Page 1

1


EDITORIAL

IDENTIDADE • Visão Missionária SEMAP é uma publicação trimestral produzida desde 1999 pelo SEMAP – Serviço de Missões aos Povos, órgão oficial das Assembleias de Deus Missão aos Povos, em Uberlândia – MG. A motivação é a expansão do Reino de Deus entre as Nações, trazendo informação, orientação e mobilizando a Igreja de língua portuguesa para o cumprimento da sublime tarefa de fazer Cristo conhecido “até o último da terra” (At 1.8).

Nesta edição 04 Editorial 05 Palavra do Pastor 06 Cartas e e-mails 08 Opinião Missionária — Por Russel Shedd 10 Coluna Missionária 13 Crônica Missionária — Ronaldo Lidório 18 Treinamento Missionário XXIV Encontro de Missões SEMAP

29 Siloé Joinville 30 Limeira 32 Itaituba - 1ª Conferência Regional 36 Testemunho que vem do campo 37 Homenagem Pastor Anselmo 37 Cariacica Semapinho

03 04 06 08 10 16 18 20 22 24 26 28 30 34 36

EXPEDIENTE

Louvamos a Deus por mais esta edição da revista Visão Missionária. Agradeço a Deus pela vida do Pr. Ronaldo, diretor executivo da CPAD, e pelas vidas de Malesa, Dana e Jerry Whitworth autores do livro DEIXE VIR A MIM TODAS AS CRIANÇAS. Como educadora que trabalha com inclusão desde 1969, fico grata a Deus por estar vivendo em um país onde a inclusão é lei e, principalmente, por estar em uma Igreja que honra os mandamentos de Jesus: Amar ao próximo como a si mesmo! Deixe vir a mim todas as crianças!(Leia à página 38 tia Graça levando a Palavra de Deus a uma turminha muito especial!) Também nos regozijamos no Senhor quando contemplamos 11 anos de trabalho com o STCC- SEMAPINHO Tropas para Combates Celestiais - impulsionando crianças e jovens a Missões. A grande novidade neste ano foi a primeira feira das nações descentralizada da sede. Este avanço só se deu pela dedicação e maturidade laboral das líderes dos bairros Nova Uberlândia e Daniel Fonseca que, juntamente com o cerimonialista Nilson, não mediram esforços para realizar um grande evento nas dependências de uma instituição escolar (pág. 36). Escrevendo sobre vidas, a Visão Missionária SEMAP presta uma justa homenagem póstuma ao Pr. Anselmo – Missionário por Excelência – um homem que dedicou sua vida à expansão do Reino de Deus nas terras de Minas Gerais (pág. 30). Quanto vale um congresso missionário? Vale à pena realizá-lo? Qual o saldo que fica para a igreja hospedeira? E aos participantes? Um congresso, uma conferência, um encontro pode despertar um avivamento na Obra? Tem efeitos positivos no Ide de Jesus? A Igreja após estes eventos ora – contribui – estuda – se interessa e faz missão? Pelos relatos da SENAMI – Secretaria Nacional de Missões – as respostas são positivas. Vejamos os eventos de Cariacica/ES (pág.34); Itaituba/PA (pág.26); Limeira/SP (pág.24); Joinville/SC (pág. 22) sem nos esquecermos de nosso XXIV Encontro que aconteceu em Uberlândia/MG (pág.20). Treinamentos, cursos e preparo missionário! Tudo firmado na rocha que é o Senhor Jesus, tudo à luz da Palavra de Deus que é a nossa direção e, certamente, o adubo para a preparação deste TUDO é a oração, pois, através dela Jesus nos inspira e nos capacita. É com esta filosofia que a ADMP (Assembléia de Deus Missão aos Povos), através da SEMAP, inicia sua primeira turma de treinandos para missão (Veja notícia à página 18). Preparamos tudo com muito carinho para você leitor da Visão Missionária SEMAP. Esperamos que goste e desejamos Boa Leitura!

Presidente: Pr. Álvaro Alén Sanches

Colunista: Dr. Russel Shedd

Direção: Ev. Saulo Gregório de Lima

Revisão de Textos: Ericka Souza Nogueira

REALIZAÇÃO:

Editora: Ely Paschoalick

Publicidade: Saulo Gregório de Lima

Cronista: Rev. Ronaldo Lidório

Projeto Gráfico: Cia Alpha-Z Design

Fotos: Equipe SEMAP www.depositphotos.com

Equipe de Redação: Missionários SEMAP

Jornalista Responsável: Ivan Marcos Gonzaga RPMG 048733JP

Realização: SEMAP Escritório: Av. Rondon Pacheco, 4094

Ely Paschoalick — www.comoeducarosfilhos.blogspot.com.br

SEMAP Escritório: Av. Rondon Pacheco, 4094 • Bairro Saraiva CEP: 38408-404 • Uberlândia/MG • 34 3256 1700 • 3210 0693 Qualquer oferta missionária: Banco Bradesco • Ag. 1901 • C/C: 35612-3 E-mail: semap@semap.com.br Acesse rádio Dimensão • On-line: www.radiodimensao.com.br Assinaturas: www.semap.com.br Caro leitor, registre-se no site SEMAP para receber seu login e ter acesso aos complementos de nossas matérias. – www.semap.com.br

3


palavra do pastor

O que tenho haver com estes que se dizem missionários?

(SL 126.1,6; AT 9.1,9)

Pr. Álvaro Alén Sanches

Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. SL 126.1

O título desta mensagem parece irônico, porém são anos de ministério e convívio com aqueles que abraçaram a chamada, em especial a obra missionária. Alguns se entregam sem reserva, outros nem tanto, por causa dos que vão sem ter o preparo necessário ou sem ser chamado. Há reações diversas e adversas a julgar o exercício da ordem de Jesus, sem espaço para dúvida ou descren-

4

ça. Depois de Jesus, sem dúvida Paulo é um exemplo incontestável da chamada, do envio e de resultados, o que lhe dá razão de dizer “sede meus imitadores” (II Co 11.1).

Vejamos: (I) A Chamada (At 9.1,9) É individual, ainda que tenha alguém por


perto, esta não irá sentir o mesmo impacto que vem sobre quem está sendo chamado (At 9.7). Por isto, há muitas dúvidas ou discórdias, muitos não entendem, principalmente, os da família. Paulo fala disto aos reis e príncipes, porem muitos não entendiam (At 13.14).

outro meio de comunicação, relatório de trabalho deste missionário para que saiba que está sendo lembrado, campanha de oração direcionada a aquele missionário, etc.

O missionário está no campo, mas também na igreja de origem (At 8.1). A igreja precisa acordar para uma visão da ligação dela com o enviado e deste com a igreja (At 13.14). Quando a igreja ignora quem ela ENVIOU, comete um pecado grosseiro - “Falta de Amor” (I Co 13.13), e coloca a vida do missionário e de sua família em risco. Algumas vezes é irreparável.

Não foi Paulo que buscou a Jesus, não foi ele que escolheu ser cristão, nem sua vida ministerial e missionária, mas Jesus o cercou (At 9.1, 9).

Porem, quando o missionário deixa ou corta o vínculo com a igreja enviadora, corre o risco de ficar sem cobertura, especialmente espiritual, corre o risco de se envolver com o mundo da fantasia de poder estar no campo sem vínculo ou submissão a uma liderança. Paulo nunca cortou o vínculo com a igreja de Jerusalém (At 21.17,26).

A) Problemas físicos que, por vezes, le-

(II) Igreja e Missionário Observe alguns fatores importantes: (01) Provisões das necessidades espiri-

tual, emocional, familiar, ministerial e material. (02) Orientações para o desenvolvimento

do missionário e da obra que ele faz no Reino de Deus. (03) Visitação no local de trabalho. Alguns

Missionários já me revelaram que a ausência do pastor ou de alguém que o represente é uma dor, sensação de abandono, e uma visita não tem dinheiro que pague (II Tm 4.10,18). (04) Motivação através de uma carta ou

a liderança da igreja? E quando da volta, eu encontrarei meu conhecido ou serei um estranho?

