{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

R

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Santa Maria / RS / Brasil

ANO 48 nº05

Maio - 2015

A nova gestão da APUSM

Páginas Sede:

Finalizando a primeira etapa das obras Página

03

UNIMED:

Benefício gratuito para associados Página

07

História:

O primeiro automóvel de Santa Maria Página

17

10

e

11

Futebol:

Equipe APUSM se despede da Copa Prefeito Página

18


02

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

EDITORIAL

Em plena euforia – trabalhando para os associados

A

pós sermos contemplados com mais dois anos à frente da associação, a sensação de euforia vai dando lugar ao comprometimento que temos com cada associado e a satisfação que temos em bem atendê-lo. Essa sensação nos mantém felizes e cada vez mais conscientes de nossas responsabilidades. Conduzidos por este sentimento somos impulsionados a reestruturar alguns setores e nos prepararmos para novas perspectivas. Em breve estaremos disponibilizando o Salão Panorâmico com espaço mais amplo, e com excelente acabamento, aconchegante e sofisticado, com finalização das obras das escadas e do novo elevador, quase em funcionamento/operação, bastam ainda alguns detalhes de acabamento para que comece a funcionar. Já estamos implementando e fortalecendo nosso setor de cobranças e telefonia, para que de forma eficiente seja realizada a captação dos recursos que mantêm todos os convênios, bem como as transferências de recursos às entidades conveniadas, e na telefonia, a meta é expansão constante e com inovações permanentes em termos tecnológicos e de serviços ofertados. A cobrança permanente dos usuários destes produtos e serviços por mais qualidade e agilidade nos motiva a buscar formas também inovadoras para condução deste setor. Qualidade e responsabilidade sempre estiveram presente o que se almeja é a modernização e uma nova forma de atender a este público Uma atividade que não é nova mas que vale ressaltar é que através da APUSM são arrecadadas doações a várias instituições culturais e beneficentes de Santa Maria, basta que cada interessado autorize a cobrança através de débito em conta ou geração de

boleto bancário de uma contribuição (de qualquer valor mensal) em benefício de alguma das instituições credenciadas. Estas instituições recebem a contribuição dos nossos associados, que podem, por meio dos serviços do setor de análise de cobrança, contribuir financeiramente com as Entidades que tanto bem fazem por nossa sociedade. Estes valores arrecadados são repassados na íntegra para cada instituição conforme autorizado por cada sócio. Esta oportunidade é oferecida pela associação há vários anos, por esta razão alguns valores estão bastante defasados e caso algum associado queira atualizar esta quantia, basta encaminhar e-mail autorizando esta alteração de valor ou dirigir-se até a sede e atualizar a documentação. Para continuarmos inovando e contando com a participação cada vez mais ativa de cada um de vocês desenvolvemos um site para consulta. Autoexplicativo e bastante prático mensalmente segue um passo-a-passo para o seu cadastro e a senha é de sua livre criação. Em apenas alguns minutos o cadastro é acessado. Neste Painel do Associado é possível verificar seus dados de cadastro, como endereço e telefone que, caso precise, deverão ser atualizados entrando em contato conosco através de nossos canais de atendimento. É possível verificar os débitos mensais, tem possibilidade de

rever o estatuto e o devido registro em cartório. E os balancetes também ficam disponíveis neste canal direto com você, para a sua utilização. De forma prática e fácil. Mais uma oportunidade da APUSM agir de forma a oferecer comodidade e inovação. Permaneçam atentos às novidades que estamos preparando, vamos manter o trabalho de maneira a continuar administrando a APUSM para todos. Queremos a APUSM para todos os associados, mas também idealizamos uma Associação mais ampla com a participação da comunidade em nossos projetos, desenvolvidos com parceria de instituições como a UFSM nas Atividades Funcionais e a UNIFRA na Fisioterapia, e outras que estamos em fase de projeto. Queremos a sociedade prestigiando nossos eventos sejam jantares, coquetéis, palestras, seminários e bazares. Queremos fortalecer cada vez mais a nossa Petiscaria Cultural em uma nova roupagem para mantermos a APUSM de portas abertas por mais tempo, oferecendo espaço de convivência e socialização. Temos o congraçamento em nossa vocação como entidade e queremos que todos possam desfrutar da oportunidade de conviver mais, em um espaço seguro, aconchegante e pensado para o bem estar de todos. Frequente a sua sede e venha desfrutar de tudo o que estamos disponibilizando a vocês. Continuamos a cada novo exemplar afirmando sem dúvida: a APUSM é de todos e está sendo mantida e preparada para todos. Grande abraço a todos. Tania Moura da Silva. Colaborou Ana Paula de Azevedo Dal Pozzolo

Novos associados ANA CAROLINE PAIM BENEDETTI (UFSM) BÁRBARA MARIA BARBOSA SILVA BRUNO SIQUEIRA DA SILVA (IFF)

CLAITON MARQUES CORREA (IFF) DEISE MARIA CIROLINI MILBRADT (UFSM) DIOGO BELMONTE LIPPERT (UFSM)

Acompanhe as notícias pela página da APUSM ou pelo facebook. Para receber nossas notícias por e-mail, mantenha o seu cadastro atualizado.

JULIANO GOMES WEBER (IFF) REGINA MARIA MELO (UFSM) SONIA ELISABETE CONSTANTE (UFSM)

* Caso queira atualizá-lo ou mandar alguma sugestão envie um e-mail para: jornal@apusm.com.br

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Fundada em 14/11/1967 Av. Nossa Senhora das Dores, 791 CEP: 97050-531 - Santa Maria/RS Fone/Fax: (55)3223 1975 ou (55) 32214856 - www.apusm.com.br E-mail: apusm@apusm.com.br DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Tania Moura da Silva Vice-presidente: Eduardo Rizzatti 1º Vice-presidente: Darcila Castelan 1º Secretário: Martha Adaime 2º Secretário: Solange Fagan 1º Tesoureiro: Luiz Antônio Freitas 2º Tesoureiro: Gildo Meneghello CONSELHO DE CURADORES Titulares Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Julio Cesar Farret Suplentes Sirlei Dalla Lana Ronaldo Morales Pedro Romeu Bagioto JORNAL DA APUSM Informativo mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - Fundado em 30/03/1971. Supervisão Geral

Quintino Corrêa de Oliveira Gaspar Miotto

Jornalista Responsável Ricardo Ritzel MTB: 12773 Fone: (55) 3221-4856 Ramal 25 jornal@apusm.com.br Diagramação Rodrigo de Oliveira Fortes Revisão Professora Leila Ritzel Tiragem 4.000 exemplares O Jornal da APUSM aceita a colaboração da Comunidade Universitária

Distribuição gratuita e dirigido aos associados


Maio 2015

03

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Obras

E

Tudo “OK” com a Lei contra incêndios

a primeira etapa do plano de obras e melhoramentos da APUSM já está em processo de finalização e acabamento. Como resultado, além de adequar todas as dependências da sede da Associação com a atual legislação contra incêndios, mais conforto e segurança para associados, familiares e convidados. Com a conclusão dos trabalhos, volta também a liberação para eventos do requisitadíssimo Salão Panorâmico, agora ampliado e provido de um moderno elevador com capacidade para 10 pessoas e uma escada externa com mais de 2 metros de largura totalmente à prova de fogo. Melhorias estas que também beneficiam todos os demais pavimentos da sede social, como estacionamento inferior, primeiro subsolo, térreo e mezanino. Segundo o diretor de Obras da APUSM, professor Adarci Antoniazzi, “para terminar esta primeira fase de obras de ampliação e melhoramentos, faltam apenas a troca da portaria atual pela da lateral do prédio, a instalação de uma cobertura para esta nova entrada da Associação e a reformulação do estacionamento e jardins da frente do prédio

Salão Panorâmico, agora ampliado e provido de um moderno elevador com capacidade para 10 pessoas e uma escada externa com mais de 2 metros de largura totalmente à prova de fogo

da nossa sede, que facilitará a entrada e saída de automóveis e pessoas, não só em festas, como também no dia a dia da Associação”. Antoniazzi também projeta a próxima etapa das obras na APUSM: “Em breve, também teremos melhoramentos em nosso Fotos arquivo APUSM

Projeto da Petiscaria Cultural

Salão Cultural, como a colocação de paredes de vidro para melhor desempenho do ar condicionado e a construção da Petiscaria Cultural, com objetivo de proporcionar um local agradável para reunir e congregar os nossos associados em nossa sede social”, ressaltou. Conforme o diretor de obras da APUSM, a nova petiscaria terá funcionamento de segunda a sábado e também será totalmente independente da cozinha usada pelas empresas de gastronomia conveniadas que atuam nas festas realizadas na Associação. “E tudo isto sem esquecer-se do nosso grande projeto para a Associação, considerado prioritário pela maioria dos associados em recente pesquisa de opinião: a construção do Complexo Cultural Esportivo da APUSM”, finalizou o engenheiro e professor responsável pelo setor.

