Issuu on Google+

Edição 23 - Ano III

www.jornalempresariall.com.br

Junho de 2012

Vale se prepara para instalar sua sexta wind fence na Usina VIII Pág.03

ISA SHOW ES será realizada em agosto Pág.05

Samarco lança livro sobre expedição científica Pág.07

Indústrias brasileiras reduzem impactos ambientais Pág.10


2

Editorial Durante as atividades realizadas

na Conferência Rio+20, um estudo elaborado e divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que o setor industrial brasileiro reduziu consideravelmente o impacto de sua atividade no meio ambiente, desde a Eco-92. Entre os avanços estão a diminuição da emissão de gases de efeito estufa e o reaproveitamento de água. No Espírito Santo, as gigantes – Como a ArcelorMittal Tubarão, ArcelorMittal Cariacica, Fibria, Petrobras, Samarco e Vale – não medem esforços para aliar desenvolvimento com ações sustentáveis. Prova disso é o novo prédio da Petrobras, em Vitória, que tem adotado os mais modernos conceitos de sustentabilidade. A empresa conta com um moderno sistema de automação pre-

dial, que controla desde o fluxo de irrigação dos jardins até as chamadas membranas solares. A Vale também se prepara para instalar sua sexta barreira de vento (wind fence) que cercará o pátio de estoque de pelotas da usina VIII, minimizando a emissão de particulados. Os contratos com as empresas já foram assinados e a previsão é que a instalação seja concluída até o final do ano. A estimativa é que sejam investidos R$ 18 milhões e gerados 150 empregos. Ainda visando contribuir para um desenvolvimento sustentável, a Vale e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançaram a edição 2012 do Prêmio Vale-Capes de Ciência e Sustentabilidade. A premiação foi criada para prestigiar teses de mes-

trado e doutorado que apresentem ideias, soluções e processos inovadores da área de desenvolvimento sustentável. Com o objetivo de estimular a participação dos parceiros no projeto e reconhecer as empresas que se engajaram em 2011, a Fibria realizou o encontro anual com seus fornecedores. A empresa foi a primeira companhia florestal do mundo a se engajar no projeto, incentivando a participação de seus principais fornecedores. A Samarco também está preocupada com a preservação ambiental, em especial na região onde atua. No último dia 05 de junho – Dia do Meio Ambiente - foi realizado o lançamento do livro “1ª Expedição Científica e Educacional do Rio Benevente”. A publicação é resultado de uma expedição realizada por re-

presentantes de 40 instituições voluntárias, no ano de 2006. Além das questões ambientais, as gigantes também desenvolvem atividades socioculturais. Na ArcelorMittal Tubarão, as inscrições para o processo de Seleção de Projetos 2013/2014 do Programa de Apoio a Instituições Sociais poderão ser realizadas até dia 1º de julho. Na ArceloMittal Cariacica estudantes de dez escolas receberam o Projeto Mobilização, que trouxe o espetáculo “Números de Cortina”, o qual mistura números circenses e técnicas de teatro. Se você quer ficar ainda mais informado sobre o setor é só acessar o site www.jornalempresariall.com.br. Lá, as informações são atualizadas diariamente e ainda traz uma relação diversificada de fornecedoras. Boa leitura!

Opinião do Leitor Michal dajewski

O mercado de hoje exige soluções imediatas para que o consumidor possa estar o mais próximo possível de atingir suas necessidades e expectativas. Para que isso ocorra, é imprescindível a utilização de ferramentas cada vez mais segmentadas para gerar um mix de produtos condizentes com a agilidade com a qual as informações que hoje se propagam. Em todos estes quesitos, vemos no Jornal Empresarial um excelente meio de comunicação que, além de suprir a carência deste setor no mercado, atinge um público alvo específico que sabe tirar proveito salutar deste prazeroso conteúdo. São por estas e outras razões que apoiamos com prazer essa nossa longa e duradoura parceria de sucesso.

Jovane koch link Diretor Geral - CEO | Brasil da Billberry Agência de Publicidade, Consultoria, Propaganda & Marketing

Precisando de uma estratégia de comunicação para mostrar seu portifólio para as gigantes do Espírito Santo – como Vale, Samarco, ArcelorMittal Tubarão, ArcelorMittal Cariacica, Fibria e Petrobras – e expandir os negócios de sua empresa? Agora não falta mais nada! Chegou o Jornal EmpresariALL, dedicado às empresas atuantes no Espírito Santo.

