Page 1

Edição nº 1078 Tiragem: 10.000 exemplares E-mail: folhadeembu@terra.com.br

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012 Administração, Redação e Departamento Comercial: 4149-9556

Distribuição gratuita: Embu das Artes Taboão da Serra Itapecerica da Serra

Rede estadual de ensino tem déficit de 400 vagas em Taboão e Embu das Artes

Foto: Sandra Pereira

Embu das Artes e Taboão da Serra têm juntas 400 estudantes à espera de uma vaga na rede estadual de ensino. A maioria deles deverá ser encaminhada para escolas localizadas longe de suas residências. A Diretoria de Ensino, responsável por atender as duas cidades, estima que em torno de 100 jovens devem ficar esperando a formação de novas turmas para poder estudar esse ano. Em ambos os casos a incerteza ronda a vida escolar no início do ano letivo deixando pais e alunos preocupados e ansiosos por uma solução. O Conselho Tutelar informou que as denúncias de falta de vagas, vem crescendo a cada ano. Após enfrentar a maratona que é conseguir as vagas muitas vezes os alunos vão parar em escolas que lembram prisões. Jovens e pais criticam o abandono das escolas públicas e a falta de investimento na estrutura das mesmas. Pag. 3

Alunos da E.E. João Martins chegam desmotivados e dizem que escola parece prisão


2

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

Classificados da Folha

TEL.:2139-2600 FAX: 2139-2800

CAMINHÃO PIPA

Venha Trabalhar conosco Buscamos Profissionais da área de Embalagens Plásticas Flexíveis (Extrusor, Impressor Flexográfico, Eletricista de Manutenção entre outros ) Favor enviar C.V atraves do email

curriculos@sincoplastic.com.br

ABANDONO DE EMPREGO

ABANDONO DE EMPREGO

ITA INDUSTRIAL LTDA CNPJ 43.734.979/0001-34. ESTRADA DO GRAMADO, 290 - JD. SADIE - Embu das artes-SP, CEP 06833-902, informa que o funcionario MAURO SERGIO DE SOUZA JUNIOR, Carteira profissional nº 51965 serie 357, RG 49.061.615-X, deu-se abandono de emprego em 14/12/2011.

Esfiha Chopp Lanchonete Ltda, CNPJ 00.342.720/0001-35 . Rua Emancipação n. 29 centro-Embu das Artes-SP, informa que o funcionário Eder Gomes, carteira profissional 00067378 serie 00172-SP, RG 29333073-6 deu-se abandono de emprego em 21/12/2011

Endereço: Estrada de Itapecerica a Campo Limpo, 194 Jardim Independência Embu das Artes - SP Cep: 06823-300 Fone: 7758-3089 / 4149-9556 13*13329 Filiado à ABI e API Fale com a Folha: folhadeembu@terra.com.br Fundado em: 04/10/59 Diretor: Edvan Ramos de Carvalho Fundador: Dr. Mário Osassa Jornalista Responsável: Sandra Pereira (MTB 702- AL) Administração: Lina Leite Diagramação, Editoração e Arte: Antonio de Oliveira Impressão: Metromídia Gráfica Av. Tucunaré, 955 - Tamboré Barueri/ SP Distribuição: Gratuita As matérias e reportagens assinadas ou Informe Publicitário, são de responsabilidade exclusiva de seus idealizadores, não tendo a Folha de Embu nenhuma responsabilidade por seu conteúdo.

Rua Ferreira de Araújo, 202 - Pinheiros São Paulo - SP - PABX: 3035-2999

Estrada Maria José Ferraz Prado, 3100 - Itatuba - Embu - SP

Telefone: 4785-7000 Site: www.embusa.com.br


3

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

Demanda

400 jovens esperam vaga na rede estadual em Embu e Taboão

Foto: Sandra Pereira

Isabela Calado e Sandra Pereira

Quase 400 crianças e jovens estão à espera de uma vaga na rede estadual de ensino nas cidades de Taboão da Serra e Embu das Artes. De acordo com a Diretoria de Ensino, responsável por atender as duas cidades, a maioria desses estudantes terá acesso às vagas em escolas distantes dos locais onde moram. Outros 100 devem ficar esperando a formação de novas turmas para poder estudar. A solução paliativa interfere diretamente na vida e na rotina dos estudantes e dos seus familiares. Muitas vezes, essas incertezas causam desestímulo podendo levar à reprovação. A diretoria de ensino esclarece que os problemas de vagas dos 400 jovens em Taboão e Embu devem ser resolvidos somente após o início das aulas a partir de quando deve começar o período de acomodação deles. “O nosso trabalho é encontrar vagas em escolas próximas, ou até mesmo criar novas turmas”, afirma Cristian Mendonça, diretor de Demanda.

