Issuu on Google+

Edição Única

REVISTA COMEMORATIVA JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO MANTENA MG


“Um planta, o outro rega, mais é Deus que faz crescer.”

(Cfe. 1Cor. 3,6)

A existência humana, seus mistérios e suas possibilidades acontecem e se desenvolve com a relação com o tempo e um espaço que vão se estabelecendo como referências permanentes dos acontecimentos que formam a história sem percebermos que somos seus protagonistas. Alguns transcendem os seus limites e assim vão se destacando pelo que são e pelo que fazem.

Nesta dinâmica do ser e agir humano as instituições se constituem como que a referência básica para a perpetuação das pessoas, suas realizações e acontecimentos. É nesta perspectiva que quero referir aos 70 anos da Paróquia Santo Antônio constituindo assim o espaço de Deus na cidade dos homens.

Se olharmos para estes 70 anos o seu contexto sócio histórico e eclesial vamos nos dando conta de que se trata de uma Celebração que, ao voltarmos ao tempo, vai coincidir com outras referências históricas vividas por nós desta igreja e assim podemos chegar a conclusão de que vivemos em uma época de colheita das sementes que foram plantadas e regadas por tantos de nossos antepassados que construíram esta Paróquia.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

2

Por tanto hoje somos responsáveis por cuidar e plantar as sementes que as nossas futuras gerações irão colher. Que todas as nossas Comunidades, Pastorais, Grupos e Movimentos sejam portadores de uma única verdade de que o Senhor Jesus ele nos salva e nos chama a testemunhar nossa fé nele e a viver no exercício da Misericórdia, da Caridade e da Oração. Quero aqui agradecer a todos os Padres, Agentes de Pastorais que aqui trabalharam e trabalham com muita seriedade, zelo e dedicação e elevar minhas Preces a Cristo Bom Pastor que fortaleça a todos nós que estamos no serviço de Evangelização. Suplicando a intercessão de Santo Antônio desejo que este 70 anos de nossa Paróquia seja para nós um tempo de renovação e esperança para vivência da fé o testemunho Cristão.

Pe. Aurildes de Sousa Sena PÁROCO

...vivemos em uma época de colheita das sementes que foram plantadas e regadas por tantos de nossos antepassados que construíram esta Paróquia...


Setenta anos de Vida Cristã Parabéns, meus irmãos, continuem �irmes nesta trajetória, precisamos passar pelo deserto, experimentar as noites escuras e subir as montanhas, pois são nestas situações que os profetas e profetizas são forjados.

A presença dos nossos queridos irmãos Capuchinhos, tendo como pilares Frei Gaspar e Frei Inocêncio e tantos bons padres. Hoje nosso querido irmão Pe. Aurildes com sua honestidade, �irmeza, coragem, verdade e entrega total a serviço de nossas comunidades, onde os Conselhos são ouvidos.

Nossas irmãs Franciscanas do Senhor, no Lar Santo Antônio com nossos 40 idosos e nossa Creche Casulo com 100 crianças assistidas e amadas.

Quantos irmãos nossos mergulharam mais profundamente no conhecimento de Jesus Cristo e na vida cristã através dos Cursos de Formação.

Tantas e tantas outras atividades aconteceram. Estão todas estas obras presentes no Coração de nosso Deus.

Pelo passado nosso agradecimento, pelo futuro nossa esperança e pelo presente nosso grande amor.

Meus estimados irmãos e irmãs, nada de medo, pois nosso Deus caminha com todos vocês.

Peço a Deus, nestes 70 anos, que o Senhor conceda a vocês tudo aquilo que em minha pobreza somente consigo desejar.

Abraço fraterno deste irmão mais velho que muito os estima e admira,

+Aloísio Vitral BISPO DIOCESANO DE TEÓFILO OTONI

3 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

...precisamos passar pelo deserto, experimentar as noites escuras e subir as montanhas, pois são nestas situações que os profetas e profetizas são forjados...

Fico pensando comigo mesmo: quantos trilhões de sentimentos; orações e preces; almas lavadas e perdoadas; acolhimentos de anúncio da Palavra; Celebrações Eucarísticas; gestos de caridade e acolhimento dos pobres e machucados, famílias que se iniciaram, idosos e doentes que encontraram a consolação e o abrandamento do coração; que passaram por esta 28 comunidades e nossa linda Matriz de Santo Antônio


JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

Pa San

4


aróquia nto Antônio

Histórico

de Evangelização A nossa história começou assim: No ano de 1928, Frei Gaspar de Módica já pisava estas terras e no dia 01/09/1929 celebrou a primeira missa em Cabeceira de Mantena no Rancho do Sr. Ovídio. Em 30/07/1930, Frei Inocêncio celebrou Missa na casa do Sr. Sebastião Lucas e num pequeno a�luente em Bom Jesus de Mantena. Frei Inocêncio e Frei Gaspar tomaram conta da região de Mantena de 1933 a 1938, período em que enfrentaram muitas di�iculdades.

No período do Contestado, época de muitos con�litos, Frei Inocêncio, sem hospedagem, deixou Mantena, retornando em 1942. Com o propósito de propagar o bem, conhecer e conservar a integridade do território, Frei Inocêncio visitou vários outros lugares até setembro de 1943, fazendo o percurso a cavalo.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

5


1944 1 1946 A instalação

Histórico

da Paróquia de Santo Antônio:

Em 05/02/1944, chegou em Mantena Padre Mateus, o primeiro Vigário da Freguesia de Mantena, nomeado pelo Bispo de Araçuaí Dom Frei José de Haas. Padre Mateus foi acolhido pelos senhores Orlando e Augusto Mattedi e encontrou a cidade em completo abandono religioso.

Em 06/02/1944, a recém-instituída Paróquia de Santo Antônio celebrou a primeira Missa, onde estava presente o primeiro Prefeito Municipal de Mantena, Sr. José Fernandes Filho.

