{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

R

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Santa Maria / RS / Brasil

ANO 48 nº03

Março - 2015

Plano de Saúde UNIMED - APUSM Páginas

10, 11, 12 e 13

Conheça o histórico e esclareça suas dúvidas. Pesquisa:

Oito associados nos melhores do Brasil Página

03

Assembleias:

Prestação de Contas e Eleições Página

07

Xadrez:

Memória:

Máximo relembra Ruth Larré Página

15

Torneio em homenagem a Santa Maria Página

21


02

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

EDITORIAL

Indo com fé para o futuro...

F

inalizamos o mês de março com homenagens às mulheres pela passagem do nove de março.. Tais homenagens começaram com o happy hour com desfile de modas e a presença de amigas queridas que confraternizaram em um final de tarde com muita descontração, além conferir as últimas tendências de moda de Anna Mark. Nesta ocasião contamos com a cobertura e parceria do Programa Rosa Shock. Depois, recebemos o Cafezinho Poético e seu Balaio de Poesias da Casa do Poeta, com a presença da presidente Hayde Hostin que trouxe a exposição “Mulher em Imagem Prosa e Poesia”. A mostra permaneceu até dia 31 de março em nosso espaço artístico na recepção administrativa de nossa sede e, neste tempo, despertou diversos comentários elogiosos sobre as poesias e a respectivas composição com as imagens. O Sarau Musical da Musiarts, que coincidiu com o Chá dos Ex alunos Centenaristas, reuniu ex colegas em um momento de reviver lembranças do tempo de escola, o que é sempre bastante animado e renova as alegrias e refaz os sentimentos de companheirismo e diversão. Seguindo, ocorreu uma sobrecarga de bom humor. O público recebeu dicas de como sintonizar suas antenas em visualizações positivas, bons conselhos sobre família e sobre o benefício dos bons pensamentos. Aprendeu também, como lidar de maneira leve com os

fatos do dia a dia. Tudo isso aconteceu na Palestra “Recarregando as Baterias” com Jorge Neiman. Contamos também com a simpática presença de sua esposa Lucia Velasques, empresariando e assessorando o palestrante. Salão lotado, público entusiasmado e participativo que vivenciou duas horas e meia de proveitosas orientações simples e fundamentais para uma mudança de posicionamento frente à rotina. Num esforço para que a felicidade seja reencontrada na vida de cada um e passe a ser parte de suas ações e pensamentos. Houve a oportunidade para aquisição de livros do autor que os autografou animadamente após o evento. Encerrando as homenagens do Mês da Mulher com a tarde da beleza e Lucia Carrion. Com produtos da linha Mary Kay a talentosa consultora e sua equipe composta por Catia e Elisa. As consultoras ofereceram tratamentos cosméticos e a apresentação dos produtos da linha. E, é claro, em uma tarde tão agradável, foi servido chá e bolo para as participantes, que aproveitaram a oportunidade para receber orientações sobre cuidados com a pele e dicas especiais sobre maquiagens e opções para valorização do visual. Assim concluímos este mês de homenagens às mulheres. Ficamos orgulhosos com o sucesso obtido em cada ocasião citada e honrados pela adesão do público

à programação, que foi preparada com tanto carinho para nossas associadas e convidadas. Iniciamos o mês de abril com o compromisso da preparação das Eleições para escolha da Diretoria que conduzirá o Biênio 2015/2017. O regimento eleitoral está concluído e está sendo devidamente publicado nos meios de comunicação, a Comissão eleitoral já está devidamente constituída para realizar suas atribuições. Aguardamos o decurso do prazo e as chapas a concorrerem. Contamos com a presença de todos os associados para participação no pleito. Aproveitamos a Páscoa para celebrar com todos a alegria da confiança presente na fé e nos valores religiosos. Qualidades tão essenciais que geram confiança para que tenhamos forças para recomeçar a cada dia. Acreditando sermos capazes de aperfeiçoamento constante, de mantermos e aprimorarmos o bom humor, a energia positiva, agirmos com boa vontade; e conduzidos por uma determinação singular E com FÉ – para jamais deixar de acreditar – no bem, nas amizades, na justiça, em nós mesmos e nos nossos companheiros e parceiros de jornada. E em Deus seja ele qual for, em seus corações, que seus ensinamentos estejam sempre vivos em nossas atitudes. Abraço a todos e uma abençoada Páscoa.

Confira no site da APUSM o vídeo sobre tudo que aconteceu no mês de março em homenagem às mulheres

Novos associados

Erramos. Na última edição do Jornal da APUSM, na página 6,

Carlos Frederico Brilhante Wolle (Unifra)

digitamos equivocamente o título da crônica da professora

Carmen Rejane Flores Wizniewsky (Ufsm)

Eloísa Antunes Maciel. O correto é “Texto e Contexto...

Greisse Viero Da Silva Leal (Ufsm)

Ilações decorrentes de discussões informais”. Um

Janyne Sattler (Ufsm)

grande desculpe-nos professora!

Marco Aurelio Alves De Souza (Unipampa) Maria Goreti Fernandes Zanin (Pensionista)

E, é claro, outro para nossos leitores.

Acompanhe as notícias pela página da APUSM ou pelo facebook. Para receber nossas notícias por e-mail, mantenha o seu cadastro atualizado.

Av. Nossa Senhora das Dores, 791 CEP: 97050-531 - Santa Maria/RS Fone/Fax: (55)3223 1975 ou (55) 32214856 - www.apusm.com.br E-mail: apusm@apusm.com.br DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Tania Moura da Silva Vice-Presidente Jesus Renato Galo Brunet 1º Vice-Presidente: Ony Lacerda da Siva 1º Secretário: Quintino Corrêa de Oliveira 2º Secretário: Darcila Dela Canal Castelan 1º Tesoureiro: Renato Ilo Londero 2º Tesoureiro: Luiz Antônio Rossi de Freitas CONSELHO DE CURADORES Titulares Ivan Henrique Vey Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Suplentes Antônio Motta Flores Antônio Roberto Bisogno JORNAL DA APUSM Informativo mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - Fundado em 30/03/1971. Supervisão Geral Gaspar Miotto

Errata:

Angelica Durigon (Ufsm)

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Fundada em 14/11/1967

* Caso queira atualizá-lo ou mandar alguma sugestão envie um e-mail para: jornal@apusm.com.br

Jornalista Responsável Ricardo Ritzel MTB: 12773 Fone: (55) 3221-4856 Ramal 25 jornal@apusm.com.br Diagramação Rodrigo de Oliveira Fortes Tiragem 4.000 exemplares O Jornal da APUSM aceita a colaboração da Comunidade Universitária

Distribuição gratuíta e dirigido aos associados


Março 2015

O

03

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Oito associados APUSM na lista dos principais pesquisadores brasileiros

ito associados da APUSM estão no ranking dos principais pesquisadores do Brasil, segundo um levantamento feito pelo site Ranking Web Universities, uma conceituada publicação norte-americana sobre pesquisas internacionais que divulga seus resultados em diversos países dos cinco continentes. São eles: Carlos Fernando Mello (554º lugar – UFSM), Bernardo Baldisseroto (654º lugar – UFSM), Gervazio Annes Degrazia (1309º lugar – UFSM), Janio Santurio (1428º lugar – UFSM), Paulo Bayard Gonçalves (1520º lugar – UFSM), Rogemar Riffel (1552º lugar – UFSM), Marta Gomes Rocha(2917º lugar – UFSM) e Roselei Fachinetto (2930º lugar – UFSM). W e bometrics

Ranking of World Universities, também chamado de Ranking Web of World universities, é um sistema de classificação de universidades em todo o mundo com base em um indicador composto que leva em conta tanto o volume do conteúdo da instituição na web (número de páginas e arquivos) quanto a visibilidade e

o impacto destas publicações online de acordo com o número de inlinks externos (citações do site) que receberam. A classificação é publicada pelo Laboratório Cybermetrics, grupo de pesquisa do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), localizado em Madrid, Espanha. O objetivo da lista é melhorar

a presença das universidades e instituições de pesquisa na web e promover a publicação em acesso aberto dos resultados científicos. A classificação começou em 2004 e é atualizada a cada janeiro e julho. Hoje ela fornece indicadores da web para mais de 12.000 universidades em todo o planeta. Outros sete professores pesquisadores de instituições de Ensino santa-marienses também fazem parte da lista: João Batista Teixeira Rocha (28º lugar - UFSM), José Miguel Reichert (401º lugar - UFSM), Telmo Amado (1223º lugar - UFSM), Dirce Backes (1688º lugar – Unifra), Nilton Cáceres (2053º lugar – UFSM), Felix Antunes Soares (2254º lugar – UFSM), e Denis Rosemberg (2649º lugar – UFSM). A direção da APUSM parabeniza todos os professores associados, como também os santa-marienses citados como principais pesquisadores do Brasil.


