Page 1

gira revista

Atualidade dos concelhos de Vila Franca de Xira | Arruda dos Vinhos Alenquer | Azambuja | Salvaterra de Magos | Benavente diretor António Dias | revistagira.com | €1 | assinatura anual €24 número 16 | mensal | janeiro de 2018

esta terra é gira

empreendedorismo

O futuro é verde

Cristiana Calçada criou o seu próprio negócio em torno da agricultura biológica. Um dos vários exemplos de pequenos empresários que lutam pelos seus sonhos. As histórias de sucesso, interpretadas por gente da nossa terra. com: edição on line aqui: Diogo Amaro Nuno Ramos Rita Narciso Hugo Silva Luís Machado entrevista: ANA LEONARDO passeio: AS MELHORES EXPOSIÇÕES moda: SUGESTÕES PARA UM INVERNO QUENTE


treino personalizado | online | indoor | outdoor

redução de peso tonificação trx corrida pré e pós parto

A nossa plataforma de treino online, os nossos métodos de personal trainer e nutrição vão ajudá-la(o) a atingir os seus objetivos.

personalisado


fรกcil

ao seu ritmo

www.fiquemforma.com geral@fiquemforma.com 965 897 055


Este concelho está repleto de belezas, locais, património, eventos e histórias que importa descobrir. É uma terra de gente nobre, de tradições vincadas. Somos um povo único.

VILA FRANCA DE XIRA ESTÁ VIVA /vilafrancadexiraviva encontramo-nos aqui

vila

franca de

xira w

viva

página de atualidade, entretenimento e cultura


gira número 16 janeiro 2018

propriedade: António Manuel Domingues Dias NIF: 216 680 611 diretor e editor: António Dias colaboradores: David Fernandes Silva (estórias), Maria Martins (moda), Paula Martins (nutrição), Cláudia Berto Marques (leis), Sónia Teles (farmácia), Guida Alves (psicologia), Daniel Gonçalves (pets) e Ana Paula Vieira (fotografia) publicidade: revista gira: 243 761 130 | 968 236 531 Voz Ribatejana Lda. sede do editor: rua doutor Manuel Branco, nº30 2005-388 Vale de Santarém telefone: T: 968 236 531 redação: rua doutor Manuel Branco, 30, Vale de Santarém web: www.revistagira.com mail: revistagira@revistagira.com facebook: /revistagira impressão: soartes/Carregado tiragem: 5.000 exemplares depósito legal: 415958/16 número registo na ERC: 126901

foto de capa © António Dias Para aparecer na capa da gira ou no interior contacte 968 236 531 ou revistagira@revistagira.com. Fotografia, filmagens, reportagens giras. Empresariais ou pessoais. As nossas produções são giras!

© janeiro de 2018 Todas as imagens e textos desta publicação são propriedade da revista gira. É interdita a cópia ou a utilização de qualquer conteúdo sem a devida autorização do proprietário. O estatuto editorial da revista gira está disponível no sítio www.revistagira.com

5

14 moda Os saldos de inverno Peças giras e de qualidade a preços imbatíveis

18 agenda António Pinto Bastos no Ateneu O fadista canta o fado numa revista

24 entrevista Ana Leonardo A responsável pelo canil municipal fala do abandono dos animais.

30 reportagem Empreendedorismo Alguns exemplos de sucesso

42 passeio Sugestões indoor As melhores exposições para ver na região

COLUNISTAS SECÇÕES David Fernandes Silva:6 Maria Martins: 15 Carlota de Pina: 27 Sónia Teles: 29 Alexandra de Jesus: 37 Paula Martins: 38 Guida Alves: 41 Maria da Luz Rosinha: 45 Daniel Alves: 46

efemérides: 7 notícias: 8 diretório: 17 editorial: 21 pets: 46


6 // curiosidades // janeiro

O ano do património história

David Fernandes Silva*

“Ano novo, vida nova”, dizia a mãe, sempre que um novo ano se prenunciava. O sentido era, como é de calcular, que, apesar das rotinas e das inevitabilidades, pudéssemos focalizar em coisas novas e construir futuro, dia a dia. O ano de 2018 será o Ano Europeu do Património Cultural, o que significa que, local, nacional e internacionalmente, vamos focar o nosso olhar sobre o património (ou seja, o legado que nos deixaram e que é importante conservar) e a cultura (que é o produto humano por excelência, uma vez que é a transformação benéfica da natura, para crescimento sapiencial da humanidade). A forma mais simples de se pensar no património é nas “coisas”, nos monumentos, nos museus, nos espaços. Mas o património cultural pode ser a(s) língua(s), as tradições, a memória, entre outras coisas. Neste novo ano, gostava que o património tivesse uma “vida nova” que pudéssemos olhar para um dos maiores patrimónios culturais que existe: o nosso património humano, aquilo que faz as pessoas serem pessoas, que as distingue, que faz crescer a arte, que faz ampliar a filosofia e o conhecimento, que faz desenvolver as ciências e tecnologia, que as identifica como povo, como nação. Olhando a História, a forma

mais simples de perceber isto é pensar nos contextos históricos em que “fomos grandes”. Na época do descobrimentos, por exemplo, tínhamos um enorme património humano, que nos ficou, por dialogarmos com culturas, por querermos conhecer a novidade, por termos ampliado o conhecimento, e a partir do qual recriámos tradições e saberes. No nosso contexto local, o património cultural humano pode ser descoberto em tudo, mas com maior facilidade nas etnoculturas: dos varinos (cujos 200 anos de fixação estamos a comemorar), dos avieiros, dos camponeses, por exemplo. Pode também ser redescoberto nas festas populares, ligadas com a tauromaquia e o mundo rural, com o Colete Encarnado, com tantas linhas definidoras do pulsar identitário da cidade e da região onde estamos inseridos. Cada um de nós, de onde vem, onde está e para onde vai, transporta consigo todo um património cultural que conjugado com outros, constrói o que somos como nação. Assim sendo, talvez um bom propósito do novo ano seria respondermos a esta questão: “que património quero eu legar para as gerações futuras?” E depois de respondida, construirmos o património futuro! Um extraordinário 2018!

*estoriador

o autor escreve conforme a antiga grafia


7

30.jan.1943

18.jan.1918

Comemoram-se 100 anos sobre a visita presidencial a Vila Franca de Xira de Sidónio Pais. O “Presidente-Rei” (quarto Presidente da República Portuguesa), era um popular líder de massas que movia multidões.

5.jan.1818

9.jan.1914

Nasce neste dia, em Santarém, Celestino Graça. Etnólogo português, foi um defensor do folclore ribatejano e impulsionador da agricultura e da festa brava. A praça de touros da capital do Ribatejo tem o seu nome.

Foi fundado neste dia, há 75 anos, o corpo voluntário de salvação pública da Póvoa de Santa Iria. Atualmente designado como Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Santa Iria, a corporação acolhe dezenas de elementos que trabalham para uma população de mais de 43 mil habitantes.

Nasceu, nesta data, em Vila Franca de Xira, Clemente José dos Santos, 1º barão de São Clemente e avô do historiador de arte Reynaldo dos Santos. Nascido numa família humilde, fez um percurso académico notável, tendo sido taquígrafo das cortes e seu bibliotecário-mor. Em 2018, cumprem-se 200 anos sobre o nascimento do maior historiador português da administração pública e o primeiro estudioso da história parlamentar portuguesa.

15.jan.1517

Foi neste dia que o rei D. Manuel atribuiu o foral de à vila de Arruda dos Vinhos. Durante o ano passado, a Câmara Municipal assinalou os 500 anos desta data com diversas iniciativas.


8 // notícias // janeiro

Alenquer e Torres Vedras são capitais do vinho vitória

Alenquer e Torres Vedras são desde 1 de janeiro a cidade europeia do vinho. A escolha da candidatura portuguesa foi recebida por ambos os autarcas com enorme satisfação. “É a prova da nossa qualidade e do potencial que temos na área da vitivinicultura”, congratulou-se, à revista gira, o presidente da Câmara Municipal alenquerense. Pedro Folgado, à esquerda na foto, promete “diversas iniciativas para 2018” e acredita que o certame Alma do Vinho, que decorreu no final de setembro no parque urbano da Romeira, “poderá ser o evento central de toda a programação”. De referir que “Alenquer e Torres Vedras ganharam a outras candidaturas inter-

nacionais e mesmo nacionais, como Cantanhede, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Peso da Régua e Silves. O executivo liderado por Pedro Folgado tem o enoturismo e a economia do vinho como uma das principais apostas. O festival Alma do Vinho acolheu cerca de 40 mil pessoas e há ainda um museu ao ar livre de castas vinícolas. Recorde-se que Alenquer e Torres Vedras são zonas de denominação de origem controlada (DOC) da região dos vinhos de Lisboa, representando quase 80% de toda a produção vinícola deste território. A nível nacional, Lisboa contribui em 25% para a produção de vinho total, ficando só atrás do Douro e do Alentejo.

Já foram autorizadas pelo Tribunal de Contas as obras de requalificação do Centro Escolar de Arruda dos Vinhos. O projeto, orçado em quase um milhão de euros, pretende, além de melhorar o edifício principal, construir uma nova cozinha e refeitório e remodelar as áreas exteriores de recreio, dotando-as de condições de segurança para os alunos. Este é uma promessa que o atual executivo gostaria de ter cumprido no anterior

mandato que acabou por ser adiado por burocracia. O projeto faz parte de várias medidas de me-lhoramento dos vários centros escolares do concelho que têm decorrido nos últimos anos. A educação é uma das grandes apostas da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos. O setor representa praticamente um quarto de todos os investimentos previstos no orçamento municipal para 2018.

educação

Obras no centro escolar de Arruda avançam este mês


9 orçamento municipal

Benavente investe seis milhões em reabilitação urbana

A Câmara Municipal de Benavente vai investir mais de seis milhões de euros em reabilitação urbana. Cerca de 15% da verba está já inscrita no orçamento para 2018 que foi aprovado pelo executivo camarário, o restante valor virá de fundos comunitários. “Chegou o momento de iniciarmos a recuperação das áreas urbanas que foram perdendo identidade com o crescimento do parque habitacional para as periferias", defende o presidente da edilidade, em comunicado. Carlos Coutinho, na foto, quer apostar na melhoria dos centros históricos de Benavente e Samora Correia, sem esquecer as localidade mais pequenas onde estão previstas intervenções para criar “centralidades” que, ao contrário dos dois principais aglomerados urbanos, têm vindo a perder po-pulação, cada vez mais envelhecida. Serão feitas melhorias rede viária municipal se bem que o problema da EN118 se manterá sem solução, enquanto a Infraestruturas de Portugal não decidir criar alternativas à já congestionada via nacional. Além destes investimentos, o município deverá avançar com uma “grande intervenção” no museu municipal; serão construídos novos balneários para o Clube de Futebol da Murteira, que custarão cerca de 400.000 euros; e será instalado um novo relvado sintético em Santo Estêvão (250.000 euros). Estas são as principais medidas previstas no orçamento de 20 milhões de euros

canil

Azambuja dá dois mil euros por mês à Abrigo

A Câmara Municipal de Azambuja irá subsidiar a associação de recolha e apoio a animais abandonados Abrigo. A instituição é a única entidade, naquele concelho, que presta cuidados a cães e gatos vadios ou maltratados. O município não possuiu canil nem gatil e, como tal, esta organização sem fins lucrativos, sedeada na freguesia de Vale do Paraíso, "tem uma ação efetiva de interesse público municipal", reconhece a autarquia em comunicado. "Além de acolher animais, tem como objetivos sensibilizar a população para esta problemática e promover a adoção responsável de animais". Com o protocolo, assinado em dezembro, em cima, na foto, a edilidade assume a transferência mensal de dois mil euros e algum apoio logístico, como a limpeza e a recolha de resíduos. Esta é uma das coletividades locais que o município azambujense irá apoiar em 2018. Ao todo, serão atribuídos 48 mil euros a coletividades.

fundos europeus

Salvaterra quer recuperar antiga primária "O Século"

É um dos dois grandes projetos públicos a que a autarquia concorreu a fundos comunitários. O espaço é usado para algumas aulas da Universidade Sénior e para sede da Loja Social do concelho. O estabelecimento foi inaugurado em 1913 com a ajuda dos leitores do jornal “O Século” que angariaram fundos para a construção da estrutura que tinha sido destruída no sismo de 1909. Pelo

significado histórico do espaço, a antiga primária continua a ser um dos ex-libris da vila. Sem fundos próprios, o município pretende candidatar o projeto ao Portugal 2020, juntamente com a requalificação urbanística da aldeia do Escaroupim, a reabilitação do dique do Escaroupim e a melhoria da mobilidade na área industrial de Pinhal de Mouros junto à EN114-3.


