Page 1

FEVEREIRO DE 2012


ANUNCIANDO O REINO DOS DEUSES SANTOS

®

Tiragem de cada número: 000.001 EM 001 IDIOMA

FEVEREIRO DE 2012

O OBJETIVO DESTA REVISTA ELETRÔNICA*, A Continela, é honrar os Deuses santos – desde o Supremo Deus, o ‘Deus comandante dos demais Deuses’, Jeová, até o menor deles. (Sal 136:2) Assim como os vigias dos tempos bíblicos se postavam nas altas torres de ângulo, para dali monitorar os eventos, esta revista nos demonstra como enxergar as verdades bíblicas de um ângulo nunca antes observado. Consola e dá entendimento da verdade a todas as pessoas da atualidade – principiando pelas Testemunhas dos Deuses Santos – com as boas novas de que o Reino dos Deuses Santos em breve acabará com as mentiras e enganos religiosos e toda a maldade da terra, transformando-a num belo paraíso. Incentiva a fé em Jesus Cristo, um Deus santo que morreu para que possamos ter vida feliz e sem fim, sob o Reino do qual ele é o principal dos reis. (Is 9:6; Jo 1:1, 18; Fil 2:6) Esta revista, que é publicada ininterruptamente pela Associação das Testemunhas dos Deuses Santos desde 2012, não é política, (embora tenha autorização para abordar temas relacionados) adere às Escrituras Sagradas como autoridade, sem, no entanto, infringir sua “regra básica”, conforme 1Co 4:6. A menos que haja outra indicação, os textos citados nesta publicação são da moderna Tradução dos Deuses Santos – com Referências.

*Não será publicada em papel. Nenhuma árvore será derrubada. ‘Não arruinaremos a terra.’ –Re 11:18.

ASSUNTOS DE CAPA  3 Muitos Fins de Mundos  7 Um Fim do Mundo do Qual Esquecemos!  15 Quando Será o Fim do Atual Mundo? . ...Por Que Ainda não Aconteceu? SEÇÕES REGULARES

- CONHECENDO O LIVRO DE ENOQUE – PARTE II

- BLOG: ZION’S WATCH TOWER

22 - VOCÊ FAZ SEU ESTUDO BÍBLICO EM FAMÍLIA?

27 - ESTAMOS LONGE DA PERFEIÇÃO?


S

ubaru, de forma involuntária, deixa sair um estranho e medonho gemido. Sugita, a esposa de Subaru, quase que de imediato o chacoalha e o acorda. Sugita acende uma lâmpada, olha para Subaru e fica assustada diante da feição de seu marido. Ele, agora tendo aberto os olhos, mas demonstrando um alto grau de estresse emocional, olha para o lado e vê que o relógio marca 8:14. Neste momento lágrimas rolam de seus

olhos – Subaro chora agonizado. Subaru não sabe dizer o que está errado. Terrores repentinos apoderam-se de Sugita que, bastante preocupada, abraça seu marido, confortando-o, mesmo não entendendo os motivos de seu comportamento estranho. Instantes depois os dois observam algo muito mais aterrador: o mundo inteiro brilha lá fora de sua casa. Uma onda indescritível de luz branca-azulada, acompanhada de um imenso calor, varre seu mundo e eles são instantaneamente cozinhados juntos, abraçados em sua cama. Foi o fim do mundo para Subaru, para sua esposa Sugita bem como também para outras dezenas de milhares de pessoas. Todas foram mortas quase que instantaneamente por uma bomba atômica que caiu dos céus sobre a cidade japonesa de Hiroshima. Três dias depois foi a vez de outra cidade, Nagasaki, vizinha a Hiroshima. Esta também fora acometida pelo mesmo tipo de arma, vinda também do alto. Foi o fim do A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

3


mundo para milhares de habitantes destas duas cidades japonesas. E tudo aconteceu como que num piscar de olhos. De onde veio estas bombas? No caso da bomba que matou Subaru e Sugita*, em Hiroshima, o instrumento aniquilador partiu de uma ilha chamada de Tinian, a bordo de um bombardeiro americano B29 chamado Enola Gay. Que estas bombas assinalaram o fim da chamada Segunda Guerra Mundial, é um fato bem aceito e documentado. Mas que também a queda delas representou o fim do mundo para milhares de japoneses que viviam nestas duas cidades, também é incontes_____ *Os personagens e a situação são fictícios, mas que o pressentimento de se está a poucos segundos da morte é uma sensação bem humana e a conhecemos como “pressentimento” ou “intuição”.

tável e bem documentado. Outro fim de mundo O dia mal amanheceu em duas outras cidades do oriente médio quando, subitamente, algo bem similar lhes sobreveio. As antigas cidades bíblicas localizadas no distrito de Sodoma e Gomorra foram alvos de intenso bombardeio da parte de Jeová Deus, que se utilizava de uma aeronave qual instrumento de bombardeiro. Ela, sendo pilotada bem nos altos céus, despejou lá do alto, muitíssimas bombas incendiárias e explosivas sobre aquelas cidades imorais. (compare com Gên 13:13; 18:20; 19:5) Embora houvesse certa similaridade na forma como aquelas duas cidades foram destruídas em relação às cidades japo-

“Sodoma e Gomorra, e suas cidades satélites, as quais, [ . . . ] tendo cometido prostituição de modo excessivo e tendo ido após a carne para uso desnatural [o homossexual], são postas diante [dos atuais homossexuais] como exemplo [e aviso] por sofrerem a punição judicial da destruição eterna.” – Judas 7.


nesas, as motivações por trás foram diferentes. Como vimos no caso das primeiras, os motivos por trás do bombardeio delas restringiram-se à esfera das insanas guerras humanas. Já com respeito a Sodoma e Gomorra, estas sofreram a “punição judicial [divina] do fogo eterno”. (Judas 7 TNM) Sim, a destruição destas duas cidades bem como de algumas cidades vizinhas a elas foi um ato de julgamento de Jeová Deus. Os Deuses santos haviam coletado informações o suficiente que pudessem incriminar e condenar a todos os habitantes daquelas cidades, decretando e executando o fim do mundo para eles. Com exceção de Ló e de sua família, aqueles sodomitas e gomorritas morreram por serem todos “grandes pecadores” imorais, praticantes de ‘coisas detestáveis’ na terra e que, aos olhos dos Deuses santos, mereciam a destruição – o fim do mundo. – Gênesis 13:13; 18:20; 19:4; Levítico 18:22.

O que se pode entender por “mundo”? Embora que saibamos que a palavra “mundo”, conforme estamos familiarizados com o termo, represente o macro, como no caso de todo o planeta terra; o mundo da humanidade, ou mesmo como o inteiro Universo, podemos também conceber o conceito de “mundo” reduzido ao micro, tal como à comunidade ou à nação em que vivemos. Há até quem conceitue o “mundo” como apenas o seu próprio ser, reduzindo ainda mais microscopicamente o conceito. De fato, todos estes conceitos de mundos são claramente explicáveis, entendíveis e aceitáveis, embora que, aqui, relataremos sobre os fins de mundos nos tamanhos macros!

Muitos fins de mundos A trajetória da vida aqui neste planeta está repleta de relatos e fatos documentados sobre fins de mundos. Assim, podemos relembrar sobre pequenos fins de mundos que sabemos, desde o fim de cidades inteiras, como as já vistas, à cataclismos ainda maiores, como a aniquilação de toda a vida neste planeta que certamente aconteceu a 65 eternidades atrás, conforme veremos logo à frente.

O ENTENDIMENTO DO QUE SEJA O MUNDO PODE VARIAR, DESDE O MACRO ATÉ O MICRO!

A maioria dos fins de mundos que já aconteceram e que ouvimos falar foram causados ou por catástrofes naturais ou pela ação direta dos Deuses. Assim, temos A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

5


relatos bem documentados, desde o fim do mundo causado pela explosão do vulcão Pinatubo, que reduziu a cinzas as cidades italianas de Pompéia, Herculano e Stabiae, no primeiro século da Era Comum, a cataclismos ainda maiores, como a aniquilação de praticamente toda a vida na terra, a 65 eternidades atrás, quando, ao que tudo indica, um asteroide colidiu com o nosso planeta, causando a extinção em massa de praticamente toda a vida que aqui um dia existiu, como os gigantes répteis, os dinossauros; e, na esfera dos fins de mundos causados pelos Deuses, como já visto, o extermínio dos sodomitas e dos gomorritas. Você consegue se lembrar de outros mundos que findaram pela ação dos Deuses santos? O fim do mundo por um dilúvio causado O grande dilúvio, em 2370 AEC*, foi, também, um cataclismo causado pelos Deuses – foi o maior já registrado! Embora que para isso se utilizaram das forças da natureza, foram eles os verdadeiros responsáveis pelo fim. De fato, eles se utilizam das forças da natureza quando bem querem, visto que eles têm o total controle sobre elas. Assim como no caso de Sodoma e Gomorra, só os justos sobreviveram ao grande Dilúvio. _____ *Para saber pormenores sobre a datação do Dilúvio, veja o Volume 1, páginas 613-15, de Estudo Perspicaz das Escrituras, publicado por nós, as Testemunhas de Jeová.

