Balanço de gestão 2019 - 2021

Page 1

APUFPR-SSIND

INFORMATIVO

APUFPR

SSIND

Associação dos Professores da Universidade Federal do Paraná Seção Sindical do ANDES-SN R. Dr. Alcides Vieira Arcoverde, 1193 | Jardim das Américas, Curitiba-PR | CEP: 81520-260

BALANÇO DE GESTÃO 2019 - 2021

MARÇO DE 2021

EDIÇÃO ESPECIAL


2

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

EDIÇÃO ESPECIAL

MARÇO DE 2021

EDITORIAL Quando assumimos nossa gestão, em maio de 2019, sabíamos que estávamos começando algo muito importante, em um dos momentos mais difíceis da história do nosso país. Eram os primeiros meses de um governo que, desde antes de sua posse, já tratava a educação como inimiga. Por isso, sabíamos que uma de nossas tarefas iniciais era tirar nosso sindicato do isolamento. Era necessário conduzir a APUFPR em outra direção. Precisávamos ampliar as nossas articulações e buscar apoio dos diversos setores que entendem que a educação é um instrumento de transformação social. Assim, começamos a colocar em prática as mudanças que nossa entidade e a nossa categoria precisavam. Implementamos inovações em diversas áreas (cultural, social, comunicação, jurídico, administrativo, convênios) e na forma de nos expressar e de nos manifestar. Estabelecemos diálogos com o campo político, porque dali partem as decisões importantes que afetam nosso dia a dia. Construímos com outros setores grandes movimentos de resistência contra o projeto Future-se e contra cortes de recursos. Tivemos várias vitórias no campo político e também no âmbito jurídico. Adotamos postura independente em relação à administração da UFPR, mas com disposição ao

diálogo. Isso nos levou a avanços importantes. E tivemos o desafio gigantesco de conduzir o sindicato e as demandas dos docentes em meio à maior crise epidemiológica do último século, a pandemia do novo Coronavírus. Tivemos que mudar nossos planos e nos reinventar, sem deixar a luta esmorecer. Nossa categoria respondeu com o mesmo compromisso. Fizemos grandes assembleias virtuais, diversas atividades online e reforçamos a luta pelos meios que tínhamos disponíveis. Tivemos que lutar com firmeza para garantir que a Democracia prevalecesse na escolha da nova gestão da Reitoria da UFPR. No final, a escolha da maioria foi respeitada (infelizmente, outras 19 instituições não tiveram o mesmo resultado). Lutamos por vacinas e pela ciência. Mas além de todo impacto no processo ensino-aprendizagem que a pandemia causou, ela também trouxe uma imensa perda. Nossa tesoureira-geral Denise Maria Maia, companheira de tantas lutas, foi uma das mais de 280 mil vítimas da Covid-19 e da negligência de um governo que não valoriza a educação, a o saber científico e a vida. Apesar dos desafios gigantescos, fizemos uma gestão aguerrida, com muito diálogo e muita ação, mantivemos a sustentabilidade da nossa entidade, mostramos que a APUFPR tem disposição para luta e que está pronta para os desafios do futuro.

DENISE MAIA, PRESENTE! Entre todos os desafios que tivemos em nossa gestão, certamente o maior deles foi suportar a dor da perda de alguém tão especial: nossa tesoureira-geral Denise Maria Maia. Companheira de longa data de muitos de nós. Uma guerreira comprometida com a defesa dos direitos, da educação e da vida. Firme e aguerrida quando era necessário, mas com um olhar extremamente humanizado sobre as mazelas que atingem as pessoas menos favorecidas. Sua garra, dedicação e compaixão permaneceram como balizadores dos nossos caminhos até aqui. E continuarão sendo exemplos de perseverança e de esperança para tudo que fizermos. Hoje e sempre, Denise presente!


MARÇO DE 2021

EDIÇÃO ESPECIAL

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

POLÍTICA UMA NOVA FORMA DE FAZER POLÍTICA SINDICAL O início da nossa gestão, em 2019, coincidiu com o turbilhão político causado pelo começo do governo de Jair Bolsonaro. Tínhamos então dois imensos desafios: implementar as mudanças necessárias no sindicato e enfrentar a truculência do governo e de seus apoiadores, que partiram para cima das universidades públicas com uma violência jamais vista (ao menos, depois da redemocratização). Abraham Weintraub (aquele que depois fugiu do Brasil com medo de ser preso por incentivar atos contra a Democracia) havia recém-assumido o posto no lugar de Ricardo Vélez Rodríguez no Ministério da Educação (MEC) e em pouco tempo deixou evidente que não faria uma gestão de propostas, mas de confronto. Utilizando a mesma milícia digital (reforçada por dezenas de milhares de robôs de internet), estimulou um ataque intenso e incessante contra nossas instituições. Em todo o Brasil, celulares e redes sociais foram tomados por fake news e imagens que deturpavam a realidade das universidades públicas brasileiras. Com frases de efeito e vergonhosas performances, passou mais tempo nas redes sociais ofendendo pessoas e instituições do que elaborando políticas para a pasta. Montou um exército disposto a reproduzir indistintamente suas

