Relatório Anual 2017

from APCBRH

Scroll for more

Page 1

Nossa forรงa vem do Leite

RELATร“RIO ANUAL

2017



ÍNDICE

Serviço de Registro Genealógico (SRG)

Análise da Conformação (Classificação para Tipo)

27

Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros (PARLPR)

35

Balanço patrimonial

50

29

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

1


$ $ $ $ $$ $ $$ $$$ $


SEDE Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa – APCBRH

65 anos

APCBRH

Rua Professor Francisco Dranka, nº 608 Bairro Orleans

CNPJ: 76.607.597/0001-07

CEP: 81.200-404 - Curitiba (PR) Fone: (41) 2105-1733

Inscrição Estadual: 101.15739-39

www.apcbrh.com.br

Inscrição Municipal: 02 01 011 8957-4

Área de atuação: em todo Estado do Paraná

A Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH) foi fundada em 27 de março de 1953, com sede e foro na cidade de Curitiba (PR). É uma associação de natureza civil, sem fins lucrativos, e destina-se a ser o órgão estadual de representação e defesa dos associados. Há 65 anos cumpre a missão de fomentar o desenvolvimento do gado holandês no Estado, prestando serviços e assessoria ao produtor.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

3


MISSÃO Promover o melhoramento genético e a qualidade dos rebanhos leiteiros por meio da valorização dos criadores, monitoramento e disponibilização de informações e indicadores da qualidade do leite em benefício de produtores, indústrias e consumidores.

VISÃO Ser referência no atendimento aos produtores e indústrias.

VALORES Credibilidade Confiança

Comprometimento Integridade e transparência

Respeito aos animais e meio ambiente

NOSSO SLOGAN

Nossa força vem do leite! 4

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO

A APCBRH elabora anualmente um relatório de atividades que

Perspectivas para 2018

abrange as áreas de atividades administrativas e técnicas, destaques, desempenho dos departamentos de Serviço de Registro Genealógico, Classificação para Tipo e o Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná - PARLPR. O objetivo é expor os principais resultados de trabalho do ano anterior desenvolvidos pela Associação. Ao longo desses anos, a APCBRH trabalha em parceria com

Crescimento de 3% no número de animais registrados. Crescimento de 20% no número de animais por avaliação técnica (PCOD). Crescimento de 3% no número de animais classificados. Aumentar o número de novos associados em relação a 2017 para 50 novos associados.

instituições, empresas e cooperativas para levar a você associado, inovações para a melhoria de seu negócio. Neste ano em que completamos 65 anos, uma data marcante, que demonstra que toda essa construção é fortalecida pelo

Objetivos Estratégicos

tempo. Somos vencedores de uma grande etapa. Começamos

(Perspectiva Financeira 2018)

pequenos, avançamos com muito trabalho, e hoje temos um comprometimento direto com os associados e indústrias. E

Reduzir as despesas gerais em 5%.

você faz parte dessa história.

Reduzir o índice de inadimplência em 3,5%.

Confiantes de que, em 2018, escreveremos mais um capítulo de conquistas em nossa história, reafirmamos a disposição em suplantar os obstáculos, oferecendo os melhores produtos e serviços aos nossos associados. Agradecemos a participação dos associados, clientes e cooperativas, pela dedicação e pelo total comprometimento

65 anos APCBRH

da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal, pelo empenho e trabalho do Conselho Deliberativo Técnico e dos Comitês Consultivos e agradecemos também a confiança de nossos parceiros, aos nossos funcionários e demais colaboradores, determinantes para a superação e os resultados obtidos.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

5


DIRETORIA EXECUTIVA CONSELHO FISCAL E CONSELHO DELIBERATIVO TÉCNICO-CDT

Em Assembleia Geral Ordinária, realizada em 22 de março de 2016, conforme Estatuto Social, foram eleitos os seguintes diretores para o exercício do triênio 2016/2019.

Diretoria Executiva Hans Jan Groenwold

Diretor-Presidente

João Guilherme Rocha Loures Brenner

1º Vice-Presidente

Jan Ubel van der Vinne

2º Vice-Presidente

Artur Sawatzky

3º Vice-Presidente

Luiz Fernando Stumpf do Amaral

4º Vice-Presidente

Jacob Leonardo Voorsluys

1º Secretário

Adriaan Frederik Kok

2º Secretário

Lucas Rabbers’61

1º Tesoureiro

Charles Hendrik Salomons

2º Tesoureiro

Conselho Fiscal Membros Efetivos

Membros Suplentes

Bauke Dijkstra

Alessandro Henderikx Dekkers

Raphael Cornelis Hoogerheide

Amarildo Bassani

Ronei Volpi

Superintendência Administrativa e Técnica

6

Altair Antonio Valloto

Superintendente Técnico SRG/Administrativo

Pedro Guimarães Ribas Neto

Superintendente Técnico Substituto do SRG

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Conselho Deliberativo Técnico-CDT Ronald Rabbers

Presidente do CDT

Jamile Corina Fanhani

Representante do MAPA-PR

Altair Antonio Valloto

Superintendente Técnico do SRG

Pedro Guimarães Ribas Neto

Superintendente Técnico Subst. SRG

Conselheiros

Membros Convidados

Adriano Renato Kiers

José Augusto Horst (Gerente do PARLPR)

Eduardo Fonseca Portugal

Prof. Dr. Rodrigo de Almeida (Convênio UFPR)

Hilton Silveira Ribeiro

Prof. Dr. Victor Breno Pedrosa (Convênio UEPG)

Marcos Epp Robert Salomons Rubens Arns Neumann Sávio Etiene Grassi de Mello

COMITÊS CONSULTIVOS Controle Leiteiro e Gestão Pecuária Facilitador: José Augusto Horst (APCBRH)

Rodrigo de Almeida (UFPR)

Avelino Manoel Figueiredo Correa (APCBRH)

Sávio Etiene Grassi de Mello (Mangueirinha)

Pedro Guimarães Ribas Neto (APCBRH)

Índice de Seleção Genética e Genoma Motivador: Marcos Epp (Palmeira)

Hilton Silveira Ribeiro (Castro)

Facilitador: Victor Breno Pedrosa ( UEPG)

Robert Salomons (Castro)

Adriano Renato Kiers (Ponta Grossa)

Ronald Rabbers (Castro)

Altair Antonio Valloto (APCBRH)

Rubens Arns Neumann (Campo Largo)

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

7


Exposições Motivador: Hilton Silveira Ribeiro (Castro)

Robert Salomons (Castro)

Facilitador: Pedro Guimarães Ribas Neto (APCBRH)

Ronald Rabbers (Castro)

Adriano Renato Kiers (Ponta Grossa)

Premiações / Títulos Motivador: Robert Salomons (Castro)

Pedro Guimarães Ribas Neto (APCBRH)

Facilitador: Silvano Francis Valoto (APCBRH)

Ronald Rabbers (Castro)

Hilton Silveira Ribeiro (Castro)

Sávio Etiene Grassi de Mello (Mangueirinha)

José Augusto Horst (APCBRH)

Victor Breno Pedrosa (UEPG)

WEB+LEITE e Ferramentas de Gestão Motivador: Ronald Rabbers (Castro)

Hilton Silveira Ribeiro (Castro)

Facilitador: Altair Antonio Valloto (APCBRH)

José Augusto Horst (APCBRH)

Adriano Renato Kiers (Ponta Grossa)

Marcos Epp (Palmeira)

Avelino Manoel Figueiredo Correa (APCBRH)

Rodrigo de Almeida (UFPR)

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Superintendente Técnico do SRG e Administrativo

Gerente do Setor Financeiro

Altair Antonio Valloto

Leila Maria Garcia

Superintendente Técnico Substituto do SRG

Supervisor de Campo SRG/SCL

Pedro Guimarães Ribas Neto

Silvano Francis Valloto

Gerente do Departamento de Programa de

Supervisor de Campo SCL/SRG

Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná

Avelino Manoel Figueiredo Correa

José Augusto Horst

Responsável Técnica do Laboratório do PARLPR

Gerente do Departamento de Serviço

Darlene Venturini Moro

de Registro Genealógico Eduardo Ruvinski

8

Secretária Executiva Claudia Helenice Zwicker Maciel

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Quadro associativo

Quadro de colaboradores

Número de associados ativos - exercício 2016

676

Entrada de novos associados em 2017

38

Desligamento de associados por solicitação

32

Desligamento de associados conforme estatuto social

24

Número de associados ativos – exercício 2017

658

40

43

46

44

42

2013

2014

2015

2016

2017

Departamentos/Setores

2016

2017

Superintendência

01

01

Secretaria Executiva

01

01

Financeiro

01

01

Faturamento Cobrança/Recursos Humanos

01

01

Compras/Estoque

01

01

Tecnologia da Informação (TI)

01

01

Recepção

01

01

Comunicação

01

01

Serviços Gerais

03

00

Manutenção e conservação

01

01

Superintendente Técnico Substituto

01

01

Gerente do SRG

01

01

Técnico de Campo SRG/SCL

01

01

Secretaria SRG

01

01

Auxiliar Administrativo

02

02

01

01

Responsável Técnica de Laboratório

01

01

Supervisor do Laboratório

01

01

Técnico de Campo PARLPR

02

02

Processamento do PARLPR

06

06

Laboratório Centralizado de Análise de Leite

15

16

Serviços Gerais

01

00

TOTAL

44

42

Administrativo-Corporativo

Departamento de Serviço de Registro Genealógico

Departamento PARLPR/Laboratório Centralizado de Análise de Leite Gerente do PARLPR

EDUCAÇÃO CORPORATIVA Gestão do Conhecimento, Treinamento e Capacitação Curso Senar “Gestão De Pessoas”

Curso de Melhoramento com Ênfase em Genoma

Curso de ISO 9001

Viagem Técnica de Reciclagem Estados Unidos (Meritocracia)

Curso de Classificadores

Treinamento Sebrae “APCBRH Nova Visão”

Curso de Jurados de Pista

Milkteam “A Força da Comunicação Interna”

Curso de Vendas para Supervisores, Técnicos e Gerentes

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

9


ATUAÇÃO DA APCBRH

Câmara Técnica Comissão Técnica de Bovinocultura de Leite

(Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul)

Diretoria da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa - ABCBRH Conselho Deliberativo Técnico da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa - ABCBRH

Conselho Estadual de Sanidade Agropecuária-CONESA

Conselho Deliberativo Comitê de Bem-Estar Animal

10

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Nossa força vem do leite! NOSSOS PRODUTOS E SERVIÇOS A Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça

áreas, Melhoramento Genético, Gestão de Rebanhos,

Holandesa (APCBRH) é uma entidade sem fins lucrativos,

Indicadores de Produção, Reprodução, Nutrição, Saúde dos

desde sua fundação em 27 de março de 1953, que trabalha

Animais e Qualidade do Leite, Diagnósticos de Sanidade, para

intensamente no desenvolvimento da cadeia produtiva do

produtores, técnicos, cooperativas e empresas de laticínios.

leite, fornecendo soluções e resultados positivos em diversas

Registro de Animais Serviço oferecido aos produtores de leite, assegurando a identificação dos animais, garantindo a procedência e a genealogia, objetivando a seleção e melhoramento genético, além de registrar os dados de produção, reprodução e destaques. Documento oficial reconhecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Avaliação da Conformação Avalia as vacas individualmente em suas características, indicando os pontos fracos e fortes. Auxilia o criador na seleção do rebanho para produtividade, vida produtiva, menos descarte, além de ser uma importante ferramenta para acasalamento.

Avaliação Genética Clássica e Genômica Com a Avaliação Genética Clássica (AGC) os produtores de leite têm assegurado o valor genético individual de seus animais para as características de produção, conformação e saúde, tendo também a oportunidade de fazer a Avaliação Genômica. Com estes serviços, os criadores possuem a alta confiança de conhecer e selecionar seus animais superiores e inferiores, bem como acompanhar na prática os resultados do plano genético (tendências genéticas) dos animais individualmente e do rebanho.

Laboratório de Qualidade do Leite (Credenciado MAPA / ISO 17025) Indústrias, produtores, cooperativas, associações, técnicos e todos aqueles que produzem leite, desde 1991, tem à disposição o maior e mais moderno laboratório que realiza análise do leite para atender a legislação, bem como para os programas de pagamento por qualidade, sanidade e gestão dos rebanhos. Análises: Contagens de Células Somáticas (CCS), % Gordura, % Proteína, Lactose, Ureia, Sólidos Totais e Caseína.

Gestão Controle de Qualidade (GCQ) Destinado a todos os produtores. O produtor consegue obter maior preço recebido pelo leite, bem como aumentar a produtividade e melhorar a saúde de seu rebanho, apenas com uma amostra individual de leite coletada durante a ordenha e encaminhada ao laboratório da APCBRH.

Gestão Controle Leiteiro Oficial (CLO) ou Gestão Zootécncia (GZ) Para todos os produtores que querem ter controle total do seu rebanho. Mundialmente é realizado nas propriedades leiteiras, na coleta de dados e amostra de leite individual das vacas. Os criadores têm a oportunidade de obter informações precisas e confiáveis para a gestão individual e coletiva do seu rebanho, inúmeros relatórios e gráficos de produção, reprodução, genética, saúde do úbere, nutrição e muito mais, indicadores que estão à disposição para a tomada de decisões. No Controle Leiteiro Oficial o produtor e técnico tem o apoio do controlador de leite. Os desempenhos dos animais são inseridos no pedigree e são gerados os valores genéticos.

Laboratório de Diagnósticos Teste de Prenhez no leite, Diarreia Viral Bovina (BVD), Rinotraqueíte Infecciosa Bovina (IBR), Neospora, Inibidores e outros.

