{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

R

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Transparência:

ANO 48 nº01

Janeiro - 2015

Diretoria abre as finanças da Associação

Contracapa Arquivo APUSM:

Colônia de Férias de 1975 na UFSM Página

05

Unifra:

Nova gestão na universidade Franciscana Página

07

Servidor público:

STF debate data-base e revisão geral Página

13

Associação:

Dois novos convênios e outras novidades Página

14

Foto News Business UK

Santa Maria / RS / Brasil


02

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

EDITORIAL

Em ritmo de novidades... Tania Moura da Silva e Ana Paula Pozzolo

P

ara 2015 muito mais novidades. Inspirados pelo bom desempenho de nossas atividades no ano anterior, iniciamos este ano com energia renovada e com desejo de inovar. Pretendendo ampliar o acesso às prática saudáveis e a um modo de vida com mais bem estar, estamos em fase de finalização de parceria com profissionais da área de Fisioterapia para a prestação de serviços terapêuticos a ser disponibilizado para os associados e equipe de colaboradores. Pretendemos criar uma consciência de cuidados posturais e dos movimentos corporais para um condicionamento adequado do físico visando prevenirmos dores articulares e musculares e algumas lesões típicas dos ambientes profissionais e da rotina diária de nossos dias. Tudo em busca de melhor qualidade de ambiente profissional e melhoria da vida de forma global. Esperamos concretizar esta parceria ainda no primeiro trimestre para podermos programar este convênio em breve. Ainda no embalo das novidades, disponibilizamos o hall da secretaria administrativa para que funcione como espaço de exposição permanente. Este local está à disposição dos artistas de nossa cidade e região que tenham interesse em apresentar seus trabalhos com possibilidade de comercialização dos mesmos através de contato direto entre artista e cliente, com uma agenda específica possibilitando programar cada exposição. Numa etapa mais específica os trabalhos a serem apresentados serão oriundos do Centro de Artes e Letras da

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Fundada em 14/11/1967 Av. Nossa Senhora das Dores, 791 CEP: 97050-531 - Santa Maria/RS Fone/Fax: (55)3223 1975 ou (55) 32214856 - www.apusm.com.br E-mail: apusm@apusm.com.br

UFSM, Professores e acadêmicos estão registrando seus trabalhos junto ao nosso setor de eventos para as futuras exposições. Nossos eventos e nossas dependências estão disponíveis para todas as entidades de ensino superior de Santa Maria, das entidades do Estado e da Região e também de todo o Brasil. Todos os professores Universitários do Brasil e mesmo os visitantes que aqui atuam poderão entrar em contato conosco e participar das atividades desenvolvidas por esta associação. Não queremos parecer ansiosos ou mesmo inquietos com esta demonstração tão eufórica de entusiasmo com nossas realizações. Mas esta alegria está devidamente justificada com os resultados que temos alcançado. Realizamos investimentos ousados para melhoria das instalações e equipamentos, firmamos contrato de publicidade para melhor visualização desta entidade – o que tem sido bas-

tante eficiente. Capacitamos os profissionais que trabalham conosco, realizando treinamentos e aperfeiçoamento dos mesmos. Iniciamos os projetos e estudos das obras de acessibilidade ao estacionamento interno e para instalação de elevador mais moderno e com maior capacidade de fluxo. Readequamos o prédio de acordo com as Normas Regulamentadoras de segurança e acessibilidade. Finalizamos o projeto de ampliação e revitalização do Salão Panorâmico. Entre outros. E com tantos investimentos ainda temos recursos aplicados que nos orgulham e resumem este bem administrar. Esta certeza nos engrandece como entidade e nos orgulha como equipe. Podemos afirmar e comprovar que a APUSM está sendo conduzida verdadeiramente para TODOS. Prestigiem os nossos eventos e continuem acompanhando as próximas realizações, continuaremos trabalhando em busca de inovações. Grande abraço.

Novos associados Ana Luiza Gomes Paz (IFF)

Irineu Miguel Marin Righi (UFSM)

Cláucia Honnef (UFSM)

Paulo Ivonir Gubiani (UFSM)

Felipe Libardoni (Unijui)

Paulo Roberto Deon (IFF)

Acompanhe as notícias pela página da APUSM ou pelo facebook. Para receber nossas notícias por e-mail, mantenha o seu cadastro atualizado.

* Caso queira atualizá-lo ou mandar alguma sugestão envie um e-mail para: jornal@apusm.com.br

DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Tania Moura da Silva Vice-Presidente Jesus Renato Galo Brunet 1º Vice-Presidente: Ony Lacerda da Siva 1º Secretário: Quintino Corrêa de Oliveira 2º Secretário: Darcila Dela Canal Castelan 1º Tesoureiro: Renato Ilo Londero 2º Tesoureiro: Luiz Antônio Rossi de Freitas CONSELHO DE CURADORES Titulares Ivan Henrique Vey Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Suplentes Antônio Motta Flores Antônio Roberto Bisogno JORNAL DA APUSM Informativo mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - Fundado em 30/03/1971. Supervisão Geral Gaspar Miotto Jornalista Responsável Ricardo Ritzel MTB: 12773 Fone: (55) 3221-4856 Ramal 25 jornal@apusm.com.br Diagramação Rodrigo de Oliveira Fortes Tiragem 4.000 exemplares O Jornal da APUSM aceita a colaboração da Comunidade Universitária

Distribuição gratuíta e dirigido aos associados


Janeiro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

03

Fotos na História:

Esperança para os problemas da cidade As fotos são do fotógrafo Walter Billa, hoje pertencentes ao acervo de Quintino Oliveira

Na primeira foto, Miguel Sevi Viero era prefeito de SM. Ele discursa tendo o reitor Mariano da Rocha à sua direita e o governador Ildo Meneghetti à sua esquerda. Em segundo plano, está o secretário da Fazenda Emilio Kaminski e atrás dele o vice-reitor Hélios Bernardi. O menino em primeiro plano é Francisco, um dos filhos Gaspar Miotto

E

m 17 maio de 1963 Santa Maria comemorava seu 105º aniversário. O grande acontecimento do dia foi a visita do governador do Estado Ildo Meneghetti, que se reuniu com prefeitos da região na sala do IEPE – na época, a sala nobre de reuniões da Universidade, localizada na Faculdade de

Economia, instalações hoje pertencentes ao Colégio Marista. Em uma mesa redonda foram debatidos os problemas que preocupavam a região. No dia seguinte, o jornal A Razão colocava em destaque que “Êxito dos trabalhos deixam esperança para solução dos inúmeros problemas da região central”. Na oportunidade, o prefeito de

do reitor Mariano. O repórter Quintino Oliveira grava o discurso do prefeito. Já na segunda foto da mesma reunião, aparece à direita o deputado estadual Nelson Marchezan (PDC), representando a Assembleia Legislativa. Também aqui o repórter Quintino Oliveira está gravando o pronunciamento do reitor José Mariano da Rocha Filho.

Santa Maria Miguel Sevi Viero tratou com o governador de uma longa pauta de assuntos de interesse da cidade, entre eles o Plano Diretor de Santa Maria e o problema de abastecimento de água. Também falaram sobre um problema que persiste até hoje: a situação precária da Faixa de Camobi. No encontro, o reitor Mariano da Rocha comunicou que, na véspe-

ra, a Universidade tinha inaugurado o Restaurante Universitário, no andar térreo do prédio da reitoria, localizado na rua Floriano Peixoto. O governador Ildo Meneghetti – que foi governador do RS de 1955 a 1959 e depois, num segundo mandato, de 1963 a 1966. Nesta visita a Santa Maria, a comitiva do governador estava formada por 28 pessoas, entre assessores e secretários.


