Page 1

Revista Ano 01 | n. 08 | 2011

Entrevista Elídio Lopes Cavalcanti

O Talento de Joel & Ethan Coen

Indicação Raphael Kindlovits

Cinema e Silêncio Andreson Carvalho

Distribuição Gratuita

www.ocinefilo.com.br


03

ÍNDICE Novidades Indicação Cruzadinha Prateleira Entrevista Reserva Especial Alexandre Guerreiro Cine Temático Andreson Carvalho Cine Panorama

04 10 12 13 14 17 18 20 21 22

EDITORIAL Neste mês de agosto comemoramos o Dia dos Pais e a nossa revista é toda para uma merecida homenagem a todos os pais. Aproveite as nossas indicações do Cine Temático e reveja os filmes com os seus pais e ou filhos. Vale muito curtir estes momentos!

EXPEDIENTE

Aceite o nosso desafio na seção de entretenimento completando a nossa Cruzadinha com filmes que falam dos mais diferentes pais.

A REVISTA O CINÉFILO, distribuída gratuitamente, é uma publicação mensal da locadora O CINÉFILO, produzida pela PÉ DE LIMÃO COMUNICAÇÃO E MARKETING.

Também inauguramos mais uma seção, chamada Cine Panorama, onde traremos curiosidades diversas sobre o cinema.

LOCADORA O CINÉFILO Rua Herotides de Oliveira, 18. Jardim Icaraí. Niterói. (21) 3603-2202

Com a Entrevista desta edição, iremos aprender um pouco mais sobre vinhos com o enólogo Elídio Lopes Cavalcanti.

Rua Gavião Peixoto, 355, loja 104. Icaraí. Niterói. (21) 2714-7880 www.ocinefilo.com.br

Em sua coluna, Andreson Carvalho fala sobre o Cinema e o Silêncio, enquanto o Alexandre Guerreiro, em O Talento de, comenta as obras dos irmãos Coen. A Indicação ficou por conta do Raphael Kindlovits, ator e produtor de cinema, que aborda o processo de imersão na qual somos submetidos ao assistir algumas obras. Bom entretenimento com a revista e com os filmes! Fabio Meirelles

O conteúdo dos anúncios veiculados e os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores. Colaboradores da 8ª edição: Alexandre Guerreiro, Andreson Carvalho, Elídio Lopes Cavalcanti, Renan Morgado e Raphael Kindlovits. COORDENAÇÃO EDITORIAL Pé de Limão Comunicação e Marketing (21) 3472-2958 | www.agenciapedelimao.com.br PARA ANUNCIAR (21) 3472-2958 atendimento@agenciapedelimao.com.br


04

O poder e a lei Swen | Suspense | EUA | De Brad Furman Elenco: Matthew McConaughey, Marisa Tomei, Ryan Phillippe, William H. Macy. A partir de 24.08

Michael Haller é um advogado incomum, que roda pela cidade farejando novas oportunidades de ganhar dinheiro. Para começar, seu local de trabalho é o banco de trás de seu Lincoln. Haller tem como objetivo conseguir serviços fáceis onde o dinheiro é garantido. Seus clientes são sempre motoqueiros ou prostitutas, e algumas vezes traficantes de drogas. Até o dia em que ele se depara com o caso que promete mudar a sua vida. Ele terá que defender o jovem playboy Louis Roulet, detido por agressão e tentativa de estupro. Mas rapidamente o caso mais fácil e rentável de sua carreira acaba jogando Michael numa assustadora situação, onde a tensão aumenta a cada segundo e a verdade se afasta a cada novo passo. Baseado no best-seller de Michael Connelly.

Água para elefantes Fox | Drama | EUA | De Francis Lawrence Elenco: Robert Pattinson, Reese Whiterspoon, Christoph Waltz, Paul Schneider. A partir de 24.08

Jacob Jankowski já passou dos 90 anos e não consegue esquecer a sua juventude nos anos 30 – época de crise na economia americana – na qual ele trabalhou em um circo. Foi lá, enquanto era um jovem ex-estudante de veterinária, que conheceu a brutalidade dos homens com seus pares e com os animais. Mas foi nesse período também que ele conheceu a mulher de sua vida, Marlena, a encantadora de cavalos. Marlena era a principal atração do circo e mulher de August, o dono do circo, um homem carismático, porém muito perigoso quando suas duas paixões estavam em risco.


Reencontrando a felicidade

05

Paris Filmes | Drama | EUA | De John Cameron Mitchell Elenco: Nicole Kidman, Aaron Eckhart, Dianne Wiest, Miles Teller. A partir de 17.08

Becca, Howie e Danny Corbett formavam uma família feliz. Mas suas vidas viram do avesso quando Danny sofre um acidente de carro fatal. Depois de largar a carreira de executiva para virar dona de casa, Becca tenta redefinir sua vida cercando-se de amigos e pessoas bem intencionadas para superar a dor da perda. É nessa ocasião que desenvolve uma estranha amizade com o jovem Jason, motorista do fatídico acidente. Enquanto isso, Howie mergulha no passado, buscando apoio em estranhos, algo que a esposa não pode lhe dar. Perdidos em meio a tanto sofrimento, os Corbett fazem escolhas surpreendentes para seu futuro.

A grande virada Califórnia | Drama | EUA | De John Wells Elenco: Ben Affleck, Tommy Lee Jones, Chris Cooper, Maria Bello. A partir de 10.08

Bobby Walker vive o sonho americano: um grande emprego, uma bela família e um Porsche na garagem. Quando uma grave crise financeira surge, a companhia na qual trabalha recorre a demissão em série, deixando ele e seus colegas Phil Woodward e Gene McClary sem emprego. Os três homens são forçados a redefinir as suas vidas como homens, pais e maridos. Bobby descobre pouco depois algo de entusiasmante num emprego de construção de casas para o seu cunhado, um trabalho que não tem nada a ver com as suas habilidades como executivo de grandes empresas. E também descobre que há mais coisas na vida além da conquista pela melhor oportunidade de negócio.

Blitz Imagem Filmes | Thriller | EUA | De Elliott Lester Elenco: David Morrisey, Jason Statham, Luke Evans, Paddy Considine. A partir de 10.08

A vida do sargento Brant não está fácil. O esquadrão em que trabalha está às moscas. Ele está sob julgamento por agredir um psicólogo policial; a esposa do inspetor chefe Roberts morreu em um acidente de carro e ainda tem a insistente policial Falls, que tenta se encaixar na equipe. Quando tudo não poderia piorar, um serial killer, chamado pela mídia de Londres de “The Blitz”, começa uma onda de sangue assassinando policiais que fazem batidas pela cidade.