Deputado Geraldo Cruz apresentou Emenda ao Orçamento para ampliar HGP, mas base governista rejeitou proposta

Escola João Martins retrato do abandono por parte do governo do Estado

Escola parece prisão, dizem alunos “Parece uma prisão”. A frase é uma das mais repetidas na escola Estadual João Martins, no Jardim Indepen-

dência, em Embu das Artes. A entrada da escola é o retrato do abandono. Impressiona quem vê. O mato está alto, as paredes sujas e pichadas, o piso tem várias rachaduras e a escola

Pais reclamam da falta de vagas Muitos pais encontram dificuldades para encontrar vagas nas escolas públicas da rede estadual. Não foi diferente na história da dona de casa, Magnélia de Jesus Goulart, 33. Sua maratona começou em 2011 ao tentar uma vaga para o 6° ano na “EE. Marechal Henrique Teixeira Lott”. A matrícula só foi realizada em meados de Abril por falta de vaga, depois que Magnália fazer uma denúncia no 1° Conselho Tutelar de Embu das Ar-

tes, que intimou a escola concederem a vaga. Para ser aprovado ele teria que fazer trabalhos em curto período para compensar o 1° bimestre que não estudou. O Conselho Tutelar informou que denúncias como essas, de falta de vaga, vem crescendo a cada ano. Segundo Alessandro, diretor da EE Mal. Henrique T. Lott, as vagas começam á aparecer quando acaba o 1° bimestre. “Fazemos uma reunião para retirar os alunos desistentes da lista e assim surge

vaga para quem está na lista de espera. A diretoria de ensino tem todo o controle das vagas”. Já no caso da estudante Natália Caroline, 14, veio tentando uma vaga na “EE Maria Auxiliadora” desde Janeiro de 2011. Marcelina Ramos Medeiros, mãe da estudante relata que em 2011 ficou na lista de espera e não conseguiu vaga, informaram para ela voltar no final de Fevereiro, depois que começou as aulas. Só veio conseguir uma vaga para este ano.

é toda fechada. Por dentro o maior problema é a pouca iluminação. Mesmo assim pais e alunos dizem que a escola melhorou bastante desde que houve mudança na diretoria. “Quem

vinha aqui saia com medo. Era uma bagunça total”, contaram alunos e pais da escola João Martins ouvidos pela reportagem da Folha de Embu. Os alunos reclamam da escola maltratada e admi-

tem que não dá prazer permanecer no ambiente sujo e feio. “A gente vem porque é o jeito”, admite uma aluna ouvida. A colega dela completa: “Me sinto como uma prisioneira”.

Especialistas orientam que pais devem acompanhar vida escolar dos filhos Além de carinho e da atenção dos pais tanto crianças quanto jovens precisam que eles participem do processo educativo, compartilhando com escola e os professores a responsabilidade pela educação. A presença dos pais no desenvolvimento da vida acadêmica de seus filhos é extremamente importante para o aperfeiçoamento em sua trajetória escolar. Na maioria das vezes a ausência deles pode ocorrer pela falta de flexibilidade

do horário de trabalho, mas é sempre bom lembrar-se de disponibilizar um tempinho em sua agenda para este compromisso. De acordo com a psicóloga, Samara Ninahuaman, os pais devem procurar acompanhar de perto cada etapa do filho dentro da escola, pois nos primeiros anos o desenvolvimento de uma rotina de estudo e de um lugar adequado para a criança estudar deveria ser a prioridade de qualquer pai. “É durante o período escolar que a criança também

está se desenvolvendo emocionalmente. Segundo Erik Erikson, ela está formando sua própria visão de si mesmo, sua autoestima e definindo-se como fracassado ou capaz. A presença dos pais durante as reuniões escolares e outras atividades, inclusive durante os períodos de estudo em casa, é fundamental para a criança se sentir amada e apoiada, e isso se refletirá durante toda a vida escolar e profissional da criança”, afirma.

O cinismo do PSDB e a desocupação no Pinheirinho

O PSDB de São Paulo reafirmou sua vocação histórica de colocar o Poder Público a serviço dos interesses de grupos privados. A covarde e irresponsável desocupação da área localizada no bairro do Pinheirinho, em São José dos Campos (21/1), a expõe a ação articulada dos representantes do PSDB nos poderes executivo, legislativo e judiciário para garantir privilégios à elite, mesmo às custas da vida e dignidade de milhares de pessoas trabalhadoras. O teatro macabro teve como atores principais o po-

der executivo municipal, que respalda e é respaldado pelo poder judiciário estadual, que por sua vez tem relação com a bancada tucana na Alesp. A sentença da justiça estadual, contestada pela justiça federal, mas acatada com requintes de crueldade pela Polícia Militar e pelo prefeito de São José, não é apenas uma vergonha do ponto de vista técnico. O juridiquês gasto pelo juiz Rodrigo Capez, irmão do deputado Fernando Capez (PSDB), para justificar a decisão da desocupação demonstra o cinismo do PSDB. A questão, para os tucanos, é apenas burocrática e de afir-

mação de seu poder, sem qualquer compromisso com o dever do poder público de promover e garantir o desenvolvimento social e econômico. O juiz garante que o judiciário cumpriu sua atribuição. O prefeito informa que não tinha interesse em desapropriar a área. Mas ninguém entra no mérito da decisão e sobram perguntas sem respostas. A principal recai sobre a prefeitura de São José dos Campos, que não consegue explicar porque não executou a dívida ativa da propriedade. O valor acumulado dos impostos atrasados era mais que suficiente para a conversão em área pública, destinada à habitação popular. A explicação pode ser encontrada na imprensa livre – Naji Nahas, símbolo de corrupção, incompetência empresarial, mas amigo dos tucanos, é o proprietário da área. Na prática, temos que uma pessoa, condenada pela justiça por ações ilícitas e irresponsáveis que levaram à falência de empresas, não apenas se livrou da prisão, mas também conta com a proteção do prefeito de

