Page 1

portfolio arquitetura

2020

arĂŁm


arãm arãm

formação acadêmica

pesquisa científica

arãm vallejo dos santos 16.09.1996 brasileiro, 23 anos

monitorias

rua morais e silva, 51 tijuca, RJ, brasil +55 21 99822-0206 aram@ufrj.br inglês espanhol português

cursos externos

softwares


2015/ atual

2015

fau ufrj - faculdade de arquitetura e urbanismo da universidade federal do rio de janeiro graduação (previsão de conclusão do curso em julho de 2021) eau uff - escola de arquitetura e urbanismo da universidade federal fluminense graduação (cursado somente o 1º semestre)

2011/ 2013

colégio qi ensino médio (representante de turma pelos 3 anos)

2019/ atual

numats - núcleo de ensino e pesquisa em materiais e tecnologias de baixo impacto ambiental na construção sustentável / coppe ufrj período: abril 2019 / atual cargo: pesquisador bolsista orientadores: Romildo Dias Tolêdo FIlho e Bruno Menezes da Cunha projeto: estudo da capacidade do bambu de suportar esforços mecânicos e suas aplicações na arquitetura e no design.

2018/ 2019

cla - centro de letras e artes da ufrj período: junho 2018 / março 2019 cargo: pesquisador bolsista orientadora: Maria Clara Amado projeto: análise da obra filmográfica da artista plástica Lygia Pape sob uma perspectiva teórica de estudo do espaço estético e arquitetural.

2018

projeto arquitetônico II (ateliê integrado I) período: março 2018 / julho 2018 professor da disciplina: Paulo Jardim

2016

história da teoria do urbanismo I período: julho 2016 / dezembro 2016 professor da disciplina: Sergio Moraes Rego Fagerlande

2018

archicad avançado - instituto bimarch graphisoft período: setembro 2018 / outubro 2018 carga horária: 30 horas

2017

autocad avançado - instituto bramante período: junho 2017 / julho 2017 carga horária: 32 horas autocad archicad illustrator lumion

pacote office photoshop sketch up v-ray currículo | arãm arãm

2


casa em declive escola ribeira apartamento gรกvea banheiro shopping bambu

05 11 21 27 35


projeto

CASA EM DECLIVE orientadora Adriana de Almeida Muniz Alvarez ano 2º semestre 2018 A proposta da moradia unifamiliar sobre uma topografia irregular parte de um princípio projetual bem definido ao intervir minimamente no terreno: assim como os níveis da edificação acompanham a inclinação do terreno, um muro de arrimo atravessa a volumetria propondo naturalmente uma setorização dos espaços sociais e privados da casa. A modulação estrutural somada a uma implantação clara e eficaz permite a concepção de espaços externos de convívio em seus vazios propositais. Além disso, exercendo importante papel estético-funcional, o jogo de telhados conforma toda extensão da casa em planta a partir de uma dinâmica de sobreposição de planos com diferentes inclinações, criando uma abertura estratégica de iluminação para o mezanino.

estudo volumétrico croqui volumetria

croqui plant


ta esquematica

perspectiva externa / fachada norte FAU - UFRJ - 2018.2 - Casa em Jacarepaguá Topografia Aplicada à Arquitetura Aluno: Arãm Vallejo - Prof.: Adriana

4,00

2,70

5,63

0,30

2,63

9,23

2,07

Cortes A e B / Escala 1:100

3,00

Building Section

3,00

2,90

+11,10

2,90

+8,10

+5,10

GSPublisherVersion 0.5.100.100

cortes / transversal e longitudinal portfolio | arãm

6


fech

m

térreo /

axonométrica explodida


maquete / estudo de insolação

hamento

mezanino

/ acesso

-1º pav

portfolio | arãm

8


Scanned by CamScanner

plantas

fachada oeste /

planta pavimento térreo / acesso

No que cond de diferentes pedra e vege arquitetônica tectônicos e contraste.

planta -1º pavimento


Scanned by CamScanner

perspectivas

/ encontro dos telhados

diz a parte tátil do projeto, a utilização s materiais (metal, tijolo, madeira, etação) enriquece a experiência a vigente ao diversificar os princípios configurar um conjunto em constante

fachada norte / varanda

fachada oeste / espaço externo

portfolio | arãm

10


projeto

ESCOLA RIBEIRA orientador Marcos Blanco de Amorim ano 1º semestre 2018 Este projeto se fundamenta em um resgate histórico-cultural da área da RIbeira, Ilha do Governador, RJ. Devido à exploração de petróleo na década de 70, o bairro sofreu diversas mudanças maléficas para a vida pacata e litorânea do bairro. Esse princípio norteador de resgate da memória local somado à latente necessidade de atrativos urbanos no local sugere uma intervenção massiva para sua recuperação. Dessa forma, a opção projetual por uma escola de esfera pública somada a uma biblioteca aberta à população colabora diretamente com esse processo. A ocupação do terreno ocioso recostado na praia, a reconstrução da orla e a consequente criação de um grande espaço público de lazer propiciam as condições necessárias para uma vida urbana ativa à Praia da Ribeira, a qual resgata involuntariamente o sentimento de pertencimento ao lugar por parte da população local.

