a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

Informativo APUSM - Sexta-feira, 13 de março de 2020

Página

1

ASSOCIAÇÃO DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE SANTA MARIA

INFORMATIVO Edição 05 - 13 de março de 2020

ENTREVISTA: ELAINE RESENER, NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Referência feminina de dedicação e sucesso A figura da mulher passou a ser extremamente importante na sociedade, onde ela exerce cada vez mais um papel de protagonista, embora ainda sofra com as heranças históricas do sistema social patriarcalista em seu dia a dia. Com o tempo, graças às lutas promovidas, a mulher vem aumentando o seu espaço na sociedade, abandonando a imagem de mera dona de casa e assumindo postos de trabalho, cargos importantes em empresas e estruturas hierárquicas menos submissas. Apesar de uma maior presença no mercado de trabalho, ainda há uma desigualdade em relação ao homem. Não faltam exemplos de mulheres batalhadoras que trilham belos caminhos e alcançam o sucesso, servindo de inspiração para muita gente. Por isso, neste Mês da Mulher, a Apusm homenageia a todas contando um pouco da história de uma mulher que é referência na sua área de atuação e exemplo de dedicação. É a professora Elaine Verena Resener, médica formada pela UFSM que hoje atua como Superintendente do Hospital Universitário. Na entrevista a seguir, ela conta um pouco da sua trajetória e os desafios enfrentados. Confira: – A senhora é referência na saúde no Estado. Pode nos contar sua trajetória? Elaine Resener – Tudo iniciou ao cursar Medicina na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e, também, a Especialização em Ginecologia e Obstetrícia. Depois, atuei em consultório privado e integrei o corpo clínico dos hospitais de Santa Maria. Logo a seguir, fui aprovada em concurso para médica do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), em 1982. Devido ao estreito contato com alunos de Medicina, busquei qualificação acadêmica no mestrado e doutorado da Universidade de São Paulo e, como consequência, ingressei como docente de Medicina em 1993. Estas duas atividades na saúde e no ensino me aproximaram da gestão, onde atuo desde 1998, quando assumi o primeiro mandato como diretora geral do Husm, reeleita em 2002 para mais quatro anos. Diante do desafio de Gestão da Saúde Pública, em especial do maior hospital público do interior do Estado, além da qualificação acadêmica, fiz especializações em gestão hospitalar. A primeira foi na Pontifícia Universidade Católica do RS (PUC), em 2002, Hospital Sírio Libanês em 2013 além de especializações Internacionais de Gestão da Saúde Pública em hospitais de ensino na França, Portugal e Espanha em 2014 e 2015. Essas experiências foram balizadoras para o enfrentamento dos desafios hospitalares dos novos cenários de saúde e a devida inserção da formação de profissionais. Tive a oportunidade ímpar de atuar na Atenção Básica e Especializada da cidade como secretária de Município da Saúde por

DIVULGAÇÃO

– Como vê a conquista das mulheres nos diferentes setores? Elaine Resener – Ainda se acredita no mito de que o cargo de gestão de liderança demanda dedicação absoluta em detrimento de si mesma e da família. Isso faz com que muitas mulheres abram mão de um relacionamento e de ter filhos. Porém, penso que, hoje, há espaço para o equilíbrio e motivação para a participação da mulher nos mais variados espaços, visto a crescente representação junto às forças armadas, parlamento, universidades, pesquisadoras entre outros, sem deletar sua vida pessoal. – O Dia Internacional da Mulher faz com que se sintam representadas? Elaine Resener – É sim um dia especial, para reflexão e atitudes que devem ser de todos os dias. Apesar de importantes conquistas e avanços, ainda há muitas situações de vulnerabilidade e ainda morrem pelo simples fato de serem mulheres. São segregadas em inúmeras posições pela sua condição fisiológica da gravidez, maternidade e aleitamento, estão subrepresentadas no cenário político e em muitos outros cargos de liderança e gestão. Embora as competências não sejam gêneros dependentes, ainda há um longo caminho, neste sentido as mulheres sabem do que estou falando.