06

Caminho da liberdade Califórnia | Drama | EUA | De Peter Weir Elenco: Dragos Bucur, Colin Farrell, Ed Harris, Alexandru Potocean. A partir de 10.08

Em 1940, pegos pelo regime stalinista, sete prisioneiros aproveitam-se da nevasca para fugir de Gulag Soviético. No caminho de mais de cinco mil quilômetros, ambos terão de enfrentar as hostilidades dos campos gélidos da Sibéria, o deserto de Gobi e o Himalaia. A liberdade desses homens tem um preço: eles têm poucas chances de chegarem a um lugar seguro sem serem pegos novamente, correndo risco de morte.

Pânico 4 Imagem Filmes | Terror | EUA | De Wes Craven Elenco: Courteney Cox, Neve Campbell, David Arquette, Hayden Panettiere. A partir de 10.08

Sidney Prescott está de volta a sua cidade natal, Woodsboro, onde sobreviveu a uma série de terríveis assassinatos. Ela escolheu a cidade para encerrar a turnê de lançamento de seu livro, no qual fala sobre como deixar de se sentir uma vítima. Só que, tão logo ela chega, o assassino Ghostface volta a atacar. Ao lado dos velhos amigos Dewey e Gale, agora casados, eles precisarão enfrentar uma nova série de mortes. Para complicar ainda mais a situação, os adolescentes da cidade idolatram o massacre de Woodsboro e, fãs de filmes de terror, o celebram a cada aniversário.

Sexo sem compromisso Paramount | Comédia | EUA | De Ivan Reitman Elenco: Natalie Portman, Ashton Kutcher, Kevin Kline, Cary Elwes. A partir de 02.08

Adam ainda sente o fato de ter sido chutado por Vanessa, sua ex-namorada. Para piorar a situação, descobre que ela é a nova namorada de seu pai, Alvin, um astro da TV. Desejando esquecê-la e seguir em frente, ele fica bêbado e, em seguida, liga para todas as mulheres que tem no celular, no intuito de encontrar companhia. Quem responde o apelo é Emma, uma jovem médica com quem se encontrou algumas vezes, anos atrás. Adam vai a casa dela e eles acabam transando. Como Emma não deseja ter um relacionamento sério, já que teme sofrer, propõe a Adam que se encontrem tendo o sexo como único objetivo. Ele topa, mas, com o tempo, novos sentimentos florescem entre eles.


Se enlouquecer, não se apaixone

07

Universal | Comédia | EUA | De Ryan Fleck, Anna Boden Elenco: Viola Davis, Cheryl Alessio, Mary Birdsong, Zach Galifianakis. A partir de 15.08

Craig é um calouro do colegial apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. Quando toma consciência de que é um potencial suicida, interna-se na ala psiquiátrica de um hospital para ser observado, ajudado e mandado de volta para casa em tempo de começar na escola no dia seguinte. Como não há uma ala para adolescentes, Craig passa a conviver com adultos que possuem diversificados problemas mentais e se apaixona por uma moça um tanto desequilibrada.

Não me abandone jamais Fox | Drama | Reino Unido | De Mark Romanek Elenco: Carey Mulligan, Andrew Garfield, Keira Knightley, Charlotte Rampling. A partir de 24.08

Baseado num elogiado best-seller de Kazuo Ishiguro, o filme é uma bela história de amor, perdas e verdades encobertas. Kathy, Tommy e Ruth passam a infância em Hailsham, na Inglaterra, num aparentemente idílico colégio interno onde descobrem um segredo sombrio e assustador sobre seu futuro. Ao deixarem a proteção da escola para trás e se aproximarem cada vez mais do terrível destino que os aguarda quando se tornarem adultos, eles terão de lidar com sentimentos profundos de amor, ciúme e traição que ameaçam separá-los.

Sucker punch Warner Bros | Ação | EUA | De Zack Snyder Elenco: Emily Browning, Jena Malone, Abbie Cornish, Vanessa Hudgens. A partir de 04.08

Feche os olhos. Abra sua mente. Você não estará preparado. Sucker punch é uma fantasia épica de ação que nos apresenta a imaginação fértil de uma jovem garota, cujos sonhos são a única saída para sua difícil realidade em um hospício. Isolada dos limites de tempo e espaço, ela está livre para ir aonde sua mente levar. Porém, chega o momento em que suas incríveis aventuras quebram o limite entre o real e o imaginário, trazendo consequências trágicas.


08

A informante Swen | Drama | Alemanha | De Larysa Kondracki Elenco: Monica Bellucci, Rachel Weisz, Vanessa Redgrave, Benedict Cumberbatch, Liam Cunningham. A partir de 10.08

Baseado em fatos reais e em um dos maiores escândalos da história envolvendo a ONU. Kathryn Bolkovac é uma policial esforçada que aceita trabalhar para as Nações Unidas como pacificadora na Bósnia, que passa por uma reconstrução pós-guerra. Seu desejo de ajudar o país devastado é destruído quando ela fica face a face com a dura realidade: uma vasta rede de corrupção e tráfico sexual que é encoberta pela ONU. Depois de ser demitida por expor o envolvimento dos agentes da ONU no tráfico sexual no país, ela processa seus empregadores.

Hop – O rebelde sem Páscoa Universal | Comédia | EUA | De Tim Hill Elenco: James Marsden, Russell Brand, Hugh Laurie, Kaley Cuoco. A partir de 15.08

Júnior é um coelho que adora tocar bateria e conhecer o mundo, mas seu pai deseja que ele dê continuidade à tradição de tornar-se o Coelho da Páscoa, seguida a quatro mil anos. Júnior estava quase aceitando a ideia, mas um dia, em Hollywood, acabou atropelado por Fred e sua vida mudou. Em meio a toda fama de Hollywood, seu sonho de ser um astro do Rock voltou com toda força. Mas, para isso, ele terá de se livrar das Boinas Rosas, contratados por seu pai para resgatá-lo.

