Issuu on Google+

Aline Gonçalves dos Santos Ana Paula coutinho de Souza Jayne Ribeiro de Souza Mairá Bonifácio de Souza

Ligações Químicas- (Ouro) -Orientador: Rodrigo

ETEC Sapopemba São Paulo 23-06-2011


Ligações Químicas. Trabalho referente a disciplina de Química do 3 bimestre do Curso de Ensino Médio da ETEC de Sapopemba Orientado pelo professor Rodrigo Realizado pelas alunas: Aline Gonçalves dos Santos, Ana Paula coutinho de Souza, Jayne Ribeiro de Souza, Mairá Bonifácio de Souza.

ETEC de Sapopemba 2011


Sumário: 1 Introdução.................................................................................. 2 O que é uma molécula?............................................................ 3 Ligação: molécula de ouro (Aurum).......................................... 3 Características........................................................................... 4 Uso e aplicações...................................................................... 4.1 monetárias......................................................................... 4.2 Jóias.................................................................................. 4.3 Medicina............................................................................ 4.4 Comida e bebida............................................................... 4.5 Indústria............................................................................ 5 Produção.................................................................................. 6 Consumo.................................................................................. 7 Química.................................................................................... 8 Toxicidade................................................................................ 9 Precauções.............................................................................. 10 Simbolismo............................................................................. 11 Propriedades físicas.............................................................. 12 Conclusão...............................................................................


O que é uma molécula? A molécula é a menor parte de uma substância pura. Pode ser formada por um único átomo como o hélio (He), por mais de um átomo do mesmo elemento como o oxigênio (O2), ou por átomos de elementos diferentes, por exemplo, a água (H2O). É um conjunto electricamente neutro de dois ou mais átomos unidos por pares compartilhados de elétrons (ligações covalentes) que se comportam como uma única partícula. Uma substância que apresente somente ligações covalentes e formada por moléculas discretas é chamada de substância molecular cuja ligação suficientemente forte caracteriza como uma identidade estável.

Ligação: Molécula de Ouro (Aurum). A ligação do ouro 18k, corre com a junção do elemento de cobre e/ou prata (Cu/Ag). Neste caso utilizamos o cobre. Ambos exemplos possuem em sua camada de valência 1 elétron. Neste caso o átomo precisa de 8 átomos para ser estável. Nesta ligação passa-se a ter 7 átomos de ouro e um de cobre, ou sejaCuAu7. Por se tratar de uma ligação de elementos de metais, a ligação é metálica.

Características. É um metal de transição brilhante, amarelo, pesado, entre outros. Que não reage com a maioria dos produtos químicos, no entanto é sensível ao cloro e ao bromo. O ouro puro (24K) é extremamente mole para ser usado. Por este motivo, geralmente é endurecido formando uma liga metálica com prata e/ou cobre. O ouro e as suas diversas ligas metálicas são muito empregados em joalherias, na fabricação de moedas e como padrão monetário em muitos países. Devido à sua boa condutividade elétrica, resistência à corrosão e uma boa combinação de propriedades físicas e químicas, apresenta diversas aplicações industriais. Um dos motivos pelo qual é considerado um metal precioso, é que ele não reage com a maioria dos agentes químicos, o que aumenta consideravelmente a sua durabilidade e tornando-o um metal que pode ser transformado e armazenado mantendo as suas características.

