Page 1

R

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Santa Maria / RS / Brasil

ANO 48 nº09

Setembro - 2015

Outubro:

Todos os eventos do Mês do Professor UFSM:

Conheça os grupos de pesquisa Página

08

Artes Plásticas:

Exposição de Flamarion Trevisan Página

11

05

Saúde:

Cinema:

Senhores da Guerra em Santa Maria Página

Página

14

Conheça os sintomas da DMRI Página

18


02

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

EDITORIAL

O Professor... Ana Paula Pozzolo

N

o mês em que a APUSM transborda emoções em saudar seus associados pela data que os homenageia, trazemos para esta pauta uma reflexão sobre esta profissão/vocação. Em nenhum momento foi possível pensar que este ofício estava restrito aos muros das instituições de ensino. O mais antigo profissional que se dedicou a transmitir conhecimentos teve que racionalizar conceitos, estruturar pensamentos, preparar a oratória e expor estas ideias para a captação dos demais. Depois, com a evolução da humanidade como um todo, que nos fez chegar a este tempo de nanotecnologias e outras inovações, a tarefa do profissional do ensino tornou-se mais ampla e desafiadora. Antes, cadernos, livros, canetas, o giz e o quadro negro – que em algum tempo já havia se tornado verde, depois branco - eram ferramentas suficientes para concluir semestres desde o início do curso, até a graduação. Hoje é necessário ultrapassar a tecnologia e estar tão “antenado” quanto os acadêmicos para manter-se atualizado e conduzindo as turmas. A tecnologia auxilia muito mais, porém concorre com o educador. Os sites de busca virtual e os diversos aplicativos estão produzindo autodidatas na mesma velocidade da conexão com a internet. Mas o aprofundamento nos diversos assuntos sempre irão requerer as enumerações anteriores, lembremos “racionalizar conceitos, estruturar pensamentos, preparar a oratória e expor estas ideias para a captação dos demais”. Podemos ampliar esta enumeração quando acrescentamos

que a condução das discussões sobre os diversos temas tratados deve ser considerada como tarefa essencial a ser desempenhada pelo educador de hoje, que já foi batizado de orientador, facilitador, entre tantos adjetivos, mas o que mais amplamente o define é o seu próprio ofício – PROFESSOR. Fóruns virtuais e grupos de discussão, ainda que mantenham um nível elevado de tratamento interpessoal e didático, não conseguem o aprofundamento que uma discussão presencial oferece. As “tempestades mentais” ou os “mapas mentais” são mais amplamente correlacionados e profundamente debatidos quando se está frente-a-frente e nestas muitas explanações a interferência do professor nos abre os olhos para nuances que nosso conhecimento, mais curto ou menos aprofundado, nem sempre consegue alcançar quando em um ambiente frio de web site. Talvez isso explique o crescente número de palestras realizadas atualmente. Ao “mestre¹” das salas de aula, que se reinventa e se renova a cada novo conteúdo a ser tratado, nossa total admiração. Nossas orações pelas bênçãos constantes do Mestre de todos os mestres, a cada novo desafio. Que sua jornada seja permeada pela satisfação de transmitir e ampliar o saber, e que sua motivação seja regada pelas conquistas cada vez maiores e mais gratificantes de seus educandos, e pelas suas próprias lutas, e vitórias, em busca do conhecimento. Parabéns aos nossos queridos associados PROFESSORES. Nota: 1.Mestre - O que é perito ou versado em qualquer ciência ou arte. Comandante de pequena embarcação.

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Fundada em 14/11/1967 Av. Nossa Senhora das Dores, 791 CEP: 97050-531 - Santa Maria/RS Fone/Fax: (55)3223 1975 ou (55) 32214856 - www.apusm.com.br E-mail: apusm@apusm.com.br DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Tania Moura da Silva Vice-presidente: Eduardo Rizzatti 1º Vice-presidente: Darcila Castelan 1º Secretário: Martha Adaime 2º Secretário: Solange Fagan 1º Tesoureiro: Luiz Antônio Freitas 2º Tesoureiro: Gildo Meneghello CONSELHO DE CURADORES Titulares Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Julio Cesar Farret Suplentes Sirlei Dalla Lana Ronaldo Morales Pedro Romeu Bagioto JORNAL DA APUSM Informativo mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - Fundado em 30/03/1971. Supervisão Geral

Quintino Corrêa de Oliveira Gaspar Miotto

Jornalista Responsável Ricardo Ritzel MTB: 12773 Fone: (55) 3221-4856 Ramal 25 jornal@apusm.com.br Diagramação Rodrigo de Oliveira Fortes Revisão Prof. Leila Ritzel

Acompanhe as notícias pela página da APUSM ou pelo facebook. Para receber nossas notícias por e-mail, mantenha o seu cadastro atualizado.

* Caso queira atualizá-lo ou mandar alguma sugestão envie um e-mail para: jornal@apusm.com.br

Tiragem 3.000 exemplares O Jornal da APUSM aceita a colaboração da Comunidade Universitária

Distribuição gratuita e dirigido aos associados


Setembro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

“Prioridades”, uma crônica de Lya Luft

“M

uito do que gastamos (e nos desgastamos) nesse consumismo feroz podia ser negociado com a gente mesmo: uma hora de alegria em troca daquele sapato. Uma tarde de amor em troca da prestação do carro do ano; um fim de semana em família em lugar daquele trabalho extra que está me matando e ainda por cima detesto. Não sei se sou otimista demais, ou fora da realidade. Mas, à medida que fui gostando mais do meu jeans, camiseta e mocassins, me agitando menos, querendo ter menos, fui ficando mais tranqüila e mais divertida. Sapato e roupa simbolizam bem mais do que isso que são: representam uma escolha de vida, uma postura interior. Nunca fui modelo de nada, graças a Deus. Mas amadurecer me obrigou a fazer muita faxina nos armários da alma e na bolsa também. Resistir a certas tentações é burrice; mas fugir de outras pode ser crescimento, e muito mais alegria. Cada um que examine o baú de suas prioridades, e faça a arrumação que quiser ou puder. Que seja para aliviar a vida, o coração e o pensamento – não para inventar de acumular ali mais alguns compromissos estéreis e mortais.” *Lya Luft no livro Pensar é Transgredir

