Page 1

J E W E L L E R Y M A G D E Z E M B R O   1 6

04 CAMPANHA INTERNACIONAL

MILLA JOVOVICH Portuguese Jewellery Shaped with Love

11 E N T R E V I S TA

GRAÇA FONSECA Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa

15 DESIGN NACIONAL

NEWBORN Os novos talentos da joalharia portuguesa


G O L D

A N D

S I LV E R

Styliano Jewellery “Uma outra forma de olhar a tendência”, esta é a essência da Styliano que imprime contemporaneidade à sua joalharia através da liberdade das formas.


E D I

T O R I A L

Ana Freitas, Presidente da AORP

“ESTE É O MOMENTO DE OURO DA JOALHARIA P O R T U G U E S A .”

À herança da tradição e saber-fazer, o setor soma agora design, inovação e uma vocação exportadora que abre novos caminhos e ambições. A AORP tem mantido um papel ativo no apoio e incentivo ao crescimento e expansão internacional das empresas portuguesas. Com elas, viajamos até Paris, Munique, Cracóvia, Las Vegas e Hong Kong, entre outros destinos. Em todos, ouvimos calorosos elogios às nossas marcas, à nossa técnica, à qualidade dos nossos materiais. Este reconhecimento deu-nos a convicção que o futuro da joalharia portuguesa traça-se nos caminhos da internacionalização. E por isso lançámos a primeira grande campanha de promoção internacional da joalharia portuguesa, protagonizada pela modelo e atriz, Milla Jovovich.

plar várias iniciativas de divulgação da joalharia portuguesa em todo o mundo, com o importante apoio do programa Portugal 2020. Ao mesmo tempo, continuamos a defender os interesses do setor, liderando a discussão em torno da revisão do RJOC, que consideramos urgente e essencial ao desenvolvimento e modernização do setor. É momento de união, de orgulho, de ambição. 2017 será definitivamente um ano de afirmação da joalharia portuguesa no mundo. Convidamos todos os Associados a se juntarem a nós nesta missão. Bom ano a todos!

Este é o maior investimento de sempre em promoção internacional do setor e irá contem-

C ONC E ÇÃO GRÁF I CA

F OTOGR A F I A CA P A

E D I T O RI A L

I M PRE S S ÃO

P ROP RIEDA DE

G ab i n e t e d e Co m u nic a ça o e I mage m AO RP s i l vi a. s i l va ao r p .p t ma f a l d a . mo r ai s a o r p .p t

Fr e de r ic o M a r tin s www.f r e de r ic o -ma r t in s.com

AORP geral aorp.pt

t E CNIFOR MA w w w .t ecn iforma.pt

A ORP w w w . a o r p. pt


02

Katty Xiomara

TENDÊNCIAS

01

02

Cada vez mais atenta às novas tendências, a joalharia portuguesa torna-se ela própria um produto de moda. As marcas portuguesas alinham-se na perfeição com os novos cânones da moda internacional, conjugando com diferentes estilos e inspirações. Aqui ficam algumas sugestões para os looks da época festiva.

D

I

N

N

E

R

01 Escrava Be, Luísa Rosas; 02 Brincos Portuguese Story, Monseo; 03 Anel Paloma, Mimata

03


03 TENDรŠNCIAS

N

E

W

Y

E

A

R

01 Rinoceronte, Alcino Silversmith; 02 Brincos Couture, Eleuterio; 03 Escrava Carlota II, Rare Jewellery; 04 Anel Pyxis, Mater Jewellery Tales

