{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Santa Maria / RS / Brasil

ANO 46 nº18

Agosto - 2014

A piscina já é uma realidade

Página Comenda Vergara

OAB RS homenageia associado Página

07

Xadrez

Final do Brasileirão na APUSM Página

11

Fotos na História

O futebol dos professores na década 1970 Página

11

10

Aniversário

Três décadas de atividade da WAA Página

13


02

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014

EDITORIAL

Nossas datas de setembro Ricardo Ritzel*

É

um pouco complexo explicar para forasteiros em visita ao Rio Grande do Sul o que realmente o gaúcho comemora no dia 20 de setembro. Talvez seja porque esta terra possui o melhor índice de desenvolvimento humano do país, de acordo com a ONU; do menor índice de analfabetismo no Brasil, segundo o IBGE; e a população mais longeva da América Latina, segundo a Organização Mundial da Saúde. E, tirando o regionalismo exagerado que invariavelmente nos coloca em situações delicadas em todo o país, não. Absolutamente, não! Não celebramos uma revolução perdida contra o governo central brasileiro, muito menos queremos ser independentes do Brasil ou alimentamos esse ideal, já respondendo as primeiras

Carta do leitor

perguntas dos visitantes quando o assunto é a Semana Farroupilha e seus festejos. Primeiro, porque os revolucionários da Década Heroica (18351845) não se renderam. Aceitaram o armistício para novamente defenderem a fronteira sul do Brasil de mais uma invasão “castelhana”, que não foram poucas e de todos os lados nesses quase 400 anos de história. E sim, nós nos orgulhamos, e muito, de nossos antepassados terem proclamado uma república em uma época de imperadores; de exigirem uma federação em um tempo de centralização total do poder; de defenderem a abolição da escravatura, enquanto em todo mundo, ou em sua maior parte, esta prática odiosa era uma relação “normal” entre seres humanos. Segundo, porque escolhemos ser brasileiros. Qualquer livro de

história conta que foram outras as causas do conflito. Tanto que, mesmo cercados por um exército muito superior em um dos períodos mais sangrentos revolução, assim responderam os chefes farroupilhas ao ditador argentino Rosas quando este se atreveu a oferecer um “muy amigo” auxílio militar aos rebeldes, já sonhando em estender as suas fronteiras: “Senhor Rosas: O primeiro de seus soldados que transpor a fronteira vai fornecer o sangue com que assinaremos o tratado de paz com os imperiais. Acima de nosso amor pela República, estão nossos brios de brasileiros”. E que venham as celebrações de nossas datas de setembro! *Ricardo Ritzel é jornalista e assessor de imprensa da APUSM

APUSM para todos

Cada tempo tem seu tempo. Cada tempo tem suas motivações. Cada tempo deixa sua marca, seu perfume... e, por vezes, odores nem sempre dos mais agradáveis. Mas nada é mais real do que o resultado do tempo no presente. A história fala do passado e da contemporaneidade do tempo. A APUSM de hoje é o resultado de iniciativas passadas marcadas por pioneirismo visionário cujo resultado é um presente para todos. E não poderia ser diferente! A APUSM PARA TODOS é a síntese do melhor que todos podem desfrutar hoje, amanhã e sempre. A APUSM é uma marca com grandeza imperceptível pela consciência de muitos. Sua grandeza perpassa as fronteiras do saber in-

dividualizado e se revela como um espaço de sabedoria coletiva com amplitude superior ao somatório da massa crítica ativa no universo plural do conjunto de muitas instituições de ensino superior donde a maioria de seus associados são egressos ou com as quais ainda mantém vínculo. A APUSM é mais do que nos parece ser. E é! A APUSM não é um sindicato ou entidade meramente reivindicatória. A APUSM tem um papel importante em nossa vida e para um todo mais amplo. Compete a APUSM, dentre outros aspectos, conjugar esforços que garantam a proteção da imagem e dos direitos dos associados, além de empreender ações que permitam ver realizadas as aspi-

rações do coletivo e promovam uma contínua ampliação das forças colaborativas, somados a uma efetiva conexão com a essência e objetivos associativos, sem descuidar do engajamento e oferta de contribuições ativas voltadas para o bem-estar do ser humano e da sustentabilidade da vida e do meio ambiente. É uma missão ampla que deve engrandecer e estimular a todos. É dessa grandeza que se eleva um mar de possibilidades crescentes e ainda não explorado. Por isso, uma APUSM PARA TODOS. Não de mais tempo ao tempo, vamos somar forças e desfrutar do que é nosso, agora. Juntos! Prof. Joakim Dorneles Marketing Institucional

