Issuu on Google+

A Ordem

Foto: Jéferson Fernandes

Arquidiocese de Natal - Ano XLII - N0 17

Natal-RN, 04 de maio de 2014

Exemplar avulso: R$ 1,00

Arcebispo se encontra com juventude do 12º Zonal

O encontro aconteceu durante a visita pastoral do Arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, ao 12º Zonal, no período de 25 a 27 de abril. As a vidades se concentraram na Paróquia de São Gonçalo do Amarante. Leia mais nas páginas 6 e 7.

Rede lança campanha de combate ao tráfico de pessoas

Foto: José Bezerra

>>> PÁG. 3

Foto: Zairon Macedo

Paróquia celebra missa em bairros periféricos Os casais da Paróquia de São José de Mipibu, pensando nas comunidades mais distantes do centro da Paróquia, começaram a realizar a celebração nos bairros mais periféricos da cidade. PÁG. 3

Dom Jaime par cipa da 52ª Assembleia dos Bispos O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, participa da 52º Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, que teve início na última quarta-feira (30). O encontro está acontecendo na cidade de Aparecida (SP), e segue até o dia 09 de maio, reunindo mais de 300 bispos. PÁG. 9

Formada comissão para pesquisa da história do padre João Maria >>> PÁG. 12

Coordenadora da Pastoral da Criança faz missão no Amazonas >>> PÁG. 12


Ordem Editorial

Sair da redoma A Igreja de Jesus Cristo não se resume aos templos, à ins tuição jurídica ou à hierarquia. É tudo isso, mais o povo de Deus. Por esta razão, o Papa Francisco insisu, com ênfase, na Jornada Mundial da Juventude, no Brasil: “saiam das redomas, saiam das sacris as, tentem ir às ruas, procurem o povo, defendam os trabalhadores, defendam o povo...” (www.dehoniana.edu. br/). A Igreja, povo de Deus, é cons tuída de todos os ba zados (crianças, jovens, adultos, idosos) sejam eles engajados nas pastorais, assíduos frequentadores das celebrações, ou não. Os que não estão engajados e nem vão às celebrações são os mais necessitados da visita dos que devem “sair das redomas e sacris as”. Neste ano, o Arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, está se encontrando com os jovens, nas visitas pastorais que realiza aos zonais. É o gesto bonito de ir ao povo de Deus. É ocasião de encontro, de reafirmação da fé, da presença da Igreja junto aos jovens, de celebração e oração. É dentre os jovens, também povo de Deus, que surgem as mais diversas vocações.

04 de maio de 2014 Palavra do Arcebispo Dom Jaime Vieira Rocha

Mês de maio: mês mariano Queridos irmãos e irmãs! Nesta semana iniciamos o mês de maio, mês dedicado à devoção à Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa. É um mês especial para a fé do povo de Deus que tem como ponto forte o reconhecimento da Mãe do Senhor como a mãe amorosa e cheia de ternura. A Virgem Maria ocupa um lugar importante na obra da redenção, pois, com o seu “sim” ela se pôs totalmente nas mãos do Criador, fazendo-se disponível para o projeto de salvação, que consiste na Encarnação do Verbo, Filho eterno de Deus que se torna Filho de Maria, Deus e Homem. Por ser a Mãe do Verbo encarnado, Maria tem uma particular relação com a obra da redenção. Ela é o protótipo da pessoa crente, modelo de resposta à interpelação divina, oposto ao sentido do pecado, que consiste na recusa ao chamado de Deus para uma relação com Ele. De fato, o que acontece na vida de Maria, o envolvimento da graça em sua história, a resposta pronta ao chamado, constituem a manifestação ou demonstração do que Deus quer para o ser humano. Homem e mulher são chamados por Deus a uma relação de amizade e de amor que os leva à intimidade divina, por meio de Jesus Cristo, Filho de Deus. Deus quer que o ser humano, criado à sua imagem e semelhança, viva em harmonia com Ele. Não é que Deus simplesmente crie o ser humano e o destine a isso por sua própria força, pelo contrário, Ele age de tal modo que a sua graça proporciona as condições para que o ser humano possa responder ao seu chamado. Maria é, portanto, o exemplo de ser humano, a concreção da graça ou da visão teológica do homem. O que o ser humano é chamado a ser, Maria o é, pela ação do próprio Deus. Então, ela é a realização da graça de Deus na história. Assim, a Igreja é chamada a viver nesse princípio da ação da graça que nos leva a responder ao chamado de Deus. Esse “princípio mariano” significa que a Igreja é chamada a ser a anunciadora da graça de Deus que envolve a criatura humana, que dá origem ao homem e à mulher, que os destina à relação com Deus, em Jesus Cristo e na força do Espírito Santo. A Mãe de Jesus dá um exemplo dessa relação com Deus na atitude de serviço e de doação que ela tem para com Isabel. Após saber que será a mãe do Messias, Maria se põe a serviço. Vai à casa de Zacarias para servir Isabel (cf. Lc 1,39-56). Esta atitude de benevolência é própria de quem vive em comunhão com Deus. De fato, a fé nos leva sempre ao outro, conduz sempre à caridade. E isso de tal modo, que sem caridade a fé é morta, como nos diz o apóstolo Tiago (cf. Tg 2,17.26). E São Paulo afirma: com efeito, em Jesus Cristo, o que vale é a fé agindo pelo amor (Gl 5,6). Por isso, irmãos e irmãs, neste mês de maio, mês dedicado aos louvores da Mãe de Deus, não nos esqueçamos de imitar suas virtudes, especialmente a prontidão diante do chamado de Deus e a disponibilidade para o serviço dos outros. Se essas duas atitudes estiverem presentes na nossa vida, então, seremos também cheios da graça de Deus e daremos testemunho de verdadeira fé.

Ordem

EXPEDIENTE Jornal Semanal da Arquidiocese de Natal Endereço: Pastoral da Comunicação Av. Floriano Peixoto,674 Tirol 59020-500 - Natal-RN pascom@arquidiocesedenatal. org.br

www.arquidiocesedenatal. org.br Twitter: @arqnatal Fone: (84) 3615-2800 Fax: (84) 3615-2800 Conselho Editorial: Pe. José Nazareno, Pe. Vicente Laurindo, Pe. Matias Soares, Pe. Edilson Nobre, Diác. José Bezerra, Vital Bezerra, Milton Dantas, Cacilda Medeiros, Luiza Gualberto, Antônio Roberto, Rodrigo Paiva e Pe. Francisco Fernandes. Edição, redação e diagramação: Cacilda Medeiros (DRT-RN 1248) / Luiza Gualberto (DRT-RN 0901752) Revisão: Milton Dantas (LP 3.501/RN) Pe. Francisco Fernandes Colaboradores: José Bezerra (DRT-RN 1210) e Rede de Comunicadores da Arquidiocese de Natal Impressão: RN Econômico - Fone: (84) 3201-2630 Tiragem: 1.400 exemplares Assinaturas: Com as coordenações paroquiais da Pastoral da Comunicação ou na redação do Jornal, no Centro Pastoral Pio X - Av. Floriano Peixoto, 674 - Tirol - Natal/RN

A Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação, na Cidade Alta, Natal, dispõe de espaço para a realização de eventos. Trata-se do Centro Pastoral Dom Heitor Sales, que está situado na Rua da Conceição, 615, pertinho da antiga Catedral. Reservas pelos telefones: (84) 3615-2807 / 2808.