04

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Crônicas

O amor é mais

Sem esperar aplausos

Celina Fleig Mayer*

A

Diretora de Redação de uma Revista feminina conta que perguntou ao marido o que o casamento tinha ensinado a ele sobre o amor. Qualquer homem, e foi o caso dele também, ficaria de olhos arregalados, então ele pediu um tempo para responder. E ela insistiu que não valia piada, brincadeira, ironia, aquilo que todo mundo está acostumado a ouvir, como por exemplo, que casamento é a morte do amor, essas coisas. Ele se esquivou um pouco, parecendo querer argumentar um “assim não vale”! Gaguejou um outro tanto e, por fim, deu a resposta mais bonita, madura e inteligente que se poderia esperar de um homem: “O casamento me ensinou que o amor é real. É palpável, seguro, está sempre aqui. Mesmo quando sinto a casa vazia, porque você saiu, o amor está aqui. Tenho tido sempre essa sensação nesses 14 anos que estamos juntos”. Mas a maioria dos casamentos não é assim, o amor sendo cultivado, visto em cada gesto simples, (diria complicado para a mulher que é a alma da casa, faz centenas de tarefas diárias, muitas vezes invisíveis pelo companheiro distraído. Estas provas de amor são reais). O sentimento verdadeiro se satisfaz com a presença do outro. Aliás, para muitos viver um grande amor é viver em eterna euforia. Se a paixão esmorece, acreditam na morte do sentimento, e como não sabem renová-lo com a titular, buscam satisfazer-se

Máximo José Trevisan*

por fora. Eles esquecem que o amor é paz, é ter um ombro amigo certo, é compartilhar uma história, mesmo que, às vezes, ela não seja bonita, nem publicável. E essas receitas que correm por aí, ensinando a renovar a paixão, não passam do culto ao prazer simplesmente, porque se o amor é isso, é muito mais também. Existe criatividade quando se entende de empatia, quando se dá ao outro aquilo que gostaríamos de receber e, por mágica,às vezes também se recebe. Não existe, no amor apenas a sedução física, seduzir é ter atitude. Pensa-se que os casais felizes são os que vivem a mil, em muitas festas, viagens, uma movimentação social intensa, dando a impressão que se dão bem. O contrário também, viver um para o outro, confinados, não sinaliza uma relação saudável. Dráuzio Varela, o médico autor do livro Estação Carandiru, que deu origem ao filme, conta que, às vezes, ele e a mulher, (a atriz Regina Braga, a Cantineira de Mulheres Apaixonadas), passam um dia inteiro juntos, cada um fazendo suas coisas, sem trocarem mais que poucas palavras. Mas eles sentem a maior sintonia assim, e não há porque discutirem a relação. Esse, claro, não é o amor dos jovens, que precisa de muitos ingredientes, já que falta o essencial, que é a maturidade. Mas numa relação adulta, quando parece que a paixão morreu, o amor é capaz de dividir espaços, respeitar diferenças, ser condescendente e adivinhar o outro. * Jornalista

Atenção Associado APUSM: - A partir do dia 5 de janeiro até o dia 28 de fevereiro de 2015, o horário de atendimento será das 8h às 14h. - Não haverá atendimento administrativo no dia 18 de fevereiro de 2015. - A partir do dia 2 de março, será retomado o horário normal de atendimento, das 8h às 12h, e das 14h às 18h.

D

e que adianta construir a ponte se o peregrino não deseja a outra margem do rio? De que serve a espera da terra se a semente não tem ânsias de frutificar? Para que foi o esforço carregado de madrugada se os convivas não virão ao jantar? Quantos entusiasmos morrem após a primeira brotação, na primavera dos convertidos! Quantas palavras se chamam ao silêncio depois do discurso sem ouvintes! Quantas mãos se recolhem ao corpo, ao perceberem a falta de outra mão no gesto fraterno interrompido! Cada frustração tem o tamanho do sonho ou do projeto não realizado. Quando se deseja uma lavoura cheia de frutos, dificilmente se terá vibração com a pequena colheita. Na busca de estrelas, pode passar despercebido o pisca-pisca dos pirilampos. Muitos filhos só descobrem o valor dos pais quando da sua perda definitiva. Quantos heróis só tiveram monumentos construídos quando foram descobertos pela história! Em vida se alimentaram apenas de silêncios. O pequeno gesto ou o heróico manifesto não dependem tanto de si mesmos como do tamanho da vida de quem os recebe. A frustração no servir é tiririca que invade o jardim das boas ações e sufoca a alegria das flores. Combate-se a frustração ao aceitar o desafio de dizer a palavra sem

esperar colher o eco, de plantar o trigo sem buscar depois o pão, de estender a vida como caminho sem ver gestos de gratidão. Em tudo, a frustração é menor quando a pretensão e o propósito não andam à cata de retorno. Professor ou varredor de rua, político ou sacerdote, médico ou dona de casa, em qualquer missão é preciso cultivar a virtude do servir pelo servir! Assim, a continuidade da prática estará assegurada, e a decepção não será companheira de nossas noites. Indicar caminhos por vocação, declamar versos sem escolher ouvidos, servir ao mundo como um devedor. Cada gesto voluntário é um pagamento por conta do grande débito à vida (todos somos devedores do mundo pelo que dele recebemos). A possibilidade de receber uma martelada no dedo só acontece quando estamos construindo com os outros o mundo dos homens. Os omissos, os que se afastam, os que se preservam de críticas, esses não se sujeitam às marteladas nos dedos porque não assumem riscos. O sol (todos sabemos!) nasce todos os dias, e os pássaros cantam nas árvores sem esperar aplausos. O mundo, no entanto, é melhor por causa deles. * maximotrevisan@uol.com.br – advogado, professor, Presidente do Fórum das Entidades Culturais de Santa Maria, membro da Academia Santa-Mariense de Letras.

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Janeiro 2015

05

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Curiosidades

APUSM: I Colônia de Férias para filhos de professores *William Moura

No ano de 1975 a APUSM tomou uma iniciativa muito elogiada em nome da boa atividade infantil, realizando sua I Colônia de Férias, onde os filhos dos professores associados, entre a faixa etária de 8 aos 12 anos de idade, tiveram a oportunidade de desfrutar por 10 dias de brincadeiras e atividades físicas supervisionados pelos professores e acadêmicos do Curso de Educação Física da UFSM. Entre as atividades oferecidas, estavam natação, futebol, vôlei e outros jogos que talvez nos dias atuais nem todos conheçam, tais como chicote queimado, carniça repetida, lobo e chapeuzinho vermelho e estafeta. Para melhor firmar uma par-

Durante 10 dias, filhos de associados aproveitaram as atividades esportivas coordenadas pelo CEFD

ceria com o Centro de Educação Física da UFSM, a APUSM se comprometeu com alguns termos como: fornecer o combustível para o funcionamento das piscinas térmicas, os produtos químicos necessários para o tratamento da água, repor o material que fos-

se danificado e também se responsabilizou por todo e qualquer acidente com algum de seus associados durante as atividades. Não aconteceu nenhum, mesmo tendo sempre de plantão a enfermeira Rosa Maria Cauduro Gai. A abertura da I Colônia de Fé-

rias ocorreu no dia 10 de dezembro e contou com a presença dos pais, com membros da diretoria da APUSM, o reitor Hélios Homero Bernardi, o prefeito Arthur Marques Pfeifer e o presidente da Câmara dos Vereadores, João Álvaro Machado, entre outras autoridades.