Confira nossos preços

(27) 8877.6272 marketing@jornalempresariall.com.br

EXPEDIENTE: Jornal Empresariall é uma publicação mensal / Tiragem: 15.000 exemplares / Distribuição: Vale, Samarco, ArcelorMittal Tubarão, ArcelorMittal Cariacica, Fibria Celulose e Petrobras / Telefone: (27) 8877-6272 / E-mail: marketing@ jornalempresariall.com.br / Departamento de Marketing: Lucas Cavallini / Jornalista Responsável: Patricia Arruda MTB: 2150 ES / Diagramação: Renon Pena de Sá e Patrícia Araújo / Impressão Gráfica: Parque Gráfico Rede Gazeta / Colaboradores: Mile4 Assessoria de Comunicação; Contatus Comunicação; Pauta 6 Comunicação; RP1 Comunicação; Agência 3 Comunicação Inteligente


3

Vale fecha contrato para a instalação de wind fence Trata-se da sexta barreira de vento que cercará o pátio de estoque de pelotas da usina VIII A Vale assinou os contratos

para a instalação de sua sexta barreira de vento (wind fence), que cercará o pátio de estoque de pelotas da Usina VIII. Os trabalhos de engenharia já começaram e a previsão é de que a instalação da estrutura comece em setembro e seja concluída até o final do ano. Os contratos envolvem os estudos de engenharia, fornecimento de estruturas, obras civis e de montagem estrutural, além de importação e montagem de telas, gerenciamento e testes na estrutura. No total serão investidos cerca de R$ 18 milhões. Um dos principais contratos é o que engloba engenharia, fornecimento, obras civis e montagem do conjunto da barreira de vento, assinado em maio com as empresas capixabas Metalvix, Ciabrasil e a paulista Incotep. Juntas, as empresas criarão 150 vagas de emprego durante a instalação das barreiras. O comprimento da barreira que cercará o pátio será de aproximadamente 1.100 metros. Dessa vez, o projeto de engenharia conta com uma

divulgação

inovação tecnológica desenvolvida por empresas capixabas: Metalvix e MCA Estruturas. Com a assinatura desses e de outros contratos recentes para o projeto Usina VIII, além das atualizações dos contratos existentes, o fornecimento de produtos e serviços de empresas capixabas para a Vale na implantação da Usina VIII alcançou mais de R$ 1 bilhão, volume considerado recorde em um empreendimento privado no Estado. Usina VIII

A Vale está trabalhando no ritmo previsto nas obras de instalação da Usina VIII, no Complexo de Tubarão (ES). A pelotizadora, que terá capacidade de produção de sete milhões de toneladas por ano, começou a ser implantada em 2008 e tem previsão de estar concluída até o final de 2012. Estão sendo investidos US$ 832,6 milhões no empreendimento, que vai gerar 350 empregos permanentes na operação. Mais de quatro mil empregados de empresas contratadas trabalham nas obras atualmente, dos quais 90% são capixabas.

Para INSTALAR a wind fence no pátio da Usina VIII deverão ser gerados 150 postos de trabalho

Barreiras de vento em todos os pátios

Atualmente, todos os pátios de estocagem de pelotas e carvão do Complexo de Tubarão são cercados por barreiras de vento, estruturas que podem chegar a 30 metros de altura e suportam ventos de até 120 km/h, pois são construídas

sobre fundações com até 18 metros de profundidade. Cada equipamento tem uma vez e meia a altura da pilha do produto estocado no pátio. Além de reduzir a emissão de poeira dos pátios, a implantação das barreiras de vento con-

tribuiu ainda para impulsionar a cadeia de fornecedores local. Na implantação das cinco primeiras , 20 empresas capixabas ou com filial no Estado participaram da execução do projeto, que gerou mais de mil empregos diretos e indiretos.

Vale e Capes lançam prêmio de Ciência e Sustentabilidade Foi assinado na última segunda-feira (18), durante a Rio + 20, o termo de compromisso entre a Vale e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para o lançamento na edição 2012 do Prêmio Vale-Capes de Ciência e Sustentabilidade. A premiação foi criada para

prestigiar teses de mestrado e doutorado que apresentem ideias, soluções e processos inovadores da área de desenvolvimento sustentável. “O papel da Academia é produzir ideias para mudar o mundo. Cabe a todos nós contribuirmos para dar prosseguimento a este trabalho”, afirmou

o diretor-presidente da Vale, Murilo Ferreira, na cerimônia que abriu o fórum “Desenvolvimento Sustentável: Novas Dimensões para a Sociedade e Negócios”, organizado pelo Instituto Tecnológico Vale (ITV), no Teatro Tom Jobim, no Jardim Botânico, Rio de Janeiro. Presente à cerimônia, o mi-

nistro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, corroborou a declaração, acrescentando que a iniciativa é um exemplo de que o governo não está sozinho na busca por soluções tecnológicas e socioambientais. “Esta premiação demonstra a parceria feita com a iniciativa privada”, disse.