04

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Crônicas

A idade das sobreviventes Celina Fleig Mayer*

A

senhora, não mais jovem, mas com tudo em cima, entrou numa clínica de exames e aguardou sua vez. Na sala, umas dez pessoas, algumas ao redor do balcão. Quando a atendente disse que estava às ordens, a mulher mostrou uma requisição e a carteirinha do plano de saúde, indagando se poderia ser atendida ainda naquele dia. No documento apresentado estavam todos os dados necessários para preencher uma ficha, inclusive a data do nascimento. E a moça, no meio daquela multidão, indagou: - Qual é a sua idade, dona Mirtes? A mulher olhou para um lado, mirou para o outro, enrubesceu e disse, baixinho, que era só fazer o cálculo, porque na carteira constava o dia e ano em que nasceu, e estávamos em 2015. A secretária, contrariada e sem argumento, tentou lembrar como se subtrai. O mais fácil, evidentemente, era a senhora falar a idade mas, hoje, parece feio e de mau-gosto ir além dos cinqüenta, num país onde tudo gira em torno da juventude, beleza e frescor. Por que é que uma pessoa, especialmente do sexo feminino vai ter que dizer, na frente de um mundo de

A chegada do Dr. Mariano ao Céu Máximo José Trevisan*

gente, quantos anos tem? Será que essas mocinhas de plantão não sabem calcular? É uma situação normal, mas requer bom senso já que têm pessoas que não gostam de apregoar o tempo que já viveram. Todos sabemos do preconceito que impera por aí em relação a ser mais velho do que a maioria. A pessoa se cuida, anda de nariz empinado, não arrasta os pés e, de repente, dentro de uma repartição, vai ter que dizer com todos os números, que é uma velha sobrevivente? Mesmo com a expectativa de vida aumentando, muitas morrem, ainda jovens, por acidente, homicídio e outros motivos. Quem sobrevive, envelhece, é obvio. As outras não vão conhecer o gosto bom que cada ano acrescenta à vida, só que ter mais idade parece crime, tal a discriminação que, invariavelmente, é cometida contra as detentoras. Mas é bom lembrar que há trinta anos, essas pessoas velhas, estavam abrindo caminho, conquistando espaços, facilitando às moças de hoje a credibilidade no campo profissional. Não custa às jovens recepcionistas fazerem, discretamente, os cálculos. Dona Mirtes e todas as senhoras ficariam gratas.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

*Jornalista

A

ntônio Carlos Machado, por primeiro, recebeu a notícia e a espalhou como incêndio, entre os santa-marienses, no céu. Ex-chefe de Gabinete, ante a morte do ilustre amigo Dr. Mariano, organizou uma recepção calorosa, emotiva, acolhedora, transformando-se em mestre de cerimônia de um evento especial. Convidou Sérgio Pires, ex-presidente da APUSM, Walter Robinson, grande professor, Chico Ribeiro, poeta e ex-presidente Honorário da ASL, Evandro Behr, ex-prefeito, Walter Calil, ex-Diretor de Pessoal da UFSM, e outros santa-marienses notáveis como Dom Érico Ferrari e Mons. Floriano Cordenonsi. Por último, dirigiu-se à Mariana, filha do ex-reitor. Todos se regozijaram com a anunciada vinda do emérito Educador, pai, cidadão construtor de mundo. Machadinho mandou fazer algumas faixas com dizeres como “Sê bem-vindo,Santa-Mariense do Século”, “Se queres, podes” (frase do gosto do homenageado), “Prof. Mariano, agora o céu conta contigo”. A verba das faixas foi liberada por São Pedro a pedido do Dr. Astrogildo de Azevedo, que se integrou às homenagens. O velho Mariano infelizmente teve de tomar um chá de banco, na portaria do céu, até que tudo estivesse pronto, “uma surpresa bem organizada”, como se justificou depois ao Professor. Nossa Senhora soube da chegada do emérito gaúcho, bom de alma e de bigode, devoto muito especial, que não só tinha a sua imagem Medianeira no gabinete da Reitoria da UFSM como a invocava sempre, dando-lhe o título de Padroeira da Universidade. Não resistindo à curiosidade, acompanhada do amigo particular, João Pozzobon, também ela deu uma passada na recepção ao Marianinho para conhecer o santa-mariense, que, aos oitenta e três anos, mudava de cidade, no dia 15 de fevereiro de 1998. Machadinho saudou, em nome de todos, o recém-chegado, declamou poemas do Veppo e do Chico Ribeiro, poetas de Santa

Maria, emocionando sobremaneira o Professor Mariano, que, ao lado da filha, demonstrava a sua surpresa diante do acontecido. Mariano soube também, por e-mail celestial, que sua Santa Maria estava lhe prestando expressivas homenagens, através de toda a população. Naquele momento, inclusive, foi-lhe comunicado que o seu corpo percorreria as ruas da cidade como homenagem e despedida final. Dada a palavra ao Professor, que, expressando do seu jeito, após dizer da emoção pelo reencontro dos santa-marienses no céu, falou da sua visita à Universidade na véspera da sua morte, da paixão por uma instituição que fundou e que nunca lhe saiu da cabeça e do coração. E disse mais: “Nunca agradecerei o suficiente a uma mulher que ainda está em Santa Maria, a minha Maria, parceira, amada, razão de muitas lutas que travei, mãe dos meus doze filhos, avó de meus netos, mas, antes e acima de tudo, uma mulher-cidadã, participante comigo das lutas em favor da educação. Aqui a recordo e aqui a homenageio” (todos os presentes ovacionaram efusivamente as palavras do Prof. Mariano, recordando a companheira inseparável do homenageado). A festa continuou, pois outros santa-marienses foram aparecendo: Dom Antônio Reis, Pe. Caetano Pagliuca, João Belém, Dr. Bozano, Walter Ritzel, José Cauduro, Alfredo Toneto, Manoel Ribas, Francisco Mariano da Rocha, Felipe D’Oliveira, Roque Calage,Constantino Cordioli e algumas vovozinhas, Luizinho De Grandi, Artheniza Rocha, Domingos Crosseti, Eduardo e Higyno Trevisan, ex-professores e ex-alunos da UFSM, além de amigos do Dr. Mariano. No céu, a memória e o coração dos homens são mais generosos do que na terra. A gratidão é mais pura! (Texto escrito à época da morte do Dr. Mariano, hoje homenagem aos 100 anos de nascimento do ilustre santa-mariense). *Advogado, professor, membro da Academia Santa-Mariense de Letras.


Março 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

05

Palestra - Recarregando as baterias

U

m show de carisma e interatividade. Com estas qualidades e muito riso, o professor Jorge Neiman fez o Salão Cultural da APUSM ficar pequeno no último dia 26 de março. Nem mesmo a chuva afastou os cerca de 130 convidados que tiveram o privilégio de ver e ouvir de perto os ensinamentos de um dos melhores comunicadores

do Brasil. Contando um pouco dos seus relatos, o professor Antena, como assim é conhecido Neiman, conduziu por mais de duas horas e meia sua palestra motivacional. Abusando da irreverência no trato das situações e sempre propondo interatividade, o palestrante enfatizou as adversidades encontradas por todos no decorrer da vida, seja na educação, nos problemas profissionais, de estima entre outros tantos que nos afligem. Assuntos os quais, o professor aborda em seus dois livros, Manual de Como Educar os Filhos e A

Arte de Viver em Paz, este Indicado para o Guinness Book como melhor texto 100% positivo do mundo. “Vivemos em um mundo de desilusões e afastamentos, quem ouve tudo o que o professor Neiman tem a ensinar e transmitir, volta para a casa com uma visão diferenciada e renovada”, enaltece a Presidente Rotary Club Santa Maria Imembui , Ceiça Fighera. Ceiça finaliza “foi excelente, fiquei querendo bis”. Em 2015, Jorge Neiman está completando 20 anos de carreira. “Minha palestra atual é uma sínte-

se do todo o conhecimento adquirido no decorrer destes anos, claro sempre regado a risos e com sacadas pessoais”, confessa. O professor Antena, ainda acrescenta que “aqui (em Santa Maria) tive um público ativo e muito vibrante”, concluindo seu depoimento. Após a palestra motivacional, houve uma concorrida sessão de autógrafos.


06

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Mês de prestação de contas e eleições

N

o próximo dia 15 de abril a APUSM promove uma Assembleia Geral Ordinária para aprovação das contas, balanço do exercício 2014 e apresentação do relatório de atividades da atual diretoria executiva da Associação. A Assembleia começa às 18 horas com ¨quórum¨ mínimo de 5 % (cinco) por cento dos Associados e em segunda chamada às 18:30 horas, com ¨quórum¨ mínimo de 50 (cinquenta) Associados, de acordo com o artigo 13 e 15 do Estatuto da Associação. Conforme o Estatuto da Associação, o edital oficial foi publicado no dia 3 de abril no Jornal A Razão, de Santa Maria. Já no dia 29 de abril, a APUSM convoca seus associados para a Assembleia Geral Ordinária de eleição e posse da nova diretoria e também dos membros do Conselho de Curadores. A Votação para eleger a Diretoria e o Conselho de Curadores, ocorrerá no horário das 9 horas até as 20 horas do dia 29 de abril de 2015, nos seguintes locais determinados pela Comissão Eleitoral: • Mesa 01 – Sede da APUSM, na Av. N. S. das Dores, 791 – Santa Maria – RS; • Mesa 02 – Reitoria da UFSM, Campus, Camobi - Santa Maria – RS;

• Mesa 03 – Prédio da Antiga Reitoria da UFSM, na Rua Floriano Peixoto, nº 1184 esquina Rua Astrogildo de Azevedo – Santa Maria –RS. • Mesa 04 – Prédio do Centro de Tecnologia, Campus UFSM Camobi - Santa Maria RS; • Mesa 05 – Campus I da UNIFRA, na Rua Andradas, nº 1614 - Santa Maria – RS. O pedido de registro das Chapas de Candidatos Concorrentes, deverá ser encaminhado à Comissão Eleitoral, na Sede da APUSM, até às 18:00 horas do dia 15 de abril de 2015, devendo a nominata vir completa para todos os cargos eletivos, ou seja Diretoria e Conselho de Curadores, assinadas pelos respectivos candidatos, com firma reconhecida em Cartório. A apuração dos votos será realizada na Sede da APUSM às 20:30 horas do dia 29 de abril de 2015 e a Diretoria e o Conselho de Curadores eleitos tomarão posse imediatamente, após a divulgação dos resultados da Eleição, conforme determina o Estatuto da Associação. O Regimento Eleitoral encontra-se à disposição dos associados interessados, na sede da Entidade. O edital das eleições na Associação foi publicado no dia 4 de abril no jornal A Razão conforme estatuto vigente