1981 - Laranjas contra eleição indireta para presidente

Em seu discurso de posse, o Presidente Castelo Branco já havia deixado implícito os planos da ditadura: ... “O objetivo do meu governo é restabelecer a ordem e a tranquilidade ante estudantes, operários e militares’’.... Algumas das leis e medidas tomadas pelo governo foram focadas diretamente no ensino superior. Dentre essas medidas estava à nomeação direta dos reitores pelo presidente da republica, esses que por sua vez nomeavam pessoas de ‘’sua confiança’’ para diretores de unidades universitárias federais. Em 1969 foi estabelecido pela lei n. 477 que estudantes não poderiam ter nenhuma participação política e, ainda nesse ano, também foi implantada a disciplina moral e cívica, nos três níveis de educação, com o objetivo de: “preservação do espírito religioso, da dignidade da pessoa humana, amor à liberdade com responsabilidade, preservação da família e preparação do cidadão pelo culto de obediência a lei”. Durante o ano de 1981, ocor-

Em 1981, movimento de estudantes e professores exigia as Diretas Já. Eles usaram laranjas escritas com palavras de ordem, para criticar a eleição indireta para presidente

reu no Brasil um movimento pela democracia e pela melhoria da educação, pois, após o golpe militar de 1964, era necessário para o governo que se adaptassem leis para suprir a nova realidade política, econômica e social do país. Querendo dar um fim a isto, docentes e acadêmicos se uniram numa campanha pelo voto direto para reitor, vice-reitor, e diretores de centros, chegando a realizar as

No mesmo ano do primeiro movimento pelas Diretas Já, 1981, esta nota no informativo da APUSM chamou a atenção

eleições por conta própria e apresentando seu candidato eleito para o Presidente da Republica. Infelizmente esse movimento foi ig-

norado pelo governo, que nomeou novamente o reitor de seu agrado. O objetivo do movimento foi atingido apenas no ano de 1985.


06

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Artigo

Está chegando a hora! Foto: reprodução The Observator UK

Prof. Dr. Eduardo J. Z. Ayala.

“C

heguei à conclusão, talvez tarde demais, de que os discursos devem ser curtos.” (Fidel). Qual era a perspectiva de um país isento de resultados positivos visíveis e, ainda por cima, convertido, ao longo de mais de cinco décadas, numa banal fabriqueta de fábulas e miragens? Nenhuma que compensasse o sofrimento moral e a humilhação resignada de gerações de cubanos! Era previsível que, mais dia menos dia, os Castro dobrariam os joelhos diante do “capitalismo selvagem”. O autor Inglês Michael Reid, no seu livro “Forgotten continent”, resume a ideia bastante difundida dentro e fora da Ilha: “Raúl Castro, de acordo com a opinião geral, é um administrador eficiente e parece ser a favor de uma abertura da economia ao estilo chinês, mantendo o controle político, claro... Cuba também poderia evoluir na direção de um regime capitalista autoritário como o PRI do México, ou poderia tornar-se rapidamente uma democracia”. Antes, porém, é exigência básica aguardar que a gerontocracia dos Castro, agora “in extremis”, saia de cena para desmantelar, de uma vez para sempre, a farsa do “paraíso igualitarista”. Quando o meu advento à docência universitária brasileira, fiquei embasbacado com a profusão de mestres apaixonados pelas ideias imorredouras de Marx e seus acólitos. Eu trazia, como fruto do meu doutorado em USA, conhecimentos voltados para o campo do planejamento e economia da educação. Se eu falava sobre a importância da análise de custo-benefício dos investimentos na esfera educacional, era “ipso facto” rotulado de “tecnicista”; quando destacava a necessidade de validar-se uma hipótese por meio do teste estatístico, por pouco não fui apedrejado por “positivista”... Juro, a minha passagem por uma instituição eivada de arcaísmos ideológicos, de um corporativismo que impingia um pluralismo vulgar de um lado só e, para cúmulo, que ainda nutria um hostil desprezo pelos que pensavam diferente foi, não poucas vezes, demasiado tensivo, traumatizante, apreensivo... Esses mesmos professores

pseudo-marxistas, enalteciam extasiados as conquistas de Cuba no plano social (saúde e educação, fundamentalmente), econômico, cultural, esportivo... Eram verdadeiros aedos de um socialismo dependente, artificial e subvencionado pela ex-união soviética e os seus satélites do leste europeu (o socorro chegava a dez bilhões de dólares anuais); em definitivo, aquele país do caribe, segundo esses revolucionários com risco zero, era um exemplo luminoso para a América Latina. Mas, com a queda do Muro de Berlin... Bem, o leitor já conhece o “tenebroso finale”, o triste desfecho: na Ilha tudo era provisório, puríssimo fogo fátuo...! Por sinal, referindo-se à educação no seu país, a dissidente Yoani Sanchez, na sua obra “De Cuba com carinho”, diz: “tomamos cuidado para que ninguém se aproxime lascivamente dos nossos filhos, porém, poucos se dão conta quando a mão-boba se concentra nas mentes e não nos corpos. A ideologização da educação cubana chegou a um ponto que alarma inclusive aqueles que, como nós, se formaram submetidos a esses mesmos métodos. Ao pegar um livro didático ou revisar o sistema de avaliação já é possível notar o quanto a doutrina ganhou terreno em detrimento do conhecimento”. E, por estas bandas, a prática pedagógica não é tão diferente, Yoani!

Estive em Cuba em varias oportunidades, durante e depois da era Fidel; em artigo anterior publicado neste mesmo jornal relatei as minhas vicissitudes quando turista nesse país. Não são poucos os amigos que tenho por lá, e foram eles que sempre me aconselharam a ficar longe dos guias de turismo ou quaisquer representantes oficiais. “Todos ellos mienten acerca de nuestra situación”, reiteravam-me até a exaustão, e, com tal revelação eufemística, apenas queriam dar-me a entender que sofriam de sérias privações, de uma sensível queda de calorias per capita na ingesta, de uma espécie de consumpção progressiva; em suma, e em termos categóricos, em Cuba a fome tornara-se endêmica! No tocante a esse debacle, o cubano Leonardo Padura no seu belíssimo romance histórico “O homem que amava os cachorros” além de referir-se, com tamanha crueza e verossimilitude, à fome, `a avitaminose, às carências materiais de todo tipo, e a outros males na Ilha, conclui: “As promessas que nos alimentaram durante a juventude e nos encheram de fé, de romantismo participativo e espírito de sacrifício desmancharam-se ao vento enquanto nos acossavam a pobreza, o cansaço, a confusão, as decepções, os fracassos, as fugas e as separações. Não é exagero dizer que atravessamos quase todas as etapas possíveis da pobreza.”.

