Page 1

R

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Santa Maria / RS / Brasil

ANO 48 nº10

Outubro - 2015

Exposição:

Página

05

A trajetória de Flamarion APUSM:

A posse do Conselho Consultivo Página

03

Cinema:

A pré-estreia de Senhores da Guerra Página

07

Xadrez:

Artigo:

Sarkis e a ilusão do Sisu

Página

12

De novo nas finais do Brasileiro 2015 Página

19


02

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

EDITORIAL

P

Aquele outubro de 2015

artindo do pressuposto que a arte e o conhecimento acrescentam valores à vida das pessoas, seja do ponto de vista material, ao torná-las mais qualificadas e mais valiosas em seu ambiente profissional, seja do ponto de vista ético e moral, ao estimular o seu refinamento espiritual e estético, o certo é que este outubro de 2015 foi inesquecível na APUSM. E como! A começar pela abertura da programação Mês do Professor realizada na reitoria da Unifra e com Coral da APUSM fazendo o tom e ritmo do encontro. E não foi ao acaso a escolha do local. A universidade franciscana completou 60 anos de atividade em Santa Maria e seus professores são cada vez mais atuantes em nossa Associação. Depois, no dia 5, a pintura de Flamarion Trevisan lotou o Salão Panorâmico da Associação, deixando a todos magnetizados com as mais de quarenta telas que trazem a trajetória artística deste santa-mariense tão talentoso. E o sucesso foi tanto que a óbvia decisão foi prorrogar a instigante mostra até o dia 30 de novembro. No dia seguinte, começou o ciclo de palestras com renomados profissionais nas mais diversas áreas do conhecimento humano. Todos com temas relevantes e super atuais. E a primeira foi o Admirável Mundo da Nanociência, feito pela professora Solange Fagan, que, abrindo as portas do futuro, projetou as inovações da tecnologia em uma escala nunca antes feita pela humanidade. Alguns dias depois, a cura da alma através dos Florais de Bach foi o tema da palestra da professora Fátima Cristina Perurena que, aproveitando o evento, apresentou seu projeto de consultas na sede para nossos associados. No mesmo dia 13, só que pela noite, começaram também as atividades programadas pelo Departamento de Cinema da APUSM com a apresenta-

ção de Edmundo, de Luiz Alberto Cassol, um documentário que resgata a vida e a obra do jornalista, teatrólogo, memorialista, radialista e grande incentivador da cultura em nossa cidade, o multi facetado Edmundo Cardoso. O ciclo seguiu na noite do dia 14 com a projeção de cinco curtas metragens santa-marienses, todos produzidos pela turma da Estação Cinema. Todos, é claro, com debates e discussões com seus respectivos diretores e atores logo após a exibição. Vinte quatro horas depois, um dos acontecimentos culturais mais esperados no ano pelos santa-marienses. A exibição em pré estreia nacional de “Senhores da Guerra”, de Tabajara Ruas, com a participação do próprio diretor que explicou, com muita paciência e atenção para todos que lotaram o Salão Olho D’ Àgua, como construiu, take a take, a obra cinematográfica que conta uma história verídica da revolução de 1923 no Rio Grande do Sul. E o melhor, Santa Maria é a capital dos acontecimentos deste romance histórico. Só para definir o evento, Ruas foi aplaudido de pé por vários minutos no final de seu filme, enquanto outros se refaziam da emoção do que viram e sentiram. No dia 21 e 22, a nossa parceira, Fundação Moã, reuniu um grande número de pessoas, entre professores, alunos, especialistas e ativistas do meio ambiente para demonstrar as razões e necessidades da proteção da natureza, assim como construiu, junto com as mais diversas entidades estaduais, uma Mostra de Prática Sustentável. Dia 23 foi de debater arte e seu papel na nossa sociedade com o artista plástico Flamarion Trevisan. O bate-papo cultural aconteceu no Salão Cultural e contou com a mediação da secretária de Cultura do Município,

Marília Chartune. Já no dia 24, um torneio de xadrez reuniu os mestres da cidade em homenagem ao professor brasileiro. A competição foi um dos últimos treinamentos dos enxadristas santa-marienses antes da Final do Campeonato Brasileiro de Xadrez 2015, que também acontece na APUSM, só que nos dias 28 e 29 de novembro. Seguindo a programação, a entrega dos prêmios do Concurso Cultural Cuidar da Água é Proteger a Vida, promovido pela APUSM, Fundação Moã e PMSM, foi feito no dia 27, na sede do Socepe em Itaara. Participaram alunos e professores das escolas municipais. E como ninguém é de ferro, na quinta, dia 28, teve happy hour com samba de raiz no Salão Panorâmico. A banda Samba em Comcerva animou associados e convidados e não deixou ninguém parado nos altos da nossa sede. O sucesso foi tanto, que a diretoria e a banda já estão acertando uma nova data para outra apresentação destes músicos fantásticos. Depois, presenças muito legais no dia 29 na sede da Associação. As jornalistas Lucia Ritzel e Fabiana Sparremberger, respectivamente gerente executiva da Fundação Maurício Sirotsky e editora-chefe do DSM, falaram sobre Mídia e Educação e ainda realizaram um animado bate papo com estudantes e professores de diversas escolas santa-marienses. Na pauta, como a imprensa divulga a Educação e também como pode ajudar. É importante ressaltar que, devido às fortes tormentas que caíram sobre o Estado e causaram falta de energia em Santa Maria, o nosso Jantar baile do Dia do Professor, programado para o dia 16, foi transferido para o dia 27 de novembro. Enfim, foi ou não foi um mês inesquecível aqui na Associação... Este outubro vai ficar na memória!

LORENS ESTEVAN BURIOL SIGUENAS (IFF) MARCOS PAULO KONZEN (IFF) ROGERIO FERRER KOFF (UFSM) SOLANGE DE LURDES PERTILE (CESNORS - F. WESTPHALEN) VICENTE GUILHERME LOPES (UFP) ANDREISI CARBONE ANVERSA (UFSM)

BELKIS SOUZA BANDEIRA (UFSM) CARINE VIANA SILVA (UFSM) DAMARIS GONÇALVES PADILHA (UFSM) JANILTON FERNANDES NUNES (UNIPAMPA) JORGE ANTONIO DE FARIAS (UFSM) RAFAEL FOLETTO (UFSM - CESNORS) WELLINGTON FURTADO SANTOS (IFF)

Novos associados ALEXANDRE NUNES MOTTA DE SOUZA (IFF) BERNARDO ALMEIDA IGLESIAS (UFSM) CARLOS ALBERTO CHAGAS (UFSM) CLAUDIA ALVES DOS SANTOS (IFF) ELIARA PINTO VIEIRA BIAGGIO (UFSM) GILFREDO CASTAGNA (ULBRA) GUSTAVO S. CANTARELLI (UNIFRA)

Acompanhe as notícias pela página da APUSM ou pelo facebook. Para receber nossas notícias por e-mail, mantenha o seu cadastro atualizado.

* Caso queira atualizá-lo ou mandar alguma sugestão envie um e-mail para: jornal@apusm.com.br

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Fundada em 14/11/1967 Av. Nossa Senhora das Dores, 791 CEP: 97050-531 - Santa Maria/RS Fone/Fax: (55)3223 1975 ou (55) 32214856 - www.apusm.com.br E-mail: apusm@apusm.com.br DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Tania Moura da Silva Vice-presidente: Eduardo Rizzatti 1º Vice-presidente: Darcila Castelan 1º Secretário: Martha Adaime 2º Secretário: Solange Fagan 1º Tesoureiro: Luiz Antônio Freitas 2º Tesoureiro: Gildo Meneghello CONSELHO DE CURADORES Titulares Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Julio Cesar Farret Suplentes Sirlei Dalla Lana Ronaldo Morales Pedro Romeu Bagioto JORNAL DA APUSM Informativo mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - Fundado em 30/03/1971. Supervisão Geral

Quintino Corrêa de Oliveira Gaspar Miotto

Jornalista Responsável Ricardo Ritzel MTB: 12773 Fone: (55) 3221-4856 Ramal 25 jornal@apusm.com.br Diagramação Rodrigo de Oliveira Fortes Revisão Prof. Leila Ritzel Tiragem 3.000 exemplares O Jornal da APUSM aceita a colaboração da Comunidade Universitária

Distribuição gratuita e dirigido aos associados


Outubro 2015

03

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Associação:

Conheça o novo Conselho Consultivo Conselho Consultivo da APUSM Argemiro Martins Coelho Arlindo Mayer Clara Kurtz Edison Domingues Isaias Salin Farret Jadete Lampert Jesus Renato Brunet Jose Zanella Josefino Francesquetto Máximo Trevisan Nubia Vargas Marafiga Paulo Sarkis Quintino Correa A presidente da Associação, Tânia Moura da Silva (1ª direita), recepcionou os novos conselheiros em um almoço de confraternização nos altos da sede da APUSM

J

á está formado e em pleno exercício o Conselho Consultivo da APUSM. Os seus quinze integrantes tomaram posse em uma breve e informal cerimônia, seguida de um almoço de confraternização nos altos da sede da Associação, no novo Salão Panorâmico. Na ocasião, a primeira medida dos conselheiros foi escolher por unanimidade o professor Jesus Renato Brunet como coordenador

Renato Londero Sirlei Dalla Lana

Foto reprodução Brunet Adv

do novo órgão. A presidente da Associação, Tânia Moura da Silva, agradeceu a pronta e positiva resposta dos associados que assumiram a responsabilidade de indicar os melhores rumos de gestão da Associação dos Professores. O Conselho Consultivo da APUSM é um órgão criado com objetivo de orientar, fiscalizar, auxiliar e aconselhar a presidên-

cia na solução dos problemas da Associação. “A experiência de vida e profissional de cada um de vocês são muito valiosas para o futuro da APUSM”, enfatizou a presidente durante a posse dos conselheiros. Confira no quadro abaixo os nomes dos integrantes do Conselho Consultivo da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria:

O professor Jesus Renato Brunet foi eleito por unanimidade o coordenador do novo órgão

Luz acesa II – O alerta foi acesso logo depois dos temporais dos dias 15 e 16 de outubro, que deixaram grande parte da cidade sem energia, inclusive a nossa sede. O novo gerador já está instalado e pronto para utilização ao lado da entrada do subsolo, nos fundos da Associação.

Encontro de Corais – Marque na sua agenda: dia 21 de novembro tem Encontro de Corais na UNIFRA. O convite é apenas um quilo de alimento não perecível. Outras informações pelo telefone 32211296.

aguarda apenas algumas formalidades para iniciar suas atividades. A ideia é tornar o local um ponto de encontro de associados e amigos. Ficou muito bonito e vale uma conferida, mesmo antes de sua breve inauguração.