mentiras. O episódio em que apoiadores do governo rasgaram a enorme faixa em defesa da educação que estava pendurada no prédio central da UFPR foi um marco desse movimento. Sabíamos que para enfrentar tudo isso não adiantaria utilizar os métodos tradicionais e, muitas vezes, ultrapassados. Era preciso inovar na abordagem, no método, na linguagem e nas formas de nos relacionar para proteger nossa instituição e nossa categoria. Ao mesmo tempo, precisávamos buscar o apoio da sociedade.

INOVAÇÃO, DIÁLOGO E LUTA Mudamos a linguagem, a forma e o conteúdo. Os tempos são outros e exigem outras formas de diálogo (com quer nos ouvir e com quem não quer). Criamos campanhas criativas e ousadas para falar dos temas que nos afetavam (veja mais na página 6), e transportamos nossas ações do mundo digital para o mundo físico. Fizemos performance por diversos setores da UFPR para mostrar o método de terror do governo e um flash mob (apresentação surpresa) no Shopping Estação para conversar com a população. Combinamos cultura, arte e luta na construção do Festival da Resistência junto com diversas outras entidades. Muitos outros projetos inovadores estavam em andamento, porém tivemos que suspendê-los momentaneamente por causa da pandemia de Covid-19. Mas como a luta não para, realizamos diversos eventos online, debates, seminários, cursos e também atividades artísticas e culturais. Mesmo fisicamente distantes, sempre procuramos estar próximos dos docentes.

2019: Posse da diretoria - Gestão 2019-2021

2019: Tsunami da Educação

2019: Tsunami da Educação

2019: Ato em Defesa da Educação - Biológicas UFPR

2019: Ato em Defesa da Educação

3


4

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

POLÍTICA LOCAL 2019: Votação do Coun contra o projeto Future-se

2019: Universidade na Rua

2019: Recolocação da faixa em defesa da Educação

2019: Future-se - Terror na Universidade, conversa com professores e estudantes da UFPR

EDIÇÃO ESPECIAL

DERRUBADA DO FUTURE-SE Apontado como um dos piores projetos já apresentados nos últimos 30 anos, o Future-se surgiu em 2019 e foi rapidamente combatido pela diretoria da APUFPR. Em Assembleia Geral, instituímos o Comando de Mobilização, para estruturar o combate contra o programa, em conjunto com estudantes e com os técnicos. Debatemos o projeto em diversas atividades na UFPR: reuniões mensais com as demais categorias, discussão pública com centenas de pessoas, diversas reuniões setoriais em Curitiba e nos demais campi, além da realização de assembleia comunitária. Levamos o debate para fora dos muros da UFPR: na Casa da Resistência, em reuniões conjuntas com sindicatos de trabalhadores. Agitamos a discussão e lançamos fortes campanhas contra o projeto. Ao final, conquistamos o posicionamento do Conselho Universitário (Coun) contra o Future-se.

MARÇO DE 2021

que reuniram milhares de pessoas em Curitiba. Em 2020, com a chegada da pandemia, tivemos que direcionar nossas ações principalmente para o campo digital e, ao mesmo tempo, aumentar a articulação com outros setores da sociedade. No começo de 2021, demos início a um movimento em defesa da ciência e da vacinação em massa (Vacina é ciência. Vacina é vida) e estivemos na organização de gigantescas carreatas puxadas com essa pauta. Durante toda nossa gestão, realizamos diversas atividades, como reuniões dos Grupos de Trabalhos (GTPE e GTPAUA), participamos de seminários e outros eventos, como os Congressos e CONADs do ANDES-SN. Com a nossa categoria, promovemos reuniões frequentes para tratar de questões importantes como insalubridade e horas-extras, e assembleias frequentes (presenciais e, posteriormente, online – que contaram com grande participação da nossa categoria).

