Page 1

O PROGRAMA Visando atender ao programa solicitado, optou-se pelo sua disposição da seguinte maneira: (infográfico 05 mostrando a disposição do programa nos pavimentos em cores diferentes para cada tipo de uso; destacando o publico x privado, acervo x área de estudo e pisos administrativos.) Subsolo – abriga os ambientes que necessitam de menos luz ou com acesso restrito, tais como: vestiários, copa de funcionários, depósito de materiais de limpeza, enfermaria e também a sala de multimídia. Térreo - espaço amplo e fluído, com um grande eixo central que articula os diferentes usos nele existentes: café, loja de souvenires, sanitários, acesso à biblioteca, bicicletário e auditório. Este merece especial destaque, com capacidade para 70 pessoas, foi pensado como uma praça, um anfiteatro, as pessoas podem se sentar nos degraus ou mesmo no café e assistir a conferências, apresentações e palestras. O acesso à biblioteca propriamente dita será através de um controle único, que assegurará o acesso a todo o acervo. Primeiro pavimento - encontra-se o setor de empréstimo de livros, guarda-volumes computadores com acesso a internet e uma praça de encontro no átrio central, onde podem ocorrer pequenas exposições de trabalhos e área de espera. Do segundo pavimento ao oitavo pavimento - estão localizadas os espaços destinados ao acervo e as áreas de leitura e estudos. Quatro prateleiras piso-teto combinadas formam um volume ortogonal destinado ao abrigo do acervo. Vãos abertos nessas prateleiras asseguram o acesso ao interior do volume: uma ampla sala destinada ao acervo. Tais volumes são distribuídos em diferentes composições em três pavimentos-tipo bases. Esses, por sua vez foram sobrepostos de acordo com as necessidades projetuais, compondo os oito pavimentos destinados ao abrigo do acervo, criando ambientes com diferentes pés-direitos, proporcionando aos usuários uma diversidade de sensações e relações com o espaço. Nono pavimento e o décimo pavimento - área administrativa, abrigando: setor de indexação, aquisição e processamento técnico, reserva técnica, quarenta, diretoria, serviço de encadernação. Cobertura - propõem-se que o telhado em estrutura de madeira, seja substituído por uma laje de concreto, que originará o teto jardim, destinado a contemplação da cidade, ao ócio, a leitura e ao estudo. FACHADA x PLANTA Como dito, os recursos usados na fachada – vegetação e requadros - refletem o programa e consequentemente a planta proposta. Além das aberturas e fechamentos respeitarem as necessidades de luminosidade impostas pelo programa, os vazios são dispostos em duas direções nas diferentes plantas-tipo, buscando-se promover, através do enquadramento da luz a disposição dos usos. Portanto setorizamos da seguinte forma: as áreas sombreadas receberam o acervo, enquanto as áreas mais iluminadas receberam áreas de estar, trabalho e estudo. Com isto, são possíveis espaços dinâmicos, de diferentes dimensões e funções, rompendo-se com a rigidez formal imposta pelas convencionais e monótonas prateleiras encontradas hoje na biblioteca. (infográfico 04 mostrando o volume do edifício destacando os vazios e outro destacando o cheio- os blocos de acervo.)