Programas de Informática para Produtores e Indústrias WEB+LEITE HOME+LEITE / SISLAB Para todos os produtores e indústrias a Associação Paranaense disponibiliza programas de informática para o gerenciamento do seu negócio. Os programas através de gráficos e relatórios facilitam o dia a dia, auxiliam e orientam na tomada de decisões, além de você poder comparar com outros como andam seus resultados.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

11


NOSSAS ATIVIDADES Reuniões mensais Diretoria Executiva e Conselho Fiscal

A Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça

Durante o ano de 2017, foram realizadas nove reuniões,

Holandesa realizou em 28 de março, sob o comando do

conduzidas pelo diretor-presidente Hans Jan Groenwold.

presidente Hans Jan Groenwold, a Assembleia Geral Ordinária

Dentre os assuntos de pauta tratados: Análise e avaliação

(AGO) destinada à apresentação do Relatório Anual e discutir

de Desempenho dos Resultados de Produção 2016; Plano de

e votar a prestação de contas do exercício de 2016; bem como

Gestão Estratégica (2017-2020) e PAT 2017; Circuito Nacional

das principais realizações daquele período. Na sequência foi

de Exposições da Raça Holandesa, Projeto de Avaliação

realizada a Convenção Estadual da APCBRH, para indicação

Genômica, Credenciamento da APCBRH junto ao MAPA como

de membros da APCBRH para compor o Quadro Diretivo

Entidade Nacional de Provas Zootécnicas: Avaliação Genética e

(Diretoria e Conselho Fiscal) da Associação Brasileira de

Controle Leiteiro, Projeto PCR com Embrapa Pecuária Sudeste

Criadores de Bovinos da Raça Holandesa, bem como, de

parceria com Associação Jersey PR; entre outros assuntos de

membro da APCBRH para representar a Entidade Nacional

interesse da Associação, da raça e de seus associados.

junto ao Conselho Fiscal como conselheiro ou suplente.

Assembleia Geral Ordinária

Reuniões do Conselho Deliberativo Técnico da APCBRH O CDT realizou no ano de 2017, três reuniões sob a presidência de Ronald Rabbers. Alguns assuntos discutidos: Avaliação, análise e discussão para aprovação do Regimento Interno do Controle Leiteiro e Avaliação Genética da APCBRH, Workshops: “Melhoramento, Seleção e Genoma”, “Sanidade de Rebanhos Leiteiros - Reprodução e Sanidade”, Projeto Genoma - Sebrae Nacional, Circuito Nacional da Raça Holandesa, Ranking de Exposições: Melhor Afixo e Melhor Criador.

12

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Reuniões de avaliação PAT 2017 Duranto o ano, a equipe de gestores da APCBRH

Comitê Consultivo de Exposições da Raça Holandesa

realizou reuniões de avaliação das atividades e o

No dia 14 de dezembro, os membros do Comitê Consultivo

planejamento “PAT 2017”. O objetivo das reuniões é

de Exposições da APCBRH, sob a cordenação do Dr. Hilton

avaliar se conseguimos realizar as ações propostas

Silveira Ribeiro e do mobilizador Dr. Pedro Guimarães Ribas

durante a elaboração do plano.

Neto, reuniram-se com associados e expositores no Parque de Exposições de Castro, para tratarem sobre o Circuito Nacional da Raça Holandesa-CNRH.

Reunião com o Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI)

Participação em reunião da ABCBRH - Novos rumos da Raça Holandesa

No dia 19 de setembro, o presidente Hans Jan Groenwold,

A Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos da Raça

os diretores Lucas Rabbers, Ronei Volpi, o superintendente

Holandesa – ABCBRH realizou no mês de dezembro, uma

Altair Valloto e o diretor geral da Secretaria da Agricultura e

reunião para análise do ano e definição de algumas metas

do Abastecimento do Paraná (SEAB), Otamir Cesar Martins,

para 2018. O encontro aconteceu na sua sede, em Curitiba

reuniram-se com o Secretário da Ciência e Tecnologia João

(PR) com a presença de representantes de várias filiadas,

Carlos Gomes para solicitar apoio técnico e financeiro para

onde juntos definiram importantes ações para divulgar cada

a implementação do Projeto Genoma (inovação tecnológica).

vez mais a raça Holandesa. Também durante a reunião, ficou definido que acontecerá a premiação das Nomeadas e Supremas referente ao ano 2017 e a segunda edição do Circuito Nacional de Exposições da Raça Holandesa.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

13


APCBRH E SUAS PARCERIAS EM 2017 Para a execução de suas ações, a APCBRH busca parcerias com empresas e instituições ligadas à cadeia do leite. Agradecemos a confiança depositada em nosso trabalho.

PARCEIROS OURO APCBRH

Parcerias com Associações:

Convênios, Projetos e Parcerias

14

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


PROGRAMAS E PROJETOS Projeto Sebraetec-Leite das Crianças

Embrapa Pecuária Sudeste

O SEBRAETEC – Serviços em Inovação e Tecnologia é um

Projeto de Atividade: Padronização da detecção de microrganismos

programa nacional do Sistema SEBRAE que aproxima

de importância na cadeia produtiva do leite bovino do Estados do

os prestadores de serviços tecnológicos dos pequenos

Paraná por meio da técnica de PCR em Tempo Real

negócios. O SEBRAETEC foi criado para que os pequenos negócios possam inovar por meio do acesso à mão de obra especializada. O objetivo do programa é trabalhar para a melhoria de processos e produtos já existentes, assim como a introdução de inovações e tecnologias nas empresas. Com essa proposta, o SEBRAETEC busca fortalecer a capacidade competitiva dos pequenos negócios paranaenses.

Padronizar a Técnica de Reação da Polimerase em Cadeia em Tempo Real (qPCR) para a detecção de microrganismos causadores de mastite, em leite bovino, de modo que as análises venham a fazer parte dos serviços prestados pela APCBRH ao produtor.

Programa Primíparas Ouro Pensando em valorizar as classificações de vacas primeiro

A APCBRH está entre as três empresas prestadoras de

parto e beneficiar nossos produtores associados que

serviços para o projeto (análise de leite).

trabalham com os “Parceiros Ouro” da APCBRH (empresas

O programa tem como principais objetivos:

do setor de genética bovina), a Diretoria e o Conselho Técnico da APCBRH aprovaram o programa Primíparas Ouro, que

• Fortalecer a capacidade competitiva dos pequenos

tem como objetivo ampliar os dados e informações da raça

negócios paranaenses;

Holandesa. As Classificações para Tipo de vacas de primeiro

• Estimular a transferência de tecnologia entre instituições e empresas; • Superar gargalos tecnológicos; • Estimular o processo de inovação e tecnologia nos pequenos negócios.

Projeto Genoma Paraná-Brasil

parto (filhas de touros de empresas Parceiro Ouro da APCBRH) serão realizadas gratuitamente. A classificação será realizada de acordo com o roteiro de programação dos classificadores. Serão cobradas apenas as despesas de atendimento. Critérios para gratuidade: • O produtor precisa ser associado da APCBRH. • As vacas de 1º parto devem ser filhas de touros de empresas parceiras Ouro da APCBRH/Genética.

O presente Projeto tem como objetivo atender a demanda

• Ser animal da raça Holandesa: registrado e com 90%

existente pelos produtores de leite do Paraná e Brasil.

Controle Leiteiro Oficial.

Destina-se a atender à necessidade de executar a validação e implementação das avaliações genômicas para características de interesse econômico dos animais da Raça Holandesa do Estado do Paraná e Brasil, fortalecendo as parcerias entre as

• Apresentar todas as vacas de 1º parto para classificar. • O associado deve estar em dia com o departamento contábil.

empresas do setor e Associação de produtores de raça.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

15


HOMENAGENS E PREMIAÇÕES CRIADORES DESTAQUES DA RAÇA HOLANDESA 2016 Jantar de premiação aconteceu no dia 23 de junho, no Moinho da Imigração Holandesa, em Castro (PR). Entrega das premiações dos criadores da Raça Holandesa que

obtiveram,

em

2016,

resultados

superiores

em

produção, qualidade, genética e saúde com seus animais e rebanhos. A cerimônia, seguida por um tradicional jantar de confraternização reuniu criadores, familiares, amigos e parceiros da APCBRH. O destaque é um incentivo para os criadores que possuem animais de alta qualidade e boa produção, e também para produtores que caminham rumo a um crescimento positivo. Durante a cerimônia também, foram homenageados: Secretário de Estado da Agricultura Dr. Norberto Ortigara; Dr. Ary Aladino Cândido; coordenadores de exposições da Raça Holandesa; parceiros ouro da APCBRH; Criadores Supremos da Raça Holandesa; Criadores destaques com maiores produções de leite e de sólidos; Troféu Vaca Excelente e Muito Boa de 1º parto; Vacas Vitalícias +100 mil kg/ leite; melhores Médias Anuais de CCS; Recordistas Nacionais; Melhor Criador, Expositor e Afixo no Ranking Estadual de Exposições Raça Holandesa; ToPS 100/PR e ISG/PR.

16

Sumário Genético das Vacas (ToPS 100/PR) e Índice de Seleção Genética-ISG | 2016 Índice de Seleção Genética-ISG/PR Johan Christiaan Kiers | Chácara Kivi - Castro KIVI BOLTON EMMA 739 | ISG 1218,38 Produção de Leite (Kg) e Produção de Proteína (Kg) Roelof Petter | Fazenda São Cristóvão - Castro LOSPETTER GALERA PLANET 1018 FIV - PTA Leite 923,97 | PTA Proteína 24,54 Produção de Gordura (Kg) William Ferdinand Van Der Goot | Chácara Alvorada - Arapoti WJ NOBREZA FIDELITY 2057 TE | PTA Gordura 38,98 Pontuação Final (PF) Ronald Rabbers e/ou Henrieta A.V.P. Rabbers | Fazenda Rhoelandt - Castro RHOELANDT 1688 LEDA ROY ATWOOD 1 TE | PTA Tipo 1,28

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Troféu Vaca Vitalícia Primeira Maior Produção Vitalícia de Leite Animal: AFW Marconi Marjan 220 (B 79) Albertus Frederik Wolters | Chácara Tina | Castro Segunda Maior Produção Vitalícia de Leite Animal: AFW Marconi Sjoukje 1014 Albertus Frederik Wolters | Chácara Tina | Castro Terceira Maior Produção Vitalícia de Leite Animal: Rhoelandt 372 Leda Doc Stormatic (EX 90) Ronald Rabbers e/ou Henrieta Rabbers |

Destaque no Ranking Estadual de Exposições da Raça Holandesa 2016 - Melhor Criador, Expositor e Afixo Holandês Preto e Branco Pedro Elgersma Chácara Recanto das Paineiras (Arapoti) Afixo: HALLEY Holandês Vermelho e Branco Adriaan Frederik Kok Chácara Baronesa (Arapoti) Afixo: ADRIMAR

Rhoelandt | Castro

Troféu Sólidos Primeira Maior Produção Vitalícia de Sólidos Animal: AFW Marconi Koosje 248 (B 77) Albertus Frederik Wolters | Chácara Tina | Castro Segunda Maior Produção Vitalícia de Sólidos Animal: AFW Marconi Sjoukje 1014 Albertus Frederik Wolters | Chácara Tina | Castro Terceira Maior Produção Vitalícia de Sólidos Animal: Melkland Saira 258 Carlos Augusto Delezuk | Fazenda Melkland | Carambeí

Título de Criador Supremo 2015 | 2016 – ABCBRH Criadores destaques do Paraná Adriaan Frederik Kok Frederik Kok Hans Jan Groenwold Jose Hilton Prata Ribeiro Korstiaan Bronkhorst Lambert Petter Leonel Arlindo Dalfovo Ronald Rabbers e/ou Henrieta Rabbers Siegfried Janzen Ubel Borg e/ou Rogerio Egbert Borg Wietske P.H.H.G. Salomons

Arapoti Arapoti Castro Castro Arapoti Castro Carambeí Castro Palmeira Castro Castro

PREMIAÇÃO DE QUALIDADE DO LEITE No dia 10 de outubro, a DSM Tortuga realizou a etapa Paraná do Programa “Qualidade do Leite Começa Aqui!” em Cascavel. Desde 2012 a empresa, por meio de sua marca, promove o programa por meio de sua marca Tortuga. Durante o evento foram premiados os criadores destaques nas categorias: Qualidade, Qualidade & Quantidade. O gerente do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná da APCBRH, José Augusto Horst, foi convidado a participar do evento, bem como, a ministrar uma palestra sobre Qualidade do Leite.

Categoria Qualidade Holandês

Oscar Ludovico de Bastiane

Categoria Qualidade & Quantidade Holandês

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

Carlos Augusto Delezuk

17


DESTAQUES Qualidade do leite: análise mais ágil no PR Em 2017, o controle de qualidade do leite produzido no Paraná ganhou mais capacidade e agilidade com a aquisição de uma nova máquina eletrônica para análise de leite, adquirido pela Associação Paranaense de Criadores de Bovinos de Raça Holandesa, com apoio da Secretaria da Agricultura e Abastecimento. A nova máquina tem capacidade para fazer 600 análises de leite/hora e identifica o índice de gordura, de proteína, de lactose, de sólidos, de ureia, de caseína, além da contagem de células somáticas. O laboratório da Associação atende produtores de leite de todo o Paraná, independente da raça do animal. São realizadas mensalmente, mais de 200 mil análises, sendo 60 mil de análise de leite individual e o restante de amostra de tanque. São feitas também as análises do leite do Programa Leite das Crianças, do Governo do Paraná.

