Issuu on Google+


Índice 2 É tempo de avançar...................................... 3 Objetivos Estratégicos.................................. 4 Pacto da Equipe de Missões Nacionais................ 5 Missões Nacionais em retrospectiva................... 6 Existem coisas que só Missões Nacionais faz......... 8 Igrejas parceiras do PAM Brasil...................... 10 Cada Pastor um promotor de Missões Nacionais..... 12 Seja um Parceiro na Ação Missionária.............. 14 Novos Missionários que precisam de parceiros.... 16 Outros Missionários que precisam de parceiros... 18 Projetos de Expansão Missionária................... 20 Santa Catarina.......................................... 22 Minas Gerais............................................ 24 Ceará.................................................... 26 Rio Grande do Sul...................................... 28 Goias..................................................... 30 Amapá................................................... 32 PAM MULHER............................................ 35 PAM BRASIL.............................................. 37 PAM ADOLESCENTE..................................... 39 PAM EMPRESA........................................... 41 PAM CLUBINHO......................................... 43 PAM IGREJA.............................................. 45 Rio Grande do Norte................................... 48 Paraíba.................................................. 50 São Paulo................................................ 51 Bahia..................................................... 58 Paraná................................................... 60 Missionários Surdos.................................... 61 Novo Lar Batista F.F. Soren em Palmas............. 63 Projetos Missões Nacionais........................... 64 Mantenedor de crianças.............................. 76 Empresários e Profissionais Liberais................. 77 Estas Empresas já fazem parte do PAM............. 77 Saiba mais sobre o PAM BRASIL...................... 80

A Revista PAM BRASIL é uma publicação da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira Direção Executiva Pr. Fernando Brandão Gerência Executiva de Planejamento e Estratégia Pr. Davidson de Freitas Coordenação do PAM Brasil Pr. Jeremias Nunes dos Santos Coordenação Editorial Gerson Daminelli Ribeiro Redação Jornalista Responsável Marize Gomes Garcia – DRT 41.487/RJ Assistente – Tiago Pinheiro Monteiro Revisão Adalberto Alves de Sousa Colaboradores Equipe PAM Brasil Alzira Souza Barroso Gomes, Beatrice Soares de Souza Leite Débora Ferreira de Carvalho Juliana Nunes Pinhal Arte Oliverartelucas

Nossa Missão: “CONQUISTAR A PÁTRIA PARA CRISTO” Nosso Desafio: “EVANGELIZAR E DISCIPULAR CADA PESSOA EM SOLO BRASILEIRO”. Endereço da Sede: Rua Gonzaga Bastos, 300 – Vila Isabel 20541-000 – Rio de Janeiro – RJ Telefax: (21) 2107-1818

Revista do PAM Brasil

Pastor Fernando Brandão...............................

3


Revista do PAM Brasil

O

4

PAM-BRASIL é um dos principais meios de sustento missionário. As ofertas da campanha anual não são suficientes para manter todos os projetos missionários, nem para a realização de novos investimentos. O PAM-BRASIL tem sido uma bênção para o avanço missionário na nossa Pátria. Louvamos a Deus pela vida dos irmãos, igrejas e empresas que por meio do PAM-BRASIL sustentam a obra de expansão do reino de Deus em nosso país. São servos que mensalmente, com alegria e amor, enviam suas ofertas preciosas para que Missões Nacionais possa manter os projetos missionários. Não temos palavras para expressar nossa gratidão aos irmãos que têm sido fiéis no sustento desta obra. É maravilhoso poder contar com tantos servos do Senhor Jesus que amam investir na expansão missionária. Mas ainda há muito para ser feito. Precisamos de mais parceiros que nos ajudem a sustentar os projetos atuais e também os projetos que temos planejado para os próximos meses. Precisamos enviar novos obreiros para a plantação de igrejas multiplicadoras em áreas estratégicas, alcançar também novos campos e várias etnias. É imprescindível que os investimentos missionários no Brasil sejam ampliados significativamente. Há milhões para serem alcançados com a Palavra de Deus. Nesta revista o irmão encontrará vários projetos que poderão ser adotados. Se você já é nosso parceiro nesta obra poderá fazer uma nova parceria ou sugerir para algum conhecido seu um projeto missionário para que ele também participe desta grande obra de amor e compaixão. Rogamos a cada leitor desta revista que se envolva de alguma forma no levantamento de novos parceiros para o PAM-BRASIL. Isso permitirá que o evangelho seja proclamado para milhares de pessoas que vivem nas trevas do pecado. Posso citar como exemplo a Cracolândia em São Paulo. Estamos trabalhando com um casal de missionários, Pr. Humberto e sua esposa, irmã Soraya, e treze Radicais Brasil, na evangelização das pessoas que vivem nas ruas da Cracolândia. É

um tremendo desafio missionário. Temos que investir para abençoar aqueles que vivem escravizados pelas drogas naquela região da cidade de São Paulo. É um projeto que necessita de muita oração e dedicação de vidas. Graças à misericórdia do Senhor e à compreensão de vários irmãos, o PAM-BRASIL tem crescido a cada mês, permitindo-nos avançar cada vez mais com a obra missionária em várias localidades do país. Mas ainda temos milhões de brasileiros que precisam ser evangelizados e discipulados. Portanto, necessitamos de mais investimentos e mais parceiros missionários. Realmente é um privilégio poder participar mensalmente do sustento de um projeto missionário. Poder se envolver diretamente com a salvação de vidas é uma grande oportunidade de servir ao Senhor da seara. É também uma forma de demonstrarmos o quanto amamos aqueles que estão perdidos sem esperança de vida eterna e sem paz espiritual. A nossa atitude de fidelidade à causa missionária engrandece o nome do Senhor Jesus. É tempo de avançar e proclamar que Cristo é a única esperança. A obra missionária é cheia de desafios o tempo todo. A cada dia necessitamos de um novo milagre. É uma obra de fé, coragem e perseverança. Muitos são os obstáculos, mas não podemos perder o foco. O inimigo, que veio matar, roubar e destruir, tenta de todas as formas desencorajar os que dedicam suas vidas à obra, mas não podemos recuar em hipótese alguma. É nosso dever avançar na total dependência do Espírito Santo. Somos a esperança daqueles que estão perdidos nas trevas. Não podemos falhar. Pr. Fernando Brandão Diretor Executivo de Missões Nacionais


e perder o Brasil para a prostituição infantil, espiritismo, drogas, e outros pecados que assolam o país – vai encontrar um resumo dos principais desafios, experiências missionárias marcantes e as mais diferentes maneiras de envolver-se com a obra. Você sabe que o Brasil tem sede de Deus. Vamos levar a Água da Vida aos sedentos de Deus, vamos desafiar cada brasileiro a receber Jesus como Senhor de suas vidas. Chegou o tempo de avançar! Deixe o Senhor ouvir suas orações. Deixe sua contribuição sustentar a obra missionária. Desperte pelo Brasil e ofereça sua vida ao Senhor, dizendo-lhe: “Eis-me aqui, envia-me a mim.” Pr. Jeremias Nunes dos Santos Gerente de Recursos Estratégicos

Revista do PAM Brasil

Vamos juntos avançar para a conquista da Pátria para Cristo! Precisamos ter, em todos os municípios, um líder batista que invoque, proclame e exalte o nome do Senhor Jesus; igrejas que tenham ardor missionário e evangelístico e que se multipliquem em novas igrejas; todo o povo brasileiro evangelizado; todas as tribos indígenas e povos étnicos que vivem no Brasil alcançados; a obra social ampliada. Até 2012 vamos iniciar 5 mil novas frentes missionárias e, para isso, cada batista será um parceiro missionário que ora, evangeliza, discipula, sustenta, vai e celebra a glória do Senhor de Missões. Esta revista foi feita para gente como você que é apaixonado por missões e que deseja contagiar outros com este amor. Aqui você – que quer compromisso com a missão de ganhar a Pátria para Cristo e que não vai recuar

5


Valores, Crenças e Comportamentos • Deus é soberano e perfeito em todos os seus atos. • Cristo Jesus é o Senhor das nossas vidas e de Missões Nacionais. • O Espírito Santo é quem dirige a obra missionária. • O Senhor Jesus está prestes a voltar para buscar a sua Igreja. • Uma alma vale mais que o mundo inteiro. • A igreja é uma agência local do Reino de Deus. • Ética, transparência e integridade em todos os nossos atos. • Priorização do ser humano e sua dignidade. • Discípulos comprometidos com Cristo e o seu Reino. • Cooperação com a denominação Batista em todos os níveis. • Lealdade aos princípios e doutrinas batistas. • Qualidade e produtividade acima da média – excelência. • Aprendizado e inovação contínuos. • Excelência naquilo que fazemos. • Implacáveis na eliminação de desperdícios. • Nenhuma decisão será tomada sem considerar a equação: custo/benefício. • Responsabilidade social. • Responsabilidade ecológica. • Fidelidade à família. • Fidelidade absoluta e irrestrita ao Senhor da Igreja. • Funcionários e missionários ativos e frutíferos em uma igreja batista da CBB.

Objetivos Estratégicos • Multiplicar o número de igrejas batistas em solo brasileiro. • Ampliar e fortalecer a presença batista no sul do Brasil. • Implantar o Plano Nacional de Evangelização e Discipulado - PLANED.

Revista do PAM Brasil

• Ampliar a atuação dos batistas em projetos sociais.

6

• Alcançar com o evangelho os grupos étnicos e especiais no Brasil. • Mobilizar os batistas para a intercessão missionária. • Intensificar o ardor missionário no coração dos batistas brasileiros.

Para que estes objetivos sejam alcançados dependemos da direção divina, das orações e da

• Expandir a rede de mantenedores do PAM-BRASIL.

participação do povo

• Envolver todas as igrejas batistas na campanha anual de Missões Nacionais.

batista brasileiro em

• Disponibilizar informações estratégicas sobre missões no Brasil. • Assegurar alto padrão de excelência e conformidade dos processos internos. • Comunicar com todos os batistas brasileiros.

todas as ações que serão implementadas.


Pacto da Equipe de Missões Nacionais Uma equipe que deseja ser vencedora precisa estar comprometida com um pacto comum aos seus membros. O pacto da equipe de Missões Nacionais representa o compromisso de cada um com a causa que nos foi confiada pelo Senhor Jesus: Conquistar a pátria para Cristo. Todos em Missões Nacionais devem conhecer e se comprometer com este pacto. O pacto deverá ser traduzido em atitudes e comportamentos no desempenho de nossas funções e atribuições. Portanto, nós, membros da equipe de Missões Nacionais, assumimos diante de Deus e das igrejas batistas da CBB que:

É nossa missão:

Conquistar a pátria para Cristo.

É nosso norte:

Perseguir com determinação os objetivos estratégicos missionários.

É nossa rotina:

Realizar com perseverança e ânimo todas as ações estratégicas missionárias.

É nosso compromisso:

Concluir cada tarefa com eficiência e eficácia.

É nossa meta:

Atingir os melhores resultados.

É nosso padrão: Excelência.

É nosso negócio: Missões.

É nosso lema: Avançar sempre.

Evangelizar e discipular cada pessoa em solo brasileiro.

É nossa estratégia maior:

Orar e trabalhar na total dependência do Senhor.

É nosso ideal:

Glorificar o Senhor Jesus em tudo que fizermos.

Revista do PAM Brasil

É nosso desafio:

7


A

Apresentamos algumas vitórias alcançadas em 2008 que servirão para inspirar sua igreja a prosseguir investindo na obra missionária no Brasil. Muitos outros motivos de gratidão a Deus poderiam ser apresentados, mas escolhemos apenas alguns que você poderá divulgar até mesmo no Boletim Dominical para que, juntos, nos alegremos no Senhor. • Missões Nacionais tem assistido mensalmente 2.329 crianças e adolescentes em seus projetos sociais. • Missões Nacionais firmou parceria para ampliar o alcance do PEPE – Programa de Educação Pré-Escolar e estender esta iniciativa a todas as suas frentes missionárias. • Os olhos dos batistas brasileiros se voltaram para o estado de São Paulo, o grande desafio missionário da atualidade. Durante o ano de 2008, 34 novos campos

lizou as igrejas batistas e depois de 13 anos sem ser alcançado, ultrapassou o alvo de 7 milhões, chegando a 7.388.492. • O PAM Brasil – Parceiros na Ação Missionária tem crescido. Já são 1.056 igrejas e mais de 12 mil crentes, grupos e empresas tendo a alegria de participar mensalmente do sustento de um missionário. Pela primeira vez, desde sua criação, o PAM Brasil passou a arrecadar mais de R$ 400 mil mensais. • Como fruto do trabalho de plantação e revitalização de igrejas, mais de 3.000 brasileiros creram em Jesus e estão sendo discipulados nas 178 frentes missionárias e 382 pessoas foram batizadas nos campos missionários. • Projetos de empreendedorismo nos Lares Batistas, como a fábrica de bonecas, por exemplo, aumentam

Revista do PAM Brasil

Missões Nacionais

8

estão sendo abertos no estado, através do envio de 60 missionários de Missões Nacionais, preenchendo assim a região até então chamada de vazio batista.

a auto-estima de crianças e adolescentes e promovem maior integração dos mesmos com a comunidade onde estão inseridos.

• Os congressos Desperta pelo Brasil continuam reacendendo a chama missionária dos batistas. Em 2008 Missões Nacionais realizou uma série de nove congressos, durante os quais 520 vocacionados se apresentaram dispostos a seguir aos campos missionários.

• No ano de 2008, 150 novos missionários foram aprovados pelo Conselho da Convenção Batista Brasileira para seguirem aos campos de 15 estados. São eles: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

• Missões Nacionais iniciou 64 novas frentes missionárias, cinco trabalhos alcançaram autonomia e duas igrejas foram organizadas no ano de 2008. Uma no Piauí, fruto do trabalho do casal missionário – pastor Jair da Cruz e Elisabete Rodrigues da Cruz, e outra no Acre, onde atuam pastor Jorge Luiz Santos da Cruz e Ruth Emília de Souza M. Cruz. • Campanha de Missões Nacionais com o tema Celebrai a Jesus Proclamando Vida, que compreende o período de outubro de 2007 a setembro 2008, mobi-

• O Ministério com Surdos de Missões Nacionais teve aprovada, pela Comissão de Exame de Candidatos a Missionários da Convenção Batista Brasileira, a primeira turma de missionários surdos, composta por seis surdos que atuarão na plantação de igrejas para surdos em nossa Pátria. • Dois projetos Alcance Surdos realizados no ano: Em Arapiraca/AL, no mês de abril e em Florianópolis/SC no


mês de agosto, mobilizaram 45 missionários voluntários, surdos e ouvintes alcançaram e abriram as portas para a plantação de igrejas nas duas cidades, onde deixaram 88 surdos e 8 ouvintes convertidos. • Um grupo de 34 pessoas saiu do Rio de Janeiro para realizar um impacto evangelístico em Santa Cruz das Palmeiras, SP, onde atua a missionária Odeth Brites Moreira. Esta foi a primeira viagem missionária realizada pela sede de Missões Nacionais, reunindo funcionários, familiares e os seminaristas que participam do programa de formação integral em parceria com Missões Nacionais. • Missões Nacionais firma parceria com a Convenção Batista Pernambucana para implantar a primeira unidade do Núcleo Batista de Educação e Missões (NUBEM) no sertão, na cidade de Serra Talhada. O Núcleo tem o objetivo de preparar

ram do Evangelho, tomaram uma decisão ao lado de Cristo. • No dia 29 de agosto, Missões Nacionais assinou a escritura do terreno de 40 mil m² em Palmas/TO, onde será construída a nova sede do Lar Batista F. F. Soren. Aquisição que se tornou possível a partir da doação de 80 mil reais de um Parceiro na Ação Missionária, de São Paulo, que decidiu investir no que é eterno, deixando de lado a aplicação de risco na Bolsa de Valores. • Depois de agir rapidamente no Nordeste e no Norte do Brasil onde a população sofreu com as chuvas no Vale do Açu, RN, e em Laranjal do Jari, AP, Missões Nacionais também mobilizou os batistas para socorrer as vítimas das enchentes em Santa Catarina, enviando roupas, calçados, brinquedos, alimentos, água mineral, produtos de higiene pessoal e ajuda

Retrospectiva - 2008 • Participaram das clínicas de evangelização e discipulado, 5.580 pessoas nos estados do Maranhão, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

financeira para a reconstrução das casas atingidas. • Missões Nacionais participou do projeto Minha Esperança Brasil, realizado em novembro de 2008 visando impulsionar a evangelização da Pátria através da TV.

• A Tenda da Esperança levou a mensagem de salvação à Trindade/GO, através de 178 missionários voluntários, alcançando 808 vidas para Cristo, e também a Belém do Pará, quando 183 missionários voluntários alcançaram 1757 vidas com o evangelho de Cristo.

• Missões Nacionais finalizou o exercício 2007/2008 com superávit, ou seja, sem nenhuma dívida. Graças à visão missionária dos batistas brasileiros, que continua se ampliando em amor e em investimento missionário por meio das ofertas da Campanha de Missões Nacionais e do PAM Brasil, e também à criteriosa gestão orçamentária. Missões Nacionais está totalmente saneada financeiramente, não tendo nenhuma dívida.

• As operações missionárias Jesus Transforma em 2008 mobilizaram 2 mil missionários voluntários nas quatro operações realizadas: Trans Paulista, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Chapada Diamantina. Ao todo, 16.185 pessoas, que ouvi-

Pr. Jeremias Nunes dos Santos Gerente de Recursos Estratégicos

Revista do PAM Brasil

homens e mulheres vocacionados, missionários, pastores e líderes batistas com chamados para o ministério eclesiástico, residentes no sertão de Pernambuco, para proclamação das boas novas na região.

9


Uma igreja, se quiser, pode enviar seu próprio missionário, mas por que não fazê-lo por meio de Missões Nacionais? Existem coisas que só Missões Nacionais pode fazer pelo missionário. Considere algumas razões para sua igreja enviar e sustentar um missionário por intermédio de Missões Nacionais:

Revista do PAM Brasil

• Missões Nacionais oferece o sustento missionário integral, de forma legal e constante por meio de parcerias com as igrejas, grupos, empresas e crentes em geral. A JMN, após analisar a situação econômica da cidade a ser alcançada, garante ao obreiro e a sua família uma remuneração digna. • Além do sustento, também se responsabiliza, mesmo sem ser um direito do autônomo, pela cobertura integral da Previdência Social. Os missionários de Missões Nacionais têm ainda direito a férias – com o adicional de 1/3 do salário; gratificação de Natal – equivalente ao 13º salário; e o FGTM - Fundo de Garantia por Tempo Ministerial; Essas medidas garantem aos missionários: aposentadoria, férias anuais e licenças médicas. • Missões Nacionais providencia e aluga a residência do missionário no campo. Nossos obreiros vivem em casa de médio conforto. A situação varia muito, dependendo da re-

10

alidade social do estado e cidade onde estão. Porém é responsabilidade da JMN e seus parceiros o pagamento mensal do aluguel. • Missões Nacionais dá acesso a um plano de saúde sem carências e com cobertura nacional e ainda concede bolsas de estudo aos filhos dos missionários, da classe de alfabetização ao curso superior. • Missões Nacionais desenvolve e avalia critérios para a admissão de obreiros, treinamento e avaliação do seu desempenho. O processo de seleção é rigoroso. Nossos obreiros devem ser homens e mulheres qualificados física, espiritual e emocionalmente. O curso de treinamento é parte obrigatória no processo de nomeação de obreiros. • Por meio de amplo planejamento estratégico, Missões Nacionais tem uma visão dos campos necessitados e prioritários para o avanço da obra missionária, fazendo de cada projeto um empreendimento e esforço de todos os batistas para alcançar a Pátria para Cristo. • Nossos obreiros dispõem de materiais evangelísticos e de discipulado de qualidade para evangelização das pessoas e treinamento de crentes.

Existem co só Missões


• Missões Nacionais une congregações, igrejas pequenas, médias e grandes na evangelização da Pátria por meio da cooperação missionária dando visibilidade aos obreiros e possibilitando a formação de uma forte rede de parceiros, voluntários e intercessores. • Missões Nacionais realiza Operações Missionárias Jesus Transforma e promove caravanas de equipes voluntárias em suas frentes missionárias, além de viabilizar parcerias com instituições teológicas para estágios supervisionados. • Firma convênios e contratos junto aos órgãos governamentais e entidades congêneres para realização do trabalho junto aos povos indígenas brasileiros, com atendimento nas áreas da evangelização, educação, saúde, assistência social, pesquisa e desenvolvimento da escrita da língua, produção de livros didáticos e tradução da Bíblia. Sempre respeitando e dando dignidade à cultura local, dentro dos princípios cristãos. • Dispõe de uma equipe qualificada de apoio nas áreas administrativas, de logística e de infra-estrutura para a obra missionária: remetendo salários, cuidando da previdência social dos obreiros, providenciando aluguéis, mudanças e tratamento de saúde, promovendo as campanhas especiais para compra de

terrenos em locais estratégicos, construção de novos templos e operações de apoio em calamidades. • Missões Nacionais oferece uma equipe de profissionais para dar apoio logístico. Do total de nossas despesas anuais, menos de 14% são aplicados na administração, para manter a Sede e seu pessoal. São apenas 44 funcionários, para atender 523 obreiros e as 9 mil igrejas. • Missões Nacionais produz e envia materiais promocionais, como o Jornal de Missões, a revista A Pátria Para Cristo e informativos para todas as igrejas, pastores e promotores de missões mostrando o que Deus tem feito no Brasil. A Igreja pode fazer muito por seus missionários, mas existem coisas que só por intermédio de Missões Nacionais ela pode fazer. Pastor, apresente sugestões, peça esclarecimentos, solicite informações. Envie o seu missionário e o sustente por meio de Missões Nacionais. Sua igreja e Missões Nacionais, parceiras na transformação de vidas no Brasil. Pr. Jeremias Nunes dos Santos

isas que Nacionais faz...

Revista do PAM Brasil

Gerente de Recursos Estratégicos

11


Revista do PAM Brasil

ACRE: IB BUJARI; IB VIDA NOVA - CRUZEIRO SUL; ALAGOAS: CB BOAS NOVAS – ARAPIRACA; CB MATA GRANDE; CB SÃO JOSÉ LAJE; IB BOM PARTO; IB CENÁCULO; IB MACEIÓ 1A; MB SURDOS – ARAPIRACA; AMAZONAS: IB CODAJAS 1A; IB DOM PEDRO I; IB HUMAITÁ 1A; IB LEÃO JUDÁ – MANAUS; IB SÃO GABRIEL CACHOEIRA; IB UNIÃO – MANAUS; MB AMAZONAS OCIDENTAL;AMAPÁ: MB NYENGATU; CB MARABAIXO – MACAPÁ; CB MEMORIAL OIAPOQUE; IB LARANJAL DO JARI;BAHIA; CB MONTE SINAI – TAPIRAMA; CB BARRA ESTIVA; CB IBICOARA; CB MORRO DO CHAPÉU; CB NOVO HORIZONTE; CB SOL NASCENTE – JEQUIÉ; CB VILA CARNEIRO; IB BRILHANDO COM CRISTO; IB BROTAS; IB CANAÃ - FEIRA DE SANTANA; IB CANDEIAS 2A; IB EBENÉZER – ALCOBAÇA; IB FEIRA SANTANA 1A; IB FILADÉLFIA - JACOBINA ; IB GARCIA – SALVADOR; IB GRAÇA – SALVADOR; IB ITAMARAJU 1A; IB ITORORÓ; IB JERUSALÉM - BARRA CHOÇA; IB JERUSALÉM - CASTRO ALVES;IB KOINONIA - FEIRA DE SANTANA; IB MARAGOGIPE; IB MEMORIAL – ILHÉUS; IB MEMORIAL CENTENÁRIO; IB MONTE OLIVEIRAS - LAURO FREITAS ;IB MONTE TABOR – SALVADOR; IB NOVA ALIANÇA – IBICARAÍ; IB NOVA BETÂNIA - EUNÁPOLIS ; IB OLIVENÇA; IB PAUS PRETOS; IB PEDRA DESCANSO; IB PENIEL - DARIO MEIRA; IB PERNAMBUES 2A; IB RIACHÃO JACUÍPE 1A; IB SÃO CAETANO 1A; IB SAUBARA; IB SETE SETEMBRO – IPIAU; IB UBATÃ 1A; CEARÁ: IB ACARAÚ 1A; CB AQUIRAZ; CB BARRO; CB IPU; CB SÃO GONCALO AMARANTE; CB UBAJARA; IB BARBALHA; IB BEBERIBE 1A; IB BOAS NOVAS – TRAIRI; IB BREJO SANTO; IB CAMINHO - FORTALEZA – CE; IB EMANUEL - CIDADE OESTE; IB GUARACIABA NORTE; IB JUAZEIRO DO NORTE 1A; IB LIBERDADE – FORTALEZA; IB PARACURU; IB RIO JORDAO – FORTALEZA; IB RUSSAS; IB TAPAGÉ; IB TAUÁ; IB TIANGUÁ 1A;IB VIÇOSA DO CEARÁ; IB VIDA NOVA – MARANGUAPE; IGREJA BÍBLICA; DISTRITO FEDERAL: CB BETEL - RECANTO EMAS; IB AGUA VIVA - SANTA MARIA; IB ASA SUL; IB BETEL - GUARA I; IB BETSAIDA; IB BRAZLÂNDIA 1A; IB CENTRAL TAGUATINGA; IB CRUZEIRO NOVO 1A; IB EBENÉZER – TAGUATINGA; IB EL SHADAI SÃO SEBASTIÃO; IB GERAÇÃO ELEITA – SOBRADINHO; IB GUARÁ 1A; IB JARDIM OLIVEIRAS – CEILÂNDIA; IB MEMORIAL BRASÍLIA; IB PARANOÁ 2A; IB PLANO PILOTO 2A; IB PLANO PILOTO 3A; IB SETOR DE MANSÕES; IB SÍTIO DO GAMA; ESPÍRITO SANTO: CB PORTO BELO; CB ALTEROSAS; CB EM PLANALTO SERRANO; CB EM SANTA LÚCIA; CB EM VILA LENIRA; CB FRADINHOS – VITÓRIA; CB GURIRI; CB NA LAGOA; CB SÃO LUCAS; IB AFONSO CLÁUDIO 1A; IB ALEGRE 1A;IB ANDORINHAS – VITÓRIA; IB ANDRÉ CARLONI – PRIMERA; IB BAIRRO BONFIM; IB BAIRRO CANAÃ 1A; IB BAIRRO MODELO 1A; IB BAIRRO SANTA RITA; IB BAIRRO SAO FRANCISCO; IB BAIXO GUANDÚ 1A; IB BARCELONA 1A; IB BARRA SÃO FRANCISCO 2A; IB BOA ESPERANÇA; IB CACHOEIRO ITAPEMIRIM 1A; IB CAPUABA; IB CENTRAL VITÓRIA; IB CIDADE SERRA 1A; IB DOM JOÃO BATISTA; IB ESPERANÇA – CARIACICA; IB FÉU ROSA 1A; IB FEU ROSA 2A; IB ICONHA; IB INTERLAGOS 1ALINHARES; IB IRIRI; IB ITACIBA; IB JACARAÍPE 1A; IB JARDIM CAMBURÍ; IB JARDIM TROPICAL 2A; IB LARANJEIRAS 1A; IB LINHARES 1A; IB MATA SERRA; IB MEMORIAL – PANCAS; IB NOVA CANAÃ – ITAPEMIRIM; IB NOVA ESPERANÇA – MARATAIZES; IB NOVO BRASIL – CARIACICA; IB NOVO HORIZONTE – SERRA; IB NOVO PARQUE; IB PAUL; IB PRAIA CANTO; IB PRAIA COSTA 1A; IB PRAIA COSTA 2A; IB PRAIA MORRO; IB PRESIDENTE KENNEDY 1A; IB SANTA MÔNICA – GUARAPARI; IB SANTANA – CARIACICA; IB SÃO CONRADO 1A; IB SÃO GABRIEL PALHA 1A; IB SÃO MATEUS – SÉTIMA; IB SÃO MATEUS 2A; IB VILA GARRIDO; IB VILA PAVÃO 1A; IB VILA RICA 1A; IB VILA VELHA 1A;IB VISTA SERRA 1A – COLATIN; IB VITÓRIA 1A; MB BOM MUNDO NOVO; MB DO BAIRRO DA GRAMA; MB DORES RIO PRETO; MB MORADA DE CAMPO GRANDE; MB PONTA FRUTA; GOIÁS: CB CAIAPÔNIA;CB CANAÃ; CB EBENÉZER – GOIÂNIA; CB ESTRELA D’ALVA; CB NOVA VENEZA; CB RESIDENCIAL ELDORADO; CB RESIDENCIAL TRIUNFO I E II ; CB SÃO SIMÃO; CB VILA JAIARA; IB ÁGUAS LINDAS 3A; IB CAMPOS BELOS; IB COLINA AZUL 1A; IB DE ITATIAIA; IB GOIÂNIA 1A; IB PARQUE MINGONE 1A; IB PLANALTINA DE GOIAS 1A; IB PLANALTINA GOIAS 2A; MARANHÃO: IB CALVÁRIO - SÃO LUÍS; IB CELESTIAL; IB COLINAS; IB EL SHADAI - SÃO LUÍS; IB ESPERANÇA - SÃO LUIS; IB JARDIM ELDORADO - SÃO LUÍS; IB JERUSALÉM - TRIZIDELA VALE; IB MANANCIAL – ANGELIM; IB PASSAGEM FRANCA; IB PORTUGUESA EM CAMBRIDGE; IB RECONCILIAÇÃO - SÃO JOSÉ RIBAMAR; IB RENASCENÇA - SÃO LUÍS; IB SÃO LUÍS 1A; IB VALE JORDÃO - SÃO LUÍS; MB GUAJAJARA; MINAS GERAIS: CB CARANDAI; CB 5AS SUMIDOURO; CB CAMPINA VERDE; CB CHIADOR; CB DUQUE DE CAXIAS; CB ELOI MENDES; CB IBIA; CB JARDIM BRASILIA; CB OURO MINAS; CB PACAEMBU; CB PRATA; CB VIDA NOVA; IB ACESITA 1A; IB ÁGUA BRANCA – CONTAGEM; IB AIMORÉS 1A; IB ALEGRE – TIMÓTEO;IB ALTEROSAS; IB ANDRADAS; IB BAIRRO GUARANI; IB BAIRRO PEDRA AZUL 1A; IB BAIRRO RIO BRANCO; IB BELO HORIZONTE 1A; IB BETEL - JUÍZ DE FORA; IB BOAS NOVAS – LADAINHA; IB BOAS NOVAS - SÃO MARCOS; IB BOM RETIRO – IPATINGA; IB CAETÉ 1A; IB CANAÃ – UBERLÂNDIA;IB CANAÃ 2A; IB CAPARAÓ NOVO; IB CAXAMBÚ 1A; IB CENTRAL ENTRE FOLHAS; IB CENTRAL ITABIRA; IB CENTRAL MURIAÉ; IB CENTRAL TEÓFILO OTONI; IB CHINESA - BELO HORIZONTE; IB COLORADO 1A; IB CONGONHAS 1A; IB CORONEL FABRICIANO 1A; IB CÓR-