Pois é, chegou a hora do esboroamento do que resta da apócrifa doutrina comunista em Cuba, ela não resistiu ao mais simples teste de realidade, do dia a dia, do cotidiano... O materialismo histórico como imaginário prenúncio délfico foi, de fato, um rotundo fracasso universal! No âmbito diplomático, o secretário de Estado estadunidense John Kerry reabrirá a embaixada norte-americana em Havana com o intuito de fazer “trocas de alto nível”. Após aparar algumas arestas, deverão discutir questões relacionadas com a imigração, os direitos humanos, o combate às drogas... Quanto às viagens, as restrições serão mínimas: se expedirão vistos às famílias cubanas, funcionários governamentais de ambos os países, agrupamentos religiosos, jornalistas, ativistas humanitários, pesquisadores... Na área econômica, as telecomunicações e a internet operarão na Ilha para intercambiar informações recíprocas, materiais de construção e equipamentos de agricultura serão enviados a Cuba com o objetivo de reconstruir cidades e produzir alimentos, o envio trimestral de remessas de dinheiro de USA para as famílias cubanas serão ampliadas de 500 para 2000 dólares, instituições financeiras da Ilha disponibilizarão o acesso do capital americano... Isto posto, pode-se dar adeus às veleidades utópicas da esquerda oligofrênica e recalcitrante!


Janeiro 2015

07

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Educação

Conheça a nova gestão na Unifra

O

Centro Universitário Franciscano realizou no dia 07 de janeiro, a cerimônia de posse da nova gestão 2015-2018. A Diretora-presidente da Sociedade Caritativa e Literária São Francisco de Assis- Zona Norte, SCALIFRA-ZN, Profª Valderesa Moro, empossou a Profª Iraní Rupolo como reitora, que em seguida deu posse as três pró-reitoras, 36 Coordenadores de Cursos de graduação e pós-graduação e 12 Diretores de Unidades. Após a cerimônia a Ministra Provincial das Irmãs Franciscanas, Irmã Maria Aparecida Marques, proferiu seu discurso para nova equipe diretiva. “É um momento de reconhecimento e gratidão. Conseguimos perceber o dinamismo desta instituição, que vem crescendo cada vez mais com competência e compromisso social. Gostaria de agradecer a Irmã Iraní pelo se u trabalho, que ultrapas-

sa o Centro Universitário Franciscano, ela está sempre disposta a ajudar nos diferentes espaços em que é solicitada, sempre pronta a colaborar e sugerir” enfatizou Ir. Maria Aparecida. “A Scalifra é comprometida em manter um ensino superior de qualidade, construindo cidadãos engajados com a sociedade. O Centro Universitário Franciscano contribui com os valores franciscanos, são pessoas comprometidas que constroem diariamente a história desta instituição” destacou a Profª Valderesa. Em seu pronunciamento a Reitora enfatizou que o Centro Universitário Franciscano está presente em sua vida, um trabalho que a ocupa integralmente e que possui os resultados obtidos devido ao trabalho de múltiplos colaboradores. “Iniciar novo período de gestão no tempo em que este Centro Universitário completa 60 anos de atividade na educa-

ção superior responsabiliza a honrar seu legado em favor da educação, da cultura e do desenvolvimento de pessoas, desta cidade a uma abrangência que transpõem limites geográficos e sociais” refletiu Ir. Iraní. A reitora agradeceu ainda a todos que integram a comunidade universitária: estudantes, funcionários técnico-administrativos, professores e gestores. “Obrigada pela vitalidade e energia criativa, por tornarem concreto no dia a dia o processo educativo de ensino e da aprendizagem; pelo clima de respeito, pela capacidade de discutir e colaborar com espírito de liberdade e comprometimento. Atores desta história institucional, estamos convocados a gerar este ato da transformação em universidade, que trará o engrandecimento da educação superior e da sociedade” concluiu a reitora.

Inscrições para os Cursos de Especialização

Estão abertas as inscrições para seleção dos 21 cursos de Pós-graduação Lato Sensu (especialização) do Centro Universitário Franciscano. Os interessados podem se inscrever pelo site www. unifra.br/incricoes até o dia 23 de fevereiro de 2015. A seleção será uma análise do curriculum vitae ou, se necessário, entrevista. A listagem dos selecionados será divulgada no dia 27 de fevereiro de 2015. As aulas começam dia 05 de março de 2015 e são realizadas nas sextas-feiras à noite e sábados pela manhã e tarde. Alunos e ex-alunos da Unifra têm 5% de desconto na mensalidade. Mais detalhes no edital, pelo e-mail secprpgpe@unifra.br ou pelo telefone (55) 3025 1202.

Cursos ofertados: • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa Auditoria e Controladoria Cinema Direito do Trabalho Endodontia Enfermagem Obstétrica Engenharia de Segurança do Trabalho Farmácia Clínica e Hospitalar Gerenciamento na Construção Civil Gestão Estratégica de Pessoas Implantodontia MBA em Eventos MBA em Mídias Sociais Digitais Oncologia Odontopediatria Ortodontia Periodontia Políticas Públicas e Direitos Sociais Psicologia do Trabalho e das Organizações Psicopedagogia: abordagem clínica e institucional Reabilitação Cardiopulmonar

Mestrado e doutorado na Unifra Estão abertas as inscrições até dia 11 de fevereiro para a seleção dos programas de Pós-graduação (Mestrado e Doutorado) do Centro Universitário Franciscano. As oportunidades são para o Programa de Pós-graduação em Nanociências: Mestrado e Doutorado com a área de concentração: Biociências e Nanomateriais e para o novo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática: mestrado acadêmico, mestrado profissionalizante e doutorado com a área de concentração Ensino de Ciências, física e Matemática. Alunos e ex-alunos da Unifra têm 5% de desconto na mensalidade do curso. A nota da prova objetiva será utilizada para a seleção de bolsas. Há possibilidade de bolsas de estudo da CAPES e da FAPERGS. Mais informações sobre o processo seletivo nos editais: Programa de Pós-graduação em Nanociências: Mestrado e Doutorado - Público-alvo: Mestrado: Licenciados e/ou Bacharéis em Biomedicina, Ciência da Computação, Farmácia, Física, Matemática, Química, Engenharias, Sistemas de Informação e áreas afins. Doutorado: Mestres em Nanociências e/ou em Biomedicina, Ciência da Computação, Farmácia, Física, Matemática, Química, Engenharias, Sistemas de Informação e áreas afins. - Vagas: para o Mestrado há 15 vagas. Para o Doutorado são 03 vagas para a Linha de Pesquisa Desenvolvimento e caracterização de sistemas bioativos e nanoestruturados e 03 vagas para a Linha de Pesquisa Modelagem e simulação de biossistemas e nanomateriais. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática: Mestrado Acadêmico e Doutorado - Público-alvo: Mestrado acadêmico: Graduados em Física, Química, Biologia, Matemática ou áreas afins, com Licenciatura Plena ou Bacharelado e Pedagogos (linc.plena). Mestrado Profissional: Licenciados em Biologia, Física, Matemática, Química e Pedagogia (linc.plena). Aulas nas quintas-feiras a tarde e sextas-feiras, manhã e tarde. Doutorado: Mestres em Física, Química, Biologia, Matemática, Ensino de Ciências, Ensino de Matemática ou em Educação. - Vagas: para o Mestrado são 10 vagas (cada) e, para o Doutorado, 05. INSCRIÇÕES Ingresso em março 2015 Inscrições até dia 11/02/2015 Seleção: 23/02/2015 Informações: Secretaria do Pós-Graduação, sala 610, 6º andar, Prédio 16, Conj. III Santa Maria, RS E-mail: ppgecimat@unifra.br Telefone: (55)3220-1200, ramal: 9103.