O super lobista Vinny | Drama | EUA | De George Hickenlooper Elenco: Kevin Spacey, Barry Pepper, Jon Lovitz, Kelly Preston, Rachelle Lefevre. A partir de 15.08

Um lobista e empresário muito famoso de Washington, Jack Abramoff, tem de jogar duro para vencer, já que é o responsável por cuidar de cassinos e influenciar a política dos Estados Unidos em prol do jogo. Ele e seu aprendiz são acusados de crimes e enfrentam um julgamento de grande repercussão. Mas ele acaba aproveitando a sua íntima ligação com altos escalões do governo para fugir das acusações de assassinato e corrupção. Baseado em uma história real.


Padre

09

Sony | Suspense | EUA | De Scott Charles Stewart Elenco: Paul Bettany, Karl Urban, Cam Gigandet, Maggie Q. A partir de 17.08

Há séculos, humanos e vampiros estão em guerra, o que fez com que o planeta fosse devastado. Padre é um guerreiro lendário que participou da guerra com os vampiros. Hoje ele vive na obscuridade, numa das cidades controladas pela igreja. Ele volta à ativa quando Lucy Pace é sequestrada por um grupo de vampiros liderados por Black Hat. Ao lado do xerife Hicks e de Priestess, uma integrante da legião de matadores de vampiros, o Padre parte para resgatar Lucy.

Em um mundo melhor Califórnia | Aventura | Dinamarca | De Susanne Bier Elenco: Mikael Persbrandt, Trine Dyrholm, Ulrich Thomsen, William Johnk Nielsen. A partir de 24.08

O médico Anton trabalha em um campo de refugiados na África. Ele divide seu tempo entre o trabalho e a sua casa, em uma pacata cidade da Dinamarca. Anton tem dois filhos com Marianne, de quem está se separando contrariado. Elias, seu filho mais velho, sofre com a perseguição de um garoto maior que ele no colégio. A sua situação muda quando conhece Christian, que perdeu a mãe recentemente e acabou de se mudar para a cidade. Após defender Elias, Christian é agredido. Como vingança, dá uma surra no garoto e o ameaça com uma faca. A partir de então, Elias e Christian se tornam amigos, porém, um plano de vingança maior colocará a vida dos dois em risco.

Sobrenatural PlayArte | Terror | EUA | De James Wan Elenco: Patrick Wilson, Rose Byrne, Ty Simpkins, Andrew Astor. A partir de 10.08

A família Lambert, formada por Josh, Renai e os filhos Dalton e Foster, acaba de se mudar. Logo uma das crianças entra em coma de forma inexplicável, o que faz com que os pais descubram que a nova casa abriga um espírito do mal. Tentando escapar das assombrações e para salvar o menino, eles se mudam novamente e percebem algo terrível que os deixa desesperados: não era a casa que estava mal-assombrada.


10

INDICAÇÃO Uma das principais funções que o cinema exerce sobre nós, seu público, é o de entreter. Sem nos atermos a gêneros específicos, penso que esta missão é cumprida com excelência quando o filme faz com que fiquemos imersos no mundo ficcional proposto, sem sequer nos darmos conta disso; é quando sentimos as mesmas emoções que os personagens; é quando tentamos “alertá-lo” do assassino que está atrás da porta; é quando filme e espectador ficam em tamanha sintonia que o último perde a noção de sua própria realidade. Por isso, tento indicar aqui alguns filmes que me deixam na pontinha da cadeira, quase que sendo “sugado” para “dentro do televisor”. Divirtam-se! QUANTO MAIS QUENTE MELHOR Billy Wilder, EUA, 1959.

Não foi por acaso que ao escrever meu trabalho monográfico de conclusão de curso da faculdade de Cinema da UFF, escolhi este filme como estudo de caso para se tratar dos mecanismos que produzem o riso na comédia. Ele congrega com primazia os principais elementos que uma obra cômica deve ter, e que, especialmente, a partir dos anos 1990, passam a também ser empregados exaustivamente nos seriados cômicos norte-americanos. Quanto Mais Quente Melhor usa e abusa da ambiguidade, dos diálogos nas entrelinhas, das frases de efeito que fornecem resoluções precisas para as piadas, do ritmo cômico ideal, e carrega consigo, inclusive, algumas influências do slapstick que consagrou Chaplin, ou seja, a comédia pastelão ingênua e pura, aquela que prende a atenção sem precisar recorrer, por exemplo, às piadas que contêm apelos sexuais. Billy Wilder (Crepúsculo dos Deuses, Farrapo Humano, e Se Meu Apartamento Falasse), faz com que presenciemos neste filme a jornada de dois músicos travestidos, vividos por Tony Curtis e Jack Lemmon, que, para fugirem da máfia, ingressam em uma turnê junto a uma banda composta apenas por mulheres. A confusão piora quando ambos se apaixonam pela vocalista da banda, magistralmente interpretada pela bela Marylin Monroe. A dupla não pode revelar seu disfarce e se mete em confusão atrás de confusão nesta divertida e premiada comédia, que continua até os dias atuais alegrando os fãs do que há de melhor no cinema voltado para o riso. SEVEN – OS SETE CRIMES CAPITAIS David Fincher, EUA, 1995.

Este suspense conta a história de dois policiais que fazem uma perigosa investigação em busca de um serial killer que escolhe suas vítimas de acordo com os sete pecados capitais. É o tipo de filme que faz com que o espectador se torne uma espécie de terceiro detetive, descobrindo as pistas ao mesmo tempo em que os protagonistas o fazem. Em minha opinião, possui um dos clímax mais impactantes, ao final de sua história, daqueles em que o público fica incrédulo. O elenco estelar encabeçado por Brad Pitt, Morgan Freeman e Kevin Spacey deu o destaque necessário que o diretor David Fincher (A Rede Social, Clube da Luta, O Curioso Caso de Benjamin Button) precisava para que o filme fosse um sucesso e para que ele desse prosseguimento à sua bem-sucedida carreira em Hollywood. Seven possui uma atmosfera carregada, visualmente interessante e provocativa, ora ou outra causando incômodo, seja pela fotografia, pelo som ou pela própria história. O filme foi indicado ao prestigioso Bafta por seu roteiro original e foi vencedor do MTV Movie Awards de Melhor Filme.