03


04

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Crônicas

Caçadores de jóias Celina Fleig Mayer*

P

asseávamos à beira mar, alunos apresentarão resultados praia quase deserta nessa acima da média, obrigando-o a se época do ano, quando nota- aperfeiçoar para daí extrair comos que um homem parecia pes- nhecimentos ou deduções que, car, mas não atirava anzol, nem para ele mesmo, serão enriquecerede. Ao chegarmos mais perto, dores. descobrimos algo inusitado. Ao A cena do homem da praia não notar nossa curiosidade, explicou saía da minha memória, pela meque “caçava” tesouros com o seu táfora que se apresentou em relaaparelho que, para nós, se pare- ção ao trabalho de um professor. cia como uma enxada, só que, na Para muita gente, esse não-pesponta, era arredondado. Um gran- cador era um acomodado, quede ímã, pareceu-nos. Ele passava rendo “enriquecer” com o que os o instrumento onde as ondas esti- outros tinham deixado para trás. veram há pouco, deixando a areia Se lançasse uma rede ao mar, ou lisa. Não encostava, propriamente, um anzol, conseguiria o alimento na areia. E, na nossa do almoço. Mas a frente, abaixou-se e ...de certa forma, busca era outra e, de recolheu uma moeda certa forma, o “peso “pescador que estava debaixo cador de jóias” estade jóias” do seu instrumenva ali, “estudando” estava ali, to de busca. Então, o comportamento contou-nos que, humano, enquanto “estudando” nessa temporada, gozava de férias. É sempre encontrava o mesmo que faz um objetos de ouro, prata e moedas. professor. Não leva apenas conheEssas, em maior número, sempre. cimentos aos jovens, como uma Sai dali pensando que a inven- profissão e garantia de um salário ção dele tinha uma conexão com mensal: seu peixe. Ele tem curioo que “inventam” os professores sidade em relação àqueles mundos mais criativos e atentos, em rela- – seus alunos – e busca neles mais ção à riqueza instalada na mente do que o assimilar dos conteúdos de alguns de seus alunos. Dons e que dá. Um mestre competente usa capacidades acima da média,são de instrumentos capazes de irem tratados, em geral, como um todo, além, de instigar os alunos e, a nivelando crianças ou jovens, partir daí, observar o surgimento no processo de ensinar. Quando de discípulos que vão lhe enriqueacontece de um mestre mais atila- cer com muito mais do que aprendo provocar seus pupilos, ele terá deu nos inúmeros cursos que fez, a oportunidade de se surpreender. durante a sua formação. *Jornalista Talvez, não mais de um ou dois

Receita de bom professor Máximo José Trevisan*

Q

ual a receita de um bom inovador sem ser individualista e professor? Ser um técnico, irreal. Mas como é possível manum cientista, um artesão ter o equilíbrio quando o chão ou simplesmente um guia para os se move tanto? Estar em silêncio peregrinos de um mundo em tur- quando os gritos abalam o univerbulência? Que esperam os seus so com cheiro de pólvora? alunos, os pais, a comunidade? Ouvimos recentemente uma O professor precisa ser pacien- pequena história. Um velho sábio te e jovial diante dos aprendizes, encontrou dois preciosos vasos como um cicerone em excursão. com figuras que lhe davam granDeve ser atento e perseverante no de valor, mas estavam encobertas, apreciar o mundo, compreensivo sem nitidez. Tempos após, ao tordiante do erro e da derrota, esti- nar a ver os vasos, para surpresa, mulador do acerto e da conquis- constatou que os desenhos estata, simples e humilde no uso da vam lindos e límpidos. Indaganverdade e do argumento, honesto e do o porquê, soube que a água sincero no reconhecer lavara a poeira do a mentira, a hipocrisia tempo.“Mas não há O professor e os próprios fracasvestígio”, concluiu o precisa ser sos e limitações. ancião, dando-se a paciente e É preciso, sempre, pensar sobre o sentiter ânimo para comedo da sua descoberta. jovial diante çar e maior ânimo para é a vida de dos aprendizes cadaAssim concluir a viagem de professor diancada dia. Ler, muito te do aluno. Não lhe ler, para entender e acompanhar a cabe impor a sua figura, deixar os ciência , a técnica, as artes. Pen- seus vestígios, mas tão somente sar, muito pensar, para refletir so- procurar trazer à luz a figura única bre os fins a que servem. Carregar e insubstituível de cada criança, de dentro de si uma imensa ternura cada adolescente , de cada adulto. para alimentar a cordialidade hu- A palavra é o sopro. A água da fé, mana e a alegria de viver. Junto ao do conhecimento, da ternura torseu cansaço, ao entrar em sala de nará nítidas as figuras encobertas. aula, importa deixar a arrogância, Como fazer tudo, sem riscar o dea presunção, o egoísmo e a agres- senho original, sem dar outro trasividade, ser criativo e indepen- çado à proposta genuína? dente, e, se possível, sábio como É preciso não idealizar a funtodo bom jardineiro. ção, está certo. Mas é urgente penÉ necessário ser pacífico sem sar na sua importância e mistério!.. ser covarde; transformador sem (Advogado, mais aprendiz do que ser iconoclasta; útil sem ser servil; professor).


Setembro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

05


06

A

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Projeto Florais de Bach na APUSM

Associação apresenta para seus associados um projeto de extensão coordenado pela professora Fátima Perurena, do Departamento de Ciências Sociais da UFSM, voltado exclusivamente para professores aposentados. O objetivo principal é fazer atendimento onde se utilizam os Florais de Bach como terapêutica. A medicina floral foi criada pelo médico homeopata Edward Bach ((1886-1936). Bach entendia que a medicina deveria tratar das verdadeiras causas das doenças, e que para ele não estavam no corpo físico. Nesse sentido, Bach dirigia uma crítica tanto à biomedicina instituída (ou medicina dominante) quanto à própria homeopatia,indicando que tanto uma quanto outra tratavam, então do corpo físico. Era preciso ir adiante. Bach entendia que a cura dos males dos seres vivos (lembrando que os florais são indicados para qualquer ser vivo, plantas e animais). Ele entendeu que a cura que ele buscava poderia estar na energia das flores. Com efeito, testando

Projeto Florais de Bach na APUSM Palestra e oficina: - Professora: Fátima Fátima Perurena - Departamento de Ciências Sociais da UFSM - Local: Salão Cultural da APUSM - Dia: 13 de outubro - Hora: 16h

em si mesmo as essências que encontrava nas flores do País de Gales (seu local de nascimento), Bach chegou a um total de 37 essências, mais o Rescue - o floral das emergências. As essências tratam do lado positivo do que está em desarmonia. Exemplo: se temos medo de altura tomamos Mimulus, a essência dos medos específicos.

