Page 1

R$ 1,50 • QUARTA-FEIRA, 12 DE SETEMBRO DE 2018

• ACESSE AQUINOTICIAS.COM • facebook.com/aquinoticiases • @aquinoticias ANO V | EDIÇÃO 1957 • CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

ENTREVISTA

EMPREENDEDOR DE SUCESSO, MARCOS GUERRA, DISPUTA VAGA NA CÂMARA FEDERAL • PÁG. 4 e 5

• DIVULGAÇÃO

TCES

MANTIDA MULTA PARA CASTEGLIONE E FASSARELLA

• ROBERTO BARBOSA

MIMOSO

PRESO SUSPEITO DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO

• PÁG. 3

• PÁG. 7

Ex-prefeito de Cachoeiro e vereador terão que pagar R$ 5 mil por não prestarem contas

Crime ocorreu no mês passado no bairro Morro da Palha durante troca de tiros

• LEONARDO DUARTE/SECOM

ES VAI INVESTIR R$ 17 MILHÕES PARA CADASTRO AMBIENTAL RURAL • PÁG. 8

Recurso oriundo do Fundo da Amazônia, gerido pelo BNDES, permitirá que o Idaf realize o cadastro gratuito de imóveis rurais com até quatro módulos fiscais, o que representa 90% das propriedades do Estado. O contrato foi assinado na tarde de ontem, no Palácio Anchieta, pelo governador Paulo Hartung


2•

OPINIÃO

QUARTA-FEIRA, 12 DE SETEMBRO DE 2018 • AQUINOTICIAS.COM

QUEM FAZ

MAIARA TÓFANO

• DIRETORIA GERAL: Elias Carvalho Soares • DIRETOR DE JORNALISMO: Ilauro Oliveira • EDITOR DE CRIAÇÃO E ARTE: Luan Ola • REPORTAGEM: Ana Gláucia Chuína,

Edézio Peterle, Guilherme Gomes, Lucia Bonino, Wanderson Amorim • COMERCIAL: Elaine Almeida e Bárbara Soroldoni • ASSISTENTE COMERCIAL: Ludmylla de Moraes • DIAGRAMAÇÃO: Celso Wallace • LOGÍSTICA: Robson Gardioli • COLABORADORES: Alexandre Garcia, Eder Oza, Luciana Fernandes, Wagner Medeiros Junior, Maiara Tófano, Igor Fonseca e Gustavo Mazioli

FALE AQUI • PARA REDAÇÃO:

ligue: (28) 3521-7726 ou (28) 99991-7726 e-mail: jornalismo.aquinoticias@gmail.com

• PARA ANUNCIAR:

ligue: (28) 3511-2611 ou (28) 99955-9762 e-mail: atendimento.aquinoticias@gmail.com

PRA ONDE VAI • CIRCULAÇÃO: Alegre, Anchieta, Apiacá,

Atílio Vivácqua, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Iconha, Itapemirim, Irupi, Iúna, Jerônimo Monteiro, Marataízes, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Piúma, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, São José do Calçado, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante.

GFC COMUNICAÇÕES EIRELI-ME

• MATRIZ: CNPJ: 10.916.216/0001-55 Rua Irmãos Fernandes, Nº 59 Bairro Bela Vista - CEP: 29.560-000 Guaçuí-ES • Telefone: (28) 3553 0517 GFC COMUNICAÇÕES EIRELI-ME

• FILIAL: CNPJ: 10.916.216/0002-36

Rua Dona Joana, Nº 25, 2º Pavimento Bairro Centro - CEP: 29.300-120 Cachoeiro de Itapemirim-ES • Telefones: (28) 3521-7726 | (28) 3511 2611

As matérias assinadas e publicadas neste jornal, não traduzem a opinião do próprio jornal. A veracidade das informações publicitárias veiculadas é de responsabilidade de quem as patrocina (anunciante). A legislação não impõe ao órgão que veicula o anúncio (jornal) a obrigatoriedade de verificação e comprovação da fide lidade e correção destes anúncios. Fonte: STJ (Superior Tribunal de Justiça).