uma das maiores cidades do estado, com o devido apoio do judiciário paulista, também controlado pelo tucanato. Nos meus oito anos como prefeito de Embu, enfrentei situações parecidas. De um lado, proprietários de terras que não pagam impostos, não cuidam de suas propriedades, não muram e não as mantêm limpas. De outros, famílias desesperadas por não ter onde morar, à mercê da quase inexistente política habitacional do governo do estado, comandado pelos tucanos há 20 anos. Ao contrário do atual prefeito de São José, não usei o cargo para reafirmar o direito à propriedade privada, tampouco para fazer apologia às ocupações. Tratei de buscar mecanismos legais para resolver a situação, tendo como princípio orientador o interesse social, e o respeito a todos os direitos. A exemplo do Pinheirinho, a execução das dívidas acumuladas pelo não pagamento de impostos permitiu tornar a área pública e, em diálogo com as famílias que ali mora-

vam, construir planos e executar moradias. São inúmeras as possibilidades e, a partir do governo Lula, com o apoio do governo federal. Iniciei meu mandato como prefeito na era FHC, quando o governo federal era omisso em relação à moradia e, ainda assim conseguimos, respeitando leis e processos judiciais, fazer valer o direito humano à habitação. Na atual conjuntura, a postura da prefeitura de São José só pode ser explicada pela vocação privatista do PSDB, acalentada pelo Judiciário. O despejo daquelas milhares de pessoas não representou apenas a violação do direito humano à vida e à habitação. Pergunto ao prefeito, quem vai garantir que as crianças despejadas iniciem o ano letivo nas escolas – a prefeitura já cuidou do transporte para levá-las do alojamento para as escolas de origem, perto de suas antigas casas? Quem vai garantir que as gestantes continuem seu pré-natal na unidade básica de saúde do bairro? Quem pagará às/aos

trabalhadoras/es pelos dias de trabalho perdido em função da tragédia provocada em suas vidas. Bom seria se o juiz Capez, tão cioso em defender os princípios estabelecidos em normas jurídicas, neste momento estivesse atuando para pressionar o poder público para garantir todos os direitos às famílias despejadas. Mas, como demonstra a realidade, o PSDB faz uso das leis para defender a elite – em especial aquela que se faz e mantém às custas do patrimônio público. Como afirmou a bancada do PT em nota pública, não apenas repudiamos o despejo, como apoiamos incondicionalmente as famílias vitimizadas e atuaremos no sentido de reverter a situação lembrando que a promoção universal da dignidade humana é o dever dos representantes do poder público. Saudações PeTistas

Geraldo Cruz


4

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

Fazendo arte

Cultura de Embu abre 3.490 vagas em 20 cursos de artes

A Secretaria de Cultura de Embu das Artes abre inscrições para os cursos dos Núcleos de Cultura, a partir de 6 até 15 de fevereiro. São 3.490 vagas – 38% a mais que no ano passado – distribuídas em 20 cursos gratuitos em 11 locais por toda a cidade. Todos os cursos serão ministrados em todos os centros culturais e alguns deles em várias associações de moradores de bairro da cidade. A maior parte dessa ampliação das vagas deve-se à inauguração do novíssimo Centro Cultural do Jardim Santo Eduardo que estará

concluído em março e oferecerá 780 vagas de 20 cursos na própria periferia da cidade, onde a demanda é maior. Além disso, houve ampliação de turmas e professores de balé e a entrada nos Núcleos dos cursos de Escultura (em pedra e cerâmica), que oferecerão 60 vagas nos centros culturais do Santo Eduardo. Segundo o secretário de Cultura, Paulo Oliveira, a ampliação da oferta de vagas é reflexo do sucesso de nossa política de formação cultural que dá oportunidade de acesso a todos ao mundo das artes, o que estimulou a população a procurar mais vagas nos Núcleos de Cultura.

Além disso, deve-se também à inauguração do Centro Cultural do Santo Eduardo que já está sendo ansiosamente esperada, e é um compromisso do Governo de oportunidade para todos que está sendo cumprido. “Levamos cultura para a população e isso estimulou a demanda. Nosso compromisso é oferecer oportunidade para todas as pessoas que queiram iniciar no mundo das artes” – disse Oliveira. Ele informou também que este ano aumentou também o número de projetos de cursos inscritos para os Núcleos de Cultura de 64 (em 2011) para 77 (em 2012), o que demonstra o aumen-

Interessados devem se inscrever nos 11 pontos de cultura existentes na cidade

to do interesse e o sucesso do projeto. As inscrições podem ser feitas em onze pontos da cidade onde os cursos também serão ministrados, como

Carlinhos, dirigente dos Químicos, alerta que sacolinhas plásticas não estão proibidas No dia 24 de janeiro os grandes supermercados de São Paulo foram surpreendidos com manifestações contrárias ao fim da distribuição gratuita de sacolas plásticas. Participaram mais de 1500 pessoas, entre elas consumidores, trabalhadores do setor plástico e sindicalistas. O ato público, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias

de Plásticos e Químicos, aconteceu em frente ao Supermercado Pão de Açúcar, na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, Jardim Paulista. Munidos de camisetas, panfletos, faixas e bandeirolas, os manifestantes orientavam os consumidores sobre a importância do uso das sacolas plásticas, que são 100% recicláveis e reutilizáveis, e recomendadas pelos órgãos de saúde,

centros culturais e associações amigos de bairro. . Para fazer a inscrição basta levar uma identificação (escolar ou RG) e comprovante de residência (que não é obrigató-

rio, mas contem informação de endereço indispensável para a inscrição). Para menores de idade é necessária a presença ou autorização dos pais.