Ordem

O Encontro Interregional dos Diáconos, envolvendo os cinco regionais do Nordeste da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), vai acontecer no período de 08 a 10 de maio, com o tema “O Concílio Va cano II e os 50 anos de restauração do Diaconato Permanente”. A Arquidiocese de Natal vai ser representada pelo presidente da comissão arquidiocesana dos Diáconos, Manoel Carlos Silva, além do diácono José Bezerra, entre outros. O encontro vai acontecer no Convento dos Franciscanos de Ipuarana, em Lagoa Seca (PB), e a programação vai envolver a realização de palestras, momentos de oração e par lha. Os interessados podem obter mais informações pelo telefone: (83)3224-1164.

04 de maio de 2014

Paróquia celebra em bairros periféricos Os casais da Paróquia de Sant’ana e São Joaquim, de São José de Mipibu, pensando nas comunidades mais distantes do centro da Paróquia, começaram a realizar a celebração da Palavra, a cada quinze dias nos bairros mais periféricos da cidade. A mobilização aconteceu em decorrência do gesto concreto das novenas natalinas, que

levou os casais a conhecerem a realidade das comunidades. O vigário paroquial, padre Lenilson Morais, celebrou missa no úl mo dia 20 de abril, no bairro Brisa, momento em que a comunidade pode se reunir em confraternização, celebrando a Páscoa. De acordo com o grupo, outros momentos já estão sendo planejados.

Foto: Zairon Macedo

Diáconos par cipam de encontro na Paraíba

Notícias

Missa na Comunidade Brisa, presidida pelo Padre Lenilson Morais

Santa Maria receberá missionários cariocas Um grupo de sete pessoas, do Rio de Janeiro, integrantes da Renovação Carismática Católica, passará uma semana, em missão, na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, de Santa Maria. O grupo chegará no próximo dia 7 e ficará até o dia 14 de maio. Segundo o administrador paroquial de Santa Maria, Padre Francisco Franklin Araújo, durante a semana, os missionários farão um trabalho social, com atendimentos personalizados, nas áreas de odontologia, assistência social, enfermagem, fisioterapia e administração. Além disso, farão palestras e outras atividades de evangelização. O projeto "Revoada Missionária" chegará à Paróquia de Santa Maria, por indicação das religiosas Apóstolas da Palavra.

Agenda do Arcebispo . 30/04 a 09/05 - 52ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, em Aparecida (SP) .10/05 - Ordenação do novo bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz, em São Gonçalo (RJ). Dom Jaime será um dos co-ordenantes do novo bispo.

Rede lança campanha de combate ao tráfico de pessoas A Rede ‘Um grito pela vida’, formada por religiosos, promove a campanha ‘Jogue a favor da vida’. O obje vo é trabalhar, junto à população, o combate ao tráfico de pessoas humanas. Em Natal, a campanha foi lançada para a imprensa, no úl mo dia 30, às 9 horas, no Centro Pastoral Pio X (subsolo da Catedral Metropolitana). Depois da apresentação à imprensa natalense, serão realizadas outras a vidades. Nos dias 7 e 8 de maio, os obje vos da campanha serão trabalhados por ocasião da Jornada de Estudos da Faculdade de Filosofia e Teologia Dom Heitor Sales, no auditório do SESC,

no centro da capital. Nos dias, 13, 14, 15, 16 e 19, haverá panfletagem nas principais avenidas, rodoviária e aeroporto de Natal. A Campanha acontece em consonância com a Campanha da Fraternidade 2014, cuja temá ca é tráfico humano, e recebe o nome ‘Jogue a favor da vida’, tendo em vista a proximidade da Copa do Mundo, no Brasil. A Rede ‘Um grito pela vida’ é uma inicia va da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), está presente em 22 estados do Brasil e atua na prevenção ao tráfico de pessoas, principalmente para fins de exploração sexual.

Padre dá orientações sobre encontros nos zonais O Vigário Episcopal Sul e que esteve à frente da coordenação do Simpósio Teológico Pastoral Arquidiocesano, Padre Ma as Soares, orienta que os coordenadores de zonais organizem encontros para estudo do Catecismo da Igreja Católica. Padre Ma as também orienta que os coordenadores podem convidar os padres que assessoraram as oficinas, durante o Simpósio Teológico, para assessorarem os encontros, nos zonais. Os padres que assessoram as oficinas, no Simpósio, são: Pe. Paulo

Henrique, Pe. Lenilson Morais, Pe. João Gabriel, Pe. César Morais, Pe. Francisco de Assis Inácio e Pe. Newton Coelho. "O Padre Francisco Fernandes e o Diácono Edmar Araújo também podem colaborar com os encontros, nos zonais", explica Padre Ma as. E acrescenta: "É importante que o coordenador do zonal organize uma equipe, com as pessoas que par ciparam do Simpósio, para que apoiem os padres, nesse trabalho de estudo do Catecismo e, também, na implantação da Escola da Fé, nas paróquias".


4 - A Ordem

04 de maio de 2014

A Igreja

8

Comentário Litúrgico Pe. Edilson Soares Nobre, Vigário Geral e Assistente Eclesiás co da Pascom (3º Dom. Páscoa) At 2, 14. 22-33 / Sl 15 / 1 Pd 1, 17-21 / Lc 24, 13-35