• As pessoas vivem uma nova cultura. Novidades tecnológicas, informações por todos os lados, desenvolvimento sustentável, aplicativos que te ajudam em todos os pontos da sua vida, dentre outros. A forma de se comunicar mudou, de viver, de escolher, de comer, de se exercitar. Tudo completamente diferente há não muitas décadas atrás. Com essas mudanças, o mercado imobiliário tem que acompanhar os novos desejos e rotinas do consumidor, que não tem uma mudança apenas residencial, mas também comercial, atingindo inúmeras esferas da vida pessoal e profissional. Comercialmente, você já ouviu falar do Coworking? Especialmente pensado para o trabalhador autônomo, são espaços preparados para inspirar, gerar networking e trabalhar. Você pode alugar por hora, por dia, por mês. Tem direito a utilizar o espaço com internet, café, uma mesa ou mais, e não precisar trabalhar em um ponto específico com pagamento de aluguel mensal, visto que o autônomo mal fica no escritório, prestando serviço fora da empresa com visitas, entregas, dentre outros. Os empreendimentos imobiliários residenciais têm mais que mudanças culturais, as mudanças são também estruturais. Amplitude, poucas paredes, cômodos conectados e separados por móveis e tapetes. Diminuição nas plantas para melhor atender a rotina, áreas de lazer que são quase clubes. Um desejo desse novo consumidor é o misto de comercial e residencial. Querer sair de casa e ter por perto pequenos comércios é o desejo da qualidade de vida. Poder sair

TENDÊNCIAS DO MERCADO IMOBILIÁRIO: COMERCIAL, RESIDENCIAL, ECONÔMICO E PARA AS IMOBILIÁRIAS

a pé, fazer uma academia, tomar uma água de coco na padaria, encontrar amigos, levar os filhos com mais facilidade, ir trabalhar sem trânsito. Podemos ver esse novo movimento no Bairro Gilberto Machado, onde cada vez mais surgem novas lojinhas, farmácias, padarias, e até supermercados o que demonstra que queremos isso, de fato. Economicamente, podemos ver um ciclo de crescimento para 2019. Em algumas regiões do Brasil é visível o reaquecimento econômico através dos números de vendas, lançamentos e estoques reduzidos. Isso também se deve a redução dos juros, controle da inflação, ou seja, a facilidade do crédito imobiliário. Já para o mercado em si, a desburocratização é um caminho sem volta neste mercado, isso vale para a locação. As imobiliárias tendem a fornecer muito mais facilidades ao interessado. A tecnologia e a presença online não são nem tendências, é obrigatoriedade para as imobiliárias. A empresa que não tiver isso tende a caminhar para o fracasso. É preciso que, além de presença online, a mesma tenha posicionamento claro para quem deseja comprar ou alugar. Ainda teremos: crescimento no mercado português (Portugal), mercado residencial em franco desenvolvimento, aumento nos preços das casas, comércio em expansão, investimento num novo patamar e muito mais.

• CHARGE DO ZÉ

DIA MUNDIAL DA LIMPEZA EM GUAÇUÍ Começaram nesta segunda-feira (10) as ações que marcam a participação de Guaçuí no World Clean Up Day – Dia Mundial da Limpeza – que irá acontecer, também, em outros 150 países, no dia 15. Estas ações vão seguir até o sábado (15), organizadas pela Prefeitura de Guaçuí, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), com o apoio das Secretarias Municipais de Obras, Agricultura, Educação e Saúde. As ações iniciais foram concentradas às margens do Rio Veado, que corta a cidade.

CASAGRANDE NO LITORAL CAPIXABA O candidato ao governo do Estado, Renato Casagrande (PSB), aproveitou para conversar com a população do litoral capixaba. Na segunda-feira (10), ele participou de caminhada em Marataízes onde falou sobre a importância do desenvolvimento regional, com foco na estruturação de programas de apoio à instalação de centros de facilitação para as diversas cadeias produtivas do Estado.

MAGNO MALTA PROCESSADO O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou com queixa-crime contra o senador Magno Malta (PR) no Supremo tribunal Federal (STF) e a advogada Janaína Paschoal, na Justiça de São Paulo, por calúnia e difamação. Os dois são acusados de divulgarem mentiras nas redes sociais relacionadas à facada dada no presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ), na quinta-feira passada.


AQUINOTICIAS.COM • 12 DE SETEMBRO DE 2018, QUARTA-FEIRA

POLÍTICA • 3

“Para renovar é preciso preparar gente boa”, afirma Eduardo Mufarej no ES • MOVIMENTO. OS CINCO CAPIXABAS ESCOLHIDOS PELO PROJETO RENOVABR SE ENCONTRARAM COM EMPRESÁRIO PAULISTA QUE ACREDITA NA MUDANÇA DA POLÍTICA BRASILEIRA •