Futura nova entrada da Associação


04

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Crônicas

Retalhos de criatividade Celina Fleig Mayer*

H

á alguns anos, a Feira do Livro de Santa Maria traz ao público um pouco do que se escreve aqui, quando um grupo de pessoas,pertencentes à Academia Santa-Mariense de Letras,lança sua ANTOLOGIA (neste ano a VII). Para quem participa, é uma tarde-noite de satisfação imensa, ,que reúne os colegas, liderados pela simpatia e entusiasmo contagiantes do Presidente,João Marcos Adede Y Castro, em torno de um semi-círculo, sob o lonão da Praça, para autografar a obra,enquanto recebem apertos de mão, abraços, cumprimentos. Olhos nos olhos, o leitor e o escritor, sentem a epifania do momento único, mesmo sendo desconhecidos entre si. Grafar o nome em cada livro apresentado é um momento mágico para quem o faz e para o outro que registra naquele nome o semblante do autor. Depois, ao ler, provavelmente, o não mais estranho lembrará dessa troca de energia, e terá em sua frente a imagem de quem, ali , sob o toldo, sorriu para ele,numa comunicação rápida mas, quem sabe, inesquecível. Quem esteve na Praça Saldanha Marinho, na Feira do Livro, neste 8 de maio, tem noção do presente ganho. Não daqueles que se desembrulha à vista do doador,mas no silêncio da hora escolhida para ler o que ali os Acadêmicos escreveram. Esse trabalho, que vem sendo realizado nos últimos anos, tem o aval de uma Comissão Editorial que começa a sua missão antes do término do ano anterior. E, até agora, com justiça, leva o nome da Organizadora, Professora Lígia Militz da Costa. Ela atravessa as férias de verão sempre sob o compromisso que lhe foi dado, já com os originais dos sócios, em mão. Num primeiro momento, delega para a comissão editorial, composta por Aristilda Rechia e Ione Rorarto Mainardi, as poesias enviadas. Crônicas são avaliadas por Letícia Raimundi Ferreira e Máximo José Trevisan,e os Ensaios passam

A vida não é um aquário Máximo José Trevisan*

pelo competente critério de Carla Mano, Evandro Weigert Caldeira e Lígia Militz da Costa. Essa última edição prestou uma homenagem póstuma à Professora Ruth Farias Larré, falecida em março. Os trabalhos dela, em Poesia e Prosa, fazem parte da edição. E vale a pena debruçar-se sobre seus escritos. Das Poesias, tiramos fragmentos de POR QUE AQUIETAR-SE, ela que jamais sonhou, tão inquieta e produtiva, que o momento definitivo estava por chegar, calando-a para sempre. Escreveu aí: “Por que aquieta-se se há histórias por ouvir/poesia para emocionar/letras e letras por ler e escrever/ tristezas por consolar?” Premonição? Na crônica SER FELIZ (escrita em fevereiro de2015, suas últimas férias de verão,em Camboriú) “Vocês tem dúvida de como se pode ser feliz? Pois eu tenho certeza de que sempre é através de pequenos ou grandes retalhos de momentos prazerosos”.(Todos os textos da Antologia deveriam ser entregues em novembro de 2014, e este título,que é exceção na data, se deve ao seu falecimento). Ainda na prosa, NO CONSULTÓRIO, Ruth descreve suas visitas aos médicos, com quem se tratava. Em nenhuma ocasião, a desconfiança da doença insidiosa que a levou à óbito. Ela relata que o endocrinologista perguntou: ”Tens alguma queixa, Ruth? Alguma dor? Um incômodo de qualquer natureza”. E ela conta ao especialista sobre o seu maior problema: necessidade de oito horas diárias de sono ... (Sonho de todos nós que brigamos com as madrugadas insones!) A ausência de Ruth na Academia Santa-Mariense de Letras, deixa uma lacuna imensa, mas consegue o milagre de fazê-la permanecer entre nós, através dos seus escritos. E esse lançamento da VII Antologia, com seus retalhos de criatividade, tão prestigiados pelo público, ficará como um marco na História da ASL. *celmayer@terra.com

E

ra uma vez (assim começam todas as estórias) um peixinho verde, inquieto, pensativo, habitante de um aquário classe-média. Tinha companheiros de casa, comida e diversão com quem vivia no mesmo aquário. Pareciam até felizes, deslizantes na água azul com seixos depositados no fundo. O mundo para todos era o aquário. Um dia, o peixinho verde viu uma instigante frase em grandes letras: “O mundo não é um aquário”. E logo abaixo : “A vida não é um aquário”. Quem se atrevera a colocar tais frases ali? A dona do aquário certamente não fora. Não era dada a isso. Mas, é de se convir, poetas e loucos também no mundo dos peixes há, e não são poucos... Os demais peixinhos não se inquietaram; apenas ficaram curiosos. O pensativo peixinho verde logo se chamou ao silêncio. A mensagem o inquietara demais. A mesmice dos dias o matava aos poucos. Acordar / dormir / comer / nadar no aquário todo dia, dentro da mesma água, levava-o a uma grande infelicidade. A semente da mensagem caíra em coração fértil: o mundo não é um aquário, a vida não é um aquário !... Dando-se coragem, pediu à dona do aquário que o deixasse partir. Era preciso! Logo, logo voltaria, prometeu-lhe em tom persuasivo. A senhora, muito boa, deixou-o sair, e o peixinho partiu. Descobriu que, fora do mundo do seu aquário, havia um arroio; depois do arroio, um rio; depois do rio, o mar !...

Ah! o mundo não é um aquário, a frase ressoava forte. O mundo é um mar com ondas, possibilidades e perigos, quietudes e riscos. O aquário em que tinha vivido lhe fizera a cabeça, assim como a dos outros peixinhos. Suas cabeças tinham o tamanho do aquário -- a mensagem o levou a essa descoberta. Desejoso de mudança, percebeu que, além do aquário de onde saíra, estava o mundo. Tomado de fervor incontido, decidiu voltar como prometera. Queria testemunhar o sonho, a vida nova, partilhar a felicidade. A memória não deixava os companheiros de aquário fora dos seus plano. E assim aconteceu. Voltou. No início, o peixinho sonhava converter a todos, mas percebeu logo que mudar é desacomodar-se, mudar é reorganizar-se. Mudar não é fácil. Mudar é trocar valores, mudar é não nadar sempre do mesmo jeito, mudar é (re)ver o mundo com outros olhos, mudar importa em persistir. Há o primeiro entusiasmo, as primeiras danças e emoções; depois, as exigências da nova vida. A coerência é um bedel sempre a chamar a atenção. Nadar no aquário é mais fácil do que nadar no arroio, no rio, no mar...Mas, acaso, a vida é um aquário?... A vida não é um mar?... O peixinho verde assim refletia, sofrendo os primeiros desânimos na missão, quando um jovem peixe lhe bateu no ombro, aliás, na barbatana, e lhe disse: “Quero o mar. A vida realmente não é um aquário.” *Advogado, ex-Professor Titular da UFSM

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Maio 2015

05

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Associação

J

Diretoria lança campanha e projetos

unho agora fica marcado como o mês do “Dia do Abraço” na APUSM. Iniciativa da Comissão Social da entidade que levou um grande número de associados e amigos a se reunirem na sede social para se interarem das ações já promovidas pela Associação, conhecerem os projetos da nova gestão recém empossada, darem suas sugestões, ou simplesmente para colocarem a conversa em dia. Enfim, se reencontrarem! Na oportunidade, a atual diretoria aproveitou para apresentar a sua Campanha do Agasalho 2015, a Campanha de Novos Sócios e seus projetos de melhoramentos da infraestrutura, socioculturais, esportivos e recreativos. O evento aconteceu durante todo o último dia 3 no hall de entrada da Secretaria, entre 10h e 18h, sempre acompanhado de diversas mesas de canapés, quitutes, sucos, chás, cafés e, é claro, de bons vinhos.

