Page 1

Janeiro e fevereiro de 2014

i

UMA NOVA REVISTA PARA VOCÊ


MATÉRIA DE CAPA

PARA VOCE Cempertai! NESTE NÚMERO:

®

LANÇAMENTO DE A CONTINELA HÁ DOIS ANOS;

342 ASSINARAM A CONTINELA;

LANÇAMENTO DE CEMPERTAI!

3

CIÊNCIA/ARQUEOLOGIA/EVOLUÇÃO

5

MUITOS IRMÃOS QUEREM PARTICIPAR NA ESCRITA DE A CONTINELA;

O SEXO ENTRE AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ | PARTE ½

7

O QUE RESERVAMOS PARA ESSES IRMÃOS;

PREPARATIVOS PARA LANÇARMOS

UM JUMENTO ESPIRITUAL DERRUBA DE SEUS LOMBOS O ‘PROFETA LOUCO’! 11 PODE GOOGLE ACABAR COM A MORTE? VOCÊ CRÊ NISTO?

19

QUEM ESCREVERÁ

A MENTIRA TEME A VERDADE!

21

LANÇAMENTO DE

Bimestral cp1p Português Edição Brasileira | Janeiro e Fevereiro de 2014 Esta publicação digital* não é vendida. Ela faz parte de uma obra educativa bíblica, mundial, mantida pelas Testemunhas dos Deuses Santos. A menos que haja outra indicação, os textos bíblicos citados são da Tradução dos Deuses Santos das Escrituras Sagradas com Referências. Cempertai! é publicada pela Associação das Testemunhas dos Deuses Santos mediante a Torre de Monitoramento de Bíblias e Tratados do Brasil. 2014 Torre de Monitoramento. Todos os direitos reservados.

DADOS SOBRE OS NÚMEROS ANTERIORES: 0 pessoas leram e 0 revistas foram baixadas

Gostaria de receber mais informações ou tornar-se uma Testemunha dos deuses Santos? Acesse http://www.tds-org.blogspot.com.br ou escreva para nós no endereço abaixo: cempertai@gmail.com

*Não será publicada em papel. Nenhuma árvore será derrubada. Não ‘arruinaremos a Terra.’ — Re 11:18.


LANÇAMENTO DE CEMPERTAI!

H

Á DOIS ANOS, quando anunciamos o nascimento da revista A Continela — Anunciando o Reino dos Deuses Santos, não esperávamos que seu sucesso pudesse ser tão notável como vemos hoje, ou que tudo acontecesse num espaço de tempo relativamente curto. Mas foi exatamente isto o que aconteceu! Com receio de que seu lançamento fosse um fracasso, decidimos, antes de redigirmos o primeiro número, o de janeiro de 2012 (ct1P_jan12), fazer uma sondagem para saber se alguém demonstraria interesse em lê-la. Espantosamente, 342 pessoas, nos responderam, indicando que ‘gostariam sim de receber a revista em sua caixa de correlete’.

Há dois anos, um espantoso número de 342 pessoas acenou que “sim”, que queriam receber e lê A Continela, a mais nova revista da parte de Jeová. Atualmente, mais de 25 mil pessoas a leem regularmente.

Assim, após enviarmos o primeiro número de A Continela para os 342 endereços-eletrônicos diferentes, ficamos com a nítida sensação de que estávamos iniciando uma grande obra de educação bíblica via internete. Hoje, o surpreendente número de leitores atinge a casa das duas dezenas e meia de milhares de leitores! Que espantoso testemunho para o nome dos Deuses santos tem sido cada número daquela revista! É sem dúvida um sinal do infalível apoio de Jeová, mediante o espírito deles! (Zac. 4:6) Since-

ramente, nenhum de nós três, os atuais redatores de A Continela, alcançaríamos tantas mentes e corações com as boas novas indo apenas de casa em casa, como os do Corpo dos Governantes querem que todos nós Testemunhas de Jeová façamos! A revista não apenas atraiu os sem religião para sua mensagem, mas também os já feitos discípulos de Cristo, sim, cristãos! Desde bem cedo temos recebido mensagens de interessados em também participar diretamente na obra de fazer discípulos para o Cristo, como redatores e produtores de textos para A Continela. Concordemente, o ungido irmão que iniciara a revista, o irmão Wandrey, entrevistou alguns candidatos. Dentre eles, aprovou dois irmãos: a irmã recém-batizada nas águas pelo próprio irmão Wandrey, Antônia Lima; e um veterano e fiel irmão Testemunha de Jeová, o Eduardo Moreira. Juntos, estes três irmãos, por algum tempo, estiveram juntos. Daí veio o tempo de o irmão Wandrey saí de cena. O que aconteceu? Ele fora descoberto e denunciado aos anciãos de sua congregação. Para não perder sua família (pois ele seria desassociado) entregou seu cargo a um irmão de muita confiança sua: este sou eu, o Apóstolo TDS.* Hoje, sou eu e os dois irmãos já citados é quem estamos “[assistindo] constantemente ao Senhor, sem distração.” (1 Coríntios 7;35) Entretanto, o que ofereceríamos aos muitos outros irmãos que sempre insistiram para também se enquadrar na obra? Foi aí que surgiu a ideia de lançarmos Cempertai! Pensamos: ‘assim como ocorreu com A Sentinela, que teve mais __________ * Por eu também ser uma Testemunha de Jeová, pai, filho e um chefe de família Testemunha de Jeová, não almejo ser identificado em hipótese alguma. Nunca serei ameaçado com desassociação como sofreu o irmão Wandrey. Por isto é que tenho dito o mesmo que disse o meu Senhor e Deus, Jesus: ‘até chegar o meu dia’, terei o máximo de cuidado possível para não ser identificado. 3


tarde sua companheira, a Despertai!, por que não poderia ser também assim com A Continela?’ Dito isto, sondamos muitos irmãos que pudessem se disponibilizar para redigi-la e, embora que os primeiros convidados não demonstraram nenhum interesse, o retorno dos que quiseram foi mais que esperado. — Compare com Salmos 110:13. Muitos se ofereceram! Fizemos orações e logo alguns deles foram selecionados. Logo um grupo se formou e anunciamos: “Nasceu a Comissão de Redatores de Cempertai!” — Futuramente, quem sabe, revelaremos os currículos de cada um dos envolvidos no Projeto Cempertai!. Como que estando num congresso com milhares de expectadores, ergo a mão e mostro o primeiro número de Cempertai!, dizendo: “É com imenso prazer e compromisso com a verdade que nós, as Testemunhas dos Deuses Santos, entregamos a todos vocês, amantes da verdade e da justiça, mais esta ferramenta da parte de Jeová, que muito trará louvor e honra ao nome de todos eles. Recebam Cempertai!, a revista que, como A Continela, também veiculará a verdade, para que os que a leem fiquem ‘libertos’ e possam ‘absolver o conhecimento exato da verdade’.” — João 8:32.

blogues na internete, nada mais natural que repliquemos as postagens aqui e lá. Outro irmão, um especialista, se ocupará em ir atrás de matérias publicadas por outros blogueiros cristãos da Rede Mundial e pedir-lhes permissão para replicá-las em Cempertai! O objetivo será o de por em prática um pensamento exposto nas páginas de A Continela: ‘juntar os irmãos numa só fraternidade como Testemunhas dos Deuses Santos’.* “Há também um irmão, membro desta Comissão de Redatores que se ocupará em vasculhar na internete em busca de matérias científicas que sirva de base para as novas verdades bíblicas cridas por todos nós, TDSs. Sabendo que as ciências e a teoria-comprovada da evolução constituem juntos um dos braços da inteira verdade, não poderíamos jamais ignorá-los em nossas pesquisas. Estes e outros mais serão os temas a serem minuciosamente abordados sempre em Cempertai!.” Dito isto, só nos resta desejar muito sucesso e que o espírito de Jesus esteja entre estes corajosos verdadeiros cristãos em sua missão santa. — Associação das Testemunhas Cristãs dos Deuses Santos.

O QUE VEICULARÁ CEMPERTAI! Quando perguntado à equipe de Redatores de Cempertai! o que será veiculado em Cempertai!, um dos irmãos envolvidos detalhou: “Como alguns de nós já mantém seus __________ * Muitos dos deste pequeno grupo de redatores são Testemunhas de Jeová; enquanto que outros são de outras denominações cristãs. Alguns já sustentam seus blogues na internete, o que fazem deles escritores com muita experiência. Alguns dentre esses queridos irmãos foram ‘espancados três vezes’ pelos do Balaão moderno, o que os deixou com as sequelas da desassociação. Entretanto, visto que o Balaão ‘não tem uma espada’, isso significa que a desassociação destes irmãos nunca que teve real valor diante de Jeová. — Veja A Continela de junho de 2012, P. 19.