6

A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

A 65 MILHÕES DE ANOS ATRÁS (65 ETERNIDADES) UM ASTEROIDE CAUSOU O FIM DO MUNDO DOS RÉPTEIS E QUASE DO PLANETA INTEIRO, PARA SEMPRE.

Certamente você consegue lembrar-se de outros acontecimentos catastróficos – causados ou não por Deus – que se pode compreender como um fim de algum mundo. No entanto, por mais bem preparada que possa ser nossa memória em lembrarse de outros fins de mundos, há sempre um que não lembramos mesmo! Houve realmente um! Tão catastrófico e aniquilador de vidas quanto o grande Dilúvio mas que, definitivamente, ainda não foi trazido ao conhecimento humano. De fato, este cataclismo é a chave para compreendermos a história – e até a verdadeira origem – da humanidade! De que fim de mundo estamos falando? De um fim de um mundo que precedeu em alguns milhares de anos – ou até me-


nos – à criação, pelos Deuses, dos “céus e [da] terra”, conforme relatado no primeiro capítulo e versículo do livro de Gênesis. Sim, este fim do mundo aconteceu antes do “princípio”.

Será realmente que poderia ter havido um fim de mundo “antes de haver o mundo”? – Gênesis 1:1; João 17:5.

UM FIM DO MUNDO DO QUAL

‘ESQUECEMOS’! “Agora, por favor, pergunta a respeito dos tempos anteriores que houve antes de ti, desde o dia em que os Deuses criaram o homem aqui na terra.” – Deuteronômio 4:32.

H

ouve um fim de mundo que precedeu à criação do atual mundo pelos Deuses, e os vestígios concretos deste cataclismo se encontram em meio às páginas dos livros sagrados – a Bíblia. Metade de todos nós, por termos sido criados a partir do ADN de Neandertal, conforme veremos a seguir, não só estivemos lá, mas fomos, desta maneira, vítimas das terríveis consequências de algo que culminou na aniquilação cabal de todos os Neandertais. Foi, embora indiretamente, o nosso primeiro Harmagedom, mas que, dele, nenhum resquício de lembrança ficou em nossas memórias, exceto o fato de termos medo mórbido de enfrentarmos um fim do mundo. Então, se não há registro comprobatório ou mesmo lembranças disso, como se pode afirmar que houve um fim de mundo do qual

‘fomos vítimas’? Como já dito, o nosso medo, ou fobia, de enfrentarmos o fim do mundo é um forte indício. Embora que este medo possa ter sido adquirido de nossos pais que enfrentaram o grande Dilúvio, este já nos assombrava desde bem antes. Adão, por exemplo, após ter sido advertido de que, caso comece do fruto de certa árvore, que “certamente morreria”, viveu por mais de 80 anos assombrado pelo medo da morte. Assim ele só desobedeceu àquele mandamento divino após sua esposa lhe ter chantageado com o sexo*. (Gênesis 2:15-17) Este medo de enfrentar a morte que Adão tinha, portanto, certamente serve como _____ *Para saber toda esta fascinante verdade, também só agora revelada, queira ler A Continela de janeiro de 2012. Àqueles que porventura não a recebeu, favor solicitá-la agora! O Corpo Governante das Testemunhas dos Deuses Santos aprovou que o envio dela, mesmo que tardiamente, fosse permitido.

A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

7


uma pista, como que um ‘pano de fundo’, do fim do mundo do qual estamos falando e que o próprio Adão foi vítima, no sentido já abordado, e que explicaremos logo a seguir. Quem descobriu essa verdade? Antes, vamos explorar mais pormenorizadamente este assunto para que esta verdade venha à tona em nossas lembranças, mesmo que em nossos subconscientes e mesmo que só pela metade. Quem primeiramente se deu conta deste fato foi uma Testemunha de Jeová chamada Wandrey Suárez, ele mesmo um dos cristãos redatores desta revista. Embora que ele tenha chegado a essa e a outras verdades nunca antes descobertas sozinho, atribui seu sucesso, não à sua capacidade intelectual, mas, sobretudo, à ação direta do “espírito da verdade”; sim, por ele se ter deixado guiar pelo “espírito dos Deuses santos”. Em segunda instância, ao seu persistente, porém, bem-sucedido método de estudo pessoal da Bíblia.* (Daniel 4:8, 9, 18; João 16:13) Vamos à revelação da verdade, conforme demonstrada pelo irmão!

ACOMPANHE O BLOG: ESTUDO PESSOAL DE UMA TESTEMUNHA DE JEOVÁ

‘Coisas cuidadosamente ocultas em Cristo, agora reveladas’ Jesus disse que ele tinha a intenção de falar sobre certas “coisas” a seus discípulos mas que, como percebeu, estes ainda não se encontravam preparados para “suportar” tamanha exposição de luz espiritual. (leia João 16:12-14) Então, afirmou que o “espírito da verdade”, o espírito santo dos Deuses, faria isso no seu próprio tempo e à sua própria maneira. Nos últimos dois mil anos de história e ação do cristianismo, certamente os cristãos tiveram bastante interesse nestas coisas que estavam como que ‘cuidadosamente ocultas’, (Gr.: a‧pó‧ kry‧fos) em Cristo. (Marcos 4:22; Colos-

_____ *Dois irmãos foram enviados até o irmão Wandrey para o entrevistar. Sua entrevista foi publicada no número de janeiro de 2012 desta revista.

8 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

JESUS ORAVA AOS DEUSES SANTOS: ‘COMO FALAR SOBRE CERTAS “COISAS”, TIPO A EVOLUÇÃO DA VIDA, SE OS DISCÍPULOS NÃO ESTÃO PRONTOS PARA “’SUPORTAREM’” ISSO?’


senses 2:3) Mas o tempo ainda não havia chegado para eles. Agora, porém, este tempo chegou. O tempo é agora, o tempo é o hoje! Com o início da publicação desta revista, em janeiro deste ano, o mundo da humanidade agora será iluminado com as “coisas” das quais aquele Deus, o Senhor Jesus, não revelou em seu tempo. Então, vamos às revelações, começando pelo Gênesis! O que diz o Gênesis sobre o “princípio? Os primeiros dois versículos da Bíblia dizem: “No princípio os Deuses criaram os céus [a expansão] e a terra [o solo seco]. Ora, a terra [o solo seco] mostrava ser sem forma e vazia, e havia escuridão sobre a superfície da água de profundeza; e a aeronave aquática* dos Deuses mo_____ *Veja o quadro: “O que ‘se movia’ por cima das águas?”, na página 12. ‘ESTAS BOAS NOVAS TÊM DE SER PREGADAS EM TODAS AS NAÇÕES’ – MC 13:10.

via-se por cima da superfície das águas”. Gênesis 1:1, 2. Este “princípio” não aconteceu quando os Deuses criaram o universo e o planeta terra, a 13,7 e 4,5 bilhões de anos atrás, respectivamente, conforme acreditam e pregam alguns religiosos ultrapassados. Será que o “princípio” se daria em diferentes tempos absurdamente distantes um do outro? Obviamente que não! O tempo aqui chamado de “princípio” é um só tempo e ele se deu quando se criou, mesmo que em multiplicidade (sendo uma na sequência da outra), “todas as coisas”, num período de tempo ininterruptos. (Efésios 3:9) Subtraia 4,5 bilhões de anos, a idade estimada de nosso planeta, de 13,7 bilhões de anos, a idade estimada do inteiro universo, e obteremos 9,2 bilhões de anos. Será que é razoável crermos que o princípio tenha acontecido em intervalos de tantas eternidades assim? Acreditar assim é um tremendo absurdo! O que indicou Jesus sobre quando foi o “princípio”? Ademais, Jesus indicou claramente que ‘Adão e Eva foram criados no princípio’. (Mateus 19:4; Marcos 10:6) Isso por si só demonstra que o tempo chamado de “princípio” é o correspondente aos ‘seis dias’ de criação, uma vez que tanto Adão quanto Eva foram criados no “sexto dia”. Todo o contexto de Gênesis 1:1-2:4, na A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