Administração Convívio Área de Estudo

INFOGRÁFICO 01

INFOGRÁFICO 02

INFOGRÁFICO 03 O CONCEITO A carência de espaços de convívio e de áreas verdes no centro de São Paulo, a relação direta entre planta e fachada e a articulação entre cheios e vazios foram os pontos norteadores do projeto (Infográfico 4 e 5). Na tentativa de trazer o verde em sua exuberância para o edifício, propõem-se que a atual fachada tenha seus vãos alterados, fechados por caixilhos metálicos e vidro, conforme as necessidades do programa proposto e seja recoberta por uma pele metálica do primeiro pavimento a cobertura.(Infográfico 01). Essa pele terá recortes nas regiões em que os usos permitem uma maior incidência solar, enquanto, nas áreas que necessitam de maior sombreamento, o revestimento metálico será recoberto por uma generosa trepadeira, da espécie falsa vinha – Parthenocissus tricuspidata. Visando assegurar fácil manutenção da vegetação, propõe-se que no vão entre a fachada preexistente e a segunda pele indicada, haja passarelas metálicas com cerca de sessenta centímetros de largura, as quais poderão ser usufruídas pelos visitantes, através dos grandes acessos por portas em vidro do tipo camarão.(infográfico 02). A partir dessas premissas, objetiva-se que a fachada seja destoante das demais do entorno, um marco de contemporaneidade para o centro da cidade, trazendo uma dinâmica através da vegetação – a trepadeira sugerida muda de cor e sofre perda de folhas durante o ano – e da sua fachada frontal – ocupada por livros, pessoas e movimento. (Infográfico 03). Já no pavimento térreo, a fachada receberá um tratamento especial: uma das portas laterais foi preservada com o objetivo de destacar a nova entrada a partir do contraste entre os novos materiais propostos e uma solução antiga. No restante da fachada desse pavimento, grandes planos de vidro emoldurados por caixilhos metálicos serão a grande “vitrine” da biblioteca, fazendo um convite à entrada.

Acervo Atendimento

Faculdade de Direito

O CONTEXTO O edifício “Anexo IV”, objeto desse projeto de requalificação, encontra-se no coração do centro da cidade de São Paulo, área de grande importância histórica, que abriga uma série de edifícios de valor arquitetônico inestimável. Bastante consolidada, a região é marcada por edifícios altos, sem recuos, de materiais brutos, e por vias estreitas, que tornam a paisagem local monolítica e inóspita, apesar das diferentes épocas e tipologias lá encontradas.

Escola de Comércio Alvarez Penteado

Edificio Anexo 4

Catedral Metropolitana Sé IMAGEM 01 Vista externa do edificio INFOGRÁFICO 04

INFOGRÁFICO 05 - Vazios

Diante desse panorama, propõem-se um projeto de revitalização que colabore para a preservação da envoltória das construções históricas localizadas na região, como a Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, a Igreja de São Francisco de Assis, a Escola de Comércio Alvarez Penteado, a Catedral Metropolitana da Sé, através da manutenção do gabarito, limites do lote e visuais do edifício. Em contrapartida, objetivou-se oferecer um projeto inovador, de linguagem contemporânea, que atenda de maneira eficiente e aconchegante os usuários da nova biblioteca.


Pergolado Metálico Jardineira Superior

RUA SENADOR FEIJÓ

1 1

Escada de Emergência Caixa D´água

1

Espaço do Ócio Serviço de Encadernação

2 4

4

3

Escada de Emergência

WC

Escada de Emergência

WC

Serviço de Aquisação/ Indexação/ Proc. Técnico

3

2

2 5

3

Acervo

Acervo Área Estudo

Escada de Emergência

Área Estudo

Acervo

WC

5 Escada de Emergência

4

Escada de Emergência

6

WC

Área Estudo

Área Estudo

Acervo

Área Estudo Acervo

WC

5 7

LEGENDA:

7

1. Vestiário Feminino 2. Vestiário Masculino 3. Copa dos Funcionários 4. Enfermaria 5. DML 6. Sala de Multimidia 7. Palco Auditório 8. Jadim 9. Guarda de Cadeiras 10. Casa de Máquinas 11. Escada de Emergência 12. WC

8

9 12

11

10

6

Escada de Emergência

LEGENDA:

LEGENDA:

1. Acesso principal 2. Souvenir 3. Controle Biblioteca 4. Bicicletário 5. Auditório 6. Café 7. Cozinha do Café 8. Vazio 9. Teto Verde 10. Escada de Emergência 11. WC 12. WC PNE