Obras I – Em fase de finalização a passarela coberta da nova portaria da sede. A obra trará segurança e conforto para associados e convidados e deve ser inaugurada neste início de novembro.

Cinema na APUSM – Confirmada também a II Mostra Internacional de Cinema de Santa Maria, entre os dias 14 e 17 de dezembro, na sede da APUSM , com parceria da SMVC e da CESMA. Desta vez o tema é o cada vez mais instigante cinema argentino, com quatro obras inéditas e ainda a presença de diretores, atores e produtores da margem sul do Rio da Prata. Imperdível!

Curtas & Breves: Jantar Baile Dia do Professor – Confirmadíssimo o Jantar Baile do Dia do Professor 2015 e com todos os detalhes sendo trabalhados e aperfeiçoados pela diretoria Social e equipe de Eventos da APUSM. A festa acontece no dia 27 de novembro, às 20h, no Salão Cultural da Associação, e promete ser uma noite inesquecível, como sempre. Luz acesa I - A APUSM adquiriu há poucos dias um potente gerador de energia elétrica com capacidade de suprir, em caso de qualquer motivo de interrupção do serviço, toda a demanda de energia da sede social da Avenida Dores, mesmo com todos os salões lotados.

Obras II – E está pronta a nova Petiscaria Sócio Cultural da Associação. O novo recanto na sede já está completamente finalizado e


04

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Crônicas

Desapego Celina Fleig Mayer

D

e uns tempos para cá, dei-me conta que não tenho mais porque juntar coisas, sejam elas fotos, livros, revistas, roupas novas. As vitrines ainda me encantam, as novidades da moda também – mesmo que, nesses anos todos, não possa dizer que houve muita variação nesse quesito. Mas, o que ainda me surpreende são as notícias que chegam a cada dia, dando-me um pouco mais de conhecimento sobre o ser humano e sua capacidade de querer acabar com o mundo. Ou suportar que o mundo caia em cima dele. Essas catástrofes todas, enchentes e devastações, que deixaram tanta gente fora de casa, ocasionando o desapego forçado de uns, a posse desenfreada de outros. Indústrias, fechando aqui no Estado, depois de terem dado tanto alento a pequenas cidades estagnadas. Quem vai empregar toda essa gente que a crise varreu dos seus sustentos? Também aprendi um pouco mais, (aprende-se continuamente), sobre o ser humano! Gostei de ver escrito o que sempre pensei sobre a convivência: pessoas que vivem juntas se atritam, e isso é saudável e normal. Li um artigo com o título “ATRITE-SE”, e numa leitura rápida, pareceu-me “artrite”, doença, substantivo. Mas tratava-se de um verbo dinâmico que, se não conjugado só por uma das partes, educa,torna-nos melhores. Como num diamante a ser lapidado, o convívio com um amigo, irmão, companheiro tira as nossas arestas. Estamos cheios delas, e pessoas ditas independentes, vivendo sem muita conexão com os outros, vão criando hábitos “pontiagudos”. E, continuando com aprendizado, nas amizades, por exemplo, comprovei que não se sustentam sem que as cultivemos. Se fizermos a nossa parte, e o outro ficar apenas na espera, apagam-se as marcas dos passos que nos levavam aos encontros e encantos. Perde-se o caminho e o carinho. E, mudando o foco, numa entrevista com a feminista Camille Paglia, ela diz que as mulheres, ao chegarem aos 60/70 anos e que se esmeraram atrás de sucesso profissional vão chegar à conclusão de que o que valeu a pena, mesmo, foram os filhos que geraram. É a maior riqueza que fica, não o “curriculum vitae”. Os filhos tornam mais suave a sensação de que o tempo se foi, a vida é curta. Já outra entrevista com a “rainha do botox”, Ligia Kogos, médica , dona do segundo maior centro de dermatologia do mundo que mais aplica o produto, dá vários conselhos a mulheres e, diz que, mesmo com a exigência das pacientes, só aplica a quantidade que se animaria a injetar na própria mãe. Pela foto da médica, super “botocada”, a mamãezinha deve

Irmã água, bom dia! Máximo José Trevisan

estar com mais peso do produto do que os demais componentes do corpo... Ela defende as mulheres que querem parecer mais jovens,porque muitas têm filhos aos 40 anos e precisam ser vistas como “ mães”, ao buscarem os pimpolhos na Escola. Imaginem uma mulher de 25 perguntar a essa de 40 e alguns, se ela é a vó da criança! Crueldade... Dentro do meu aprendizado e descobertas recentes, tem algo a ver com a natureza a paixão que aumentou em mim ultimamente: árvores e pássaros. Comecei a ver, nas árvores, vidas silenciosas, prestadoras de serviço, amenizadoras do clima, independente do fato daquelas que,além de tudo, frutificam e nos alimentam. São elas que acolhem os pássaros que antes viviam longe de nós, e agora se aproximam cada vez mais. Espécies que não via desde criança, quando morava no campo, frequentam meu quintal. E, por escrever sobre pátio dos fundos, um amigo que mora na segunda quadra de rua bem central, queixou-se, outro dia, que os passarinhos, de qualquer espécie, abandonaram as suas árvores. Nenhum trinado, nenhum esvoaçar. Como viver com esse desapego forçado? E, tem, ainda, algo a ver com a natureza, a maldade humana que se intensifica cada vez mais. Agora se coloca cerca elétrica nos telhados de prédios, não pelo temor de roubos. Os animais – gatos – que passeavam pelas madrugadasficaram confinados como se morassem em apartamentos. Vi um felino internado em clínica veterinária por mais de semana, com as orelhas “cozidas”, resultado de um choque em cerca elétrica. Enquanto o incomodado senhor, que mandou colocar a novidade, à nossa vista, e gastou bastante para instalar o “artefato”, não cuida, parece, da própria filhinha que é acompanhada o dia inteiro por uma mulher, babá? avó? que só grita com ela. Ou fala gritado, o que dá na mesma. Se não se transformar numa surdinha no futuro, de alguma forma será uma pessoa traumatizada. Por fim, tenho indagado, inutilmente, apesar do exercício do desapego, da aceitação da vida como ela é,sem questionar nada, qual o motivo de pássaros negros, chupins, terem substituído os pardais da Praça Saldanha Marinho. Fazem o mesmo trinado, a mesma algazarra a cada final do dia, e não tenho preconceito pela cor deles. Apenas não me conformo, porque essa espécie coloca seus ovos nos ninhos dos antigos donos da Praça, e alimenta apenas os seus filhotes, deixando os pardaizinhos morrerem de inanição. Como fazemos, nós mesmos, quando tiramos dos outros o direito de conhecer o lado menos cruel da vida.

I

rmã água, imponente, farta, forte e bela, catarata em Foz do Iguaçu, bom dia! Irmã água, simples como uma camponesa, a correr no meio do campo, reverdecendo pastos e gargantas, saciando pássaros e ovelhas, bom dia! Irmã água, que se deixa levar pelos meninos dos cemitérios em baldes pequenos e latas de azeite para dar vida às flores do carinho no Dia dos Mortos, bom dia! Irmã água, clara e útil, amiga acariciante a me envolver toda manhã no banho que desperta e purifica, bom dia! Irmã água, salgada e misteriosa, carregada de horizontes e azul, caminho para as jangadas e os transatlânticos, mar e sol, bom dia! Irmã água, nos rios do interior, onde as crianças nuas pulam dos barrancos e as lavadeiras batem a roupa da semana, bom dia! Irmã água, poluída e possuída, violentada e assassinada por pesticidas, divorciada dos peixes e dos homens, ânsia de libertação, grito de desespero, vítima de homens inescrupulosos, bom dia! Irmã água, em copo cristalino, na mesa do rico, em caneca amassada na vida do pobre, na chaleira do gaúcho e na cuia do peão e do patrão,

bom dia! Irmã água, nova vida no batismo, sacramento de um novo tempo de fraternidade humana, bom dia ! Irmã água, anônima e oculta, aprisionada no radiador de caminhões e automóveis, dócil e necessária aos homens, bom dia! Irmã água na fonte junto às avencas e aos musgos, no retiro da natureza, canto ao sol e à luz, bom dia! Irmã água, na cozinha prosaica e no alimento diário, nas latas à beira da estrada, aquentando milho verde, desejada por caminhoneiros e andarilhos, bom dia! Irmã água, rio Soturno e Jaguari, Santa Maria e Ibicuí, Amazonas e São Francisco, inesgotáveis e poderosos, rios de peixes e de surpresas, de banho e de navios, bom dia! Irmã água, que unes a areia ao cimento, à pedra e à cal, argamassa na construção dos homens e das cidades, bom dia! Irmã água, nas enormes lavouras ou no pequeno vaso, colocado à janela do chalé verde, água de açude e de rio, de oceano e de córrego, água que lavas os pés do mendigo e do presidente, bom dia, criatura boa e fraterna, que até na desgraça das enchentes mereces perdão. Irmã água, franciscana criatura, que tornas a vida possível, eu te louvo, em todos os dias e sempre.