E D I T A L D E C O N V O C A Ç Ã O 02/2015 APUSM – ASSOCIAÇÃO DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE SANTA MARIA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA Convocamos os Senhores Associados para a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA de eleição e posse da Diretoria e Conselho de Curadores, a realizar-se na sede da APUSM – Associação dos Professores Universitários de Santa Maria, na Avenida N. Sra. Das Dores, nº 791 - Bairro Dores – em Santa Maria/RS, no dia 29 de abril de 2015, de conformidade com o artigo 18 do Estatuto. A Votação para eleger a Diretoria e o Conselho de Curadores, ocorrerá no horário das 9:00 horas até as 20:00 horas do dia 29 de abril de 2015, nos seguintes locais determinados pela Comissão Eleitoral: • Mesa 01 – Sede da APUSM, na Av. N. S. das Dores, 791 – Santa Maria – RS; • Mesa 02 – Reitoria da UFSM, Campus, Camobi - Santa Maria – RS; • Mesa 03 – Prédio da Antiga Reitoria da UFSM, na Rua Floriano Peixoto, nº 1184 esquina Rua Astrogildo de Azevedo – Santa Maria –RS. • Mesa 04 – Prédio do Centro de Tecnologia, Campus UFSM Camobi - Santa Maria RS; • Mesa 05 – Campus I da UNIFRA, na Rua Andradas, nº 1614 - Santa Maria – RS. O pedido de registro das Chapas de Candidatos Concorrentes, deverá ser encaminhado à Comissão Eleitoral, na Sede da APUSM, até às 18:00 horas do dia 15 de abril de 2015, devendo a nominata vir completa para todos os cargos eletivos, ou seja Diretoria e Conselho de Curadores, assinadas pelos respectivos candidatos, com firma reconhecida em Cartório. De conformidade com o artigo 5º e 8º do Estatuto, estão aptos a votar todas as categorias de Associados, desde que estejam EM DIA com suas obrigações estatutárias. A apuração dos votos será realizada na Sede da APUSM às 20:30 horas do dia 29 de abril de 2015 e a Diretoria e o Conselho de Curadores eleitos tomarão posse imediatamente, após a divulgação dos resultados da Eleição, conforme determina o Estatuto da Associação. O Regimento Eleitoral encontra-se à disposição dos associados interessados, na sede da Entidade. Santa Maria, 04 de abril de 2015. Profª. Tania Moura da Silva Presidente CPF. nº 303.380.340-72

EDITAL DE C O N V O C A Ç Ã O 01/2015 APUSM – ASSOCIAÇÃO DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE SANTA MARIA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

Convocamos os Senhores Associados para a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA à realizar-se, na sede da APUSM – Associação dos Professores Universitários de Santa Maria, na Avenida N. Sra. Das Dores, nº 791 - Bairro Dores – em Santa Maria/RS., no dia 15 de abril de 2015, com início as 18 horas, em primeira chamada, com ¨quórum¨ mínimo de 5 % (cinco) por cento dos Associados e em segunda chamada às 18:30 horas, com ¨quórum¨ mínimo de 50 (cinquenta) Associados, de acordo com o artigo 13 e 15 do Estatuto da Associação. Ordem do Dia: - APROVAÇÃO DAS CONTAS/BALANÇO DO EXERCÍCIO 2014. - APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO DE ATIVIDADES DA DIRETORIA EXECUTIVA. Santa Maria, 03 de abril de 2015. Prof.ª Tania Moura da Silva Presidente CPF. nº 303 380 340-72


Março 2015

D

07

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Exercícios Funcionais, Fisioterapia e outras atividades na sede social

esde o dia 19 de março a APUSM oferece para associados, familiares, assim como para toda a comunidade santa-mariense, aulas de Exercícios Funcionais, ou Atividades Funcionais, em sua sede na Avenida Dores. Ainda há vagas para os interessados. As inscrições estão abertas na secretária da Associação. Basta trazer um atestado médico com aptidão de exercícios físicos. As turmas são reduzidas, limitadas e levam em conta a idade dos interessados. As aulas estão acontecendo nas segundas e quartas pela manhã, das 9 às 10 horas; e nas terças e quintas pela tarde, das 18 às 19 horas. O objetivo das aulas na Associação é trabalhar a funcionalidade do corpo praticando uma atividade física em grupo, tornando as aulas mais divertidas e menos monótonas, trazendo resultados não só corporais, mas também mentais e sociais. As aulas terão

quatro fases distintas: - Aquecimento corporal global para aumentar os batimentos cardíacos e deixar as articulções preparadas para receber o treinamento. - Alongamento dinâmico, também servindo de preparação para o treinamento. - Circuito funcional, onde as atividades físicas divididas em pequenas estações onde o corpo irá trabalhar de forma funcional e proporcionar um fortalecimento muscular e cardiores-

piratório para o dia a dia dos alunos. - Relaxamento, quando o corpo será preparado para voltar á calmaria e diminuir progressivamente os batimentos cardíacos. Também serão utilizados alguns acessórios que irão facilitar na montagem da dinâmica do circuito funcional, bem como música ao fundo, pois é comprovado que exercícios acompanhados de música fazem com que o corpo

e a mente relaxem e se concentrem mais no trabalho corporal. Fisioterapia – Todos sabem que a fisioterapia é hoje uma das profissões mais respeitadas do mercado e a procura por este profissional vai além dos tratamentos pós-traumáticos ou recomendações médicas, é também preventivo e um ótimo aliado da boa saúde, além de também oferecer procedimentos estéticos da fisioterapia dermato-funcional. Neste sentido, a Associação está construindo um convênio com renomados profissionais da Fisioterapia para, em breve, oferecer este serviço de saúde em sua sede, tanto para associados e familiares, como também para comunidade em geral. E atenção associado, aulas de skate, slake line e atividades circenses também estão na agenda da Associação. A direção já está finalizando as negociações e deve anunciar, em breve, a oferta de aulas. Fique atento!

Futebol da APUSM volta aos campos

Depois de vários anos desativado, o Departamento de Futebol da APUSM retoma suas atividades e volta a frequentar os campos de futebol santa-marienses para disputar a Copa Prefeito 2015 – Categoria 60 anos. A equipe foi montada através de uma iniciativa dos professores Clauton Machado e Cleber Biazus e já disputou três partidas pelo certame. “Estamos em fase de construção da

equipe. Tivemos pouco tempo para montar o elenco e treinar, mas para breve, prometemos resultados positivos”, ressaltou o professor Biazus. Interessados em fazer parte da equipe entrar em contato com o Professor Clauton Machado pelo telefone (55) 9104 2426 ou com a secretaria da Associação através do telefone (55 ) 3221 4856 . Importante deixar nome e telefone para contato.

A APUSM F. C. é formada por, (de pé): Anão, Cavalheiro, Água, Timbica, Jaime, Lazzari, Chamaco, Cleber, Paulo e Nilson. Agachados: Washington, Pain, Clauton, Guerino, Abel, Edson e Paulinho.


08

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Mulheres em imagem, prosa e poesia Lorenzo Franchi

A

bre a roda que chegou mais um. A casa do Poeta de Santa Maria (CAPOSM) recebeu na secretaria da Associação no final da tarde desta sexta-feira, 20, seus convidados, dando seguimento às comemorações alusivas ao mês da mulher. Dispostos em um grande circulo, a Vice-Presidente da CAPOSM, Haydée Hostin, propôs a cada um dos presentes a leitura de poesias e prosas, que enfatizavam a genuinidade, a delicadeza e a importância feminina na formação da sociedade. Regado a boas conversas e risadas, não poderia faltar também, um bom café acompanhado de bolos e salgados. “Sinto-me orgulhoso em participar de um evento como este, as mulheres merecem este espaço e devem ser reverenciadas”, afirma o professor aposentado, 65 anos, Auri Sudati. Sudati ainda complementa que a parceria entre a

CAPOSM e a APUSM devam ser cada vez mais cultivadas em beneficência da arte e da cultura. Haydée, agradece a oportunidade cedida pela associação, e

parabeniza a iniciativa. “É muito importante que uma entidade evidencie a mulher não só como objeto de louvor, mas que promova também a reflexão sobre

o contexto e o real valor dela”, sublinha. Ao final do encontro, os convidados foram agraciados com poemas e livros.

Reencontrando ex-alunos centenaristas...

Nada melhor do que reencontrar grandes amigos, reviver momentos de fuzarca, e de gargalhar com as lembranças das épocas de recreio. Assim foi o happy hour promovido pela Associação de ex-alunos do Colégio Centenário O evento marcou também os 40 anos de formatura da turma presente, assim como a abertura da semana de encerramento do Mês da Mulher, na APUSM. Regado a quitutes e tortas frias e doce, a comemoração contou com a requintada melodia da professora de música na Musiartes, Eblen Silva, que foi agraciada com flores, em menção ao dia das mulheres. Para a advogada e colaboradora da Associação de Ex-alunos Teresinha Aita Schmitz, 73 anos, o encontro foi mais do que uma homenagem às mulheres. “Foi um evento impar, nós da associação sentimo-nos honrados com o ambiente acolhedor da APUSM”, comenta. Ela ainda conti-

nua “espero que este seja o primeiro de muitos, todos os convidados vieram e principalmente gostaram da recepção e da comodidade encontrada”, ressalta.

“A APUSM com esta programação especial em menção às Mulheres visa enaltecer o papel social de liderança, de garra e de fibra na conquista dos direitos, espaço e re-

conhecimento alcançados”, frisa Carmem Meneghello, integrante da Comissão Social da APUSM. O happy hour contou com o apoio e colaboração da Musiartes.


Março 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Um salão na APUSM

Lorenzo Franchi

O

Salão Cultural da APUSM, abrigo de grandes eventos, rendeu-se à genuinidade feminina. Buscando realçar a beleza da mulher, a Associação transformou parte de sua sede, na tarde de sexta-feira, 27, em um verdadeiro salão. Com Maquiagem, limpeza de pele, hidratação e horas a fio de conversas com boas companhias. Assim foi o encontro que se iniciou às 14 horas e estendeu-se até às 18 horas. “A APUSM está de parabéns, foi uma grande programação, ampla e bem diversificada”, explanou a professora aposentada Clara Kurtz. Clara ainda ressaltou que “...teve para todos os gostos, espero que a Associação mantenha o

alto padrão conquistado no decorrer do ano”, concluiu. A presidente da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria, Tânia Moura da Silva, comentou que a grade de eventos do Mês da Mulher na APUSM foi desenvolvida a fim de ressaltar a importância da mulher no âmbito social, além de acolher não apenas os associados, mas toda a comunidade. “Nós da APUSM queremos cada vez mais nos fazer presente no cotidiano de Santa Maria, proporcionando momentos maravilhosos, como em festas ou em acontecimentos culturais”, salienta Tânia. A tarde de beleza contou com o apoio de Lúcia Carrion.