Usos e Aplicações. -Câmbios monetários


O ouro tem sido amplamente utilizado em todo o planeta como um veículo monetário de troca, seja pela emissão e reconhecimento de moedas de ouro ou de outras quantidades de metal, ou por meio de instrumentos conversíveis em ouro de papel através do estabelecimento de padrões de ouro em que o valor total de dinheiro emitido é representado em uma loja de reservas de ouro. No entanto, a produção não cresceu em relação às economias do mundo. Hoje, a mineração de ouro de saída está em declínio. Com o forte crescimento das economias no século 20, e o aumento de câmbio, as reservas de ouro e sua negociação no mercado tornaram-se uma pequena fração de todos os mercados. -Jóias Devido à suavidade do ouro puro (24k), geralmente é ligado com metais comuns como bronze e prata para uso em jóias, alterando a sua dureza e ductilidade, ponto de fusão, cor e outras propriedades. Ligas com menor quilate, tipicamente 22k, 18k, 14k ou 10k, contêm porcentagens mais elevadas de cobre ou outros metais comuns como, prata ou paládio na liga. Cobre é o metal base mais comumente utilizado, produzindo uma cor mais vermelha. Dezoito quilates de ouro contendo cobre 25% é encontrado, criando ouro rosa. Ouro azul pode ser feito pela liga com o ferro e ouro roxo, pode ser feita por liga com alumínio, embora raramente feito, exceto em jóias especializadas. O ouro azul é o mais frágil, sendo portanto, mais difícil de trabalhar. Ligas de ouro branco podem ser feitas com paládio ou níquel. Ligas de ouro branco estão disponíveis com base em prata, paládio e outros metais branco, mas as ligas de paládio são mais caras em relação as que utilizam níquel. De alto quilate ligas de ouro branco são muito mais resistentes à corrosão. -Medicina Nos tempos medievais, o ouro era muitas vezes visto como benéfico para a saúde, na crença de que algo tão raro e belo, não poderia ser qualquer coisa, mais saudável. Até mesmo alguns modernos esoteristas e formas de medicina alternativa atribuíram ao ouro metálico um poder de cura. Alguns sais de ouro têm propriedades anti-inflamatórias e são usadas como medicamentos no tratamento de artrite e outras. No entanto, apenas sais radioisótopos e de ouro são de valor farmacológico. Nos tempos modernos, ouro injetável tem sido utilizado para ajudar a reduzir a dor e o inchaço da artrite reumatóide e tuberculose . Ligas de ouro são utilizadas em odontologia restauradora, principalmente em restaurações dentárias, tais como coroas e pontes. A maleabilidade das ligas de ouro facilitam a criação de uma superfície de acasalamento molar superior com os outros dentes e produz resultados que são geralmente mais satisfatórios do que os produzidos pela criação de coroas de porcelana. Ouro coloidal é usado em aplicações de pesquisa em biologia, medicina e ciência dos materiais. A técnica de rotulagem immunogold explora a capacidade das partículas de ouro de absorver moléculas de proteína em sua superfície. Partículas de ouro coloidal revestidas com anticorpos específicos podem ser usados como


sondas para a presença e posição de antígenos na superfície das células. O ouro coloidal é também uma forma de ouro usado como tinta dourada em cerâmica antes da queima. Ligas de ouro e paládio, são aplicados como revestimento condutor de espécimes biológicos e outros materiais não-condutores. Ouro possuí alta condutividade elétrica, e sua densidade muito alta fornece energia para parar elétrons no feixe de elétrons, ajudando a limitar a profundidade a que o feixe de elétrons penetra na amostra. Isso melhora a definição da posição e da topografia da superfície da amostra e aumenta a resolução espacial da imagem. O ouro também produz uma saída elevada de elétrons secundários quando irradiados por um feixe de elétrons, e esses elétrons de baixa energia são a fonte de sinal mais utilizados no microscópio eletrônico de varredura. -Comida e bebida O ouro pode ser utilizado em alimentos. Normalmente utilizado como folha de ouro, flocos ou pó, e também em alguns alimentos gourmet, nomeadamente os doces e bebidas. É utilizado como ingrediente decorativo. Flocos de ouro foram usados pela nobreza na Europa medieval como uma decoração em alimentos e bebidas, na forma de folha, flocos ou pó, seja para demonstrar a riqueza do hospedeiro ou na crença de que algo tão valioso e raro deve ser benéfico para a saúde. No entanto, como o ouro metálico é inerte a toda a química do corpo, não tem gosto, não fornece nutrição, e deixa o corpo inalterado. -Indústria Na indústria o ouro é usado de diversas formas como, por exemplo, na solda. Também pode ser usado como fios e utilizados em bordados, corantes em vidros. E até em fotografias. Na fotografia, toners de ouro são usadas para mudar a cor do brometo de prata em preto-e-branco para tons de marrom ou azul, ou para aumentar sua estabilidade. Usado em sépia estampas, produz tons de vermelho. O ouro é um bom refletor de radiação eletromagnética, como infravermelho e luz visível, assim como as ondas de rádio, ele é usado para o revestimento de proteção em muitos satélites artificiais, em trajes de proteção térmica e capacetes dos astronautas e de guerra eletrônica. É usado como camada reflexiva em alguns CDs high-end. Automóveis pode usar ouro para dissipação de calor, pode ser utilizado em algumas janelas de aeronaves que agem como um anti-gelo na passagem de eletricidade através dela. O calor produzido pela resistência do ouro é o suficiente para impedir a formação de gelo.