12

REGO FAMA – CAPARAÓ; IB DIVINÓPOLIS 1A; IB DOM CAVATI - FAMÍLIA MISSIONÁRIA; IB ESPERANÇA - MONTES CLAROS; IB IBIRITE 1A; IB IMBIRUÇU 1A; IB INDEPENDÊNCIA 1A; IB INDUSTRIAL 2A / CONTAGEM; IB ITABIRA 3A; IB ITABIRINHA 1A; IB JACINTO; IB JANAUBA; IB JESUS ESPERANÇA MUNDIAL; IB JOÃO PINHEIRO 1A;IB JUIZ FORA 1A; IB JUIZ FORA -5A; IB JUÍZ FORA -6A; IB LAMBARI 1A; IB MANTENA 1A; IB MEMORIAL – MURIAÉ; IB MEMORIAL - VENEZA II; IB MESQUITA 1A; IB METROPOLITANA – PETROLÂNDIA; IB MONTE SINAI - MONTES CLAROS; IB MONTE VERDE; IB MURIAÉ 1A; IB NEVIANA;IB NOVA JERUSALÉM - MONTES CLAROS ; IB NOVA SERRANA; IB NOVO HORIZONTE – TIMÓTEO;IB NOVO TEMPO – TIMÓTEO; IB PARQUE SAFIRA;IB POUSO ALEGRE 1A; IB PROGRESSO BELO HORIZONTE;IB RECANTO VERDE – TIMÓTEO; IB RETIRO 1A; IB SENADOR JOSÉ BENTO; IB TUPÍ 1A; IB UBERLÂNDIA 1A; IB UNAÍ 1A; IB VALE DA ELETRÔNICA 1A; IB VILA NOVA; MATO GROSSO DO SU: CB PARANHOS; IB BOAS NOVAS – DOURADOS; IB CENTENÁRIO IGUATEMI 1A; IB CENTRAL AMAMBAI; IB CORUMBA 2A; IB COXIM 1A; IB EBENEZER - CAMPO GRANDE; IB MUNDO NOVO 1A; IB RIO VERDE; MB NOVA ALIANÇA; MATO GROSSO: IB BOAS NOVAS – CUIABÁ; IB CUIABÁ 1A; IB JACIARA; IB JARDIM ATLÂNTICO – RONDONÓPOLIS; IB MEMORIAL – CUIABA; IB PEDRA PRETA; IB PEDRA VIVA;IB PIRINEU - VARZEA GRANDE; PARÁ: CB BAIRRO CAJU; CB TABERNÁCULO BATISTA;IB MAANAIM – ALTAMIRA; IB MARCO; IB PEREBEBUI; IB RONDON PARÁ 1A; PARAÍBA: CB JUAZEIRINHO; CB JOSÉ PINHEIRO - CAMPINA GRANDE; CB PALMEIRA; CB SÃO JOSÉ DE PIRANHAS; IB BAIRRO JOÃO AGRIPINO 1A; IB BETÂNIA - JOÃO PESSOA; IB BODOCONGO; IB BONITO SANTA FÉ; IB CAMPINA GRANDE 1A;IB FUNCIONARIOSII; IB JARDIM PAULISTANO; IB MONTEIRO 1A; IB POTIGUARA 1A; IB POTYGUARA – MARCAÇÃO; IB POTYGUARA 1A; PERNAMBUCO: CB IBURA - IB CONCORDIA; CB SALGUEIRO; IB ALTO JOSÉ DO PINHO; IB BEBERIBE 1A; IB BELÉM DE SÃO FRANCISCO 1A; IB BOA VIAGEM 2A;IB CAMARAGIBE 2A; IB CAPUNGA; IB CENTRAL CAETES I; IB CIDADE UNIVERSITÁRIA 1A;IB CONCÓRDIA – RECIFE; IB EM ITAÍBA; IB EMANUEL - BOA VIAGEM; IB FIRME PROMESSA; IB GUADALUPE; IB IBURA 1A; IB IPUTINGA; IB JABOATÃO 1A; IB JANGÁ 2A; IB JARDIM PAULISTA 1A; IB PONTEZINHA; IB SÃO DOMINGOS; IB SOCORRO 1A; IB TEJUCUPAPO 1A; IB TRACUNHAEM; IB VALE DO JORDÃO; PIAUÍ: CB SÃO MIGUEL TAPUIO; CB MARANATA; CB PARQUE BRASIL; IB ÁGUA MINERAL 1A; IB GILBUES; IB LUIZ CORREIA 1A; IB MORADA NOVA; IB SÃO JOÃO PIAUÍ; PARANÁ: CB ALTO ALEGRE PR; CB AMPÉRE; CB BARRA DAS ORDENANÇAS; CB CRISTO REI; CB CRISTO REINA; CB CRISTO VIVE; CB DA PAZ; CB DIONÍSIO CERQUEIRA; CB DO FAROL; CB EM VILA SANDRA; CB ESPERANÇA;CB PLANALTO; CB VALE BENÇÃO; IB ALIANÇA - CIDADE INDUSTRIAL; IB APUCARANA 1A; IB ASSIS CHATEAUBRIAND 2A; IB BACACHERI; IB BARREIRINHA; IB BOM RETIRO – CURITIBA;IB CAMPINA LAGOA; IB CENTRAL GUARAPUAVA; IB CURITIBA 1A; IB DOIS VIZINHOS; IB FRANCISCO BELTRÃO;IB GUARAQUECABA; IB GUATUPE; IB JARDIM INDUSTRIAL II; IB JARDIM VITÓRIA – MARINGÁ;IB JARDINS; IB LINDÓIA – CURITIBA; IB PARANAGUÁ 1A; IB PITANGA 1A; IB UBIRATÃ; IB VIDA EM QUATRO BARRAS; IB VILA AMERICANA; MB CIGANOS; MB CIGANOS - VILA HAUER; RIO DE JANEIRO: CB BAIRRO DAS FLORES; CB BAIRRO JARDIM ALAH; CB BAIRRO SILVESTRE; CB COELHO; CB COROADO – GUARAPARI; CB DA COROA; CB DA IB RECANTOS 1A; CB FAZENDA ROLA; CB GERICINÓ;CB GUARANI – PARATY; CB JARDIM TREVO; CB NOVA VIDA – PIABETÁ; CB PÃO E PALAVRA; CB PARQUE INDEPENDÊNCIA; CB PARQUE MARIA TEREZA; CB PATY ALFERES; CB PIB BOA SORTE SANTA LUZIA; CB PONTAL; CB PRAIA LUZ; CB QUIXABA; CB SÃO FRANCISCO; CB SÃO JACINTO; CB TRÊS CÔRREGOS; CB TRIUNFO; CB VALE DAS FLORES; CB VAZ LOBO; CB XAVE DO PARAÍSO; IB ÁGAPE - SANTA CRUZ; IB ALTO DA POSSE; IB ANCHIETA 3; IB ANDARAÍ 1A; IB ANGRA REIS 1AA; IB ANIL 1A; IB APERIBE 1A; IB ARSENAL 1A; IB AUGUSTO VASCONCELOS 1A; IB AUSTIN 2A; IB BAIRRO AREAL;IB BAIRRO BOTAFOGO; IB BAIRRO INCONFIDÊNCIA; IB BAIRRO KENNEDY; IB BAIRRO ROCHA; IB BARÃO TAQUARA; IB BARRA DE MACAÉ 2A; IB BARRA MACAÉ 1A; IB BARRA MANSA 2A; IB BARRA MANSA 3A; IB BARRA NOVA 1A; IB BARRA TIJUCA 1A; IB BARRO BRANCO - SÃO FIDÉLIS; IB BETEL – ITALVA;IB BETEL – MESQUITA; IB BETEL – PAVUNA; IB BETEL - SAO JOAO MERITI; IB BETEL - VOLTA REDONDA;IB BETHEL – RESENDE; IB BICUDA PEQUENA; IB BOA FORTUNA; IB BOA SORTE - BARRA MANSA;IB BOA VISTA; IB BOAS NOVAS - DUQUE DE CAXIAS; IB BOAS NOVAS – SUMIDOURO; IB BOM JESUS ITABAPOANA 1A; IB BOM JESUS ITABAPOANA 2A; IB BONSUCESSO ; IB BONSUCESSO 2A; IB BOTAFOGO; IB BRÁS PINA 1A; IB BRISAMAR 1A; IB BÚZIOS 2A; IB CABO FRIO 1A; IB CABO FRIO 2A; IB CABO FRIO 3A; IB CABRAL; IB CACHAMBI; IB CALIFÓRNIA; IB CALIFÓRNIA NOVA IGUAÇU; IB CALVÁRIO; IB CAMBOATA; IB CAMBUCI 2A; IB CAMORIM 1A; IB CAMPO GRANDE 1A; IB CAMPOS ELISEOS 1A; IB CAMPOS GOYTACAZES 1A; IB CAMPOS GOYTACAZES 2A; IB CAMPOS GOYTACAZES 3A;IB CARAPEBUS; IB CASCADURA 1A; IB CATARCIONE; IB CATIMBAU PEQUENO; IB CATIRI; IB CEHAB; IB CENTENÁRIO CAXIAS 1A; IB CENTENÁRIO DOS BATISTAS; IB CENTENÁRIO PRAIA CAMPISTA; IB CENTENÁRIO SALINAS; IB CENTRAL BAIRRO LUZ; IB CENTRAL BARRA MANSA; IB CENTRAL BELFORD ROXO; IB CENTRAL CACHOEIRAS MACACU; IB CENTRAL CAMPO GRANDE; IB CENTRAL CAMPO REDONDO;IB CENTRAL COSMOS; IB CENTRAL COSTA BARROS; IB CENTRAL ILHA GOVERNADOR; IB CENTRAL ITAMBI; IB CENTRAL JACAREZINHO; IB CENTRAL JACONÉ; IB CENTRAL JARDIM CATARINA; IB CENTRAL OLARIA; IB CENTRAL PENHA; IB CENTRAL RICARDO ALBUQUERQUE; IB CENTRAL RIO JANEIRO; IB CENTRAL SANTA CRUZ SERRA; IB CENTRAL SAQUAREMA; IB CERÂMICA - NOVA IGUAÇU; IB CEZARÃO 1A; IB CHATUBA; IB CITROLÂNDIA – MAGÉ; IB COELHO ROCHA 1A; IB COELHO ROCHA 2A;IB COLUBANDE 1A; IB COMENDADOR SOARES 2A; IB CONCEIÇÃO MACABU 1A; IB CONFORTO; IB COPACABANA 1A; IB CORDEIRO 1A; IB CORDEIRO 2A; IB COSME VELHO 1A; IB COSMORAMA 1A;IB CRISTO A ÚNICA ESPERANÇA; IB CURICICA 1A; IB CUSTODOPOLIS – CAMPOS; IB DIQUE 1A;IB EBENÉZER – MACAÉ; IB EDEN 1A; IB EDSON PASSOS; IB ERNESTO MACHADO 1A; IB ESPERANÇA NA PRAÇA; IB FÉ - MONTE MORIA; IB FIGUEIRA 2A - DUQUE CAXIAS ; IB FILADÉLFIA – PARACAMBI;IB FILHA SIÃO; IB FONTE ÁGUA VIVA - VILA VALQUEIRE; IB FRADE - ANGRA DOS REIS;IB FRADE – MACAÉ; IB FRAGOSO 2A; IB FREGUESIA - ILHA GOVERNADOR; IB FREGUESIA 1A – JACAREPAGUÁ; IB GAMBOA; IB GÁVEA 1A; IB GEBARA 1A;IB GETSEMANE - VOLTA REDONDA; IB GLICERIO; IB GUANDU; IB GUARUS 1A; IB HELIÓPOLIS 1A; IB HELIÓPOLIS 2A; IB HONÓRIO GURGEL 1A;IB IBITIÓCA;IB ICARAÍ; IB ILHA GOVERNADOR 1A; IB INGÁ 1A; IB INHAÚMA 2A; IB IPIRANGA – MAGÉ - IB IPS 1A; IB ITACURUÇA; IB ITAGUAÍ 1A; IB ITAIPÚ 1A; IB ITAOCA 1A; IB ITAOCA 1A; IB ITAPERUNA 3A; IB ITATIAIA 1A; IB JACARÉ 1A; IB JACAREPAGUA 1A; IB JARDIM ACACIAS II; IB JARDIM ALCANTARA 1A; IB JARDIM AMERICA 2A; IB JARDIM ARIMATÉIA; IB JARDIM BANDEIRANTES - NOVA IGUAÇU; IB JARDIM BOM RETIRO 1A; IB JARDIM GLAUCIA 1A; IB JARDIM GUANABARA - GRUPO FIEL CBB; IB JARDIM JOARI; IB JARDIM LETÍCIA; IB JARDIM MAGARÇA; IB JARDIM MARILEA 1A; IB JARDIM NOVO REALENGO; IB JARDIM PARAISO; IB JARDIM PERÓ - CABO FRIO; IB JARDIM PRATA; IB JARDIM PRIMAVERA 2A; IB JARDIM PROGRESSO - SÃO GONÇALO; IB JARDIM REGADO; IB JARDIM SURUBI; IB JARDIM XAVANTES; IB JERUSALÉM - BELFORD ROXO; IB JOÃO WESLEY; IB LARANJAL; IB LARGO MACHADO; IB LIRIO VALES – JAPERI; IB MACAÉ 1A; IB MACAÉ 2A; IB MADUREIRA 1A; IB MAMBUCABA 1A; IB MARCÍLIO DIAS; IB MARTINS COSTA; IB MATADOURO 1A; IB MÉIER; IB MEMORIAL – BANGU; IB MEMORIAL - CABO FRIO; IB MEMORIAL - CAMPOS GOYTACAZES; IB MEMORIAL – CANTEIRO; IB MEMORIAL - JARDIM PRIMAVERA; IB MEMORIAL – MAUÁ; IB MEMORIAL –


DIM COMERCIAL; CB LIBERDADE – ARARAQUARA; CB MACAUBAL; CB MENDONÇA; CB MIRASSOLÂNDIA; CB NOVA VIDA; CB PALESTINA; CB PARQUE PRIMEIRO MAIO; CB PENIEL JARDIM OTTAWA; CB POTIRENDABA; CB RIOLANDIA; CB SALTINHO; CB SANTA CRUZ PALMEIRAS ; CB SAO JUDAS; CB SÃO MIGUEL ARCANJO; CB TAIAÇU ; CB TAQUARITUBA; CB UBARANA; CB VILA AUGUSTA – GUARULHOS; CB VILA ESPERANÇA; CB VILA FÁTIMA; CB VILA RIO – GUARULHOS; IB ÁGUA DOCE 1A; IB ALIANÇA - CAMPINAS ; IB ALTO BOA VISTA - MAUÁ ; IB ALTO MOOCA; IB ANA CÉLIA; IB ANDRADINA 1A; IB ARARAS 2A; IB ARARETAMA; IB ARTUR NOGUEIRA 1A; IB BAIRRO PAULICEIA 1A; IB BARÃO ANTONINA; IB BARRINHA 1A; IB BEBEDOURO 1A; IB BELA VISTA – MAUA; IB BELA VISTA – OSASCO; IB BEREANA - CAPITAL ; IB BETEL – SANTANA; IB BOAS NOVAS - RIBEIRÃO PRETO; IB BRASILÂNDIA ; IB BRAÚNA; IB BURI1A; IB CAMINHO - SÃO PAULO; IB CAMPINAS 1A; IB CAMPO LIMPO ; IB CANAÃ - JARDIM ELIANE; IB CANAÃ - JARDIM OLIVEIRAS; IB CANGAIBA; IB CENTENÁRIO REGISTRO; IB CENTENÁRIO SANTOS; IB CENTENÁRIO VILA PROGRESSO; IB CENTRAL OSASCO ; IB CENTRAL RIO GRANDE SERRA; IB CENTRAL SOROCABA; IB CENTRAL SUMARÉ; IB CÉSAR SOUZA ; IB CIDADE JULIA 1A; IB CIDADE SERODIO; IB COMUNHÃO E ADORAÇÃO; IB CONEXÃO DE PRIMEIRA; IB CRISTO É VIDA; IB DOIS CORREGOS; IB DRACENA 1A; IB EBENEZER - VILA BERTIOGA; IB EM JALES 1A; IB EMBU 1A; IB ESTANCIA FLORESTA PARK; IB ESTORIL – BAURU;IB GUAIANAZES 1A IB GUARATINGUETA 1A; IB IMIRIM; IB ITANHAÉM.;IB ITATIBA 2A;IB JACUPIRANGA 1A; IB JANDIRA 1A; IB JARAGUÁ 2A; IB JARDIM ÁGUAS SERRA; IB JARDIM ASSUNÇÃO; IB JARDIM BRASIL; IB JARDIM CACHOEIRA; IB JARDIM CAMARGO NOVO 1A; IB JARDIM CARLOS LOURENÇO; IB JARDIM FELICIDADE 1A; IB JARDIM HELENA; IB JARDIM IMPERIAL – CATANDUVA; IB JARDIM INAMAR; IB JARDIM INDEPENDENCIA - RIB. PRETO; IB JARDIM IPORÃ; IB JARDIM ITÁPOLIS; IB JARDIM JACY 1A; IB JARDIM LARANJEIRAS - SÃO JOSÉ RIO PRETO; IB JARDIM MARABÁ; IB JARDIM MARICÁ ;IB JARDIM NOVO CAJATI; IB JARDIM PAULISTA – GUARULHOS; IB JARDIM PAULISTA - VÁRZEA PAULISTA; IB JARDIM POPULAR; IB JARDIM PROMECA; IB JARDIM REDENTOR - FRANCA ; IB JARDIM ROSEMARY; IB JARDIM SANTANA ; IB JARDIM TELES MENEZES;IB LIBERDADE – DESCALVADO; IB LUZ DE GUARULHOS;IB MAIRINQUE 1A; IB MARINCEK; IB MÁRIO AMATO; IB MAUÁ 2A; IB MEMORIAL – JUNDIAÍ; IB MEMORIAL – PENAPOLIS; IB MEMORIAL - SÃO JOSÉ RIO PRETO ; IB MIRACATU 1A; IB MIRASSOL 1A; IB MOGI MIRIM 1A; IB MONTE SIÃO - CAMPINAS ; IB MONTE SIÃO – SUZANO; IB NOVA ALIANÇA – INDAIATUBA; IB NOVA ALIANÇA - VILA GUILHERMINA;IB NOVA CANAA – CAMPINAS; IB NOVA CANAÃ - SÃO CARLOS;IB NOVA CANAÃ - SÃO JOSÉ DOS CAMPOS ; IB NOVA JERUSALÉM – CAMPINAS; IB NOVA VENEZA; IB NOVO HORIZONTE - CAPITAL ; I B PARQUE B OA ESPERANCA; IB PARQUE CONT INENTAL ; IB PARQUE JUREMA 1A; IB PARQUE PRIMAVERA; IB PAULO DE FARIA 1A; IB PAZ – BARRINHA; IB PENHA 1A - SÃO PAULO; IB PENIEL - PARQUE PAULISTANO; IB PERDIZES; IB PINHEIROS 1A; IB PIQUEROB; IB PIRACICABA 1A; IB PIRASSUNUNGA 1A; IB PIRATININGA; IB PLANALTO PAULISTA; IB POMPÉIA; IB PONTA PRAIA; IB PONTE GRANDE; IB POTIRENDABA; IB POVOS; IB PRAIA GRANDE 1A; IB QUATA; IB RIBEIRÃO PIRES 1A; IB SANTO ANDRÉ 1A; IB SANTOS 1A; IB SÃO CARLOS - 5A; IB SÃO CARLOS 1A; IB SÃO JOÃO BOA VISTA 2A; IB SÃO JOSÉ CAMPOS 1A; IB SÃO MATEUS - SÃO PAULO; IB SÃO MIGUEL PAULISTA 1A; IB SÃO ROQUE 1A; IB SERTÃOZINHO 1A; IB SOUSAS; IB SUMARÉ 2A; IB TANABI; IB TAQUARITINGA 1A; IB TUPÃ 2A; IB UNIDA BRÁS; IB VARPA; IB VIDA NOVA – ITAQUAQUECETUBA; IB VILA CONCEIÇÃO ; IB VILA DIVA; IB VILA GERTY; IB VILA GUARANI; IB VILA MIRANTE 1A; IB VILA NOVA CACHOEIRINHA; IB VILA PROGRESSO 1A; IB VILA RAMI; IB VISTA ALEGRE DO ALTO; IB VOTUPORANGA ; MB PEDRO DE TOLEDO; MB PICANÇO; MB SÃO BERNARDO CAMPO ;MB TAMBAÚ; TOCANTINS: IB ARAGUAINA 1A; CB ARSE; CB GURUPI; CB LAJEADO; CB XERENTE – FUNIL; CB XERENTE – LAJEADO; CB XERENTE – PORTEIRA; CB XERENTE – SALTO; IB EBENEZER – PALMAS; IB MEMORIAL - FÁTIMA ; IB MEMORIAL - MIRACEMA DO TOCANTINS; IB NOVA OLINDA; IB PALMAS 2A; IB PORTO NACIONAL 1A; IB TOCANTÍNIA 1A; IB VILA CANAÃ – MIRACEMA. *Cadastradas até 30/04/09

Revista do PAM Brasil

MESQUITA; IB MEMORIAL - NOVA IGUAÇU; IB MEMORIAL – PAVUNA; IB MEMORIAL - SÃO GONÇALO; IB MEMORIAL – SULACAP; IB MEMORIAL – TIJUCA; IB MEMORIAL - VILA VALQUEIRE; IB MEMORIAL - VOLTA REDONDA; IB MESQUITA 1A; IB MESQUITA 2A; IB MISSIONÁRIA – MARACANÃ; IB MISSIONÁRIA - VILA TIRADE; IB MONJOLOS 1A; IB MONTE HOREBE - CAMPO GRANDE; IB MONTE MORIA - DUQUE DE CAXIAS; IB MONTE SINAI - BELFORD ROXO; IB MONTE VERDE – MAGÉ; IB MONTEIRO 1A; IB MOQUETÁ; IB MURINELI; IB NILOPOLIS - 4A; IB NITERÓI 1A; IB NOVA BETÂNIA - DUQUE CAXIAS; IB NOVA BETEL - NOVA IGUAÇÚ; IB NOVA CANAÃ – TIJUCA; IB NOVA ESPERANÇA - SANTA CRUZ; IB NOVA FRIBURGO 2A; IB NOVA JERUSALÉM – CABUÇU; IB NOVA JERUSALÉM – CRUZEIRO; IB NOVA MARÍLIA 1A; IB NOVO HORIZONTE - COELHO NETO; IB NOVO HORIZONTE - SÃO JOÃO; IB OITICICA 1A; IB ORLA SUL; IB OSVALDO CRUZ; IB PAIVA - SÃO GONÇALO; IB PARQUE ALIAN; IB PARQUE ANCHIETA 1A; IB PARQUE CALABOUÇO; IB PARQUE CALIFÓRNIA; IB PARQUE CHUNO; IB PARQUE ELDORADO I 1A; IB PARQUE ESTORIL 2A; IB PARQUE FLUMINENSE 1A; IB PARQUE GUARARAPES 1A; IB PARQUE IMPERADOR; IB PARQUE INDEPENDÊNCIA – BANGU; IB PARQUE IPÊS; IB PARQUE JOSÉ BONIFÁCIO ;IB PARQUE LAFAIETE ;IB PARQUE MISSÕES 1A ;IB PARQUE PALMEIRAS 1A ;IB PARQUE PRAZERES ;IB PARQUE ROQUETE PINTO ;IB PARQUE SÃO BASÍLIO ;IB PARQUE SÃO CAETANO ;IB PARQUE SÃO CARLOS 1A;IB PARQUE UNIÃO 1A;IB PAVUNA 2; IB PAVUNA –4; IB PAZ – COLÉGIO;IB PEDRA GUARATIBA 1A;IB PENDOTIBA 1;IB PENHA 1;IB PENIEL - DUQUE DE CAXIAS;IB PIABETÁ 1;IB PIEDADE 1A;IB PILARES 2A;IB PINHEIRAL 1;IB PIQUIROBI ;IB PONTA D’AREIA;IB PONTA GROSSA FIDALGOS;IB PONTE PRETA – QUEIMADOS;IB POSSE 1;IB PRACA BANDEIRA.;IB PRAÇA ;IB QUEIMADOS 1;IB QUINZE NOVEMBRO ;IB RAMOS 1A;IB RANCHO FUNDO 1A;IB REALENGO 3;IB RECANTOS 1;IB RECREIO BANDEIRANTES 1;IB RESENDE 1,IB RETIRO – PECHINCHA;IB RICARDO ALBUQUERQUE 1;IB RIO BONITO 1;IB RIO D’OURO – NITERÓI;IB RIO JANEIRO 1;IB RIO JANEIRO 2;IB RIO OSTRAS 1;IB ROCHA - RIO DE JANEIRO;IB ROCHA - SÃO GONÇALO;IB ROSA SARON - DUQUE DE CAXISAS;IB SAMBURA 1;IB SANTA CRUZ 1A;IB SANTA CRUZ 2;IB SANTÍSSIMO 2;IB SANTO ANTÔNIO PADUÁ –4;IB SÃO BENTO 1;IB SÃO FIDÉLIS 3;IB SÃO GONÇALO 1;IB SÃO JOÃO MERITI 1;IB SÃO PEDRO ALDEIA 1;IB SAPUCAIA 1;IB SAQUASSU;IB SARAPUÍ - SENADOR CAMARÁ;IB SARAPUÍ 1;IB SENADOR CAMARÁ 1;IB SEPETIBA 1;IB SERRA ÓRGÃOS;IB SETE DE MARÇO;IB SILVA CUNHA;IB SILVA JARDIM 1;IB SUBURBANA;IB TAUÁ – RJ;IB TRAVESSÃO CAMPOS;IB TRÊS CORAÇÕES 1;IB TRINDADE 2;IB UBAS 1;IB URUCANIA 1;IB URURAÍ;IB VALÃO PIRES ;IB VALE ÉDEN ;IB VALE PEDRINHAS 1,IB VENDA PEDRAS 1;IB VIDA NOVA – MACAÉ;IB VIGARIO GERAL 1;IB VILA CANAÃ;IB VILA DO JOÃO 1;IB VILA ENTRE RIOS;IB VILA GENI 1;IB VILA GUIMARÃES;IB VILA ISABEL;IB VILA JAGUARIBE;IB VILA JARDIM;IB VILA JUANIZA;ILHA DO GOVERNADOR ;IB VILA MARIOPOLIS 1;IB VILA PASTOR SALVADOR BORGES;IB VILA PAULINO 2;IB VILA PENHA 1;IB VILA REALENGO ;IB VILA VALQUEIRE 1;IB VILA VERDE - BELFORD ROXO ;IB VILAR FORMOSO 1;IB VILAR TELES 1;IB VINTE DOIS NOVEMBRO ;IB VISCONDE DE ITABORAI 1;IB ZONA NORTE;IGREJA CASA DE ORAÇÃO;IGREJA CRISTÃ FONTE DE DEUS;IGREJA EVANGÉLICA VIDA SHEKINAH - ITAPERUNA ;IGREJA PRESBITERIANA CABO FRIO;IGREJA PRESBITERIANA DO RETIRO;MB DO SILVESTRE;MB KOINONIA NO FUNDÃO;MB LARGO DA BARRA; RIO GRANDE DO NORTECB BACURAU I; CB CARNAUBAIS; CB FLORÂNIA; CB GUAMARÉ; CB JARDIM DO SERIDÓ; CB LINDA FLOR; CB PARELHAS; CB PARNAMIRIM; CB PATU;CB SANTANA DO MATOS; CB SANTO ANTÔNIO; CB SÃO RAFAEL; IB AÇU 2ª; IB ALECRIM; IB ALTO; IB APODI; IB CAMPO GRANDE – RN; IB LAJES; IB MOSSORO 2ª; RONDÔNIA; IB ESPIGÃO OESTE; IB LIBERDADE - PORTO VELHO; IB PIMENTA BUENO 1ª; IB VITÓRIA RÉGIA - PORTO VELHO; MB ARARA; MB NAMBIKWARA – VILHENA; RORAIMA; IB JARDIM GETSEMANI; MB YANOMAMI; RIO GRANDE DO SUL; CB BRASILEIRA PALMITAL; CB BOM JESUS; CB CANOAS; CB CAPÃO DA CANOA; CB CAXIAS DO SUL; CB CRUZEIRO - CAXIAS SUL; CB ELDORADO DO SUL; CB ESTÂNCIA VELHA; CB FLORES DA CUNHA; CB HUMAITÁ - PORTO ALEGRE; CB JARDIM ELDORADO - CAXIAS SUL; CB KAINGANG – NONOAI; CB PAROBÉ; CB PASSO FUNDO; CB RIO GRANDE; CB SALOMÉ; CB SANTA FÉ - CAXIAS SUL; CB SANTO ANTÔNIO PATRULHA; CB SÃO LEOPOLDO; CB SAPIRANGA; CB TRAMANDAI; CB ZONA NORTE; IB ALVORADA 1ª; IB AREAL – PELOTAS; IB CAMPINA; IB CAXIAS DO SUL 1ª; IB CENTRAL CANOAS; IB ELDORADO DO SUL; IB MISSIONÁRIA - PORTO ALEGRE; IB PASSO D’AREIA; IB SÃO BORJA; IB VIVA PORTO ALEGRE; MB BETFAGÉ TERESÓPOLIS; SANTA CATARINA; CB SERRANA; CB GASPAR; CB RIO TAVARES; IB BALNEÁRIO CAMBORIU 1ª; IB BRAÇO NORTE; IB FÉ ESPERANÇA E AMOR; IB ILHA SÃO FRANCISCO SUL; IB ITAPEMA; IB ITOUPAVA NORTE; IB PALHOÇA; IB PIONEIRA VIDA NOVA; IB PRAIA DOS INGLESES; MB SURDOS – FLORIANÓPOLIS; SERGIPE; CB DO SALGADO; CB GARARU; CB ITABAIANA; CB MACAMBIRA; CB PIABETÁ; IB ARACAJÚ 1ª; IB CASTELO FORTE – ARACAJU; IB MARUIM; IB TIJUCO 1ª; SÃO PAULO; CB BETEL – CAMPINAS; CB BÁLSAMO; CB BETEL – GUARIBA; CB BOM CLIMA – GUARULHOS; CB CARDOSO - SÃO PAULO; CB CATANDUVA; CB CATIGUÁ; CB CEDRAL; CB CENTRO - SÃO JOSÉ RIO PRETO; CB CHARQUEADA; CB CIDADE GUARAREMA; CB FLORESTA PARQUE; CB IBIRÁ; CB ITAJOBI; CB JAR-