08

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Educação

Fadisma: quando o pai professor faz

A

próxima formatura solene, como não poderia deixar de ser, promete muitas emoções. Entre elas, depois de cerca de 3 mil diplomas entregues, o Diretor Geral certifica a filha. A conclusão de um Curso de Graduação, no cenário e conjuntura conhecidos no nosso País, certamente é a celebração de um feito que, por si só, representa muito. O potencial ingresso para uma nova e promissora fase da vida geralmente é simbolizado por uma cerimônia que, de acordo com os inúmeros jovens que passaram pela FADISMA, regida pela missão de “Educar Sempre”, é um dos mais belos momentos da jornada. Para muitos, representam horas inesquecíveis que, como num passe de mágica, são ilustradas por um mega filme que passa na cabeça de cada formando, de cada familiar, amigo ou ente querido. São diferentes histórias que se cruzam e entre os principais denominadores em comum, o que a solenidade representa: vitória. Vitória depois de uma série de esforços, renúncias, dedicação e investimento. Aliás, falando em vitória, na tur-

Rocha e sua expectativa: “Que minha filha e os seus colegas aproveitem todo esse instrumental de conhecimento recebido para progredirem

ma que cola grau no último dia 30 de janeiro, às 18h, está, justamente, uma Vitória. Ela, que expressa conquista até no nome, ao que tudo indica, será a responsável por algumas batidas a mais no coração do Diretor Geral da FADISMA que, para quem teve a oportunidade de acompanhar a série de formaturas que a Faculdade já celebrou, é, dentre os protagonistas dessa história que a Instituição representa, um dos mais entusiastas, dada a sua característica única de liderar e motivar, mas especialmente de fa-

zer pela Educação. Vitória é a filha mais velha do Diretor, compõe um trio. É a menina entre o Júlio e o Pedro, respectivamente, no Direito e Ciências Contábeis, também estudantes na Faculdade. É a primeira deles a receber o tão sonhado canudo que representa, ainda, outras batalhas pela frente. De um sonho, outros vários Quando questionada sobre o fato do lugar de onde extrairá seu primeiro passaporte para o mercado ser justamente o local que o pai sonhou

e sonha diária e incansavelmente realizar, dado o crescimento constante da FADISMA, Vitória não esconde o brilho no olhar e o semblante orgulhoso. E, ao mesmo passo, as lições de vida que carrega na expectativa de, seja qual for o rumo escolhido, tentar fazer a diferença, sonhar e batalhar por um legado. Ela podia ser pequena, mas recorda dos principais fatos contados da história daquele Operador do Direito que entregará, em mãos, o diploma a ela no dia 30. Formado em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em agosto de 1985, Rocha é Professor universitário desde o mesmo ano. Na UFSM, Instituição pioneira na interiorização das universidades públicas no Brasil, ingressou mediante concurso público no ano de 1986, ministrando a disciplina de Direito Contratual até 2008. Também foi Chefe do Departamento de Direito da referida Instituição, de 1996 até 1999. Rocha foi, ainda, advogado militante no Rio Grande do Sul; Conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS) e; Avaliador das condições de ensino junto ao Ministério da Educação (MEC).


Janeiro 2015

09

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Educação

a graduação de sua própria filha

Foi Procurador Federal de 1994 até o ano de 2008. E, como fundador da Faculdade de Direito Santa Maria, em 2003, sua carreira empreendedora na Educação teve início. Em paralelo, na jovem FADISMA, as áreas de Teoria Geral do Direito e Registros Públicos também contaram com a sua contribuição docente. De 2009 para cá, Rocha, um dos sócios fundadores, é responsável pela Direção Geral da Faculdade, legitimando o seu papel visionário na gestão empresarial em prol da

educação superior. E, atualmente, é o Gestor que representa a Coordenação da Rede Latino-americana de Faculdades e Escolas de Direito. Do outro lado Para o Pai, Professor Eduardo, qual a expectativa para o futuro? “Sem influências”. Isso porque, se no passado a influência não foi direta, mas natural, já que o Direito era inspiração, transpiração e ação diária na vida de Rocha, ele, que em toda a sua carreira acadêmica, dentro e

fora da FADISMA, já soma cerca de 3 mil diplomas entregues, pretende também não influenciar após a entrega desse diploma tão especial. Mas, aparentemente, dada a característica peculiar das regras claras mencionadas lá no início por Vitória, por fim Rocha revela a sua expectativa: “Que ela e os seus colegas aproveitem todo esse instrumental de conhecimento recebido para progredirem e fazerem progredir a humanidade, para contribuírem no desenvolvimento de onde quer que

estejam. Que todos tenham serenidade e ética para fazer Direito e o principal que o Direito pode oportunizar – mudar realidades. Que deixem um legado. Mas que, especialmente, sejam felizes. Sejam felizes e mais nada. Afinal, é o que mais interessa e o principal benefício de se fazer aquilo que se gosta”. (Leia a matéria completa no site da APUSM: www.apusm.com.br) Fonte: Coordenação de Comunicação comunicacao@fadisma.com.br


10

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Saúde

U

Novíssima classe de antibióticos ataca bactérias super-resistentes

m grupo de cientistas anunciou no início deste ano a descoberta de uma molécula que representa a primeira nova classe de antibióticos introduzida desde 1987. Em testes com camundongos, a droga conseguiu debelar as formas mais resistentes de tuberculose, sem que o micróbio causador da doença adquirisse resistência. Batizada de teixobactina, a nova substância é produzida por uma bactéria encontrada no solo. A start-up de biotecnologia NovoBiotic, de Cambridge (EUA), que descobriu a molécula, estima que deve conseguir levá-la a um teste em humanos dentro de dois anos. Se tudo correr bem, a droga estaria disponível no mercado por volta do fim da década. O fármaco foi encontrado após cientistas analisarem mais de 10 mil amostras de micróbios usando um novo método, que permite o cultivo desses organismos em seu hábitat natural. Antes, para isolar essas bactérias, era preciso cultivá-las em pires de laboratório, mas 99% das espécies não sobreviviam em condições artificiais. A tecnologia que permitiu aos pesquisadores trabalhar com bactérias em condições mais naturais foi um chip desenvolvido pela Universidade Northeastern, de Boston, que permite separar

amostras minúsculas de bactérias sem tirá-las de suas amostras de solo originais. Uma bactéria que os pesquisadores batizaram de Elephteria terrae era aquela que produzia a substância descoberta. A molécula foi capaz de aniquilar a terrível linhagem MRSA da Staphylococcus aureus. Na natureza, essa é uma forma que o primeiro micro-organismo usa para eliminar competidores. O que é fundamentalmente novo na teixobactina é que ela ataca a fabricação de lipídios, moléculas que servem de “tijolo” para construir a parede celular das bactérias. Segundo Gerard Wright, da Universidade McMaster, do Canadá, que não participou do es-

tudo, normalmente bactérias são capazes de evoluir por meio de mutações que alteram o “alvo” do fármaco, tornando-se imune à substância. Mas é improvável, diz, que bactérias adquiram mutações que alterem componentes tão fundamentais como os lipídios sem inviabilizar seu próprio funcionamento. A vancomicina, outro antibiótico que ataca a produção de lipídios, foi um daqueles contra os quais as bactérias mais demoraram para criar resistência. Foram cerca de três décadas até que os patógenos

imunes aparecessem. A nova descoberta surge como um alento em um momento difícil para a infectologia. No ano passado, a OMS deu às bactérias resistentes a antibióticos o status de crise global. Algumas linhagens da bactéria da tuberculose, por exemplo, já são resistentes a todos os antibióticos disponíveis –o surgimento de novas drogas é, assim, crucial. Segundo Kim Lewis, da Universidade Northeastern, um líderes do trabalho, a teixobactina só não deve seguir para testes clínicos logo de cara porque ainda requer algumas alterações químicas. A substância não se dissolve bem em água, mas pode ser modificada para isso. Esse aprimoramento, que exige certo trabalho, torna a administração da molécula mais fácil quando a intenção é produzir uma pílula ou uma injeção. (Fonte: O Sul)