Eduardo Oliveira

Com informações do site da PMETE

em especial para acondicionar o lixo e transportar outros objetos e mercadorias. Diretores do Sindicato dos Químicos e trabalhadores fizeram uso da palavra em favor da manutenção das sacolinhas, defendendo os empregos de milhares de trabalhadores da indústria. O dirigente Carlos Gomes Batista (Carlinhos) afirmou que: “as sacolinhas não estão proibidas e que a retirada

dos grandes supermercados faz parte de um plano de lucro maior. Não há preocupação ambiental alguma. Os mesmos supermercados que pararam com a distribuição gratuita, vendem inúmeros produtos plásticos no caixa. É apenas mais uma forma de explorar os consumidores”, alerta Carlinhos. Representantes do Sin-

dicato dos Químicos afirmaram que a entidade acolherá todas as iniciativas dos cidadãos e que processará as redes de supermercados que não distribuírem as sacolas plásticas. Além disso, os sindicalistas garantiram que farão manifestação pública na cidade e no estado de São Paulo, a favor dos empregos e dos direitos dos cidadãos.

Vereadora Ná, participa de assinatura de convênio entre a Prefeitura de Embu e a Caixa Econômica Federal

Assessoria da Vereadora Ná

A vereadora Ná, o prefeito Chico Brito e seu vice Natinha, estiveram reunidos com a equipe da Caixa Econômica Federal para formalizar a assinatura de três convênios com o banco para viabilizar recursos do Governo Federal. Os superintendentes Fernando Marques Cera e Augusto Vilhalba e a gerente Iara

Capaccioli da Costa apresentaram os contratos para as obras de drenagem no Jardim Castilho, canalização do córrego do Jardim Santarém, e urbanização e reforma na Praça do Memorial Sakay, que é Indicação da Vereadora Ná. Os convênios totalizam investimentos de mais de R$ 1 milhão para complementar as obras em andamento. “É papel primordial do

vereador, acompanhar as assinaturas de convênios como este, o prefeito Chico Brito está de Parabéns, pois ouve os vereadores e a população, estou muito feliz com a assinatura desses convênios, exemplo disso é a reforma da praça do memorial Sakay, indicação que fiz em 2009, finalmente vai ser realizada”, disse a vereadora após a assinatura dos convênios.


5

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

Incentivo

Vencedores do IPTU Premiado retiram seus prêmios

Assessoria da PMETE

Na sexta-feira (27) os vencedores da segunda edição do IPTU premiado 2011 fizeram a retirada dos 5 prêmios entre os quais se destacam um veículo e uma moto zero quilômetro. A cerimônia contemplou a atitude consciente do cidadão que paga seu IPTU em dia e ressalta a importância do recolhimento dos recursos para o desenvolvimento de Embu das Artes. O acontecimento remeteu ao sorteio pela Loteria Federal de 31/12/2011, respaldada na Lei 2.505 de 12/2010, regulamentada pelo decreto 184 de 2011. Lá estiveram várias autoridades como o presidente da Câmara Municipal, Silvino Bomfim, os vereadores Arthur Almeida, Ná e João Leite, o secretário de Administração e Finanças, José Roberto Jorge, e o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Embu das Artes, Hillmann Albrecht. O momento solene homenageou os 5 munícipes vencedores, que receberam seus respectivos prêmios, e ser viu também para reiterar a importância do aumento da receita municipal por meio dos tributos (ISS,

ICMS IPTU e FPM) que proporciona a melhoria da qualidade dos serviços públicos e realização de obras, além da capacidade política da gestão de elaborar projetos com o Governo de São Paulo e com o Governo Federal, que possibilitam a captação de mais recursos para o orçamento de Embu das Artes. Há uma perspectiva de expansão com o recolhimento do IPTU, por isso esta ação de incentivar o bom contribuinte, que acaba ganhando duas vezes, uma com o sorteio e outra com a oferta de benfeitorias para a cidade como o recapeamento das principais ruas e avenidas, construção de novas unidades de saúde, além da reforma e ampliação das existentes, manutenção e edificação de novas escolas municipais, concepção de centros culturais, da construção da rodoviária e criação dos restaurantes populares. Todos os premiados estavam felizes e surpresos. O sr. Yoshi Aki Ono, morador antigo da cidade, parabenizou esta iniciativa da Prefeitura, que está sendo fundamental para o povo. Já Adriano Gentil não esperava ganhar e julgou importante esse incentivo para o

Embu abre inscrição em cursinho prévestibular gratuito

Premiação acontece para incentivar moradores a pagar em dia o IPTU na cidade

pagamento do IPTU. Pablo Rubio Queiroz, representando a Maria de Lourdes Queiroz Rubio, gostou do prêmio e reforçou a necessidade de um boa arrecadação municipal. A sra. Maria das Graças Lopes acredita que todos só têm a ganhar se estiverem com as contribuições em dia, pois acredita que os moradores são o “alicerce” para a o progresso da região.

O grande contemplado com o automóvel 0km, Sérgio Semenssato, aproveitou para elogiar a ação do IPTU Premiado como suporte à busca de suprir as necessidades da população. “Continue acreditando e pagando os impostos em dia, pois é uma obrigação de todos nós para manter a cidade, pois vale a pena, pra mim valeu”, concluiu o Semenssato, dando um recado aos cidadãos.