Tratando de nossos problemas de entendimento sobre o mundo estaremos evitando possíveis doenças no campo físico, objeto não tratado, deliberadamente, por esta medicina. Todos nós, humanos, temos problemas de toda ordem, mas o que deve ser enfrentado é a forma como reagimos a eles. Se pudermos mudar nossa forma de reagirmos

ao mundo, estaremos nos curando. Pode-se observar, através do nosso próprio comportamento, inclusive, que reagimos de forma diferente de outros ao nosso redor. Uns reagem com medo, outros com raiva, com ressentimento e assim por diante. É disto que os florais tratam. Do que nos causa sofrimento emocional e que pode se manifestar até no corpo físico. Exemplo: muitas vezes temos uma determinada dor em alguma parte do corpo e o médico não encontra as causas daquela dor. Podemos estar somatizando (trazendo para o corpo físico uma dor emocional), e aí os florais são bons remédios indicados. A professora Fátima Perurena estará na Associação no próximo dia 13, às 16h, ministrando uma palestra com oficina sobre Florais de Bach para associados, ou não, que gostariam de conhecer mais sobre a terapêutica. E a partir do dia 22 de outubro haverá atendimento personalizado aos interessados, sempre na sede da Associação. Mais informações na secretária da APUSM.


Setembro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

07


08

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Educação:

UFSM: mais de 400 grupos de pesquisa e outros 160 convênios internacionais

Grupo de Pesquisa em Arroz Irrigado recebe visita de acadêmicos do curso de Agronomia da UFSM

Lorenzo Franchi

cipar, “basta ter o interesse e buscar junto com o professor estes prograUniversidade Federal de mas”, destaca. Ela ainda completa Santa Maria tem como mar- que, “a UFSM está de braços aberca maior a qualidade de en- tos e incentiva a todo o tipo de inisino. Não por menos que seus alu- ciação científica”. nos rompem barreiras e seguem, na Além de projetos solos da instimaioria das vezes, grandes trajetó- tuição, a universidade promove inrias de sucesso. tercâmbios e parcerias com diverCom o objetivo de aproximar e sas entidades e países do mundo, integrar o acadêmico, ou levando seu conteúdo, o pós graduando no meio por exemplo, à Rússia, científico e proporcionar Estados Unidos e Arcada vez mais ao seu gentina. Atualmente, a aluno uma graduação UFSM tem registrados, e pós de excelência, a mais de 160 convênios universidade dispõe de internacionais. “Estas mais de 400 grupos de parcerias são pensadas pesquisa e extensão. para o aluno, vindo a Segundo a doutoengrandecer e qualificar ra em Farmácia e co- Clarice Rolim ainda mais toda a iniordenadora do PRPGP ciativa promovida por (Pró- Reitoria de Pôs Graduação e eles”, ressalta Clarice. Pesquisa) Clarice Rolim, todos os Quem tiver interesse em coalunos da instituição podem parti- nhecer mais sobre algum convênio

A

ou grupo de pesquisa da UFSM, basta acessar o site na página do PRPGP (http://coral.ufsm.br/prpgp/). Os projetos podem ser encontrados nas editorias de Iniciação científica (http://coral.ufsm. br/prpgp/index.php/iniciacao-cientifica), em pesquisa (http://

coral.ufsm.br/prpgp/index.php/ pesquisa) e no linc da pós- graduação (http://coral.ufsm.br/prpgp/ index.php/pos-graduacao). Demais informações pelo telefone (55) 3220 8213, ou direto no gabinete no 7º Andar do prédio da Reitoria, sala 706.


Setembro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Educação:

Parceria UFSM e ONU para Refugiados Palestra: O Admirável Mundo das Nanociências - Palestrante: professora Solange FaganUNIFRA - Local: Salão Olho D’Água - APUSM

N

o último dia 24 de setembro aconteceu a assinatura de termo de parceria entre o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) e a UFSM, para instituição da Cátedra Sérgio Vieira de Mello. Os atos foram realizados no auditório da antiga Reitoria, no centro, com a presença do reitor, Paulo Afonso Burmann. O Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão Direitos

- Dia: 6 de outubro – Terça-feira

Humanos e Mobilidade Humana Internacional (Migraidh) representará a Cátedra Sérgio Vieira de Mello na UFSM. A Cátedra Sérgio Vieira de Mello foi implementada pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados em 2003 e objetiva incentivar a pesquisa e difusão do Direito Internacional dos Refugiados. No mesmo dia, pela manhã,foi realizada uma mesa de narrativas de vivências de refugiados, e, pela tarde, diálogos de pesquisadores. Como atividade preparatória, na noite de quarta-feira (23), houve o lançamento de dois livros, sendo um do Migraidh da UFSM, intitulado “Imigrantes no Brasil: Proteção de Direitos Humanos e Perspectivas Político Jurídicas”. “Trata-se de um evento de grande importância para a UFSM, sobretudo em um momento em que o Brasil recebe exponencialmente fluxos de refugiados e solicitantes de refúgio”, destaca a professora do Departamento de Direito e coordenadora geral do Migraidh, Giuliana Redin.

- Hora: 16 horas

09


10

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Artes Plásticas

Há borboletas na Secretaria da Associação Lorenzo Franchi

A

primavera se aproxima e, na estação das flores e do perfume, há outro elemento que se destaca, as borboletas. Coloridas, delicadas e formosas, elas parecem obras de arte ao desfilarem sua beleza nas dobras do vento. A borboleta que é considerada o símbolo da transformação, felicidade, beleza, e da renovação tornou-se inspiração e ganhou as

telas em exposição na Secretaria da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria. Para abrir a mostra, que reúne 12 quadros em acrílico e óleo sobre tela de seis diferentes artistas, a Associação realizou um vernissage no final da tarde de segunda-feira, dia 14, às 17 horas. O evento contou com a presença da Diretoria, além de amigos e convidados dos pintores. A exposição fica aberta até 30 de setembro, com o horário para visitação de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 18h. Demais informações para quem se interessou em adquirir alguma peça, entrar em contato com a secretaria. Os artistas que também desejam expor na Associação, favor entrar em contato com a APUSMSetor de Eventos, pelo e-mail even-

tos@apusm.com.br, ou pelo telefone (55) 3221 4856. “Brindemos no renascer da natureza, na dança colorida das borboletas, a esperança que se renova com o florescer da primavera!”.


