Page 29

1 SOBRE PATRIMÔNIO

Só o que se move pode repousar....Quando o repouso inclui movimento, nesse caso pode haver um repouso que é uma recolecção interior do movimento e, portanto, suprema mobilidade, supondo que o tipo de movimento exige tal repouso. É precisamente deste tipo a quietação da obra repousada em si mesma. (HEIDEGGER,1937)

1.1 PATRIMÔNIO – A CRIAÇÃO DO HUMANO7

Com o objetivo de falarmos sobre a relação entre patrimônio cultural e estratégias de comunicação delimitaremos a idéia de patrimônio cultural adotada nesse trabalho de forma a que se possa encaminhar os desdobramentos da temática proposta. Inicialmente é importante distinguir, mesmo que de forma breves, a diferença entre cultura e tradição uma vez que as nuances entre essas noções são sutis, permitindo entendimentos e usos muitas vezes equivocados em relação ou em lugar da palavra patrimônio. Ademais, considerando que a existência de um bem no tempo resulta, em grande parte, do valor que possui como é e por quem é valorado na história, propomos fazer uma rápida incursão sobre as relações entre valores, existência (enquanto preservação) e patrimônio cultural. Ao relacionarmos o patrimônio às estratégias de comunicação fundadas na dramaticidade dos ritos de passagem, que desconhecem a autenticidade, a passagem do

7

Esse subtítulo tem, intencionalmente, dois sentidos: um deles refere-se à idéia de que o patrimônio é uma criação do homem; o outro é que o homem, também, é fruto do patrimônio, das coisas do mundo.

29

Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  

A criação da Revista ARQCHRONOS – arquitetura em patrimônio – é um pólo de troca e de ação crítica relacionado a área de Patrimônio Arquitet...

Advertisement