“É uma forma de agradecer a todos os nossos apoiadores, é uma maneira carinhosa de dizer muito obrigado. É também um caminho para se aproximar mais ainda de nossos associados e de nossa comunidade, fazendo jus ao nosso lema de campanha: APUSM para Todos”, comentou a diretora do Departamento Cultural, professora Darcila Castelan. Meio Ambiente - E nada melhor para um dia tão especial na Associação, que terminá-lo com o lançamento de um concurso cultural sobre a importância da saúde da água entre as escolas municipais de Santa Maria, com premiações nas categorias de redação, crônica, poesia, desenho e vídeo. A iniciativa foi construída em uma parceria entre a APUSM, Fundação Moã, Secretaria de Meio Ambiente de Santa Maria e SENAC. “O tema do concurso é uma ótima proposta para a nova geração

discutir e debater: a saúde da água. E a questão toda é que nós temos, por enquanto, uma abundância deste mineral, mas cada vez mais a sua qualidade é péssima pela falta de controle, ou descontrole, do saneamento básico e depósito de lixo. Consequentemente, está cada vez mais caro oferecer água potável para população e pode até faltar em sua potabilidade”, enfatizou o gerente-executivo da Fundação Mõa,

professor Rainer Muller. Além da professora Darcila Castelan representando a Associação, participaram da solenidade a coordenadora do Projeto Municipal de Incentivo à Leitura – Leitura no Coração -, Daniele Martins, a coordenadora do Programa Municipal de Formação em Educação Ambiental, Vera Lúcia Simom, diretoria e colaboradores da Fundação Mõa e representante do SENAC.


06

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Acesse o site da APUSM

M

antendo a sua promessa de transparência, a direção da APUSM disponibiliza aos seus associados uma

página em seu site na internet com informações como as planilhas com os balancetes dos meses anteriores, estatuto do associado e

as movimentações dos valores de seus convênios. A fim de facilitar o domínio de sua página de associado no site,

Confira abaixo o modelo passo-a-passo: • Acesse o site pelo www.apusm.com.br • Após entrar no site da APUSM, você irá perceber que no canto superior direito da página inicial, encontra-se ao lado das notícias em destaque, o Painel do Associado. • Digite seu CPF/ CNPJ no espaço destinado e clique em [Clique aqui] • Feito isto, o site irá lhe encaminhar a uma nova página, a página de acesso ao sistema.

o

Pass

desenvolvemos um tutorial, para que você mesmo possa efetuar seu cadastro e consequentemente seu primeiro acesso sem dúvidas.

3

Confirme o seu nome que irá aparecer automaticamente nos dois espaços em amarelo na sua tela. Basta agora informar o seu endereço de E-MAIL e definir uma SENHA, lembrando que é de uso pessoal por conter informações particulares.

• Digite novamente o CPF/CNPJ no espaço destinado e após clique em efetuar o cadastro. • No andamento do seu registro a página irá solicitar-lhe seu e-mail e demais dados. • Crie uma senha, e memorize-a. Será útil para demais acessos. • Após definidas senha e e-mail, estará concluido o cadastro inicial. • Após registrado e logado, o associado terá disponível para acesso as planilhas com os balancetes dos meses anteriores, estatuto do associado e as movimentações dos valores de seus convênios.

Acesso ao site APUSM. Para o primeiro acesso:

o

Pass o

Pass

1

Em seu primeiro acesso basta informar somente os números de seu CPF e clicar onde a seta laranja esta indicando. Você será direcionado para a próxima etapa do cadastro

o

Pass

4

Finalmente você está no Painel do Associado. Confirme seu nome que irá aparecer automaticamente nos dois espaços em amarelo na sua tela. Neste espaço você navega com setas para cima e para baixo de acordo com a necessidade

É possível visualizar e mesmo salvar o estatuto atualizado, seu registro em cartório e os balancetes mensais, mais abaixo é possivel ver os débitos mensais do plano de saúde, mensalidade, seguro, telefonia e convênios.

2

Nesta etapa, é necessário buscar o Primeiro acesso, informando seu CPF e clicando em efetuar cadastro.

• Atenção: se os dados não estiverem condizentes, favor entrar em contato pelo telefone 55 3221 4856 / 3223 1975 / 3026-3565, ou se preferir, pelo e-mail apusm@apusm.com.br .


Maio 2015

07

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Planos de Saúde

A

Unimed anuncia mais um benefício exclusivo e gratuito para associado

Unimed Santa Maria, repensando o modelo tradicional de prestar assistência à saúde e a forma de produzir saúde e a gestão do cuidado, vem remodelando algumas ações, otimizando suas equipes, redesenhando processos de trabalho e sistemas de informação para atingir um objetivo comum: gerar resultados de saúde de forma rentável e sustentável para todos os participantes do seu sistema numa gestão de cuidado das condições e necessidades em saúde de seus usuários, satisfazendo as expectativas de diferentes públicos. A inovação para um novo modelo assistencial e implementar uma nova estratégia de abordagem ao usuário com um atendimento integral em saúde, voltado para a pessoa e não apenas para a doença, será o novo grande desafio. Com essa visão, a Unimed Santa Maria, através do Serviço de Medicina Preventi-

Conheça a Central de Acolhimento

va, está lançando e oferecendo para os Usuários de planos Unimed, da APUSM, mais um benefício, a sua mais nova atividade: Central de Acolhimento, com ênfase nas necessidades de saúde do usuário, potencializando as ações integradas, coordenadas, continuadas e de maior acessibilidade, agregando maior valor a cada envolvido, é mais uma alternativa na otimização dos recursos de saúde e na coordenação de utilização do plano.

Através da Central de Acolhimento estaremos disponibilizando ao usuário Unimed da APUSM o acesso a um Centro de Referência em Saúde, onde seu atendimento será direcionado para um Médico de Atenção Integral em Saúde (“ Médico MAIS”) na Medicina Preventiva, o qual juntamente com uma equipe multiprofissional, irá conduzir a coordenação do cuidado, a longitudinalidade(continuidade) e a integralidade em todas as ações de saúde, focando sempre no paciente como um todo. Todo o usuário da APUSM, com o plano de saúde da Unimed Santa Maria, que tiver o seu atendimento originado pela Central de Acolhimento e referenciado para o Atendimento Ambulatorial com o Médico de Atenção Integral à Saúde (MAIS) terá isenção de pagamento da coparticipação na Consulta com o Médico-MAIS, demais consultas na rede e procedimentos, segue o pagamento de coparticipação conforme estabelecido no contrato. Com isso, o papel da Unimed será de gerenciar a saúde dos clientes, ajudando-os a identificar, orientar e direcionar suas necessidades em saúde para um serviço referenciado e resolutivo. Dessa forma, a Unimed Santa Maria assumindo um novo conceito como operadora de plano de saúde: UNIMED cuidadora e gestora em saúde, estará facilitando o acesso ao atendimento em saúde de maneira racional e coordenada dentro do nosso sistema, abordando uma nova forma de relacionamento com o cliente, para atingir melhores resultados em saúde e uma maior satisfação para os integrantes de sua instituição e estabelecer uma relação sólida e coparticipativa entre a Unimed Santa Maria e a Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - APUSM, nos tornando cada vez mais um plano de saúde e não de doença!

O cliente do plano Unimed da APUSM passa a contar com mais um benefício: a Central de Acolhimento. Através desta Central, a Unimed passa a disponibilizar o atendimento de um Médico de Atenção Integral em Saúde (“Médico MAIS”) e de uma equipe multiprofissional na Medicina Preventiva, que irá conduzir as ações de saúde do paciente. O beneficiário que desejar cuidar de sua saúde poderá entrar em contato para receber orientações no direcionamento de seu atendimento e/ou agendar uma consulta com o Médico de Atenção Integral em Saúde através do telefone 4020.1757. Em casos específicos, o beneficiário será encaminhado para a rede assistencial. O atendimento é gratuito, sem coparticipação na Consulta com o “Médico MAIS” e exclusivo aos clientes do plano Unimed da APUSM. Com mais esta inovação, a Unimed Santa Maria confirma seu compromisso com o cuidado da saúde de seus clientes, através de um atendimento de uma equipe de profissionais capacitados para orientar e direcionar de forma coordenada as necessidades em saúde.


08

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Brinner celebra as mães professoras

A

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria encerrou os festejos do mês de maio com uma festa de celebração às mães. O brinner - café da manhã servido no horário do jantar - foi mais um grande sucesso de público e sabores promovido pela Associação que contou ainda com a sofisticada gastronomia do Chef Norberto da Cás. A abertura do encontro, realizado na quinta-feira, 28 de maio, ficou a cargo da Presidente da APUSM, Tânia Moura da Silva, que trouxe em seu discurso emocionado, palavras de admiração e respeito à maternidade, salientando a importância e esmero das mulheres que dão à

luz. O evento teve a sonorização da Musiartes, e a Cris Recreações também fez a festa da garotada com um espaço especial para as crianças. Após a ceia, as lojas Carmen Steffens e Piu Bella agraciaram os convidados com um desfile de moda, apresentando as novidades em bolsas, casacos, sapatos, vestidos e acessórios

para as estações outono e inverno. O brinner contou com o apoio das lojas Carmen Steffens e Piu Bella, do Norberto da Cás eventos,

Musiartes, Espaço Móveis e Cris recreações. A APUSM agradece a todos pela presença.