Dra. Elaine Resener foi a primeira mulher indicada para administrar o Husm, em 1998

três anos, o que representou um desafio totalmente diferente da gestão do Husm. Conhecer diferentes instâncias dos problemas mudou definitiva e decisivamente minha visão de Rede de Saúde Pública. Ao retornar ao Husm, atuei na adoção do novo modelo de gestão pública pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), fui indicada e nomeada superintendente, quando pude acompanhar o primeiro grande concurso, em 2014, com mais de 800 vagas para o hospital. Isso possibilitou passar de 307 para 403 leitos e atender mais de 200 mil consultas especializadas por ano, além de aumentar em 90 % a oferta de cursos de especialização (residência) Médica e Multiprofissional. Neste cenário, continuo a exercer, além da gestão, minhas atividades de docente no curso de Medicina, ciente, com toda minha equipe, da dimensão de nossa responsabilidade do pleno funcionamento, com qualidade de nosso hospital. – Quais são os desafios enquanto profissional, mãe e vida pessoal? Elaine Resener – Os desafios mudam conforme a fase da vida, da profissão e idade dos filhos. Enquanto profissional,

conquistei o mais elevado grau da carreira acadêmica que é a de professor titular, além dos muitos reconhecimentos públicos decorrentes de minhas atividades dentro e fora da UFSM, e mantenho o compromisso do ensino e da inserção dos novos profissionais no cenário de trabalho. Na gestão do Husm, o desafio é o da manutenção e, se possível, a ampliação e qualificação de um hospital que nunca foi tão grande como é hoje. No entanto, ainda temos a obra da ampliação de leitos de UTI e importantes laboratórios para concluir. Neste ano, comemoramos os 50 anos do Husm e apresentamos à comunidade o amadurecimento e crescimento de todas atividades do hospital. Como mãe, tenho a gratificação e a felicidade de três filhos formados, especializados e inseridos com sucesso em suas áreas, sendo dois médicos e uma psicóloga. Na vida pessoal, o desafio do equilíbrio nas atividades, da relação de casal nesta fase da vida, manutenção da saúde é permanente. O exercício de ‘desconectar’ é um deles, além de fazer atividades que me deem alegria e prazer. Por oportuno preciso citar o novo espaço da academia da Apusm, reunindo prazer e cuidado com a saúde.

– Quais as qualidades e deficiências na saúde de Santa Maria? Elaine Resener – Nossa cidade tem privilégio de contar com uma universidade e um grande hospital de ensino que formam profissionais excelentes e atende a população com qualidade e totalmente pelo SUS. Nossas deficiências e desafios para a saúde de Santa Maria estão no fortalecimento da atenção básica, promoção e prevenção da saúde e maior resolutividade em nível primário. As unidades de saúde enfrentam grande rotatividade de médicos, fato que reduz o vínculo com o paciente bem como a e adesão e confiança nos tratamentos. Na parte hospitalar, faltam leitos e, nesse sentido, é importante que o hospital Casa de Saúde (que foi municipalizado) atenda de fato o que se propõe em contrato de gestão com o município e que seja constante no atendimento ao SUS, como é o Husm É vital que o Hospital Regional passe a funcionar de forma integral, atendendo o que a população realmente precisa e pelo SUS, haja vista as grandes filas de espera por cirurgias e procedimentos. – Qual mensagem de incentivo deixa para quem busca sucesso e realização? Elaine Resener – Que estudem e se qualifiquem muito, avaliem os cenários onde desejam se inserir em qualquer ramo de atividade e que busquem o sucesso que, na verdade, representa o equilíbrio entre todas as nossas atividades e papéis.


Página 2

Informativo Apusm - Sexta-feira, 13 de março de 2020

Exposição retrata universo feminino

APUSM ESTUDA REFORMULAR ESTATUTO

Até o dia 23 de março, a população pode conferir a exposição “Narrativas Contemporâneas do Feminino na Arte do RS”, de curadoria da artista plástica Susane Kochhann. As obras estão disponíveis no Espaço Expositivo da Apusm. Cada artista participante, que são de várias regiões do país, mostra na sua obra o seu olhar sobre o tema que envolve a mulher e suas diferentes vivências, seja sobre a cultura, os costumes ou a violência. – É uma exposição independente formada por obras que retratam o feminino de uma forma diferente, mais dinâmica, contemporânea, onde as artistas tentam resgatar o universo feminino em diferentes classes sociais, idades e cultura. A finalidade é contemplar com essa visão moderna sobre esse cenário. Tanto que temos, entre os participantes, artistas homens que nos mostram um pouco da visão sobre esse universo – diz a curadora Susane Kochhann, que também é presidente Associação dos Artistas Plásticos de Santa Maria. Na exposição, o público poderá conferir obras em desenho, pintura em tela, performance, poesia, arte vestível, obra de arte interativa no formato de um jogo de imagens, instalação, objeto arte, gra-