02

03

01 Alves/Gonรงalves

04


04 CAMPANHA INTERNACIONAL

M I L L A J O V O V I C

H

Campanha Internacional

A AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal lançou este ano a primeira campanha de promoção internacional da joalharia portuguesa, protagonizada pela reconhecida modelo e atriz Milla Jovovich. A campanha “Portuguese Jewellery – Shaped With Love” tem como objetivo apoiar e incentivar os projetos de internacionalização das empresas nacionais e posicionar Portugal como país produtor de excelência. Segundo Ana Freitas, Presidente da AORP, “A joalharia portuguesa está a atravessar um momento-chave de afirmação internacional. É atualmente o setor da economia que regis-

ta maior crescimento de exportação: desde 2008, as exportações cresceram 500%. A nossa previsão é que seguindo esta trajetória de crescimento, as exportações atinjam os 150 milhões daqui a cinco anos.” Fátima Santos, Secretária-Geral da AORP, justifica a opção por Milla Jovovich: “o nosso objetivo é que a campanha tenha o maior impacto à escala global. A Milla Jovovich encaixou perfeitamente no perfil que procurávamos e o seu envolvimento com a campanha foi total. A sessão fotográfica foi no Porto e ela ficou encantada com o nosso país e, claro, com as nossas joias.”


05 CAMPANHA INTERNACIONAL

“A JOALHARIA PORTUGUESA ESTÁ A ATRAVESSAR UM MOMENTO-CHAVE DE AFIRMAÇÃO INTERNACIONAL...” Ana Freitas


06 CAMPANHA INTERNACIONAL

P O R

T O J Ó I A

Apresentação Institucional

A campanha “Portuguese Jewellery – Shaped With Love” foi apresentada na Portojóia, principal evento nacional do setor da ourivesaria, que decorreu de 29 de setembro a 2 de outubro, na Exponor. O objetivo foi dar a conhecer ao setor, em primeira mão, os objetivos e abrangência da campanha. No dia inaugural do certame, a AORP

promoveu uma apresentação institucional da campanha, reunindo associados, empresários do setor e entidades parceiras. Ana Freitas, Presidente da AORP e Fátima Santos, Secretária-Geral da AORP, revelaram o contexto da campanha, a eleição por Milla Jovovich e as ações previstas para divulgação da joalharia portuguesa no contexto internacional.


07 CAMPANHA INTERNACIONAL

MUSEU DA ELETRICIDADE Cocktail de Lançamento

Para assinalar o lançamento oficial da campanha internacional, a AORP - Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal promoveu a 27 de outubro um cocktail no Museu da Eletricidade em Lisboa. Neste evento, a AORP deu a conhecer as seis empresas que se associaram à campanha e que refletem a nova fase da joalharia portuguesa: Eleutério, Leitão & Irmão, Luísa Rosas, Mimata, Monseo e Rare Jewellery. O cocktail contou com a presença de convidados institucionais, media e figuras públicas, entre as quais embaixadoras das marcas: Sílvia Alberto,

embaixadora da Eleutério, Bárbara Guimarães, Ana Mesquita, Eduarda Abbonanza e Cristina Santos Silva, também convidadas da marca; Rita Ferro Rodrigues e Helena Coelho, embaixadoras da Rare Jewellery; Sónia Balacó, embaixadora da Monseo; Teresa Lopes Alves, embaixadora da Leitão & Irmão. Outras figuras públicas marcaram presença no evento, tais como: Helena Isabel, Nuno Gama, Luísa Beirão, Júlia Palha, Helena Costa, Carina Caldeira, Igor Marchesi, entre muitos outros convidados de várias áreas.


08 CAMPANHA INTERNACIONAL

Ana Freitas, Presidente da AORP

Sónia Balacó com joias Monseo

Joaquim Leitão e Teresa Lopes Alves com joias Leitão & Irmão

Helena Coelho com joias Rare Jewellery

Bárbara Guimarães com joias Eleuterio

Rita Ferro Rodrigues com joias Rare Jewellery

António Moura, Sílvia Alberto e Ana Mesquita com joias Eleuterio

Sílvia Alberto com joias Eleuterio

Luísa Beirão


09

E L E U T E R I O

CAMPANHA INTERNACIONAL

Fundada em 1925, dedica-se desde sempre à nobre arte da filigrana, trabalhada com mestria e delicadeza pelos seus artesãos. Hoje em dia confere-lhe uma abordagem contemporânea, com novas estéticas, combinações e acabamentos, que tecem em finos fios de ouro o futuro da Eleuterio.