10 // notícias // janeiro ambiente

Mata do Paraíso fica limpa este ano

solidariedade

Vila Franca atribuiu habitação a sete famílias carenciadas

Foram entregues, em meados de dezembro, habitações sociais a sete famílias carenciadas do concelho de Vila Franca de Xira. As frações municipais são de tipologias T1, T2 e T3 e situam-se na Castanheira do Ribatejo, Povos (Vila Franca de Xira), Forte da Casa e Arcena (Alverca do Ribatejo). Foi assim dada resposta a sete agregados (algumas deles monoparentais), num total de 17 elementos, que se candidataram ao programa municipal que já decorre desde 2011. Atualmente, o parque habitacional municipal é constituído por mais de mil fogos, dos quais 129 são geridos pela cooperativa Promocasa. As residências estão distribuídas por 28 bairros, situados em todas as freguesias do município. A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira assegura a gestão do seu parque habitacional, promovendo os trabalhos de beneficiação ou conservação das frações e dos edifícios. Estas habitações sociais são atribuídas através de concurso público, seguindo regras divulgadas publicamente. De acordo com fonte do município, "os serviços de Desenvolvimento Social estão já a diligenciar no sentido de ser lançado um novo concurso deste ano". economia

A zona verde entre Vialonga e Santa Eulália ficará completamente limpa até ao verão. A zona florestal foi adquirida pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, em 2015, por 300 mil euros e é intenção da autarquia construir um parque urbano no local. Para já, tem procedido à limpeza do espaço que ocupa quase 20 hectares. Em 2016 tinham sido intervencionados cinco hectares; o ano passado foram abrangidos oito hectares; e, nos próximos meses, será assegurada a intervenção nos restantes cinco hectares. A Mata do Paraíso é constituída, maioritariamente, por pinheiro-manso e algum pinheiro-do-alepo e é cada vez mais ponto de passagem para caminhantes que apreciam a calma próximo de Lisboa.

Sugal bateu recorde de produção

A Sugal Group voltou a bater, em 2017, um recorde de recolha de tomate. A campanha do ano passado já terminou, no verão no Ribatejo e, no início do ano, no hemisfério sul. Foram apanhados mais de 1,7 milhões de toneladas de tomate. Isto é o somatório dos três países onde a marca tem presença: Portugal, Espanha e Chile. Com este valor, a empresa que detém duas unidades na região, em Azambuja e Benavente, consolida a posição de segundo maior produtor mundial no

setor. Só a unidade de Benavente processa 5% de toda a produção global de tomate. Recorde-se que a empresa que nasceu no Ribatejo, há 60 anos, exporta mais de 90% da sua produção para 70 países. E é a única no mundo que produz nos dois lado do planeta, com duas campanhas por ano: entre janeiro e abril no hemisfério sul, e entre junho e outubro, no hemisfério norte. A Sugal prevê continuar esta tendência e bater novos recordes em 2018.


11 justiça

Azambuja ainda espera indemnização da Opel

O futuro parque urbano das Rotas, em Arruda dos Vinhos, deverá ser inaugurado ainda este ano e já tem árvores instaladas. Aroeiras, alfarrobeiras e lentiscos são alguns dos 320 espécimes que foram plantados por diversos alunos dos centros escolares de Arruda dos Vinhos e Casal do Telheiro. Uma iniciativa da Comissão de Crianças e Jovens em Risco de Arruda dos Vinhos (CPCJ), em parceria com o município de Arruda dos Vinhos. O objetivo foi promover a importância do ambiente, numa lógica de educação para a cidadania. Os jovens puderam, desta forma, ter o primeiro contacto com o local e deixar a sua marca para o futuro daquela zona. O parque urbano das Rotas terá três hectares e será um espaço de lazer com condições para iniciativas culturais, desportivas e de convívio naquela vila.

Fez na quinta-feira, 21 de dezembro, 11 anos que encerrou a fábrica da Opel da Azambuja. Na altura, a notícia causou polémica, com protestos dos trabalhadores, pedidos de indemnização do Estado e da autarquia e o receio de um profunda crise de que a região dificilmente iria recuperar. O governo acabou por receber da marca automóvel mais de 17 milhões de euros em 2006, por apoios concedidos entre 1996 e 2006. No entanto, a Câmara Municipal de Azambuja espera ainda cerca de um milhão de euros do valor da derrama de que a empresa alemã foi beneficiada. "Temos andando de um lado para outro, quer com a autoridade tributaria, quer com o Ministério das Finanças, que reconheceu esse direito. No entanto, até hoje nada foi feito", alegava o presidente do município, em abril deste ano, altura em que Luís de Sousa justificava uma ação judicial interposta contra o Estado para reivindicar o pagamento dos 908 mil euros prometidos e nunca pagos. Contactada pela revista gira, a fonte da autarquia confirma que "não houve nenhum avanço relevante e que o processo continua a correr no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa". A mesma fonte acrescenta que, "apesar de não haver qualquer previsão para quando o desfecho do processo, o município acredita que virá a ser ressarcido de um valor que é seu por direito".

Já foi criada a Comissão Municipal para a Deficiência. O objetivo é tornar o concelho mais inclusivo. Para começar, a nova entidade irá fazer uma análise ao panorama atual existente no concelho. Saber quantas pessoas necessita de apoios e traçar soluções. Para isso, a nova entidade, que terá funções consultivas, pretende promover o diálogo entre várias instituições. A Câmara Mu-

nicipal é a principal signatária, mas também fazem parte membros da Assembleia Municipal; das juntas de freguesia; organizações sem fins lucrativos, de e para as pessoas com deficiência; escolas, Segurança Social; Instituto de Emprego e Formação Profissional; o Hospital de Vila Franca de Xira; centros de saúde; forças de segurança e Associação Intervenção Social e Comunitária.

arruda dos vinhos

Parque das Rotas tem o contributo das crianças

município inclusivo

Vila Franca já tem comissão para a deficiências


12 // notícias // janeiro ensino

Jovens de Vila Franca recolhem 44 toneladas de lixo

literatura

Silvério Manata e Carlos Alves venceram prémio Alves Redol

Mais de 23 mil jovens participaram no programa de educação ambiental da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. O PREDAMB envolve um conjunto de iniciativas que decorrem dentro e fora das escolas no município ao longo do ano letivo. E é cada vez mais um agente integrador da comunidade em torno da defesa do ambiente e de práticas ecológicas. De entre os vários projetos promovidos, destaque para as atividades em quintas municipais e hortas biológicas que envolveram alunos e idosos; houve também a parceria com a Valorsul que permitiu a criação da “Brigada do Amarelo” que promove a recolha de lixo reciclável nos 37 estabelecimentos de ensino participantes, tendo sido recolhidos mais 44 toneladas de detritos. Foram também estabelecidas parcerias com outras entidades, como os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Vila Franca de Xira (SMAS) e o Espaço de Visitação e Observação de Aves (EVOA) que enriqueceram de forma muito significativa a oferta de atividades. Há também outras iniciativa de âmbito mais geral, como a Pedalada pelo Ambiente que registou, este ano, 754 participantes.

Silvério de Jesus Manata, na modalidade de romance, pela obra “Um Silêncio de Sombra”, e Carlos Alves, na categoria de conto, pela obra “Vozes de Burro”, são os vencedores do prémio literário promovido pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Os vencedores recebem da autarquia 7500 euros e 2500 euros, respetivamente. Silvério Manata, na foto, à esquerda, é natural de Carapelhos (concelho de Mira). Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, foi professor do ensino secundário até 1993, ano em que optou pela atividade empresarial. Publicou a sua primeira obra em 2003 e tem já diversos livros no mercado. Já Carlos Alves, na foto, à direita, é natural de Castelo Branco e reside em Arruda dos Vinhos onde é eleito na Assembleia Municipal. Licenciado em Filosofia, é professor e investigador na área. O júri, constituído por Ana Cristina Silva, escritora vilafranquense e representante da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira; Manuel Frias Martins, ensaísta e representante da Associação Portuguesa de Críticos Literários; e Miguel Real, escritor e crítico literário, referem que “Um Silêncio de Sombra”, "destacou-se por ser uma obra com uma apreciável desenvoltura narrativa. A inteligente utilização da ironia é um elemento decisivo para cativar o leitor”, elogiam. Já a obra “Vozes de Burro”, foi considerado um “bom conjunto de contos que, através de uma abordagem realista de episódios circunstanciais da vida, se inquire sobre temas permanentes como a fragilidade física, a incapacidade da existência de uma harmonia plena, o riso e a ironia como resposta à resignação”. Foram apresentados 60 trabalhos. A cerimónia de entrega dos prémios irá decorrer em abril próximo.


13 ambiente

Mouchão da Póvoa é reparado em março

O mouchão da Póvoa de Santa Iria vai entrar em obras em março de 2018. A garantia é do mi-nistro do Ambiente. João Pedro Matos Fernandes assegurou no Parlamento, em dezembro, que a tutela vai proceder à "reparação urgente do mouchão", prevendo que as obras arranquem em março de 2018. Recorde-se que aquela ilha no meio do Tejo, que tem mais de 1200 hectares, sofreu um rombo num dos diques, estando parte dos terrenos já alagados. A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira há

tinha alertado as entidades competentes sobre o risco desta zona protegida desaparecer do mapa. Um dos problemas é que nem Estado nem os alegados proprietários do espaço queriam assumir a responsabilidade. Entretanto, numa nota enviada à imprensa, o Ministério do Ambiente apurou que " o mouchão permanecia no domínio público do Estado e que nenhuma ação ou procedimento para o reconhecimento do direito de propriedade foi registada”. No entanto, o Ministério do Ambiente ressalva que, caso seja aprovada a titularidade privada do mouchão, caberá ao proprietário assumir os custos da obra. Entretanto, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) "está a encetar os procedimentos necessários para efetivar a celebração do contrato de empreitada, após o que terá de ser remetido ao Tribunal de Contas".

investimento

Salvaterra substituiu e aumenta rede de ecopontos

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos está a substituir todos os ecopontos do concelho. Nesta primeira fase, foram já trocados cerca de meia centena destas infraestruturas e o intuito é alargar a mudança a toda a rede. É também objetivo da autarquia aumentar aumentar a oferta de postos de recolha de lixo a toda a população “ao longo deste mandato", refere a edilidade em comunicado. Este é um investimento comparticipado pela Ecolezíria, empresa intermunicipal responsável pela gestão, tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos produzidos em seis municípios: Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Coruche e Salvaterra de Magos. tauromaquia

Vasco Pereira sucede a Ricardo Castelo

Pedro Castelo vai deixar de ser cabo do grupo de forcados amadores de Vila Franca de Xira. O engenheiro de 33 anos já há algum tempo que tinha evienciado vontade de dar lugar a novas esperanças. E a decisão oficial está tomada e há já um sucessor que foi anunciado em dezembro. Vasco Pereira, forcado da cara, membro já com bastantes provas dadas, foi o nome que encontrou consenso entre todos os elementos. A mudança de cabo, embora ainda sem data definida, deverá ocorrer na tradicional corrida nocturna de terça-feira, da feira de outubro de 2018. mais notícias diariamente no facebook da gira e em revistagira.com


14 // moda // janeiro

maria martins

Dê aroma ao seu inverno

A éMe bohèMe é mais do que vestuário. É um espaço que define tendências e lhe proporciona ideias para a casa também. Porque, não basta andarmos bem vestidas, é igualmente importante que nos sintamos bem no nosso lar. Por isso, na éMe bohèMe há roupa, calçado e acessórios, mas também pequenos objetos do quotidiano e de decoração que “são ideias perfeitas para pequenos presentes ou lembranças para alguém especial”, como #emeboheme sugere Maria Martins. Formada em Gestão de Marketing e mestre em CoMARCAS municação Estratégica, a gestora da éMe bohèMe éMe bohèMe afirma: “quero que moda e acessórios: quem visite o nosso espaço se sinta Maïttè, Tendências, Nekane, em casa e se inspire em cada deKaramel, ML, Rüga, Ferrache, talhe”. Há novidades sempre a Beneditas, Bastta, My Koin chegar, como os novos aromas da calçado: Portus Cale, que nos remetem para Cubanas, Ruika, Xuz o imaginário vintage tão marcante aromas: da cultura portuguesa. Castelbel, Boles d’Olor, Num misto de promoções e novidades, Lothantique, Mathilde M., visite a éMe bohèMe. Yankee Candle, gourmet: In Tube, Kusmi Tea

eMe boheMe

CONTACTOS ALVERCA | Avª Capitão Meleças, 56 LISBOA | Estrada da Luz, 148C Tlf. 918 771 434 Segunda a sexta 10:00 - 19:00 Sábados 10:00 - 17:00 Abertos ao almoço


15 a moda é isto!!!