Como prova do esforço nesta direção, Raupp anunciou o lançamento do programa Brasil Sustentável, que vai destinar R$ 2 bilhões para serem aplicados no desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores ligados ao conceito de sustentabilidade dentro de um prazo de três anos.


4

ArcelorMittal Tubarão é medalha de ouro em olimpíada da indústria Os Jogos Olímpicos da Indústria foram realizados em Goiânia (GO), onde cinco empregadas-atletas da siderúrgica conquistaram medalhas de ouro, sendo quatro delas na natação e uma no tênis DIVUlGAçãO

A ANALISTA de Sistemas, Cláudia Rios foi campeã invicta nos jogos e ganhou ouro na quadra de tênis

cinco empregadas-atletas da ArcelorMittal no Espírito Santo conquistaram ouro na etapa nacional dos Jogos Olímpicos da Indústria, realizados pelo Sesi, de 4 a 9 de junho, em Goiânia (GO). Quatro delas integram a equipe de natação (revezamento 4 x 50 metros livre): Thaynara Silva, Jamini Peres, Lígia Fonseca e Cíntia Oliveira. Além do ouro na modalidade, a atleta Thaynara Silva conquistou o primeiro lugar em dois outros estilos de natação, totalizando três medalhas de ouro. Com o resultado, a natação feminina da ArcelorMittal conquistou pela primeira vez a primeira colocação geral por empresas nos Jogos Nacionais. Outra que subiu no lugar mais alto do pódio foi a analista de Sistemas, Cláudia Rios, da

ArcelorMittal Tubarão. Campeã invicta nos jogos, ela ganhou ouro na quadra de tênis e reafirmou, mais uma vez, o talento de quem já venceu disputas dentro e fora do Brasil. Além das meninas, os homens também fizeram bonito na etapa. A equipe masculina de natação da ArcelorMittal Tubarão, formada por Geraldo Magela, Marcelo Lana, Márcio Junqueira e Marcos Ludolf, ficou com a medalha de prata.

Cinco atletas da ArcelorMittal levam ouro na Olimpíada das indústrias

Últimos dias para fazer inscrição em edital de Projetos Sociais da Arcelor

Os interessados em participar do processo de Seleção de Projetos 2013/2014 do Programa de Apoio a Instituições Sociais da ArcelorMittal Tubarão têm até dia 1º de julho para se inscrever. A inscrição é gratuita e deve ser feita em nome da instituição no site da empresa (www. arcelormittal.com/br/tubarao). Os resultados serão divulgados em dezembro de 2012, no site da ArcelorMittal Tubarão. Serão apoiados projetos que contribuam para a transformação econômica e social das comunidades, desenvolvidos nos municípios de Cariacica, Serra, Vila Velha ou Vitória. Os projetos candidatos deverão ter foco no Desenvolvimento Comunitário e na Educação, e estar sob responsabilidade

de instituições não-governamentais, legalmente constituídas e que atuem no Terceiro Setor, sem finalidades lucrativas. Serão contemplados projetos que solicitem recursos financeiros de até R$ 120 mil por um período de um ano, com possibilidade de renovação por mais um ano. Para fazer o cadastro, primeiramente, a instituição deverá preencher o formulário disponibilizado no site, anexando todos os documentos solicitados no Edital. Logo após o cadastro, a instituição deverá fazer a inscrição do projeto. A instituição que já possuir cadastro no site deverá conferir e validar todos os dados, principalmente e-mail, telefone de contato e documentos. Mais informações no site da ArcelorMittal Tubarão.

Indústrias se reúnem na ArcelorMittal Tubarão Algumas das maiores e mais importantes empresas brasileiras da cadeia de aço participaram, nos dias 13 e 14 de junho, do “Encontro de Especialistas da Área de Redução”, que aconteceu no Centro de Educação Ambiental da ArcelorMittal Tubarão, em Serra. A ArcelorMittal Monlevade, a Companhia Siderúrgica Nacional, a CS Huachipato, a Gerdau Açominas, a Ternium Siderar, a TKCSA e a Usiminas também partici-

100

param do evento. A programação incluiu apresentações técnicas das empresas participantes e visita às áreas operacionais (Coqueria, Sinterização e Alto-Forno) da ArcelorMittal Tubarão. O Encontro é realizado desde a década de 80 e tem como objetivo analisar dados relacionados com a área de redução de usinas a coque, servindo como oportunidade de intercâmbio entre as empresas.