Outubro 2015

05

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Exposição:

A cidade, o pintor e sua Arte

I

nquietante, instigante, questionadora, mas, sobretudo, emotiva. Muito! Assim se pode definir o reencontro da cidade com um de seus artistas plásticos mais talentosos, que trouxe consigo de sua idílica Florianópolis (onde atualmente reside) 40 quadros que compõe a sua trajetória de vida e Arte para uma exposição programada para ficar no Salão Panorâmico da APUSM entre os dia 5 e 16 de outubro. Não foi possível. A grande procura de interessados em conhecer as telas do santa-mariense fez com que a direção da Associação prorrogasse a mostra até o final de novembro. E, sim, a arte de Flamarion Trevisan se escreve Arte com letra maiúscula. Nascido e criado em Santa Maria, filho de Eduardo Trevisan, o artista explicou como se sente em relação ao seu trabalho: “Praticamente nasci num Atelier. Nunca tive dúvidas quanto a minha destinação à arte e à pintura. Não sei como nasce um artista, mas eu nasci assim, sujo de tinta” Assim como comentou sobre a exposição e a volta à cidade natal: “É uma grande alegria e muita expectativa, em me sentir em casa, junto a meus amigos, mostrando alguns dos meus trabalhos. Porque meu vínculo com Santa Maria está na minha alma”. A exposição das obras do pintor Flamarion Trevisan permanece até dia 30 de novembro no Salão Cultural da APUSM, na Avenida Nossa Senhora das Dores, 791. Outras informações sobre as telas podem ser obtidas no Setor de Eventos da Associação

Amigos escrevem sobre o pintor e sua arte Mostra faz a trajetória artística do pintor Flamarion Trevisan

As telas do pintor santa-mariense ficam expostas no Salão Cultural da APUSM até o dia 30 de novembro

No dia 5, público lotou o Salão Panorâmico para conferir o trabalho do artista

Ludwig Larré (jornalista) A marcante presença da figura humana imersa na realidade e na abstração dos elementos da natureza e nas ferramentas de construção do palpável e do imaginário, imprimem na arte de Flamarion a profundidade reflexiva das dimensões tempo e espaço. O espaço enquanto contexto social das inquietudes da alma; o tempo como trajetória de análise, interpretação e busca de compreensão dos conflitos existenciais. Pedro Freire Jr. (ator, teatrólogo, cineasta) Sua pintura fala por si. E eu tenho, às vezes, a impressão que o Eduardo continua pintando através do pincel do Flamarion. E, agora, mais liberto. Mais inteiro. Mais sublime. Deus te abençoe, Flamarion, porque eu fui abençoado em te conhecer. Paulo Moraes (jornalista e poeta) “Acho que um raciocínio simples me ajuda a entender porque a obra do artista plástico Flamarion Trevisan agrada tanto a tantos. É fácil de gostar deles. Seus quadros têm um refinamento que só encontra pares no topo da cadeia alimentar da arte. As pinturas desse artista primam por uma harmonia de cores que chega a ser dolorosamente perfeita, e a concepção técnica exata, muito exata. As imagens vêm carregadas de uma espessa eternidade, cercadas de uma aura tão misteriosa e tão deslumbrante quanto os mitos gregos.

O parto Flamariônico James Pizarro Convivi e servi chimarrão a seu pai, Eduardo Trevisan, imortal pintor de Santa Maria. A quem a UFSM cometeu o pecado mortal, imperdoável, de não o ter como docente do Centro de Artes. Flamarion Trevisan foi criado neste lar onde se respirava arte, pintura, desenho. Hoje, meu vizinho em Florianópolis, convivemos mais de perto. Fico a lembrar da brutal destruição de tecidos e a criação de novos tecidos pelas quais passa a larva de um inseto até se transformar numa colorida borboleta. A metamorfose dolorida que o lepidóptero passa com suas histólises e histogêneses para – finalmente – passar da forma de larva. Até à gloriosa forma de bicho leve, delicado, alado, pousando de flor em flor à procura de néctar e grãos de pólen. Por esta transformação passou Flamarion. Da forma embrionária que guarda resquícios do genoma paterno, visível nos traços de seus gaúchos e ambientes do pago pampeano. Até o estágio adulto e independente dos seus quadros abstratos. Que tanto me emocionam. E aprisionam meu afeto.


06

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Meio Ambiente:

O

Mostra reúne mais de 20 expositores

que se faz aqui para cuidar do planeta? Essa foi a pergunta norteadora e um dos assuntos mais discutidos durante a Mostra de Práticas Sustentáveis, que aconteceu nos dias 21 e 22 de outubro, na Apusm. Apesar do encontro ser de apenas dois dias, o conhecimento adquirido promoveu reflexão e, por que não, a mudança de hábitos de muita gente que passou por ali, a partir da sensibilização ambiental. O evento da Fundação MO’Ã, em parceria com a Associação de Professores da Universidade Federal de Santa Maria (Apusm) e Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), reuniu mais de 20 expositores de todo o Estado. A mostra foi uma realização do Projeto Saúde da Água, patrocinado pela PETROBRAS por meio do Programa Petrobras Socioambiental. A programação incluiu a demonstração de práticas sustentáveis como fontes de energia, tratamento das águas servidas, compostagem, separação e reciclagem de resíduos, telhado verde, paisagismo funcional e alimentício.

Mesa-redonda discutiu aplicabilidade de práticas sustentáveis

Alunos, profissionais ligados ao meio ambiente e público em geral também puderam trocar experiências e conversar com os expositores distribuídos em diversos estandes. Teve o especializado na agroecologia e na alimentação saudável, o de decoração e paisagismo, o de projetos ligados à Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), além de oficinas e debates que ocorreram ao longo dos dois dias. Do muni-

Fundação MO’Ã lança livro de aves

Tem Tucano, Cardeniolo Deprá, e da BióLançamento do livro al e Surucuá. São cerca loga Lis Maria Brizolla Aves do Município de de 120 espécies de aves Itaara: manual de campo Venturini. catalogadas no manual O manual é mais de campo denomina- Quando: dia 13 de no- uma realização do provembro, às 16h. do Aves do Município Onde: Câmara de jeto Saúde da Água, de Itaara. O livro, uma Vereadores de Itaara patrocinado pela PEorganização Fundação (Rua Itaara, 45) TROBRAS, por meio MO’Ã, será lançado no Informações: (55) 3223- do programa Petrobras dia 13 de novembro, às 4806 Socioambiental que 16h, na Câmara de Veretrabalha para sensibiliadores de Itaara. zar a população sobre a importânO material colorido, repleto de cia de práticas de preservação do fotografias e informações sobre a meio ambiente, além de auxiliar n avifauna da região, é de autoria do o trabalho de Educação Ambiental engenheiro agrônomo Gilberto To- nas escolas e na comunidade.

Lançamento acontece no dia 13 de novembro, às 16h, na Câmara de Vereadores de Itaara

cípio de Canela, o biólogo Carlos Frozi, junto do arquiteto Fernando Weck dos Santos e do técnico em agropecuária José Francisco Benetti deu dicas sobre morar em um lugar seguro e organizado sem agredir o meio ambiente. Já a mascote Curi garantiu a diversão e foi motivo de fotos e interação entre o público. Quem apareceu nos fins de tarde pode aproveitar a música ao vivo do cantor Gustavo Borges.

Um dos pontos altos da Mostra foi a mesa-redonda que discutiu a aplicabilidade de práticas sustentáveis, trouxe exemplos de municípios vizinhos e incentivou parcerias e novos projetos entre Condemas e demais entidades ambientais para tratar de questões como fontes de energia, tratamento das águas, separação e reciclagem de resíduos. Participaram da mesa-redonda Antonio Carlos de Lemos - secretário de Meio Ambiente de Santa Maria, Tadeu Machado - secretário de Meio Ambiente de Santiago, Vera Lúcia Flores da Rosa, representante da Cooperativa de Catadores e Recicladores de Santa Cruz do Sul (Coomcat) e Margarete Vidal Menezes -representante da Associação dos Selecionadores de Material Reciclável (Asmar) Os moderadores foram Antônio Cechin, da Associação Caminho das Águas, de Porto Alegre e Rainer Oscar Müller, da Fundação MO’Ã, de Santa Maria.

Projeto chega às escolas

Equipe da Educação Ambiental adquirindo as sacolas do Projeto RElona, na sede da Aapecan

As cem sacolas adquiridas foram entregues a alunos das escolas Alfredo Lenhardt, Euclides Pinto Ribas e Ensino Médio, de Itaara. Desde maio deste ano, o sub-projeto Educação Ambiental desenvolve um trabalho junto aos Clubes de Ecologia denominados Guardiões das Nascentes, compostos por estudantes dessas escolas e responsáveis por respeitar e disseminar práticas de preservação do meio ambiente. Na entrega do material as crianças puderam conhecer o objetivo do Projeto RElona e reiterar temas já trabalhados em sala de aula. Os plásticos demoram qua-

trocentos anos para se decompor quando depositados em aterros ou jogados em terrenos baldios e lixões. Além de evitar a poluição e o descarte indevido dos banners usados, as sacolas também tem uma importância social a pessoas que se encontram em vulnerabilidade ou buscam alternativas para a geração de renda. Ajude! Quem quiser contribuir com o Projeto RElona pode deixar os banners usados em coletores instalados em frente às salas 2220 (prédio 18) e 3224 (prédio 19) do campus da UFSM ou na sede da Aapecan (Rua Antônio Loza, 46).


Outubro 2015

07

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Cinema:

Arrebatando a plateia em Santa Maria

T

odas as expectativas foram superadas, e muito, com “Senhores da Guerra”, Uma obra sensível, emocionante e com diferencial ímpar em todos os quesitos cinematográficos. E mais ainda, para orgulho de todos santa-marienses, uma história verídica da cidade contada por um artista tão simples quanto genial como é o Tabajara Ruas. Não preciso dizer que diretor da obra cinematográfica exibida no Salão Olho D’Água na APUSM no último dia 15 de outubro, em pré estreia nacional, foi aplaudido por vários minutos depois da sessão

A presidente Tania Moura da Silva deu as boas vindas ao convidado e grande público que foi assistir a obra

por uma plateia que ainda se restabelecia das emoções da história. E de pé. Pois ele mereceu. E mais, depois sessão, Tabaja-

ra Ruas explicou, take a take e com muita paciência e atenção, como construiu esta obra espetacular e comentou o rigor histórico na recons-

trução de fardas, armamentos e paisagens por onde os irmãos Bozzano pelearam e amaram durante a Revolução de 1923-24. Inesquecível!

Luiz Alberto Cassol e as multifacetas do Cardoso Curtindo os curtas da Estação Cinema

Diretor Luiz Alberto Cassol explica como construiu o documentário

A vida e obra de Edmundo Cardoso são lembradas, primeiro pela memória popular de Santa Maria, depois, pelas atividades da Casa de Memória que leva o seu nome, e agora, pela arte que mais gostava: o cinema. O documentário longa-metragem Edmundo – Uma Vida Multifacetada, que teve sessão no último dia 13 de outubro, na APUSM, traz a vida e a trajetória de Edmundo Cardos contada pelo próprio, em entrevistas inéditas, como também em depoimentos de familiares e amigos. A obra foi dirigida e rotei-

rizada pelo cineasta santa-mariense, Luiz Alberto Cassol. “O filme busca tornar a história do Edmundo cada vez mais universal. Quero que pessoas de outras cidades, estados e países conheçam a trajetória desse homem de Santa Maria que teve uma vida multifacetada, que foi teatrólogo, ator, diretor, escritor, jornalista, coordenou clube de cinema, trabalhou em um cartório e era uma figura pública que adorava caminhar pela cidade” comentou Cassol, logo após a exibição de sua obra, em um bate papo com o público.