Novos associados Angela Pawlowski (IFF) Fabio da Silva Porto (FADISMA) Getulio Rigão Junior (UFSM) Guilherme Sebastião da Silva (UNIPAMPA) Gunter Richter Mros (UFSM)

Joao Vicente Ferreira Lima (UFSM) Jonatan Dupont Tatsch (UFSM) Lilian Piecha Moor (IFF) Patricia Jungbluth (UFSM)

Acompanhe as notícias pela página da APUSM ou pelo facebook. Para receber nossas notícias por e-mail, mantenha o seu cadastro atualizado.

* Caso queira atualizá-lo ou mandar alguma sugestão envie um e-mail para: jornal@apusm.com.br

Associação dos Professores Universitários de Santa Maria Fundada em 14/11/1967 Av. Nossa Senhora das Dores, 791 CEP: 97050-531 - Santa Maria/RS Fone/Fax: (55)3223 1975 ou (55) 32214856 - www.apusm.com.br E-mail: apusm@apusm.com.br DIRETORIA EXECUTIVA Presidente: Tania Moura da Silva Vice-Presidente Jesus Renato Galo Brunet 1º Vice-Presidente: Ony Lacerda da Siva 1º Secretário: Quintino Corrêa de Oliveira 2º Secretário: Darcila Dela Canal Castelan 1º Tesoureiro: Renato Ilo Londero 2º Tesoureiro: Luiz Antônio Rossi de Freitas CONSELHO DE CURADORES Titulares Ivan Henrique Vey Waldyr Pires da Rosa Etevaldo Vargas Porto Suplentes Antônio Motta Flores Antônio Roberto Bisogno JORNAL DA APUSM Informativo mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria - Fundado em 30/03/1971. Supervisão Geral Gaspar Miotto Jornalista Responsável Ricardo Ritzel MTB: 12773 Fone: (55) 3221-4856 Ramal 25 jornal@apusm.com.br Diagramação Rodrigo de Oliveira Fortes Tiragem 4.000 exemplares O Jornal da APUSM aceita a colaboração da Comunidade Universitária

Distribuição gratuíta e dirigido aos associados


Agosto 2014

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

03


04

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014

Crônicas

A forquilha

Logoterapia Máximo José Trevisan

Celina Fleig Mayer*

A

lguns anos atrás, uma amiga comentava que sua tia estava doente e nenhum médico acertava o diagnóstico. Primeiro tinha percorrido vários especialistas, pois vinha perdendo peso e andava desinteressada de tudo. Até dos jogos de boliche que disputava com as amigas, em tardes previamente marcadas, onde havia também chá e diversão, ela se ausentara. Por causa disso, além da família, havia mais gente querendo saber qual era o problema dela. Certo dia, um dos últimos médicos consultados, escreveu num receituário azul, uma fórmula controlada, e mandou-a tomar um comprimido pela manhã e outro à noite, antes de dormir. Parece que ajudou. Em pouco tempo, a tia da minha amiga voltou à normalidade. E ao grupo de boliche, que a acolheu com mais atenção do que antes, fazendo com que ela se sentisse querida e importante para sua turma. Foi, na verdade, o melhor remédio... Ninguém tinha se dado conta. Ela completara 60 anos quando os sintomas apareceram. A doença poderia ser chamada de “depressão da terceira idade”. O médico nem falou em terapia, estava fazendo uma experiência com a medicação. E, ele não acreditava que algum trauma da infância ou da idade adulta estivesse incomodando a mulher. Freud não servia para ela, nem para qualquer pessoa com esses sintomas e nessa idade, só por se desinteressar de tudo. Imaginemos, então, alguém depressivo aos oitenta anos, numa terapia tradicional, discutindo sua relação com o pai (lá no passado!) ou assuntos sexuais bem longínquos com um terapeuta freudiano. O que ajudou essa paciente foi o fato de pertencer a um grupo que a queria bem. Um médico austríaco Viktor Frankl, diante de questões assim, tornou-se dissidente da psicanálise convencional, e criou a logoterapia. Essa especialidade ainda é pouco difundida no Brasil, infelizmente. Porque, não foi apenas esse caso da tia da minha