Troféu Agroleite “Associação de Produtor”

O lar da Raça Holandesa na Cidade do Leite

Na noite do dia 06 de agosto, a APCBRH recebeu pela quinta vez

Durante o jantar de premiação do Troféu Agroleite 2017,

o Troféu Agroleite, como destaque na categoria “Associação de

o presidente da Cooperativa Castrolanda Sr. Frans Borg,

Produtor”. Para a Associação receber o Troféu Agroleite mais uma

anunciou para 2018 a construção da casa da Associação de

vez é resultado da dedicação e empenho de todos. Agradecemos a

Criadores da Raça Holandesa, na Cidade do Leite/Parque de

diretoria, conselho técnico, corpo técnico e nossos parceiros, pela

Exposições Dario Macedo (Castro/PR).

confiança e parceria que nos possibilita sempre crescer e avançar em busca de novas conquistas, e também aos nossos colaboradores, que com seu empenho possibilitaram essa conquista. 18

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Projeto Sebraetec-Leite das Crianças Em 18 de dezembro foi realizado o encontro com participantes do projeto Sebraetec-Leite das Crianças com representantes de seis laticínios que trabalharam com 71 produtores. O encontro reuniu as três empresas prestadoras de serviços e os responsáveis técnicos dos laticínios, participantes do projeto, com o objetivo de apresentar as empresas para os responsáveis técnicos, e também prestar orientações e esclarecimentos de dúvidas.

Adrimar Rietje Braxton 530 TE a vaca que veio para mudar a história das classificações da Raça Holandesa no Brasil!

HOME+LEITE lançado em encontro de pecuaristas da Castrolanda No encontro que aconteceu no Memorial da Imigração Holandesa, o superintendente da APCBRH, Altair Antonio Valloto, fez o lançamento do software HOME+LEITE: sistema operacional para desktop que veio para facilitar o trabalho daqueles produtores que não têm acesso à internet. O software é um programa para Manejo de Rebanhos Leiteiros, no qual o produtor registra e acompanha informações pertinentes à sua propriedade, facilitando o gerenciamento.

Workshop “Melhoramento, Seleção e Genoma” Nos dias 4 e 5 de maio, a APCBRH por meio do Workshop “Melhoramento, Seleção e Genoma” apresentou como são realizadas as diferenças entre Avaliação Genética Clássica (AGC) e Genômica (AG) dos machos e fêmeas (Modelo Animal-BLUP), como se dá o progresso genético dos rebanhos. Foram apresentados os novos Relatórios e Gráficos Genéticos, disponibilizados pela Associação Paranaense e como utilizá-los para obter maior rentabilidade e produtividade dos rebanhos leiteiros. Palestrantes: Altair Valloto; Médico Veterinário, Especialista em Bovinocultura de Leite e Mestre em Zootecnia na área de Melhoramento Animal e o Professor Victor B . Pedrosa (UEPG); Zootecnista, Mestre e Doutor em Melhoramento Animal.

Workshop “Sanidade de Rebanhos Leiteiros e Dia de Campo” O evento foi realizado nos dias 20 e 21 de julho, na sede da APCBRH (Curitiba), em parceria com a Idexx. Para o Workshop, a IDEXX trouxe o palestrante internacional, Dr. Jim Rhoades (University of Missouri-Columbia College of Veterinary Medicine). No segundo dia do evento os participantes puderam participar de Dia de Campo, com visita a fazenda dos produtores Ronald Rabbers (Fazenda Rhoelandt) e Armando Rabbers (Fazenda Arm Genética). Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

19


EVENTOS TÉCNICOS Confira alguns eventos técnicos com a participação da APCBRH

Dia de Campo Instituto Emater (Santa Fé)

ABR

Melhoria da qualidade do leite e uma pecuária mais eficiente e Teste de Prenhez pelo leite (SCL/APCBRH).

Dia de Campo Instituto Emater (Cidade Gaúcha)

ABR

Melhoramento Genético – Importância e Seleção de Animais (SRG/APCBRH

GoioFarm Feira Veterinária

ABR

Reunião com fornecedores e produtores da Coamo (Goioxim) Análise individual para saúde e qualidade do leite - A importância do Controle de Qualidade (SCL/APCBRH).

APCBRH e Laticínios Carolina

JUL

21ª Fescafé (Ribeirão Claro) Ferramentas para gerenciamento da propriedade Aumento da eficiência reprodutiva (SCL/APCBRH).

20

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Dia de Campo Instituto Emater, APCBRH, Cooper São José, Clac e Prefeitura de São José dos Pinhais

AGO

Produção de Leite com Qualidade (SCL/APCBRH).

Laticínio Kollac e Montec Consultoria

SET

Reunião com produtores da região de Ivaiporã Utilização do serviço de Gestão de Qualidade do Leite (SCL/APCBRH) .

Cooper Itaipu (Pinhalzinho)

NOV

Melhoria da qualidade do leite e uma pecuária mais eficiente (SCL/APCBRH).

Palestra SCL/APCBRH (Dois Vizinhos)

NOV

A importância do Controle Leiteiro para futuros zootecnistas (SCL/APCBRH).

Treinamento novos controladores (Curitiba)

DEZ

Capacitação técnica e prática para Execução do trabalho de campo do Serviço de Controle Leiteiro Oficial (SCL/APCBRH).

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

21


FÓRUNS, SIMPÓSIOS, CONGRESSOS E CIRCUITO

7° Simpósio Internacional Leite Integral Agroleite - Fórum da Pecuária Leiteira Realizado de 28 a 30 de março, em Curitiba, o evento teve início com o

A APCBRH também fez parte deste show, recebendo amigos,

curso pré-simpósio sobre o tema “Medicina da Produção”, com foco

criadores e parceiros em seu estande. Entre os dias de

na identificação e prevenção dos fatores de risco. O simpósio abordou

programação, a APCBRH participou de diversos eventos.

temas voltados à biosseguridade da atividade leiteira. A abertura

Dentre estes, o Fórum da Pecuária Leiteira, ocasião em que

contou com a presença de diversas autoridades, dentre estas, o

foi apresentada pelo profº Victor Breno Pedrosa (UEPG), a

presidente da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da

quarta edição do Sumário Genético das Vacas ToPS 100/PR e foi

Raça Holandesa (APCBRH), Hans Jan Groenwold e do presidente do

realizada a premiação aos criadores destaques das vacas ToPS

Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite (CBQL). Quem circulou

100/PR de: Índice de Seleção Genética (ISG-PR); Produção de

durante os dois dias de evento também pôde conhecer um pouco

Leite (PTA Leite); Produção de Gordura (PTA Gordura); Produção

mais sobre a APCBRH no estande montado para a ocasião.

de Proteína (PTA Proteína) e Pontuação Final (PTA Tipo).

VII Congresso Brasileiro de Qualidade do Leite

1º Circuito Nacional da Raça Holandesa 2017

O Congresso foi realizado no Centro de Eventos do Sistema Fiep, nos

Guaratinguetá (SP) recebeu entre os dias 25 e 28 de outubro, a última

dias 28 e 29 de setembro, em Curitiba. O evento reuniu 11 palestrantes,

etapa do 1º Circuito Nacional da Raça Holandesa 2017 durante a exposição

cinco moderadores, seis produtores de leite especialmente convidados, que compartilharam informações, atualidades e conhecimentos sobre como produzir leite de qualidade para uma plateia de 400 participantes. Cerca de 130 trabalhos oriundos de autores pertencentes a diversos grupos de pesquisa na área de

LeiteShow, sendo realizado o julgamento do Holandês Vermelho e Branco (HVB) e do Holandês Preto e Branco (HPB). No dia 28 de outubro, na Casa de Eventos Soberana foi realizado um jantar de com entrega de premiações “Encontro das Campeãs”. Foram cinco etapas do Circuito

qualidade de leite no Brasil fizeram parte dos painéis expostos aos

Nacional realizadas, sendo julgados 683 animais, de 125 expositores, com

congressistas. “Produzir leite de qualidade é um caminho sem volta.

a participação de um grupo seleto de juízes da raça Holandesa (nacional

É a única certeza que o nosso negócio tem futuro”, garantiu o médico

e internacional) para a condução dos trabalhos. Além de julgarem as

veterinário, presidente do CBQL, Rodrigo de Almeida. 22

etapas, escolheram os melhores entre os melhores. Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


VISITANTES Durante o ano, a equipe da APCBRH deu continuidade, dentro das limitações do calendário, à política de receber visitas técnicas, consolidando a sua posição como ponto de referência em Curitiba para produtores rurais e associados da Associação, empresas de diversos segmentos, profissionais da área e demais interessados no setor da cadeia do leite. O objetivo é mostrar aos convidados, os serviços prestados pela Associação em qualidade do leite, registro de animais, análise da conformação, dentre outros temas. Além de conhecer as instalações do Laboratório Centralizado de Análise de Leite do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná.

Confira algumas visitas que a APCBRH recebeu:

Comitiva de produtores do Peru

Em outubro, a APCBRH recebeu comitiva de 30 produtores do Distrito peruano de Yarabamba, da Província de Arequipa, acompanhados do médico veterinário, Renzo Manchego Zevallos. O grupo foi recepcionado pelo superintendente da APCBRH, Altair Antonio Valloto, que mostrou aos visitantes o trabalho desenvolvido pela Associação, além de despertá-los para questões importantes na criação de gado holandês.

Grupo 3ª Geração

Reunidos no dia 26 de outubro, na sede da APCBRH, acompanhados do técnico nutricionista da Castrolanda, Huibert Janssen (idealizador do projeto) e pelo gerente de Negócios de Leite, Eduardo Marqueze Ribas. O grupo 3ª Geração é formado por filhos de criadores de negócios modelo na pecuária leiteira paranaense. O projeto além de contribuir com o cooperativismo, desperta nos jovens o interesse em manter a cultura e o trabalho originário de muitas gerações de sucesso. O grupo foi recepcionado pelo superintendente Altair Valloto e pelos senhores José Augusto Horst (PARLPR) e Avelino Correa (SCL).

Pesquisador Embrapa Gado de Leite

Dr. Paulo do Carmo Martins, pesquisador da Embrapa Gado de Leite, convidado para ministrar palestra no VII Congresso Brasileiro de Qualidade do Leite (Setembro), em Curitiba, aproveitou a oportunidade para conhecer as instalações da APCBRH, onde foi recebido pelo diretor-presidente Hans Jan Groenwold, pelo superintendente Altair Antonio Valloto e pelo gerente do PARLPR José Augusto Horst.

Grupo de criadores e técnicos da Argentina

Líder Alimentos

Colaboradores da Líder Alimentos visitaram a sede da APCBRH, onde assistiram a apresentação do gerente do PARLPR, José Augusto Horst, sobre a Associação e o Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná e conheceram o Laboratório Centralizado de Análise de Leite.

Em agosto, técnicos e criadores que fazem parte da Associação Argentina de Consórcios Regionais de Experimentação Agrícola CREA Argentina visitaram a APCBRH, acompanhados do Dr. Eduardo Marqueze Ribas e foram recebidos pelo superintendente Altair Valotto que falou sobre a Associação e os serviços oferecidos ao criador. Na ocasião, também conheceram o Laboratório de Análise de Leite e o Laboratório de Diagnósticos.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

23


Instituições de Ensino Superior Em 2017, diversos grupos acadêmicos de Medicina Veterinária, Zootecnia, Química e outros cursos voltados para a pecuária leiteira, puderam conhecer as instalações da APCBRH e do Laboratório de Análise de Leite. Durante as visitas, os alunos têm a oportunidade de conhecer sobre os produtos e serviços oferecidos pela Entidade aos produtores de leite e às indústrias de laticínios, como registro de animais, análise da conformação (tipo), avaliação genética clássica e genômica, gestão de controle de qualidade, controle leiteiro oficial, gestão zootécnica, bem como, programas de informáticas WER+LEITE e HOME+LEITE. Instituições: UFPR (Curitiba), UEL (Londrina), UNICENTRO (Guarapuava), UTFPR (Curitiba), UEPG (Ponta Grossa).

Agronegócio da Gazeta do Povo Integrantes do Núcleo Agronegócio da Gazeta do Povo, Antenor Neto, Giovani Ferreira e Marcos Tosi, estiveram na sede da APCBRH em 19 de setembro. Além de conhecerem as dependências da sede, também discutiram possibilidades de futuros projetos de divulgação, voltados para a pecuária leiteira em conjunto com a Associação Paranaense.

EXPOSIÇÕES DA RAÇA HOLANDESA 2017 Destacamos a realização de 10 exposições homologadas, com a

evolução genética de seus rebanhos. A equipe técnica da APCBRH atuou

participação de 167 expositores, somando 898 animais nas pistas

nas exposições, auxiliando e apoiando nos trabalhos de julgamento do

de julgamento, prestigiando o trabalho dos criadores e mostrando a

Holandês Preto e Branco (HPB), e Vermelho e Branco (HVB).

24

Período Exposição

Exposição

Cidade

Nº Animais julg.

Nº Criadores/Exp.

15 a 18/3

Expojovem Castrolanda

Castro

84

12

27 a 29/4

Expofrísia 2017 HPB

Carambeí

144

22

27 a 29/4

Expofrísia 2017 HVB

Carambeí

64

21

04 a 14/5

Expoingá

Maringá

54

6

28/06 a 02/07

Via Tecnológica do Leite

Francisco Beltrão

52

8

21 a 25/07

Expo Rondon 2017

Marechal C. Rondon

56

10

25 a 29/07

Expoleite Arapoti HPB

Arapoti

147

26

25 a 29/07

Expoleite Arapoti HVB

Arapoti

76

17

15 a 18/08

Agroleite 2017 HPB

Castro

167

27

15 a 18/08

Agroleite 2017 HVB

Castro

54

18

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


PUBLICAÇÕES DA APCBRH

Relatório Anual 2016 O relatório apresentou os principais acontecimentos e ações desenvolvidas pela APCBRH em 2016, com destaque para desempenho dos departamentos de Serviço de Registro Genealógico e Classificação para Tipo, Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná (PARLPR) e áreas de atividades administrativas e técnicas.

