Page 1

“Para alumiar os que jazem nas trevas e na sombra da morte, e dirigir os nossos pés pelo caminho da paz” (Lc 1.79)

A VELHA E A NOVA CRUZ

S

A.W.TOZER

em fazer-se anunciar e quase despercebida, uma nova cruz introduziu-se nos círculos evangélicos dos tempos modernos. Ela se parece com a velha cruz, mas é diferente; as semelhanças são superficiais; as diferenças, fundamentais. A velha cruz não fazia aliança com o mundo. Para a carne orgulhosa de Adão, ela significava o fim da jornada, executando a sentença imposta pela lei do Sinai. A nova cruz não se opõe à raça humana; pelo contrário, é sua amiga íntima e, se compreendermos bem, considera-a uma fonte de divertimento e gozo inocente. Ela deixa Adão viver sem qualquer interferência. Sua motivação na vida não se modifica; ela continua vivendo para seu próprio prazer, só que agora se deleita em entoar coros e a assistir filmes religiosos em lugar de cantar canções obscenas e tomar bebidas fortes. A ênfase continua sendo o prazer, embora a diversão se situe agora num plano moral mais elevado, caso não o seja intelectualmente. A nova cruz encoraja uma abordagem evangelística nova e por completo diferente. O evangelista não exige a renúncia da velha vida antes que a nova possa ser recebida. Ele não prega contrastes, mas semelhanças. Busca a chave para o interesse do público, mostrando que o cristianismo não faz exigências desagradáveis; mas, pelo contrário, oferece a mesma coisa que o mundo, somente num plano superior.

Boletim Semanal 26 de maio a 01 de junho De 2013

guardando o seu respeito próprio. (...) A mensagem de Cristo é manipulada na direção da moda corrente, a fim de torná-la aceitável ao público. A velha cruz é um símbolo da morte. Ela representa o fim repentino e violento de um ser humano. O homem, na época romana, que tomou a sua cruz e seguiu pela estrada já se despedira de seus amigos. Ele não mais voltaria. Estava indo para seu fim. A cruz não fazia acordos, não modificava nem poupava nada; ela acabava completamente com o homem de uma vez por todas. Não tentava manter bons termos com sua vítima. Golpeava-a cruel e duramente e, quando terminava seu trabalho, o homem já não existia. O evangelismo que traça paralelos amigáveis entre os caminhos de Deus e os do homem é falso em relação à Bíblia e cruel para a alma dos seus ouvintes. A fé manifestada por Cristo não tem paralelo humano, ela divide o mundo. Ao nos aproximarmos de Cristo, não elevamos nossa vida a um plano mais alto; mas a deixamos na cruz. A semente de trigo cair no solo e morrer. Deus oferece vida, embora não se trate de um aperfeiçoamento da velha vida. A vida por Ele oferecida é o resultado da morte. Ela permanece sempre do outro lado da cruz. Quem quiser possuí-la, deve passar pelo castigo. É preciso que repudie a si mesmo e concorde com a justa sentença de Deus contra ele.

Feito isto, deve contemplar com sincera confiança o Salvador ressurreto e receber A nova cruz não mata o pecador, mas dá- dEle vida, novo nascimento, purificação e lhe nova direção. Ela o faz engrenar em um poder. modo de vida mais limpo e agradável, res(Continua na próxima página)


A cruz, que terminou a vida terrena de Jesus, põe agora um fim no pecador; e o poder, que levantou Cristo dentre os mortos, agora o levanta para uma nova vida com Cristo.

sas exatas palavras, este foi o conteúdo de toda pregação que trouxe vida e poder ao mundo através dos séculos. Os místicos, os reformadores, os reavivalistas, colocaram aí a sua ênfase; e sinais, prodígios e podero... Deus colocou o seu selo de aprovação sas operações do Espírito Santo deram tessobre esta mensagem desde os dias de temunho da operação divina. Paulo até hoje. Quer declarado ou não nes-

Aniversariantes da Semana 26/05 – Adelina Divina Pereira Cardoso

28/05 – Cleusa Maria Soares Rosa

26/05 – Anderson Gonçalves Alves

29/05 – Karla Natáchila de Souza Castro

27/05 – Luiz Santos Cearense

30/05 – Jucilene Oliveira

28/05 – Amanda Fernandes da Silva

30/05 – Wanderson de Castro Silva

28/05 – Indiamara Poliana Gomes

31/05 – Félix Fernando

28/05 – Laura Suely Guimarães de Oliveira


ESCALA DO PROTOCOLO Domingo/manhã (hoje)

Domingo/noite (hoje)

LÍDER: Wanderley Câmara

LÍDER: Maria de Fátima Moura

- Adriana Maria Júlio

- Maria Cacilda

- Maria Auxiliadora

- Renata Luana

Esta Semana

- Maria Nogueira Quinta-feira, dia 30/05

Próxima Semana

LÍDER: Ângela Maria Moreira

LÍDER: Sônia Martins

LÍDER: Vera Lúcia Fernandes

- Kátia Tupinambás

- Paulo Sérgio Figueiredo

- Adriana Cristina Ferreira

- Creusa Lima

- Rosilene Francisca

- Marlene Alves


ESCALA DO MINISTÉRIO INFANTIL PARA OS MÊSES DE MAIO E JUNHO Coordenação do Culto Infantil Culto da Manhã – 9 hs

Data

Adriana Cristina

Dia 26

Penha

Culto da Noite – 19 hs Cristina Monteiro

Data Dia 26

Dia 02 Lincoln Ministrantes do Culto Infantil

Dia 02

Culto da Manhã Raquel Gonçalves e Mary

4-6 anos

Dia 26

Carla Barros e Gabriel Alves

4-6 anos

Dia 02

Kátia Silene e Sabrina Tupinambás

7-9 anos

Dia 26

Shirley Gomes e Graziela

7-9 anos

Dia 02

Denise e Almerinda

2-3 anos

Dia 26

Elisamara e Eliezer

2-3 anos

Dia 02

Pollyana Prado e Talita Monteiro

4-6 anos

Dia 26

Ana Paula e Tatiana

4-6 anos

Dia 02

Karliene e Bruno

7-9 anos

Dia 26

Marisa Mendes e Rafaela Viana

7-9 anos

Dia 02

10-12

Dia 26

10-12

Dia 02

Culto da Noite

Adriano Diniz e Stephania Todos no templo Berçário Manhã

Data

Nercy

Dia 26

Mírian e Letícia Gonzaga

Data Noite Em reestruturação. Convidamos a vocês, mães, para fazerem parte da escala.

Dia 02 Coordenação Geral: Cristina Monteiro

IGREJAS BATISTA CAMINHO DA PAZ Rua Henrique Sapori 685 - Bairro Florença - Ribeirão das Neves - Pr. Paulo Sérgio Alves Araújo e Pra. Vânia Maria Moura Araújo. Rua Bonfim 548 - Sousa - Rio Manso Rua Liberdade 150 - Bairro Jardim Liberdade - Belo Horizonte – Pr. Silvani Alípio da Silva e Karine Alves


Boletim Ibcp  

Boletim da Igreja Batista Caminho da Paz em 26 de maio a 01 de junho.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you