(III) O missionário, suas percas e morte

E, além disto, o próprio Jesus foi duro quando fala sobre recalcitrar contra o aguilhão (dar coice contra o ferrão), o que expõe sobre certos percalços inerentes à nossa vida.

vam ao envelhecimento prematuro, doenças que ocasionam um retorno doloroso e, conseqüentemente, um tempo de vida curto. B) Choque Cultural: A cultura é algo que

está inserida na parte interior do ser, através do relacionamento com sua raça e povos. Parece ser maravilhoso viver em outra terra e aprender outra cultura, mas o cerceamento da cultura original cria um vazio que muitos não suportam e que faz nascer um espírito solitário (Sl 137). E o perigo de fugir do foco, por estar longe da terra e da igreja de origem, pode levar a pessoa se tornar um simples missioturista, o qual recebe da igreja enviadora seu sustento eclesiástico, o que Paulo chama comer do altar, como mero pagamento mensal e o perigo maior de inventar relatório mentiroso. C) Missionários crêem e vão, e nós ficamos. Apesar da coragem, eles são hu-

manos, e alguns questionamentos são de praxe - Se eu morrer no campo? Se a igreja cortar o meu sustento? Se mudar

(IV) • O QUE DEVEMOS SABER 1 Missão não é febre que passa, projeto de férias, excursão só para uma vez. É uma tarefa até a volta de Jesus e faz parte da natureza da igreja. 2 Não é um negócio para render aos cofres da igreja, ou uma dívida que sempre é lembrada com pesar, mas um investimento eterno. 3 Não é invenção de pastor para se promover, ganhar fama, fazer viagens caras com a família ou ministério. 4 Não é válvula de escape para se livrar de obreiro problemático, ou fracassado pela queda do pecado e que não querem se submeter ao arrependimento ou disciplina da igreja. 5 Missão é ordem de Jesus e bíblica. É algo para hoje, e não materiais de relatório saudosista. É assunto para homens, mulheres, crianças, para todos. 6 Se alguém que diz ser cristão e não ora, não contribui, não se envolve e nem se compromete com esta obra missionária, alguma coisa está errada e a salvação está em risco.

5


cartas e e-mails

Louvai ao SENHOR, e invocai o seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos. (Sl 105.1)

Estratégia Missionária para arrecadar fundo para missões

Formatura da Turma CLM 2012 da ALEM • (Curso de Linguistica e Missiologia da Associação Linguistica Evangélica Missionária)

Ely Paschoalick e a estrategista missionária Irmã Raimunda de Rondônia

Tivemos a grata satisfação, após vários contatos via correios e telefone, de conhecer pessoalmente nossa leitora e contribuinte Raimunda Paiva da Fonseca de Porto Velho, Estado de Rondônia. Irmã Raimunda estava agradecida a Deus por ter lhe permitido a oportunidade de conhecer pessoalmente o Serviço de Missões aos Povos, uma vez que é contribuinte de nossa Obra Missionária há muitos anos. Irmã Raimunda relatou-nos que, mensalmente, ela faz doces e geleias e monta uma banca na porta de sua congregação, ornamentada pelas revistas e banners Visão Missionária. O dinheiro arrecadado é enviado à tesouraria SEMAP que repassa aos seus missionários. Agradecemos a Deus por colocar em nosso caminho pessoas criativas e fiéis à obra do Senhor como o exemplo da estrategista irmã Raimunda.

6

Recebemos do missionário Jonatas Santos e-mail e fotos nos relatando sobre sua alegria e gratidão a Jesus por ter-lhe permitido formar-se no Curso de Linguística e Missiologia (CLM).


O leitor nos relata que a cerimônia foi realizada na Igreja Batista Independente no Planalto, em Brasília, no dia 08/09/2012.

Novas Dificuldades para Pregar o Evangelho

Jonatas informa que desde 1983 a ALEM - (Associação Linguística Evangélica Missionária) oferece o Curso de Linguística e Missiologia (CLM), que tem objetiva capacitar missionários para desenvolver trabalhos nas áreas de linguística, educação intercultural, evangelização e tradução das Escrituras. O curso compreende duas modalidades: Habilitação em Análise Linguística e Habilitação em Educação Intercultural. Resposta da Visão Missionária SEMAP: Agradecemos e

nos congratulamos com o formando Jonatas. Rogamos a Deus que possibilite a este jovem uma linda colheita na obra missionária, uma vez que o mesmo se prepara para atuar em campo transcultural. O leitor que desejar mais informações sobre o Curso de Linguística e Missiologia poderá navegar no site http:// www.missaoalem.org.br/pt/

Como Contribuir

Recebemos de nosso leitor de Campo Grande pedindo informações de como poderia contribuir com a obra missionária do SEMAP.

Recebemos da África o seguinte relato: “Devido aos últimos acontecimentos anti-América, anti-Ocidente e essa onda terrível de ataques aos americanos, e a tudo que é denominado como ocidental e cristão, eis que surgem novas dificuldades para se pregar o evangelho. As pessoas sem informação acreditam que tudo que não é islâmico, é americano ou cristão. Aqui é um país de maioria muçulmana. Tem uma aparente liberdade, mas tudo gira em torno da visão islâmica. Temos acompanhado pela mídia as fogueiras de Intolerância religiosa. Considere esse momento conosco, estamos todos os missionários orando uns pelos outros e nos é sabido que amigos já foram agredidos em países no mesmo continente. Aqueles que são negros como eu, ou tem aparência marroquina, chamam menos atenção, mas os mais clarinhos estão bem prudentes, sem sair abertamente nas ruas. A embaixada dos EUA está vigiada e reforçada 24 horas.

Resposta do tesoureiro SEMAP: Agradecemos por acessar nosso website, e esperamos estar sempre em contato através do www.semap.com.br. Você pode fazer suas doações pelo banco Bradesco, Agência 1901, Conta Corrente 35612-3, por meio de depósito identificado, para que assim possamos nos comunicar com o doador e orar por ele.

Nós temos evitado ir ao centro, principalmente as sextas feiras, que é o dia oficial das orações islâmicas. As praças, calçadas e ruas fecham para oração e hiperlotam de centenas de muçulmanos nas ruas. Continuem orando por nós missionários em país muçulmano no continente Africano.”

7


opinião missionária

Receberão Poder Russel Shedd

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. AT 1.8

Pastor Edson Queiroz adotou há anos este versículo para direcionar e sustentar o seu ministério na I Igreja Batista de Santo André na promoção de missões transculturais. Deus tem honrado esta decisão com centenas de missionários enviados e ofertas muito generosas. Jesus prometeu que os seus onze discípulos receberiam poder (dunamis) ao descer o Espírito Santo sobre eles. Esta promessa somente deu garantias de sucesso durante a vida deles? Evidentemente, não! Até o fim do primeiro século eles foram recolhidos

8

para os átrios celestiais, mas o Espírito Santo não voltou para ficar junto ao Pai. A promessa de Jesus especificamente diz - “Serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. O livro de Atos relata o avanço do evangelho de Jerusalém pela Judéia e Samaria até chegar a Roma. Mas Roma não era conhecida como os confins, mas como o centro da terra. Paulo esperava que a igreja de Roma o apoiasse para viajar para Espanha, e ali espalhar a semente preciosa, porém, ele sabia muito bem que havia tribos


na Alemanha, Britânia e, especialmente, ao leste e ao sul do império romano que careciam de qualquer conhecimento das boas novas salvadoras. Jesus sabia perfeitamente que havia continentes inteiros que precisavam receber o poder do Espírito para “abrir-lhes os olhos e converte-los das trevas para a luz, e do poder de Satanás para Deus, a fim de que recebessem o perdão dos pecados e a herança entre os que são santificados pela fé” (At 26.18). A promessa de Jesus em Atos 1.8 declarou que o poder do Espírito cairia sobre pessoas que seriam testemunhas, tanto pela mensagem falada como pelo martírio, até os limites do planeta. O cântico novo dos vinte quatro anciãos celestiais prevê que a morte de Cristo derramou o sangue “que comprou para Deus, gente de toda tribo, língua, povo e nação” (Ap 5.9). Curiosamente, Atos 1.8 não afirma que Jesus ordenou os discípulos a irem para toda a terra como ele os ordenou no monte na Galileia (Mt 28.19,20). Uma simples observação revela que a promessa da vinda do Espírito Santo com poder prevê o surgimento de candidatos para continuar a mais importante tarefa no mundo, até se completar o alcance do confins da terra. É por isso que homens como Edson Queiroz e igrejas como a Assembléia de Deus em Uberlândia se sentem obrigados a se sacrificarem para investir o máximo para alcançar o objetivo que Jesus predisse. Hudson Taylor, fundador da Missão Interior da China, escreveu: “Invejado por alguns, desprezado por muitos, odiados por outros, frequentemente culpado pelas coisas que eu nunca ouvi falar e nem tinha nada com eles, um inovador de regras estabelecidas na prática de missões, um oponente de sistemas fortes de erro pagão e superstição, trabalhando sem precedentes em muitos aspectos com poucos ajudantes, muitas vezes enfermo em corpo e perplexo em mente e envergonhado por circunstâncias – se o Senhor não tivesse sido especialmente gracioso comigo, se não tivesse tido a minha mente sustentada pela convicção que a obra é Dele e que Ele está comigo naquilo que não é uma mera figura de linguagem, “no centro do conflito,” eu seguramente teria desanimado ou quebrado. Mas a batalha é do Senhor e Ele conquistará. Nós podemos falhar – falhamos continuamente – mas Ele nunca falha. Mesmo assim, preciso de suas ora-