Maio 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Legislativo homenageia associados

N

o último dia 7 de maio, em Sessão Solene que integrou a Semana da Câmara e que celebra os 25 anos da Lei Orgânica de Santa Maria, foram feitas homenagens a quatro cidadãos santa-marienses que receberam títulos por sua participação na sociedade do município. Entre eles, dois associados da APUSM: o professor, escritor e compositor, Humberto Gabbi Zanatta, recebeu o título de Vereador Emérito; e o professor e empresário, Carlos Costabeber, foi agraciado com o título de Cidadão Santa-mariense. Carlinhos, como é carinhosamente chamado o professor Carlos Costabeber, entende que benemérito é aquele que faz o bem e que esta qualidade é algo que ele traz de berço, como um legado de seus pais. “Eu sou um homem público, mas

quero dividir esta homenagem com milhares de outras pessoas que fazem trabalhos solidários por Santa Maria”, enfatizou o homenageado. O mais novo Vereador Emérito, o professor e escritor Humberto Gabbi Zanatta, que exerceu a vereança entre 1989 e 1993, considera o título uma grande responsabilidade. “Não deixei de ser político após o meu mandato. Na prática, é um reconhecimento a essa minha participação em movimentos sociais. Eu tenho consciência de que devo continuar contribuindo”, comentou na ocasião. Na mesma Sessão, o coronel-aviador David Almeida Alcoforado recebeu o título de Cidadão Santa-mariense e o empresário Jorge Brandão recebeu a medalha de honra ao mérito do Legislativo Municipal. Fonte Jornal A Razão

09


10

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Conheça a nova diretoria da APUSM A nova diretoria da Associação e encabeçada professora Tania Moura da Silva tem novos nomes que se unem ao grupo para ajudar nas realizações em andamento e ainda projetar e construir novos empreendimentos em nossa Associação. Além disto, a nova gestão conta com apoiadores que estarão à frente de setores fundamentais para a manutenção do cumprimento do lema “APUSM para todos”. Conheça-os:

1º Vice-presidente: Darcila Castelan

1º Tesoureiro: Luiz Antônio Freitas

Departamentos - Assessoria de Comunicação: Professor Quintino Oliveira Professor Gaspar Miotto

1º Secretário: Martha Adaime

2º Tesoureiro: Gildo Meneghello

- Departamento de Esporte e Lazer: Professor José Antonio Motta Flores Professor Clauton Monte Machado

Diretoria Executiva

- Departamento de Cinema: Professor Luiz Carlos Grassi

Presidente: Tania Moura da Silva Vice-presidente: Eduardo Rizzatti

- Departamento de Xadrez: Professor Arlindo Mayer 2º Secretário: Solange Fagan

Tania Moura

Eduardo Rizzatti

Conselho De Curadores Titulares Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Julio Cesar Farret Suplentes Sirlei Dalla Lana Ronaldo Morales Pedro Romeu Bagioto

- Departamento de Reabilitação Física e Emocional: Professor Clauton Monte Machado - Departamento Sócio-Cultural: Professora Darcila De La Canal - Departamento de Obras: Professor Engenheiro Adarci Antoniazzi


Maio 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

11 Fotos Lorenzo Franchi

O Jantar de Posse da nova gestão

No encontro do último dia 8, a presidente Tania Moura da Silva apresentou seus novos diretores e conselheiros para gestão 2015-17 na APUSM

Lorenzo Franchi

E

Tania Moura e Roberto Bisogno

Nova comissão social da Associação

o recém-inaugurado Salão Panorâmico da Associação abrigou mais um grande encontro na Associação. Com decoração aconchegante produzida pelo Setor de Eventos, sonorização com clássicos da MPB sob responsabilidade da Musiarte e a gastronomia refinada de Norberto Da Cás, a APUSM fez do Jantar de Posse da nova gestão uma festa de gratidão e companheirismo. Na abertura, conjugando o verbo agradecer com muita elegância, a presidente da Associação, Tânia Moura da Silva, convidou um a um dos seus diretores e conselheiros da gestão 2013-15 e os presenteou com uma pequena lembrança pelos seus esforços e comprometimento

em prol da entidade: Quintino Correa de Oliveira, Ivan Henrique Vey, Ony Lacerda da Silva, Jesus Renato Galo Brunet, Renato Ilo Londero, Antônio Roberto Bisogno e Antônio Motta Flores. Na sequência do evento, Tania apresentou a sua nova diretoria, assim como os conselheiros da gestão 2015-17 Após a solenidade, os convidados desfrutaram de todo conforto do novo salão totalmente reformado e puderam admirar a bela vista do alto da sede da APUSM . O evento foi realizado na sexta-feira, 9 de maio, e contou com a presença de mais de 100 convidados, entre eles, a atual e a anterior diretoria, assim como apoiadores. O Jantar de Posse contou com o apoio da Espaço Móveis, Musiartes e de Norberto da Cás eventos.

Jantar de Posse no Salão Panorâmico

A presidente e Renato Brunet


12

O

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Parabéns Unifra - 60 anos

Centro Universitário Franciscano comemorou seis décadas de fundação neste último mês de maio. Para celebrar, foram programadas várias ações para funcionários, alunos e ex-alunos da instituição, entre elas, uma celebração religiosa, apresentações culturais e o lançamento de um documentário que retrata a trajetória histórica da Unifra. O audiovisual foi feito pela equipe da TV Unifra, e conta com depoimentos da reitora Irani Rúpolo, além de pró-reitores, historia-

dores, profissionais que atuam na cidade e ex-alunos, como a professora Ruth Larré. Eles falam sobre a relevância da instituição de ensino na educação e na saúde, alicerçada nos princípios franciscanos. (o documentário audiovisual está disponível no site da APUSM – www. apusm.com.br – ou direto pelo endereço eletrônico: www.apusm. com.br/2015/04/parabens-unifra-pelos-seus-60-anos Além dessas atividades, a Câmara de Vereadores sediou uma exposição sobre a história do Centro Universitário Franciscano. ‘Imagens, Memórias e Histórias – 60 anos Transformando Realizações junto ao Ensino Superior’. A exposição teve a curadoria da professora Círia Moro, e conta com obras sobre a trajetória da instituição por meio de painéis e fotografias. Também dentro das comemorações das seis

décadas da Unifra, a Sala Angelita Stefani, no Conjunto III da Unifra, recebe objetos, documentos e fotos que retratam a construção do pensamento franciscano alicerçado nos trabalhos de saúde e educação. A exposição fica aberta ao público até o dia 12 de junho. Histórico - Em 27 de abril de 1955, foi criada a Faculdade Imaculada Conceiçõa (FIC) e a Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora da Medianeira (Facem). Em 1995, ocorreu a unificação da FIC e da Facem, dando origem à Faculdade Franciscana (Fafra). Três anos depois, a Fafra foi transformada no Centro Universitário Franciscano. Atualmente, a instituição de ensi-

no conta com 34 cursos de graduação, 15 de especialização, quatro de mestrado e dois de doutorado. Neste ano, o Centro Universitário Franciscano tem 5.865 estudantes, 408 professores e 234 funcionários. A associação dos Professores Universitários de Santa Maria parabeniza a direção, os professores, os funcionários e os alunos da UNIFRA pela passagem dos seus 60 anos de Educação em Santa Maria. Fonte: Assessoria Unifra


Maio 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

13


14

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Opinião:

