Issuu on Google+

Escola Básica 2.º/3.º Ciclos Cónego João Jacinto Gonçalves de Andrade

Docentes:

Docentes: Carla Matos Vera Martins Discentes: Sérgio Gonçalves; Élvio Pestana; Magda Sousa e Sandra Silva 7.º D


GAZELA DAMA DO SARA A caça não controlada fez com que a população desta espécie de gazelas diminuísse cerca de 80 por cento nos últimos 10 anos. A degradação do habitat contribuiu de igual forma para que, nos dias de hoje, restem apenas 500 animais em estado selvagem.

2


LINCE IBÉRICO Considerado o felino mais ameaçado do mundo, está classificado como espécie em perigo de extinção pelos Livros Vermelhos de Portugal, Espanha e IUCN. Entre as principais ameaças podem destacar-se a destruição dos habitats e a caça.

3


TIGRE Dos 100 mil tigres existentes, restam actualmente menos de 7 mil exemplares em liberdade. A caça é a principal responsável pela diminuição da espécie, porque tudo serve para fazer comércio, desde os ossos até à sua pele.

4


PANDA GIGANTE Em 2000, já só restavam qualquer coisa como mil animais em liberdade. As alterações climáticas, a ausência de bambu – principal fonte de alimento da espécie – e a caça são os grandes responsáveis pelo desaparecimento da popular panda gigante.

5


RINOCERONTE NEGRO Desde 1970 que o número de rinocerontes negros tem sofrido uma queda considerável. Dos 65 mil animais já só restam cerca de 3 mil em liberdade. Uma queda superior a 96%, devido à caça para retirar os dois chifres, supostamente com propriedades medicinais.

6


HIPOPÓTAMO Estima-se que nos últimos dez anos, a população de hipopótamos tenha sofrido uma redução de 95%. Uma das situações mais graves localiza-se na República Democrática do Congo, onde a caça dos animais para retirar os dentes tem tido efeitos dramáticos.

7


URSO POLAR Graças ao aquecimento global, o urso polar está pela primeira vez incluída na lista das espécies ameaçadas. Com o gelo a derreter, calcula-se que nos próximos 100 anos esta espécie de urso tenha um declínio de 50% a 100% da sua população.

8


DIABO-DO-MAR (MANTA) Graças à indústria pesqueira, este gigante devorador de plâncton corre o risco de desaparecer dos mares. Os baixos índices de reprodução da espécie também contribuem para a diminuição da população.

9


BALEIA AZUL Antes da pesca ao gigante dos mares, na primeira metade do sĂŠculo XX, existiam 206 mil baleias azuis no mundo. Em 1980, o nĂşmero desceu para 6500 e dez anos depois para 3 mil.

10


TUBARÃO BRANCO Temido por muitos, o tubarão branco pertence à lista de espécies em vias de extinção, devido à caça para satisfazer a procura da sopa de barbatana de tubarão, especialmente no continente asiático. Tem uma das mais baixas taxas de procriação entre os peixes.

11


Webgrafia

Http://mapalopi.blogspot.com

12


animais em vias de extinção