação anual ao Santuário Nacional de Aparecida. Mais de 20 padres, além de diáconos e dos seminaristas do Seminário Maior Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição, de Viamão, também par ciparam. Foto: Divulgação

Paroquianos da Arquidiocese par ciparam da romaria anual para Aparecida

Público lota auditório para ouvir Anselm Grün falar de reconciliação e paz Em silêncio absoluto a plateia que lotou os 1.620 lugares do Salão de Atos da PUCRS ouviu o monge benedi no e escritor alemão Anselm Grün falar sobre Reconciliação e Paz em uma noite chuvosa de segunda-feira, 29 de agosto, em Porto Alegre. Depois de passar por Recife, Salvador, Brasília, São Paulo e Limeira, o senhor grisalho e sorridente chegou à Capital trazido pela Editora Vozes e pela Santa Casa de Misericórdia, que promoveram o III Simpósio de Espiritualidade e Saúde, com apoio de diversas ins tuições, entre elas a Arquidiocese de Porto Alegre. Na passagem pelo Brasil, país que adora e diz visitar com frequência, Grün lançou o livro “Em casa, com Deus”. Após a palestra, feita em alemão e traduzida simultaneamente, uma longa fila se formou no saguão em busca


de fotos e autógrafos. “Não tenho pressa, vou autografar até o úl mo livro”, teria avisado o religioso antes de o mestre de cerimônias da noite, o advogado e comunicador Cláudio Brito, dar início ao evento. O também monge Zacharias Heyes acompanhou a estada no Brasil e fez o lançamento do livro “Onde eu me sinto em casa”. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Público lotou o Salão de Atos da PUCRS para ouvir Anselm Grün

Antes da principal palestra da noite, o Grupo de Diálogo Inter-Religioso de Porto Alegre deixou sua mensagem de paz, assim como dirigentes dos clubes Grêmio e Internacional, que com um abraço simbolizaram a necessidade de tolerância e diálogo. Esses também foram temas abordados pelo ex-ministro Nelson Jobim. Segundo ele, as dificuldades hoje são basicamente fruto de intolerância e é mais fácil as pessoas se juntarem para odiar, pois o ódio gera catarse. Em contraponto, é muito mais di cil reunir-se para amar. “Que o futuro seja visto por todos vocês não pelas dificuldades, mas pela missão de construir”, enfa zou. Para um público diverso, com grande presença de bispos, padres, religiosos e seminaristas, Grün falou que ninguém está sempre reconciliado


e em paz, mas ensinou passos para cada vez se chegar mais perto disso. Num primeiro momento, o escritor destacou a importância de se estar bem consigo mesmo. “Quem se divide por dentro também se separa das pessoas”, disse. Para o monge, é preciso se despedir de ilusões e pensamentos equivocados sobre si, pois eles geram sofrimentos. Segundo Grün, aceitar nossos lados escuros e sombrios e de certa forma abraçá-los ajuda no relacionamento com o outro. “Quando abraço minha descrença, purifico e aprofundo minha fé. Quando ignoro a descrença, não consigo entender quem descrê e quero apenas combatê-lo”, exemplificou, enfa zando que “sempre que eu rejeito algum ser humano, eu rejeito algo em mim mesmo”. O escritor por diversas vezes citou o evangelista Lucas e falou ainda de como é importante olhar para feridas e machucados, sobretudo da infância, mas não permanecer na posição de ví ma. Para ele, reconhecer a dor é o primeiro passo para o perdão, e perdoar é uma purificação interior, que afasta as coisas que causam energias ruins. “Se não perdoarmos con nuamos sob a influência do outro.” Foto: Amanda Fetzner Efrom

Monges alemães foram pres giados pelos bispos auxiliares de Porto Alegre


Pastoral do Dízimo apresenta novas orientações para a Arquidiocese Cerca de 800 pessoas foram ao Ins tuto São Francisco no dia 3 de setembro e par ciparam de uma formação sobre o dízimo. De acordo com o coordenador dessa pastoral, Pe. Jorge Lermen, o obje vo do encontro foi promover às comunidades da Arquidiocese de Porto Alegre um estudo do Documento 106 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Os três bispos auxiliares de Porto Alegre, Dom Adilson Pedro Busin, Dom Aparecido Donize de Souza e Dom Leomar Antônio Brustolin es veram presentes. A manhã também foi reservada para a apresentação do projeto sobre o dízimo, a ser lançado pela Arquidiocese em novembro. A campanha busca unificar o trabalho desenvolvido nas paróquias a fim de que as comunidades sigam as orientações do Documento 106. A proposta é que esses encaminhamentos sejam implantados aos poucos, considerando a caminhada das comunidades paroquiais. Foto: Pe. Luís Francisco Ledur