ções mais do que nunca” (Extraído de “O Segredo de Hudson Taylor”, p. 152). Provavelmente não há nenhum herói na história de missões que supera o fruto do ministério de Hudson Taylor e a missão que fundou. Milhares de missionários foram mobilizados e enviados para o país de população mais numerosa e mais difícil de se alcançar que é a China. Quando Taylor foi para a China no século 19, o interior da China foi um deserto espiritual. Em 1949 quando os comunistas tomaram o governo, e os missionários estrangeiros foram expulsos do país, havia em torno de 800.000 cristãos, a maioria fruto do ministério de Missão do Interior da China. Hoje, ainda que somente Deus saiba quantos crentes há nessa terra de 1.300.000.000 de habitantes, estima-se que haja entre 80 e 100 milhões de cristãos. Nunca cresceu tanto numericamente a Igreja mundial de Cristo como nesses 60 anos. Concluímos com um apelo de oração a favor de obreiros, escolhidos e preparados por Deus para receber esse poder do Espírito, para que continuem a espalhar a incomparável semente do evangelho. Jesus prometeu que o Espírito Santo forneceria o poder e que testemunhas iriam para todas as terras para semear.

Russel Shedd formouse em 1949 bacharel no Wheaton College. Ainda em Wheaton completou o mestrado em estudos do Novo Testamento, e em 1953 o mestrado em teologia no Faith Seminary, em Filadélfia. Aos 25 anos formou-se doutor (PhD) na Universidade de Edimburgo. Casou-se com Patrícia em 1957. Possuem cinco filhos. São missionários no Brasil desde 1962. Além de ser autor de inúmeros livros, é também o autor das notas explicativas da Bíblia Vida Nova.

9


coluna missionária

Deixa os teus órfãos, eu os guardarei em vida; e as tuas viúvas confiem em mim.

(Jr 49.11)

Colabore com uma operação de vista no Orfanato de crianças indianas Naye Disha Estrabismo Estrabismo é uma doença onde os olhos convergem provocando ora torcicolo, ora dores, ora visão dupla e outros incômodos na pessoa, principalmente em crianças em crescimento. Sneha é uma alegre menina de 6 anos do Naye Disha e recebeu a indicação de uma cirurgia de correção do estrabismo orçada, na Índia, no valor de R$ 1.000,00 (Mil reais). Os missionários já levantaram metade deste valor e estão orando para o Senhor providenciar o restante. Meninas internas no Naye Disha

10

Naye Disha é um projeto dos missionários SEMAP da Família Dass: Vivek, Márcia Helena, Mishael e Aysha.

vos, já em processo de matrícula de sua sua IV turma de alunos. (Veja revista Visão Missionária número 45)

A família Dass atua no continente asiático, na região norte da Índia, na cidade de Dehradun- Utarakhand, onde também realizam os projetos de liderar 5 missionários nativos da Índia (Assem kasar, Rahul Chauhan, Thanring Kachui, Grace e Sanjeev), além de administrar Raise the Banner que é uma escola de graduação e treinamento dos obreiros nati-

Naye Disha foi criado para dedicar apoio a meninas, cujos pais rejeitaram, ou que não tem condições financeiras de prover-lhes as necessidades básicas. O orfanato, já em implantação, está formatado para receber 10 crianças e já atende cinco graciosas meninas: Angeli,9; Philapam,9; Rajia, 7;Sophia, 5; e Sneha,6.

A menina Sneha, com 6 anos, necessita de uma cirurgia com urgência

Se você tem condições e desejo de contribuir entre em contato com o SEMAP pelo telefone 55xx034- 3210 0693 ou pelo endereço www.semap.com.br.


E a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da consolação. (2 Cor 1.7)

Culto Internacional na Alemanha Todo terceiro domingo do mês acontece na cidade de Bochum – Alemanha – um Culto Internacional, que reúne inúmeras pessoas em uma agradável reunião de louvor e exaltação a Deus Todo Poderoso. O Culto Internacional é uma rica ferramenta de evangelismo e propagação da mensagem da salvação que nasceu diretamente do coração de Deus para a família Pfeifer – missionários SEMAP na Alemanha. Como a Alemanha é um campo onde residem muitas pessoas e famílias que não possuem outros parentes no mesmo país, estas se tornam depressivas e angustiadas frente à solidão que tal situação desencadeia.

O culto reúne europeus, sul-americanos, africanos e asiáticos

Sensíveis a isto, os missionários iniciaram a dedicação do culto do terceiro domingo de cada mês para, pregando em português, alemão e espanhol, reunir estas pessoas que, longe de seus países, experimentam o despertar do Espírito Consolador que a Palavra de Deus proporciona. Desfrutando desta comunhão, há tempos pessoas oriundas da própria Alemanha, da Itália, Portugal, Equador, Argentina, República do Congo, Angola, Bulgária, Philipinas, Tailândia, Romênia, Brasil e outros países, se reúnem para desfrutar de uma união restauradora que só o amor de Jesus pode trazer para cada um.

A família Pfeifer é responsável pelo culto internacional

Na oportunidade, desejosos de compartilhar as Boas Novas, cada visitante passa a levar convidados, e o número de participantes deste momento de comunhão aumenta mais e mais. É uma grande oportunidade de apresentar o amor imensurável de Jesus Cristo, o que Ele faz a nossas vidas e vivenciar momentos de comunhão familiar do Corpo de Cristo. Oremos por este projeto. INFORMAÇÕES: Tel.1: 02327 831322 FAMILIA PFEIFER (PORTUGUES) Tel.2: 01774 177717 FAMILIE HESSMANN (DEUTSCH) E-mail: admissionbochum@gmail.com Dois jovens aceitando Jesus no culto internacional

11


coluna missionária

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar. (Ec 1.13)

Missionários Transculturais se reencontram para estudos teológicos

O líder missionário David Botelho, juntamente com sua equipe, organizou esta possibilidade legal, em parceria com a Faculdade UNIFIL, que vai oferecer o curso parte em sistema presencial e parte pelo sistema de Ensino a Distância, tudo regularizado pelo MEC. A aula foi um reencontro de antigos colegas, uma vez que a maioria dos participantes se preparou naquela base de formação missionária e depois partiram para atuar em diferentes rincões do mundo.

Um bom número de pessoas que faz parte de diferentes Projetos Missionários se reuniu na base da Horizontes América Latina, na cidade de Monte Verde-MG, para participar da primeira aula do projeto de convalidação de seus estudos teológicos.

Mais uma vez Deus os reúne em uma oportunidade de aprendizagem e desenvolvimento em conjunto.

Campanha Pés Solidários Queremos desafiar você, leitor da revista Visão Missionária SEMAP, a contribuir com a meta: 500 pares de chinelos para as comunidades periféricas da África. Este é um projeto de nossos missionários em Burkina Fasso - Ricardo e Lilian.

12

Faça sua contribuição através de depósito identificado na conta Banco Bradesco Ag: 1901 c/c: 35612-3


13


coluna missionária

Missões se faz com os pés dos que vão, os joelhos dos que oram e as mãos dos que ofertam.

10ª Edição do CAAM – Curso de Aperfeiçoamento para Agentes Missionários solteiros, com a exigência básica de ser membro em comunhão de uma igreja evangélica, querer aprender e amar a obra missionária. GRADE CURRICULAR

O CAAM contribui e promove a formação de pessoas vocacionadas a missões

14

O CAAM, que teve seu início em 2003, formou a 10ª turma sob a coordenação de Irinéa Matos e Juliano Augusto.

conscientizar pessoas de sua Igreja local pra a urgência da Obra Missionária.

QUANDO E COMO SURGIU?

A QUEM SE DESTINA?