Co n s t r u ç ã o JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

6

da Matriz..

Em 26/02/1946, Padre Henrique Huben foi nomeado Vigário Paroquial Cooperador. Instalou-se em um armazém por não ter casa paroquial e encontrou a igreja praticamente sem nada para celebrações. Com boa vontade, pediu ajuda para comprar materiais sagrados. Em Junho, realizou a Festa do Padroeiro com a Trezena de Santo Antônio. O dia 13 foi então decretado feriado municipal. Padre Henrique juntamente com uma comissão providenciou o lugar e materiais para a construção da futura Matriz. A Comunidade se fez presente em todos os momentos desempenhando o seu papel com muita dedicação.

...A Comunidade se fez presente em todos os momentos desempenhando o seu papel com muita dedicação....


Fo r t a l e c e n d o

Histórico

a Paróquia…

Em 07/04/1949, tomou posse o 3° Vigário da Paróquia, Frei Inocêncio de Cômiso, que teve a iniciativa de providenciar a Casa Paroquial.

Em 1951, o 4° Vigário, Frei Jorge de Módica, fundou a Pia União das Filhas de Maria autorizado por Dom José de Haas. Neste período prestaram serviço a paróquia também, Frei Angélico, Frei Alfredo e Frei Raimundo.

1949 Frei Daniel de Mineo, 5° Vigário, tomou posse em 10/04/1960 e aqui permaneceu por três anos, sendo substituído por Frei Henrique Maria Coração de Jesus. O mesmo �icou por nove anos na direção da Paróquia e como Diretor do Colégio Castro Alves. Neste período, Frei César foi transferido para Mantena onde assumiu a direção do Colégio. Foram também Vigários da Paróquia Frei Benjamin de Ibiraçu e Frei Paulino Fabris. Tiveram como colaboradores Frei Geraldo e Frei Eustáquio.

Em 15/06/1980, foi recebido com uma grande festa o Bispo Auxiliar de Teó�ilo Otoni Dom Antônio Elizeu Zuqueto, que aqui residiu até 1983, sendo substituído por Padre Joel Ferreira da Silva, nomeado Vigário Episcopal.

atuais…

Pia União das Filhas de Maria

Com muita luta e dedicação, assumiram também a direção da Paróquia: Padre José Anatólio- 1985; Padre Elizeu- 1985; Frei Honório- 1987; Padre Jaime- 1992; Padre José Carlos- 1993; Frei Nilmar1995; Frei Benedito- 1996; Padre Aureliano- 1998; Frei Jorge Veiga- 2003; Frei Honório- 2004; Padre José Anatólio e Padre Erivelton- 2005; 20072009- Padre Zilmar e Padre Devanil neste período trabalharam como Vigário Paroquial e desde 2007 o Paróco Aurildes.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

Te m p o s

7


Fotos

“Foram 60 anos de caminhada de vida Cristã...Leigos e Sacerdotes com grande zelo pela evangelização souberam dividir os frutos, reavivando a esperança e sustentando a fé...

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

8


Fotos

Por isso neste Jude Santo Antônio se faz agradecida a Deus e a todos que foram os protagonistas desta nossa história.”

9 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

bileu, a Paróquia


Festa de Santo Antônio S

anto Antônio de Lisboa, também conhecido como Santo António de Pádua1 , OFM (Lisboa, 15 de Agosto de 1191-1195 ? — Pádua, 13 de Junho de 1231), de sobrenome incerto mas batizado como Fernando, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem dos séculos XII e XIII2 .

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

10

Primeiramente foi frade agostiniano, Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, indo posteriormente para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde aprofundou os seus estudos religiosos através da leitura da Bíblia e da literatura patrística, cientí�ica e clássica. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França. No ano de 1221 fez parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador, que o convidou também a pregar contra os albigenses em França. Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.

A sua fama de santidade levou-o a ser canonizado pela Igreja Católica pouco depois de falecer, distinguindo-se como teólogo, místico, asceta e, sobretudo como notável orador e grande taumaturgo. Santo António de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou.

Desde antes da sua criação a devoção a Santo Antonio sempre ecoou como uma profunda experiência de Deus, a luz da vida e testemunho cristão de nosso padroeiro. E ao longo destes 70 anos pode-se dizer que a festa de Santo Antô se tornou uma bela tradicão na vida de nossos paróquianos.

...E ao longo destes 70 anos pode-se dizer que a festa de Santo Antô se tornou uma bela tradicão na vida de nossos paróquianos.


Nossa homenagem ao

Frei Jorge de Módica

(Cfe. Frei Sera�im J. Pereira- Missionários Capuchinhos pág. 408)

A ele agradecemos a construção do Hospital São Vicente e da Igreja Matriz e sua preocupação com a educação que trouxe para nossa Paróquia as Irmãs Franciscanas do Senhor e nunca deixou de expressar seu amor por esta Paróquia.

11 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

A

o Frei Jorge de Módica que foi Vigário de nossa Paróquia de 1951 a 1959, foram anos de intensos trabalhos e ele com suas Pregações vibrantes fez com que os nossos paroquianos se sentissem com voz própria.


Do tempo chuvoso e das estradas barrentas cortadas pelo meu fusca com correntes nos seus pneus, quanta saudade! Em Mantena, como vigário Episcopal, trazia na bagagem a determinação de vender por qualquer preço, a casa de retiro de Vargem Grande que era de propriedade da Mitra Diocesana e, por isso, sofri muito.