REDAÇÃO ESTADUAL

O empresário Eduardo Mufarej esteve no Espírito Santo, na noite de segunda-feira, junto dos capixabas que fazem parte do projeto RenovaBR, um movimento político para desenvolvimento de lideranças. Questionado se em algum momento o projeto poderia se tornar um partido, Mufarej foi enfático. “Não, acho que não. Tem gente de diferentes grupos e ideologias no RenovaBR, mas se elas quiserem se unir para formar um partido estamos à disposição”. O movimento que conta com apoio de grandes empresários do cenário nacional como Jorge Paulo Lemann, Nizan Guana-

es, Abílio Diniz, Armínio Fraga, tem ainda Luciano Huck apresentador de TV como incentivador, e escolheu no Estado cinco lideranças expressivas para fazer parte do movimento, o então secretário de Estado de Agricultura, Octaciano Neto (PSDB), que optou por não concorrer, o ex-secretário de Estado de Direitos Humanos Júlio Pompeu (PDT), que pleiteia uma vaga como deputado estadual, a jornalista Sandra Freitas (PSDB) também candidata ao Legislativo Estadual, e os jovens Felipe Rigoni (PSB), e Gustavo De Biase (Rede) que concorrem como federais. O critério de escolha das pessoas segundo o empresário, era baseado em fazer política do jeito certo,

• DIVULGAÇÃO

com altruísmo, vontade de servir e realizar. “Para renovar é preciso preparar gente boa, dando espaço as pessoas para acreditar na política”, disse Eduardo Mufarej, que preferiu investir em pesso-

as, do que se tornar candidato. A jornalista Sandra Freitas voltou da imersão no RenovaBR como uma nova pessoa, e baseia sua candidatura no protagonismo da mulher, e na política que

vai servir a sociedade. Júlio Pompeu segue a mesma linha de aprendizado, como professor e pesquisador, dizendo que trouxe de lá a experiência da convivência com a pluralidade de partidos e ideologias.

Uma das propostas do RenovaBR é capacitar, nessa linha o candidato Felipe Rigoni que perdeu a visão aos 15 anos de idade, mas que não foi impedido de cursar uma das melhores universidades públicas do Brasil e ainda seguir com os estudos na Universidade de Oxford na Inglaterra, aposta que a desigualdade é combatida com a educação. “O Renova traz conhecimento, nos deu uma confiança, a gente não está sozinho, é um projeto que vai dar certo. Isso nos deu um sentimento que é mergulhar numa piscina gelada que é a candidatura, dando certo ou errada, a gente tem o apoio de um grupo que quer mudar o Brasil, explicou Rigoni.

TRIBUNAL MANTÉM MULTA A CASTEGLIONE E FASSARELLA POR NÃO PRESTAREM CONTAS • DIVULGAÇÃO

WANDERSON AMORIM DE CACHOEIRO

O Tribunal de Contas (TCE) manteve a multa de R$ 5 mil contra o ex-prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Carlos Roberto Casteglione (PT) e o ex-secretário municipal de Saúde, vereador Edilson Valentin Fassarela (PV), condenados pelo não encaminhamento da Prestação de Contas Anual (PCA), referente ao exercício de 2012, do Fundo Municipal de Saúde. Segundo consta no Diário Oficial de segunda-feira, Casteglione e Fassarella entraram com recurso de reconsideração no TCE, mas

as contas minhas foram aprovadas no Tribunal e na Câmara Municipal. Com base nisso vamos entrar com agravo no TCE”, afirmou o ex-prefeito. O vereador Fassarella também disse que entrará com agravo no Tribunal de Contas.

• O CASO

o Colegiado decidiu em não conhecê-lo por não restar presentes os requisitos, sendo considerado intempestivo (praticado após haver decorrido o prazo legal). Por telefone, Casteglione disse que vai entrar com agravo e estranhou não constar a prestação de

contas do Fundo Municipal de Saúde. “Há algumas informações inconsistentes nesse processo. Em 2013 o secretário de Saúde não era o Fassarella e sim o vice-prefeito Abel Santana. Essa prestação de contas foi enviada, tanto que

Em junho do ano passado, a decisão do Plenário do Tribunal de Contas seguiu o voto do relator, conselheiro substituto Marco Antônio da Silva, que divergiu da área técnica e do Ministério Público de Contas (MPC) em relação ao julgamento pela irregularidade das contas.

