Issuu on Google+

EBV. Palácio de Congressos/Auditório Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso Execução

Águilas. Espanha Câmara Municipal de Águilas 2004-2006 10 216 m² 22 950 426 euros Primeiro Prémio 2008-2010

O projecto surge como resposta às caracteríscas que o território proporciona: por um lado, a necessidade de uma relação com o tecido urbano que cresce para o interior, e por outro, conservar a tonalidade expressiva da paisagem natural em que se encontra. Configura-se uma massa modelada em função das tensões dos diferentes espaços que a rodeiam. Em relação à cidade, alçados limpos, ordenados e pausados que constroem o quarteirão; em relação ao mar, interpretando os espaços e configurações que a paisagem e a geografia proporcionam, amplas supercies côncavas que tecem relações poderosas com a paisagem natural circundante.

6 7 8

11

5

9 10

1. Acesso principal 2. Vestíbulo 3. Cafeteria 4. Vestíbulo 5. Auditório 500 lugares 6. Sala de exposições 7. Terraço 8. Acesso a palcos 9. Cafeteria 10. Vestíbulo 11. Sala de conferências 250 lugares

1

3

2

4

Percursos públicos


1

2

3 4

5

1. Auditório 500 lugares 2. Sala de conferências 250 lugares 3. Vestíbulo principal 4. Sala de exposições 5. Vestíbulo

Usos principais


6

5

7

4

3

2

1

Planta 0

8

9

12 10

1. Pórtico 2. Restaurante 3. Sala de exposições 4. Camarins 5. Administração 6. Debaixo cenário 7. Fosso de orquestra 8. Acesso principal 9. Vestíbulo 10. Cafeteria 11. Vestíbulo 12. Auditório 500 lugares 13. Sala de exposições 14. Terraço 15. Audiência 16. Cafeteria 17. Vestíbulo 18. Sala de conferências 250 lugares

11

Planta +2 Location Plan


13

14

15

Planta +3

18

16

17

Planta +5


Secção por vestíbulo principal e sala de conferências

Secção por auditório


Secção construtiva


Secção construtiva


Em construção


EBV. Sede ‘Ribera del Duero’ Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso Execução

Roa del Duero. Espanha C. R. Vino D. O. Ribera del Duero 2006 3 624 m² 7 913 485 euros Primeiro Prémio 2008-2010

O projecto, inserindo-se num território no perímetro da malha urbana que foi sendo talhado pela cidade e pela paisagem, converte-se num elemento de transição. Atento na recomposição da pequena escala do contexto em que se insere e, ao mesmo tempo, estabelecendo um diálogo com o horizonte e a monumentalidade da paisagem através do elemento da torre - um monolito intemporal suspendido sobre a planície.

1 4

3

2

1. Office 2. Loja 3. Praça pública 4. Zona administrativa em edifício existente

Location Plan Planta +2 Conexão com malha urbana


2

1

Planta 0

5

1. Vestíbulo 2. Auditorio 3. Sala de conferências 4. Sala de reuniões 5. Sala de catas 6. Zona administrativa 7. Praça pública 8. Sala de Conselho

4

3

Planta +1

6


7

8

Planta +4

Secção pela torre


Secção pelos pátios-lucernários

Circulação vertical na torre


Secção constructiva


Em construção


EBV. Filarmónica Hall Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso Execução

Szczecin. Polónia Câmara Municipal de Szczecin 2008-2009 12 992 m² 31 998 923 euros Primeiro Prémio 2010-2012

O projecto nasce do espaço que o rodeia: das escarpadas cuberturas e divisões vercais dos edicios residenciais circundantes, aos monumentais e vercais adornos neogócos das igrejas, as torres que salpicam toda a cidade e as referências industriais de gruas dos estaleiros navais. O edicio compõe-se como um instrumento musical em si mesmo. Como num orgão, a justaposição de elementos com escala pequena acaba conformando uma totalidade que permite enraizar com o território em que se insere. Procura-se romper a geometria e, como na música, encontrar um novo ritmo que consiga transmir emoções mediante um equilíbrio entre a massa e a vercalidade.