Ganhadores: 1º Prêmio - 1 automóvel 0KM, modelo Classic, marca Chevrolet Nº sor teio – 07679 – ganhador: Sérgio Semenssato – Jd. Santa Tereza Novo 2º Prêmio - 1 moto Honda Nº sor teio – 61593 – ganhador: Yoshi Aki Ono e S/M – Jd. Embuema 3º Prêmio - 1 TV LCD 40´

Governo apresenta à população metas cumpridas, cronograma 2012 e prepara biênio 2013/2014 Assessoria da PMETE

Sandra Pereira

As inscrições para a segunda turma do cursinho pré-vestibular de Embu das Artes estarão abertas até o dia 17 de fevereiro. O curso visa garantir oportunidade de acesso dos estudantes de escolas públicas ao ensino superior gratuito e de qualidade. A iniciativa foi sancionada por meio da Lei 2.530, de 20 de junho de 2011, que cria o cursinho pré-vestibular gratuito no município. As inscrições para a 2ª turma do cursinho prévestibular estarão abertas de 30/01 a 17/02. Para se candidatar a uma das 120 vagas, é necessário ser estudante proveniente de escola pública do município, ser natural ou residente em Embu das Artes e estar

cursando ou formado no 3º ano do ensino médio. Os estudantes de escolas particulares terão acesso desde que comprovem a condição de bolsista integral. O início do curso está previsto para o mês março e terá duração de dez meses. As inscrições poderão ser feitas de segunda a sextafeira, das 9 às 17h, no Centro de Referência da Juventude (rua Rebolo Gonzáles, 185, Cercado Grande), na Escola Valdelice Aparecida Medeiros Prass (avenida Aimará, s/nº, Parque Pirajuçara), de segunda a sexta- feira, das 19h às 22h ou aos sábados das 8 às 17h. É necessário apresentar o documento de identidade e um comprovante de residência. Mais informações: 4704-2935.

Dos 5.565 municípios do País, cerca de 200, que recorreram ao Orçamento Participativo (OP), têm governos que conversam, uns mais, outros menos, com a população, antes da tomada de decisões para realização de obras e serviços em todos os setores. O procedimento adotado em Embu das Artes em 2001, na administração Geraldo Cruz, quando foram iniciadas as plenárias do Orçamento Participativo (OP), ficou mais sólido nesta gestão e parece mesmo ter entrado na maturidade. No encontro de 22/1, para apresentação do balanço de 2011, avaliação do biênio 2011/2012 e preparação para o biênio 2013/2014, a maioria dos representantes das 20 regiões da cidade elogiou a atuação do atual governo. O encontro, iniciado às 9 horas, com a presença de mais de 100 representantes do OP, contou com a presença do prefeito Chico Brito, do deputado federal Carlos Alberto Rolim Zarattini, do deputado estadual Geraldo Cruz, dos vereadores João Leite e Ná, dos secretários municipais José Roberto Jorge (Administração e Finanças), João Ramos (Meio Ambiente) e Edson Bezerra (Participação Cidadã), que fez a apresentação das ações do governo municipal realizadas em 2011, ano em que 1.339

Governo Municipal planeja ações e presta contas à população

pessoas participaram das plenárias do OP. Nesse ano, 38% das demandas foram cumpridas, 2% não serão realizadas, 21% está em andamento e 39% serão concluídas até dezembro de 2012. Exercício democrático “A manutenção do OP é difícil, trabalhosa, mas o exercício da democracia, informar onde e quando vai ser gasto o dinheiro público é indispensável”, disse Zarattini. Geraldo Cruz lembrou a instalação do OP em Embu das Artes e ressaltou a participação do prefeito nessa fase, como partici-

pante do seu governo. “Com mais participação popular, vamos errar menos. Acreditamos na participação popular. O Brasil, de 2003 para cá, passou a ter outra visão de relação com o povo”, disse, destacando que a cidade embuense se diferencia de muitas outras pelas conquistas que obteve nos últimos anos. “O OP foi criado para as pessoas participarem do governo. Democracia tem de ouvir a maioria”, declarou João Leite, presidente do PT em Embu das Artes. “Não vamos resolver em 11 todos os problemas acumulados em 42 (a cidade

completa 53 anos de emancipação em 18/2), em que a cidade cresceu desordenada, com loteamentos irregulares, sem água, sem luz. Temos de ir consertando tudo isso para resolver os problemas de infraestrutura. Além das demandas do OP, há outras que estamos fazendo”, disse o prefeito. Todas as ações de governo de 2011 foram mostradas no telão aos participantes, assim como custos, incluindo valor do orçamento do município que foi de R$ 70 milhões em 2001 e chegou a R$ 474 milhões em 2011, bem inferior a outras cidades, como Barueri (R$ 2 bilhões).