vura, e outras linguagens. Os artistas participantes são: Camila dos Santos, Denise Xavier Gonçalves Deniyàmi, Denise Reis, Fabiane Aires, Fernanda Beck Moro, Hélvia Schneider, Mariana Viana, Israel Caetano, Ivelise Flores, Jane Andiara Zofoli, M. Flowers, Cibelle Viana, Márcia Binato, Marilene Nunes, Melina Guterres, Patrícia Felden, Rebeca Sasso, Tati Barrios Vinadé, Vani Folleto e Vanuza Coelho. A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. A entrada é franca. ABERTURA Para abrir a exposição “Narrativas Contemporâneas do Feminino na Arte do RS”, uma roda de conversa foi realizada para os convidados que estavam presentes na sede da Apusm. Três mulheres puderam contar um pouco da sua trajetória pessoal e profissional, a superação de desafios impostos pelo fato de simplesmente serem mulheres, e, ainda trocar experiências com público presente, sendo elas Deborá Thomaz Evangelista, Marília Chartune Teixeira e Renata de Assis Brasil.

FOTOS DIOGO BRONDANI

A Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (Apusm) é uma construção coletiva, resultado do trabalho de muitos docentes que, ao longo destes 52 anos de existência, dedicaram esforços para construir uma entidade sólida. E agora, para dar continuidade a esse trabalho, precisamos dar mais um passo para atualizá-la e torná-la ainda mais dinâmica. Há algum tempo, a Apusm estuda a possibilidade de fazer reformulações no seu Estatuto Social, este conjunto de normas legais que regulam o funcionamento de nossa Associação. Desde nosso primeiro mandato (2017-2019) percebemos a necessidade de reformulações e por isso, na época, foi constituído um grupo que iniciou os primeiros estudos. O trabalho deles foi importante, porque sinalizou mudanças necessárias que foram sendo avaliadas e amadurecidas. E em abril do ano passado, no início do segundo mandato, lançamos um desafio aos integrantes do Conselho Consultivo, grupo que tem como principal tarefa assessorar a diretoria. Acreditávamos que eles reuniam as condições ideais para propor as mudanças no Estatuto. Aceitaram o desafio e imediatamente começaram a trabalhar. Com reuniões semanais, o grupo se encontrava na sede da Apusm, no final da tarde de todas as segundas-feiras. Diversos integrantes da equipe possuem experiências em outras entidades, onde participam como membros da diretoria ou do quadro social. Foi um trabalho intenso, sério, com discussões e consultas a especialistas sempre que surgiam dúvidas, especialmente quanto a aspectos legais. Ainda no final do ano passado recebemos a primeira versão da proposta de reformulação do Estatuto. Os integrantes da atual diretoria analisaram cada um dos itens onde foram sugeridas alterações. E depois de análise minuciosa e de troca de ideias, concluímos que poderemos dar continuidade à proposta de mudanças, porque se propõem a modernizar a gestão da entidade, e estabelecem mais controles nos gastos e nas decisões da diretoria. E, certamente, vão dar nova dinâmica à nossa Associação. E para dar maior garantia jurídica à proposta que será apresentada aos associados, convidamos uma comissão formada por três experientes advogados, para fazer uma criteriosa revisão do texto que será colocado à apreciação da Assembleia Geral. Os advogados Renato Brunet, Máximo Trevisan e Josefino Francesquetto aceitaram o convite e vão apresentar um parecer sobre a legalidade jurídica das alterações que estão sendo estudadas. E o resultado deste estudo, posteriormente, também será disponibilizado para o conhecimento de todos. Acreditamos que a opinião destes especialistas é importante para que tenhamos mais elementos para avaliar as reformulações. Por isso, vamos convocar uma Assembleia Geral para o dia 31 de março, com a finalidade específica de discutir a reformulação do Estatuto. E lembramos que nos próximos dias o texto com a sugestão completa será disponibilizado. Solicitamos que todos avaliem, antecipadamente e sem pressa, cada um dos aspectos que estão sendo propostos para serem alterados. Alguns deles destinam-se apenas a ajustar a linguagem do Estatuto, sem alterações em seu conteúdo. Por exemplo, o atual Conselho de Curadores passará a denominar-se, como na maioria das associações, de Conselho Fiscal. Mas há aspectos significativos, como melhores especificações dos dependentes – ascendentes e descendentes. Por exigências legais, estamos detalhando melhor quem pode ser dependente, especialmente para que os associados mantenham os filhos no plano de Saúde da Unimed. E também para que eles tenham direito de frequentar e usufruir das demais atividades da Associação, como a Academia de Ginástica, Pilates, escola de dança, e a utilização das quadras esportivas que compõem o Centro Cultural, que se encontra em fase de construção. Além de diversos outros benefícios que estão sendo oferecidos. A comissão fez a proposta das alterações estatutárias dedicou tempo significativo estudando este aspecto dos dependentes, porque interessa a considerável número de associados. Outro aspecto significativo, e que traz alteração significativa no conjunto do Estatuto, é a proposta de constituição de um Conselho Deliberativo. Seguindo a tendência das modernas associações, o grupo entendeu que este Conselho poderá contribuir na administração de nossa associação. Pela proposta, caso aprovada, os membros deste Conselho serão escolhidos através de eleição e terão mandato igual ao da Diretoria Executiva. Em breve estaremos disponibilizando, através de e-mail, no site da Apusm e na sede em forma impressa, o texto completo da proposta apresentada pelo grupo que realizou o estudo – assim como o parecer da equipe de advogados. E estaremos abertos para receber contribuições e sugestões. E até meados de março pretendemos publicar o edital de convocação para a Assembleia Geral Extraordinária, que terá a finalidade específica de reformular o Estatuto. Importante, para nós, é que enviem sugestões e compareçam à Assembleia. Sabemos que muitos de nossos associados têm conhecimento do assunto, e suas contribuições serão importantes para termos um Estatuto que venha contribuir para um bom gerenciamento e para o fortalecimento de nossa entidade. Assim, estaremos todos participando de mais uma etapa de construção da nossa cinquentenária Associação, fundada em novembro de 1967 para “defender os interesses dos professores universitários e congregá-los através de eventos sociais, esportivos e culturais”.