#s ha pe d withl ove

ww w . e l e u t e r i oj ew e l s.c om

L E I T ÃO

&

I R M ÃO

Um saber fazer modelado ao longo de gerações, onde a experiência dos mestres se funde no desafio dos novos horizontes abertos por artistas das mais diversas áreas, onde as artes do fogo se reacendem na mão do design e ganham forma na tecnologia de vanguarda, evidenciando o caráter próprio e único de Leitão e Irmão.

w w w . le it a o-i rma o.c om

Com abrangência global, a campanha destaca também seis marcas nacionais que refletem a nova fase da joalharia portuguesa, aliando a tradição às novas tendências, o trabalho dos artesãos aos novos conceitos de design, o passado ao futuro: Eleuterio, Leitão & Irmão, Luísa Rosas, Mimata, Monseo e Rare Jewellery.

LU Í S A

R O S A S

Para Luísa Rosas, desenhar joias não é apenas uma herança natural, mas uma forma inevitável de encarar o mundo, os seus padrões, movimentos e texturas. Em cada peça sente-se a inspiração nos elementos da natureza. As estruturas modulares e orgânicas articulam-se de uma forma harmoniosa e revelam na subtileza do detalhe a assinatura Luísa Rosas.

w w w . l u i sa r osa s.c om


10 M I M AT A

CAMPANHA INTERNACIONAL

A estética contemporânea nascida de uma base clássica dá forma a joias minimais e sofisticadas. A inspiração oscila entre o instinto racional de construir e desconstruir geometrias e o impulso emocional conduzido pelo desejo e pelo sonho. Um universo de memórias, ícones e símbolos que representam o imaginário da Mimata.

w w w . m i m at a . p t

M O N S E O Mantendo o respeito pela história, pela cultura e pelas técnicas tradicionais, a Monseo procura levar a alta joalharia portuguesa para o mundo. Afirma-se internacionalmente através do design inovador, do uso de técnicas e materiais de alta qualidade e da produção exclusiva de peças únicas ou em séries limitadas. Cada joia é uma pequena obra de arte: transmite um mistério, um profundo sentido de beleza intemporal.

w w w . m o n s eo.c om

R A R E

J E W E L L E R Y

Inspirada pela antiga joalharia portuguesa, recupera as formas clássicas e a elegância das pedras preciosas, tornando cada peça um objeto de desejo. Lapidadas pela mão de talentosos artesãos, as suas joias refletem a luxuosidade dos materiais, a intemporalidade do design e minúcia da técnica, que caracterizam a Rare Jewellery.

ww w . r a r e - j ew e l l e r y .c om


11 ENTREVISTA

GRAÇA FONSECA

Graça Fonseca tem a seu cargo a nova geração de medidas Simplex, com vista à modernização e simplificação administrativa. Atenta às reivindicações do setor da ourivesaria, tem liderado a discussão em torno das medidas impostas pelo RJOC na Assembleia da República e no seio do Governo. Em entrevista, conta-nos um pouco sobre o seu percurso, convicções e visão sobre o presente e futuro do setor.