95 75

25 5 0

Anuncio_Atlantica quinta-feira, 21 de junho de 2012 17:54:46


5

Agosto é o mês da ISA SHOW No evento, que acontece no mês de agosto, no Centro de Convenções de Carapina, os participantes poderão conferir o que há de mais moderno em instrumentação, sistemas, elétrica e automação DIVUlGAçãO

contagem regressiva para a

11ª edição do ISA SHOW ES. O evento vai acontecer nos dias 29 e 30 de agosto, no Centro de Convenções de Vitória. A abertura oficial será no dia 28, às 19 horas, e contará com a presença do diretor-presidente da ISA América do Sul, Jorge Ramos. Durante dois dias de atividades, um público estimado em 4.000 pessoas poderá conhecer o que há de mais moderno em instrumentação, sistemas, elétrica e automação. Numa espécie de vitrine viva em que se transforma o evento, será possível conhecer as novidades disponíveis no mercado no segmento de tecnologia de ponta. A cada edição, o Instrumentation Society of America - ISA SHOW ES reúne importantes empresas dos setores envolvidos, além de profissionais de vários estados brasileiros. Com isso, o evento que tem se tornado referência nacional consegue atrair um crescente público

cercA de 4.000 pessoas deverão participar da 11ª edição da ISA SHOW ES

qualificado de visitantes. Em uma área de 800 m² serão instalados 52 estandes para exposição de produtos e serviços, onde pelo menos 30 empresas provedoras de alta tecnologia de produtos vão

disponibilizar as novidades do setor. Segundo os organizadores, o evento além de gerar negócios, possibilita o aperfeiçoamento e atualização técnica nos vários segmentos propostos.

Programação inclui palestras, minicursos e mesas-redondas Na programação estão também dois minicursos com os temas “Aplicação da Instrumentação Analítica - Monitoramento Ambiental e Controle de Processos” e “Java para Automação Industrial” a serem ministrados nas manhãs dos dois dias do evento. Já na parte da tarde, estimase que pelo menos 600 profissionais vão participar das 10 apresentações de trabalhos técnicos e 5 palestras técnico-comerciais. As atividades possibilitarão ao público participante de forma gratuita a

atualização e aperfeiçoamento do conhecimento técnico e tecnológico dos segmentos envolvidos. Também no mesmo período vão acontecer mesas-redondas para debate técnico sobre o tema “Tecnologia e Competitividade”. Como nos anos anteriores, a organização do evento instituiu o prêmio expositor destaque para estimular a competição na organização dos estandes e exposição de produtos e serviços e ao mesmo tempo tornar o evento mais atrativo.

Evento lança 1º Desafio ISA ES

Uma das novidades que o evento traz para este ano é o lançamento do 1º Desafio ISA ES. O objetivo é estimular o estudo de conceitos e tecnologias relacionadas à área de automação, instrumentação

e controle de processos por parte de estudantes de nível médio e superior. Com isso, as instituições de ensino representadas vão receber equipamentos para aparelharem os seus laboratórios.


6

Ecoeficiência na sede da Petrobras

foto: Fernando César

A nova sede da Petrobras, em Vitória, adotou, em sua concepção, os mais modernos conceitos de sustentabilidade Para garantir o desempenho ambiental e o conforto dos usuários, o edifício sede da Petrobras em Vitória conta com um moderno sistema de automação predial, que controla desde o fluxo de irrigação dos jardins até as chamadas membranas solares, um tipo de cortina externa à construção que se distende e retrai conforme a incidência de sol, auxiliando a redução do consumo do sistema de ar-condicionado, também automatizado. O ar-condicionado dos pavimentos de escritório funciona por um sistema inovador de teto radiante. O teto é recoberto internamente por serpentinas nas quais corre água resfriada. A temperatura é reduzida de maneira uniforme, por troca térmica com o ambiente, sem rajadas de ar, sem ruído e sem risco de proliferação de microorganismos comuns aos sistemas que usam dutos.

100% de esgoto tratado antes de lançá-lo em rede pública Para reduzir o consumo de energia elétrica, o projeto da empresa contemplou o aproveitamento máximo da luz natural, além de implantar um sistema automatizado que reduz a iluminação artificial quando essa não é necessária. Placas térmicas montadas na cobertura do restaurante ainda aproveitam a luz do sol para preaquecer a água usada nos serviços de cozinha. O complexo conta também com uma estação de tratamento de efluentes de esgoto em escala industrial, que trata 100% do esgoto antes de lançá-lo na rede pública. Parte dos efluentes tratados é ainda reutilizada Divulgação

no escoamento sanitário, na irrigação dos jardins e no sistema de ar-condicionado. O reúso dos efluentes tratados, somado a medidas de redução de consumo de água como banheiros com dispositivos acionados por presença e equipamentos sanitários eficientes, garantem uma economia aproximada de 32% desse recurso natural. Para evitar a sobrecarga do sistema pluvial nos dias de forte chuva, foram construídas enormes caixas de retardo subterrâneas que coletam a água captada pelo complexo e liberam essa gradativamente na rede pública. Melhorias nos arredores incluíram ainda a cessão de 15 mil metros quadrados da área do terreno para a construção de um parque público municipal, que servirá à comunidade como espaço para atividades físicas e de lazer.