Susana Kochhann é a curadora da exposição que conta com 22 obras de artistas de todo Estado

POR PAULO ROBERTO MAGNAGO - PRESIDENTE

Renata (a partir da esquerda), Marília e Deborá integraram roda de conversa na abertura


Informativo APUSM - Sexta-feira, 13 de março de 2020

Página

3

Novidades para a saúde dos associados FOTOS DIOGO BRONDANI

Depois de inaugurar uma moderna academia, com amplo espaço, equipamentos de última geração e equipe profissional capacitada, a direção da Apusm não para de investir em benefícios para saúde e qualidade de vida dos seus associados. E as mais recentes novidades são a oferta de aulas de dança de salão, Pilates, fisioterapia, massoterapia e osteopatia. A dança de salão é disponibilizada de forma gratuita aos associados e as aulas são ministradas pelo Liceu de Danças Vilson Quaiatto. – Todos alunos estão na fase inicial de aprendizado, dos movimentos básicos da dança de salão para os seus diferentes estilos e ritmos. Estão sendo ensinados os compassos binários, ternários e quaternários conforme o estilo da música.A partir de três meses de aula, eles já conseguirão distinguir os ritmos – conta o instrutor. As demais modalidades são coordenadas pelo fisioterapeuta osteopata Felipe de Oliveira Scherer, onde complementam a equipe profissional os fisioterapeutas e osteopatas Henrique Oliveira e Henrique Barin, a massoterapeuta Aline Bortoluzzi, e a instrutora de Pilates Aline Neves. A massoterapia é uma massagem relaxante, drenagem linfática e modeladora. Já na fisioterapia e na osteopatia, os profissionais realizam terapias manuais avançadas em técnicas francesas para detectar e tratar as disfunções do corpo com intuito de melhorar a mobilidade e as causas de problemas que geram dores. Já o Pilates, que oferece individuais ou em dupla, é uma técnica ampla e completa indicada para melhorar a estabilidade da coluna, melhorar a mobilidade articular, a postura além de liberar tensões que causam compensações no corpo. – É indicado para todos os tipos de pessoas, dependendo apenas do objetivo de cada um. Desde atletas, gestantes, idosos, para o pós-operatório, reabilitados e pessoas que buscam qualidade de vida ou estética – destaca a instrutora Aline Neves. Segundo a profissional, um dos principais benefícios e o maior diferencial do Pilates é a melhora da mobilidade articular e da estabilidade da coluna, além de melhorias na flexibilidade, na consciência corporal, na respiração, no aumento do bem estar do praticante, entre outros. A frequência ideal da prática é de duas ou três vezes na semana, além de realizar outra atividade comple-