Literatura: “Livros que li” Professor Aguinaldo Severino

São crônicas de um cotidiano urbano, de um sujeito que entende seu mundo

S

Certos Homens

ão cinquenta crônicas, quase todas originalmente produzidas para a Veja São Paulo. A maioria delas foi publicada entre 2007 e 2011, mas há algumas antigas, de meados dos anos 1990, que talvez o editor entendeu ficar bem com as mais recentes. São crônicas de um cotidiano urbano, de um sujeito que entende seu mundo, tem os sentidos suficientemente em forma para registrar com Autor Ivan Angelo verossimilhança aquilo que o cerca. Ivan Angelo repercute os assuntos com calma e sem se envolver em polêmicas inúteis. Algumas descrevem uma visita física ao campo, ao subúrbio, à praia; noutras uma visita espiritual ao passado, à memória da infância e da juventude; mas a maioria é mesmo sobre os dias em uma grande cidade que nivela todos os viventes pelo anonimato. Em uma ou outra crônica arrisca um tema mais controverso, digressa por estereótipos e lugares comuns. Ler muitas de uma vez cansa, afinal elas foram produzidas para serem absorvidas num café da manhã de domingo, sob o sol, quando estamos cercados pelo cheiro de café bem forte e pães ainda quentes. Entretanto, quando retomamos a leitura após termos abandonado o livro por uns dias, sentimos novamente a força e a verdade das histórias, do registro vivo de nosso tempo. [início: 02/03/2015 - fim: 11/04/2015] “Certos homens”, Ivan Angelo, Porto Alegre: Arquipélago editorial (coleção: Arte da crônica), 1a. edição (2011), brochura 14x21 cm., 205 págs., ISBN: 97885-60171-21-7


Maio 2015

15

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Cinema

Telão em casa

Professor Robson Pereira Gonçalves

Outlander

Recebi a primeira temporada de “Outlander” e fiquei fascinado, tanto pela atuação de uma moça, Caitriona Balfe, inglesa claro, quanto à reverberação de transpor literatura para o cinema. Além de emprestar aqueles dados históricos de uma estória ficcional, a verossimilhança entre fatos e magia e lendas, tornam a série naquilo que chamei de desassossego na obra artística. É quando o “l’etourdit”, o estranhamento, nos toma os afetos. A série começa em 1945, seis meses depois da grande guerra, Claire, uma enfermeira naqueles tempos de penúria, e seu marido Frank, professor de história, decidem ir a

Mr. Turner

Recebi o tão esperado filme “Mr Turner” que trata dos últimos 25 anos de vida de Joseph Mallord William Turner (Londres, 23 de Abril de 1775 - Chelsea, 19 de Dezembro de 1851), considerado um

Inverness, Escócia, nas Highlands, para fazer uma segunda lua de mel. Lá se deparam com toda a gama de magia, crenças e, claro, rituais. Ao assistir escondida a um desses rituais pagãos, druidas, Claire retorna ao local no outro dia, numa colina com menires em volta, como se fosse stonehenge, e ao tocar a pedra central desaparece. A magia acontece - a moça é transportada para 1743, no mesmo local, perto do castelo Leoch, do clã Mckenzie. Este é o primeiro enredo, onde as vicissitudes de Claire tomam corpo: sendo uma “sassennach” (inglesa, oulander) vai se sentir dividida em ser inglesa ou admitir a cultura e a tal independência dos highlanders. Pode-se, até, admitir a metáfora nos nossos dias da luta dos escoceses em se separar da Inglaterra, pelo menos vislumbra-se antecedentes. A figura centrral, Claire, é interpretada por Caitriona Balfe, seu marido em 1945 e algoz em 1743 por Tobias Menzies, excelente e já conhecido. Sam Heugham faz o marido e amado no século XVII. A direção é de John Dahl, a escritora Diana Gabaldon escreveu a série literária. A música é Bear McCreary, cuja canção de abertura é, como diria, dos deuses. Enjoy.

dos maiores pintores do romantismo inglês. O veterano Timothy Spall faz Turner, com a direção de Mike Leigh. A fita retrata com maestria a complexidade, as contradições do pintor em relação à família, aos artistas de sua geração, amantes, que se tornaram tão turbulentas quanto suas pinturas de final de vida. Turner é considerado um dos artistas que iriam influenciar a pintura moderna. Enjoy.

Sugestões de Filmes

por Carlos Costabeber

O Último Concerto

Emocionante! Um drama incrível de um quarteto de cordas, que fez centenas de apresentações, e que se depara com a realidade da doença de um dos músicos. Esse também foi o último filme do ator Philip Seymour Hoffmann. Grande performance do veterano Christopher Walken. Invencìvel

A história beira o inacreditável. O americano Louis Zampieri, filho de imigrantes italianos, foi corredor olímpico (impressionou nos Jogos de Berlin de 1936). Na 2ª Guerra, era piloto na luta contra o Japão, quando seu avião caiu. Após 45 dias perdido no Pacífico, foi “salvo” e preso pelos japoneses. Sobreviveu mais uma vez à tortura e maus tratos, voltando para os EUA como herói, e ainda realizando o sonho de correr na Olimpíada de Tóquio, com 80 anos de idade. Superprodução dirigida pela atriz Angelina Jolie. O Juiz

O roteiro retrata uma relação problemática entre pai e filho. Um advogado de sucesso, de Chicago, que retorna para sua pequena cidade após a morte da mãe e tem de encarar a frieza do pai (Roberto Duvall), juiz da comarca. Lá ele descobre que o pai, doente, é acusado de ter assassinado uma pessoa no trânsito. O filme é muito interessante, apesar de cansativo (144 min). Duvall dá mais um show de interpretação. Whiplash: Em Busca da Perfeição

“Como sou um baterista frustrado, adorei esse filme que ganhou 3 Oscars.” (J.K. Simmons como ator coadjuvante) Um professor de música, perfeccionista, tratava com brutalidade seus alunos, especialmente um jovem baterista. Apesar de ficção, o filme estimula a procura da perfeição. O final surpreendente com um “solo” inesquecível de bateria.

Você pode assistir aos trailers no site www.youtube.com, ou se deseja ver mais dicas acesse o site www.fordsuperauto.com.br/sugestoes-de-filmes/ .


16

A

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Santa Maria em cartões postais

chegada da internet transformou, e muito, a comunicação entre as pessoas. Prova disso é que não se ouve mais falar em ir ao correio postar uma carta a um parente ou amigo. Quem se lembra da última vez que comprou um selo? Os mais novos nem devem saber o que é. Lá se vão os anos em que isso era uma atividade corriqueira para quem queria mandar notícias, falar com o namorado. Hoje, tudo ficou mais fácil. É só acessar a internet, entrar no e-mail e, como num passe de mágica, as notícias chegam ao destinatário. E com fotos em anexos. Mas, para muitos, o charme e o glamour de receber e enviar cartas e cartões postais não pode deixar de existir. Entre essas pessoas estão os integrantes do Fórum das Entidades Culturais de Santa Maria.Eles lançaram uma nova série de oito postais sobre a cidade. A primeira edição de postais foi no ano passado com o tema Um olhar sobre Santa Maria. “Foi um sucesso”, conta satisfeito o presidente do Fórum das Entidades Culturais, Máximo Trevisan. Nesses primeiros postais foram retratados o pórtico da cidade, o chafariz, a residência dos Maria-

Fotos: Divulgaç ão Fórum das En tidades Culturai s de Santa Maria

no da Rocha, a Catedral Metropolitana, a Vila Belga, o prédio da administração central, o Parque Itaimbé e o quadro da Lenda de Imembuí. Para a concretização da ideia, o Fórum contou com a parceria da ArtMeio Propaganda, do fotógrafo Jânio Seeger e do arquiteto Luiz Gonzaga Binato de Almeida, que escreveu os textos descritivos com informações sobre o município. E foram esses mesmos parceiros que fizeram acontecer essa nova edição, que procura representar a identidade de Santa Maria, através do mundo religioso com a Nossa Senhora da Medianeira, a comunidade militar com a 6ª Brigada de Infantaria Blindada, a comunidade cultural com a Tertúlia Nativista, o Bairro Dores, com a Igreja e Shopping, Val de Buia, a origem da chegada dos imigrantes italianos e a Avenida Rio Branco. “Essa edição procura manifestar a identidade de Santa Maria”, enfatiza mais uma vez Máximo Trevisan. A novidade destes novos postais é que não precisam de envelope para remetê-los. Atrás do cartão tem lugar para colocar nome e endereço do destinatário. Depois, é só selar e colocar no correio.