Janeiro 2015

11

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Saúde

Pedra nos rins: fator verão

N

o período mais quente do ano, a desidratação provocada pelo forte calor aumenta os casos de pedra nos rins. “Um ou dois meses depois da época de maior calor, temos o aumento desses casos no pronto-socorro. Nesse período, as pessoas acabam desidratando, transpiram mais e o rim tem menos líquido para filtrar. As impurezas do rim ficam concentradas na urina, o que pode levar à formação de cristais que vão formar os cálculos”, explicou o urologista Fábio Vicentini. Tendo em vista que estamos nos meses mais quentes do ano, ele lembra: “agora é a hora da prevenção”. Vicentini diz que algumas pessoas reclamam de beber água durante todo o dia e, por isso, é importante considerar outros alimentos que auxiliam na prevenção. “Não é só água. O líquido que ajuda também são os sucos

Nesse período, as pessoas acabam desidratando, transpiram mais e o rim tem menos líquido para filtrar

Vicentini diz que algumas pessoas reclamam de beber água durante todo o dia e, por isso, é importante considerar outros alimentos que auxiliam na prevenção. “Não é só água”.

cítricos, como laranja, limão. Eles contêm uma substância, o citrato, que ajuda a não formar a pedra”, destacou. Além disso, lembra que frutas como a melancia e a maçã têm bastante água. Um jeito simples de saber se a pessoa está suficientemente hidratada é observar a cor da urina. “Quanto mais transparente, melhor”. O consumo em excesso de sal e proteína também favorece a formação de cálculos. Produtos de origem animal, como manteigas, especialmente para pessoas com histórico familiar da doença ou que já tenham manifestado o problema, devem ser consumi-

dos com prudência. Nesses casos, o leite desnatado é melhor opção em relação ao integral, informou a secretaria. Alimentos embutidos como presunto, bacon e linguiça, além de serem proteína, são ricos em sódio e, portanto, devem ser evitados. “Uma dieta balanceada vai ser boa para tudo, inclusive para os rins”, explicou Vicentini. O urologista lembra que, como o período de maior calor dura de quatro a cinco meses, ele é suficiente para a formação da pedra. “Ela pode se formar em pouco tempo, de 15 a 20 dias. O crescimento dela vai variar. Às

vezes continua pequena, mas pode crescer rápido”, alertou. De acordo com o médico, pedras a partir de 4 a 5 milímetros (mm) podem causar dor. O risco de pedras é maior em indivíduos com histórico na família. A doença atinge 10% dos homens e 7% das mulheres, conforme dados da secretaria. O tratamento varia de acordo com cada paciente – o tamanho e a posição da pedra são considerados. “Normalmente, 70% das pedras são eliminadas”, observou. Uma das formas de tratamento menos invasiva é a litotripsia, uma terapia sem cortes que bombardeia as pedras. Cerca de 800 procedimentos como esse são feitos por ano no Centro de Referência em Saúde do Homem. Há casos em que são necessárias cirurgias. Uma média anual de 400 procedimentos desse tipo são feitos na unidade.

AVC: rapidez no socorro garante sobrevivência

Cada minuto no atendimento a pessoas com acidente vascular cerebral (AVC) pode significar a diferença entre a sobrevivência e a morte. Pesquisa realizada na Austrália revelou que 15 minutos de atraso na administração de remédios anticoagulantes custam aproximadamente um mês de vida a vítimas de AVC. Por outro lado, cada 60 segundos de agilidade no tratamento podem significar 1,8 dia a mais de sobrevida ao paciente. O estudo, feito pela equipe de Neurologia da Universidade de Melbourne, comparou 2.258 casos finlandeses e australianos e descobriu que a rapidez influencia diretamente na eficácia do procedimento médico. A corrida contra o tempo é decisiva porque, sem receber sangue, as células cerebrais começam a morrer a partir dos três minutos.

Quanto mais células morrerem, maiores e mais graves são as sequelas, é o que explica o cardiologista do Instituto Nacional de Cardiologia, Stephan Lachtermacher. Ele alerta que é preciso cautela, além da rapidez: “A tomografia computadorizada é primordial para pacientes com dificuldade de falar, confusão mental e paralisia de um lado do corpo”. O especialista lembra também que o remédio trombolítico, principal tratamento, só pode ser usado até quatro horas e meia após os primeiros sinais, senão os riscos de uma hemorragia crescem. As sequelas afetam a autonomia. “Perdas motoras dos membros, na fala e na deglutição são comuns”, afirma Stephan. Os mais jovens conseguem reverter certos efeitos, pela capacidade de áreas do cérebro em adotar fun-

Atendimento de emergência

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estaduais têm protocolo específico para pessoas que chegam com sintomas de AVC: dificuldade de articular as palavras; paralisia facial, principalmente na boca; alterações motoras em um lado do corpo e confusão mental. O programa acontece em parceria com o Núcleo de Neurologia do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HGV), que a oferece o principal tratamento para AVCs isquêmicos, o remédio trombolítico. Desde o ano passado, quando pessoas com sintomas de AVC chegam nas 29 UPAs estaduais, ções de outras afetadas. Isso não acontece nos idosos. Sessões de

aonde é feito contato com o núcleo do HGV, que funciona 24 horas. A partir do atendimento remoto, os pacientes são encaminhados ao hospital. A trombólise já foi usada em 129 pacientes, com taxa de sucesso em torno de 95%. fisioterapia são importantes para amenizar as sequelas.


12

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Passo-a-passo na página do associado

M

antendo a sua promessa de transparência, a direção da APUSM disponibiliza aos seus associados uma página em seu site na internet com informações como as planilhas com os balancetes dos meses anteriores, estatuto do associado e

as movimentações dos valores de seus convênios. A fim de facilitar o domínio de sua página de associado no site, desenvolvemos um tutorial, para que você mesmo possa efetuar seu cadastro e consequentemente seu primeiro acesso sem dúvidas.

Passo

2

Nesta etapa, é necessário buscar o Primeiro acesso, informando seu CPF e clicando em efetuar cadastro.