Saldos: Get ready! Go!

Maria Martins*

O maior dos dramas dos saldos é querer comprar tudo e mais alguma coisa! Aqui ficam cinco regras de ouro que não deve esquecer.

1| ESTABELECER ORÇAMENTO É muito importante definir um orçamento para artigos que realmente precisam (peças-chave e intemporais), assim como para peças mais trendy e acessórios arrojados (neste caso, o orçamento deverá ser mais comedido). Nos saldos é muito fácil acumular peças iguais e de fraca qualidade. Assim sendo, devemos apostar em peças de qualidade (acima das nossas possibilidades) e não em quantidade! 2| NÃO SE ATRASEM Assim que começam os saldos não pensem duas vezes! As primeiras a chegar conseguiram as melhores peças. Não se atrasem sob pena de não encontrarem as peças que tanto queriam a preços reduzidos. Ah, mas não se esqueçam de verificar sempre os preços iniciais.

3| ANALISAR AO DETALHE É certo que existem sempre aquelas peças que namorámos durante toda a estação e, no momento dos saldos, queremos levá-las dê lá por onde der. Comprem peças apenas do vosso tamanho, não se esqueçam que peças muito apertadas fazem-nos mais gordinhas e peças largas terão que ser arranjadas. Portanto, não compensa! É fundamental assegurar que as peças não têm defeitos, experimentá-las para perceber se nos ficam realmente bem e se as vamos usar.

4| ESTAR ATENTA ÀS NOVIDADES Já que vamos gastar dinheiro porque não comprar de forma inteligente? Deveremos comprar peças que se ajustem à transição das estações. Exemplo disso são alguns vestidos, jeans e casacos. Evitem comprar peças difíceis de conjugar com as que já têm. 5| RESISTIR AO IMPULSO Não é porque está em saldo que temos que comprar cegamente! Sejam razoáveis e procurem ver o que está em falta no armário. Perguntas que deverão fazer antes de comprar: É o vosso número? Favorece-as? Acham que vão mesmo usar? Gostam assim tanto? O material é de qualidade? O preço justifica mesmo? Sempre que fizerem estas perguntas serão ajudadas a selecionar as peças nas compras por impulso!

*fashion adviser & personal shopper


novembro // diretório // 17

vestuário

vila franca

MOOD Moda feminina com as melhores marcas, como G.Sel, Rinascimento, entre outras. Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, 17 segunda a sexta: 9h às 20h sábados: 9h às 18h 263 031 968

ÁRAS Nova loja de vestuário feminino, com um toque de modernidade. Avenida Miguel Bombarda Vila Franca de Xira segunda a sexta: 10h às 13h - 14h às 19h sábados: 10h às 14h 937 012 474

alverca

éMe bohèMe A mulher boémia, elegante, em harmonia com a natureza. Loja com acessórios, calçado, aromas para casa, gourmet. Caso único de elegância. E agora também com loja em Lisboa, na estrada de Benfica Av. Capitão João Almeida Meleças, 56 211 940 464 918 771 434

QUEEN HOME Marcas de qualidade, exclusivas, que transformam qualquer mulher numa rainha. Rua José António Veríssimo da Silva, loja 7 216 010 306

SILHOUETTE Concept Store com vesturário, calçado e acessórios. Destaque para a marca exclusiva de malas Gabs. Rua do Trabalhador, 6 loja 3 219 593 876 segunda a sábado 10h30 às 19:30

castanheira

ESTILO FIEL As melhores marcas, exclusivas e com uma história única: Lois, Naf Naf, Mike Davis, Rockport, entre tantas outras. Rua Palha Blanco 133C 263 270 131

retrosarias

vila franca

RISCOS PITORESCOS Projeto jovem, com classe, onde tudo é possível, desde que a imaginação o permita. Rua Miguel Esguelha, 6 934 402 228

restaurantes

vila franca

150 GRAMAS Comida eclética, com charme e qualidade pelo chef Pedro Teles e a gestão de Ricardo Leal. Rua Serpa Pinto, 92 12h30 às 15h 19h30 às 23h encerra domingo à noite e segunda-feira

CASALEIRO'S Confeção gourmet, com produtos de primeira qualidade. (antigo Calçada) EN248 Bisau, Cotovios 219 511 864 | 968 458 883 casaleirosrestaurant.pt KOMIKALA Pratos confecionados com gosto caseiro. Centro Comercial da Mina 965 313 700

alhandra

PETISCOS NA MESA Novo espaço com pratos diários diferentes e uma seleção de petiscos suculentos de chorar por mais.

Avenida Sousa Martins T: 219 511 191

VILLA RIO Rua Sousa Martins, 114 Nova imagem e nova decoração para um dos espaços mais emblemáticos da região. Agora também com serviço de almoço. de segunda a sexta: 12h às 24h sábado: 12h às 4h domingo: 12h às 20h encerra à segundasfeiras.

alverca

O CHAFARIZ Restaurante de comida típica portuguesa com gosto a pratos caseiros e ingredientes frescos. Com música ao vivo regularmente. Largo Dr. Jaime Marques Simão, 3 Arcena T: 938 708 980 das 12h às 15h e das 19h às 24h

cafés/bares alverca CHÁARA Pratos saudáveis. Atendimento excelente e espaço acolhedor. Praça engenheiro José Vaz Guedes, 41, Malvarosa T: 219 571 012

decoração

alverca

QUEEN HOME INTERIORS Novo espaço requintado com as melhores marcas nacionais e serviço personalizado de decoração. Com assinatura de Ana Marçalo. Urbanização da Malvarosa T: 966 257 184 T: 216 010 306 queenhome@sapo.pt

saúde vila franca de xira CLÍNICA DR. PEDRO MOTA Espaço renovado para melhor cuidar dos seus dentes Praceta Jornal Vida Ribatejana, 7 Vila Franca de Xira T: 918 280 717

night clubs

vila franca

SOHO Av. Combatentes da Grande Guerra, 23 sábados das 22h às 4h

póvoa sta iria

AMAZING KLUB Rua Polígono das Atividades Económicas 23h às 4h encerra de domingo a quarta.

vialonga

STATION Rua general Humberto Delgado, 4 Verdelha do Ruivo

motos

póvoa

NP MOTOS Somos uma das melhores empresas de comércio de produtos para veículos motorizados de duas rodas. Temos oficina, boutique e marcas exclusivas como a UM. Av. D. Vicente Afonso Valente, Lt G, Fração E T: 219 522 795 T: 933 763 773 segunda a sexta: 9h às 19h30 sábado: 9h às 13h

Para fazer parte do nosso diretório contacte: revistagira@revistagira.com ou o telefone 968 236 531


18 // agenda // janeiro

quarta :: 3

livros

VIDAS DIFÍCEIS Biblioteca Municipal Póvoa de Santa Iria 263 271 200 16h Apresentação de livro “Vidas difíceis: De Aldegalega ao Pragal”, de João Correia Marques

sexta :: 5 cinema

MÓNICA E O DESEJO Fábrica das Palavras Vila Franca de Xira 263 271 200 18h30 Ciclo de cinema dedicado à obra de Ingmar Bergman nas celebrações dos 100 anos do nascimento do cineasta, na sala polivalente, no piso 0.

desporto

XPERIENCE OPEN DAY Ginásio XPerience Alverca 219 595 929 18h30 Com 2018 começa um novo ano, com novos desafios e objetivos, com novas metas. Um dia aberto neste ginásio para mexer o corpo e conhecer modalidades que, se calhar, poderão ser perfeitas para ti.

caminhada

PINTAR DOS REIS Ruas de Alenquer 20h 918 652 872 15€ Nalgumas terras do concelho de Alenquer, antes de se cantarem, pintam-se, nas paredes das casas, símbolos e desejos de felicidades para o ano que começa e é aqui que reside a verdadeira originalidade. Os reiseiros, assim se chamam os que cumprem este ritual, dividem-se em

dois grupos: o primeiro, munido de lanternas, pincéis e tintas, marca o trajeto com pinturas, servindo-se de um código em que as cores vermelha e azul desempenham um papel importante. Este passeio convida-te a encerrar a quadra natalícia da melhor maneira. Vem à vila de presépio de Portugal, percorrer as calçadas e descobrir mais sobre esta tradição secular que foi alvo de candidatura a património imaterial cultural. Preço com jantar incluído.

de Arte Contemporânea COSMO/POLÍTICA, comentada pelas curadoras.

caminhada

A PATERNIDADE Associação Caminhando Cardosas, Arruda dos Vinhos 15h 263 976 011 Encontro para falar sobre paternidade. Conversas sobre gravidez, parto e tudo relação entre pais e filhos. Neste dia o tema é sexualidade na gravidez e no pós-parto.

sábado :: 6

PINTAR DOS REIS MOTARD Ruas de Alenquer 930 616 464 9h Nalgumas terras do concelho de Alenquer, antes de se cantarem, pintam-se, nas paredes das casas, símbolos e desejos de felicidades para o ano que começa e é aqui que reside a verdadeira originalidade. Os reiseiros, assim se chamam os que cumprem este ritual, dividem-se em dois grupos: o primeiro, munido de lanternas, pincéis e tintas, marca o trajeto com pinturas, servindo-se de um código em que as cores vermelha e azul desempenham um papel importante. Este passeio convida-te a encerrar a quadra natalícia da melhor maneira, de mota pelas ruas de Alenquer.

workshop

ARTES DE VANGUARDA Museu do Neo-Realismo Vila Franca de Xira 263 285 626 10h Workshop ministrada por Sandra Vieira Jürgens e visita à exposição, “A Sexta Parte do Mundo”, do Ciclo

desporto

XPERIENCE OPEN DAY Ginásio XPerience Alverca 219 595 929 10h Com 2018 começa um novo ano, com novos desafios e objetivos, com novas metas. Um dia aberto neste ginásio para mexer o corpo e conhecer modalidades que, se calhar, poderão ser perfeitas para ti.

debate

gastronomia

PROVA DE VINHOS AO PÔR DO SOL Cais fluvial Salvaterra de Magos 263 976 011 15h 20€ Esta proposta de atividade vai levar-te a conhecer os encantos do Tejo, num cruzeiro ao pôr do sol, em dia de reis, um evento não só para todos os amantes da fotografia, mas para todos aqueles que gostam de descobrir os encantos da natureza, muitas vezes, tão perto da nossa porta. Neste passeio com uma duração aproximada de duas horas, irás conhecer os mouchões, navegando perto do cais e casario de aldeias avieiras. Haverá ainda lugar a uma prova de vinhos, com dois vinhos (branco e tinto) e um

licoroso.

gastronomia

DANÇA PRÉ-NATAL Estúdio Yoga e Dança Vialonga 15h30 925 721 936 O embalaiê tem um trabalho destinado às mães gestantes, onde a dança é o instrumento utilizado no contacto íntimo com o bebé que cresce e se desenvolve em seu ventre. Na aula serão trabalhados a respiração, o relaxamento através da visualização, buscando a consciência do corpo através do movimento e do toque, da massagem (mapeamento do corpo), além da exploração dos movimentos livres, potencializados pela vontade de exprimir todas as emoções que este momento único inspira, através da criatividade e da espontaneidade

cinema

DISNEY'S COCO Cineteatro de Benavente Rua Luis Godinho, 2 263 519 637 15h30 Filme de animação de Adrian Molina. Com duas sessões: às 15h e às 21h

dança

GALA DE REIS Sociedade Euterpe Alhandrense Alhandra 219 500 592 21h30 12,5€ Entradas pagas para ver um espetáculo em grande, com demonstrações das várias classes existentes no conservatório regional Silva Marques e de desporto na Euterpe. Imperdível

música

CONCERTO DE ANO NOVO Ateneu Artístico Vilafranquense


19

Chegaram os SALDOS!! Até -50%!!

