{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 11

10/11

EDITORIAL FEVEREIRO 2020

BOLHA RELOJOEIRA Ninguém quer perder o combóio — os modelos de relógios vintage, a

maioria de aço, têm duplicado, triplicado e até mais o seu preço em

menos de dez anos, dada a forte procura vinda de mercados emergentes, sobretudo asiáticos. Há quem diga que “o aço Rolex subiu mais do que o

ouro”, o que até é verdade para determinados modelos da marca da

coroa. Agora, a Vicenzaoro, uma das principais feiras de ourivesaria da

Europa, realizada na cidade italiana de Vicenza, abriu-se na sua edição 2020 a este fenómeno do vintage no pulso.

VO Vintage foi o espaço dedicado a este novo segmento de negócio, com

debates e exposição de peças por parte de empresas especializadas.

Foram passados em revista os últimos 30 anos no sector, desde o final

dos anos 1980, quando se começou a notar uma quebra no crescimento

explosivo dos relógios japoneses de quartzo, mais baratos e fiáveis, e se

iniciou um revivalismo face aos relógios tradicionais suíços, mecânicos, passando pelo fenómeno Swatch, que encarou o relógio como simples

acessório de moda. Com a chegada dos anos 1990, surgiu a necessidade

das novas gerações afirmarem a sua personalidade individual, procurando

relógios de produção limitada ou peças vintage raras. Essa tendência

FICHA TÉCNICA

Propriedade / Edição Projectos Especiais, S.A. Av. da República, 1910 lt 34 Quinta Patino - Alcoitão 2645-143 Alcabideche Director João Viegas Soares Editor chefe Fernando Correia de Oliveira Design gráfico José Gonçalves Marketing e Publicidade Mafalda Sanches de Baêna marketing@projectosespeciais.pt Tel.: 216 022 267 Redação Projectos Especiais Consultores de Comunicação, S.A. Av. Infanto Santo 23, 12º esq. 1350-177 Lisboa Tel.: 218 027 912 www.anuariorelogiosecanetas.com

manteve-se até hoje, acentuada pelas novas classes altas criadas em

www.facebook.com/anuariorelogiosecanetas

A tendência ecológica da reutilização dos objectos também influenciou

www.instagram.com/anuariorelogiosecanetas

vários países asiáticos.

esta ideia da aquisição de relógios em segunda mão. Grandes marcas e pontos de retalho entram cada vez mais no negócio da compra e venda

de peças usadas, numa onda que alastra a todos os países.

A febre do vintage atingiu tais níveis que atraiu investidores puros, que

pouco se interessam pelos relógios adquiridos, apenas vendo neles um

meio de ganhar dinheiro a curto prazo. A Internet e as vendas online ajudaram a globalizar o fenómeno e há já quem fale numa bolha relojoeira,

prestes a rebentar.

Fernando Correia de Oliveira / Editor-chefe I allaworldontime@gmail.com

Profile for Anuário Relógios & Canetas

Anuário Relógios & Canetas – Fevereiro 2020  

Edição mensal digital (Fevereiro de 2020) do Anuário Relógios & Canetas

Anuário Relógios & Canetas – Fevereiro 2020  

Edição mensal digital (Fevereiro de 2020) do Anuário Relógios & Canetas