__________ * Veja a página 27 de A Continela de julho a setembro de 2013 – ct15P.


Pesquisadores acidentalmente fazem descoberta arqueológica de milhares de anos no Cerrado Ciência/Arqueologia/Evolução

E

NQUANTO TRABALHAVAM no rastreamento de queixadas (mamífero também conhecido como porco-do-mato) e na coleta de dados ambientais em florestas que ligam os biomas do Pantanal e do Cerrado brasileiros, uma equipe de pesquisadores da Wildlife Conservation Society e uma ONG parceira local, o Instituto Quinta do Sol, descobriram desenhos rupestres antigos feitos por sociedades de caçadorescoletores há milhares de anos. Os desenhos são objeto de um estudo publicado recentemente pelos arqueólogos Rodrigo Luis Simas de Aguiar e Keny Marques Lima na revista Clio Arqueológica. A diversidade de representações, de acordo com os autores, aumenta significativamente o nosso conhecimento da arte rupestre da região do planalto do Cerrado, que faz fronteira com o Pantanal. “Nosso trabalho com a Wildlife Conservation Society se concentra em promover práticas sustentáveis de uso da terra que ajudam a proteger espécies selvagens importantes e os lugares onde vivem”, disse Alexine Keuroghlian, pesquisador do Programa Brasil da WCS. “Como muitas vezes trabalhamos em lugares remotos, às vezes, fazemos descobertas surpreendentes. Neste caso, [os registros encontrados] parecem ser importantes para a nossa compreensão da história cultural humana na região”.

A descoberta foi feita no planalto do Cerrado do Brasil em 2009, quando Keuroghlian e sua equipe realizavam pesquisas sobre as queixadas, uma espécie de porco que forma rebanhos que viajam longas distâncias e são indicadores ambientais das florestas saudáveis. As queixadas são vulneráveis às atividades humanas, como o desmatamento e a caça, e estão começando a desaparecer em grandes áreas que compunham seu território anterior, indo do sul do México até o norte da Argentina. Enquanto seguiam os

CEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

5


sinais de rádio emitidos por coleiras colocadas nestes animais nas trilhas de forrageamento deixadas pelas manadas, a equipe encontrou uma série de formações de arenito proeminentes com cavernas contendo desenhos de animais e figuras geométricas. Então, Keuroghlian contatou Aguiar, um especialista regional em desenhos rupestres. O brasileiro determinou que os desenhos foram feitos entre 4 e 10 mil anos atrás, por sociedades de caçadores-coletores que ocuparam as cavernas ou as usaram especificamente para suas atividades artísticas. O estilo de alguns desenhos, observou Aguiar, foi coerente com o que os arqueólogos chamam de tradição Planalto (em referência ao planalto central brasileiro), enquanto outros, surpreendentemente, eram mais semelhantes aos encontrados nas regiões do Nordeste e Agreste. Os desenhos mostram um conjunto de animais, incluindo tatus, veados, grandes felinos, aves e répteis, bem como figuras humanoides e símbolos geométricos. Curiosamente, o tema das pesquisas – as queixadas – está ausente das ilustrações. Aguiar espera realizar escavações no chão da caverna e datação geológica nos locais, a fim de interpretar completamente os desenhos.

“Essas descobertas de desenhos rupestres enfatizam a importância da preservação dos ecossistemas do Cerrado e Pantanal, tanto pelo seu patrimônio cultural quanto natural”, explica a Dra. Julie Kunen, diretora do Programa da América Latina e Caribe da WCS e especialista em arqueologia maia. “Esperamos firmar uma parceria com fazendeiros locais para proteger esses sítios e cavernas, assim como as florestas que os cercam, para que a herança cultural e da vida selvagem representadas nos desenhos sejam preservadas para as gerações futuras”. — Science Daily.

CEMPERTAI! COMENTA: Se, de acordo com as datações aqui estabelecidas, que os desenhos datam de entre 4 a 10 mil anos – portanto muito antes de qualquer civilização pósAdão ter chegado ao Nordeste e Agreste do Brasil – então os desenhos rupestres tenham sido feitos por outras mentes pré-adâmica. Se nenhum descendente de Adão e Eva poderiam ter vivido aqui no período apontado, quem foi então? Se os crentes cristãos não aceitarem logo o que tem sido declarado pelo espírito às ungidas Testemunhas dos Deuses Santos, é de esperar que muitos deles adquirirão doenças depressivas quando se aperceberem que se deixaram enganar pelos falsos ensinamentos dos líderes religionistas perversos.


Examinando a fé através da razão

O Sexo Entre as Testemunhas de Jeová | Parte 1/2

É

INEGÁVEL QUE O CRISTIANISMO tem impregnado o conceito do Ocidente sobre o sexo. Quem nasceu em um lar cristão sabe o quanto o sexo é visto como uma coisa proibida, vergonhosa e do qual se deve fugir. Durante os 12 anos em que fui Testemunha de Jeová, fui doutrinado a ‘fugir da fornicação’. (1 Cor. 6:18) Fui criado no conceito de que, como jovem solteiro, deveria fugir de todo e qualquer contato sexual. Até mesmo meus pensamentos estavam restringidos de pensar em tal “pecado”. Embora tenha citado no título da postagem as Testemunhas de Jeová (TJs), que considero o caso mais grave, o mesmo se aplica ao Cristianismo como um todo. Logo de início, quando era adolescente, eu nem ao menos sabia o que significava a palavra “fornicação” em português. Com o tempo, aprendi que, de forma geral, “fornicação” significava “relação sexual entre pessoas não casadas.” No entanto, para as Testemunhas de Jeová, “fornicação” é bem mais que isso. Segundo suas próprias fontes de estudo, “fornicação” tem a seguinte definição: A palavra grega porneía, traduzida “fornicação”, tem um sentido bastante amplo. Ela se refere às relações sexuais entre os que não são casados e enfoca o uso errado dos órgãos sexuais. Porneía inclui diversos atos como o sexo oral, o sexo anal e masturbar outra pessoa — conduta que costuma ser associada com casas de prostituição... — A Sentinela, 2/15/2004 p. 13. § 15. Conforme usada na Bíblia, a pala-

vra “fornicação” (em grego, porneía) refere-se a relações sexuais ilícitas fora do casamento biblicamente válido. Inclui adultério, prostituição e relações sexuais entre pessoas não casadas; bem como sexo oral e anal e acariciar os órgãos genitais de alguém com quem não está casado. Inclui também a prática desses atos com alguém do mesmo sexo e a bestialidade. — Amor de Deus, 2008, p.99. Fornicação (do grego porneía) refere-se a relações sexuais ilícitas fora do casamento aprovado pelas Escrituras. Inclui adultério, prostituição e relações sexuais entre pessoas não-casadas, bem como sexo oral e anal e a manipulação sexual dos órgãos genitais de alguém com quem a pessoa não é casada. A pessoa que sem se arrepender pratica a fornicação não tem lugar na congregação cristã. — A Sentinela 15/7/2006, p. 2930. A palavra grega original para fornicação, porneía, refere-se a todas as atividades sexuais ilícitas que envolvem o uso dos órgãos genitais fora dos laços do matrimônio. Isto inclui o sexo oral e carícias deliberadas nos órgãos sexuais. Diversos jovens cristãos se envolveram em tais práticas, imaginando que realmente não estavam cometendo fornicação... — A Sentinela 1/9/1999, p. 13. Por exemplo, alguns jovens praticam sexo oral, anal ou masturbação mútua alegando que tais atos não são tão maus asCEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

7


sim, pois, segundo pensam, tecnicamente não são relações sexuais. Esses jovens se esquecem, ou preferem desconsiderar, que a palavra bíblica para fornicação inclui todas essas práticas. Tratase de conduta errada pela qual a pessoa pode até ser desassociada... — A Sentinela 15/12/2008 p. 9. Em todas essas citações acima, nós percebemos qual o conceito que as Testemunhas de Jeová têm sobre a palavra “fornicação”. Com essa definição, os anciãos, que são os líderes espirituais nas congregações, policiam a vida dos membros da mesma, principalmente dos jovens, para que estes não possam cometer qualquer das modalidades de “fornicação”, conforme eles mesmos ditam. Estas citações mostram que, para as Testemunhas de Jeová, quando casais de namorados, ou noivos, até mesmo tocam nos órgãos sexuais do seu respectivo par, eles estão cometendo fornicação. Quando isso se torna de conhecimento dos anciãos da congregação, o casal é disciplinado, ou seja, punido de alguma forma, ou até mesmo expulso. Tive muitos amigos que passaram por esse problema. Vi como sofriam por terem cometido o “pecado” de tocarem no corpo de suas namoradas, ou noivas. Mas, a coisa que mais me perguntava era: Como Jeová podem considerar o toque nos órgãos sexuais algo tão pecaminoso assim? Na época, eu ainda acreditava que a Bíblia era literalmente inspirada pelos Deuses. Por causa desses assuntos, resolvi fazer uma pesquisa sobre a palavra grega €ορνεια (porneía) que é a palavra normalmente traduzida nas Bíblias em português por “fornicação”. O que eu descobri me levou a perder a confiança não apenas no Cristianismo, mas principalmente nas TJs. §1. Porneía no Novo Testamento No Novo Testamento existem várias palavras que estão relacionadas ao sexo. Em praticamente a totalidade dos casos, o sexo é mencionado no NT em forma de proibição. A palavra mais usada é €ορνεια (Gr.: porneia), ocorrendo cerca de 25 8