09

Beleza, na passarela da associação

Foi assim que a APUSM abriu a programação cultural alusiva ao mês da mulher. Com uma decoração elegante e requintada, o Salão Cultural recebeu convidados, com um desfile

de moda da Anna Marc Moda Urbana ao som de Musiartes. Após o desfile, a comemoração seguiu com um happy hour regado a drinks, salgados e tortas.


10

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Entrevista

Por que pagar por um plano de saúde?

P

agar a mensalidade do plano de saúde faz parte da rotina de milhares de brasileiros. Mas quando a mensalidade chega, é provável que muitos se perguntem se há mesmo razão em comprometer boa parte da sua renda em um serviço que muito pouco usa. Alguns até devem não recordar da última vez que foram ao médico. E é exatamente nesta hora que todos pensam em tudo que poderiam fazer com este dinheiro, não é? O mais certo de tudo isto é, sem dúvida alguma, avaliar com muito cuidado as opções aos planos de saúde que garantam com eficácia a sua saúde, como também de seus familiares e dependentes. E o primeiro pensamento vai diretamente à gratuidade do Sistema Brasileiro de Saúde. Porém, basta uma visita a qualquer hospital que atende pelo SUS para constatar uma triste realidade dos serviços médicos públicos em nosso país: superlotação, consultas agendadas para meses depois, além da falta de equipamentos e profissionais. A segunda dessas opções é fazer uma aplicação financeira que possa ser resgatada em caso de uma necessidade. Mas, atenção: por mais que a ideia pareça óbvia, é necessário recordar que procedimentos médicos custam cada vez mais caros e podem esgotar rapidamente com suas reservas. Ainda mais se for uma situação grave (e elas acontecem) que obrigue você ou seus familiares à internação em uma Unidade de Tratamento Intensivo, cirurgias e medicamentos onerosos. Em casos assim, em qualquer hospital brasileiro o custo final chega rapidamente à casa dos milhares de Reais, ou pior, Dólares. Neste sentido, o Jornal da APUSM entrevistou a gerente geral da Unimed Santa Maria, Elvane Lehr Sisto, em busca de esclarecimentos sobre temas complexos como critérios de reajustes, diferenças entre plano coletivo e individual, como a UNIMED está tratando os planos antigos existentes antes da regulamentação da ANS e, especificamente com associados da APUSM, como está sendo tratada a adaptação e quais os procedimentos que estão garantidos. Confira abaixo: Jornal da APUSM: Quais os

critérios e quem autoriza um Plano de Saúde? Elvane Sisto: Para comercializar planos de saúde, toda operadora deverá ser registrada na ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar. A agência reguladora é vinculada ao Ministério da Saúde responsável pelo setor de planos de saúde no Brasil. Jornal da APUSM: Quais são as razões de manter um plano de saúde nos dias de hoje? Elvane Sisto: Ter um plano de saúde Unimed, significa ter a segurança de um plano regulamentado e registrado pela ANS, o que garante cobertura a todos os procedimentos previstos em lei. Com mais de 600 médicos especialistas para seu atendimento, um hospital e um PA 24h próprios e vários hospitais, clínicas, laboratórios e serviços especializados credenciados a nossa rede. Além disso, disponibilizamos serviços de atendimento domiciliar, SOS Emergência, medicina preventiva e atendimento de urgência/emergência na rede Unimed em todo país. Jornal da APUSM: Quais são os critérios de reajustes para planos de saúde e qual é sua periodicidade? Elvane Sisto: Para os contratantes que possuem a partir de 30 beneficiários o reajuste é anual, aplicado sempre no mês de aniversário do contrato. É pelo índice contratual ou pela variação da frequência de utilização de serviços, da incorporação de novas tecnologias e pela variação dos custos de saúde, através de estudo atuarial este é apresentado à empresa para que em negociação obtenha-se um índice satisfatório a ambas as partes. Os reajustes ocorrem pela ne-

cessidade de atualização dos valores pagos para a Operadora afim de que a mesma mantenha a fim seu equilíbrio econômico financeiro, dando continuidade aos serviços de saúde a seus beneficiários. Jornal da APUSM: Que procedimentos foram agregados aos planos de saúde nos últimos anos e por que isto influenciou no reajuste? Elvane Sisto: O ROL na ANS é atualizado a cada dois anos para que sejam incluídas novas tecnologias em saúde. Cerca de 70 procedimentos são incluídos a cada novo ROL. O último Rol incluiu 37 novos medicamentos quimioterápicos via oral como também novas técnicas em procedimentos, ampliando assim as coberturas dos usuários de planos de saúde. Jornal da APUSM: Qual é a diferença básica entre plano de saúde coletivo e individual? Elvane Sisto: Os planos podem ser: Coletivo empresarial É aquele que oferece cobertura da atenção prestada à população delimitada e vinculada à pessoa jurídica por relação empregatícia ou estatutária; Coletivo adesão - É aquele que oferece cobertura da atenção prestada à população que mantenha vínculo com as pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial; Individual/Familiar - É aquele que oferece cobertura da atenção prestada para a livre adesão de beneficiários, pessoas naturais, com ou sem grupo familiar. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) limita o índice máximo de reajuste a ser aplicado aos planos de saúde médico-hospitalares individuais/familiares contratados a partir de ja-

neiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98. O percentual é válido para o período de maio a abril do ano seguinte. Os reajustes dos contratos coletivos diferem de acordo com a quantidade de beneficiários que o contrato possui. Através da Resolução Normativa nº 309-ANS, é obrigatório às operadoras de planos privados de assistência à saúde formar um agrupamento com todos os seus contratos coletivos com menos de 30 (trinta) beneficiários para o cálculo do percentual de reajuste que será aplicado a esse agrupamento. O reajuste que o seu contrato receber será igual ao reajuste dos demais contratos com menos de 30 beneficiários da mesma operadora. O índice de reajuste aplicado a todos estes contratos é divulgado no site da Unimed SM no mês de maio de cada ano, ficando vigente até abril do ano seguinte e podendo ser aplicado a cada contrato nos seus respectivos meses de aniversário. Se seu plano for do tipo coletivo, ou seja, se ele tiver sido contratado por intermédio de uma pessoa jurídica e possuir mais de 29 beneficiários, os reajustes não são definidos pela ANS. Nesses casos, são acordados mediante negociação entre as partes através de estudo atuarial do contrato, este é comunicado a esta Agência em até 30 dias da sua efetiva aplicação. Jornal da APUSM: Como a UNIMED está tratando os planos antigos existentes antes da regulamentação da ANS? Elvane Sisto: A Unimed Santa Maria tem a obrigação, segundo a ANS de, uma vez por ano, ofertar a migração/adaptação aos planos que ainda não estão adequados as legislações da ANS, estes contratos possuem limitações de coberturas e são impedidos de incluir novos beneficiários, somente novo filho e novo cônjuge. Jornal da APUSM: Especificamente com associados da APUSM, como está sendo tratada a adaptação e quais os procedimentos que estão garantidos? Elvane Sisto: Referente as coberturas, os planos da APUSM estão de acordo com os planos regulamentados e seguem o ROL de procedimentos da ANS, devendo apenas ser adequados para as 10 faixas estabelecidas pelo órgão regulador.


Março 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

11

Relatório especial: perspectivas e histórico do Plano de Saúde UNIMED - APUSM RETROSPECTIVA 2013

Após a eleição em Abril/13 Ofício encerrando as negociações em função do resultados das eleições da associação.

A

oferta de planos de saúde com custos reduzidos para professores e familiares é um dos principais benefícios oferecidos pela APUSM aos seus associados. E a atual direção da Associação tem ciência desta importância, como também trata da questão com seriedade e afinco. Tanto que durante estes dois últimos anos promoveram inúmeras, longas, árduas e, às vezes, duras negociações com a UNIMED no sentido de reduzir ao máximo possível o aumento das mensalidades para seu quadro social. Mas o reajuste é inevitável. Primeiro, pela atual conjuntura econômica do país, que dispensa maiores comentários. Segundo, conforme a própria UNIMED, uma consequência direta da nova legislação que aborda o assunto e obriga a partir de agora as operadoras a incluírem novos e sofisticados serviços médicos para todos os usuários do sistema. Em síntese, haverá reajuste nas mensalidades de todo brasileiro ou brasileira que seja usuário de qualquer um dos plano de saúde liberados para operar em todo território nacional. Tendo em vista ter chegado ao conhecimento da direção diversas dúvidas sobre as negociações efetivadas junto a Unimed em relação ao Plano de Maio, realizado em 2014, estamos apresentando, a seguir, um histórico envolvendo o referido plano.

[...] Em razão do resultado do processo eleitoral, recentemente realizado, a atual Diretoria, no dia 16/04/13, comunicou à Direção da UNIMED o encerramento das negociações, tendo em vista que o novo contrato passará a vigir na gestão da nova Diretoria APUSM; Assim, comunicamos que Vossa Senhoria deverá, com urgência, iniciar as negociações com a Direção da UNIMED, visando definir a repactuação do referido contrato, para evitar possíveis prejuízos aos associados da APUSM. [...] Após longa negociação, restou encerrada de forma abrupta, por única e exclusiva vontade da Direção da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria... [...] ...a Unimed Santa Maria, por meio desta, vem NOTIFICÁ-LA, que o contratado de plano saúde firmado entre as partes resta prorrogado pelo prazo máximo de 60 dias a contar do dia 1º de maio de 2013, razão pela qual por mera liberalidade, a Unimed Santa Maria está cobrando os valores das mensalidades relativas ao mês de maio de 2013, com os mesmos valores das mensalidades relativas ao mês de abril de 2013 ... [...] A Direção anterior preocupou-se em encerrar mesmo já tendo feito longa negociação e pelo que foi declarado o percentual estava ajustado em 16,5% , e sabendo que o prejuízo seria unicamente do Associado; Com a atual Diretoria a Unimed iniciou as negociações propondo um aumento de 38%; Como visto no ofício anterior devido a prorrogação de 60 dias (2 meses) o percentual acordado depois de ampla negociação foi de 20% , ampliados para 22% tendo em vista os dois meses para o início da cobrança que foi julho de 2013.