amiga que eu soube, na mesma época, dos meus trinta e poucos anos. Todas as mães e tias e avós que conheci ao longo da infância e juventude, garanto que estavam com sintomas semelhantes, embora a maioria jamais tenha revelado seu sofrimento. Nós, os jovens da época, não sabíamos o que era chegar – querendo viver muito, mas não envelhecer – aos 60 anos. Todo mundo está ficando mais tempo aqui, vivendo mais, e o Brasil, um país de, até então, jovens, não sabe o que fazer com seus idosos, quando ficam infelizes. E, os idosos de agora, por sua vez, não estão sabendo o que fazer com suas “perdas”: juventude, pique, produtividade... Mas, voltando ao médico austríaco e seu tratamento para idosos depressivos, ele diz que é preciso que a pessoa da terceira idade encontre um sentido para a vida. E isso é possível, através de três maneiras: 1. criando um trabalho ou fazendo uma ação;2. encontrando alguém (amor); 3.ou encarando o sofrimento com dignidade. Pesquisas já apontaram que o idoso que encontrou um sentido para sua vida teve um impacto positivo na sua saúde. Além de viver mais tempo, o mesmo benefício foi constatado contra doenças como Alzheimer, cardíacas e depressão. E, vale lembrar que, pela criação da logoterapia, o médico austríaco já recebeu 27 títulos de doutor Honoris Causa. Aqui no RS, a UFRGS e A PUCRS outorgaram-lhe essa distinção. Isso nos causa muita satisfação! Tomara que não precisemos dessa terapia, mas eu e um grupo grande de conhecidos, colegas de trabalho, amigos do meu tempo, esperamos que o número de logoterapeutas se propague. Porque somos pacientes em potencial, e não estamos a fim de contar sobre nossos traumas passados. Queremos é aprender a viver melhor o desconhecido tempo futuro... *Celina Mayer é jornalista: celmayer@terra.com.br

U

ma noite destas, vi na tevê uma reportagem que focalizava um típico cearense do interior. Falava da importância da forquilha como meio para descobrir água no sertão. O homem era do time que mata a cobra e mostra o pau: pegou o seu facão, embrenhou-se no mato, cortou uma forquilha e partiu para a demonstração. A emoção fez ressurgir o menino que eu era ao tempo em que estive interno no antigo Pré-Seminário, em Faxinal do Soturno. Lá já havia presenciado situação semelhante à que estava vendo na tevê, protagonizada por um gaúcho-gringo, homem simples como o cearense. Ele tem o dom e o poder de descobrir água, todos diziam. Isso ficou guardado na minha memória. Neste momento, espanada a poeira do tempo, tudo surgiu tão nítido na minha memória! Era verdade: forquilha nas mãos, o gringo caminhava em busca da água dentro da terra árida. De repente, o sinal da terra a ser cavada, o poço nascia do trabalho coletivo, e a vida, que só a água traz, surgia como notícia alvissareira. Agora, com a tevê, descubro que o uso da forquilha para encontrar água já era costume na antiga Roma, e isso se deve à radioestesia. Imitando Arlindo Castegnaro, inesquecível amigo e sogro, fui ao Aurélio, e lá estava a palavra radioestesia – sensibilidade às radiações. Pronto, uma explicação científica é capaz, num instante, de tirar o mistério e a magia que fazem do cearense e do gaúcho-gringo uns mágicos!... Resisti e fiquei com o mistério e a magia,

deixando de lado a ciência. Valorizei a generosidade do cearense, que colocava o seu dom e trabalho a serviço da comunidade. Não cobro nada, disse ele ao repórter da TV Globo, porque fico feliz quando os vizinhos começam a ter água em casa. Relembrei o tempo vivido em Faxinal do Soturno, quando o Euzébio Busanello, num dia de forte chuva, me levou na sua camioneta a Dona Francisca para arrumar o meu braço, que acabara de quebrar num jogo de estafeta. O Raio-X do hospital também era uma espécie de forquilha para descobrir o que não via e informar ao médico onde estava o problema ou a solução. Era o sentido da palavra radioestesia! Tudo aparentemente muito simples, mas, no fundo, tudo essencialmente complexo, cheio de significados como a vida. Comecei a pensar em como seria o mundo se tivéssemos uma forquilha para descobrir a boa água nos corações humanos. Ouviríamos até a voz interior à semelhança do índio que encosta no chão o ouvido para “ver” quem vem ao longe. Cavaríamos, com diligência, um poço e apanharíamos, com a palma da mão, a melhor água. Voltaríamos sempre com o balde da paixão, para enchê-lo com a água do amor, para hidratar a terra seca pelo ódio, pela vaidade, pela inveja, pela mediocridade. Não precisaríamos de mais nada, pois teríamos, simplesmente, o essencial, o suficiente, o necessário de amor, ternura e carícia para as nossas carências. O mundo assim seria diferente, mais poético, prazeroso, mágico, mais humano.