CEMPERTAI! ・ JANEIROE FEVEREIRO DE 2014

vezes. Ela é constituída da palavra €ορνευω (Gr.: porneuo) que significa basicamente “vender”. — A Greek and English Lexicon, Wright, 1861, p. 356; A Lexicon of the Homeric Dialect, Cunliffe, 1963, pp. 326-327; Greek-English Lexicon: Abridged Edition, Liddell & Scott, Oxford, 1871, impressão de 1994, p. 555; An Intermediate Greek-English Lexicon, Liddell & Scott, Oxford, 1997 (primeira edição 1889), p. 635. FORNICAÇÃO, GREGO, SIGNIFICADO Com isso, nós observamos que a ideia original de €ορνεια é de “venda”. Por esse motivo, todo e qualquer dicionário de grego comenta que seu significado exato é de “prostituição”, quando alguém “vende” seu corpo para ser abusado sexualmente. Um outro motivo é que, no mundo GrecoRomano, os escravos também serviam para as relações sexuais. Havia mercados de escravos com essa objetividade. Todos os dicionários a seguir dizem “prostituição” e seus derivados para €ορνεια ao invés de “fornicação”: An Inter-

mediate Greek-English Lexicon, Liddell & Scott, Oxford, 1997 (primeira edição 1889), p. 662; Hippocrene Standard Dictionary: Greek-English, 1998, p. 261; NTC’s New College Greek and English Dictionary, Nathanail, 1990, p. 169; Divry’s EnglishGreek and Greek-English Desk Dictionary, 1996, p. 652 (Greek-English), Composition of Scientific Words: A manual of methods and a lexicon of materials for the practice of logotechnics, Brown, 1956, p. 626; Oxford Greek-English Learner’s Dictionary, Stavropoulos, 1988, p. 727; The Vocabulary of the Greek Testament, Moulton / Milligan, 1930 (reimpresso 1949), p. 529. Certo site comenta: PROSTITUIÇÃO (131): Grego PORNEIA (de PERNHMI: “vender”) – não significa “fornicação” (relações sexuais fora do casamento sem ser adultério) mas, antes,


“prostituição” (culto sexual ou comercial, como na pornografia); veja Mc 7:21, Tom. 105, bem como o artigo de Bruce Malina In the journal Novum Testamentum 1972; proibido de Dt. 23:17 [Kuriakon]

TODO E QUALQUER DICIONÁRIO DE GREGO COMENTA QUE SEU SIGNIFICADO EXATO É DE “PROSTITUIÇÃO”, QUANDO ALGUÉM “VENDE” SEU CORPO PARA SER ABUSADO SEXUALMENTE.

Em outras palavras, nos lugares do Novo Testamento em que se diz “fornicação”, o correto seria “prostituição”. The Unvarnished New Testament: A

New Translation from the Original Greek, Andy Gaus, 1991, p. 315 diz: “mas com respeito às tentações da prostituição…” (1 Cor. 7:1) Outras versões interlineares do NT grego dizem o mesmo. Na Septuaginta (LXX), que foi a primeira tradução do Antigo Testamento para o grego koiné, que é o mesmo grego usado no Novo Testamento, a palavra grega €ορνεια ocorre 37 vezes e em praticamente todas temos a tradução “prostituição” e seus derivados, até mesmo dentro dos livros Apócrifos e Pseudepígrafos. Embora a prostituição fosse algo comum nos tempos do AT, assim como no NT, houve uma Cristianização do termo grego. Os escritores neotestamentários deram uma nova roupagem à palavra €ορνεια. Em Mateus 5:32 a palavra €ορνεια (porneía) é usada em relação à €οιχαω (moichao) que significa “adultério”, mas ao mesmo tempo é diferenciada do último, como em Mateus 15:19. É mencionada em relação a um cristão que vivia sexualmente com a madrasta em 1 Coríntios 5:1; mencionada de forma separada de “impureza” e “conduta desenfreada” em 2 Coríntios 12:21; relacio

nada com “impureza” e “ganância” em Efésios 5:3; citada em relação a atos pecaminosos bastante sérios, de acordo com o Cristianismo, como “práticas de espiritismo”, “assassinato” e “furto”. Embora o uso de €ορνεια seja simbólico também, como quando um servo dos Deuses os traem, adorando deuses inválidos, em Revelação (Apocalipse) 19:3 é mencionado em relação a uma “meretriz”, o que nos remete à “prostituição”. Mesmo ao ler todo e qualquer versículo onde €ορνεια ocorre, em nenhum momento vemos essa palavra ser usada para se referir a “sexo prémarital” e muito menos ainda “manipulação dos órgãos sexuais”, “sexo anal e oral”, conforme dizem as Testemunhas de Jeová. Alguns dicionários dizem que €ορνεια se refere a vários atos sexuais “ilícitos” (A Greek-English Lexi-

con of the New Testament and Other Early Christian Literature, Walter Bauer, 1958, revised by Arndt / Gingrich 1979, p. 693) “relação sexual ilícita de modo geral” (The New Unger’s Bible Dictionary, 1988, p. 441). A palavra “ilícito” significa “aquilo que é contra a lei”. A pergunta é, qual lei? A lei de quem? Ora, se estamos falando dos Deuses judaico-cristãos, então estamos falando da Lei Divina, [contida na] Bíblia. Dessa forma, segundo alguns especialistas em grego, €ορνεια significa todo ato sexual que é contra a lei dos Deuses. Resta-nos agora, procurar saber qual era a lei dos Deuses no AT com relação ao sexo e assim definir as coisas que seriam “ilícitas”, ou seja, “contra essa lei”. O problema é que, como veremos numa outra oportunidade, a Bíblia, em seus 67 livros inspirados, contém conceitos diferentes sobre o sexo.

Os escritores neotestamentários deram uma nova roupagem à palavra €oρνεια Falando sobre o AT, encontramos lei contra adultério (Êx. 20:14), contra o incesto (Dt. 27:22; Lv. 18:6), a bestialidade (Êx. 22:19) e o homosexualisCEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

9


mo (Lv. 18:22). No entanto, não há qualquer lei direta de Jeová no AT ordenando o homem e a mulher a casar virgens. A virgindade é mencionada no judaísmo, mas sempre em relação à mulher, o que mostra que a virgindade era bem vista nos tempos do AT apenas com relação à mulher. Isto parecia ser injusto, visto ter sido ela dirigida a todo o Israel, tanto para homens quanto para mulheres. Isso nos leva a crer que a questão da virgindade das mulheres era apenas algo da cultura judaica. Assim, as coisas “ilícitas”, ou contrárias às Leis de Jeová, seriam justamente esses pecados que acabamos de alistar. Isso inclui pecados contrários às leis da natureza dos Deuses, como bestialidade, necrofilia e pedofilia. Os dicionários podem dizer “todo tipo de relação sexual ilícita”, porque no AT havia vários detalhes desnaturais no sexo que deveriam ser evitados, como no caso de ter relação com uma mulher menstruada. — Lv. 15:24. Portanto, a palavra €ορνεια originalmente nada tem a ver com a palavra “fornicação”, ou sexo pré-marital. Seu significado é relacionado à prostituição e outros atos sexuais contra as leis divinas do AT ou da natureza no geral. Estão cometendo fornicação os casais de namorados e noivos Testemunhas dos Deuses Santos quando mantêm relações sexuais? Não segundo os termos originais bíblicos para a palavra. Segundo ela, as palavras hebraica e grega para fornicação carrega a ideia de “vender” o corpo para prostituição. Estão os casais de namorados e noivos se prostituindo quando ‘se conhecem sexualmente’? É claro que não. Líderes religionistas maus e que querem ‘dominar homens e mulheres para seu prejuízo’ têm causado estragos irreparáveis às vidas de muitos que não obedecem a eles, neste e em muitos outros pontos. Eles sofrerão um “julgamento mais pesado” quando os Deuses decidirem agir. — Eclesiastes 8:9; Tiago 3:1.

Se você pesquisar sobre os livros apócrifos do Novo Testamento, escritos por várias seitas cristãs no início de seu advento, observará que se desenvolveu um conceito muito negativo da sexualidade. O NT exalta a virgindade, um contraste do AT que é quase indiferente, principalmente para a figura masculina. Existe, no entanto, uma explicação bem racional para os cristãos primitivos desenvolverem tal repulsa ao sexo. O universo Greco-Romano era extremamente depravado e, além disso, a promiscuidade estava relacionada à religião pagã. Uma vez que o Cristianismo veio para erradicar o paganismo, eles teriam que militar também contra a promiscuidade. Assim a vida “santa” seria uma vida

sem sexo.