13


Revista do PAM Brasil

Cada Pastor um Promotor de Missões Nacionais

14

Esta revista vai colocá-lo em sintonia com a nossa proposta de promoção, ação missionária e apresentar um pouco dos nossos ministérios. E nós fazemos isso tendo em mente que o irmão, servo de Deus, líder maior da igreja, pode abrir ou fechar os corações para a obra missionária. Permita-nos compartilhar com o irmão estas razões pelas quais cremos que você, prezado pastor, deve promover a Campanha de Missões Nacionais em sua igreja. Pastor, por que você deve promover a Campanha de Missões Nacionais em sua igreja? Porque desperta o interesse e motiva os crentes para mobilização nacional em torno da evangelização da Pátria. Porque é relevante ao contexto de sua igreja constituindo-se num conjunto de experiências tão significativas que poderá revolucionar o trabalho local. Porque se constitui numa dinâmica impulsionada pelo amor à causa de Cristo e pela ação do Espírito Santo. Porque promove a dedicação dos crentes e essa vibração missionária levará sua igreja a crescer em sua própria visão, ampliando seus desafios e revitalizando todo o trabalho local. Porque é uma oportunidade grandiosa para o crescimento de sua igreja em todas as direções. Porque realimentará sua igreja de novos desafios, impulsionando-a numa jornada de grandes lutas e muitas vitórias. Porque mobilizará todos os crentes para uma experiência de enriquecimento da vida cristã e de proclamação intensa da mensagem de salvação. Porque sua igreja estará respirando missões e o resultado será o despertamento de vocações, o alcance do alvo financeiro, a intensificação do ardor missionário, a motivação e a capacitação dos crentes para ações evangelísticas. Queremos sim ver sua igreja participando da obra de missões em nossa Pátria com ofertas e orações feitas em setembro. Mas isso é pouco. Queremos mesmo é ver cada crente batista fazendo sua parte diante de Deus com plena consciência de estar fazendo o melhor, de estar dando o seu tudo! A Campanha de Missões Nacionais 2009 terá como tema “Por ti darei minha vida” – divisa Filipenses 1.20b. Tenho certeza de que todo pastor deseja ver seu rebanho cumprindo a ordem de Jesus expressa em Mateus 28.19 e 20. Por isso, proponha neste ano uma campanha missionária diferente:


laneje – Reúna-se com o promotor de missões, líderes das organizações, conselho missionário e aquelas pessoas interessadas em divulgar missões em sua igreja e estabeleça os objetivos e alvo para a campanha.

lcance objetivos – Aproveite o material que foi preparado para auxiliar sua igreja. Não são lições sobre como fazer missões. São idéias, nascidas da vida de servos e servas que poderão inspirar a criatividade, atendendo especificamente a situação do seu rebanho. onhe em ver sua igreja com uma visão missionária ampliada – Sonhe em ter no seu rebanho um exército de multiplicadores do amor de Deus, crentes que vivam missões intensamente no seu dia-a-dia, que se compadeçam das almas que estão se perdendo por falta de ceifeiros.

rabalhe para que os batistas brasileiros avancem! – Abençoe sua igreja com sermões inspirativos voltados para as necessidades de nosso país. Lidere e envolva toda sua igreja, garanta que cada departamento, ou ministério, tenha ações específicas nessa campanha. Utilize o boletim e o site de sua igreja como ferramenta de informações e despertamento missionário. re por missões – Mobilize sua igreja para clamar pelo Brasil. “Muitos crentes consagrados jamais atingirão os campos missionários com seus próprios pés, mas poderão alcançá-los com os seus joelhos.” (Adoniram Judson) eavalie – Como foi a campanha em sua igreja? Alcançou os objetivos? Sua igreja vibrou com a possibilidade de realizar mais para Deus por meio de Missões? Ainda há muito o que fazer, o Brasil tem sede de Deus. O Senhor tem colocado desafios diante do seu povo. Vamos avançar. Ele garante a presença e promete a recompensa. Desde já fica registrado aqui nosso apreço pelo irmão e nosso agradecimento pelas suas orações em favor da obra. Pr. Jeremias Nunes dos Santos Gerente de Recursos Estratégicos

1. A obra missionária deve ser totalmente desenvolvida na dependência do Espírito Santo. Leve sua igreja a interceder regularmente por Missões Nacionais. 2. Leve sua igreja a ultrapassar o alvo financeiro da campanha anterior. 3. Não se limite a dar uma oferta anual para Missões Nacionais, mas leve sua igreja a ingressar no PAM Brasil. Quando a igreja faz missões mensalmente, ela tem um programa permanente de evangelização. 4. Crie um grupo de Missionários Mantenedores em sua igreja, isto é, um grupo de irmãos zelosos, dizimistas, cooperadores, atuantes, que têm amor pelas almas perdidas e desejam participar da evangelização do Brasil. 5. Desperte vocações missionárias em sua igreja. Se existir alguém vocacionado, encaminhe-o a Missões Nacionais e nós avaliaremos a possibilidade de enviá-lo a um campo missionário em parceria com sua igreja. Para mais informações, entre em contato com Missões Nacionais. Estamos sempre à disposição para servi-lo, seja por telefone, carta, e-mail ou por um representante da JMN (veja os contatos na página 80). Mas sua igreja pode iniciar ou ampliar sua parceria já, preenchendo o cupom do PAM Brasil Igreja encartado nesta revista.

Revista do PAM Brasil

Leve sua igreja a avançar junto com Missões Nacionais na conquista da Pátria para Cristo. Veja como:

15


Revista do PAM Brasil

16

PAM Brasil – Parceria na Ação Missionária é um meio pelo qual igrejas, grupos, empresas e pessoas físicas podem sustentar missionários em todo o Brasil com suas orações, ofertas e apoio. Este trabalho em parceria funciona como uma empresa com vários sócios ou parceiros. Em Filipenses 4.14 e 15 Paulo diz: “fizeste bem, associando-vos na minha tribulação. E sabeis também vós, ó filipenses, que, no início do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja se associou comigo no tocante a dar e receber, senão unicamente vós outros”. A palavra que Paulo está usando aqui para “associar-se” é uma palavra comercial, usada quando duas pessoas decidem formar uma parceria ou uma sociedade. Assim como eles se tornaram parceiros, em um projeto missionário um dos parceiros é Missões Nacionais, seu missionário e sua família, e o outro é a igreja, os crentes; a igreja, os missionários e Missões Nacionais estão indo juntos ao campo. Parceria é, portanto, uma associação mutuamente abençoadora tanto para quem sustenta quanto para quem vai.


Mais avanço Novos projetos de plantação de igrejas, ministérios sociais e evangelização em todo o Brasil. Mais oração A troca de informações entre parceiros e missionários torna o ministério da oração mais objetivo e constante. Mais recursos Igrejas, crentes, grupos (uniões, classes de EBD, coros) e empresas obedecem ao imperativo da participação para que muitas outras pessoas glorifiquem a Deus com mais alegria. Mais alegria Cada crente participa “segundo propõe em seu coração”, tornando a contribuição sistemática mensal acessível a todos, possibilitando o envio de mais obreiros.

PAM Brasil Adolescente - Com o objetivo de despertar o comprometimento missionário na vida de adolescentes entre 12 e 18 anos, Missões Nacionais lançou o PAM Brasil Adolescente. A partir de R$ 5,00 por mês, os adolescentes poderão ajudar no sustento de um missionário e contribuir para o avanço do Reino de Deus. Queremos mobilizar adolescentes salvos por Jesus Cristo, que levam Deus a sério para cumprirem a vontade de Deus em suas vidas. PAM Brasil Clubinho Missionário - Missões agora também é coisa de criança! Crianças até 11 anos podem se tornar sócias do Clubinho e crescer no amor a missões. Elas vão aprender a amar o nosso Brasil e também entender que a nossa nação só será realmente feliz quando tiver em Jesus a verdadeira esperança. O valor de contribuição é simbólico, no mínimo R$ 5,00.

Mais vidas Cada parceiro é motivado a conhecer de perto o trabalho missionário, transferindo para sua vida diária métodos e experiências que ajudam no testemunho pessoal do Evangelho.

PAM Brasil Empresa – Para incentivar a participação no maior empreendimento: a proclamação do Evangelho e a expansão do Reino de Deus no Brasil. Agora empresários e profissionais liberais poderão investir em missões, usando seu negócio para expansão da obra missionária no Brasil, sendo um canal de bênçãos apoiando e sustentando um projeto missionário.

Tornando-se um Parceiro na Ação Missionária você: • Participa diretamente da obra missionária • Obedece à Palavra de Deus • Fortalece os laços com os obreiros nos campos • Investe os bens que Deus lhe dá na busca dos frutos eternos • Permite que os obreiros tenham melhores condições para o seu ministério • Possibilita o envio de mais obreiros • Participa do avanço da obra missionária no Brasil

PAM Brasil Mantenedor de Crianças – O parceiro escolhe se deseja contribuir para um menino, uma menina ou ainda um projeto que atende crianças e adolescentes. Define o valor mensal, a data e a forma de pagamento. Com esta contribuição mensal, participa da manutenção de uma criança assistida por nossos lares, permitindo que o amor de Jesus transforme não só aquela vida, mas as futuras gerações, e acompanha o seu desenvolvimento, podendo também enviar presentes e programar uma visita à criança (saiba mais na página XX)

E ainda recebe: - Kit contendo informações sobre o missionário; - Certificado de Parceria com a foto do missionário (para igrejas, grupos e empresas, os crentes recebem o Cartão do PAM Brasil, que os identifica como participantes); - Cartas mensais com notícias sobre a obra e do trabalho do missionário; - A revista A Pátria Para Cristo, caso mantenha as contribuições; - Boletim do PAM Brasil por e-mail e acesso a área exclusiva do site de Missões Nacionais;

PAM Brasil Igreja ou Grupos - Igrejas, congregações e grupos, classes de EBD, Embaixadores e Mensageiras do Rei, Grupos de Oração, MCA, podem participar do sustento missionário.

Conheça as categorias do PAM Brasil

Se você ou sua igreja ainda não aderiram ao PAM Brasil, ore a Deus e, sentindo-se tocado pelo Espírito Santo, faça um contato ainda hoje com Missões Nacionais. Quem participa do PAM Brasil tem a alegria de fazer mais por missões. Que nesta campanha missionária mais igrejas, empresas e profissionais liberais, crianças, adolescentes, homens e mulheres tornem-se parceiros na ação missionária. É tempo de avançar! Por amor aos brasileiros. Pr. Jeremias Nunes dos Santos Gerente de Recursos Estratégicos

PAM Brasil Mulher - Há 100 anos as organizações femininas batistas se empenham para a expansão do Evangelho no Brasil. Agora através do PAM Brasil Mulher elas poderão unir suas forças para manter as missionárias nos campos e viabilizar o envio de novas obreiras. O PAM Mulher dá oportunidade para mulheres que querem apoiar o trabalho de outras mulheres que estão na linha de frente. Há mulheres plantando igreja, evangelizando índios, alcançando ciganos, assistindo crianças carentes.

Como tornar-se um parceiro na ação missionária agora mesmo? Assuma seu compromisso com Missões Nacionais preenchendo uma das fichas de adesão encartadas nessa revista, ou ligando para o telefone 21 2107-1818, ou pelo e-mail pambrasil@missoesnacionais.org.br, ou ainda acessando o site www.missoesnacionais.org.br. Revista do PAM Brasil

Quem participa faz muito mais por missões:

17


Novos missionários que precisam de parceiros

Revista do PAM Brasil

MISSIONÁRIOS

18

Natanael Wachholz e Liliane Smarzaro Wachholz Osmar Alves e Ediane Keller Oliveira Luis Fernando Julião André Luiz Camargo Sicote Jonas Cordeiro e Rosângela Cristina Oliveira Francismá Souto de Freitas Júnior José Nilton Menezes de Paula Rute Santos Paiva Mônica Felícia Peixoto Leandro e Vânia Cristina Poçam Fábio Borges e Tatiana de Abreu de Moura Esdras dos Santos Paixão (surdo) Eduardo Roberto e Sâmela Soares Conceição Marcelo Oliveira Rosa e Rosemeire Jovedi Rosa José Robson Dantas Bezerra Anderson e Jane Cerqueira Dantas Hilton Ferreira e Elizabete Pessoa Costa Ismael e Eliane Mariano Allebrandt Marta Lúcia Pereira Amariz Braz Correia Gidinei de Souza Francisco Maciel e Nêmora Fernandes Alves Thiago Machado de Sousa Jefferson Arildo e Simone Ferreira Mendes Fernando da Silva e Adriane Helena Alves Cardoso Adão de Santana e Jaciléia Ribeiro Gilmar Barbosa e Jádima Rosa Barbosa Rafael Bianchini e Gelcenir Bianchini João Roberto e Priscilla de Melo Raymundo Marcos e Sonia Calixto de Lima Renata Kelli Marinho Duarte Gerson de Oliveira Bastos Carlos Alberto e Ana Paula de Melo Moura José Cláudio e Rosana Aparecida Silva Santos (J e C) Saimon Badinho e Andrea Kozoroski Flores Nelson Elisiário de Araújo Fernando Coelho e Dagmar da Cruz de Oliveira

PROJETO Teresópolis - Porto Alegre, RS Ubarana, SP Palestina, SP Cedral, SP Mendonça, SP Barro, CE Emanuel - Cidade Oeste - Fortaleza, CE Bálsamo, SP Capelania Prisional - Belo Horizonte, MG Riolândia, SP Esperança na Praça - Rio de Janeiro, RJ Itabaiana, SE Jardim Soraya – São José do Rio Preto Cajobi, SP Carnaubais, RN Prata, MG Eldorado do Sul, RS Catanduva, SP Linda Flor - Assu, RN Paty de Alferes, RJ Jardim do Seridó, RN Campo Grande, RN Trairi, CE Dionísio Cerqueira, SC Residencial Eldorado - Goânia, GO Parelhas, RN Missão Batista Ciganos - Curitiba, PR Cardoso, SP Santana do Mattos, RN Taiaçu, SP Colégio Batista do Tocantins - Tocantínia, TO Água Chata - Guarulhos, SP São Rafael, RN Missão Batista São Bernardo Campo, SP (Etnias) Blumenau, SC Vila Augusta – Guarulhos, SP Pelotas, RS

FALTA 91% 88% 87% 85% 85% 84% 84% 84% 81% 79% 76% 75% 75% 74% 74% 73% 73% 71% 70% 69% 69% 68% 68% 66% 66% 65% 64% 63% 61% 61% 59% 59% 59% 59% 58% 58% 58%

Atualizado em 31/03/2009 (veja dados mais recentes pelo site www.missoesnacionais.org.br)


Pontal, SP Florianópolis, SC Chapecó, SC Icem, SP Paulo de Faria, SP São Carlos, SP Capão da Canoa, RS Elói Mendes, MG Salgueiro, PE Vila Rio - Guarulhos, SP São Leopoldo, RS Potirendaba, SP Missão Batista Surdos - Arapiraca, AL Parobé, RS Cruzeiro - Caxias do Sul, RS Realeza, PR Floresta do Parque - São José do Rio Preto, SP Igreja Chinesa – Belo Horizonte, MG Lar Batista David Gomes - Barreiras, BA Itajobi, SP

57% 55% 55% 52% 50% 49% 48% 48% 46% 46% 45% 44% 44% 44% 44% 43% 43% 42% 40% 40%

Revista do PAM Brasil

José André Machado Pinheiro Luis Antonio dos Passos (surdo) André Amaral e Érica Silva Bomfim* José Lopes e Maria Elisete Oliveira Nelson Cardoso Aparecido Fernando Augusto e Ivanete Pereira de Leiros Ferreira Nivaldo Tavares Jr e Maria Augusta Tavares George Adriano e Ruth Dias de Carvalho Mauricio Manoel e Graciete Souza da Silva Márcio Pureza e Talita Barros Pureza Gilnei Gil e Deise Fabiane Gil da Silva Paola de Andrade Corrêa Flávio Alan e Patrícia Xavier dos Santos Marcos Gonçalves da Costa Antonio Paulo e Solange Fernandes Monteiro Hilton e Tatiana Proença Isleb Sérgio Ney e Marizangela Cristina de Souza Eli Antonio e Eldas Caldeira da Silva Cruz Mirian Diana Anderson e Cláudia Márcia Gomes Amarante Silva

19


Outros Missionários que precisam de parceiros

Revista do PAM Brasil

MISSIONÁRIOS

20

Sandra Irene da Silva Laudiceia Mirandola Algenilza Assis Freitas Marinete Ferreira de Souza Ademar e Ilse dos Anjos Geremias e Maria Conceição da Silva Eliziário e Elnice Holanda da Silva Cláudio e Luciana Ribeiro Antonio Roberto e Maria do Amparo Pinto Helena Divina de Morais Silas e Luciene dos Santos Mário Luis e Sueli de Souza Cláudio Luiz e Renilva Viana Jonas e Dayse Coelho Lídia Santos de Oliveira Dias Paulo e Elisete Macedo Eunice Barbosa Correa Eudimir Ferreira Macedo Santos José Carlos e Erenita de Almeida Alexandre e Yanina Santos Silas Honorato Martins Manoel e Marize da Costa Adelci e Leandra Sales Alysson e Miriã Reis Rinaldo e Gudrum de Mattos Eustácio e Lenir de Castro Sônia de Fátima Francisco Isaías e Demilda Lima Rosana Cristina Batista Oliveira Joacyr e Rosângela Magioli Édina Maria Santos Prado

PROJETO Lar Batista David Gomes, BA CENAAC - Vila Velha, ES Lar Batista David Gomes, BA Instituto Batista de Carolina, MA Várzea Grande, MT Residencial Triunfo I e II - Goiânia, GO Palmas, TO Amperé, PR Jundiaí, SP Instituto Batista de Carolina Uberlândia, MG Tribo Xerente – Aldeia Lajeado, TO Tribo Xerente – Aldeia Funil, TO Pacaembu – Uberaba, MG Nova Olinda, TO Andradas, MG Nova Friburgo, RJ Boas Novas – Araguaína, TO Ibiá, MG Prudentópolis, PR Gaspar, SC Colégio Batista do Tocantins, TO Vitória Régia – Porto Velho, RO Tribo Nyengatu - Buia Igarapé, AM Tribo Xerente – Aldeia Salto, TO Parque Brasil - Teresina, PI Piracicaba, SP Angelim – São Luis, MA Fátima, TO Vila Nova – Porto Alegre, RS Tribo Mamaindé - Comodoro, MT

Falta PAM em % 88% 89% 87% 84% 79% 77% 76% 71% 71% 66% 62% 62% 59% 58% 55% 54% 54% 54% 53% 52% 51% 51% 50% 48% 48% 47% 44% 43% 41% 41% 40%

Desafiamos você e sua igreja a contribuir, interceder e divulgar estes projetos e seus missionários, a fim de que mais igrejas e irmãos participem no seu sustento. No site de Missões Nacionais www.missoesnacionais.org.br você encontrará informações detalhadas sobre seus desafios, conhecerá também suas biografias e estados de origem, motivos para intercessão, fotografias, um resumo do trabalho que desempenham, e ainda algumas experiências marcantes ocorridas em seus ministérios. Tornem-se parceiros na ação missionária. É tempo de avançar! Por amor aos brasileiros. Mais informações sobre o PAM Brasil: (21) 2107-1818 E-mail: pambrasil@missoesnacionais.org.br


Obreiros em processo de contratação que precisam de parceiros para serem enviados aos campos Josefa Teresa de Meneses Hilda Maria de Sousa Rosenilde de Sousa Ferreira José Agenildo e Maria Isabel Soares Samuel e Gabriela Santana Neves Santos José Carlos e Francisca Maria Marcelino José do Nascimento Santos Edmilson David e Maria Gilvanete Siebra Márcio Fernandes e Rozileide Fernandes Adriano Borges e Mônica Roberta Viana Raimundo César e Eliene Maria de Jesus Matusalém Pereira Braga Douglas Oliveira Cleudson Arrais dos Santos Francisco de Assis Fernandes da Silva Reginaldo Rodrigues de Sousa Joel Ferreira e Alciony Calland Silva Francisco Aparecido e Auridéia Silva Frota Francisco das Chagas e Maria do Amparo Valdir Alcântara e Nilciane Alcantara Jório Francilio e Nordely de Oliveira Antonio José e Rute Helena Silva Anniel da Silva e Marli Ferreira Negreiros Valter Hernani e Lídia Pedroso Costa Walter e Elizabet Cardoso Caetano Vilma Maria José Rodrigues Roosevelt Tarsis de Paula Lima Edson José Aparecido Landi Robson de Souza Pereira Rogério Martins e Ingrid Grubinger da Fonseca Edimar Vicente da Silva Idalina Maria Francisca da Silva Donaldo e Marinalva Mota Santos Lídia Mariano Cerqueira Celso e Raineire Godoy Rosinaldo Nogueira e Sandra Farias Ribeiro Durna Herênio Farias da Rosa Josiane Aparecida Bento Antonio Carlos e Rosangela Meneguine de Carvalho Rondinele Neves Siqueira Erondi e Hellen Barbosa Fernando Gilberto e Cínara de Queiroz de Souza Sérgio Murilo e Andréia Barreto Glória Gueisburgue Gutembergue e Vânia Flores Souza Francisco Ivan e Antonia Creidinilce Almeida Francisco Ivan e Antonia Creidinilce Almeida Júlio Dutra e Essy Campelo Barroso Soraya Márcia de Oliveira de Assis Machado *Até o fechamento desta edição

PROJETO São Gonçalo do Amarante, CE Itainópolis, PI Cristino Castro, PI Maragogi, PE Perpétuo Socorro - Macapá, AP Acreuna, GO Planalto Airton Sena - Fortaleza, CE Barreirinhas, MA Catolé do Rocha, PB Campina Grande, PB Petrolândia, PE Exu, PE Piripiri, PI Matias Olímpio, PI Alvorada do Gurguéia, PI Miguel Alves, PI Ilha Grande, PI Teresina, PI Bom Princípio do Piauí, PI São José do Divino, PI São Cristóvão Parque - Teresina, PI Universidade - Teresina, PI Redenção - Teresina, PI Picos III, PI Vila Leopoldina - São Paulo, SP Garuva, SC Jardim Mimás - São Paulo, SP Lucas do Rio Verde, MT Sales, SP Jardim Idemori - São Paulo, SP São Marcos, RS Baixão - Arapiraca, AL Henrique Hequelman - Maceió, AL Projeto Radical Amazonas - Manaus, AM Alto da Bola - Salvador, BA Vitória - Marginalizados - Vitória, ES Formosa da Serra Negra, MA Lajeado Novo, MA Instituto Batista de Carolina, MA Poços de Caldas, MG Andrelândia, MG Prudentópolis, PR Taquara, RS Arroio dos Ratos, RS Lages, SC São Paulo - Campo Limpo, SP São Paulo - Campo Limpo, SP Ibirá, SP Cracolândia - São Paulo, SP

Revista do PAM Brasil

MISSIONÁRIOS

21


Revista do PAM Brasil

Projetos de Expansão Missionária

22

Missões Nacionais inicia um novo centenário reposicionando os batistas brasileiros estrategicamente. Com a celebração de um grande pacto de oração e evangelização, estamos desafiando os batistas a multiplicar o número de igrejas batistas em todo território brasileiro, tanto em municípios e povoados ainda sem igreja quanto em centros de grande densidade populacional, em que a obra batista precisa ser ampliada e fortalecida. O Projeto de Expansão Missionária, já aprovado pela Convenção Batista Brasileira, é desafiador. Sua meta é iniciar 5 mil novas frentes missionárias até 2012. E para isso, além de intensificar o ardor missionário no coração do povo batista, Missões Nacionais elaborou, em parceria com as lideranças estaduais, um mapeamento detalhado do Brasil, estabelecendo em cada estado as áreas e Pólos Missionários – conjunto de regiões e cidades estratégicas que servirão de base para o avanço missionário em seus bairros e cidades circunvizinhas. O projeto envolverá a nomeação de mil novos missionários, que serão líderes de pólos e terão a responsabilidade de plantar uma frente missionária e coordenar a plantação de mais cinco frentes. Também vamos nomear 4 mil missionários evangelistas, que serão acompanhados de perto pelos

missionários líderes. O evangelista poderá ser voluntário, aposentado, bivocacionado ou de tempo integral. Em nossa Pátria, existe mais de 160 milhões de pessoas que ainda não reconheceram a Jesus como seu Único e Suficiente Salvador e que necessitam conhecera mensagem de salvação. O projeto que inicialmente visava plantar 5 mil novas frentes missionárias para alcançar os brasileiros, foi ampliado durante as conversações com as convenções estaduais, quando se detectou uma necessidade maior. Não se alcançará esta meta desafiadora sem igrejas que tenham ardor missionário e que se multipliquem em novas igrejas. Os desafios são grandes, mas com a parceria de cada um venceremos os desafios e conquistaremos nossa Pátria para Cristo. Nas páginas seguintes desta revista, você conhecerá alguns dos novos projetos de Missões Nacionais. Desafiamos você e sua igreja a contribuir, interceder e divulgar estes projetos, a fim de que mais parceiros participem no seu sustento. E se sua igreja desejar assumir uma destas novas frentes missionárias em qualquer estado brasileiro, entre em contato conosco. Missões Nacionais é a sua agência missionária comprometida com a transformação de vidas no Brasil. É tempo de avançar! Por amor aos brasileiros...


Amapá, evangelizando onde começa o Brasil

Conheça os missionários que estão alcançando o povo amapaense:

Marabaixo – Macapá

Marabaixo localiza-se na periferia de Macapá, a 9 km do centro. Como toda periferia, tem inúmeros problemas sociais e espirituais. No bairro não há os serviços básicos como água, esgoto e posto de saúde. As crianças não têm perspectivas de vida, e a prostituição é uma realidade, bem como o trabalho infantil, a violência e as drogas. Missionários: Dirceu Bonomo e Ana Paula Severino

Laranjal do Jari

Oiapoque

O município do Oiapoque está localizado no extremo norte do Amapá e limita-se ao norte com a Guiana Francesa. É a terceira cidade mais populosa do estado, com 19.181 habitantes, numa área de 22.625 km², localizado a 550 km da capital Macapá. Os habitantes da região são antepassados dos povos Waiãpi, que ocupavam a extensão territorial do rio Oiapoque; dos Galibi e Palikur, concentrados no vale do rio Uaçá e seus afluentes. Questões como a prostituição, uso de drogas e alto índice de suicídios estão presentes no Oiapoque. Missionários: Marcos Carvalho e Graciely Bragança Chaves

Itaubal do Piririm

É um município localizado no sudeste do estado, a 80 km da capital. Tem uma área de 1.704 km² e uma população de 3.583 habitantes. Missionário: Vamildo Pereira dos Santos*

Pedra Branca do Amapari

Localiza-se no centro-oeste do estado. Conta com uma população de 7.800 habitantes e área de 9.495 km². Seu desenvolvimento esteve ligado a garimpagem no rio Capixi e à ferrovia Santana/Serra. Atualmente seu crescimento se deve a expansão de suas fronteiras agropecuárias e na exploração mineral. Missionário: Wilkson Dias Baia*

Revista do PAM Brasil

O estado do Amapá ocupa no mapa um dos pontos mais extremos de nosso território, tendo uma de suas cidades Oiapoque, constantemente citada como referência ao “começo” do Brasil. Sem ligação rodoviária com o restante do país, chegando-se apenas através de avião e navio, o estado apresenta necessidades que só podem ser preenchidas com o evangelho. Situado a nordeste da região Norte e com a descoberta de recursos naturais como ouro, manganês e com a valorização da borracha, o estado passou a ser destino de muitos. Com uma população de 477.032 habitantes e sua área de 143.453,7 km², inteiramente ao Norte da linha do Equador, foi o primeiro estado brasileiro a ter todas suas áreas indígenas demarcadas. O crescimento urbano de Macapá, a capital do Estado, tem provocado um inchaço populacional na cidade. Um número muito grande de moradores moram em favelas, lugares sem infra-estrutura. São casas construídas de forma precária, em cima de pontes, no meio da floresta, sem água tratada, energia elétrica e esgoto, em muitos casos em condições sub-humanas. Devido À facilidade de transporte através dos rios que cobrem a região Norte, dezenas de famílias ainda desembarcam no Amapá, em busca do tão sonhado emprego e da casa própria. Ao desembarcar, deparam-se com outra realidade, e terminam em áreas que se transformam num bolsão de miséria e violência. O Amapá sofre com a forte presença da exploração sexual, especialmente a prostituição infantil, sem contar com a grande desigualdade social e valores morais distantes da vontade de Deus. Missões Nacionais abriu novas frentes no estado, a partir da realização da Trans Amapá em 2007, com o objetivo de plantar igrejas batistas fortes com uma visão de multiplicação, irradiando o evangelho por todas as cidades do estado.

É um município do sul do Amapá e é a 2ª cidade com maior índice de prostituição infantil do Brasil. Está localizada às margens do rio Jari, na divisa com o Estado do Pará, onde estão localizadas grandes empresas. A população é de 37.491 habitantes, e sua área é de 29.699 km². O município convive com falta de saneamento básico, violência, grande índice de suicídio, miséria e prostituição. Missionários: Alexandre e Carla Andréa Fernandes

23


Afuá

Sua população é de 32.368 habitantes, possui uma área de 8.372,772 km² e é conhecida como a Veneza da Ilha de Marajó por ser repleta de canais e palafitas. Missionário: Gease Gonçalves Barbosa*

Serra do Navio

Município do centro do estado, a 141 km da capital. Tem uma população de 3.921 habitantes e uma área de 7.757 km². Missionário: José Ribamar da Silva Domingos*

Cutias do Araguary

Com uma área 2.118 km², o município de Cutias do Araguary tem uma população de 3.080 habitantes. Missionária: Adilene Silva de Paula*

Ferreira Gomes

Localizado no centro do estado a 137 km da capital, Ferreira Gomes tem 5.301 habitantes e área de 5.047 km². Missionária: Renilva Gomes*

Revista do PAM Brasil

* Obreiros em convênio com a Convenção Batista do Amapá

24

Em socorro às crianças que clamam

A dura realidade de miséria material e espiritual vivida por grande parte dos moradores do Amapá chocou a tantos quanto participaram da operação missionária naquele estado. Um aspecto, em especial, tirou o sono do diretor executivo de Missões Nacionais: a prostituição infantil com a aquiescência dos pais. Em função desta realidade, muito intensa em Laranjal do Jari, os missionários estão investindo pesadamente no atendimento às crianças e suas famílias. Implantaram o Programa de Educação Pré Escolar (PEPE) nas dependências do templo enquanto aguardam a construção do Centro de Excelência da Criança, no terreno comprado com as ofertas designadas dos irmãos batistas para este fim, próximo a um ponto de prostituição infantil que há anos tem destruído a vida de meninos e meninas, levados muitas vezes pelos próprios pais ao pecado.