Agosto 2014

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

05


06

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014

Artistas plásticos de SM em exposição

Fotos Assessoria de Imprensa da APUSM / Lorenzo Franchi

Lorenzo Franchi

A

Associação dos Artistas plásticos de Santa Maria (AAPSM), em parceria com a Secretaria de Cultura e a APUSM, promoveram uma exposição de obras no Salão Cultural na sede da Associação. A iniciativa teve como objetivo promover e incentivar a produção e o consumo da arte na cidade, tendo em vista que agosto é o mês da cultura no município. “Essa Vernissage teve o intuito de fomentar e aguçar no cidadão santa-mariense a cultura, pois é a arte que se soma através das mãos e do som. A sociedade está carente, precisa de incentivos, de subsídios para que se possa cada vez mais disseminar a arte na comunidade”, destaca Darcila Dela Canal Castelan, diretoria e integrante da comissão social da APUSM. Yann Zigler, presidente da associação dos artistas plásticos, enfatiza que, a AAPSM, quer “levar” a arte ao máximo de pessoas, mostrando que todos podem “fazer a arte”. Salientando também que “tudo pode ser arte, basta você ter audácia e coragem para expor seu trabalho”. Marilia Chartune, artista plástica e secretaria da Cultura de Santa Maria, destaca que “um evento

A iniciativa teve como objetivo promover e incentivar a produção e o consumo da arte na cidade, tendo em vista que agosto é o mês da cultura no município

deste porte vem a dinamizar e motivar os artistas a produzirem e exporem suas obras, suas produções”, conclui. A secretária também destaca que “Santa Maria é uma cidade cultura sim, mas ainda falta que o cidadão e a cidade passem a consumir a arte produzida aqui”. Ela também ressalta que as artes e a cultura, devem e merecem serem divulgadas, trabalhadas e produzidas.

A cultura italiana em “Una Notte Per Te“

Clima aprazível, decoração convidativa e uma deliciosa gastronomia. Assim pode ser descrito o jantar baile, Una Notte Per Te, realizado no Salão Cultural da APUSM na sexta-feira, 22 de agosto, promovido pela Associação dos Professores Universitários em parceria com a Associação Italiana de SM. O evento teve início às 20 horas, se estendeu até alta madrugada de sábado e con-

tou com a presença de aproximadamente 160 convidados. O encontro festivo teve como “objetivo” a apreciação e saudação à cultura italiana. Além de uma gastronomia típica regada a bifes, rondellis, risoto, os presentes apreciaram belas canções do cantor santa-mariense, Nilton Nascimento. O jantar italiano contou com o apoio da Bellacasa. Lorenzo Franchi


Agosto 2014

O

Associado APUSM recebe alta distinção da OAB-RS

professor e advogado santa-mariense, Josefino Francesquetto, recebeu a Comenda Oswaldo Vergara em Sessão Magna da Ordem dos Advogados do Brasil no último dia 11 de agosto. A homenagem é a mais importante distinção concedida pela Ordem gaúcha aos advogados e advogadas que, por seu trabalho, representam a classe com excelência. O evento, que lotou o Teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre, reuniu advogados de todo o Estado, dirigentes da entidade, representantes dos Poderes e da sociedade rio-grandense. Ao entregar as 38 comendas, o presidente da OAB/RS, Marcelo Bertoluci, frisou que Oswaldo Vergara “foi um dos maiores do seu tempo, advogado por excelência, o exemplo de virtudes pessoais e de profissional que corporifica a profissão expressa na Constituição Federal como indispensável para a administração da Justiça.

07

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Foto OAB RS

O professor e associado APUSM, Josefino Francesquetto, recebeu a homenagem da Ordem gaúcha por seu trabalho como procurador do Estado

Como dirigente, foi combativo, fulgurante, de dimensão humanística notável que bem representa os valores mais caros pelos quais o Rio Grande do Sul sempre lutou”. Oswaldo Vergara foi presidente da OAB/RS de 1939 a 1945 e de 1956 a 1965. A medalha possui a citação: “Sem advo-

gado não há Justiça”. Francesquetto recebeu a homenagem da Ordem gaúcha por seu trabalho como procurador do Estado, atividade que já está aposentado. O professor também é associado da APUSM e participa ativamente no dia a dia da Associação.