Cinco curtas metragens, cinco histórias instigantes e uma certeza: o cinema de Santa Maria vai muito bem, obrigado! E sem falsas modéstias. Este foi o resultado dos trabalhos da Estação Cinema que foram apresentados no dia 14 de outubro, dentro da programação da Semana do Cinema do Mês do Professor da APUSM. O programa começa com o multipremiado diretor do Santa Maria Video Cinema, Fabrício Koltermann, com seu último trabalho: “Farsa Seca”, seguiu com a obra “Em Saias”, que tem a dupla direção de Luiz Carlos Grassi e

Candice Lorenzoni. Depois, “Bom Sujeito Não É”, de Matheus da Rocha, e encerrando a noite do cinema santa-mariense “Detalhe”, de Maurício Canterle. Magnético! A Associação dos Profissionais do Audiovisual de Santa Maria (Estação Cinema) é uma sociedade de caráter civil, sem fins lucrativos que tem como objetivos reunir os profissionais do audiovisual de ficção, documentário e animação, de Santa Maria e região, impulsionar o gosto pela cinefilia, o estudo, a pesquisa e a produção audiovisual, seja esta experimental, amadorística ou profissional.

Público ficou debatendo com realizadores logo após a sessão


08

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Música:

F

E deu samba na Associação...

oi com muito samba que o Dia do Servidor Público, 28 de outubro, foi celebrado nos altos da sede da Associação. E não tinha como ser diferente quando se tem happy hour com a Banda Samba em Comcerva em um Salão Panorâmico completamente lotado. Os músicos convidados para a festa são uma das mais novas atrações musicais da noite santa-mariense e vêm atraindo grande público para suas apresentações no Bar Comcerva, uma casa noturna inspirada nos anos 1950 dos famosos botecos da Lapa, do Rio de Janeiro. O tom deste pessoal é o do samba de raiz, mas também transitam com bastante propriedade pelos grandes sucessos da MPB sem perder o ritmo e colocando ainda muita emoção nas interpretações, justificando a intensa procura por seus espetáculos. Para marcar ainda mais o clima, os músicos sempre se apresentam com figurinos inspirados na malandragem carioca dos famosos “Anos Dourados”. Integram o Samba em Comcerva músicos bastantes (re)conhecidos em todo Estado, como Hélio Augusto (voz e violão), Teko Menezes (cavaco, violão e vocal) e Roger Deola (percussão), Paulo Cezar Pelanka (percussão), e conta ainda com as participações especiais de Celso Cesar e Sérgio Carvalho. Destacando que o professor aposentado da UFSM e também associado da APUSM, Sergio Carvalho, é um dos idealizadores, junto com os filhos, da Banda Samba em Concer-

va, assim como da requisitadíssima casa noturna de Santa Maria.

Coral lota e emociona o Theatro Treze de Maio Da música sacra à internacional, passando pela brasileira e até a tradicional gaúcha, o Coral da APUSM prometeu e cumpriu ao emocionar a todos em seu concerto anual, no último dia 14 de outubro, no Teatro Treze de Maio. Sob regência segura de Nei Beck, os mais de 30 integrantes do coro deram o tom da noite com um repertório variado, escolhido entre os grandes clássicos que emocionam gerações.


Outubro 2015

09

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Palestras:

A Educação pelos olhos da Mídia

P

alestra com presenças muito legais aconteceu na APUSM, no último dia 29 de outubro. As jornalistas Lucia Ritzel e Fabiana Sparremberger, respectivamente gerente executiva da Fundação Maurício Sirotsky e editora-chefe do Diário de Santa Maria, falaram sobre Mídia e Educação e ainda realizaram um animado bate papo com estudantes e professores de diversas escolas santa-marienses. Na pauta, como a imprensa divulga a Educação no Brasil e como a mídia pode ajudar a Educação em nosso país. “No Brasil todos devem estar cientes que educação é um tema urgente e conscientizar é o melhor “antidoto” para evoluirmos. É preciso mostrar as oportunidades e qualidades perdidas pelos déficits na educação pública e privada, a educação precisa ser posta em pauta e não só pelas greves ou quesitos como salários, mas por seus exemplos”, explicou Lucia Ritzel e concluiu: “Educação não se faz só em sala de aula, se faz também com debates e palestas”, disse. Lucia Ritzel, que é formada pela UFSM, atua também como coordenadora do Prêmio RBS de Educação – Para Entender o Mundo, que tem como objetivo contribuir de maneira efetiva na melhoria da qualidade da Educação Básica no país, valorizando o trabalho de professores, estudantes e práticas educativas de sucesso no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. “O Prêmio RBS quer valorizar a escola como um evento de saber, quer mostrar que na escola é lugar de coisas boas, onde coisas boas acontecem. Quer Incentivar leitores e, ainda, aprender jogando”, comentou a palestrante. A nova editora do Diário de

Fotos Pedro Ritzel

“Educação não se faz só em sala de aula, se faz também com debates e palestas”, disse Lucia Ritzel

Santa Maria, Fabiana Sparremberger, também contribuiu com o tema explicando os critérios e valores na hora de abordar a educação nos periódicos brasileiros. Além disto, ela incentivou a leitura aos estudantes presentes e colocou a empresa onde trabalha a disposição das escolas para divulgação de ações positivas e de destaque na área. Silvana Ferraz, monitora do laboratório de informática e professora de séries finais da escola Perpétuo Socorro também falou sobre o encontro: “Estou boquiaberta. A palestra surpreendeu minhas expectativas. Foi mais do que uma aula, foi um motivacional de que sim, é possível fazer a diferença com pequenas iniciativas. Os alunos estão interessados em fazer o seu melhor, e nós professores, temos este papel que é buscar o melhor de cada um deles”, falou. Maria Cristina Rigão, professora de séries finais da escola Municipal

Nova editora do Diário de Santa Maria, Fabiana Sparremberger incentivou a leitura aos estudantes e divulgação de projetos positivos para Educação

Padre Nóbrega, comentou o evento. “A palestra foi um espetáculo! A linguagem direta e simples adotada pela Lúcia e pela Fabiana tornaram o debate acessível as crianças- este o grande diferencial. Pela primeira vez participei de um bate-papo que desse voz aos alunos, também parte deste processo. Seria muito pedir mais uma(palestra)?”, indagou a professora.

Maisa Borin, professora de séries finais da escola Municipal Padre Nóbrega, analisou os questionamentos lançados pelas palestrantes: “Foi uma conversa bem interessante, interativa no qual os alunos viram a realidade. Educação não deve ser lembrada só pelos problemas, mas oportunidades e hoje elas (Lúcia e Fabiana) conseguiram desmistificar isto”. concluiu.

O maravilhoso mundo da Nanociência de Solange Fagan

Você sabe o que é nanociências e suas aplicações no dia-a-dia? Respondendo a estas questões que a professora universitária e pesquisadora na área, Solange Binoto Fagan, esteve na segunda-feira, dia 6, no Salão Olho D’agua, no subsolo da sede social da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria. Solange conversou e expos por uma hora e meia, acerca dos impactos, nano-partículas, cosméticos e tecnologia. Com um discurso que transitou pelo tempo, a pesquisado-

ra saciou a curiosidade de um público, o qual se somavam mestres e alunos. Segundo a professora, nanociências é um tema cada vez mais presente no cotidiano, ela destaque que “nós somos ciência, consumimos ciência e hoje tudo é produzido com o auxílio dela”. Solange complementa que “é de suma importância (não só no meio acadêmico) que uma instituição promovo palestras sobre o tema. A APUSM está de parabéns!”, enaltece.

Professora Solange Binoto Fagan, esteve na segundafeira, dia 6 palestrando


10

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Homenagem ao Dia do Médico:

Cecil Agne, meu pai Deisa Agne Fayet*

C

ecil Agne, meu pai, não escolheu ser médico, enquanto fazia seus estudos primários e fundamentais, porque já sabia desta escolha mesmo antes de pensar nela. Com certeza, quando verbalizou esta vontade, não o fez com espanto pessoal, mas com a convicção dos que trazem missões estabelecidas, de outras paragens. Usou, em sua formatura, uma roupa emprestada, para ir ao encontro do seu diploma. Seu pai representou a família na solenidade por ser impossível estarem todos, para os aplausos festivos. No dia seguinte, embarcou com o pai de volta a sua casa, sem saber onde poderia ir, para aconchegar-se com o amor de sua vida e iniciar uma trajetória familiar e médica. Ficou pelo caminho quando, numa estação ferroviária, entrou um condutor perguntando por um médico, por misericórdia, por favor, pois passava mal um conhecido cidadão da localidade. Ali estava o chamado que Cecil Agne, meu pai, buscava. Esteve 18 anos em Restinga Seca, onde foi médico abrangendo especialidades, curando e atendendo, sendo buscado para estar em localidades nas redondezas, onde chegava seu nome, junto às vitórias que foi acumulando, com seus permanentes estudos e o muito esforço de trabalho, agregados a sua dedicação incondicional ao mundo médico. Não conhecia as noites de sono contínuo, pois era chamado pelo dever, arraigado em si, de atender sem perguntar nomes e origens, mas sabendo aliviar e curar, dando sempre o conforto. Foram inúmeras as histórias contadas e lembradas por ele, com a franqueza dos que carregam na alma a convicção dos deveres executados com dignidade e dedicação. A medicina para Cecil Agne, meu pai, foi moldura de sua personalidade, vindo antes de seu nome, antes de sua nacionalidade. Suas horas de estudo eram mescladas por embalos

familiares, se acompanhavam das rotinas domésticas, faziam parte do ambiente caseiro. Onde estava o pai, onde estava o companheiro de sua esposa, ali estavam os livros, as anotações, as revistas que recebia. A medicina fazia parte da família, como seu membro mais importante. Quando tocava o telefone, mesmo em horas impróprias ou nos momentos solenes da família, levantava-se o médico, e os filhos, desde pequenos, sabiam que era médico o pai, assim, deveriam esperar pela volta dele, confortando-se com as suas ausências. E, mais ainda, aprenderam, com a mãe, a entender o médico e suas responsabilidades. Cecil Agne, meu pai, viveu a medicina e fez deste talento a sua história. Quando Dr. José Mariano fundou, nos anos cinquenta, a faculdade de medicina em Santa Maria, cidade plantada no meio geográfico do estado do Rio Grande do Sul, executou um feito heroico, um acontecimento que modificou os usos e costumes desta cidade. Um ato que se pode entender como feito digno de um grande César, antevendo o futuro e proporcionando um enorme salto no desenvolvimento da região central do Estado. Dr. José Mariano da Rocha Filho, a quem Santa Maria deve seu brilho cultural, econômico e modernista foi fundando faculdades na medida de sua ambição comunitária. Santa Maria deve para Dr. Mariano a honra de um busto marmorizado, em