O Curso surgiu através da oração, quando nosso diretor executivo, Saulo Gregório de Lima, no final do ano 2002 orava pedindo estratégias a Deus, e então o Senhor colocou em seu coração o dever de criar 3 projetos, dentre estes, um curso que instrumentaliza e prepara seus alunos a desenvolver melhor o trabalho de estimular e

Inicialmente o curso foi aberto para servir os membros da Igreja Assembléia de Deus – campo de Uberlândia – depois, devido à crescente procura, foi franqueado para as demais igrejas evangélicas da cidade e região. O CAAM pode ser feito por homens e mulheres, casados ou

Atualmente o CAAM como curso oferece a seus alunos as seguintes disciplinas: Base Bíblica de Missões, Desafios Atuais em Missões, Estratégias Missionárias, Povos Não-alcançados, Tribos Indígenas, Intercessão, Impulsionando Crianças e Adolescentes a Missões, entre outras. E também proporciona aos alunos e seus familiares um trabalho prático através de uma viagem missionária, com fim evangelístico-social. Todo o conteúdo é bibliocêntrico e apresentado em forma de palestras, relatos e testemunhos, dinâmicas de grupo e outras técnicas pedagógicas. EXPECTATIVAS FUTURAS E ORAÇÕES

No início de 2013 serão abertas matrículas para a 11ª edição. Oremos para que Deus venha cumprir o desejo do coração do nosso pastor presidente, Álvaro Alén Sanches, de realizar a construção de um centro de treinamento permanente da SEMAP e para a concretização do projeto, já em construção e experimentação, do CMP - Capacitação Missão aos Povos, em formato de Ensino a Distância (EAD).


Viagem Missionária e Ação Social do CAAM Em todas as edições o CAAM - Curso de Aperfeiçoamento para Agentes Missionários – tem seu ápice com a aula prática de evangelismo e ação social. Nesta 10ª edição, as cidades escolhidas foram as de Goiandira e Cumari (Estado de Goiás) que distam 115 km de Uberlândia.

Alunos do CAAM fazem Culto Infantil sob a orientação da tia Graça

Alegremente o CAAM recepcionou crianças e comunidade que compareceram no local da Ação social

As pessoas da comunidade compareceram ao bazar que comercializou 200 peças a R$ 1,00 cada

Sob a responsabilidade da missionária Irinéa Matos, alunos e Equipe SEMAP viajaram para estas cidades onde permaneceram por dois dias em trabalho de evangelismo pessoal, infantil, visita a asilo, cultos ao ar livre, rua de recreio, bazar beneficente e visita domiciliar. A viagem teve como finalidade oferecer aos alunos a chance de sentirem o que é estar em outra realidade diferente de seu dia a dia, tanto na questão do conforto como dos desafios espirituais. Através dos trabalhos durante a viagem, os alunos vivenciaram muitos momentos, dentre eles o de frustração de não se ter o retorno imediato de uma atividade, de sentir-se rejeitado por causa da mensagem, como trabalhar em equipe desenvolvendo a unidade, mas também o privilégio de ver vidas sendo alcançadas pelo Evangelho. A viagem possibilitou uma experiência ímpar para cada integrante. No sábado toda equipe esteve em Goiandira – Pr Adailton, e no domingo parte da equipe seguiu para Cumari – Pr. Clayton Luis, para apoiar ao trabalho local. Todo o trabalho evangelístico e social foi efetuado pelos alunos, com a supervisão da Equipe CAAM. Além das atividades realizadas pelos alunos, eles tiveram um momento de reflexão avaliativa do trabalho desenvolvido, filme missionário, devocional em equipe, oração pelo local a ser evangelizado e a visitação maravilhosa do Espírito Santo renovando vidas. Nesses dias de trabalhos, houve quem se reconciliou com o Senhor e vidas foram resgatadas pelo Evangelho. A equipe retornou para a cidade de Uberlândia maravilhada pela oportunidade de servir ao Reino de Deus.

15


crônica missionária

Uma Igreja audaciosa, comprometida e fiel a Jesus Ronaldo Lidório

E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. AT 2.3,4

Pentecoste, em Atos 2, foi possivelmente a experiência mais fascinante e transformadora da Igreja após a ressurreição de Cristo. O Espírito Santo é a pessoa central neste capítulo e Lucas é justamente o autor que mais o menciona nos Evangelhos. Naquele momento o Espírito Santo, prometido e proclamado diversas vezes por Jesus, veio sobre a Igreja e esta se viu inundada por línguas como de fogo, som de vento fortíssimo, irmãos e irmãs falando em outras línguas. Havia uma impressionante e inenarrável presença de Deus e o fato histórico é que esta Igreja jamais foi a mesma. Tornou-se audaciosa, comprometida e fiel a Jesus. Produziu discípulos dispostos a viver e a morrer por Cristo.

16

Pela tradição cristã, Tiago, irmão de João, pregou a muitos gentios a partir de Jerusalém. Tomé evangelizou os pártios, medos e persas, além dos carmânios, hircânios, báctrios e mágios vindo a morrer em Calamina na Índia. Até nossos dias, há no sul da Índia a Igreja de São Tomas, com referência a Tomé. Simão, irmão de Judas e Tiago, evangelizou os egípcios no tempo do Imperador Trajano. Simão, o apóstolo, pregou a Cristo na Mauritânia e norte da África. Marcos evangelizou o Egito onde foi martirizado em Bucolus. Bartolomeu também chegou até a Índia e traduziu para uma de suas línguas o evangelho segundo Mateus, vindo a morrer na Armênia. André chegou com o evangelho até a região da atual Rússia e pregou aos cítios além de testemunhar aos etíopes. Mateus também evangelizou a Etiópia e o Egito vindo a ser morto por Hircano.


Felipe padeceu pregando o evangelho em Hierápolis, na Frigia. Através dos cristãos anônimos o evangelho chegou também até a Acaia, toda a Ásia, entrou nos mais distantes redutos bárbaros, impactou a Macedônia e remotas regiões da África central. Segundo a ONU , dominicalmente, mais de 1 bilhão de pessoas, ao redor do mundo, em nossos dias, reúne-se em templos, casas e escolas, cultuando a Jesus. Isto jamais seria possível sem o derramar do Espírito encharcando a Igreja de Cristo com o poder do Alto para a pregação a qual, em diversas ocasiões, implicaria em perseguição, renúncia e por vezes martírio. Podemos observar, portanto, o Pentecoste do ponto de vista da própria Igreja: agora revestida de poder, preparada para a batalha, com profundo espírito de adoração e louvor. Porém, podemos também observá-lo do ponto de vista da missão.

durante o Pentecoste foi lhes impelir ao testemunho falando das grandezas de Deus – Missão é resultado da ação do Espírito; [03] Este primeiro testemunho da Igreja revestida foi ao mesmo tempo local e transcultural; feito em línguas gentílicas para homens e mulheres de perto e também para aqueles dispersos em países remotos entre povos não alcançados – Igreja é uma comunidade sem fronteiras; [04] O “até aos confins da terra” era o alvo de Deus para Sua Igreja após o “recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo” - Deus preparava uma Igreja missionária. Ao olharmos para uma igreja local ou movimento missionário hoje, não devemos nos impressionar com seus grandes congressos, renomados pregadores ou suntuosas construções. Estes são efeitos humanos. Devemos nos impressionar, sim, pela sua real experiência com Deus, perseverante caminhada na fé e desejo obstinado de falar de Jesus. Estes são os efeitos do Pentecoste. I Segundo Clemente – Livro dos Mártires, John Foxe, pp17

Justamente nesta época do Pentecoste, estavam reunidos em Jerusalém os chamados Judeus da dispersão (2:5), os quais habitavam mais de 14 diferentes regiões e certamente conheciam e usavam diversas línguas gentílicas. O Espírito dá-se ao trabalho de inspirar Lucas para registrar que estes eram “partos, medos e elamitas e os naturais da Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia; da Frígia e Panfília, do Egito e das regiões da Líbia nas imediações de Cirene, e Romanos que aqui residem, tanto judeus como prosélitos, cretenses e arábios...”(v 9-11). Em um espetáculo de comunicação transcultural, o Espírito fez com que cada um ouvisse “as grandezas de Deus” em sua própria língua materna (v 8). Certamente, Deus havia preparado as circunstâncias para o primeiro testemunho transcultural da Igreja revestida e penso que o Senhor queria enfatizar que: [01] A descida do Espírito Santo não aconteceu apenas como uma experiência para a edificação do seu povo A Igreja não foi chamada apenas à adoração;

II Relatório anual de disposição religiosa 2002

Pr. Ronaldo Lidório é missionário e tradutor bíblico. Casado com Rossana e pai de dois filhos, atuou como missionário na África durante 10 anos entre as tribos Konkomba e Chakali. Atualmente lidera uma equipe que trabalha para alcançar grupos indígenas na Amazônia Brasileira. É tradutor do Novo Testamento para a língua Limonkpeln, de Gana e consultor cultural para projetos pioneiros entre povos animistas em diversos campos. Doutor em Antropologia Cultural escreveu diversos livros, dentre eles “Missões, o desafio continua” e “Konkombas”. É ligado à Agência Presbiteriana de Missões Transculturais (APMT) e à Missão AMEM.