Quando voltamos os olhos para 2007 e lembramo-nos das declarações chocantes daqueles que participaram da operação Jesus Transforma no Amapá, relatando a realidade de miséria espiritual da população da região, e hoje ouvimos o testemunho dos missionários que foram enviados para este mesmo lugar, nossos corações se enchem de gratidão a Deus. Agradecemos por sua misericórdia e por seu poder de transformar vidas, para sua própria honra e glória. Em Laranjal do Jarí, por exemplo, pastor Alexandre e Carla Andréa Fernandes têm visto, constantemente, a ação de Deus mudando a história de muitas vidas. Com eles, uma certeza e gratidão ao povo que os mantém em oração. “É nítido o mover de Deus, fruto da intercessão do povo. Somos muito gratos”. As vitórias têm sido alcançadas, não sem luta, por isto o povo batista deve continuar intercedendo pelo trabalho, certo de que “a oração do justo muito pode em seus efeitos”.

O casal foi para Laranjal do Jarí com o objetivo de revitalizar uma igreja marcada negativamente junto à sociedade e tem transformado esta visão. O socorro às vítimas da enchente ocorrida em 2008 talvez tenha colaborado para isso, mas o fato é que a igreja está bem, com uma liderança que sabe aonde quer chegar e que tem buscado viver em santidade. Hoje a igreja, sua congregação e uma nova missão estão em pleno funcionamento. Na congregação, as Mulheres Cristãs em Ação buscam, em tudo que fazem, conquistar Laranjal do Jarí para Cristo, como testemunhou a missionária Carla Andréa. “Uma simples comemoração da MCA não fica entre nós apenas, é aberta para a comunidade, para anunciar às outras mulheres o amor de Cristo”. Atividades de impacto evangelístico e ações como o “Dia da Beleza”, são utilizados

Além deste trabalho, o casal missionário já tem uma nova frente: a Missões Batista Beira Rio. O local era um bar, cujo dono era afastado da igreja. Depois de compreender que aquele local não era agradável a Deus, resolveu fechar as portas do mesmo e ali iniciar mais um ponto de pregação da Palavra que liberta e transforma. Ali, 50 crianças se reúnem regularmente, entre elas uma menina de 8 anos de idade que não poderá gerar filhos por de ter sido brutalmente violentada, enquanto era deixada pelas ruas por sua mãe alcoólatra. Outra, de 13 anos, vítima da prostituição, já é mãe. Ainda grávida, brincava de amarelinha diante da igreja com a barriga enorme, guardando em seu coração um pouco da sua essência de criança. Laranjal precisa de suas orações. Continue intercedendo para que mais e mais vidas sejam transformadas.

Revista do PAM Brasil

Transformação em Laranjal do Jari

para reunir muitas mulheres. Neste último evento, muitas chegaram pensando que iriam cuidar apenas do físico e se surpreenderam por receberem a Palavra e a demonstração do amor de Cristo por parte da MCA. No bairro da congregação, os missionários já adquiriram o terreno onde será instalado o Centro Social que vai dar atendimento às crianças não apenas do bairro, mas de todo o município. Crianças que estão pelas ruas, que estão sendo prostituídas pelos próprios familiares ou com seu consentimento.

25


Vencendo Barreiras para proclamar o Evangelho em Santa Catarina

Conheça os projetos e missionários que estão alcançando o estado de Santa Catarina:carente de salvação e da graça salvadora de Jesus.

Itapema

Tem uma população de 40 mil habitantes e está localizada a 65 km da capital, Florianópolis, e a 25 km de Itajaí – a 2ª maior região portuária do estado, e a 25 km de Joinville – pólo têxtil e turístico. Sendo o município que mais cresceu nos últimos cinco anos em Santa Catarina, Itapema fica no litoral norte catarinense. A cidade de Itapema é conhecida por suas praias maravilhosas e belas, mas está carente de salvação e da graça salvadora de Jesus. Missionária: Ronilce Ribeiro Ferreira

Braço do Norte

Localizada a 170 km da capital, Braço do Norte é uma cidade central, próxima a Tubarão, Gravataí e São Ludgero. Tem uma população de 28.909 habitantes e área de 223,91 km² e comercializa suínos e exporta molduras. Missionárias: Enilce de Azeredo e Maria Elisabete de Melo

Revista do PAM Brasil

Rio Tavares - Florianópolis

26

Santa Catarina está localizada na Região Sul do país. Com uma população de 5.866.487 habitantes e uma área de 95.346,181 km². Imigrantes europeus como portugueses, italianos e alemães, foram etnias que colonizaram Santa Catarina. A influência européia é sentida em toda a região, desde a arquitetura, o idioma, a culinária, o artesanato e as festas típicas - com destaque para a Oktoberfest, o segundo maior festival da cerveja do mundo. O Vale do Rio Itajaí, por exemplo é conhecido por Vale Europeu, é a região mais alemã do Brasil. Sua colonização foi efetuada principalmente no século XIX. Os imigrantes receberam lotes de terra e passaram a se dedicar à agricultura, fundando colônias que se transformaram em cidades importantes, como é o caso de Blumenau, a maior cidade da região. No mês de novembro de 2008, Santa Catarina e principalmente o Vale do Itajaí, deparou-se com uma grande catástrofe natural. Casas ficaram submersas, cerca de 120 pessoas morreram e outras tantas ficaram feridas. Mais de 32 mil pessoas perderam suas casas. Por mais difícil que tenha sido este período para os catarinenses, pior catástrofe foi saber que dentre as perdas humanas, houve quem morresse sem conhecer o sacrifício de Jesus Cristo. Santa Catarina é, sem dúvida, um desafio para os batistas brasileiros. Dos 293 municípios catarinenses, 215 ainda não têm a presença batista; dos 78 trabalhos estabelecidos no estado, 50% não chegam a 50 membros ativos; há 16 tribos indígenas no estado sem assistência evangélica. Por conta disso estão previstas a plantação de 300 frentes missionárias que alavancarão a expansão do Reino no estado.

O bairro de Rio Tavares está localizado no centro-leste da cidade de Florianópolis. Tem esse nome pelo rio que corta o bairro. Rio Tavares está localizado no centro da região que tem apresentado o maior índice de crescimento populacional de Florianópolis. Missionários: Marcus e Kellen Benicio

Gaspar

Com 60.054 habitantes e uma área de 386,354 km², Gaspar é a porta de entrada do Vale do Itajaí, com localização privilegiada entre os maiores pólos turísticos do Estado, formando um verdadeiro corredor entre as cidades de Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau e Brusque. Missionário: Silas Honorato Martins

Dionísio Cerqueira

Tem 14.792 habitantes e área de 377,704 km². A cidade localizada estrategicamente no limite do Paraná e do Brasil com a Argentina, a cidade foi colonizada por italianos e alemães vindos das colônias gaúchas. Missionários: Jefferson e Simone Mendes

Blumenau

É a terceira cidade mais populosa do estado com 296.151 habitantes e área 519,837 km². Blumenau é também um dos principais pólos industriais e tecnológicos, destacando-se principalmente pela indústria têxtil. Sedia empresas de porte nacional e internacional e conta com um dos maiores índices de desenvolvimento humano do país e quinto maior do estado. Missionários: Saimon e Andrea Flores

Chapecó

É considerada a capital brasileira da agroindústria. Possui 171.789 habitantes, área total de 624,308 km² e está localizada no Oeste Catarinense, a 130 km da capital. Missionários: André e Érica Bomfim


Lajes

Município da região Serrana de Santa Catarina, localizado a 224 km da capital. A cidade tem 166.983 habitantes e uma área de 2.644,313 km². Missionários: Gueisburgue Gutembergue e Vânia Peres Souza* Veja também Missão Batista de Surdos (pág. XX) * Em processo de nomeação

se afastado do evangelho. Esta se reconciliou com Cristo e a filha acabou se convertendo. A outra candidata também foi alcançada ao ter recebido a visita dos missionários em sua casa. Nessa ocasião, ela e o pai se converteram, sendo que este ainda passa pela fase de discipulado. Pr. Marcus e Kellen Benício contam com uma freqüência de 15 adultos nas reuniões que acontecem em sua residência. Como o número está crescendo, estão em busca de um local mais adequado para a realização dos cultos.

Evangelizando brasileiros e argentinos

Santa Catarina tem se prostrado ante ao evangelho de Cristo. Com a atuação dos missionários no estado, a denominação tem visto florescer os frutos de um grande investimento. Em novembro de 2008 os missionários Marcus e Kellen Benício, que atuam no bairro Rio Tavares, em Florianópolis, realizaram os dois primeiros batismos da congregação: uma jovem e uma pré-adolescente. Uma das candidatas ao batismo foi fruto de um trabalho de visitação realizado na casa de uma senhora que havia

Revista do PAM Brasil

Colhendo frutos em solo catarinense

Em Dionísio Cerqueira, cidade catarinense que faz fronteira com o Paraná e a Argentina, o trabalho missionário está sendo realizado através do casal Jefferson e Simone Mendes. Desde julho de 2008, os obreiros têm feito grandes esforços pela expansão do evangelho não apenas no município, mas também em Barracão (PR) e Bernardo de Yrigogem, entre os argentinos. A freqüência nos cultos dominicais em Dionísio Cerqueira chega a 30 pessoas em média. Na cidade argentina, Bernardo de Yrigogem, o primeiro culto, realizado em novembro na casa de uma família que já vinha recebendo estudos bíblicos, contou com a presença de nove pessoas. Dentre estes, uma converteu-se a Cristo. É tempo de avançar em Santa Catarina. Interceda ao Senhor para que ele envie mais obreiros para esta seara a fim de que mais vidas encontrem o caminho da salvação.

27


Um desafio chamado Minas Gerais Minas Gerais é o segundo estado mais populoso do Brasil, com pouco mais de 19 milhões de habitantes, distribuídos em 853 municípios, sendo a quarta unidade federativa em extensão territorial, com 586.528 Km². A forte religiosidade católica, herdada dos colonos portugueses, ainda predomina entre a população mineira, que tem uma das maiores porcentagens de seguidores do catolicismo no Brasil. Enquanto o número de evangélicos cresce no estado, cresce também o número de ateus e espíritas. Dos 853 municípios mineiros, há trabalho batista em apenas 428 deles. Em Minas Gerais existem 665 igrejas batistas e 310 congregações em 420 municípios. Hoje há em todo o estado cerca de 72 mil batistas mineiros. A região sul do estado é um dos maiores desafios missionários para os batistas brasileiros. Nesta área, três cidades são prioridades: Paraguaçu, com 20 mil habitantes e 0,7% de evangélicos; Poço Fundo, com 15.500 habitantes e apenas 0,9% de evangélicos; e Cruzilha, que possui 15 mil habitantes e um percentual de 1,63% de evangélicos. Conhecida por suas festas à fantasia, carnaval, festa hippie e a festa de São Benedito, Poço Fundo tem mergulhado na idolatria. Cruzilha também tem se afastado de Deus com seus bares e entretenimentos noturnos. E o que será de Paraguaçu, se não enviarmos missionários para saciar a sede de Deus de seus moradores? Minas é terra de gente hospitaleira, de mesa farta, de vínculos familiares fortes é também lugar gente muito religiosa. Os mineiros precisam conhecer Jesus. Eis aí um grande desafio. Conheça os projetos e missionários que estão alcançando o povo mineiro:

Revista do PAM Brasil

Elói Mendes

28

Sua população é de 34.161 habitantes, com uma área de 499,5 km². Localizada no sul de Minas, a 328 km da capital. A economia é altamente agrícola, com destaque para as plantações de café. Missionários: George e Ruth de Carvalho

Prata

Distante da capital 640 km, Prata localiza-se na região do Triângulo Mineiro, tem uma população de 26.573 habitantes e área de 4.856,626 km². Missionários: Anderson e Jane Maria Dantas

Campina Verde

Integra o Triângulo Mineiro, tem uma população de 19.207 habitantes, área de 3.663,418 km² e está a 720 km de distância da capital. Missionárias: Eliane Ramos e Rosangela Rangel

Andradas

Sua população é de 35.323 habitantes e área de 468,7 km². Distante da capital 463 km, Andradas é uma cidade encravada na serra da Mantiqueira no extremo sul do estado, próximo 40 km da cidade de Poços de Caldas, contando com uma boa infra-estrutura sócio-econômica. É atualmente a maior cidade do sul do estado sem uma igreja batista. Menos de 5% da população é evangélica. Missionários: Paulo e Elisete Macedo

João Pinheiro

Localizado no Noroeste de Minas Gerais, sendo a maior cidade em área de Minas Gerais, com 10.717 km². Com uma população de 44.834 habitantes, a cidade possui fácil acesso pela BR-040, responsável pela ligação Belo Horizonte – Brasília. Missionários: Francisco e Erinete Medeiros

Lambari

Sua população é de 24.689 habitantes, numa área de 213,139 km². Situada ao sul do estado a estância hidromineral de Lambari forma com outras estâncias vizinhas, a rica bacia conhecida como Circuito das Águas, distando de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro, cerca de 330 km. Missionários: Gilberto e Maria Angélica Oliveira

Uberlândia

Segunda maior cidade do estado, tem cerca de 608.369 habitantes uma área de mais de 4.115,822 km². Localiza-se no oeste do estado, na região do Triângulo Mineiro, a 560 km da capital Belo Horizonte. Missionários: Silas e Luciene dos Santos

Uberaba

Tem uma população de 287.760 habitantes numa área de 4.512,135 km². Distante de Belo Horizonte 481 km, Uberaba é a terceira maior cidade do Triângulo Mineiro e é mundialmente conhecida pela exposição do gado Zebu e Nelori, e destaca-se também pela cultura da cana de açúcar e da soja. Missionários: Jonas e Dayse Mary Coelho

Ibiá

Distante 324 km da capital, Ibiá está localizada no Triângulo Mineiro. Tem uma população de 22.899 habitantes e área de 2.707,582 km². Missionários: José Carlos e Erenita de Almeida Veja também Projeto Reviver (pág. XX), Igreja Chinesa (pág. XX) e Capelania Prisional (pág. XX)


Minas Gerais tem sede de Deus

Revista do PAM Brasil

Plantar igrejas tem sido uma das principais ações estratégicas do trabalho missionário em Minas Gerais. Com isso, temos visto o evangelho ultrapassando limites territoriais, alcançando novos municípios que antes estavam distantes do conhecimento do verdadeiro Deus. Em Campina Verde as reuniões na Missão Batista têm sido bem freqüentadas e o interesse dos moradores pela Palavra alegra o coração das obreiras Rosângela Rangel e Eliane dos Santos. Segundo Rosângela, além das pessoas que se decidem, ex-membros e pessoas de outras denominações têm demonstrado vontade de estar entre os batistas. “Uma irmã, depois de 22 anos afastada da igreja batista, resolveu retornar às raízes e já pediu sua carta de reconciliação... seu filho pediu pra ser aceito na igreja, mesmo sendo de outra denominação”, diz a missionária. Em Lambari, os missionários Pr. Gilberto e Maria Angélica Oliveira têm atuado na comunidade através de atividades sociais pelas quais muitos têm se decidido por Cristo. Através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI, por exemplo, mais de 40 crianças recebem diariamente reforço escolar, lanche, atividades esportivas e, principalmente, a Palavra de Deus. O evangelho também tem crescido na cidade de Uberlândia e a frente missionária liderada pelos missionários Pr. Silas e Luciene Santos vive um momento especial, quando pretendem construir um templo no bairro Jardim Brasília. Mais de 50 irmãos estão cooperando com a missão, sendo 32 já batizados. Dentre os desafios deste campo, destaca-se o alcance de crianças e adolescentes através de um projeto esportivo, ainda não iniciado por falta de um local para treinamento.

29


Projetos impulsionam evangelização do Ceará

Revista do PAM Brasil

Com 570 km de litoral, dividido em 120 praias, o Ceará é hoje um dos destinos mais procurados por turistas no Brasil. Belas paisagens, boa culinária e uma população acolhedora. Seu clima semi-árido produz médias térmicas de 32°C, e a geografia do litoral cearense segue no sentido leste-oeste. Na costa leste, praias repletas de coqueiros oferecem fontes naturais, falésias, areias coloridas e os melhores hotéis. O Ceará também tem boa parte de seu território tomado pelo sertão – cerca de 57%. O clima quente e solo seco castigam os habitantes que ali vivem. Nas épocas de seca mais intensa é comum o êxodo rural com famílias inteiras saindo em busca de cidades a procura de trabalho. O período seco tem duração de até 8 meses e a temperatura máxima registrada situa-se entre 32 e 33º C, caindo para 23ºC durante a noite. Não é apenas o sertão que sofre com a seca, mas boa parte dos 8.450.527 habitantes do estado, por desconhecer a fonte de águas vivas – Jesus. Suas crenças transformam o estado em palco de verdadeiros espetáculos de devoção, conseguindo mobilizar milhares de romeiros. As cidades de maior destaque são Juazeiro do Norte - atraindo os devotos do Padre Cícero, Canindé - sendo considerado o segundo maior centro de peregrinação de devotos de São Francisco e Quixadá - com o Santuário Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão. Tornando-se parceiros do PAM Brasil, você ajudará a levar a Água da Vida a estes sedentos.

30

Conheça os projetos e missionários que estão alcançando o povo cearense:

Fortaleza

Capital do estado do Ceará, Fortaleza é quinta cidade mais povoada do Brasil e o mais importante centro industrial e comercial do Nordeste. É o centro de um município de 313,8 km² de área e 2.431.415 habitantes sendo a capital de maior densidade demográfica. Missionário: José Nilton Menezes de Paula

Barro

Localizado no Sul Cearense. Sua população é de 90.188 habitantes e possui uma área total de 2.707,338 km². Sua renda está voltada para a agricultura, principalmente para o cultivo do milho, feijão, algodão e frutas tropicais. Missionário: Francismá Souto de Freitas Júnior

Trairi

Distante 124 km da capital, no Norte Cearense, Trairi tem uma área total de 924,555 km² e população de 50.788 habitantes. Missionário: Thiago Machado de Sousa

São Gonçalo do Amarante

Faz parte da zona metropolitana de Fortaleza, localizado a 59 km da capital. A cidade tem uma população de 40.312 habitantes e área de 834,394 km². Missionária: Ivoneide Nair da Silva

Brejo Santo

Está localizada na região do Cariri, sul do estado, no sopé da Chapada do Araripe, em uma das regiões mais férteis do Nordeste. Sua população é de 40.928 habitantes e com uma área de 661,959 km². Missionárias: Anália de Lourdes e Marinélia Lopes

Beberibe

Com população de 45.186 habitantes e área de 1.616 km², Beberibe está localizado na região Norte Cearense a 88 km da capital Fortaleza. O artesanato de areia colorida e as falésias trouxeram fama a esta cidade do litoral cearense e o turismo é a principal atividade econômica. Missionária: Zilanda da Costa Maurício

Ubajara

Localizada no noroeste do Ceará, a 304 km da capital, a cidade tem uma população de 28.618 habitantes espalhados por 290,5 km² de área. Missionária: Leocídia Nila de Jesus

Ipú

Integra a região no norte cearense na Serra do Ipiapaba. Tem uma população de 39.438 habitantes numa área de 630,468 km². Missionária: Sebastiana da Silva e Sousa

Aquiraz

Situada na costa leste do litoral cearense, a 27 km da capital, Aquiraz conta com 70.439 habitantes numa área total de 483 km². Missionários: Izaías Emídio e Ariene Gláucia Machado


Barbalha

Localizada no extremo sul do estado, na região do Cariri, a 10 km de Juazeiro do Norte, Barbalha tem 53.388 habitantes e apenas 2,75% de evangélicos. Missionários: Francisco Washington e Maria F. Oliveira

Viçosa do Ceará

Localizada no Noroeste Cearense, na região de Ibiapaba. Distante da capital 348,8 km, Viçosa do Ceará a cidade tem 52.855 habitantes e 1311,592 km². Missionária: Ana Paula Amorim

Tauá

O município está localizado a 337 km da capital cearense possui 56.202 habitantes e uma área de 4.018,188 km². Missionários: Antônio Marcos e Márcia Xavier

Guaraciaba do Norte

Revista do PAM Brasil

Faz parte da região de Ibiapaba, tem 36.705 habitantes com uma área de 611,463 km². Está localizada a 320 km da capital, Fortaleza. Missionários: Wilson Martins e Edna Maria da Silva

31


Rio Grande do Sul para Cristo

Vila Cefer – Porto Alegre, RS

Integra o bairro Jardim Carvalho e é um dos mais populosos de Porto Alegre, com 25.915 moradores. Missionários: Cláudio José e Marly de Souza

Bom Jesus – Porto Alegre, RS

O bairro Bom Jesus está localizado na Zona Leste de Porto Alegre e conta com 28.229 moradores. Missionário: Ubirajara Muller Alves

Revista do PAM Brasil

Rubem Berta – Porto Alegre, RS

32

Missões Nacionais está desafiando os batistas a alcançarem o Estado do Rio Grande do Sul. A meta é iniciar 50 projetos missionários no Estado ainda em 2008. O Rio Grande do Sul é atualmente o estado com a menor taxa de crescimento de evangélicos: apenas 2,41% concentram um grande número de municípios com menos de 1% de evangélicos. Alguns lugares, que apresentam 70% de evangélicos, na verdade, possuem apenas crentes nominais. Pesquisadores afirmam que apenas 2% ou 3% da população seja evangélica. Também foi constatado que as igrejas evangélicas no estado estão muito concentradas nos centros das cidades. Porto Alegre, a capital do estado, localiza-se junto ao rio Guaíba, no extremo sul do país. A cidade constituiu-se a partir da chegada de casais açorianos portugueses, em 1742. No século XIX contou com a chegada de imigrantes alemães, italianos, poloneses e árabes. Tem uma população de 1.440.939 habitantes e área aproximada de 497 km², mas a região metropolitana ao redor da cidade concentra cerca de 4,1 milhões de pessoas. Apesar do mais elevado índice de desenvolvimento humano no Brasil, Porto Alegre ainda sofre com problemas sociais e altos índices de violência como qualquer outra metrópole brasileira. Espiritualmente, a cidade é hoje um dos maiores desafios para a evangelização. Em 1960, Porto Alegre tinha 10 igrejas e 1024 batistas. Quase 50 anos depois, a capital gaúcha tem 15 igrejas da Convenção Batista Gaúcha e cerca de 2000 batistas, que representam menos de 0,2% da população. Por outro lado, é a capital que concentra o maior contingente espírita do Brasil, abrigando cerca da metade dos 30 mil terreiros de macumba do estado. O tráfico de drogas, a gravidez na adolescência e o índice de suicídio alcançam os maiores índices brasileiros. A cidade tem 78 bairros oficiais e quase todos sem nenhuma presença batista. Alcançar estes bairros populosos com a mensagem de salvação e plantar novas igrejas batistas em toda região metropolitana é o grande desafio. Conheça os projetos e missionários que estão alcançando o povo gaúcho:

Vila Nova – Porto Alegre, RS

Localizado na zona sul da capital, o bairro Vila Nova tem 33.145 moradores e é muito carente. Missionários: Joacyr e Rosângela Magioli

O bairro de Rubem Berta é o mais populoso de Porto Alegre com 78.624 habitantes numa área de 8,51 km². Localiza-se na parte norte da capital. Missionários: David Mendonça e Bárbara Araújo

Caxias do Sul, RS

Tem uma população de 419.852 habitantes e área de 1.643 km². Com uma economia próspera e clima temperado, a cidade será pólo de uma nova região metropolitana com 10 cidades e 715 mil habitantes. Missionários: Jocimar e Lara Márcia Vieira

Sapiranga, RS

Conta com 74.930 habitantes e área de 137,50 km². Localizada na região metropolitana de Porto Alegre, a cidade não tem nenhuma igreja batista. Missionários: Walter e Nair Azevedo

Tramandaí, RS

Tem uma população de 39.891 habitantes e área de 143,91 km². Situa-se no litoral gaúcho, a 120 km de Porto Alegre. As praias do balneário são muito freqüentadas por turistas e no verão sua população pode alcançar até 500 mil pessoas nos finais de semana. Missionários: Élcio Augusto e Deise Costa dos Santos

São Leopoldo, RS

Tem uma população de 207.721 habitantes e área de 102,313 km². Faz parte da Grande Porto Alegre, situando-se a 34 km da capital gaúcha. Missionários: Gilnei Gil e Deise Fabiane Silva

Parobé, RS

Tem uma população de 48.713 habitantes e área de 109,026 km². Localizada na região metropolitana de Porto Alegre, situando-se a 75 km da capital gaúcha. Missionário: Marcos Gonçalves da Costa

Capão da Canoa, RS

Tem uma população de 37.405 habitantes e área de 97,096 km². Localizada na região de Osório, situando-se a 132 km da capital gaúcha. Missionários: Nivaldo e Maria Augusto Tavares


Taquara

Município da região metropolitana de Porto Alegre. Tem 55.270 habitantes e área de 457,130 km². Missionários: Gilberto e Cínara de Souza*

Arroio dos Ratos

Município da região metropolitana de Porto Alegre. Tem 14.114 habitantes e área de 425,938 km². Missionários: Sérgio Murilo e Andréia Glória* * em processo de admissão

nário Nivaldo Tavares Junior e lhe disse que naquela noite ele estava se reconciliando com nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Após passar por um discipulado decidiu fazer a profissão de fé pública e batizar-se, enfatizando: “já deveria ter tomado tal decisão a 30 anos atrás.” A igreja se reúne na cidade em três lugares: na casa do irmão Fortunato, seu genro e filha, na casa dos missionários e na churrascaria “Estância Gaúcha”, com cultos regulares durante a semana. A direção que o Espírito Santo tem dado aos missionários, devido à extensa área dos bairros, é a de plantar inicialmente um núcleo de estudos bíblicos em cada bairro da cidade. Tão logo haja conversões e batismos dos participantes desses núcleos, prepará-los para a liderança e evangelização dos seus próprios bairros, que serão os seus campos missionários. Assim não será plantada uma igreja, mas muitas congregações que farão parte da mesma igreja sob a liderança e instrução de líderes locais levantados pelo Espírito Santo.

Inauguração em Caxias do Sul

Inserir a foto Fortunato entre pastor Nivaldo e seu genro Em setembro de 2008 houve o primeiro batismo do trabalho em Capão da Canoa, durante um belo pôr-do-sol na lagoa dos Quadros. Após ter participado de um dos cultos realizados na churrascaria “Estância Gaúcha”, no centro da cidade, e ter ouvido a exposição da parábola do filho pródigo, em Lucas 15.11-32, irmão Fortunato foi grandemente tocado pelo Espírito Santo. Ao término do culto, procurou o missio-

Revista do PAM Brasil

Batismos em Capão da Canoa

No mês de novembro, o casal missionário, pastor Jocimar e Lara Vieira, inaugurou o espaço físico onde funcionará a Congregação Batista em Caxias do Sul/RS. No culto de celebração marcaram presença pastores da região, representantes da Convenção Batista do Rio Grande do Sul, da Junta de Missões Nacionais, membros das igrejas locais, além dos novos convertidos da cidade acompanhados de seus familiares. A cidade foi uma das que recebeu uma equipe da operação Jesus Transforma em julho de 2008. É o avanço missionário na conquista do Rio Grande do Sul para Cristo. Você é parte desta obra. Agradeça a Deus e continue intercedendo para que o Sul seja transformado por Jesus!

33


Revista do PAM Brasil

Goiás: O coração político e geográfico do Brasil precisa de Deus

34

Goiás é o mais central dos estados brasileiros. Tem origem na corrida do ouro do século XVII, quando foi desbravado pelos bandeirantes paulistas em busca das riquezas minerais rumando pelas “trilhas dos índios” em direção aos sertões do país. Missões Nacionais também iniciou sua marcha para o sertão, penetrando no interior do Brasil, descobrindo vilarejos e cidades a partir do então Estado de Goiás. Mas o coração político e geográfico do Brasil ainda carece de Deus. Dos 246 municípios do estado de Goiás, ainda 115 estão sem a presença dos batistas brasileiros. Tais números são um reflexo da urgência de um grande investimento missionário na região. Goiás situa-se a leste da Região Centro-Oeste, no Planalto Central brasileiro. O seu território é de 340.086 km², tem por capital a cidade de Goiânia. Com 5.619.917 habitantes é o estado mais populoso do Centro-Oeste. A Região Metropolitana de Goiânia, conhecida como Grande Goiânia, atinge a área urbana de outras cidades ao redor de Goiânia e tem uma área de 5.787 km² e população de 2.007.868 habitantes. A capital também padece dos males sociais das grandes cidades, dentre estes milhares de moradores de rua, sem quaisquer expectativas de um futuro promissor. Muitos são crianças que buscam nas drogas e prostituição a saída para seus problemas. Goiânia é a segunda cidade mais populosa do Centro-Oeste do Brasil. Localiza-se a 209 km a sudoeste da capital federal, Brasília, e tem uma área de 739,492 km². A cidade possui 1.244.645 de habitantes, sendo o 12º município mais populoso do Brasil.