6 7

5

4

3

2

1. Acesso principal 2. Vestíbulo de entrada 3. Cafeteria 4. Bengaleiro 5. Camarins 6. Acesso para artistas 7. Cargas e descargas

Planta 0

1


8

10

9

11

8. Vestíbulo 9. Sala sinfónica 10. Bastidores 11. Sala de câmara 12. Camarins de solistas

Planta +1

12


13

14

13. Sala de exposições 14. Administração

Planta +4


Secção por sala sinfónica

Secção por sala de câmara


Vista de vest铆bulo de entrada

Vista de sala sinf贸nica


EBV. Escola Agrícola Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Siena. Italia Câmara Municipal de Siena 2008 4 000 m² 4.5M euros Menção Honrosa

Num contexto geográfico priveligiado, o projecto busca uma relação adequada mediante uma implantação simples mas rotunda, tratando de albergar um programa complexo de um modo não invasivo. O resultado é um elemento puro, um perfil horizontal que se apresenta como conclusão do vale e que, como alter-ego da Basílica dell´Observanza, estabelece uma relação de contraponto com a mesma.

1

5 2 3 4 3

1. Acesso 2. Rampa 3. Pátio 4. Cubertura verde 5. Parking

Plano de situação


1.Acesso 2. Vestíbulo 3. Biblioteca 4. Auditorio 5. Restaurante / bar 6. Classes 7. Varanda

4 5

3

1

2

2

1

2

6

Planta -1

7

8. Laboratórios 9. Vestíbulo

9

8

Planta -2

10. Ginásio 11. Laboratórios 12. Vestíbulo 13. Antiga adega 10

13

12

11

Planta -3


Secção longitudinal pelo acesso a edifício

Secção longitudinal

Secção transversal pelo acesso a edifício

Vistas interiores de acesso a edifício


EBV. Casa Unifamiliar Localização Cliente Projecto Área Orçamento Comissão Execução

Ordos. China Jiang Yang Water Engeneering Ltd 2008 1000 m² 550 000 euros 2009-2010

O projecto tenta traduzir a ideia de essencialidade e pureza existente no território. Em contraste com a áspera paisagem aberta, abstracta e infinita, a planta da casa limita-se a uma forma pura, um cubo monolíco, levantado sobre a terra como uma pedra arcaica e modelada pela força do vento. Este volume puro torna-se sensível mediante dois elementos essenciais: o páo (alusão a pologias tradicionais chinesas) e a cobertura (formas derivadas de arquitecturas nómadas). Da conjugação destes elementos surge um esquema arquitectónico claro que, exposto a uma pureza composiva exterior, manifesta uma complexidade de relações visuais e espaciais internas, permindo uma mudança de clima interno ao longo do ano.

Plano de situação


1. Garagem 2. Alpendre de acesso 3. Vestíbulo 4. Quarto convidados 5. Quarto 6. Quarto principal 7.Alpendre

2

3

4

1

5

6 5

7

Planta 0

Secção longitudinal


8. Terraço 9. Área de estar 10. Estudio 11. Área de TV 12. Cozinha 11

8

12

8

10

9

Planta +1

Secção transversal

8


Estudio_Cozinha

Ă rea de estar_Estudio

Ă rea de estar

Cozinha


EBV. Centro de Congressos Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Feldkirch. Austria Câmara Municipal de Feldkirch 2008 10 500 m² 31M euros

O projecto define-se como uma sucessão de espaços públicos através dos quais, prolongando as áreas verdes e conectando as ruas de acesso, se mantem a complexidade e densidade da trama medieval do centro histórico. As referências visuais com o castelo, os eixos dos acessos principais do edicio e a vontade de diminuir a presença volumétrica da proposta, permitem coser o novo edicio a uma estructura urbana consolidada. Um edicio compacto, em que os vazios se destacam como protagonistas e que tenta, mediante o ritmo dos seus pórcos, filtrar a densidade de referências da cidade medieval.

Secção longitudinal


1. Entrada 2. Foyer (planta -1) 3. Sala polivalente 4. Pórticos 5. Rua pedonal

4

3

5

4 2

1

Plano de situação


EBV. Universidade de Música Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Karlsruhe. Alemanha Câmara Municipal de Karlsruhe 2007 2900 m² 14.5M euros Terceiro Prémio

O projecto tenta potenciar a ideia de jardim, usando a arquitectura como ferramenta para definir um perímetro, construir um vazio e converter o edifício em parte da paisagem sensorial. Conforma-se deste modo um lugar de intercâmbio, de vida pública, um grande vazio que se atravessa. Uma arquitectura simples e pura, tratando de diluir o limite entre interior e exterior.

