Page 80

para a indústria. A expulsão e o empobrecimento do homem do campo pelo cercamento27 das terras comunais geram a massa dos “servos sem senhores” do campo. A estrutura social do campo é alterada, passando a ser organizada em três grupos: o dos proprietários de terra, os arrendatários prósperos e o trabalhador sem terra (“livre”): Em primeiro lugar, havia vadios, vagabundos e mendigos, que perambulavam pelos campos, às vezes em busca de emprego, porém mais freqüentemente como refugos para quem não havia lugar numa sociedade em transformação econômica e em rápida expansão demográfica. A necessidade de economizar induzia os lordes a reduzirem a quantidade de seus domésticos; a procura do lucro produzia a expulsão de alguns ocupantes de terra que exploravam e a compra dos direitos de outros. As flutuações do mercado têxtil nesses primórdios do capitalismo trouxeram riqueza a uns poucos felizes e ruína a muitos outros. Os ineficientes e infelizes vagavam pelas estradas. (HILL, [1972], 1987 p.57).

Os mais desprovidos são conhecidos como os “sem camisas”. Apesar de algumas instituições de auxilio socorrerem a população carente e de grande parte deles ser isenta das tributações, suas condições de vida são marcadas pela privação. O povo comum (os chamados “sem camisas”, descamisados, como os chamou um irado realista) teve uma participação inusitada nas eleições para os dois Parlamentos de 1640, votando contra a corte – e muitas vezes exibindo também um elemento de hostilidade de classe. (HILL, [1972],1987 p. 39). Apesar da grande maioria da população viver perto ou abaixo da linha da pobreza, ela não constitui um grupo determinante ao movimento possivelmente por não estar envolvido diretamente nas questões políticas ou religiosas ou, ainda, pelo assistencialismo: O que nos interessa é que a existência de uma vasta população em sua maior parte vivia bem perto ou mesmo abaixo da linha da pobreza, pouco influenciada por ideologias religiosas ou políticas, porém constituía a matéria mais adequada para formar o que, na última parte do século XVII, seria chamado de “população”. (HILL, [1972], 1987 p. 57).

Nas cidades, a ascensão social e política são características dos mercadores e da elite mercantil – grupos cuja riqueza e poder aumentam rapidamente: Com o passar do tempo o

27

A apropriação das terras comunais, na maioria das vezes, conta com o apoio do Parlamento e com a omissão da Coroa: Paralelamente a esta transferência houve uma reorganização dos direitos de propriedade, graças à qual, com os cercamentos tanto dos campos incultos quanto dos campos comuns, sempre mais terra foi parar em mãos privadas.

80

Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  
Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  

A criação da Revista ARQCHRONOS – arquitetura em patrimônio – é um pólo de troca e de ação crítica relacionado a área de Patrimônio Arquitet...

Advertisement