Page 1

OUTONO EM MONTESINHO passeio fotogrรกfico

2015


O OLHAR... SEMPRE O OLHAR Decorrido mais um passeio fotográfico Outono em Montesinho, após um jejum de vários anos nesta fantástica área protegida, é bom reencontrar o outono em toda a sua pujança e um animado grupo de fotógrafos dispostos a captá-lo nos seus variados aspetos. Por mais que esteja habituado a ser confrontado com a diversidade de olhares diante de um mesmo assunto, continuo a surpreender-me com os resultados. Às vezes, as coisas e os locais são retratados de tal forma que me interrogo se de facto estava ali mesmo ao lado. Enquanto organizador e orientador, tenho a obrigação de pesquisar bons sítios, atender às pequenas variações meteorológicas que surgem de um dia para outro e encaminhar os participantes destes passeios para as melhores oportunidades fotográficas que daí decorrem. O resto – a perspetiva, a criatividade, a técnica - é mérito puramente individual... e para prová-lo basta apontar as duas imagens que abrem esta mostra, à esquerda e à direita deste texto. Creio que não será exagerado ou pretensioso dizer que os passeios fotográfico são a melhor maneira de aprender fotografia. Ainda que esta forma de arte resulte de um ato puramente individual – de análise, de sensibilidade, de sentido de oportunidade – a verdade é que a partilha dos mesmos locais e momentos com outras pessoas leva a uma espécie de competição e adrenalina muito saudáveis e potenciadoras da nossa progressão enquanto fotógrafos. E eu não me excluo dessa condição: caramba, tantas vezes fiquei com pena de não conseguir uma imagem tão boa como as de alguns participantes! Assim, dando continuidade à partilha que iniciámos no Nordeste Transmontano, deixo aqui uma breve seleção das imagens que me enviaram. Não estão cá todas, nem isto espelhará plenamente aquilo que cada um gostaria de mostrar, mas pelo menos permite retomar a viagem e não deixar esquecer o prazer de andar nestes sítios... de câmara na mão e espírito à solta. Dezembro de 2015 António Sá

GISELA CASTRO Canon EOS M / EF 100mm f2.8 macro 1/250 f8.0 / ISO 100 / tripé

Foto da capa: CLÁUDIA COSTA


RICARDO OLIVEIRA: Canon 600D / EF-S 10-22mm f/3.5-4.5 USM / 1/100s f/4.0 / ISO 800


PEDRO ALVES: Canon EOS 40D / EF 100mm f/2.8 Macro USM / 1/8s f/5.6, ISO 100


ALBERTO MESQUITA: Fujifilm X30 / 1/300s f2.8, ISO 200

TIAGO BARATA: Canon 7D MkII / Canon 70-200mm f4 / 0,3s f8, ISO 100, tripé

JULIETA TABORDA: Canon Powershot SX 50 HS / 1/80s f5.6, ISO 125


HUGO BOLETO: Canon EOS 7D / 55mm / 1/100s f16; ISO 100


RAUL COSTA: Canon EOS 7D / EF100mm f/2.8L Macro / 1/20s f18, ISO 250


JOSÉ MIGUEL VIEIRA: Nikon D90 / Nikkor 50mm f1.4 / 1/1600s f16

HUGO BOLETO: Canon EOS 7D / 67mm / 1/3s F11, ISO 100

RAUL COSTA: Canon EOS 7D / EF100mm f/2.8L Macro / 1/125s F 6.3, ISO 2000


ANÍBAL MARQUES: Nikon D700 / Nikon 24-70mm f/2.8 / 1/25s f9, ISO200


TIAGO BARATA: Canon EOS 7D MkII / Canon 70-200mm f4 / 1/320s f4, ISO 1250

ALBANO CARDOSO: Canon EOS 7D / Sigma 18-50mm f2.8 / 0,5s f22, ISO 100

CLÁUDIA COSTA: Canon EOS 5D Mark III / EF 24-70mm f/2.8L II USM


O grupo, num bosque da serra da Nogueira.

JOSÉ MIGUEL VIEIRA: Nikon D90 / Nikkor 50mm f1.4 / 1/320s f3.5, ISO 1250

Montesinho 2015  
Montesinho 2015  
Advertisement