Na SILHOUETTE Concept Store, encontra as últimas tendências da estação, numa selecção de marcas exclusivas, a preços fantásticos! Kontessa, Nakuro, Me Wear, PEPPA, The Korner, HUNNY, Bus Urban Wear, CHEYENNE, Liber Jeans, GABS, Rufel, Paulo Brandão, Fátima Lopes, PARODI Shoes, Clara & Morena, Daniela Shoes, Ruika. Acessórios da Bastta & Co, Jetlag, In Love, Kontessa. Aproveite e visite o novo espaço da SILHOUETTE, na Malvarosa, em Alverca. gola Liber Jeans vestido Peppa botim Daniela Shoes mochila Rufel

camisa Bus Urban Wear colete Kontessa calça Liber Jeans botim Ruika mala Gabs

chapéu Kontessa vestido Peppa mala Ruika botim Ruika camisa Me Wear colete Kontessa calças Liber Jeans mala Rufel botim MLV

modelo: Manuela Dias fotografia: António Dias

LOJA 1 Rua do Trabalhador, 6 loja 3 LOJA 2 Praça Eng. José Vaz Guedes, 1 loja 4 ALVERCA 219 593 876 2ª a 6ª: 10h30 às 13h30 das 15h às 19h sábado 10h às 13h

silhouette.concept.store


20 // agenda // janeiro Vila Franca de Xira 263 271 418 O Ateneu Artístico Vilafranquense vai ser palco do concerto de Ano Novo do município. A edição de 2018 da já habitual iniciativa, terá sob a direção do maestro Carlos Gonçalves, a banda do Ateneu Artístico Vilafranquense e a orquestra de Vialonga, que irão atuar conjuntamente. Sob o tema “Os Grandes Compositores”, este concerto pretende marcar o início do ano novo, com música e com a harmonia e fusão dos artistas em palco, ao estilo de Viena de Áustria, numa viagem pelo mundo dos grandes compositores contemporâneos e do passado.

teatro

QUE GRANDE CALDEIRADA SFRA Alverca 21h30 910 943 742 Florbela Queiroz, a festejar este ano 60 anos de carreira, e depois de ter percorrido o país com a revista “Ol(h)á Florbela!”, com constantes lotações esgotadas, lidera o elenco da nova revista à portuguesa “Que Grande Caldeirada!”. Isabel Damatta, que irá interpretar uma divertida e nova rábula intitulada “PESADELO NA COZINHA”; Marisa Carvalho, que se confirma como grande atriz de revista; a escultural Raquel Caneca, que se desdobra nas funções de atriz e de cantora; a grande revelação Gonçalo Brandão.

domingo :: 7

ar livre

AIRSOFT SOLIDÁRIO Campo do BMA Póvoa de Santa Iria brigada.mortal.airsoft @gmail.com

8h Prova de aisoft, desporto de balas de tinta, em que os fundos revertem a favor da Associação de Dadores Benévolos de Sangue da Póvoa de Santa Iria

artesanato

ARTE NA RUA Centro Comercial Serra Nova Póvoa de Santa Iria 9h Artesanato de artistas locais e animação numa organização da associação Momentos Diferente

desporto

BREAFAST MOTARD Motoclube de Alverca Estrada da Alfarrobeira, 4 963 800 787 9h Encontro de motard em Alverca, com refeição ligeira e passeios pelas ruas da cidade.

DANÇA OPEN DAY Jardim Urbano de Azambuja 9h gratuito Para começar o ano nada melhor, uma aula de zumba, kizom, hip hpp e danças de salão. Este evento marca o arranque do segundo trimestre do PAFT – atividades aos fins de semana, em conjunto com as comemorações do sexto aniversário da APOLO AZAMBUJA.

segunda :: 8

cinema

CITIZEN KANE Auditório da Junta de Freguesia Vila Franca de Xira 263 200 770 15h Dirigido por Orson Welles, o longa conta a ascensão de um mito da imprensa americana. De garoto pobre no interior a magnata de um império do jornalismo e da publicidade

mundial. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.

quarta :: 10

cinema

LADRÕES DE BICICLETAS Museu do Neorealismo Vila Franca de Xira 263 285 626 10h30 Exibição do filme Ladrões de Bicicletas, de Vittorio De Sica, no âmbito do ciclo de cinema “Infância e Realismos” e dentro da exposição “Miúdos, a vida às mãos cheias – A infância do Neo-Realismo português”. Inscrições prévias para escolas (3º Ciclo e Secundário), através do email: neorealismo@cmvfxira.pt. Aberto ao público em geral, sujeito à lotação da sala

sexta :: 12

debate

FIGURAÇÕES DE CRIANÇA Museu do Neorealismo Vila Franca de Xira 263 285 626 10h30 Colóquio internacional sobre o tema “Figurações da Criança na Literatura Neo-realista”, com as presenças de Giovanni Ricciardi, Serafina Martins, Carina Infante do Carmo, Fernando J. B. Martinho, Paula Morão, António Pedro Pita. Visita guiada à exposição “Miúdos, a vida às mãos cheias – A infância do Neo-Realismo português”.

concerto

A LUZ VEM AS PEDRAS Fábrica das Palavras Vila Franca de Xira 263 271 200 18h30 Apresentação do livro “A luz que vem das pedras”,

de António Canteiro, vencedor do Prémio Literário Alves Redol 2015. No piso 0 – sala polivalente.

saúde

WORKSHOP COMIDA SAUDÁVEL Beauty Sensation Rua Casal dos Mortais, 10 Vialonga 968 997 043 19h 10€ Esta workshop destina-se a pessoas que querem ser saudáveis e melhorar o seu novo ano! Serão partilhadas dicas e alguns truques simples e fáceis de aplicar no seu dia a dia

comédia

STAND UP LAY DOWN Grémio Dramático Povoense Póvoa de Santa Iria 219 565 004 21h30 Vamos fazer a Póvoa de Santa Iria tremer, gemer, gritar e rir. Um novo conceito de comédia, em que uma única mulher troca o pudor por humor, numa série de posições bem conhecidas

cinema

SÓ PARA BRAVOS Cineteatro de Benavente Rua Luis Godinho, nº2 263 519 637 21h30 É a história heróica de uma unidade elite de bombeiros que, através da esperança, determinação, sacrifício e o impulso para proteger famílias, comunidades e o seu país conseguem vencer um enorme incêndio nos EUA. O filme venceu alguns prémios da academia dos óscares e foi elogiado pelas suas interpretações. Tem Josh Brolin no principal papel.


// 21

sábado :: 13

desporto

BREVET L'ANTIQUE 200 Piscinas Municipais Vila Franca de Xira 263 275 258 8h Prova de ciclismo de 200 quilómetros que começam junto às piscinas municipais, percorrendo nacionais e estradas de campo até à Chamusca. Cartaxo, Santarém, Constância, Chamusca e depois regresso pela margem sul, passando pela ponte rainha D. Amélia, Muge até Vila Franca. As inscrições são obrigatórias.

encontro

FIGURAÇÕES DE CRIANÇA Museu do Neorealismo Vila Franca de Xira 263 285 626 10h Colóquio internacional sobre o tema “Figurações da Criança na Literatura Neo-realista”, com as presenças de Giovanni Ricciardi, Serafina Martins, Carina Infante do Carmo, Fernando J. B. Martinho, Paula Morão, António Pedro Pita. Visita guiada à exposição “Miúdos, a vida às mãos cheias – A infância do Neo-Realismo português”.

fórum

DEBATE SOBRE O PATRIMÓNIO Núcleo Museológico Alverca do Ribatejo 219 570 305 16h30 A vida e obra do poeta Sidónio Muralha num debate com José Raimundo Noras (mestre em História da Arte Património e Turismo Cultural, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra), no âmbito do ciclo de conferências “Conversas sobre Património e

História”.

noite

ANIVERSÁRIO SOHO Soho Café and Lounge Vila Franca de Xira 967 829 779 23h É o oitavo aniversário de uma das mais conceituadas casas noturnas na cidade. As entradas são pagas.

domingo :: 14

ar livre

PASSEIO ALDEIAS AVIEIRAS Escaroupim Salvaterra de Magos 263 976 011 9h Esta proposta de atividade permite reunir num mesmo dia diversas componentes, a saber: caminhada, muitas vezes à beira rio, um passeio de barco pelas aldeias avieiras do Escaroupim, Valada do Ribatejo e Palhota, uma proposta de piquenique ou almoço em restaurante da zona e para terminar uma visita à falcoaria real de Salvaterra de Magos, onde poderemos observar diversos falcões e assistir a uma demonstração de voo desta bela ave.

segunda :: 15

cinema

O PIANO Auditório da Junta de Freguesia Vila Franca de Xira 263 200 770 15h Na época vitoriana, quando a Nova Zelândia estava a ser colonizada há pouco tempo, para lá se muda Ada McGrath (Holly Hunter), um mulher que quando tinha seis anos de idade resolveu parar de falar. Ela vai na companhia

editorial

A servir de inspiração António Dias*

No próximo dia 27 de janeiro, o bar Soho, em Vila Franca de Xira, organiza uma fashion night. Um desfile de moda, com o apoio de lojas da cidade de Vila Franca de Xira, que pretende promover as coleções de inverno dos espaços comerciais que organizam o evento. O resto do concelho e outros estabelecimentos de munícipios à volta, ao que parece, ficam de fora, já que o slogan da festa defende: “a moda não é exclusivo só noutras cidades”. A intenção é meritória e a revista gira deseja o maior sucesso a este acontecimento que, se puderes, não deves perder. É interessante ver como os negócios começam a perceber que precisam “de se mexer” para promoverem melhor os seus produtos. A gira surgiu exatamente com esse intuito. Criámos um novo conceito de produção publicitária que agarrou alguns empresários que souberam renovar a sua imagem, sendo que alguns deles já a transpuseram para os nossos conteúdos audiovisuais, com excelentes resultados. É o futuro. É interessante ver como a gira marcou uma tendência e isso provocou uma reação em diversos espaços. Basta acompanhar algumas páginas de lojas no facebook depois da gira surgir. Vem isto a propósito das histórias fantásticas que conheci para a reportagem sobre empreendedorismo que escrevo a partir da página 30. Sempre preferi os relatos positivos como ângulo de abordagem do meu trabalho. Uma luta constante, num país conhecido pela sua tendência depressiva. Em maio de 2016 publiquei um texto no jornal Voz Ribatejana sobre “o renascer do Ribatejo”. Há precisamente um ano, aqui na gira, falámos dos novos talentos da região, como Vasco Gargalo ou Leonor Teles. Este mês, alargamos o âmbito geográfico. Espero que, mais uma vez, a gira possa servir de inspiração a muita gente sonhadora que há por aí. *jornalista


22 // agenda // janeiro de sua filha, Flora (Anna Paquin). Ada imediatamente antipatiza com Stewart quando ele se recusa a transportar seu amado piano. Stewart vende o instrumento e a George Baines (Harvey Keitel). Atraído por Ada, Baines concorda em devolver o piano em troca de algumas lições no instrumento que se tornam encontros sexuais cada vez mais intensos.

terça :: 16

dança

LAGO DOS CISNES Cineteatro de Benavente Rua Luis Godinho, nº2 263 519 637 21h30 Oportunidade única para ver atuar o Royal Russian Ballet. Conceituado grupo que apresenta a peça clássica e brilhante para toda a família.

quarta :: 17

cinema

ROGUE ONE Cineteatro de Benavente Rua Luis Godinho, 2 263 519 637 21h30 Passagem dos últimos filmes da saga Star Wars. A sala vai encher!!

sexta :: 19

desporto

OPEN MASTERS INVERNO Piscinas Municipais Vila Franca de Xira 263 275 258 10h Campeonato nacional de masters de inverno de natação. A competição é disputada em formato open. Têm direito a participar todos os nadadores nascidos até 31 de dezembro de 1993, inclusive. O limite máximo de provas em que cada nadador

poderá ser inscrito nestes campeonatos é de cinco provas individuais, mais as provas de estafeta. A participação dos nadadores está condicionada ao cumprimento das condições enunciadas no regulamento nacional.

literatura

O SÉTIMO SELO Fábrica das Palavras Vila Franca de Xira 263 271 200 18h30 Ciclo de cinema dedicado à obra de Ingmar Bergman nas celebrações dos 100 anos do nascimento do cineasta. Este filme de hoje é um clássico. O filme ambienta-se em um dos mais obscuros e apocalípticos períodos da Idade Média europeia.

sábado :: 20

caminhada

PASSADIÇOS DO TEJO Póvoa de Santa Iria 917 940 888 9h Caminhada junto ao Tejo, passando pelo parque urbano da Póvoa de Santa Iria, cais palafítico, praia dos Pescadores, passadiços do estuário do Tejo. Aconselha-se calçado confortável e roupa adequada à estação. Inscrições obrigatórias. II TRAVESSIA DE ARRUDA Sociedade Recreativa Ado-Mourão Arruda dos Vinhos 219 681 912 Esta proposta de caminhada decorre no concelho de Arruda dos Vinhos, e vai levar-te a percorrer caminhos rurais e trilhos que nos proporcionaram excelentes panorâmicas de toda a zona envolvente, numa simbiose perfeita entre montes e vales, moinhos e fortes das lin-

has de torres.

moda

VILA FRANCA FASHION NIGHT Soho Café and Lounge Vila Franca de Xira 967 829 779 23h Evento para promover a moda de lojas e designers de Vila Franca de Xira.

domingo :: 21 desporto

BTT MONTEJUNTO ARRUDA Adega Cooperativa Arruda dos Vinhos 263 975 125 9h Prova de ciclismo para os apreciadores e todo o terreno. Inscrições obrigatórias.