12 ENTREVISTA

Destacou-se na Câmara de Lisboa pela descentralização de competências e novas formas de organização. No Governo, está a liderar o novo Simplex. Quais as suas metas de governação? Uma economia competitiva exige políticas públicas centradas na eliminação de burocracias desnecessárias, na redução dos custos de contexto, no aumento da previsibilidade das obrigações das empresas perante o Estado. Estes são os objetivos do SIMPLEX+. Estas são as nossas metas. O que considera serem os principais desafios à modernização administrativa? O principal desafio é a consolidação das políticas públicas de modernização administrativa, o que requer persistência e continuidade. Não basta alterar leis, eliminar licenças ou diminuir obrigações de reporte; é necessário um trabalho de médio prazo para que as alterações tenham real impacto económico e social. Que medidas essenciais gostaria de ver implementadas durante o seu mandato? No quadro do nosso programa, há diversas medidas que consideramos particularmente relevantes, porque indutoras de mudanças estruturais. É o caso das notificações eletrónicas. O objetivo desta medida é permitir a fidelização de uma morada única digital para receber as notificações do Estado. Que retrato faz do setor da ourivesaria em Portugal? A ourivesaria portuguesa é um setor económico que tem conseguido combinar dois fatores fundamentais: tradição e inovação. Projeta o que de melhor Portugal tem de artes e ofícios tradicionais, colocando-os no centro de uma estratégia económica virada para o futuro.

“NO GLOBAL, O RJOC SERÁ PROFUNDAMENTE ALTERADO (...) É ELIMINADO O EMOLUMENTO MÍNIMO POR LOTE...”

Tem tido um papel ativo na revisão do atual RJOC, amplamente criticado pelo setor como um regime burocrático e desfasado das reais necessidades das empresas. Algumas alterações já têm sido anunciadas. Qual a sua opinião sobre o tema? Quando este Governo tomou posse, encontrámos um diploma feito à margem dos agentes dos diversos sectores, que, no essencial, se limitou a introduzir novos encargos administrativos e alargar muito o âmbito da ação da contrastaria, incluindo, por exemplo, artefactos de interesse especial. A revisão do RJOC foi uma das primeiras medidas do SIMPLEX+. Estão previstas mais alterações ao documento? Pode adiantar-nos algumas das medidas que estão a ser reapreciadas? Após um ano de trabalho conjunto com as associações do setor, preparámos um novo regime jurídico da ourivesaria e da contrastaria, o qual contém diversas medidas de simplificação. Desde logo, no acesso à atividade, permitindo-se, por um lado, a todos operadores económicos o início da atividade através de mera comunicação prévia no Balcão do Empreendedor e, por outro lado, que na mera comunicação prévia por estabelecimento, sem prazo, sejam logo indicadas as atividades principais e acessórias aí realizadas. É, igualmente, de salientar o alargamento das situações de marcação e ensaio facultativo, como sejam alguns artigos de joalharia de autor, bem como matérias-primas destinadas ao fabrico de objetos. No global, o


13 ENTREVISTA

RJOC será profundamente alterado, não tendo aqui espaço para elencar todas as matérias. Mas há uma alteração que é relevante ainda mencionar. É eliminado o emolumento mínimo por lote, bem como o regime bonificado. Que pontos considera essenciais à modernização de um setor tão tradicional como a ourivesaria? No que diz respeito ao Estado, o melhor contributo para a modernização deste setor é implementar medidas de simplificação legislativa e administrativa, que regulem sem estrangular a atividade. Como vê o papel das Associações e outros operadores económicos do setor e a sua relação com o Estado? O papel das Associações e operadores económicos é fundamental. O trabalho realizado para a revisão do RJOC só foi possível porque conseguimos construir uma plataforma de discussão de problemas e soluções entre todas as Associações e a INCM. Falando mais amplamente de política, como vê a eleição de Donald Trump? Uma das justificações para a sua eleição é um afastamento/descrença dos cidadãos em relação às classes políticas. Qual a sua opinião sobre o assunto? O que considera que deveria ser feito para alterar isso? Urge colocar no centro da atuação política o fenómeno crescente do afastamento e desconfiança das pessoas nas instituições democráticas e seus representantes. O défice de confiança é o principal défice que as democracias ocidentais têm que enfrentar, através de medidas promotoras do envolvimento e participação dos cidadãos. O Orçamento Participativo Portugal que estamos a desenvolver é um contributo para este objetivo.