Setembro 2015

11

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Artes Plásticas:

Toda arte de Flamarion Trevisan

Ludwig Larré

A

marcante presença da figura humana imersa na realidade e na abstração dos elementos da natureza e nas ferramentas de construção do palpável e do imaginário imprimem na arte de Flamarion a profundidade reflexiva das dimensões tempo e espaço. O espaço enquanto contexto social das inquietudes da alma; o tempo como trajetória de análise, interpretação e busca de compreensão dos conflitos existenciais. “O contato com as coisas primárias e essenciais à vida na natureza. O esforço do homem para viver e controlar esta força”, diz o artista, que se define como um pintor figurativo e impregna de temática social as pinceladas de um expressionismo simbólico. O simbolismo salta ao olhos nas telas de Flamarion: São Pedro, padroeiro do Rio Grande, crucificado de cabeça para baixo, assume essa representação identitária em uma cruz reposicionada; uma foice se faz lua; os elementos circundantes problematizam a metamorfose da borboleta; a criança sobe no poste para libertar a pandorga de seus sonhos do emaranhado dos fios que traduzem as idiossincrasias da modernidade. A formação clássica e acadêmica de Flamarion, amalgamada ao DNA de tintas e cavaletes inscrito no sobrenome Trevisan, é determinante para uma auto-exigência quase obsessiva em relação à anatomia, ao desenho até as últimas consequências, à estruturação rigorosa da composição. A textura é construída por meio de efeitos da própria pincelada. As cores fortes são obtidas tanto por transparência como por textura. O equilíbrio de sombra e luz é característica inconfundível.

Os quadros, quase todos noturnos, explicitam a preferência do artista pela expressão da luz partindo do escuro e vencendo as trevas inconscientes da condição humana. Na leitura de Flamarion para a jornada do homem através do tempo, o fogo é o elemento mágico que esclarece a percepção e conduz à libertação da alma e à viabilização da expressão artística. Esta exposição encerra um ciclo na carreira de cinquenta anos de pintura de Flamarion. Por limitações impostas pela saúde, o artista precisou abandonar os solventes da tinta à óleo. Doravante teremos uma fase de descobertas, redescobertas e adaptações de técnicas e possibilidades trazidas pela necessidade do uso da tinta pura. A essência, entretanto, permanecerá a mesma. Como propõe Tolstoi, Flamarion alcança a universalidade retratando sua aldeia. O universo gaúcho - e sulino, por extensão - emoldura essa representação pictórica do homem de Ortega y Gasset, que é o homem e sua circunstância. “A doma, por exemplo: o homem luta com os instintos primários, representados pelo cavalo, mas não quer matá-los. Luta para conquistar um aliado. O dorso do cavalo está na linha do horizonte, limite entre céu e terra. O homem tenta agarrar-se a alguma coisa, que não o animal, mas só encontra o vazio. A luta precisa ser vencida e é intransferível. Homem e cavalo - razão e instinto - tornam-se uma coisa só”, falam os pincéis pela boca do pintor.

De pais e filhos Pedro Freire Jr. (in memoriam) Mistérios. Até hoje, atravessando longamente o tempo, eu não sei que sou. Nasci na fronteira. Fui para cidade grande. Vieram todos para Santa Maria. Aqui fui conhecendo gente, Fazendo afetos e alguns desafetos. Cauteloso e assustado com a vida, fui frequentando lugares e espaços. Meu pai me mostrava mais as letras que os números. E com elas fui me habituando. Elas me levando ao encontro de outros que com elas conviviam. Fui frequentando uma confraria de gente muito especial. Fui frequentando uma confraria de gente muito especial. Foram surgindo na minha vida, um Moacir Santana e as faces da amargura; a encantadora de esperança e revolta de um Ernani Vanacor; a competência delicada de Maria Bernardes; a agudeza e rapidez de raciocínio de meu amigo Larré; a etílica alegria de Gabriel Abbot; o Viriato, o Zago gente das minhas noites; Robinson, Paulo, Veppo gente dos meus dias. Não foram muitos, mas foram fortes. Mas de todos, o mais forte deles: Eduardo Trevisan. Ele e todos os seus

filhos. Mas entre eles, o mais querido, o Flamarion. O Vanacor teria manifestado um dia que gostaria que tivesse sido seu filho. A poesia nos unia. Alguma coisa muito forte e muito pura me unia ao Eduardo. E eu, que tivesse filhos encantadores, gostaria que Flamarion fosse mais um deles. O que, verdadeiramente, nos abraça, eu não sei. Quais são os mistérios que traçam nossos destinos. E nem ao menos estamos perto um do outro. Ele vivia no meio do mato com o mar a sua frente. Eu no caos e turbilhão das ruas. Ele sujo de imagens. Eu sujo de tinta. Ele falando de palhaços. Eu, muitas vezes, entre eles. Ele me telefonando de madrugada. Eu atendendo o telefone. Ele me ligando de alguma parte do mundo para me dizer onde estava. Eu feliz por saber onde estava. E tudo isto é para apresentá-lo. Não é preciso. Sua pintura fala por si. E eu tenho, às vezes, a impressão que o Eduardo continua pintando através do pincel do Flamarion. E, agora, mais liberto. Mais inteiro. Mais sublime. Deus te abençoe, Flamarion, porque eu estou abençoado em te conhecer.

Exposição de Flamarion Trevisan é uma realização da APUSM com apoio do Hotel Morotin


12

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Cinema:

M

A noite dos curtas santa-marienses

arque em sua agenda e desmarque todos os compromissos para conhecer uma nova safra de curtas metragens produzidos e realizados em Santa Maria, todos com a assinatura da Estação Cinema. A exibição será no próximo dia 14 de outubro, às 19h30, no Salão Cultural da APUSM e faz parte da programação do Mês do Professor da Associação. O programa começa com o multipremiado diretor do Santa Maria Video Cinema, Fabrício Koltermann, com seu último trabalho: “Farsa Seca”, que mostra a ironia de um homem sem muita sorte que torna-se herói municipal de uma pequena cidade gaúcha (ou não!). Segue com a obra “Em Saias”, que tem a dupla direção de Luiz Carlos Grassi e Candice lorenzoni, dois nomes de peso da sétima arte e dramaturgia da Boca do Monte. Na tela, um ator em um espetáculo ou a sua realidade? Depois é a vez de dois novos nomes do cinema de Santa Maria, que vêm marcando presença com obras instigantes com uma lingua-

Esta é uma das obras que estará sendo exibida no Mês do Professor

gem jovem e contemporânea. O primeiro é “Ponto de Vista”, de Mariangela Scheffer Cardoso que aborda o resgate de valores concernentes à dignidade humana, especialmente as condições das pessoas com visão sub normal e cegos, a fim de que não sejam excluídos ou colocados em um patamar desigual na sociedade. Logo depois, “Bom Sujeito Não É”, de Matheus da Rocha que aborda o tema de um homem fracassado que tem sua moral testada quando recebe uma proposta que

pode mudar sua vida. A noite do cinema santa-mariense se encerra com outro cineasta local já veterano, mesmo com a pouca idade, mas com vários títulos no currículo, assim como participação em festivais: “Detalhe”, de Maurício Canterle. O curta traz Luísa, com seus 14 anos, um quarto cor de rosa e um quase namorado que é de Sagitário. Ela quer estudar e ser independente.