11 RAPHAEL KINDLOVITS é graduado em Cinema pela Universidade Federal Fluminense. Desde 2010 desenvolve estudos sobre a estrutura do roteiro cinematográfico clássico e sobre a comédia. É produtor executivo do premiado curta-metragem Doce de Coco (2010), de Allan Deberton, com quem também divide seu novo projeto, um musical, intitulado Pacarrete. Como ator, Raphael já fez algumas participações na TV (Malhação, Pé na Jaca, Beleza Pura), no Cinema (Alucinados) e trabalhou no teatro ao lado de expoentes como João Falcão (A Ver Estrelas), além de ter protagonizado espetáculos como Romeu e Julieta (2009).

O PODEROSO CHEFÃO

Francis Ford Coppola, EUA, 1972.

Não apenas este primeiro filme tem relevância ímpar na história do cinema, mas ambos os três filmes da série The Godfather devem ser vistos e revistos exaustivamente por todos que gostem de excelentes filmes. É cinema da mais alta qualidade! Ponto. Um apreciador ou estudante de cinema poderia facilmente, em termos de aprendizagem, substituir um livro técnico sobre a sétima arte por um olhar atento sobre estes três filmes. Eles trazem a máfia ao primeiro plano, desvendando como são construídos os três tipos possíveis de relações ao longo dos anos: dentro da própria família Corleone, mostrando seus conflitos internos; entre as famílias mafiosas, evidenciando a rivalidade e o cumprimento das próprias leis da máfia; e da máfia com a sociedade, separando ambas as realidades como se fossem dois universos completamente distintos, apesar de co-habitados concomitantemente por membros dos dois lados. Marlon Brando dá vida a um dos mais marcantes personagens que o cinema já teve, Don Vito Corleone, chefe da família protagonista. O roteiro, escrito por Mario Puzo e pelo próprio Coppola, possui diversas ramificações no melhor do estilo multiplot, com muitas reviravoltas, tornando o espectador íntimo dos personagens principais, o que faz com que o público não queira em momento algum desgrudar os olhos da tela. A perfeição com que Coppola (Apocalypse Now, Cotton Club) dirige esta obra prima é invejável, no melhor dos sentidos, e fonte de inspiração para diversos diretores e realizadores que até hoje carregam consigo influências do clássico O Poderoso Chefão. CIDADE DE DEUS

Fernando Meirelles / Kátia Lund, Brasil, 2002.

Filme brasileiro, de tirar o fôlego, com roteiro escrito pelo genial Bráulio Mantovani (O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, Linha de Passe, Última Parada 174). Com quatro indicações ao Oscar (direção, roteiro adaptado, edição e fotografia), Cidade de Deus encantou o mundo, mostrando que apuro técnico em cinematografia aliado à estética publicitária e a um enredo multiplot bem construído, pode ser uma fórmula de sucesso. Apesar de contar a história de Buscapé como protagonista, o roteiro, muito bem escrito, também revela, de forma clara, histórias de personagens coadjuvantes. Desta maneira, a narrativa se torna mais rica, pois o roteiro distribui suas informações de modo a costurar as diversas histórias em volta da trama principal. Buscapé vive na favela carioca chamada Cidade de Deus e, através das lentes de sua câmera fotográfica, tenta revelar sua realidade, ao mesmo tempo em que espera se manter longe do mundo do crime. O impacto deste filme sobre seu público é potencializado por se tratar de uma história baseada em fatos reais, assim como os também brasileiros e eletrizantes filmes Tropa de Elite 1 e 2, escritos pelo mesmo roteirista de Cidade de Deus. Recomendo os três! Cinema brasileiro de alta qualidade!


12


13

PRATELEIRA

Nesta edição, Fabio Meirelles faz uma homenagem especial ao saudoso e querido Lineu Meirelles, pai amoroso de 6 filhos e 18 netos, Tabelião do Cartório do 2o ofício de Niterói por mais de 50 anos. “Esses filmes mostram relações de pais maravilhosos, no esforço pela felicidade dos seus filhos, movidos pelo amor...”

A glória de meu pai Marcel é filho de um professor e de uma costureira. Durante as férias de verão, a feliz família viaja para uma casa de campo nas montanhas da região da Provença, no sul da França. Lá, Marcel conhece Lili, que se torna seu grande amigo, guia e professor. Juntos, os dois meninos vivem as mais diversas aventuras na magnífica paisagem local.

Procurando Nemo Nemo é um pequeno peixe-palhaço, que repentinamente é sequestrado do coral onde vive por um mergulhador e passa a viver em um aquário. Decidido a encontrá-lo, seu tímido pai sai em sua busca, tendo como parceria a ingênua Dory.

Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas Ed Bloom é um grande contador de histórias, que fez uma volta ao mundo. Diverte-se contando as aventuras que viveu, mesclando realidade com fantasia. As histórias fascinam todos que as ouvem, com exceção de seu filho, até que sua esposa tenta aproximar pai e filho.

À procura da felicidade Chris Gardner é um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros. Apesar de todas as tentativas para manter a família unida, sua esposa decide abandoná-los. Chris precisa cuidar de Christopher, seu filho de 5 anos. Enfrentando muitas dificuldades, ele tenta usar sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego melhor e uma vida digna para os dois.


14

ENTREVISTA com Elídio Lopes Cavalcanti

Quando e como surgiu a sua paixão por vinhos? Foi uma grande coincidência do destino. Já fui office-boy e vendedor de concreto. Um dia, um cara me disse “você vende concreto para projetos especiais de piscina e casa própria, conhece muitas pessoas de classe social média e alta. Por que não vende vinho que está na moda?”. Eu falei: vinho? Nunca tinha bebido na minha vida, sou de origem muito pobre e nem sabia que existia a cultura enogastronômica. Aos 23 anos, visitei meu primeiro cliente, um empresário do ramo da construção. A comissão da venda que recebi correspondia a quase 2 anos de salário do concreto. Costumo dizer que foi aí que amarrei meu burro e daqui eu não saio. Depois de 5 anos, já estava apaixonado pelo vinho e seus mistérios. Fiz meu primeiro curso no Chile, em 1984; na Europa, em 1985 e nunca mais parei. Gosto muito de ditados e provérbios e fiz o meu “o vinho me salvou de todas as formas que um homem pode ser salvo”. Como você vê o mercado de vinho brasileiro atualmente? Cresceu muito. Nos anos 80 foi a vez do vinho alemão branco doce e sucesso de alguns tintos do Chile e da Argentina. Em 88 e 89 entraram os vinhos tintos de qualidade: franceses, ita-