“Não ardiam os nossos corações quando Ele nos falava?” Dois discípulos deixam Jerusalém e seguem na estrada em direção a Emaús levando no coração a desilusão e a amargura. Não é difícil ver nestes discípulos algo de nós mesmos, das nossas desconfianças e dos nossos cansaços. Mas, eis a surpresa: Deus não nos abandona nem mesmo quando desistimos. Ao contrário, a amargura da viagem se torna nas mãos de Deus uma ulterior tentativa de salvação. Um escritor de nome Juan Arias afirma: “muita gente volta pra Deus através da estrada da desilusão e Deus se contenta mesmo assim”. Jesus, de fato, se aproximou dos discípulos exatamente no momento em que esses o colocaram em discussão e o descartaram. Deixemos que o Evangelho nos fale: “Enquanto seguiam e discutiam juntos, Jesus se aproximou e caminhou com eles. Mas os seus olhos eram incapazes de reconhecê-lo. Ele lhes dis-

se: ‘A respeito de que discurso estais falando entre vós durante o caminho?’ Com o rosto triste, um deles, de nome Cléopas, lhe disse: ‘tu és o único forasteiro em Jerusalém a não saber o que aconteceu nestes dias?' (Lc 24,15-18). Onde está a esperança? Onde está a Páscoa? Diante de uma vida desconfiada, quem pode encontrar a estrada da esperança? Jesus reage diante daquele comportamento dos discípulos de Emaús e reprova os dois com palavras fortes. Utiliza as Escrituras para explicar-lhes os últimos acontecimentos. A incredulidade é uma tremenda pobreza; é um retardo que não permite de sintonizar-se com o passo de Deus na história. Como reage Jesus? O que Ele faz para ajudar àqueles discípulos desconfiados e desiludidos? Jesus convida-lhes a “ler” o milagre das profecias messiânicas. Os dois discípulos ficam admirados com as palavras de Jesus.

Mas ainda não entraram na fé. Jesus finge ir adiante e abandoná-los. Os dois prontamente exclamam: “Fica conosco Senhor, porque é tarde e a noite já vem” (v. 29). Estas palavras são um grito de humildade; são uma primeira afirmação de fé; são uma declaração de pobreza humana e de necessidade de “Alguém”. Quantas vezes nos falta esta humildade e quanta gente não encontra Deus porque o procura sem colocar em discussão a própria vida. A este ponto Jesus se deixa reconhecer: “Quando foi à mesa com eles, pegou o pão, o abençoou, o partiu e o distribuiu com eles”. Alí aconteceu a páscoa na vida daqueles discípulos. Seus olhos se abriram e foram capazes de reconhecer o Senhor. Todos nós somos chamados a percorrer a estrada de Emaús. Cada domingo, cada dia, até quando Jesus não desaparecerá mais da nossa vista, mas se fará ver e permanecerá sempre conosco. Será uma festa infinita!

Doutrina da Igreja

O Sacramento do Matrimônio no Catecismo da Igreja Católica (V) O Catecismo da Igreja Católica apresenta a realidade dos casamentos mistos e a disparidade de culto. O primeiro diz respeito ao casamento entre católico e batizado não católico. Já o segundo é o caso de casamento entre católico e não batizado. O Catecismo reconhece que a diferença de confissão entre os cônjuges não constitui obstáculo insuperável para o casamento. Embora não livre de dificuldades, é possível viver em harmonia desde que cada um consiga pôr em comum o que recebeu e aprendeu de sua comunidade e o modo de viver sua fidelidade a Cristo. Deve haver um entendimento entre os cônjuges para que as diferenças concernentes à fé e às mentalidades religiosas diferentes não sejam obstáculos à vida conjugal. Para que seja celebrado um casamento misto exige-se a permissão expressa da autoridade eclesiástica e para o casamento com disparidade de culto requer a dispensa expressa do impedimento para a validade do casa-

mento, também dada pela autoridade eclesiástica. Ademais, as duas partes devem conhecer e não excluir os fins e as propriedade essenciais do casamento e o empenho da parte católica, com o conhecimento também da parte não católica, de conservar a própria fé e assegurar o Batismo e a educação dos filhos na Igreja Católica (cf. CIC 1633-1636). O ponto seguinte trata dos efeitos do sacramento do matrimônio. São dois os efeitos do Matrimônio: o vínculo matrimonial e a graça do sacramento. O vínculo é perpétuo e exclusivo, selado pelo próprio Deus. Trata-se de uma aliança integrada na aliança de Deus com os homens. É estabelecido pelo próprio Deus, de modo que o casamento realizado e consumado entre batizados jamais pode ser dissolvido. É uma realidade irrevogável e dá origem a uma aliança garantida pela fidelidade de Deus (cf. CIC 1639-1640). Já a graça do sacramento do matrimonio diz respeito ao fato de que os cônjuges

são robustecidos e como que consagrados por um casamento especial aos deveres e à dignidade de seu estado. Por isso, os esposos cristãos têm um dom especial dentro do povo de Deus. Tal graça se destina a aperfeiçoar o amor dos cônjuges, a fortificar sua unidade indissolúvel (cf. CIC 1641). O Catecismo reconhece que é Cristo a fonte da graça do sacramento do Matrimônio, como o é de todos os outros sacramentos. O Salvador dos homens, Esposo da Igreja, vem ao encontro dos cônjuges cristãos pelo sacramento do Matrimônio, permanece com eles, concede-lhes a força de segui-lo levando sua cruz e de levantar-se depois da queda, perdoar-se mutuamente, carregar o fardo uns dos outros, submeter-se uns aos outros, no tempo de Cristo, amar-se com um amor sobrenatural, terno e fecundo e lhes dá, aqui na terra, um antegozo do banquete das núpcias do Cordeiro (CIC 1642). Pe. Paulo Henrique da Silva Professor da Faculdade Dom Heitor Sales


5 - A Ordem

04 de maio de 2014

Notícias

Faculdade promove Jornada de Estudos A Faculdade de Filosofia e Teologia Dom Heitor Sales promove a primeira jornada de estudos cien ficos, dias 7 e 8 de maio, das 14 às 18 horas, no auditório do SESC, no centro da capital po guar. O evento reunirá alunos dos cursos de Filosofia e Teologia, professores e demais interessados no tema da

Jornada, que será "Há razões para crer em Deus?" "A jornada tem como obje vo fomentar, no meio acadêmico, o gosto pela produção cien fica, através da pesquisa e a divulgação dos resultados", explica o diretor da Faculdade, Padre Valquimar Nogueira.

As inscrições para a jornada podem ser feitas na secretaria da Faculdade, situada na Av. Câmara Cascudo, 390, na Cidade Alta, em Natal. O valor da inscrição, para o público externo, é de R$ 10,00. Os interessados podem obter mais informações através do telefone: 36152827, no horário das 14 às 21 horas.