Neste depoimento, a moça nos ensina que perder tempo com sentimentos menores é uma bobagem. Estação Cinema - A Associação dos Profissionais do Audiovisual de Santa Maria (Estação Cinema) é uma sociedade de caráter civil, sem fins lucrativos que tem como objetivos reunir os profissionais do audiovisual de ficção, documentário e animação, de Santa Maria e região, impulsionar o gosto pela cinefilia, o estudo, a pesquisa e a produção audiovisual, seja esta experimental, amadorística ou profissional. O grupo também coopera institucionalmente com o aperfeiçoamento e divulgação das produções audiovisuais que envolvam seus associados, através do intercâmbio de idéias, experiências e conhecimentos, ou da organização de bibliotecas, cursos, debates, conferências, congressos, seminários, mostras, concursos e festivais.


Setembro 2015

13

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Cinema:

E

Todas as facetas do Cardoso: sm.doc

dmundo Cardoso foi ator, diretor, escritor, pesquisador, jornalista e radialista, entre outras tantas atividades que teve durante sua longa e produtiva vida. E, sobretudo, Cardoso foi um daqueles santa-marienses visionários que levaram o nome da cultura da cidade muito além das fronteiras brasileiras, como Niederauer e seus feitos militares, Daudt e a indústria brasileira, e, é lógico, Mariano da Rocha e a Educação no interior do país. Tanto que até hoje sua vida e obra estão perpetuados pelas atividades da Casa de Memória que leva o seu nome O documentário longa-metragem Edmundo, que terá sessão no próximo dia 13 de outubro, às 19h30, na APUSM, traz a vida e a trajetória de Edmundo Cardos contada pelo próprio, em entrevistas inéditas, como também em depoimentos de familiares e amigos. A obra foi dirigida e roteirizada pelo cineasta Luiz Alberto Cassol. Ele relembra que começou a frequentar a casa de Cardoso, em 1988, sempre com uma câmera na mão, e iniciou uma série de entrevistas que resultaram no documentário finalizado somente neste ano. O trabalho teve seu pré-lançamento no mês de julho, em Santa Maria, e ainda foi selecionado para mostra competitiva do Festival Internacional de Cinema de Gramado. “O filme busca tornar a história do Edmundo cada vez mais universal. Quero que pessoas de outras cidades, estados e países conheçam a trajetória desse homem de Santa Maria que teve uma vida multifacetada, que foi teatró-

O documentário longa-metragem Edmundo, foi dirigido e roteirizado pelo cineasta Luiz Alberto Cassol

logo, ator, diretor, escritor, jornalista, coordenou clube de cinema, trabalhou em um cartório e era uma figura pública que adorava caminhar pela cidade” comentou na época Cassol”. O documentário é financiado pela Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria, em parceria com a Casa de Memória Edmundo Cardoso e Santa Maria Vídeo e Cinema. A produção é de J. Fossati produções, Filmes de Junho e Accorde Filmes.

Edmundo Pedro Brum Santos* A vida de Edmundo Cardoso, que move o documentário produzido pelo Luiz Alberto Cassol, confunde-se com a história de Santa Maria. Nascido ao final da segunda década do século XX, filho de funcionário de jornal que morava numa casa situada atrás do Theatro Treze de Maio, cresceu junto com a cidade a partir de seu centro geográfico – a Praça Saldanha Marinho e adjacências. Desde logo, incorporou esses espaços. Ali habitou durante infância e mocidade e, mais tarde, ali desenvolveu sua atividade profissional como servidor da Justiça. No documentário, a mão firme e sensível de Luiz Alberto Cassol projeta a multifacetada existência do protagonista a partir de depoimentos de testemunhas de sua história – principalmente sua filha Gilda e sua esposa Therezinha. Cassol resiste à tentação das imagens de época e a história ganha em dinamismo e atualidade. O ritmo é leve, agradável e, mais que tudo, emocionante. Impressiona o conjunto do que Edmundo fez e recolheu da memória da cidade. E impressiona, ainda, o quanto ele e Edna May, sua primeira esposa, zelaram para que esse legado pudesse continuar, como,

de fato, continua. Inclusive em ações como a do filme projetado na última sexta, 3/7. Projetar a vida de Edmundo na tela é um verdadeiro exercício de metaficção, ou seja, é uma narrativa que aborda a própria arte de narrar, ocupando-se por inteiro de uma personagem que, ao ser contada pelos outros, conta-se à maneira de um conteúdo de ficção e arte, predicados que foram os grandes motivos de sua existência. E mais: conta-se através do artifício do cinema, uma de suas grandes paixões. Bonito Cassol, Gilda, Therezinha! E bonito por todos os demais que trabalharam e protagonizaram o filme, que são numerosos e não cabem neste espaço. Através de vocês, todos nós pudemos abraçar outra vez Edmundo. Seu gênio inquieto e onipresente cresce na tela como aquele guardião de livros de que nos fala um poema sugestivo do argentino Jorge Luis Borges: aí estão nas altas estantes, a um tempo próximo e distantes, secretos e visíveis como os astros. Aí estão os jardins, os templos. *Pedro Brum Santos é professor universitário e associado da APUSM. O texto acima foi publicado em julho de 2015, Crônicas – Jornal A Razão.


14

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Cinema:

Quando a vida é maior que a ficção Ricardo Ritzel

A

trama de “Senhores da Guerra” é a mesma da história política, social e econômica do Rio Grande do Sul do início do século passado. É um relato das (lentas) transformações da organização social gaúcha, monárquica, rural e agropastoril no século XIX, em uma sociedade republicana, urbana e industrial do século XX. Junte a este cenário um ódio visceral entre chimangos e maragatos decorrente de antigas perseguições e degolas, uma guerra civil sanguinária e um irmão na trincheira oposta levando a bandeira do inimigo. Coloque Santa Maria como a capital destes acontecimentos e acrescente um grande amor, daqueles que vencem a morte e se perpetuam no tempo. E, acreditem, os personagens principais deste enredo não são produtos da imaginação do escritor ou do diretor deste drama de época. Existiram, viveram, são reais. Daqueles que fazem a história ser