Confira a baixo o modelo passo-a-passo: • Acesse o site pelo www.apusm.com.br • Após entrar no site da APUSM, você irá perceber que no canto superior direito da página inicial, encontra-se ao lado das notícias em destaque, o Painel do Associado. • Digite seu CPF/ CNPJ no espaço destinado e clique em [Clique aqui] • Feito isto, o site irá lhe encaminhar a uma nova página, a página de acesso ao sistema. • Digite novamente o CPF/CNPJ no espaço destinado e após clique em efetuar o cadastro. • No andamento do seu registro a página irá solicitar-lhe seu e-mail e demais dados. • Crie uma senha, e memorize-a. Será útil para demais acessos. • Após definidas senha e e-mail, estará concluido o cadastro inicial. • Após registrado e logado, o associado terá disponível para acesso as planilhas com os balancetes dos meses anteriores, estatuto do associado e as movimentações dos valores de seus convênios.

Acesso ao site APUSM. Para o primeiro acesso: Passo

Passo

1

4

Finalmente você está no Painel do Associado. Confirme seu nome que irá aparecer automaticamente nos dois espaços em amarelo na sua tela. Neste espaço você navega com setas para cima e para baixo de acordo com a necessidade

Em seu primeiro acesso basta informar somente os números de seu CPF e clicar onde a seta laranja esta indicando. Você será direcionado para a próxima etapa do cadastro

Confirme o seu nome que irá aparecer automaticamente nos dois espaços em amarelo na sua tela. Basta agora informar o seu endereço de E-MAIL e definir uma SENHA, lembrando que é de uso pessoal por conter informações particulares.

Passo

3 É possível visualizar e mesmo salvar o estatuto atualizado, seu registro em cartório e os balancetes mensais, mais abaixo é possivel ver os débitos mensais do plano de saúde, mensalidade, seguro, telefonia e convênios. • Atenção: se os dados não estiverem condizentes, favor entrar em contato pelo telefone 55 3221 4856 / 3223 1975 / 3026-3565, ou se preferir, pelo e-mail apusm@apusm.com.br .


Janeiro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

13

Jurídico

STF: data-base e revisão geral de servidores

E

ntidades se reuniram com o Presidente do STF, que reconheceu a importância da matéria e a levará à pauta do Supremo mais uma vez. Representantes da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (CONDSEF), da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SINAGÊNCIAS), do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE) e do Sindicato Nacional dos Servidores Federais Peritos Médicos Previdenciários (Perícia Sindical) reuniram-se com o Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, na última quinta-feira, para discutir o reconhecimento da data-base e revisão geral anual, para servidores federais, estaduais e municipais. As

entidades reforçaram a importância da recomposição do poder de compra dos servidores, prevista no artigo 37 da Constituição Federal. As assessorias jurídicas das entidades participaram da reunião, dentre as quais se fez presente Wagner Advogados Associados, através do advogado Valmir Floriano Vieira de Andrade, re-

presentando CONDSEF, SINAGÊNCIAS, SINASEFE e Perícia Sindical. A subseção do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) na CONDSEF também participou do encontro. Um levantamento realizado pelo Dieese, sobre número de greves no setor público, mostrou que

Sentença que impede cobrança do PSSS sobre algumas verbas

Verbas que não são incorporáveis à aposentadoria ou que possuem natureza indenizatória não podem integrar a base de cálculo para contribuição previdenciária O fim da incidência de contribuição previdenciária sobre verbas não incorporáveis à aposentadoria e de caráter indenizatório foi determinado pela Justiça em decisão contra a União Federal. A sentença também decretou a restituição dos valores descontados indevidamente.

O juiz que analisou o caso destacou que não é possível a incidência de contribuição previdenciária nas verbas indenizatórias, tais como, diárias, gratificação natalina, adicional de férias, abono pecuniário da conversão de 1/3 de férias, adicional ou auxílio natalidade, adicional ou auxilio funeral, adicional de horas extras, adicional noturno, adicional de insalubridade, adicional de periculosidade, hora de repouso e alimentação, adicional de

sobreaviso e retribuição pelo exercício de função de direção, chefia ou assessoramento, cargo de provimento em comissão ou de natureza especial, restando como base de cálculo somente as parcelas incorporáveis ao salário do servidor. Os valores restituídos serão acrescidos de juros de mora e correção monetária conforme a taxa SELIC. O processo ainda não chegou à última instância, sendo a decisão passível de recurso.

Fonte: Wagner Advogados Associados

estas ocorrem em grande medida pela ausência de revisões remuneratórias periódicas, direito este que é concedido aos empregados públicos, mas ainda é negado aos servidores. O Ministro Lewandowski reconheceu a importância da matéria e recomendou que a conversa ocorra, também, com o Ministro Dias Toffoli, que pediu vista do processo no qual foi reconhecida a repercussão geral do tema. As entidades presentes no encontro esperam que a matéria volte à pauta assim que o STF retomar seus trabalhos em fevereiro, após o recesso, tendo o Ministro Lewandowski o comprometimento de recolocá-la nas discussões do Tribunal. Três ministros já se declararam favoráveis à concessão do direito à data-base; quatro se manifestaram contrários. Fonte: Wagner Advogados Associados e CONDSEF

O advogado e sócio do escritório Wagner Advogados Associados, Flávio Ramos realiza todas as quintas-feiras pela manhã, das 10h ao meio-dia, orientações jurídicas aos associados da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (APUSM). Ramos é especializado nos assuntos relacionados a questões funcionais do servidor público como: carreira, vínculos do professor ao serviço público, entre outros. O escritório atua nesta área há cerca de 30 anos. Neste ano o escritório também está atendendo aos professores associados que possuem vínculos com instituições particulares. Assuntos relativos ao regime geral da previdência- INSS destes associados podem ser esclarecidos pelos advogados. Para isso, basta que o associado utilize este serviço nas quintas-feiras.


14

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Associação

A

Novidades e mais convênios

tenção professores e familiares, a direção da APUSM confirmou mais dois novos convênios assinados neste mês de janeiro e deve anunciar nos próximos dias mais novidades nas áreas de saúde, esporte e comunicação, sempre visando o benefício de seus associados. O primeiro tem como objetivo facilitar o acesso a serviços da psicologia clínica, assim como promover uma melhor qualidade de vida aos associados e seus dependentes, através de um convênio com a conceituada psicóloga Juliana Martins e é oferecido a todas as faixas etárias, desde o público infantil, adolescente, adulto e adulto maduro. O novo acordo oferece um desconto de 30% do valor das

consultas semanais para todos os associados e familiares. As consultas duram em média 50 min. Para usufruir do desconto, basta se identificar como associado APUSM e apresentar sua carteira social. O horário de funcionamento do consultório é de segunda a sexta das 8 horas às 12 horas e das 13 horas às 20 horas. Aos sábados o atendimento é disponibilizado das 8 horas às 15 horas. As consultas serão realizadas no consultório particular da psicóloga Juliana F. Martins, na Rua Alberto Pasqualini,70 – Torre Ribas 6º andar – sala 608, na cidade de Santa Maria / RS. Quem estiver interessado em conhecer mais o serviço oferecido pela Psicóloga, entrar em contato pelo telefone: (55) 9114-9919.