Dentre as novidades que a Apusm preparou está o Pilates, em as aulas feitas em aparelhos que podem ser individuais ou em dupla

mentar, como caminhadas, por exemplo. Quanto aos resultados, alunos já podem ter melhoria a partir da primeira aula em casos como tensões musculares simples, por exemplo. Porém, no geral, durante um mês e meio, realizando aulas de duas vezes na semana, os benefícios já são visíveis. MAIS NOVIDADES Outra novidade que será ofertada pela equipe do profissional Felipe Scherer aos associados é a Low Pressure Fitness (LPF). Trata-se de uma técnica hipopressiva, também conhecida como técnica da barriga negativa, a qual tem a fama de reduzir medidas e melhorar o rendimento muscular no esporte e esteticamente. Para saber mais sobre todas as modalidades que estão sendo disponibilizadas, acesse o site da Apusm (www.apusm. com.br) ou entre em contato pelo (55) 99603-8789.

As aulas de dança de salão são gratuitas aos associados e ocorrem três vezes na semana

Direção convoca para Assembleia Geral no dia 31

Presidente da Apusm Paulo Roberto Magnago

A diretoria da Apusm está convocando seus associados para participar da Assembleia Geral que ocorrerá no dia 31 de março, na sede da entidade. Dentre os assuntos que estarão na pauta, o principal é o de alteração do estatuto social da entidade. – Desde o nosso primeiro mandato, entre os anos de 2017 e 2019, percebemos a necessidade de reformulações e, por isso, na época, foi constituído um grupo que iniciou os primeiros estudos visando apontar as mudanças necessárias para dar nova dinâmica à associação – conta o presidente Paulo Roberto Magnago.

Segundo ele, a principal sugestão de alteração é quanto ao tempo de mandato da equipe diretiva, passando dos atuais dois para um período de três anos. Está mantida a possibilidade de candidatura para um segundo mandato pela diretoria. SISTEMÁTICA DE ANÁLISE Para melhor andamento da assembleia, a diretoria também está alterando a sistemática de análise do novo estatuto. Ou seja, apenas os pontos destacados pelos associados serão avaliados. Para tanto, o novo estatuto está disponível

aos associados na secretaria da entidade e na página da Apusm na internet (www.apusm.com.br) e aqueles que desejarem que algum item seja analisado, pode protocolar o pedido até uma hora antes da assembleia.

Agende-se • Data: 31 de março de 2020 • Hora: 18h30min (1ª chamada); 19h (2ª chamada) • Local: Sede da Apusm


Página 4

Informativo Apusm - Sexta-feira, 13 de março de 2020

Movimento Tratado Cidadão prepara fórum deste ano DIVULGAÇÃO

FIQUE POR DENTRO • NOVOS CONVÊNIOS: - Consultório de Psicologia - Suséli dos Santos e Silvia Regina Flores: Oferece 50% de desconto em consultas psicológicas para crianças, adolescentes, adultos, idosos, casais, grupos, orientação profissional, avaliação psicológica, consultoria empresarial, recrutamento, seleção, palestras, workshops, atendimentos presenciais e online. O telefone para contato é o (55) 99146-0150. - Dermapelle Farmácia de Manipulação: Disponibiliza 10% de desconto sobre todos os produtos. A farmácia fica na rua Dr. Bozano, 1.220, no Centro. O telefone para contato é o (55) 99683-8468.