9


TODO O VASTO UNIVERSO, BEM COMO TUDO O QUE O PREENCHE, NÃO FOI, COMO AFIRMAM RELIGIOSOS CONVENCIDOS

PORÉM

EQUIVOCADOS

DA

ATUALIDADE, UMA OBRA DE ENGENHARIA, ALGO CAUSADO,

OU

“CRIADO”

POR

INTELIGÊNCIAS

DIVINAS ALIENÍGENAS E SUPERPODEROSAS – PELOS

DEUSES.

verdade, aponta exatamente para esta conclusão lógica e razoável, que os “céus” que os Deuses criaram foi a “expansão”, e a “terra”, longe de ser o inteiro planeta, representa apenas o “solo seco” deste planeta e que este ato criativo se deu naturalmente quando as águas evaporaram, após o “segundo dia”, para a atmosfera. Estas, ao subirem, deu origem aos “céus” – a expansão – e quando o solo seco apareceu, ‘criou-se a terra’. Essa conclusão acertada é tão razoável e simples de se ver na narrativa bíblica – em todos os livros bíblicos – que se torna a única verdade conclusiva e fundamentada. Ademais, o relato informa que a água já existia mesmo antes do “princípio”, corroborando para todo o enredo ser desvendado. De modo que podemos afirmar com toda a segurança que esta é a verdade. Então, se o “princípio” aconteceu entre 12 e 6 mil anos atrás, o que isso tudo indica? 10 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

Que os Deuses não criaram o universo, as galáxias, os planetas, as luas, os asteroides, a água, os dinossauros e, também, o chamado Neandertal. Mas se não os Deuses, quem então criou estas coisas? É aqui que o bicho pega. Conclamamos, portanto, a todos os cristãos de hoje a que se revistam de uma “mentalidade mais nobre”, para que, ao estarem lendo sobre estas “coisas” que o Senhor queria dizer mais que não as pode dizer (“coisas” que ‘estavam como que ocultas nele’ esse tempo todo) todos vocês estejam em condições de se expor à luz espiritual e que possam encarar os fatos aqui apresentados de frente e com coragem cristã. Que fatos? – João 16:12; Atos 17:11; Colossenses 2:3. Aos fatos-verdade de que o universo e tudo que o preenche veio à existência exatamente como se teoriza hoje nas ciências, isto é: sozinhos. Também todos têm de engolir outra verdade, igualmente fascinante, mas também fortemente con-


denada por líderes religiosos ébrios deste mundo, isto é: que a evolução da vida é um fato, tanto quanto a criação o é.

mesmo tendo eles vivido 25 vezes a mais tempo que nós neste planeta? Porque, como dissemos, a evolução é lenta, muito lenta! Por ela, muito provavelmente só Mas será mesmo possível conciliar estas conseguiriam este grande feito após muiduas aparentemente conflitantes versões tos milhões de anos – isto, se conseguispara as mesmas verdades numa só? Será sem viver tanto, antes do próximo fim de mesmo que hoje a ciência e religião mundo, claro! poderão se encontrar? Sim, a resposta é Para onde foram afirmativa para ambas as perguntas! os Neandertais? De onde viemos Como conciliar versões nós? conflitantes da verdade? Para onde foram A evolução é uma os Neandertais e de ‘criadora’ lenta, mas precisa onde nós viemos? É no que cria. Após o fim do aqui que mora o mundo dos dinossauros, a grande segredo HOJE, TANTO CIÊNCIA QUANTO RELIGIÃO PODEM FAZER 65 eternidades atrás, esta perturbador. Se por AS PAZES ENTRE SI. recomeçou tudo de novo e um lado ‘somos a do zero! Ela, na verdade, continuação evolutiva do Neandertal’ e nunca desiste de recomeçar tudo de que ‘não houve Deus algum’. Por outro novo! Fará isso quantas vezes isso lhe selado, conforme asseveram os líderes ébrios ja exigido; quantas vezes houver possibireligiosos, os Neandertais nunca poderiam lidades! No final destes 65 milhões de ter existido, uma vez que “Deus”, dizem, anos a vida evoluiu a ponto de atingir “criou o homem a apenas seis mil anos certo grau de inteligência. Esta, a inteliatrás e que, antes dele, nenhum ser sequer gência pré-adâmica, é bastante comentaparecido conosco, pré-existiu a nós”. da quando se diz que o chamado NeanNo entanto, nós perguntamos aos evodertal, que viveu por cerca de 150 mil lucionistas – aos cientistas: Se ‘somos apeanos antes de nós: caçava, pescava, consnas continuação do Neandertal’ e que ‘os truía e até desenvolveu a fala, as artes e Deuses não existem’, então como se explioutras culturas primitivas. Mas por que, ca que em apenas 6 mil anos fomos à lua e por exemplo, eles não conseguiram inenviamos máquinas robotizadas a outros ventar uma gilete para se barbear ou seplanetas, enquanto que o Neandertal, que quer um isqueiro para acender o fogo, A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

11


O QUE SE MOVIA POR CIMA DAS ÁGUAS? Todos os líderes religiosos, de praticamente todas as religiões cristãs, têm interpretado equivocadamente o Gênesis. Cada qual à sua maneira. No que se refere a Gênesis 1:2, porém, são unânimes no erro. Entendem que o que ‘se movia por cima das águas’, era ‘o espírito de Deus’. Visto que o Hebraico reza werú-ahh ‘elo-hím (“espírito dos Deuses”), acreditam que este espírito só pode ser o “espírito santo dos Deuses”. Embora werú-ahh possa ser traduzido por “espírito”, “vento” e outras coisas que denotem algo ativo, porém incompreensível, a muito esta palavra, inserida da forma que se encontra neste texto, chama a atenção dos estudantes da Bíblia. Por quê? Porque é curioso pensarmos nos motivos que teria o espírito santo ficar se movendo ou se locomovendo por cima das águas. Não é comum o “espírito” (ou “disposição mental” – Estudo Perspicaz das Escrituras vol. 2, pág. 40) flutuar sobre o mar. Ademais esta palavra, “rú-ahh” não é, no hebraico, de uso exclusivo para “vento”, ou “espírito”. Em outras partes das Escrituras Sagradas ela foi inserida onde o objeto é claramente identificável como sendo algo bem concreto e tangível. Foi exatamente nesta diferenciação que as rajadas lampejantes da verdade clareou para nós, as testemunhas cristãs de Jeová (Is 43:10; Prov 4:18). O “espírito dos Deuses santos”, portanto, faz saber o verdadeiro sentido de Gênesis 1:2. Abra sua Bíblia e leia o texto. Há fortes razões que nos motiva a anunciar ao mundo que o que se “movia por cima das águas” era uma máquina voadora espacial aquática. E quais razões são estas? Leia na sua própria Bíblia. Analisemos outros textos bíblicos onde, igualmente, ocorre a palavra “rúahh”. Temos certeza que você também se convencerá. Leia 2Re 2:1, 11; Jó 38:1; Ez cap. 1 e, por fim, En 14:8-10. Em todos estes textos aparece “rúahh” ou suas variantes. Traduzida como “espírito”, “força ativa”, “vento” e também por “vendaval”. O curioso é que “rúahh” (“Vendaval” TNM; “redemoinho” NVI) ‘levou Elias aos céus’. O texto associa esta “rúahh” a um “carro de guerra de fogo, puxado por cavalos de fogo”. Seria esta “rúahh” uma aeronave? Será que o “fogo” provinha de seus faróis e lanternas? Será que o escritor, por desconhecer de tecnologia, usou “rúahh” devido àquela aeronave ser impulsionada por motores a ar ou a hélices, como nossos helicópteros? Jeová falou com Jó “de dentro” do “rúahh” (“vendaval” TNM “tempestade” NVI) Jeová também falou a Ezequiel desde o interior desta mesma “rúahh”. Ezequiel vai mais fundo e revela particularidades desta “rúahh” como ninguém mais. Diz que “rúahh” parecia uma “grande massa de nuvens” TNM (“nuvem imensa” NVI); “um fogo cintilante” TNM (“relâmpagos e faíscas” NVI); “havia ao redor dela uma claridade” TNM (“luz brilhante” NVI); “seus pés eram pés retos” (Opa! O “rúahh” tinha pés?); “reluziam como que com o brilho de cobre brunido” (seria o metal e vidros da “ruáhh”?); “havia uma só roda na terra” (roda? Desde quando vendaval ou vento têm roda?). Ezequiel descreve uma imensa aeronave espacial que pousou ali. Enoque diz que apareceu-lhe uma “visão” (uma “rúahh”). Depois fala que ‘voou’ nela. Ezequiel também descreve que viu “visões dos Deuses”. Moisés, também, descreveu aquilo que pousou no Monte Sinai como tendo motores, faróis e escapamento! (êx 19:16-19) O que “movia-se” por cima das águas no Gênesis? O que era exatamente aquela “rúahh”? Não era o “espirito santos de Deus”. Era uma imensa aeronave que trouxe os Deuses à este planeta.

