Page 4

Estrutura existente Forro de Gesso

Folha de Madeira nos fundos, Madeira de reflorestamento

Alvenaria bloco 14 cm

Pratelrira - Madeira de reflorestamento Folha de Madeira lateral Madeira de reflorestamento

DETALHE A Prateleirada Estante do acervo

Caixilho de Vidro Fixo

DETALHE A escala 1.10

Estrutura Metálica e Orsometal

Corrimão metálico

Placa de Orsometal quadriculadapiso da varanda técnica

Corrimão metálico

Alvenaria bloco 14 cm Base Estante do acervo

Perfil metálico para enrijecimento

Perfil U - fixação da estrutura metálica na alvenaria Forro de Gesso

Placa de Orsometal - apoio trepadeira

DETALHE B

DETALHE GERAL escala 1.25

DETALHE B escala 1.10

Os detalhes à cima são da Fachada principal do projeto em corte. Mostrando o encaixe das passarelas técnicas com piso Orsometal quadriculado com a pele metálica que estrutura a trepadeira, caixilhos e estantes dos livros.

MATERIAIS DE ACABAMENTO

Para a execução do projeto demonstrado a cima algumas considerações técnicas foram levadas em conta no projeto, são elas: • Manteve-se a escada original, bastante interessante, em mármore branco como área central da circulação vertical para o uso do público. Para isto optamos em manter este boco de escadas abertas, de forma a manter a visibilidade dos pavimentos e facilitar o entendimento do espaço. • Ao fundo da edificação, pequenas construções foram demolidas dando lugar a um novo volume para abrigar a caixa de escada de emergência e os sanitários, presentes em todos os pavimentos de forma racional. A escada de emergência atende as normas do Código de Obras de São Paulo, ou seja, uma escada protegida com descontinuidade e local para o Módulo de Resgate do PNE - Portador de Necessidades Especiais. Com essa nova localização facilita-se a saída dos usuários e setorização dos espaços. • Os elevadores, deverão ser substituídos por novos, sem casa de máquinas, afim de se garantir um melhor uso da cobertura-jardim e diminuir a altura final do volume, de acordo com o fabricante precisamos de 4,00 m de altura livre do último pavimento de parada e a laje. Adotamos dois elevadores de até 6 passageiros. • Nas fachadas seguimos a Norma de Compartimentação Vertical exigida pelo Corpo de Bombeiros na IT 9 - Instrução Técnica, mantendo uma distancia mínima de 1,20 m entre as aberturas dos caixilhos com alvenaria.

IMAGEM 04 Vista externa noturna do edificio

Viga I - apoio varanda técnica

Propõem-se que a nova fachada do edifício e também os pisos de todos os pavimentos, a exceção primeiro, sejam revestimentos por cimento queimado pigmentado, levemente esverdeado. No primeiro pavimento ptou-se pelo uso de pedra portuguesa amarelada, afim de se conseguir um espaço fluido, amplo, dando a idéia de uma grande praça, que une área de consulta, atendimento ao usuário e pátio de convívio. Para as prateleiras, postos de trabalho e mesas de estudo sugere-se o uso de madeira de reflorestamento, devidamente tratada contra cupins e demais pragas. A caixilharia proposta para as novas envasaduras e guarda-corpos são metálicas, pintadas em marrom e vedadas por vidros de 8mm de espessura. As portas são do tipo camarão, variando em 2, 3 e 4 folhas, conforme o tamanho dos vãos. Propõe-se também o uso de forro, atualmente inexistente, em gesso, para nivelamento do teto e passagem das novas instalações. Para o fechamento de algumas salas para reunião, estudo e acesso controlado, estabeleceu-se o uso de caixilharia com vidro, procurando-se estabelecer apenas uma barreira física, não visual. QUANTIFICAÇÃO DO ACERVO O projeto atende a demanda solicitada pela edital, de 160.00mil itens, incluindo livros, periodicos e teses, para ampliação do acervo propõe-se o uso dos pavimentos hoje disponíveis no edificio Claudio Lembo.

IMAGEM 05 Vista interna para o vazio central

Concurso biblioteca anexo 4  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you