Projeto social certifica 400 pescadores capixabas O Projeto Rede, desenvolvi-

A entrega dos certificados aconteceu no dia 18 de junho, no Palácio Anchieta, em Vitória

O edifício sede da Petrobras em Vitória conta com um moderno sistema de automação predial

do pela Agência Nacional de Desenvolvimento Econômico e Defesa Ambiental (Andesa), com patrocínio da Petrobras, certificou, no último dia 18, no Palácio Anchieta, em Vitória, 400 pescadores, catadores de caranguejo e marisqueiros de sete municípios capixabas. A certificação é referente a cursos de educação financeira, de melhor aproveitamento do pescado e de artesanato. O Projeto, com mais de 750

participantes até o momento, também comemorou recentes resultados alcançados. Entre eles está a ampliação do atendimento de duas para sete cidades da Grande Vitoria. Originalmente prevista para os municípios de Serra e Fundão, a prática chegou também a Vitória, Cariacica, Aracruz, Viana e Vila Velha. O aumento médio global de renda dos pescadores foi de aproximadamente 18%. Para auxiliar no desenvolvimento das ações, o projeto pre-

vê também a construção de um plano de negócios e de um plano de turismo de pesca. Além das aulas, a iniciativa ainda oferece transporte, alimentação, uniforme e material didático gratuitos, com uma equipe de professores qualificados. No final do programa, os equipamentos adquiridos para as aulas práticas dos beneficiados serão doados para que a categoria continue sendo beneficiada, dando mais condições para que sejam sustentáveis.


7 foto: Jefferson Rocio

Samarco e parceiros exibem o livro sobre a Expedição Científica e Educactiva do Rio Benevente

Samarco lança livro sobre Rio Benevente A publicação, que conta com 169 páginas, traz informações sobre o ecossistema da região, registrando a situação ambiental, a fiscalização e a ocupação do local A Samarco lançou no dia 05 de junho,

Dia Mundial do Meio Ambiente, o livro “1ª Expedição Científica e Educacional do Rio Benevente”. Organizado pela analista de Meio Ambiente da companhia Sandrelly Amigo Lopes, o livro é resultado de uma expedição realizada por representantes de 40 instituições voluntárias, no ano de 2006. Durante um mês, a equipe percorreu a região do Benevente, coletando amostras de água, registrando a situação ambiental, fazendo levantamento das espécies animais e vegetais, da fiscalização, da ocupação e uso do solo local, entre outros assuntos relacionados ao ecossistema da região. Em 169 páginas, o livro, patrocinado pela Samarco, traz mapas, gráficos, descrições das viagens e fotos, além de um DVD com registros da expedição. A iniciativa contou com o apoio das

prefeituras de Anchieta, Guarapari e Alfredo Chaves, do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado (Idaf), Instituto Estadual do Meio Ambiente (Iema), além do Comitê da Região da Bacia do Benevente e da Cesan. “O conhecimento dos nossos mananciais é de extrema importância, na medida em que se pretende preservar a água e utilizá-la de forma múltipla e sustentável”, destaca Sandrelly Lopes, na apresentação do livro. Segundo ela, o objetivo é registrar a situação do rio Benevente, para que sejam adotadas medidas a fim de garantir a sustentabilidade das próximas gerações. Além disso, o livro busca sensibilizar a comunidade da região quanto ao desafio de preservar esse importante recurso natural e mostrar as belezas, a cultura, a história e a biodiversidade da bacia hidrográfica do Benevente.

Samarco abre vagas para trainee em MG e no ES A Samarco está com inscrições aber-

tas para o processo seletivo dos Programas Trainee 2012 de nível superior. A seleção será interna e externa, com vagas destinadas aos profissionais formados entre julho de 2010 e agosto de 2012, nos cursos de Geologia, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia de Minas, Engenharia Metalúrgica, Engenharia Civil, Engenharia de Automação, Engenharia de Produção e Engenharia Química. As inscrições poderão ser realizadas

pelo site da Samarco (www.samarco. com), até o dia 9 de julho. Os candidatos passarão pelas seguintes etapas: triagem, provas online; laboratório de competências e entrevista técnica individual. Os selecionados também passarão por exames médicos. Para o Trainee Superior as vagas estão distribuídas entre as duas unidades operacionais da Samarco, localizadas em Mariana (MG) e Anchieta (ES). A previsão é que os profissionais selecionados sejam contratados no início do segundo semestre deste ano.