12


viveu 144 mil anos a mais que nós, não inventou um parafuso que seja? Já para os religiosos, há as seguintes perguntas: Se Adão e Eva foram os primeiros homens inteligentes a virem à existência aqui neste planeta, então de quem são os fósseis de humanoides que encontramos aos milhares e que são datados de bem antes de Adão? Por que a Bíblia nada falou sobre a existência dos dinossauros? Vocês sabem responder? A única verdade conciliadora Ao aceitarmos as duas versões, porém, tudo se encaixa perfeitamente, como um enorme quebra cabeça. A verdade, assim, torna-se tão visível quanto a “luz clara que clareia mais e mais até o dia estar firmemente estabelecido” (Provérbios 4:18 TNM) A única coisa que mudou em tudo isso foi que houve um fim do mundo para o Neandertal e que, só após esse fato, é que o “princípio” da criação dos Deuses se deu. É por isso que o relato de Gênesis fala e demonstra que o princípio aconteceu a apenas doze mil anos atrás e se estendendo até aos seis mil anos atrás, quando os Deuses descansaram dos seus trabalhos, logo após terem criado Adão e Eva. É por isso também que, Eles, ao criarem todas as formas de vida – inclusive a nossa – buscaram a matéria prima no “pó” da terra. Isto deve significar que Eles acharam os fósseis de todas as espécies

de vida que aqui viveram, no ‘pó da terra’, logo após as águas se evaporarem para se fazer os “céus e a terra”. Os Deuses pegaram o ADN do Neandertal e, após fundirem com o ADN Deles próprios, fizeram o homem. É exatamente por isso que o homem ‘foi criado à imagem e semelhança dos Deuses’. Este fato responde à pergunta de como, diferentemente do Neandertal, que não criou um palito de fósforo sequer, nós fomos à lua e, também, explica a fobia que Adão tinha – que todos nós temos – da morte. Na verdade, eles, os Deuses, ao nos criarem, deram um tremendo impulso e adiantamento na evolução, pois esta, novamente, recomeçaria todo o processo assim que as condições aqui neste planeta fossem novamente propícias e favoráveis à vida. Quando os Deuses aqui chegaram, vindo lá do mundo deles, (onde também, certamente, evoluíram naturalmente), acharam as condições aqui neste planeta impossíveis de abrigar a vida. As condições aqui eram parecidas ao que é Vênus hoje! Vênus têm uma atmosfera tão espeça que nem a luz a penetra. Era por isso que ‘não havia luz’, uma vez que o espesso pó que fora lançado de todos os vulcões que entraram em erupção durante o fim do mundo Neandertal bloqueava a entrada de luz e, desta forma, ‘a superfície das águas estava em completa escuridão’. Visto também que as poucas extensões de A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

13


terras secas existentes eram ‘sem forma e vazia’, isto era indicativo de que não havia árvores, devido à falta de luz solar, impossibilitando o funcionamento e existência da fotossíntese. (compare com 2Pedro 3:5) Também, como se pode depreender do texto de Provérbios, não havia os “espaços abertos”. Ou seja: desde a superfície das águas até às mais altas camadas de nuvens o pó das cinzas vulcânicas preenchiam estes espaços, tornando a terra um local inóspito, escuro e impróprio para a vida. Tudo isso indica algo sobre o tipo de fim do mundo que sobreveio aos nossos ancestrais, os Neandertais. Realmente, o fim do mundo para eles representou um sofrimento indescritível. Ainda bem mesmo que dele pouco ficou em nossas memórias e subconscientes! – Prov 8:26. Assim, após analisar todas as evidências razoáveis e bíblicas possíveis sobre as condições do planeta, os Deuses decidiram entre eles ‘criar todas as coisas’ novamente. Um “céu” (ou seja: uma atmosfera, ou “expansão” de águas suspensas), e uma “terra” (ou seja: o “solo seco” do planeta, propiciando que houvesse as condições à vida novamente – Efésios 3:9). Assim, agora que ‘relembramos’ deste fim de mundo terrível, é hora de partirmos para a próxima etapa do nosso profundo estudo. Descobrir quando será 14 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

o próximo fim do mundo. Se já houve tantos, então quando será o próximo? Será que um estudo sincero das Escrituras Sagradas pode nos dá uma data para o fim do atual mundo? E, também, por quê os fins de mundos profetizados pelos hodiernos profetas de Jeová não vieram? Obtermos as respostas a estas perguntas irá fortalecer a nossa fé na capacidade dos Deuses santos estarem no controle da situação.

ANTES DO “PRINCÍPIO” A SITUAÇÃO ERA UM CAOS PLANETÁRIO. “A TERRA ERA SEM FORMA E VAZIA [SEM ÁRVORE DEVIDO AO FATO DE QUE A LUZ NÃO CHEGAVA AO SOLO]”, EMBORA QUE O SOL BRILHASSE LÁ FORA JÁ POR BILHÕES DE ANOS. TAMBÉM, ‘NÃO HAVIA OS ESPAÇOS ABERTOS’. TUDO ERA TOMADO POR POEIRAS VULCÂNICAS DEVIDO AO FIM DO MUNDO QUE HOUVERA ANTES. MAS, MESMO ASSIM, OS DEUSES POUSARAM UMA IMENSA AERONAVE NAS ÁGUAS ESCURAS DO PLANETA.


QUANDO SERÁ O FIM DO ATUAL

MUNDO? POR QUE AINDA NÃO ACONTECEU?

Q

uando virá o fim deste mundo?

podia retornar ao paraíso novamente, de onde nunca se devia ter saído.

Desde que o homem desobedeceu aos Deuses santos por ‘comer da árvore da qual Eles mandaram que não comessem’ e que, devido a isso, foram punidos com a expulsão do paraíso para viverem lá fora, num mundo, ou sistema de coisas, a que eles teriam de criar e se organizarem, tendo por objetivo o retorno ao paraíso, sim, desde aquele infeliz incidente, tevese o vívido interesse em se saber quando esta punição findaria, indicando que se

Os Deuses indicaram que, antes que esse tempo chegasse, Teriam de enviar ‘um meio de salvar a humanidade’ das condições deploráveis a que a ela havia se submetido. Depois Teriam de ‘destruir os ímpios e seu mundo’, desfazendo todas as obras do causador das desgraças do homem, a “serpente original”. Os Deuses permitiram que este mundo existisse, para que, no fim, se respondesse definitivamente a uma questão levantada contra a soberania dos Deuses santos lá no Éden. Quem levantou esta questão caluniosa foi um dos próprios poderosos Deuses, um Deus cujo nome Enoque revela como Gadrel! Ele atacou o direito dos Deuses – o Concelho dos Deuses – de decidirem o que ‘era bom ou mau’ para os homens. Ao assim agir, tornou-se um “Satanás”, um “Diabo”. – Gên 3:11, 15;En 68:6, 7; Lc 2:30; 2Pe 3:7 ; Re 12:8; João 8:44.

MESMO FORA DOS LIMITES DO PARAÍSO, OS DEUSES SANTOS FREQUENTEMENTE VISITAVAM E CUIDAVAM DE SUAS CRIATURAS PECADORAS. DESDE CAIM E ABEL, SOMOS INFORMADOS DOS MOTIVOS DE ESTARMOS VIVENDO FORA DO PARAÍSO BEM COMO DAS EXIGÊNCIAS PARA QUE VOLTEMOS PARA LÁ.

A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

15


Chega o Salvador

OS DEUSES ENVIARAM UM DEUS SANTO AO MUNDO. ESTE SE TORNOU UM HOMEM – JESUS. ELE ENTROU NO MUNDO DA HUMANIDADE COMO O MESSIAS, MAS O DEUS GADREL JÁ O AGUARDAVA PARA O ELIMINAR.