Secção transversal

Secção longitudinal


1

3

2

5

4

1. Castelo (actual sede da universidade) 2. Laboratórios de música 3. Acesso sala de concertos 4. Sala de concertos 5. Jardim

Plano de situação


EBV. Museu da Solidariedade Locazação Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Gdansk. Polónia Câmara Municipal de Gdansk 2007 26 000 m² 65M euros

O edifício deriva formalmente dos limites da parcela urbana e o seu perfil levanta-se para acolher no seu interior os visitantes. Entendido como um grande espaço aberto que recolhe o espírito que deu origem à sua formação, uma praça pública converte-se no elemento central, girando a seu redor os restantes elementos que constroem o vazio. Volumetricamente, o dinamismo do seu perfil e a textura da sua materialidade evocam a capacidade de mudança e movimento, permitindo convertê-lo numa nova referência urbana capaz de regenerar a zona de velhos estaleiros navais em que se insere.

1. Praça coberta 2. Jardim de água 3. Vestíbulo de biblioteca 4. Administração 5. Auditorio 6. Museu

4

1 2 5

3

Planta +2

Secção longitudinal

6


EBV. Museu de Arte Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Dresden. Alemanha Câmara Municipal de Dresden 2007 6600 m² 15 468 954 euros

O edicio arcula-se como um cenário de fundo, que amplia o espaço público através da sua praça elevada. Um espaço construido como um interior barroco dentro de uma caixa sóbria e simples, desenhado como um retábulo urbano, no qual se reflectem as caracteríscas da arquitectura monumental da cidade.

1. Praça pública 2. Vestíbulo do museu 3. Livraria

3 2

Planta +1

Secção longitudinal

1


Secção constructiva


EBV. Centro de Congressos Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Soria. Espanha Câmara Municipal de Soria 2006 16 700 m² 34 459 327 euros

O projecto é entendido como uma nova paisagem urbana que se apoia nos elementos identários que constuem o entramado urbano da cidade. Os compactos quarteirões gócos, constuidos pela fragmentação e aglomeração, sugerem organizar os volumes requeridos pelo programa em diferentes peças de menor volumetria que, adaptando-se à escala envolvente, permitem conformar o perfil urbano da cidade sem alterá-lo.

Secção transversal


1

4

2 5

3

Planta 0

1. Grande auditorio 850 lugares 2. Ampliação palácio de congressos 3. Edifício singular da Junta de Castilla y León 4. Hotel - 48 quartos 5. Comércio e espaços de restauração 6. Espaço museológico 7. Centro de congressos

6

7


EBV. Museu Motociclismo Localização Cliente Projecto Área Orçamento Concurso

Madrid. Espanha Câmara Municipal de Alcalá Henares 2006 7 700 m ² 10 457 389 euros Menção Honrosa

O projecto procura respeitar as pré-existências, buscando o equilíbrio entre uma conformação capaz de moldar-se às linhas essenciais do edifício e um gesto urbano que defina um novo cenário para a cidade.

1. Centro de interpretação 2. Exposição permanente 3. Cafeteria

1

2

Planta +1 3

Secção longitudinal

Motorcycle Museum


EBV. Casa Unifamiliar Localização Cliente Projecto Área Orçamento

Santander. Espanha Privado 2004-presente 500 m² 500 000 euros

O projecto tenta reler o território a parr dos espaços e configurações que a paisagem e a geografia proporcionam, caracterizados por um acentuado desnível.

Secção longitudinal

Secção por acesso exterior


FAUTL. Reabilitação edifício Caldas da Rainha. Portugal 2004

Localização Projecto

Projecto desenvolvido na cadeira de Projecto III (último ano FAUTL) Projecto de reabilitação de contínuo urbano existente, com edifício recuperado no nível térreo para Centro de Dia e nível superior para habitação temporária de turismo rural.

8

3 2

5

4 1

6

7 6

Centro de Dia

Habitação temporária turismo rural

1. Pátio exterior de entrada 2. Espaço polivalente 3. Pátio interior 4. Espaço de estar 5. Sala 6. Quarto 7. Espaço mais reservado 8. Pavilhão de apoio

Plantas

Secção longitudinal


FAUTL. Centro de Investigação Localização Projecto

Caldas da Rainha. Portugal 2004

Projecto desenvolvido na cadeira de Projecto III (último ano FAUTL)

Equipamento estruturante para o Concelho das Caldas da Rainha, localizado no limite da frequesia do Landal. Centro de investigação relacionado com a agricultura biológica, com escola, centro de divulgação e galeria, auditório, biblioteca, refeitório, armazém e laboratórios.

1

2

5

1. Centro de divulgação e galeria 2. Escola 3. Refeitório 4. Biblioteca 5. Auditório 6. Armazéns

6

3

4

Planta de situação


Biblioteca

Refeit贸rio


ArmazĂŠns

Galeria


Escola

Audit贸rio


PORTFOLIO