P a d r e Jo e l Cheguei a Mantena, como Padre, na segunda quinzena de dezembro de 1980, recém ordenado Sacerdote, pela imposição das mãos do querido e saudoso São João Paulo II , no Estádio do Maracanã – Estado do Rio de Janeiro. Aqui me aportei durante uma enchente que vitimou muitos familias em nossa cidade. Como filho desta região pensava: ”Nenhum profeta é bem aceito em sua terra”– afirmava Jesus, mas o mesmo Mestre Jesus quis que aqui eu fizesse um grande governo espiritual e um progresso material nesta cidade e em toda a região. Cheguei como secretário de Dom Antonio Zuquetto, trazendo na mochila as tarefas de fundar uma faculdade na região do contestado, no vale sem nome e transformar esta região numa Prelazia da Igreja Católica. Chegando aqui, tive a notícia de que os Padres Capuchinhos não iriam mais atender o município de Itabirinha e, diante desta decisão, não vi outra alternativa senão ir para Itabirinha, para que Dom Antônio permanecesse em Mantena.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

12

Na reunião dos Frades com o bispo e comigo, ficou acertado que Pe.Joel ficaria responsável pelo Apostolado da Oração, pela Liga Católica e Congregação Mariana. Dom Antonio exigiu que ao assumir a Paróquia do Senhor Bom Jesus, em Itabirinha, eu morasse com ele em sua casa em Mantena e assim fiz. Foi assim que, sem carro e com dinheiro pessoal fui para Itabirinha de ônibus e de lá para as comunidades viajava em caminhão de leite e muitas vezes a pé. Foi assim que iniciei o meu Ministério Sacerdotal, nessa boa terra de Mantena: De 1981 a 1982 foi um tempo de santidade sacerdotal recheado de alguns sofrimentos, fofocas e até ameaças de morte, mas muita aceitação e muito carinho de todo o povo. Em Itabirinha construímos casas, centros comunitários, centro catequético, capelas e até uma frustrada lavoura de café. É bom lembrar que fui substituir dois padres (italiano e alemão) que deixaram o Ministério Sacerdotal para contraírem matrimônio. Em 1983, com a transferência de Dom Antonio Zuquetto para Teixeira de Freitas/Caravelas – Bahia, fui nomeado Vigário Episcopal, com a criação do Vicariato Episcopal de Mantena pelo meu querido pai espiritual e amigo Dom Quirino. Daqui viajava para outras regiões da diocese para as visitas pastorais, por motivo de doença de Dom Quirino e, certamente o Pároco de vocês, Pe. Aurildes, deve se lembrar das minhas visitas pastorais às saudosas Malacacheta, Setubinha e Franciscópolis.

A conseqüência desta venda foi a compra do prédio do Ginásio Castro Alves, uma casa para as vocações, construção da casa para os frades na Vila Nova e a reforma do centro comunitário Frei Inocêncio, depois de termos ganhado o grupo do Estado, graças à intervenção do Prefeito Municipal, Sr. Adriao Baia. Com dois anos e meio, como pároco de vocês, demos continuidade aos trabalhos dos Frades e, aqui, faço justiça ao destacar o Frei Benjamim, o maior pastoralista que por aqui passou, organizando o dízimo e formando os líderes leigos para o trabalho pastoral de todas as comunidades rurais. Guardo com carinho no meu coração as missas presididas quase sem voz , depois de cinco, seis e até sete missas num mesmo domingo, tendo presidido três ou quatro missas no sábado, para atender às Comunidades. Do tempo chuvoso e das estradas barrentas cortadas pelo meu fusca com correntes nos seus pneus, quanta saudade! Aqui construímos a casa paroquial, preparamos a Paróquia de Nova Belém e, a cada lugar, fizemos alguma obra. Deixamos o terreno para a creche e o sonho de uma casa para os idosos. Pe. Aurildes, foi em abril de 1985 que recebi o telefonema de Dom Quirino para que eu arrumasse a mala e fosse para Teófilo Otoni para ser vigário geral. Dizem que a obediência para ir para uma cidade maior e para ocupar um cargo maior é muito fácil e agradável, mas para mim, amante da minha terra e do meu povo, isto constituía um aborto violento e daqui fui arrancado. Mas obedecer ao Bispo, seja quem for, sempre foi a minha decisão. Mas não foi fácil para os Padres velhos aceitarem um padre novo no maior cargo administrativo da diocese e a minha nomeação só saiu em 02 de agosto de 1985, por Dom Fernando. Sobre as obras materiais, os mais velhos sabem e ajudaram a construir. Quanto à espiritualidade plantada por mim nesta região, só Deus é testemunha. Agradeço de coração sincero aos Padres Lauro, Elizeu e José Anatólio (meu amigo e irmão) que comigo trabalharam e que tanto bem aqui fizeram. Agradeço às Irmãs Franciscanas do Senhor e na pessoa da Irmã Adalgiza (grande catequista), quero abraçar a todas as religiosas daqui. Um abraço afetuoso a todos os Frades Capuchinhos e, na pessoa do Frei Paulino, quero agradecer a estes grandes missionários desta região. Aos leigos, ainda é tempo para pedir perdão pelo bem que não consegui fazer quando vivi com vocês, e nas pessoas do Sr. Francisco Vasconcelos e do Edilson Melado abraço a todos vocês. Muito obrigado Pe. Aurildes pela sua amizade e fraternidade ao me convidar para neste dia estar aqui e presidir esta Santa Missa.


Padre Elizeu Paróquia

Pe. Elizeu Hilário de Souza

Santo

Antônio,

70

a Jornada Franciscana e a vitalidade dos grupos de jovens; o dinamismo da catequese e a infinidade de catequistas e catequizandos; anos!

