Issuu on Google+


Academia Competition Higienópolis, Lembro de quando esse termo academia começou a circular por aqui. Era final dos anos 70 e quase nada existia como tal, algumas casas ou galpões começavam a se adaptar à nova era da prática esportiva em grupo. Minhas experiências como freqüentador desses primeiros espaços era bastante limitada, como a própria proposta esportiva. Em 83, fui convidado a projetar, creio, a primeira academia de ginástica construída para esse fim em São Paulo. Deixaríamos de lado as adaptações mal feitas em imóveis sem qualquer vocação, para iniciarmos na cidade a nova onda, que logo se tornaria um mercado extremamente abrangente. Assim nasceu a Competition. O terreno resultava da demolição de um velho casarão em Higienópolis, que apesar da característica predominantemente residencial, apresentava nesse ponto já grande diversidade de serviços. Lembrar de tudo isso agora, nessa ocasião em que a Competition comemora seus 21 anos de atividade e se estabelece, com a maioridade conquistada, como uma das melhores academias da cidade, certamente, me enche de orgulho. Não tomo como meu o mérito exclusivo de tanto acerto, mas da parceria que nasceu na ocasião, onde eu, respondendo pelas questões de arquitetura(em seu pleno significado), e os proprietários, engenheiros de formação, todos obcecados por qualidade, lentamente, nos vimos comprometidos com esse trabalho que até hoje perdura. Não houve um único ano, nesses 21, que eu não tenha trabalhado pela academia e é desse compromisso que quero falar.

3

1 Competition Oscar Freire 2 Competition Higienópolis 3 Competition Paulista

2

1

2


Hoje reinauguramos essa Competition Higienópolis, duas outras já surgiram nessas duas décadas(além da sede administrativa), e com mais experiência e mais recursos pude trabalhar nesses projetos e vê-los realizados, com muito mais tecnologia. Consequentemente, tanto a unidade Oscar Freire quanto a Paulista já nasceram quase “famosas”. Para meu deleite, esses dois projetos tiveram sua arquitetura amplamente divulgada, o que, pelo público que essa veiculação atinge, me trouxe sempre muito prestígio... Mas a pioneira prosseguia no semi-anonimato arquitetônico. Uma grande ampliação aconteceu há alguns anos, garantindo melhor fluxo interno e ampliando atividades. Externamente, porém, pouco se modificou. A obra, que agora festejamos, foi mais radical e traz à fachada toda a modernização interna que pretendíamos comunicar. Obras de intervenção nunca foram simples, se tratando de logística com os espaços em funcionamento, ainda menos. Porém, as etapas que se sucederam e a maestria com que foram executadas surpreenderam até mesmo seus freqüentadores, que, pouco a pouco, foram se dando conta da nova academia que estavam recebendo. As fotos falam melhor do projeto, e uma visita ao local certamente ilustrará as razões para tanto festejo, mas é de relação de trabalho que quero continuar falando.


2 Muito vi sair de meu escritório nesses 25 anos de atividade. Nunca fiz, de fato, distinção entre projetos mais ou menos estimulantes, todos na realidade o são. Mas nenhum outro, como esse Projeto Competition, me trouxe tantos ensinamentos ao longo da carreira. Aprendizado em vários aspectos: o primeiro, com certeza, se deu na relação respeitosa e de mútua admiração, consolidada nesses anos, entre contratante e contratado.

Isso não é tão comum e o restante surgiu daí. Muito foi experimentado, muito foi testado, materiais foram pesquisados, desenhos foram feitos ilimitadamente, profissionais foram solicitados ao extremo, cores e formas discutidas incessantemente... Mas nada se tornou exaustivo, injustificado ou desperdiçado. Tudo se estabeleceu como processo natural de evolução de uma idéia nascida há muito. Não houve vários projetos, existe apenas um. Não houve contratações isoladas, mas uma parceria que extrapola o próprio escopo do trabalho de projeto. Existe confiança mútua no trabalho pretendido.

visite

www.arqdonini.com.br


arte e fotografia: Francisco Zelesnikar fzelesnikar@arqdonini.com.br

ficha

ARQDONINI r. groenlândia 54 são paulo sp 01434 000 tel/fax 11-3887 7866

É importante, sim, escrever sobre isso. Nesse momento em que a arquitetura se tornou matéria tão abstrata, não só pelos resultados insípidos, mas sobretudo pela dispersão de seus conceitos básicos e pela fragilidade que se tornou corriqueira nas contratações de seu conteúdo, é fundamental celebrarmos tantos anos de prestação prazerosa de serviços. A maioridade profissional da Competition é continuamente avaliada por seus alunos e a minha me enche de entusiasmada responsabilidade. Não é fácil ser arquiteto, mas é extremamente gratificante podermos olhar para a própria trajetória e ver que ela se confunde com a de obras e empresas que fizeram diferença nessa cidade. Parabéns Competition, que tenha muitos anos mais de vida. Marco Donini abril de 2005 mdonini@arqdonini.com.br



ARQrevista 02