local público, para que gerações futuras nunca esqueçam que existiu aqui um homem de visão gigantesca, que ultrapassou sua pessoalidade e abrangeu uma coletividade inteira. Um homem com o olhar no futuro, com a grandeza de pensar e agir em favor de sua comunidade, em favor de seus pares. Santa Maria ficaria embelezada com uma estátua de Dr. Mariano, feita com material nobre e o esmero de um artista consagrado, mostrando assim, sua gratidão a este grande herói que desmanchou trincheiras de dificuldades, lutou batalhas com forças e argumentos precisos, para estabelecer nesta cidade uma Universidade Federal. Quando Dr. Mariano fundou a faculdade de medicina em Santa Maria, precisou buscar professores para torná-la possível, mandando-os para exames no MEC e habilitando-os para as cátedras devidas. Foi, então, que neste momento do tempo, lembrou-se do médico de Restinga Seca, com nome conhecido, fama de estudioso e competência pessoal. Dr. Mariano chamou por Cecil Agne, meu pai, que foi recebido com o abraço amigo, sabendo que contava com as dedicações severas de estudo e devidas aptidões para o professorado médico. Dr. José Mariano incorporou ao seu exército um soldado, com farda de combate e a alma dotada de habilidades de estrategista, contra os males humanos. Conhecia a capacidade daquele colega e sabia de sua dedicação aos estudos médicos. Recebeu um igual, recebeu mais um aliado de lutas. Cecil Agne, meu pai, tomou-se professor, entrou no Hospital de Caridade atendendo enfermarias, curando, ensinando e sempre estudando. Estabeleceu sua clínica na nova cidade de moradia e viu chegarem, por anos, seus clientes vindos de toda a redondeza, somados aos que vieram, no rastro do seu nome. Cecil Agne, meu pai, deixou como sua grande lição de vida o conselho de que, cada pessoa deve procurar seu talento e, com ele exercer o que lhe seja de absoluto agrado e interesse, para poder estar com a paz necessária, e então sim, desdobrar-se diante do amor e sua plenitude. *colaboraram Heron Agne, Cilce Agne Domingues e Leila Agne Ritzel, todos associados da APUSM


Outubro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

11


12

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Artigo :

A ilusão do SISU segundo Paulo Sarkis Paulo Jorge Sarkis*

M

ais uma vez, a questão dos sistemas de seleção para ingresso nas universidades brasileiras volta a ser discutida. A nossa Universidade deve estudar permanentemente qual a melhor forma de selecionar os candidatos para os seus cursos. Desde 2011, quando o tema começou a ser discutido, temos apresentado análises focadas na nossa realidade local. A extinção do PEIES, a diminuição relativa da assistência estudantil e a extinção da Feira das Profissões produziram uma evasão absurda, abrindo vagas para o ingresso de estudantes com preparação heterogênea, vindo principalmente de universidades privadas. O resultado foi uma queda vertiginosa na avaliação dos cursos de graduação, revelada pelo Exame Nacional que avalia esses Cursos (ENADE). Felizmente a Feira das Profissões foi retomada e a assistência estudantil está sendo ampliada. Entretanto, a grande questão que está em foco é a capacidade de adotar-se o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) como critério para ingresso na universidade através do Sistema de Seleção Unificado conhecido como SISU. Sobre o ENEM, suas falhas e méritos, muito já foi escrito. Além das quebras de sigilo que persistem, apesar de todo o aparato po-

licial que é incrementado a cada ano, o mais negativo nesse processo é que ele não permite a avaliação do candidato sobre o conteúdo que interessa para cada instituição e região. Sua centralização, num país de dimensões continentais, dificilmente conduzirá a uma boa seleção. Por mais instruções e burocracias que se implementem, não creio que será possível avaliar questões discursivas ou redações de oito milhões de candidatos com uma razoável uniformidade de critérios. Para avaliação e qualificação das escolas de ensino médio, melhor seria se fosse implantado um PEIES por região ou por estado com todas as ações de apoio às escolas que o programa fazia. Mas é na sequência, quando o aluno busca entrar numa universidade através do SISU, que se dá a grande enganação da população e principalmente das famílias que abrigam os jovens candidatos. Através de procedimentos, permitidos pelo avanço da informática, os milhões de candidatos ficam tentando usar suas notas

para entrar em um dos cursos das universidades aderentes ao processo. Essas universidades estão espalhadas por todo o Brasil. Nesse jogo eletrônico, versão digital da brincadeira de “espirra gato”, os candidatos vão sendo espirrados para fora das instituições de suas preferências iniciais por outros mais qualificados e ficam trocando de opções por outras universidades com as quais não têm a mínima identidade. Lá eles espirram para fora outros jovens que tinham identidade com aquela universidade. O resultado dessa ciranda digital é tenebroso. Os estudantes “selecionados” para instituições distantes, que não eram da sua preferência, pagam um alto custo financeiro e emocional para se adaptar à nova realidade. Os mais carentes nem aparecem para confirmar suas matrículas. Uma grande parte, pertencente à chamada classe média, não consegue superar os primeiros semestres e abandona os cursos depois de muitas despesas e sacrifícios. Suas vagas vão ser oferecidas no processo de “ingres-

so e reingresso” e serão disputadas por alunos de universidades privadas. A evasão é enorme. Na nossa Universidade, nos últimos anos, o número de vagas oferecidas para transferência de alunos de outras universidades para preencher as evasões é quase o mesmo das vagas oferecidas para ingresso nas séries iniciais, mais de quatro mil vagas. Nas disciplinas de formação profissional as turmas resultam heterogêneas, com conhecimentos descompassados sobre o currículo, que torna impossível a tarefa dos professores de dar uma boa formação. Os resultados do ENADE são consequência desses erros na forma de seleção. A propaganda oficial enaltece o grande número de candidatos. Seriam oito milhões no último ENEM. Isso não significa nada. Se a condição para entrar na Universidade for alguma prova de atletismo, as academias de ginástica vão se multiplicar da noite para o dia. Os resultados que contam são quantos alunos estão se formando; quantos formandos ingressaram desde o primeiro ano no curso; quantos alunos das cotas sociais estão concluindo. O resto é pura enganação que mascara o enorme desperdício de recursos da sociedade com gastos do governo e das famílias. *Ex Reitor da UFSM de 1997 a 2005


Outubro 2015

13

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Geral:

Missa de Ação de Graças encerra Mês do Professor

Devoção, fé e homenagens. Este foi o lema da Missa em Ação de Graças realizada pela Associação dos Professores Universitários de Santa Maria na noite de sexta-feira, dia 30, na capela Tabor do Santuário de Schoenstatt. O encontro marcou o fechamento da programação do Mês do Professor da APUSM. Para o professor e membro da Diretoria APUSM, Luiz Antônio Rossi de Freitas, o mês “foi exemplar”. Segundo ele, a programação “foi um sucesso! Tudo foi feito com muito zelo, amor e responsabilidade.” O professor ainda conclui, “não haveria melhor maneira para um encerramento do que uma missa de graças. A harmonia e devoção vieram a coroar e a APUSM está de parabéns pelo mês ímpar proporcionado”, destaca.

Ao final da eucaristia os convidados foram presenteados com uma medalha da santa Nossa Senhora Medianeira, acompanhada dos dizeres: Sabe o que é gratidão? Gratidão vai além do muito obrigado, ultrapassa gentilezas e é superior a qualquer interesse... Gratidão é virtude de quem reconhece em Deus e no outro o valor que ele tem e o que ele faz sem exigir sem nada em troca... Quem sabe agradecer está perto de crescer.Cecília Sfalsin.

Afranio Righes ganha Prêmio Sustentabilidade

Foto reprodução internet

Conheça o Projeto de Tecnologia da Água, realizado pelo Curso de Engenharia Ambiental do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA) e ministrado pelo professor Afranio Righes. O

projeto foi vencedor do Prêmio Von Martius de Sustentabilidade. A condecoração foi entregue na quarta-feira, 30 de setembro, no auditório da FIESP. O professor é associado da APUSM.


14

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Saúde:

A cura por meio dos Florais de Bach Fotos Lorenzo Franchi / APUSM

Lorenzo Franchi

F

lores maduras, plantas ou arbustos os quais, somados a brandy (produto decorrente da destilação de vinho) ou álcool natural como conservante, resultam na Essência Floral. A solução, aplicada via oral, pretende contribuir para o equilíbrio das emoções, como: eliminar o stress, depressão, pânico, desespero, sentimentos de culpa, cansaço físico ou mental, solidão, tristeza, indecisão, entre outras. Quando estando bem, realizados e felizes, e em equilíbrio com tudo, conseguimos transmitir aos nossos familiares e amigos somente bons fluidos. Porém, com os acontecimentos da vida, às vezes precisamos de uma ajuda para alcançarmos a estabilidade. É nesse

momento que os Florais de Bach podem ajudá-lo. Este foi o intuito da palestra da professora Fátima Perurena no Salão olho D’agua da APUSM na terça-feira, dia 13. Em um bate-papo descontraído, ela, por cerca de uma hora e meia, falou para um público curioso, as principais essências, mitos, verdades, dicas de uso e dúvida acerca dos florais. Para a professora universitá-

ria Martha Adaime, a palestra foi excelente. “Foi uma aula. A Fáti-

ma falou com prioridade, trouxe fundamentos dos florais a serem aplicados não só na dor física, mas também sentimental e espiritual”. Martha que não consume os produtos, ainda conclui: “vou passar a usá-los!”. A professora Fátima, se dispôs em todas as quintas, a partir de novembro, atender gratuitamente aos associados aposentados da APUSM que tenham interesse em buscar um tratamento ou conselhos por meio dos remédios Florais. As consultas devem ser agendadas com a secretaria da Associação pelo telefone (55) 3026-4856. Confira Abaixo qual Floral é o indicado para você:

Grupo Emocional :

Florais consulte

Medo Incerteza Falta de Interesse no mundo à sua volta

Rock Rose, Mimulus, Cherry Plum, Aspen, Red Chestnut Cerato, Scleranthus, Gentian, Gorse, Hornbeam, Wild Oat Clematis, Honeysuckle, Wild Rose, Olive, White Chestnut, Mustard, Chestnut Bud Water Violet, Impatiens, Heather Agrimony, Centaury, Walnut, Holly Larch, Pine, Elm, Sweet Chestnut, Star of Bethlehem, Wil low, Oak, Crab Apple Chicory, Vervain, Vine, Beech, Rock Water

Solidão Hipersensibilidade aos outros Desalento ou desespero Preocupação exagerada