8 FOTOS: Divulgação

ArcelorMittal Cariacica leva teatro para dez escolas Ao todo, dez escolas do município de Cariacica receberam o Projeto Mobilização, que trouxe o espetáculo “Números de Cortina”, o qual mistura números circenses e técnicas de teatro Divulgação

Artistas de três companhias de teatro do Rio de Janeiro e de Minas Gerais se juntaram para realizar apresentações em dez escolas de Cariacica. Os atores encenaram o espetáculo “Números de Cortina”, que mistura números circenses e técnicas de teatro. As atividades aconteceram de 13 a 23 de junho e percorreram as unidades de ensino ligadas ao Projeto Mobilização, desenvolvido pela ArcelorMittal Cariacica, em parceria com a Prefeitura Municipal de Cariacica e a Fundação ArcelorMittal Brasil. Participaram da atividade, integrantes do Teatro Terceira Margem (MG), do Grupo OffSina (RJ) e do Circo Olímpico (MG). Durante o espetáculo, os atores apresentaram cenas cômicas de música, dança e re-

prises, inspiradas no universo tradicional do circo e na figura dos palhaços clássicos. Além das apresentações, a programação foi marcada por encontros de sensibilização, que reuniram alunos, pais e comunidade escolar. Os eventos foram realizados em dois sábados, nos dias 16 e 23 de junho, com a proposta de promover momentos de reflexão entre os participantes e divulgar as artes cênicas. O ator e diretor artístico do Teatro Terceira Margem, Cristiano Pena, afirma que os espetáculos são a primeira fase do projeto. “A ideia é sensibilizar e mobilizar as pessoas, e incentivá-las a participar de uma oficina-montagem, resultando na formação de um grupo teatral. Os dois encontros de sensibilização servem para que as

pessoas interessadas aprendam um pouco mais sobre os processos criativos, o teatro de rua e a arte dos palhaços”, destaca Cristiano Pena. Ele ressaltou que a parceria com a ArcelorMittal teve início em Minas Gerais, com o projeto “Teatro de Artesania”, e foi estendida para lugares como o Espírito Santo, e as cidades de Piracicaba, em São Paulo, e Feira de Santana, na Bahia. “Após esse trabalho inicial, fecharemos uma agenda para retornar a Cariacica no mês de agosto, dando continuidade às atividades”, frisou Pena. O projeto Teatro de Artesania tem patrocínio da ArcelorMittal através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e realização do Ministério da Cultura.

Artistas de três companhias de teatro do Rio de Janeiro e de Minas Gerais se juntaram para realizar apresentações

Sobre o espetáculo

“Números de Cortina” foi uma prática artística comum no século passado. Quando se fechavam as cortinas para troca de cenários, artistas ocupavam a frente do palco (proscênio) para entreter o público presente com pequenos números de

comédia, dança ou música. No Brasil, essa modalidade de roteiro artístico foi desenvolvida por artistas como Oscarito, Grande Otelo, Dercy Gonçalves, Benjamim de Oliveira e tantos outros que se apresentavam em palcos, picadeiros, feiras e praças.

Projeto Mobilização

Lançado em abril do ano passado, o projeto Mobilização tem o objetivo de contribuir para a melhoria do aprendizado dos alunos matriculados na rede municipal de Cariacica e do desempenho das instituições no Índice de Desenvolvimento da Edu-

cação Básica (Ideb). As ações atingem os problemas, de acordo com a realidade escolar de cada instituição. Entre as atividades desenvolvidas estão palestras, seminários e visita à casa dos alunos. O projeto será desenvolvido em um período de quatro anos.


9

Visita rara em área da Fibria

Representantes das empresas Emflora, White Martins e Canexus, fornecedores destaque

Fibria faz encontro com fornecedores O objetivo é estimular a participação dos parceiros no projeto e reconhecer as empresas que se engajaram em 2011 A Fibria promoveu, no último dia 5 de junho, em Aracruz, o encontro anual com os fornecedores para lançamento do Carbon Disclosure Projetct (CDP) Supply Chain 2012, plataforma online de divulgação de informações sobre a governança climática de empresas. No encontro, representantes da companhia reforçaram a importância do engajamento de todos no projeto, esclareceram os principais pontos da edição 2012 e apresentaram as empresas fornecedoras que se destacaram na iniciativa, conforme os critérios da Fibria. A Fibria foi a primeira companhia florestal do mundo a se engajar no projeto, incentivando a participação de seus principais

fornecedores e comprometendose com as melhores práticas de gestão para as mudanças climáticas ao longo de todo o ciclo produtivo da celulose de eucalipto. Na edição 2012, a Fibria pretende ampliar o percentual de adesão de fornecedores. No primeiro ano, das cerca de 90 empresas convidadas, 45% aderiram à proposta e, no segundo ano, 71%. “Estendemos à nossa cadeia de valor um projeto que traz ganhos ambientais e vantagens competitivas ao ampliar a consciência da pegada de carbono de uma organização, a partir da medição das emissões de gases de efeito estufa e da mitigação de riscos vinculados