MOBILIZAÇÕES, PARALISAÇÕES E GREVES

GARANTIR A DEMOCRACIA NA ESCOLHA PARA A REITORIA

2019 foi um ano de intensas mobilizações para frear o ímpeto violento do governo contra as universidades e contra os cortes de recursos da educação. Participamos, junto com a nossa categoria, da organização de paralisações, greves e grandes mobilizações em defesa dos nossos direitos e das universidades públicas, como os dois Tsunamis da Educação,

Em 2020, o isolamento social se tornou uma das principais medidas de proteção contra a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Apesar das restrições impostas pela necessidade de conter a pandemia de Covid-19, era preciso preservar o direito de a comunidade universitária escolher a nova gestão da Reitoria da UFPR, especialmente em um cenário marcado pela


MARÇO DE 2021

intervenção do Governo Federal na escolha dos dirigentes de diversas IFEs. Garantir a democracia na nossa instituição era uma preocupação e um compromisso expresso pela nossa diretoria desde o começo da nossa gestão. Tanto é que lançamos uma forte e contundente campanha em maio de 2020 alertando para os riscos de o governo empossar reitoresinterventores. Conduzimos o processo por meio da Comissão Paritária de Consulta (CPC) da UFPR, em conjunto com o Sinditest-PR e com o DCE-UFPR. A votação online foi realizada de forma segura pelo sistema SIGEleição, desenvolvido e hospedado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Para auxiliar os eleitores a votar sem sair de casa, foram criados o Manual do Eleitor UFPR 2020 e diversos vídeos tutoriais para explicar os procedimentos de cada etapa. A primeira votação online da história da UFPR ocorreu nos dias 1 e 2 de setembro de 2020, sem aglomeração e com muita democracia, batendo recorde histórico de votantes. Após a votação, ainda participamos ativamente das mobilizações para garantir que a escolha da comunidade acadêmica da UFPR prevalecesse na indicação dos nomes que seriam enviados na lista tríplice do Coun para o governo.

EDIÇÃO ESPECIAL

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

ADMINISTRATIVO Muito mais do que garantir a transparência, gerir o sindicato exige uma visão estratégica, para que seja possível avaliar corretamente quais serão as prioridades na aplicação de recursos e na organização da nossa equipe para garantir um atendimento de qualidade aos docentes. A Gestão 2019-2021 estabeleceu um diálogo constante com os filiados e filiadas, possibilitando uma maior proximidade sobre os processos desenvolvidos dentro do sindicato. Utilizamos nosso site como ferramenta de divulgação, publicizando nossos balanços financeiros anuais na seção “Movimento Financeiro”. Ali, inserimos informações sobre todas as execuções orçamentárias e financeiras, permitindo que os filiados acompanhem atentamente de que forma o recurso está sendo utilizado. Em 2019, realizamos a instalação da subsede Palotina, percebendo que os docentes do setor necessitavam de um local maior para reuniões, assembleias e conferências. A criação do espaço foi fundamental participação e desenvolvimento de atividades, confraternizações e de organização política da categoria. Também desenvolvemos reformas nas estruturas do salão de festas e no pórtico da Chácara da APUFPR, conservando este espaço tão querido por todos, e que possibilita tantos momentos de lazer e relaxamento da rotina docente. Foram feitas melhorias nas ligações hidráulicas da nossa sede, em Curitiba, importantes para a manutenção da estrutura. Atualmente, estamos em finalizando o processo de substituição do sistema gerencial eletrônico da APUFPR, que dará mais agilidade e modernidade à gestão de informação. A Gestão 2019-2021 também atuou fortemente na ampliação de convênios e benefícios aos filiados e filiadas. Garantimos seis novos convênios em educação que contemplam os docentes e seus familiares, com descontos de 10 a 50%.

2019: Ato em defesa da Educação

2019: Flash mob no Shopping Estação para alertar a sociedade sobre o projeto Future-se

2020: Mobilizações pela manutenção da democracia na UFPR - Eleições Reitoria

2021: Vacina é ciência, vacina é vida. Luta da APUFPR pela vacina para todos.

5


6

MARÇO DE 2021

EDIÇÃO ESPECIAL

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

JURÍDICO Na garantia aos direitos dos docentes da UFPR, o departamento jurídico da APUFPR cumpriu com seu importante papel. A partir de julho de 2019 ampliamos a atuação jurídica e aumentamos os atendimentos. Em 2018, haviam sido 325 consultas. Conseguimos dobrar esse número em 2019, chegando a 700. Em 2020, mesmo em um contexto de pandemia, seguimos fortalecidos, realizando 643 atendimentos. Atuamos coletivamente em 45 ações civis públicas, 25 ações ordinárias, 10 mandados de segurança, 1 ação popular, 1 ação cautelar de exibição de documentos, 1 ação de reintegração de posse e 1 procedimento comum. Do total, 27 processos se encontram em fase de conhecimento, 14 em fase de execução e 33 em fase de encerramento. Ingressamos, por exemplo, com ação contra a decisão que indeferiu tutela ao IN-28 (pagamento de auxílio-transporte e adicionais noturnos e de insalubridade para profissionais em serviços extraordinários durante a pandemia), e pedindo destrancamento de recursos. Nosso departamento jurídico apresentou onze pareceres técnicos, sobre diferentes temas, dando embasamento às ações administrativas e políticas da diretoria em defesa da categoria e da universidade. Ainda em 2019, protocolamos junto ao MPF um pedido de afastamento do então ministro da Educação, Abraham Weintraub, após suas falas criminosas contra as universidades públicas e contra os docentes federais. Em maio e dezembro de 2019, realizamos reuniões temáticas sobre a ação das progressões acumuladas, e em março de 2020, reunião com