I M P L A N T A Ç Ã O

1952

2018

esboço do projeto

terreno


intervenção

estudo do sítio

área tota_21.000m² área devolvida_7.500m² área livre pública_7.500m² escola_3.200m²

3 1

2

portfolio | arãm

12


axonométrica explodida

chão / teto

2º pav / acesso lateral

cais

orla / passeio


teto-verde salas de aula

administração

pátio de entrada / acesso

portfolio | arãm

14


plano de massas

A um m in m o du ap ap co op “c la so tu


perspectivas

A concepção volumétrica do projeto opta por ma intervenção mínima na paisagem, já muito desgastada pelas agressões do setor ndustrial. Tendo em vista esse fundamento mimético e a intenção de integrar ao máximo objeto à população, a escola se abre em uas frentes: ao mesmo tempo que se presenta como um grande galpão lúdico poiado sobre a Baía de Guanabara, onfigura uma forte área de lazer para o lado posto, fazendo uso do conceito de chão-teto” para proporcionar um espaço de azer e usos diversos. A escola se debruça obre o mar, entrando em contato direto com udo que apetece esse tipo de relação.

pátio interno

módulos de salas de aula

anfiteatro

vista aérea

portfolio | arãm

16


cortes


corte transversal

corte longitudinal

portfolio | arĂŁm

18


mirante


“Resgate da memória e do afeto através do contato.” portfolio | arãm

20


projeto

APARTAMENTO GÁVEA orientador Antônio Paulo Cordeiro ano 1º semestre 2019

A reforma deste apartamento na Gávea, RJ, se fez necessária para uma mudança de perspectiva de uso do mesmo: de um apartamento familiar comum para um apartamento disponível ao aluguel no Airbnb. Dessa forma, o projeto se desenvolve a partir de um conceito que denota leveza, amplitude REBAIXO GESSO área de estar, e versatilidade, com foco na grande REBAIXO GESSO integrando sala, cozinha e lounge.

REBAIXO GESSO

portfolio | arãm

22


plantas: demolição e mobiliário

SACADA 1,58m²

AC 60X50

AC 60X50

A.S. 2,94m²

SALA 22,11m²

QUARTO 8,96m²

SUÍTE 8,96m²

CIRC. 1,40m² +0,45m COZINHA 12,58m²

+0,15m

+0,30m

+0,45m BANHO 3,62m²

BANHO 4,26m²

A DEMOLIR

A CONSTRUIR

FAU - UFRJ 2 - Projeto de Interiores - 2019.1 Arãm Vallejo - Prof. Antônio Paulo

SACADA 1,58m²

AC 60X50

AC 60X50

Av. Vice Governador Rubens Berardo, 175, Gávea PLANTA DE DEMOLIÇÃO / Escala 1:50

A.S. 2,94m²

QUARTO 8,96m² COZINHA 12,58m²

1

P2 SUÍTE CIRC. 1,40m² SALA 22,11m²

8,96m² P2

+0,45m

P3

P3

+0,30m +0,15m

P1

PORTA LISA 80 X 2,10

P2

PORTA LISA 70 X 2,10

P3

PORTA LISA 60 X 2,10

P4

PORTA VENEZIANA 70 X 2,10

+0,45m BANHO 3,62m²

BANHO 4,26m²

P1

REBAIXO GESSO

FAU - UFRJ - Projeto de Interiores - 2019.1 Arãm Vallejo - Prof. Antônio Paulo


lounge

O projeto se desenha a partir de uma aproximação de todos os espaços sociais da casa a fim de proporcionar um convívio sadio para quem a vive. A cozinha se abre inteira para a sala de estar, ampliando o ambiente e criando um cenário único de sociabilidade ao por fim nessa segregação. O espaço da cozinha também ganha em dimensão ao absorver o antigo quarto de serviço. Esse movimento traz o respiro necessário para o equilíbrio do ambiente ao aumentar a área de circulação e de alcance visual. Outro ponto importante que corrobora com esse eixo de convívio do projeto é o lounge. Ao se situar no extremo oposto da cozinha e margeando a passagem tanto longitudinalmente quanto transversalmente, esse ambiente se transforma em uma zona de canto acolhedora e de relaxamento, provendo de uma iluminação própria e de uma disposição mobiliária que favorece esse tipo de atividade introspectiva.

portfolio | arãm

24


cortes

REBAIXO GESSO

COZINHA

REBAIXO GESSO

REBAIXO GESSO

SALA

QUARTO

CORTE 1

REBAIXO GESSO

SUÍTE

c

REBAIXO GESSO REBAIXO GESSO

BANH.