Parabéns, distinta senhora de rosto multiforme e de testemunho tão frutuoso! Parabéns a todos os paroquianos, por esta longa jornada de fé e compromisso evangelizador! Tenho muito orgulho de fazer parte desta história. Maior orgulho ainda de citar-lhes como uma das páginas mais bonitas da minha história. Posso, sem sombras de dúvida, fazer minhas as palavras do apóstolo Paulo: “Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vocês. E sempre que peço por vocês em minhas orações, é com alegria que peço, por causa da participação de vocês no Evangelho, desde o primeiro dia até agora. E estou convencido: aquele que começou em vocês a boa obra a completerá até o dia de Jesus Cristo. É justo que eu assim pense de vocês, porque os tenho em meu coração” (Fl 1,3-7). Hoje venho agradecer-lhes por terem me acolhido no dia 8 de agosto de 1985, quando eu ainda era Diácono, para o meu estágio em preparação para a Ordenação Sacerdotal. Tão grande e fraterna foi a acolhida a mim dispensada, tão respeitoso e afetuoso o tratamento que me foi dado, que logo me senti em casa. Foi um tempo curto da minha permanência entre vocês, somente dois anos e três meses, mas o suficiente para aprender muito, para crescer na compreensão do ministério presbiteral e para selar amizades de grande significado. Nunca poderei esquecer do meu “primeiro amor”! Assim como sempre recordo: a abundância de lideranças nas comunidades; a organização e ação efetiva das pastorais e movimentos; a consciência de pertença e de co-responsabilidade dos leigos na missão evangelizadora; o grande número de pessoas nas celebrações, mesmo nas pequenas comunidades e o empenho por oferecer a todos um bom testemunho de fé em Cristo, de amor à Igreja e à Palavra de Deus, mas sobretudo, de uma qualificada vivência cristã que pudesse expressar fraternidade, disponibilidade e alegria. Depois de todos esses anos, trago ainda nos olhos e guardo no coração várias lembranças, como:

a equipe de cantos da matriz, com seus assíduos ensaios de quinta-feira; a dedicação das senhoras do Bazar da Amizade, em prol das vocações sacerdotais; os momentos de confraternização com as irmãs franciscanas; as animadas reuniões do Grupo de Mães; a efervescência dos Grupos de Reflexão; a solicitude dos Vicentinos no atendimento aos pobres; o compromisso dos casais do MFC e do Cursilho; as caprichosas encenações da Sexta-Feira Santa; a crescente conscientização a respeito das questões sociais e da ação política; o processo de criação do Instituto Lar do Futuro, bem como o motivo que o gerou; os momentos de convivência com os meninos da horta; o fervor das comunidades rurais e dos distritos nas celebrações eucarísticas e da Palavra.

Por tudo, sou grato a vocês, irmãos e irmãs bem amados, e a Deus, que me concedeu tão grande privilégio de iniciar o meu ministério sacerdotal numa paróquia que se tornou modelo para toda a nossa Diocese. Unido a vocês, elevo a Deus, fonte de todas as bênçãos recebidas, um cântico de louvor e de gratidão. No céu, em comunhão conosco, todos os irmãos e irmãs que deixaram seu nome gravado nesta história, celebram conosco. Que os frutos desta caminhada sejam acolhidos de bom grado por Deus e que as alegrias desta festa sejam sementes de um novo tempo de graça e de testemunho missionário! A exemplo de Santo Antônio e pela sua intercessão, que todos sejam unânimes e fervorosos na comunhão com o Pão da Eucaristia, na reflexão do Pão da Palavra e na partilha do Pão dos pobres! A todos, o meu fraternal abraço.

13 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

Tão grande e fraterna foi a acolhida a mim dispensada, tão respeitoso e afetuoso o tratamento que me foi dado...


Entrevista Senhor Francisco Va s c o n c e l o s

Q u a n d o o S e n h o r c h eg o u a M a n t e n a ? Cheguei a Mantena no ano de 1944 vindo da cidade de Pocrane Zona da Mata, acompanhado de minha Mãe e minha avó, neste mesmo ano foi criada a Paróquia e teve como 1° Vigário o Pe. Mateus que construiu uma casa Paroquial e ganhou o terreno para construir a Igreja Matriz, o 2° Vigário foi o Pe. Henrique Huben. Nesta época a Paróquia pertencia a Diocese de Araçuaí. Com a saída do Pe. Henrique a Paróquia era assistida pelo Pe. Carlos Greir vigário de Conselheiro Pena que vinha de 30 em 30 dias para celebrar.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

14

No ano de 1949 os Frades Capuchinhos assumiram a Paróquia, veio como Vigário o Frei Jorge e seu auxiliar o Frei Alfredo, eles construíram o hospital São Vicente, depois ele trouxe as Irmãs Franciscanas do Senhor que assumiram o hospital e aqui fundaram o orfanato, foi esta a história que vivi e testemunhei na criação da Paróquia. Foram tempos difíceis, mas tudo vivido com muita fé e confiança na graça de Deus.

Quais os grupos que tinha na Paróquia?

Apostolado

Filhos de Maria

Congregação Mariana Liga Católica

Cruzada Eucarística

O que mais marcou o Senhor na sua caminhada na Paróquia Santo Antônio? O nosso povo sempre foi muito acolhedor mesmo nos momentos di�íceis, este acolhimento e a perseverança do Povo. Em 2° lugar o trabalho dos primeiros Padres principalmente o Frei Jorge de Módica; (hoje Dom Jorge Bispo Emerito de Patos de Minas) Ele percebeu a realidade do povo e a sua necessidade, ao criar o hospital a sociedade São Vicente para ajudar os necessitados um hoje que sempre estava nos chamando para a prática da caridade.

Qual a sua Me n s a g e m final? Gostaria de me dirigir a juventude por termos a atingir os jovens para que �loresça e renove as nossas atividades Paroquiais nos grupos e movimentos pastorais. Pois quem não renova não cresce e precisamos muito da Juventude dentro da Igreja.