6

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

VIGÉSIMA EDIÇÃO DO PRÊMIO SOUTO MAIOR PARA MULHER O prêmio Souto Maior para Mulher este ano de 2012 acontecerá com um almoço no simpático e agradável restaurante PÉ DA SERRA no dia 17 de março. Já se tornou um evento bem concorrido na Terra das Artes, serão homenageadas mulheres de vários segmentos. Os convites não serão vendidos, vários empresários e empresarias patrocinam o evento como nos anos anteriores. Na entrada será obrigatória às convidadas ou convidados levarem 10 quilos de arroz ou 10 quilos de açúcar, que serão enviados a obras assistenciais do Município de Embu das Artes. Arroz é prosperidade e o açúcar é para adoçar a vidas dos mais necessitados. Mulheres serão homenageadas. Alguns nomes confirmados: Dra. Sandra Magali – Eximia Secretaria de Saúde de Embu das Artes, Valdete Calixto – Coordenadora Regional da Pastoral da Criança e Pastoral do Idoso. Célia Tomilheiro – Advocacia Sancassine. Rebeca Fontes – Studio Design Construtora. Luciana Luciano – Imobiliária Ouro Verde; Miriam Alves Bezerra – Diferente Decorações e Refrigeração. Empresaria Silvana Cassol - Mahogany Perfumaria Imprensa da Região a consagrada e chique colunista social Leonor Lachi. Zina – Eclipse da Moda Sônia Maria Campos – Foi Miss Brasil e a 1ª Miss Mundo do Brasil. E também foi nossa embaixatriz em Washington. Edna Massumi – Loja Real de Embu das Artes. Miriam Guedes – Cacau Show de Embu das Artes. A parte musical do Evento ficará por conta de vários cantores da região e de São Paulo.

Estão confirmados; Iran & Ivan. A dupla feminina homenageada, as violeiras do Brasil – Juliana Andrade e Jucimara. Teremos também diversas atrações da noite Paulistana. Afivelando as malas para o reinado de momo na cidade maravilhosa, a charmosa Lucy Furtado de Mendonza e seu marido Erny Junior.

S.M. e a chique Leonor Lachi homenageada no dia 17/03/2012

NOTA 1000 O Presidente Lula merece com louvor esta nota 1000, sua popularidade, dignidade e força de viver é formidável. Um bom exemplo para um bando que reclama da vida e um bom espelho para muita gente. Indo de vento e poupa o Atelier Arte e Costura Novo Estilo na Candido Portinari. Que tem no seu comando a competente Cida Araújo e sua equipe. Seus clientes são sempre atendidos pela atenciosa e bonita Paula. AGRADECIMENTOS Os agradecimentos de S.M ao querido Deputado Geraldo Cruz, a sempre elegante Senhora Selesia Gaspar de Oliveira Moraes proprietária do consagrado Bob’s de Embu das Artes e ao educado e bem sucedido empresário Maurício Massumi da Loja Real da Terra das Artes, que patrocinaram o troféu Personalidade dos Mais de 2011, realizado no Empório Belas Artes. Alguns jornalistas da Folha de São Paulo visitando o Embu das Artes, curtiram e se deliciaram no charmoso Restaurante Tapera Nordestina e deram uma nota dez a sua simpática proprietária Eva. Na próxima Edição citaremos mais algumas celebridades femininas que fazem a diferença na lista de S.M. para Mulher 2012!

A competente Secretária de Saúde Dra. Sandra Magali receberá o prêmio S.M para Mulher ladeada pelos excelentes médicos Dr. Rubens e Dr. Ricardo - Diretores do Ponto Socorro Central de Embu das Artes.

As beldades Embuenses Bernadete Santos - Dra. Ilza Gaspar - Dra. Angela Maria.

Minha casa, minha alma • Portas Abertas para você! Em nossos caminhos, deparamos com muitas portas: pequenas, estreitas, largas, feias, bonitas, de entrada ou de saída. Muitas vezes, ficamos sem saber qual delas escolher, qual definir como a certa para a ocasião. No feng shui, a porta de uma casa traz um significado importante: está associada às oportunidades em nossa vida. Daí vem a sugestão para não deixarmos objetos atrás delas, para permitir que se abram totalmente. Pelo mesmo motivo, aquela que só fecha com muito esforço deve ser consertada o quanto antes, pois o mau funcionamento pode estar ligado à dificuldade em concretizar negócios e projetos pessoais.

De certa forma, há uma conduta recomendada para cada uma delas: portas de banheiro devem ficar fechadas, principalmente as do banheiro da suíte ou as dos que ficam no final de um corredor, uma vez que banheiros são considerados áreas de escoamento de energia. Portas de cômodos que ficam sempre fechados também comprometem o chi de uma casa. Nesse caso, é preciso analisar o reuso do espaço. Porém, fique atenta às que estão localizadas atrás de onde você costuma sentar. A apreensão de que possam ser abertas subitamente acaba comprometendo sua concentração. Nesse caso, um pequeno espelho sobre a mesa do local funcionará como retrovisor, dando-lhe mais segurança.

CAMINHOS SEMPRE LIVRES

Mas a porta que mais nos diz sobre a casa – embora a grande revelação aconteça quando ela se abre – é a principal. É fácil entender. No feng shui, a porta é comparada a uma boca, por isso é importante que seja simétrica. Uma mora da grande com a “boca” pequena causa desequilíbrio, assim como o contrário. Vale a pena, portanto, investir sempre em entradas triunfais e felizes. Assim também será com a de saída – é muito Portas abertas para você bom saber que, ao deixarmos um lugar, teremos as portas abertas para o retorno. Sem dúvida, o que determinará essas boas-vindas são o comportamento, o caráter e a boa energia transmitida. Para as “portas de nossa vida” a mensagem do feng

shui é similar. Dia após dia, devemos criar o hábito de passar bem pelas portas que encontramos no caminho, mantendo os problemas do lado de fora; procurando ultrapassá-los da melhor maneira. E, assim como aguardamos alguns segundos enquanto alguém vai nos abrir a porta, guardemos, então, esse breve espaço de tempo como um ótimo momento para uma rápida meditação, capaz de encher nosso coração de amor e nos fazer expressar essa energia num sorriso de agradecimento. Principalmente quando estamos diante da entrada de nossa própria casa. (Fonte – Revista Bons Fluídos – Mariângela Pagano ) mari9pagano@yahoo.com.br