TREKING FORTES ALHANDRA Secção Náutica Alhandra 219 500 005 15€ 9h Desafio bem ao estilo hard trekking, uma caminha pesada que começa num ambiente urbano, explorando depois as serras mais verdes e bravias nas imediações de Lisboa. A um ritmo elevado de cerca de 5km/h de média, serão atravessadas duas serras, Alhandra e Arcena.

quarta :: 24 cinema

STAR WARS II Cineteatro de Benavente 263 519 637 O cine teatro de Benavente passa os últimos filmes editados da saga. Hoje o reinício da história, com O Despertar da Força.

sexta :: 26 cinema

STAR WARS III Cineteatro de Benavente

263 519 637 O cine teatro de Benavente passa os últimos filmes editados da saga. Hoje Os Últimos Jedi.

sábado :: 27

artesanato

ARTE NA RUA Junta de Freguesia Forte da Casa 219 533 100 Artesanato de artistas locais e animação numa organização da associação Momentos Diferentes.

teatro

REVIST'Ó FADO Ateneu Artístico Vilafranquense Vila Franca de Xira 263 271 418 Os espetadores vão poder assistir a divertidas rábulas humorísticas, intercaladas com atuações de temas cantados ao vivo. Mias página ao lado.

música

MEGACRUSHER Chopper Bar Vala do Carregado 263 038 822 22h30 Megacrusher, o primeiro e único tributo português aos Megadeth ruma ao ChopperBar para uma noite de thrash metal.

DEEJOCKER LIVE Soho Café and Lounge Vila Franca de Xira 967 829 779 23h30 10€ Mais uma festa das grandes, no mês de aniversário da maior casa de diversão noturna na cidade. Entradas pagas.

A lista completa e atualizada em revistagira.com. Vê os nossos roteiros culturais em vídeo no facebook e fica a saber o que podes fazer no fim de semana. Às terças às 20h.


23

Ateneu recebe revista de homenagem ao fado teatro

António Pinto Basto, na foto, é uma das estrelas da peça musical que é apresentada dia 27, às 21h30, no Ateneu Artístico Vilafranquense. A “Revist’Ó Fado” é um musical revisteiro onde cenas de humor são interaladas com fado. “Os espetadores vão poder assistir a divertidas rábulas humorísticas, intercaladas com atuações de temas cantados ao vivo”, revela Manuela Bravo, uma das fadistas que participa no espetáculo. O projeto tem sido muito bem acolhido pelo público desde que estreou no verão passado. O argumento engloba um coletivo de atores, muitos conhecidos da televisão, como Paulo Oliveira, Ana Paula Mota, Luís Viegas e Filipa Giovanni. O grupo tem percorrido diversas vilas e cidades do país e já atuaram para emigrantes no estrangeiro. “Ainda recentemente estivemos em França onde a comunidade lusodescendente encheu várias salas”. A rece-

tividade tem sido tão boa que a agenda continua preenchida e as datas vão enchendo o calendário. A próxima atuação é já em Vila Franca de Xira mas há outras atuações previstas para dentro e fora do país. “Estamos muito contentes com o resultado e com o carinho com que somos recebidos. É a prova de que o fado ainda está no coração da maioria dos portugueses”, congratula-se a cantora. Além da música, temas conhecidos do púlico em geral, e outros onde as letras fluem com facilidade, há histórias em torno de gente comum que se encontram num café, a tasca do tio Carlos, onde as cenas acontecem. E para encher as mesas, é provável que gente do público seja convidada a participar. Por isso, prepara-se e afine os dotes de atriz ou ator porque o espetáculo está quase a começar. E, claro, silêncio, que se vai cantar o fado. Os bilhetes custam a partir de €12,5.


24 // entrevista // janeiro

ana leonardo

É IMPOSSÍVEL acolher todos os

animais abandonados

Ana Leonardo Leonardo é responsável pelo centro de recolha oficial (CRO) de animais errantes de Vila Franca de Xira. O canil municipal, como é é conhecido, foi alvo de obras de intervenção em outubro de 2016. De cerca de 60 cães passou a albergar quase 140. E o número continua a aumentar. Nas próximas semanas, parte da estrutura antiga que ainda resta entrará em obras que custarão mais de 50 mil euros. A veterinária avisa que "nenhum canil, em parte alguma do mundo, pode receber e cuidar de todos os animais abandonados que existem. É simplesmente impossível". Contudo, há estratégias que estão a ser tomadas para travar o problema. O António Dias conversou com Ana Leonardo para conhecer melhor o trabalho da equipa incansável do CRO que tudo faz pelo bem estar animal.


25


26 // entrevista // janeiro Qual o balanço que faz do seu trabalho no CRO de Vila Franca de Xira? Entrei no canil há cerca de três anos e, na altura, por coincidência, aconteceram uma série de alterações legislativas e estruturais que vieram ajudar muito o meu trabalho. A nível nacional houve também uma mudança estratégica em relação aos animais muito importante. Mas aqui, em Vila Franca de Xira, fui muito apoiada por um executivo que sempre demonstrou uma enorme vontade de mudar o que estava instituído. Foram feitas obras, claro, mas também melhorámos a forma como cuidamos de todos os seres vivos que acolhemos, até porque as leis começaram a apontar noutro sentido. Além das estruturas de apoio, mudámos a política de passeios, de maneio e o contacto com as pessoas também se alterou. Foi uma transformação, diria, quase radical, em que o apoio da vereação camarária permitu que as mudanças ocorressem de uma forma ainda mais célere. Sei de casos no país em que a adaptação está a ser muito mais difícil e de situações muito complicadas. Também é importante ter uma equipa comigo no CRO que é muito apaixonada pelo tema do bem estar animal. Eles fazem um esforço que, por vezes, é sobrehumano, para que todos os animais estejam bem. Costumamos dizer que, aqui, os patrões são os cães. Se eles estiverem bem, nós também

estaremos. Trabalhamos por eles e para eles.

A política seguida com os gatos é diferente. Se, quando falamos de uma população canina, o número de errantes poderá ser de centenas, com os felinos serão milhares. É quase virtualmente impossível saber o número certo. Nenhum gatil teria a capacidade de trazer esses animais para um espaço próprio e fazer com que eles tivessem as mínimas condições de vida. Por isso, optou-se pela estratégia de captura, esterilização e devolução que é, na minha opinião, a mais correta. Pena tenho eu de não poder fazer o mesmo com os cães. Existem canídeos que, se se mantivessem no sítio onde estão há vários anos, com o apoio da comunidade que os alimenta e cuida deles, seria bem mais fácil para nós. Há que perceber que não temos condições para responder a todos os pedidos. E nunca vamos ter. É bom que as pessoas entendam isto: é impossível, para nós ou qualquer outro canil, acolher todos os animais abandonados que existem. E, às vezes, não acorremos a determinadas situações com a rapidez com que muitos gostariam porque não temos capacidade. É claro que em situações de emergência, se um cão for atropelado, a meio da noite, por exemplo, nós temos que ser capazes de tratar do assunto em tempo útil. Mas ainda

Por lei, estamos proibidos de recorrer ao abate de animais. Só em situações de extremo sofrimento e em fim de vida


27 há muita gente que não entende as nossas dificuldades. Às vezes, quando chegamos aqui de manhã, temos cães deixados à nossa porta. Ainda há dias foram logo cinco de uma vez. É muito complicado.

Mas como se quebra esse ciclo? Eu sou muito positiva por natureza. Penso sempre que amanhã vai ser melhor. Aliás, é assim que vivemos a nossa rotina diária, sem pensar como vai ser o dia seguinte. Se vou estar a preocupar-me com os cães que poderão entrar aqui nas próximas horas, viveria num martírio constante. Eu tenho é que me responsabilizar com o número atual e fazer o plano de trabalho a partir daí. Não dá para viver de outra maneira. Mas eu acho que todas estas estratégias que estão a ser tomadas, principalmente a esterilização, vai dar frutos. Pode não ser daqui a dois ou três anos, contudo estou convencida de que daqui a uma década estaremos num patamar completamente diferente. Porque, cada animal que esterilizo hoje, resultará em menos dezenas de animais durante toda a sua vida fértil. Portanto, considero que estamos no caminho certo. Porém, ainda temos um longo caminho pela frente, porque há um trabalho de mudança de mentalidades que tem que ser trilhado. Muita gente fica chateada connosco porque negamos recolhas de determinados animais. O público em geral precisa de entender que, para cada animal abandonado que encontramos, há sempre mais uns dez que ninguém olha para eles. Temos que saber gerir as urgências. É inútil estar a trazer animais à toa para depois tirar qualidade de vida aos que já cá estão e aos que vierem depois. É preciso saber contrabalançar e essa gestão é bem complicada.

Ainda há imensa gente, sobretudo no campo, que foge à responsabilidade de cuidar dos seus animais.

opinião

Mais nós e menos eu Carlota de Pina*

É com esta tradicional pergunta que inicio o texte deste mês: o que fazer mais e melhor em 2018? A nível pessoal, é importante questionarmos se conhecemos o verdadeiro EU. Porque, só partindo desse conhecimento é que conseguimos traçar o caminho que queremos percorrer para alcançar os nossos próprios objetivos e para conseguirmos ajudar os que mais precisam. A nível profissional, devemos questionar-nos se realmente estamos a fazer o que gostamos ou, se pelo contrário, ambicionamos algo diferente para a nossa vida. Algo que nos faça realmente felizes e que nos motive a levantar todos os dias. Se assim é, devemos seguir os nossos sonhos, porque só assim conseguiremos alcançar os nossos objetivos e ajudar o próximo. O fim de ano é sempre um momento importante para fazermos uma retrospetiva de tudo o que fizemos, sendo bastante gratificante quando concluímos que conseguimos realizar tudo aquilo a que nos havíamos proposto. Mas, com o fim de um ano, um novo se inicia, o que significa a continuação de projetos, mas também, e principalmente, o início e planeamento de outros. Esses novos planos, quer sejam pessoais ou profissionais, devem estar sempre assentes na procura da nossa realização pessoal, mas também do coletivo, pois fazemos, todos, parte de uma sociedade, a qual só com o trabalho coletivo pode evoluir. Reparem o quanto gratificante é ao fazermos a nossa retrospetiva e verificamos que, com o nosso trabalho e dedicação, conseguimos contribuir para a felicidade e bem estar de alguém! Assim, um dos meus desejos para 2018 é que todos nós possamos mudar o paradigma da sociedade do EU, em prol da sociedade do NÓS. Desejo a todas as leitoras e todos os leitores da revista giraum 2018 cheio de saúde, amor, felicidade, atitude e coragem. Basta acreditarem, que tudo é possível. *autarca do PSD


28 // entrevista // janeiro Não os esteriliza. Não os vacina. Isso não irá minar todas as estratégias que se estão a tomar? É por isso que trabalhamos a questão da sensibilização da população. É crucial apostar nas gerações futuras e educá-las para que respeitem os direitos dos animais. O facto de esterilizar todos os animais que entregamos para adoção é também um passo importante, além de uma obrigação legal. Em 2017, por exemplo, esterilizámos cerca de 200 animais. Este ano serão mais e em

lhados pelas várias freguesias do município. O primeiro passo é sinalizar a existência desses locais. Para isso, trabalhamos em conjunto com uma associação de apoio, a Animais de Rua, que faz a captura desses indivíduos que são esterilizados e devolvidos. Depois são trabalhadas formas de educação junto dos cuidadores para que a transição seja pacífica. Repare: não vale a pena estar a tirá-los do sítio para, depois, voltarem para lá outros gatos. Ou seja, o ciclo repeter-se-ia. Assim, em vez de o quebrar,

+ info

Centro de Recolha Oficial Estrada do Porto da Areia Castanheira do Ribatejo de segunda a sexta das 8h30 às 12:00 e das 13h às 16h T: 263 299 527

Ana Leonardo acredita que ao longo dos anos existirão cada vez menos animais abandonados

2019 serão outros tantos se calhar. É um processo que demora o seu tempo. E aquilo que fazemos com as colónias de gatos no concelho é um forma também de trabalhar em conjunto com a população. Como funciona esse trabalho? Existem centenas de grupos de felinos espa-

mantemos e cuidamos dos bichos.

Matar nunca é uma opção? Nunca. Por lei, estamos proibidos de recorrer ao abate de animais como forma de reduzir o número de elementos dentro do canil. Só em situações em que, declaradamente, o animal está em sofrimento ou em


29 fim de vida.