Revista Criadores Destaques da Raça Holandesa 2016

Nossa força vem do Leite

A revista é um dos veículos para destacar e divulgar os criadores que obtiveram em 2016 resultados superiores em produção, qualidade, genética e saúde com seus animais e rebanhos. • Registro Genealógico • Classificação para Tipo • Controle Leiteiro Criadores destaques da

• PARLPR

Raça Holandesa

2016

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa R. Prof. Francisco Dranka, 608 | Bairro: Orleans | Curitiba–PR | CEP 81200-404 | Tel.: (41) 2105 1733 e-mail: secretaria@apcbrh.com.br | Visite o site: www.apcbrh.com.br

DOBRA

INFORMATIVO

Nossa força vem do Leite PREMIAÇÃO CRIADORES DESTAQUES 2016 QUALIDADE DO LEITE: ANÁLISE MAIS ÁGIL NO PR REVISTA EXPOSIÇÕES TOP SHOW DO PARANÁ 2017 LANÇA A SUA PRIMEIRA EDIÇÃO VACAS DO PARANÁ QUE VIERAM PARA MUDAR A HISTÓRIA DA RAÇA HOLANDESA NO BRASIL!

Boletim Informativo - Edição Especial Dez/2017 O Boletim Informativo é distribuído para os associados, autoridades, não sócios, indústrias, empresas e para outros estados. Apoio: Parceiros Ouro APCBRH | Tiragem: 2 mil exemplares.

5 1733

DOBRA

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

25


Sumário Genético das Vacas ToPS100-PR e Índice de Seleção Genética-ISG/PR 2017

Nossa força vem do Leite

Na quarta edição do Sumário Genético das Vacas ToPS 100/PR, os produtores que

Vacas Geneticamente Superiores

fazem o registro genealógico, controle leiteiro oficial e classificação para tipo, têm a oportunidade de saber quais são os seus animais GENETICAMENTE SUPERIORES,

Sumário Genético das Vacas

bem como, os inferiores, em Produção de Leite, Gordura, Proteína e Conformação

ToPS 100/PR - 2017

Índice de Seleção Genética - ISG/PR

Conformação (tipo)

38%

Vacas geneticamente superiores

ISG/PR

Produção

50%

Saúde & Fertilidade

12%

Registro Genealógico

Controle Leiteiro

Classificação para Tipo

ToPS 100

(Tipo), individualmente. Na segunda edição do Índice de Seleção Genética (ISG) de vacas da raça Holandesa do Estado do Paraná, permite a identificação, ranqueamento e comparação dos rebanhos, apontando os animais mais equilibrados, refletindo assim, em uma vaca mais lucrativa e útil. Os produtores poderão consultar seus animais através da internet no programa WEB+LEITE.

desa | Tel.: (41) 2105 1733 m.br

N O V E M B R O / D E Z E M B R O

N O V E M B R O / D E Z E M B R O

TOP Show do Paraná 2017 A Revista TOP Show do Paraná 2017 veio expressar um ano de realizações, grandes PARCEIROS OU RO AP CBRH PA RC E IROS campeonatos, vitórias e conquistas, momentos especiais para a Raça Holandesa.

OU RO A P C B RH

Eternizamos aqui os animais de sucesso criados por produtores que junto conosco acreditam na pecuária leiteira paranaense, por trás do Show existe um dia a dia de muito trabalho e dedicação o qual nos orgulhamos de fazer parte. As premiações são apenas uma parte do todo que envolve a Raça Holandesa.

PA RC E RIA Q U E DÁ LE ITE !

PARCERIA QU E DÁ L EITE!

RAÇA HOLANDESA

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa R. Prof. Francisco Dranka, 608 | Bairro: Orleans | Curitiba–PR | CEP 81200-404 | Tel.: (41) 2105 1733 e-mail: secretaria@apcbrh.com.br | Visite o site: www.apcbrh.com.br

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa R. Prof. Francisco Dranka, 608 | Bairro: Orleans | Curitiba–PR | CEP 81200-404 | Tel.: (41) 2105 1733 e-mail: secretaria@apcbrh.com.br | Visite o site: www.apcbrh.com.br

EFICIÊNCIA E BELEZA NAS PISTAS DE JULGAMENTO

RAÇA HOLANDESA EFICIÊNCIA E BELEZA NAS PISTAS DE JULGAMENTO

Web Site O site da APCBRH obteve uma média mensal de 21 mil acessos. Acesse www.apcbrh.com.br e acompanhe as notícias, exposições, eventos, classificados, artigos, Registro, PARLPR etc. Acesso on-line WEB+LEITE: programa de gerenciamento de suas tarefas diárias.

Novos meios de comunicação com associados, criadores e técnicos

Redes sociais Facebook: www.facebook.com/apcbrh.holandes | 6.569 amigos

MILKomunica EXPOSIÇÕES;

Twitter: twitter.com/apcbrh | 367 seguidores

Whatsapp em EXPOSIÇÕES; Impressão de fotos das Campeãs de exposições para criadores e expositores. 26

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


SERVIÇO DE REGISTRO GENEALÓGICO-SRG Desconhecida (PCOD) 9,26%, e com uma pequena participação de 2,67% de animais mestiços. A cada ano o SRG vem acrescentando um número maior de animais no “Herd-Book” da Raça, o que possibilitou a criação de um banco de dados, que atualmente conta com 749.824 animais cadastrados. Essa marca só foi alcançada graças ao esforço e dedicação dos criadores que cada vez mais estão atentos ao processo de melhoramento animal, e aos desafios que exigem uma propriedade leiteira. Diante do Registro dos animais, do serviço de Classificação para Tipo e do Controle Leiteiro, foi possível elaborar e disponibilizar mais uma edição No ano de 2017 o Serviço de Registro Genealógico (SRG),

do Sumário Genético das Vacas ToPS (Tipo, Produção e Saúde),

registrou e incluiu 23.518 animais no “Herd-Book” da Raça

permitindo aos criadores selecionar suas vacas através do

Holandesa. Neste ano, o Departamento de Registro obteve um

mérito genético animal.

acréscimo de 11,5% em relação ao ano anterior, permanecendo

Em síntese, o ano de 2017 foi importante para os criadores

na liderança nacional quanto a participação das filiadas na

de gado registrado, que conseguiram superar os altos custos

inscrição de animais, com 46,66% do total nacional inscrito.

de produção, buscando a produtividade de seus animais e a

Dos animais registrados pelo SRG, o Puro de Origem

qualidade no leite produzido. O saldo positivo do Registro

representou 59,44%, o Puro por Cruzamento de Origem

Genealógico é resultado da dedicação de nossos criadores,

Conhecida (PCOC) 28,64% e o Puro por Cruzamento de Origem

conselho técnico e diretoria.

PARTICIPAÇÃO DAS FILIADAS NA INSCRIÇÃO DE ANIMAIS NO HERD-BOOK - 2017 Estado

2017

% Filiada

Paraná

23518

46,66%

Minas Gerais

10221

20,28%

Rio Grande do Sul

7453

14,79%

São Paulo

4915

9,75%

Santa Catarina

1738

3,45%

Goiás

1526

3,03%

Pernambuco

338

0,67%

Mato Grosso do Sul

258

0,51%

Rio de Janeiro

150

0,30%

Espírito Santo

119

0,24%

Sergipe

89

0,18%

Rio Grande do Norte

62

0,12%

Bahia

11

0,02%

Ceará

8

0,02%

BRASIL

50406

Fonte: Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa-ABCBRH

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

27


Animais registrados no Brasil e Paraná Animais registrados no Brasil e Paraná Animais Animais Animais Animais Animais Animais Animais registrados Animais registrados registrados registrados registrados registrados registrados registrados nono Brasil no Brasil no no no Brasil Brasil Brasil no Brasil e Brasil Paraná eBrasil Paraná eeParaná Paraná e eParaná Paraná Paraná e Paraná 2015 a 2017 2015 ano 2017

RELATÓRIO ANUAL RELATÓRIO – SRG ANUAL 2017 – SRG 2017

60,000 60,000 55,193 55,193 60,000 55,193 60,000 60,000 60,000 60,000 60,000 60,000 60,000 60,000 55,193 55,193 55,193 55,193 55,193 55,193 55,193 55,193 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000 50,000

2015 a 2015 2015 2015 2015 a2015 2015 2017 a 2015 2017 a 2015 a aa2017 2017 a2017 2017 2017 2017 a 2017

50,406 50,406 50,406 50,406 50,406 50,406 50,406 50,406 50,406 50,406 50,406

48,973 48,973 48,973 48,973 48,973 48,973 48,973 48,973 48,973 48,973 48,973

Animais registrados no e eParaná Animais Animais registrados registrados no noBrasil Brasil Brasil Paraná e Paraná

40,000 40,000 40,000 60,000 60,000 60.000 40,000 40,000 40,000 40,000 40,000 40,000 40,000 40,000 55.193 55,193 55,193 30,000 30,000 30,000 50,000 50,000 50.000 30,000 30,000 30,000 30,000 30,000 30,000 30,000 30,000

22,563 22,563 22,563 22,563 22,563 22,563 22,563 22,563 22,563 22,563 22,563

20,000 20,000 20,000 40,000 40,000 40.000 20,000 20,000 20,000 20,000 20,000 20,000 20,000 20,000 10,000 10,000 10,000 30,000 30,000 30.000 10,000 10,000 10,000 10,000 10,000 10,000 10,000 10,000 0 0 20,000 20.000 00 0 0 20,000 0 0 00 0 10,000 10.000

10,000

00

0

2015 2015 a a a 2017 2017 2017 2015

50,40650,406 50.406 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518 23,518

48.473 48,973 48,973

21,091 21,091 21,091 21,091 21,091 21,091 21,091 21,091 21,091 21,091 21,091

23,518 23,518 23.518

22,563 22.56322,563

21.091 21,091 21,091 2015 2016 2015 2016 2015 2016 2015 2015 2015 2015 2015 2015 2015 2015 2016 2016 2016 2016 2016 2016 2016 2016 BRASIL PARANÁ BRASIL PARANÁ BRASIL PARANÁ BRASIL BRASIL BRASIL BRASIL BRASIL BRASIL BRASIL PARANÁ PARANÁ BRASIL PARANÁ PARANÁ PARANÁ PARANÁ PARANÁ PARANÁ 2015 2015 2015

2017 2017 2017 2017 2017 2017 2017 2017 2017 2017 2017

2016 2016 2016 BRASIL BRASIL

2017

2017 2017

PARANÁ PARANÁ

12.475 12.153

6.772 2.804

13.978

6.145 6.736

2.189 2.177

RELATÓRIO RELATÓRIO ANUAL –RELATÓRIO SRG RELATÓRIO 2017 –RELATÓRIO SRG RELATÓRIO ANUAL 2017 RELATÓRIO ANUAL –ANUAL SRG RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017 –RELATÓRIO ANUAL SRG – 2017 SRG 2017 ANUAL –2017 SRG RELATÓRIO ANUAL 2017 – SRG–2017 SRG ANUAL RELATÓRIO 2017– RELATÓRIO SRG 2017 ANUAL ANUAL – SRG–2017 SRG 2017 604 627 512ANUAL RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017

Número Número de animais Número deNúmero animais Número Número registrados de Número de animais registrados de Número animais de animais Número animais de por registrados animais de registrados Número criador por registrados animais de registrados criador animais registrados de por Número registrados por animais Número criador por registrados por criador criador de por criador registrados animais de por criador animais por criador registrados criador por registrados criador porpor criado cri 140 2015 140 140 140 140 a 2015 2017 a140 2017 2015 2015 a2015 2017 2015 acriador 2017 a2015 2017 a 2017 2015 a 2017 2015 a 2017 a 2017 2015 a 201720152015 a 2017 a 2017 Número de animais registrados por 140 2015 a 2017 Número de de animais animais registrados registrados por por criador criador 116 116 Número deNúmero Número animais de registrados animais registrados por criador criador RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017 116 116 116 116 116 116 116 por 116 116 Número de animais registrados por criador Número Número de de de animais animais animais registrados registrados registrados por por criador criador criador 120116 120 120 120 120 120 120 120 120 112Número 112 112 112 112 112 112 112 112 112 112 112por 112 112 112 112 112120 112 112 112 112 112 112 112 140 140120 120 2015 2015 a a 2017 2017 140 140 2015 a 2017 2015 a 2017 Número de animais registrados por criador 140 2015 a 2017 106 106 106 106 106 106 106 106 106 106 106 106 140 140140 2015 2015 2015 2015 a 2017 a a 2017 2017 2017 116 120140 112 112 98 98 98 98 98 98 98 98 98 98 140 2015 a 2017 97 97 97 97 9797 97 97 9897 98 97 97 97 Número por 100 criador 106 116 116registrados 100animais 100116 100 100100 100 100 100 100 100 100 116de RELATÓRIO ANUAL –– SRG – SRG 2017 2017 RELATÓRIO ANUAL RELATÓRIO – SRG 2017 ANUAL SRG 2017 RELATÓRIO ANUAL RELATÓRIO ANUAL – SRG RELATÓRIO –2017 SRG 2017 RELATÓRIO RELATÓRIO RELATÓRIO ANUAL ANUAL ANUAL –ANUAL –SRG SRG – SRG 2017 2017 2017 140 140 140 140140 140 RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017