“O PAPEL DAS ASSOCIAÇÕES E OPERADORES ECONÓMICOS É FUNDAMENTAL.”

R E V I S Ã O D O R J O C as primeiras conquistas

Desde a entrada em vigor do novo Regime Jurídico da Ourivesaria e das Contrastarias (RJOC), a AORP tem desenvolvido vários esforços no sentido de solicitar a revisão urgente do diploma, com o objetivo de defender os interesses das empresas e promover a competitividade e modernização do setor. Após várias iniciativas junto do Governo e da opinião pública, entre as quais a realização da Petição Pública e reuniões com os órgãos competentes, assistimos às primeiras revisões do documento. A 18 de agosto, o Governo decretou a eliminação do caráter obrigatório das regras aplicáveis ao ensaio e à marcação de artefactos de ourivesaria de interesse especial, bem como de artigos com metal precioso usados desde que tenham mais de 50 anos. Mais do que as importantes e positivas implicações diretas desta medida, é importante salientar a expressa intenção do Governo em redefinir as bases do RJOC. Como é explícito no documento, esta medida é realizada “sem prejuízo da revisão do RJOC, a efetuar a breve trecho, em linha com o disposto no Programa Simplex + 2016”.


14 NOTÍCIAS

F E I R A S I N T E R N A C I O N A I S Nos últimos meses, a joalharia portuguesa tem carimbado no seu passaporte importantes destinos de exportação. Com o apoio da AORP Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal, várias marcas nacionais, têm marcado presença em relevantes feiras internacionais.

Cruz Joalheiro, Our Sins e Styliano Jewellery. Quase em simultâneo, decorreram mais duas feiras internacionais de grande relevância. A Vicenzaoro, evento de referência em Itália, foi a aposta da Styliano Jewellery. Na IJL, em Londres, uma feira muito atrativa para a joalharia portuguesa, participou a Eleutério. A joalharia portuguesa voou depois até Madrid para participar no principal evento do setor no mercado espanhol, que reúne duas feiras: Madridjoya e Bisutex. Na Madridjoya, marcaram presença Fernando Rocha Joalheiro, Gofrey, Marques e Gomes, Ouroave by Filgod, Pekan Jewellery, Rare Jewellery, Rui Barroso e Wings of Feeling. Na Bisutex, evento focado nas novas tendências de joalharia contemporânea e bijuteria, participaram a Our Sins e a Woo’s.

JCK, Las Vegas

Em junho, duas comitivas de marcas nacionais partiram, com o acompanhamento da AORP, para a Polónia e Las Vegas, EUA. Na Jubinale, principal evento no mercado polaco, participaram Bruno da Rocha, Eleuterio Jewels, Goris e HAV-VAH. Já na JCK Las Vegas, estiveram representadas seis empresas nacionais: Galeiras, Goris, Inês Rio, Marco Cruz Joalheiro, Famiprata e Styliano Jewellery. Em setembro, a AORP reuniu a maior comitiva de sempre num evento internacional, na Bijorhca Paris. Um total de dezassete empresas, incluindo um espaço de exposição dedicado à plataforma “Portuguese Jewellery Newborn”, criada para promover os novos talentos da joalharia portuguesa. Neste espaço estiveram representadas seis marcas de jovens designers nacionais, que participaram pela primeira vez numa feira internacional: Ana João, Cecília Ribeiro, Lia Gonçalves, Maria do Vale Design, Mater Jewellery Tales e Minha Joia Atelier. Paralelamente estiveram representadas mais onze empresas portuguesas: Astorga, BMB Jewels, Bruno da Rocha, Coquine, Famiprata, Galeiras, Iglezia, Inês Telles, Marco