10º Fórum, em 2019, reuniu público que tratou de diferentes temas. Em 2020, encontro será em maio e setembro

Já estão definidas as datas para o 11º Fórum Tratado Cidadão que ocorrerá em 2020. Será em duas edições. A primeira nos dias 13 e 14 de maio e, a segunda, em 20 e 21 de setembro, junto da Jornada Acadêmica Integrada (JAI) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Os fóruns são estruturados para apresentação de trabalhos de estudantes de graduação que mostrem a relação da teoria com uma prática junto da sociedade. Estes fóruns se distinguem dos demais fóruns por disporem de uma Mesa Conselheira, composta por professores, estudantes e empresários e/ou representante da sociedade, que ao final da apresentação do trabalho dialoga com o apresentador sobre o processo de execução do trabalho. Desta forma, com o registro de percepções dos conselheiros em instrumento próprio se faz o levantamento de dados que configuram fatores que facilitam e/ou dificultam o processo da interação escola-sociedade. Os fóruns fornecem materiais/infor-

mações para divulgação e sensibilização da sociedade. SAIBA SOBRE O MOVIMENTO O Movimento Tratado Cidadão (MTC) tem missão, visão e valores sem estrutura institucional que o coloca como ativador/estimulador das interações entre IES e a sociedade em geral, no que se refere a formação profissional e os produtos de consumo e serviços prestados. Para isso, busca auxiliar e fortalecer as interações dos cursos de graduação no compromisso de formar profissionais cada vez mais qualificados para as demandas e necessidades do mercado de trabalho, na oferta de espaços de práticas orientadas aos futuros profissionais na área respectiva de formação. O MTC tem duas linhas de atuação, sendo a realização de fóruns e sensibilização da sociedade através ações e encontros ligados ao tema (veja no quadro).

Ações do Movimento Tratado Cidadão • Rodas de Conversas, no auditório da Apusm, às quintas-feiras, das 14h às 16h, aberta ao público; • Reuniões agendadas na UFSM, nas pró-reitorias de graduação e de extensão, instituição que reconheceu o Projeto Padrão do MTC; • Reuniões de apresentação do MTC em diferentes espaços com agendamento prévio (55 98403-5259); • Projeto de Extensão do MTC, apro-

vado na Pró-reitoria de Extensão/UFSM; • Parceria com a Apusm, que assinou o Termo de Adesão ao MTC; • Construção de um Balcão de Projetos mistos, academia e sociedade, tendo como proposta facilitar a elaboração e execução de projetos. • Iniciativas que atendam a metodologia científica e resulte em trabalhos a serem apresentados em fóruns públicos e outros eventos.

- Espaço Grooming Fabrício Machado: Oferece 8% de desconto em banho avulso, tosa, hidratações, cursos e workshops; 13% de desconto em pacote de banho. O pet shop fica na rua Acadêmico Rigoberto Duarte, 76, no bairro Nossa Senhora de Lourdes. O telefone para contato é o (55) 99633-3542. - Mais Viva Pharma: Proporciona 10% de desconto em todos os produtos. A farmácia fica na rua Dr. Bozano, 1.147, loja 101, no bairro Centro. O telefone para contato é o (55) 98109-0557. • RECADOS: - Comprovantes IR disponíveis: Já estão disponíveis os comprovantes anual e mensal do plano de saúde Unimed para declaração do imposto de renda. O acesso é feito no site da Apusm, através do painel do associado. Quem paga plano de saúde tem condições de abater o valor gasto no imposto de renda. Isso vale para qualquer tipo de plano. Individual/familiar ou coletivo por adesão. - Aluguel de salão: A sede da Apusm dispõe de salões para os mais diversos eventos para os associados. Para utilização dos espaços, não é cobrada a taxa de bebidas (rolha). São as seguintes opções: o salão panorâmico, com capacidade para 150 pessoas; o salão cultural, para 220 pessoas.

Profile for Apusm Santa Maria

Informativo APUSM - Edição 05 - Março 2020  

Informativo APUSM - Edição 05 - Março 2020  

Advertisement