Mudança radical na taxa administrativa da UNIMED

Em abril de 2013, a taxa representava 7,96% da arrecadação. A partir de julho de 2013 passou para 2,43%. Estabelecendo assim, uma taxa única de 5 Reais para cada usuário. O valor para administrar é o mesmo por usuário

NEGOCIAÇÕES DE 2014 INICIAMOS AS NEGOCIAÇÕES DE 2014 EM FEVEREIRO DE 2014


12

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Relatório especial: perspectivas e histórico

A

pós várias reuniões na Unimed com apresentações de custos e receitas encaminhamos um oficio com a proposta da APUSM, contendo: Após um detalhado estudo com relação aos valores faturados pela UNIMED e as respectivas despesas, no período de maio de 2013 a fevereiro de 2014 conforme planilha anexa vem expor o seguinte: 1 - Neste período a UNIMED apresenta um saldo líquido favorável de R$ 1.311.890,90, já descontados os 6% referente ao retorno para a APUSM e excluída a taxa administrativa, conforme demonstrado na planilha anexa. 2 – Analisando o quadro de beneficiários constatam-se que no plano antigo, 47,5% dos associados tem idade acima de 50 anos e 52,50% possuem idade inferior a 50 anos, portanto com boa sustentação. No plano novo temos 29,3% dos associados tem idade acima de 50 anos e 70,2% dos associados tem idade inferior a 50 anos, portanto com excelente sustentação. Entendendo que este quadro não deverá ter modificações significativas no próximo período e considerando o superávit ocorrido, aliado ao quadro de associados com boa sustentação e ingresso constante de novos associados, estamos propondo um reajuste de 10% (dez por cento) a vigorar para o próximo período. O que recebemos de respostapara esta proposta foi uma notificação de recisçao contratual conforme extrato abaixo: “Extrato da Notificação recebida em 13 de maio de 2014. [...] Terceira – Em face deste dispositivo e da circunstância de que não tem mais interesse comercial em continuar ofertando a referida prestação de serviço, a NOTIFICANTE, permite-se pela presente, NOTIFICÁ-LA de que no prazo de 60 (sessenta) dias, a contar do recebimento desta, estará sendo rescindido em definitivo o referido Contrato Particular de Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão – Plano CR1B-I e CR2B-I – no segmento Ambulatorial e Hospitalar, firmado anteriormente entre as partes. [...].”

No último dia 7 de abril, a APUSM promoveu uma reunião em sua sede para esclarecer dúvidas sobre o Plano de Saúde UNIMED. A presidente Tania da Silva abordou ponto a ponto toda a questão

Judicialmente correriamos o risco de perder – a unimed tinha esse direito de não querer mais; A busca por outros planos de saúde – sem exito – pois todos aceitam no máximo 150 pessoas e nós tinhamos 2.507 vidas nesse plano. Nos restou perguntar para a unimed o que precisaria para continuar o plano: E eles responderam que queriam R$ 250.000,00 a mais na arrecadação passando de um total de R$608.478,92 para R$858.478,92, e, adequação nas faixas para futura migração.


Março 2015

13

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

do Plano de Saúde UNIMED - APUSM

NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL NOTIFICANTE: ASSOCIAÇÃO DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE SANTA MARIA – APUSM, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas sob o n. 95.628.194/0001-80, com sede na Avenida Nossa Senhora das Dores, n. 791, em Santa Maria/RS, neste ato representada pela sua Presidente, Professora TÂNIA MOURA DA SILVA. NOTIFICADA: UNIMED SANTA MARIA – Sociedade Cooperativa de Serviços Médicos LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas sob o n. 87.497.368/0001-95, com sede na Rua Professor Braga, n. 141, CEP. 97.015-530, em Santa Maria/RS.

Tendo em vista os reajustes impingidos nos Planos de Saúde Coletivos firmados com a Notificante em prol de seus Associados em patamares superiores aos índices inflacionários em vigência bem como a ausência de prejuízo em seus planos de saúde coletivos, solicitamos que sejam apresentadas as eventuais razões que motivaram os aumentos impostos à Notificante. Tal solicitação se dá também em razão da existência de Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta firmado com a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul – NUDECONTU, em 16 de janeiro de 2012, e que vem sendo alvo de questionamento judicial por associados da Notificante. Solicita-se, ainda, a indicação das razões que levaram à notifi-

PERSPECTIVAS PARA 2015 Negociações já iniciadas:

cação de rescisão dos contratos operada em 2014, e cuja reversão apenas se deu em razão das negociações realizadas entre as partes no mesmo ano. Sendo o que se tinha para o momento, subscreve-se. [...]

Pelas inclusões na Medicina Preventiva; Pelo acompanhamento das receitas e dos custos; Os indicativos para os planos de maio e agosto são de percentuais baixos; Não obrigatoriedade de migração dos usuários dos planos CA2B-I, CR2B-I e CR2B-I para os planos de agosto.


14

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Imposto de Renda

Doações no ano-base e na declaração

A

pessoa física que faz declaração pelo modelo completo pode deduzir do imposto devido o valor das doações pagas no ano-base aos Fundos da Criança e do Adolescente, aos Fundos do Idoso, à Cultura e ao Esporte. O limite de dedução é 6% do imposto devido. Para doações aos Fundos da Criança e do Adolescente há uma exceção: a metade do limite (até 3%) pode ser paga no período de entrega da declaração de rendas (Lei nº 12.594/2012). O incentivo fiscal é o mesmo. Só há algumas particularidades distintas. Assim, quem nada doou em 2014 pode doar 3% do imposto devido na declaração de 2015; quem doou menos de 6%, pode fazer nova doação de até 3% para completar aquele limite. Só podem receber essas doações os Fundos com cadastro na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/ PR) até 31 de agosto do ano-base. Até 31 de outubro, aquela Secretaria deve encaminhar à Secretaria da Receita Federal a relação atualizada dos Fundos cadastrados para efeito de inclusão no programa do Imposto de Renda do ano seguinte.

No programa do IR de 2015 constam Fundos de 20 Estados (o do Rio Grande do Sul entre eles) e de 1.605 municípios, 233 deles do RS. Crianças, adolescentes e idosos têm direitos iguais e os mesmos responsáveis por assegurar os seus direitos (Lei 10.741/2003, art. 3º e Lei 8.069/1990, art. 4º). Projeto de Lei concedendo prerrogativas iguais para a pessoa física doar também aos Fundos do Idoso na declaração de rendas já tramita na Câmara dos Deputados (PLC 7193/1914). Dois detalhes que distinguem os dois momentos de doar estão citados a seguir: 1. Doações no ano-base a) Devem ser pagas até o fim de dezembro. Como o imposto devido, base de cálculo da doação, só é conhecido no ano seguinte, seu valor deve ser apurado por estimativa. b) Além de escolher o Fundo destinatário, o contribuinte pode

escolher a entidade beneficiária de sua doação, se assim permitir o regulamento aprovado pelo Conselho de Direitos, gestor do Fundo. 2. Doações na declaração de rendas. a) Podem ser pagas do início de março ao fim de abril. O “valor disponível para doação” é indicado ao contribuinte no “Resumo da Declaração” (ficha “Doações Diretamente na Declaração – ECA”). b) O contribuinte escolhe o Fundo destinatário. Quem decide sobre a aplicação dos recursos é o Conselho de Direitos, gestor do Fundo. Mais de 10 milhões de pessoas físicas poderiam ter doado R$ 4,28 bilhões no ano-base de 2012 em todo o país. Doaram apenas R$ 100 milhões (2,3%) e pagaram R$ 4,180 bilhões (97,7%) como imposto. Essa proporção é semelhante ano a ano, há mais de 20 anos. Não é por falta de solidariedade. É por falta de informa-

ções e de apoio ao contribuinte. Na declaração de rendas em 2014 (limite de 3%) quando poderiam ter sido doados mais de R$ 2,1 bilhões por não menos de 10 milhões de contribuintes, 25.652 pessoas físicas (0,25%) doaram R$ 22,6 milhões (1%). E para manter as entidades assistenciais, a cada ano a população é chamada a doar com recursos próprios, por caridade, o que os contribuintes deixam de doar com recursos públicos, por direito. Ajude a manter na origem o imposto gerado no Rio Grande do Sul. Doe para o Fundo do seu município. Se ele não consta na declaração de rendas deste ano, escolha um Fundo de outro município ou o Fundo Estadual da Criança e do Adolescente. Com seu gesto, crianças e adolescentes carentes podem ser assistidos. Sem ele, podem não ser. Não os deixe em listas de espera. Eles terão a assistência que merecem todos os dias quando os contribuintes doarem o que podem todos os anos. Adão Haussen Vargas Contador, trabalhador voluntário e integrante da Comissão de Responsabilidade Social do CRCRS