Imagino que anseiam por gente que queira adotar. Muito. A nossa campanha de natal correu muito bem e estamos sempre abertos durante a semana para que, quem queira ter um animal de estimação, nos possa procurar. Há quem critique este tipo de campanhas, em que promovemos a adoção como sugestão de prendas de natal, por exemplo. Alegam que é uma forma leviana de lidar com a situação porque, mais tarde, a criança cresce, já não os quer e os animais acabam por ser restituídos. Eu discordo dessa opinião. Nenhuma altura do ano é pior ou melhor para ter um animal de companhia. O importante é contribuir para uma adoção responsável. É claro que o novo dono assina uma declaração de responsabilidade, mas antes disso conversamos e tentamos perceber quem é a pessoa que irá ficar com o animal.

São devolvidos muitos? É raro, felizmente. Há sempre casos de pessoas que tarde percebem o peso e o encargo que é ter um cão ou um gato em casa. Dá muito trabalho. Há quem se queixe do barulho, da sujidade, de tudo um pouco. Mas as devoluções não representam sequer um por cento do total das adoções.

O sítio na internet do canil está um pouco desatualizado. O facebook mantém-se como a melhor ferramenta de comunicação com o público. A rapidez com que entram e saem cães daqui não nos permite manter o site tão atualizado como gostaríamos. Por isso, o facebook é a forma mais rápida e eficaz para publicitar todos os cães que temos para adoção.

Ao longo do mês de janeiro, podes ver a entrevista em vídeo no sítio da gira na internet e na página de facebook

saúde

Um 2018 sem excessos Sónia Teles*

O natal é a época do ano onde se cometem mais excessos alimentares. Não sei de quem é a frase “somos aquilo que comemos” mas, seja de quem for, tem muita razão. A nossa alimentação influencia diretamente a nossa saúde. O consumo descontrolado de hidratos de carbono e gorduras é um fator de risco para doenças como a obesidade, a hipertensão, a diabetes ou o colesterol elevado. É claro que não é o único fator de risco mas ajuda muito. Obvi-amente que não é por ter abusado deste tipo de alimentos no Natal que vai sofrer destas patologias. O problema é quando os excessos se estendem para o resto do ano. E, depois, as doenças que referi anteriormente são silenciosas. Por isso é importante que cada pessoa conheça os seus valores de pressão arterial, glicémia, colesterol ou triglicéridos. Quando não se consegue recorrer ao médico para realizar exames laboratoriais, as farmácias são uma boa alternativa para ter uma ideia dos seus valores habituais e para detetar se algum parâmetro está alterado. Também se pode contar com a ajuda dos farmacêuticos no sentido de elucidar sobre estilos de vida mais saudáveis ou, em caso de necessidade, no aconselhamento de suplementos que possam ajudar a controlar os valores de parâmetros. São exemplos deste tipo de suplementos a oliveira para a pressão arterial; o ómega 3 e o arroz vermelho fermentado para o colesterol; ou o crómio para controlar a glicémia. Estes suplementos não substituem os fármacos quando estes são necessários mas podem ser uma boa ajuda. Fica aqui o conselho para um 2018 sem excessos! farmacêutica*


30 // reportagem // janeiro

empreendedorismo

LUTAR

pelo sonho por António Dias

Apesar de ainda se sussurrar a palavra crise, muita gente acredita que Portugal está a atravessar uma maré de oportunidades. Diversos setores vivem estados de pujança, como o turismo, a agricultura, as novas tecnologias e o imobiliário. No primeiro semestre de 2017 foram constituídas quase 22 mil novas empresas em Portugal, o que representa um aumento de 6% face ao mesmo período de 2015. Paralelamente, as insolvências desceram 25%. Só em 2016 o número de entidades criadas quebrou a tendência de crescimento que se verificou nos últimos cinco anos. Depois da profunda depressão, do desemprego e dos cortes orçamentais, sente-se que os portugueses arregaçaram mangas e “fizeram-se à vida”. Há ideias para todos os gostos, projetos pequenos ou maiores, planeados ou inesperados. Aqui ficam alguns exemplos de empreendedores que lutam pelos seus sonhos e que contribuem para o progresso da região e do país.


31

+ info

QUEIJINHOS DO CASTIÇO produção de queijos artesanais de leite de cabra facebook.com/queijaria-amaro T: 910 783 234

Diogo Amaro é um jovem de 24 anos, um pastor do século XXI


32 // reportagem // janeiro

+ info

IMA design, comunição digital, ideiamagenta.pt BRANDZY comunicação audiovisual brandzy.pt CHIMPSTICKERS app designer on line chimpstickers.com

Nuno Ramos é um empreendedor nato, tendo já criado várias empresas


33 grande medida, do gabinete de apoio ao emDiogo Amaro tem 23 anos e no rosto carrega as preendedorismo da Câmara Municipal de Alenexpetativas de toda uma vida. Cresceu por entre quer. "Têm sido excelentes. Mostraram-se logo vales e declives da serra do Montejunto, do lado interessados e são eles que me estão a assessorar do concelho de Alenquer. Brincou com as cabras em toda a parte burocrática. A autarquia está vie as vacas que os avós criaram. A sua paixão pela sivelmente empenhada em criar negócios locais e natureza é nítida, enquanto troca palavras de afeto como não há produtores de queijos no município, com o seu rebanho e pega ao colo um cabrito o fascínio é ainda maior", revela. recém nascido. Cresceu como qualquer jovem, Num mundo cada vez mais inundado de novas com sonhos de ir mais longe, "mas o dever tecnologias, jovens obcecados com telemóveis e chamou-me à terra", suspira. Depois da escola senum país vidrado com as perspetivas do turismo, cundária, trabalhou na Frutalmente, organização é interessante encontrar, a 40 quilómetros de Lisde produtores com terrenos em todo o país boa, um jovem feliz por ser pastor. "É isso que sou. sedeada na Castanheira do Ribatejo, e pelo meio Acordo todos os dias, trato dos animais, venho ingressou nas lides tauromáquicas como forcado com eles para os montes e gasto horas a vê-los pasnos amadores de Alcochete. É por tudo isto que tar". É claro que o futuro passa por delegar responlhe nascem calos nas mãos. "O meu pai dizia-me sabilidades mas os negócios de cariz biológico muitas vezes que, um dia, eu ainda ia trabalhar no estão na moda. "Sem campo. Eu negava semdúvida", concorda Crispre. Mas a vida prega tiana Calçada, proprietária partidas", assume, entre da Maria Biológica. A sorrisos. Tudo começou marca funciona como com meia dúzia de uma rede de agricultores, cabras. "Os meus avós já GABINETE DE APOIO distribuindo legumes, frufaziam criação e recoAO INVESTIDOR tas e cereais através de lhiam o leite para concabazes, uma prática bassumo próprio. Eu Praça Afonso de Albuquerque, n.º 2 tante comum. "Distinparticipava, inicialmente 2600-093 Vila Franca de Xira guimo-nos por vender como uma brincadeira, Telefone: 263 285 600 ext. 1248 apenas produtos de época até que tudo se tornou Telemóvel: 965 802 775 e, paralelamente, damos mais sério", recorda. Os E-mail: gai@cm-vfxira.pt apoio a agricultores na seis caprinos deram à luz certificação", explica. A alhandrense, emigrada duoutros que, por sua vez, se multiplicaram. Hoje já rante vários anos em Angola, regressou a Portugal lhes perdeu a conta e a necessidade de escoar o em 2014 e encontrou um país a renascer. Atualproduto fez o engenho. "Começámos por distribuir mente a residir na Ericeira, assegura que o merqueijos e leite entre amigos, vizinhos e familiares cado está em mudança. "Acho que cheguei numa e a fama foi-se alargando. Estamos a falar de proboa altura. Senti que havia uma cada vez maior nedutos biológicos de elevada qualidade", elogia. cessidade por parte do público em estar informado "Queremos, agora, dar um passo maior e chegar sobre o que come e como isso afeta a sua saúde". às cadeias de distribuição", revela. E assim nasceDe acordo com a Associação Portuguesa de Agriram os Queijinhos do Castiço da queijaria Amaro. cultura Biológica (AGROBIO), este setor valerá "Produzimos, em média, 50 queijos diariamente cerca de 22 milhões de euros e tem crescido 30% e sei que podemos alcançar as 150 unidades ou ao ano. "Desde 2015 conseguimos quase 40 mais". A empresa recém criada está em processo clientes, abarcando a região de Lisboa, zona oeste de certificação para que os produtos possam ser e parte do Ribatejo. Queremos chegar mais longe, comercializados em lojas e supermercados. "Ainda claro", ressalva a vegana, enquanto acaricia a sua temos muitos investimentos a fazer, construir uma pastor-alemão. A Chica faz questão de posar para nova queijaria, comprar material e maquinaria e, a fotografia. "Sou defensora dos animais, do amno futuro, quem sabe, contratar pessoal. Penso biente e é simplesmente insustentável continuar que em meados deste ano tudo estará a correr com a agricultura intensiva, baseada em fitofársobre rodas", assegura, cheio de esperança. Todo macos, que destroem a saúde e a natureza. Há o alento provém da família que o ampara e, em

>>


34 // passeio // janeiro aqui, portanto, um enorme potencial por explorar conseguimos quase cinco mil. Ficámos muito cone acho que os portugueses estão a acordar para este tentes", congratula-se. A etapa mais recente passou tema", assegura. Para a empresária, o futuro só por uma prova de conceito, sugerida por possíveis pode ser verde e os negócios florescem como investidores. "O intuito foi colocar em prática, ducogumelos. As grandes cadeias de hipermercados rante alguns fins de semana, tudo o que desenháestão a alargar a gama de produtos e preparam-se mos no papel. Tivemos 30 clientes que nos para investir em força em novas marcas e na dis- serviram de amostra para sabermos que apertribuição da gama biológica. Para Tim Vieira, pre- feiçoamentos devemos implementar. Está tudo sidente do Conselho Económico e Estratégico de ainda muito fresco", admite a azambujense. "Mas Arruda dos Vinhos, "a agricultura, a par do imo- estamos com grandes expetativas", ressalva. biliário, é uma das áreas com maior potencial de Foi um ano intenso para Rita Narciso e o incentivo recebido tem sido fundamental: crowfunding, concrescimento em Portugal". O empreendedorismo nacional abrange um cursos de ideias, apoios autárquicos, empresários enorme espetro e a região está a dar cartas em com visão, comunicação social, associações de vários setores. Não muito longe dos Queijinhos do jovens empresários, há um mar de estratégias ao Castiço, vive, em Alcoentre, concelho de Azambuja, alcance de qualquer um. Nuno Ramos, empresário Rita Narciso. Formada de Benavente, assegura em engenharia bioque ter "um mentor que médica é responsável possa guiar o empresário" pela Wepark, aplicação é uma vantagem impor(APP) para smartphone tante para criar um negócio. E fala por experiência que pretende ajudar o SÍTIO DO própria. "Nunca tive alcliente a estacionar a EMPREENDEDOR guém que me guiasse e por sua viatura através de isso cometi erros que eram um serviço de motorista NERSANT - Associação Empresarial da evitáveis se tivesse conseon demand. O projeto Região de Santarém lhos de quem sabe", conestá em fase de testes Várzea de Mesiões fessa. No entanto, o jovem mas já está a captar a Apartado 177 2354-909 Torres Novas não tem razão de queixa. atenção de diversos fiTel: 249 839 500 Enquanto estudava arnanciadores. "A ideia Fax: 249 839 509 surgiu numa noite em quitetura, na Universidade sitiodoempreendedor@nersant.pt que tinha um jantar no Lusíada, em Lisboa, Bairro Alto e estive apaixonou-se pelo design e horas à procura de estacionamento. Cheguei com ilustração. Começou a colaborar numa empresa de 60 minutos de atraso. Lembro-me que, a certa al- criação de t-shirts e ganhou de tal maneira o gosto tura, estava tão frustrada que só me apetecia aban- pela área que colocou os estudos de parte e criou a donar o carro e entregá-lo a alguém". Mais uma sua própria marca de t-shirts low cost. "Isto foi em vez, a necessidade conduziu à solução. Isto foi há 2012, mais ou menos. Na mesma altura, sou conum ano. "O primeiro passo foi reunir uma equipa vidado pela TVI para promover o meu negócio no que me ajudasse a desenvolver a ideia. Depois, programa Você na Tv e o impacto foi brutal. Vendi apresentámo-la a investidores e participámos no milhares de unidades", recorda, com satisfação. concurso promovido pelo Montepio, Acredita Por- Daqui nasceu a colaboração com outro sócio com tugal. De um grupo de 13 mil projetos, fomos pas- quem criou uma agência criativa, a Ideia Magenta, sando pelas várias fases até que conseguimos o que, pouco tempo depois, se transformou na IMA, primeiro lugar na categoria de mobilidade". Esta piscando o olho ao mercado internacional. "A muvitória, alcançada no verão de 2017, foi só mais um dança de postura ajudou a alargar a área de passo na ainda curta história da empresa. "No final abrangência e começámos a ter clientes de todo do ano passado, lançámos uma campanha de mundo". Em 2017, a IMA uniu-se a outra empresa, crowfunding na internet com o objetivo de reunir mais focada no vídeo e na fotografia, a Work os primeiros fundos para implementar a nossa Move, e assim nasceu a Brandzy. "Decidimos junempresa. O objetivo era chegar aos 2500 euros e tar sinergias para aumentar o número de serviços