6 - A Ordem

Capa

04 de maio de 2014

Arcebispo se encontra com juventude do 12º Zonal Texto: Antônio Roberto Fotos: Rodrigo Paiva

“É preciso levar a todos a esperança que nasce da fé e dar testemunho de vida cristã”. Dizendo isso e recordando também o lema da Jornada Mundial da Juventude, ocorrida no Brasil, no ano passado - “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19) -, o Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha iniciou o encontro com a juventude do 12º Zonal da Arquidiocese, na manhã do sábado, 26 de abril, em São Gonçalo do Amarante. O momento com os jovens faz parte da programação fixa para o segundo dia de todas as visitas pastorais que o Arcebispo pretende realizar, ao longo deste ano e do próximo, aos 13 zonais da Arquidiocese de Natal, sendo que a primeira já aconteceu ao 3º Zonal em Parnamirim, em março passado. “É um momento agradável esse contato com a juventude de cada zonal, porque é uma das prioridades da Igreja de Natal dar uma atenção mais específica, visível e efe va voltada para os jovens, como consequência da úl ma Jornada Mundial da Juventude e

do apelo do nosso Papa Francisco”, jus ficou Dom Jaime. Após iniciar, de fato, a visita pastoral, em São Gonçalo do Amarante, na noite de sexta-feira (25), quando jantou e logo depois se reuniu com os padres e diáconos das paróquias do XII Zonal, o Arcebispo deu início aos trabalhos do sábado (26) saudando a todos e dizendo que este momento com os jovens é muito fes vo, de lazer, de dança, de brincadeiras, mas também de espiritualidade e, principalmente, de formação. “A Igreja tenta fazer isto: reunir a juventude, observando a formação humana, a oportunidade para a cidadania, a par cipação na própria vida da Igreja, e procura também dar ânimo para a vida dos jovens”, mostrou Dom Jaime. Na manhã do domingo (27), ele também teve a oportunidade de dirigir a palavra para os agentes pastorais que vieram em caravanas representando as quatro paróquias do zonal. Mencionou vários temas da vida da Igreja, respondeu a algumas perguntas e exortou todos para uma par cipação constante e efe va, em

Dom Jaime em conversa com os agentes pastorais do 12º Zonal

plena comunhão com os padres, nas respec vas paróquias.

A escolha do local Os mo vos que levaram à escolha da Paróquia de São Gonçalo para centralizar as a vidades da visita pastoral do Arcebispo ao 12º Zonal são bem simples. Segundo o Vigário Geral, Pe. Edilson Nobre, em primeiro lugar todas as paróquias do zonal estão dentro do município de São Gonçalo do Amarante, exceto a paróquia de Macaíba. Depois, foi considerado que se trata da paróquia mais an ga - uma vez que dela foram desmembradas as outras três paróquias – e por isso foi escolhida. Um terceiro mo vo foi ter o conhecimento de que a paróquia oferecia estrutura e condições necessárias para que a visita pastoral acontecesse da melhor maneira possível.

Palavra dos padres Os padres do zonal são os ar culadores da visita pastoral promovida por Dom Jaime. Compete a eles, juntamente com seus respec vos diáconos, o planejamento, a execução e depois a avaliação de todas as a vidades desenvolvidas nos três grandes momentos da visita: o encontro com o clero na sexta-feira, à noite; o encontro com a juventude durante o sábado inteiro e o encerramento, no domingo, de manhã, com os agentes pastorais paroquiais, seguido da celebração da Missa. No caso do 12º Zonal, tudo isso se concre zou. Para o Pe. Gilmar Pereira, admi-

É o tempo em que a Igreja se prep a Páscoa. Visite a Paulinas e conheça os produtos selecionados para ess

promonatal@paulina Visite: www.paulinas.org.br R. João Pessoa, 220 Natal - (84)3212-2


7 - A Ordem

Capa

04 de maio de 2014

O sen mento dos jovens

Jovens apresentam resultado de reflexão feita em grupos

nistrador da Paróquia de São Lucas, no Conjunto Amarante, por exemplo, foi muito importante tanto a par cipação quanto a integração de todos. “Tudo isso desperta, fortalece, anima e confirma a fé dessa Igreja que deve ser viva e atuante no mundo em que vivemos, e que de nós exige muito da nossa presença, da nossa própria fé”, disse ele. Ao mencionar o aspecto juvenil da visita pastoral, quem disse estar esperançoso para o futuro da juventude do 12º Zonal foi o Cônego Filipe Ânderson, administrador da Paróquia de Santo Antônio, em Santo Antônio do Potengi. “A esperança para podermos encorajar os nossos jovens, poder dar-lhes uma formação firme, onde a fé possa afirmar-se cada vez mais. E a par r daqui, da animação, da mo vação, da renovação da própria fé, par rmos para conquistar mais jovens, alcançando a grande meta que é ter um grupo de jovens em cada comunidade eclesial dentro das nossas paróquias”, disse. O vigário paroquial de São Gonçalo, Pe. Luiz Mar ns de Carvalho, também disse ter ficado muito feliz com o que aconteceu durante a Visita Pastoral. “Nós testemunhamos, hoje, a juventude par cipando das a vidades da Igreja com mais entusiasmo, com maior responsabilidade. Se vê cumprir o papel da juventude dentro da nossa Igreja e, quanto a isso, nós estamos de parabéns”.

Para a meta junto à juventude do zonal ser alcançada e ter o devido mérito, as paróquias, evidentemente, já devem estar bem antes preocupadas com a organização e a ar culação dos jovens dentro de seus limites. É exatamente essa preocupação que tem, por exemplo, a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Macaíba. A cidade tem presenciado, inclusive, grande índice de mortalidade envolvendo jovens. “Apesar de termos essa dificuldade - que todas as outras paróquias também têm - que não é tanto trabalhar a juventude, mas sim elaborar projetos para termos jovens mais evangelizados, a gente procura, através dos coordenadores das equipes e dos grupos, levar não somente a informação, mas também a dinamização; trabalhar não só a parte espiritual, mas também a doutrinal, com o estudo do Catecismo da Igreja Católica; promover as ‘caravanas da missão’, onde jovens evangelizam jovens... Temos enfrentado dificuldades, mas procuramos atender e entender a nossa juventude, dando conteúdo para que ela possa sair ao encontro de outros jovens”, explicou o pároco, o Pe. Francisco de Assis de Melo Barbosa. Como gesto concreto desta Visita Pastoral, o clero do 12º Zonal, em conjunto, decidiu implantar em todas as paróquias a Pastoral da Sobriedade, visando, primordialmente, a juventude imersa no vício das drogas e do álcool.

Ouça A VOZ DO PASTOR Dr. Sérvulo Pereira Paulino Dr. Fernando José Vieira de Sousa EXAMES Radiologia Geral, Ultra-sonografias: Mamária, Pélvica, Abdominal, com Doppler Colorido, Transvaginal, Mamografia e Densiometria Óssea.