O início Tudo começou com a visita de casal de amigos ao advogado e presidente do Fórum das Entidades Culturais de Santa Maria, Máximo Trevisan, que queria cartões postais da cidade Coração do Rio Grande. Máximo foi

à procura nas livrarias e lojas e nada encontrou. A partir daí, ele alimentou a ideia, levou para o Fórum, onde encontrou receptividade, e a colocaram em prática. Fonte: Jornalista Clotilde Gama – Jornal A Razão


Maio 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

17

História

O primeiro automóvel em Santa Maria cidade e o acidente por ele provocado apavoraram os santa-marienses. Ao m 27 de março último, o amiouvir o ruído do motor, as pessoas que go Marco Aurélio Birmann estavam nas ruas corriam assustadas, Pinto visitou-me, trazendo recolhendo as crianças às suas casas. um precioso presente: o livro 50 Reclamavam providências das autoAnos de Viagem - Trabalhos, Peridades contra tal barbaridade, pois ripécias e Alegrias, 1972, de Frannão se sentiam em segurança nem cisco da Rocha Timm, conhecido mesmo no interior dos prédios. Não como “Chicotim”. havia mais tranquilidade na pequena Em 272 páginas, o autor narra Santa Maria. diversos episódios vividos duran“Chicotim”, então com 15 anos, te cinco décadas de sua atividade morava com sua avó na Rua Venâncomo caixeiro-viajante. cio Aires, perto do Regimento MalNa leitura, minha atenção foi let. Quando saía para ir ao Colégio logo voltada para o caso do priDistrital, era muito recomendado meiro automóvel em Santa Maria. para evitar as ruas, por causa do teO carro de Justino Couto poderia ser semelhante e este modelo Fiat fabrica“Chicotim” narra, com riqueza de mido automóvel. O colégio ficava do de 1908 a 1910 detalhes, o inusitado acontecimenna Rua Coronel Niederauer, onde to de um veículo automotor rodar sua casa dirigindo o seu Fiat pela Rua hoje está o Instituto de Educação Sorte grande - Em 1908, Justipelas ruas da cidade, em 1908. Ypiranga, hoje Pinheiro Machado, en- Olavo Bilac. Para não andar nas no Couto jogou na loteria e ganhou O automóvel pertencia ao cotrando na Rua do Acampamento em ruas, ele devia atravessar a coxilha o primerio prêmio, a “sorte grande”. merciante Justino Couto, que tinha direção ao centro. Naquela época, nenhum banco tinha onde, no ano seguinte, começariam sua residência e comércio em um Após percorrer a Rua do Acampa- as obras o quartel do 7º Regimento filial em Santa Maria. As primeiras caprédio na esquina sudoeste da Rua mento, Justino entrou na sas bancárias na cidade, instaladas em de Infantaria. Mas sua Floriano Peixoto com a Avenida Primeira Quadra da Rua prédios alugados, na Primeira Quadra curiosidade o levava a Ypiranga, atual Avenida Presidente do Comércio, hoje calçada Rua do Comércio, foram inaugupercorrer parte da Rua Vargas. O ramo de sua casa comerdão da Rua Dr. Bozano, e radas em março de 1910: o Banco do Comércio, na especial era o chamado “armazém de seguiu descendo a rua. Nacional do Comércio, no dia 22, e o rança de ver o Fiat. secos e molhados”, isto é, varejo Ao longo desse perBanco da Província, no dia 28. De sua casa até o lode gêneros alimentícios sólidos e curso, o veículo, com seu Por essa razão, ele precisou tomar cal do acidente, Justino líquidos. Justino teve dois filhos: estrepitoso motor, cauo trem e viajar a Porto Alegre, para reCouto dirigiu seu Fiat Dalton e Dalva. sou admiração e espanto ceber o seu prêmio. num trajeto de cerca de Justino Couto Dalton Couto, nascido em às pessoas, e espavoriu Na capital, Justino Couto se en1.700 metros. Na Rua 25.12.1914, foi secretário os animais atrelados às cantou com um automóYpiranga ainda não hageral da Câmara de Verecarroças, carruagens e vel Fiat, em exposição via calçamento, no treadores. Eleito suplente de tílburis, assim como os que serviam cho correspondente à atual Pinheiro numa loja, e, tendo recebivereador, assumiu o mande montaria. Saíram em disparada, Machado, ao longo da Praça Roque do um bom dinheiro, dedato (1960-63). Foi diree os condutores, cocheiros e cava- Gonsalez, então chamada Praça cidiu comprá-lo. O carro tor da Rádio Medianeira leiros mal conseguiram contê-los, Ypiranga. foi transportado por trem (1960-65) e redator-chefe precisando entrar nas ruas transaté Santa Maria, onde, seDepois seguiu pela Rua do do gabinete do reitor da versais para acalmá-los. Felizmengundo supôs “Chicotim”, Acampamento até a Praça Saldanha UFSM (1969-84). Ator te, não houve graves danos físicos, Marinho que havia apenas quatro foi deslocado por tração amador, Dalton foi muito apenas um jovem cavaleiro, derru- anos que recebera sua primeira aranimal da estação ferroChicotim atuante na Escola de Teabado de seu cavalo, teve leves fe- borização e pavimentação no períviária até a casa do protro Leopoldo Fróes. rimentos. prietário, num percurso de metro. então dobrou a esquina da Dalva Couto, nascida Após a esquina com a Rua Duque Pharmacia Fischer, entrando na Priquase dois quilômetros. em 24.2.1919, casou com de Caxias, em declive mais acentu- meira Quadra da Rua do Comércio Passando pelo centro da Werner Grau. O casal ado, o carro ganhou velocidade que - o atual Calçadão Salvador Isaia cidade, despertou grande teve o filho Eros Roberto não foi contida pelo motorista. Assim e desceu até a esquina do acidente. curiosidade e expectativa Grau, nascido em Santa correu dois quarteirões até a Rua Ba- As ruas do Acampamento e do Copara quando o automóvel Maria, em 19.8.1940. Ele rão do Triunfo. fizesse o primeiro passeio mércio eram calçadas com pedras formou-se em Direito em O acidente - No cruzamento da irregulares de basalto. pelas ruas, movido por 1963 (Univ. Mackenzie) Rua do Comércio com a Barão do seu motor de 30 HP e diriO livro de Francisco da Rocha e teve brilhante carreira Triunfo, uma depressão no pavimen- Timm tem apresentação de seu cogido por seu proprietário. como jurista, professor to fez o motorista perder o controle lega e amigo Mario Napoleão, que Os preparativos para e autor de livros publido carro e colidir contra uma casa si- destaca a obra como o apanhado tal façanha, na casa de cados no Brasil, Itália e tuada na esquina noroeste. A parede vivo de uma época, entre as décaJustino, foram vistos por Espanha. Doutor Honoris da casa era de alvenaria de tijolos as- das de 1910 e 1960. um menino, que passou a Causa por universidades do Brasil, sentados com barro e desabou. “Chidivulgar pela cidade o que estava por Fontes: Argentina e França. Ministro do Sucotim” ouviu dizer que os moradores Acervo pessoal. acontecer. premo Tribunal Federal (2004-2010). foram tomados de grande pavor e que TIMM, Francisco da Rocha. 50 Anos de Viagem Era um grande acontecimento na Em memória de Justino Couto, ali vivia “um paralítico que saiu em Trabalhos, Peripécias e Alegrias. Porto Alegre: Gráfipequena Santa Maria, então com cerca ca Editora a Nação S. A.,1972. foi denominada, em 1958, uma rua disparada”. (!?) de 10 mil habitantes. Mesmo em Porto Lei Municipal nº 632, de 23 de fevereiro de1958. de Santa Maria, antes chamada Rua O autor escreveu que esse foi o http://myntransportblog.com/2015/02/21/fiat-hisAlegre os automóveis haviam comeDr. Osvaldo Cruz, transversal da Av. primeiro acidente de automóvel ocor- tory-till-present-all-the-pictures-together-with-andçado a circular apenas no ano anterior. -later-on-without-date/ Presidente Vargas, quando ainda se rido no Estado do Rio Grande do Sul. Assim, numa tranquila manhã José Nehrer – Planta da cidade de Santa Maria, chamava Av. Ypiranga. O primeiro automóvel a rodar pela 1902. santa-mariense, Justino Couto saiu de Professor José Antonio Brenner

E


18

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Futebol

APUSM se despede da Copa Prefeito Lorenzo Franchi

G

anhar ou perder, é do jogo. Em sua primeira competição oficial depois da reativação do departamento de futebol da Associação, a seleção de veteranos da APUSM se despediu da 29ª Copa Prefeito Municipal no sábado, 23 de maio, às 14 horas, contra o Aliado F.C., no campo do adversário. Embora sem nenhuma vitória, ao menos nos gramados, é nítido que os atletas da categoria de 60 anos somaram em qualidade de vida. Os cabelos já grisalhos, na maioria, escondem um fôlego e disposição jovial destes atletas que

vão a campo todos os finais de semana contemplar a vida e as amizades, com o futebol. Na velocidade do seu tempo, e com uma destreza incomparável, os times surpreenderam os espectadores com um jogo recheado de emoções. Superior na maioria do tempo a equipe da APUSM mesmo desfalcada, explorou a velocidade do seu centroavante Clauton, para pressionar e envolver o adversário. Foi com ele que a associação criou e desperdiçou as melhores oportunidades. Ainda no final do primeiro tempo, com a perda de intensidade, o time da Associação acabou cedendo espaços, e como já dizia a máxima do futebol “quem não faz, leva”, acabou sofrendo um gol de fora da área. Na segunda etapa, a APUSM chegou a marcar, mas o lance foi anulado por impedimento. O gol solitário da partida, também representou o único arremate do Aliado no jogo. O resultado deu números finais à partida e também a participação

da equipe na competição. Embora sem nenhum ponto conquistado e com quatro tentos a seu favor, o aprendizado, a experiência e ganhos em saúde respaldam a brilhante e promissora inciativa. Para a disputa da Copa da Amizade, que ocorre no próximo semestre, a APUSM já está aceitando inscrições para a equipe de

futebol- categoria 60 anos. Interessados em fazer parte da equipe, favor entrar em contato com o Professor Clauton Machado pelo telefone (55) 9104-2426 ou email clautonufsm@yahoo.com.br, ou com a secretaria da Associação através do telefone (55) 32214856 (Importante deixar nome e telefone para contato).