7

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

Berço da Arte

43 anos da Feira de Embu das Artes

Com informações do site PMETE

A tradicional Feira de Artes e Artesanato do município de Embu das Artes, em São Paulo, completa 43 anos de existência no dia 31 de janeiro, atraindo e encantando milhares de visitantes e turistas brasileiros e estrangeiros ao longo desse tempo. Criada no ano 1969, em frente à Igreja Matriz, hoje Museu de Arte Sacra, a feira vem desde então ocupando gradativamente todas as ruas do Centro Histórico da cidade, e inerente ao seu desenvolvimento, também foram surgindo as diversas lojas de artesanato, galerias de arte, antiquários e lojas de móveis rústicos artesanais, tornando a cidade como é conhecida hoje. Artistas e artesãos estão há mais de 40 anos mostran-

do seus trabalhos na região, com exposições até fora do Brasil, e alguns chegaram de outros países e adotaram a localidade como seu reduto. Várias gerações têm passado pela feira nesses 43 anos. A Feira de Artes conta com cerca de 520 expositores, divididos entre os segmentos de artesanato, artes plásticas, feira do verde, antiquários e alimentação, entre outros. A maior concentração deles acontece nos fins de semana e feriados. Em comemoração à data, um cerimonial será realizado no dia 29/1, às 8h00min, com a posse dos representantes eleitos para o Conselho Gestor da Feira de Artes (exercício de 2 anos). O evento ocorrerá no Centro Cultural Mestre Assis do Embu, terá a presença do prefeito Chico

Brito, do secretário de Turismo, Valdir Luis Barbosa, e de outras autoridades. Por volta das 9h, um café será oferecido a todos os artistas e expositores presentes.

História da feira

Conduzidos pelo escultor Assis de Embu e com a presença de artistas e artesãos, predominantemente vindos da praça da República, em São Paulo, a feira começou suas atividades em 1969 no Largo dos Jesuítas. Nesse período, revelou muitos talentos e contribuiu para solidificar a tendência cultural e artística da região, iniciada na década de 20 com Cássio M´Boy e na década de 50 com Tadakiyo Sakai. Já nos anos 70, criadores dos mais variados estilos, muitos ligados ao movimento

Feira de Arte e Artesanato é símbolo de Embu das Artes

hippie, se reuniam no Largo 21 de Abril para produzir e vender arte. De lá pra cá, artistas e artesãos vêm produzindo e expondo as mais variadas obras para interessados, turistas e visitantes. A tradicional Feira

de Embu das Artes conta com um grande número de produtos artesanais, obras de arte e manifestações culturais. Evento: 43º aniversário da Feira de Embu das Artes e cerimonial de posse do Conselho Gestor da Feira de Artes

Data: 29 de janeiro de 2012 Horário: 8h00min Local: Centro Cultural Mestre Assis do Embu, no auditório Cássio M´boy Endereço: Largo 21 de Abril, n° 29, Centro, Embu das Artes. Tel: (11) 4781-4462

Embu participa de seminário Cidade Base da Copa 2014 Assessoria da PMETE

O assunto será Copa do Mundo de 2014, no dia 9 de fevereiro, das 9 às 15h, no Palácio dos Bandeirantes, no Mor umbi, em São Paulo, quando será realizado o 2º Seminár io Cidade Base, coordenado pelo Comitê Paulista da Fifa. A Estância Tur ística de Embu das Ar tes está

inscr ita como centro de treinamento para uma das equipes da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Além das duas quadras e um campo de futebol oficial, que serão constr uídos, o Parque da Várzea do Embu-Mir im, com a infraestr utura que terá em 2014, poderá ser utilizado como Centro de Treinamento.

O hotel para hospedar as equipes é o Almenat, habilitado na Fifa. A cidade já foi visitada por comissões técnicas e representantes do Comitê, com sede no R io de Janeiro, e técnicos dos Estados Unidos. As cidades indicadas só serão conhecidas em 2014 e o Gover no da Cidade de Embu das Ar tes trabalha para isso.

EMBU DAS ARTES E A AFRICANIDADE Por Celso Prudente (1) É inegável que arte é a principal marca da porção existencial na vida da população do município de Embu das Artes. Parece toque de mágica, a cidade já era ungida pela utopia artística do poeta Solano Trindade e do pintor Cássio M’Boy. Tendo em vista que estes estetas criaram o espaço cultural do município, emprestando-lhe a dimensão humanista, que tem sido característica fundamental; no cotidiano da produção da arte e também do comportamento filotécnico, nesta comunidade artística. A postura irreverente é presente nas diferentes ações em favor das minorias e grupos fragilizados. Nota-se que, a presença de tratadores de animais domésticos que são abandonados é percebida. Na tradicional e resistente feira

de artes na praça, onde o movimento de turistas revela a força de Embu das Artes. Lembra-se que o cuidado com os com os cães é evidente e sério. Esforço especial da conhecida Ana dos Cachorros, que se tornou uma ação, assimilada no conjunto da sociedade, que já faz parte do imaginário da comunidade embuense como um todo. Constata-se que esta ação em favor dos cães abandonados, no principal marco cultural da cidade, demonstra a consciência de respeito à biodiversidade. Fenômeno que se vê no empenho da localidade em pró do respeito as minorias e grupos fragilizados. A exemplo da efervescência da africanidade, sobretudo no âmbito do cinema. Como é caso do saudoso Bene Silva, fundador do Cine Clube do Embu,juntamente com o filotécnico Pedro Valdir Amaro Gurgel, que também é