Instituto

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Em 1954 desembarcou as primeiras Irmãs vinda da Itália acompanhada da Madre Annina que era a Madre Geral da Congregação a convite de Frei Jorge. Ficaram Irmãs no Rio foram para o Sul de Minas e vieram para Mantena e deu inicio ao Instituto Nossa senhora de Fátima. Hoje 60 anos depois estamos três comunidades em Mantena, 2 no Rio, 3 na Bahia, 1 no Espírito Santo, 1 em Uberlândia, 1 no Rio Grande do Sul e 2 na Bolívia. Assim formamos a província de Nossa senhora de Guadalupe. Brasil Bolívia sendo a Provincial Madre Cristina Alves Ribeiro.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

15


Padres que passaram

pela paróquia

Frei Sera�im

Frei Inocêncio

Frei Benjamim

Dom Jorge

Dom Antônio Elizeu Zuqueto

Frei Daniel

Padre Joel Ferreira

Frei Henrique

Padre José Anatólio

Bispo Auxiliar de Teó�ilo Otoni

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

16


Padre Elizeu

Frei Jorge

Frei Honório

Padre Erivelton

Padre José Carlos

Padre Zilmar

Padre Nilmar

Padre Devanil

Padre Aureliano

Padre Aurildes

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

17


Comunidades da paróquia

Matriz Santo Antônio

Comunidade São Sebastião

Comunidade Bom Pastor

Comunidade São José

Comunidade Nossa Senhora das Graças

Comunidade Nossa Senhora Aparecida

Comunidade Sagrada Família

C o m u n i d a d e N. S e n h o r a d o A m p a r o

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

18


Comunidade São SebastiãoBarra do Bananal

Comunidade São JoãoVista Alegre

Comunidade São Sebastião Nazário

Comunidade Imaculada ConceiçãoMonte Belo

Comunidade Senhor Bom JesusAriranha

C o m u n i d a d e N. S e n h o r a A p a r e c i d a Balduíno

Comunidade Santa Terezinha- Loló

Comunidade São PedroCórrego do Bananal

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

19


Nossas Pastorais, Grupos e Movimentos hoje: APOSTOLADO DA ORAÇÃO

O movimento do Apostolado da Oração, aconteceu quando a Igreja comemorava o Advento em 1844, por meio do Padre Francisco Gautrelet, Jesuita.

Em 1849, na França, o papa Pio IX concedeu primeira aprovação para a fundação deste movimento na Igreja e em 1871, o Padre Bartolomeu Taddei, fundou em Itu, São Paulo, no Brasil o Apostolado da Oração. Em Mantena o grande fundador deste movimento foi Frei Inocêncio de Comiso, no dia 14 de Janeiro de 1945. Mencionamos as cinco senhoras que ajudaram neste trabalho: Syla pereira Mattedi, Sebastiana Fernandes, Floripes Balduíno Magalhães, Francisca Trindade Carvalho e Rackel Trindade Fonseca.

O Apostolado conta com 59 associados atualmente, temos a diretoria atual: Coordenadora: Iná Ferreira Camporêz; Tesoureira: Aladir Alves do Nascimento. Objetivo do Grupo: Trabalhar pelas vocações sacerdotais, religiosas, pelas famílias e pela Igreja; dedicar no trabalho ao Bazar da Amizade; Capela Velório e eventos realizados pela Igreja.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

20

GRUPO DE MÃES

O grupo de Mães é um grupo de serviço, fundado por Maria das Graças Melado , no ano de 1981, tendo a princípio como objetivo prestar serviço à Paróquia de Mantena dando apoio ao vigário nos trabalhos da mesma. Semanalmente o grupo se reúne para a oração em comum, o estudo da Palavra de Deus, a busca pelo crescimento espiritual visando a transformação na vida de cada membro, a conversão e o fortalecimento da Fé, na família, no trabalho e na comunidade.

Atualmente o grupo é coordenado por Tânia Sena e tem como principal objetivo praticar o exercício da �ilantropia, solidariedade, trabalho e oração uma vez que “A oração e o trabalho são os recursos mais poderosos na criação moral do homem”. Atividades que forti�icam, unem e elevam o espírito comunitário e prol do irmão necessitado.


GRUPO DE CANTO IOHANAM

Em 1997 um grupo de Jovens se reuniu com a �inalidade de formar um grupo para animar a liturgia em nossa comunidade.

E assim a primeira participação aconteceu aos 17/08/97, festa da Assunção de Nossa Senhora.

Paróquia Santo Antônio - Mantena/MG

O grupo de Oração Jesus é o Senhor foi FUNDADO em 18/05/1988. Fazemos parte do movimento leigo da Igreja, denominado Renovação Carismática Católica, onde somos convidados a viver e propagar a cultura de Pentecostes.

Possuímos como IDENTIDADE o “batismo no Espírito Santo”. No grupo de oração vivemos momentos de louvor, clamor ao Espírito Santo, pregação da Palavra, além da devoção a Nossa Senhora, através do terço mariano.

A MISSÃO do grupo é contribuir com nossos irmãos de fé na busca por maior intimidade com o Pai, fazendo acontecer, através destes momentos, o crescimento no processo poderoso de renovação espiritual, que transforma a vida pessoal do cristão e todos os seus relacionamentos com Deus, com a Igreja e com a comunidade. Nosso grupo é COMPOSTO de 05 ministérios: ministério de música, pregação, jovens, intercessão e ministério de oração por cura e libertação. Procuramos ainda, servir através de visitas, levando a nossos irmãos a verdade da palavra de Deus e nossa ajuda por meio da oração.

A reunião do grupo de Oração Jesus é o Senhor, acontecem todas às terças-feiras ás 19h na matriz de Santo Antônio."

Com 16 anos de caminhada, evangelizamos através das Celebrações litúrgicas, ordenações sacerdotais, shows, mensagens, pregações, retiros espirituais em outras paróquias, etc.

Muitos foram os membros que nos auxiliaram na caminhada e que hoje já não fazem parte do grupo. A eles nosso muito obrigado. E podemos dizer com certeza “Até aqui o Senhor nos ajudou” e a ele, somente: a ele a Glória, a ele o louvor, a ele o domínio, ele é o Senhor.