Maio 2015

19

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Esporte

Uma celebração ao tabuleiro de xadrez

C

om a participação de 57 enxadristas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e até mesmo do exterior, entre eles, um Grande Mestre Internacional, três Mestres Fides, o atual campeão brasileiro de xadrez rápido e cinco ex-campeões gaúchos absolutos (sem contar com uma nova geração que chega com desempenho fantástico no tabuleiro), o Torneio Aberto do Brasil – Aniversário de Santa Maria 2015 já é considerado como uma das competições mais fortes deste esporte realizadas em Santa Maria em todos os tempos. Uma verdadeira celebração ao tabuleiro! A disputa, que aconteceu na sede da APUSM nos últimos dias 23 e 24 de maio, chegou ao seu final depois de sete rodadas de partidas acirradas, disputas aguerridas e muito fairplay com a sensacional vitória do ex-campeão gaúcho, Carlos Born, seguido em segundo lugar pelo Grande Mestre cubano (atualmente jogando pelo Paraguai) Neuris Delgado, ficando o Mestre FIDE Allan Gattais em terceiro. Os melhores santa-marienses foram o Mestre FIDE, Ivan Boere de Souza, em uma honrosa oitava colocação entre tantos jogadores de destaque, seguido de João Paulo Lukaszczyk, no décimo quarto lugar, e Leonardo Bortolotti Santos, na décima quinta posição. Todos jogam pelo convênio APUSM\Santa Maria Xadrez Clube. Para se ter uma ideia da dificuldade e força do torneio, o atual campeão brasileiro de xadrez rápido e também o Mestre

A disputa, que aconteceu na sede da APUSM nos últimos dias 23 e 24 de maio

Nacional, Marco Cordeiro, chegou ao final da competição invicto, sem derrota e sendo o único a tirar meio ponto do Campeão, mas no quarto lugar, empatado em pontos com o GMI Neuris Delgado, que somente no critério de desempate ultrapassou Cordeiro na classificação final. “Nunca é fácil, as partidas são tensas e exigem muito mental e emocionalmente do enxadrista. Então, sair sem derrota é muito importante”, analisou Marco, que iniciou em Santa Maria sua preparação especial para o Campeonato Mundial de Xadrez, que disputará em Berlim (Alemanha) entre 9 e 15 de outubro. Presidida pelo diretor geral do torneio, general Jorge Alberto Boabaid, a cerimônia de premiação da com-

petição contou com a presença do prefeito de Santa Maria, César Schirmer, além do diretor do Departamento de Xadrez da APUSM, professor Arlindo Mayer, que, se revezando, dividiram a tarefa de entrega dos troféus e medalhas para os vencedores. Na oportunidade, Schirmer (que acompanhou com atenção na última rodada as partidas que definiram o

resultado final do torneio), se declarou também um enxadrista e garantiu o apoio da Prefeitura Municipal na realização da final do Campeonato Brasileiro de Xadrez Rápido e Blitz, prevista para dezembro de 2015 também na Associação, assim como no torneio de aniversário da cidade do próximo ano. “Santa Maria está na rota dos grandes enxadristas, assim como dos melhores torneios deste esporte. E a Prefeitura está, e estará, junto em sua promoção”, declarou o chefe do executivo santa-mariense. Os demais resultados e todos os premiados no certame podem ser encontrados no site da APUSM (www. apusm.com.br) e Federação Gaúcha de Xadrez (www.fgx.org.br). O Torneio Aberto do Brasil – Aniversário de Santa Maria 2015 teve o apoio da Federação Internacional de Xadrez, Confederação Brasileira de Xadrez e Federação Gaúcha de Xadrez. A promoção foi da Prefeitura Municipal de Santa Maria e Santa Maria xadrez Clube e a sua realização tem a assinatura do Departamento de Xadrez da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria.

Presidida por Jorge Boabaid, a cerimônia de premiação contou com a presença do prefeito César Schirmer e do professor Arlindo Mayer da APUSM


20

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Artigos

O exército de Stédile

Professor doutor Eduardo Ayala Associado da APUSM

U

m ensandecido sujeito de barba e cabelos grisalhos, de permanente fisionomia torva e um olhar lancinante e desconfiado, bufou a seguinte arenga bombástica: “Ganhamos as eleições nas urnas, mas nos derrotaram no Congresso e na mídia. Só temos uma forma de derrotá-los agora: é nas ruas”. Zangadiços como esta criatura enigmática surgem, vez por outra, espumando de raiva é dando uma de lobo mau tresloucado. Com delirante ódio teológico, estes devotos do monólogo totalitário, destilam o mais amargo vitriolo sobre os que não pensam como eles. Pergunto: como anda a saúde mental do Sr. João Pedro Stédile? Será que ele é capaz de efetuar as sinapses cerebrais básicas? Qual é a causa da sua monomania que o faz repetir o mesmo discurso obcecado? O pretenso exército de Stédile nasceu em Cascavel, Paraná, em 1980 sob a denominação de “Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra” ou, simplesmente, MST. Teve como objetivo precípuo o assentamento de famílias em propriedades improdutivas e ocupadas ilegalmente. Contudo, nos dias que correm, o MST abraçou outra função: transubstanciou-se em uma organização ideológica a serviço de Lula e do PT. Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, por exemplo, 3.532 propriedades rurais foram desapropriadas para dar início à reforma agrária; no entanto, esses números jamais foram alcançados, nem de longe, por nenhuma outra gestão governamental e, sem mais dizer, a consequente redistribuição de terras ficou, por ora, estagnada nas salas e corredores enfadonhos do Incra. A descrença e a indignação geral sobre as reivindicações do MST eclodiram quando os assentados começaram a entrar no ramo do negócio imobiliário. Só para se ter uma ideia, o geógrafo Eduardo Girardi, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), especialista em questão agrária no Brasil, diz que: “No assentamento Primavera, em Andradina, interior paulista, berço do MST em São Paulo e o único do País em que o governo federal entregou a totalidade dos títulos de propriedade definitiva, o processo de transferência ganhou ritmo preocupante... Metade dos assentados já vendeu os lotes.... Com 3.676 hectares, divididas em 210 lotes – onde vivem cerca de 870 pessoas que dependem da agricultura – o assentamento está sendo afetado pelas leis de mercado”. Sim caro leitor: “leis do mercado”! Você não está lendo uma ficção, este é um fato que se mostra como a mais