140 120 100

80 60 40 20 0

120 112 120 116 112 112 98 112 120 112 112 112 112 116 116 116 116 120 2015 86 86 86 8686 86 86 86 86 86 86 112 97 86 120120 112 120 112 a 2017 112 112 112 112112 112 106 106 106 120 106 100 112 81 81 81 81 8181 81 81 81 81 81 81 116 106 106 106 106 106 112 112 106 76 76 76 76 76 76 76 76 76 76 76 98 98 98 98 97 97 86 97 97 97 80 80 80 80 80 80 98 80 80 80 80 80 71 71 71 71 7171 71 71 71 71 100 80 106 100 100 116 100 98 98 98 98 81 979797 97 100 112 112 100 100100 100 76 86 86 98 86 86 9781 80 86 71 81 100 106 8686 86 57 578160 60 57 60 81 57 57 5757 6057 57 86 57 55 57 55 57 55 55 5555 55 55 55 55 60 98 60 60 51 60 60 76 51 81 81 81 81 81 7651 76 51 97 60 51 51 51 51 60 80 80 60 86 51 5176 50 71 50 50 50 5050 50 50 50 50 80 80 76 7171 51 51 7676 764444 7176 80 8157 80 80 80 80 71 44 44 44 44 44 44 44 44 44 44 55 71 71 71 71 42 86 42 42 42 42 42 42 60 76 42 4242 42 51 42 50 80 57 57 40 40 40 40 8157 34 40 40 3433 34 34 40 40 40 33 34 3371 33 34 3355 33 33 3433 34 33 34 33 34 33 3433 34 5555 44 40 55 60 60 4057 5140 57 60 60 76 57 42 57 57 57 51 51 55 51 50 50 60 55 55 55 55 50 50 60 60 60 515151 71 50 5151 34 5760 50 50 50 50 40 44 44 33 44 44 55 42 42 42 42 60 44 51 20 44 44 2050 42 4242 20 34 20 2042 2042 20 20 20 44 44 20 20 34 40 20 34 33 5740 40 40 33 33 33 44 5534 34 42 40 33 34 34 34 34 40 40 40 33 33 33 51 40 5033 20 34 40 33 44 42 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 20 20 0 20 20 34 1 a 10 animais 11 1 a33 a10 15 1a animais 11 10 1 a1animais 10 15 a 10 animais 16 1animais aa11 10 30a 16 1animais 11 15 aa10 a11 30 115 animais a11 a31 10 15 aaanimais 15 16 11 401a 31 a16 a30 15 a10 11 a16 40 30 animais a16 41 a15 11 30 a a30 100 31 16 15 141 aaa31 40 30 a10 11 16 a 100 131 >animais 40 aa 100 31 a15 10 30 16 40 aanimais animais 41 a40 >31 30 100 aa41 100 40 11 animais 16 a31 41 100 aaa41 a15 30 11 40 31 100 >a100 a100 a41 15 >40100 animais a 100 >16 41 100 31 animais > a100 aa30 animais 100 40 16 41 >animais 100 a 30 100 animais > 100 41 31 >aanimais 100 40 31 aanimais 40> 100 41 aanimai 100 41 a 1 20 20 20 20 201 a 10 animais 0 animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais anim 20 120

120

2015 2016 2015 2015 2016 2017 2015 2016 2015 2016 2017 2015 2016 2017 2017 2016 2017 2015 2016 2017 2017 2016 2015 2017 20152017 20162016 20172017 1 a 10 animais 11 a 15 2015 16 a 302016 2015 312015 a2017 40 41 a2016 100 > 100 animais 000 animais animais animais animais 0 1101 00 010 2015 aa11 10 a10 animais animais 16 11 11 a15 15 a 15 16 16 a 30 a 302016 31 31 a 40 a2017 40 41 41 a 100 a 100 >animais 100 > 100 animais animais 1 a 10 animais a animais 15 11 a a 30 31 16 a a 40 30 41 31 a a 100 40 > 100 41 animais a 100 > 100 aa 15 16 31aaa 40 4141 41 a 100 100 > animais 100 a animais 11 a 15 16 31 40 > 100 11 1a a10 110 10 a1 animais 10 animais 1aa10 animais 10 animais 11animais 11 a11 11 15 a11 15 15 a 15 animais 16 a 16 16 30 16a aaaa30 30 30 30 animais 31animais a31 31 31 40 aa 40 40 40 aanimais 41 100 a41 41 100 aa a100 100 >>100 100 > 100 animais >animais 100 animais animais 0 animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais 2015 2016 2016 2017 2015 2016 2015 2017 2016 2017 animais animais animais animais 1 a 10 animais 11 a 15 16 a 30 312015 a 40 41 a 100 >2017 100 animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais animais 2015 2016 2017 2015 2015 2015 2015 2016 2016 2016 2017 2017 2017 2017 animais 2015 animais2016 animais animais 1 a 10 animais 11 a 15 16 a 30 31 a 40 201741 a 100 > 100 animais animais 2015 animais2016 animais animais 2017 0

Número Número deNúmero animais de Número Número animais Número de Número registrados de animais Número de registrados animais de Número animais de animais registrados animais Número de 1958-2017 registrados de animais registrados 1958-2017 registrados animais registrados Número de Número animais registrados 1958-2017 1958-2017 registrados 1958-2017 de 1958-2017 de animais registrados 1958-2017 animais 1958-2017 1958-2017 registrados registrados 1958-2017 1951 Número de animais registrados 1958-2017 23.51823.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 Número Número de de animais animais registrados registrados 1958-2017 1958-2017 Número de Número animais de registrados animais registrados 1958-2017 1958-2017 21.091 21.091 21.091 21.091 21.091 21.09121.091 21.091 21.091 21. 23.518 21.091 21.091 Número Número Número Número de de de de animais animais animais animais registrados registrados registrados registrados 1958-2017 1958-2017 1958-2017 1958-2017 Número de animais registrados 1958-2017 23.518 23.518 21.091 22.563 22.563 22.563 22.563 22.563 22.563 22.56322.563 22.563 22.563 22.563 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 23.518 Número de animais registrados 1958-2017 21.091 21.091 21.091 21.091 17.518 17.518 17.518 17.518 17.518 17.518 17.51817.518 17.518 17.518 17.518 17.518 22.563 23.518 17.518

21.091 21.091 21.091 21.091 21.091 22.563 22.563 21.091 22.563 22.563 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 17.518 23.518 13.821 22.563 22.563 22.563 22.563 22.563 17.518 17.518 21.091 17.518 17.518 15.043 15.043 15.043 15.043 15.043 15.043 15.04315.043 15.043 15.043 15.043 15.043 22.563 13.821 15.043 17.518 17.518 17.518 17.518 17.518 13.821 13.821 22.563 13.821 13.821 12.157 12.157 12.157 12.157 12.157 12.157 12.15712.157 12.157 12.157 12.157 12.157 17.518 15.043 12.157 13.821 13.821 13.821 13.821 13.821 15.043 15.043 17.518 15.043 10.886 10.886 10.886 10.886 10.886 10.886 10.88610.886 10.886 10.886 10.886 10.886 13.821 15.043 12.157 10.886 15.043 15.043 15.043 15.043 15.043 12.157 12.157 13.821 12.157 15.043 12.157 9.32510.886 9.325 9.325 9.325 9.325 9.3259.325 9.3259.325 9.325 9.3259.325 9.325 12.157 12.157 12.157 12.157 12.157 10.886 10.886 10.886 10.183 10.183 10.183 10.183 10.183 10.18310.183 10.183 10.183 10.183 10.183 12.15715.043 10.886 9.325 10.183 10.183 10.886 10.886 10.886 10.886 10.886 9.325 9.325 4.108 4.108 4.108 4.108 4.108 4.1084.108 4.1084.108 4.108 4.1084.108 12.157 9.325 10.886 10.183 4.1089.325 9.325 9.325 9.325 9.325 9.325 10.183 10.183 10.886 10.183 10.183 3.0564.108 3.056 3.056 3.056 3.056 3.0563.056 3.0563.056 3.056 3.0563.056 9.325 3.056 10.183 10.183 10.183 10.183 10.183 4.108 4.108 4.108 9.325 1.7584.108 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 10.183 3.056 1.758 4.108 4.108 4.108 4.108 4.108 3.056 3.05645 4.108 10.183 3.056 3.056 45 45 4545 45 45 45 45 45 45 1.758 45 3.056 3.056 3.056 3.056 3.056 1.758 1.758 4.108 1.758 1.758 3.056 0 45 0 5.000 0 0 5.000 0 0 0 10.000 5.000 05.000 10.000 5.000 0 5.000 5.000 010.000 15.000 5.000 10.000 5.000 15.000 10.000 10.000 0 10.000 5.000 015.000 20.000 10.000 15.000 10.000 20.000 15.000 15.000 5.000 15.000 10.000 5.000 20.000 25.000 15.000 20.000 15.000 25.000 20.000 20.000 10.000 20.000 15.000 10.000 25.000 20.000 25.000 20.000 25.000 25.000 15.000 25.000 20.000 15.000 25.00025.000 20 1.758 1.758 1.758 1.758 1.758 45 450 3.056 45 45 1.758 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 45 45 45 45 45 1.758450 0005.000 5.000 5.000 10.000 10.000 15.000 15.000 20.000 20.000 25.000 5.000 10.000 10.000 15.000 15.000 20.000 20.000 25.000 25.000 25.000

28

0 0 00 5.000

45 0 0

5.000

0

5.000 5.000 5.000 5.000 5.000 10.000

10.000

Associação15.000 Paranaense 10.000 15.000 10.000 10.000 10.000 10.000 15.000 15.000 15.000 15.000 20.000

15.000

20.000

de Criadores da25.000 Raça Holandesa 20.000 20.000 20.000 20.000 20.000de Bovinos 25.000 25.000 25.000 25.000 25.000 Relatório Anual 2017

25.000


AVALIAÇÃO DA CONFORMAÇÃO (Classificação para Tipo)

Em 2017 foram classificados um total de 9.939 animais, com um

530 TE”, classificada como EX 96 pontos, a maior pontuação

acréscimo de 23,60% em relação ao ano anterior, destacando-

já obtida na classificação. Resultados extraordinários que

se no cenário nacional com a participação de 49,17% de

mostram a precisão na seleção e melhoria de manejo, o qual

toda classificação do Brasil. O programa “Primíparas Ouro”,

resulta em vacas funcionais e longevas. A Classificação tem

que contempla a gratuidade na classificação de animais de

mostrado aos criadores as suas melhores vacas e novilhas

primeiro parto e filhas de touros das empresas de Sêmen

em conformação que tem suportado maior pressão de

(Parceiro Ouro da APCBRH), resultou num total de 4.216

manejo nos diversos sistemas de produção. Quando olhamos

animais classificados. Das 2.547 vacas classificadas como MB,

o quadro de vacas vitalícias do Paraná, verificamos 112 vacas

destaca-se que, destes animais, 760 são vacas de primeiro

com produção acima de 100.000 Kg/leite, o que demonstra

parto. Também foram classificadas 280 vacas excelentes,

que os criadores estão trabalhando para o melhoramento

com destaque especial ao animal “Adrimar Rietje Braxton

animal, buscando a longevidade.

CLASSIFICAÇÃO PARA TIPO

2016

2017

VARIAÇÃO %

ANIMAIS CLASSIFICADOS

8041

9939

23,6

ATENDIMENTO A PROPRIEDADES

260

284

9,23

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

29


RELACÃO ENTRE LACTAÇÕES ENCERRADAS E CLASSIFICAÇÃO NO 1º PARTO 01/01/2008 A 31/12/2017 MÉDIA 1ª. LACT PRODUÇÃO

60-64

65-69

70-74

75-79

80-84

85-89

305 LEITE

7890,3

7088,2

8308,7

9111,9

9540,5

9982,2

305 GORDURA

269,7

281,5

280,2

302,5

319,5

336,0

305 PROTEÍNA

244,8

227,0

259,2

280,0

292,8

305,7

11

10

212

6674

22028

3482

Total de animais

RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017 RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017

30

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


RELATÓRIO RELATÓRIO RELATÓRIO RELATÓRIO RELATÓRIO ANUAL ANUAL ANUAL ANUAL ANUAL –––SRG –SRG –SRG SRG SRG 2017 2017 2017 2017 2017

2.484

RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017

RELATÓRIO ANUAL – SRG 2017

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017 RELACÃO ENTRE LACTAÇÕES ENCERRADAS E

CLASSIFICAÇÃO NO 1º PARTO 01/01/2008 A 31/12/2017

31


MÉDIAS E SEUS RESPECTIVOS DESVIOS-PADRÃO E ESCORE DESEJÁVEL PARA AS CARACTERÍSTICAS LINEARES DE TIPO PARA VACAS PRIMÍPARAS DA RAÇA HOLANDESA-CLASSIFICADAS DE JULHO DE 2010 A DEZEMBRO DE 2014

Composto

Garupa

Pernas e Pés

Sistema Mamário

Força leiteira

Linear

Média ± Desvio-padrão

Escore desejável

Ângulo de garupa

5,0 ± 1,0

5

Largura de garupa

6,3 ± 1,2

9

Força de lombo

6,1 ± 1,2

9

Ângulo de casco

5,9 ± 1,0

7

Profundidade de talão

5,5 ± 1,4

9

Qualidade óssea

6,8 ± 1,3

9

Posição pernas vista lateral

5,2 ± 1,1

5

Posição pernas vista posterior

5,9 ± 1,5

9

Profundidade de úbere

5,1 ± 1,2

5

Textura de úbere

7,1 ± 1,2

9

Ligamento mediano

6,3 ± 1,4

9

Inserção anterior de úbere

6,1 ± 1,6

9

Colocação tetos anteriores

4,7 ± 1,0

5

Altura de úbere

6,3 ± 1,3

9

Largura de úbere

6,2 ± 1,4

9

Colocação de tetos posteriores

5,9 ± 1,0

5

Comprimento de tetos

5,1 ± 1,0

5

Estatura

6,8 ± 1,2

7

Nivelamento de linha superior

4,9 ± 0,9

7

Largura de peito

5,7 ± 1,1

7

Profundidade corporal

6,3 ± 0,9

7

Angulosidade

6,7 ± 1,2

9

Escore condição corporal

3,0 ± 0,4

-

81,5 ± 2,3

>80

Garupa

81,5 ± 3,0

>80

Pernas e Pés

81,5 ± 2,8

>80

Sistema Mamário

81,5 ± 2,8

>80

Força Leiteira

83,3 ± 2,1

>80

Pontuação final

Compostos

*Escore de condição corporal (ECC), variação de 1 a 5 pontos. **Descrição de escores desejáveis (ideal) para a raça, sugeridos pela ABCBRH (2010); HOLSTEIN CA (2009); VALLOTO & PEDRO RIBAS (2012).