MOVIMENTO DE CURSILHO DE CRISTANDADE DE MANTENA

O Movimento de Cursilho de Cristandade, ou MCC é um movimento mundial ligado à Igreja Católica que possui um carisma próprio que é a formação de líderes em evangelização de ambientes, ou seja, o seu carisma faz com que os cursilhistas sejam luz em qualquer ambiente onde ele esteja inserido, dando testemunho de sua vida cristã aliada à sua vida pessoal. Em nossa Paróquia o MCC está inserido há mais de 40 anos, inicialmente fazíamos parte do GED (Grupo Executivo Diocesano) de Teó�ilo Otoni, mas, com o �im do GED- Teó�ilo Otoni, Mantena passou a ser um Sub-Ged de Governador Valadares. Com muita luta, determinação e Graça Divina, neste ano em que a Paróquia de Santo Antônio completa 70 anos, o MCC realizará o I Cursilho de Mantena.

21 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

GRUPO DE ORAÇÃO JESUS É O SENHOR/ RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

O nome escolhido para o grupo foi Iohanam, em hebraico “Dom de Deus”, uma sugestão do saudoso membro Alcione Rodrigues Filho.


SETOR JUVENTUDE

O Setor Juventude da Paróquia Santo Antônio é o espaço que articula, convoca e propõe orientações para a evangelização da juventude, respeitando o protagonismo juvenil, a diversidade dos carismas, a organização e a espiritualidade para a unidade das forças ao redor de algumas metas e prioridades comuns à luz do Documento 85 Evangelização da Juventude das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e do Documento de Aparecida.

Fazem parte do setor na Paróquia Santo Antônio as experiências de evangelização juvenil existentes: Pastoral da Juventude, Movimentos Eclesiais que trabalham com juventude. Há um processo de envolvimento dessas diferentes forças que exige tempo, atenção, acompanhamento, planejamento, acolhida, escuta, discernimento e conversão pessoal e pastoral. Atualmente na Paróquia Santo Antônio temos 7 grupos de jovens atuantes dentro do setor.

MINISTRO EXTRAORDINÁRIO DA COMUNHÃO EUCARÍSTICA ( M.E.C.E)

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

22

O Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística (M.E.C.E) é um Cristão leigo, que a convite de seu Pároco, é chamado ao serviço de seus irmãos, no ministério extraordinário da Eucaristia. É um serviço que o ministro desempenha em assembleia litúrgica, ajudando na distribuição da Sagrada Comunhão, como também, levando o corpo de Cristo aos enfermos em hospitais, em sua casa, àqueles, que debilitados ou sem condições �ísicas para se deslocar até a igreja, para participar da Santa Missa. A Paróquia Santo Antonio conta com um total de trinta e cinco (35) Ministros Extraordinário, sendo dezoito (18) Ministros da Matriz e dezessete (17) Ministros distribuídos nas seis Comunidades dos bairros da Cidade. Ser Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística é cultivar a espiritualidade eucarística. Temos nas mãos o Corpo do Senhor, ao qual devemos adoração e respeito. Para tanto se faz necessário que cada um desempenhe o seu ministério extraordinário com digníssima piedade, imbuídos da responsabilidade que a função exige e da alegria em ser servidores de Cristo.

PASTORAL DO BATISMO Crianças de 0 a 7 anos Matriz “Santo Antônio”

A Pastoral do Batismo de 0 a 7 anos da Matriz Santo Antônio e comunidades urbanas está sob a coordenação de Maria da Penha Moreira Vervloet desde fevereiro de 2008. Os encontros de preparação são ministrados duas vezes por ano com a colaboração de outras pastorais, grupos, movimentos e até de outra paróquia. Usamos a Bíblia e os livros fornecidos pela Diocese de Teó�ilo Otoni. As inscrições são feitas no escritório paroquial sendo exigidos os seguintes documentos: Xerox de certidão de nascimento da criança, comprovante de batismo dos padrinhos solteiros, e dos casados a certidão de casamento religioso. Aos pais das crianças não exige documento, na situação em que estiverem eles terão o direito de batizar seus �ilhos. Por isto a Pastoral tem como objetivo essas 3 dimensões: Vida nova, relacionamento com Deus e Incessão na Comunidade.


Observando a realidade da nossa comunidade, padre, catequistas dirigentes de grupo, e pais, sentiram a necessidade de fazer um trabalho com adolescentes, uma vez que estes ao fazer o sacramento da Eucaristia �icavam dispersos até a preparação para o Crisma. Em primeiro momento formou-se uma equipe de catequistas que os acompanhariam neste período. E a este grupo de catequistas e catequizandos deu-se o nome de Perseverança Catequética, um grupo anexado a Pastoral Bíblico Catequética. No �inal de 2003 com incentivo de Frei Honório nasceu a idéia de fazer um trabalho mais amplo que resgatássemos outros adolescentes que não estão inseridos em nenhum grupo, e que reativasse aí a Pastoral do Adolescente, que no passado já compôs o conjunto de pastorais dessa Paróquia.

Hoje nossa Pastoral envolve mais ou menos 100 adolescentes, 20 catequistas, distribuídos nas Comunidades da nossa Paróquia: Centro, Comunidade São José Nicoline, Comunidade Nossa Senhora das Graças, Comunidade Nossa Senhora Aparecida, Comunidade Nossa Senhora do Amparo e Comunidade Sagrada Família. Nossa meta é seguir Jesus Cristo e seu evangelho de forma dinâmica e e�icaz. Somos orientados pela palavra de Deus para nos colocar a serviço desta Comunidade Paroquial nestes 70 anos Evangelizando. Nosso lema é: "Ser perseverantes ao amor daquele que nos amou Primeiro".