Seguiu-se um dos mercados de maior potencial para as joias portuguesas, o mercado asiático. Depois de algumas participações de sucesso na Hong Kong Jewellery & Gem Fair, esta edição foi marcada pela estreia do Pavilhão de Portugal, onde estiveram representadas cinco empresas nacionais: Famiprata, Galeiras, Marco Cruz Joalheiro, Monseo e Styliano Jewellery. O calendário ficou fechado com a presença na Sieraad Art Fair, um dos mais cosmopolitas eventos de joalharia contemporânea da Europa. No espaço “Portuguese Jewellery – Shaped With Love”, promovido pela AORP, três designers nacionais representaram a nova joalharia portuguesa: Bruno da Rocha, Inês Telles e Diana Vieira, diretora criativa da Monseo.

Sieraad, Amesterdão


15 NOTÍCIAS

Design Nacional

Herdando a tradição e saber-fazer português, estes jovens criadores somam design, criatividade e inovação, apostando em novos conceitos, combinações de materiais, diferentes texturas e acabamentos. Inovam também nos canais de comunicação e contacto com o consumidor, atraindo novos públicos para a joalharia portuguesa. A plataforma foi promovida através de várias ações desenvolvidas ao longo do ano. Após uma primeira apresentação aos media e influenciadores, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência de Lisboa, a iniciativa chegou ao grande

Iglezia Jewels

M a t e r J e w e l l e r y Ta l e s

público, primeiro em Serralves e depois na Ourivesaria Tavares, na Póvoa de Varzim. Partiu depois para os palcos internacionais. Com o apoio da AORP, seis jovens designers participaram pela primeira vez numa feira internacional, na Bijorhca Paris, um dos principais eventos europeus do setor. A plataforma foi crescendo e absorvendo novas e promissoras marcas. Em setembro, na Portojóia, a AORP reuniu o maior grupo de jovens designers portugueses no espaço “Portuguese Jewellery Newborn”, dando-lhes oportunidade de se apresentarem ao mercado nacional.

Ana João Jewelry

Sobre o projeto, afirma Ana Freitas, presidente da AORP, que “a joalharia portuguesa é um dos setores de maior tradição em Portugal. Mas a tradição constrói-se todos os dias. Estes jovens criadores abrem novos caminhos à joalharia portuguesa e a AORP tem como objetivo ajudá-los a trilhar estes novos caminhos, tanto no mercado nacional como internacional”. Allis Jewellery

A joalharia portuguesa reinventa-se a cada dia pela mão e criatividade dos novos designers nacionais. Atenta a esta nova tendência, a AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal criou a plataforma “Portuguese Jewellery Newborn”, para promoção nacional e internacional dos novos talentos da joalharia portuguesa.


16 ASSOCIADOS

GALEIRAS

NUUK NUUK foi lançada em 2014 por Paula e Joana. Mãe e filha decidiram combinar os seus diferentes backgrounds (administração e design) e lançar uma marca própria de joalharia contemporânea. O principal traço distintivo das joias NUUK é o uso de formas lineares e geométricas, que resultam em peças minimalistas, mas com forte personalidade. A nova coleção N é reflexo desta filosofia criativa. Com uma aparente simplicidade, as peças revelam formas e designs arrojados e vanguardistas. NUUK é já uma marca com projeção internacional, tendo como principais mercados Japão, Rússia, França e Holanda.

nuukdesigns.com

A Galeiras dedica-se à arte da joalharia há mais de 50 anos. Criando, desenvolvendo, inovando. O segredo da longevidade está gravado em cada peça: a mestria, o rigor, o profissionalismo e a confiança. Com um portefólio com mais de 30.000 referências, a Galeiras continua a inovar, apostando no desenvolvimento de coleções próprias e projetos exclusivos. A sua mais recente coleção - Minimal Collection - é um exercício de simplicidade. As formas desconstruídas em linhas e geometrias simples transformam-se em peças contemporâneas e plenas de carácter. Aliadas da mulher moderna, as joias são uma afirmação de personalidade. E é na elegância do minimalismo que os traços se acentuam.