Março 2015

15

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Memória

Ruth, uma pequena-grande mulher Máximo José Trevisan*

D

écadas atrás (não lembro o dia, nem o ano), escrevi uma crônica sobre a peça de teatro que acabara de assistir em Santa Maria: Eles não usam black tie. Na direção, o inesquecível Pedro Freire Júnior; no palco, uma mulher pequena, jovem e bonita, demonstrando grande talento. Assim conheci a atriz Ruth Larré, que começou a fazer parte do meu mundo. Criamos laços, esses laços que se tornam com o tempo cada vez mais impregnados de admiração e afeto. Os anos (ah! quantos!) foram passando e, privilegiado, a vida me fez conviver cada vez mais com Ruth, especialmente na Associação Santa-Mariense de Letras (ASL), depois Academia. Ruth, desde cedo, revelou-se uma mestra em língua portuguesa. Dotada de talento poético e artístico cada vez mais foi sendo reconhecida e aplaudida como uma declamadora excepcional. Além disso, sabia construir, com a sua arte, espetáculos de declamação, onde o palco, as luzes, a música, as cores, tudo era parte do texto levado aos

seus ouvintes e admiradores. Lembro o que Ruth fez de cada crônica de Marcelo Canellas, no Theatro Treze de Maio, usando como matéria-prima o talento do cronista santa-mariense. Em anos de vivências na ASL, nas escolas, em revistas e jornais, Ruth conquistou inúmeros amigos e admiradores. Tinha essa um dom especial: era capaz de transformar idéias e emoções em textos e eventos literários e culturais. Ruth não só criou versos e crônicas, mas foi uma

fazedora de momentos literários inesquecíveis, uma parceira, uma colega sempre pronta a oferecer a sua mão e o seu talento a serviço de Santa Maria. Por fim (ah! falei tão pouco dessa pequena-grande mulher!) ainda quero destacar a sua figura ímpar de professora. Ruth encerra um ciclo especial, em Santa Maria, um tempo que envolveu, além dela, outra personagem memorável: Águeda Brazzale Leal! Eram mestras-artesanais. Levavam os seus alunos para as suas

casas, Águeda para o apartamento na Av. Rio Branco; Ruth para a sua garagem-aula! Nesses locais, a palavra tinha vez. Era exaltada, valorizada, ensinada com paixão. Elas, as duas pequenas-grandes mestras, exerciam uma sedução incrível em cada aluno-aprendiz, sedução nascida do olhar acolhedor e sábio. Nunca a língua portuguesa teve em Santa Maria tanto saber e sabor no seu ensino! Quem foi aluno de Águeda e de Ruth sabe do privilégio em ter sido alvo de ensinamentos inesquecíveis! A morte surpreende. Sempre. Ela faz descobrir o valor de quem parte, com muito maior lucidez, intensidade e ternura do que em vida! Com Ruth também foi assim! Sinto tristeza por ter sido omisso em vida ao não lhe dizer, ao menos mais vezes, o quanto ela era importante para mim, para os seus amigos e para as letras e a cultura santa-marienses, como mulher, poeta, cronista, declamadora, professora. Ela já está fazendo muita falta em Santa Maria! Muita falta!.. maximotrevisan@uol.com.br – advogado, Presidente do Fórum das Entidades Culturais, membro da ASL-SM


16

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Saúde

Nova droga redutora de colesterol entusiasma cardiologistas de todo o mundo

O

evolocumabe é um novo agente redutor de colesterol que inibe a proteína PCSK9, responsável pela degradação do receptor de LDL-colesterol (conhecido como “colesterol ruim”). A sua ação permite que mais receptores de LDL-c fiquem disponíveis na superfície celular, reduzindo a concentração de LDL-c circulante no sangue. O estudo OSLER, apresentado no Congresso do American College of Cardiology, avaliou os efeitos do evolocumabe sobre complicações cardiovasculares. Um total de 4.465 foram selecionados para serem incluídos nesse estudo. Os pacientes foram randomizados na proporção 2:1 para receber o evolocumabe em combinação com tratamento padrão (2.976) ou, simplesmente, tratamento padrão (1.489). O tratamento padrão consistia no uso das estatinas, como a sinvastatina e atorvastatina (30% dos pacientes não usava nenhuma estatina). O seguimento médio dos pacientes foi de 11,1 meses. O evolocumabe foi administrado de forma subcutânea nas doses

de 140mg a cada 2 semanas ou 420mg ao mês, uma vez que reduziram os níveis de LDL-c de forma similar. O estudo avaliou os níveis de colesterol, a tolerabilidade à droga e as complicações cardiovasculares (morte, infarto do miocárdio, angina instável, revascularização miocárdica, acidente vascular cerebral, isquemia cerebral transitória e insuficiência cardíaca). A admi-

nistração de evolocumabe em associação ao tratamento padrão reduziu os níveis de LDL-c em 61% (nível médio de 73mg/dL) ao final de 48 semanas. Ao se considerar as metas recomendadas para o LDL-c, mais de 90% alcançaram concentrações abaixo de 100 mg/dL de LDL-c no grupo evolocumabe versus 26% no grupo controle. Em relação aos desfechos clínicos, a incidência de com-

plicações cardiovasculares foi de 2,18% no grupo controle e 0,95% no grupo evolocumabe ao final de 1 ano. No quesito segurança, os achados clínico-laboratoriais foram similares entre os grupos e a interrupção de evolocumabe aconteceu em apenas 2,4% dos pacientes. O Dr. Marc Sabatine, professor da Harvard Medical School, concluiu a apresentação do estudo dizendo: “os dados desses estudos dão suporte à inibição do PCSK9 como um meio seguro e efetivo para a redução de complicações cardiovasculares maiores através de uma redução intensa do LDL-c”. Devemos lembrar que muitas pessoas não toleram as estatinas por seus efeitos colaterais (dores musculares) ou não atingem os níveis ideais de LDL-c em doses máximas ou associadas com outras drogas, como a ezetimiba. Um estudo que já está em andamento, chamado de Fourier, avaliará os efeitos do evolocumabe em mais de 27 mil pacientes com doença cardiovascular. Fonte: Congresso do American College of Cardiology.

AVC: rapidez no socorro garante sobrevivência

Cada minuto no atendimento a pessoas com acidente vascular cerebral (AVC) pode significar a diferença entre a sobrevivência e a morte. Pesquisa realizada na Austrália revelou que 15 minutos de atraso na administração de remédios anticoagulantes custam aproximadamente um mês de vida a vítimas de AVC. Por outro lado, cada 60 segundos de agilidade no tratamento podem significar 1,8 dia a mais de sobrevida ao paciente. O estudo, feito pela equipe de Neurologia da Universidade de Melbourne, comparou 2.258 casos finlandeses e australianos e descobriu que a rapidez influencia diretamente na eficácia do procedimento médico. A corrida contra o tempo é decisiva porque, sem receber sangue, as células cerebrais começam a morrer a partir dos três

minutos. Quanto mais células morrerem, maiores e mais graves são as sequelas, é o que explica o cardiologista do Instituto Nacional de Cardiologia, Stephan Lachtermacher. Ele alerta que é preciso cautela, além da rapidez: “A tomografia computadorizada é primordial para pacientes com dificuldade de falar, confusão mental e paralisia de um lado do corpo”. O especialista lembra também que o remédio trombolítico, principal tratamento, só pode ser usado até quatro horas e meia após os primeiros sinais, senão os riscos de uma hemorragia crescem. As sequelas afetam a autonomia. “Perdas motoras dos membros, na fala e na deglutição são comuns”, afirma Stephan. Os mais jovens conseguem reverter certos efeitos, pela capacidade de áreas do cérebro em adotar

Atendimento de emergência

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estaduais têm protocolo específico para pessoas que chegam com sintomas de AVC: dificuldade de articular as palavras; paralisia facial, principalmente na boca; alterações motoras em um lado do corpo e confusão mental. O programa acontece em parceria com o Núcleo de Neurologia do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HGV), que a oferece o principal tratamento para AVCs isquêmicos, o remédio trombolítico. funções de outras afetadas. Isso não acontece nos idosos. Ses-

Desde o ano passado, quando pessoas com sintomas de AVC chegam nas 29 UPAs estaduais, aonde é feito contato com o núcleo do HGV, que funciona 24 horas. A partir do atendimento remoto, os pacientes são encaminhados ao hospital. A trombólise já foi usada em 129 pacientes, com taxa de sucesso em torno de 95%. sões de fisioterapia são importantes para amenizar as sequelas.


Março 2015

17

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Saúde

Sintoma de infarto pode ser diferente em homem e mulher

N

em sempre os sintomas do infarto em homens e mulheres são iguais. Muitas não apresentam os sinais clássicos do infarto, que são a sensação de peso, dor, pressão ou aperto no peito, que pode se irradiar para o braço esquerdo, ou ambos os braços e para os ombros. As mulheres podem apresentar falta de ar, enjoos ou vômitos, sem acompanhamento de dor. Com sinais nem sempre identificados, muitas demoram para procurar o médico. Segundo a cirurgiã cardíaca Magaly Arrais, do HCor (Hospital do Coração), as mulheres se queixam mais de dores nas costas, cansaço, queimação no estômago e náusea. “Esses sinais, nem sempre reconhecidos e relacionados ao coração, fazem com que as mulheres associem o mal-estar a problemas gastrointestinais ou ortopédicos”, afirma Magaly. Talvez por conta da predominância masculina nas campanhas de alerta para os sintomas do in-

farto sempre usaram as descrições dos sintomas apresentados pelos homens. Mas será que nas mulheres esses sintomas são diferentes? Para responder a essa pergunta, pesquisadores de várias universidades norte-americanas, apoiados pelos Institutos Nacional de Saúde, revisaram cerca de 70 artigos publicados nos últimos 35 anos que descreviam os sintomas dos pacientes que chegaram aos hospitais com infarto do miocárdio. Foram mais de meio milhão de casos que permitiam a análise dos sintomas iniciais. Trabalhos anteriores haviam detectado que as mulheres costumam demorar a procurar os serviços de emergência quando sentem dor no peito e que esse sintoma não é tão freqüente quanto nos homens. O resultado da revisão dos artigos científicos mostrou que o número de mulheres que se queixam da clássica dor no peito do infarto é pelo menos 10 % menor do que os homens. Nas mulheres o des-

Fique alerta para: - Dor no peito em aperto ou sensação de peso sobre peito - Irradiação da dor para o braço, ombro ou pescoço. - Piora dos sintomas com esforços - Associação desses sintomas com náuseas, vômitos ou fraqueza. - No caso de quaisquer desses sintomas procure atendimento médico imediato. Seu coração agradece.

conforto no peito frequentemente vem acompanhado de outros sintomas mais vagos, como fraqueza e náuseas. Outro dado levantado foi de que as mulheres sofrem os infartos mais tarde que costumam ser associados a outras doenças como diabetes e hipertensão arterial. Essa diferença de idade talvez explique porque a mortalidade

feminina por causa do infarto é maior do que a masculina. O mais importante é que todos estejam alertas para qualquer sintoma que possa sugerir um infarto, pois o tempo até o atendimento é crucial para diminuir o impacto do infarto sobre o coração e até mesmo salvar uma vida. (* Matéria publicada no jornal O SUL de autoria de Bárbara Souza e Luis Fernando Correia)