Trindade, cidade localizada a 18 km de Goiânia, anualmente atrai milhares de pessoas por conta da romaria ao Divino Pai eterno, festividade comemorada há mais de 160 anos. É a maior e mais tradicional festa religiosa do estado, atraindo romeiros, turistas e curiosos de todo o Brasil. Trata-se do momento máximo da religiosidade e congraçamento comunitário da Grande Goiânia. Goiás tem grande sede de Deus e carece da expansão do evangelho a fim de que os dados acima sejam convertidos em registros de vidas salvas por Cristo. Atenta às oportunidades de uma região que está ampliando seus horizontes, Missões Nacionais pretende abrir novos pólos para a plantação de igrejas na capital e no interior do estado de Goiás. Conheça os missionários que estão alcançando o estado do Goiás:

Residencial Eldorado – Goiânia

É um bairro planejado de condomínios verticais no extremo oeste de Goiânia. Hoje há 12 condomínios, dos 60 planejados, com cerca de 2.640 famílias e estão sendo construídos mais 6 condomínios. Missionários: Fernando e Adriane Cardoso

Residencial Triunfo I e II – Goiânia

Conjuntos residenciais situados no km 11 GO-70, na saída para Inhumas, entre os municípios de Goiânia e Goianira. Missionários: Geremias e Maria Conceição da Silva

Nova Veneza

Situado a 29 km da capital, com uma população 7.138 habitantes e área de 123,376 km². Teve sua origem nos imigrantes italianos que chegaram na região. Missionária: Solange Gomes

Anápolis

Localizado no Centro Goiano a 54 km de Goiânia, Anápolis tem 331.329 habitantes e área de 918,375 km², sendo o terceiro maior em população do estado. Missionária: Dilene Rodrigues

Acreuna

Município da região sul goiana, localizado a 153 km da capital. Tem 19.173 habitantes e área de 1.565,989 km². Missionários: Samuel Neves e Gabriela Neves dos Santos* * Em processo de nomeação


O trabalho missionário no bairro Residencial Eldorado, em Goiânia (GO), tem conquistado espaço em meio ao conjunto de prédios luxuosos e pessoas descompromissadas com suas vidas espirituais. No primeiro recenseamento realizado pelos missionários Fernando e Adriane Lemos, foram identificadas 15 pessoas dispostas a abrir suas casas com fim de receber estudos bíblicos. Segundo o pastor Fernando, impressionou ver tantas pessoas indiferentes a Deus. Por conta das boas condições de vida, muitos não se interessam em conhecer as verdades espirituais. Mas, se por um lado não faltam recursos para

Revista do PAM Brasil

Igreja cresce em meio à indiferença

a sobrevivência, por outro é notória a escassez de relacionamentos. Dentre as pessoas abordadas, uma senhora, doutora em História, afirmou que gostaria de receber a visita dos missionários, mas deixou claro que não conversariam sobre religião. Pr. Fernando, que também é formado em História, vê nesta visita a oportunidade para que mais uma vida seja ganha para Cristo. As reuniões da missão batista no Residencial Eldorado aconteciam na casa dos missionários, mas devido ao crescimento do número de freqüentadores, passaram a ser realizadas em um salão de festas estrategicamente localizado na entrada do condomínio. “Para nossa surpresa este salão é o que mais se encaixa à nossa realidade, pois fica próximo da portaria do condomínio e é mais aconchegante para quem tem como prioridade a proximidade e os relacionamentos”, explica o missionário. Conquistando a amizade de moradores, a missão ganha, a cada dia, novos adeptos para a honra e glória do Senhor de Missões.

35


Revista do PAM Brasil

Avanço Missionário no Rio Grande do Norte

48

Saciando a sede de Deus no Rio Grande do Norte, Missões Nacionais já iniciou a plantação de 60 novas igrejas. No estado, o Vale do Açu reúne dez municípios e é uma das regiões mais importantes para a economia do estado. Dessa região sai frutas, verduras, petróleo (é a maior produtora do estado em terra e mar), sal marinho (maior produtora de sal do Brasil) e cera de carnaúba - a cidade é considerada a maior reserva de carnaúba da América do Sul. São 4.708 km² com uma população de 134.253 habitantes. Cheios de motivação, os missionários pr. Manoel Soares Moreira e Marta Lucinete da Silva Moreira atuam na região desde abril de 2002. Em seis anos já alcançaram as cidades de São Rafael, Itajá, Paraú, Pendências, Alto do Rodrigues, Macau, Campo Grande, Janduís e Angicos. Bem como as comunidades rurais de Linda Flor, Mutamba, Acauã e Araras. Duas igrejas já foram organizadas: 1ª IB de Macau, com 49 membros, e IB Viva de Caicó, com 70 membros. Atualmente os obreiros desenvolvem um projeto visando à Evangelização e Plantação de Igrejas em 12 cidades próximas. A tarefa de evangelização no Rio Grande do Norte não é fácil. Há a necessidade de mais obreiros, mais recursos e mais intercessão. Missões Nacionais irá plantar 60 novas igrejas não apenas no Vale do Açu, mas em todo o estado até 2012. Para isso iremos iniciar o Centro de Treinamento de Obreiros para o Sertão a fim de treinar 150 novos obreiros; construir 15 novos templos no sertão; batizar 500 novos convertidos; realizar projetos de evangelização das crianças sertanejas; levar 15 frentes missionárias à autonomia financeira; implantar o Projeto PEPE em cada frente missionária. Por meio do PAM Brasil, você pode contribuir para esta obra ajudando no sustento dos obreiros.

Lajes

Tem uma população de 9.399 habitantes e área de 666 km². Localiza-se a 125 km da capital. Missionários: Eliel dos Reis e Lídia Sânzia Silva

Carnaubais

Carnaubais tem 10 mil habitantes e uma área de 530 km², a esta a 203 km da capital. Missionário: José Robson Dantas Bezerra

Santo Antônio

Tem uma população de 20.107 habitantes e área de 294 km². Missionários: Marcolino Justino e Elizabeth Berto

Parnamirim

Tem uma população de 172.751 habitantes e área de 120,202 km². Localizada na região metropolitana de Natal, a 12 km da capital. Missionário: Carlos Alberto e Amanda Cíntia de França

Acari

Com 10.911 habitantes e área de 610,3 km², a cidade localiza-se a 201 km de Natal. Missionário: Gidinei de Souza

Patú

Tem uma população de 11.303 habitantes e área de 319,132 km². Localizada na região Oeste Potigar, a 300 km da capital. Missionários: Luzinaldo e Maria das Graças Tomaz

Florânia

Tem uma população de 8.313 habitantes e área de 504,022 km². Localizada na região Central Potigar, a 216 km da capital. Missionários: Ralison Endrigo e Gledeisele Jucilea Medeiros

Linda Flor-Assú

É uma comunidade do município de Assú, inserida no Oeste do Vale do Açu com população de 4 mil habitantes. Tratase de uma região do sertão muito pobre, mas o cultivo de frutas é base da economia local. Missionária: Marta Lúcia Pereira

Campo Grande

Conheça os missionários que estão alcançando o povo do Rio Grande do Norte:

O município integra a região do Oeste Potiguar, sua população é de 9.194 habitantes e conta com uma área territorial de 897 km². Missionários: Francisco Maciel e Nêmora Alves

Assú

São Rafael

O município de Assú tem uma população de 51.092 habitantes e área de 1.292 km². Está localizado a 207 km da capital. Missionários: Manoel Soares e Marta Lucinete Moreira

Localizado no Vale do Açu, a cidade tem uma população de 8.350 habitantes e área de 469,096 km². Missionários: Carlos Alberto e Ana Paula Moura


Parelhas

O município está localizado na região do Seridó. Tem uma população de 20.566 habitantes e área territorial de 513,052 km². Missionários: Adão e Jaciléia Ribeiro

Santana do Mattos

Com uma população de 14.690 habitantes e área de 1.420,313 km², o município da região da Serra do Santana fica a 218 km da capital. Missionários: João Roberto e Priscilla Raymundo

Em Alto do Rodrigues, cidade onde há uma base da Petrobrás, a promiscuidade é muito grande, com altíssimo índice de prostituição e consumo de drogas, o que torna difícil a pregação do Evangelho. A cidade foi um dos campos da operação Jesus Transforma em julho de 2008 e vem obtendo algumas vitórias. O grupo de novos convertidos já soma cerca de 20 pessoas, entre as quais seis já batizados, e se reúne na residência da missionária. Além do trabalho na cidade, duas outras comunidades próximas, Tabatinga e Porciana, estão sendo trabalhadas pela missionária que, semanalmente, vence a distância de 8 km de bicicleta para cuidar do rebanho. Outra cidade próxima a Alto do Rodrigues – Pendências onde uma frente foi iniciada, também sofre com elevado índice de prostituição e drogas, apresentando, inclusive, um dos maiores índices de portadores da AIDS. Um dos alvos para a região é iniciar em 2009 uma frente na cidade Triunfo Potiguar, na região do sertão, cidade de 3 mil habitantes e que se encontra a 10 km de Campo Grande. Além disso, está prevista a autonomia de frentes em Angicos, São Rafael e Linda Flor. “São muitos os sonhos que Deus tem colocado em nosso coração para alcançar os sertanejos. Faremos o possível, doaremos nossas vidas para levar a cada sertanejo a água da vida que é o Senhor Jesus”, afirmou pastor Manoel Soares Moreira, coordenador de Missões Nacionais no Rio Grande do Norte.

Transformação em Patu

Usar a foto: Missionários com os novos membros da igreja Estamos vivendo um novo tempo de avanço missionário em Patu/RN. Após a Trans, o trabalho é solidificar aqueles que se decidiram por Jesus. Foram mais de 60 decisões e muitas portas abertas para ouvir a Palavra de Deus. Em agosto, 14 pessoas, alcançadas pela operação missionária, foram batizadas, entre elas uma jovem de 16 anos que, es-

tudando o Evangelho de João e tendo recebido Jesus como seu Salvador, declarou que precisava se reconciliar com sua mãe, com a qual não falava havia meses. Quando se decidiu por Cristo, entendendo que, assim como Jesus lhe havia perdoado, necessitava também pedir perdão à sua mãe, declarou: “Jesus me transformou, pois não sorria, nem tinha alegria, vivia no vazio”! Hoje ela em público fala do que Deus tem feito em sua vida! Outra vida transformada é a de uma senhora que, ao receber a visita dos missionários, afirmou que naquele dia havia aberto as portas de sua casa dizendo: “hoje eu vou abrir minha casa pra ver se Jesus entra”. Certa de que Deus a havia ouvido, conta com a ajuda dos missionários, Maria das Graças Cunha Tomaz e Luzinaldo Santos Tomaz, para deixar a vida de bebedeira e a prostituição. “Naquela ocasião, vimos a urgência de saciar os sedentos de conhecer a Palavra de Deus”, afirmou Maria das Graças. Além disto, casais têm se reconciliado, atribuindo a reconciliação a Deus e reconhecendo que só Ele pode transformar e reconstruir seus lares. Os missionários estão investindo nos estudos bíblicos, cultos nos lares, escola bíblica infantil, na ação discipuladora de Jesus, crendo que a igreja precisa estar nos bairros e nas praças levando a mensagem que liberta. “Avante, conquistando, ensinando, com amor e por amor é o motivo da nossa alegria em Patu”, declara a missionária.

Revista do PAM Brasil

Avançando no Vale do Açu

49


Proclamando Jesus na Paraíba Segundo estimativas do IBGE (2008), a população paraibana é de aproximadamente 3.742.606 habitantes, concentrados principalmente nas cidades de João Pessoa e Campina Grande – estas duas juntas concentram 45% dos evangélicos do estado, enquanto representam apenas 26% da população no geral. O percentual evangélico na Paraíba é de 9,37%, sendo um pouco maior na capital, com 9,70%, mas 80% dos municípios no sertão paraibano têm percentual evangélico abaixo de 2%. Plantar Igrejas nos 513 municípios que ainda não têm presença batista é um grande desafio para os batistas brasileiros. A cidade de Campina Grande é um dos principais pontos turísticos do estado. Nesta é realizada a maior festividade de São João do mundo – motivo de orgulho para os moradores. São 30 dias consecutivos de festa, totalmente amparada por uma mega infra-estrutura em uma área cuja medida é de 42.500 m². Não há como mudar esta realidade idólatra se não for através de Jesus Cristo. O trabalho de expansão no estado paraibano está sendo coordenador pelos missionários Pr. Cirino e Regina Refosco, a partir de projetos como Projeto Muda Sertão e capacitação de leigos e evangelistas que Deus levantará para esse fim. Com isso temos avançado em meio aos movimentos católicos e esotéricos tão presentes no estado. Conheça os missionários que estão alcançando o povo paraibano:

Revista do PAM Brasil

Campina Grande

50

É a segunda cidade mais populosa do estado com 381.422 habitantes e área de 620,63 km². Fica a 120 km da capital e é considerada uma dos principais pólos industriais e tecnológicos do Nordeste. Missionários: Isaías e Olívia Coelho; Dorivan e Elma Maria Ramos

Bonito de Santa Fé

Localizado no sertão paraibano, na região de Cajazeiras, Bonito de Santa Fé tem uma população de 10.533 habitantes e área de 228,326 km². Missionária: Alda Gomes da Silva

Campina Grande

São José de Piranhas localizado na região de Cajazeiras, no sertão paraibano. O município tem 19,424habitantes e área de 677,292km2. Missionária: Rozélia Oliveira Araújo

Contando as bênçãos em Campina Grande

Fazendo uma retrospectiva do trabalho em 2008, o pastor Isaías Vieira Coelho se alegra com os resultados da missão batista em Campina Grande, PB. “Este ano nosso trabalho cresceu. Iniciamos o ano com a congregação da Palmeira e em maio começamos a congregação em Chico Mendes. Começamos em setembro um ponto de pregação em São Januário e temos mais dois pedidos de trabalhos. Em Chico Mendes elegemos nossa primeira diretoria e realizamos nosso primeiro Natal”, lembra pr. Isaías. Com este crescimento acelerado, surgiu a necessidade da formação de líderes para as congregações. Necessidade esta que está sendo suprida com o nascimento do Instituto Teológico Batista de Campina Grande que surge com a proposta de alavancar a expansão do evangelho no interior do estado. Pastor Isaías teve o privilégio de contribuir com este projeto, lecionando Evangelismo e Missões aos vocacionados.


Com 40 milhões de habitantes e 645 municípios, o estado conta com aproximadamente 140 mil batistas, que ainda não chegaram a 211 municípios. Por isso, São Paulo constitui o maior campo missionário do Brasil. Sua população inclui mais de 65 etnias distintas, sendo a maior concentração de etnias do Brasil. Apesar de ser o motor econômico do Brasil com os maiores índices em vários aspectos, é no âmbito espiritual a maior carência deste gigante. “São Paulo é o estado mais idólatra do Brasil”, informa o pastor Valdo Romão – diretor executivo da Convenção Batista do Estado de São Paulo. Os maiores centros de romarias do Brasil estão situados em São Paulo, tais como: Aparecida do Norte, cuja basílica com capacidade para 75 mil pessoas é maior do que a de São Pedro no Vaticano; Cachoeira Paulista, cidade-sede dos católicos carismáticos do Brasil, onde se encontra o maior templo católico das Américas, com capacidade para 110 mil pessoas; Suzano onde está o maior templo budista das Américas. Além disso, São Bernardo do Campo tem um dos maiores centros de treinamento do Islamismo e uma das maiores mesquitas do continente, enquanto Sousas apresenta um grande complexo da sede dos Mórmons no Brasil. Estes dados, pouco conhecidos pelos batistas brasileiros, mostram a carência e a necessidade do estado de São Paulo. Entendendo esta realidade, Missões Nacionais iniciou a plantação de 800 novas frentes missionárias na capital, região metropolitana e em todo o estado de forma a dar respostas concretas e efetivas ao clamor do povo e transformar esta locomotiva da economia brasileira na locomotiva do avanço missionário em todo o território nacional. Este é o momento dos batistas brasileiros darem uma resposta ao gigante que clama por esperança, por salvação e sabedoria. A operação Jesus Transforma de julho de 2008 reuniu 645 missionários voluntários que apresentaram o plano de salvação a mais de 5 mil vidas, que reconheceram o Senhor Jesus como único e suficiente salvador. A partir da Trans Paulista, novas frentes foram abertas no estado e continuam anunciando a mensagem de salvação. Neste ano de 2009, o projeto Radical Brasil se concentrará na região da Cracolândia, para resgatar as muitas vidas que ali têm sucumbido às investidas do inimigo de nossas almas, trazendo-as

das trevas para a maravilhosa luz, que é Jesus. Missões Nacionais conta com as orações do povo batista e também com sua disponibilidade para agir transformando vidas e levando a luz do Senhor Jesus Cristo àqueles que vivem nas trevas do pecado. Avançaremos mais rapidamente se o povo batista entender o clamor do Brasil sedento de Deus e decidir atender ao chamado: “A quem enviarei?”. Conheça alguns dos projetos que estão sendo iniciados por Missões Nacionais em São Paulo, e que estão sendo coordenadores pelos missionários Exequias Cerqueira e Maria Helena Leão Santos. Através do PAM Brasil, você pode contribuir para esta obra.

Ibirá

Com uma área territorial de 270,748 km² e uma população de 9.824 habitantes. Missionários: Júlio Dutra e Essy Barroso*

Revista do PAM Brasil

São Paulo o gigante que precisa de ajuda

51


São José do Rio Preto “Vou estar sempre presente, e na próxima semana quero que seja lá em casa!”

Revista do PAM Brasil

No centro de São José do Rio Preto, área de grande circulação de pessoas e moradores de classe média, o casal missionário pastor Marcelo e Simone Santos está realizando um trabalho chamado “Começando Bem o Dia”. A proposta é a realização de uma reflexão bíblica seguida de uma oração por funcionários de estabelecimentos comerciais, uma vez por semana, antes de iniciar o expediente. Atualmente o trabalho está sendo realizado em dois estabelecimentos, mas os missionários desejam chegar a um estabelecimento para cada dia da semana. Um dos locais é uma loja de roupas femininas e por isso tem sido atendido pela missionária Simone, todas as quartas-feiras. “A experiência tem sido linda. Todas as manhãs, vejo aquele grupo de vendedoras ouvindo a Palavra como água para quem tem sede”. O outro estabelecimento é uma loja de decoração, cuja dona já freqüenta os cultos da congregação. Além desta estratégia e da realização de cultos no estacionamento cedido por membros da 1ª IB de Rio Preto, os missionários estão buscando oportunidades para levar a mensagem de salvação aos condomínios da cidade. Certa noite, receberam um telefonema de uma pessoa que soube que realizavam estudos bíblicos nos lares, declarando que desejavam um em seu lar. Tratava-se de um casal cristão, residindo a 4 anos na cidade, mas com dificuldades para congregar, devido ao trabalho em plantões. O estudo foi iniciado no apartamento do casal e já recebeu a síndica, não-crente, que garantiu: “vou estar sempre presente, e na próxima semana quero que seja lá em casa!”. “Nesse contexto dos grandes centros urbanos há um enorme grupo de pessoas que vivem em depressão por causa de suas vidas corridas e que apesar de ter bens materiais, falta o maior bem, que é Jesus”.

52

Objetivo Missões Nacionais iniciou em 2008 um movimento para plantação de igrejas em toda região de São José do Rio Preto. Inicialmente serão 40 novas frentes missionárias, 20 das quais em cidades ainda sem presença batista. A mesorregião de São José do Rio Preto é a maior do Estado de São Paulo com quase 30.000 km², formada pela união de 109 municípios que juntos possuem mais de 1,5 milhão de habitantes. Com uma população de 402.700 habitantes e uma área de 434,10 km², São José do Rio Preto é a maior cidade do noroeste do estado, com economia baseada no comércio, prestação de serviços, indústrias e agricultura. Está localizada a 450 km da capital do estado.

Desafio Em 2008, Missões Nacionais realizou a Trans Paulista na região e novos obreiros foram enviados para as frentes missionárias do Projeto São José do Rio Preto. Eles precisam de igrejas e crentes batistas que se tornem parceiros, contribuindo para o sustento financeiro.

Centro – São José do Rio Preto

Bairro central da cidade com 15 mil habitantes. Missionários: Marcelo e Simone Santos

Jardim Soraia – São José do Rio Preto

Bairro da Zona Leste da cidade com 40 mil habitantes. Missionários: Eduardo e Sâmela Conceição

Floresta do Parque - São José do Rio Preto

Bairro da Zona Norte da cidade com 6 mil habitantes. Missionários: Sérgio Ney e Marizangela de Souza

Itajobi

Com uma população de 14.769 habitantes e uma área de 501,8 km², Itajobi está localizada a 400 km da capital. Missionários: Anderson e Claudia Márcia Silva

Vista Alegre do Alto

Com uma população de 6.100 habitantes, numa área de 95 km². Missionários: Gerson Celestino e Ivaneide dos Santos

Mendonça

Com uma população de 3.980 habitantes numa área de 194,m². Missionários: Jonas Cordeiro e Rosângela de Oliveira

Catanduva

Município com uma área de 292,240 km² e população de 109.362 habitantes, distante 384 km da capital. Missionários: Ismael e Eliane Allebrandt

Riolândia

Sua população é de 9.713 habitantes. Possui uma área de 632,67 km² e está localizada a 572 km da capital. Missionários: Leandro e Vânia Poçam

Ubarana

Com uma área de 210,239 km² e população de 4.552 habitantes. Missionários: Osmar e Ediane Oliveira

Palestina

Distante 490 km da capital, Palestina possui uma área de 695,3 km² e uma população de 10.428 habitantes. Missionário: Luis Fernando Julião

Pontal

Município da região de Ribeirão Preto com uma área total de 355,262 km² e população de 38.409 habitantes, distante da capital 380 km. Missionário: José André Machado Pinheiro


Icem

Sua população é de 6.429 habitantes, e área de 363,132 km². Missionários: José Lopes e Maria Elisete Oliveira Com uma área territorial de 270,748 km² e uma população de 9.824 habitantes. Missionário: Gerson de Oliveira Bastos

Macaubal

Tem uma população de 7.388 habitantes e área de 248,7 km2. Missionária: Josilda Santino da Silva

Mirasolândia

Com uma população de 4.111 habitantes e área de 166,4 km². Missionária: Vera Lúcia Lauer

Cedral

Possui uma área de 197,8 km² e 7.211 habitantes. Missionário: André Luiz Sicote

Potirendaba

Sua população é de 14.916 habitantes, possui uma área de 343 km². Missionária: Paola de Andrade Corrêa

Cardoso

Sua população é de 11.324 habitantes, numa área de 637km². Missionários: Rafael e Gelcenir Bianchini

Catiguá

Município com uma população de 6.706 habitantes e área de 145,431 km² Missionárias: Valdice Decote e Welbie Barros da Silva

Bálsamo

Município com uma população de 4.111 habitantes e área de 166,4 km². Missionária: Rute Santos Paiva

Paulo de Faria

Sua população é de 8.550 habitantes, e possui uma área de 742,92 km². Missionário: Nelson Cardoso Aparecido

Cajobi

Tem uma população de 9.939 habitantes e área de 176,786 km². Missionários: Marcelo e Rosemeire Rosa

Sales

Sua população é de 5.325 habitantes, numa área total de 308 km². Missionário: Edson José Aparecido Landi*

Taiaçu

Município distante da capital 372 km, com uma área total de 106,932 km² e uma população de 6.053 habitantes. Missionário: Marcos Vasco e Sonia de Lima*

Batismos em São José do Rio Preto No Floresta Park, bairro da periferia de São José do Rio Preto/SP, houve o batismo de 12 frutos do trabalho, que agora são membros da congregação. Entre eles o casal Fransergio e Adriana, novos moradores da cidade, convertidos durante a Operação Jesus Transforma. Depois da conversão, retiraram as imagens de escultura que tinham em casa e no escritório onde trabalham. Entre os congregados, há um ex-traficante do local, que pela graça de Jesus foi alcançado pelo evangelho e hoje está firme. Por seu testemunho, já levou mais dois jovens a Cristo, e um deles também se batizou. Um filho de mãe-de-santo, que já estava prometido para as entidades, rompeu com tudo isso e entregou sua vida a Jesus. Levado por sua esposa, foi à nossa congregação e aceitou a Cristo e se batizou. Na área social, os missionários iniciaram um projeto, denominado Nova Esperança, para atender as crianças do bairro que se encontram em situação de risco social. Iniciado com quatro crianças, o número já triplicou. Estes relatos mostram a carência de um encontro verdadeiro com Cristo, capaz de transformar suas vidas! Lutas na expansão do Evangelho em Catiguá Catiguá/SP é uma cidade com quase 7 mil habitantes, onde tudo acontece em torno das Usinas Cerradinho e São Domingos, de cana e álcool, e é considerada a cidade dos feiticeiros, só perdendo para a cidade de Catanduva. O trabalho, iniciado com a Trans Paulista, está sob a direção da missionária Valdice Decoté. Hoje, 32 adultos e 12 crianças freqüentam os cultos e no último trimestre do ano cerca de 20 pessoas foram batizadas. Na cidade, algumas mulheres têm apanhado dos maridos por estarem freqüentando a igreja, mas dois deles já se converteram, e estão orando pela conversão dos outros. “Realizamos um culto na casa de uma delas e, logo após o culto, o marido dela a espancou e quebrou os seus dentes, mas ela continua vindo para a igreja assim mesmo. Disse-nos que isso só serviu para fortalecêla ainda mais”, compartilhou a missionária. A igreja tem recebido alguns jovens que são usuários de drogas e também pessoas que eram espíritas. “Durante a conversão do filho de uma feiticeira, o chão começou a pegar fogo, as pessoas começaram a gritar e algumas até saíram correndo dizendo que o diabo estava ali. Começamos a orar e da mesma forma que o fogo começou ele terminou”, relatou Valdice. As lutas que os novos crentes têm enfrentado após a conversão, são comuns. Uma menina de 13 anos, que freqüentava o grupo que usava drogas, começou a ser ameaçada, precisando ser retirada da cidade. Neste momento, a missionária passou a ser o alvo dos rapazes, sendo perseguida por todos os lugares. “Os desafios são muitos, mas Deus tem agido de uma forma maravilhosa neste lugar, mostrando-nos que Ele está no controle de todas as coisas”. Lembrese da cidade de Catiguá, dos novos convertidos e da missionária em suas orações.

Revista do PAM Brasil

Ibirá

53


Revista do PAM Brasil

Piracicaba

54

Elaine é uma jovem senhora separada do marido, mãe de três filhos. Era uma pessoa muito infeliz, deprimida, extremamente tímida. Uma pessoa amável, mas sem o amor de Jesus em sua vida. Era comum o choro, o sofrimento oculto no seu coração. Um dia a missionária Sonia de Fátima Francisco passou por sua porta e entregou um convite para um culto. Ela foi e após o culto aceitou também receber estudos bíblicos. Quando foi convidada a entregar sua vida a Jesus, suas palavras foram: “Já perdi muito tempo, não quero perder esta oportunidade de jeito nenhum; não vou deixar passar”. Hoje Elaine e seus filhos estão integrados na frente missionária e em sua casa acontecem reuniões de oração e estudos bíblicos. Sua vida tem servido de testemunho para os vizinhos.

Águas de São Pedro

Desafio A região de Piracicaba é formada pela união de 26 municípios agrupados em três áreas, onde se concentra uma população aproximada de 1,3 milhões de habitantes. Alcançar os bairros populosos da cidade e região com a mensagem de salvação e plantar novas igrejas batistas é o grande desafio. Participe do sustento dos missionários que estão plantando igrejas na cidade de Piracicaba e região.

Situado a 170 km da capital, a cidade tem 19.329 habitantes e área de 115,947 km². Missionário: Ananias Florêncio de Souza*

Localizado a 169 km da capital. Sua população é de 2.020 habitantes. Águas de São Pedro é o menor município brasileiro em extensão territorial, com uma área de apenas 3,9 km². É um dos 11 municípios paulistas considerados estâncias hidrominerais. Missionário: Anderson Teixeira Lourenço*

Ipeúna, SP

Sua população é de 5.182 habitantes e possui uma área de 190 km². Missionário: Gean Silva Santana*

Iracemápolis

Pereiras

Sua população é de 7.910 habitantes e área de 222,156 km². O município está localizado à 190 km da capital. Missionária: Maria Aparecida Mangaba dos Santos*

Objetivo Em toda região Missões Nacionais mantém dez obreiros plantando novas igrejas na região. Você pode, através do PAM Brasil, participar do sustento destes obreiros:

Charqueada

Parque Primeiro – Piracicaba

Corumbataí

Maior cidade da região com uma população de 365.440 habitantes e área de 1.369,511 km². Existem apenas oito igrejas batistas na cidade, com um total de 900 membros, sendo que mais da metade pertence a uma única igreja. Missionária: Sonia de Fátima Francisco

Saltinho

Com uma população de 6.170 habitantes e área de 101,404 km², a cidade foi emancipada em 1991 e possui cerca de 7% de evangélicos. Saltinho é citada como a “cidade do desemprego zero”. Missionários: Sandro e Denise Pereira

Localizada a 180 km da capital, Charqueada tem 15,213 habitantes numa área total de 175,998 km². Missionário: Pedro Soares Pinto* O município tem 4.109 habitantes e área de 278,143 km² e está localizado à 202 km da capital. Missionária: Sueli Câmara*

Analândia

Localizada a 221 km da capital, Analândia tem 4.471 habitantes e uma área de 326,630 km². Missionária: Thais Silva de Oliveira Sales* * Obreiros em convênio com a Convenção Batista do Estado de São Paulo


Guarulhos “Esperamos muito por este momento e estamos felizes porque agora recebemos o apoio de que tanto precisamos...”

Desafio Guarulhos está inserida na região metropolitana de São Paulo. É o segundo município mais populoso do estado, com 1.236.192 habitantes, numa área de 318,014 km². Distante apenas 17 km da capital. Objetivo Missões Nacionais mantém seis missionários que estão iniciando novas igrejas na cidade. Você pode, através do PAM Brasil, participar do sustento destes obreiros: Conheça os projetos e missionários que estão alcançando vidas em Guarulhos:

Picanço – Guarulhos

O bairro de Picanço está localizado na região leste de Guarulhos e conta com 52 mil moradores. Missionária: Ana Mércia dos Santos

Bom Clima – Guarulhos

O bairro Bom Jesus está localizado na região leste de Guarulhos, próximo a uma das principais vias de acesso à cidade, a avenida Brigadeiro Faria Lima. Missionários: David e Bárbara Araújo

Vila Rio – Guarulhos

O bairro de Vila Rio está localizado na região central de Guarulhos e conta com 35 mil moradores. Missionários: Márcio e Talita Pureza

Vila Augusta – Guarulhos

O bairro Vila Augusta está localizado na região sudoeste de Guarulhos, próximo ao Anel Viário e faz divisa com os bairros Itapegica e Gopoúva. Missionário: Nelson Elisiário de Araújo

Água Chata – Guarulhos

Missionário: Gerson de Oliveira Bastos

Revista do PAM Brasil

Assim afirmou o pastor Arnaldo Sousa de Oliveira – presidente da Associação Batista de Guarulhos e Adjacências durante encontro que organizou o plano de expansão missionária na cidade. Guarulhos é um grande desafio. A cidade tem 40 igrejas batistas com 4 mil membros, mas que representam apenas meio por cento da população de mais de 1,3 milhão de habitantes. Esta realidade levou Missões Nacionais a incluir a cidade no mapeamento para implantação de 10 pólos para os quais enviaremos obreiros que atuarão na evangelização e discipulado, preparando para a organização de novas igrejas. Estamos à procura de obreiros que aceitem o desafio de atuarem no campo de Guarulhos, levando esperança aos aflitos e liberdade aos cativos. Guarulhos é um grande desafio missionário no estado de São Paulo. O maior trabalho espírita da América Latina está baseado na cidade, contando ainda com uma rádio, que divulga os seus princípios. O avanço de outras seitas pode ser observado, e neste contexto é necessário o avanço missionário. Os evangélicos são pouco mais de 11% da população, incluídas as seitas. Os batistas são 0,37%, ou seja, poucos crentes para evangelizar uma cidade de grande densidade populacional. São muitas vidas que precisam ouvir de Jesus. Guarulhos espera uma resposta dos batistas brasileiros e não podemos ficar omissos diante de mais esse grande desafio. A maioria da população está mergulhada na idolatria e na indiferença espiritual. Apesar de uma boa qualidade de vida, falta à maioria dessas pessoas uma experiência real com Cristo, experiência essa que não pode ser comprada com bens materiais. “Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se ou destruir-se a si mesmo”. Por amor a essas milhares de pessoas, precisamos conquistar Guarulhos para Cristo.