SUÍTE

FACHADA

CORTE 2

FAU - UF

Arãm Val

Av. Vice G

CORTES

integração sala & cozinha


corte longitudinal 1

COZINHA

SALA

QUARTO

CORTE 1

REBAIXO GESSO REBAIXO GESSO

BANH.

CORTE 2

SUÍTE

FACHAD

corte transversal 2

FRJ - Projeto de Interiores - 2019.1

llejo - Prof. Antônio Paulo

Governador Rubens Berardo, 175, Gávea

S / Escala 1:50

portfolio | arãm

26


DA

Av. Vice Governador Rubens Berardo, 175, Gávea PLANTA MOBILIADA / Escala 1:50

projeto

BANHEIRO SHOPPING SUÍTE

orientador Antônio Paulo Cordeiro ano 1º semestre 2019 O projeto deste banheiro coletivo de shopping surge da necessidade de mesclar estética com eficácia no uso do espaço, cuja dimensão se limita aos valores mínimos para que a sobra do lote valorize ao máximo um futuro estabelecimento comercial. Dessa forma, o desenho arquitetônico prevê um banheiro masculino, um banheiro feminino, FAU e - UFRJ - Projeto de Interiores um fraldário um banheiro PNE. O partido - 2019.1 Arãm Vallejoesses - Prof. Paulo decorativo de todos fazAntônio uso de elementos naturais (madeira, terracota e vegetação) Av. Vice Governador Rubens Berardo, 175, Gávea aliados à elegância intrínseca do porcelanato / Escala 1:50 e branco na lustradoCORTES e do granilite em preto bancada.


portfolio | arĂŁm

28


planta

r

d

f

f

C:\Users\danielaitida\Desktop\logo fau.png

cortes

corte transversal BB C:\Users\danielaitida\Desktop\logo fau.png


perspectivas

A disposição dos ambientes segue uma lógica de máximo aproveitamento do espaço, tendo em vista o objetivo maior de valorização do estabelecimento vizinho onde seria situada uma loja. O hall central conforma os acessos e cria um ambiente de encontro/ espera para os banheiros coletivos e de PNE assim como para o fraldário.

Os cortes e as imagens se referem ao banheiro coletivo masculino, cujo princípio decorativo seria reproduzido da mesma maneira no feminino. Dessa forma, a fim de reduzir custos e otimizar a execução das instalações, opta-se por cores neutras e formas geométricas simples em todo partido estético.

corte longitudinal AA

portfolio | arãm

30


detalhe bancada 1:10


detalhe bancada 1:5

Um dos elementos principais do banheiro é a bancada coletiva que margeia a circulação central do banheiro. Feita sob medida para este espaço, ela se apoia sobre uma peça contínua de granilite branco, o qual é interrompido por pias individuais e torneiras pretas com sensores eletrônicos embutidos na parede. A opção por pias internas à bancada e torneiras presas a C:\Users\danielaitida\Desktop\logo fau.png

parede privilegia a homogeneidade do granilite e facilita a limpeza do local. Os detalhes apresentados acima demonstram o projeto da pia em corte. O ralo é ocultado por uma placa disposta 2 cm acima dele, fazendo com que a água escorra pelas bordas. O sifão é igualmente escondido pela marcenaria terrosa do armário de madeira. portfolio | arãm

32


A área das cabines se apresenta como um ambiente independente ao espaço destinado à bancada de higienização, porém segue os mesmos princípios decorativos e de iluminação indireta na parede oposta a seu acesso. Madeira, porcelanato e terracota.

O painel de hexágonos compondo a parede sob espelhos redondos de madeira sintetizam esse viés neutro porém rico em texturas e formas. O revestimento do piso colabora com essa lógica ao se desenhar em porcelanato branco lustrado com losangos pretos, inserindo no projeto um brilho sutil ao qual relaciona-se

ambientes de caráter nobre e limpo. A vegetação sob a bancada contrasta harmonicamente com esses preceitos ao mesmo tempo que se equilibra com o tom terroso da marcenaria em terracota.


