Page 18

patrimônio) ou políticas públicas, objetivando gerar dados e fatos que possam ser explorados positivamente por suas estratégias de comunicação, permitindo que a opinião pública seja “trabalhada” de forma a obter resultados favoráveis. Em outras palavras, permite que a população, de uma forma geral, receba “boas” notícias – favoráveis- e informações sobre a participação e execução governamental e empresarial no que diz respeito à manutenção e preservação do patrimônio cultural e artístico. Esse processo de transformação e transfiguração da gestão e promoção da produção cultural, assim como da gestão urbana, pode implicar mudanças significativas das diversas relações entre a cidade e seus habitantes. Se, por um lado, essas parcerias e incentivos podem permitir e suprir a carência do financiamento público e estimular os investimentos na área da cultura, possibilitando que a cidade e seus espaços sejam mantidos como elementos de identidade e referência de grupos locais, permitindo e subsidiando a expressão da cultural local, por outro lado, essa condição, juntamente com as necessidades de gestão de “imagem” (quer empresarial, quer governamental), pode direcionar ou, em alguns casos, subordinar as intervenções patrimoniais aos interesses exclusivamente comunicativos e mercadológicos, fazendo com que o próprio tecido urbano, a cidade e suas apropriações sejam descaracterizadas e alteradas para atender a essa nova dinâmica da construção das imagens e aos interesses particulares. É sobre esse ponto de vista, da conversão dos interesses e sentidos do uso do patrimônio nas estratégias comunicacionais que essa monografia se debruça. Ou seja, ela se constitui numa tentativa de saber como o patrimônio cultural e artístico pode ser inserido e reapropriado pelas estratégias de comunicação dos setores público e privado. Busca demonstrar que, na sua grande maioria, essas práticas em lugar de se constituírem um real comprometimento e restauração desses bens, muitas vezes reconhecendo a importância e o 18

Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  
Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  

A criação da Revista ARQCHRONOS – arquitetura em patrimônio – é um pólo de troca e de ação crítica relacionado a área de Patrimônio Arquitet...

Advertisement