[02] A primeira ação do Espírito Santo na Igreja ainda

17


treinamento

Amplia o lugar da tua tenda, e estendam-se as cortinas das tuas habitações; não o impeças; alonga as tuas cordas, e fixa bem as tuas estacas. (Is 54.2)

Treinamento Missionário SEMAP O CAAM (Curso de Aperfeiçoamento para Agentes Missionários) acende a chama de muitos alunos, que a partir deste, buscam outras formações visando seguir em missões locais, nacionais e transculturais. Para atender parte desta demanda, a Igreja Evangélica Assembléia de Deus Missão aos Povos, iniciou neste semestre de 2012 um treinamento

18

missionário constituído de 4 fases: 1ª fase – setembro de 2012: seis meses de encontros com palestras, workshops, aulas teóricas, práticas e participativas, a fim de que o aluno receba alimento para reforçar a construção de seus seis pilares missionários, que deverão estar firmados sobre o alicerce da oração e do chamado. São estes: Caráter; Teoló-

gico; Mordomia; Antropológico; Comunicação; Auto-educação. 2ª fase – março de 2013: seis meses de trabalho efetivo em um campo no nordeste brasileiro ou norte mineiro, de acordo com a identificação do perfil de cada candidato. 3ª fase – setembro de 2013: Esta fase se divide em duas ações: uma para os que se identifica-

ram com o trabalho em searas brasileiras e outra ação para os que confirmaram seu chamado transcultural. Os primeiros, se aprovados, serão enviados como missionários SEMAP a um dos campos brasileiro com o qual se identificou. Os segundos, se aprovados, serão enviados para um treinamento transcultural. Para os candidatos que permanecerem atuando na obra brasileira, o


treinamento terá apenas 3 fases, pois os mesmos passarão, nesta terceira fase, a integrar o corpo de missionários SEMAP. 4ª fase – Esta se destina aos candidatos que foram aprovados, se adequaram e se prepararam para o trabalho transcultural, pois constitui o envio do aluno como missionário transcultural SEMAP e sua integração ao corpo de missionários SEMAP. O treinamento conta com 38 participantes das mais diferentes idades, entre eles solteiros e casais com filhos ou sem filhos. Os candidatos, que pertencem a diversas denominações, foram selecionados dentre os que têm chamado, manifestaram desejo de ser missionário e fizeram uma das dez edições do CAAM. A metodologia usada para a seleção foi a de entrevista pessoal e entrevista com o pastor.

Dinâmica de grupo “O Corpo Fala”

Dinâmica de grupo para crescimento pessoal

O curso é presidido pelo Pr. Álvaro Alén Sanches, dirigido pelo Ev. Saulo Gregório e está sob a coordenação do missionário Dagnaldo Pinheiro, liderado ainda por uma equipe multidisciplinar constituída por pessoas com experiências no campo de pastorado, teologia, missão, missão em campo de restrição ao evangelho, história, língua inglesa, direção universitária, educação física, crescimento pessoal e comportamento humano. Os líderes atuam no sistema de tutoria a pequenos grupos de alunos. Tal equipe é composta por: Dagnaldo Pinheiro Pr. Jorge Hamilton Pr. Claudio Cardoso Pr. William Marcos Juliano Augusto Lindomar Oliveira Renato Batista dos Santos Núbia Alves da Silva Coge Ely Paschoalick Rogamos a oração dos leitores sobre este projeto e seus participantes.

Apresentação de trabalho em equipe

Com muita atenção os futuros missionários ouvem os colegas exporem seus trabalhos

19


a c o n t e c e u

XXIV Encontro de Missões

Igreja Assembléia de Deus reúne-se em Uberlândia, por 8 dias, num grande avivamento missionário. A Igreja do Senhor presidida pelo Pr. Álvaro Alén Sanches reuniu-se em Uberlândia-MG para louvar e engrandecer o nome de Jesus, e também conscientizar os presentes de que missões é um ato de desafio, propósito e obediência (I Cor 9.16). De 2 a 9 de setembro de

20

2012, pregadores que dedicam suas vidas ao Ide de Jesus trouxeram palavras de reflexão aos presentes e também aos que acompanharam, ao vivo, pela internet , sobre a Obra do Senhor ser uma tarefa delegada a nós, homens e mulheres, e ai de nós se não a fizermos. Agradecemos a Deus pela vida e vinda dos líderes pregadores: Haroldo Yamamoto – Japão;

José Lopes – USA; Jander Magalhães – MG; Carvalho Junior – MG; Severino Gonçalves – PR; Anísio do Nascimento – RJ. LOUVORES Os louvores foram motivados por lindos corais, conjuntos de jovens, conjunto Obra de Amor, Família Fonzareli e cantores de renome como Cassiane, Vitorino Silva e Marcelo Santos (CPAD), Lydia Moisés, Vanilda Bordiere, Rozeane

Ribeiro, Juliana Reame, e Marcelo Dias e Fabiana. As senhoras do Círculo de Oração, juntamente com jovens cadetes, coordenados pelo Capitão Abner, fizeram uma linda cerimônia cívica de abertura no domingo 2 de setembro. Na abertura teatral e musical, que aconteceu no sábado 8 de setembro, sob a coordenação de Kelly e Ely Paschoalick, o movimento missionário infanto juvenil SEMAPINHO, com


Pr. Anisio do Nascimento ministrando na abertura do Congresso

Pr. Álvaro honrando a família de missionários do Iraque

a participação de quase 200 crianças e adolescentes, estimulou a Igreja a cumprir diuturnamente com os quatro pilares da Obra missionária: Orar – Contribuir – Estudar e propagar o Nome Santo de Jesus.

meiro Treinamento Missionário da Igreja Assembléia de Deus Missão aos Povos, e seus 30 alunos em preparação para serem missionários enviados pelo SEMAP (veja página 18). PARCERIA COM

FORMATURA E

Equipe do Jogral do Círculo de Oração

Círculo de oração realizou campanhas e jejuns pelo Encontro

TREINAMENTO O XXIV Encontro de Missões, organizado pelo diretor executivo do SEMAP- Ev. Saulo Gregório- abrigou a formatura de 50 alunos da 10ª edição do Curso CAAM (Curso de Aperfeiçoamento a Agentes Missionários). Além do mais, o encontro teve seu ponto forte, todas as noites, coroado pela pregação da Palavra de Deus, e também pelo Momento Missionário, dirigido pela missionária transcultural Irinéa Matos, a qual comunicou para a igreja o trabalho SEMAP nos 4 diferentes continentes da terra, onde atuam os mais de 50 missionários mantidos pela AD Missão aos Povos de Uberlândia e campo, inclusive em campos onde o evangelho é restrito. Com a presença de missionários que atuam no Oriente Médio e no Iraque, outro grande momento de EMOÇÃO aconteceu quando o missionário Dagnaldo Pinheiro apresentou à Igreja a equipe responsável pelo pri-

CÍRCULO DE ORAÇÃO O Círculo de Oração, no período em que antecedeu a festa, estimulou a oração pelas bênçãos de Deus sobre o evento, realizando em cada culto um momento missionário com jogral, exposição de projetos e campanhas. Além deste trabalho, manteve ainda durante todo o encontro uma tenda de oração sob a responsabilidade da irmã Marieta. As líderes irmã Tomiko e irmã Carminha organizaram um rodízio de irmãs que realizaram um belíssimo relógio presencial de oração. RECEITA PARA UM CONGRESSO Presença do Espírito Santo, divulgação da Palavra, oração, louvor, conversão de almas e conscientização missionária foram os ingredientes que fizeram do XXIV Encontro de Missões SEMAP um desafio, propósito e obediência ao IDE de Jesus. Veja mais fotos no site www.semap.com.br

21


a c o n t e c e u

Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram?

e como ouvirão, E como pregarão se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.

(Rm 10.14-15)

10º Congresso de Missões Siloé realizado com sucesso em Joinville/SC

Aconteceu nos dias 16 a 25 de setembro no templo central da IEADJOIgreja Evangélica Assembléia de Deus de Joinville - o 10º Congresso Geral

22

de Missões Siloé. O tema abordado foi “Que a terra ouça a voz de Deus”, com base em Rm 10.14-15. Os convidados para

trazer a mensagem da Palavra de Deus foram os pastores: Claudio Gama/ RJ, Carvalho Jr /MG, Jeferson Campaneli /SC, Paulo Marcelo /PR, Jander Ma-

galhães /MG, Alexandre Aguiar /GO e nos louvores: Marcelo Dias e Fabiana/RJ, Giseli Cristina/PR, José e Ricardo/SC e Diego Molina/Argentina.