Uma vez unida o desprezo pelo sexo com a exaltação da virgindade, o sexo pré-marital passou a ser condenado, ou seja, ilícito. E assim, fora traduzido como “fornicação” pelos cristãos desde há muito. Você poderá ficar grandemente esclarecido por nos acompanhar na pesquisa de todas as “coisas profundas dos Deuses”. Mas, para isso, terá de ser paciente. Aguarde com vivo interesse a sequência deste artigo, pois ainda veremos muito mais sobre o empolgante e esclarecedor tema na parte dois, no próximo número de Cempertai!

CEMPERTAI! COMENTA: Conforme se pode notar no texto, o irmão que nos enviou sofreu brutalmente às mãos do apóstata Corpo dos Governantes. O irmão Eduardo foi desassociado da congregação das Testemunhas de Jeová por ter questionado muitos ensinamentos providos por aquele grupo de homens que não toleram questionamentos. Devido às escoriações espirituais sofridas, por muito tempo o irmão achou que havia perdido a fé nos Deuses e até em Sua Palavra, a Bíblia. Ao entrar em contato com as Testemunhas dos Deuses Santos, porém, o irmão como que se encheu de ânimo e de fé novamente. Hoje ele é um novo homem. Sabe que não foi injustiçado e que os Deuses não foram os responsáveis pelos males sofridos. Que Jeová, nossos misericordiosos Deuses, possam executar “vingança” nos que fizeram o mau ao agora ungido irmão Testemunha dos Deuses Santos, Eduardo Galvão Júnior.


giving a voice to the silent majority

Um jumento espiritual derruba de seus lombos o ‘profeta louco’! Irmãos no mundo inteiro que duvidam dos ensinamentos falsos dos do Corpo dos Governantes das Testemunhas de Jeová são brutalmente ‘espancados três vezes’ por estes homens balaônicos. Por outro lado, muitos irmãos, tipo proféticos da ‘jumenta companheira’ do ‘profeta louco’, Balaão, tem se apercebido que o profeta anda ‘por veredas tortas’ e, num rebuliço e num pulo, têm derrubado de seus lombos os atuais homens balaônicos, os do Corpo dos Governantes de sua religião. Foi assim com o irmão John — vulgo Cedars, da Inglaterra, continente europeu. Vejamos o relato do julgamento executado pelos ‘ajudantes do Balaão’, conforme contado pelo próprio irmão Cedars:

eu sabia que era só uma questão de tempo "Sim", disse. "Mas com uma condição." para o confronto com os anciãos locais acontecer. Expliquei-lhe que eu não gostava nadade dois dos nossos anciãos congregaReferir-me-ei ao meu Superintendente- cionais; que eu não queria que nePresidente pelo nome de Bob.* nhum desses estivesse envolvido na minha Comissão Judicativa. Um desBob é um cara simpático que galgou privilé- ses, Tom, havia levado minha mulher à gios na hierarquia muito rápido após seu ba- Sala B para uma reunião sem minha tismo. Foi durante a minha primeira viagem à presença. Ele interrogou-a sobre mim Croácia, em 2006, que o conheci. Ele havia e sobre a nossa vida privada. O outro, sido batizado há poucos anos. Agora ele era o Dean, tinha usado a informação que Superintendente-Presidente local, o que (com ele adquirira de convidados num jantodo o respeito a ele) simboliza a falta de tar dado por ele, teorias equivocadas testemunhas do sexo masculino elegíveis para sobre os meus motivos e os de minha assumir a supervisão na Croácia. Bob prova- esposa para a inatividade. velmente só lidava com os microfones. Agora, se ele servisse na Grã-Bretanha ou nos Estados Unidos, não importa o quão capaz ele pudesse ser, [não seria mais que um microfonevolante]. A falta de carisma e experiência para Bob, é compensado pela bondade e positividade ECEBI UM TELEFONEMA NA SEXTA-FEIRA À sempre há um sorriso no seu rosto. Desta vez, NOITE. Eu já esperava por ele. porém, ele não tinha motivos para sorrir. Minha mãe havia sido abordada no Salão do Reino por meu "coordenador "Estamos cientes de seu site", disse Bob com [de grupo]" (presidente dos anciãos louma voz triste, depois de uma introdução escais), que lhe disse que me ligaria. tranha, parte em croata e parte em seu InEla pode ver que à partir de seu comglês quebrado. Naquele momento eu soube portamento mal-humorado que não que isso era o fim. Eu tinha sido descoberto. seria para falar sobre o tempo. Os anMeu último ato como Testemunha de Jeová foi participar de minha própria Comissão ciãos queriam uma reunião comigo. "Percebo isso", eu respondi. Judicativa (ou julgamento) por “apostasia”. Desde então tive muito tempo para me preparar para o inevitável. Eu sabia "Você poderia vir a encontrar-se conosco no Eu não queria nenhum desses dois hoque era provável que a conversa giraSalão do Reino na noite de domingo, seis ho- mens envolvidos no ato final de meus ria em torno do meu site. ras", ele perguntou. 23 anos como Testemunha. Dito isto, Embora eu tenha criado JWsurvey há __________ restou ainda pelo menos dois anciãos mais de dois anos, foi somente nos úl- * Por respeito às suas privacidades, eu alterei os nomes diferentes para que Bob pudesse estimos dois meses que mostrei meu ros- dos anciãos envolvidos, exceto de Davor, que me referi colher para compor o grupo mínimo por seu nome verdadeiro. to e este foi reconhecido. Desde então

R

CEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

11


para uma comissão judicativa, isto é: te escrever sobre ela, parecia-me o melhor três anciãos. a fazer. Nas horas que antecederam a minha ComisBob concordou com as condições sobre são Judicativa fui bombardeado com mensaDean e Tom. Também concordou nou- gens de apoio e solidariedade de irmãos que tro assunto: Visto que sou Inglês, com haviam passado pela mesma situação. E-mails, quase nada de croata, a reunião deve- mensagens no Facebook e tweets vieram aos ria ser realizada em Inglês, na medida montões, o que me deu maior confiança. Um do possível. Foi por esta razão que, apa- tweet que achei particularmente emociorentemente, um ancião da filial em nante foi o do Misha, que me garantia que eu Zagreb fora designado para vir. Mais tar- ‘já havia vencido esta causa’. de soube que o Superintendente de Cir- Misha estava certo, eu já tinha ganhado. Esses cuito também fora convidado a tam- caras, [os anciãos,] ‘não tinham [mais] poder bém falar, pelo menos em parte, pelo sobre mim’. (Compare com João 14:30) Eles fato de que o ancião de Sisak não tinha agora eram simplesmente espectadores nenhuma experiência em lidar com a alheios na minha luta contínua com um culto apostasia. Eles precisaram de alguma autoritário, cruel, [fomentado pelos do Corpo orientação vinda de cima! dos Governantes e] que ameaça a minha família. Na verdade, se não fosse o meu desejo DOMINGO Á NOITE de proteger a minha família, eu não estaria Finalmente chegou o domingo e eu me indo a esta comissão. [Mas, agora como é], eu sentia razoavelmente seguro. Eu sabia precisava deixar a organização saber o que que se tratava basicamente duma lhe aconteceria se os anciãos locais piorassem formalidade. Alguns dos meus amigos Ex- as coisas para mim quando me interrogasTestemunhas de Jeová sugeriram-me sem. que eu levasse um advogado, mas eu não conseguia imaginar como isso po- UM E-MAIL DE ÚLTIMA HORA deria ser necessário. Afinal, ambas as Momentos antes de entrar no carro para sair, partes queriam a mesma coisa - a se- recebi um correlete. Era do meu pai. Eu havia paração dos caminhos entre mim e a lhe enviado um a dois dias, contando-lhe sobre Organização. a minha Comissão Judicativa, pedindo-lhe que Outros sugeriram que eu gravasse a me ligasse, caso pudesse fazer isso. Sua resposreunião para, depois, postá-la no YouTu- ta foi nas seguintes palavras; be, assim como outros já fizeram. Minha esposa e eu discutimos isso e ambos Você tem razão, [John]. Acho que [isso] chegamos à mesma conclusão: Fazer isé muito devastador para nós dois. Os so não só seria indelicado com Bob e os momentos mais felizes e os mais graoutros anciãos expô-los sem sua permistificantes da minha vida e também os são, como também comprometeria mais escuros foi os de me convencer exponencialmente minha própria intede minhas crenças. Estou tão triste gridade. que não tenha sido você que tivesse Eu quase que decidi fazer uma gravapassado por minha experiência. A coição ou mesmo levar comigo um equisa mais difícil para um pai é deixar pamento de gravação. Mas não, eu você ir quando você sente que está queria ir para a reunião confiante, sem fazendo uma escolha ruim. É sua a úlnada a esconder. Também não ficaria tima decisão a tomar e só me cabe confortável por mentir caso me perrespeitar isso. guntasse se eu estava gravando ou não. Nós dois sabemos que as consequênNão gravar a reunião, mas simplesmencias da nossa determinação virão. Vo12