Outubro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

15


16

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Arte:

Quando se faz ARTE com papel

A

expressão no detalhe, o simbolismo de cada peça e a graciosidade na composição, são elementos que tornam as obras do aposentado, artesão e integrante da Associação dos Artesãos de Santa Maria, Lourenço Araújo de Abreu, únicas. Em exposição no hall da Secretaria da Associação dos Professores Universitários, durante o mês de outubro, ele trouxe um novo significado e utilidade para materiais simples como revistas antigas, jornais velhos, garrafas pets, compensado de madeira, cola branca e verniz, com o renascer em porta copos, porta canetas, abajures, entre outros. Segundo Abreu, sua inspiração parte da curiosidade aliada ao seu antigo trabalho como operador de torno mecânico. “Transpus o que já fazia”. O artesão complementa que o fato de ter experiência em geometria das peças, proporcionou um ganho para sua obra, “há uma padronização do acabamento. Busco sempre o melhor possí-

vel de cada material”, destaca. Lourenço expõe desde 2010 e define a importância de espaços que prestigiem a arte em todas as suas vertentes como a APUSM: “O valor de todo artista/ artesão é o reconhecimento. Nada motiva mais do que ver entidades deste porte trabalhando em afinco com a promoção da cultura”. Sobre a sua mostra ele destaca “o carinho e a acolhida da APUSM tornaram o local próprio”. Os artistas que também desejam expor na Associação, favor entrar em contato com a APUSMSetor de Eventos, pelo e-mail eventos@apusm.com.br, ou pelo telefone (55) 3221 4856. (*Texto e foto: Lorenzo Franchi)

Um espetáculo de Improviso O Salão Cultural da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria mais uma vez esteve lotado e, desta vez, não foi só para apreciar as belas peças de Flamarion Trevisan, também foi uma noite para ouvir boa música. De um lado obras, de outro 25 pequenos grandes artistas se encarregaram de dar o tom e emocionar com melodias os mais de 100 convidados que se confundiam em pais, mães, amigos e professores. Por cerca de duas horas, eles interpretaram 26 canções e fizeram daquela quinta-feira, 22, segundo Henrique Schneider Pereira, diretor da Musiartes e idealizador do encontro, “a maior apresentação

da Musiartes na APUSM”. Os destaques do sarau foram às apresentações nos teclados de Floriano, Mateus, Maurício, Camilo e Andressa, alunos com Síndrome de Down e Autismo. Para Floriano Hoëhr Silva, aluno da escola há cinco anos “o show”, como ele assim define, “jamais será esquecido”. O político Jorge Pozzobom define o Improviso Cultural como um espetáculo! “Foram apresentações especiais de pessoas muito especiais que formaram uma pluralidade cultural”, ele complementa, “este foi um verdadeiro espetáculo”. (*Texto e foto: Lorenzo Franchi)


Outubro 2015

17

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Jurídicas

O

STF decide sobre direito de greve

Supremo Tribunal Federal iniciou, no dia 12 de outubro, o julgamento do Recurso Extraordinário 693456, em que discute a legalidade do desconto nos vencimentos dos servidores públicos, em razão de greve. O RE foi interposto contra acórdão do Tribunal de Justiça Fluminense, o qual determina que a Fundação de Apoio à Escola Técnica (FATEC) não efetue o desconto em folha de pagamento. Para o ministro Dias Toffoli, relator do processo, o desconto no pagamento é admitido e independe de autorização judicial. Já para o ministro Edson Facchin, somente por ondem judicial é possível determinar o corte. O Ministro Luiz Roberto Barroso pediu então vistas do processo, que foi retirado da pauta. Durante o julgamento do STF, também foram realizadas sustentações orais. Dentre essas, a do advogado José Luis Wagner, da Wagner Ad-

vogados Associados, o qual lembrou que não há disciplina para o desconto dos dias parados no ordenamento jurídico vigente, no que se refere aos servidores públicos federais, estaduais e municipais. Sobre o voto do relator Dias Toffoli, Wagner destacou dois pontos de vista: quem decide sobre a situação em que o trabalhador teria direito ao salário e, se puder ser descontado, quem determina. “Os Tribunais de justiça, os Regionais Federais e o Superior Tribunal de Justiça não têm uma tradição e nem uma regulamentação de como tratar essa questão, de chamar as partes para conversar, para discutir o que fazer. Mesmo que a decisão seja no sentido de autorizar o desconto dos dias de greve, isso teria que necessariamente ser precedido de decisão judicial”, comentou o advogado. Não há previsão do retorno do processo para o término do julgamento.

Em julgamento, a Suprema Corte julga se é cabível o desconto nos vencimentos de servidores.

Candidato com deficiência é afastado de processo seletivo

de. Dessa forma, ilegal a conA Constituição Federal de duta da banca examinadora de 1988 prevê a reserva de vagas declarar inapto o impetrante, em concursos públicos para cancandidato portador de necesdidatos com deficiência. Cada sidades especiais, na fase de candidato nesta condição deveexame de saúde, quando, em rá comprovar suas limitações verdade, há momento próprio no ato da inscrição ou durante para tanto.” o processo seletivo, conforme O candidato concorreu à descrito em edital. Entretanto, vaga para atuar na Polícia Roa banca examinadora CESPE/ doviária Federal. A sentença do UnB declarou um candidato inapto na fase de exame de saú- O candidato concorreu à vaga para atuar TRF1 suspendeu os efeitos do de. na Polícia Rodoviária Federal. A sentença ato que eliminou o candidato, Conforme entendimento do do TRF1 suspendeu os efeitos do ato que permitindo-lhe o prosseguimento nas demais fases. Entretanto, TRF da 1ª Região, o candida- eliminou o candidato ficou vedada sua nomeação e to com deficiência foi afastado especiais, será verificada apenas posse por não serem possíveis do concurso em momento inadequado. “Nos termos do § 2º do por ocasião do estágio probatório, antes do trânsito em julgado do art. 43 do Decreto nº 3.298/99, a findo o qual, a teor do edital que acórdão. (in)compatibilidade da deficiência rege o certame objeto dos autos, Fonte: Wagner Advogados Associaapresentada, no caso de candida- será exonerado o servidor caso se dos com informações do TRF1. tos portadores de necessidades constate não haver compatibilida-

O advogado e sócio do escritório Wagner Advogados Associados, Flávio Ramos realiza todas as quintas-feiras pela manhã, das 10h ao meio-dia, orientações jurídicas aos associados da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (APUSM). Ramos é especializado nos assuntos relacionados a questões funcionais do servidor público como: carreira, vínculos do professor ao serviço público, entre outros. O escritório atua nesta área há cerca de 30 anos. Neste ano o escritório também está atendendo aos professores associados que possuem vínculos com instituições particulares. Assuntos relativos ao regime geral da previdência- INSS destes associados podem ser esclarecidos pelos advogados. Para isso, basta que o associado utilize este serviço nas quintas-feiras.


18

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Artigos:

O menino da casa gradeada... Eloisa Antunes Maciel*

E

le deveria ter a idade aproximada de sete/oito anos. Olhar vivaz e compleição física franzina. Por detrás da grade frontal da casa onde residia (casa, esta, com todas as aberturas protegidas por grades), o atento menino observava algo que não lhe parecia estranho, mas que certamente o perturbava, tal a expressão de angústia que se fazia visível em sua expressão facial infantil. Com o intento de tranqüilizá-lo, pessoas da família recomendavam que o menino mantivesse a calma, alegando que não era a primeira vez que ele presenciava cenas de violência frente à casa, sugerindo que deveria “conformar-se” com tais situações que, por serem provocadas por estranhos, não deveriam influenciar a rotina daquela pacata família de um bairro de classe média. E muitas outras cenas se sucederam, embora (às vezes) não fossem muito freqüentes, dada à vigilância exercida por moradores do bairro e das redondezas. Freqüentes ou escassas, as cenas de violência (assaltos, espanca-

Michele Lopes*

C

mentos e outras) converteram-se, inicialmente, em matéria prima dos pesadelos a que o menino era acometido por algumas noites durante a semana; essas cenas, ao longo de alguns meses, passaram a influenciar as expressões grafo - pictóricas desse pequeno observador, causando alguma preocupação à professora da classe em que estudava, e chamando a atenção de orientadores escolares para esse tipo de “fixação”, segundo a concepção de alguns especialistas.

Devido à persistência de “elementos agressivos” em suas expressões grafo – pictóricas, o menino foi convidado a interpretar verbalmente seus desenhos, bem como justificar a sua permanente preferência pelos elementos que expressava graficamente. E uma revelação veio a surpreender seus pais e familiares: o garoto se identificava com agressores em diversas situações, porém mantendo invariavelmente uma condição que ele conotava

como gratificante – a de “safar-se” das conseqüências dos atos praticados, dizendo-se sair sempre “numa boa”, sem ter de arcar com as conseqüências das agressões praticadas... Identificação pura e simples?... Fantasia superável com o avanço do processo de maturidade?... Prenúncio de desvios comportamentais como possíveis desencadeadores de um perfil sociopático, passível de manifestação entre os períodos da adolescência e a juventude?... Ainda que possa ser descartada, a última possibilidade tende a ser bastante provável, estando a requerer atenção e tratamento redobrados por parte de pais e educadores, uma vez que o fato de ignorar atos de violência- por serem obras de terceiros, poderá redundar em assimilação passiva desses atos, gerando conseqüências que, certamente, não serão ignoradas num contexto em que comportamentos sociopáticos tendem a ser punidos pela própria sociedade que os tenha ensejado (e talvez) fomentado a sua ocorrência... * Professora aposentada da UFSM.