docentes afetados. Fomos duas vezes ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre-RS, para tratar desse tema e fazer a defesa da categoria. Por ser uma pauta importante para nossa gestão, montamos um grupo permanente para conversar com os docentes. Ali, respondemos prontamente a todas as dúvidas que surgem, colhemos sugestões e demandas. Em 2020, tivemos uma grande vitória. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) considerou inconstitucional a supressão de gratificações de insalubridade dada a servidores da UFPR, e canceladas automaticamente pela Progepe em 2016 após auditoria do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle (antiga CGU) e do Ministério Público Federal (MPF). A decisão, em segunda instância, considerou que é de responsabilidade da Universidade comprovar que houve alteração ou não das condições de trabalho que faziam jus à concessão do adicional. Dessa forma, quem foi afetado terá os valores restituídos.

Em junho do ano passado, com uma articulação que envolveu mais 10 seções sindicais, ingressamos como amicus curiae na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6460 (de autoria de 8 partidos), que questionava a legalidade da Medida Provisória (MP) 979. O governo havia publicado o documento para impedir a realização de consultas democráticas para escolha de reitores durante a pandemia, dando ao Ministério da Educação (MEC) a prerrogativa para indicar um reitor-interventor no caso de término de mandato de gestões nas universidades federais. A MP foi devolvida pelo então presidente do Senado, Davi Alcolumbre, alegando inconstitucionalidade. Além dos ganhos laborais, nossas vitórias jurídicas também representaram reparação econômica para a categoria. E tão importante quanto, significaram também ganhos políticos para os docentes, algo fundamental nesse período de enfrentamento e resistência às constantes ameaças contra nossa categoria.

Nº Atendimentos 2018 x 2019 x 2020 140 120

106

111

105 94

100

85

40

0

61

56

60

20

73

72

80

27 14 14

JAN

31 20

FEV

26

22

MAR

63 63

58

29

34 34

ABR

33

29

MAI

33

27

2018

27

JUL 2019

47

40

33

JUN

58

2020

AGO

31

SET

37 27

OUT

NOV

21

27

DEZ


MARÇO DE 2021

EDIÇÃO ESPECIAL

COMUNICAÇÃO

Durante nossa gestão, tivermos duros embates com o governo de Jair Bolsonaro, o mais violento desde a redemocratização do país. A comunicação da APUFPR, portanto, precisou ser combativa, informativa, inovadora e ousada. Para combater, informar e manter a luta viva (inclusive durante a pandemia de Covid-19), produzimos nove campanhas, totalizando 88 peças publicitárias. Em nossa gestão, produzimos mais de 150 vídeos, sendo reportagens, documentários, vídeos especiais e episódios para o Guia da Sobrevivência na Internet. A pandemia nos manteve fisicamente distantes, mas com as transmissões ao vivo (lives) da APUFPR, pudemos compartilhar momentos importantes ao longo de 2020, que nos mantiveram mais próximos. Nossas Tardes e Noites Culturais trouxeram um repertório variado e de muito bom gosto, e as aulas do nosso Curso de Gastronomia Online ajudaram docentes a se reinventar na cozinha durante a pandemia. Nas diversas atividades online, pudemos debater questões importantes como Reforma Administrativa, saúde mental na pandemia, democracia na UFPR, riscos de automedicação, projetos

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

GESTÃO 2019-2021 USOU A COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA

que cortam salários, entre outros temas. E realizamos importantes eventos online como os diversos debates da Semana Mundial do Meio Ambiente e na versão paranaense da Marcha Virtual Pela Ciência da SBPC.

capital paranaense e no mesmo ano, unimos grandes nomes da nossa música, dezenas de entidades sindicais e milhares de pessoas, para protestar contra as injustiças e ameaças do Governo Federal.