Pastor Presidente Sergio Melfior

O diretor do departamento de Missões Siloé, Pr. Natanael de Melo, disse que o Congresso teve por objetivo fortalecer os projetos missionários e motivar a Igreja de Jesus Cristo para a responsabilidade de pregar o Evangelho a todas as nações. “Não podemos nos calar. Não podemos sonegar aos povos o Evangelho. Nenhuma outra entidade na terra tem competência e autoridade para pregar o Evangelho. Essa é uma missão da igreja. Deus não tem outro método”, disse. O Pr. Sérgio Melfior, presidente da IEADJO, apresentou nos dias do Congresso os novos projetos e as principais necessidades: motos para os missionários de Santa Catarina, bancos, cobertura de zinco e cadeiras de plástico para Igrejas no Moçambique/África, implantação do Centro de Treinamento de Missões Siloé (CTM Siloé). “Graças a Deus, com a ajuda dos irmãos presentes, conseguimos conquistar praticamente todos os propósitos do evento”, salientou o presidente.

Contribuiu com esta matéria Pr. Rangel Elias Vice-Diretor Missões Siloé AD Bom Retiro, Distrito18 www. missoessiloe.com.br

Da esquerda para direita: Pr. Rangel Elias, Pr. Sergio Melfior, Pr. Natanael Melo e Pr. Adriano Bentho

23


a c o n t e c e u

Mas, avisando tu o justo, para que não peque, e ele não pecar, certamente viverá, porque foi avisado; e tu livraste a tua alma. (Ez 3.21)

Missões mais que uma chamada, uma responsabilidade! Congresso Geral de Missões na AD Limeira Nos dias 14 a 16 de Setembro de 2012, a Assembléia de Deus Ministério de Limeira, que tem por presidente o Pr. José Pereira do Nascimento Neto, realizou o 5º Congresso Geral de Missões SEMIEL (Secretaria de Missões e Evangelismo de Limeira) sob a Coordenação do Pr. Valdir Caetano, diretor da SEMIEL. O Congresso contou com a presença do Pr. Álvaro Alen Sanches, presidente da Assembleia de Deus em Uberlândia/MG, o qual ministrou a Palavra de Deus na abertura do Congresso, acompanhado pelo Evangelista Saulo Gregório, diretor SEMAP. Participou do Congresso também o Pr. Ednaldo Pires da Cruz (Portugal), Pr. Benhour Lopes (Foz do Iguaçu /PR) e os cantores Clayton Queiroz (São Paulo), Émerson Pedrosa (Campinas/SP) e Edilene (Limeira). O Congresso recebeu a presença do Missionário Ezequias Macedo das Tribos Indígenas (Brasil / Colômbia) que representou as 16 famí-

24


lias Missionárias que são mantidas e ajudadas pela SEMIEL. A SEMAP (Serviço de Missões aos Povos) e SEMIEL (Secretaria de Missões e

Evangelismo de Limeira) são parceiras na adoção da Família Rodrigues (Ricardo, Lilian e filhas) Missionários em Burkina Fasso, os quais foram homenageados durante a

abertura do Congresso. O Tema abordado no Congresso foi: “Missões mais que uma chamada, uma responsabilidade!” (Ez 3.18), explanado por todos os preletores com

excelência, com enfoque sobre a necessidade e importância da Igreja exercer essa responsabilidade. Colaborou com esta matéria: SEMIEL.

25


a c o n t e c e u

1ª Conferência Regional de Missões Mais de 40 igrejas da região do oeste do Pará estiveram presentes todos os dias entre 17 e 19 de Agosto de 2012 na cidade de Itaituba, participando da 1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE MISSÕES.

Ao Centro Pr. Anísio, à esquerda Pr. Carolino e à direita Pr. Galvão

SENAMI – EMAD – CEMINI A conferência foi realizada em parceria com a SENAMI (Secretaria Nacional de Missões), com a EMAD (Escola de Missões da Assembléia de Deus )

26

e com o CEMINI (Centro de Evangelismo e Missões Nacional e Internacional) de Itaituba. O comitê do CEMINI, Órgão responsável pela

realização da conferência, composto por três membros - Pr. Ismael Gomes Carolino, Presidente; Pr. Altair Galvão de Oliveira, Diretor Execu-

tivo e Pr. Fredson Paula Soares, Secretário Geral, ficou responsável pela hospedagem, transporte e alimentação de todos os conferencistas.


Cerimônia Cívica

Da esquerda para direita Pr. Saulo, Pr. Anísio, Pr. Carolino, Pr. Edgar, Irmão Luis, Pb. Leilson, Pr. Elizeu,Pr. Galvão e Pr. Rocha

A abertura, feita pelo Pastor Presidente da AD de Itaituba, Ismael Gomes Carolino, aconteceu na sexta feira dia 17 às 10h00. Mediante a leitura da Bíblia e oração, foi executado também o Hino Nacional Brasileiro pela banda de música do 53º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva). Ainda na cerimônia cívica, o prefeito da cidade hospedeira (Valmir Climaco) discursou dando um bem-vindo a todos os presentes, e houve a participação de varias autoridades Civis e Eclesiásticas.

Autoridades Eclesiásticas O pastor presidente passou a direção da Conferência para a SENAMI, na pessoa de seu diretor executivo Pr. Anísio do Nascimento que, após fazer seus agradecimentos ao Pr. José Wellington Bezerra da Costa, mui digno Presidente da CGADB e também ao Pr. Ronaldo Rodrigues, Diretor Executivo da CPAD, expla-

nou sobre o Brasil e a participação da Igreja Brasileira no cenário da Evangelização mundial. Dentre o quadro de Professores da SENAMI, destacamos também a participação do Diretor da EMAD, Pr. Elizeu Martins. A CEMINI está grata a Deus pelos mais de 500 inscritos que participaram da conferência, dentre eles destacamos a presença de pastores e representantes de missões que vieram de várias regiões do Estado.

Reconhecimento Público e Divino O evento foi tão expressivo que ocupou as principais páginas da imprensa local. Os palestrantes da conferência foram: Pr. Anísio do Nascimento, RJ; Pr. Elizeu Martins, SP ( Diretor da EMADE); Pr. Edgar Amorim, RJ; Ev. Saulo Gregório, MG; Pb. Leilson Woelbert, RJ; Pr. Jediael de Souza, PB; e Pr. Francisco Sousa, PI. Durante os três dias, Deus derramou muito poder e unção sobre todos os presentes. Na sexta fei-

ra à noite, a mensagem ficou por conta do pastor presidente da AD de Santarém e 1° vice-presidente da COMIEADEPA - Pr. Jaime Fernandes Pires. No sábado e domingo à noite, o pregador foi o Pr. Ivan Teixeira, de Brasília. A Conferência trouxe um reavivamento missionário nesta região do oeste do Pará, e o nome do Senhor Jesus é Glorificado! Colaborou com esta matéria Pr. Galvão.

27


testemunho que vem do campo

Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. (1Tm 4.12)

Raio de Chuva na Guiné Bissau

Domingos, à esquerda, participando do Projeto Tíquico

Este testemunho nos vem da Igreja Missionária AD Missão aos Povos instalada na região da Grande Lisboa em Portugal. “No dia 5 de setembro de 2002, numa sexta-feira, ao ir trabalhar na máquina de descascar arroz começou mais um daqueles dias de chuva forte. Morava

28

eu na Guiné Bissau com minha família, e ao chegar a nossa casa e ficar na varanda recebi uma descarga elétrica de um raio de chuva que me derrubou ao chão. Ao ser acudido por uma tia materna senti que subia até as nuvens. Conta minha tia que me chamou e me sacudiu cerca de 5 minutos e eu continuava imóvel,


Domingos Malam Tchudá e Pastor Cézar

Domingos no coral da AD Missão Aos Povos em Portugal

sem batimentos cardíacos, estirado ao chão sem reação alguma. Vários baldes de água foram jogados sobre mim e nenhuma reação de vida.

seu testemunho das grandes maravilhas que Deus operou em sua vida.