galeiras.pt


17 ASSOCIADOS

A L C I N O S I LV E R S M I T H

ROMEU BETTENCOURT Romeu Bettencourt nasceu na ilha de São Miguel, Açores. Viaja ainda novo para o Porto, onde inicia a sua formação na Escola Secundária Artística Soares dos Reis. Em 2006, ruma à Escócia para estudar no North Glasgow College, e em 2007 entra na ESAD – Escola Superior de Artes e Design, Matosinhos, licenciando-se em Joalharia. A marca em nome próprio começa a dar os primeiros passos, mas o conceito está já bem vincado. A linguagem é geométrica e minimalista, mas sedutoramente feminina. A construção remete-nos para os princípios da engenharia, com linhas dinâmicas e formas mecânicas, que dão a ilusão de um movimento permanente. Romeu Bettencourt foi o vencedor da categoria “Designer Revelação” nos prémios “Best Of Portojóia 2016”.

romeubettencourt.com

Na família de Manuel Alcino, a arte da prata é transmitida de geração em geração como uma herança genética, há mais de 100 anos. Na Sé de Bragança, no Vaticano e na Casa Real espanhola há peças que foram criadas nesta oficina do centro do Porto. O segredo está nas mãos que, com firmeza e suavidade, trabalham a prata e lhe atribuem uma forma e uma história. Gestos que se repetem e se interiorizam, num aperfeiçoamento constante e sempre inovador. Desenvolve peças únicas, criadas internamente ou em parceria com notáveis artistas nacionais, das áreas da arquitetura, pintura e escultura. Inaugurou a sua loja própria em 2011, no Hotel InterContinental Porto – Palácio das Cardosas, em pleno coração da baixa portuense. As suas montras seduzem pela sofisticação e criatividade da decoração, valendo-lhe a distinção de “Melhor Montra” nos prémios “Best Of Portojóia 2016”.

alcino.com


18 CONGRESSO

CIBJO 2016 Erevan, Arménia

No ano de celebração dos 90 anos de atividade do organismo predecessor da CIBJO, o BIBOA fundado em Paris em 1926, o congresso anual da confederação foi organizado em Erevan, capital da Arménia, de 26 a 28 de Outubro pela AJA - Armenian Jewelers Association no renovado Meridien Expo Center, o maior centro de congressos e exposições do país. É a primeira vez que um congresso setorial deste calibre é recebido na Ásia central, região onde se pretende apostar neste setor transformador, seja na manufatura de joias, seja na lapidação. A AJA foi fundada em 1998 com o intuito de promover o setor nacional em articulação com parceiros internacionais, muitos deles arménios na vasta diáspora que, em virtude da conturbada história do país, se foi estabelecendo pelo Mundo. Os cerca de 11 milhões de arménios estão na sua maioria (ca. 8 milhões) fora do território. O grande promotor do evento foi Gagik Gevorkyan, presidente da associação, que acumula o cargo de chairman da Russian Jewellers Guild que organizou o congresso em Moscovo em 2014. O seu empenho pessoal em todo este projeto foi amplamente reconhecido por todos os delegados. A CIBJO - Confederação Mundial de Joalharia, de que a AORP é representante oficial de Portugal, tem nestes congressos anuais a sua reunião magna que têm lugar nas mais variadas partes do Mundo, inclusivamente no Porto, em Portugal, na sua edição de 2011 de que a AORP foi organizadora e merecedora de reconhecimento internacional pelo feito. Os congressos, mais do que meras reuniões formais de discussão procedimentar ou estatutária, são verdadeiros fóruns de discussão das mais