55


São Carlos “Não é possível, isto já é um milagre” Foi o que a mãe de Daniel (9 anos) disse aos missionários Ivanete e Fernando Leiros Ferreira. A mãe do menino indagou sobre o comportamento do filho nas reuniões, e se surpreendeu com a resposta que obteve. Outro caso semelhante é o de Kauã de apenas cinco anos. O pequeno freqüenta todas as reuniões que acontecem aos sábados. A mudança de atitude do menino foi decisivo para que a vó aceitasse receber os missionários na ministração do Evangelho de João. E não ficou só com a vó. Hoje uma vizinha, além da irmã do menino também estão recebendo os estudos. O grupo já está estudando o livro O Que Jesus Deseja que Você Faça. Trata-se de mais uma família católica dentre tantas de São Carlos. O trabalho com as crianças foi uma estratégia divina para atingir as famílias sãocarleses. Inicialmente os abordados até aceitam receber o estudo do Evangelho de João, mas não abrem suas portas para receber os obreiros. Sempre respondem com evasivas do tipo: “Na minha igreja a gente estuda”, se referindo a católica ou ainda: “Não tenho tempo”. Mas aos poucos estão abrindo suas casas e corações para a mensagem do Evangelho.

Revista do PAM Brasil

Objetivo Os missionários Fernando e Ivanete Leiros chegaram em agosto de 2008. A maioria da população está mergulhada na idolatria e na indiferença espiritual. São muitas vidas que precisam ouvir de Jesus. Apesar de uma boa qualidade de vida, falta à maioria dessas pessoas uma experiência real com Cristo, experiência essa que não pode ser comprada com bens materiais. “Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se ou destruir-se a si mesmo”. Por amor a essas 200 mil pessoas, precisamos conquistar São Carlos para Cristo.

56

Desafio São Carlos, que é conhecida como a capital da tecnologia, é um município distante da capital 231 km e conta com uma população de 212.956 habitantes, distribuídos em uma área de 1.141 km². Participe do sustento do casal de missionários através do PAM Brasil. Ainda está faltando 51% para completar seu sustento. Você sabia? São Carlos está inserido na mesorregião de Araraquara e é formada pela união de 21 municípios agrupados numa área de 9.455,299 km² e com população de 800.644 habitantes?

Jundiaí “Vim aqui buscar ajuda, porque meu filho é alcoólatra” Era o primeiro culto na nova missão aberta no bairro de Vila Rami em Jundiaí pelos missionários Antonio Roberto Pinto e Maria do Amparo Matos Pinto. A única visitante foi a senhora Maria Antônia que mora na mesma rua da Igreja. E suas palavras foram estas: “Vim aqui buscar ajuda, porque meu filho é alcoólatra”. Ela ficou até o final e gostou muito das músicas e da mensagem. Na semana seguinte começaram os estudos bíblicos e na segunda lição ela se rendeu aos pés de Jesus. Tem sido uma alegria ver sua firmeza e fé, apesar das dificuldades na área da saúde, tem testemunhado para os parentes e vizinhos e se prepara para o batismo. Objetivo Os missionários estão em Jundiaí há seis anos e neste período já organizaram a IB Morada das Vinhas com 70 membros, revitalizaram a IB Boa Esperança, deixando-a com 48; iniciaram a IB Jardim Mirante, que ficou com 22 membros. Em dezembro de 2006 assumiram um novo desafio, agora na região sul da cidade de Jundiaí, onde há bairros populosos com fraca presença evangélica e nenhuma batista. Desafio Jundiaí está localizado a apenas 63 km da capital e 45 km de Campinas. Possui uma população de 343 mil habitantes. O desafio é plantar três novas igrejas na região sul, que tem cerca de 70 mil habitantes, começando pelo bairro de Vila Rami, com 12 mil habitantes, e chegando depois aos bairros de Vila Maringá, com 15 mil, e Bonfigliolli com 13 mil. Participe através do PAM Brasil do sustento da família missionária, ainda faltam 70% do sustento do projeto. Você sabia? Jundiaí é uma das maiores cidades de São Paulo, mas possui apenas cinco igrejas batistas com menos de mil membros.


Santa Cruz das Palmeiras “Os batistas demoraram 64 anos para bater em minha porta”

Objetivo A missionária Odeth Brites Moreira chegou na cidade em janeiro de 2007 e encontrou apenas uma irmã como membro da missão e alguns congregados, crentes novos, ainda não discipulados. O desafio é manter firme o ministério, prosseguir com alegria e compromisso com a Palavra de Deus. Resgatar a credibilidade da obra batista, plantar uma igreja batista vitoriosa e dinamizar o evangelho. Desafio O município de Santa Cruz das Palmeiras tem 26.342 habitantes e está localizado na Bacia do Rio Mogi Guaçu, a 30 km da Rodovia Anhanguera, a nordeste do estado. Participe do sustento da missionária através do PAM Brasil. Ainda está faltando 20% para completar seu sustento. Você sabia? O povo palmeirense é formado, em sua maioria, por descendentes de italianos e tradicionalmente católicos. Há também uma grande parcela de nordestinos e imigrantes de outros estados, atraídos pelo trabalho durante as safras nas indústrias ligadas a criação de aves, citricultura, açúcar e álcool.

Taquarituba “A mão de Deus fez isso” Quando chegou em Taquarituba, a missionária começou a fazer contatos e conheceu o abrigo da cidade, que é mantido pela prefeitura e atende menores carentes filhos de famílias desestruturadas. Autorizada pela assistente social da prefeitura, começou um programa aos sábados com as crianças do abrigo com a condição de não usar aquele espaço para nenhum fim religioso. A condição foi obedecia, mas quando houve a necessidade de conseguir uma casa de ressocialização para encaminhar alguns meninos, pôde ver a mão de Deus agindo e modificando o pensamento da assistente social. “Deus nos usou para isso, e agora temos todas as portas abertas e liberdade para trabalhar com as crianças”. Objetivo O trabalho teve início em 1999 e apresenta Jesus, a Água da Vida, aos moradores de Taquarituba, com objetivo de plantar uma igreja forte e multiplicadora na cidade. Desafio Taquarituba tem 23.749 habitantes e está localizada a 320 km da capital do Estado. Tem altos índices de alcoolismo, drogas, prostituição infantil e idolatria, e é rodeada por outras cidades em condições semelhantes, onde não existem igrejas batistas. Participe através do PAM Brasil do sustento deste projeto.

Revista do PAM Brasil

No dia mais triste da vida de Lourdes Cipriano, a missionária Odeth Brites chegou à sua casa. Ela cuidava dos afazeres domésticos, enquanto chorava e arquitetava um plano para matar o marido e a si mesma. Estava determinada e convicta de que essa era a única solução. Ao ouvir a mensagem do evangelho, a declaração do amor de Deus abrandou o seu coração, e ela aceitou Jesus. Passou a estudar a Bíblia e a freqüentar a Igreja. No dia de seu batismo estava exultante. Pediu para falar e disse: “Sou grata a Deus e a Missões Nacionais, por terem mandado a missionária para me falar do meu Salvador Jesus Cristo”. Apontando o dedo para a congregação concluiu: “Uma coisa tenho contra os batistas brasileiros: demoraram 64 anos para bater em minha porta. Mas, enquanto viver, quero servir ao meu Senhor”. Estas palavras devem nos impactar e nos ensinar quanto à urgência de chegarmos aos lares brasileiros antes que seja tarde. A irmã Lourdes se admirava por existir mensagem tão poderosa à sua disposição e demorar tanto para chegar aos seus ouvidos. Por isso, passou a levar o evangelho para todos de sua família e se tornou uma bênção.

57


Revista do PAM Brasil

Chapada Diamantina: Mais um desafio missionário na Bahia

58

A Bahia é considerada um dos principais estados e o mais rico do Nordeste. É também o estado com maior exploração do turismo de todo o Nordeste, seguido do Ceará e Pernambuco. O estado tem uma população de 14.076.212 habitantes numa área de 564.692,669 km². É o estado brasileiro com a maior população de negros e mulatos e o que possui maior influência da cultura africana, que está presente na música, culinária, religião e no modo de vida dos baianos, que receberam grande contribuição dos escravos africanos. Apesar do trabalho missionário batista no Brasil ter iniciado na Bahia, o estado representa ainda um enorme desafio. Dada a sua extensão territorial, seu ecletismo religioso e sua miscigenação racial, o avanço do evangelho tem sido lento. Dos 415 municípios baianos, 56 ainda estão sem presença batista. A Chapada Diamantina é uma região de serras, situada no centro do Estado da Bahia. Rios e cachoeiras e uma vegetação exuberante atraem turistas que movimentam a economia da região. Mas a Chapada também abriga, em seus vales e cumes, comunidades esotéricas e alternativas. A distância dos grandes centros onde a presença batista é mais visível, não é o único fator dificultador, mas também o sincretismo religioso, prostituição e alcoolismo que têm destruído tantas famílias. Um terço das cidades sem presença batista está na região, e é também na Chapada um dos menores índices de evangelização do estado baiano. Missões Nacionais e a Convenção Batista Baiana abriram novas frentes na região a partir da realização da Trans Chapada Diamantina em 2008, com o objetivo de plantar igrejas fortes com uma visão de multiplicação em todas as cidades ainda não alcançadas. O trabalho conta com a coordenação dos missionários Gerson e Lizete Perruci.

Conheça os projetos e missionários que estão alcançando o povo baiano:

Barra da Estiva

Com uma população de 28.131 habitantes e área de 1.401 km², Barra da Estiva pertence à Chapada Diamantina, tendo seu território totalmente incluído no polígono das secas. Situa-se na parte centro-oeste do Estado da Bahia e faz parte da Bacia Hidrográfica do Rio de Contas. Missionários: Marcos Aurélio e Alessandra de Azevedo

Ibicoara

Com uma população de 17.539 habitantes e uma área de 977,170 km², Ibicoara situa-se na região do Centro-Sul Baiano, no Sudoeste da Chapada Diamantina, a 570 km da capital Salvador. Missionários: Renato Alves e Juliana Cristina Fagundes

Morro do Chapéu

Com 34.012 habitantes e uma área de 5.531,854 km², a cidade está localizada na zona oriental da Chapada Diamantina a 384 km da capital. Na cidade também será desenvolvido um trabalho com surdos. Missionários: Jaqueline de Carvalho Augusto; Josivaldo de Souza e Valdelina Beda (surdos)


Projeto Ler e Escrever Aproveitando as oportunidades que têm surgido em Barra da Estiva (BA), a missionária Alessandra Azevedo decidiu iniciar um programa de alfabetização ao conhecer uma senhora de 65 anos que não sabia ler nem escrever. A missionária conheceu dona Alaíde durante as visitas que realizava na vizinhança. Viúva e com sete filhos, a maioria já casada, emocionou-se ao ouvir que teria uma oportunidade de conhecer o mundo da escrita. “Quando disse a ela que eu a ensinaria, ela pulou em meu pescoço, muito emocionada. Perguntou quanto eu cobraria a ela e, claro, disse que a minha recompensa seria vê-la lendo e escrevendo para poder ler a Palavra do Senhor”, comenta Alessandra. Alaíde foi presenteada com uma Bíblia e ressaltou que em breve estará lendo tudo. Também em Triunfo do Sincorá, foram identificadas algumas pessoas que não sabem ler nem escrever e os missionários desejam estender o projeto Ler e Escrever a elas. O trabalho na cidade já recebeu, de um médico filho de uma senhora nova convertida, um terreno de 10x20 m² para a construção da congregação batista. O Brasil está sedento de Deus. Vemos portas sendo abertas e vidas resgatadas do inferno. Não podemos deixar de participar deste grande mover de Deus. É tempo de avançar, rumo à salvação de nossos compatriotas.

Revista do PAM Brasil

Consolidação em Morro do Chapéu Em Morro do Chapéu, BA, a missionária Jaqueline de Carvalho Augusto está mobilizando os irmãos da missão para a campanha de oração, pela quebra das fortalezas existentes, conversão e crescimento do trabalho, devido ao grande envolvimento dos moradores com umbanda e candomblé, além do esoterismo. O trabalho, graças a Deus, tem se desenvolvido, tanto que a missionária está contando com a ajuda de uma voluntária, enviada pela Convenção Batista Baiana, para atender as 40 famílias que estão recebendo estudos bíblicos. Além dos estudos, Jaqueline está preparando para o batismo os 20 novos convertidos que estão firmes no trabalho da missão, além do trabalho com cerca de 40 crianças aos domingos. Todas elas, frutos das Escolas Bíblicas de Férias, que foram realizadas em julho, e que continuam freqüentando o trabalho. Com as crianças, foi formado o primeiro coral da cidade, que está ensaiando para o Natal, quando se apresentará em igrejas e locais públicos. Também envolvendo as crianças, no dia 12 de outubro a rua do templo foi fechada para atividades infantis e anúncio da Palavra de Deus aos pequeninos e seus familiares, em frente ao templo. Para a realização deste evento, a missionária contou com o patrocínio de uma loja local, cuja dona é evangélica, que cedeu o caminhão, onde funcionou o palco, brinquedos e lanche para os presentes. Oremos por libertação dos moradores da cidade e por proteção e sabedoria à missionária.

59


Revista do PAM Brasil

Missões Nacionais alcançando o Sudoeste do Paraná

60

O Paraná está situado na região Sul do país e tem uma população de 10.284.503 habitantes numa área 199.314 km² e tem como capital Curitiba. O Paraná é o quinto estado mais rico do Brasil. O Paraná é um grande desafio missionário. Há 250 municípios sem presença batista, ou seja, 3,5 milhões de paranaenses (35% da população) vivem onde ainda não chegamos com a pregação do evangelho. Muitas cidades são desafios para plantação de igrejas ou carecem de apoio para expansão. Missões Nacionais está investindo na mesorregião do Sudoeste Paranaense que é formada pela união de 37 municípios agrupados em três microrregiões, formando uma população total de 476.540 habitantes. São mais de 30 cidades sem presença batista. Por isso, o projeto para o Sudoeste do Paraná tem como objetivo estabelecer o trabalho batista em toda a região, ampliando a ação evangelizadora dos batistas brasileiros. Os objetivos específicos são: alcançar as cidades da fronteira, fortalecer as Igrejas com dificuldade e ampliar o avanço da obra batista no sudoeste do Paraná; investir de forma mais consistente na evangelização do sudoeste do estado; elaborar um planejamento de crescimento e desenvolvimento das igrejas batistas da região; abrir novas frentes missionárias com visão missionária, para alavancar o aumento dos batistas na localidade.

Conheça os projetos e missionários que estão alcançando o povo paranaense:

Ampére

Com uma população de 17.067 habitantes e uma área de 298,334 km², a cidade está localizada no Sudoeste do Paraná, a 570 km da capital. Missionários: Cláudio e Luciana Ribeiro

Realeza

Com 15.500 habitantes dispostos numa área de 353,415 km². Distante da capital 515 km e situada entre duas cidades pólos da região, Cascavel, ao norte, e Francisco Beltrão, a sudeste. Missionários: Hilton e Tatiana Isleb

Planalto

O município possui 14.007 habitantes e uma área de 345,740 km². Está localizada a 565 km da capital. Missionários: Robson e Valdira Oláh

Santo Antônio do Sudoeste

Localizado a 586 km de Curitiba, o município tem uma população de 18 mil habitantes e área de 325,672 km². Missionário: Valdir e Odete Tomé


Campanha para construção do novo Lar Batista F. F. Soren “Eu senti a necessidade de contribuir com a doação mensal, através de um folheto que eu recebi, eu me comovi com vários trabalhos de missões e escolhi o Lar Batista. Agora o que me comoveu a fazer a doação foi o Espírito Santo de Deus. Na verdade eu tinha um valor pequeno e eu queria ajudar a reformar o muro do Lar e o Senhor me tocou para que eu doasse um valor maior ao Lar Batista e foi o que eu fiz. E em testemunho ao pastor Brandão, a gente viu que a igreja estava orando, pedindo que Deus confirmasse. Acho que tudo isso é a mão de Deus que está envolvida nesse trabalho. Eu me sinto comovido com aquilo que eu vou proporcionar a essas crianças, que podem sonhar em ser alguém na vida, e o Lar Batista é um instrumento de transformação nesta cidade. Isso para mim não tem preço. O valor que eu doei é muito pequeno para tudo o que Deus tem por trás dessa obra. Então é não se apegar ao valor, ao dinheiro, mas ao que Deus pode fazer. Fico feliz por Deus ter me usado como instrumento dele”. Esta foi a declaração do irmão que doou a verba que possibilitou a compra do terreno em que será construída a futura sede do Lar F. F. Soren em Palmas, por ocasião do culto em gratidão a Deus pela concretização da compra. A verba doada representava as economias do irmão, que estavam aplicadas na Bolsa de Valores, que sofreu queda acentuada depois da doação dos valores. “Se ainda estivesse lá, neste momento teria perdido quase tudo. Mas investindo no Reino de Deus, obedecendo a Jesus, estou muito mais feliz do que estaria com o dinheiro na Bolsa”, afirmou irmão Wagner Santos.

Os projetos físico, arquitetônico e urbanístico da nova sede do Lar foram doados pela empresa R D Engenharia e Comércio Ltda, que está desenvolvendo os mesmos. Missões Nacionais continua trabalhando para reunir os recursos necessários para a construção do Lar. A campanha denominada Construtores do Futuro tem recebido o apoio de irmãos, igrejas e empresas que assumiram o compromisso de ofertar para que as crianças assistidas pelo Lar F. F. Soren tenham melhores condições, não apenas no futuro, mas já no presente. Queremos desafiar você e sua igreja a participarem deste grande empreendimento social e missionário, contribuindo para a construção do novo Lar, que será um modelo nacional, com toda a infra-estrutura necessária, para que as crianças e os adolescentes atendidos sejam ainda mais abençoados e tenham suas vidas transformadas pelo poder de Jesus, para honra e glória de Deus. Se você quer ser um Construtor do Futuro, há várias formas possíveis. Você poderá contribuir mensalmente através do PAM Brasil ao longo de um ano ou pode enviar uma oferta única, através de um boleto emitido especialmente para a oferta. Entre em contato com o PAM Brasil através do e-mail: pambrasil@missoesnacionais.org.br ou pelo telefone: (21) 2107-1818. Sua colaboração contribuirá para a transformação de nosso país através do resgate da vida destas crianças e adolescentes que representam o futuro de nossa Pátria. Não fique de fora. É tempo de avançar, por amor aos brasileiros!

Revista do PAM Brasil

Uma vida vale mais que o mundo inteiro

61


Missões Nacionais tem seus primeiros missionários surdos

Revista do PAM Brasil

“E naquele dia os surdos ouvirão as palavras do livro...”

62

A pregação do evangelho aos cerca de 8 milhões de surdos em nossa Pátria ganhou impulso com a aprovação da primeira turma de missionários surdos que plantarão igrejas para surdos no nordeste e sul do país. Inicialmente são seis missionários, mas o desejo da agência missionária dos batistas brasileiros é que muitos outros venham, para atender a grande demanda dos surdos em nossa Pátria. O momento emociona por vermos um grupo superando as dificuldades que enfrentam diante de uma sociedade despreparada para uma convivência harmônica. Quando pensamos na reforma ortográfica que está aprovada visando adequar nossa língua portuguesa a de outros países que a usam e vemos uma parcela de nosso povo, dentro de nosso país, excluído de nossa comunicação, parece-nos uma grande ironia. Quando o tema inclusão está em alta, nós cristãos não podemos continuar mantendo distância dos irmãos surdos, estando eles ao nosso lado. Que tenhamos, todos, compaixão dos surdos. Em seu testemunho, o missionário Josivaldo declarou: “Deus me convocou para esta tão grande obra. O Brasil dos surdos tem sede de Deus. A alma do surdo está gritando, eu sinto isso... O clamor dos surdos será acalmado. A alma do surdo será liberta e terá a vitória. O inimigo já está vencido.” Amém! Este grupo, embora vivendo no mesmo espaço geográfico, encontra-se na categoria de não alcançados pelo evangelho. Com sua ajuda daremos continuidade aos projetos que proporcionem a participação e inclusão dos surdos no nosso meio, que permitam o uso da Libras – Língua Brasileira de Sinais – sem barreiras. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o sustento dos missionários surdos que foram nomeados em janeiro de 2009 por Missões Nacionais ou ajudando a manter o Ministério com Surdos que é coordenador pela missionária Marília Moraes Manhães.

Conheça os missionários que estão alcançando os surdos: Luis Antonio dos Passos – Florianópolis, SC Aos nove anos conheceu a Língua de Sinais. Sua alegria aumentou ainda mais por receber da amiga, Ana Lúcia, seu sinal em libras. Com 17 anos começou a trabalhar e

foi uma experiência muito difícil, pois não teve nenhuma orientação antes para iniciar o trabalho. Com 20 anos estava com os amigos surdos indo para uma festa e sofreram um acidente. Neste acidente morreram cinco surdos. “Eu não estava com eles na Kombi e eu estava no carro, com minha namorada. Eles eram meus amigos de infância”. Depois deste fato recebeu Jesus tudo sua vida mudou. “O medo que tinha acabou” e descobriu na Bíblia quem é Deus,” sou grato a Deus por tudo”. Casado com Gabriele Cristine, tem dois filhos: Ana e Vitor. Através da leitura da Bíblia entendeu que deveria obedecer a Jesus evangelizando outras pessoas. “Senti claramente em meu coração a voz de Deus e percebi que as pessoas estavam na mesma condição que eu já vivia, sem Jesus. Então assumi diante de Deus a responsabilidade de mostrar de Jesus o Salvador de todas as pessoas”, Conclui. Está cursando o 3º período em Letras/LIBRAS na Universidade Federal de Santa Catarina. Já participou de projetos missionários e de um grupo teatral de adultos surdos. Tem experiência em acampamento de surdos, ministração de estudo bíblico e discipulado para surdo e instrutor de libras para crianças. O missionária foi nomeado para plantar a Missão Batista de Surdos em Florianópolis, SC, e segue mobilizando parceiros para o sustento financeiro e espiritual. Ainda faltam 55% para completar seu sustento. Esdras dos Santos Paixão - Itabaiana, SE Sua mãe teve rubéola quando ainda estava em seu ventre “o que me fez nascer sem poder ouvir”. Cresceu como uma criança normal, mas “vivia no mundo perdido por causa das influências e dos falsos amigos”. Mas 1995 visitou uma igreja batista e ao final decidiu aceitar o convite “era Jesus que eu precisava para mudar de vida”. Foi voluntário na Trans Bahia e no projeto Alcance Surdo em Florianópolis, SC. Prosseguiu aprendendo outros sinais e recebendo capacitação missionária para atuar no Ministério com Surdos. “Não me esqueci do primeiro propósito do Ide por todo o mundo pregar o evangelho a toda criatura e precisamos de missionários para os surdos de lá”. Solteiro, atuou como professor de EBD numa classe especial para surdos. Esta é uma iniciativa de fortalecer a evangelização dos surdos, por isso os batistas brasileiros estão enviando o missionário Esdras para atuar em Itabaiana, SE. Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil e ajude em seu sustento. Ainda faltam 75% cobrir seu sustento.


Josivaldo e Valdelina Beda - Morro do Chapéu, BA Josivaldo na infância lembra-se da “primeira vez que assistiu no cinema o filme Jesus, aos cinco anos de idade. E vi todas as pessoas chorando emocionados no final do filme e percebi que eu o único na platéia que fiquei sem entender com clareza a mensagem do filme.” Na adolescência sua mãe o presenteou com uma imagem de Maria. “Me senti empolgado, levei aquela imagem durante 15 anos”. E continuava com muita esperança e fé em Jesus “o filme que eu

assisti quando criança sobre Jesus nunca saiu da minha memória”. Um dia uma missionária foi à Goiânia e o visitou em casa para o evangelizar. “Ela me levou até a igreja batista. Até então eu achava que todas igrejas eram iguais. Mas ali eu entendi a Palavra de Deus e abri o meu coração e aceitei o Salvador Jesus e tornei-me um crente, isso ocorreu em 1984”. Seu primeiro campo de atuação missionária foi a cidade de Cuiabá, MT onde muitos surdos foram evangelizados e receberam a salvação também. Valdelina nasceu numa fazenda em Goiás e tem uma irmã e dois irmãos surdos e quatro irmãos ouvintes. Os pais, preocupados, levaram os filhos surdos ao médico. Na consulta, o médico disse que havia em Goiânia uma Escola Especial em Goiânia. A família então se mudou para que estudasse. Seus pais, católicos, sempre a levava à igreja. Mas “não aprendia nada, por falta de intérpretes.” Em Goiânia estudou até a antiga quarta série e teve que interromper os estudos. Mais tarde se inscreveu na Associação dos Surdos de Goiânia. Foi nesta época, com 17 anos, que conheceu o Josivaldo. Após o casamento, Josivaldo se converteu, mas “eu ainda não sentia desejo de fazer minha decisão. Mas Deus teve um grande amor por mim e sabia que precisava Dele e me esperou muito. Então eu me decidi aos 32 anos”. Nos últimos anos atuou como professora da EBD; coordenou eventos especiais; professora de línguas de sinais nos cursos da igreja. “O meu desejo é ajudar os surdos a aprenderem a Palavra de Deus.” O casal tem um filho chamado Rodrigo. A família seguiu para o município de Morro do Chapéu, BA, onde atuaram na plantação de uma igreja de surdos. Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Ainda faltam 19% para completar o sustento do casal.

Revista do PAM Brasil

Flávio Alan e Patrícia Xavier dos Santos (Arapiraca, AL) Desde a infânia Flávio freqüentava à igreja, mas ele não entendia, pois não havia intérprete, então desistiu. Na juventude começou beber e fumar, “foi período ruim em minha vida”. Quando conheceu Patrícia, “uma jovem intelig ente e educada que me convidou para visitar a igreja”. Aceitou o convite em 1997 “e foi quando me arrependi, aceitei a Jesus, e desde aquele momento Jesus mudou a minha vida e hoje tenho uma família maravilhosa e feliz.” Patrícia Xavier quando tinha três anos de idade sua mãe lhe chamava pelo nome “mas eu não podia atendê-la”. Seus pais a levaram ao médico e “lá descobriram que eu era uma criança surda”. Na adolescência cresceu “ainda sem conhecer a Palavra de Deus. Ia com minha mãe para igreja mais não havia nenhum intérprete, mas continuava indo mesmo sem entender o que era dito nos cultos. Minha mãe tentava me incentivar me dando a Bíblia para eu ler. Em 1997 se converteu e em 2002 se formou no Instituto Nacional de Educação do Surdo: “Eu pensava: qual carreira deveria seguir? Qual faculdade cursar? Foi quando Deus me chamou para ser missionária. E eu perguntei para Deus, mas como poderei ser uma missionária? Eu não conheço bem a Palavra de Deus. Mas Deus continuou a me chamar e então eu aceitei”. Em 2004 começou a participar das Operação Trans, no Acre e depois no Ceará. “Enquanto trabalhava, o Senhor confirmou minha chamada e me dava a cada dia mais amor pelo que eu fazia e entendi o que era ser uma missionária, sou muito grata a Deus por esse momento em minha vida.” O casal um filho, Felipe, que é ouvinte. Eram membros da PIB Vila da Penha, onde atuavam no ministério de Surdos e de onde seguiram para Arapiraca, AL, onde atuaram na plantação de uma igreja de surdos. Participe do sustento do casal através do PAM Brasil. Ainda contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Ainda faltam 44% para completar o sustento do casal.

63


PROJETOS SOCIAIS “Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver me” (Mt 25.35 e 36)

Revista do PAM Brasil

Missões Nacionais desenvolve projetos sociais em todo o Brasil. Com o propósito de oferecer melhores condições de vida ao povo brasileiro, seus projetos contribuem para o crescimento do indivíduo como um todo, seguindo os ensinamentos de Jesus e revelando com ações práticas o amor ao próximo. São ministérios, que abrangem várias dimensões, desde o trabalho com escolas nos sertões a centros de capacitação e profissionalização em capitais; são dispensários; é o atendimento à população de rua, menores abandonados, marinheiros e presidiários; casas-lares que atendem a centenas de crianças; centros de recuperação de dependentes químicos; trabalho com indígenas; evangelização de surdos, pessoas com deficiência visual e com hanseníase. Buscamos apresentar o evangelho de forma prática. Além disso, na maioria das frentes missionárias de plantação de igrejas espalhadas pelo Brasil, são desenvolvidos projetos sociais porque, assim como fez Jesus, queremos

64

de alguma forma cuidar da multidão que segue o Mestre, e cremos que, mesmo com cinco pães e dois peixinhos, Ele pode alimentar a todos. Desafio Missões Nacionais coordena 36 projetos sociais em todo o Brasil, e para isso conta com 56 missionários. Contribua com o sustento desses missionários e seus projetos. Objetivo O nosso objetivo é atender integralmente o ser humano, compartilhando com ele o amor de Deus, buscando suprir suas necessidades físicas, emocionais e sociais, tendo como princípios os ensinos de Jesus. Você sabia? O IBGE estima que existam 54 milhões de pobres no Brasil, cerca de 30% da população total. Praticamente um terço da população brasileira vive em situação de fome e miséria. Somos o país com a pior distribuição de renda da América Latina e uma das piores do mundo. Este contexto econômico tem gerado o aumento da violência, problemas habitacionais como a crise no campo, desemprego e aumento da população de rua nas cidades.