Bem, passados uns quatro mil anos após aquele triste incidente, o ‘salvador enviado pelos Deuses santos entrou neste nosso mundo’ alienado, para cumprir sua missão toda importante. Este foi o Senhor Deus Jesus. Sua missão concernia basicamente em ele salvar os que cressem nele, o que envolvia basicamente (1) em ele dá a sua vida na morte, “como resgate”; (2) ensinar-lhes a verdade; (3) conduzi-los ao paraíso e, por último; (4) desfazer as obras de Gadrel, sendo a 16 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

mais calamitosa delas, a morte, esta impiedosa inimiga nossa. – Lc 2:11; Mt 20:28; 1Co 15:26; 1Jo 3:8. Sabermos o tempo marcado para o fim deste mundo alienado dos Deuses santos, portanto, muito depende de ficarmos despertos sobre o que este profeta, Jesus, ensinou sobre isso. O que disse ele sobre o fim do mundo? Quando os seus discípulos lhe indagaram a respeito do sinal do início de seu governo


no Reino dos Deuses santos e sobre a “terminação do sistema de coisas” – ou fim do mundo – ele respondeu: “Nação se levantará contra nação e reino contra reino, e haverá escassez de viveres e terremotos . . . e, por causa do aumento do que é contra a lei, o amor da maioria [dos discípulos] se esfriará.” (Mateus 24:3-12) Assim, todas as más notícias de hoje têm um lado positivo: elas mostram que o fim está próximo e que em breve o Reino, ou governo, dos Deuses santos trará paz à humanidade obediente. Jesus disse: “Quando virdes estas coisas ocorrer, sabei que está próximo o [fim].” — Lucas 21:31. Nós, as testemunhas de Jeová, a muito cremos e profetizamos que todos estes cumprimentos tiveram início no ano de 1914 da Era Comum. Daqui a exatos dois anos um século se terá passado e, no entanto, nada do fim chegar. Ademais, nós até demos algumas datas para o fim do mundo, (1914 e 1925 entre as principais) mas que, definitivamente terminaram em completas frustrações – não se cumpriram! Será que há algo de errado com a profecia de Jesus? Ou será que é conosco que está o erro? Atualmente nos encontramos completamente embaraçados diante dessas frustrações! Nossos inimigos, os “apóstatas” que saíram de entre nós, e os “apóstatas” da cristandade

têm nos ridicularizado constantemente e, em resultado disso, nossa vergonha tem sido tanta que não sabemos onde enfiarmos a cara. Só nos restam as nossas duas saídas favoritas: afirmar que não fomos nós quem errou, foram ‘alguns cristãos’ e ficarmos mudos diante do embaraço, não tocando mais no assunto e esperar a poeira baixar. – 2Pe 3:4. O espírito dos Deuses santos mostra onde está o erro Os Deuses santos têm revelado esses assuntos a nós, suas testemunhas. Acontece que o fim viria realmente em 1925 e, verdadeiramente, ‘milhões que viviam desde 1914, jamais morreriam’. Passariam com vida ao fim do mundo. Porém, Eles tiveram que mudar ‘o andar da carruagem’, por assim dizer, mudando a data para um tempo ainda desconhecido no nosso futuro. E por que fizeram isso? Porque observaram o desenvolvimento de uma crassa falha relacionada com seu povo ungido. – Jó 5:12; Da 2:21a; At 1:7. Após a morte de C. Russel, em 1916, a organização tomou um rumo diferente do que havia sido previsto pelo pastor Russel e pelo Cristo. Segundo o que ensinava Russel, todos os cristãos deveriam pesquisar as Escrituras com o fim de compartilhar do que estavam aprendendo com a associação inteira dos irmãos no mundo, exatamente como profetizado por Daniel, A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

17


o profeta, e seguido de perto pelo Corpo Governante do primeiro século. – Da 12:4; Jl 2:28; At 2:14-21. Uma classe clerical Especificamente após a compreensão e distinção de uma classe de um “pequeno rebanho” e de uma “grande multidão”, em inícios dos anos 1930, desenvolveu-se uma classe de privilegiados – uma classe clerical – entre eles. (Lc 12:32; Re 7:9; Mt 20:25-28) Calaram a grande maioria dos discípulos, ‘tirando-lhes a chave do conhecimento’ bíblico, reservando a estes apenas o ato de marcar as respostas fornecidas de antemão em publicações e à pregação de casa em casa destas verdades. Isso foi um desvio acentuado do cristianismo e uma afronta aos Deuses santos.

Como medida para endireitar as coisas, os Deuses adiaram o fim do mundo, deixando-os que ficassem de ridículos, na escuridão espiritual quanto a estas coisas. Deixaram também os milhões que ‘nunca morreriam’, morrerem! – Lc 11:52. Infringiram a “regra” Ademais, por ensinarem coisas não reveladas pelo “espírito dos Deuses santos”, infringiram a clara “regra” bíblica. (1Co 4:6) Devido a isso, os Deuses retiraram deles a capacidade de compreensão das coisas espirituais de modos plenos. Não os querem abandonar, mas o farão, se preciso for. Estão aguardando que eles dêem meia volta; se arrependam de seu proceder; que permitam que os demais discípulos do Senhor sejam discípulos verdadeiros Dele.

TODOS OS DISCÍPULOS DA GRANDE MULTIDÃO SÃO IMPEDIDOS DE PESQUISAR AS

ESCRITURAS VERDADEIRAMENTE.

ESTA SITUAÇÃO VEGETATIVA NEM MESMO É QUESTIONADA PELA MAIORIA DELES DEVIDO AO FATO DE QUE PERDERAM A IDENTIDADE DE UM VERDADEIRO CRISTÃO. 18 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012


SUA LEITURA E ESTUDO DA BÍBLIA

N

o número passado desta revista, iniciou-se um estudo texto a texto do livro bíblico de Enoque. Este livro foi recentemente canonizado pela Associação Torre de Monitoramento de Bíblias e Tratados do Brasil, órgão responsável pelas Testemunhas dos Deuses Santos no mundo. Devemos prosseguir com a análise, investigando a mais um trecho deste livro santo. Enoque prossegue, dizendo: “Deles eu ouvi todas as coisas e entendi o que vi; coisas que não se cumprirá nesta geração, mas numa geração que deve acontecer num tempo distante, por causa dos escolhidos. A respeito deles eu falei e conversei com Ele, o qual virá de Sua habitação, o Santo e Poderoso, o [‘Deus dos] Deuses’ do mundo: O qual pisará sobre o Monte Sinai; aparecerá com Suas hostes e se manifestará com a força do Seu poderio dos céus”. – Eno 1:2-4. Enoque garante que tudo o que ele ‘ouviu e viu’ dos Deuses santos ele ‘entendeu’, assentando tudo por escrito e que, posteriormente, alguém teria juntado todos estes escritos e transforma-

Desde que alguns homens, líderes religiosos da cristandade, decretaram que o livro de Enoque não é canônico, as pessoas não tiveram interesse algum nele. Os líderes religiosos, bem como Satanás, o Diabo, certamente ficaram felizes diante dessa sua aparente vitória. Daí as testemunhas de Jeová o examinaram e o canonizaram. Os Deuses santos é quem estão felizes agora!


do em um livro – livro este que hoje estamos lendo e estudando; livro este que, embora tenha todas as credenciais de ter sido escrito pelo próprio profeta Enoque, com a participação de alguns de seus descendentes imediatos, é odiado e terminantemente proibido atualmente por religiosos ébrios espirituais. Estes, no entanto, estão “desencaminhando e sendo desencaminhados”. – 2Ti 3:13. Podemos ter a plena certeza de que o que estamos lendo foi mesmo Enoque quem ‘visionou’ e registrou por escrito para o benefício de todos os amantes da Palavra dos Deuses santos.

hidos descendentes de Abraão por meio de Isaque e de Jacó – a Israel. Jeová os libertaria da escravidão ao Faraó do Egito. Sob Moisés, seu profeta, os Deuses estabeleceriam uma nação de ‘reis e sacerdotes; uma nação santa’, que atuaria como ‘testemunhas dos Deuses santos’. Tudo isso teve um cumprimento quando o povo disse ‘sim’ ao Pacto da Lei instituído pelos Deuses através de seu mediador, de Moisés, ao sopé do Monte Sinai, em 1513 AEC. (Êxodo 2:24, 25; 19:6; 24:7, 8; Isaías 43:10) Foram a estes “escolhidos”, portanto, que Enoque ‘viu’, ‘entendeu’ e ‘conversou’ com os Deuses santos a respeito.