Grande grupo par cipou da formação sobre o dízimo

A Pastoral do Dízimo destaca que não se quer desrespeitar o processo histórico e a caminhada das comunidades, mas é necessário desencadear um processo educa vo que a nja as metas propostas no Documento 106 para


que se siga o autên co sen do do dízimo e para promover a eclesiologia de comunhão e par cipação. Por isso, as ações devem ser refle das nos Conselhos de Pastoral e adequadas à realidade de cada comunidade. Solicitou-se que os conselhos paroquiais estudassem o Documento 106, analisassem as sugestões da Arquidiocese e realizassem os encaminhamentos possíveis em vista de uma renovada consciência sobre o dízimo. A par r do Documento 100 da CNBB, “Comunidade de Comunidades: uma nova Paróquia” e também das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil: Doc. 102, a Arquidiocese de Porto Alegre escolheu algumas dimensões a serem assumidas por todas as paróquias. Entre elas está a Pastoral de Evangelização do Dízimo.

Pe. Cirineu Furlane o é o vigário-geral da Arquidiocese de Porto Alegre O arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, anunciou em setembro o padre Cirineu Furlane o como novo vigário-geral da Arquidiocese. Até então pároco da paróquia Menino Jesus de Praga, na Capital, ele assumiu a função exercida pelo padre Carlos Gustavo Haas nos úl mos dois anos. Pe. Gustavo se dedicará aos estudos – ele cursa doutorado em Teologia na PUCRS – e atuará como pároco na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Porto Alegre. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Pe. Cirineu Furlane o assumiu a função de vigário geral em setembro


Professores católicos da Arquidiocese refletem sobre a educação integral Cerca de 100 educadores de escolas públicas e par culares dos municípios que integram a Arquidiocese de Porto Alegre se reuniram no dia 24 de setembro para refle r sobre educação integral e formação con nuada. O encontro, realizado na faculdade Dom Bosco, na Capital, foi mo vado pelo Fórum Estadual da Educação que ocorreu em julho e que propôs a ar culação de núcleos a vos da Pastoral da Educação em cada uma das 18 (arqui)dioceses gaúchas para pensar o que tem sido feito e projetar as ações futuras. O evento do dia 24 teve como obje vo, portanto, iniciar a organização de grupos de professores que reflitam e demandem temas relevantes para a educação nos municípios da Arquidiocese e também em todo Rio Grande do Sul. Após o momento inicial de oração, o diretor da casa, padre Marcos Sandrini, deu as boas-vindas e destacou a presença do arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler. “Que este seja um momento para nos encontrarmos, nos ar cularmos e criarmos condições para que o nosso olhar seja auten camente católico”, enfa zou Dom Jaime, observando ainda que formar cidadãos, que é a missão dos professores e uma urgência hoje no país, é muito diferente de informar pessoas. Foto: Amanda Fetzner Efrom

Pastoral da Educação da Arquidiocese promoveu encontro com professores católicos


Dom Leomar Antônio Brustolin, bispo auxiliar de Porto Alegre e referencial para a Educação e Cultura do Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), ressaltou o esforço do Rio Grande do Sul em fazer algo pela humanização da educação. Para isso, foi organizada uma equipe para pensar o tema, com representantes de diferentes segmentos da área. As reflexões que se estenderam ao longo da manhã par ram dos integrantes da Comissão de Pastoral da Educação do Regional Sul 3. Em um primeiro momento foi trabalhado o conceito de educação integral da pessoa, depois contextualizado dentro da Pastoral da Educação. As ações e os projetos dessa pastoral nos âmbitos estadual e arquidiocesano nortearam os úl mos debates. Os par cipantes ainda veram espaço para perguntas e explanações. Em comum, os palestrantes enfa zaram o protagonismo dos leigos e a necessidade de os professores católicos serem presença cristã e humanizadora nas ins tuições por meio do trabalho co diano e do testemunho. “A sociedade como um todo não precisa ser católica, mas precisa ser humanizada”, afirmou Dom Leomar.

Secretários das paróquias da Arquidiocese par cipam de formação Dicas prá cas, orientações e testemunhos fizeram parte da formação para os profissionais que atuam nas paróquias da Arquidiocese de Porto Alegre realizada no dia 28 de setembro no Centro de Pastoral, na Capital. A assessoria do encontro foi do padre José Carlos Pereira, autor do livro “Expediente paroquial: guia prá co para a formação de secretárias(os) paroquiais”. Pouco mais de 120 secretários e secretárias dos quatro vicariatos da Arquidiocese par ciparam da a vidade, que começou com oração conduzida pelo bispo auxiliar de Porto Alegre Dom Adilson Pedro Busin. O encerramento ocorreu com a celebração eucarís ca pelo Dia da Secretária, presidida pelo também bispo auxiliar Dom Aparecido Donize de Souza.