Projetos Missionários O Brasil é muito mais que um país, é quase um continente. Em extensão é o quinto maior do mundo; dentro dele, dezenas de pequenos países caberiam. Quem viaja pelo Brasil, das grandes cidades aos sertões, constata a diversidade de costumes, tradições e crenças que caracterizam nosso povo. Grande como o Brasil é o nosso desafio missionário porque Jesus morreu por todos. Imensos como nosso território são os problemas que angustiam nosso

povo: insegurança, desigualdade, violência, dependência química, prostituição... É preciso avançar, por amor aos brasileiros! Conheça a seguir experiências marcantes que estão transformando vidas por toda Pátria, através dos projetos missionários desenvolvidos em nossa Pátria. Nesta seção você poderá levar sua igreja a fazer uma viagem, mostrando os desafios e motivos para intercessão.


MINISTÉRIO COM HANSENIANOS “Meu filho tem vergonha de mim, por isso não me leva para sua casa.” Esta é a realidade da vida de dona Raimunda. Ex-hanseniana, tem as mãos mutiladas por esta doença tão cruel. Seu rosto já não é mais o mesmo, nem o seu corpo. É capaz de manter suas atividades corriqueiras como cozinhar, escrever e fazer crochê, adaptando os materiais às suas condições. Ela continua residindo em Marituba por opção própria. Não somente ela, mas a maioria dos moradores desta ex-colônia permanece na comunidade para fugir do preconceito que sofreriam fora dali. O Brasil é o segundo país do mundo em casos de hanseníase, só perdendo para a Índia. São pessoas rejeitadas pela sociedade e por suas próprias famílias, mas acolhidas por Deus. Objetivo O projeto em Marituba tem o objetivo de atender aos hanse-

nianos e ex-hansenianos que residem no local, prestando também assistência social a toda a comunidade. Desafio São vidas que carecem de amor e de Deus. Seu amor pode chegar até eles? Este projeto é coordenado pelo casal de missionários pastor Luiz Gonzaga e Auridéia Ferreira. Ainda faltam 18% para o sustento mensal destes obreiros. Você sabia? No Brasil há 7 milhões de hansenianos e a cada 12 minutos identifica-se um caso novo. No município de Marituba são cerca de 1.200 pacientes com hanseníase assistidos pelos missionários.

REVIVER

“Meu filho é um caso perdido...”

Objetivo O projeto Reviver é um centro de recuperação instalado no município de Muriaé, MG, que acompanha, trata e evangeliza dependentes químicos e familiares. Desafio Os missionários no Projeto Reviver, em Muriaé, MG, o casal pastor Fernando e Idinalva Arêde e a irmã Jaine Feliciano, vivenciam esta realidade todos os dias. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Ainda faltam 12% para cobrir o sustento dos missionários.

Você sabia? A dependência das drogas e do álcool é um dos problemas mais graves enfrentados pela sociedade. Segundo a ONU, no Brasil há 5 milhões de usuários freqüentes de maconha. O diagnóstico de abuso ou dependência de álcool ou das drogas atinge entre 17 e 25 milhões de pessoas e cerca de R$ 150 milhões são gastos com tratamentos psiquiátricos pelo SUS de casos com diagnóstico de dependência química. Em apenas dois anos, 726 mil internações em hospitais e clínicas brasileiras foram provocadas por abuso de drogas. O alcoolismo, mal que aflige 12 milhões de brasileiros, foi responsável por 90% desse número. Revista do PAM Brasil

Continuou o pai: “... não sei o que vocês vão poder fazer por ele mas, como já tentei de tudo, resolvi tentar com vocês”. “Para Deus não há caso perdido”, foi a resposta do missionário. O filho ficou. Como era usuário de drogas havia mais de 14 anos, enfrentou muitas dificuldades no processo de desintoxicação, mas depois de cinco meses começou a mudar. Foram onze meses de luta, inclusive espiritual, mas o rapaz conseguiu voltar para sua casa, convertido e com novos planos. As drogas têm destruído a vida de muitos jovens. Somente Deus pode mudar esta realidade.

65


Ministérios com MARGINALIZADOS “Sentia que Deus me amava e a prova disso são vocês” Os centros urbanos abrigam um grande número de marginalizados, pessoas que vivem nos becos e ruas escuras, que vivem na pele a indiferença social. Apesar do abismo que se forma entre estes e o restante da população, os batistas têm se erguido, levando esperança a quem já perdeu tudo. Nas madrugadas, em locais inóspitos, verdadeiros profetas erguem suas vozes proclamando liberdade e levando consolo a viciados, prostitutas e moradores de rua. “Quero agradecer a vocês por estarem aqui nessa madrugada, pois esta semana estava muito oprimida e pensei em tirar a minha vida a semana toda, mas sentia que Deus me amava e a prova disso são vocês aqui”, disse uma mulher que recebera a Cristo em um dos trabalhos realizados pelo projeto Esperança na Praça, liderado pelos missionários Fábio e Tatiana Borges de Moura. Sentindo o amparo de Deus, a nova convertida concluiu: “Não desistam deste trabalho, pois vale à pena”. Objetivo O projeto Esperança na Praça nasceu com o desafio de evangelizar os marginalizados do centro do Rio de Janeiro. Na Praça da Cruz Vermelha, são realizados três cultos diários com a freqüência média de 60 pessoas, além de atendimento social e

cursos diversos ministrados por voluntários. O projeto chegou também à comunidade da Mangueira, famosa por ser o berço da escola de samba e pelo intenso tráfico de drogas. Já existem cultos semanais até nas chamadas “bocas de fumo”. É mais uma agência para levar a luz de Cristo em meio às densas trevas. Desafio O Esperança na Praça tem como grande desafio a ampliação de suas atividades, tais como: organizar cinco unidades de atendimento com cursos de alfabetização e profissionalizantes; treinar uma equipe para trabalhar com as prostitutas; construir um centro de capacitação e habilitação dos marginalizados e moradores de rua; intensificar o trabalho com as crianças na Unidade da Cruz Vermelha e promover atividades para a terceira idade. Há muita coisa a ser feita, mas com sua parceria, seja orando ou ofertando, mais pessoas serão resgatadas da solidão e do pecado que tem ceifado vidas nas ruas. Este projeto é coordenado pelo casal de missionários pastor Fábio e Tatiana Borges de Moura. Ainda faltam 60% para o sustento mensal destes obreiros. Você sabia? Mais de 40 mil brasileiros vivem em situação de rua, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Revista do PAM Brasil

Projeto Reame

66

“Antes eu vivia na rua porque não me dava bem com minha mãe e meu padrasto, mas a rua só ensina violência. No Reame eu aprendi muitas coisas. Hoje eu respeito as pessoas, me dedico aos estudos e estou trabalhando.”

Objetivo O Projeto Reame tem como objetivo evangelizar crianças e adolescentes que vivem nas ruas, criando possibilidades para exercerem sua cidadania e reintegração familiar.

Este é o testemunho de A.L.S., ex-interno do Projeto Resgate e Ame Crianças e Adolescentes em Situação de Risco, Reame. Ele tem 16 anos, voltou para casa e está atualmente empregado. Em maio de 2008 o Reame inaugurou a Casa Rosa e passou a abrigar meninas. M., de 11 anos, foi a primeira residente. Cansada de ser agredida em casa, fugiu e foi encontrada na rua por uma senhora, que a levou ao Conselho Tutelar. Ao chegar ao Reame, emocionou-se quando viu seu quarto repleto de brinquedos. Impressionada com o carinho e amor que recebeu da missionária Gislaine Monteiro Freitas, chorou. Aquela noite foi muito diferente das que vivia anteriormente, quando era violentada. Agora, M. dorme tranqüila e segura, experimentando o verdadeiro significado da palavra “lar”.

Desafio Algumas pessoas como a missionária Gislaine Monteiro Freitas aceitaram o desafio de ajudar estes pequenos. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Você sabia? Uma criança morre assassinada no Brasil a cada dez horas. A cada cinco minutos uma criança morre de fome, o que dá em torno de 280 por dia. No Brasil, diariamente, morrem crianças de todas as classes sociais, em grandes centros urbanos ou longe deles, pelos motivos mais terríveis. Balas perdidas, abortos, abandonos em lixeiras, espancamentos e afogamentos.


CAPELANIA HOSPITALAR “O fruto está frutificando e abençoando outras vidas.” O pastor Miguel Jacob Mendes Kopanyshyn atua nos hospitais do Rio de Janeiro resgatando vidas para Cristo por meio da capelania. Apesar de lidar como o sofrimento diário dos doentes, o pastor coleciona alegrias que o ministério lhe traz, como na ocasião em que foi procurado pelo sorridente jovem Moisés, que queria agradecer e contar que estava novamente trabalhando. Moisés recebeu uma descarga de 11 mil volts e os médicos não alimentavam esperanças sobre sua sobrevivência. O capelão esteve muitas vezes em seu leito orando e levando o amor de Deus e Moisés acabou se decidindo por Jesus. Em pouco tempo estava recuperado. Integrado a uma igreja batista, Moisés com freqüência volta ao hospital para falar de Jesus. “A mensagem salvadora e redentora de Jesus fez com que Moisés encontrasse de novo esperança para a vida. Hoje ele volta para anunciar esse Jesus”, conta o pastor. Moisés visita o Hospital do Andaraí, no Rio de Janeiro, onde ficou internado, para partilhar com outros enfermos o mesmo carinho que recebeu. “Louvo a Deus, porque o fruto está frutificando e abençoando outras vidas”, exulta o pastor Kopanyshyn.

Objetivo São milhares de vidas que se encontram nos hospitais. Pessoas que buscam esperanças para a dor física e a da alma. O ministério de Capelania Hospitalar existe para dar apoio espiritual a pacientes hospitalares, a seus familiares e aos profissionais do hospital. Olhemos para os hospitais como um grande campo missionário. “...adoeci, e me visitastes...” (Mt 25.36) Desafio Ampliar o programa de capacitação visando à formação de novas equipes. A meta é alcançar as 60 unidades hospitalares da rede pública do Rio de Janeiro. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil para o sustento do missionário. Você sabia? 11,4 milhões de brasileiros são internados anualmente nos hospitais públicos do Brasil.

CAPELANIA PRISIONAL

“Queria que todo mundo tivesse medo de mim... Só Jesus mudou isso”.

Objetivo São mudanças como estas que impulsiona a missionária Mônica Felícia Peixoto a desenvolver o ministério de Capelania Prisional em Belo Horizonte. O trabalho consiste na evangelização dos sentenciados e também atende aos agentes penitenciários. Em datas festivas como Natal e Páscoa, por exemplo,

há uma celebração, apesar de algumas limitações. Tanto os agentes penitenciários, inclusive a direção dos presídios, já começam a dar sinais de valorização desse ministério. Desafio Ampliar o programa de capelania que atualmente alcança a Penitenciária Industrial Estevão Pinto – Horto, BH; Penitenciária Professor Jacxson Soares Albergaria, São Joaquim de Bicas; Presídio Feminino José Abranches Gonçalves, Ribeirão das Neves e o 16o Distrito de Polícia Civil na Pampulha, BH. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil para o sustento da missionária. Ainda faltam 82% para o sustento mensal da missionária. Você sabia? Que o Brasil ocupa a 8ª posição mundial em número de presos? E que se fossem contabilizados os mandados de prisão expedidos e não cumpridos, o país disputaria com Cuba a 3ª posição mundial. Atualmente são 419.551 mil detidos em penitenciárias e delegacias em todo o Brasil, ou 227 presos para cada 100 mil habitantes. Quem terá compaixão?

Revista do PAM Brasil

Quem experimentou isso foi José Carlos S. da Paz, casado e pai de quatro filhos. Nascido num lar cheio de conflitos, onde seus pais eram alcoólatras, ele só foi para a escola aos 14 anos. Lá se envolveu com drogas e com más companhias, se tornando um jovem violento, que andava até armado. Por três vezes foi preso por brigar na rua e constantemente agredia seu irmão mais velho. O irmão João Santana sempre convidava José Carlos para ir a igreja. Até que um dia, finalmente teve um encontro pessoal com Jesus Cristo. Ele era conhecido como “Boca Preta” e acredita que muitas pessoas optem pela violência para mostrar poder. “Queria que todo mundo tivesse medo de mim. Só Jesus mudou isso”. Após sua conversão, José Carlos conclui: “se eu soubesse que era tão bom assim eu tinha aceitado desde a primeira vez. De mau exemplo vivei bom exemplo”.

67


PROJETOS DE PLANTAÇÃO DE IGREJAS “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser me eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra.” (At 1.8)

O alicerce para qualquer empreendimento missionário consistente é plantar igrejas. Sobre esta base, Missões Nacionais tem expandido sua atuação no decorrer dos anos. Este é o nosso objetivo principal. A igreja é, por excelência, a agência de promoção do Reino de Deus. Plantando igrejas, semeamos a paz. O trabalho missionário resulta em conversões, batismos e finalmente uma igreja será organizada, para crescer e iniciar outras igrejas. Essa é a missão e a razão de ser de Missões Nacionais. O Brasil tem sede de Deus. Mas é também um lugar fértil para o surgimento e implantação de inúmeras religiões. Uma terra de sincretismo e miscigenação. Da mesma forma como diversas culturas se entrelaçam, temos o mais intrincado sincretismo religioso. Herdamos dos índios o culto aos antepassados; dos portugueses, o catolicismo medieval misturado com o satanismo; dos africanos recebemos os orixás. Somos chamados para evangelizar neste ambiente místico. Desafio Missões Nacionais tem plantado igrejas em todo o Brasil, são mais de 200 projetos de plantação de igrejas, com centenas de missionários que se dedicam à propagação do evangelho. Invista em missões, contribuindo para o sustento destes missionários.

Revista do PAM Brasil

Missão O nosso objetivo é auxiliar os missionários que estão no campo, a serviço dos batistas, plantando igrejas autônomas e autopropagadoras.

68

Você sabia? O número total de cristãos evangélicos no Brasil é de apenas 19,5 milhões (11%). Na consulta sobre a evangelização mundial, o Brasil aparece como “povo não evangelizado”, em que “a maioria nunca ouviu o Evangelho com relevância cultural e individual que resultasse em um entendimento suficiente para aceitar Cristo pela fé como um crente (discípulo), ou para rejeitá-lo”. Vilas esquecidas nos sertões e bairros emergentes nas grandes cidades retratam um Brasil “campo missionário amado e urgente”.

NOVA OLINDA, TO “Vou comprar uma briga com minha família, mas eu quero ser um crente em Jesus.” O casal Carlos e Suely participaram de um dos cultos na Igreja e pediram para a missionária fazer uma visita. Um estudo bíblico foi marcado. No primeiro estudo, Carlos, que é de uma família tradicionalmente católica e que segundo ele “odeia crentes”, perguntou a missionária: “Por que você não é católica?” Abrindo a Bíblia ela começou a mostrar-lhe na Palavra de Deus as razões. Passaram algumas horas vendo os textos. Na semana seguinte voltando a sua casa para prosseguir os estudos ao final da lição, quando fez o convite para ele ser um crente em Jesus Cristo, Carlos disse: “Vou comprar uma briga com minha família, mas eu quero ser um crente em Jesus.” Assim Carlos e Suely entregaram suas vidas a Jesus e Deus começou a restaurar mais uma família para honra e glória do seu nome. Objetivo Várias outras vidas precisam fazer uma entrega a Jesus. Por intermédio do trabalho missionário em Nova Olinda, várias famílias são visitadas e estudos bíblicos são ministrados. Desafio Participe por meio do PAM Brasil do sustento da missionária Lídia Santos de Oliveira Dias. Você sabia? Que Nova Olinda está localizada próximo de Araguaína, a segunda maior cidade do Tocantins. Sua população é de 10.518 habitantes, numa área de 1.566,237 km². PORTO VELHO, RO “A minha vida era perturbada, sem paz e vazia, e a minha maior alegria era beber...” Francisco estava dominado pela bebida, perdeu tudo por causa do álcool. Depois de muito sofrimento, sozinho, triste e sem esperança, foi à igreja. Triste e desconfiado,


Objetivo Organizar a Igreja Batista Vitória Régia e levá-la a multiplicar-se em outras igrejas por meio de um trabalho sólido e bem estruturado, formando e desenvolvendo novos líderes. Desafio Novos bairros bastante populosos têm surgido. Muitos deles violentos e perigosos. A zona Leste da capital é considerada a região mais violenta do estado. Além da criminalidade, é muito grande o índice de alcoolismo, prostituição infantil, crianças e adolescentes de rua. Missões Nacionais atua na cidade para levar esperança ao povo, com distribuição de alimentos, alfabetização, prevenção contra drogas e programas esportivos. Participe do sustento dos obreiros pastor Adelci e Leandra Sales. Ainda estão faltando 50% do seu sustento. Você sabia? Porto Velho é a capital e o maior município, tanto em extensão territorial quanto em população, do estado de Rondônia. O município é maior que os estados de Sergipe e Alagoas e, com sua população de 373.917 habitantes, é a terceira maior capital da região Norte, só perdendo para as cidades de Manaus e Belém. BARBALHA, CE “Mamãe, a senhora não tem mais fé no padre Cícero?” Essa foi a reação atônita da filha de dona Maria Aparecida, quando a viu tirando o rosário que carregava havia anos no pescoço, depois do apelo feito pelo pastor em um culto evangelístico em sua casa. O pastor perguntou a dona Maria Aparecida se ela queria continuar crendo no padre Cícero ou se queria, a partir daquele instante, colocar sua fé somente em Jesus como seu único Senhor, Salvador, Mediador e Protetor. Foi um momento de conflito espiritual para aquela senhora de 80 anos, mas felizmente, para a glória de Deus, ela decididamente confessou que queria mesmo aceitar Jesus como seu único Salvador e Protetor. Objetivos Continuar o trabalho de plantação de igrejas fortes e autônomas no Cariri cearense, onde se localiza Juazeiro do Norte, o maior centro religioso do Nordeste, de grande importância para a evangelização da região.

Desafio Depois de 19 anos de atuação em Juazeiro do Norte, Missões Nacionais plantou três igrejas, a primeira hoje com mais de 200 membros, e mantém mais cinco frentes missionárias na região do Cariri. Participe do sustendo do ministério do pastor Francisco Washington e Maria de Fátima e de novos obreiros para a região. Você sabia? Juazeiro do Norte é considerado um dos maiores centros de religiosidade popular da América Latina, atraindo milhões de pessoas todos os anos. BONITO DE SANTA FÉ, PB “Minha reza não alcança este problema...” A população de Bonito sofre com prostituição, alcoolismo e tabagismo. As religiões em Bonito de Santa Fé levam à idolatria, tradições, misticismo religioso. Dona Rosa era a rezadeira do lugar e seu esposo, muito doente. Nossa missionária lhe disse: “A senhora é rezadeira e não consegue resolver o problema de saúde de seu marido?”. Ela respondeu: “Minha reza não alcança este problema”. A missionária prosseguiu: “O Deus em que eu confio resolve todos os problemas”. Então, passaram a orar e o marido de dona Rosa teve uma melhora significativa. Dona Rosa disse à missionária: “Eu sei que foi o seu Deus que ouviu suas orações, não deixe de vir aqui nos ensinar a Bíblia. Hoje eu estou entendendo um pouco as verdades de Deus.” Dona Rosa não reza mais pelo povo. Objetivo Este projeto visa à evangelização da cidade de Bonito de Santa Fé, desmascarando o misticismo e levando a verdade de salvação às pessoas. Desafio A missionária do projeto de plantação de igreja em Bonito de Santa Fé, PB, Alda Gomes luta contra o misticismo ao levar as Boas-novas de Jesus. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Você sabia? Bonito de Santa Fé tem apenas 4,77% de evangélicos. O estado da Paraíba é o recordista em estados brasileiros que concentram o número de municípios com menos de 1% de evangélicos. E é o 3º estado com a menor presença evangélica com apenas 8,8%. CRUZEIRO DO SUL, AC “Ribeirinhos aguardavam um encontro com Jesus.” Quando em viagem pelo Rio Azul, visitando a comunidade Meia Dúzia – uma das comunidades ribeirinhas da região

Revista do PAM Brasil

sentou-se no último banco, e o Espírito Santo começou a falar ao seu coração. Durante o apelo, recebeu Jesus como Salvador e disse: “A minha vida era perturbada, sem paz e vazia, a minha maior alegria era quando chegava o fim de semana, e, após o trabalho, começava a beber. Foram várias as segundas-feiras que não trabalhei devido à bebida. Agora é diferente, pois encontrei a verdadeira alegria e hoje Cristo está operando maravilhosamente em minha vida”.

69


de Cruzeiro do Sul, AC – os missionários chegaram à casa de um irmão e realizaram um culto, buscando discipular aquela família cristã. Lá encontraram outro casal, que participou ouvindo a mensagem. Quando lhe foi dada a oportunidade, a senhora convidada se aproximou e falou que há muito tempo já queriam aceitar a Jesus. O marido perguntou quando poderiam fazê-lo, ao que os missionários responderam: “agora mesmo!”. Ambos se ajoelharam imediatamente e fizeram sua oração de entrega de vida a Jesus. Neste instante, pôde-se ver em seus rostos o sorriso de alegria e contentamento. Objetivo A cidade de Cruzeiro do Sul é a segunda maior do estado do Acre. O projeto tem como missão plantar uma igreja forte, treinar líderes e atender as necessidades básicas das comunidades ribeirinhas e dos municípios localizados às margens dos rios Juruá e Moa. Desafio Muitos ribeirinhos no Acre aguardam para ter um encontro com Jesus. Os missionários pastor Jorge e Ruth Cruz aceitaram o desafio de conduzi-los a este encontro. Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Ainda faltam 34% para completar o sustento do casal. Você sabia? Há cerca de 33 mil comunidades ribeirinhas com população variável entre 50 e 500 pessoas na região Norte do Brasil. E não há igrejas evangélicas em 30 mil desses povoados. ARAPIRACA, AL

Revista do PAM Brasil

“... um povo com sede de ouvir o evangelho.” Na estrada a caminho de Arapiraca, AL, a missionária Vera Lúcia Mattos leu a seguinte frase: “Bem-vindos à terra do clima excelente”. De fato, encontrou um oásis em pleno sertão. Mais importante ainda, viu um povo com sede de ouvir o evangelho. Por meio do Projeto Calçada a missionária tem conseguido atuar nas escolas e alcançar novos lares.

70

Objetivo Plantar novas igrejas que irradiem a luz de Cristo em Arapiraca e em toda a região central do agreste de Alagoas.

Desafio Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe do sustento da missionária Vera Lúcia Mattos, contribuindo mensalmente com o PAM Brasil. Você sabia? Arapiraca tem mais de 200 mil habitantes. E apenas 6,17% são evangélicos. A 128 km de Maceió, Arapiraca destaca-se como o principal centro comercial da região sertaneja. A área de influência direta do município atinge uma população de meio milhão de habitantes. GARARU, SE “Em meio ao desespero encontrei Jesus.” Este foi o testemunho de Cláudia Pereira Soares, fruto do trabalho missionário na cidade sergipana de Gararu. Abandonada pelo marido, com três filhos adolescentes e sem emprego, Cláudia estava com muita sede de Deus, mas não encontrava apoio espiritual nas seitas e na religiosidade. Até que a missionária Rosa Costa dos Santos a encontrou e, vendo sua angústia, citou o Salmo 37, orou com ela e marcou um estudo bíblico. A princípio ela achava que fosse mais um daqueles estudos feitos em outras religiões. Mas por meio do estudo e dos encontros, Cláudia encontrou Jesus de verdade e entregou seu coração para Ele. As lutas continuaram ainda mais fortes chegando a quase perder um filho para o álcool e suas conseqüências. Mas “Deus todo tempo esteve com sua mão poderosa sobre mim...” afirmou. Hoje Cláudia e seu filho foram batizados, ela está trabalhando e agora intercede pelo restante da família. Objetivo Várias outras vidas têm encontrado Jesus, a Água da Vida, por intermédio do trabalho missionário em Gararu. Além das ações evangelísticas, as missionárias atuam também nas escolas públicas aplicando as lições bíblicas do Projeto Calçada e desenvolvendo um programa esportivo com crianças e adolescentes. Desafio Participe por meio do PAM Brasil do sustento das missionárias Rosa Costa dos Santos e Vanessa Cristina da Costa. Você sabia? Gararu tem 12 mil habitantes divididos em 70 povoados e está localizada na região do Sertão Sergipano do São Francisco, divisa com o estado de Alagoas, a 160 km da capital Aracaju.


POVOS NÃO-ALCANÇADOS “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” Jo 8.33 Objetivo O nosso objetivo é alcançar as mais de 90 tribos indígenas, das 258 existentes em todo o Brasil ainda sem presença missionária evangélica, assim como os mais de 70 grupos étnicos que vivem em solo brasileiro. Desafio As tribos indígenas e os povos étnicos fazem parte do Brasil que deve ser alvo do seu amor. Invista nas vidas dos obreiros de Missões Nacionais que estão alcançando os índios, ciganos, chineses, árabes e marinheiros com a mensagem de esperança em Jesus. Você sabia? Há hoje cerca de 460 mil índios espalhados em 258 tribos. E entre as tribos, falam-se mais de 180 línguas diferentes. E apenas 39 delas possuem traduções de porções bíblicas.

Revista do PAM Brasil

O Brasil é um país de extrema riqueza étnica. As nações indígenas, européias e africanas têm produzido em nossa nação uma variedade e complexidade cultural igualadas a poucos países modernos. Mais da metade do nosso povo é de origem européia (53%): portugueses, italianos, espanhóis e alemães. Outro segmento da nossa população é de origem africana (11%). Mais de um terço de nós é uma mistura de sangue europeu, africano e índio (34,8%). Entre esses três tipos, o evangelho tem encontrado bastante receptividade. No entanto isso não acontece com os outros povos étnicos do Brasil. Há muitos povos dentro do Brasil que ainda não ouviram sobre Jesus e não possuem nenhuma parte da Palavra de Deus traduzida para sua língua. Em alguns casos, a resistência ao evangelho tem sido tão grande que eles não têm uma igreja forte o suficiente para alcançar o restante do povo. Os principais povos não-alcançados do Brasil são: indígenas, orientais e os muçulmanos.

71


TRIBO NAMBIKWARA, RO “Jogue-a no lixo; deixe-a morrer.” Toda criança indígena que tenha qualquer deficiência física é rejeitada pelos seus pais, parentes e conseqüentemente por toda a comunidade indígena. Assim, uma índia de um ano, com lábio palatino, vivia em sua aldeia rejeitada, doente e muito magra. Quando indagaram a seus pais o porquê da situação da criança, eles disseram: “Jogue-a no lixo; deixe-a morrer”. E morreria se não fosse a atenção dada pelos missionários. A criança foi levada para a Casa do Índio, onde recebeu os cuidados necessários, sendo marcada uma cirurgia para a correção de sua boquinha. Quando os obreiros se despediram, ela se jogou em seus braços chorando, carente de amor e carinho. Objetivo Nosso objetivo é alcançar os indígenas nambikwaras. A população de 1.554 índios está dividida em 19 aldeias de Mato Grosso e Rondônia, das quais apenas oito contam

com presença missionária e outras poucas são assistidas periodicamente. Desafio Os missionários têm realizado estudos bíblicos nas aldeias em Comodoro, MT, e freqüentado a Casa do Índio, visando à evangelização e plantação de igrejas. Invista nas vidas dos missionários, pastor Samuel e Ilma Regina de Souza, sustentando-os por intermédio do PAM Brasil. Ainda faltam 25% para completar o seu sustento. Você sabia? Das mais de 20 tribos de Rondônia, 12 continuam não alcançadas. São tribos pequenas e talvez por isso tenham ficado em segundo plano nos projetos missionários. É um desafio de amor. Quem gastará sua vida para alcançar um pequeno grupo de 80 pessoas até que “toda criatura” ouça o evangelho?

TRIBO POTYGUARA, PB “Não só Salvador, mas Senhor...”

Revista do PAM Brasil

A ex-cacique de uma aldeia da Tribo Potyguara, hoje irmã Maria Soares, lia a Bíblia em casa e fazia comentários das mensagens que ouvia nos cultos. A sua mãe era contra o evangelho, possuía muitas imagens e quadros de ídolos, mas a Palavra de Deus foi convencendo-a da verdade até que ela e a filha converteram-se. O senhor Antônio Soares, de 77 anos, era firme em dizer que continuaria católico e todos os domingos ia à missa. Ouvindo os estudos bíblicos, dados a Maria pelos missionários, um dia disse que tinha que decidir ter Jesus como seu Salvador e Senhor.

72

Objetivo Alcançar todas as aldeias com a formação de líderes, programas sociais e construção de capelas. Desafio Participe do sustento dos obreiros, pastor Emídio e Angelina Coura, e pastor João Santana e Lisonete Flório dos Santos. Ainda faltam 44% do sustento dos missionários. Você sabia? Existem 31 aldeias com cerca de 8.500 indígenas, mas em apenas oito há cultos periodicamente. Seu amor vai até eles?


TRIBO XERENTE, TO “O culto foi uma bênção...” O casal missionário Mário Luiz e Sueli Moura, que atua entre os xerentes da aldeia Lajeado, no Tocantins, há tempos vinha orando por uma oportunidade para realizar um culto na aldeia Genipapo, local onde mora a família do irmão Milto Xerente. Milto se converteu e tem crescido na fé na aldeia de seu sogro, onde está morando depois de casado – segundo o costume xerente, depois de casar-se, o genro deve morar por dois anos com o sogro. Passou a interceder então por sua família, e então finalmente o culto se realizou na aldeia Genipapo; na ocasião cinco pessoas se decidiram, entre elas o pai de Milto. “O culto foi uma bênção”, testemunho Milto agradecendo e louvando a Deus profundamente. Objetivo Entre as atividades que os missionários têm desenvolvido na aldeia, estão as aulas de alfabetização e um trabalho na

área de esportes visando diminuir o índice de alcoolismo entre os rapazes da aldeia. Desafio Participe do sustento dos obreiros, pastor Mário Luiz e Sueli Leopoldina de Souza Moura. Ainda faltam 62% do sustento do casal. Você sabia? Os xerentes são uma nação indígena com cerca de 3 mil índios, dispersos em mais de 54 aldeias dentro de duas áreas contíguas, com um total de 183.245.9032 ha, situadas no município de Tocantínia, TO. Como os demais povos índígenas, embora vivendo dentro do território nacional, constituem-se numa etnia distinta, com língua, costumes e cosmovisão bastante diferentes da nossa, só sendo possível alcançá-los por meio de alguém disposto a morar entre eles para aprender a sua língua e entender a sua cultura.

TRIBO ARARA, RO “Os índios da tribo Arara têm medo que o espírito da pessoa morta volte para reclamar o que é seu”.

