Page 1

PESQUISA EM ANDAMENTO Curso de Doutorado do Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia – PPGAU-UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo Área de concentração: Conservação e restauro Orientadora: Dra. Odete Dourado Autor: Any Brito Leal Ivo Título: It´s Cool: “Nation Brand” e “Culturel Brand”; it´s over: Estado Nação e Cultura Nacional. Um estudo crítico sobre a transformação da cultura nacional em cultura de marca-nação Resumo: Esta pesquisa analisa a passagem da arquitetura e das cidades, enquanto patrimônios culturais da nação a valores instrumentais do mercado globalizado contemporâneo. Este processo é analisado através de um mecanismo específico – national brand- que implica a construção e gestão de imagem dos países, segundo as relações de mercado mundial, tendo o Estado-nação no papel de gestor da imagem coorporativa nacional. Busca analisar a relevância da produção arquitetônica brasileira na construção da imagem nacional do Brasil contemporâneo, fundadas sob estratégias comunicacionais de gestão de imagens, num mundo globalizado. A expressão nation-brand foi cunhada por Simon Anholtz no final dos anos 90. Segundo ele o mundo é um “grande supermercado” onde as “nações” estão distribuídas em “diversas estantes”, podendo um país ser gerido segundo o mesmo padrão de gestão de imagem corporativa de caráter empresarial. Pensar o Estado-nação segundo o nation-brand implica em parte em redefinir o Estado segundo critérios de uma “corporação” inserida e comprometida nas dinâmicas do mercado contemporâneo. Se esta estratégia permite aos países competirem na atração de investimentos, por outro lado o imperativo desses critérios empresariais contemporâneos sobre a identidade, a cultura, a ação, a comunicação e a imagem podem trazer riscos quanto à cultura nacional e em termos de autonomia no âmbito da política e gestão das cidades. Nessa perspectiva a gestão de imagem do Estado-nacional, passaria a gestor de uma “marca-país”. É tendo esse horizonte que o novo paradigma do nation-brand é defendido e atua. As transmutações do papel do Estado, das cidades, do seu patrimônio e de sua arquitetura fazem aparecer novos jogos de forças entre as estruturas nacionais-locais o que pode implicar riscos seja quanto à cultura nacional seja em termos da autonomia das instâncias nacionais e locais. Os mega eventos internacionais, constituem contextos estratégicos à construção da imagem nacional e nesse sentido a Copa 2014 no Brasil efetivamente ilustra novos modelos gestores entre as três esferas de governo, subordinadas aos compromissos internacionais nacionalmente firmados, com mudanças reais as maneiras como se dá historicamente a construção coletiva das cidades, trazendo à cena novos modelos de gestão.

Palavras-Chaves: Cidade, Arquitetura, Nation-brand, Imagem Corporativa, Globalização

IVO Any B L_RESUMO-DA CULTURA NACIONAL A MARCA NACAO_2008-2012  

Título: It´s Cool: “Nation Brand” e “Culturel Brand”; it´s over: Estado Nação e Cultura Nacional. Um estudo crítico sobre a transformação da...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you