Hábitos reduzem risco de ataque cardí aco em mulheres Mulheres que seguem seis práticas saudáveis têm 92% menos risco de sofrerem um ataque cardíaco. Essa foi a conclusão de um estudo com mais de 70 000 participantes publicado na segunda-feira no periódico Journal of the American College of Cardiology. Foram considerados hábitos saudáveis não fumar, ter um índice de massa corpórea (IMC) normal, praticar atividade física por pelo menos duas horas e meia por semana, assistir menos de sete horas de televisão por semana, consumir no máximo uma dose de álcool por dia e seguir uma dieta saudável. Análise - As participantes tinham em média 37 anos no início do estudo. Ao longo de duas décadas, elas foram submetidas a um questionário sobre seu estilo de vida, repetido a cada dois anos. Durante o tempo de monitoramento, 456 participantes tiveram um ataque cardíaco. Outras 31 691 foram diagnosticadas com pelo

menos um fator de risco para doenças cardiovasculares, como diabetes tipo 2 e hipertensão. “Enquanto as taxas de mortalidade para doenças do coração têm diminuído nas últimas quatro décadas nos Estados Unidos, as mulheres com idades entre 35 e 44 anos não seguiram esse declínio”, afirma Andrea Chomistek, coautora do estudo e pesquisadora da Universidade de Saúde Pública Bloomington, nos Estados Unidos. “Essa disparidade pode ser explicada por escolhas não saudáveis de estilo de vida.” Hábitos - Os pesquisadores concluíram que as voluntárias que aderiam a todos os seis hábitos saudáveis tinham 92% menos risco de sofrerem um ataque cardíaco e 66% de desenvolver algum fator de risco para doenças do coração. De acordo com os autores, se todas as participantes tivessem seguido as práticas saudáveis, três quartos dos ataques cardíacos não teriam acontecido. Além disso, a

mulher que já apresentava um fator de risco e que começou a seguir pelo menos quatro das práticas apresentou uma diminuição significativa do risco de desenvolver doença no coração.

“Essa é uma importante mensagem de saúde pública. Incorporar esses hábitos de vida o quanto antes é um método fácil de prevenir futuros problemas no coração”, diz Andrea.

Conheça a pesquisa: Título original: Healthy Lifestyle in the Primordial Prevention of Cardiovascular Disease Among Young Women Onde foi divulgada: periódico Journal of the American College of Cardiology. Quem fez: Andrea K. Chomistek, Stephanie E. Chiuve, A. Heather Eliassen, Kenneth J. Mukamal, Walter C. Willett e Eric B. Rimm. Instituição: Faculdade de Saúde Pública de Harvard, Universidade de Saúde Pública Bloomington, entre outras. Resultado: Seis hábitos saudáveis reduzem em 92% risco de ataque cardíaco em mulheres.


18

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Jurídico

C

Venda de créditos inscritos em precatório pode gerar prejuízo

onvém ter cautela e buscar informações antes vender créditos já inscritos no orçamento da União. O escritório Wagner Advogados Associados tem respondido questionamentos de clientes que receberam propostas para venda de créditos judiciais, os chamados precatórios judiciais. A intenção de quem entra em contato é adquirir o crédito por um valor menor e receber, posteriormente, o valor integral devido. Tal prática, por si só, não é ilegal. Entretanto, os contactantes possuem informações sobre o montante devido, número de processo, número de CPF e telefone dos servidores. Não se sabe como, em um horizonte de milhares de pessoas que possuem créditos judiciais, são obtidos dados dessa relevância. Em razão de ser absolutamente questionável tal procedimento, este fato já foi levado à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal. Por outro lado, é importante saber que os precatórios inscritos no orçamento da União vêm

O escritório Wagner Advogados Associados tem respondido questionamentos de clientes que receberam propostas para venda de créditos judiciais, os chamados precatórios judiciais

sendo pagos em dia pelo Governo Federal, sendo um péssimo negócio vender, por um valor abusivamente menor, um crédito que vem sendo pago no prazo legal. Os créditos inscritos até

01 de julho de cada ano são pagos até o final de dezembro do ano seguinte. Recomenda-se àqueles que já receberam algum tipo de contato com esse intuito, que

tenham cautela ao negociar e/ ou trocar informações com estes interessados e que avaliem o prejuízo financeiro. Havendo dúvidas, o escritório está à disposição para auxiliar.

TRF4 determina o restabelecimento do auxílio-transporte intermunicipal

O auxílio-transporte é devido a todos os servidores que necessitam utilizar veículo para o deslocamento até o trabalho. Servidores públicos federais, em processo contra a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), conquistaram o direito ao recebimento do auxílio-transporte intermunicipal. Representados por Wagner Advogados Associados, obtiveram decisões favoráveis em primeiro grau e junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Devido ao entendimento equivocado da Administração Pública de que o transporte intermunicipal não seria caracterizado como “coletivo”, servidores residentes em localidades diferentes da instituição onde são lotados tiveram o seu benefício cancelado. Através do pleito judicial, a categoria obteve decisão

de primeiro grau que determinou o restabelecimento imediato do auxílio-transporte aos servidores. Ao avaliar recurso interposto pela ré, o TRF4 fixou os juros em 6% ao ano às parcelas do benefí-

cio pagas em atraso, além de correção monetária. O processo ainda tramita na justiça, sendo passível de recurso. Fonte: Wagner Advogados Associados

O advogado e sócio do escritório Wagner Advogados Associados, Flávio Ramos realiza todas as quintas-feiras pela manhã, das 10h ao meio-dia, orientações jurídicas aos associados da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (APUSM). Ramos é especializado nos assuntos relacionados a questões funcionais do servidor público como: carreira, vínculos do professor ao serviço público, entre outros. O escritório atua nesta área há cerca de 30 anos. Neste ano o escritório também está atendendo aos professores associados que possuem vínculos com instituições particulares. Assuntos relativos ao regime geral da previdência- INSS destes associados podem ser esclarecidos pelos advogados. Para isso, basta que o associado utilize este serviço nas quintas-feiras.


19

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Página do associado

M

antendo a sua promessa de transparência, a direção da APUSM disponibiliza aos seus associados uma

página em seu site na internet com informações como as planilhas com os balancetes dos meses anteriores, estatuto do associado e

Confira a baixo o modelo passo-a-passo: • Acesse o site pelo www.apusm.com.br • Após entrar no site da APUSM, você irá perceber que no canto superior direito da página inicial, encontra-se ao lado das notícias em destaque, o Painel do Associado. • Digite seu CPF/ CNPJ no espaço destinado e clique em [Clique aqui] • Feito isto, o site irá lhe encaminhar a uma nova página, a página de acesso ao sistema.

as movimentações dos valores de seus convênios. A fim de facilitar o domínio de sua página de associado no site, o

Pass

desenvolvemos um tutorial, para que você mesmo possa efetuar seu cadastro e consequentemente seu primeiro acesso sem dúvidas.

3

Confirme o seu nome que irá aparecer automaticamente nos dois espaços em amarelo na sua tela. Basta agora informar o seu endereço de E-MAIL e definir uma SENHA, lembrando que é de uso pessoal por conter informações particulares.

• Digite novamente o CPF/CNPJ no espaço destinado e após clique em efetuar o cadastro. • No andamento do seu registro a página irá solicitar-lhe seu e-mail e demais dados. • Crie uma senha, e memorize-a. Será útil para demais acessos. • Após definidas senha e e-mail, estará concluido o cadastro inicial. • Após registrado e logado, o associado terá disponível para acesso as planilhas com os balancetes dos meses anteriores, estatuto do associado e as movimentações dos valores de seus convênios.

Acesso ao site APUSM. Para o primeiro acesso:

o

Pass

o

Pass

1

Em seu primeiro acesso basta informar somente os números de seu CPF e clicar onde a seta laranja esta indicando. Você será direcionado para a próxima etapa do cadastro

o

Pass

4

É possível visualizar e mesmo salvar o estatuto atualizado, seu registro em cartório e os balancetes mensais, mais abaixo é possivel ver os débitos mensais do plano de saúde, mensalidade, seguro, telefonia e convênios. Declaração do imposto de renda – Pagamentos para a UNIMED A fim de proporcionar agilidade e praticidade na hora de prestar contas ao Leão, a APUSM disponibiliza ao Associado em sua página www.apusm.com.br, onde deverá digitar o CPF e inserir a sua senha, ou criar uma nova senha, no Painel do Associado, passando a ter acesso a declaração de pagamentos realizados para a UNIMED no ano de 2014, agilizando assim para que o associado possa gerar a declaração de Ajuste do Imposto de Renda, sem incômodos e sem precisar sair de casa.

2

Nesta etapa, é necessário buscar o Primeiro acesso, informando seu CPF e clicando em efetuar cadastro. Rua XXXXXXXX xxxxxxx

• Atenção: se os dados não estiverem condizentes, favor entrar em contato pelo telefone 55 3221 4856 / 3223 1975 / 3026-3565, ou se preferir, pelo e-mail apusm@apusm.com.br .