Júlio Bozzano: chimamgo, um homem com sede de poder, amado por seus seguidores, odiado por seus inimigos. Do outro lado da refrega, dentro das fileiras maragatas, Carlos Bozzano, seu irmão

muito mais interessante que a mais tresloucada ficção. A começar por Júlio Raphael de Aragão Bozzano, prefeito de Santa Maria e coronel do Corpo Provisório da Brigada Militar durante a Revolução de 1923 e as quarteladas tenentistas de 24. Chimango até a medula, tanto que era considerado por Borges de Medeiros o

seu sucessor direto para ser gover- metades (Parte I – Passo das Carretas e Parte II – Passo da Cruz) e nador do Estado. Um homem com sede de poder. será empacotado, para lançamento, Amado ao extremo por seus segui- em mais de um formato. “O roteiro foi pensado a partir dores, odiado de morte por seus inimigos. Um personagem típico de de arcos dramáticos que permitem a seu tempo, onde o radicalismo po- finalização na forma de dois longas, lítico imperava e não havia espaço de uma hora e meia cada um, para lançamento nos cinemas e em DVD; para um meio termo conciliatório. e também de Do outro seis episódios lado da rede 30 minufrega, dentro tos, adequados das fileiras do às grades das líder rebelde, emissoras de general Zeca televisão” resNetto, Carlos saltou o diretor Bozzano, irdurante as gramão de Júlio, vações. um assumido Senhores da maragato reGuerra foi gravolucionário vado, há dois de corpo e “Senhores da Guerra”, com direção de Taanos, em locaalma. bajara Ruas, é uma adaptação do romance ções de BarEm meio homônimo de José Antônio Severo ra do Ribeiro, a este caldeiCanela, Bento rão de conflitos político-militares, os amores Gonçalves, Garibaldi, Caçapava do dos guerreiros: a bela Maria Clara Sul, Porto Alegre e Santa Maria. Os atores Rafael Cardoso e AnMariano da Rocha (irmã do reitor José Mariano da Rocha Filho) e a dré Arteche encabeçam o elenco, aristocrática Cecília (mãe do dire- que conta ainda com dezenas de tor presidente do Banco Bozzano atores conhecidos da produção ci& Simonsen, Júlio Bozzano, que nematográfica gaúcha, entre eles recebeu este nome em uma home- Sirmar Antunes e Marcos Breda, além de participações especiais, nagem do pai ao tio legalista). “Senhores da Guerra”, com como a do músico Pirisca Grecco. A obra já rodou por festivais direção de Tabajara Ruas, é uma adaptação do romance homônimo de cinema em todo país e tem pré de José Antônio Severo e se passa estreia nacional em Santa Maem meio aos conflitos da Revolu- ria no próximo dia 15 de outubro, ção de 1923 no Rio Grande do Sul. às 19h30, no Salão Cultural da O projeto é dividido em duas APUSM.


Setembro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Pré-estreia nacional - APUSM - 15 de outubro 2015 - 20h

15


16

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Futebol:

UGLIONE firma parceria com Futebol da APUSM

Uma das maiores empresas de Santa Maria está fazendo uma tabela de incentivo e saúde com APUSM. A empresa Uglione que sempre incentivou o esporte local, agora irá estampar sua marca nos abrigos dos atletas da Associação na disputa da Copa da Amizade, categoria 60 anos. A parceria tem como objetivo di-

vulgar e dar suporte ao esporte veterano amador em Santa Maria. E, vai contribuir também para uma melhor qualidade de vida dos associados e comunidade santa-mariense. O time da APUSM, embora sem perspectivas de classificação, ainda tem mais duas rodadas na competição. Confira:

Rodada/Dia

Local

Confronto

8ª Rodada - 26/09

2 de Novembro

2 de Novembro X APUSM

9ª Rodada - 03/10

Aliado

Aliado X APUSM

Setembro 2015

A pedido de um grupo de associados:

Tributos e impostos no Brasil Para reflexão: você já confere quanto paga de impostos em cada compra ? Observando uma nota fiscal de uma compra no valor de R$ 283,00 em supermercado de Santa Maria, foram pagos exatos R$ 22,96 em tributos federais e outros R$ 47,31 em tributos estaduais. E o mais absurdo ainda, em uma nota de farmácia na compra de medicamentos no valor de R$ 166,00, foram pagos R$ 52,00 de impostos divididos entre o governo federal e estadual.


Setembro 2015

17

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Xadrez:

O

Uma homenagem aos professores

Departamento de Xadrez da APUSM, em parceria com o Santa Maria Xadrez Clube, voltam a promover mais uma competição esportiva na sede da Associação. Desta vez a data marcada é o dia 24 de outubro, quando será realizado o Torneio Aberto “Mês do Professor”, dentro da programação de eventos que comemoram a data máxima dos docentes brasileiros. O torneio será realizado pelo

sistema Suíço, em cinco rodadas, com tempo de 20 minutos para cada competidor com relógios analógicos, ou 15 minutos mais 5 segundos por jogada em relógios digitais. As inscrições serão feitas no Salão Olho D’Agua a partir das 13h do dia 24 e têm o custo de R$ 10,00 para maiores de 18 anos. Estudantes e menores de 18 anos terão seus registros efetuados gratuitamente.

Torneio Semana Farroupilha – Luiz Antonio Brandt foi o grande campeão da competição que homenageou o Dia do Gaúcho na Associação. O enxadrista de Santa Rosa fez 4,5 pontos em 5 possíveis, ou seja, venceu quatro partidas e empatou somente uma,

ficando isolado na primeira colocação. A revelação enxadrística santa-mariense, Leonardo Bortollotti ficou com o segundo lugar, com 4 pontos, seguido de Jorge Boabaid, também com 4 pontos, mas com critério de desempate inferior.


18

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Saúde:

Conheça os sintomas e sinais da DMRI

D

MRI é a abreviatura de Degeneração Macular Relacionada à idade. Esta doença ocorre geralmente depois dos 60 anos de idade e afeta a área central da retina (mácula), que se degenerou com o passar do tempo. A DMRI acarreta baixa visão central (mancha central) dificultando principalmente a leitura. Diversos fatores podem estar associados ou serem creditados como favorecedores ao aparecimento da degeneração macular. Pele clara e olhos azuis ou verdes, exposição excessiva à radiação solar, tabagismo e dieta rica em gorduras são fatores que correspondem à maior incidência de degeneração macular relacionada à idade.²

Em 90% dos pacientes acometidos é observada a forma denominada de DMRI seca ou não-exsudativa. Os 10% restantes apresentam a forma exsudativa (caracterizada pelo desenvolvimento de vasos sanguíneos anormais sob a retina (Membrana Neovascular Subretiniana). A forma exsudativa é a principal responsável pela devastadora perda visual central referida à degeneração macular.² A prevenção e o tratamento da DMRI são realizados por meio de vitaminas, antioxidantes e óculos escuros ou claros com proteção UVA e UVB. Uma dieta rica em vegetais de folhas verdes e pobre em gorduras é benéfica na prevenção à DMRI. Como já menciona-

Autoavaliação da mácula A autoavaliação da mácula é realizada através do uso da Tela de Amsler. Para isso, siga os passos a seguir. - Coloque os óculos para perto, caso use. - Feche o olho esquerdo com a palma da mão. - Olhe na tela com o olho direito e fixe o olhar no ponto central. Verifique - se as grades estão tortas, se há mancha ou se falta uma parte da tela. - Repita o teste tampando o olho direito e mantendo o esquerdo aberto.