Horário: de 2ª a 6ª - das 7 às 11 h e das 13 às 17 h Av. Alexandrino de Alencar, 915 - Natal-RN Fone: (084) 3213-1442

Programa do Arcebispo

Dom Jaime Vieira Rocha, de segunda a sábado, às 6h15 Rádio Rural de Natal AM 1090

A técnica de enfermagem, Magna Daniella, 25 anos, expressou sa sfação em par cipar da Visita Pastoral ao 12º Zonal. Ela, que mora na cidade de São Gonçalo do Amarante, disse que “é gra ficante essa troca de experiências e de conhecimento com os jovens de outras paróquias, com intuito de fazer uma juventude melhor na nossa Igreja”. O estudante técnico de meio ambiente Artemis Belo, 19 anos, considera o encontro com o Arcebispo um acontecimento muito importante, porque “ele se dispõe a ouvir a voz da juventude, mesmo sabendo que é uma opinião imatura, porém muito válida: desejamos uma Igreja que não se preocupe tanto com as finanças e sim com as relações pessoais, com o processo individual de educação na fé junto a cada jovem, enfim”, disse o jovem, do Conjunto Amarante, em tom de reivindicação. Em meio aos jovens de Macaíba, estava a estudante de nutrição, Janine Félix, 21 anos. Na opinião dela, a Igreja deve estar com a atenção voltada para os jovens afastados pela criminalidade. “É um obje vo não tão fácil... Sabemos hoje que, para se chegar a um jovem, tem que ser de um jeito diferente. Mas, se es vermos verdadeiramente a serviço de Cristo, através do amor que tudo pode mudar, a gente consegue trazer aquele jovem que está na criminalidade e no mundo das drogas para mais perto de Deus. É para mostrar pra ele que não fazemos parte de uma Igreja chata e monótona, mas sim de uma Igreja viva e alegre”. Por fim, representando a juventude paroquial de Santo Antônio do Potengi, testemunhou a jovem advogada Ta ana Almeida, 25 anos. Ela desejou que o protagonismo juvenil, “espelho de Cristo na atualidade”, saísse bastante fortalecido depois do encontro com o Arcebispo. “Estamos aqui e vamos con nuar a par lhar da mesma fé, da mesma vontade de querer manifestar Cristo na vida dos jovens: isso não tem preço”, disse ela, animada. COLÉGIO DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

61 anos educando com ciência e amor Educação Infantil, Fundamental I e II www.cnsfnatal.com.br cnsf.secretaria@hotmail.com financeiro@cnsfnatal.com.br Av. Rodrigues Alves, 646 – Tirol – Natal Fone (84) 3222-2961/ 8765-6214/ 9969-8910


8 - A Ordem

04de maio de 2014

Geral

Festa de São José

Preparação para o matrimônio

Festa do Líbano

A comunidade do Conjunto Bela Vista, na Paróquia do Beato Ambrósio Francisco Ferro, no Planalto, Natal, celebra a festa do padroeiro, São José Operário. Os festejos veram início dia primeiro e terminam neste domingo, 4 de maio. Às 16 horas, haverá procissão com a imagem de São José, pelas principais ruas do bairro. Após a procissão, será celebrada missa, presidida pelo Padre Gen l Pereira.

A Pastoral Familiar, da Paróquia de Santa Clara, no Pitimbu, em Natal, abriu inscrições para o curso em preparação para o Sacramento do Matrimônio. Os interessados devem fazer inscrição na secretaria paroquial, de segunda a sexta-feira, no horário das 14 às 18 horas. O Curso de preparação para o Sacramento do Matrimônio será realizado dia 8 de junho, no salão paroquial.

A Paróquia de São João Ba sta, no bairro de Lagoa Seca, em Natal, celebra festa em honra de Nossa Senhora do Monte Líbano, desde o dia primeiro de maio. A programação dos três primeiros dias constou de celebrações, inves dura de novos Ministros Extraordinários da Eucaris a e jantar de confraternização. Os festejos encerram neste domingo, 4, às 10 horas, com missa solene, presidida pelo reitor do Seminário, Padre José Nazareno.

Artigo

Liberdade de imprensa e desinformação A liberdade de imprensa é um valor importante e condição necessária para uma sociedade democrática, mas não é condição suficiente para a democracia. Por quê? Simplesmente porque, nos últimos 200 anos, vimos a transformação da imprensa em empresa de mercado capitalista, cuja mercadoria é a informação, e cujos interesses estão em jogo com os demais interesses do capital. A liberdade de imprensa deve garantir que os jornais não sofram a pressão dos governos, mas também deveria garantir mecanismos contra a pressão do mercado. Contudo, como as empresas de jornalismo são empresas de mercado, parecem estar no seu habitat natural. Desta forma, como fica a noção de “opinião pública”? Para responder a este aspecto, retomo artigo de Luciano Martins da Costa, publicado no Observatório da Imprensa em 17/04/2014: “poderíamos conversar durante horas sobre o fato evidente de que a maior parte daquilo que é apresentado como ‘opinião pública’ pela imprensa não passa de um retrato instantâneo de certo estado emocional provocado pelo impacto do noticiário. E o noticiário, como sabemos, é definido pelo potencial de espetáculo que cada elemento de informação é capaz de produzir. Assim, um escândalo de

Ouça "A VOZ DO PASTOR" De segunda a sábado, às 6h15, pela Rádio Rural de Natal e por outras emissoras

R$ 10 milhões no âmbito federal é mais valioso do que um malfeito de R$ 100 milhões na instância do município ou do estado, dependendo, é claro, de quem seja o governante da ocasião.” Portanto, o uso político pela imprensa, da “opinião pública”, para defender seus próprios interesses corporativos como sendo de “interesse público”, atacando determinados governantes e poupando outros que lhes oferecem benefícios, direta ou indiretamente, comprometem o exercício da liberdade de imprensa. Assim, vemos transformado o direto de liberdade de imprensa em “liberdade de empresa”, como diz Venício Arthur de Lima, professor aposentado da UNB. Os jornalistas que buscam usar do direito da liberdade de imprensa para produzir informação para a sociedade, independente dos interesses privados ou governamentais, muitas vezes são censurados dentro da própria empresa jornalística, pois tais informações vão contra os seus interesses no mercado. Diante desse quadro nacional, em que a imprensa trabalha com a desinformação como estratégia, como analisa Luciano Martins da Costa, no Observatório da Imprensa, a aprovação do Marco Civil da Internet no Brasil, pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, e a sanção pela presidenta Dilma Rousseff,

Assista "Programa Missão de Cristo" aos sábados, às 10h15 da manhã SimTV - Canal 17 www.bandamissaodecristo.com.br