20

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Opinião

Literatura: “Livros que li...” Por Aguinaldo Severiano

Dora Bruder Nestas últimas semanas de verão li um bocado de livros de Patrick Modiano, o sujeito que ganhou a última edição do prêmio Nobel. São livros curtos, não exatamente monotemáticos, mas que têm tramas parecidas, sempre urbanas, ambientadas em Paris e que se valem de uma curiosa ambivalência entre um registro pessoal de memórias e a pura invenção literária. Modiano parece querer ensinar que “A realidade precisa ser inventada literariamente”, como já disse um dia Isak Dinesen. Em “Dora Bruder” o leitor acompanha uma espécie de arqueologia dos poucos fatos que emergem da vida de uma jovem francesa que provavelmente acabou morta nos campos de concentração nazistas durante a segunda grande guerra. O tom é frio, quase jornalístico, objetivo, mas há lirismo, sentimentos e humanidade em suas reflexões. O narrador do livro, em 1988, lê uma nota curta num jornal antigo, dos tempos de ocupação nazista da França, dando conta do desaparecimento de Dora Bruder. O narrador passa então a procurar indícios de Dora, mas tudo é vago, impreciso, pouco confiável, fragmentário. Ele descobre que Dora havia fugido de um internato e certamente passou um inverno pelas ruas de Paris antes de ser presa e deportada. A lembrança da ativa colaboração de franceses com os procedimentos de guerra e destruição nazista explicita um passado que sobretudo envergonha a França e os franceses. O narrador (Modiano afinal de contas, mas um Modiano filtrado pela ficção) compara o destino dessa Dora Bruder com pessoas que ele conheceu e sobre as quais escreveu em seu primeiro romance, em 1965. Ele fala também ao menos de um dos aborrecimentos vividos por seu pai durante a ocupação nazista e de como aquele primeiro livro era uma tentativa de responder a uma inquietude, um desejo de vingança pelo que seu pai sofreu. Trata-se então de um livro que decantou lentamente, por trinta anos, numa espécie de síntese de seus procedimentos narrativos, de sua técnica. Haverá outros Modianos por aqui. [início: 03/03/2015 - fim: 05/03/2015] “Dora Bruder”, Patrick Modiano, tradução de Márcia Cavalcanti Ribas Vieira, Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1a. edição (2014), brochura 14x21 cm., 143 págs., ISBN: 978-85-325-08898 [edição original: “Dora Bruder” (Paris: Éditions Gallimard) 1997]

Pasta Senza Vino “Pasta senza vino” é um romance honesto e bem escrito. Tem algo de esquemático, com sua cronologia rígida, algumas coincidências cósmicas e seus capítulos curtos, folhetinescos, mas tem sim o frescor de uma proposta realmente digna e agradável de ler. Lembra muito o despojamento daquela série de livros do inglês Peter Mayle, criador de histórias que se passam no sul da França (“Toujours Provence”, “Hotel Pastis” e “Chasing Cézanne” por exemplo). Esses livros fizeram muito sucesso no início dos anos 1990 por mesclar nossa curiosidade pelo exotismo de uma região com o atávico desejo de transformações ou viagens que todos experimentamos em algum momento da vida (e cabe dizer que o autor de “Pasta senza vino”, Eduardo Krause, a exemplo de Peter Mayle, é publicitário). Bueno. Similaridades à parte, “Pasta senza vino” é um romance que sabe se defender sozinho. Acompanhamos a história de Antonello Bianchi, um jovem envolvido com o mundo da gastronomia desde a infância e que trabalha atraindo turistas para um restaurante numa das praças centrais de Firenze. Filho de um italiano (derrotado pelo álcool) e de uma brasileira (já morta) Antonello é um hedonista típico, que vive seus dias apenas pelo prazer em seduzir turistas estrangeiras, administrar eventuais conflitos entre suas namoradas italianas, torcer para seu time de futebol e trabalhar pouco. O leitor já sabe ao final do primeiro capítulo que tornar-se um cozinheiro talentoso é o destino de Antonello porém Krause alcança manter por todo o livro nossa curiosidade pelos detalhes da trajetória de seu personagem. Por todo o livro Krause mistura ao português frases e palavras em italiano (um tipo de registro que poderia soar afetado e artificial, como acontece de fato quando alguém volta de uma viagem - mesmo curta - e passa a se utilizar de termos numa língua estrangeira qualquer na esperança daquele exotismo tornar suas aventuras e experiências mais críveis e descoladas). De qualquer forma Krause consegue fugir deste risco. Os vapores das receitas sutilmente distribuídas pelo livro, receitas que os personagens provam ou preparam, parecem sempre se metamorfosear, de palavras em imagens, de imagens na vontade de prepararmos nós mesmos algo diferente para comer ao terminar a leitura. Vamos a ver qual será a próxima aventura literária deste curioso escritor. [início: 08/12/2014 - fim: 09/12/2014] “Pasta senza vino”, Eduardo Krause, Porto Alegre: Terceiro Selo (editora Dublinense), 1a. edição (2014), brochura 14x21 cm., 288 págs., ISBN: 97885-68076-02-6


Março 2015

21

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Xadrez

Maio tem Aberto do Brasil em SM Torneio Aberto do Brasil de Xadrez – Aniversário de Santa Maria (23 e 24 de maio de 2015) Local: Associação dos Professores Universitários de Santa Maria, Av. N. Srª das Dores, 791, Santa Maria, RS. Objetivos: 1 - Comemorar, no meio enxadrístico, o aniversário da cidade de Santa Maria; 2 - Possibilitar uma confraternização entre os enxadristas de todas as gerações; 3 - Movimentar os rating FIDE e CBX; 4 - Oferecer vagas, pela classificação, às finais do Campeonato Gaúcho e dos Campeonatos Brasileiros de Xadrez Rápido e Blitz. Promoção: 1 - Prefeitura Municipal de Santa Maria e 2 - Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Realização: 1 - Santa Maria Xadrez Clube; 2 - Diretor: Jorge Alberto D. Boabaid.

O presidente do SMXC, Jorge Boabaid, apresentou os tabuleiros oficiais da competição para presidente da APUSM, Tania Moura da Silva. O enxadrista Ricardo Ritzel participou da cerimônia.

C

omeça a temporada 2015 de torneios de xadrez na sede Associação dos Professores Universitários de Santa Maria. O Torneio Aberto do Brasil de Xadrez – Aniversário de Santa Maria será realizado nos próximos dias 23 e 24 de maio no Salão Olho D’ Agua, distribui mais de R$ 7 mil em prêmios e ainda garante vagas para final do Gauchão Absoluto e as final do Brasileirão de Xadrez Blitz e Rápido deste ano. A organização estima em cerca de 100 enxadristas vindos das mais diversas cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná venham a Santa Maria em busca da classificação para estes três importantes eventos esportivos brasileiros. AF Marcelo Konrath e o AA Rodrigo Von Borovski são os responsáveis pela arbitragem do torneio e presidente do SMXC e também presidente da FGX, general Jorge Boabaid, é o diretor-geral do certame. A competição faz parte da programação oficial do aniversário de emancipação política do Município, tem a promoção da APUSM e Prefeitura Municipal de Santa Maria, apoio da FGX, CBX, FIDE e sua realização tem a assinatura do Santa Maria Xa-

drez Clube. O Departamento de Xadrez da APUSM é uma iniciativa do ex presidente da Associação, Arlindo Mayer, que é um forte enxadrista e também professor do esporte das 64 casas do tabuleiro. Mayer, além de promover aulas para associados e familiares na sede, concretizou um convênio da Associação com o SMXC e colocou a Associação na rota dos melhores enxadristas gaúchos e brasileiros. Confira o folder ao lado.

Apoio: 1 - Federação Internacional de Xadrez; 2 - Confederação Brasileira de Xadrez; 3 - Federação Gaúcha de Xadrez. Sistema de Competição: Suíço, em 7 rodadas. Tempo de Reflexão: 15 min + 5 seg ou 20 min K.O. (relógios analógicos). Inscrições: Antecipadas: pelos e-mails jorge.boabaid@ig.com.br e professorxadrez@gmail.com, até as 24 hs do dia 21/05/15, quinta-feira, informando nome, data de nascimento, sexo, ID FIDE e/ou CBX(se tiver) e cidade. Taxa de Inscrição: 1 - GM e MI – isentos; 2 - FM, MN, Associados da APUSM, Sócios do SXMC, menores de 18 e maiores de 60 anosR$30,00 (mais centavos); 3 - Demais enxadristas- R$60,00 (mais centavos). 4 - Depósitos/transferências para SMXC- CNPJ 20.322.062/0001-27, CEF, Ag. 0501 e CC 3707-7. Programação: Sábado – 23/05/15 13:30 hs- recepção aos participantes; 13:45 hs- abertura e congresso técnico; 14:00 hs- 1ª rodada; 15:00 hs- 2ª rodada; 16:00 hs- 3ª rodada; 17:00 hs- 4ª rodada; 18:00 hs - 5ª rodada. Domingo – 24/05/15 10:00 hs – 6ª rodada; 11:00hs – 7ª rodada. Premiação e encerramento- logo após o término da última rodada. Premiação (não cumulativa): R$ 7050,00 + troféus e medalhas. 1º L - 1300,00 + T 2º L - 900,00 + T 3º L - 700,00 + T 4º L - 600,00 + M 5º L - 500,00 + M Hotel Oficial: 6º L - 400,00 + M 7º L - 300,00 + M 8º , 9º e 10º L - 200,00 (600,00) + M 11°, 12º, 13º, 14º e 15º L – 150,00 (750,00) + M 1º Sub 18 – 150,00 + M 2º Sub 18 – 100,00 +M 1º Fem – 150,00 + M 2º Fem - 100,00 + M 1° Vet (+60) – 150,00 +M Hotel Continental Santa Maria 2º Vet (+60) – 100,00 + M (*Tarifas com descontos especiais para 1º Sem rating- 150,00 + M enxadristas. Basta se identificar como 2° Sem rating- 100,00 + M participante da competição na hora da Arbitragem: Árbitro FIDE Marcelo Konrath (ID FIDE 2121859 e ID CBX 107), AA Ro

reserva.) “Email de reservas – reservas@continentalsantamaria.com.br


22

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Conveniados da APUSM HOTÉIS

SAÚDE

EMPRESAS DE BUFFET Babette Restaurante (55) 3027 1716 Focus Produtora (55) 3027 5027 Maffi Restaurante (55) 3222 2799 Nedel Eventos (55) 3026 6234 Norberto Da Cás (55) 3222 1981 Via Gastronômica (55) 3217 5337 Vira Cambota (55) 3026 3333 W Eventos (55) 9984 7608

Descontos de 18% nas compras à vista e 5% no crediário.

*AUXÍLIO EDITORIAL

Contribuição de R$ 500,00 por título, para docente associado que esteja publicando livro.

Beleza

Endereço: Ângelo Uglione, 1667, sala 101, térreo. Telefone (55) 3347.1113


Março 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Conveniados da APUSM SERVIÇOS DIVERSOS

Tel: (55) 9122 3686

Tel: (55) 3015 5815 / atendimento@petlive.com.br

DESCONTO DE R$ 540,00 PARA ASSOCIADOS APUSM

23


24

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Março 2015

Profile for Apusm Santa Maria

Jornal APUSM edição Março 2015  

Jornal APUSM edição Março 2015  

Advertisement