depurada concretude. Ainda, para esses entes extemporâneos integristas como o “socialista cristão” João Pedro Stédile, que absurdamente tentam enxertar o marxismo em preceitos cristãos, faço uma singela pergunta talvez um tanto tóxica para eles: sabiam que as sempiternas “leis do mercado” têm enchido os bolsos dos revolucionários socialistas do MST que chegaram a vender por até R$ 500 mil cada lote aos empresários do agronegócio, tão incriminados e demonizados pelo movimento dos sem terra? Mais uma, e esta é bastante pessoal: parafraseando o filósofo Olavo de Carvalho infere-se que as ideias do Sr. Stédile têm como arrimo duas premissas centrais; uma, há contradições de interesses entre as classes sociais e; duas, tais antagonismos não têm solução pacífica. Nesse caso, o MST, conduzido pelo Sr. Stédile, se insinuaria como apoio estratégico da revolução e o germe de uma presumida administração rural comunista? No que concerne a esta segunda questão, cumpre advertir que em “Os Redentores” Enrique Krause escreve: “a democracia é incompatível com a liderança messiânica”. Ou, então, como sentencia Santiago Roncagliolo no truculento “Abril Rojo”: “Mucho cuidado! El límite entre un visionário y un alucinado es muy tenue...” Já li tantas parvoíces, mas esta é exemplar: “Eu quero paz e democracia, mas eles não querem, mas nós sabemos brigar também, sobretudo quando João Pedro Stédile colocar o exército dele do nosso lado”. De que “exército” peculiar falava o Lula? Do MST do sub-reptício e abilolado “comandante” Stédile? Daquele movimento de falsos agricultores que saiu do campo e veio para o asfalto a descer o sarrafo? Informei-me pela mídia que esses “camponeses” de cambalacho trocaram a enxada por uma vida menos sôfrega. Sob a ingerência auspiciosa do PT e demonstrando obediência canina por uns trocados, o MST continua a realizar invasões e depredações de fazendas, viveiros, plantações, patrimônio privado, prédios públicos, laboratórios e, como é de praxe, seguem impedindo o fluxo do tráfego em rodovias. Dito isso, só me resta fechar este artigo afirmando que o Lula é um agitador explícito e consumado. E mais: concordo em gênero, número e grau com a Dra. Maristela Basso, professora de direito internacional na Universidade de São Paulo quando sustenta que: “Muitos atos do MST implicam ameaça e ferimento a pessoas, depredação de bens e interrupção do tráfego nas estradas... Tudo isso é considerado terrorismo pelas convenções internacionais assinadas pelo Brasil.”

Sinais de alerta...

Eloisa Antunes Maciel*

E

Maio2015

les surgem em qualquer tempo, lugar ou estação do ano... Podem prenunciar estiagem ou tempestade; presságios de chuva ou sol escaldante... Podem ser intensos, breves ou prolongados; estimulantes ou desanimadores... Tendem a durar minutos, segundos ou horas – o tempo suficiente para oportunizar tomada de decisões – defesa ou precaução, uma vez “decifrada” a sua mensagem.... Podem ser representados pelo arco íris após tempestades - que geralmente ocorrem no verão, como podem consistir de um arrebol atípico, em tons de vermelho intenso e assustadoramente escuro e denso – fenômeno, esse, geralmente percebido como prenúncio sombrio, sendo capaz de suscitar cogitações de toda ordem... Também podem consistir de pressentimentos, premonições, estranhas aflições – aparentemente sem causa compreensível... Nesse caso precisam ser elucidadas à base de suas motivações, histórico de ações, reações contraditórias ou de explicações suscitadas pelos seus próprios efeitos, suas causas e consequências... Podem indicar o não atendimento (adequado) de necessidades em diferentes planos – como o afetivo, o sócio-cognitivo, o espiritual, entre outros – não menos significativos. Merecem a atenção adequada e oportuna.

Situam-se em alguns desses planos os sinais de alerta decorrentes de vocações não estimuladas ou rejeitadas, religiosidade reprimida ou hostilizada, afetividade “censurada” ou motivações relegadas ao plano da insignificância ou do descaso, ou da espiritualidade sob as travas da reprovação, do sarcasmo exterior, ou simplesmente negada pelo próprio sujeito que dela necessita à sua completude ou plenificação como ser humano orientado para a transcendência... Podem ser diversos e específicos a um só tempo - e diferem nas mais diversas situações vivenciais, com as do casamento, missões de alta responsabilidade, desafios ou experiências desafiadoras, entre outras para as quais os seres humanos nem sempre estão satisfatoriamente preparados... Urge identificar esses sinais e agir adequadamente a fim de que os mesmos, como decorrência de uma causa específica - ou de um conjunto de causas conjugadas que precisam ser identificadas – e convenientemente tratadas - possam ser desmistificados e não mais enquadrados na categoria mito ou tratados como um emaranhado de tabus... Sim, pois os ditos sinais de alerta merecem uma abordagem racional e genuinamente científica, seja qual for o ângulo ou âmbito científico/filosófico em que possam ser focalizados. *Professora aposentada da UFSM. Associada da APUSM há mais de 30 anos


Maio 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

21

Jurídico

TRF4 e o auxílio-transporte intermunicipal

O

auxílio-transporte é devido a todos os servidores que necessitam utilizar veículo para o deslocamento até o trabalho. Em processo contra órgão público, servidores vêm conquistando o direito ao recebimento do auxílio-transporte intermunicipal. Devido ao entendimento equivocado da Administração Pública de que o transporte intermunicipal não seria caracterizado como “coletivo”, servidores residentes em localidades diferentes daquela em que estão lotados tiveram o seu benefício cancelado. Através do pleito judicial, obtiveram decisão de primeiro grau que determinou o restabelecimento imediato da verba. Ao avaliar recurso interposto, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região - TRF4 manteve a decisão de primeiro grau e fixou os juros em 6% ao ano às parcelas do benefício pagas em atraso, além de correção monetária. O processo ainda tramita na justiça, sendo passível de recurso.

O advogado e sócio do escritório Wagner Advogados Associados, Flávio Ramos realiza todas as quintas-feiras pela manhã, das 10h ao meio-dia, orientações jurídicas aos associados da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (APUSM). Ramos é especializado nos assuntos relacionados a questões funcionais do servidor público como: carreira, vínculos do professor ao serviço público, entre outros. O escritório atua nesta área há cerca de 30 anos. Neste ano o escritório também está atendendo aos professores associados que possuem vínculos com instituições particulares. Assuntos relativos ao regime geral da previdência- INSS destes associados podem ser esclarecidos pelos advogados. Para isso, basta que o associado utilize este serviço nas quintas-feiras.

STJ: aposentadoria integral a ex-servidor com doença grave

Benefício está previsto na Lei 8.112/90, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos federais. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que um ex-servidor da Fundação Universidade de Brasília, UnB, aposentado por invalidez com proventos proporcionais, tem direito a aposentadoria integral. Representado por Wagner Advogados Associados, o ex-funcionário, que tem esquizofrenia, conseguiu o benefício previsto na Lei 8.112/90, que trata do regime

jurídico dos servidores públicos civis da União. Segundo o referido diploma, o direito a este tipo de aposentadoria é conferido a todo servidor público acometido de “alienação mental”. O entendimento do STJ confirma decisão favorável ao aposentado, já concedida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A UnB pretendia reverter o julgamento regional alegando interpretação equivocada da norma. Segundo o relator Ministro Humberto Martins, apesar da lei

não indicar que a esquizofrenia esteja incluída no rol de doenças que podem ser classificadas como “alienação mental”, uma Portaria Normativa de 2006 garante o benefício integral aos trabalhadores com distúrbio mental que altere a personalidade do indivíduo ocasionando a incapacitação permanente para qualquer trabalho. A UnB justificou que negou a aposentadoria integral ao ex-funcionário porque, no momento da concessão do benefício, o mesmo não havia sido diagnosticado com

alienação mental. Para o relator, aos médicos cabe apenas fazer o diagnóstico. O enquadramento jurídico é tarefa do administrador e do Judiciário. Destacou ainda que laudo emitido pelo Hospital Universitário, com relatórios médicos, atesta que o aposentado está em tratamento por tempo indeterminado. Por esta razão, a aposentadoria deve ser alterada de proporcional para integral. Fonte: Wagner Advogados


22

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Conveniados da APUSM HOTÉIS

SAÚDE

EMPRESAS DE BUFFET Babette Restaurante (55) 3027 1716 Focus Produtora (55) 3027 5027 Maffi Restaurante (55) 3222 2799 Nedel Eventos (55) 3026 6234 Norberto Da Cás (55) 3222 1981 Via Gastronômica (55) 3217 5337 Vira Cambota (55) 3026 3333 W Eventos (55) 9984 7608

Descontos de 18% nas compras à vista e 5% no crediário.

*AUXÍLIO EDITORIAL

Contribuição de R$ 500,00 por título, para docente associado que esteja publicando livro.

Beleza

Descontos de 20% na assinatura anual

Endereço: Ângelo Uglione, 1667, sala 101, térreo. Telefone (55) 3347.1113


Maio 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Conveniados da APUSM SERVIÇOS DIVERSOS

Tel: (55) 9122 3686

Tel: (55) 3015 5815 / atendimento@petlive.com.br

DESCONTO DE R$ 540,00 PARA ASSOCIADOS APUSM

23


24

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Maio2015

Profile for Apusm Santa Maria

Jornal APUSM edição Maio 2015  

Jornal APUSM edição Maio 2015  

Advertisement