1. Varanda 2. Balcão de Atendimento 3. Sala de Administração 4. Praça de Convivio 5. Terminais de Consulta 6. Guarda-Volumes 7. Escada de Emergência 8. WC

11

8

12

Escada de Emergência

1

1

WC

Área Estudo

Acervo

Acervo

Guarda Volumes/ Terminais de Consulta

WC

Balcão de Atendimento

Praça de Convivio

Jardineira Inferior

WC

Acesso Principal

Café

Área de Estar

Sala de multimidia

DML

Hall Funcionários

Calçada

Vestiário

CORTE AA

2

3

3

Acervo

WC

7

Escada de Emergência

2

Área Estudo

Área Estudo

Saída de Emergência

1

Acervo

PLANTA 1º PAVIMENTO

PLANTA TÉRREO

PLANTA SUBSOLO

Escada de Emergência

8

9

10

Escada de Emergência

6

WC

Área Estudo

2

3 2 2

4

4

5

5 2 3 3 4

3

3

LEGENDA:

LEGENDA:

LEGENDA:

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC

7

6 PLANTA 2º PAVIMENTO

3

7

6 PLANTA 3º PAVIMENTO

2

7

6 PLANTA 4 º PAVIMENTO

IMAGEM 02 Vista interna do térreo


1

1

1 2

2

3

3 Administração

2

2

5

Acervo

4

2

5

Área de Estudo

5

3

4

3

3

3

3

LEGENDA:

3

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC

6 2

3

Área de Estudo

LEGENDA:

LEGENDA:

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC

6

7

Acervo

legenda: 6

Laje adicionada Laje demolida Parede demolida

7

7

Área de Convívio

Parede adicionada

7

Acesso Biblioteca

PLANTA 5º PAVIMENTO

PLANTA 6º PAVIMENTO

PLANTA 7 º PAVIMENTO

Acesso Controlado

INFOGRÁFICO 06 O Edifício “Anexo IV” não se apresenta adequado a implantação de uma biblioteca, devido a excessiva quantidade de paredes, as quais inviabilizam o posicionamento do acervo de modo agradável e interessante e ainda, ao pé-direito baixo. Tais fatores, somados a ausência de características relevantes do ponto de vista histórico-arquitetônico da edificação, propiciaram o desenvolvimento um amplo processo de revitalização. Para tanto, optou-se pelo demolição de uma série de fechamentos, por abrir-se vazios nas lajes e pela criação de um volume de circulação e escada de emergência. Assim, é possível assegurar-se uma melhor ventilação e iluminação da edificação, com pés-direitos mais generosos e espaços mais fluidos, quebrando-se com a monotonia e rigidez formal hoje existentes.

1

1 3

Circulação

DML

Refeitório Funcionários

CORTE BB

2

3 2

2

4

5

1 4

5

8

3

6 3 4 LEGENDA:

LEGENDA:

1. Varanda 2. Área de Estudo 3. Acervo 4. Atendimento 5. Vazio 6. Escada de Emergência 7. WC 8. Reserva Técnica

1. Varanda 2. Sala de Reunião 3. Diretoria 4. Serviço de Aquisição/Indexição/Processo Técnico 5. Vazio 6. Serviço de Encadernação 7. Quarentena 8. Escada de Emergência 9. WC

6

7

PLANTA 8º PAVIMENTO

PLANTA 9º PAVIMENTO

LEGENDA:

7

9

1. Pergolado 2. Praça Frontal 3. Cobertura translúcida 4. Espaço do Ócio 5.Caixa D´água 6. Escada de Emergência

8

5

6 COBERTURA

IMAGEM 3 - PÁTIO INTERNO LOCALIZADO NO PRIMEIRO PAVIMENTO


Estrutura existente Forro de Gesso

Folha de Madeira nos fundos, Madeira de reflorestamento

Alvenaria bloco 14 cm

Pratelrira - Madeira de reflorestamento Folha de Madeira lateral Madeira de reflorestamento