às mudanças climáticas”, explica Wellington Giacomin, Gerente Geral de Suprimentos da Fibria. Os critérios para escolha dos fornecedores de destaque consistiram em evolução no preenchimento do questionário e engajamento com a proposta do projeto. Os selecionados foram: ABB Ltda; America Latina Logistica do Brasil; Bayer S.A.; Canexus Quimica Brasil Ltda; Dow Brasil S.A; Eka Chemicals do Brasil S.A.; Emflora; J.F.I. Silvicultura S/C Ltda; Peroxidos do Brasil Ltda; SKF do Brasil Ltda; Transportadora Turistica Benfica LT; Videira Transportes Rodoviarios Ltda; White Martins Gases Industriais.

Uma área de propriedade da Fibria, em Aracruz, recebeu uma visita inusitada: a ave batuíra-de-esporão (Vanellus cayanus). A espécie está na lista das ameaçadas de extinção em São Paulo. No Espírito Santo, o último registro da ave ocorreu em 1971. Este é o primeiro registro da espécie em área da empresa e ela foi vista nas proximidades de uma barragem, em Aracruz, em meio aos quero-queros (Vanellus chilensis), que são parentes próximos da batuíra-de-esporão. A ave foi avistada e fotografada pelo técnico de pesquisa da Fibria, José Francisco Pissinati, durante o exercício de suas atividades de campo. O registro fotográfico foi identificado pelo Centro de Tecnologia e incorporado ao Banco de Dados de Biodiversidade da Fibria. Observações assistemáticas como esta complementam as informações coletadas no programa de monitoramento de biodiversidade, prática adotada pela empresa a fim de avaliar a qualidade do ambiente em suas áreas. O registro da batuíra-de-esporão foi confirmado pelo consultor Paulo Zuquim Antas, da Funatura, instituição parceira da Fibria no trabalho de monitoramento de biodiversidade.

o último registro da ave ave batuíra-de-esporão no Espírito Santo ocorreu em 1971


10

Rio+20: Indústria brasileira reduziu impacto ambiental O relatório divulgado pela CNI apontou que empresas dos ramos de mineração, siderurgia, petróleo, entre outras, apresentaram avanços significativos na área ambiental Divulgação

A indústria brasileira reduziu conside-

ravelmente o impacto de sua atividade no meio ambiente nos últimos 20 anos, desde a Eco-92, diminuindo as emissões de gases de efeito estufa, reciclando, usando insumos renováveis, reaproveitando a água. A informação, com dados, está em documento divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), na Conferência Rio+20. Segundo o documento, entregue pelo presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, no seminário Encontro da Indústria para a Sustentabilidade, 97, 6% das embalagens de alumínio são recicladas no país, um dos mais altos índices do mundo. Além disso, o documento revela que a celulose e o papel produzidos no Brasil provêm integralmente de florestas plantadas, enquanto a indústria química reduziu em 47% suas emissões de CO² em dez anos. Na siderurgia brasileira, os índices de recuperação de água chegam a 97,6% e há um trabalho permanente de aproveitamento de resíduos e coprodutos. O setor gera mais de 600 quilos de coprodutos por tonelada de aço bruto, dos quais 80% são reaproveitados na produção de cimento, bases de estradas, fertilizantes, corretivos de solos, entre outras aplicações. No setor de mineração, a recicla-

Produção industrial cai em 12 dos 14 locais pesquisados A produção industrial diminuiu,

Presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, entrega documento à ministra Izabella Teixeira

gem e o reaproveitamento de água chegam a 90% na exploração de ferro, ouro, bauxita e carvão mineral. Outros minérios apontam índices igual ou superior a 50%. O uso de minerodutos até as regiões portuárias otimiza a energia, já que a polpa de minério transportada com o auxílio da gravidade, retira caminhões das estradas, diminuindo o uso de combustíveis fosseis e, consequentemente, a emissão de gases do efeito estufa. Houve redução na geração de resíduos da produção de petróleo nos

últimos dois anos. No Brasil, o volume médio de derrames de petróleo e derivados para o meio ambiente é 20 vezes inferior à média mundial. O presidente da CNI propôs ao governo desonerações tributárias para a produção que preserve o meio ambiente. ‘É importante que o sistema tributário considere a dimensão ambiental da atuação das empresas, com um corte de impostos mais agressivo para quem utilizar os recursos naturais de maneira eficiente e adotar modelos sustentáveis de produção”, sugeriu.