Enoque ‘viu’ os ungidos do Cristo? Enoque ‘viu’ as ‘coisas’ – as profecias – que teriam cumprimento em tempos muito ‘distantes’! Neste caso ele nem mesmo relatava sobre coisas relacionadas às gerações de seus dias, mesmo sobre aquela ‘geração’ que sofreria o fim do mundo com um grande dilúvio, a uns 500 anos à sua frente. Mas às gerações de pessoas que viveriam em um novo mundo que seria estabelecido pelos descendentes de seu bisneto, de Noé! Enoque fala sobre os “escolhidos”. Seriam os escolhidos por Cristo para o Reino, ou Enoque falava de outros escolhidos? (João 6:70; Revelação 17:14) Enoque visualizava os ungidos, ou escol20 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

Enoque ‘viu, entendeu e conversou’ com os Deuses sobre o tempo em que Eles constituiriam uma nação de reis e sacerdotes, escolhida e ungida – as testemunhas dos Deuses santos.


Mais tarde, cristãos espiritualmente sadios, ao analisarem as Escrituras, que, para eles, todas eram ‘inspiradas pelo espírito dos Deuses santos’, liam do livro de Enoque. Após estudo, aplicaram suas palavras proféticas aos tempos cristãos. De modo que, por extensão, Enoque profetizava sobre os “escolhidos” cristãos ungidos também. – 2 Timóteo 3:16 nota TNM-R; Judas 7. Assim como Judas e os demais cristãos do primeiro século, nós também podemos fazer nosso estudo pessoal das Escrituras – mesmo do livro bíblico de Enoque – e, ao assim fazermos, que também possamos ser conduzidos pelo “espírito dos Deuses santos” ao aplicarmos as profecias de Enoque a nós, os ungidos santos dos tempos atuais. – Daniel 4:8, 9, 18; 1 Coríntios 2:10.

Enoque sabia da existência do Monte Sinai? Enoque, ao relatar eventos futuros, que só aconteceriam após 1600 AEC, quando Jeová, junto com alguns dos Deuses mais achegados – “Suas hostes” –, tripulantes de uma imensa aeronave, pousou sobre o pico de um monte, o Monte Sinai, diante de seu povo Israel. (Êxodo capítulo 19) Analisando o texto, é bastante curioso que Enoque pudesse ter conhecimento do nome do monte que, em seus dias, talvez nem existisse ainda! Caso existisse, certamente não ficava nas proximidades de onde ele – e toda a humanidade da época – viviam. Ademais, o nome do monte não poderia ter sido dado a ele antes dos tempos do Dilúvio, ou teria? De acordo com a Wikipédia, O Monte Sinai á “também conhecido como Monte Horeb ou Jebel Musa, que significa ‘Monte de Moisés’ em árabe”. De modo que, aparentemente, o nome do monte fora introduzido no texto posteriormente, talvez para conferir-lhe maior autenticidade ou mesmo que alguém incluiu o nome do monte para simples facilidade textual aos lerem o livro do profeta. Caso essa conclusão nossa se comprove como fato não deve indicar que é hora de abandonarmos o livro de Enoque e declará-lo falso, tal como já o fazem os orgulhosos? Não, não é! Antes, devemos proceder com ele igualmente a como se A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

21


faz a um diamante em pedra bruta – lapidamo-lo até que fique tão brilhante quanto uma gema nobre, tremendamente valiosa e bela. Os demais livro bíblicos certamente, também sofreram este mesmo tratamento! Portanto, que continuemos a tirar proveito da leitura e estudo do livro de Enoque. Certamente seremos ricamente abençoados por isso.

Assim como a uma gema bruta, que após lapidação transforma-se num lindo e reluzente diamante; assim pretendemos fazer com o livro de Enoque. Portanto, ao pesquisar este livro santo, tenha isso bem em mente!

Muitos cristãos dão muito valor à leitura e estudo da Bíblia. Assim, muitos a estudam a sós, quando não há ninguém para os atrapalhar, ou os desconcentrar. As Testemunhas a muito vinha valorizando este método importante e produtivo de se obter o conhecimento dos Deuses santos. (João 17:3) Recentemente, porém, lançaram uma nova modalidade de estudo bíblico: o Estudo em Família. Este novo método de estudo, no entanto, não é em substituição ao tradicional método, o Estudo Pessoal da Bíblia, mas algo a mais. Os chefes de famílias, portanto, além de executar o seu já costumeiro estudo pessoal, têm também por obrigação cristã, instruir e fortificar espiritualmente os membros de sua família e isso de forma regular. Entretanto, ao assim fazer, deve tomar bastante cuidado ao que vai ensinar. Esse cuidado se faz necessário devido ao fato de que, ao instituir esse método, os da dianteira da organização não estão visando primariamente os benefícios do estudo em si, mas outro objetivo. Qual? É que através do estudo pessoal você chega às verdades bíblicas. Já o estudo em família se chega às verdades da religião. Como assim? Por exemplo: você descobre através de seu estudo pessoal que a evolução é um fato e se encanta. Se for descobrir essa verdade no estudo em família, você seria denunciado aos anciãos e estes providenciariam que você fosse desassociado da congregação por ‘apostasia’. Assim, tome bastante cuidado ao cumprir sua obrigação como chefe de família através do estudo em família. Pode se tornar uma pegadinha!

22 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012


EXAMINANDO UM BLOG RELIGIOSO

"Não importa aquilo em que pessoalmente creia, sem dúvida gostaria de ouvir ambos os lados da questão." — Despertai! 8 de Abril de 1970, página 5.

ZION’S WATCH TOWER! Este nome apareceu pela primeira vez em julho de 1879. Foi o nome dado à revista que Charles Taze Russel passou a publicar logo após romper relações, por divergências religiosas, com seu amigo e irmão na fé Nelson Barbour*. O nome completo da revista era: Zion’s Watch Tower and Herald of Christ’s Presence, que, traduzido para o português, é: A Torre de Vigia de Sião e Arauto da Presença de Cristo. A muito o nome da revista mudou para The Watch tower – Announcing Jehovah’s Kingdon (A Sentinela – Anunciando o Reino de Jeová). Então, se o nome da revista mudou, por que uma Testemunha de Jeová usa o antigo nome em seu blog? Quem é o blogueiro cristão que posta informações no blog Zion’s Watch Tower e, mais im_____ *Estes dois homens cristãos participavam na publicação de uma revista denominada Herald of the Morning (Arauto da Aurora). Esta revista foi suspensa em 1903 e Nelson Barbour, seu mantenedor, morreu três anos mais tarde.

portante ainda, que tipo de informações aquele irmão disponibiliza ali? Isso é o que vamos descobrir logo. Por que Zion’s Watch Tower? Aparentemente o irmão quer destacar o antigo logo da antiga revista só por causa da cruz que há nele. Seria uma autoafirmação de rebeldia à sua religião? Os ungidos dentre as Testemunhas de Jeová – aqueles irmãos do Corpo Governante que governam a “Grande Multidão” e os prédios da Associação no mundo inteiro – abandonaram o uso da cruz há anos! O livro Testemunhas de Jeová – Proclamadores do Reino de Deus, na página 201, explica: “Por muitos anos, os Estudantes da Bíblia usavam uma cruz e coroa como insígnia para os identificar, e esse símbolo achava-se na capa da ‘Watch Tower’ de 1891 a 1931. Mas, em 1928, sublinhou-se que não um símbolo decorativo, mas sim a atividade de alguém como testemunha inA CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

23


dicava que ele era cristão. Em 1936, apresentou-se a evidência de que Cristo morreu numa estaca, não numa cruz com duas vigas”. Quem é o irmão blogueiro? Ele colocou a seguinte observação na lateral do blogue: “Sou um jovem publicador das Testemunhas de Jeová, nascido e criado na organização . . ..” Então, percebe-se que o irmão é uma Testemunha de Jeová. Segundo informação fidedigna, o primeiro nome do irmão é Anderson.* Quanto ao seu sobrenome, esse não revelaremos aqui, respeitamos o direito do irmão ao anonimato – ele deve ter medo e isso é uma das situações calamitosas a que todas as Testemunhas de Jeová convivem diariamente. Lc 5:10. Para quem não sabe como funciona nossa religião, se uma Testemunha abrir uma simples página em um site de relacionamentos já é o suficiente para que este seja classificado pelos anciãos como um ‘fraco espiritualmente’. Passar disso é potencialmente perigoso e, inclusive, letal espiritualmente. Um caso bem conhecido aqui no Brasil é o do irmão Sebastião _____ *O irmão não fornece seu nome no blog. Assim, o nome aqui revelado pode não ser o verdadeiro. Ademais, isso pouco importa. Importa realmente é o que o irmão bloga.