Happy Hour: Livros e música na Petiscaria Cultural Nesta vida cada vez mais agitada, encontrar os amigos merece um lugar especial, cardápio preparado com todo esmero e, é claro, um serviço diferenciado para você aproveitar os bons momentos da vida. É esta a proposta do APUSM Petiscaria Cultural, que está de portas abetas para toda comunidade santa-mariense na sede da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria. E, mais, lá você encontrará boa música, tanto ao vivo como eletrônica, além de uma pequena biblioteca com livros para trocar, ou para simplesmente ler em um ambiente climatizado acompanhado dos mais variados petiscos e bebidas que o local oferece. APUSM Petiscaria Cultural espera por você, a partir das 14h, na Avenida Dores, 791, Bairro Dores.


08

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014


Agosto 2014

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

09


10

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014

Direção antecipa obras da piscina térmica

A

ntigo sonho dos fundadores da Associação e colocada como obra prioritária em recente pesquisa realizada entre os associados, a piscina térmica para hidroginástica e recreação prevista para ser construída no 3º subsolo do Complexo Cultural Esportivo da APUSM começa a se tornar uma realidade para os professores universitários de Santa Maria. A presidente Tania Moura da Silva e sua diretoria executiva reviram o cronograma das obras, que já começaram na parte dos fundos da sede na Avenida Dores, e anteciparam a construção da piscina que estava prevista para ser iniciada somente em uma segunda fase da construção. O arquiteto responsável pelo projeto, Pepe Reys, já incluiu a novidade nas obras que estão em andamento e apresentou a planta do futuro espaço aquático com banheiros e salas de apoio para diretoria da Associação.

A utilização do espaço da tão esperada piscina térmica da Associação está antecipada em vários meses

Educação Ambiental à comunidade escolar de Itaara

No dia 16 de agosto de 2014, o Projeto Saúde da Água promoveu o Curso de Formação em Educação Ambiental para professores e funcionários das escolas de Itaara (RS). O curso foi realizado pela Fundação MO’Ã com o patrocínio da Petrobras – Programa Petrobras Socioambiental –, na Sociedade Concórdia Caça e Pesca (SOCEPE) e contou com a participação de cerca de 90% dos professores e a marcante presença do mascote do projeto, o CURI. O curso foi ministrado pelo Professor Dr. Adriano Severo Figueiró, do Departamento de Geociências da UFSM, e teve como tema central a sustentabilidade e a proposta de como abordar a temáti-

Fotos Divulgação MO’Ã

Dentre as atividades desenvolvidas no curso, houve momentos de integração, lazer e educação ambiental

ca através de práticas pedagógicas. Dentre as atividades desenvolvidas no curso, houve momentos de integração, debates sobre a situação atual da educação ambiental nas escolas, discussão de metodologias

O curso foi realizado pela Fundação MO’Ã, na Sociedade Concórdia Caça e Pesca (SOCEPE) em Itaara

e formas de construir soluções para viabilizar a implantação da educação ambiental, sem abrir mão dos conteúdos disciplinares e das tarefas pedagógicas para formação dos estudantes. Entre outros materiais,

foi distribuída a cartilha Educação Ambiental – Base para a elaboração de projetos ambientais nas escolas, desenvolvida pelo professor Adriano Figueiró, especialmente para o curso.


Agosto 2014

11

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Fotos na História

Os professores com a bola no pé

Com o início das obras do Complexo Cultural e Esportivo nos fundos de sua sede na Avenida Dores, a Associação dos Professores Universitários de Santa Maria já começa a projetar a reativação do seu Departamento de Esportes. Sim, os associados mais recentes não devem conhecer a história, mas a APUSM organizava e promovia uma concorrida agenda esportiva que marcou época nas décadas de 1970-1980, com a re-

alização de torneio anuais de futebol com equipes formadas a partir de Cursos da Universidade Federal de Santa Maria. Dos poucos registros fotográficos que ficaram daquele tempo, duas fotos foram preservadas pelo professor Cleber Biazus, que as repassou ao Jornal da APUSM. A primeira traz a última partida da equipe titular de futebol de campo no último torneio promovido pela Associação. Ela foi cap-

tada no Regimento Mallet no final dos anos 70, antes do confronto com o time da ABS. O elenco era formado por, de pé da esquerda para direita, Leonel Freitas, Napoleão Oliveira, Cleber Biazus, Carlinhos Costa Beber e Pedro Bagiotto. Agachados, também da esquerda para direita, Gilson Hiran, Gedson Dalforno , José Odin De Grandi, Guerino Tonin, Joao Helvio e Rubem Hoher. Na foto 2, também da mesma

