Page 187

Além disso, a falta de uma estrutura clara nas atribuições e no gerir a cidade, o tecido urbano e os bens patrimoniais, a superposição nas esferas hierárquicas governamentais, também pode ser tomado como espaço para polêmicas criando “abertura” no uso e gestão do acervo cultural.70 É indiscutível a importância desses bens para o “inteiro” coletivo, em perpétua construção e que eles tornam-se e são “reapropriados” e ressignificados por diferentes grupos e elites como estratégia de construção e legitimação de ideologias. Num contexto de esvaziamento do espaço público, corre-se mais o risco do seu juízo de valor ser condicionado e dependente exclusivamente das dinâmicas de mercado e/ou estratégias políticas, contrariamente ao seu valor historicamente construído, fruto das relações societais e culturais de (agentes produtores reais) e constitutivos da “condição humana”. É nesse sentido que as políticas e os usos dos patrimônios culturais só se constituem como políticas ao garntir proteção desses bens frente à ameaça do consumo de massa, do seu esvaziamento de sentido, distanciamento do local e/ou espetacularização – fenômenos que possivelmente colocam em risco a aura desses bens e conseqüentemente a perda do seu valor real e autêntico e essencial. Ao mesmo tempo a apropriação e privatização desses bens segundo intenções particulares podem representar e favorecer, mais ainda, o encolhimento e a credibilidade do espaço público. Nesse sentido, faz-se urgente o repensar as políticas patrimoniais, a legislação vigente, reconhecendo a importância das dinâmicas atuais e permitindo a gestão desses bens comprometida com a manutenção desse patrimônio enquanto monopólio patrimonial estratégico as políticas públicas, ao campo da política e ao espaço público. Ou seja, cabe pensar a gestão desses bens não apenas como urgência a conservação e sim pensá-los como

187

Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  
Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  

A criação da Revista ARQCHRONOS – arquitetura em patrimônio – é um pólo de troca e de ação crítica relacionado a área de Patrimônio Arquitet...

Advertisement