>>


35

+ info

CHEF LUÍS MACHADO cozinheiro, youtuber, formador chefluismachado.com

Luís Machado foi dos primeiros alunos do curso de cozinha, formados na Escola Profissional de Salvaterra de Magos e hoje gere um mini império ligado à gastronomia e até precisa de assistente


36 // passeio // janeiro

+ info

PLUX produção e comercialização de dispositivos de sinais biomédicos plux.info bitalino.com T: 211 956 542

Hugo Silva, nasceu em Vila Franca de Xira mas cresceu em Arruda dos Vinhos. Hoje tem o mundo a seus pés


37 que prestamos". Comunicação empresarial, flyers, vídeos, cartazes, a oferta é imensa. A equipa foi crescendo e o pequeno gabinete no Porto Alto tornou-se apertado para tanto fervilhar de criatividade. Em breve mudar-se-ão para um novo espaço, até porque o ritmo com que tudo se sucede está a surpreender o próprio empresário. Nuno Ramos acaba de lançar a Chimp Stickers, APP que permite a personalização de autocolantes, de uma forma fácil e intuitiva, pelo próprio utilizador, através de um designer on line. "É um programa simples mas potente, que ajuda a desenhar pequenos autocolantes, fazendo uso de templates já existentes ou com upload de fotografias do instagram ou do facebook, transformando tudo num layout que é enviado para nós. É feita a impressão e depois remetemos tudo pelo correio". Foram uma das start up convidadas no último Web Summit que decorreu em Lisboa e a recetividade foi de tal modo grandiosa que a organização do evento convidou-os a serem parceiros oficiais para a edição deste ano. "O nosso produto é bom. O tipo de material, a qualidade, o preço e a cobertura anti UV, que permite maior durabilidade, são fatores que contam para o cliente. Temos encomendas de todo mundo e gente, lá fora, que nos garante que é mais barato produzir com a Chimp Stickers, em Portugal, do que nos próprios países de origem", congratula-se. No futuro, a Chimp Stickers trabalhará em parceria com gráficas de outros países para que a impressão seja local e, assim, se possam reduzir custos e aumentar a escala. Um bom exemplo de como um jovem, aproveitando as oportunidades, consegue alcançar o topo do mundo. De um trabalho de design de t-shirts, Nuno Ramos joga agora ao lado de players mundiais e o futuro é auspicioso. "O que interessa é arriscar. Nada fazer leva a lado nenhum", assevera o benaventense. É um pouco aquilo que defende Luís Monteiro. O chef de 39 anos fez parte da primeira turma do curso de cozinha da Escola Profissional de Salvaterra de Magos. "Sempre quis trabalhar no mundo da restauração", começa por contar. "Trabalhei em hotéis, restaurantes, aqui e acolá, e as oportunidades foram surgindo". Ingressou na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril e ainda durante a curso recebeu um convite para dar formação. Mas é com a revista Teleculinária que ganha projeção nacional. "Lembro-me de ver o anúncio no jornal Expresso à procura de chefs para uma publicação. Decidi arriscar e estou lá há 12 anos". Com esta oportunidade foram surgindo outras ligadas à formação e à colaboração com marcas alimentares. Hoje, além do trabalho na Teleculinária; das workshops que ministra em diversos locais a convite de todo o tipo de entidades, desde hotéis, a espaços comerciais; é o responsável pela ementa da creche e jardim de infância da fundação Padre Tobias, no Porto Alto; sponsor de mar-

lifestyle

“Não sabemos nada da vida” Alexandra de Jesus*

Depois dos fogos estrondosos e tristes do verão passado, as armas que apareceram vindas não sei de onde, os festivais do costume e da Madonna que veio para ficar, lá se passou mais um ano! Rápido que até doi! O verão quase que se cruzava com o natal. O aquecimento global não é uma invenção é um problemão! Chegou 2018!!! Que nos traga coisas boas! Paciência para os outros e para nós. Que saibamos o que queremos e nos foquemos nos nossos objetivos. Que sejamos dignas do nosso autoorgulho. Que seja um ano de amor (muito), de partilha. Que a saúde seja um pano de fundo sempre. Que não critiquemos ou julguemos os ou-tros porque não sabemos nada da vida. Que nos foquemos sempre naqueles que estão profundamente interessados em quem somos realmente. Que consigamos comer bem como forma de autorespeito. Que 2018 seja um ano em grande em tudo! Eu vou continuar a bombar! Na minha pintura toda feliz que é essa uma das minhas principais missões neste mundo. Que 2018 seja um ano cheio de abraços, sonhos a seguir, brindes, alegrias, amor e gratidão (muita) pelo que temos! Cheers a nós! Siga! *autarca do PSD


38 // alimentação // janeiro opinião

A importância do pão Paula Martins*

A sua origem remonta a milhares de anos a.C. e foram os povos egípcios que deram os primeiros passos nesta arte, desde o cultivo dos cereais, até à sua cozedura em fornos de barro e até à sua comercialização. O pão, que antigamente era confecionado num forno comunitário com o intuito de durar cerca de uma semana, passou a estar disponível nas padarias diariamente e hoje em dia, muitas já são as famílias que confecionam o seu próprio pão, em máquinas próprias ou amassando à mão e cozendo nos seus fornos elétricos. Durante quase toda a sua história, o pão foi visto como um alimento de sustento, tinha um grande peso e importância na alimentação, nomeadamente em Portugal. Nas últimas décadas foi perdendo o seu prestígio ao ser associado a um alimento que contribuiria para o aumento de peso, pelo que as dietas obrigaram à sua restrição. Hoje em dia, com o aumento da comercialização de farinhas muito diversificadas em termos de cereais que entrem na sua composição, a população está novamente a apreciar este alimento. Também por estar na moda tudo o que seja “do it yourself” (faça você mesmo), o consumo de pão fabricado nas nossas cozinhas domésticas tem aumentado. O pão é basicamente farinha, fermento biológico, água e sal. Todos os ingredientes que venham na sua composição além destes são têm por objetivo alterar sabores, texturas ou período de conservação do pão. São, por isso, de evitar. Pode trazer benefícios adicionar-lhe sementes ou até frutos secos, ou seja, alimentos saudáveis, que vão enriquecer o seu valor nutricional, mas não haverá qualquer vantagem em adicionar-lhe açúcares ou gorduras. Será importante para um consumidor que consuma pão embalado, dar uma olhadela ao rótulo, principalmente à lista de ingredientes. Nos pães com validades superiores a dois dias, com certeza que irá encontrar nessa lista a presença de aditivos, que devemos evitar. De lembrar que o pão é composto essencialmente por hidratos de carbono (de absorção rápida, se for um pão branco; de absorção lenta, se for um pão escuro – a preferir). O valor energético necessita de ser despendido através do gasto de energia (atividade física), caso contrário acumulase no organismo, sob a forma de gordura. Ou seja, o seu consumo tem de ser equilibrado. *nutricionista

cas e autor do seu próprio canal na internet. Na sua página de facebook, seguida por mais de 38 mil pessoas, publica vídeos semanais onde dá receitas e dicas de cozinha. "Tem sido um sucesso. Há diretos que faço onde alcanço 100 mil pessoas, com milhares de visualizações. Tenho gente de todo o mundo a pedir-me conselhos e a elogiar o meu trabalho. É animador", assume. E haverá uma fórmula para se atingir este patamar? "O importante é gostar daquilo que se faz. Na restauração, por exemplo, é inútil achar que se vai ganhar rios de dinheiro facilmente. É um trabalho duro, com horários intensos. É que, para que outras pessoas se possam divertir, é necessário que alguém esteja a trabalhar". É, talvez, o elemento mais transversal em todos estes projetos: o esforço. "Nada nasce sem dedicação e sacrifício", avisa o chef salvaterrense. Já Nuno Ramos admite que "não tem horários certos". Rita Narciso ainda não viu retorno de um ano de investimento, por isso ainda acumula um emprego na Novabase, sendo que a Wepark é desenhada aos fins de semana. Cristiana Calçada lembra que a agricultura "nada tem de glamoroso. Trabalha-se à chuva, ao frio, ao calor. É duro". E, finalmente, Diogo Amaro deixa o seu rosto marcado pelo frio e as suas mãos calejadas do tempo falarem por si. No entanto, todos sorriem porque estão a trabalhar por uma ideia na qual acreditam. E é muito provável que sejam recompensados. Hugo Silva, por exemplo, é um jovem de 38 anos, nascido em Vila Franca de Xira, mas que cresceu em Arruda dos Vinhos. Percurso normal até ingressar em engenharia informática no Instituto Politécnico de Setúbal. "Ainda durante o curso comecei a trabalhar em dispositivos de leitura de biosinais médicos. Com um professor criámos um projeto que pretendia eliminar custos e reduzir o


39

+ info

WEPARK aplicação móvel de assistência no estacionamento automóvel wepark.pt T: 917 943 962

Rita Narciso criou a Wepark depois sentir na pele o problema do estacionamento em Lisboa


40 // saúde // janeiro

+ info

MARIA BIOLÓGICA cabazes de produtos naturais e de época, assistência a pequenos produtores agrícolas @mariabiologica

Cristiana Calçada, chocada com a indústria dos fitoquímicos para a qual trabalhou vários anos, mudou radicalmente de estilo de vida, optando pelo veganismo que conduziu ao seu atual negócio


41 tamanho dos aparelhos que, até então, eram grandes e, por vezes, ineficazes". Máquinas que lêm o ritmo cardíaco, a tensão arterial, entre outros, são "muito importantes para a comunidade médica e pacientes". Contudo, até 2005, eram "difíceis de utilizar e, acima de tudo, nem sempre acessíveis à grande maioria do público". A ideia dá lugar à Plux. A empresa de Hugo Silva reduziu o número de fios, o tamanho dos chips, incorporou tudo em placas de cada vez menor tamanho e a tudo isto deu o nome de Bitalino. "Hoje cabe na palma da mão", diz, brincando com a pequena caixa que é o fruto de mais de 12 anos de investigação. Em 2017, ficou em primeiro lugar na categoria “Industrial & Enabling Tech” do prémio Innovation Radar, da Comissão Europeia. "Temos clientes de todo mundo, do Japão aos EUA. A faturação, no ano passado, ultrapassou um milhão de euros, com um crescimento que tem sido sustentável de 30% ao ano. E queremos continuar assim", orgulha-se. A Plux, que começou a laboração em Arruda dos Vinhos, já tem escritórios em Lisboa e, perante a procura, está numa fase de ponderação. "Gostaríamos de manter o espaço em Arruda. Talvez transferir parte da produção para aqui. Ainda não sabemos", sugere o investigador. Plux, Brandzy, chef Luís Monteiro, WePark, Maria Biológica ou Quejinhos do Castiço. Tudo projetos em fase de crescimento. Todos orgulhosamente vencedores. Todos com um futuro empolgante, embora com muito trabalho. Diogo Amaro olha para o horizonte, com a serra de Montejunto ao longe, o balir das cabras a cortar o silêncio da paisagem. Respira fundo e imagina a sua queijaria pronta, os animais a saltitar de um lado para o outro e um carrinha a sair dali em direção ao supermercado mais próximo. É isto que lhe dá alento. "Não tenho folgas nem fins de semana. Há dois anos que vivo assim, todos os dias. Já nem sei o que é ir à praia. Mas não há outra forma de lutar pelos nossos sonhos".