O relator entendeu “que não é possível promover o julgamento de contas quando estas se mostram inexistentes, isto é, não foram encaminhadas(...). Vejo como necessária a notificação do atual gestor, a fim de que envie as contas com todas as informações pertinentes, sob pena de aplicação de sanção pecuniária, para, somente após, promover-se o julgamento das contas ou julgar-se estes autos, em razão da omissão no encaminhamento das contas como não prestadas”. Segundo o conselheiro substituto, mostrava-se incoerente a posição de que a omissão na prestação das

contas resultasse em julgamento pela irregularidade, uma vez que o gestor poderia ser punido duas vezes pelo mesmo fato. Foram vencidos os conselheiros Carlos Ranna e Rodrigo Chamoun, que entenderam que as contas prestadas de maneira incompleta são tidas como não prestadas, o que implica em julgamento pela irregularidade. Assim, seguindo os pareceres técnico e ministerial, votaram pela irregularidade da prestação de contas, com aplicação de multa individual de R$ 10 mil aos gestores e instauração de tomada de contas especial, inclusive com realização de inspeção in loco.


4•

ENTREVISTA

QUARTA-FEIRA, 12 DE SETEMBRO DE 2018 • AQUINOTICIAS.COM

Marcos Guerra é a grande aposta do PSL para o Congresso Nacional •

REDAÇÃO NACIONAL

O Partido Social Liberal (PSL), do presidenciável Jair Bolsonaro, no Espírito Santo, sob o comando do presidente Amarildo Lovati, tem o propósito de apresentar nas eleições deste ano nomes novos e que tenham atuação na área empresarial, com o objetivo de eleger de três a quatros cadeiras na Assembleia Legislativa e um deputado federal. Para o Congresso Nacional a principal aposta é no ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado (Findes), Marcos Guerra. Marcos Guerra é empresário de Colatina e as-

AQUINOTICIAS.COM - Marcos, você tem uma trajetória vencedora, é um empreendedor de sucesso, reconhecido no meio empresarial do Espírito Santo e do Brasil. Já recebeu dezenas de premiações e em 2014 foi eleito Líder do Ano em votação realizada entre seus colegas empreendedores, industriais e empresários. Como é que isso tudo começou? Marcos Guerra – Eu nasci em Colatina há 59 anos, onde hoje está o bairro Carlos Germano Naumann. Quando criança dividia o meu tempo entre os estudos e o trabalho. Ajudava meus pais na roça junto com meus irmãos. E, aos 14 anos consegui o meu primeiro emprego. Um pou-

• FOTOS DIVULGAÇÃO

sumiu a presidência da Findes em 2011. Atuou como suplente do ex-senador Gerson Camata (MDB), entre 2003 a 2011, e chegou assumir o cargo por quase todo ano de 2006. Seu mandato na presidência da Findes terminou no dia 29 de julho do ano passado, mas ele continua na ativa como presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, presidente do Conselho Temático de Meio Ambiente (COEMA) e vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), no entanto licenciado para disputar as eleições deste ano. Confira a entrevista.

co depois, aos 19, junto com meu irmão mais velho, abri a minha primeira empresa, que continua funcionando até hoje. Sempre tive um imenso respeito pelo trabalho, essa foi uma herança de família por assim dizer. Nunca mais parei. O trabalho é uma marca positiva em minha vida. Como foi a experiência de gestão da Findes? Foi muito especial. Tive a satisfação de liderar um projeto que realizou investimentos em todo o Espírito Santo, principalmente na área de educação. A equipe de trabalho era excelente. Éramos mais de mil voluntários, pessoas que tem suas empresas e atividades diversas, mas que escolheram doar seu

TAPANDO OS RALOS DO DESPERDÍCIO E ACABANDO COM OS PRIVILÉGIOS TEREMOS DINHEIRO SUFICIENTE PARA IMPLANTAR UMA REDE DE ESCOLAS PROFISSIONAIS PARA PREPARAR NOSSOS JOVENS DE FORMA ADEQUADA PARA O MERCADO DE TRABALHO”

tempo à Federação das Indústrias ajudando a alavancar projetos em todo o Espírito Santo. Eu disse que foi especial porque a educação, todo mundo concorda, é a base de tudo, em qualquer tempo. Num momento de crise ela se torna ainda mais importante. Por isso os investimentos que realizamos na educação são uma marca em minha vida. Sinto que cada centavo investido, cada curso, cada vaga oferecida foi, na verdade, uma oportunidade de início de carreira para um jovem e de nova chance de vida para os não tão jovens assim. E poder fazer isso é muito gratificante. Você mencionou trabalho voluntário na Findes, é isso mesmo?