De repente ouvi uma voz que ressoava em meus ouvidos. A voz dizia: “Volte, ainda não é seu tempo de ir, você precisa trabalhar para mim”. Nasci em uma família que servia ao Senhor Jesus, mas só aos 12 anos é que senti Deus a me chamar para que eu me arrependesse dos pecados, no entanto considero o Pr. Elizeu da Igreja Assembléia de Deus Missão aos Povos de Portugal meu Pai de Espírito, porque me ensinou a Palavra e me deu muito auxílio para andar nos caminhos do Senhor. Logo chegou o Pr. Cézar, que até hoje me aconselha como permanecer neste caminho. Vou constantemente à Igreja Assembléia de Deus e, por uma ocasião, faltei das atividades da igreja por uma semana. O Pr. Cézar, sentindo minha ausência, foi me visitar, orou por mim e Deus me curou. Hoje, para honra e Glória do Senhor Jesus, os médicos dizem que eu estou bem e normal, mas quando fui operado, eu estava quase como um esqueleto, pois minha magreza era tanta que a pele se colava sobre os ossos”. Com estas palavras, Domingos Malam Tchudá inicia

Domingos nasceu em 3 de outubro de 1977 em Bissau, capital do país africano Guiné Bissau, filho caçula de Quinta e Malam, os quais tiveram 4 filhos. Órfão aos dois anos de idade, Domingos foi criado pelo tio paterno. Mudou-se para Portugal em 2009 por motivo de grave doença infecciosa no fígado, pulmão e coração. Como tem dois irmãos em Portugal, mudou-se para Lisboa com o objetivo de ser tratado, pois possuía um documento guineense diagnosticando câncer e tumor no fígado. Quando chegou a Lisboa, os médicos portugueses diagnosticaram infecção generalizada e iniciaram um tratamento que incluiu duas operações abdominais de grande porte. Seus irmãos católicos, muito impressionados com sua fraqueza, perguntaram aos vizinhos se havia alguma igreja nas redondezas. Não obstante existir uma igreja católica próxima, os vizinhos indicaram a Igreja Evangélica Assembléia de Deus dirigida pelo Pr. Elizeu Batista. Ao chegar à igreja, Domingos recebeu orações e Deus o curou. Hoje continua congregando, grato e feliz com Jesus.

29


matéria de capa

“ “ Pr. Anselmo Um Missionário por Excelência Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. (II Tm 4.7)

Por Pr. Álvaro Alén Sanches

Pr. Anselmo Silvestre, um Pioneiro A nossa denominação registra a perca de mais um do rol da liderança pioneira, um dos quais ajudou a escrever a história das Assembleias de Deus no Brasil por mais de meio século e juntou-se a tantos outros na Glória. A história da Assembleia de Deus confunde-se com a pessoa do Pr. Anselmo Silvestre, porque ele não só faz parte da história, mas ele é a história, que foi escrita com lágrimas, oração e sangue. Registrada com ponteiro de aço e a pesada marreta de ferro, cravada na dura pedra do labor do pioneirismo e marcada pela perseguição, fome, frio e sacrifício de toda família. Vi o Pr. Anselmo Silvestre pela primeira vez conduzido pelas mãos do também pioneiro e saudoso Pr. José Braga da Silva, há mais de 33 anos. Sua imagem me impressionou, era de um aspecto austero, porém manso e cheio de um saudável humor. Até hoje nunca conheci alguém com um dom de servir mais do que ele, com um coração de pai que cuidava de seus obreiros como filhos, e fazia isto não só na mesa de seu lar, mas em todas as áreas de sua vida, e durante todo o tempo que suas mãos tiveram forças. Somente os sem memória, sem gratidão, poderiam ter coragem de levantar a mão ou a língua contra este apóstolo da fé. O seu legado não se limita apenas a esta geração, mas a gerações futuras; não somente para esta vida, mas para a eternidade. Cuidou do corpo de muitos, cobrindo-os e alimentando-os (isto muitos até fazem), mas da alma e do espírito como ele fazia isto poucos sabem fazer, com amor sem interesse pessoal, sem se cansar e alcançando até aqueles que lhe feriam com a ingratidão. Uma vez alguém me falou que homens como Juscelino Kubitschek, Pelé, Tancredo Neves e Pr. Anselmo Silvestre só nasciam de cem em cem anos em Minas Gerais. Isto é uma verdade bonita, mas vou um pouco mais longe.

30

Pr. Álvaro, Pr. Anselmo e Pr. Wellington na AD Belo Horizonte /MG


JK construiu Brasília - nossa capital, porém o Pr. Anselmo Silvestre construiu a história da maior denominação do Brasil nas Gerais, a qual nós chamamos de Assembleia de Deus, que se espalha continuamente no Brasil e no mundo. O conhecido rei do futebol Pelé marcou mais de 1200 gols, porém o Pr. Anselmo Silvestre com suas mensagens simples do Evangelho, cheias de amor e fervor do Espírito Santo conduziu milhares para os céus. Tancredo Neves, político mineiro, foi considerado um inegável conciliador no governo brasileiro, porém o Pr. Anselmo Silvestre foi um grande conciliador de famílias, salvando casamentos da destruição; conciliador de ministérios e convenções de nossa denominação, evitando divisões e facções; viajou para longe muitas vezes, a pedido da liderança da CGADB, a fim de levar a concórdia e pacificação nesta grande nação brasileira. Enquanto o Brasil assiste por uma televisão a escolha do maior brasileiro de todos os tempos, nomes como o de Chico Xavier aparecem com força total, porém eu fico com o Pr. Anselmo Silvestre por sólidas razões. Enquanto a mensagem de Chico Xavier conduz milhões de brasileiros por caminhos de falsa esperança e sem embasamento bíblico, o Pr. Anselmo nunca precisou consultar os mortos, porque ele tinha a mensagem do Cristo ressurreto e verdadeiro. O construtor de Brasília ocupou um papel importante na política, mas se sentia como um peixe fora da água, da água do verdadeiro amor matrimonial evidenciada em suas escapadelas amorosas como foi retratada em uma minissérie global. O Pr. Anselmo deu exemplo de um marido fiel a sua esposa e família, honrando a viuvez até a morte. O Sr. Tancredo Neves, apesar de sua confissão católica romana, na

vaidade de sua autoconfiança como o já eleito presidente do Brasil, pronunciou a mais infeliz de suas frases: “Se tiver os votos da Arena, não preciso nem da ajuda de Deus para ser eleito”. Eleito foi, mas não subiu a rampa do Planalto. Enquanto isso, Pr. Anselmo declarava todos os dias que ele dependia de Deus para tudo ( Jo 15.5). Intercedo por seus substitutos que aqui ficam, pois o que o Pr. Anselmo sustentava com a ponta do dedo menor, terão que fazer uso das duas mãos; o que ele fazia já idoso, doente e sentado, eles precisarão estar de pé e com muita garra. Oremos para que não seja destruído o patrimônio que ele demorou décadas para construir. Quando se fala em Assembleia de Deus de Belo Horizonte, logo vem a mente a Rua São Paulo, 1312. Quando se fala em pastor em Belo Horizonte, a lembrança é do saudoso Pr. Anselmo Silvestre. Que o patrimônio eclesiástico levantado com lágrimas, suor e oração por este guerreiro da fé não seja esquecido ou destruído por inovações sem base bíblica. Anselmo Silvestre não foi somente Pastor de pastores, apesar de ser uma tarefa árdua, ele também foi pastor de pobres e ricos, velhos e jovens, brancos e negros, de todos os departamentos eclesiásticos, aqui e acolá, e sempre do mesmo jeito. Não faço aqui o papel de advogado dele, e nem disto ele precisa mais, mas um pastor da envergadura do Pr. Anselmo Silvestre com tantos afazeres, e dezenas de pessoas que estavam sempre ao seu redor, cada um com uma visão, e muitas vezes alheio ao que Deus exigia dele, deve ter errado induzido pelas circunstâncias, mas isto não era sua intenção. Ele sempre lutou para ser bênção de Deus, que o coroou com uma vida longa, abençoada e numerosa família, herança para nós e para o Brasil.

Pr. Anselmo, Missionário por excelência O Pr. Anselmo Silvestre, com 96 anos, foi recolhido às mansões celestiais no domingo do 30 de setembro. Natural de Sabinópolis, interior de Minas Gerais, ainda adolescente mudou para a capital mineira, onde se casou com Bernarda e teve oito filhos. Converteu-se a Jesus Cristo em maio de 1939, quando sua esposa recebeu a cura de uma enfermidade. Em seguida, foi batizado em águas e no Espírito Santo. No início da década de 1950, Anselmo Silvestre foi consagrado pastor e em 1959 assumiu a liderança da AD mineira. Foi um dos grandes evangelistas que marcaram a missão no Estado de Minas Gerais. Ocupou cinco vezes a vice-presidência da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), além de outros cargos na mesa diretora e, como conselheiro, em órgãos da Convenção. Em dezembro de 2009, passou a presidência da igreja ao seu neto, Pr. Moisés Silvestre Leal, permanecendo como Presidente de Honra do Ministério e Presidente da COMADEMG.