na passagem de março para abril, em 12 dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com dados divulgados no início de junho, as perdas mais intensas foram observadas em Goiás (-7,6%) e no Paraná (-7%). Esses dois locais, segundo o documento, praticamente eliminaram os aumentos registrados no mês anterior, que foram de 7,7% em Goiás e 7,3% no Paraná. Também apresentaram quedas mais fortes do que a média nacional (-0,02%) o Amazonas (-5,8%), Ceará (-4,7%), Rio de Janeiro (-2,9%) e Rio Grande do Sul (-2,4%). Os demais resultados negativos foram verificados na Região Nordeste (-0,7%), em Pernambuco (-0,6%), em São Paulo (-0,4%), na Bahia (-0,3%), no Espírito Santo (-0,2%) e em Minas Gerais (-0,1%). Por outro lado, o Pará (4,3%) e Santa Catarina (0,3%) foram os únicos locais que apresentaram expansão na produção industrial em abril na comparação com o mês anterior.


Tártaros e placas bacterianas

Além de prejudicar a saúde dos dentes, o tártaro também causa mau hálito e problemas estéticos DIVULGAÇÃO

Tártaro, as vezes também

chamado de cálculo, é a placa bacteriana ou biofilme dental que endurece na superfície dos dentes. O tártaro também pode se formar sob a gengiva e irritar os tecidos gengivais. Além disso, é ele que dá à placa bacteriana um espaço maior e propício para o seu crescimento, o que pode levar a problemas mais sérios como as cáries e gengivite. Além de prejudicar a saúde dos seus dentes e gengivas e causar mau hálito, o tártaro também é um problema estético. Substância porosa, o tártaro absorve as manchas com mais facilidade. Assim, para aquelas pessoas que fumam ou tomam chá ou café, é ainda mais importante que evitem a formação do tártaro. Ao contrário da placa bacteriana que é uma película incolor, o tártaro é uma formação mineral facilmente visível, se estiver acima do nível da gengiva. O sinal mais comum é uma cor marrom ou amarela

As visitas ao dentista para a remoção de placa bacteriana ou do tártaro são essenciais

nos dentes na região da margem gengival. A única maneira de se evitar isto é com uma boa escovação, após cada refeição, e a utilização de escova macia, além da ajuda de um creme dental antitártaro. O uso do fio dental também é fundamental e pode reduzir a formação da placa bacteriana e do tártaro. Passe a língua nos dentes, por

dentro e por fora, se estiver liso está bom, caso contrário escovar até que fique liso. Depois de formado, só o dentista pode retirar o tártaro dos dentes. O processo de retirada do tártaro, feito com instrumentos especiais, é conhecido como “raspagem”. Portanto, as visitas ao dentista para a remoção de placa bacteriana ou do acúmulo de

tártaro são essenciais. Com relação à alimentação, deve-se evitar carne gordurosa, fritura, repolho, brócolis, couve-flor, alho, cebola. Preferir queijo branco e leite desnatado, assim como cenoura, maçã e alimentos fibrosos que auxiliam na limpeza da boca, além de água e carboidratos. O álcool e o fumo devem ser evitados.

‘‘

A única maneira de se evitar a formação do tártaro é com uma boa escovação, após cada refeição, e a utilização de escova macia, além da ajuda de um creme dental antitártaro


CONDOMÍNIO HORIZONTAL

LIBERDADE, REQUINTE, BOM GOSTO, SEGURANÇA, ESPORTES, NATUREZA E MUITO ESPAÇO PARA VOCÊ CONSTRUIR A CASA QUE SEMPRE SONHOU. TUDO ISSO EM UM LUGAR MARAVILHOSO, PERTINHO DO MAR. SEU SONHO VIROU REALIDADE. IMPLANTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO SOBRE FOTO AÉREA DO LOCAL.

PRÉ-LANÇAM ENTO

I

LOTES DE 457 A 1.720M 2

WWW.JARDINSVENEZA.COM .BR I ) 3242.3898

I

RODOVIA DO SOL, KM 21 - INTERLAGOS

Vila Velha/ ES - Sentido Guarapari, a 5 minutos do Boullevard Shopping Vila Velha. Plantão de vendas aberto todos os dias, das 9h às 19h00 COORDENAÇÃO DE VENDAS: CRECI 5120J FGR URBANISMO S.A. CRECI JURÍDICO 8016. IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS. O LOTEAMENTO JARDINS VENEZA ESTÁ APROVADO JUNTO À PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA, ATRAVÉS DO DECRETO N.° 302/2011. REGISTRADO NO CARTÓRIO 1° OFÍCIO – 1ª ZONA DE VILA VELHA, COM PROTOCOLO DE ENTRADA SOB Nº 256620. A MATRÍCULA DO IMÓVEL É Nº R.1 119.177.

REALIZAÇÃO: CJ 8016


Jornal Empresarial - Edição nº 23