32

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Destaque dos touros na Classificação para Tipo em 2017 No Paraná em 2017 foram classificados 9.939 animais, sendo 6307 animais classificados em 1ª Cria, ou seja, 52,48% classificadas com 82 pontos ou mais na pontuação final (PF). Touros com mínimo de 19 filhas classificadas. Nome do Touro

Nº animais classificados

% C.T. 82 pts. ou mais

Nº de Rebanhos

Prod. filhas 1º parto 305d/kg

1

VAL-BISSON DOORMAN

144

75,0

26

9066,6

2

DE-SU BKM MCCUTCHEN 1174-ET

132

74,2

33

8607,0

3

MR CHASSITY GOLD CHIP-ET

105

74,3

30

9222,9

4

CHARLESDALE SUPERSTITION-ET

100

52,0

26

8870,2

5

JK EDER-I CONTROL

96

70,8

21

9729,8

6

MAPLE-DOWNS-I G W ATWOOD-ET

94

66,0

31

8660,5

7

COYNE-FARMS DORCY-ET

89

62,9

20

8796,4

8

REGANCREST ALTAIOTA-ET

87

55,2

20

9335,2

9

GILLETTE JORDAN

86

54,7

20

8938,1

10

PICSTON SHOTTLE-ET

82

47,6

39

8327,7

11

MOUNTFIELD SSI DCY MOGUL-ET

80

53,8

18

10020,3

12

CRACKHOLM FEVER

65

56,9

21

9601,1

13

SULLY HART MERIDIAN-ET

60

73,3

23

10295,5

14

SULLY ALTAMETEOR-ET

58

51,7

24

10272,9

15

MS ATLEES SHT AFTERSHOCK-ET

55

50,9

21

9093,3

16

COYNE-FARMS JACEY CRI-ET

55

47,3

16

8726,1

17

GENERVATIONS EPIC

54

68,5

18

10093,9

18

MAINSTREAM MANIFOLD

50

48,0

9

10456,2

19

MORSAN MR METAL

49

46,9

14

8352,3

20

LARS-ACRES SHOT TRIGGER-ET

46

50,0

14

8853,7

21

SILDAHL JETT AIR-ET

46

56,5

13

8438,9

22

LARCREST CANCUN-ET

45

48,9

15

9481,8

23

LADYS-MANOR PL SHAMROCK-ET

45

62,2

17

9314,8

24

STANTONS BOOKKEEPER

42

38,1

13

9241,8

25

DE-SU D MAYFIELD 893-ET

41

56,1

8

11229,7

26

BLUE-HORIZON ALTASUPLEX

40

37,5

3

6656,4

27

ROSYLANE-LLC ALTASTEWART-ET

39

61,5

3

10790,5

28

GOLDEN-OAKS ST ALEXANDER-ET

39

59,0

20

8506,6

29

STANTONS EVEREST

39

30,8

6

7913,8

30

BADGER-BLUFF FANNY FREDDIE

38

36,8

8

10246,5

Lista completa em www.apcbrh.com.br

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

Fonte: ABCBRH/APCBRH (2017)

33


Total de animais classificados como Excelentes (EX) e Muito Boa (MB) de 1º parto classificados por criador em 2017 CRIADOR ABRAHAM DUCK E/OU MANFRED DUCK ADOLF HENDRIK VAN ARRAGON

MUNICÍPIO

EX

MB

PALMEIRA

2

1

ARAPOTI

1

4

CRIADOR

MUNICÍPIO

EX

MB

JOHAN WILLEM DYKINGA

CARAMBEÍ

0

4

JOHANNES FRANKE DE JONG

CARAMBEI

2

10

ADRIAAN FREDERIK KOK

ARAPOTI

5

7

JOHANNES WOLTER STRIJKER

CASTRO

0

2

ADRIAAN JACOB BRONKHORST

ARAPOTI

3

6

JOSE HILTON PRATA RIBEIRO

CASTRO

4

6

PONTA GROSSA

8

19

JOSE NELSON STOCKLER

CASTRO

1

2

AGROPECUARIA SALOMONS LTDA - ME

CASTRO

11

16

JULIO CESAR MARTINS GALACHE

CASTRO

1

4

ALBERT CRISTIAAN KOK

ARAPOTI

1

6

KORSTIAAN BRONKHORST

ARAPOTI

4

6

ALBERT JAN KOK

ARAPOTI

2

3

LAMBERT PETTER

CASTRO

3

0

ALBERT JOHAN KUIPERS

CARAMBEI

0

2

LEENDERT JOHAN KOK

ALBERTO EWERT E/OU JULIANE LEDERER EWERT

PALMEIRA

2

4

LEONEL ARLINDO DALFOVO

ADRIANO RENATO KIERS

ALESSANDRO H.DEKKERS E/OU MARISA CAUS DEKKERS

CASTRO

14

12

LUCAS RABBERS

ALTAMIR DE JESUS DE OLIVEIRA BATISTA

CASTRO

0

1

LUIZ GONZAGA FAYZANO NETO

ANNA MARIA NOORDEGRAAF JONGSMA

ARAPOTI

0

1

FAZENDA RIO GRANDE

0

ARMANDO P.CARVALHO FL.E/OU MARIA H.ALBUQUERQUE

CASTRO

ARMANDO RABBERS

ARAPOTI

0

1

CARAMBEI

4

12

CASTRO

8

15

PALMEIRA

3

3

MAARTEN ZEGWAARD

CASTRO

0

5

3

MARCO NOORDEGRAAF

CASTRO

0

2

2

10

MARCOS VINICIUS NAPOLI

CASTRO

3

5

CASTRO

4

8

MARIA HUBERTINA GERARDA HENDERIKX LOURENÇO

LAPA

11

9

PONTA GROSSA

0

4

MARINUS TEUNIS HAGEN FILHO

ARAPOTI

1

1

BERNHARD G.BRONKHORST E NICOLAAS A.BRONKHORST

ARAPOTI

0

1

MARIO DE ARAUJO BARBOSA

CASTRO

0

2

CELSO POLESE E/OU

PALMAS

0

3

MARIUS CORNELIS BRONKHORST

ARAPOTI

3

11

APC FAZENDA EXPERIMENTAL GRALHA AZUL

AUKE DIJKSTRA E/OU BAUKE DIJKSTRA

CLAUDIO H. BRENNER E/OU JOAO G. R. L. BRENNER

IMBITUVA

2

9

MARK E ERIK BOSCH

ARAPOTI

0

2

CORNELIO HAROLDO DIJKSTRA

CARAMBEÍ

0

1

MARVIN EPP

PALMEIRA

0

21 57

DANIEL NUNES GOMES

JAGUARIAÍVA

0

3

MELKSTAD AGROPECUARIA LTDA.

CARAMBEI

18

CARAMBEI

4

3

NICOLAAS ARIAN BRONKHORST

ARAPOTI

2

6

DIESKA ALBERTI AARDOOM

TIBAGI

0

4

PEDRO ELGERSMA

ARAPOTI

6

24

DIRCEU ANTONIO OSMARINI

ARAPOTI

10

23

RAPHAEL CORNELIS HOOGERHEIDE

CARAMBEI

2

5

DOUWE ALBERT SIBMA

ARAPOTI

1

9

RAUL F. GUIMARAES E RICARDO F. GUIMARAES

CARAMBEI

7

7

EDILSON JOÃO DE ABREU E/OU OUTROS

CANDÓI

0

1

REGINE HANA NOORDEGRAAF

CASTRO

1

7

EDUARD JAN PETTER E/OU ALVARO CONRADO PETTER

CASTRO

7

3

REINALDO J. SCHMIDT E/OU CRISTINA O. SCHMIDT

CARAMBEI

1

3

CARAMBEÍ

0

1

RIVADÁRIO TURRIM IMBROZIO

CASTRO

0

1

ARAPOTI

1

4

ROBERT SALOMONS

CASTRO

8

14 17

DIEGO DIJKSTRA E VINICIUS DIJKSTRA

EGBERT JAN VAN WESTERING EMILIO CARNEIRO KLUPPEL ETHEL REGEANE KIRCHOF E/OU ROBERTO KIRCHOF

CASTRO

0

2

ROBERTO ARI DE CASTRO GREIDANUS

CARAMBEI

2

EVANDRO REBONATO

CASTRO

0

1

ROBERTO MEINDERT BORG

CASTRO

0

5

FABIO LUIZ GOMES BAVOSO

CASTRO

1

2

ROBERTO SLEUTJES

CASTRO

1

17 11

FAZ. FRANKANNA AGROPECUARIA LTDA.

CARAMBEI

7

21

ROELOF GROENWOLD

CASTRO

1

FERNANDA KRIEGER BACELAR PEREIRA

JAGUARIAÍVA

0

5

ROELOF PETTER

CASTRO

0

8

FERNANDO SLEUTJES

PIRAI DO SUL

1

3

RONALD RABBERS E/OU HENRIETA A. V. P. RABBERS

CASTRO

7

57 3

FREDERIK KOK

ARAPOTI

17

18

RONALD S. ELGERSMA E/OU NICOLAAS A. ELGERSMA

GILMAR ANTONIO CARNEIRO DE PAULA

CASTRO

2

3

RONEI VOLPI

GIOVANI ESBABO

MISSAL

0

1

RUBENS ARNS NEUMANN

CASTRO

5

22

SÁVIO E.G. DE MELLO E/OU MARIANA R.F. DE MELLO

HARRY KASDORF

HANS JAN GROENWOLD

PALMEIRA

0

2

SERGIO ANTONIO THOMAZ

HEINRICH KRUGER E/OU EGON KRUGER

PALMEIRA

3

1

SERGIO AUGUSTO SPINARDI

HENDRIK DE BOER E/OU REINALDO DE BOER

CASTRO

13

22

SERGIO M.F. SOUZA E/OU SERGIO R.F.H. SOUZA

HENK BOELE KASSIES

CASTRO

2

1

HENRI MARTINUS KOOL E/OU FLÁVIA H.B. KOOL

ARAPOTI

0

HUGO JOSÉ FITTKAU

ARAPOTI

2

PORTO AMAZONAS

4

1

CAMPO LARGO

2

12

MANGUEIRINHA

0

1

SÃO JORGE D'OESTE

0

1

CARAMBEI

4

9

ENÉAS MARQUES

0

1

SIEGFRIED JANZEN

PALMEIRA

5

6

9

SIGMUND SCHARTNER E/OU EUGEN SCHARTNER

PALMEIRA

0

1

CASTRO

0

4

STEFANO ELGERSMA

ARAPOTI

0

4

MANGUEIRINHA

0

2

SUZANA MARA DEKKERS E/OU CLAITON RONIR WENING

CASTRO

1

2

JAN JITZE SALOMONS

CASTRO

3

1

TEODORO KOK

ARAPOTI

1

4

JAN NOORDEGRAAF NETO

ARAPOTI

2

13

UBEL BORG E/OU ROGERIO EGBERT BORG

CASTRO

1

9

JAN UBEL VAN DER VINNE

CARAMBEI

1

9

ULBE STRUIVING

CARAMBEÍ

0

1

JEAN LEANDRO KIERS

CASTRO

3

2

VALTER LAZARIN

RONCADOR

0

1

JEFERSON NAPOLI

CASTRO

1

4

WILKO LAURENS VERBURG

ARAPOTI

2

5

CARAMBEÍ

0

1

WILLEM JOHANNES VAN ARRAGON

ARAPOTI

1

2

NOVA CANTÚ

0

1

WIM KOOPMAN

ARAPOTI

1

6

CASTRO

0

4

TOTAL

141

326

JAIR HAMMEL

JOÃO CORNÉLIO LOS JOÃO LUIZ BORGIO JOHAN CHRISTIAAN KIERS

34

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


PROGRAMA DE ANÁLISE DE REBANHOS LEITEIROS DO PARANÁ - PARLPR Laboratório é integrante da Rede Brasileira de Monitoramento da Qualidade de Leite – RBQL em atendimento a IN62/2011, atendendo o Serviço de Inspeção Federal – SIF, além dos Serviços de Inspeção Estadual e Municipal. Também atende programas institucionais, programas monitoramento da qualidade do leite para indústrias e programas de pagamento do leite por qualidade. A estrutura do PARLPR também conta com o LABORATÓRIO DE O Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná – PARLPR é constituído pelos SERVIÇOS DE CONTROLE LEITEIRO, o qual fornece informações produtivas, reprodutivas e de qualidade de leite dos rebanhos através de relatórios e gráficos, gerando indicadores para gestão da propriedade. GESTÃO

DIAGNÓSTICOS, que realiza análises para BVB, IBR, NEOSPORA, Teste de Prenhez e de Inibidores através das amostras de leite. Todas as informações geradas são disponibilizadas on-line através do sistema WEB+LEITE, em que os produtores, técnicos e responsáveis de indústrias podem acessar através da internet.

DE CONTROLE DA QUALIDADE – GCQ, voltado para atender

O PARLPR, durante o ano de 2017, manteve-se com o propósito

demandas de controle e monitoramento da qualidade do leite

de seguir às Normas e Regulamentos Técnicos do Ministério

individual dos animais da propriedade, com geração de relatórios

da Agricultura nos seus diferentes serviços, além de estar

e gráficos. Programa de Monitoramento da Qualidade do Leite

em observância a Normas Internacionais, visando garantir

com o LABORATÓRIO CENTRALIZADO DE ANÁLISE DE LEITE,

a qualidade dos resultados das amostras que chegaram ao

credenciado pelo Ministério da Agricultura (Portaria n° 348 de

Laboratório objetivando atender indústrias e criadores no menor

22/09/2014) e acreditado pelo INMETRO com a ISO 17025. O

espaço de tempo com acurácia dos resultados.