DETALHE A Prateleirada Estante do acervo

Caixilho de Vidro Fixo

DETALHE A escala 1.10

Estrutura Metálica e Orsometal

Corrimão metálico

Placa de Orsometal quadriculadapiso da varanda técnica

Corrimão metálico

Alvenaria bloco 14 cm Base Estante do acervo

Perfil metálico para enrijecimento

Perfil U - fixação da estrutura metálica na alvenaria Forro de Gesso

Placa de Orsometal - apoio trepadeira

DETALHE B

DETALHE GERAL escala 1.25

DETALHE B escala 1.10

Os detalhes à cima são da Fachada principal do projeto em corte. Mostrando o encaixe das passarelas técnicas com piso Orsometal quadriculado com a pele metálica que estrutura a trepadeira, caixilhos e estantes dos livros.

MATERIAIS DE ACABAMENTO

Para a execução do projeto demonstrado a cima algumas considerações técnicas foram levadas em conta no projeto, são elas: • Manteve-se a escada original, bastante interessante, em mármore branco como área central da circulação vertical para o uso do público. Para isto optamos em manter este boco de escadas abertas, de forma a manter a visibilidade dos pavimentos e facilitar o entendimento do espaço. • Ao fundo da edificação, pequenas construções foram demolidas dando lugar a um novo volume para abrigar a caixa de escada de emergência e os sanitários, presentes em todos os pavimentos de forma racional. A escada de emergência atende as normas do Código de Obras de São Paulo, ou seja, uma escada protegida com descontinuidade e local para o Módulo de Resgate do PNE - Portador de Necessidades Especiais. Com essa nova localização facilita-se a saída dos usuários e setorização dos espaços. • Os elevadores, deverão ser substituídos por novos, sem casa de máquinas, afim de se garantir um melhor uso da cobertura-jardim e diminuir a altura final do volume, de acordo com o fabricante precisamos de 4,00 m de altura livre do último pavimento de parada e a laje. Adotamos dois elevadores de até 6 passageiros. • Nas fachadas seguimos a Norma de Compartimentação Vertical exigida pelo Corpo de Bombeiros na IT 9 - Instrução Técnica, mantendo uma distancia mínima de 1,20 m entre as aberturas dos caixilhos com alvenaria.

IMAGEM 04 Vista externa noturna do edificio

Viga I - apoio varanda técnica

Propõem-se que a nova fachada do edifício e também os pisos de todos os pavimentos, a exceção primeiro, sejam revestimentos por cimento queimado pigmentado, levemente esverdeado. No primeiro pavimento ptou-se pelo uso de pedra portuguesa amarelada, afim de se conseguir um espaço fluido, amplo, dando a idéia de uma grande praça, que une área de consulta, atendimento ao usuário e pátio de convívio. Para as prateleiras, postos de trabalho e mesas de estudo sugere-se o uso de madeira de reflorestamento, devidamente tratada contra cupins e demais pragas. A caixilharia proposta para as novas envasaduras e guarda-corpos são metálicas, pintadas em marrom e vedadas por vidros de 8mm de espessura. As portas são do tipo camarão, variando em 2, 3 e 4 folhas, conforme o tamanho dos vãos. Propõe-se também o uso de forro, atualmente inexistente, em gesso, para nivelamento do teto e passagem das novas instalações. Para o fechamento de algumas salas para reunião, estudo e acesso controlado, estabeleceu-se o uso de caixilharia com vidro, procurando-se estabelecer apenas uma barreira física, não visual. QUANTIFICAÇÃO DO ACERVO O projeto atende a demanda solicitada pela edital, de 160.00mil itens, incluindo livros, periodicos e teses, para ampliação do acervo propõe-se o uso dos pavimentos hoje disponíveis no edificio Claudio Lembo.

IMAGEM 05 Vista interna para o vazio central

Concurso biblioteca anexo 4  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you