As imagens epresentam a visão que um portador de alteração na mácula terá da Tela de Amsler. Caso você veja algo semelhante a essas imagens, consulte seu oftalmologista.

do, o tabagismo aumenta a incidência da Degeneração Macular², portanto deve ser evitado. Os danos à visão central são irreversíveis, mas a detecção precoce e os cuidados podem ajudar a controlar alguns dos efeitos da

doença. Em alguns casos é necessário a fotocoagulação por laser. Confira abaixo um exemplo de visão com Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), comparada à visão normal.

Autoria: Departamento de Oftalmologia da Associação Médica Brasileira Referências 1 - Kara-José N; Oliveira RC: Olhos. São Paulo: Contexto,2001. (Coleção Conhecer & Enfrentar). 2 - Ávila M.;Isaac DLG: Terapia Fotodinâmica em DMRI. In: Universo Visual. Disponível em: http://www.universovisual.com.br/publisher/preview. php?edicao=0203&id_mat=22


Setembro 2015

19

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Plano de Saúde:

Conheça a Central de Acolhimento UNIMED

A

Unimed Santa Maria, repensando o modelo tradicional de prestar assistência à saúde e a forma de produzir saúde e a gestão do cuidado, vem remodelando algumas ações, otimizando suas equipes, redesenhando processos de trabalho e sistemas de informação para atingir um objetivo comum: gerar resultados de saúde de forma rentável e sustentável para todos os participantes do seu sistema numa gestão de cuidado das condições e necessidades em saúde de seus usuários, satisfazendo as expectativas de diferentes públicos. A inovação para um novo modelo assistencial e implementar uma nova estratégia de abordagem ao usuário com um atendimento integral em saúde, voltado para a pessoa e não apenas para a doença, será o novo grande desafio. Com essa visão, a Unimed Santa Maria, através do Serviço de Medicina Preventiva, está lançando e oferecendo para os Usuários de planos Unimed, da APUSM, mais um benefício, a

sua mais nova atividade: Central de Acolhimento, com ênfase nas necessidades de saúde do usuário, potencializando as ações integradas, coordenadas, continuadas e de maior acessibilidade, agregando maior valor a cada envolvido, é mais uma alternativa na otimização dos recursos de saúde e na coordenação de utilização do plano. Através da Central de Acolhimento estaremos disponibilizando ao usuário Unimed da APUSM o acesso a um Centro de Referência em Saúde, onde seu atendimento será direcionado para um Médico de Atenção Integral em Saúde (“ Médico MAIS”) na Medicina Preventiva, o qual juntamente com uma equipe multiprofissional, irá conduzir a coordenação do cuidado, a longitudinalidade(continuidade) e a integralidade em todas as ações de saúde, focando sempre no paciente como um todo. Todo o usuário da APUSM, com o plano de saúde da Unimed Santa Maria, que tiver o seu atendimento originado pela Central de

Acolhimento e referenciado para o Atendimento Ambulatorial com o Médico de Atenção Integral à Saúde (MAIS) terá isenção de pagamento da coparticipação na Consulta com o Médico-MAIS, demais consultas na rede e procedimentos, segue o pagamento de coparticipação conforme estabelecido no contrato. Com isso, o papel da Unimed será de gerenciar a saúde dos clientes, ajudando-os a identificar, orientar e direcionar suas necessidades em saúde para um serviço referenciado e resolutivo. Dessa forma, a Unimed Santa Maria assumindo um novo conceito como operadora de plano de saúde: UNIMED cuidadora e gestora em saúde, estará facilitando o acesso ao atendimento em saúde de maneira racional e coordenada dentro do nosso sistema, abordando uma nova forma de relacionamento com o cliente, para atingir melhores resultados em saúde e uma maior satisfação para os integrantes de sua instituição e estabelecer uma relação sólida e coparticipativa entre a Unimed Santa Maria e a Associação dos Professores Universitários de Santa Maria APUSM, nos tornando cada vez mais um plano de saúde e não de doença!

Benefício exclusivo e gratuito aos associados O cliente do plano Unimed da APUSM passa a contar com mais um benefício: a Central de Acolhimento. Através desta Central, a Unimed passa a disponibilizar o atendimento de um Médico de Atenção Integral em Saúde (“Médico MAIS”) e de uma equipe multiprofissional na Medicina Preventiva, que irá conduzir as ações de saúde do paciente.

Palestra UNIMED A obesidade infantil e oficina para pais e filhos Local: Salão Cultural da APUSM Dia: 22 de outubro Hora: 16h Participação gratuita de associados e não associados


20

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Fundação M’oã:

Projeto leva alunos para mais uma visita

D

os conhecimentos aprendidos em sala de aula à prática. Essa é uma das propostas que o Projeto Saúde da Água, desenvolvido pela Fundação MO’Ã, com patrocínio da PETROBRAS, por meio do programa Petrobras Socioambiental, vem desenvolvendo desde maio deste ano. Os dias 16, 17 e 18 de setembro foram reservados a mais uma série de atividades com os intitulados Clubes de Ecologia - Guardiões das Nascentes, representados por alunos das escolas municipais de Itaara Alfredo Lenhardt, Euclides Pinto Ribas e Escola Estadual de Ensino Médio. Durante as visitas às nascentes do Arroio Manuel Alves, na propriedade da Sociedade Vicente Palloti, local onde foram implantadas técnicas de restauração florestal, os alunos realizaram o acompanhamento do desenvolvimento das mudas plantadas no ano de 2014. Eles também receberam

informações sobre a necessidade da preservação, enfatizando a importância da qualidade e quantidade da água, do monitoramento destes parâmetros hidrológicos, além do funcionamento de alguns equipamentos utilizados nas práticas de campo. - É sempre uma satisfação estar realizando essa troca de experiências a cada dia com os alunos de Itaara. Sempre somos surpreendidos com o interesse e engajamento de cada um na realização das ações na escola e comunidade para a proteção do meio ambiente - avalia o biólogo Olímpio Rafael Cardoso, supervisor do eixo de Educação Ambiental do Projeto Saúde da Água. As atividades que acontecem quinzenalmente no contraturno das aulas e integram o calendário escolar do município, seguem até o final de outubro. Assessoria de Comunicação Fundação MO’Ã

Fotos: Fundação MO’Ã


Setembro 2015

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

21


22

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015


Setembro 2015

23

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Conveniados da APUSM SAÚDE Agafarma Rua do Acampamento, 488, Centro Santa Maria/RS (55)3222.6509 Email: aga658@agafarma.com.br site: www.agafarma.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Fisioterapeuta Marcelo de Carvalho Pozza Endereço: Quintino Bocaiuva, 272, sala 1, Santa Maria email: mcpozza@hotmail.com Telefone (55)99893099 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

A Delínea – Pilates e Atividades Físicas Endereço: General Neto,437., Santa Maria Telefone (55)3317.0493 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte) Centro Clínico Camobi R Faixa Camobi , 6885 Santa Maria, RS - Cep: 97000-001 Fone: (55) 3226-6571 10% a 20% de desconto para associados e familiares Laura Weber – Fisioterapia, RPG e Pilates Endereço: Anselmo Machado,145.- Camobi, Telefone (55)9608.0048 *Desc. 10% para associados APUSM (consulte)

* Condições especiais para conveniados APUSM. Identifique-se apresentando a sua carteira social.