Ele era viúvo desde 1986. (Fonte: Dados retirados pela revista VM do site verdade gospel)

31


32


ESSA EU ASSINO EMBAIXO Deus tem permitido que a Revista Visão Missionária seja um instrumento na mobilização e conscientização da Igreja de Jesus sobre missões, e ficamos felizes em saber de seu interesse em ser assinante. Para se tornar um assinante, basta efetuar uma oferta de R$ 60,00 e então começar a receber em sua residência ou trabalho, ao longo de um ano, 4 exemplares da revista e mais uma edição na renovação. Para efetuar o pagamento, você pode escolher um das três opções abaixo: [01] PAGAMENTO PESSOAL, contra recibo, a um de nossos agentes missionários ou representantes SEMAP. [02] DEPÓSITO IDENTIFICADO EM CONTA no Banco Bradesco - Agência 1901, C/C 35612-3. [03] DEPÓSITO no PagSeguro, através do site www.semap.com.br, com cartão de crédito ou boleto gerado no site PagSeguro.

FICHA DE ASSINATURA REVISTA VISÃO MISSIONÁRIA SEMAP • R$ 60,00 (4 EDIÇÕES + 1 EXEMPLAR DE RENOVAÇÃO) NOME COMPLETO:

ENDEREÇO:

COMPLEMENTO:

CIDADE:

NASCIMENTO:

UF:

FONE1:

(

)

CEP:

-

FONE2:

(

)

-

E-MAIL:

(Após a efetivação da assinatura, envie um e-mail para semap@semap.com.br ou comunique pelo telefone: 34 3210 0693 • horário comercial)


s e m a p i n h o

Impulsionando Crianças e Adolescentes a Missões

Semapinho no estado do Espírito Santo Foi com muita alegria que o Movimento Semapinho esteve presente em Cariacica, na região da Grande Vitória do Espírito Santo, para compartilhar de uma linda Feira das Nações promovida naquela cidade.

Guerthes, líder de missões, juntamente com seu filho e nossa editora Ely Paschoalick

Sob a responsabilidade do pastor presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Missões, de Campo GrandeCariacica, aconteceu esta linda festa. O líder de missões Guerthes e sua esposa Raquel Lopes organizaram, juntamente com uma comissão, parte do evento na igreja e atividades no ginásio esportivo próximo à Igreja. Com o tema: “JESUS PARA TODOS OS POVOS” inspirado em Isaias 9.2, a igreja de Cariacica preparou lindas e animadas barraquinhas para estimular os presentes a orar, estudar e contribuir com a obra missionária transcultural. Além disso, tendo a JOCUM – Jovens Com Uma Missão – como parceira, os jocunzeiros estiveram presentes e foram grandes colaboradores tanto nos Momentos Semapinho, como em todo o tempo em que divulgaram suas estratégias missionárias. Também fazemos referência aos representantes e missionários do SALTEM.

34

Missionária atuante na Guiné Bissau, Ely juntamente com Raquel, esposa do líder missionário Guerthes


Adolescentes presentes com o cerimonial do chá no deserto dos Tuaregues

A comida espanhola com frutos do mar fez muito sucesso

México presente com sua Guacamole (leia receita)

Houve barracas típicas também que comercializaram alimentos característicos dos lugares que representavam. Visão Missionária SEMAP destaca, para você leitor, a receita mexicana de Guacamole:

Oriente Médio: Presente!

Guacamole 3 abacates cortados em cubos, sem casca e sem sementes ½ colherinha de sal ½ colherinha de cominho ½ colherinha de pimenta caiena Tempere a gosto com suco de 1 limão.

35


s e m a p i n h o

11 anos avançando com missões em foco

Feira das Nações em Nova Uberlândia O lugar escolhido foi uma escola do bairro Nova Uberlândia, e os agentes mirins fizeram a distribuição de convites nas escolas e comércio daquela região durante a semana. Alegremente, com roupas típicas, os agentes mirins expuseram o resultado de suas pesquisas, das comidas típicas às artes, com apresentação de louvores em italiano e japonês.

Parte da equipe da Itália e suas líderes Danila e Janusa

Além do convite para pessoas se entregarem a Jesus, a Feira colheu como resultado uma maior fidelidade à prática da

Sempre em avanço na Obra Missionária e na conscientização das crianças e adolescentes a cumprirem com os 4 pilares: ORAÇÃO – CONTRIBUIÇÃO - ESTUDOS – EVANGELIZAÇÃO, os agentes mirins do Semapinho realizaram a I Feira das Nações, Independente da mãe sede, e a IV Feira da IEAD Missão aos Povos. Graças aos esforços do cerimonialista Nilson Dantas, aliado à liderança das irmãs Danila, Janusa e Solange, o evento envolveu centenas de adolescentes e crianças e foi um sucesso.

36

Líder do Semapinho oferece chá japonês a visitante


Crianças e adolescentes da sede, liderados por Lurdinha, estiveram prestigiando a feira

Parabéns pela lindíssima e harmoniosa dança dos leques apresentada pela equipe do Japão

O Ministério Faro, liderado pelos missionários SEMAP na Itália, foi foco das pesquisas dos Semapinhos

O Grupo Teatral Desperta-te foi um grande parceiro no evangelismo e alegria da Feira

Obra Missionária entre crianças e adolescentes envolvidos, assim como a ampliação do número de participantes no Movimento Semapinho.

Aproximando Familiares

As roupas típicas utilizadas foram gentilmente colocadas, pela liderança dos bairros Nova Uberlândia e Daniel Fonseca, à disposição para empréstimo aos interessados que também queiram impulsionar e conscientizar crianças e adolescentes a Missões.

Familiares da tia Graça prestigiam culto missionário

Impulsionando crianças e jovens a missões, o Semapinho esteve na congregação Monte Sião, dirigida pelo Pr. Paulo Braga, em um abençoado culto missionário.

A família do pastor presidente do Semapinho compareceu animadamente junto com sua família

Na oportunidade, tia Graça e tia Ely animaram aos presentes, e também puderam contar com a força e a animação dos pais da tia Graça. Os meninos presentes se sentiram muito importantes e privilegiados com a participação dos visitantes.

37


s e m a p i n h o

Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o Reino de Deus.

Inclusão na Igreja Agradeço a Deus pela vida do Pr. Ronaldo - diretor executivo da CPAD, e pelas vidas de Malesa, Dana e Jerry Whitworth, autores do livro DEIXE VIR A MIM TODAS AS CRIANÇAS, traduzido e editado pela Casa Publicadora em 2008. Como educadora que trabalha com inclusão desde 1969, fico grata a Deus por viver em um país onde a inclusão é lei e, principalmente, por estar em uma Igreja que honra o mandamento de Jesus: Amar ao próximo como a si mesmo! Deixe vir a mim as crianças! Todos os professores que lidam com crianças e adolescentes precisam ler esta obra, pois é uma das melhores no mercado de livros brasileiros. Nela os autores fazem uma descrição das principais síndromes, e oferece reflexões e estratégias diferenciadas a cada uma delas. Fantástico! Podemos perce-

38

(Mc 10.14)

Alunos e evangelistas muito se alegraram em Jesus.

ber que foi uma obra diretamente vinda do céu para capacitar a Igreja do Senhor Jesus. Louvamos a Deus também pela vida da “Tia Graça”, a qual assumiu para si a tarefa de cumprir com o ministério de levar Jesus a TODAS as crianças. Professores, aqui publico o meu conceito de inclusão para você refletir e avaliar se todos os seus alunos vivem o processo de inclusão: “O aluno estará incluso em sua comunidade escolar quando apresentar constantemente progressos cognitivos e também na construção de sua auto-imagem positiva, marcada pelo desenvolvimento da confiança em si mesmo, na relação social com todos, e na tomada de consciência espiritual, no construir de sua cidadania e na conquista de sua autonomia.” (Ely Paschoalick).

Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o Reino de Deus.” (Mc 10.14)

Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR.


39


Vincent - Estudo no Vocabulário Grego do Novo Testamento A obra de Marvin R. Vincent reúne um comentário exegético e um estudo léxicogramatical conduzindo o leitor para mais perto do ponto de vista de um estudioso da língua grega. Publicado pela primeira vez nos EUA, no final do século XIX, este livro continua sendo uma referência obrigatória para todos aqueles que querem conhecer a idéia original dos vocábulos neotestamentários no sentido léxico, etimológico e histórico e no uso dos diferentes escritores do novo testamento. Neste primeiro volume você encontrará os estudos dos seguintes livros do Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos dos Apóstolos, Tiago, I Pedro, II Pedro e Judas.

40

Profile for Ana Paula Takahashi

Revista 45 completa homenagem  

Revista 45 completa homenagem  

Advertisement