“... A AORP É REPRESENTANTE OFICIAL DE PORTUGAL, TEM NESTES CONGRESSOS ANUAIS A SUA REUNIÃO MAGNA QUE TÊM LUGAR NAS MAIS VARIADAS PARTES DO MUNDO”

variadas matérias de interesse estratégico para todo o setor, em toda a sua cadeia de distribuição, tendo comissões de trabalho dedicadas para estas discussões. Nestes congressos estabelecem-se também plataformas de contacto entre profissionais e organizações dos mais variados cantos do Mundo, permitindo o estreitamento de relações de trabalho e o reconhecimento de sinergias mútuas para a implementação de projetos futuros. Este ano a participação internacional não foi tão expressiva como em edições anteriores, contando-se com cerca de 80 delegados de diversos países, tais como, por exemplo, França, Alemanha, Áustria, Suiça, Grã-Bretanha, Irlanda, Bélgica, Dubai, Bahrein, Itália, Holanda, Israel, Austrália, ilhas Fiji, EUA, Rússia e Portugal. Houve significativa participação de representantes nacionais, tanto locais como de emigrantes em outros países como, por exemplo, os EUA.


Connecting Global Competence

INHORGENTA MUNICH 2017 INDIVIDUAL. INSPIRING. INNOVATIVE.

INHORGENTA.COM/EN/TICKET

MUNDIFEIRAS, LDA., TEL. +351 22 616 4959, MUNDIFEIRAS@MAIL.TELEPAC.PT

! S U T I VIS Y R A U FEBR , 1 2 – 8 1 2017


20 SUGESTÕES

1 Armazéns do Castelo

o rosto da filigrana técnicas e saberes de gondomar

2

3 S erralves

Galeria Municipal do Por to

06.12.16 a 31.12.16 eyes wide open! 100 anos de fotografia Leica 30.11.16 a 05.02.17

A Ourivesaria é a principal atividade económica de Gondomar, valendo ao Município o título de “Capital da Ourivesaria”. A filigrana ocupa um lugar de destaque entre as criações dos ourives locais; de produção artesanal, é concebida em oficinas de pequena escala, de cariz familiar, através de técnicas transmitidas de geração em geração. A Rota da Filigrana possibilita a visita às oficinas tradicionais, conhecendo o seu autor e todo o processo produtivo. Conheça melhor a arte por detrás de um artigo de luxo, entre uma tradição milenar e o design contemporâneo.

“Eyes wide open! 100 anos de fotografia Leica” é a exposição apresentada na Galeria Municipal do Porto, de 30 de novembro a 5 de fevereiro de 2017. A mostra, organizada pela Câmara do Porto com curadoria de Hans-Michael Koetzle, explora aspetos cruciais da prática e da teoria fotográfica: da evolução tecnológica e estética às preocupações éticas e deontológicas, passando pelas mais livres expressões de artistas. Alguns dos nomes icónicos da fotografia estarão incluídos na exposição: Nobuyoshi Araki, Julia Baier, Oskar Barnack, René Burri, Robert Capa, Henri Cartier-Bresson, Gérard Castello-Lopes, François Fontaine, Bruce Gilden, Eva Kemlein, Saul Leiter, Susan Meiselas, Paulo Nozolino, Victor Palla, Alexander Rodtschenko ou Christer Strömholm, entre outros.

joan miró: materialidade e metamorfose 01.10.16 a 28.01.17

As obras de Joan Miró, propriedade do Estado Português, são mostradas ao público pela primeira vez na Casa de Serralves. Esta exposição, designada ‘Joan Miró: Materialidade e Metamorfose’, é comissariada por Robert Lubar Messeri, destacado especialista mundial na obra de Miró, e tem projeto expositivo de Álvaro Siza Vieira. A mostra abarca um período de seis décadas da carreira de Joan Miró, de 1924 a 1981. Debruçando-se de forma particular sobre a transformação das linguagens pictóricas que o artista catalão começou a desenvolver em meados dos anos 1920, aborda as suas metamorfoses artísticas nos campos do desenho, pintura, colagem e trabalhos em tapeçaria.


www.aorp. pt

Jewellery Mag  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you