HOTÉIS Dall´Onder Hotéis Grande Hotel Endereço: R. Herny Hugo Dreher, 197 - Planalto, Bento Gonçalves - RS, 95700-000 Telefone:(54) 3455-3555 site: www.dallondergrandehotel.com.br Vittoria Hotel Endereço: R. Treze de Maio, 800 - São Bento, Bento Gonçalves - RS, 95700-000 Telefone:(54) 3455-3000 site: www.dallondervittoria.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Lar Residence Rua Demétrio, 601 Fone/Fax: (51) 3226.6126 Porto Alegre/RS Email: hotellar@hotellarresidence.com.br site: www.hotellarresidence.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Hotel Continental Santa Maria Endereço: Rua Benjamin Constant, 1209 - Centro, Santa Maria - RS, 97050-023 Telefone:(55) 3028-7070 Site: www.continentalsantamaria.com.br/ *Desc. especiais para associados APUSM (consulte) Hotel Jandaia (Rede Versare) Fone: (55) 3242.2288 Santana do Livramento/RS Email: jandaia@jandaiah.com.br site: www.jandaiaturismohotel.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Beleza Ville Endereço: Ângelo Uglione, 1667, sala 101, térreo. Telefone (55) 3347.1113 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Airton Cabeleireiros Endereço: Rua dos Andradas, 1222. Telefone (55) 3026.3483 / (55) 3317.3050 site: www.airtoncabeleireiros.com *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

SERVIÇOS DIVERSOS

EMPRESAS DE BUFFET Babette Restaurante (55) 3027 1716 Focus Produtora (55) 3027 5027 Maffi Restaurante (55) 3222 2799 Nedel Eventos (55) 3026 6234 Norberto Da Cás (55) 3222 1981 Via Gastronômica (55) 3217 5337 Vira Cambota (55) 3026 3333 W Eventos (55) 9984 7608 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Beleza

Gaiger Endereço: Rua Doutor Bozano Salvador, 1293 - Nossa Senhora Medianeira, Santa Maria - RS, 97015-004 Telefone:(55) 3025-3533 Descontos de 20% nas compras à vista e 10% no crediário.

Bellacasa Móveis Loja Floriano Peixoto: (55) 3221.2808 | 8117.4819 Loja Serafim Valandro: (55) 3223.1679 | 8117 4846 Loja Royal Plaza: (55) 3028.8807 | 9941.6902 E-mail: contato@lojasbellacasa.com.br Desconto de R$ 540,00 para associados APUSM

Lavagem Zero Grau Av. Nossa Senhora das Dores, 623 Fone: (55)9998.2050 / 9902.4477 10% de desconto

Up-Escola de Idiomas Endereço: Rua Marechal Floriano Peixoto, 1244 - Centro, Santa Maria. Telefone (55) 3025-6217 *Desc. 10% de descontos em qualquer de seus cursos

Consultório Psicológico de Juliana Martins Endereço: Alberto Pasqualine, 70, Torre Ribas, 6ª andar, sala 608, Santa Maria email: mcpozza@hotmail.com Telefone (55) 9114 9919 *Desc. 30% de desconto nas consultas e atendimentos Andréa Machado - Psicóloga Rua Alameda Montevidéu 322 sala 402 Telefone (55) *Desc. 50% de desconto nas consultas e atendimentos River’s Grill e Restaurante Rua Venancio Aires, 920 Santa Maria/RS fone: (55) 3347.2019 site: www.restauranterivers.com.br *Desc. de 10% para associados APUSM Pet Life atendimento@petlife.com.br Telefone: (55) 3015-5815 Endereço: Rua Andre Marques, 653, sala 501, Edificio Aquárius, Centro, Cep 97010-041 Santa Maria - RS *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Jornal A Razao Telefone: (55) 3220-2100 Endereço: Rua Serafim Valandro, 1284. E-mail: site@arazao.com.br Site: www.arazao.com.br Descontos de 20% na assinatura anual Wagner Advogados Associados Rua Alberto Pasqualini, 70, 13º andar Santa Maria/RS - Fone: (55) 3026.3206 email: wagner@wagner.adv.br *Desc. especiais para associados APUSM Centro Óptico Camobi, na Avenida Prefeito Evandro Behr, 7035, sala 103, Fone: (55)3307-1337, e na Tancredo Neves, no Centro Comercial T. Neves Loja 21. Fone: (55)3032-2411 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte) Sicredi Endereço: Rua Dr. Astrogildo de Azevedo, 354, Santa Maria - RS. Telefone:(55) 3026-0198 Site: www.sicredi.com.br *Condições especiais para associados APUSM

Curso de Inglês CNA Endereço: Rua Marechal Floriano Peixoto, 867 Santa Maria / Centro, RS, 97015-371 Telefone:(55) 3028-0050 *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Superauto Endereço: Av. Nossa Sra. Medianeira, 1318, Santa Maria - RS, Telefone:(55) 3027-7974 site: www.fordsuperauto.com.br *Desc. especiais para associados APUSM (consulte)

Wizard Escola de Idiomas Endereço: R. Riachuelo, 99 - Centro, Santa Maria - RS, 97050-010 Telefone:(55) 3222-2293 Descontos de 20% em todos os idiomas para funcionários, dependentes e associados da APUSM

Reni Farmácias

Lojas: Saldanha Marinho, 19 - Av. Rio Branco, 344 - Monet Plaza Shopping - Royal Plaza Shopping - Paulo Lauda, 84 - T. neves - Acampamento, 66 - Lab. manipulação: Acampamento, 70 - Camobi Av. Evandro behr, 6610/Km9

*Desc. especiais para associados APUSM (consulte)


24

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Setembro 2015

Jornal APUSM edição Setembro 2015  
Jornal APUSM edição Setembro 2015  
Advertisement