Ótima pergunta. Pouca gente sabe, mas o presidente, conselheiros e diretores da Findes não recebem salários. Apenas os executivos. Fui presidente por dois mandatos, seis anos no total, e não foi

• “NOS SEIS ANOS em que presidi a Findes, levamos educação básica e profissional há mais de 500 mil capixabas”

por causa do salário. Meu sustento e de minha família tiro das minhas atividades particulares, assim com os demais voluntários. A causa é maior. Aliás, tive duas chances de me candidatar à presidência da Findes. Na primeira abri mão. Mas, na segunda vez senti que estava preparado. Então escolhi oferecer meu tempo aos projetos sociais que o conjunto de indústrias do Espírito Santo financia por meio da Findes. Esse é outro aspecto que preciso esclarecer. Os recursos da Findes saem do cofre das empresas. Não é dinheiro descontado do trabalhador, como alguns pensam erradamente, mas do empregador, que retira parte do lucro das suas atividades para devolver à sociedade em forma de proje-

tos sociais. Por isso 80% das ações do SESI e SENAI são gratuitas, e visam atender a quem mais precisa delas. Você foi o primeiro presidente da Findes originado no interior do Estado. Existia algum tipo de preconceito contra os empresários do interior? De maneira nenhuma. Não havia preconceito. O que havia era uma tradição de que apenas empreendedores da Grande Vitória apresentassem seus nomes para a disputa da presidência da casa. Eu fui o primeiro do interior a quebrar esse ciclo. E me candidatei porque queria trazer os investimentos da Findes para os demais municípios do Espírito Santo, para todas as


AQUINOTICIAS.COM • 12 DE SETEMBRO DE 2018, QUARTA-FEIRA

regiões. E não poderia ser diferente, afinal sou nascido no interior, aqui mantenho minhas empresas e aqui criei minha família. Conheço profundamente os problemas dos empreendedores que moram nos municípios fora da Grande Vitória. Sei como posso ajudar a superar cada um deles. E a educação é uma dessas chaves.

unidades de ensino ampliei uma rede de escolas móveis que deu um enorme resultado. Trata-se de veículos adaptados para receber em suas carrocerias uma escola de educação profissional completa. Implantamos mais de 20 escolas nessa modalidade e com elas atendemos a mais de 80 mil pessoas, outro número extraordinário.

Qual foi sua maior realização na Findes? Ah, foram várias. Mas eu posso fazer uma espécie de resumo dizendo o seguinte? Investi na interiorização dos bons serviços prestados pela Findes, priorizando a educação, área para a qual destinei 83% dos investimentos da Federação. Foram mais de R$ 250 milhões em reformas, ampliações e construções de novas unidades em todas as regiões do Estado. Nos seis anos em que presidi a Findes, levamos educação básica e profissional há mais de 500 mil capixabas. Para isso, além de reformar e construir

E por que resolveu se candidatar? Se você me perguntasse isso há uns três, quatro anos, minha resposta seria outra porque como todo brasileiro de bom senso estava enojado da política, especialmente na esfera nacional. Mas fiz uma reflexão e concluí que, se as pessoas de bem se afastarem de vez da política, aí é que a coisa não melhora mesmo. Hoje me julgo preparado para disputar essa eleição, após mais de 40 anos como empreendedor e mais de 34 anos trabalhando com associativismo e voluntariado. Presidi a Findes e o Sebrae. Então consultei minha família que me apoia integralmente, ouvi alguns amigos e tomei minha decisão. Quero contribuir com a minha experiência para mudar a vida das pessoas. Falei aqui de educação, que é a minha maior preocupação, mas tenho boas ideias para a segurança, para a saúde, me preocupo muito com o futuro dos jovens. Acredito que tapando os ralos do desperdício e acabando com os privilégios teremos dinheiro suficiente para implantar, em parceria com a iniciativa privada, uma rede de es-

ME JULGO PREPARADO PARA DISPUTAR ESSA ELEIÇÃO, APÓS MAIS DE 40 ANOS COMO EMPREENDEDOR E MAIS DE 34 ANOS TRABALHANDO COM ASSOCIATIVISMO E VOLUNTARIADO”

TIVE A SATISFAÇÃO DE LIDERAR UM PROJETO QUE REALIZOU INVESTIMENTOS EM TODO O ESPÍRITO SANTO, PRINCIPALMENTE NA ÁREA DE EDUCAÇÃO”

colas profissionais que podem dar conta de preparar nossos jovens de forma adequada para o mercado de trabalho. Vejo a função do Deputado Federal menor do que poderia ser. Mudar isso também será um desafio. Como assim, o que um Deputado Federal pode fazer além da sua função tradicional a que estamos acostumados? Há duas formas básicas de contribuir como Deputado Federal para o desenvolvimento dos municípios e do Estado. A primeira é destinando emendas parlamentares para os municípios. Você briga para colocar no orçamento e depois briga o dobro para fazer o dinheiro chegar, de fato, no cofre das prefeituras. A segunda maneira é aque-

ENTREVISTA • 5

la que acho indispensável: é usar a rede de articulações do parlamentar para criar projetos de desenvolvimento regional, que passam pela atração de empresas para as diversas regiões do Espírito Santo, pela criação de mecanismos interestaduais de fomento com a participação da União e o incentivo a atividades produtivas que gerem emprego e renda para as famílias. Fiz isso como presidente da Findes. Coloquei toda a energia

para auxiliar na atração de empresas como a Weg Motores em Linhares, a Bertolini, em Colatina, a Marcopolo Volare e a Oxford,

em São Mateus, a Itatiaia, em Sooretama, o Estaleiro Jurong e a Carta Fabril, em Aracruz e a Placas do Brasil em Pinheiros. Estes são exemplos acabados e de sucesso envolvendo uma conjugação de esforços de empresas, da Findes, do governo estadual, das prefeituras e da União. Em resumo, preparamos os jovens por meio da educação profissional, por um lado e, por outro, contribuímos para a construção de projetos de desenvolvimento regionais que ajudem a atrair novas empresas. Isso é possível fazer. Por isso quero ser o deputado federal do desenvolvimento.


6•

CIDADES

QUARTA-FEIRA, 12 DE SETEMBRO DE 2018 • AQUINOTICIAS.COM

Atenção Primária de Itapemirim se fortalece após oficinas da Rede Cuidar • DIVULGAÇÃO/PMI

• CAPACITAÇÃO. A PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À SAÚDE É UM PROCESSO DE PLANEJAMENTO QUE VISA INTEGRAR A ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE (APS) •

REDAÇÃO DE ITAPEMIRIM

Foi iniciada, na manhã de ontem, mais uma oficina de Planificação da Atenção à Saúde que faz parte da Rede Cuidar. As atividades reúnem

os servidores da Secretaria Municipal de Saúde e continuarão hoje, no Centro de Evangelização da Igreja Católica, que fica na Vila do Itapemirim. A Planificação da Atenção à Saúde é um processo de planejamento que

visa integrar a Atenção Primária à Saúde (APS) e a atenção especializada, propondo um atendimento multiprofissional resolutivo e mais próximo do cidadão, a partir da implantação das unidades da Rede Cuidar. Com o uso de estraté-

gias educacionais desenvolvidas com os profissionais da saúde, trabalha-se o fortalecimento da Atenção Primária nos municípios. Atualmente 80% dos problemas de saúde podem ser resolvidos na atenção básica, 15% na

atenção ambulatorial e 5% nos hospitais. Para que isso ocorra de fato, o município de Itapemirim, por meio da Secretaria de Saúde, vem reorganizando a rede de atendimento, e realizando nos últimos meses as oficinas de Planificação. Para que os servidores possam participar das oficinas, metade das unidades de saúde do município de Itapemirim esteve fechada ontem e outra metade estará fechada hoje. O secretário municipal de Saúde, Júlio Cesar Carneiro, lembra que após as oficinas, vem a fase de muito trabalho. “Acredito no sucesso da Rede Cuidar, sei que essas capacitações que foram realizadas aqui no município vão ser de grande valia para nos-

HOSPITAL INTEGRA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS • DIVULGAÇÃO

REDAÇÃO DE CACHOEIRO

A Unimed Sul Capixaba está integrando o movimento #quefiquedito realizado pela Federação das Unimeds, em parceria com as singulares do Espírito Santo, para promover o Dia Nacional da Doação de Órgãos, celebrado em 27 de setembro. A campanha ocorrerá durante todo o mês, para estimular quem tem a intenção de ser doador a deixar isso registrado para os familiares e amigos. O movimento foi lançado na operadora durante o Café com o Presidente, evento em que o presidente da Unimed Sul, Leandro Baptista, se reúne com colaboradores. Na ocasião, os médicos Gastão Gonçalves Coelho e Alzimara Hermely

levaram uma paciente que recebeu um transplante de fígado para falar sobre sua experiência. A paciente em questão havia ficado cinco anos na fila de espera do transplante, devido à carência de doadores com seu tipo sanguíneo. “Hoje, o maior desafio com relação ao transplante de órgãos no Brasil é conseguir doadores porque nem todas as pessoas deixam registrado esse desejo”, destaca o es-

pecialista em Clínica-Médica e coordenador de Transplantes da Unimed Sul Capixaba, Dr. Gastão Gonçalves Coelho. Quem opta por aderir ao movimento #quefiquedito recebe uma tatuagem autoadesiva que simboliza o desejo da doação, de criação da designer capixaba Maria Sanz. O possível doador é então motivado a publicar a imagem nas redes sociais com a hashtag

que intitula a campanha, como forma de estimular a participação de outras pessoas. Os interessados podem retirar a tatuagem adesiva na sede da operadora, em Cachoeiro de Itapemirim. A campanha está sendo divulgada por todo Estado, por meio de outdoors e por influenciadores, como o atleta Erick Silva e a empresária e blogueira Luisa Meirelles. “A ideia é que as pessoas estampem na pele o desejo de serem doadoras e a família esteja ciente da escolha. Além disso, a repercussão nas redes sociais amplia o conhecimento de outros usuários sobre o assunto e aumenta a visibilidade da causa”, afirma a coordenadora de Marketing da Unimed Sul Capixaba, Dayana Destefani.

sos profissionais e para a população em geral. Acredito que nossa equipe vai dar conta, porque possuem capacidade. O prefeito Dr. Thiago tem dado todo incentivo para que os profissionais executem suas atividades com dedicação e empenho”, afirmou. “A Planificação da Atenção Primária à Saúde (PAPS), é uma proposta que vai além de uma simples capacitação, pois propicia o desenvolvimento da APS nos territórios, por meio de mudanças efetivas na atitude e nos processos de trabalho dos profissionais, que compõem as equipes assistenciais e de gestão”, disse a coordenadora da atenção primária, Renata Bonadiman.

CACHOEIRENSE: MORRE EX-PRESIDENTE DO TJES • DIVULGAÇÃO

WANDERSON AMORIM ESTADUAL

O ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), José Eduardo Grandi Ribeiro, morreu na segunda-feira (10), no Hospital Sírio-Libanês, onde estava internado desde o dia 24 de julho, por causa de complicações após uma cirurgia para troca de baterias de um marca-passo. O cachoeirense tinha 86 anos e estava aposentado.

Natural de Cachoeiro, José Eduardo começou a carreira como advogado, atuou como juiz em várias cidades capixabas, entre elas Guaçuí e Castelo. Em 1966 foi promovido a juiz de Direito da comarca de Muniz Freire e entre 1992 e 1993 foi presidente do TJES. Ele se aposentou em 2003. O velório e sepultamento ocorreram na tarde de ontem, no Cemitério Jardim da Paz, em Laranjeiras, na Serra.


AQUINOTICIAS.COM • 12 DE SETEMBRO DE 2018, QUARTA-FEIRA

SEGURANÇA • 7

Suspeito de tentativa de homicídio em Mimoso é preso • ROBERTO BARBOSA

ANA GLAUCIA CHUINA DE MIMOSO DO SUL

Ontem, a Polícia Civil em Mimoso do Sul, com apoio da Polícia Militar, cumpriu mandado de prisão temporária, de busca e apreensão contra F. de A. de A., de 23 anos. Ele é suspeito de tentativa de homicídio contra S.J.S.E, no dia 24 de agosto. A vítima foi atingida por dois tiros no abdômen, no bairro Morro da Palha, em Mimoso do Sul. O motivo do crime, ainda não foi informado. O ferido foi socorrido pela Polícia Militar e levado para o hospital Apóstolo Pedro e, em segui-

da, transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima possui passagens pela polícia por

tráfico de drogas, além de ter sido preso, recentemente, em uma operação policial. Ele também esteve envolvido em uma troca de tiros no mesmo local, no mês passado.

PM PRENDE HOMEM COM PEDRAS DE CRACK EM IÚNA •

• DIVULGAÇÃO

EDÉZIO PETERLE DE IÚNA

A Polícia Militar prendeu A.E.P., no bairro Quilombo, em Iúna, na segunda-feira (10), por tráfico de drogas. De acordo com a PM, o suspeito tentou fugir ao ver a polícia, mas foi alcançado e detido. Com ele foram apreendidas 47 pedras de crack embaladas para a venda. Cada unida-

HOMEM ROUBA TÁXI EM MINAS GERAIS E ACABA PRESO EM IBATIBA •

EDÉZIO PETERLE DE IBATIBA

de seria comercializada a R$ 3,50. O detido foi conduzido para a Delegacia de Venda Nova do Imigrante.

O suspeito de atirar contra S. foi detido em casa, no bairro Serrano, em Mimoso, e encaminhado para a delegacia do município.

G.O.A. foi preso em Ibatiba, na noite de segunda-feira (10), suspeito de roubar um veículo táxi, modelo Siena, de cor prata, na comunidade de Santa Terezinha, na cidade de Mutum, em Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar, um policial que estava de folga avistou o suspeito andando pelas ruas de Ibatiba e

acionou a equipe de serviço da PM. Ao avistar a guarnição, o suspeito tentou fugir por um barranco, mas foi detido. Próximo a ele foi localizado o táxi roubado. Equipes da PM de Minas Gerais que estavam em atendimento à ocorrência estiveram na cidade de Ibatiba acompanhando a ação. O detido foi levado para a Delegacia de Venda Nova do Imigrante para as providências cabíveis.

APÓS FURAR BLOQUEIO POLICIAL, DUPLA É DETIDA POR MORADOR •

ANA GLAUCIA CHUINA DE CACHOEIRO

Após furarem um bloqueio policial e tentar fazer um senhor refém em sua própria casa, dois jovens acabaram detidos pela vítima em Cachoeiro de Itapemirim. O caso aconteceu na manhã de ontem na localidade de Santa Teresa. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 9h20, os jovens, a bordo uma motocicleta, de cor verde, não obedeceram a ordem de parada durante a operação “Cavalo de Aço”, que estava sendo realizada próximo à Linha Vermelha. Os suspeitos fugiram em direção ao Centro, onde acabaram sofrendo um acidente e caíram próximo a uma loja de eletrodomésticos. Uma arma caiu no chão, mas foi rapidamente recuperada pelo carona.

Os jovens prosseguiram em fuga, mas foram seguidos até à localidade de Santa Teresa por um cidadão que presenciou o fato. Ele acionou a PM e repassou as informações sobre o trajeto dos fugitivos. Viaturas se deslocaram para o local, onde os suspeitos tentaram render um morador, mas acabaram sendo desarmados e imobilizados pelo dono da casa, que mantinha uma espingarda. Ele conseguiu render os suspeitos até a chegada da PM. Os militares confirmaram que a arma usada na ação era falsa. Um dos jovens tem 15 anos e o outro, 22. O Conselho Tutelar e os pais dos envolvidos foram acionados e encaminhados para a Delegacia Regional junto com as armas apreendidas para as providências cabíveis. A moto usada no crime, de acordo com a PM, teria


8•

GERAL

QUARTA-FEIRA, 12 DE SETEMBRO DE 2018 • AQUINOTICIAS.COM

Espírito Santo vai investir R$ 17 milhões para execução do Cadastro Ambiental Rural • LEONARDO DUARTE/SECOM

REDAÇÃO ESTADUAL

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) assinou, ontem, durante solenidade no Palácio Anchieta, contrato para receber recurso do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para execução do Cadastro Ambiental Rural (CAR). Com investimentos de cerca de R$ 17 milhões, o objetivo é cadastrar gratuitamente

os imóveis rurais com até quatro módulos fiscais – que representam 90% das propriedades do Estado. Com o recurso, deverão ser inscritas no CAR

em torno de 60 mil propriedades rurais. O projeto também contemplará a validação do cadastro dos imóveis rurais do Estado.

“É um investimento de uma operação de crédito com o BNDES que conta com uma contrapartida de pouco mais de R$ 200 milhões e totaliza mais de R$ 700 milhões de investimentos em mobilidade humana”, destacou o governador Paulo Hartung. Segundo o diretor-presidente do Idaf, Júnior Abreu, a meta é que 100% das pequenas propriedades (em torno de 124 mil) estejam devidamente inscritas e validadas até o fim do projeto. “Já temos um dos maiores índices de validação dos imóveis do CAR, uma vez

que os demais estados executam apenas a inscrição, deixando a validação para uma etapa posterior. Este reforço será fundamental para alavancarmos os números do Estado”, disse. O CAR é obrigatório para todos os imóveis rurais (propriedades ou posses) públicos ou privados, e o prazo determinado pelo Ministério do Meio Ambiente vai até 31 de dezembro de 2018. Por meio do Cadastro Ambiental Rural é possível ter as informações sobre o uso do solo de cada propriedade rural, uma vez que são mapeadas e identificadas áreas

de vegetação nativa, Áreas de Preservação Permanentes (APPs), além de serem demarcadas as áreas de reserva legal. Os dados possibilitam o controle, monitoramento e planejamento ambiental no Estado. A inscrição no CAR é o primeiro passo para a obtenção de qualquer licença ambiental para uso ou exploração dos recursos naturais das propriedades rurais. Além disso, resolução do Banco Central determina que, após o fim do prazo, só terão acesso a financiamentos bancários as propriedades rurais inscritas no CAR.

Aqui Noticias Edição 1957  
Aqui Noticias Edição 1957  
Advertisement