24 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

Ramos, de Fortaleza no Ceará. Aquele irmão ‘foi publicar informações sobre suas crenças na internet e, ao tomarem ciência disso, os anciãos de sua congregação o acharam e o julgaram, desassociaram-no da congregação como um apóstata perigoso’, conforme se lamenta ele hoje em várias páginas da rede. Esse irmão cometeu um grave erro ao se deixar achar tão facilmente pelos anciãos. Que informações posta o irmão? Basicamente críticas à sua religião. É isso o que o irmão “Anderson” posta em seu blogue. Críticas bem elaboradas às Testemunhas de Jeová. Por mais que procuramos por matéria educativa no sentido de ajuda à compreensão da Bíblia, esta simplesmente inexiste no blog do irmão.

Acima um dos exemplos de ilustrações – recortes das publicações da Associação – que o irmão utiliza em seu blog. Atente para a qualidade em matéria de manipulação de imagens o irmão tem! E não para por ai! Ele também edita e monta vídeos perfeitos.


Qual o desafio a que o irmão deveria está se prontificando? Não fosse esse fato negativo, o blog Zion’s Watch Tower, teria mais cara de um blog compromissado com a verdade bíblica. Este compromisso urge, em vista da atual situação a que se encontram os nossos semelhantes. Milhões continuam ‘tateando como cegos’, vivendo na mais completa escuridão espiritual sem ajudadores que os ajudem a se aproximarem dos Deuses e da verdade. (Is 59:10; Ef 4:18) O desafio de iluminá-las é grandioso. As pequenas, médias e grandes religiões – mesmo as mais organizadas, como as Testemunhas de Jeová, nossa própria religião – perderam o foco de ensinar a verdade bíblica, limitando-se a ensinarem as suas próprias verdades, comprovadamente antibíblicas. Estão, como afirma a Bíblia, apenas ‘fazendo cócegas nos ouvidos das pessoas’, por ensinar-lhes verdades ultrapassadas, e antigas verdades. Mesmo certas “verdades” que, comprovadamente, não representa a verdade da Bíblia. – 2Ti 4:3. Um convite especial ao irmão blogueiro O irmão demonstra que tem muita desenvoltura na manipulação de fotos, vídeos e da palavra escrita – as ferramentas necessárias à instrução educativa mundial da Bíblia. Pena que o irmão só usa essas habilidades para instruir aos seus

irmãos a abandonarem a Associação das Testemunhas de Jeová! Tendo essas habilidades voltadas à divulgação da verdade bíblica certamente podemos afirmar que o irmão seria um importante contribuinte ao imenso desafio que se faz presente: pregar as boas novas do Reino dos Deuses santos ao mundo. – Mt 24:14.

Milhões de pessoas não sabem distinguir a ‘esquerda da direita’, no que diz respeito à verdade; ao conhecimento dos Deuses. Elas estão ‘mentalmente em escuridão’ e não há iluminadores o suficiente. Entretanto, há muitos cristãos bem preparados espiritualmente para iluminar a essas pessoas mas, ao que tudo indica, gastam todo um tempo precioso em nada mais que ficar criticando religiões. – Jn 4:11; Ef 4:18.

Quem já aceitou o desafio? Este trabalho de entendimento e divulgação das novas verdades bíblicas já tiveram um início quando uma Testemunha de Jeová, o irmão Wandrey Suárez do blog EstuA CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

25


do Pessoal de Uma Testemunha de Jeová, iniciou um inovador processo de redescobrimento das verdades bíblicas a muito abandonadas ou esquecidas pelos ébrios espirituais, líderes religiosos. Esta revista da verdade que você está lendo é a ferramenta usada pelo irmão Wandrey Suárez e seus associados para divulgar essas últimas verdades. Os Deuses santos é quem encabeçam esta obra santa. Assim, convidamos ao irmão a juntar-se

a nós o quanto antes para, também, ajudar, através deste empreendimento, às pessoas a saírem da escuridão espiritual. Visto que o irmão não respondeu ao convite feito para uma entrevista pessoal, tomamos a liberdade de relatar o que comcluímos dessa nossa visita ao blog do irmão. Desejamos que o irmão continue seu ótimo trabalho, mas também, que o irmão obtenhas mais maturidade espiritual! Que os Deuses santos o abençoem. – Je 31:23.

Milhões de pessoas ainda “suspiram e gemem por causa de todas as coisas detestáveis que se fazem” no mundo. Mesmo as religiões que deveriam lhes dizer a verdade, contam mentiras de a 50 anos atrás. É hora de arregaçarmos as mangas para o trabalho que se faz necessário hoje: ‘pregar as boas novas do Reino dos Deuses santos em toda a terra’. – Ezequiel 9:4; Atos 8:4.


ESTAMOS LONGE DA

PERFEIÇÃO? “Tendes de ser perfeitos, assim como os vossos Pais celestiais são perfeitos.” – Mateus 5:48.

a tantos assuntos abordados Empormeio Jesus no que foi um dos maiores discursos ao ar livre já proferido – o famoso sermão do monte – ele também proferiu uma sentença de palavras dentre as quais abordou sobre um assunto bem específico. O qual, mesmo em dois mil anos de cristianismo, ainda não se chegou à compreensão verdadeira do que ele realmente quis dizer com aquilo. Que assunto foi esse? Tem que ver com a questão que envolve a perfeição. Vejamos primeiramente a sentença de palavras ditas por ele e, logo em seguida, analisaremos um ensino que envolve esta palavra e que é tido como um ensino verdadeiro até hoje mas que não passa de mais um dos equívocos religiosos. No final desta consideração apontaremos o mais novo lampejo de luz a respeito desta palavra. Hoje teremos um ajuste de entendimento a respeito do significado da perfeição. Um assunto incompreendido – até hoje! Jesus discursou: “Ouvistes que se disse: ‘Tens de amar o teu próximo e odiar o teu inimigo.’ No entanto, eu vos digo: Continuai a amar os vossos inimigos e a orar

pelos que vos perseguem; para que mostreis ser filhos dos vossos Pais, que estão nos céus, visto que eles fazem o sol deles levantar-se sobre iníquos e sobre bons, e fazem chover sobre justos e sobre injustos. Pois, se amardes [somente] aos que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem também a mesma coisa os cobradores de impostos? E, se cumprimentardes A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

27


somente os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não fazem também a mesma coisa as pessoas das nações? Concordemente, tendes de ser perfeitos, assim como os vossos Pais celestiais são perfeitos.” – Mateus 5:43-48. “Tendes de ser perfeitos” – o que isso deve significar? Jesus afirmou que teríamos de ser perfeitos, assim como os Deuses santos são. Mas como podemos ser perfeitos?* O que significa a perfeição? Adão e Eva eram perfeitos? Jesus quis dizer exatamente o que disse: que as pessoas poderiam ser perfeitas, mas, claro, num sentido ali explicado por ele: Por imitarmos aos Deuses santos. Eles são perfeitos em tudo. No caso da perfeição do amor, eles amam a todos os humanos e não apenas aos que servem a eles! Assim, nós também podemos ser perfeitos por expandir nosso amor cristão para incluir até mesmo aqueles que se colocam numa posição de inimigos nossos. Logo podemos concluir que o tipo de perfeição exigida pelos Deuses santos é a do tipo que está ao alcance de todos nós, e não a um tipo de perfeição inalcançável; inatingível. (Miq 6:8) O relato paralelo de Lucas registra as seguintes palavras de Jesus: “Continuai a tornar-vos misericor______ * Veja ao lado: “A ’perfeição’ segundo o Perspicaz”.

28 A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

diosos, assim como vossos Pais são misericordiosos.” (Lc 6:36) Obviamente, temos de ser tão misericordiosos quanto possível e que essa qualidade seja evidentemente considerada perfeita, ou completa, em nós. Não deve ser uma misericórdia pela metade ou debilitada, mas completa. Essa é a ideia bíblica de perfeição e esta ordenança cristã não se limita apenas ao que aqui consideramos, mas exige-se perfeição do cristão em muitos outros aspectos que envolvam nossa adoração aos Deuses santos. Assim, quando a Bíblia afirma que os “Deuses são espíritos”, definitivamente não significa que eles tenham um corpo invisível ou inexplicável, como é erroneamente crido até hoje por líderes religiosos débeis, e sim que são perfeitos em sentido espiritual; que nunca praticam os desejos carnais. Somos incentivados a também sermos ‘espíritos’ se quisermos adorar a eles. Naturalmente não significa que deveremos nos transformar literalmente num ser com corpo de espírito, um ser mitológico. – João 4:24. Morremos por que Adão e Eva tornaramse imperfeitos? Por que Adão e Eva morreram e por que morremos nós? A Bíblia informa que “por intermédio de um só homem entrou o pecado no mundo, e a morte por intermédio do pecado, e assim a morte se espalhou a


todos os homens, porque todos tinham pecado”. (Ro 5:12) Repare que neste texto não se menciona que antes de pecarem, Adão e Eva eram perfeitos e nem que tornaram-se imperfeitos após pecarem. Então de onde vem a crença de que eles eram perfeitos antes do pecado e que, após isso, tornaram-se imperfeitos? De onde se concluiu que morreram – que morremos – devido a esta questão? Por exemplo, nós, as testemunhas de Jeová, afirmamos: “Atualmente, estamos milênios longe da perfeição de nossos primeiros pais. Os efeitos que a genética e a hereditariedade têm sobre nós não os afetavam”. – A Sentinela 1set_10, pág. 25. “Segundo a Bíblia, Jeová criou o primeiro homem perfeito. . . . De acordo com [ela], um homem perfeito viveria para sempre com saúde perfeita. Fica evidente pelo que Deus disse a Adão que se ele não desobedecesse nunca morreria”. – A Sentinela 1jan_08, pág. 14.