é um marco fundamental para os novos tempos. Hoje, os próprios leitores de jornais, da mídia digital e da mídia eletrônica, podem fazer um exercício de ampliação, contextualização, avaliação e crítica do processo de desinformação da imprensa brasileira. A garantia da “neutralidade da rede” é algo que agora é oficial no papel, mas os homens e mulheres brasileiros, no exercício de sua cidadania, precisam ficar atentos para fiscalizar a ação das empresas de telecomunicações para que não criem pacotes diferenciados, com preços mais altos para quem publica ou tem acesso a vídeos e arquivos maiores na rede. Nos tempos atuais, o cidadão também produz informação, não somente a imprensa. Desta forma, é preciso garantir também o direito de publicar e de ser lido/acessado/visto de cada um dos cidadãos, sem nenhum tipo de discriminação ou cobrança diferenciada de valores em relação à qualidade da velocidade dos dados. É desta forma que poderemos manter a qualidade da liberdade de imprensa, no exercício cidadão de comentar, qualificar, criticar, mostrar sucessos, contradições e erros da cobertura jornalística. Juciano de Sousa Lacerda Jornalista e Docente do Mestrado em Estudos da

CASA SAGRADA FAMÍLIA ARTIGOS RELIGIOSOS CATÓLICOS EM GERAL AV. FLORIANO PEIXOTO, 381 - LOJA B - TIROL CEP 59020-500 NATAL/RN TELEFAX 84-3211-8646 P o r t r á s d a Ca t e d r a l

Mídia da UFRN

Formando bons cristãos e honestos cidadãos COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ LARGO DOM BOSCO, 335 - RIBEIRA NATAL/RN - CEP 59012-530 FONES: (84) 3211-4220 / 1490 FAX: 3611-1027


9 - A Ordem

Entrevista

04 de maio de 2014

Foto: José Bezerra

Dom Jaime par cipa da 52ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil

A Ordem: Há 52 anos, a CNBB realiza uma assembleia, anualmente, que reúne os bispos de todo o Brasil. O que é essa assembleia? Dom Jaime: A assembleia dos bispos do Brasil é um evento que vem acontecendo há mais de 50 anos. Foi uma conquista para todo o episcopado brasileiro, que serviu até de modelo para outras conferências que foram se organizando. São dez dias de intensa programação, de eventos, de estudos, de aprovação de documentos. É um momento pleno para toda a Igreja do Brasil. Pena que nem todo mundo pode acompanhar. Sempre tem um tema central, que este anoserá o mesmo do ano passado, que já vem sendo estudado. É sobre um novo modo de ser para as Paróquias. Nós sabemos que as Paróquias são instituições bastante antigas, e precisa, sempre mais, se adaptar ao tempo de hoje. Aí nós temos como referência a última conferência dos bispos, em Aparecida (SP), em 2007, como conteúdo teológico, pastoral, institucional, de participação e comunhão. E, agora, nós estamos vendo que é preciso refletir sobre a Paróquia, porque ela precisa se readaptar ao mundo de hoje. Por isso é que o tema central desta assembleia é “Comunidade de comunidades: uma nova Paróquia”. É o que o documento de Aparecida indicou como reflexão profunda, muito objetiva, com um olhar mais direcio-

O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, está par cipando da 52º Assembleia Geral dos Bispos, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e que teve início na úl ma quarta-feira (30). O encontro está acontecendo na cidade de Aparecida (SP), e segue até o dia 09 de maio. O tema central do encontro é “Comunidade de comunidades: uma nova Paróquia”, dando con nuidade aos estudos da assembleia anterior, que teve a mesma temá ca. A programação está sendo desenvolvida com palestras, momento de oração, votações, entre outros. Na úl ma quinta-feira (01), durante a assembleia, foram entregues os Prêmios de Comunicação da CNBB. Para este domingo (04), está programada uma missa solene, às 08h, no Santuário de Aparecida, em honra a São José de Anchieta, canonizado no úl mo dia 03 de abril, pelo Papa Francisco. A celebração será transmi da ao vivo pela TV Aparecida. Antes, no úl mo sábado (03), os bispos par ciparam de um re ro, com o tema “Caminhando na Fé”, com pregação do arcebispo de Chie , em Vasto (Itália), Dom Bruno Forte. Na próxima terça-feira (06), os bispos par ciparão de uma celebração ecumêmica. Nesta edição do jornal A Ordem, conversamos com o arcebispo, que fala sobre o que significa uma assembleia de bispos, além das expecta vas para este encontro. “Eu vejo que esta vai ser uma assembleia bastante dinâmica, e também muito viva, no que diz respeito às análises, tendências e manifestações, que ali vão aflorar, dentro desse contexto atual vivido pelo Brasil”, destaca. nado para a vida da Paróquia, que precisa se readaptar a realidade de hoje. Além desse, outros temas já foram discutidos, como a questão indígena, a questão fundiária, direitos humanos, violência, entre outros. Enfim, é uma gama de assuntos que são debatidos neste encontro. A Ordem: Por muitos anos a assembleia acontecia em Itaici, no município de Indaiatuba, no interior de São Paulo. Há três anos, o encontro passou a acontecer na cidade de Aparecida. Como o senhor vê essa mudança? Dom Jaime: Claro que nós estávamos acostumados com Itaici e era uma referência por mais de 50 anos. Hoje, nós temos uma das maiores conferências episcopais do mundo, com mais de 300 bispos, aí acrescente-se os colaboradores e auxiliares do encontro, então, em Itaici já não tinha mais acomodação para este número de pessoas. Diante do crescimento do episcopado tivemos que procurar um local, e o espaço mais apropriado, que foi consenso de todos os bispos foi Aparecida, até porque é o coração da Igreja do Brasil. O Santuário Nacional de Aparecida é muito sig-

nificativo para todos nós, e por isso nós permanecemos lá 10 dias. Vivemos um tempo memorável de encontros, animação espiritual e também, contando com toda a estrutura e o dinamismo pastoral dos religiosos redentoristas, que nos acolhem muito e proporcionam a transmissão da assembleia pela TV Aparecida. As outras emissoras, como a Canção Nova, Rede Vida e Século 21 também estão na cobertura, e isso é uma coisa muito positiva. A Ordem: Quais as expectativas do senhor para a assembleia deste ano de 2014? Dom Jaime: A expectativa é que trata-se de um ano bastante dinâmico. Certamente teremos bastante discussões sobre o atual momento pelo qual passa o Brasil, ano de eleições, ano da Copa do Mundo, a violência, as situações de incerteza, insegurança, mas tudo isso dentro de um processo normal de dinamismo. Então, eu vejo que esta vai ser uma assembleia bastante dinâmica, e também muito viva, no que diz respeito às análises, tendências e manifestações, que ali vão aflorar, dentro desse contexto atual vivido pelo Brasil.