o administrador da consagrada MOSTRA INTERNACIONAL DO CINEMA NEGRO. Com efeito, na oitava edição da Mostra Internacional do Cinema Negro, que teve como o Grande Homenageado o saudoso ator Grande Otelo e também o irreverente compositor e cineasta Sergio Ricardo, premiado com o seu filme de animação Zelão, baseado do histórico sucesso musical Zelão. E para o orgulho do Embu das Artes,

o cineclubista e ator consagrado Bene Silva foi laureado, “in memorian”, representado na pessoa economista e professor universitário Pedro Valdir Amaro Gurgel, com a Estatueta Ofó de Xangô, concebida pelo escultor Emanoel Araújo. Na histórica noite de abertura da 8ª MOSTRA INTERNACIONAL DO CINEMA NEGRO. O evento aconteceu no auditório Camargo Guarnieri, na USP- Universidade de São Paulo, entre muitos

artistas e intelectuais contou ainda com as presenças notável do filosofo da educação Luiz Passos UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso e o ator Robson Benta representando a Semana de Consciência Negra de Joinville – Santa Catarina. (1) Antropólogo e cineasta. Doutor em Cultura pela USP – Universidade de São Paulo. Curador da Mostra Internacional do Cinema Negro. Professor do Instituto de Educação da UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso.


8

Embu das Artes, 1 a 15 de fevereiro de 2012

Conquista

Bombeiros chega a Embu das Artes

Com informações da PMETE

Cumprindo mais um compromisso com a população, o Governo da Cidade de Embu das Artes alugou um imóvel, na Vila Bomfim, para abrigar a base do Corpo de Bombeiros. O local conta com uma área total de mais de 1.000 metros quadrados e 1.200 metros quadrados de área construída. A medida foi tomada de forma provisória até a liberação pela Dersa, do terreno onde serão instaladas as bases definitivas do 36º Batalhão de Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

A previsão é que a base esteja em funcionamento em março, pois o prédio deverá passar por algumas adequações que serão realizadas em parceria com empresários. Em dezembro de 2011 chegaram duas viaturas que atenderão a cidade, uma de resgate e a outra para incêndio. Os carros já estão em operação e, provisoriamente, ficarão de plantão no Parque do Lago Francisco Rizzo até o término das adaptações no prédio. Antes, o município era atendido pelo batalhão de Itapecerica da Serra, com a ins-

talação da unidade na cidade, a resposta aos chamados será muito mais rápida e eficiente. A assinatura do convênio entre os Governos de Embu das Artes e do Estado foi firmada em novembro de 2011. Embu saiu na frente em relação a Taboão da Serra e garantiu a instalação do Corpo de Bombeiros. De acordo com William Martins Vitorino, comandante do 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Cotia, os embuenses vão ganhar vários benefícios com a vinda do quartel para a cidade.

Foto: Assessoria da PMETE

Corpo de Bombeiros é a mais nova conquista de Embu das Artes

Conselheiros gestores de saúde tomam posse em Embu Com informações do site da PMETE

Desde o final de janeiro Embu das Ar tes conta com 130 Conselheiros Gestores de Saúde que vão atuar nas 23 unidades de saúde do município. A eleição contou com a par ticipação de 2700. Ao todo são 130 representantes de usuários e funcionários em todos os conselhos gestores de cada unidade de saúde. São 85 representantes de usuários e 46 de funcionários, contando titulares e suplentes. Além desses, cada Conselho Gestor conta com o gerente da unidade e seu suplente. Desse total, são escolhidos 34 para o Conselho Municipal de Saúde, que tomará posse em fevereiro. Os Conselhos Gestores tomaram posse no dia 20, no Centro Cultural Mestre Assis. Incentivador constante da participação popular o prefeito Chico Brito destacou a importância da representatividade deles e do contato constante com a população a fim de transmitir as informações a que têm acesso. “Ninguém está no Conselho, seja ele qual for, pra se auto-representar. Esse é o maior erro que acontece quando algumas pessoas são escolhidas e elas se auto representam. Um representante deve procurar informar e ouvir a população. Vocês são um elo de ligação entre os usuários do sistema de saúde e a prefeitura que o administra.”

Conselheiros Gestores vão atuar nas 23 unidades de saúde de Embu

A secretária municipal de saúde Sandra Fihlie Barbeiro disse que as eleições para os Conselhos Gestores das unidades comprova a determinação do governo municipal de for talecer a par ticipação social na gestão da saúde. Para ela, a representatividade popular vem ajudando a melhorar a saúde na cidade.. Para a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Ediginalva de Souza Dantas, o papel dos conselheiros é atuar em favor da me-

lhoria constante da saúde municipal. Ela lembrou a luta que resultou na conquista do Sistema Único de Saúde. Segundo ela, foi a Conferência que propôs e originou o SUS, que garantiu os direitos constitucionais de saúde de forma unificada e uniforme em todos os Estados e Municípios, garantindo um sistema igualitário para todos. “Todos que estão aqui devem ter compromisso com a comunidade”, orientou.

Folha de Embu 1078  

Folha de Embu 1 a 15 de fevereiro

Advertisement