CEMPERTAI! ・ JANEIROE FEVEREIRO DE 2014

cê logo vai se tornar um pai e tenho a certeza de que você vai fazer o seu melhor em dar a ele o que você acredita ser o melhor, isso foi tudo que sua mãe e eu sempre quisemos para você. Eu nunca vou desistir de ter esperança por você, apesar de você ter deixado claro que ‘viverá do lado de fora’ e que ‘nunca mais vai voltar’. Eu não sei como vou suportar ver você rejeitando a maneira que escolhi para você andar, mas, apesar de você saber da minha sinceridade, eu não posso colocar em palavras o amor que eu sinto por você, [por sua mulher], e por meu neto em particular. -- Dad Amor Eu fiquei perturbado. Minha mente já pensava no meu iminente confronto com a organização, e agora eu recebo um correlete do meu pai que dá o que pensar. Ele supôs equivocadamente que eu duvidara de sua sinceridade. Eu sabia por que ele havia dito isso. Eu também sabia que na minha resposta eu precisaria tranquiliza-lo, pelo menos isso. Eu não questionei a sinceridade do meu pai para com todas as coisas - apenas sua lealdade inflexível a uma organização corrupta e que se recusa a olhar para o outro lado do argumento, considerando o que está envolvido. Papai também apontou uma diferença fundamental entre nós dois. Para ele, ‘os momentos de felicidade e tristeza na vida são a força motriz por trás de suas crenças’. Em minha opinião, porém, acho que para meu pai os períodos bons e os ruis, bem como os sentimentos ligados a tudo isso, não significam nada quando com-


Queremos te ajudar John! Este e o proposito aqui:

Mas voce esta sendo acusado de APOSTASIA, entendeu?

E por isso que nao falamos de nossas doutrinas! NÃO SE PODE ATACA-LAS . . .

AJUDAR!

parados com as convicções religiosas. Agora [no correlete que recebi dele] ele esNão há espaço para os sentimentos, especialmente se os laços familiares entram na balança. O que é de extrema importância para mim é o que é verdadeiro e o que não é. Infelizmente, meu pai não pode ver as coisas dessa perspectiva. Ele não percebe que, por depositar sua confiança numa organização só porque o faz sentir-se bem, não está fazendo nada diferente dos milhares de milhões de seguidores de outras religiões em todo o mundo, [que também fazem o mesmo]. Foi esse paradoxo que foi destaque em nosso último encontro face-a-face. Eu havia ficado sem palavras e soluçava por sua aparente indiferença ao fato de que sua lógica poderia levá-lo a ser um seguidor de qualquer [outra] religião. Quando ele veio me consolar, eu deilhe as costas. "Não ouse fingir que me ama!" Eu gritei no calor do momento.. Esse encontro deixou a ambos machucados.

tava deixando-me saber que "ambos devemos suportar as consequências das nossas determinações” – Eis as palavras dele: "Eu vou fugir de você porque você já não mais compartilha minhas crenças, porque é isso que minha religião me diz para fazer e eu devo ser obediente [a ela]." Não era o que eu esperava dele, mas ele me trouxe tudo isso à mente. Tentei esquecer tudo isto. Sei de uma coisa: isso era mais uma prova de que eu estava fazendo a coisa certa. Nenhum filho jamais deveria receber esse tipo de correlete de um pai. Minha descendência certamente nunca me verão abandonar minha relação com eles por qualquer razão, muito menos por crenças pessoais. A minha sorte iria mudar e seria redesenhada hoje. O JULGAMENTO COMEÇA Eu estacionei na esquina do Salão do Reino próximo ao rio Taça, que flui através de Sisak, minha cidade natal. Depois de fazer rapidamente um vídeo no meu carro, eu andei a curta distância até o salão, debaixo de uma

chuva. Os portões do estacionamento estavam abertos. As luzes estavam acesas, e havia dois carros nas vagas do estacionamento. Entrei e fui cumprimentado por Bob. No auditório, dois outros anciãos me cumprimentaram num inglês perfeito, nem um dos quais eu conhecia. Um deles, chamado Davor, viera desde o escritório da filial croata. Ele aparentava ter uns quarenta. O outro ancião era de Zagreb (da minha idade ou talvez mais jovem). Chamavase Dean. Ele parecia alegre e simpático. Bob brincou dizendo que este não era o mesmo Dean [do qual eu havia dito que ‘não queria em minha Comissão Judicativa’]. Acenei que estava tudo bem. Sentamo-nos frente a frente em volta de uma pequena mesa que parecia está ali somente para Davor. Logo ficou evidente que seria ele quem presidiria a reunião. Fui perguntado se estaria tudo bem se parte da reunião fosse feita em croata. Indiquei que isso poderia ocasionar um problema, já que o meu croata é extremamente pobre. “Por isso, se é que a reunião é para me beneficiar, apreciaria se fosse usado o inglês tanto quanto possível”, disse. E conclui: “Mas não me importo de ouvir o croata ocasionalmente”. Eles consentiram. Perguntaram se poderiam fazer uma oração inicial, ao que eu disse "sim". Todos inclinaram suas cabeças e Bob fez uma oração em croata, mas eu não consegui entender nada – mesmo que tenha me esforçado. Fiz minha oração em mente e, no final da deles, eu pronunciei um sonoro "amém", como para deixá-los à vontade quanto a quaisquer coisas. [Davor indagou:] “Foi-me dito que esta era uma comissão judicativa para averiguar acusação de apostasia. Se-

CEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

13


rá que eu entendi bem?” Eu disse: "Sim". “Para o bem da minha própria privacidade”, [acrescentou ele,] este encontro não será registrado, e que será apreciado se [você] não gravasse a reunião.” Eu achei essa lógica muito estranha, já que eu não estava preocupado com a privacidade e teria sido muito bom se tudo fosse gravado, mas isso era claramente o meio de a Torre de Vigia dizer "nós não queremos que você grave este encontro."

nei’. Minha família está sendo manipulada pela Torre de Vigia como uma arma contra mim. Assim, você [Davor] pode dizer o que quiser, mas eu não vou ter que concordar que sou livre para deixar esta religião. Isso está absolutamente claro?"

cei-me para ver qual era o artigo, mas não pude vê-lo. Sua posição estava dificultosa para que eu visse. Notando isso, Davor virou-o para que eu pudesse vê-lo. Era o meu artigo: The

Story of Cedars - A Prisoner No More.

(A História de Cedars – Não Mais um Houve um silêncio constrangedor, relutaram Prisioneiro). Eu pude ver que certas em reconhecer [o que eu acabara de dizer] sentenças haviam sido destacadas em e a reunião continuou. rosa.

O segundo objetivo da reunião, foi explicado, Fui perguntado: "Você escreveu e era proteger a congregação. Dois textos [da apoia o que está aqui?" carta de Paulo aos] Gálatas foram lidos, como Eu garanti a eles que eu não estava gra- se segue: "Absolutamente", eu respondi. "Eu tamvando, e que era importante para mim bém gostaria de acrescentar que há que eles entendessem que eu não es- "Irmãos, mesmo que um homem dê um pas- uma promessa no meu site no sentido tava gravando. Dizer isso os deixou à so em falso antes de se aperceber disso, vós, de que se houver alguma coisa erravontade. os que tendes qualificações espirituais, tentai da, incorreta ou mesmo enganosa, reajustar tal homem num espírito de brandu- que vou alterar ou removê-lo caso Davor explicou que o objetivo da reuni- ra, ao passo que cada um olha para si mesmo, alguém me seja trazido à atenção. ão era duplo. Eles queriam "oferecer para que tu não sejas também tentado". - [Entretanto,] eu nunca recebi um corajuda espiritual" para mim. Eu achei isso Gálatas 6:1, Tradução do Novo Mundo. relete sério me pedindo para execudivertido, até porque antes disso fora tar as mudanças em cumprimento explicado que a doutrina não era para "Um pouco de fermento leveda a massa to- dessa promessa - apenas uns ocasioser discutida. Como eles poderiam ‘aju- da." - Gálatas 5:9, Tradução do Novo Mundo. nais correletes por parte de uma Tesdar-me espiritualmente’ sem discutir temunha raivosa [e iniciante] que endoutrina, já que a razão pela qual eu O último texto me fez rir por dentro. Eles es- tra na minha página, reclamando de estava lá era devido às minhas discor- tavam cientes de que estavam me insultando, algum ponto ou outro, porque ela não dâncias com as doutrinas? Isso por si só referindo-se a mim como ‘fermento que sabe muito sobre a organização, asdestacou o quão inútil fora essa reuni- poderia corromper outros’? Aparentemente sim como eu sei. " ão. não. Eu estava percebendo que, aos olhos deles, eu não era melhor do que um pedaço de Mais uma vez, as minhas palavras foEm seguida Davor observou desnecessa- fermento. E, novamente, como podem que- ram recebidas com relutância. Davor riamente que eu estava livre para sair rer ter esperança de me ‘reajustar com um continuou. de qualquer religião, se assim o desejas- espírito de brandura’ quando se recusam a se. discutir os problemas que tenho contra a or- "Você ainda se considera uma Testeganização? Isso simplesmente era uma loucu- munhas de Jeová?" Nesse ponto eu intervi, dizendo a ele: ra! "Não, eu não." Respondi. "Respeitosamente, [a resposta é] não - Com o pretexto bíblico de a reunião Eu não sou livre para deixar esta reli- não ir para fora do programado, muDavor então observou que eu havia gião. Nem preciso que me digam isso. Se daram o tema para a minha “apostamencionado no meu artigo sobre a eu não estivesse enfrentando proble- sia”. Davor explicou que havia descominha esposa e que eu preparara mas para sair, então vocês poderiam berto o meu site. Uma cópia de um cartas de dissociação para nós dois. dizer que sou livre para ir embora. Mas dos artigos produzido estava grampePerguntou se eu as tinha trazido. Eu eu recebi um correlete esta noite do ado e posto sobre a mesa de Davor, disse que sim, que eu as tinha comigo. meu pai, que dizia que irá ‘evitar-me virado para ele. Perguntou ele se uma vez que’, [disse ele,] ‘eu o abando- aquelas palavras eram minhas. Esfor"Nesse caso, o assunto está resolvido" 14