lianos, portugueses, espanhóis e outros europeus. Em 1990, o Brasil não figurava entre os 50 destinos dos melhores vinhos do mundo, mas uma mudança qualitativa colocara o Brasil entre os 10 endereços em 1996. O brasileiro aprendeu a beber bons vinhos, a formar a sua adega em casa e a harmonizar com a gastronomia que invadira o país através de chefes famosos da Europa. Hoje somos disputados no principal mercado mundial. Eu diria que os brasileiros, em números, são os que mais sabem apreciar um bom vinho e entendem o que escolhem dos países fora da Europa. Quais são os principais tipos de vinho? Se você for montar uma adega hoje em sua casa ou restaurante, seria prudente e correto montá-la com vinhos de vários países. Dê sempre chance aos bons e honestos vinhos. O ato da degustação democrática vai propiciar a você um conhecimento profundo. Minhas sugestões: espumante para receber, pode ser um bom Prosecco italiano ou um Champagne francês. Vinhos brancos leves e também encorpados para servir com o primeiro prato ou para carnes brancas, peixes e frutos do mar. Tintos leves e encorpados para o prato principal. Vinhos doces brancos e tintos como Sauternes e Porto ou Xerez para coroar o momento da sobremesa, dar continuidade agradável e prolongar seu almoço ou jantar. Não se preocupe muito com o nome da uva, se concentre na casa que faz o vinho. Escolha um pouco por países. França: Bordeaux, Borgonha, Rhône etc. Italia: Toscana, Piemonte, Sicilia etc. Espanha: Ribera del Duero, Rioja, Priorat etc. Portugal: Porto, Rio Tejo, Douro Alentejo etc. E ainda bons e honestos produtores chilenos e argentinos. Sua adega estará bem montada para variar as suas emoções. Cuidado com os vinhos baratos (entre 25 a 40 reais) que parecem ter gosto de caros. Eles apresentam o gosto da madeira sem ter passado na madeira e o gosto de frutas bem frescas e maduras, que é uma qualidade de um vinho acima de 80/100 reais no importador no Brasil. Muitas vezes, produtores grandes e famosos


15

aumentam a sua produção para o crescimento comercial e adulteram esses vinhos, adicionando na fermentação pedaços de madeira e açúcares de beterraba para causar a impressão de frutas frescas do campo.

Como escolher um bom vinho? Quando for ao supermercado, converse com o vendedor. Mas cuidado, muitos trabalham como em uma farmácia, ganham incentivos na venda de determinados produtos. Busque descobrir e se preocupar com o nome do produtor. Cuidado com aqueles que recebem notas altas de escritores e críticos americanos. Recentemente foi descoberta fraude neste sistema. Vá descobrindo aos poucos, levando algumas garrafas do vinho que você mais vai gostar. Procure informação do produtor. Muitos são fortes em marketing, mas não são verdadeiros artistas na hora de elaborar os vinhos. O Ideal é comprar com vendedores especializados, direto da importadora, pelos mesmos preços e você tem assistência melhor. Também escolha bem a importadora, há muitas no mercado que nem existem, somente compram e revendem sem os menores cuidados no armazenamento. Tem sempre alguém que vende mais barato alguma coisa neste mundo! Desconfie. Cuidado com alguns sites. Veja se pertencem a uma importadora tradicional. O que é degustar um vinho? Degustar um bom e honesto vinho é como decifrar ou se deleitar em uma poesia, interpretar a mensagem do autor se utilizando dos benefícios para exaltar sua vida e sua alegria. Após todos os cuidados anteriores, verifique com atenção o rótulo e a garrafa para conhecer e armazenar informações técnicas e geográficas. Veja quem o assina. Abra lentamente com cuidado e respeito. Observe o momento em que ele cai em seu copo já exalando aromas agradáveis de sua personalidade. Veja a cor, examine a borda do líquido para sentir sua tonalidade e registre isso em sua memória. Gire lentamente o copo para deixar todo o líquido em contato com o oxigênio, essa aeração vai aprontar o vinho para você. Sinta seus aromas, flores e frutos. Tente, usando a sua imaginação e respirações profundas de 5 a 7 segundos,

Filmes sugeridos para depois da leitura desta entrevista

Caminhando nas Nuvens EUA, 1995. Romance. Direção de Afonso Arau.

Conto de Outono França, 1998. Romance. Direção de Eric Rohmer.

Mondovino França, 2004. Documentário. Direção de Jonathan Nossiter.

Um Bom Ano EUA, 2006. Romance. Direção de Ridley Scott.

Sideways - Entre Umas e Outras EUA, 2004. Comédia. Direção de Alexander Payne.


16

sentir algo que seja identificado por sua memória da vida. Esse momento é como quando conhecemos alguém e tentamos identificar sua personalidade e caráter. Sinta com profundidade, esse momento é muito importante para ajudar no último sentimento que é o gustativo. Deixe-o passear pela boca, sinta todos os lados da papila, deixe ele revelar todo seu frescor, taninos e acidez por alguns segundos. Engula e tente identificar que prazer ele deixa em toda sua boca. Este é o momento fatal de sentir o verdadeiro vinho, ou seja, neste momento, você se lembra da garrafa, do rótulo, do nome do produtor, da cor e suas nuances, dos aromas e de como ele é na boca. É a persistência, o sabor e as notas deixadas à boca que denota todo o fechamento dos sentidos.

Quais vinhos estão na moda? Eu acho que não existe moda para vinhos. Os melhores são os europeus, os segundos melhores são os do Novo Mundo, com destaque para o crescimento de qualidade dos vinhos chilenos e argentinos. O que diria ser um pouco de moda, é que hoje é possível se apreciar um bom e honesto vinho no dia a dia, por preços acessíveis, entre 35 a 80 reais, de bons produtores da Europa e também do Chile e da Argentina. Antes isso era impossível; havia vinhos ruins e somente os caros eram bons. O que fazer para aprender um pouco mais sobre vinhos? Tente montar sua adega com as informações anteriores, prove com atenção de duas a três vezes por semana e vá aprendendo e descobrindo sobre seu paladar e seus vinhos prediletos. Informe-se e leia um pouco. Não leia muito ou você irá adquirir muita informação (que atrapalha) que na vida inteira não irá praticar e se tornará um “enochato” para seus amigos. Respeite que o vinho tem 7 mil anos de história e não dá para descobrir tudo numa vida tão curta como a nossa. Use mais imaginação e sentimento, como na música e na poesia. Respeite o vinho como se fosse seu filho para que o produtor fique espiritualmente feliz e, acima de tudo, seja humilde, pois o vinho não aceita arrogância.