10 - A Ordem

04 de maio de 2014

Virou notícia

Paróquia homenageou São José Operário

A Paróquia de São João Ba sta, no bairro Lagoa Seca, em Natal, reinaugurou a Igreja de Santo Antônio, dia 11 de abril, com celebração eucarís ca presidida pelo vigário geral da Arquidiocese de Natal, o padre Edilson Nobre. A celebração ainda contou com a par cipação dos arcebispos eméritos de Natal, Dom Heitor de Araújo Sales e Dom Ma as Patrício de Macedo, além de padres da Arquidiocese. A Igreja fica situada na avenida Senador Salgado Filho, em Natal.

O padre José Daniel Nunes, vigário paroquial de São João Ba sta, no bairro Lagoa Seca, em Natal, presidiu missa em ação de graças pela comemoração dos 33 anos de idade, no úl mo dia 29. Na oportunidade, o padre também se despediu da Paróquia para assumir a função de capelão do Exército. A celebração aconteceu às 19h30, na Igreja matriz.

O movimento do terço de São José, da Paróquia de Nossa Senhora das Graças e Santa Teresinha, no bairro Tirol, em Natal, celebrou dia de louvor e homenagem para São José Operário, padroeiro dos trabalhadores, dia primeiro de maio, das 07h às 17h30. A programação contou com louvor, adoração ao San ssimo Sacramento e missa.

Presbitério da Igreja de Santo Antônio

Grupo celebra festa da misericórdia O grupo Frutos de Adoração da Paróquia de Santo Antônio de Pádua, no Parque dos Coqueiros, em Natal, realizou a Festa da Misericórdia, dia 27 de abril, com momentos de louvor, pregação e adoração ao San ssimo Sacramento. A programação aconteceu na Escola Municipal Prof. Waldson Pinheiro.

Fraternidade realiza festa de Páscoa A Fraternidade Católica Éfeso realizou a festa da páscoa para as crianças da comunidade do Leningrado, que fica na divisa entre os bairros Planalto e Guarapes, em Natal, neste sábado, dia 3. A programação contou com oração, louvor e confraternização entre os presentes. Ajude o Seminário de São Pedro através de doações na conta de energia.

Fone: (84) 3615-2819 Fax: (84)3615-2821 campanha@seminario saopedro.org.br

Pe. Daniel será capelão do Exército

CEBI inicia estudo na zona norte O Centro de Estudos Bíblicos (CEBI) realizou a primeira etapa de estudos bíblicos para pessoas do Parque dos Coqueiros, Conjunto Pana s e Vale Dourado, na zona norte de Natal. A primeira etapa aconteceu dia 27 de abril. São oito etapas, sobre o estudo do An go Testamento, acontecendo mensalmente, sempre no quarto domingo. Os interessados em par cipar do estudo, podem obter mais informações pelos telefones: 8898-5118 / 8763-9111.

Touros promove Escola Missionária Cerca de 700 pessoas par cipou da segunda Escola Missionária, da Paróquia do Bom Jesus dos Navegantes, de Touros. A a vidade aconteceu no úl mo dia 27, no Ginásio Irmã Aloísia, e foi assessorada pela Irmã Dayse Camelo, das Irmãs Missionárias Nossa Senhora de Fá ma, de Garanhuns (PE). O estudo é uma preparação para a semana missionária paroquial, prevista para ser realizada em agosto deste ano. "Com a realização dessa segunda Escola Missionária inicia-se a segunda etapa, com o processo de visitação às famílias, incluindo escolas, comércios e locais de trabalho. Os resultados das visitas deverão ser apresentados durante a terceira Escola, marcada para o dia primeiro de junho", comentou o pároco, Padre Edvaldo Brito. Foto: Dione Nascimento

Foto: Estúdio Wanderley Adams

Padre Daniel se despede da Paróquia de São João

Foto: Márcia Nunes

Paróquia reinaugura Igreja

Cerca de 700 pessoas par ciparam da Escola Missionária, dia 27

Viaje ao Canadá, com a Dandara Turismo, de 03 a 13 de agosto de 2014. Visite o Oratório de São José, a Catedral de Notre Dame e a Basílica de Ste Anne de Beaupre. Informações e reservas: (84) 3236-4287 / 3086-3330 www.dandaratour.com

A Ordem Assine, leia e divulgue o jornal da Arquidiocese de Natal Procure a equipe da Pascom, em sua paróquia, ou a coordenação arquidiocesana. Inf.: (84) 3615-2800


11 - A Ordem

04 de maio de 2014

Geral

Fique por dentro Pe. Valdir Cândido de Morais Ecônomo da Arquidiocese de Natal

Resultado da Coleta dos Lugares Santos Paróquias do interior: Nossa Senhora do Rosário - Alto do Rodrigues - R$ 100,00; São José - Angicos - R$ 136,25; Nossa Senhora de Lourdes - Campo Redondo - R$ 100,00; Nossa Senhora do Amparo - Coronel Ezequiel - R$ 115,00; Nossa Senhora da Conceição - Macaíba - R$ 512,85; Imaculada Conceição - Nova Cruz - R$ 695,55; São Francisco de Assis - Pedro Velho - R$ 236,50; São João Batista - Pendências - R$ 100,00; Sagrado Coração de Jesus - Riachuelo - R$ 133,00; São Miguel - São Miguel do Gostoso - R$ 123,45; São Gonçalo - São Gonçalo do Amarante - R$ 122,00; Santana e São Joaquim - São José de Mipibu - R$ 250,00; São Paulo Apóstolo - São Paulo do Potengi - R$ 44,75; Nossa Senhora da Conceição - São Rafael - R$ 372,00; São Bento Abade - Serra de São Bento R$ 38,00; Nossa Senhora da Conceição - Santo Antônio R$ 179,45; Bom Jesus dos Navegantes - Touros - R$ 62,00; São Pedro Apóstolo - Várzea 70,20; Área Pastoral de Nossa Senhora da Conceição - Guamaré - R$ 234,00.