A psicologia e a reversão do Trauma

onheça alguns dos sintomas do TEPT e saiba como é possível revertê-los e restaurar o bem-estar. O Sistema Nervoso Autônomo (SNA) é a origem de todas as nossas respostas de sobrevivência, atua automaticamente (sem o nosso controle) e regula todas as funções básicas do corpo. O SNA tem duas ramificações: o Sistema Nervoso Simpático e o Sistema Nervoso Parassimpático. - O Simpático opera como o pedal de aceleração do sistema nervoso, nos dando energia para qualquer ação que planejarmos, nos preparando para enfrentarmos emergências e ameaças e nos ajudando na preparação para o perigo. - O Parassimpático opera como o pedal de freio do sistema nervoso, nos ajudando a relaxar, descontrair e por último, descarregar a ativação do Simpático. O SNA possui uma função auto reguladora de ativação do simpático e do parassimpático que nos garante a sobrevivência em situações difíceis como medo, abandono, choques, estresse extremo, violência e outras, e que também proporciona o equilíbrio

de todas as funções básicas do organismo, como fome, sono e etc. Porém, segundo Peter Levine, quando esta função auto reguladora é bloqueada ou perturbada, os sintomas do trauma se desenvolvem como formas de conter esta ativação não-descarregada. Ou seja, quando o organismo é forçado além de sua capacidade adaptativa para regular os estados de ativação, ocorre o trauma. E com ele podemos observar inúmeros sintomas físicos e emocionais aos quais chamamos TEPT – transtorno de estresse pós traumático. “Os sintomas do TEPT surgem quando os mecanismos normais reguladores são interrompidos de alguma forma.” (P. Levine) Sintomas como mania, pânico, ataques de raiva, hiperatividade, hipervigilância, ataques de ansiedade, suores frios, arrepios, tensão muscular, resposta de sobressalto exagerada, dor crônica, incapacidade de dormir e relaxar, podem ser observados em res-

posta à superativação do SNS. Sintomas como depressão, desconexão nos relacionamentos, apatia, exaustão, baixa de energia, entorpecimento, tônus muscular baixo, má digestão, funcionamento inadequado do sistema imunológico, podem ser observados em resposta à hiperativação do SNP. O que esperamos do SNA é um equilíbrio entre a resposta do organismo ao estresse (qualquer situação de ameaça física ou emocional) e o retorno desse mesmo organismo ao estado de relaxamento. Pois, assim como temos uma ´reação de estresse´ como uma resposta corporal natural, também temos uma resposta natural de relaxamento (reações semelhantes àquelas desencadeadas quando, na orla da praia, colocamos nossos pés na areia e observamos a imensidão do mar). O que acontece nos dias atuais é que a agitada sociedade moderna não nos dá muitas chances para esta evo-

cação natural. Logo, para controlar ‘nosso estresse’ precisamos nos envolver com práticas intencionais, que propiciem a resposta de relaxamento. Hebert Benson, afirma que a “ativação repetida da resposta de relaxamento pode reverter problemas físicos constantes e restabelecer os danos causados pelo estresse.” (Timeless Healing, 1996) Sendo assim, os traumas, que não são doenças nem distúrbios, mas feridas causadas por medos, desamparos e perdas, podem ser curados com a nossa capacidade inata de autorregular os estados elevados de ativação e as emoções intensas. E, para tal, podemos lançar mão de abordagens terapêuticas que desenvolvem a consciência e o domínio de nossas sensações físicas e nossos sentimentos, criando estados fisiológicos, sensoriais e afetivos que transformem os estados de medo e desesperança e restaurem o bem-estar. *Michele Lopes é psicóloga e desde outubro ela é conveniada da APUSM oferecendo custos especiais para associados e familiares. Para mais informações entre em contato pelo telefone (55)91686816 ou através do email michelelopes.sr@gmail.com


Outubro 2015

19

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Xadrez:

APUSM é sede da final do Brasileiro 2015

P

elo segundo ano consecutivo, a sede da APUSM é o grande palco para as finais do Campeonato Brasileiro de Xadrez Rápido e Blitz. A organização estima em cerca de 50 participantes dos mais diversos Estados brasileiros, todos classificados através de torneios disputados ao longo de 2015. Entre tantos nomes de destaque no cenário enxadrístico nacional, já estão confirmados para a final em Santa Maria o atual campeão Rápido, MN Marco Cordeiro (vindo diretamente de Berlim, onde disputou o Mundial de Xadrez Rápido) e o lendário MI Herman Claudius van Riemsdijk, um dos melhores enxadristas brasileiros de todos os tempos. Outros dez enxadristas santa-marienses, todos integrantes da parceria APUSM – Santa Maria Xadrez Clube, completam a seleta lista de inscritos que buscam o título máximo do xadrez rápido e blitz brasileiro. As partidas serão realizadas

O Mestre Nacional Marco Cordeiro vem a Santa Maria, diretamente de Berlim onde disputou o título mundial da categoria, tentar o bicampeonato de Xadrez Rápido, já que venceu no ano passado aqui mesmo na APUSM

no Salão Olho D’Água, entre 9h e 19h dos dias 28 e 29 de novembro e podem ser assistidas por todos interessados, sendo que a entrada

é livre e gratuita. A organização pede, e exigirá, somente o silêncio necessário para o bom jogo. APUSM e SMXC dividem a

realização da competição, que tem ainda as Casas Eny e Sílvio Ótica como patrocinadores e apoio da Prefeitura Municipal de Santa Maria.

Dois torneios, duas pedreiras e uma determinação

Competição em homenagem ao professor foi realizada no Salão Cultural

Duas competições, duas pedreiras. Esta é a melhor definição para os torneios de outubro e novembro, realizados na sede da Avenida Dores, e que encerraram a programação 2015 do Departamento de Xadrez da Associação. Os dois eventos tiveram a motivação extra de treinamento e aperfeiçoamento da técnica para os associados do SMXC e APUSM que irão participar da final do Campeonato Brasileiro de Xadrez Rápido e Blitz, também programado para novembro de 2015 (ver matéria acima). O primeiro torneio, como não

poderia deixar de ser, já que era 24 outubro, foi em homenagem aos professores brasileiros, e teve a participação do Mestre Fide Francisco Dejeanne, além de outros 17 fortes enxadristas da cidade. O vencedor foi Cleberson Tolentino que, se aproveitando do apuro de tempo de Tito Dejeannne, forçou o mestre ao erro na partida final e venceu a competição com 4,5 pontos em cinco possíveis. Leonardo Bortolotti ficou com a segunda posição, com 4 pontos, e Tito com 3,5. E no dia 7 de novembro, o segundo certame, este em homena-

gem aos 48 anos da APUSM e com a participação de um Mestre Fide, Ivan Boere, um Candidado a Mestre, Jorge Boabaid, e o mais brasileiro dos mestres argentinos, Tito Dejeanne. Só por este trio participando, já torna qualquer competição de xadrez duríssima. Mas tinha ainda o professor João Paulo, o Albuquerque, o Bortolotti, o Naylor, o Pablo e mais toda aquela gurizada que veio para renovar o esporte e já estão escrevendo seus nomes nele. Enfim, uma pedreira! E não teve moleza para nínguém. Todos chegaram ao final da

última rodada com o gosto amargo da derrota, ou azedo do empate. Menos o campeão, João Paulo Lukaszczyk que fez 5 pontos em 5 possíveis, seguido do MF Ivan Boere, com 4 pontos, e Ricardo Ritzel, também com 4 pontos, mas com critério de desempate inferior. A determinação ficou por conta de uma reunião, realizada logo após o torneio APUSM 48 anos, quando ficou acertado entre os integrantes da parceria APUSM SMXC toda a programação de 2016, criação de um rating citadino, a manutenção dos torneios mensais e a criação de uma equipe de competição das Associações.

Torneio APUSM 48 anos reuniu a “nata” do xadrez santa-mariense


20

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015


Outubro 2015

21

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Saúde:

Você sabe o que é uma Assistencial

M

uito tem se falado sobre planos assistenciais e suas diferenças em relação aos planos de saúde. Nesta matéria colocaremos alguma luz sobre as dúvidas mais frequentes. Primeiramente, uma assistencial não é plano de saúde. Planos de Saúde oferecem cobertura (total ou parcial) de internações hospitalares, de consultas médicas, medicamentos e exames de laboratório e imagem. Os elevados custos de internações hospitalares, UTI, exames de diagnósticos cada vez mais complexos, cobertura de consultas médicas e outros custos, fazem com que os preços dos planos de saúde sejam altos, pois precisam dividir estas despesas entre os seus usuários. Uma assistencial oferece aos seus usuários, através de negociações com empresas e profissionais de diversos segmentos, produtos e serviços com valores e condições especiais. Em função da divulgação de serviços de saúde por parte das assistenciais, muitas pessoas confundem empresas assistenciais com planos de saúde. O foco de cada empresa assistencial pode ser restrito ou mais amplo. Algumas focam no suporte funeral, outras são basicamente um cartão de descontos diversos, sem investimentos em infraestruturas, e outras ainda tem o foco em saúde e qualidade de vida que além do suporte funeral, investem em equipamentos para locação (cadeiras de rodas, bengalas, camas hospitalares, etc.) e infraestruturas (consultórios médicos e odontológicos, atendimento 24 horas, academias de ginástica, salas de exames, etc.) para que empresas e profissionais autônomos utilizem-nas para atender aos usuários da assistencial por valores abaixo dos praticados em consultórios ou estabelecimentos particulares.

Confira as perguntas mais frequentes Os planos são individuais? Familiares? Empresariais? Todas as empresas assistenciais possuem planos familiares, que normalmente possuem um valor mínimo mensal para o grupo. Algumas assistenciais oferecem ainda planos individuais, empresariais e para estudantes. Há carências para utilizar o cartão? Normalmente a carência é apenas para o auxílio funeral. A utilização do cartão para obtenção de descontos em todos os estabelecimentos conveniados, inclusive de atendimentos médicos, odontológicos e exames é permitida no momento da contratação e entrega do cartão.

Mas como funciona uma assistencial? A assistencial possui um grande número de usuários e utiliza deste poder de barganha para obter descontos em uma grande variedade de estabelecimentos comerciais, oferecendo em troca a divulgação destes estabelecimentos para todos os usuários. Descontos de até 40% são obtidos para os portadores do cartão, conforme o produto e o estabelecimento. A pessoa interessada dirige-se a uma assistencial e contrata o plano assistencial e recebe um cartão. De posse deste cartão ela recebe descontos nas compras em cada um dos estabelecimentos conveniados, que normalmente suplantam o valor da mensalidade paga à assistencial.

Exemplo: Um indivíduo que mensalmente tem despesas em academia (R$ 100,00), farmácia (R$ 100,00), gás (R$ 60,00), gasolina (R$ 200,00) e pet-shop (R$ 60,00), quando integrante de um plano assistencial (com valor mensal de aproximadamente R$ 20,00 por pessoa), buscará os estabelecimentos com quem a assistencial possui convênio e receberá descontos em cada estabelecimento. Neste exemplo acima, nos R$ 520,00 somados das despesas, o usuário de uma assistencial gastaria aproximadamente R$ 470,00. A economia de R$ 50,00 paga a mensalidade individual (R$ 20,00) e ainda sobra R$ 30,00 além do auxílio funeral, que a maioria das assistenciais oferece aos seus usuários.