COMPARATIVO DE DESEMPENHO DO PARLPR PARLPR

2015

2016

2017

490.955

530.395

267.929

361.945

737.655

779.511

731.593

777.438

621.402

752.541

55.560

153.295

206.385

2015

2016

2017

CONTROLE LEITEIRO CONTROLES MENSAIS - ANO

476.376 GESTÃO DE CONTROLE DA QUALIDADE

GESTÃO DE ANIMAIS ANO

218.163 AMOSTRAS DE COMPOSIÇÃO E CCS – TANQUE

AMOSTRAS DE COMPOSIÇÃO E CCS

838.717 AMOSTRAS DE CONTAGEM BACTERIANA – TANQUE

AMOSTRAS

828.322 AMOSTRAS URÉIA

AMOSTRAS ANALISADAS

488.340 AMOSTRAS CASEÍNA

AMOSTRAS ANALISADAS LABORATÓRIO DE DIAGNÓSTICOS AMOSTRAS ANALISADAS

15.362

25.660

26.320

TOTAL DE AMOSTRAS - ANO

2.378.427

2.254.216

2.489.345

TOTAL DE ANÁLISES - ANO

9.067.271

8.966.070

10.089.514

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

35


CONTROLE LEITEIRO O CONTROLE LEITEIRO DE REBANHOS tem sido considerado a mais importante prova zootécnica para bovinos leiteiros, servindo de base para programas de Melhoramento Genético, na avaliação genética, e programas de Gestão de propriedades leiteiras, com uma demanda significativa em países com pecuária leiteira desenvolvida. No Brasil, por delegação do Ministério da Agricultura cabe às Associações Nacionais a promoção desta prova zootécnica. No Paraná, por subdelegação cabe à Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa a execução do Controle Leiteiro Oficial. Durante o ano de 2017, o controle leiteiro da APCBRH teve controlados mensalmente uma média de 44.200 animais, representando um crescimento de 8,03% em relação a 2016, com controle executado em 407 rebanhos. Ver abaixo o quadro de desempenho do controle leiteiro, sendo que o Paraná é o Estado com maior representatividade em rebanhos e animais controlados no Brasil.

PARLPR

2015

2016

2017

39698

40913

44200

474

423

407

MÉDIA KG/LEITE/DIA

26,89

26,95

28,61

% GORDURA

3,53

3,62

3,60

% PROTEÍNA

3,19

3,22

3,24

CÉLULAS SOMÁTICAS (X1000/ML)

431

381

341

476376

490955

530395

CONTROLE LEITEIRO

ANIMAIS CONTROLADOS/MES REBANHOS CONTROLADOS/MES

CONTROLES MENSAIS - ANO

CONTROLE LEITEIRO BRASIL 2017 Filiadas

Clientes

%

Animais

%

Paraná

407

55,5

44.200

64,5

Minas Gerais

81

11,1

7.902

11,5

São Paulo

58

7,9

6.890

10,0

Rio Grande do Sul

73

10,0

2.969

4,3

Santa Catarina

58

7,9

2.903

4,2

Espírito Santo

16

2,2

1.959

2,9

Goiás

31

4,2

1.464

2,1

Pernambuco

9

1,2

272

0,4

Total

36

733

68.559

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017

COMPARATIVO DE ANIMAIS EM CONTROLE LEITEIRO COMPARATIVO DE ANIMAIS EM CONTROLE LEITEIRO

NÚMERO DE REBANHOS CONTROLADOS – PARLPR NÚMERO DE REBANHOS CONTROLADOS – PARLPR

RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

37


RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017 RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017

38

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


LACTAÇÕES ENCERRADAS - 2017 Nº lactações

Kg Leite

Kg Gordura

Kg Proteína

2 ORDENHAS – 305 DIAS HOLANDÊS

22.223

8.541

303

274

JERSEY

2.642

5.691

251

204

PARDO SUÍÇO

227

7.658

277

255

GIROLANDO

189

5.627

196

181

388

351

3 ORDENHAS – 305 DIAS HOLANDÊS

10.333

10.941

Comparativo das lactações encerradas e seus destaques 2015 a 2017 LACTAÇÕES RAÇA HOLANDESA

2015

2016

2017

ENCERRADAS

27.870

28.579

32.556

DESTACADAS - LM

17.792

19.337

26.881

DESTACADAS - LE

4.857

5.348

8.275

VITALÍCIAS

10.707

10.915

12.896

Médias dos indicadores Zootécnicos dos Rebanhos em Controle Leiteiro da Raça Holandesa do Paraná 2017 Descrição Índices

Média Estado

Média dos 20% melhores rebanhos leite em 305 DIAS

NÚMERO DE REBANHOS

295

58

ANIMAIS EM LEITE

138

243

DIAS EM LEITE

199

202

PERSISTÊNCIA %

108

98

ANIMAIS SECOS %

25 - 15%

40 - 14%

LEITE KG. / LACT - 305

8770,61

11085,28

LEITE KG. 4% ID.ADULTA

30,93

39,52

% GORDURA

3,57

3,54

% PROTEÍNA

3,21

3,21

% LACTOSE

4,65

4,68

% SÓLIDOS

12,41

12,41

CCS (x 1000/ml)

285

250

PESO (KG)

611

692

04/02

03/11

IDADE MÉDIA (AA-MM) ANIMAIS ENTRANDO

6

7

ANIMAIS SAINDO

6

11

450

452

I.E.P. TAXA DE CONCEPÇÃO DIAS SECOS

25

40

DIAS ABERTOS

168

170

MÉDIA DIAS GESTAÇÃO

278

277

ANIMAIS - CLASS. TIPO

82

83

52,9

87,3

DIAS EM LEITE

ANIMAIS 1º PARTO LEITE

217

212

PERSISTÊNCIA %

102

101

LEITE KG. / LACT

8183,61

10051,76

LEITE KG. 4% ID.ADULTA

32,47

42,10

% GORDURA

3,61

3,59

% PROTEÍNA

3,24

3,22

% LACTOSE

4,75

4,78

% SÓLIDOS

12,59

12,58

CCS (x 1000/ml)

179

139

PESO (KG)

0,0

0,0

IDADE 1º PARTO

33

31

CLASS. TIPO 1º PARTO

82

82

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

39


CRIADORES DESTAQUES 2017 O Serviço de CONTROLE LEITEIRO da APCBRH tem destacado

TROFÉU VACA VITALÍCIA: é um prêmio anual que destaca a

anualmente os animais da Raça Holandesa com as maiores

primeira, a segunda e a terceira MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA

produções oficiais acumuladas anualmente em leite e sólidos

DE LEITE acumulada do ano.

(gordura + proteína) no Estado do Paraná. Os destaques são para a primeira, segunda e terceira maiores produções acumuladas de cada categoria, conforme decisão do Conselho Deliberativo Técnico da APCBRH.

TROFÉU SÓLIDOS (Gordura + Proteína): é um prêmio anual que destaca a primeira, a segunda e a terceira MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE SÓLIDOS acumulada do ano.

TROFÉU VACA VITALÍCIA 2017 PRIMEIRA MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE LEITE ALBERTUS FREDERIK WOLTERS (Castro) Animal AFW MARCONI SJOUKJE 1014

LEITE (KG)

GORD. (KG)

PROT. (KG)

154.242

5.522

4.855

SEGUNDA MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE LEITE ALBERTO EWERT E/OU JULIANE LEDERER EWERT (Palmeira) Animal HERMERICA ANDORINHA 033

LEITE (KG)

GORD. (KG)

PROT. (KG)

145.006

4.209

4.572

TERCEIRA MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE LEITE RONALD RABBERS E/OU HENRIETA A. V. P. RABBERS (Castro) Animal RHOELANDT 372 LEDA DOC STORMATIC

LEITE (KG)

GORD. (KG)

PROT. (KG)

144.929

4.434

4.358

TROFÉU SÓLIDOS 2017 PRIMEIRA MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE SÓLIDOS ALBERTUS FREDERIK WOLTERS (Castro) Animal

LEITE (KG)

SÓLIDOS (GORD+PROT)

AFW MARCONI SJOUKJE 1014

154.242

10.377

SEGUNDA MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE SÓLIDOS CARLOS AUGUSTO DELEZUK (Carambeí) Animal

LEITE (KG)

SÓLIDOS (GORD+PROT)

MELKLAND 356 JAFFA LUKE

144.594

9.461

TERCEIRA MAIOR PRODUÇÃO VITALÍCIA DE SÓLIDOS CARLOS AUGUSTO DELEZUK Animal

LEITE (KG)

SÓLIDOS (GORD+PROT)

MELKLAND SAIRA 258

119.814

9.408

40

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Nº DE VACAS VITALÍCIAS POR CRIADOR COM MAIS DE 100.000 KG/LEITE 2017 Nome do Proprietário

Município

ANIMAIS COM + 100.000 Kg/LEITE

ALBERTUS FREDERIK WOLTERS

CASTRO

26

HANS JAN GROENWOLD

CASTRO

14

CARAMBEI

8

TEUNIS JAN E JOHN HERMAN GROENWOLD

CASTRO

7

ADRIAAN FREDERIK KOK

ARAPOTI

6

LUCAS RABBERS

CASTRO

5

PALMEIRA

5

HENDRIK DE BOER E/OU REINALDO DE BOER

CASTRO

3

HENK BOELE KASSIES

CASTRO

3

JAN UBEL VAN DER VINNE

CARAMBEI

3

ROBERTO MEINDERT BORG

CASTRO

3

LEO PAULO BARTH

CASTRO

2

REGINE HANA NOORDEGRAAF

CASTRO

2

RONALD RABBERS E/OU HENRIETA A. V. P. RABBERS

CASTRO

2

UBEL BORG E/OU ROGERIO EGBERT BORG

CASTRO

2

PONTA GROSSA

1

PALMEIRA

1

CASTRO

1

CRISTIANO LOS

CARAMBEI

1

DIEGO DIJKSTRA E VINICIUS DIJKSTRA

CARAMBEI

1

DOUWE JANTINUS GROENWOLD

CASTRO

1

FABIO LUIZ GOMES BAVOSO

CASTRO

1

HUGO JOSE FITTKAU

CARAMBEI

1

JACOB LEONARDO VOORSLUYS

CARAMBEI

1

JAN GERRIT BERENDSEN

ARAPOTI

1

JAN NOORDEGRAAF NETO

ARAPOTI

1

JOAO CORNELIO LOS

CARAMBEI

1

JOHAN WILLEM DYKINGA

CARAMBEI

1

MARCO NOORDEGRAAF

CASTRO

1

MARIUS CORNELIS BRONKHORST

ARAPOTI

1

CARAMBEI

1

REINALDO HENRIQUE BORGER

CASTRO

1

ROELOF GROENWOLD

CASTRO

1

WILKO LAURENS VERBURG

ARAPOTI

1

WILLEM JOHANNES VAN ARRAGON

ARAPOTI

1

WILLIAM FERDINAND VAN DER GOOT

ARAPOTI

1

CARLOS AUGUSTO DELEZUK

MARVIN EPP

ADRIANO RENATO KIERS ALBERTO EWERT E/OU JULIANE LEDERER EWERT ARMANDO P. CARVALHO FL. E/OU MARIA H.ALBUQUERQUE

RAPHAEL CORNELIS HOOGERHEIDE

Total: 112 Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

41


MELHORES MÉDIAS DE CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS (CCS) EM 2017 DE REBANHOS DA RAÇA HOLANDESA NO PARANÁ CRIADOR

Nº ANIMAIS

LEITE (KG)

CCS*(x 1.000/ml)

29,11

119

29,32

129

35,97

60

34,32

165

32,44

125

35,84

143

35,82

138

Até 30 animais CARLOS ALBERTO HUBEN | Castro

21 De 31 a 60 animais

GERMANO CARLOS ENGFER | Carambeí

34 De 61 a 120 animais

JOSE NELSON STOCKLER | Castro

88 De 121 a 180 animais

ADRIAAN FREDERIK KOK | Arapoti

159 De 181 a 240 animais

WOUTER E RICHARD VERBURG | Arapoti

239 De 241 a 480 animais

WILKO LAURENS VERBURG | Arapoti

276 Acima de 480 animais

MELKSTAD AGROPECUÁRIA LTDA. | Carambeí

1029

*Os destaques de CCS seguem normas do Conselho Deliberativo Técnico da APCBRH.

GESTÃO DE CONTROLE DE QUALIDADE-GCQ Este serviço tem como finalidade gerar informações de qualidade de leite individual dos animais, em atendimento a demanda gerada por produtores que buscam gerenciar e melhorar a qualidade do leite e da CCS. Ressaltamos que este serviço tem tido um crescimento significativo no número de animais e rebanhos.