Correio do clero

Parabéns Aniversário natalício: . 04/05 - Pe. Francisco de Assis Lima - Coordenador da Pastoral dos Hospitais e da Pastoral da Saúde . 04/05 - Pe. José Irineu da Silva . 04/05 - Pe. José Mauro da Silva - Diretor dos Colégios Salesianos São José e Dom Bosco . 06/05 - Pe. Mário Gomes - Administrador da Paróquia de São Bento Abade - Serra de São Bento . 06/05 - Pe. Newton Coelho de Oliveira - Vigário Paroquial de Santo Antônio de Pádua Parque dos Coqueiros - Natal . 06/05 - Diác. Ricardo Luiz Cabral de Carvalho - Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - Macaíba . 08/05 - Pe. Gentil Pereira - Coordenador Arquidiocesano da Pastoral da Esperança . 09/05 - Pe. Edilson Soares Nobre - Vigário Geral da Arquidiocese . 09/05 - Pe. Lenilson Silva das Chagas - Administrador da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - Macau . 09/05 - Diác. Severino Pedro dos Santos - Paróquia de São João Bosco - Gramoré - Natal . 10/05 - Pe. Antônio Cassiano da Silva - Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Quintas . 10/05 - Diác. Jessé Alcântara Barbalho Lucas - Paróquia de Nossa Senhora da Esperança - Cidade da Esperança - Natal Aniversário de ordenação: . 05/05 - Pe. Matias Soares - Vigário Episcopal Sul e Pároco de Santana e São Joaquim São José de Mipibu

Colaboração: CONTAB/RN * E-mail: economato@arquidiocesedenatal.org.br

Bianca Noivas e Noivos Decorações e eventos (84)3661-5876 8853-5788 9954-6693 biancanoivas@gmail. com Av. Tomás Landim, 2603. Igapó - Natal-RN biancanoivas.blogspote.

h Viva bem O abacaxi é considerado uma fruta diuré ca, rica em água, além de auxiliar na boa digestão, o que torna uma sobremesa ideal. Que tal fazer um abacaxi grelhado para sobremesa? É uma excelente opção, pois possui baixíssimas calorias, além de ser rica em vitaminas A, B1 e vitamina C Fibras solúveis: Este po de fibra ajuda no controle do colesterol, que é um elemento que pode causar diversos pos de problemas de coração, ou seja, além de uma dieta saudável, o consumo desta fruta pode diminuir os níveis do mau colesterol. Dra. Márcia Roque Braz de Araújo Nutricionista, Natal/RN

Passa tempo Em uma família, há vários membros, como AVÓ, PRIMO, GENRO, CUNHADO e SOGRA. Vamos encontrá-los?

Foto: www.smartkids.com.br

ASSINE O JORNAL A ORDEM

ABASTECENDO NO POSTO, VOCÊ ESTÁ CONTRIBUINDO COM O “SEMINÁRIO DE SÃO PEDRO” - QUALIDADE MUNDIAL SHELL Rua Apodi, 520 - Tirol Vizinho ao Seminário de São Pedro

Procure a equipe da Pascom, em sua Paróquia, ou a coordenação arquidiocesana INFORMAÇÕES: pascom@arquidiocesedenatal.org.br (84) 3615-2800


12 - A Ordem

04 de maio de 2014

Notícias

Formada comissão para pesquisa da história do padre João Maria em vista o processo de bea ficação do sacerdote. A primeira reunião do grupo aconteceu no úl mo dia 25 de abril, no salão de eventos do Centro Pastoral Pio X (subsolo da Catedral Metropolitana).

Es veram presentes o postulador para a causa dos santos da Arquidiocese de Natal, o cônego José Mário de Medeiros; o vice-postulador, o monsenhor Lucas Basta Neto, além dos pesquisadores que ficarão à frente dos trabalhos. Durante o encontro foram distribuídas diversas a vidades entres os historiadores, como o levantamento de dados oficiais acerca do padre João Maria. O padre João Medeiros Filho ficou à frente da assessoria teológica e jurídica e a Irmã Vilma Lúcia, coordenadora do arquivo da Arquidiocese, está conduzindo a parte histórica. Outros encontros estão sendo programados para o andamento das a vidades.

Foto: Luiza Gualberto

Uma comissão composta por 12 historiadores do Rio Grande do Norte foi formada para dar andamento ao levantamento histórico da vida do Padre João Maria Cavalcante de Brito, tendo

Primeira reunião da comissão, realizada dia 25 de abril

A coordenadora da Pastoral da Criança, no Rio Grande do Norte, Marlúzia Maria Pessoa, está na Diocese de Coari (AM). Ela viajou dia 28 de abril e permanece lá até 9 de maio. O objetivo é acompanhar o trabalho desenvolvido pelos missionários leigos da Pastoral da Criança. Nestas duas semanas, Marlúzia, visitará famílias acompanhadas pela Pastoral, além de assessorar momentos de formação para os missionários e agentes da Pastoral. Esta é a terceira vez que a coordenadora potiguar visita a Diocese de Coari. “Nesse trabalho, conto com o apoio do bispo e dos padres de Coari, que participam e colaboram para que ação aconteça, diante

Jovens rezam mil Ave Marias O grupo de jovens Santo Estevão, da Paróquia de Nossa Senhora Mãe dos Homens, de João Câmara, reza mil Ave Marias, neste domingo, 4 de maio. Segundo o integrante do grupo, Josimar do Nascimento, este é o quarto ano em que os jovens se reúnem para viver a devoção à Virgem San ssima. A coordenação do grupo convida toda a comunidade para o momento de oração, que terá início às 9 horas. Mais informações sobre o grupo, no site www.gjse.com.br.

de todas as dificuldades encontradas naquela realidade da Amazônia”, comenta. O Projeto ‘Missionários Leigos’ foi lançado, nacionalmente, pela Pastoral da Criança, em 2004. O objetivo é implantar a Pastoral em municípios onde há mais famílias em situações de pobreza, especialmente em alguns estados das Regiões Norte e Nordeste. Antes de partir em missão, o voluntário passa por uma capacitação. Em uma diocese escolhida pela coordenação nacional da Pastoral, o missionário desenvolverá o trabalho durante 11 meses. Marlúzia Pessoa integra a equipe da coordenação nacional que acompanha o projeto.

Foto: Cacilda Medeiros

Coordenadora da Pastoral da Criança faz missão no Amazonas

Marlúzia Pessoa, coordenadora estadual

Pastoral da Juventude promove Kairós A Pastoral da Juventude, da Paróquia de Santa Rita de Cássia dos Impossíveis, de Ponta Negra, zona sul de Natal, em parceria com outros movimentos da paróquia, promove o terceiro Kairós, dias 9 e 10 de maio, ao lado da Igreja Matriz. Trata-se de um evento aberto a qualquer pessoa e contará com diversas atividades, como louvor, gincana, palestras, apresentação de peça teatral e celebração eucarística. Paralelo à atividade dos jovens, acontecerá o Kairosinho, destinado às crianças. O Santíssimo

Sacramento estará exposto, durante todo o evento, que terá como tema: "Sede perfeitos no amor". A Pastoral da Juventude, da Paróquia de Santa Rita de Cássia dos Impossíveis, de Ponta Negra, realizou, pela primeira vez, o Kairós, em novembro de 2008. Em maio de 2009, aconteceu a segunda edição do evento. Os interessados podem acompanhar os preparativos para o Kairós, através da rede social Facebook, no endereço PJPontaNegra.


A ordem 04 05 2014