Durante o dia, padre José Carlos salientou a importância do bem-estar dos funcionários nos mais diversos aspectos e da necessidade de formação constante. O palestrante observou ainda as peculiaridades do trabalho nas paróquias e frisou que a principal missão dos secretários é o acolhimento. “As tarefas, os papéis podem esperar. As pessoas e o acolhimento não.” Foto: Amanda Fetzner Efrom

Cerca de 120 secretários paroquiais par ciparam da formação com Pe. José Carlos Pereira (detalhe)

Encontro reúne quase mil coroinhas e acólitos no Seminário de Gravataí Momentos de oração e diversão marcaram o Encontro Arquidiocesano de Coroinhas e Acólitos, realizado no Seminário Menor São José, em Gravataí, no dia 9 de outubro. Após a acolhida, o grupo se reuniu para missa, presidida pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. Ainda pela manhã ocorreram alguns testemunhos vocacionais.


A tarde foi dedicada à prá ca espor va, com jogos de vôlei, futebol, cabo de guerra e corda e distribuição de medalhas. Os par cipantes veram ainda momentos de convivência no gramado do seminário e par lha de alimentos. Foto: Divulgação Kairós

Coroinhas e acólitos veram um dia especial de encontro e confraternização

Cerca de 30 mil pessoas par cipam de Procissão de Motos Mais uma vez as ruas de Porto Alegre ficaram tomadas de motociclistas devotos a Nossa Senhora Aparecida no dia 12 de outubro, quando se celebra a padroeira do Brasil. A 42ª edição da Procissão de Motos reuniu, segundo a Brigada Militar, cerca de 20 mil motos e 30 mil pessoas. O evento contou com o apoio da EPTC, Brigada Militar e Sindimotos. A programação começou junto à Rótula das Cuias, onde ocorreu a concentração dos par cipantes e a oração inicial, conduzida pelo arcebispo metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. Do local os fiéis par ram em procissão até o Porto Seco, na Zona Norte da Capital.


Pela primeira vez a tradicional bênção das motos e capacetes, feita pelo coordenador da procissão, padre Vanderlei Bock, ocorreu dentro do complexo, o que facilitou a concentração dos devotos e a segurança dos par cipantes. “A bênção divina é tão necessária quanta a prudência humana”, destacou padre Vanderlei, que desde o início da preparação e durante a romaria enfa zou a importância da conscien zação no trânsito: “Fé sim, vandalismo não”. Foto: Mayara Costa

Evento reuniu devotos de Nossa Senhora Aparecida

Romaria das Capelinhas reúne cerca de 10 mil par cipantes em Guaíba “A 22ª Romaria das Capelinhas proporcionou que todos os romeiros pudessem vivenciar o encontro, a fraternidade, a comunhão eclesial, a generosidade e expressar a sua fé com alegria”, destacou a coordenadora do encontro realizado no dia 22 de outubro, a irmã Nilva Dal Bello. Segundo ela, a programação “não é um evento, mas um encontro de irmãos e irmãs que comungam da mesma crença e acreditam no mesmo poder intercessor de Maria”.


Cerca de 10 mil pessoas par ciparam da romaria, que ocorreu em Guaíba e contou com a presença do bispo auxiliar de Porto Alegre Dom Adilson Pedro Busin. Um total de 34 equipes trabalhou na organização do evento, que foi preparado ao longo de meses. Foto: Divulgação

Tradicional evento mobilizou o vicariato de Guaíba

Clero da Arquidiocese realiza assembleia em Gravataí Cerca de 200 ministros ordenados, diocesanos e religiosos, se reuniram no Seminário Menor São José, em Gravataí, para a assembleia anual do clero da Arquidiocese de Porto Alegre. O encontro foi realizado de 7 a 11 de novembro. As primeiras a vidades foram conduzidas pela Pastoral Presbiteral. Em seguida, o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, falou sobre questões pastorais. No úl mo dia de assembleia foram trabalhados aspectos mais administra vos e de gestão. Ao longo do encontro também ocorreram momentos para convivência e troca de experiências entre o clero.


Foto: Amanda Fetzner Efrom

Cerca de 200 integrantes do clero da Arquidiocese par ciparam da assembleia

“Esta é uma oportunidade de rever algumas prá cas pastorais, buscando construir juntos indicações para que a vida pastoral da arquidiocese seja cada vez mais dinâmica”, observou Dom Jaime.


Unitas 2016  

Revista oficial da Arquidiocese de Porto Alegre - EDIÇÃO 2016

Advertisement