C:\Users\danielaitida\Desktop\logo fau.png

detalhe bancada 1:5

C:\Users\danielaitida\Desktop\logo fau.png

portfolio | arĂŁm

34


pesquisa científica

BIOCONSTRUÇÃO BAMBU COPPE UFRJ | NUMATS Estudo das propriedades físicas e mecânicas do bambu Mossô (L. Phyllostachys Pubescens) orientadores Romildo Dias Tolêdo Filho e Bruno Menezes da Cunha Gomes ano 2019 Esse projeto de iniciação científica se fundamenta em uma busca por um fazer construtivo mais limpo e sustentável por meio de uma investigação sobre o potencial mecânico para uso estrutural do bambu, material natural com ampla disponibilidade de recursos e diversas possibilidades de uso na construção civil. Cabe enfatizar que pesquisas recentes já comprovaram que tanto seu aspecto compressivo quanto flexivo superam os do concreto armado, por exemplo. Em um ano de pesquisa, foram realizados trabalhos no laboratório de testes mecânicos da COPPE e ensaios de caracterização física também, como testes de densidade e térmicos. Além dessa fase de levantamento de resultados, o tratamento de dados foi todo realizado no NUMATS com o auxílio da equipe de mestrandos e doutorandos referentes e se baseando nos mais diversos trabalhos publicados da área na literatura. O trabalho foi apresentado na 10º Semana de Integração Acadêmica da UFRJ assim como foi desenvolvido um artigo científico sobre todo o processo a fim de ser publicado em revista internacional e apresentado no IV Congresso Luso-Brasileiro de Materiais de Contrução Sustentáveis, que será realizado em Salvador-BA em novembro de 2020.

ensaio de flexão em bambu saturado


C:\Users\danielaitida\Desktop\logo fau.png

Devido ao notável crescimento das mudanças climáticas e as consequências cada vez mais visíveis do aquecimento global, cientistas de todo mundo inclinam-se às suas pesquisas pela busca de materiais e tecnologias alternativas que retardem esse processo e abram caminho para uma abordagem mais limpa e sustentável. Dentro dessa nova perspectiva, a indústria da construção civil exerce um papel relevante, sendo a responsável por 40% do consumo global de energia e por até 30% das emissões globais de gases de efeito estufa. Com isso, a atribuição de materiais construtivos não convencionais ao mercado é uma realidade a qual engloba o uso tanto de materiais híbridos, como concretos sustentáveis, quanto materiais naturais. Dentre os materiais naturais que são utilizados pela indústria da construção civil, o bambu apresenta características que justificam seu uso, como seu rápido crescimento, baixa necessidade de fertilizantes e à multiplicidade de seus usos o desponta como uma alternativa viável e sustentável, tanto no âmbito não poluente, onde atua como sequestrador de CO2 da atmosfera, quanto ao senso de equidade social. Além disso, existe uma grande disponibilidade desse material no planeta. Ao todo, existem 119 gêneros da planta e, aproximadamente, 1400 espécies distribuídas pelo globo terrestre. setups de ensaio de compressão em corpos de prova com e sem nós

portfolio | arãm

36


Entretanto, alguns aspectos ainda são tidos como pontos de fragilidade do material. Os efeitos da ação contínua de intempéries sobre o bambu, como chuvas e alagamentos, alteram tanto suas propriedades mecânicas como a durabilidade do bambu ao aumentar a vulnerabilidade do colmo ao ataque de fungos e insetos. Além disso, seu modo de ruptura muda de acordo com a tensão admitida e a presença de nós em sua composição também interfere diretamente na capacidade mecânica. Essas zonas representam uma quebra de continuidade das fibras internas da planta.

diagrama de esforços em ensaio de flexão, momento fletor e cortante

gráficos de ensaio de flexão em bambus naturais e saturados

ensaio de compressão em bambu/ flambagem


apresentação 10º Semana de Integração Acadêmica da UFRJ

Portanto, compreender melhor como o bambu reage mecanicamente na presença de água e como os nós atuam perante a aplicação de esforços é imprescindível para que os estudos sobre sua dinâmica estrutural avancem e possibilitem uma maior admissão na esfera construtiva. Dessa forma, a partir de ensaios mecânicos e de caracterização física, a pesquisa se inclina em torno de tais objetivos: • Analisar a influência da saturação em colmos de bambu da espécie Phyllostachys pubescens (Mossô) sob ensaio de flexão estática em três pontos comparando aspectos físicos e mecânicos; • Propor um novo método para ensaios

desse tipo por meio de um setup de aço que conforma toda superfície do bambu no momento da aplicação de carga; • Analisar as fases do comportamento tensão versus deformação no ensaio de compressão uniaxial do bambu Mossô (L. Phyllostachys Pubescens). • Analisar como os nós influenciam nas propriedades mecânicas do bambu sob os ensaios; • Fazer uma investigação por meio de análises gráficas, registros fotográficos e microscópicos sobre as fases do comportamento tensão versus deformação no ensaio de compressão uniaxial da mesma espécie. portfolio | arãm

38


arĂŁm aram@ufrj.br +55 21 99822-0206

Profile for Arãm Vallejo

Portfolio de Arquitetura | Arãm Vallejo | FAUUFRJ  

Seleção de trabalhos realizados na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro entre 2016 e 2020.

Portfolio de Arquitetura | Arãm Vallejo | FAUUFRJ  

Seleção de trabalhos realizados na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro entre 2016 e 2020.

Advertisement