Introduzido nos trabalhos da Paróquia Santo Antonio no ano de 1998, pelo então Pároco Aureliano Ferreira e pela sua primeira coordenadora a jovem leiga Gisele Carvalho, o grupo de coroinhas, no decorrer de sua historia contou com a colaboração de mais três coordenadores, o casal de leigos Miracilda e Juninho e a leiga Tia Sôninha. Com a interseção de nosso Padroeiro, São Tarcisio, até os dias de hoje permanecemos �irmes na caminhada. A partir dos 12 anos (idade mínima para que se assuma o trabalho) estes adolescentes são convidados a doar tempo da sua vida em testemunhar Jesus Cristo e viver em intimidade com Ele no serviço ao altar, nas celebrações eucarísticas. São convidados a dar testemunho da sua missão também na família, na escola, nas outras pastorais as quais pertencem e assim por diante.Ser coroinha é algo muito importante, pois se presta um serviço à Igreja, ao sacerdote e, principalmente, a Deus, servindo bem à comunidade. O coroinha ou a coroinha auxiliam o padre na santa missa e em todas as cerimônias litúrgicas da igreja. Do coroinha exige-se piedade, postura, respeito para com os ministérios, respeito para com o sacerdote e atenção para com os �iéis da assembleia,

Formado hoje por 32 adolescentes, sendo 10 meninos e 22 meninas, com idade entre 12 e 17 anos, o Grupo de Coroinhas vem realizando um bonito trabalho, contando com a Coordenação da Tia Sôninha, que a 8 anos vem sendo a formadora litúrgica, espiritual e humana desses adolescentes. No decorrer de sua historia se totaliza mas de 160 servos que com muito amor e dedicação �izeram parte do Grupo de coroinhas, que hoje servem em outros grupos dentro da nossa igreja, como na Pastoral Catequética, Ministério Jovem, Vicentinos, Pastoral do adolescente, Coral Santo Antônio, Movimento Familiar Cristão e entre outros. Ser coroinha é estar sempre apostos, para atender ao Chamado de Nosso Senhor Jesus Cristo e servir com alegria.

23 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

HISTÓRICO DA PASTORAL DO ADOLESCENTE

GRUPO DE COROINHAS DA PARÓQUIA SANTO ANTONIO


PASTORAL DO IDOSO

A Pastoral do Idoso foi fundada com o objetivo de construir o tão sonhado Lar dos idosos. Seus idealizadores foram o pároco da Paróquia Santo Antônio do ano 1990 Pe. Honório Jose Siqueira com o apoio de grupos de re�lexão , pastorais e movimentos da Igreja católica que se uniram para realizações deste sonho que se concretizou em 13/12/1998. Em 2014 a nossa Pastoral do Idoso completará 24 anos de existência com o mesmo objetivo, trabalhar em prol dos nossos idosos. E nós da Pastoral do Idoso só queremos uma coisa, que Deus possa nos permitir trabalhar por muitos e muitos anos em prol dos nossos idosos.

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO

Um movimento surgido nos anos 50 no Uruguai que logo se espalhou pelo mundo, sobretudo na América Latina, incluindo o Brasil. No Brasil este crescimento foi rápido e chegou em nossa cidade no �inal dos anos setenta e início dos anos 80, trazido pelos casais que à época eram lideranças na comunidade.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

24

Dentre seus conceitos originais o que mais se destaca é aquele que diz: “um movimento de igreja, mas não da igreja” ou seja, um movimento com princípios cristãos, pronto para trabalhar pelos irmãos, seja ele quem for, Mas não era um movimento que pertencia a esta ou aquela denominação cristã. O movimento naqueles tempos abrigava casais de várias denominações religiosas, trabalhando pelo bem comum. E ainda o é nas cidades onde ele existe em sua forma original, e são centenas de cidades falando só em termos de Brasil.

O movimento existe ainda no Brasil em centenas de cidades com aquela estrutura e carisma original, entretanto em nossa cidade depois de alguns anos o movimento começou a se desestruturar e perder fôlego, foi quando em 2004, um grupo de casais, tendo à frente o casal Wilson e Graça, reassumiu o comando, dando um novo alento ao MFC. Àquela época o MFC contava com apenas 6 grupos, sendo 4 de casais, um grupo de viúvos e solteiros (adultos), e ainda com um grupo que era o braço jovem do MFC, o Unijovens. Da estrutura antiga nada restou, com os novos ares, vieram mudanças estruturais e conceituais. O Movimento se desvinculou do MFC nacional passou a contar somente com casais católicos e assumindo posições na igreja e nas comunidades locais. Conta atualmente com 15 grupos e aproximadamente 200 casais que estão dispostos sempre a assumir papéis cada vez mais importante na comunidade. Este é o Movimento Familiar Cristão de Mantena.


A SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO(SSVP) Foi fundada em Mantena, por necessidade da construção do Hospital São Vicente de Paulo, fundou-se em 11 de outubro de 1952, o Conselho Particular de Mantena, tendo como um dos fundadores o Confrade Francisco Vasconcelos de Oliveira, membro ativo da Conferência Santo Antônio. Nosso trabalho está distribuído em 11conferências, sendo 10 situadas nos bairros e periferia da cidade e 01 no distrito de Nazário. Todas envolvidas no mesmo propósito: “ir ao encontro dos escolhidos de Deus: os pobres”.

PASTORAL CATEQUÉTICA

A missão da catequese é fazer ecoar a palavra de Deus . A catequese está presente em todas as idades e deve ser uma trajetória continua de educação na fé. A catequese não se limita a preparar para celebração dos sacramentos. Ela leva a uma iniciação na experiência religiosa e na oração. Leva também ao crescimento da Igreja. Igreja do amanhã depende da Igreja de hoje.