LUTA E RESISTÊNCIA

DIGITAL

É luta, mas pode ser espetacular! Além de inovar na comunicação com peças mais dialogáveis, a gestão 20192021 colocou todo mundo para cantar, dançar, vibrar e se engajar. No flash mob da campanha Universidade Federal. Menos terror. Mais valor, realizado em 2019, em um movimentado shopping de Curitiba (PR), denunciamos a prática de terror com a qual o governo tratava as universidades federais. Nessa mesma campanha, fizemos um “tour” pela UFPR, para distribuição de material e uma performance artística/

O site da APUFPR ganhou cara nova, e ficou mais moderno, intuitivo e agradável de usar. As redes sociais não ficaram para trás. Os conteúdos para Facebook, Instagram, WhatsApp e YouTube estão mais amigáveis e próximos da categoria. Aliás, os docentes estão sendo respondidos mais rapidamente! Por falar em redes sociais, tivemos um grande crescimento em nossa gestão. Alcançamos mais de 4 milhões de pessoas, em quase 1.600 postagens de Facebook e Instagram.

teatral que levou a comunidade à reflexão sobre o método de terror adotado pelo governo no trato com a educação. Já no Festival da Resistência, também na

7


8

EDIÇÃO ESPECIAL

INFORMATIVO APUFPR-SSIND

MARÇO DE 2021

APOSENTADOS

MAS SEMPRE ATIVOS O movimento sindical é construído por pessoas que, dentro de suas realidades, tiveram coragem de ir à luta reivindicar melhores condições. As conquistas que temos hoje foram idealizadas por gerações que vieram antes de nós. Nesse sentido, os aposentados da APUFPR integram aquilo que somos. Nossa gestão tem uma gratidão muito grande pelo comprometimento que tiveram e seguem. Acreditamos que o compromisso com a educação pública ultrapassa o tempo de atividade da docência.

Antes da pandemia, realizamos mais edições do Bazar de Talentos e promovemos continuamente as reuniões com os aposentados, com temas como a busca pela felicidade, vivência e luta por direitos na aposentadoria, Reforma da Previdência e muitos outros. Os vídeos da nossa série do “Guia da Sobrevivência na Internet” também foram ferramentas importantes para a inclusão digital dos nossos aposentados, especialmente durante o isolamento social.

2019: Reunião de aposentados

LINHA DO TEMPO

2019: Curso de queijos e vinhos

LAZER E CULTURA

TAMBÉM REFORÇAM A LUTA O samba da Mangueira já diz que é “na luta que a gente se encontra”. Para nossa gestão, cultura também é instrumento de luta por direitos. Por isso, buscamos construir e fortalecer, junto aos filiados e filiadas, espaços de troca, acolhimento e confraternização a partir da nossa atuação sindical. Em 2019, iniciamos nossa gestão reabrindo o Bar Doce Bar. No mesmo ano, realizamos o jantar do Dia dos

Professores na Sede e nas subsedes de Jandaia e Palotina. Em 2020, por causa da pandemia, comemoramos a data com uma série de atividades culturais online, com apresentações de músicos e bandas em nossas Tardes e Noites Culturais. Também promovemos cursos que foram um sucesso, como o de vinho, o de danças de salão e o de gastronomia, online, com o chef Léo Oliveira.

2019: Jantar do Dia dos Professores

2020: Curso de culinária online

EXPEDIENTE INFORMATIVO APUFPR-SSIND DIRETORIA - GESTÃO 2019/2021 PRESIDENTE: PAULO VIEIRA NETO SECRETÁRIO-GERAL: PAULO RICARDO OPUSZKA PRIMEIRO-SECRETÁRIO: ROSALVO TADEU H. FOGAÇA TESOUREIRA GERAL: DENISE MARIA MAIA (IN MEMORIAM) 1º TESOUREIRO: GUILHERME JEAN PEREIRA DE ABREU DIRETOR ADMINISTRATIVO: EDUARDO SALAMUNI DIRETOR CULTURAL: CARLOS ALBERTO UBIRAJARA GONTARSKI DIRETOR DE IMPRENSA: VAGNER GULARTE CORTEZ DIRETOR JURÍDICO: FÁBIO MEURER DIRETORA SOCIAL: SANDRA MARA WORANOWICZ BARREIRA

FALE CONOSCO Endereço: Rua Dr. Alcides Vieira Arcoverde, 1193, Jardim das Américas | CEP: 81520-260 | Curitiba-PR Tel.: (41) 3151-9100 www.apufpr.org.br

PRODUÇÃO Abridor de Latas – Comunicação Sindical www.abridordelatas.com.br Jornalista Responsável: Guilherme Mikami SRTE 9458-PR


Turn static files into dynamic content formats.

Create a flipbook
Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.