Produção Extração de ouro é mais econômica em grandes depósitos e é facilmente extraído. Desde a década de 1880, a África do Sul tem sido a fonte de uma grande proporção da oferta mundial de ouro, com cerca de 50% de todo o ouro já produzido. A produção em 1970 representou 79% da oferta mundial, produzindo cerca de 1.480 toneladas. Em 2008 a produção foi 2.260 toneladas. Em 2007 a China (com 276 toneladas) ultrapassou a África do Sul como produtor mundial de ouro, foi a primeira vez desde 1905 que a África do Sul não continuou sendo a maior. Outros grandes produtores são os Estados Unidos, Austrália, Rússia e Peru. Hoje cerca de um quarto da produção de ouro do mundo é estimado em originam de mineração artesanal ou pequeno. Assim, o consumo real de ouro tornou-se também sentido econômico; O estoque de ouro permanece essencialmente constante enquanto a propriedade muda de um partido para outro, uma estimativa é que 85% de todo o ouro já extraído ainda está disponível no estoque facilmente recuperável do mundo, 15% deve ter sido perdido, ou usado em preocessos não-recicláveis.

Consumo O consumo de ouro produzido no mundo é de cerca de 50% em jóias, 40% em investimentos, e 10% na indústria. A Índia é o maior consumidor mundial única de ouro, os índios compram cerca de 25% do ouro do mundo, compram aproximadamente 800 toneladas de ouro a cada ano, principalmente para a jóia. A Índia é também o maior importador de ouro; Em 2008, a Índia importou cerca de 400 toneladas de ouro.

Química O ouro (do latim aurum, "brilhante") é um elemento químico de número atômico 79 (79 prótons e 79 elétrons) que está situado no grupo onze (1B) da tabela periódica, e de massa atômica 197. O seu símbolo é Au (do latim aurum). Embora o ouro é um metal nobre, ele forma muitos compostos diversificados. Alguns halogênios reagem com ouro. O ouro também reage em soluções alcalinas de cianeto de potássio. Com mercúrio, ele forma uma amálgama .

Toxicidade O ouro puro metálico é não-tóxico e não irritante quando ingerido, às vezes é usado como uma decoração de alimentos em forma de folha de ouro. Ouro metálico é também um componente de bebidas alcoólicas. Ouro metálico é aprovado como aditivo alimentar na UE. Apesar de íon ouro é tóxico, a aceitação de ouro metálico como aditivo alimentar é devido a sua relativa inércia química e resistência a ser


corroído ou transformado em sais solúveis (compostos de ouro) por qualquer processo químico conhecido que seria encontrado no corpo humano. Compostos solúveis (sais de ouro), tais como cloreto de ouro são tóxicas para o fígado e os rins. É comum sais de cianeto de ouro como o ouro de cianeto de potássio, usado na galvanização do ouro, que são tóxicos, em virtude de ambos os seus conteúdos cianeto e ouro. Existem raros casos de envenenamento letal de ouro de cianeto de potássio. A toxicidade do ouro podem ser melhoradas com terapia. Alergias de contato afetam principalmente as mulheres. Apesar disso, o ouro é um alérgeno de contato relativamente não-potente, em comparação com metais como o níquel.

Precauções O corpo humano não absorve bem este metal, e seus compostos não são muito tóxicos. Até 50% dos pacientes com artrose, tratados com medicamentos que contém ouro, têm sofrido danos hepáticos e renais.

Simbolismo O ouro é usado como símbolo de pureza, valor, realeza e ostentação. O principal objetivo dos alquimistas era produzir ouro a partir de outras substâncias, como o chumbo.

Propriedades físicas Estado da matéria: Ponto de fusão: Ponto de ebulição:

sólido 1337,33 K 3129


Bibliografia <http://www.sobre.com.pt/caracteristicas-do-ouro>Acesso em 18/09/2011 às 13:48h. <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ouro> Acesso em 17/09/2011 às 20:38h. <http://en.wikipedia.org/wiki/Gold#> Acesso em 18/09/2011 às 13:29h.


Ligação - ouro.