42

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Rebanhos em Gestão de Controle de Qualidade 2015dea Controle 2017 Rebanhos em Gestão de Qualidade 2015 a 2017 682 682

700 700 600

505 505

389 389

600 500 500 400 400 300 300 200 200 100

6

7

20 20 16 1

20 2 17 01

0

20 20 15 15

100 0

Animais em Controle de Gestão de Qualidade Animais em Controle Gestão de Qualidade 2015de a 2017 2015 a 2017 30162 30162

35000 35000 30000 30000 25000 25000 20000

22327 22327

18180 18180

20000 15000

7 20 2 1701

6 20 2 1601

10000 5000 5000 0 0

20 20 15 15

15000 10000

OPERAÇÕES DE CAMPO No PARLPR o setor de Operações de Campo tem desenvolvido

e Controle para Gestão de Qualidade – GCQ. Assim, o

um trabalho importante para a realização do Controle

trabalho tem como objetivo uma avaliação periódica dos

Leiteiro Oficial, sempre visando assegurar a acurácia

procedimentos de pesagem, coleta de informações e coleta

das informações coletadas bem como a qualidade das

de amostras, buscando soluções que impactem na melhoria

amostras de leite que serão analisadas para identificação

e confiabilidade das informações.

individual da composição do leite e contagem de células somáticas. Destacamos que além do controle leiteiro oficial, o PARLPR tem implantado Controles Zootécnicos

Durante o ano de 2017 foram realizadas supervisões junto aos controladores, com acompanhamento dos procedimentos,

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

43


além de reciclagem periódica de controladores. Com o

durante o ano, treinamentos para coleta e orientações

objetivo de fomentar e orientar a utilização dos relatórios

de envio de amostras para o Laboratório, palestras e

do Controle Leiteiro Oficial, controle zootécnico, gestão

reuniões com os técnicos das indústrias e produtores,

controle de qualidade e utilização da Web + Leite, foram

além de visitas de atendimento.

realizadas reuniões e palestras para produtores e técnicos nas diferentes regiões do Estado. Além destas ações, foram efetuados acompanhamentos de implantação de controle em novos rebanhos. Ressaltamos ainda que, durante as supervisões, tem sido efetuada aferições nos medidores de leite utilizados pelos controladores. Outra atividade em conjunto com o setor de campo é o trabalho junto as indústrias que encaminham amostras de leite para análise no Laboratório, sendo realizados

SUPERVISÕES CONTROLE LEITEIRO

17

MEDIDORES ELETRÔNICOS AFERIDOS

616

MEDIDORES DE CONTROLADORES AFERIDOS

26

REUNIÕES FOMENTO/PALESTRAS

61

TREINAMENTOS

25

MÉDIAS DOS INDICADORES ZOOTÉCNICOS DOS REBANHOS EM CONTROLE LEITEIRO DA RAÇA HOLANDESA DO PARANÁ 2017 Descrição Índices

Média Estado

Média dos 20% melhores rebanhos leite em 305 DIAS

NÚMERO DE REBANHOS

295

58

ANIMAIS EM LEITE

138

243

DIAS EM LEITE

199

202

PERSISTÊNCIA %

108

98

ANIMAIS SECOS %

25 - 15%

40 - 14%

LEITE KG. / LACT - 305

8770,61

11085,28

LEITE KG. 4% ID.ADULTA

30,93

39,52

% GORDURA

3,57

3,54

% PROTEÍNA

3,21

3,21

% LACTOSE

4,65

4,68

% SÓLIDOS

12,41

12,41

285

250

CCS (x 1000/ml) PESO (KG) IDADE MÉDIA (AA-MM) ANIMAIS ENTRANDO ANIMAIS SAINDO I.E.P. 44

611

692

04/02

03/11

6

7

6

11

450

452

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


TAXA DE CONCEPÇÃO DIAS SECOS

25

40

DIAS ABERTOS

168

170

MÉDIA DIAS GESTAÇÃO

278

277

ANIMAIS - CLASS. TIPO

82

83

52,9

87,3

217

212

ANIMAIS 1º PARTO LEITE DIAS EM LEITE PERSISTÊNCIA %

102

101

LEITE KG. / LACT

8183,61

10051,76

LEITE KG. 4% ID.ADULTA

32,47

42,10

% GORDURA

3,61

3,59

% PROTEÍNA

3,24

3,22

% LACTOSE

4,75

4,78

% SÓLIDOS

12,59

12,58

CCS (x 1000/ml)

179

139

PESO (KG)

0,0

0,0

IDADE 1º PARTO

33

31

CLASS. TIPO 1º PARTO

82

82

Obs.: A referência dos indicadores médios é baseada nos 20% dos rebanhos superiores em produção de leite.

LABORATÓRIO CENTRALIZADO DE ANÁLISE DE LEITE O Laboratório Centralizado de Análise de Leite do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná da APCBRH em convênio com a UFPR, credenciado pelo Ministério da Agricultura (Portaria n° 348 de 22/09/2014) e acreditado pelo INMETRO com a ISO 17025 é integrante da Rede Brasileira de Controle da Qualidade de Leite – RBQL, realizando analises de Composição do Leite (% de gordura, proteína, lactose, sólidos, ureia, caseína no leite), Contagem de Células Somáticas – CCS e Contagem Bacteriana Total, produzindo relatórios e gráficos mensais de desempenho e índices de qualidade do leite de tanques e de animais controlados. As informações são disponibilizadas por correio, eletronicamente e através do sistema de acesso online WEB+LEITE.

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

45


Em 2017 o Laboratório recebeu 2.489.345 amostras de leite,

qualidade e monitoramento de tanques (para cada amostra foram

que representaram 10.089.514 analises de leite, sendo 530.395

analisados os seguintes itens:% de gordura, % de proteína, % de

amostras referentes a animais inscritos no controle leiteiro (para

lactose, sólidos totais e contagem de células somáticas), 777.438

cada amostra foram analisados os seguintes itens: % de gordura,

amostras para contagem bacteriana total, 752.541 amostras para

% de proteína, % de lactose, % de sólidos totais e contagem de

ureia e 206.385 amostras para caseína, além de 361.945 amostras

células somáticas), 779.511 amostras de leite para controle de

do programa de Gestão de Controle de Qualidade - GCQ.

PARLPR

2015

2016

2017

838.717

737.655

779.511

428

455

423

828.322

731.593

777.438

175

173

161

AMOSTRAS DE COMPOSIÇÃO E CCS – TANQUE AMOSTRAS DE COMPOSIÇÃO E CCS CCS - MÉDIA GEOMÉTRICA - 3 MESES

AMOSTRAS DE CONTAGEM BACTERIANA – TANQUE AMOSTRAS MÉDIA GEOMÉTRICA - 3 MESES

RELATÓRIO – PARLPR - 2017 Durante o ano de 2017 o Laboratório doANUAL PARLPR da APCBRH trabalhou em novas funcionalidades do sistema WEB+LEITE para controle

de qualidade em atendimento a demanda das indústrias, possibilitando uma maior interação do Laboratório com seus clientes.

DISTRIBUIÇÃO % DE AMOSTRAS ANALISADAS

Gráfico 10 – NÚMERO DE AMOSTRAS ANALISADAS

AMOSTRAS ANALISADAS 2015-2017

900000 800000 700000

0

COMP-CCS

46

2016 CBT

SCL

752.541 361.945

530.395

777.438

779.511

621.402

490,955

731.593

737,655

2015

267.929

100000

218.163

200000

488.340

300000

476.376

400000

828.322

500000

838.717

600000

2017 URÉIA

GCQ

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017 tanque que são encaminhadas ao Laboratório pelas Industrias de Laticinios, em atendimento a legislação e programas de pagamento de qualidade. Nos graficos seguintes apresentamos as médias mensais de amostras de tanque que são encaminhadas ao Laboratório pelas Industrias de Laticinios, MÉDIAS MENSAIS DE % GORDURA DE AMOSTRAS DE TANQUE Nos graficos seguintes apresentamos as médias mensais de dequalidade. amostras de em atendimento a legislação e programas de pagamento

tanque que são encaminhadas ao Laboratório pelas Industrias de Laticinios, em atendimento a legislação e GORDURA programas de pagamento de qualidade. MÉDIAS MENSAIS DE % DE AMOSTRAS DE TANQUE

MÉDIAS MENSAIS DE % PROTEÍNA DE AMOSTRAS DE TANQUE

MÉDIAS MENSAIS DE % PROTEÍNA DE AMOSTRAS DE TANQUE

RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017

MÉDIAS MENSAIS DE SÓLIDOS TOTAIS DE AMOSTRAS DE TANQUE

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

MÉDIAS MENSAIS GEOMÉTRICAS (3 meses) CCS DE AMOSTRAS DE TANQUE

47


MÉDIAS MENSAIS GEOMÉTRICAS (3 meses) CCS DE AMOSTRAS DE TANQUE

RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017

MÉDIAS MENSAIS GEOMÉTRICAS (3 meses) CBT DE AMOSTRAS DE TANQUE

48

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


LABORATÓRIO DE DIAGNÓSTICOS O Laboratório de Diagnósticos realiza analises para BVB, IBR, Neospora e Teste de Prenhez em amostras de leite. Este setor tem procurado atender às demandas dos criadores e das indústrias, na busca de novas análises, como as de RELATÓRIO ANUAL – PARLPR - 2017 neospora iniciadas no último ano.

Além dos diferentes testes deLABORATÓRIO diagnósticos, tem sido DE realizado DIAGNÓSTICOS testes para identificar a presença de inibidores no leite.

O Laboratório de Diagnósticos realiza analises

para BVB, IBR, Neospora e Teste de Prenhez em amostras de leite. Este setor tem procurado atender às demandas dos criadores e das indústrias, na busca de novas análises, como as de neospora iniciadas no último ano. Além dos diferentes testes de diagnósticos, tem sido realizado testes para identificar a presença de inibidores no leite.

LABORATÓRIO DE DIAGNÓSTICOS ANÁLISES BVD – IBR DIAGNÓSTICO PRENHEZ TESTES INIBIDORES Total de Análises

LABORATÓRIO DIAGNÓSTICOS ANÁLISES BVB - IBR DIAGNÓSTICO PRENHEZ TESTES INIBIDORES TOTAL ANÁLISES

2015 7.179

2015 7179 3.672 3672 15.362 15362 26.213 26213

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

2016 3304 14374 25660 43338

2016

2017

3.304

6.729

2017 14.374 6729 13095 25.660 26320 43.338 46144

13.095 26.320 46.144

49


BALANÇO PATRIMONIAL EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 Relatório Comparativo da Análise Econômica Financeira de 2017/2016 01 - Liquidez Corrente Ativo Circulante Passivo Circulante

02 - Liquidez Seca Ativo Circulante – Estoques Passivo Circulante

03 – Liquidez Geral Ativo Circulante + R.L. P Exigível Total

04 – Participação de Terceiros Exigível Total Ativo Total

05 – Garantia de Capital de Terceiros Exigível Total Patrimônio Social 06 – Imobilização do Investimento Total Ativo Não Circulante Ativo Total 07 – Imobilização do Capital Próprio Ativo Não Circulante Patrimônio Social

08 – Rentabilidade do Investimento Total Superávit/Déficit Líquido Ativo Total 09 – Rentabilidade do Capital Próprio Superávit /Déficit Líquido Patrimônio Social

10 – Capital de Giro Próprio (+) Ativo Circulante (+) Realizável em Longo Prazo (-) Passivo Circulante (-) Exigível em Longo Prazo (=) Capital de Giro Próprio 50

2017

2016

13.096.297,75 = 16,54 791.810,28 A empresa tem R$ 16,54 para cada R$ 1,00 de dívida em curto prazo

12.677.665,76 = 15,82 801.458,65 A empresa tem R$ 15,82 para cada R$ 1,00 de dívida em curto prazo

13.095.642,42 = 16,54 791.810,28 A empresa tem R$ 16,54 para cada R$ 1,00 de dívida em curto prazo

12.676.078,20 = 15,82 801.458,65 A empresa tem R$ 15,82 para cada R$ 1,00 de dívida em curto prazo

13.096.297,75 = 16,54 791.810,28 A empresa tem R$ 16,54 para cada R$ 1,00 de dívida total

12.677.665,76 = 15,82 801.458,65 A empresa tem R$ 15,82 para cada R$ 1,00 de dívida total

791.810,28 = 3,12% 25.386.196,95 Capital de terceiros representa 3,12% do investimento total

801.458,65 = 3,39% 23.625.649,10 Capital de terceiros representa 3,39% do investimento total

791.810,28 = 3,47% 22.824.190,45 O capital de terceiros é garantido por 3,47% do Capital Próprio

801.458,65 = 3,91% 20.501.628,26 O capital de terceiros é garantido por 3,91% do Capital Próprio

12.289.899,20 = 48,41% 25.386.196,95 O Ativo Não Circulante representa 48,41% do Capital em giro

10.947.983,34 = 46,34% 23.625.649,10 O Ativo Não Circulante representa 46,34% do Capital em giro

12.289.899,20 = 53,85% 22.824.190,45 O Ativo Não Circulante representa 53,85% do Capital Próprio

10.947.983,34 = 53,4% 20.501.628,26 O Ativo Não Circulante representa 53,4% do Capital Próprio

1.770.196,22 = 6,97% 25.386.196,95 O Superávit é de 6,97% sobre o Capital Próprio

2.322.562,19 = 9,83% 23.625.649,10 O Superávit é de 9,83% sobre o Capital Próprio

1.770.196,22 = 7,76% 22.824.190,45 O Superávit é de 7,76% sobre o Capital Próprio

2.322.562,19 = 11,33% 20.501.628,26 O Superávit é de 11,33% sobre o Capital Próprio

13.096.297,75 0,00 791.810,28 0,00 12.304.487,47

12.677.665,76 0,00 801.458,65 0,00 11.876.207,11 Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017


Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017

51


PARECER DO CONSELHO FISCAL Os abaixo assinados, na qualidade de Membros do Conselho Fiscal da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa, declaram em conformidade com as atribuições estatutárias terem examinado detidamente o “ Balanço Patrimonial”, encerrado em 31 de dezembro de 2017, bem assim a respectiva “DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO” e demais documentos, tendo encontrado tudo em perfeita ordem e escriturado, conforme determinam as normas comumente aceitas nos processos de contabilidade.

Curitiba, 31 de Dezembro de 2017. Bauke Dijkstra Raphael Cornelis Hoogerheide Ronei Volpi Alessandro Henderikx Dekkers

52

Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa Relatório Anual 2017



Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa R. Prof. Francisco Dranka, 608 | Bairro: Orleans | Curitiba–PR | CEP 81200-404 | Tel.: (41) 2105 1733 e-mail: secretaria@apcbrh.com.br | Visite o site: apcbrh.com.br