CEMPERTAI! ・ JANEIROE FEVEREIRO DE 2014


disse Davor. "Você não é mais uma Tes- os envolvidos. temunhas de Jeová. Você tem alguma coisa a acrescentar? " Eu também estou consciente da necessidade de não perseguir membros da minha ex“Sim”, eu lhe disse. “Primeiro, eu gostaria congregação, ou mesmo com respeito a de saber como ficaram sabendo do outras Testemunhas na Croácia, com o objemeu site.” tivo de “iluminá-los”. Fazer isto seria angustiante para meus pais, e fazer isso colocaria Davor olhou para Bob, e Bob disse que pressão sobre um relacionamento em que fora “uma irmã” da Croácia quem ha- somos mutuamente dependentes. via encontrado o site e o denunciado a ele. Coincidentemente, esta irmã não Como expliquei para Davor, minha esposa e estava em nossa congregação. eu estamos felizes com a situação atual. Estou feliz com o meu trabalho na internete, Fiquei um pouco desapontado. Eu espe- que está sendo limitado a países de língua inrava uma história mais romântica que glesa, mas não para [a língua] do país em que envolvesse telefonemas frenéticos de vivo. Este é o preço que tenho de pagar para Brooklyn,* etc, mas parecia que era um preservar minha família. simples caso de uma dedo-duro local. Aparentemente, as circunstâncias que Se, no entanto, meus pais fossem coagidos a cercam a descoberta do meu site por não falar com a gente, as coisas podem muesta irmã, e precisamente o que ela dar muito rapidamente. Eu já não teria qualvinha fazendo nele, não eram de preo- quer razão para não virar minhas atenções cupação premente. Ela relatou aos seus para a Croácia, com os seus modestos 5.000 superiores como uma boa Testemunha publicadores ou menos. O jornal iria ser confiel, e isso fora bom o suficiente para tatado; A Televisão e o rádio dariam cobertueles. ra; Websites seriam criados; folhetos seriam distribuídos, e demonstrações públicas respeiAMEAÇANDO MEUS AGRESSORES tosas [do lado de] fora das assembleias podeEntão, expliquei-lhes que a minha princi- rão ser postos em ação. pal razão para ainda está [entre as Tjs] era a minha família. Meus pais, que vi- A escolha, portanto, ficou sendo deles. Poderivem sob o mesmo teto [que eu], são am deixar-me sair livremente e permitir fortemente dependente da minha es- que os meus pais pudessem lidar com a situaposa e de mim para muitas coisas. Haví- ção à sua maneira, sem coerção; Ou eles amos acordado com eles que os assun- poderiam tornar as coisas mais difíceis para tos religiosos, e em especial as nossas nós e, assim, retirar qualquer razão que eu objeções à Torre de Vigia, não poderi- tenho para não criar confusão para a oram ser discutidos em nossa casa. ganização na Croácia. Tal como o meu pai, os pais da minha esposa simplesmente se recusam a encarar os fatos. Não discutirmos os nossos problemas, e não fazendo qualquer tentativa de despertá-los, foi a solução mais fácil e menos doloroso para todos __________ * Onde fica o escritório central, mundial, das Testemunhas de Jeová.

"Então você está dizendo que você vai dizer aos meus pais para nos evitar, mesmo que isso vá criar problemas para eles e para você?" "Nós só podemos dizer-lhes o que diz a Bíblia. A Bíblia é a nossa única autoridade". Um ar de confiança varreu o rosto de Davor. Minha frustração se revelou. Felizmente, como o clima do encontro era às escuras, consegui focar meus pensamentos e encontrar o equilíbrio sobre o que ele estava dizendo. Esta foi uma das duas ocasiões durante a reunião em que meus sentimentos exigiram meu autodomínio e, graças a ele, conseguiu recuperar a compostura. "Ah, se você está dizendo que você vai dizer-lhes para fazer o que diz a Bíblia, então isso é bom para mim", eu disse, "porque em nenhum lugar na Bíblia diz os membros da família devem evitar uns aos outros. Na verdade, ela diz o oposto." Houve um silêncio nervoso. "Na parábola do filho pródigo” – tenho certeza que estão familiarizados – o filho só retorna a seu pai por . . . que palavra utilizo? . . . qual a frase exata? .. . . motivos insinceros. Ele não mostrou arrependimento verdadeiro de acor-

Os anciãos se olharam. "Nós só podemos dizer para que seus pais possam se aproximar de nós, o que significará que os instruiremos a obedecer a Bíblia", disse Davor. Os outros concordaram. Eu sentia que iria perder a calma. Eles não haviam compreendido a minha ameaça. A parábola do filho pródigo contradiz as práticas de ostracismo da Torre de Vigia


do com as regras da organização, que forma que Jesus teria perguntado aos farirejeitaria sua conduta." – Lucas 15:17-20. seus, uma questão bíblica, e você se recusou a respondê-la. Isso me diz muito". Eu me esforcei para lembrar a frase Demorei-me por um momento para permicostumeiramente usada pela organiza- tir que o silêncio constrangedor viesse para ção . . ."tristeza do mundo". Este é o onde eu queria. termo usado quando alguém só retorna à congregação por motivos impróprios, "A razão pela qual o filho pródigo voltou para o em vez de um sincero arrependimento seu pai foi . . .." Eu parei, e coloquei minhas de coração. mãos em meu estômago, . . .. “Porque ele "O filho vai embora e faz sexo com estava com fome! Ele só voltou para seu pai prostitutas. Ele vive uma vida de pecado porque ele estava com fome, e não por caue devassidão. E qual é a única razão que sa de qualquer arrependimento real. E como o faz decidir voltar para o seu pai?" foi que o pai dele o recebeu?" Fiz um gesto com os braços, estendendo-os como se para Fiz uma pausa, esperando por Davor ou receber o filho em um caloroso abraço. um dos outros anciãos para responder. Houve um silêncio. Meu ponto foi direto. O vínculo familiar supera tudo, mesmo irregularidades percebidas. Os "Sabemos qual é a resposta à sua per- anciãos se entreolhavam e não deram qualgunta", disse ele friamente. quer resposta "Ótimo, se você sabe a resposta para a "Há apenas uma coisa sobre a qual não entenminha pergunta, então qual é?", Pergun- di", Dean interrompeu. Os outros dois anciãos tei. olharam para ele. Dean tinha se mantido o tempo todo em silêncio, escutando atenta"Nós não precisamos responder à sua mente ao que eu dizia. Eu quase que esqueci pergunta:" Davor respondeu com firme- que ele estava ali, e fiquei intrigado com sua za. intromissão. "O que quer dizer com ‘não precisa responder a minha pergunta’? É uma resposta bem simples! Diga-me: O que é [que faz o filho pródigo retornar para seu pai, se não o arrependimento sincero de coração]?" "Nenhum de nós precisa responder à sua pergunta bíblica. Nós sabemos o que é. Nós não precisamos te responder quaisquer perguntas bíblicas". Davor afirmou. Seus olhos pareciam vazios. Era como se o instrutor amigável tivesse evaporado, sendo substituído por uma fria parede da Torre de Vigia. "Isso é muito interessante. Muito interessante mesmo!", exclamei. "Eu lhe fiz uma pergunta bíblica simples, da mesma 16

coisas. E a construção de um website é a menor das coisas com que você precisa se preocupar. Você tem que entender: na minha perspectiva, a Torre de Vigia é o agressor aqui. Eu sou o único que está sendo ameaçado, e eu só estou dizendo a você tudo o que vai acontecer se vocês removerem as minhas razões para não fazer nada." Dean parecia desnorteado. Talvez ele estivesse fingindo desaprovação na frente dos outros, ou talvez o que eu dissera fora perdido na tradução. Ao mesmo tempo, quando relembro o que disse, dou-me conta de que não acho que poderia ter me explicado melhor. A Torre de Vigia são os agressores nesta história, não eu. A CARTA NÃO ACEITA "Certo." Disse Davor. "Bem, eu acho que chegamos a uma conclusão. Eu só preciso ver as cartas de dissociação".