SERÁ MESMO VERDADE QUE ADÃO E EVA ERAM TÃO BONITOS – PERFEITOS – ASSIM?

São realmente verdadeiras estas afirmações? É verdade que os Deuses ordenaram a que Adão não comece da árvore proibida e que, caso o fizesse, ‘positivamente morreria’. Bem, sabemos que tanto ele quanto sua esposa, Eva, desobedeceram aos Deuses santos e comeram da árvore. No entanto, tornaram-se imperfeitos a partir de então e por isso que morreram?

A perfeição, segundo o Perspicaz A noção de perfeição é expressa por termos hebraicos derivados de verbos tais como ka‧lál (aperfeiçoar [veja Ez 27:4]), sha ‧ lám (ter acabado [veja Is 60:20]) e ta‧mám (completarse, chegar à perfeição [veja Sal 102:27; Is 18:5]). Nas Escrituras Gregas Cristãs, as palavras té‧lei‧ os (adjetivo), te‧lei‧ó‧tes (substantivo) e te‧lei‧ ó ‧ o (verbo) são usadas de forma similar, transmitindo a ideia de tornar completo ou de plena medida (Lu 8:14; 2Co 12:9; Tg 1:4), de estar plenamente desenvolvido, adulto ou maduro (1Co 14:20; He 5:14), de ter alcançado o fim, propósito ou objetivo apropriado ou determinado. (Jo 19:28; Fil 3:12) – Estudo Perspicaz das Escrituras, vol 3, pág. 245 – publicado por nós testemunhas de Jeová.

Morremos todos nós devido a esse ato? Deixemos que a própria Palavra dos Deuses esclareça isso. – 2Tim 3:16. O que diz o Gênesis sobre perfeição? Leiamos: “E Jeová Deus prosseguiu, dizendo: ‘Eis que o homem se tem tornado A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

29


como um de nós, sabendo o que é bom e o que é mau, e agora, a fim de que não estenda a sua mão e tome realmente também [do fruto] da árvore da vida, e coma, e viva por tempo indefinido —‘ Com isso, Jeová Deus o pôs para fora do jardim do Éden para lavrar o solo de que tinha sido tomado. E expulsou assim o homem, e colocou ao oriente do jardim do Éden os querubins e a lâmina chamejante duma espada que se revolvia continuamente para guardar o caminho para a árvore da vida.” – Gên 3:22-24. TNM. O texto acima claramente mostra que o que impediu Adão e Eva de continuarem vivendo eternamente foi o distanciamento deles da “árvore da vida”. Jeová até reconheceu que o homem havia ‘se tornado igual aos Deuses, sabendo o que era bom e o que era mau’, conforme defendido pelo Deus trapaceiro Gadrel. – Gên 3:5; Eno 68:6, 7. Daí, como forma de punir os desobedientes Adão e Eva, expulsaram a ambos do paraíso, para bem longe da árvore da

vida. Para garantir que eles não voltassem para dela comerem e ‘continuarem vivendo para sempre’, puseram dois querubins armados para monitorar aquela árvore. Estamos mesmo longes da perfeição? Portanto, embora que a desobediência à ordem de não comer da árvore proibida tenha constituído um pecado, não foi tecnicamente isto o que fez que Adão e Eva envelhecerem e morressem. Ademais, a Bíblia não diz que Jeová “criou o homem perfeito”, como afirma a revista A Sentinela. A Bíblia em parte alguma afirma isso ou sequer sugere isso. Logo Adão e Eva não eram perfeitos. O fato é que dependiam de comer da árvore da vida para viverem eternamente, quer antes quer depois do pecado deles.

O QUE VOCÊ ACHA: ESTAMOS NOS DISTANCIANDO DA PERFEIÇÃO;

OU ESTAMOS A CADA DIA MAIS PRÓXIMOS DELA?


O Deus Gadrel não esperava que os Deuses tomassem uma decisão tão dura quanto expulsar o homem para longe da árvore da vida; que impedissem que eles dela comecem. Mas Eles fizeram exatamente isso! Frustraram assim os planos maliciosos do agora inimigo deles, que se tornou, a partir de então, um “Satanás”, um “Diabo”. Jó 1:6; Mt 4:10; João 8:44; 2Co 4:4. Concordemente, o ensino hoje crido de que Adão e Eva eram perfeitos e que, devido ao pecado deles tornaram-se imperfeitos e que, também, estamos longes da perfeição por isso, conforme menciona a revista A Sentinela, é um erro grosseiro e não contribui para adorarmos aos Deuses com “verdade”. – João 4:24.

Atinjamos a perfeição cristã e colhamos as bênçãos de vida eterna A perfeição, portanto, seria alcançada progressivamente, independente se Adão e Eva pecaram ou não. É por isso que aos cristãos, Jesus disse que ‘teriam de ser perfeitos, assim como os Deuses santos eram’. Essa perfeição – física, emocional, espiritual e intelectual – só alcançaríamos conforme o tempo passasse. É por isso que, quanto mais o tempo passa, somos mais belos fisicamente que nossos primeiros pais. Concernentes à evolução do conhecimento, também tem sido astronômica e espantosa essa capacidade em nós humanos – até mesmo na lua já fomos! Estamos atingindo gradativamente a perfeição humana, esta é a verdade. Mas para ADÃO E EVA FORAM DISTANCIADOS DA ÁRVORE DA VIDA.

A NÓS, CRISTÃOS, CASO NOS ESFORCEMOS A ‘SERMOS PERFEITOS’, JESUS DIZ: “QUEM TEM OUVIDO OUÇA O QUE O ESPÍRITO [A IMPELENTE INCLINAÇÃO MENTAL DOS DEUSES SANTOS] DIZ ÀS CONGREGAÇÕES: ‘ÀQUELE QUE VENCER CONCEDEREI COMER DA ÁRVORE DA VIDA, QUE ESTÁ NO PARAÍSO

DOS DEUSES’.” – REVELAÇÃO 2:7;

A CONTINELA ・ FEVEREIRO DE 2012

31


atingirmos o ápice esperado pelos Deuses santos, temos de ser perfeitos como cristãos para que, quando o Cristo vier, que ele possa nos ‘conceder comer de novo da árvore da vida’. (Compare com Hebreus 7:11, 16; Revelação [Apocalipse] 2:7) Aquela árvore é que era o segredo da longevidade de nossos primeiros antepassados, até os tempos do fim do mundo pelo grande Dilúvio. Após isso, gradativamente caminhamos para muito mais longe da árvore da vida e, consequentemente, para mais distantes da longevidade. Portanto, comer daquela árvore é o

que nos fará ter vida eterna. Obviamente a árvore da vida é uma das provisões maravilhosas da parte de nossos pais celestiais, os Deuses santos. (Tg 1:17) De modo que é a Eles que devemos ser gratos e agradar antes de chegar à arvore da vida. São Deles o mérito por nos permitir comer da árvore da vida novamente e que tenhamos vida eterna. – Is 12:4; Col 3:15. Concordemente, aperfeiçoemo-nos dia após dia diante Deles para que alcancemos a “verdadeira vida”, no “paraíso dos Deuses”! – João 4:36; 1Tim 6:19.

SIGAMOS A CRISTO, O NOSSO “APERFEIÇOADOR”, E GANHAREMOS A VIDA ETERNA NO PARAÍSO! – HEB 12:2

ENTRE EM CONTATO CONOSCO:

www.acontinela.blogspot.com

acontinela@gmail.com

Ct2p fev12 - A Continela - Anunciando o Reino dos Deuses Santos  

Já houve muitos fins de mundo? Quando foi o último? Será que houve um outro e que não lembramos?

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you