Ao longo do mês iremos divulgar excertos destas entrevistas no sítio da internet e facebook da gira

psicologia

O perigo das redes sociais Guida Alves*

A privacidade é o direito à reserva de informações pessoais e da própria vida. Com as redes sociais, este conceito há muito se tornou frágil. Podemos definir os nossos próprios parâmetros, delimitando aquilo que entendemos que devemos dar a conhecer aos outros, mas nem sempre conseguimos controlar na totalidade aquilo que queremos que os outros conheçam de nós. Nas gerações mais novas, que nasceram e cresceram neste mundo das redes sociais, o limite da gestão da sua privacidade ou da privacidade dos outros é muito ténue e frágil, o que associado a princípios morais pouco cimentados ou à falta deles, pode ter um resultado catastrófico, com consequências sociais por vezes irreversíveis . Recordo-me de um caso que acompanhei já há alguns anos, de uma jovem que na ingenuidade da sua adolescência se relacionou com um jovem de quem gostava muito. Porém, a relação sentimental que desenvolveram era absolutamente assimétrica em termos emocionais: ela amava-o, ele queria apenas uma relação sexual condimentada com experiências a que só se assiste em filmes de adultos. A jovem acedeu a que o seu encontro amoroso fosse filmado numa primeira vez e num segundo encontro o filme continuou. Tudo parecia perfeito aos olhos da jovem enamorada e feliz com falsas juras de amor do seu amado. Mas, aquilo que significava muito para ela, representava apenas o registo de uma experiência sexual para aquele rapaz, que apenas queria reproduzir o seu feito perante todos os seus colegas de forma a poderem testemunhar a sua masculinidade. O vídeo caiu no youtube e a jovem rapariga saiu do anonimato num agrupamento de escolas com mais de 1500 alunos. O seu amor havia sido destruído, o respeito por si morreu no dia em que todos souberam e viram o vídeo. Ridicularizaram-na e criticavam-na. O final da história? As suas qualidades e valores desapareceram para os outros, foram engolidas pela vergonha, pelo desrespeito. A jovem acabou por ir viver para o estrangeiro com um dos seus progenitores. *psicóloga clínica


42 // passeio // janeiro

5

EXPOSIÇÕES

imperdíveis

Neste tempo frio, só apetece ficar em casa aconchegado no sofá. O que não é nada bom. Em casa, pouco se aprende. Aqui ficam cinco sugestões de exposições bem interessantes, boas desculpas para sair de casa e aprender algo novo.


43

1

OUTROS OLHARES SOBRE A GRANDE GUERRA

A exposição é o culminar de um conjunto de atividades que a Câmara Muncipal de Vila Franca de Xira tem desenvolvido, desde 2014, no âmbito das evocações do centenário da I Guerra Mundial (1914-1918). A mostra pretende não só iluminar sobre temáticas habitualmente menos abordadas, tal como a presença das tropas portuguesas em Angola e Moçambique como, também, homenagear todos os vilafranquenses que, em palco de guerra ou fora dele, lutaram por um Portugal que precisava de acreditar nele próprio.

CELEIRO DA PATRIARCAL Rua Luís de Camões, 13 14h às 19h encerra à segunda T: 263 271 155


44 // empresas // janeiro

2

RUA DO GRILO

Chama-se, agora, rua da Associação Comercial de Lisboa mas foi, no passado, rua do Grilo. Era a mais emblemática artéria de Samora Correia que depois do terramoto de 1755 foi renomeada. Eta exposição apresenta objetos e espaços desse tempo.

PALÁCIO DO INFANTADO Largo da República Samora Correia 10h às 18h (encerra domingo e feriados) T: 263 650 510

4 A FALCOARIA

Em 2017 a Falcoaria Real de Salvaterra de Magos recebeu 15 mil visitantes. A exposição ali patente recorda técnicas de caça e a história por trás da arte da falcoaria em Portugal que, recorde-se, é já património imaterial da humanidade.

FALCOARIA REAL Avenida José Luis Brito Seabra, 3 Salvaterra de Magos terça a domingo: 9h às 12h30 e 13h30 às 17h T: 263 509 522 (encerra segunda)

3

MIÚDOS: A VIDA, ÀS MÃOS CHEIAS

Mostra que retrata a criança no quotidiano neorrealista. É uma das dimensões mais significativas da construção e conquista da contra-hegemonia cultural do neorrealismo à política salazarista e ao seu fortíssimo investimento simbólico, político-organizativo e repressivo.

MUSEU DO NEOREALISMO Rua Alves Redol, 45 Vila Franca de Xira 10h às 18h (encerra segunda) T. 263 285 626

5 DAMIÃO DE GÓIS E A INQUISÇÃO

Através de uma mesa digital e de painéis expositivos, o museu dá a conhecer como era a vila de Alenquer no século XVI, a vida e obra de Damião de Góis e a sua relação com a sua época e com a inquisição, a comunidade judaica e as manifestações da Inquisição na vila.

IGREJA NOSSA SENHORA DA VÁRZEA Calçada Damião de Gois, 34 Alenquer 9h às 17h T: 263 730 900


45 opinião

“É possível ir mais além” Maria da Luz Rosinha*

passando pelos que investem os meios financeiros Caras e caros amigos. Chegámos ao novo ano e se necessários para pôr o sonho de pé, até aos que em momento anterior fizemos balanço, nesta com o seu trabalho intelectual ou físico o conprimeira edição de 2018 falaremos de esperança seguem traduzir em realidade. Devemo-nos orgunum ano melhor, num ano que queremos efetivalhar da nossa terra e das nossas gentes. Vila Franca mente novo e com renovada vontade de transforde Xira tem um conjunto vasto de homens e mumar as nossas vidas. lheres que se destacam a nível local, nacional e até Quando ao bater das doze badaladas se comem as internacional no desempenho de áreas tão vastas passas e se formulam desejos, o que na realidade que vão desde a investigação, ao ensino, à medigostaríamos era de podermos fazer magia e limpar cina, passando pelo desporto, pela cultura e tantas das nossas vidas tudo o que correu menos bem ou outras. Isto significa que temos valor humano que que nos incomoda e passarmos a uma nova fase leva longe o nome do nosso concelho e temos tamde acreditar que é possível ter confiança num ano bém entre nós gente que, sendo de fora, aqui inmelhor. E se há momentos em que vale a pena vestiu o seu dinheiro e criou oportunidades de pensar serenamente no que poderemos mudar emprego que garantem em cada dia mais riqueza, nas nossas vidas para que elas corram de uma que pode transformar o espaço do nosso território. forma mais positiva e mais conseguida, então o Nos tempos que vão correndo, contar com o enmomento de um fim de ano e de começo de um volvimento político do governo local e do governo novo pode ser excelente, para assumir novos comnacional, dos empresários e de todos os que acrepromissos a começar connosco próprios. E, a parditam que é possível caminharmos com ditir aí, com tudo o que nos rodeia e que podemos namismo e eficácia para atingirmos os influenciar no bom sentido. resultados pretendido, é importante. Não Com frequência somos levados a atribuir aos devemos perder as oportunidades para outros a responsabilidade de tudo o que nos conseguiremos chegar mais longe. Vale a corre menos bem e sabemos que isso não é pena sonhar, porque os sonhos nem correto, nem justo. Talvez acalentam a vida. seja também um bom ponto de O que eu gostaria para 2018? Que partida, refletir e perceber como os bons resultados conseguidos podemos fazer parte do grupo em 2017, se consolidem em 2018, dos que andam para a frente, que os maus acontecimentos que vencem e ajudam o mundo a marcaram de forma indelével a mudar para melhor. A mudança vida de tantas famílias não se começa em cada um de nós, e se voltem a repetir, que a dívida do a conseguirmos fazer rapidapaís continue a descer, bem assim mente daremos conta que é poscomo o deficit, que a economia sível. O tal mundo com mais emprego, continue a crescer, que as empremais segurança, mais estabili- Vila Franca tem sas tenham sucesso, que o emdade necessita de muitos prego continue a aumentar, que a obreiros, de muita gente que no homens e mulheres promoção nas carreiras funcione seu dia a dia persegue sonhos e que se destacam a sem preocupações, para além das que de uma ou outra maneira luta estritamente necessárias, que see trabalha para os conseguir rea- nível internacional jamos capazes de captar investilizar . E para isso necessitam tammento e desenvolvê-lo com o bém de envolver muita e muita gente, desde retorno esperado. Eu acredito que é possível meaqueles que tendo responsabilidades políticas as lhorar e ir mais além, porque é pelo sonho que se devem desempenhar com firmeza e consciência, vai. Bom 2018!

deputada do PS*


46 // animais // janeiro

Os animais também têm frio Daniel Gonçalves*

Sim, os animais também têm frio. Apesar de ainda muita gente achar que os cães e gatos são feitos para dormir na rua, a realidade é que dotámos estes seres de hábitos que os tornam propensos a correrem maiores riscos por estarem menos preparados para as realidades da vida selvagem. Aqui ficam alguns conselhos simples para evitar que tenhas problemas com os teus pets. 1. Evita banhos desnecessários. Há um risco de hipotermia nos banhos, mesmo quando eles são dados com água morna ou quente. Por, depois, o bicho, mesmo seco com toalha, guarda água durante horas e isso pode-lhe provocar problemas. Há também risco de dermatites. 2. Reforça a alimentação. Existem já suplementos para os animais que reforçam as defesas naturais dos animais. Os animais tendem a queimar mais energia para se manterem quentes. Assim, se o teu animal não é obeso e tem pouca massa gorda no corpo, é importante que ele coma bem. A hidratação é igualmente importante. 2. Reforça o conforto do ninho. Os animais com idade igual ou superior a 8 anos, de pequena dimensão, de pelo curto ou com pouca gordura corporal são os que estão mais suscetíveis e os que sofrem mais com o frio. Mas tudo depende do porte, da raça e da idade do animal. Para os proteger, podes colocar mais uma manta ou um cobertor no ninho ou vestir-lhes roupa, caso o animal aceite. Existe

um variada gama de acessórios nesta área. 3. Retira o animal do calor antes de passear. Antes de o levar à rua, deves ter alguns cuidados especiais, principalmente se ele esteve em frente à lareira ou ao aquecedor. Nestas situações, deves afastar o teu cão da fonte de calor, uma hora antes. No entanto, se possível, deves tentar que o teu pet nunca esteja perto dos aquecedores ou lareiras pois podem sofrer queimaduras graves. 4. Recolher os animais no interior. Todos os animais devem ser protegidos. Contudo, os que não vivem no interior das habitações requerem uma atenção especial. Nestes casos, os donos devem tentar recolhêlos, fornecer-lhes abrigo ou casotas adequadas. 5. Escovar mais o animal. Finalmente, última dica e uma das mais importantes. O pelo é a primeira barreira que os animais têm contra o frio, por isso é preciso ter cuidados redobrados com a pelagem. Nesta época não deves cortar o pelo do animal, mas escová-lo diariamente, ou sempre que seja possível, para que o cobertor piloso seja funcional e o animal consiga manter-se quente e enfrentar os meses mais frios. O teu cão ou gato é o teu melhor amigo. Um membro da família. Mesmo com estes cuidados, é sempre importante estar a atento aos sinais e caso sintas que algo está errado procurares informação na tua pet store ou junto de um médico veterinário.

+ info

Rua do Tejo, 18, loja A (junto aos bombeiros) PÓVOA DE SANTA IRIA

T: 219 561 814

especialista em animais*


Bem vindo! Está a ver o logótipo ao lado? Já o viu

por aí, certo? Estamos por cá há algum

tempo. Temos a nossa própria marca de produRua do Tejo, 18 loja A PÓVOA DE SANTA IRIA

219 561 814

(junto aos bombeiros) segunda a sábado 9h às 20h lojakoala@sapo.pt

assina a

DADOS PESSOAIS

tos, clientes fiéis e recebemos toda a gente de

braços abertos. É claro que ouviu falar de nós. Somos o Koala, claro!

gira

Se gostaste do que leste e do que viste, então assina a gira. Ela é feita com um enorme esforço de uma equipa pequena e precisa do teu apoio para continuar a cobrir eventos, fotografar, filmar, entrevistar e apoiar a tua terra.

nome morada

-

código postal email

localidade

nif profissão

telefone

-

-

data de nascimento

A TUA ASSINATURA

O TEU PAGAMENTO

A TUA OPINIÃO

1 ano 12 edições

cheque

onde conheceu a revista gira ?

dinheiro

quais os artigos que mais gostou?

€24

2 ano 24 edições

€40

transferência bancária

recorte e envie para: revista GIRA, rua doutor Manuel Branco, 30, 2005-388 Vale de Santarém info: 968 236 531 | www.revistagira.com


A sessões fotográficas A tua loja, a tua biografia, o aniversário de alguém especial, um evento único ou uma reportagem à séria. Tu contas, nós gravamos. Memórias eternas.

h cobertura vídeo

B livros e brochuras

CAPTA O MOMENTO

CONTA ME historias conteúdoS

w social media

À TUA MEDIDA

O 968 236 531 info@contamehistorias.com

www.contamehistorias.com

os t en s m a áti já! ç r or g de pe

gira #16 janeiro 2018  
gira #16 janeiro 2018  
Advertisement