"Claro", eu disse, enquanto pegava minha pasta e entregava um pedaço de papel manuscrito, com minhas assinaturas e as de minha esposa. O fim es"Você parece ser um homem muito bom", tava à vista. disse ele. "O que eu não entendo é por que um homem bom como você nos ameaça? Davor olhou o papel e começou a lêNão faz sentido para mim. É como . . . "Dean lo em voz alta, começando com a lutou para encontrar a palavra adequada para mensagem da minha esposa, escrito completar a sua frase em inglês. Uma breve em croata. Minha esposa havia escrito discussão seguiu em croata quando os outros muito rapidamente, enquanto eu saia dois tentaram ajudá-lo. Eu esperei por eles rapidamente de casa. Ela se ofereceu para ponderar antes de dá qualquer resposta. para ler para mim, mas eu disse que ela poderia fazer isto mais tarde, "Essa é uma boa pergunta, Dean. Tudo o que quando eu voltasse. Eu não sabia o que posso responder é o seguinte: Você pode fa- ela escrevera em sua carta. zer um monte de coisas a um homem. Você pode tirar a sua casa; o seu dinheiro; levar o Terminando a leitura, Davor murmuseu carro; seu animal de estimação. Todas rou algo em croata aos outros dois, essas coisas um homem pode lidar com as que concordaram com ele. Em seguiperdas. Mas se você levar a família de um ho- da ele leu minha carta, também em mem para longe dele, você vai descobrir que voz alta. Esta tinha a seguinte redação: este homem é capaz de fazer um monte de

CEMPERTAI! ・ JANEIROE FEVEREIRO DE 2014


A quem possa interessar, De agora em diante, que seja do conhecimento de todos que eu, [meu nome real], não sou mais uma Testemunhas de Jeová - nem mais tenho filiação alguma com a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados. Atenciosamente, [assinado]. Confesso, eu gostei de ouvi-lo lê-la em voz alta! Entretanto, algo não estava nos conformes para eles. "Não podemos recusar sua carta", disse Davor. "É muito clara e inequívoca. No entanto, não podemos aceitar a de sua esposa. Ela não deixou claro o suficiente que não mais quer ser uma Testemunha". Eu não pude acreditar. Todos os tipos de pensamentos me sobrevieram. Até agora tudo ia conforme o plano. Mas, agora, diziam que minha esposa não tinha sido ‘suficientemente clara’ em sua carta? Eu não conseguia imaginar como isso poderia ser verdade. "Ora, o que ela disse?" Perguntei. "Ela diz que ela não mais se sente como uma testemunha. Sua posição não está clara o suficiente". Disse Davor. Faz sentido, pensei. Minha esposa é o pacificador final e odeia situações perturbadoras ou ofensivas. Não me surpreende seus esforços em ser diplomática nessa hora, Ela não conseguiu ser tão contundente em sua declaração como exigido num comitê judicial. "Não há problemas", eu disse. "Meu celular está sem créditos. Mas há um fixo aqui no Salão. Se importa se eu usá-lo para ligar para minha esposa e pô-la a falar contigo?

“Tenho certeza de que podemos resolver isso vras que usei, mesmo assim você não já." teria aceitado porque esta reunião é sobre mim e não sobre ela?" "Não, isso é desnecessário", disse Davor. "Sim, isso é correto." Respondeu Davor. "Por favor, é só por um minuto." "Então por que leu a carta dela, sendo "Não", disse ele. "não é apropriado." que esta reunião é só sobre mim?" Questionei. "Escuta, de uma maneira ou de outra isso tem de acabar hoje à noite". Eu disse, enquanto "Ela nos escreveu uma carta, e nós crescia minha frustração. "Você quer que eu queríamos ver o que ela dizia!" Resvá busca-la? Eu vou, mesmo nessa chuva. Quer pondeu ele conclusivamente. ouvir dela o que ela realmente sente?" "Sinto-me enganado. De início você "Não, isso seria muito estressante para ela", mesmo me perguntou se nós dois harebateu Davor. "Vamos organizar uma reuni- víamos escrito as cartas. Você fez ão à parte só para ela." soar como se as declarações de dissociação fossem suficientes para se"Olha, é inconcebível que eu a deixe se encon- rem resolvidos nossos casos". trar com você", eu disse. "Bob posso te dizer como ela ficou quando ele me ligou para or- "John, você sabe como as coisas funganizar esta reunião. Ela se recusou a sequer ciona!" Explicou Davor. "Você foi um atender ao telefonema ou a traduzir o que ancião. Você sabe exatamente que ele dizia. Ela simplesmente não pode lidar com precisamos seguir procedimentos enuma situação desta natureza." tregues a nós, e os procedimentos indicam claramente que temos de Bob assentiu com a cabeça. nos reunir com sua esposa separadamente". "Você tem que entender", tornou Davor. "Estamos reunidos para discutir sua situação, não Naquele momento, como ocorreu a de sua esposa. Vamos precisar marcar um com a questão do ostracismo, levanencontro à parte com ela, para descobrirmos tou-se repentinamente um nevoeiro como ela se sente em relação a tudo isto e, em minha mente. Repentinamente também, para oferecer-lhe ajuda espiritual". me veio à mente uma ideia que eu aplicava quando um ancião. Havia uma Eu podia sentir a minha raiva inflar. Meus instin- maneira de contornar esse problema tos protetores começaram a me cutucar. "Está bem, isso é muito simples de ser "Você está realmente dizendo que não pode resolvido", eu disse. "Tudo o que minha aceitar a carta dela, embora ela tenha dito esposa precisa fazer é escrever uma que não se sente mais uma Testemunha de nova carta, utilizando as mesmas paJeová?" Disse assustado. lavras que eu utilizei. O Bob se encarregará de recebê-la e a remeterá a Davor assentiu. você. Daí, você terá de considerá-la desta vez como uma autêntica Carta "Então deixa ver se entendi bem: Você está de Dissociação". dizendo que mesmo que a minha mulher houvesse escrito exatamente as mesmas palaO comportamento presunçoso de DaCEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

17


vor desapareceu. Eu o calei.

"Claro", disse ele.

que fora dito ali ou mesmo se estão na ordem exata dos acontecimentos.

"Não podemos permitir que você ou ela Eu cumprimentei os três entusiasticamente, faça isso", praguejou ele. demorando menos com Dean, devido a um espirro inesperado que o acometera, mas "Não há problema nisto", garanti, restau- que ele conseguiu sufocá-lo. rando a calma. "Estou dizendo que é exatamente isto o que eu e ela vamos Agradeci a eles três e se dirigiu à saída. fazer. Pedirei a ela que envie uma no- Bob me observou até que saí pela porta antes va carta a Bob o mais breve possível.. de se voltar para os colegas. Não é que eu queira dizer o que você deva fazer depois disso. A decisão depois A chuva parou de cair. Eu estava finalmente disso será inteiramente sua" livre. E com isso, pus um fim à reunião. Não Todas as conversas no artigo acima foram houve a oração final. Todos nós quatro parafraseadas devido ao fato de que escrevi levantamos de nossos assentos. o que tive de contar com as minhas lembranças do que ocorreu [na reunião]. Não presu"Posso apertar sua mão?" Pedi a Davor. ma que eu tenha relatado exatamente o

Um agradecimento especial a Vincent De-Porter por ter contribuído neste artigo com sua charge. __________ * Eu já compreendi a explicação dada pela minha esposa sobre o conteúdo de sua carta. Ela se utilizou de palavras que, ao serem traduzidas, aparentemente transmitiam o que ela verdadeiramente queria dizer, mas foi infeliz com isso. Ela havia dito: "Eu não me considero mais uma Testemunhas de Jeová" Concordemente, ela enviou recentemente um correlete para Bob, dizendo-lhe que ‘ela quer ser anunciada como dissociada na mesma noite que eu, e que não quer ser questionada sobre sua decisão’.

TRADUZIDO DO INGLÊS POR EPEV

CEMPERTAI! COMENTA: No Mundo inteiro muitos irmãos Testemunhas de Jeová têm sido brutalmente ‘espancados’ pelos agentes do Balaão bíblico, os anciãos ajudantes dos do Corpo dos Governantes das Testemunhas de Jeová. Não raro, quando esses homens vão nas casas dos irmãos – ou quando chamam os irmãos para uma reunião no Salão do reino -, com a desculpa de que é ‘apenas visita de pastoreio rotineiras’, pode esperar que ai tem coisa. Ou eles querem desassociar, ou querem investigar se cabe alguma outra ‘medida punitiva’ para o irmão ameaçado. Nos últimos tempos, muitos irmãos não têm mais tolerado os constantes abusos por parte destas homens maus, mas os têm ‘derrubado de seus lombos’ antes que estes os ‘chibateiem’, como fazia o tipo profético deles, Balaão, por ‘três vezes’ sua jumenta ‘companheira’, que era figura profética de todas os cristãos leigos debaixo de ‘governantes’. _____ PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS SOBRE ESTE DRAMA PROFÉTICO, QUEIRA LÊ AS PÁGINAS 19 A 24 DE A CONTINELA DE JUNHO DE 2012 | ct6p_jun12

18

CEMPERTAI! ・ JANEIROE FEVEREIRO DE 2014


Pode Google acabar com a morte? Você crê nisto?