Desafio O Evangelho deve ser comunicado na língua dos araras e ser relevante à cultura deste povo. Adote o povo Arara contribuindo mensalmente para o sustento do pastor Joel

Carlos Silva e Maria Aparecida Amancio Silva. Ainda faltam 26% para completar seu sustento. Objetivo Os missionários Joel Carlos e Maria Aparecida trabalham com a aprendizagem da língua e análise lingüística, visando à tradução bíblica para os araras. Você sabia? O povo Arara está há mais de 70 anos em contato com a sociedade e durante todos estes anos conseguiram manter sua dignidade como etnia. Hoje aproximadamente 250 habitantes ocupam uma parte da área Igarapé Lourdes, em Rondônia, sendo sua população constituída na maioria por jovens. Apesar de falarem português, ainda preservam a língua materna, através da qual se comunicam entre si. Seu amor chegará até eles?

Revista do PAM Brasil

“Temos visitado os índios sempre que podemos, pois na época de chuvas as águas do rio ficam muito altas e já perdemos uma canoa (...). Contudo nos esforçamos para passar tempo com eles.” Os missionários estão ajudando os índios na construção de casas novas. Muitos receberam o dinheiro da aposentadoria e estão usando para renová-las. Durante o tempo em que estão ajudando na obra, aproveitam para treinar o conhecimento da língua e aprender novas expressões. Nas cerimônias fúnebres entre os araras, junto ao corpo do falecido eles colocam todos os objetos que pertenciam a ele. Fazem isso porque têm medo que o espírito da pessoa morta volte para reclamar o que é seu.

73


TRIBO YANOMÂMI, RR “Na cultura deles, quando uma pessoa adoece não deve tomar água.” “Eu estava em minha casa quando chegou uma índia com sua filhinha nos braços. A mãe chorava dizendo que a criança iria morrer. A criança estava com febre alta, visivelmente desidratada, com a respiração ofegante e a pulsação estava fraca. Não se alimentava havia muitas horas. Na cultura deles quando uma pessoa adoece não deve tomar água.” Objetivo Os ianomâmis têm sido evangelizados desde 1977, mas há uma minoria que tem demonstrado interesse no Evangelho, nos quais os missionários têm procurado investir para que um dia possam ser líderes em seu próprio povo.

Desafio O Evangelho deve ser comunicado na língua dos yanomâmi para sua melhor compreensão. Ajude a alcançar o povo ianomâmi contribuindo mensalmente para o sustento do pastor Elias de Oliveira Taets e Nara Rubia da Silva Coelho Taets, ainda faltam 25% do seu sustento. Você sabia? Os ianomâmis formam uma sociedade de caçadores-agricultores da floresta tropical do norte da Amazônia. Seu território cobre 192.000 km² e está situado em ambos os lados da fronteira Brasil-Venezuela. No Brasil, a população ianomâmi é de 12.795 pessoas, que vivem em 228 comunidades.

TRIBO KAINGANG, RS “Povo caingangue, quando os alcançaremos?” O povo kaingang encontra-se entre os municípios de Gramado de São Lourenço e Nonoai. A aldeia é grande e as casas estão espalhadas por toda a reserva, com uma distância de uns 20 km umas das outras, podendo também ser encontrados grupos familiares a cerca de 200 km da base de trabalho. Há aproximadamente 2.500 índios residindo na região, porém, espalhados pelos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo, existem cerca de 30 mil índios kaingangs. Quando os alcançaremos? O povo está pronto para receber o evangelho, temos uma porta aberta e muito trabalho a ser feito. Não podemos negligenciar tamanha oportunidade. Iremos e pregaremos liberdade aos cativos e conforto aos oprimidos. Objetivo Missões Nacionais enviou o casal pastor Ray Miller e Luciana Graciete da Conceição, para atuar com os kaingangs

em janeiro de 2008. Para alcançar este povo indígena, atuarão na análise cultural e lingüística, ensino bíblico, trabalho com crianças e mulheres, tradução e ajuda social. Desafio O desafio é preparar a análise da cultura e lingüística da tribo; realizar estudos bíblicos, trabalhos com crianças e mulheres, tradução e prestação de serviço social. Mas tudo isso só será possível com a sua parceria. Participe no sustento dos obreiros que estão resgatando este povo da solidão social e espiritual, cooperando com o PAM Brasil. Ainda faltam 25% do seu sustento. Você sabia? Os índios constituem uma etnia distinta, com língua, costumes e cosmovisão bastante diferentes. E só é possível alcançá-los se alguém se dispuser a ir morar entre eles, para aprender a sua língua e entender a sua cultura.

Revista do PAM Brasil

IGREJA CHINESA, MG

74

Rumo à evangelização dos chineses A primeira geração de chineses que veio para o Brasil é formada Desafio por comerciantes. Hoje já há médicos e engenheiros e profissio- Ajude a alcançar o povo chinês contribuindo mensalmente nais liberais de todas as áreas. Há poucas igrejas evangélicas entre para o sustento do pastor Eli e Eldas Cruz, que estão plantando os chineses e a visão evangelística e missionária é pouco difun- a Igreja Batista Chinesa, em Belo Horizonte, MG. Ainda faltam dida, já que a maioria dessas igrejas não foi resultante de esforço 47% do seu sustento. missionário, mas fruto de imigrantes chineses que eram cristãos. Você sabia? Objetivo Há cinco grupos principais de chineses vivendo no Brasil: Plantar uma forte igreja batista chinesa em Belo Horizonte cantoneses, hakkas, mandarins, taiwaneses, indonésios, que e fazer desta igreja um celeiro missionário para alcançar os somam cerca de 185 mil chineses. E são menos de 30 igrejas chineses que vivem no Brasil. evangélicas entre eles, com pouco mais de 2 mil congregados.


PROJETO AMIGOS DOS CIGANOS, PR “O preconceito e a discriminação foram suficientes para afastar os crentes dos ciganos e vice-versa.” Segundo o pastor Igor Shimura, missionário de Missões Nacionais que lidera o Projeto Amigos dos Ciganos, aquele que tem um chamado para a evangelização dos ciganos deve estar preparado para enfrentar muitos obstáculos, sendo o primeiro o preconceito, até mesmo nas igrejas. “O potencial missionário da igreja brasileira diante do desafio cigano é imenso, mas o preconceito e a discriminação foram suficientes para afastar os crentes dos ciganos e vice-versa, e isso durante séculos”, diz o pastor. “Se a mensagem do evangelho não for comunicada com clareza, de maneira contextualizada para a realidade sociocultural do grupo-alvo, Jesus será reduzido a um simples deus e a mensagem do Evangelho será diluída no sistema sincretista”, afirma.

fóruns de discussão, formar equipes missionárias, promover projetos evangelísticos e sociais e implantar frentes missionárias.

Objetivo Missões Nacionais espera o engajamento dos batistas neste projeto. Precisamos de intercessores, para alcançar o objetivo de produzir material evangelístico, mobilizar e capacitar as igrejas para evangelizar os ciganos, promover

Você sabia? Os ciganos são um dos povos não alcançados pelo evangelho no Brasil. A população cigana cresce, sofrendo o desprezo e exclusão até por parte dos evangélicos, que não os consideram como alvos da evangelização.

Desafio Estima-se no Brasil a presença de cerca de 1,8 milhão de ciganos divididos entre as etnias calon e rom. Os desafios são grandes. Para vencê-los, é preciso que Deus envie mais obreiros. Ajude no sustento dos obreiros que estão indo aos campos, resgatando este povo da solidão social e espiritual. Participe por meio do PAM Brasil do sustento dos casais Mário Igor Shimura e Márcia Sayuri Yamamoto (ainda faltam 35% do seu sustento) e Gilmar Barbosa e Jádima Rosa Magalhães Barbosa (ainda faltam 63% do seu sustento).

ÁRABES, SP e PR É necessário alcançar os samaritanos do Brasil o ouvimos e sabemos que este é realmente o Salvador do mundo” (versículo 42). Objetivo Evangelizar e discipular; e treinar e dar apoio na formação de equipes missionárias nas igrejas batistas que desejam alcançar os muçulmanos. Desafio Seja o alicerce deste empreendimento missionário! Participe, contribuindo mensalmente através do PAM Brasil para o sustento dos casais de missionários J. e R., e F. C, e ajude a alcançar o povo árabe de São José do Rio Preto , SP, e de Foz do Iguaçu, PR. Você sabia? Que seguindo um plano ambicioso de islamizar a América Latina, virão missionários muçulmanos de muitos países árabes para serem treinados e enviados pelo continente. No Brasil os maiores redutos de árabes muçulmanos são: São Paulo (principalmente o grande ABC: Santo André, São Bernardo e São Caetano), Belo Horizonte e Foz do Iguaçu. Em 1993 os muçulmanos compraram um sítio em São Bernardo para construção de um Centro Latino-americano para o Treinamento de Missionários Muçulmanos?

Revista do PAM Brasil

É necessário que alcancemos os samaritanos no Brasil. Não é opcional, é obrigatório, justamente, para seguir o padrão que Jesus nos apresentou. O texto bíblico de João capítulo 4, versículo 4 diz que era necessário passar por Samaria, pelo menos aos olhos de Jesus. Muitos “bons judeus” escolheram caminhar por volta do território destes estrangeiros (mestiços) com uma religião vista como uma seita, odiada pelos “verdadeiros judeus”, ou seja, os crentes daquela época. Um “judeu bom” não se associava com aquele povo, mas Jesus teve um encontro divino com uma mulher que urgentemente precisava de um relacionamento com Deus. A mulher ficou espantada com a atenção de Jesus (versículo 9), pois “os judeus não se dão bem com os samaritanos” ou “não usam pratos que os samaritanos usam”. Resumido: a rejeição dos judeus aos samaritanos era total. O Brasil é um país que tem milhões de imigrantes espalhados em suas cidades. Existem novos imigrantes (1ª geração) e até netos (3ª geração). Muitos ainda preservam suas culturas e idiomas rigidamente. Há mais que 90 grupos étnicos no país, entre eles, cerca de 13 milhões. É necessário orar e ativamente alcançar os samaritanos do nosso Brasil para que eles aceitem Jesus e logo evangelizem seu próprio povo. O resultado será que, um dia, muitos deles poderão dizer entusiasmadamente: “agora cremos, não somente por causa do que você disse, pois

75


PAM

Mantenedor de Crianças O Lar: pai, mãe, irmãos, uma família... A rua: fome, medo, drogas, prostituição... São duas realidades presentes na mente e na vida das crianças e adolescentes que chegam às casas-lares mantidas por Missões Nacionais. A família, muitas vezes, é apenas um sonho; algo desejado; a ser alcançado. A rua, na maioria das vezes, a realidade, dura e fria; algo a ser esquecido. Muito já se fala sobre o abandono da infância brasileira. Eu e você os vemos aqui e ali. Às vezes nos sinais de trânsito, esmolando ou vendendo alguma coisa. Às vezes, simplesmente perambulando pelas ruas. Quando podem, tentam conseguir um pouco de alimento do cliente da pizzaria ou lanchonete.

Revista do PAM Brasil

O que você tem feito? Lembre-se: diante da injustiça não há inocentes. Todos são culpados pelos pecados da sociedade: os que os cometeram e os que se omitiram. Você pode abraçar uma criança agora, ajudando-nos a mantê-la em um dos lares de Missões Nacionais, onde ela tem garantido seu direito à educação, à saúde, à segurança e a um convívio familiar. Assim, a partir do seu abraço, a comunidade floresce e se torna um solo fértil para que as próximas gerações se desenvolvam com dignidade. Ajudar uma criança em situação de risco social proporciona um sentimento único, afinal você está contribuindo para a transformação de nosso país.

76

Abrace uma criança! Entre para o PAM Brasil – Mantenedor de Criança Como funciona? O Mantenedor de Criança escolhe se deseja contribuir para um menino, uma menina ou ainda um projeto que atende crianças e adolescentes. Define o valor mensal, a data e a forma de pagamento. Com esta contribuição mensal, você participa da manutenção de uma criança assistida por nossos lares, permitindo que o amor de Jesus transforme não só aquela vida, mas as futuras gerações, e acompanha o seu desenvolvimento, podendo também enviar presentes e programar uma visita à criança. Preencha a ficha e participe. Você receberá: Kit com foto e história pessoal da criança; relatórios anuais do progresso da criança; cartão do PAM Brasil; cartas mensais com notícias sobre a obra e o trabalho no Lar onde está sua criança; a revista A Pátria Para Cristo, para os que mantiverem as contribuições em dia; e um brinde especial, após seis meses de contribuição. O que se compra com R$ 1,00? Se você separar esta quantia a cada dia, você poderá contribuir com R$ 30,00 mensais para ajudar na transformação da vida de uma criança. Custa muito pouco para fazer muito por uma criança.


PAM Empresa Empresários e profissionais liberais investem em parcerias missionárias Não há lucro sem investimento. Esta lógica, que serve de parâmetro para ações empreendedoras no mundo todo, também é adequada à visão cristã de expansão do Reino porque pessoas serão alcançadas quando investirmos em vidas. Por isso, Missões Nacionais, por intermédio do PAM Brasil, incentiva a parceria de empresas na proclamação do Evangelho, criando assim a categoria PAM Empresa. Este tipo de empreendimento, que visa gerar lucros espirituais, é uma idéia que há algum tempo tem tomado conta dos setores empresariais cristãos. Esta prática tem sido denominada mundialmente como Business as Mission (Negócios como missão). O Ide de Cristo tem sido plataforma para ações de empresas como Galtronics, situada na Galiléia, fabricante de componentes eletrônicos e que já foi responsável pela plantação de uma igreja que hoje tem 400 membros. No Brasil, esta “santa idéia” também veio para ficar. Grandes e pequenos empresários, em parceria com o PAM Empresa, têm plantado igrejas, levado a Palavra a tribos indígenas e assistido crianças e adolescentes em situação de risco social. São empresários como Pablo Hermsdorff Toledo, dono do Espaço da Piscina, uma loja especializada em artigos para lazer. Ele colocou em prática a visão que recebeu do Senhor de, em cada mês, contribuir no sustento de um novo projeto missionário. Perseguindo esta meta, já participa do sustento de dois missionários de Missões Nacionais. Com um coração voltado para missões, declara: “Sempre costumo dizer que, quando estou trabalhando na loja ou em qualquer outro lugar, estou perdendo tempo, quando na verdade os que realmente estão ganhando tempo são os pregadores da Palavra do Senhor, fazendo o melhor negócio do mundo e tendo o melhor resultado e lucro que nenhuma outra grande empresa pode dar: almas resgatadas!”.

Empresários ou profissionais liberais cristãos em todo mundo estão provando que vale a pena investir em Missões. Usando seu negócio para expansão da obra missionária no Brasil, você será um canal de bênçãos para vidas sem perspectivas. Em reconhecimento desta parceria, Missões Nacionais, além de enviar cartas informativas sobre o trabalho dos missionários apoiados, assinatura da revista A Pátria Para Cristo e um certificado de parceria, publicará o nome dos parceiros que investem em missões no Brasil. Assim, batistas de todo o país poderão consultar produtos e serviços oferecidos por aqueles que fielmente apóiam a obra missionária. Faça já sua a adesão ao PAM Brasil Empresa, a próxima edição do guia de empresas será distribuido na Assembléia da Convenção Batista Brasileira em janeiro de 2010. Serão publicados os nomes das empresas que tiverem firmado parceria até 30 de novembro de 2009. O guia também estará disponível no site www.missoesnacionais.org.br . Entre em contato com Missões Nacionais, pelo telefone (21) 2107-1818 ou pelo e-mail pambrasil@missoesnacionais.org.br, e faça parte do maior empreendimento de todos: a salvação de vidas. Se você conhece outros empresários ou profissionais cujo coração esteja na obra do Senhor, incentive-os a tornarem-se parceiros para a transformação do Brasil. Incentivo Fiscal As empresas parceiras que apresentam sua declaração de Imposto de Renda na modalidade “Lucro Real” podem gozar da dedução legal de 2% como incentivo fiscal por contribuir para Missões Nacionais que, a pedido do parceiro, emitirá o recibo padrão instituído pelo Ministério da Fazenda para esse tipo de contribuição.

ACT Assessoria Contábil e Trabalhista R José Bonifácio, 1976 São Francisco Boa Vista, RR – 69306-275 Tel.: 95 36243537 E-mail: actt-rr@bol.com.br Assessoria contábil e trabalhista

Benção Livros Comércio Ltda R Newton Miranda, 1094 Castanheira Belém, PA - 66645-640 Tel.: (91) 3237-7028 E-mail: bencaolivros@gmail.com Comércio de livros e papelaria

Casa de Repouso Doce Recanto R Teodora Sampaio, 151 Rio de Janeiro, RJ - 21741-360 Tel: 21 2457-6662 E-mail: crismalaguthi@yahoo.com.br Casa de Repouso para idosos

Alpha Confecções de Mar de Espanha R Santa Luzia,50 Floresta Mar de Espanha, MG - 36640-000 Tel: 32 3276-1159 E-mail: dorinesgarcia@gmail.com Confecções de roupas íntimas masculinas

Carrinho da Alegria R Governador Lindemberg,1.105 Jerônimo Monteiro, ES - 29550-000 Tel: 28 3558-1130 Lanches e refrigerantes

Centro de Estudos Musicais e artísticos R Guiraro, 173 Bl C, Apto. 13 – Vila Curuca São Paulo, SP - 08030-430 Tel.: (11) 6513-1058 E-mail: nemiahb@ig.com.br Escola de música

Revista do PAM Brasil

Estas empresas já fazem parte do PAM Brasil. E a sua?

77


Revista do PAM Brasil

78

Centrium Informática R João Picolli, 104/204 – Centro Jaragua do Sul, SC – 89251590 Tel.: 47 33717764 E-mail: centrium@centrium.com.br Venda de sistemas de gestão empresarial

Colégio Batista Jardim Catarina R Imperador Floriano, 28 Sao Goncalo, RJ - 24716-500 Tel: 21 2701-8988 E-mail: colbjc@bol.com.br Educação Infantil e Ensino Fundamental

Centro Educacional Nova Dimensão R Auxiliar Tres, 66 Nossa Sra. do Socorro, SE - 49160-000 Tel: 79 3254-1824 - 79 3245-1127 E-mail: analzildasc@yahoo.com.br Educação Infantil e Ensino Fundamental

Correta Processamentos de Dados Ltda R Quinze de Novembro, 14-19 Bauru, SP - 17015-042 Tel: 14 3214-1558 - 14 3313-7397 E-mail: correta_assessoria@uol.com.br Ass. contabil e fiscal e processamento de dados

Centro Terapêutico e Pedagógico Pró Vida Ltda R Getúlio de Moura, 1.483 Sala 203 Centro Nilópolis, RJ - 26510-000 Tel.: (21) 3358-4571 E-mail: profelimenes2@yahoo.com.br Ações educativas e terapêuticas

Drogaria Dimárcio Av. dos Bandeirantes, 60 Loja – Centro Casimiro de Abreu, RJ - 28860-000 Tel.: 22 2778-1418 Medicamentos e genéricos em geral

Cerâmica Bela Vista R. Batista Leite, 89 Centro Bonito de Santa Fé, PB – 58960-000 Tel.: 83 3490-1311 83 3490-1523 Produtos e serviços de cerâmica

Cristina Moreira da Cunha Advocacia R Dr. Moscoso 200 Sao Mateus, ES - 29930-380 Tel: 27 3763-3970 - 27 3773-3602 E-mail: cristinadvogada@terra.com.br Trabalhista, empresarial e civíl

Cewil Alfa Omega Confecções Roupas Ltda R da Imperatriz, 24 Rio de Janeiro, RJ - 21735-300 Tel: 21 3466-6921 E-mail: cema.rj@gmail.com Camisetas promocionais e produtos militares

Dental View Software R Rodolfo Freygang, 15 Sala 602 Blumenau, SC - 89010-060 Tel: 11 6165-2155 - 47 3035-2323 E-mail: cristian@dentalview.com.br Software para a área odontologica

Ciperbras Hydropneumax C. C. I. Ltda Av. Independência, 4.097 Centro Goiânia, GO - 74055-055 Tel.: 62 3212-2095 E-mail.: ciperbras@terra.com.br Comércio de produtos de automação industrial

Escola Educacional Batista R Agripio Ramos, 98 Cato, BA - 48110-000 Tel: 71 3641-1107 - 71 9168-1060 E-mail: pr.eber@ig.com.br Educação Infantil e Ensino Fundamental

Colégio Flávio Casemiro R. do Rosário,119 Campos Elíseos Duque de Caxias, RJ - 25215-365 Tel.: 21 2676-7135 E-mail: claudioalda@oi.com.br Educação Infantil e Ensino Fundamental Comercial Ezeg R. Celino de Menezes,1.013 Samuel Amaral Carauari, AM - 69500-000 Tel.: 97 3491-1543

Fabrício Rodrigues Berrocal Capuano Av. Zezinho Magalhães,1.205 Jardim Estádio – Jaú, SP - 17203-380 Tel.: (14) 3621-6044 E-mail: fabricioberrocal@ig.com.br Medicamentos e genéricos em geral Feanorthi Indústria e Comércio R Frei Agostinho de Jesus, 270 Santa Terezinha – Franca, SP – 14409-297 Tel.: 16 3703-1785 Fábrica de calçados

Ferreira Nilton Serviços Ltda R Conde de Porto Alegre, 500 Salvador, BA - 40330-200 Tel: 71 3381-3846 Serviços de mão-de-obra temporária Fino Rústico Comércio de Móveis e Objetos de Decoração Ltda R Mal. Castelo Branco, 10 A Sao Jose do Rio Preto, SP - 1506-2017 Tel: 17 3238-1893 E-mail: robson.pena@itelefonica.com.br Móveis e decoração Fisiomed Comércio de Produtos Médicos e Ortopédicos Ltda Av Conde da Boa Vista, 121 Sala 208 Recife, PE - 50060-002 Tel: 81 3221-9226 E-mail: socorrogodoy@globo.com Equipamentos médicos, fisioterápicos, estético e ortopédico França Vasconcelos Confecções R José Rafael Vieira,135 Loja Cidade Nova – Itaperuna, RJ – 28300-000 Tel: 22 3824-1546 Confecção de roupas de cama, mesa e banho Izabel Cristina Kroich de Menezes Ind ME R Santa Fé, 366 Jardim Califórnia – Cuiabá, MT - 78070-380 Tel: 65 3052-0220 E-mail: protege.gel@terra.com.br Serviços e venda de produtos para dedetização K L Clínica Medica S/S Ltda ME Av Des. Santos Neves 1316/403 Ed Netuno - Vitória, ES - 29055-720 Tel: 27 3345-7346 - 27 9858-5000 E-mail: luciano@alterdata.com.br Endocrinologia e estética Kareca Comércio de Espumas Ltda Av Rangel Pestana, 1522 Sao Paulo, SP - 03002-000 Tel: 11 3313-8552 - 11 3311-7910 E-mail: karecaespuma@hotmail.com Estofados, colchões e travesseiros sob medida Koinonia - Cerimonial & Assessoria CLSW 302, 34 Bloco C Loja Ed Athenas - Cruzeiro, DF - 70673-613 Tel: 61 3341-5502 - 61 9100-9655 E-mail: contatos@portalkoinonia.com.br Cerimonial e organização de eventos


Lafaiete Betel Confecções Ltda R Jose de Alvarenga, 394 - Lj 16 Duque de Caxias, RJ - 25020-140 Tel: 21 2772-1918 E-mail: mpporto@elnet.com.br Confecções de roupas femininas Livraria & Papelaria Athos ME R Coronel José Ambrósio, 96 Centro – Morada Nova, CE - 62940-000 Tel: 88 3422-1342 E-mail: silaspin@gmail.com Livraria e papelaria Majogran Mármores e Granitos Ltda Rodovia Ricardo Barbieri, S/N km 8 Aeroporto Cachoeiro de Itapemirim, ES – 29314-480 Tel.: 28 35114045 E-mail: majogran@majogran.com.br Marmoraria e rochas ornamentais Matos & Sena Ltda MA Av Sao Joao, 452 - Guaruja, SP - 11461-090 Tel: 13 3342-8420 - 13 9163-4638 E-mail: denildomatos@ig.com.br Materiais para construção Nossa Ótica ME Ltda Av Jeronimo Monteiro, 1309 A Vila Velha, ES - 29100-401 Tel: 27 3329-1220 Lentes e armações Nyger Comércio e Distribuidora Ltda Av Joao Batista Parra, 91 Loja Vitoria, ES - 29052-120 Tel: 27 3357-0200 E-mail: liliane@nyger.com.br Eletrodomésticos e alarmes Oficina Ebenézer Ltda R Abdul Saad, 192 Vitória, ES - 29040-640 Tel: 27 3322-2122 E-mail: beiramar@escelsa.com.br Consertos em geral

Os Carvalhos do Recreio Materiais de Construção Av HW, Lt. 23 Qd. 93 Loja Recreio dos Bandeirantes Rio de Janeiro, RJ – 22795-570 Tel: 21 2490-2303 E-mail: carvalhorecreio@uol.com.br Materiais de construção em geral

Protege Sistema de Prot. Atmosf. Ltda ME R Santa Fé, 366 Jardim Califórnia – Cuiabá, MT - 78070-380 Tel: 65 3052-0220 E-mail: protege.gel@terra.com.br Proteção atmosférica produtos para aterramento contra raios

Ótica Missionária Av Automovel Clube, 55 Loja A Duque de Caxias, RJ - 25255-030 Tel: 21 27712377 - 21 2675-8005 Lentes e armações

RD Engenharia e Comércio LTDA Av. Darcy Vargas, 335 A Chapada - Manaus – AM – 69050-020 Tel: (92) 3642-3001 E-mail: romero.reis@rdenge.com.br Engenharia e Arquitetura

Ótica Rochester Ltda R Afonso Pena, 942 Lj. 10 Belo Horizonte, MG - 30130-003 Tel: 31 3336-0373 Lentes e armações Pablo Hermsdorff Toledo ME R Caetes, 355 - Ipatinga, MG - 35162-038 Tel: 31 3826-5440 - 31 3826-5440 E-mail: pablo@espacodapiscina.com.br Piscinas, saunas e banheiras Panificadora Wilma Ltda R Rio São Francisco, 120 Timóteo, MG - 35180-634 Tel: 31 3849-2384 panificadorwilma.wander@hotmail.com Pães, doces e frios em geral Papel Art Papelaria e Presentes R Marechal Deodoro, 13 Cariacica, ES - 29156-025 Tel: 27 3254-1591 E-mail: patricia.pina@ig.com.br Papelaria e material escolar em geral Paulo Henrique Reis Guimarães ME R da Cesan, 90 - Boa Sorte Cariacica, ES - 29141-340 Tel: 27 3043-0757 E-mail: paulobsk@hotmail.com Comércio de utilidades e utensílios domésticos Point do Nordeste Estrada das Palmeiras, 20 - C/08 – 1173 Itauna – São Gonçalo, RJ - 24473-180 Lanches, refeições e refrigerantes

Rufinos Redes de Proteção R Jose Vicente Ferreira, 10 Eng Goulart - São Paulo, SP - 03720-195 Tel: 11 2642-1262 11 3452-4132 rufinosredesdeprotecao@uol.com.br Redes de proteção S Carmo Informática Ltda Av Jeronimo de Albuquerque, 619 Loja 26 Cohab Anil I - São Luis, MA - 65051-210 Tel: 98 3245-9695 98 8832-7595 E-mail: virtual.luiz@hotmail.com Lojas de produtos para informática Sigma Wj. Construções Ltda R Antônio Previato,1350 São Mateus – São Paulo, SP - 03958-010 Tel: 11 2017-6122 branco@montadorabrasileira.com.br Construção civil, reformas em geral T3 Multimarcas Av Vereador José Diniz, 2.295 Brooklin – São Paulo, SP - 04603-001 Tel: 11 5049-0340 E-mail: t3multimarcas@uol.com.br Compra e venda de veículos Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Panificação do RN R Interventor Mário Câmara,1698 Alecrim – Natal, RN - 59032-600 Tel: 84 3213-4919 E-mail: sintiparn@ig.com.br Storck do Brasil Ltda R Bom Jesus, 89/16 Cabral – Curitiba, PR - 80035-010 Tel: 41 3376-1188 E-mail: vendas@storkbiodisel.com.br Máquinas para usinas modulares de biodisel

Revista do PAM Brasil

KS Assessoria Comercial Ltda R Antuerpia, 24 Sala 1 São Bernardo do Campo, SP - 09613-010 Tel: 11 4362-2482 - 11 7808-9546 E-mail: izaiasduraes@yahoo.com.br Assessoria comercial e representações no segmento alimentar

79


Saiba mais sobre o PAM Brasil Entre em contato com Missões Nacionais para receber mais informações sobre como envolver sua Igreja no PAM Brasil . Será um prazer atendê-lo. Veja abaixo os representantes e missionários coordenadores que atuam dentro dos seus respectivos estados: São Paulo Pr. Exequias Cerqueira Santos Maria Helena Leão Santos Contatos: (11) 2028-2026 e 9990-8892 exequias@missoesnacionais.org.br mhelena@missoesnacionais.org.br

Revista do PAM Brasil

Rio de Janeiro Pr. Cléber Sebastião Faria de Souza Cláudia Regina S. Ribeiro de Souza Contatos: (21) 2238-9745 e 8544-3310 cleber@missoesnacionais.org.br claudia@missoesnacionais.org.br

80

Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará Pr. Cirino Refosco Regina Helena Ferreira Refosco Contatos: (83) 3247-0496 e 9979-8550 cirino@missoesnacionais.org.br cirino@gmail.com Santa Catarina Ronilce Ribeiro Ferreira Contatos: (47) 3368-9985 e 9171-0598 missronilce@brturbo.com.br Bahia e Sergipe Pr. Gerson de Assis Perruci Lizete de Souza Perruci Contatos: (79) 3328-8111 e 9979-8169

gerson@missoesnacionais.org.br lizete@missoesnacionais.org.br Rio Grande do Sul Pr. Cláudio José Farias de Souza Marly Tavares Pinheiro de Souza Contatos: (51) 3352-3269 e 9999-5256 claudio@missoesnacionais.org.br Distrito Federal e Goiás Pr. Valdir Soares da Silva Ana Maria Pereira da Silva Contatos: (61) 3321-2531 e 9994-8154 valdir@missoesnacionais.org.br Sede de Missões Nacionais Coordenação do PAM Brasil Pr. Jeremias Nunes dos Santos Contatos: (21) 2107-1817 e 8775-8248 jeremiasnunes@missoesnacionais.org.br pambrasil@missoesnacionais.org.br


81

Revista do PAM Brasil



Revista PAM Brasil