época, mas com outra formação, a equipe da Associação era composta por, de pé da esquerda para direita, Jandir Moreira Paula, Napoleão Oliveira, Carlinhos Costa Beber, Rubem Hoher, Cleber Biazus, Renato Londero e Ricardo Ries. Agachados da esquerda para direita, Leonel Freitas, Guerino Tonin, Jose Odin de Grandi, Joao Helvio, Adair Ilha e seu filho. O garoto em pé é filho do professor Rubem Hoher, o Bequinho.

Final do Brasileiro de Xadrez 2014 será na APUSM

Uma grande notícia para os enxadristas de Santa Maria e região. A Confederação Brasileira de Xadrez confirmou a APUSM como sede da grande final do Campeonato Brasileiro de Xadrez Rápido de 2014. O torneio que reunirá os melhores jogadores brasileiros do esporte do tabuleiro será disputado no Salão Olho d’Agua nos próximos dias 6 e 7 de dezembro. Participam da final do Brasileirão na Associação dos Professores enxadristas classificados nos 20 torneios Abertos do Brasil disputados nas mais diversas cidades do país, sendo que a última oportunidade de jogar a final será realizada no próximo dia 11 de outubro, também na sede na sede da Associação dos Professores em Santa Maria. Este será o segundo Aberto do Brasil de Xadrez Rápido realizado na APUSM em 2014. O primeiro, que também classificou 5 jogadores para a final nacional, foi realizado no dia 9 de agosto na sede da Associação dos Professores (ver resultado no quadro ao lado). Xadrez Rápido é uma modalidade do esporte onde os competidores tem, além da disputa posi-

cional no tabuleiro, a pressão do tempo. Neste caso, cada jogador tem 20 minutos para vencer o seu oponente, ou perder. Cada partida tem, no máximo, 40 minutos. A direção de prova será do presidente do SMXC, Jorge Boabaid, e a arbitragem FIDE (Federação Internacional de Xadrez) será de Marcelo Konrath e equipe. A organização e promoção da competição estarão sob-responsabilidade da Confederação Brasileira de Xadrez, Federação Gaúcha de Xadrez, Santa Maria Xadrez Clube e Departamento de Xadrez da APUSM.

Fotos Ricardo Ritzel/Imprensa APUSM

O torneio que reunirá os melhores jogadores brasileiros será disputado no Salão Olho d’Agua nos próximos dias 6 e 7 de dezembro

Melhor entre os 53 participantes, o vencedor do Aberto do Brasil na APUSM foi o pelotense e atual campeão gaúcho, Anderson Donay (primeiro a direita)

No último dia 9 de agosto, em parceria com o Santa Maria Xadrez Clube e a Federação Gaúcha de Xadrez, a APUSM promoveu o Torneio Aberto de Xadrez Rápido valendo três vagas para a final do Campeonato Estadual Absoluto e cinco vagas para a final do Brasileiro de Xadrez Rápido 2014. Depois de sete rodadas, o grande vencedor da competição, melhor entre os 53 participantes, foi o pelotense e atual campeão gaúcho, Anderson Donay (6 pontos), seguido pelos porto-alegrenses, Vinicius Chemale (6 pontos) em segundo, e Flavio Cardona (6 pontos) em terceiro. Os melhores santa-marienses foram Miguel Ângelo Farias, em sexto com 5 pontos; Gustavo de Quadros, em sétimo com 5 pontos; e Diego Homerich, em oitavo e também com 5 pontos em sete possíveis.


