Page 138

meta da ação de construir. No entanto este “construir” não se restringe a um meio para o “habitar”. Ao contrário, a palavra antiga baun (construir) significa também proteger e cultivar, cuidar do crescimento, no sentido de proteger e salvaguardar. A maneira como tu és e eu sou, o modo segundo o qual somos homens sobre essa terra é Buan, o habitar. Ser homem, diz: ser como um mortal sobre essa terra. Diz: habitar. A palavra antiga bauen (construir) diz que o homem é na medida em que habita. (HEIDEGGER, 1997 [1954], p.127)

E, ainda: No sentido de habitar, ou seja, no sentido de ser e estar sobre a terra, construir permanece, para a experiência cotidiana do homem, aquilo que desde sempre é, como a linguagem diz de forma tão bela “habitual”. Isso esclarece porque acontece um construir por detrás de múltiplos modos de habitar, por detrás das atividades de cultivo e edificações. (HEIDEGGER, 1997 [1954], p.127)

Ou seja, atualmente adotamos palavras distintas, mas que na realidade permeiam mutuamente os seus sentidos e significados: o habitar é o fim do construir e, ao mesmo tempo, habitamos na medida em que construímos. Ou, ainda, podemos sugerir que se constrói para habitar e se habita construindo. A cidade é, assim, como já havia sido sugerido, o habitar da humanidade. O entendimento da cidade requer sua compreensão enquanto arquitetura e como berço de uma infinidade de relações complexas e forças distintas. Ela é o “lugar” ou o “habitar” ou campo que abriga as inúmeras relações, estruturas e “jogos” sociais, econômicos, políticos e culturais. Continuando a tentativa de desvelar a dimensão midiática da cidade é importante resgatar a afirmativa de Walter Benjamim, [1935], ao falar sobre o “interior”. Segundo ele, Habitar é deixar rastros. Nesse sentido, a cidade, enquanto habitar da humanidade deixa “rastros” e, assim, constitui-se ao mesmo tempo como mensagem e meio de comunicação de si mesma. Nesse sentido, a cidade também possui uma dimensão midiática: esta é a idéia de cidade-mídia. Ou seja, através da análise da arquitetura e da avaliação da organização dos espaços, das dimensões, do tratamento estético, do estilo, da escolha de tecnologia e técnicas de 138

Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  
Revista ARQCHRONOS - Arquitetura em Patrimonio  

A criação da Revista ARQCHRONOS – arquitetura em patrimônio – é um pólo de troca e de ação crítica relacionado a área de Patrimônio Arquitet...

Advertisement