Page 142

BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO

Introdução Por que o interesse pelos desfiles das escolas de samba? Para melhor justificar a minha vontade de desenvolver um projeto a partir deste tema é preciso entender a minha relação com o carnaval, em especial com as escolas de samba. O meu interesse começou em 2015 após presenciar os encantos e magias das agremiações no Sambódromo do Anhembi. Foi um momento único e intenso que me despertou uma imensa curiosidade. Como os desfiles eram pensados? Como as fantasias e alegorias eram produzidas? O que representava cada um daqueles elementos e como eles se articulavam? Para responder algumas dessas questões, passei a frequentar as quadras das comunidades e acompanhar mais de perto os trabalhos que eram feitos. Participei das principais atividades que antecedem os desfiles: lançamento do enredo, escolha do samba, apresentação das fantasias, ensaios técnicos, entre outros. Cabe destacar que em paralelo a esses eventos, há um gigantesco trabalho durante o ano com profissionais de diferentes áreas para que o carnaval aconteça. Um dado do Censo Samba Paulistano de 2012 (2012), realizado pelo Observatório do Turismo da cidade de São Paulo, destaca que para que os enredos das escolas de sambas do grupo especial do São Paulo fossem apresentados de acordo com o esperado foram gerados mais de mil novos empregos, entre aderecista, marceneiro, aramista, escultor, pintor, decorador e etc; com uma média de 186 profissionais por agremiação. Na medida que fui conhecendo mais sobre os processos criativos e organizacionais que estavam por trás das produções e também o papel social das agremiações, minha paixão e admiração cresceram. Diante disso, desperta um enorme desejo de unir esses sentimentos ao meu projeto de conclusão de curso. Iniciei os estudos e posteriormente surge a seguinte inquietação: pelo fato de estar mais próximo das escolas e também de pessoas ligadas ao mundo do samba fez com

eu tivesse acesso aos

bastidores das apresentações; entretanto, de uma maneira geral, o público que quiser conhecer e se aprofundar mais sobre o assunto, não encontrará um espaço dedicado a expor os trabalhos e processos artísticos e criativos desenvolvidos antes, durante e após os desfiles. A partir dessa percepção comecei a pesquisar sobre o que poderia ser esse local: um centro cultural, um espaço expositivo fixo ou itinerante, ou até mesmo um museu; e onde seria implantado. Após novas investigações, descubro que está previsto na Fábrica do Samba a criação de um museu destinado às escolas. Ao entrar em contato com a LIGA, responsável pelo complexo, é informado que o

L3

Patrimônio Arquitetônico e Urbano

projeto do mesmo não havia sido definido. Assim, atendendo a demanda pré-existente, proponho como produto final o desenvolvimento do Museu das Escolas de Samba de São Paulo. Este museu tem como objetivo além de apresentar todo o processo que compõe os desfiles, será também responsável em manter e preservar a memória das antigas manifestações que aconteciam antes da formação das escolas de samba. Três projetos foram importantes para o desenvolvimento do projeto arquitetônico: o edifício administrativo SAP Global Service Center pela sua resolução estrutural, o edifício corporativo Rouxinol e as Residências em Alcácer do Sal pelo caráter compositivo das suas fachadas. Proposição

140

Profile for ARQLAB SENAC

Revista do TCC 2019_1  

Revista dedicada à publicar, em forma de ensaios, os trabalhos de conclusão de curso dos alunos de Arquitetura e Urbanismo do Centro Univers...

Revista do TCC 2019_1  

Revista dedicada à publicar, em forma de ensaios, os trabalhos de conclusão de curso dos alunos de Arquitetura e Urbanismo do Centro Univers...

Advertisement