A escolha da taça é uma questão fundamental para se desfrutar um vinho? O copo adequado é fundamental para se obter 100% da qualidade de um grande vinho. Mesmo de um médio vinho, você tem muito mais dele se apreciá-lo num copo de cristal, com bojo grande para a oxigenação e pés alto para afastar o nariz de cheiros de perfume e da mão. Um bom vinho consumido num copo comum ou inadequado deixa de oferecer cerca de 30 a 40% de sua estrutura. Qual a sua sugestão de vinhos para o inverno? Sempre sugiro vinhos brancos encorpados (chardonnays) para o dia e tintos de bastante personalidade, como um bom Brunello di Montalcino da Toscana, para os almoços e jantares com os pratos típicos do inverno. Dicas para armazenamento da bebida em casa. Se não tiver adega, faça um pequeno estoque e guarde-o deitado no lugar mais fresco da sua casa. Uma adega de alvenaria é o ideal ou, caso não seja possível, um móvel climatizado a 14°C para garantir a evolução do vinho. Fique atento para a umidade relativa do ar no ambiente, que deve ficar em torno de 60 a 65%. Cinco marcas de sua preferência. Melhor vinho do mundo: Château Latour e mais uns 20 Châteaux de Bordeaux; RomaneéConti e outras 7 Domaines da linda e poética Borgonha; Côte Rotie e Chateuneufs-du-pape do Magnífico Rhône; Brunellos di Montalcino e outros Super-Toscanos maravilhosos e VegaSicilia e outros sensacionais vinhos de Ribera del Duero e Rioja. ELÍDIO LOPES CAVALCANTI, mais conhecido como “Lopes, o homem do vinho” é o empresário responsável pela importadora Terroir Vinhos. Apresenta o programa Vinho à mesa, exibido pela Rede TV.


17

Reserva Especial

AS DUAS FACES DE ZORRO

MEU MARIDO DE BATON

CÓPIA FIEL

Comédia. EUA, 1981. De Peter Medak. Don Diego de La Veja é o filho homossexual do famoso justiceiro, Zorro, que recebe os bens mais preciosos de seu pai: a capa, a espada e a máscara. Paródia das aventuras de Zorro, com herói trapalhão sempre ajudado por seu irmão gêmeo. Disponível em 09.08

Comédia. França, 1986. De Bertrand Blier. O relacionamento do casal Monique e Antoine é a própria visão do inferno: brigas e mais brigas e uma dureza danada. Mas tudo muda quando eles conhecem o ladrão Bob, um expresidiário que os ensina a roubar e se apaixona pelo marido da mulher. Disponível em 09.08

Drama. França, 2010. De Abbas Kiarostami. James Miller é um filósofo inglês que vai para a Itália promover seu livro sobre o valor da cópia na arte. Lá encontra Elle, uma francesa dona de uma galeria de arte. Ao se conhecerem, começam um complexo jogo de interpretação de personagens. Disponível em 11.08

MINHA TERRA, ÁFRICA

O BOM CORAÇÃO

O PRIMEIRO QUE DISSE

Drama. França, 2009. De Claire Denis. Um país africano é devastado por constantes rebeliões. Maria vive com sua família em uma fazenda. Apesar do perigo constante que os cerca, ela se recusa a deixar as plantações de café, que estão em sua família há três gerações. Mas seu filho planeja a retirada. Disponível em 14.08

Drama. EUA, 2009. De Dagur Kári. Jacques é dono de um bar em Nova York para bêbados profissionais. Fumante inveterado, ele já teve quatro ataques cardíacos, mas não quer mudar de vida. Ao conhecer Lucas, um jovem morador de rua que tentou suicídio, Jacques faz dele seu herdeiro. Disponível em 14.08

Drama. Itália, 2010. De Ferzan Ozpetek. Tommaso é o membro mais jovem de uma extensa família, donos de uma indústria de massas na Puglia, no sul da Itália. A família se reúne para celebrar a promoção de Antônio na fábrica e acaba por receber a inesperada notícia de Tommaso: ele é gay. Disponível em 14.08


18

o talento de JOEL & ETHAN COEN Responsáveis por alguns dos filmes mais expressivos das últimas décadas, os irmãos Coen dividem a cena e as funções em suas obras. Escrevem juntos os roteiros e, na maioria das vezes, Joel assina a direção. Até mesmo a edição é realizada pelos dois, para a qual usam o pseudônimo Roderick Jaynes. O cinema a quatro mãos de Joel e Ethan Coen parece reafirmar a relevância do autor no cinema. Mesmo em gêneros diversos, que vão da comédia ao filme de gangster, do noir ao western, um filme com a assinatura dos irmãos Coen dispensa maiores apresentações. É uma assinatura que nos permite identificar, sob a camada da variação de gêneros, a marca inconfundível de seu cinema. O sucesso de crítica veio já no primeiro filme, Gosto de Sangue. O inspirado roteiro passeia entre o policial noir e o suspense, com os toques de ironia típicos da dupla. A premissa do tiro que saiu pela culatra marca a história do detetive inescrupuloso contratado para matar a mulher infiel de um rico dono de bar do Texas. Exatos 12 anos depois, a mesma premissa marcará um de seus maiores sucessos: Fargo, que deu a Joel, pela segunda vez, o prêmio de Melhor Diretor em Cannes. Frances McDormand, com quem Joel é casado desde 1984, ganhou os principais prêmios de atuação feminina do ano. O filme reúne a quintessência do estilo dos Coen, com explosões de violência entremeadas por um humor ácido e crítico. O talento dos irmãos Coen vai além da qualidade de seus roteiros e da capacidade de inovar e, ao mesmo tempo, manter-se dentro da indústria. Na comédia ou no suspense, o manuseio dos gêneros sustenta seu cinema visionário. Até mesmo numa refilmagem como Bravura Indômita, adaptação do livro de Charles Portis que já originara o filme homônimo com John Wayne, seu estilo se impõe. Suas idiossincrasias e seu

Alexandre Guerreiro Mestre em Comunicação (UFF), bacharel em Cinema (UFF), bacharel e licenciado em História (UERJ). Produtor cultural e cineasta, curador e produtor das mostras O Cinema de Eric Rohmer, Godard 80, Cineducando e O Rio de Janeiro Segundo o Cinema. Integra a equipe do Cineduc - Cinema e Educação.