Beleza Ville Salão e Estética – O segundo convênio firmado pela direção da APUSM oferece 10% de descontos nos serviços do Beleza Ville Salão e Estética.O salão disponibiliza aos seus clientes profissionais qualificados e capacitados para melhor atende-los, assim como produtos conceituados e renomados no mercado, tudo para garantir a satisfação e bom atendimento. O Beleza Ville tem como lema embelezar suas clientes sempre exaltando a saúde. Nossa equipe é composta por nutricionista, estetocosmetologa, cabeleireiros, maquiadores, designers de sobrancelha e manicure. O endereço do Beleza Ville é na Ângelo Uglione, 1667, sala 101, térreo. Abaixo do Hotel Morotim do Centro. O telefone para contato é o (55) 3347 1113 e o horário de atendimento é das 14h às 19h nas segundas, e de terça a sábado das 9h às 19h Mais informações: www.facebook.com/belezavillesm

Novo espaço para exposições na APUSM

A Secretaria da Associação dos Professores de Santa Maria, APUSM, estará mais colorida no decorrer dos meses de janeiro e fevereiro, graças à exposição da integrante da Associação dos Artistas Plásticos, Elena Ceretta Dalla Favera. A ideia da APUSM é proporcionar um novo espaço para os artistas possam serem vistos, conhecidos e com a possível venda de suas obras. Em sua primeira exposição individual, a bancária aposentada e também artista plástica, traz oito obras trabalhadas em acrílico sobre tela, sendo quatro abstratas e quatro pinturas que remetem a natureza. A amostra “Momentos espontâneos” foi inspirada em relatos e circunstâncias rotineiras da vida da própria artista. A exposição estará aberta e com ingresso livre durante

o mês de fevereiro no Hall da Secretaria da APUSM, com horário de visitação das 8 às 14 horas. “É uma honra para mim que não sou uma artista formada, mas de vocação poder expor minha arte, meu talento para os associados e demais comunidade santa-mariense. A APUSM proporciona este espaço democrático, acolhendo e incentivando mais do que a arte, mas também o consumo da cultura”, destaca Ceretta. Os quadros variam entre 300 e 330 reais e podem ser adquiridos pelo telefone fixo (55) 3222-6287 ou celular (55) 9974-5520. Os artistas que estiverem interessados em expor, favor entrar em contato com a APUSM - Setor de Eventos, pelo e-mail eventos@ apusm.com.br, ou pelo telefone (55) 3221 4856. Lorenzo Franchi

Foto Lorenzo Franchi / Ass Imprensa da APUSM


Janeiro 2015

15

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Conveniados da APUSM HOTÉIS

SERVIÇOS DIVERSOS

DESCONTO DE R$ 540,00 PARA ASSOCIADOS APUSM

SAÚDE

Tel: (55) 3015 5815 / atendimento@petlive.com.br

EMPRESAS DE BUFFET

Tel: (55) 9122 3686

Babette Restaurante (55) 3027 1716 Focus Produtora (55) 3027 5027 Maffi Restaurante (55) 3222 2799 Nedel Eventos (55) 3026 6234 Norberto Da Cás (55) 3222 1981 Via Gastronômica (55) 3217 5337 Vira Cambota (55) 3026 3333 W Eventos (55) 9984 7608

*AUXÍLIO EDITORIAL

Contribuição de R$ 500,00 por título, para docente associado que esteja publicando livro.


16

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Janeiro 2015

Finanças

Ótimo desempenho no biênio 2013/2014

A

cada encerramento de exercício financeiro surge a preocupação com o resultado econômico dos empreendimentos. Uma atenção esperada em um mercado capitalista como o brasileiro, no qual as entidades buscam lucros e resultados positivos para potencializar investimentos e modernizar empreendimentos. Esta associação – a APUSM – não tem finalidade meramente lucrativa, mas atinge seus objetivos estatutários através da gestão e aplicação efetiva dos recursos que gerencia. Em 01 de maio de 2013 a atual diretoria recebeu a Gestão da APUSM com um montante de valor aplicado em instituições financeira no total de R$ 3.723.911,01. Renovamos o mobiliário, ampliamos a capacidade e modernizamos o sistema de ar condicionado dos salões para eventos e das salas do setor administrativo. Trocamos o sistema de informática para maior efetividade no controle dos convênios e propiciamos capacitação deste sistema através de treinamento e preparação dos funcionários. Em 31 de dezembro de 2013 acompanhamos a evolução dos recursos aplicados e conseguimos atingir o montante de R$ 3.774.055,55, um crescimento de 1% em recursos aplicados, mas continuamos trabalhando no intuito de aplicarmos bem estes recursos e continuarmos investindo. Concluímos o projeto de novas escadarias e instalação de elevador e aguardamos a aprovação dos mesmos junto aos órgãos responsáveis. Esta obra prevê a instalação de outro elevador com maior capacidade e mais moderno que o atual interligando as dependências da APUSM com o estacionamento interno, localizado aos fundos do prédio atual, para melhorar a acessibilidade do público nos eventos e ao setor administrativo. Este novo espaço receberá

Neste final do ano anterior, em 31 de dezembro de 2014, chegamos ao total de recursos financeiros da ordem de R$ 4.642.671,33

escadas com ótima capacidade de fluxo de pessoas, tudo de acordo com as normas regulamentadoras de segurança e acessibilidade. Uma exigência legal que foi plenamente cumprida foi a readequação do prédio às normas de segurança necessárias ao pleno cumprimento do Plano de Prevenção Contra Incêndio – PPCI, com aberturas de saídas de emergência, instalação de portas corta-fogo, instalação de mais extintores e melhor identificação dos mesmos, entre outros critérios regulamentares. Demos andamento ao projeto para a reforma do Salão Panorâmico, com previsão de nova cobertura, aumento de área interna que terá a capacidade de público ampliada e receberá maior quantidade de sanitários, visando proporcionar mais conforto e melhores acomodações aos usuários, o piso deste espaço está sendo impermeabilizado e o assoalho de madeira trocado por acabamento cerâmico de alta qualidade. Neste final do ano anterior, em 31 de dezembro de 2014, chegamos ao total de recursos financeiros da ordem de R$ 4.642.671,33,

crescemos 25%. E ainda ousamos projetar o Complexo Cultural Poliesportivo, espaço com previsão de estacionamento coberto para 100 veículos, piscina térmica, e mais salões para eventos, con-

venções e atividades esportivas e recreativas. Uma obra grandiosa que está em fase de estudo de viabilidade e conveniência para obtenção da devida aprovação legal e regulamentar. Nossa Associação está sendo racionalmente administrada. Mantivemos a mesma mensalidade social, reduzimos a taxa administrativa sobre o convênio do Plano de Saúde Unimed e estamos realizando grandes investimentos em modernização e readequação como já foi exposto. Continuamos crescendo como os números demonstram. Temos imenso orgulho desta constatação. Idealizamos uma administração transparente, integradora, atuante e eficiente e conseguimos atingir todos os objetivos traçados. Nas próximas edições publicaremos a integra das demonstrações financeiras e o resumo geral dos investimentos.

No biênio 2013/2014 o volume de recursos aplicados em instituições financeiras ficou assim distribuído:

RECURSOS FINANCEIROS

2012 R$ 3.723.911,01

2013 R$ 3.774.055,55

2014 R$ 4.642.671,33

A linha de crescimento destes recursos financeiros, em relação a 2012, teve o comportamento demonstrado pelo gráfico abaixo:

RECURSOS FINANCEIROS

2012 R$ 3.723.911,01

2013 R$ 3.774.055,55

2014 R$ 4.642.671,33

Profile for Apusm Santa Maria

Jornal APUSM edição Janeiro 2015  

Jornal APUSM edição Janeiro 2015  

Advertisement