E se quero descontinuar o contrato? Os contratos variam conforme a empresa assistencial e o tipo de plano assistencial contratado, mas normalmente não há multas ou qualquer outra despesa para cancelar o contrato. Há limite de idade para contratar um plano assistencial? Não. Entre as empresas consultadas para esta reportagem, nenhuma impõe limite de idade para ingressar em um plano assistencial. Existe sim diferenciações de valores de mensalidades conforme a faixa etária e planos com ou sem auxílio funeral. É exigido exame de saúde ou algum outro atestado para a contratação de um plano assistencial? Não. Em função das empresas assistenciais oferecerem descontos em serviços e produtos e não cobertura (parcial ou total) como fazem os planos de saúde, as empresas assistenciais não exigem qualquer exame ou atestado de doenças pré-existentes.


22

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Novos convênios:

Em Porto Alegre, fique no Holiday Inn

O

Holiday Inn Porto Alegre é o mais um convênio oferecido para associados da APUSM. Basta se identificar na hora de fazer a sua reserva ou apresentar a carteira social da Associação durante o seu registro de hospedagem para usufruir de condições especiais no custo de sua estadia na capital gaúcha. O Hotel possui um ambiente aconchegante e garantia de conforto e segurança em três categorias de apartamentos: Standard, Luxo e Super Luxo.Todos equipados com TV LCD a cabo, frigobar, acesso Wi Fi gratuito, ar condicionado, cafeteira, ferro e tábua de

passar roupas. A excelente estrutura do hotel foi projetada para o seu conforto: Restaurante, Bar, Sala de Ginástica, Centro de Negócios, Centro de Eventos, estacionamento com manobrista e serviço de quarto 24h. O Holiday Inn Porto Alegre está localizado na Avenida Carlos Gomes, na principal avenida comercial da cidade, a 5 km do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Além disto, existem muitos atrativos próximos ao hotel como o Shopping Iguatemi, Praça da Encol, Country Club Golf e Jardim Botânico.

Você já pensou em Estética e Cosmética....

Conforme a concepção clássica, a estética é a subdivisão da filosofia que estuda os diferentes padrões de beleza e os fundamentos da arte. Dentro do ramo das ciências da saúde e bem-estar, o esteticista é o profissional responsável por receitar cosméticos e realizar tratamentos, proporcionando qualidade de vida e autoestima a homens e mulheres de todas as idades. O profissional de Estética e Cosmética realiza procedimentos estéticos capilares, corporais, faciais e anatômicos, como limpeza de pele, massagens além de indicar procedimentos e inovações tecnológicas apropriadas. Pensando nisto, a Associação anuncia uma parceria específica para esta área do conhecimento e apresenta aos seus associados

Estética e Cosmética em Santa Maria

Adriana Stieler Bohrer, que é graduada pelo Curso Superior de Estética e Cosmetologia da Universidade Luterana do Brasil (SM-RS). Ela firmou um convênio com a APUSM, onde associados e familiares podem usufruir de tratamentos e procedimentos estéticos especializados com 15% de desconto. Confira abaixo os tratamentos e procedimentos oferecidos:

Adriana Bohrer Contato: adrianastielerbohrer@yahoo.com. br

- Banho de Lua (clareamento de pelos) - Estrias - Massagem Relaxante

* Tratamentos Estéticos Faciais: - Higienização Profunda da Pele - Hidratação e Revitalização Facial - Peelings de Diamante, Enzimáticos e Químicos - Drenagem Linfática Manual - Rejuvenescimento Facial - Tratamentos para Acne - Tratamentos de Olheiras

*Radiofrequência-Hooke É um equipamento eficiente, indolor e não invasivo, indicado para o tratamento de flacidez tissular (tecidual), rugas, linhas de expressão, estrias, cicatrizes, fibroses, celulite e gordura localizada. Capaz de regredir de imediato, e progressivamente, todos essas disfunções estéticas, com resultados visíveis a partir da 1ª sessão.

*Tratamentos Corporais - Lipodistrofia Ginóide (celulite) - Redução de Medidas - Drenagem Linfática Manual

*Tratamentos pré e pós operatórios


Outubro 2015

23

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Conveniados da APUSM SAÚDE Agafarma Rua do Acampamento, 488, Centro Santa Maria/RS (55)3222.6509 Email: aga658@agafarma.com.br site: www.agafarma.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Fisioterapeuta Marcelo de Carvalho Pozza Endereço: Quintino Bocaiuva, 272, sala 1, Santa Maria email: mcpozza@hotmail.com Telefone (55)99893099 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

A Delínea – Pilates e Atividades Físicas Endereço: General Neto,437., Santa Maria Telefone (55)3317.0493 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte) Centro Clínico Camobi R Faixa Camobi , 6885 Santa Maria, RS - Cep: 97000-001 Fone: (55) 3226-6571 10% a 20% de desconto para associados e familiares Laura Weber – Fisioterapia, RPG e Pilates Endereço: Anselmo Machado,145.- Camobi, Telefone (55)9608.0048 *Desc. 10% para associados APUSM (consulte)

* Condições especiais para conveniados APUSM. Identifique-se apresentando a sua carteira social.

HOTÉIS Dall´Onder Hotéis Grande Hotel Endereço: R. Herny Hugo Dreher, 197 - Planalto, Bento Gonçalves - RS, 95700-000 Telefone:(54) 3455-3555 site: www.dallondergrandehotel.com.br Vittoria Hotel Endereço: R. Treze de Maio, 800 - São Bento, Bento Gonçalves - RS, 95700-000 Telefone:(54) 3455-3000 site: www.dallondervittoria.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Lar Residence Rua Demétrio, 601 Fone/Fax: (51) 3226.6126 Porto Alegre/RS Email: hotellar@hotellarresidence.com.br site: www.hotellarresidence.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Hotel Continental Santa Maria Endereço: Rua Benjamin Constant, 1209 - Centro, Santa Maria - RS, 97050-023 Telefone:(55) 3028-7070 Site: www.continentalsantamaria.com.br/ *Desc. especiais para associados APUSM (consulte) Hotel Jandaia (Rede Versare) Fone: (55) 3242.2288 Santana do Livramento/RS Email: jandaia@jandaiah.com.br site: www.jandaiaturismohotel.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Beleza Ville Endereço: Ângelo Uglione, 1667, sala 101, térreo. Telefone (55) 3347.1113 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Airton Cabeleireiros Endereço: Rua dos Andradas, 1222. Telefone (55) 3026.3483 / (55) 3317.3050 site: www.airtoncabeleireiros.com *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

SERVIÇOS DIVERSOS

EMPRESAS DE BUFFET Babette Restaurante (55) 3027 1716 Focus Produtora (55) 3027 5027 Maffi Restaurante (55) 3222 2799 Nedel Eventos (55) 3026 6234 Norberto Da Cás (55) 3222 1981 Via Gastronômica (55) 3217 5337 Vira Cambota (55) 3026 3333 W Eventos (55) 9984 7608 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Beleza

Gaiger Endereço: Rua Doutor Bozano Salvador, 1293 - Nossa Senhora Medianeira, Santa Maria - RS, 97015-004 Telefone:(55) 3025-3533 Descontos de 20% nas compras à vista e 10% no crediário.

Bellacasa Móveis Loja Floriano Peixoto: (55) 3221.2808 | 8117.4819 Loja Serafim Valandro: (55) 3223.1679 | 8117 4846 Loja Royal Plaza: (55) 3028.8807 | 9941.6902 E-mail: contato@lojasbellacasa.com.br Desconto de R$ 540,00 para associados APUSM

Lavagem Zero Grau Av. Nossa Senhora das Dores, 623 Fone: (55)9998.2050 / 9902.4477 10% de desconto

Up-Escola de Idiomas Endereço: Rua Marechal Floriano Peixoto, 1244 - Centro, Santa Maria. Telefone (55) 3025-6217 *Desc. 10% de descontos em qualquer de seus cursos

Consultório Psicológico de Juliana Martins Endereço: Alberto Pasqualine, 70, Torre Ribas, 6ª andar, sala 608, Santa Maria email: mcpozza@hotmail.com Telefone (55) 9114 9919 *Desc. 30% de desconto nas consultas e atendimentos Andréa Machado - Psicóloga Rua Alameda Montevidéu 322 sala 402 Telefone (55) *Desc. 50% de desconto nas consultas e atendimentos River’s Grill e Restaurante Rua Venancio Aires, 920 Santa Maria/RS fone: (55) 3347.2019 site: www.restauranterivers.com.br *Desc. de 10% para associados APUSM Pet Life atendimento@petlife.com.br Telefone: (55) 3015-5815 Endereço: Rua Andre Marques, 653, sala 501, Edificio Aquárius, Centro, Cep 97010-041 Santa Maria - RS *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Jornal A Razao Telefone: (55) 3220-2100 Endereço: Rua Serafim Valandro, 1284. E-mail: site@arazao.com.br Site: www.arazao.com.br Descontos de 20% na assinatura anual Wagner Advogados Associados Rua Alberto Pasqualini, 70, 13º andar Santa Maria/RS - Fone: (55) 3026.3206 email: wagner@wagner.adv.br *Desc. especiais para associados APUSM Centro Óptico Camobi, na Avenida Prefeito Evandro Behr, 7035, sala 103, Fone: (55)3307-1337, e na Tancredo Neves, no Centro Comercial T. Neves Loja 21. Fone: (55)3032-2411 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte) Sicredi Endereço: Rua Dr. Astrogildo de Azevedo, 354, Santa Maria - RS. Telefone:(55) 3026-0198 Site: www.sicredi.com.br *Condições especiais para associados APUSM

Curso de Inglês CNA Endereço: Rua Marechal Floriano Peixoto, 867 Santa Maria / Centro, RS, 97015-371 Telefone:(55) 3028-0050 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Superauto Endereço: Av. Nossa Sra. Medianeira, 1318, Santa Maria - RS, Telefone:(55) 3027-7974 site: www.fordsuperauto.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Wizard Escola de Idiomas Endereço: R. Riachuelo, 99 - Centro, Santa Maria - RS, 97050-010 Telefone:(55) 3222-2293 Descontos de 20% em todos os idiomas para funcionários, dependentes e associados da APUSM

Reni Farmácias

Lojas: Saldanha Marinho, 19 - Av. Rio Branco, 344 - Monet Plaza Shopping - Royal Plaza Shopping - Paulo Lauda, 84 - T. neves - Acampamento, 66 - Lab. manipulação: Acampamento, 70 - Camobi Av. Evandro behr, 6610/Km9

*Desc. especiais para associados APUSM (consulte)


24

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Outubro 2015

Profile for Apusm Santa Maria

Jornal APUSM edição Outubro 2015  

Jornal APUSM edição Outubro 2015  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded