Issuu on Google+

ffiKffiffiffffiffi ffiffiffiffiffi$ilruffi

32

DASATTES


Fale um p0uc0 sobre o Íestival Europalia. O festival EuroltaÌra acontece a cada dors anos, de outubro a janeiro, em cidades da Belgrca e clos países Ìimítrofes. O evento já possui mars de 40 anos de historia e coÌ-Ìlpreende todas as práticas artístrcas: músrca, artes pÌástrcas, leatro, dança, lrterarura e cÌnema. A cada edrção, o EuropaÌìa convida um paÍs para ser homenageaclo. enviando representações de seu patrimônto cuÌturai. china, Rússra e Iráha 1á participaram. Neste ano, o país homenageado e o BrasiÌ. Será uma grancÌe oltortuntdade de promover a cultura brasiÌeira para o púbÌico, o mercaclo e os formadores de opinião europeus. Estamos viabrÌizando

uma programaçào cÍue stntetize o melhor de nossas tradiçÕes artísticas e, ao mesmo tempo, refltta nosso movimento de srntonização com o que há de mats novo no panoraÌlla artÍsttco globaÌ.

0 programa inclui quantas exposições? Pode contar um p0uc0 sobre elas?

A arte brasiÌerra estará representada por dezoito exposições. No Bozar,

o

princrpal espaÇo cÌe artes visuais de Bruxelas, faremos uma grande mostra de caráter historico, que compreende nossa produção desde o secuÌo XIX aos dias atuais. O Centro CuÌturaÌ iNG abrigará a mostra Terra Brasilis, que apresenta aspectos da nossa fauna e da nossa flora. Uma grande exposição sobre os povos e o patrimÔnio lndígena ocupará o museu do Cinquentenarre. Outras nrnr.i+n+rr.^ ovnnqir'Ãoc torÀn Í^+^^-^ê^ l^^r-* t^-^^iìu^yvorvuçr uulGu n^m^ üolno nì-rìnfn ^ O ^ deSign o0lelo ân ârQUrucuulG, ^ ruLUVrarrà a € braSiÌetrO.

Em que ideia de Brasil 0 pr0jet0 das exposições se baseia? Essa e uma queslão de grande importância. Existe um pensamento dominante na classe artística brasiÌetra de que e oportuno obedecer ao majnstream. AÌiás, isso e visto como uma forma "ráprda" de inserção no ambiente culturaÌ interna-

cional. O que se faz para obter Ìsso se tornou uma questão secundárra. Este e um paradigma clue eu pretendia enfrentar. Partindo desse pnncípio, convidei uma equlpe curatorlaÌ que pudesse explorar essas questões, sem a pretensão de apresentar unl camtnho únrco para a vrsibilidade da arte brasiÌeira. Esse grupo de cabeças está refletindo e discutindo sobre seu tempo. São pensadores que tratam do processo e não da consohdação. A consoÌidação estetica é um assunto que para mlm não interessa. Esses caras pensam sobre isso e srnto que há um estímuÌo de descobrtr e crrar, a partir deste imaginário, uma visão do BrasiÌ bastante tnteressante e rica.


I !

-

!!!=

at'

europatia.brasit

n

BRïi:'ï*l

Você Íala de ênÍase no Processo e não na consolidaçã0. Podemos então esperar uma

Íorte presença de artistas

IL

jovens ou pouco conhecidos?

Também. Porém, ser iovem não é algo que garanta uma arte nova. Ouando me reflro à arte contempotânea, consÍ-

EXPO

dero não apenas aquela feita no últÍmo minuto, mas toda a arte surgida a partir do Pós-

MUSIC DANCE THEATRE

-guerra. Essa arte Permanece

LITERATURE

FILM

em discussão, ainda em Processo, não está consolidada. As ideias surgidas nessa éPo-

ca ainda não contaminaram www.europatia.eu

por completo o imaginário

t 02 540 80

80

brasileiro. Ainda é um Pensamento efervescente, Porém, agora, bem nutrido.

Você acha que a arte

Como é trabalhar com

sil que eles imaginam. Ou

les por nós, mas a descoberta

brasileira iá consegue ser vista no exterior livre do

instituições internacionais

seja, quando nós não nos co-

da nossa autonomia cultural e da nossa força criativa. Ou

estigma do exótico?

Em parte, sim. Mas acho

O que falta na EuroPa hoje é uma ousadia inteiectual Para

que este estigma do exótico

a anáÌise das obras de arte

foi substituído Por outro

que não sejam oriundas dos códigos que eles conhecem. EIa está se esgarçando em antropologia cultural da Pior

ainda mais perverso, que é o

estigma do individualismo, quando se impõe de maneira global. Aqui temos Fulano de Tal, que é o artista brasileiro mais conhecÍdo na EuroPa, e Cicrano, que é o mais conceituado nos Estados Unldos. O que acontece com as grandes

de cultura?

como o Europalia costuma ser promover uma descoberta ou

mesmo é que, de fato, eles não estão conseguindo en-

país homenageado. llo entanto,

frentar a crise criativa e estão

melhor pensar em recncontro

se encaminhando Para uma aproximação com os Países

com a nossa cultura?

invadem outros territórios

vem gerando alguns enganos

como uma unidade. Os artistas brasÍleiros são conquista-

poïque, lamentavelmente, eles partem de um rascunho da nossa cultura, de um Bra-

mesmos. E isso o que nós

0 obietivo de um Íestival

uma redescoberta da cultura do

e fortes culturas é que elas

seja, uma descobertaPor nÓs

estamos revelando Para eles.C

qualidade. O que eu acho

emergentes. Essa atitude

dores solÍtários.

locamos como papel carbono daquilo que eles imaginam, podemos enÍrentar objeções.

4 de outubro a l5 de ianeiro

no caso do Brasil, ficaria

O texto de abertura do Projeto Europalia.Brasil fala em descoberta. Mas que descoberta é essa? Se Podemos falar em alguma descoberta que nos Ínteresse, não é a de-

de 201 2

: : :

Diversos locais da Bélgica, França, l{oruega e Alemanha InÍormações:www.euroPalia.eu


DASARTES