João 11:26 “E todo aquele que vive e crê em mim nunca morrerá. Você crê nisto?” — Easy-to-Read Version , VFL.

MAS ENTÃO POR QUE ELES MORRERAM?

João 8:51 “Digo-vos em toda a verdade: Se alguém observar a minha palavra, [este] nunca jamais verá a morte.” Como [já é do conhecimento de muitos], a Obediência Plena às Palavras de Jesus Cristo faz com que um ser humano se torne “Perfeito” — livre de Pecado. — Mateus 5:48. PODE GOOGLE ACABAR COM A MORTE? A Exata Verdade do motivo de não termos alguém que ‘nunca jamais viu a morte’ é porque não temos alguém que realmente ‘observou a minha palavra’ — a de Jesus Cristo; ou seja, as palavras dos Deuses que o enviaram. Ironicamente toda religião doravante "vende vida eterna" para seus "clientes", mas nenhuma religião foi capaz de fornecer prova convincente a respeito disso — a saber — um [não há um só] cliente religioso que ‘nunca jamais viu a morte.’ Não que religião não tenha insistido em vender "vida eterna". Contudo a realidade é que os "clientes religiosos" compraram e continuam comprando "gato por lebre".

"milhões que agora vivem jamais morrerão" — "milhões que agora vivem nessa cidade nunca morrerão"

Milhões que viveram na primeira metade do século XX realmente acharam que nunca morreriam. Mas morreram. O problema está no parâmetro, na referência, no Caminho. No caso exposto nas imagens acima, o parâmetro que essas pessoas estabeleceram para si mesmas foi o juiz Rutherford e a Organização centrada na WatchTower. Assim, elas desperceberam qual era o Verdadeiro Referencial: João 8:51 “Digo-vos em toda a verdade: Se alguém observar a minha palavra, nunca jamais verá a morte.” O ponto é que temos que ser específicos em observar a paCEMPERTAI! ・ JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

19


lavra falada por Jesus Cristo. Conforme predito pelo próprio Jesus, ele alertou que a Palavra dele seria "temperada com Joio", ou "fermentos", [pelos seus inimigos]. Ele mandou vigiar a respeito disso. — Lucas 12:1. A prova convincente do fracasso da religião Organizada vem no dia em que é enterrado aquele que senta "sobre muitas águas" — o "Papa"; ou os do "Corpo dos Governantes"; ou o Líder Máximo daquele "estabelecimento" religioso [comercial]. Por que aquele que é encarado pelos "clientes" como "exemplo a ser seguido" morreu? Por que aquele que aceita e recebe o título de "Papa", "Governante", morreu de "morte morrida"? Eis a Resposta simples e objetiva: João 8:51 “Digo-vos em toda a verdade: Se alguém observar a minha palavra, nunca jamais verá a morte.” [Em outras palavras:] “Digo-vos em toda a verdade: Se alguém Não observar a minha palavra, [este] Certamente verá a morte.” A EVIDÊNCIA CONVINCENTE A RESPEITO DO PECADO João 16:8, 9 “E, quando este chegar, dará ao mundo evidência convincente a respeito do pecado, e a respeito da justiça, e a respeito do julgamento: em primeiro lugar, a respeito do pecado, porque não exercem fé em mim.” A evidência convincente a respeito do pecado é a morte daqueles que "se declaram justo diante dos homens" — Lucas 16:15 Isso prova que tais "papas e governantes" não tem autoridade para julgar, nem desprezar, nem desassociar, nem matar (físico ou socialmente) a qualquer outro ser humano.

20

CEMPERTAI! ・ JANEIROE FEVEREIRO DE 2014

A própria razão de que falharam: "Em primeiro lugar, a respeito do pecado, porque não exercem fé em mim." Porque se exercessem realmente fé em Jesus Cristo — "todo aquele que vive e crê em Jesus nunca morrerá". Você tem fé nisto? Assim se você está envelhecendo e morrendo — saiba que não passa de um iníquo igual a qualquer outro iníquo — não importa a sua Religião. A importância de reconhecer que se é um iníquo é nos tornar conscientes do problema a fim de que o problema não mais permaneça. — João 9:41. Se alguém tiver dúvidas se é iníquo (Lucas 11:13), existe uma maneira simples e objetiva de tirar essa dúvida: Olhese no espelho. E lembre-se da Verdade: Se alguém observar a minha palavra, nunca jamais verá a morte.” A "religião" (com um papa, ou com um Copro de governantes, etc.) é um impedimento ao grau estabelecido por Jesus Cristo: "tendes de ser Perfeitos" — Mateus 5:48. A religião faz com que o "cliente" fique "atolado" no "perdão de pecados" — assim como um comerciante quer sempre manter a dependência de seus clientes aos seus "produtos" ou às suas "drogas". O Vendedor religioso faz o "cliente" esquecer-se do objetivo principal: "ser perfeitos, assim como os Pais celestiais são perfeitos." "Não obstante, quando chegar o Filho do homem, achará realmente fé na terra?” — Lucas 18:8.

CEMPERTAI! COMENTA: Quando o Deus Jesus disse que ‘quem observasse sua Palavra nunca jamais morreria’ e também que ‘nunca veria a morte’, evidentemente se referia a um ensino particular seu: Os que passarem com vida pelo Armagedom ‘nunca precisarão morrer’. Com respeito aos que ‘dormem na morte’, ele raciocinou com os hipócritas do Corpo dos Governantes judeu: “Eles [os Deuses] são Deuses, não de mortos, mas de viventes, pois, para eles, todos estes vivem.” — Lucas 20:38. O que Jesus estava dizendo era que os que morreram — e os que morrem atualmente, mas que “esperam em Jeová” — ‘não viram a morte’, no sentido de não terem morrido para sempre. A ressurreição reparará tudo. — Salmos 37:9; Isaías 40:31.


Indicetj.com A MENTIRA TEME A VERDADE! Jesus contrastou o procedimento de "quem pratica coisas ruins" e de "quem faz o que é verdadeiro". Note que os que se comportam bem, tem prazer em vir a luz, a fim de que todo mundo veja que eles fazem o que os Deuses requerem, não é mesmo? — João 3:20 Mas... É este princípio adotado pelas Testemunhas de Jeová? Não!!! A liderança das Testemunhas teme e impede - com todas as forças - que seus membros "cheguem à luz" [que são as] "obras" documentadas e as denúncias de ex-membros. Praticamente, nenhuma Testemunha de Jeová "chegará à luz" ou investigará as "obras" de sua religião que são denunciadas aqui, nesta revista. - Note a figura ao lado. Em vez de "chegar à luz" para mostrar que suas "obras" ou ensinamentos estão "em harmonia com os Deuses", elas fazem assim: Os que expõem as "obras" [dos líderes das TJs], são xingados de "apóstatas", "filhos dos Diabos", etc, etc.... De certo, se chegar aos ouvidos dos anciãos (pastores) que uma só das Testemunhas de Jeová está se certificando sobre a veracidade das denúncias aqui mostradas, ela será fortemente disciplinada. Se insistir nisso, será desassociada, expulsa. Não se pode "chegar à luz" ou verificar o que dizem muitos membros e os ex-membros desta denominação religiosa. Por que agem assim? É simples. Jesus explicou: "quem pratica coisas ruins odeia a luz e não se chega à luz, a fim de que as suas obras não sejam repreendidas". Quem não deve, não teme, não é mesmo? Mas quem deve... Com o auxílio do indicetj.com você verificará algumas das "obras" das Testemunhas de Jeová e poderá concluir, por si só, quanto a se estas estão "em harmonia com Deus" ou se devem ser "repreendidas”.

CEMPERTAI! COMENTA: As Testemunhas de Jeová, no fundo, são pessoas muito boas, assim como também existem pessoas iguais em muitas das religiões por elas chamadas de falsas. Ocorre que, no caso delas, por estarem sob os efeitos do veneno mental produzido pelos do seu Corpo de governantes — a presunção e outros males da carne — elas acabam por serem más, às vezes. Falta-lhes coragem cristã para escapar dos laços dos Diabos, que são os governantes que agem através de seus “governantes” humanos, os do Corpo de Governantes. Muito em breve Jesus eliminará este grupo composto do “homem que é contra a lei” com sua espada — sua autoridade como um dos Deuses Jeová.


ENTRE EM CONTATO CONOSCO:

www.tds-org.blogspot.com.br

cempertai@gmail.com

Cp1p janfev14  

Primeiro número de Cempertai! já vem com assuntos muito interessantes aos amantes da verdade bíblica. Se quiser fazer suas perguntas aos edi...

Advertisement