12

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014


Agosto 2014

13

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Jurídico

30 anos de Wagner Advogados Associados

A

história do escritório Wagner Advogados Associados tem início na cidade de Santa Maria, RS, no ano de 1984, quando o advogado José Luis Wagner começa sua atuação profissional nas áreas cível, trabalhista e administrativa. Dando efetividade à sua intenção inicial de advogar somente para trabalhadores, após alguns anos, definiu o foco jurídico de suas atividades, passando a prestar serviços exclusivamente para servidores públicos, particularmente docentes e técnico-administrativos da UFSM, e suas entidades de classe. O escritório matriz de WAA Edifício Princesa: Segunda está, desde agosto de 1999, locali- sede de Wagner Advogados Aszado no 13º andar da Torre Ribas do sociados Edifício Santa Maria Shopping, entrada pela Rua Alberto Pasqualini, e Silva, Amarildo Maciel Martins e também mantém o atendimento aos Luiz Antônio Müller Marques. A sociedade de advogados denoclientes nos plantões semanais reaminada Wagner Advogados Assocializados nas entidades assessoradas. dos foi formalizada no ano de 2000, Antes de instalar-se no edifício com a união de onde funciona José Luis Wagatualmente, Wagner aos advoganer Advogados dos Lilia Fortes Associados teve dos Santos, Luiz como sua primeiAntonio Müller ra sede no Edifício Marques e SanFin-Hab, na Rua dra Luiza Feldo Acampamento, trin. e depois, a partir No decorrer de março de 1990, de sua história teve sua segunda e de seu crescisede no Edifício mento, novos Princesa, na Rua profissionais Venâncio Aires. ingressaram, Estrutura compondo, A partir de 1991 o escritório José Luis Wagner: sócio funda- hoje, a estrutura transformou-se dor de Wagner Advogados Asso- que possui onze numa sociedade ciados; Conselheiro Federal da advogados sóinformal de advo- OAB pelo Amapá e Procurador cios: José Luis Wagner, Davi gados, que pas- Nacional de Prerrogativas Ivã Martins da sou, ao longo dos Silva, Débora de Souza Bender, Feanos, a ser integrada também por lipe Carlos Schwingel, Flávio AleLilia Fortes dos Santos, Sandra Luiza Feltrin, Marco Aurélio Pereira da xandre Acosta Ramos, José Carlos de

Fotos Divulgação WAA

Torre Ribas, Santa Maria Shopping: Escritório matriz WAA, que hoje possui quatro filiais

Almeida Junior, Lilia Fortes dos Santos, Luciana Inês Rambo, Luiz Antônio Muller Marques, Tiago Staudt Wagner e Valmir Floriano Vieira De Andrade. Ainda, diretamente vinculados ao escritório nas unidades de Santa Maria, RS, Brasília, DF, Macapá, AP, Porto Alegre, RS e Recife, PE, trabalham mais 35 advogados, 44 empregados administrativos e 23 estagiários, os quais, somados aos sócios, totalizam 113 pessoas. Além da matriz, localizada em Santa Maria, RS, e das filiais de Brasília, DF, Macapá, AP, Porto Alegre, RS e Recife, PE, Wagner Advogados Associados possui parcerias em com escritórios de advocacia em Aracaju, SE, Belo Horizonte, MG, Campo Grande, MS, Cuiabá,

MT, Curitiba, PR, Florianópolis, SC, Goiânia, GO, João Pessoa, PB, Maceió, AL, Manaus, AM, Pelotas, RS, Porto Velho, RO, Rio Branco, AC, Rio de Janeiro, RJ, Salvador, BA, São Luís, MA, São Paulo, SP e Vitória, ES. Assim, são 23 cidades do país, de 21 estados diferentes, nos quais são ajuizadas ações que reproduzem e implementam as teses desenvolvidas por Wagner Advogados Associados em favor de inúmeras categorias de servidores públicos federais. O escritório assume tais processos junto aos Tribunais Regionais Federais e/ou aos Tribunais Superiores, conforme o caso. Os clientes pessoa física, hoje, incluindo as parcerias, e considerando as bases das entidades representadas, chegam a mais de cem mil pessoas. Com o passar do tempo, e em face das situações novas surgidas principalmente em outros estados, o escritório passou a atuar também da defesa dos servidores públicos estaduais (especialmente no Amapá, onde assessora algumas das principais entidades da categoria), dos trabalhadores da iniciativa privada e seus dependentes tanto no Direito do Trabalho como no Direito Previdenciário. Manteve, entretanto, intocada a sua opção política de só advogar para trabalhadores. Ao longo do tempo a honestidade, a responsabilidade, o comprometimento e o respeito demonstrados de forma permanente consolidaram seu trabalho e sua clientela.

Sede APUSM: cliente WAA desde 1988

com a APUSM, galgadas no trabalho em prol de um mesmo objetivo: a defesa dos direitos dos servidores públicos. São 30 anos de uma trajetória em que o sucesso é o resultado do esforço empreendido para o benefício dos trabalhadores. Neste momento, Wagner Advogados Associados agradece à APUSM e aos seus associados pela parceria firmada e confiança depositada, ao longo de tantos anos.