GOSTO DE SANGUE. Drama. EUA, 1984.

sai pela culatra.

Perturbadora história de uma jovem esposa que tem um caso com um dos empregados do seu marido, Julian Marty, o rico dono de um bar no Texas. Ao descobrir a traição de Abby, Marty contrata um detetive de divórcio sulista inescrupuloso para matá-los. Mas o tiro

ARIZONA NUNCA MAIS. Comédia. EUA, 1987.

Fazendo um juramento de que ia tomar jeito na vida, um ladrão de lojas de conveniência se casa com uma fotógrafa do departamento de polícia. Tudo vai às mil maravilhas até que eles descobrem que ela não pode ter filhos. Após serem recusados por todas as agências de adoção da cidade, eles percebem que a única solução é sequestrar um bebê.

BARTON FINK - DELÍRIOS DE HOLLYWOOD. Comédia. EUA, 1991. Barton Fink é um tímido dramaturgo de sucesso na Broadway que, devido ao reconhecimento adquirido por seu último trabalho, é chamado por um grande estúdio de Hollywood para escrever o roteiro de um filme sobre luta livre. Mas Fink sofre com um terrível bloqueio de escritor e com acontecimentos curiosos que tornam a sua vida um inferno.


19

humor são destilados em filmes dirigidos com a habilidade de quem tem o público na mão e sabe aonde quer chegar. Não se trata de conseguir o riso fácil, nem a tensão de filmes de suspense baseados em intrigas e mistérios. O que se exige do público é algo mais, uma sagacidade para perceber sutilezas geralmente raras no cinema. Os filmes compõem um painel variado de personagens, homens comuns atravessados pela violência repentina, como a causada pelo psicopata Anton Chigurh (Javier Bardem) em Onde os Fracos Não Têm Vez, ou pela ambição do marido (William H. Macy) que contrata os sequestradores de sua própria esposa com o intuito de extorquir o sogro, em Fargo. Os bem intencionados sequestradores de um bebê em Arizona Nunca Mais e o marido ciumento de Gosto de Sangue também se inserem na agenda violenta do cinema dos irmãos Coen, mas longe da violência gratuita que inunda o cinema de uma forma geral, em seus filmes ela parece dizer algo sobre a própria essência do ser humano, suas imperfeições, desejos, ambições, presentes também na crise criativa do escritor de Barton Fink – Delírios de Hollywood ou no colapso familiar do professor de Um Homem Sério. Os irmãos Coen nos fazem rir de nós mesmos. É primoroso o modo como eles conseguem colocar o comum e o excêntrico, que muitas vezes beira o bizarro, lado a lado na tela. E é nos pequenos detalhes que a essência de seu cinema emerge, como na mala cheia de dinheiro coberta de neve em Fargo e na escolha do lado certo da moeda em Onde os Fracos Não Têm Vez, faróis do acaso que permeia a vida do homem comum. O destino, o devir, o futuro atrelado a uma moeda, através da qual o psicopata Anton constrói uma moral própria para justificar suas ações. Não coincidentemente, Ethan Coen é formado em Filosofia, e quem olhar mais de perto, descobrirá um cinema recheado de questões profundas diluídas em alguns dos mais bem sucedidos exemplos de entretenimento a serviço da arte.

FARGO. Suspense. EUA, 1996. O gerente de uma revendedora de automóveis em dificuldade financeira, elabora o sequestro da própria esposa e faz um acordo com dois marginais, que ganhariam um carro novo e metade dos 80 mil dólares que seriam pagos pelo seu sogro, um homem muito rico. Mas alguns assassinatos ocorrem e tudo sai do controle.

ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ. Suspense. EUA, 2007. No oeste do Texas, na década de 80, Llewelyn Moss, veterano do Vietnã, aproveita uma venda mal feita de drogas para fugir com US$ 2 milhões. Porém, ele passa a ser perseguido por dois assassinos indignados e extremamente interessados no dinheiro, que nem mesmo o desiludido xerife Bell pode conter.

UM HOMEM SÉRIO. Comédia. EUA| França| Reino Unido, 2009. A comédia é ambientada em 1967, dentro de uma família judia, na qual Larry Gopnik é um professor universitário de física que vê sua vida perder o controle quando sua esposa Judith, anuncia que quer o divórcio e diz que está apaixonada por um de seus amigos. Larry Gopnik passa por inúmeras situações inusitadas e busca a ajuda de três rabinos.

BRAVURA INDÔMITA. Western. EUA, 2010. Mattie Ross, de 14 anos, teve o pai assassinado a sangue frio por Tom Shaney. Em busca de vingança, ela resolve contratar um xerife beberrão, Cogburn, para ir atrás do assassino. Inicialmente ele recusa a oferta, mas como precisa de dinheiro, acaba aceitando. Mattie exige ir junto com Reuben e os dois precisam encontrá-lo antes do policial texano La Boeuf.


20

CINE TEMÁTICO HOMENAGEM AO

República Tcheca, 1996. Drama. Direção de Jan Sverak.

DIA DOS PAIS

EUA, 2007. Drama. Direção de Menno Meyjes.

Kolya

Ensinando a viver

Praga, 1988. Demitido da Orquestra Filarmônica da cidade, o violoncelista Louka, um solteiro convicto, ganha a vida tocando em funerais. Por razões financeiras, casa-se com a filha de um coveiro para que ela obtenha a cidadania tcheca. Louka passa a cuidar do filho da mulher quando esta foge para o Ocidente. A convivência com o menino Kolya muda radicalmente a vida de Louka, que aprende uma inesquecível lição de amor.

David Gordon é um escritor de ficção científica que ficou viúvo recentemente. Ele decide adotar Dennis, um menino órfão que acredita ser um marciano em missão de exploração na Terra. Liz tenta dissuadir David da ideia, alegando os perigos da paternidade, mas ele está decidido e adotar o garoto. A partir de então passa a contar com ajuda da amiga Harlee, já que se vê completamente perdido.

EUA, 2001. Drama. Direção de Jessie Nelson.