A Pastoral acolhe crianças de 5 a 10 anos e temos em nossa paróquia 6 comunidades urbanas que concentra em média de 50 catequizando reunidos aos sábados. Contando que temos ainda a catequese nas comunidades rurais. A Pastoral conta tem o apoio de 60 catequista em média para evangelizar nossas crianças, pois é essa a missão que o Senhor nos deixou “ide e evangelizai...”

Sabendo que cada idade requer toda uma metodologia diferenciada para ser trabalhada.

25 JJ UU BB I I LL EE UU 77 00 AA NN OO SS PPAA RR ÓÓ QQ UU I I AA SS AA NN TT OO AA NN TT ÔÔ NN I I OO

A catequese é tarefa de toda a família e comunidade, não apenas de alguns, mas de todos os batizados.


obras socias LAR SANTO ANTÔNIO

A Obras da Paróquia de Santo Antônio surgiu no ano de 1982 como ramo de Entidade Bene�icente de Assistência Social da Paróquia de Santo Antônio.

Com a proposta de construir parcerias junto a organizações que promovem a vida, somando experiências e oferecendo espaço de infra-estrutura �ísica e de recursos humanos quali�icados no desenvolvimento de sua missão a Obras da Paróquia de Santo Antônio, inspirada na forma de vida evangélica busca resgatar o projeto de acolher, promover e reconstruir a vida dos mais empobrecidos, promovendo uma qualidade de vida pautada no respeito e na dignidade da pessoa humana, a serviço da vida.

JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

26

...resgatar o projeto de acolher, promover e reconstruir a vida dos mais empobrecidos...

No ano de 1990 através do Pe. Honório José Siqueira deu-se inicio a construção do Lar Santo Antônio como ramo da Obras da Paróquia de Santo Antônio com o apoio da Pastoral do Idoso, demais grupos religiosos da Paróquia de Santo Antônio e de toda comunidade Mantenense, após várias campanhas de arrecadação de recursos foi possível concretizar o tão sonhado Lar Santo Antônio, sendo inaugurado em 13/12/1998, começou a abrigar idosos no ano de 2000. Atualmente o Lar Santo Antônio atende 42 idosos que são assistidos por pro�issionais capacitados, sendo os mesmos mantidos através da Paróquia de Santo Antônio e alguns pro�issionais cedidos pela Administração Municipal. O Lar busca a integração do idoso ao meio social, participando de festas comemorativas, juntamente com a família para que se sintam valorizados e reconhecidos em sua capacidade. Atualmente o Lar é administrado pelo Pe. Aurildes de Sousa Sena e pelas Irmãs Franciscanas do Senhor Ir. Stefanina e Ir. Geralda, pessoas estas que não medem esforços para conseguir melhorias no atendimento aos idosos residentes.


INSTITUTO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Neste momento da história da humanidade, sonhamos com a possibilidade da construção da paz e do amor nas relações entre os irmãos, com o despertar da consciência ecológica, com a construção da justiça, dos valores, como a solidariedade e a cidadania. E para que isto aconteça, o Instituto Nossa Senhora de Fátima, propõe metas em busca de uma formação integral das Crianças que fazem à história desta Instituição, considerando que na atualidade a “visão de mundo aponta para o horizonte de uma globalização cooperativa, construída por indivíduos e sociedades que sejam sujeitos ativos e conscientes.” Temos como opção preferencial, o atendimento às Crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social proporcionando-lhes meios adequados para desenvolverem suas capacidades, em atenção à satisfação de suas necessidades básicas à luz do carisma que perpassa a Congregação, no atendimento e na acolhida misericordiosa as menores desamparadas.

Frente ao contexto sócio-cultural, onde a tecnologia e o conhecimento cientí�ico se tornam exigência cada vez maior, o Instituto Nossa Senhora de Fátima propõe desenvolver uma formação humana intelectual que incorpore no dia-a-dia uma educação integral na busca de um desenvolvimento constante; assim as crianças e adolescentes possam a cada momento ir construindo seu futuro com liberdade, autonomia, respeito, honestidade, amizade, justiça e solidariedade.

CRECHE CASULO AMOR A CRIANÇA HISTÓRICO

O trabalho começou a partir da observação da realidade das famílias pobres dos bairros do município de Mantena, notou-se que as crianças precisavam de maior cuidado, pois �icavam sozinhas em casa e, outras vezes com os irmãos mais velho e ou até mesmo na rua. Estas crianças não estudavam, e em muitos casos faltava até o que comer.

Em 1986, os padres Joel Ferreira e José Anatólio Herculano iniciaram o projeto de implantação de uma entidade que visava atender crianças de zero a seis anos. A entidade começou a funcionar em um local cedido pela comunidade Nossa Senhora Aparecida, no Bairro Omar Paixão. A partir do aumento da demanda de crianças atendidas pela entidade, houve a necessidade de ampliar o espaço �ísico. No ano de 1987, o Frei Honório José Siqueira iniciou o processo de construção da sede própria da Instituição num terreno doado através de um Acordo de Comodato entre os Vicentinos e a Paróquia de Santo Antônio de Mantena, Entidade a qual a Creche é vinculada. Em 1992 foi inaugurada a sede própria da Instituição, localizada á Rua Professor Derly José de Almeida, 600, Centro, na cidade de Mantena.

27 JUBILEU 70 ANOS PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO

O Instituto Nossa Senhora de Fátima, foi fundado pela Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor, Fundada no dia 04 de dezembro de 1955, com a denominação de Instituto Nossa Senhora de Fátima. O funcionamento do Instituto Nossa Senhora de Fátima, justi�ica-se pela proposta de Frei Angélico Lipani fundador da Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor, que deixou vários exemplos de apostolado, um dos compromissos foi acolher as órfãs, menores abandonadas, em Caltanisseta na Itália e a Congregação cumpre �ielmente dando prosseguimento às obras de caridade do provedor.


28


Revista especial jubileu 70 anos online