Orientação jurídica

Trabalho na APUSM

Sua parceria de trabalho com a Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (APUSM) iniciou em 1988, e desde o início vem trazendo bons frutos. Em 26 anos foram inúmeros pagamentos feitos a inúmeros associados, que viram seus direitos preservados e sua condição de vida melhorada. A comemoração dos 30 anos de história de Wagner Advogados Associados deve-se a estas relações, como a que se firmou

O advogado e sócio do escritório Wagner Advogados Associados, Flávio Ramos realiza todas as quintas-feiras pela manhã, das 10h ao meio-dia, orientações jurídicas aos associados da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria (APUSM). Ramos é especializado nos assuntos relacionados a questões funcionais do servidor público como: carreira, vínculos do professor ao serviço público, entre outros. O escritório atua nesta área há cerca de 30 anos. Neste ano o escritório também está atendendo aos professores associados que possuem vínculos com instituições particulares. Assuntos relativos ao regime geral da previdência- INSS destes associados podem ser esclarecidos pelos advogados. Para isso, basta que o associado utilize este serviço nas quintas-feiras.


14

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014

Airton Cabeleireiros é o novo convênio

C

ada vez mais a apresentação pessoal é um atributo indispensável ao sucesso, além de demonstrar o respeito que temos pelas pessoas com as quais nos relacionamos. Pensando nisto, a APUSM comemora a concretização de mais uma parceria e anuncia oficialmente para seu quadro de associados o Airton Cabeleireiros como seu mais novo convênio. O Airton Cabeleireiros é uma empresa com 21 anos de experiência na prestação de serviços de beleza orientados ao cabelo, unhas, estética e maquiagem. O seu salão apresenta uma estrutura completa de atendimento, além de oferecer um charmoso espaço para eventos. E tudo isto com uma equipe que se mantém em constante treinamento e atualização com objetivo de oferecer os melhores resultados a preços justos, utilizando sempre o que há de melhor no mercado internacional de prestação de serviços e cosméticos de suporte. Para usufruir de todos estes serviços especializados do Airton Cabeleireiros, ganhar na primeira visita um diagnóstico gratuito para fins de avaliação e elaboração de orçamento e, ainda, ter 15% de desconto no total da comanda,

Fotos Débora Quatrin

O Airton Cabeleireiros é uma empresa com 21 anos de experiência na prestação de serviços de beleza orientados ao cabelo, unhas, estética e maquiagem.

O salão apresenta uma estrutura completa de atendimento, equipe em constante atualização, além de um charmoso espaço para eventos.

basta o associado, ou seus dependentes, apresentarem a carteira social da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria. Lembramos apenas que esses

descontos somente serão aplicados de segunda a quarta-feira em horários pré-agendados. Você terá mais informações sobre a equipe, os serviços e o

atendimento do Airton Cabeleireiros através do site na internet encontrado no seguinte endereço eletrônico: www.airtoncabeleireiros.com

Todas as vantagens da sua carteira APUSM

- Rua dos Andradas, 1222 - Os atendimentos para associados da APUSM são de segunda à quarta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 19h, em horários pré-agendados - Telefones: 55.3026-3483 55.3317-3050 - e-mail: www.airtoncabeleireiros.com

As vantagens oferecidas pelos diversos convênios da APUSM você já conhece. Mas para usufruílas por completo e com toda a comodidade, o associado deve apresentar também a sua carteira de identificação. Se você ainda não possui a sua, o procedimento é bastante simples e deve tomar apenas alguns minutos de seu tempo. Basta se dirigir a sede social da APUSM, na Avenida Dores, nº 791, se identificar, tirar um foto e, em cinco minutos, você terá ao seu alcance todas as vantagens e descontos dos conveniados da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria. Para ficar ainda mais fácil, o associado pode também enviar para o e-mail eventos@apusm.com.br os seus dados de identificação e uma foto digitalizada para agilizar a confecção da carteira. Depois, é só receber da APUSM outro e-mail avisando que a identificação está pronta para retira-la na sede.


Agosto 2014

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Conveniados da APUSM

15


16

Periódico mensal da Associação dos Professores Universitários de Santa Maria

Agosto 2014

Profile for Apusm Santa Maria

Jornal APUSM edição Agosto de 2014  

Jornal APUSM edição Agosto de 2014  

Advertisement