Uma lição de amor Sam Dawson é um homem com deficiência mental que cria sua filha Lucy com a grande ajuda de seus amigos. Porém, assim que faz 7 anos, Lucy começa a ultrapassar intelectualmente seu pai, o que faz com que uma assistente social queira que Lucy seja adotada. A partir de então, Sam enfrenta um caso aparentemente impossível de ser vencido e conta com a ajuda da advogada Rita Harrison.


21

cinema e

SILÊNCIO

O silêncio não existe de fato na natureza. “Mesmo onde não há vida pode haver som. Os campos de gelo do Norte, por exemplo, longe de silenciosos, ecoam sons espetaculares.” (SCHAFER, 2001: 49). John Cage, compositor e teórico musical, pôde comprovar a inexistência do silêncio ao realizar a experiência de entrar numa câmara anecoica – uma sala inteiramente à prova de som –, onde, apesar do incômodo da não propagação sonora, ele conseguiu perceber dois sons: um agudo, que, segundo o engenheiro responsável, era gerado pela atividade de seu próprio sistema nervoso, e outro grave, referente à circulação de seu sangue. Se o silêncio não existe, por que tentar impôlo a uma arte como o cinema? “[...] a necessidade de música como um acompanhamento do filme mudo é, sem dúvida, o ritmo do filme enquanto uma arte em movimento. Nós não estamos acostumados a apreender o movimento como uma forma artística sem o acompanhamento de sons, ou, ao menos ritmos audíveis.” (PRENDERGAST, 1992: 4) Teorias apontam para duas necessidades iniciais de sonorização: uma a afirmar que o ruído do projetor, além de desagradável, era extremamente desumano, pois ampliava o caráter mecânico do espetáculo, e outra, que o “silêncio” reforçava a percepção fantasmagórica do público, que via nas imagens projetadas, espectros a imitar seres vivos numa tela – sombras e fantasmas tinham uma forte associação naquela época. Os sons, então, teriam sido fundamentais para conferir a essas sombras a alma, o sopro divino e a tridimensionalidade de que elas tanto careciam, aplacando a angústia sentida pelos espectadores. A representação do silêncio no cinema, porém, pode ser construída através de sonoridades sutis, ao invés da ausência total de sons, evitando-se assim uma possível artificialidade. As sensações criadas a partir de percepções sonoras silenciosas geram resultados

ANDRESON CARVALHO é cineasta e professor. Graduado em Cinema e mestre em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense. Foi professor substituto do curso de Cinema da mesma Universidade. É atual professor de edição de som e desenho sonoro da Escola de Cinema Darcy Ribeiro. E já participou de diversos curtas e longas, entre eles: Árido Movie (Lírio Ferreira, 2004) e Sonhos e Desejos (Marcelo Santiago, 2006).

bem mais interessantes. Um bom exemplo é a sequência inicial do filme Era uma Vez no Oeste (Sergio Leone, 1968). Nela o silêncio e a espera são reforçados por ruídos pontuais, que para serem ouvidos com nitidez é necessário a existência de um ambiente muito silencioso. O voo de uma mosca, o gotejar e o estalar de dedos: sons que geram no espectador a certeza de que a aparente calma e tranquilidade serão quebradas a qualquer momento. Outro exemplo pode ser percebido no filme O Poderoso Chefão (Francis Ford Coppola, 1972). Onde, apesar da festa de casamento de sua filha acontecer do lado de fora da sala em que Vito Corleone se encontra, seu som é bloqueado. Além das falas, poucos ruídos são ouvidos, o que reforça seu poderio quando o assunto é dar e receber favores. Isso fica ainda mais nítido quando Bonasera vem lhe sussurrar um pedido, pois, mesmo próximos ao ouvido de Corleone, somos incapazes de ouvi-lo. Silêncio que aumenta a expectativa para o desfecho da cena e confirma a força da supressão parcial do som e não sua ausência absoluta.


3

22

CINE PANORAMA

Quando se pensa em trilogias, sempre as mais famosas aparecem em mente, como “O Senhor dos Anéis”, “O Poderoso Chefão”, “De Volta para o Futuro”, “Matrix” e lá vem uma longa lista. A maioria das tramas de três longas segue um plot em partes ou a saga de um personagem. Isso varia muito. O que eu quero mostrar nessa abertura de coluna, é que nós nos acostumamos a rever os mesmos atores numa sequência de filmes e acompanhamos uma história por tanto tempo. Mas você conhece as trilogias onde não há ligação de um mesmo personagem? Nem o retorno de todo o elenco? Muito menos contam a mesma história? Elas existem sim e são muitas!

RENAN MORGADO é apaixonado por cinema, estudante de publicidade e responsável pelo Blog Cinema é Tudo Isso!

Estes tipos de trilogias são particularmente criados pelo mesmo diretor, que através de três filmes passam uma ideia, temática ou filosofia. Além disso, são totalmente ao contrário das superproduções e adoradas por críticos e especialistas da sétima arte.

3

conheçam algumas dessas famosas trilogias “alternativas”

ncio o Silê ergman) d a i rB log ) A Tri or Ingma (1961 t e r elho i p s (d E um 962) é s de (1 Atrav Inverno ) e d 6 z 9 (1 3 Lu ncio O Silê ça ) i n ga n da V ook Park a i g lo w i r n T A ha to r C ) (dire (20 02 an ç a g in V ) Mr. 0 03 20 05) ( oy (2 Oldb ingança V y L ad

s k i) or e s as C f Kieslow d a i z to log A Tri or Krzys 93) t e r ul (19 1994) i z (d A e é an c a ( a erdad Br lh A Lib aldade é é Verme u e g d A I ternida A Fra ) (1994

3

Vida ) a da Pasolini i g o l i o r l T o a A to r P 73) (dire 972) erbur y (19 1 ( n mero 4) Cant Deca ntos de ites (197 o o C N Os il e um As M

O ur o o de ã ç a or do C rier) logia rs von T i r T a A L 996) to r (dire ino (1 t s e D s do 8) 0 0 0) Onda iotas (199 scuro (2 E Os Id ando No Danç


Planos tรฃo confortรกveis quanto o seu sofรก. Assista a quantos filmes quiser, por um valor fixo mensal. Sem multa por atraso. Sem sair de casa.

Acesse www.ocinefilo.com.br e conheรงa nossas vantagens.

apaixonados por filmes.


Revista O Cinéfilo Ed. 08  

Revista de cinema da locadora O Cinéfilo, produzida pela Pé de Limão (www.agenciapedelimao.com.br).

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you