Page 1

D’Araújo

1


D’Araújo

Memórias frias Pensamentos Vivos

2


D’Araújo

Copyright ©2014 – Todos os direitos reservados a: D’ Araújo

1ª Edição 2016

3


D’Araújo

Colaboradores

Diagramação D’Araújo

Capa:

Criação, design, e acabamento: D’Araújo

4


D’Araújo

Agradecimentos

Agradeço e dedico esta obra, a todas estas belas criaturas que me proporcionaram os melhores momentos desta minha breve existência.

5


D’Araújo

Prefácio “Deixo aqui, minha alma impressa, em parágrafos tortos, frases em desordens, sílabas atônita, letras soltas versos, prosas, e sentimentos vivos, até que o passar do doce e perverso tempo, os façam eternos”.

6


D’Araújo

O que lhe rouba o tempo, não são os segundos findos. E sim, a tirania dos sonhos não vividos, os beijos não roubados e o lamentável esquecimento das horas vindas.

7


D’Araújo

Nada mais inquietante na alma humana, do que a dolorosa certeza, de que; O melhor de si, ele nunca conseguirá expressar em palavras.

8


D’Araújo

O viver é quase inevitável, mas ser feliz está sempre vinculado ao tenebroso e irreparável resultado das escolhas.

9


D’Araújo

A tirania do amar fica tão submersa no desejo, que só o coração percebe.

10


D’Araújo

Cuidado, pois o melhor sonho de um, pode muito bem se transformar no maior pesadelo de outro.

11


D’Araújo

Só existe uma arma capaz de conter a força bruta e a tirania dos senhores do poder; O "Conhecimento”.

12


D’Araújo

O mais próximo do paraíso que eu consegui chegar, foi quando o teu belo sorriso de flor encheu minha alma de alegria.

13


D’Araújo

Amigo não é aquele que sempre está ao nosso lado, amigo é aquele que apesar da distância, se conserva com a mesma intensidade no mais nobre espaço do nosso coração.

14


D’Araújo

Poetas são almas perdidas tentando se encontrar em palavras.

15


D’Araújo

Hospício é o lugar onde se tranca os sonhadores que não conseguem se adaptar a viver na loucura do mundo ao seu redor.

16


D’Araújo

O pior da vida não é a chegada da morte, doloroso mesmo é você descobrir que apesar da longa estrada percorrida, você nem se quer permitiu-se há viver os seus próprios sonhos...

17


D’Araújo

O mais próximo que chegamos do inferno, é quando o melhor de nós se faz passado.

18


D’Araújo

O que fazer quando você descobre que o fim, é na verdade apenas o começo do infinito.

19


D’Araújo

Irmãos é a mesma pessoa com aparências, valores e destinos diferentes, tudo na mesma existência para evoluir mais rápido.

20


D’Araújo

O ser humano em situações de dolorosas perdas, ele substitui todo seu amor por ódio e rancor, na esperança de que a sua dor se torne mais suportável.

21


D’Araújo

Quer ser ousado? Então viva cada um dos seus sonhos, pois este é o maior insulto aos que escolheram o conforto da inércia.

22


D’Araújo

Viva e ame, como se não houvesse amanhã, e como se o passado nem tivesse existido.

23


D’Araújo

O melhor momento de nossas vidas, é aquele em que estamos vivendo, pois os momentos passados se tornaram intocáveis, e os momentos do futuro nem sabemos se de fato chegaram.

24


D’Araújo

Viva tudo que pode ser vivido, e com toda intensidade que a vida tem que ser vivida, mas nunca deixe de ser você mesmo em tudo que viver.

25


D’Araújo

Se nĂŁo sabias nadar com a alma, por que entraste no tenebroso mar dos sentimentos.

26


D’Araújo

A guerra é o argumento dos imbecis que não aprenderam a se reconhecer no próximo.

27


D’Araújo

Quando a morte nos chega, o que nos abate, não é saber que chegou o fim, mas descobrir que muito do que deveria... Ficou por fazer.

28


D’Araújo

Nos tempos modernos de hoje, mais vale um bumbum grande e firme, do que carĂĄter. e sentimento sincero.

29


D’Araújo

Não existe herói de guerra, o que existe é um ser condenado a viver o resto de seus dias, lutando diariamente contra os seus próprios fantasmas.

30


D’Araújo

O maior êxito que podemos alcançar nesta nossa breve existência. É terminar o nosso dia ao lado daqueles que mais amamos.

31


D’Araújo

Poesia é como amor verdadeiro, chega sem dar aviso, invade nossos corações e se instala. Ai tudo ao seu redor se transforma, é como se o tempo nem existisse.

32


D’Araújo

Não precisa se preocupar, pode criticar, xingar, me odiar, fique à vontade, pois eu não vim para agradar, eu vim mesmo foi para incomodar, aos que escolheram a inercia como refugio.

33


D’Araújo

Chega um momento na vida que cansamos de ser surpreendido pela vida, ai passamos a surpreendê-la todos os dias com sorrisos em vez de lágrimas.

34


D’Araújo

E o doce de suas águas foi devorado pela ganancia e a hipocrisia humana. Quando é que vamos todos nos da conta que até hoje tudo que fizemos foi só destruirmos a nós mesmos.

35


D’Araújo

Tudo estava perfeito no paraíso chamado terra, até o homem descobrir, que podia explorar o seu semelhante, e destruir para reconstruir a seu bel prazer.

36


D’Araújo

Em vez de nos preocuparmos em retirar a lama que cobri os sonhos perdidos de Mariana; Mas serventia teria se todos nós tirássemos a lama da nossa própria consciência para poder enxergar a nossa culpa por não vigiarmos os nossos eleitos, que são coniventes com ações que tornam estas tragédias possíveis.

37


D’Araújo

Lembre-se sempre, tudo que você precisa para ser feliz, é acordar e escolher a felicidade.

38


D’Araújo

Nunca fale mais do que o que você pode suportar receber como resposta.

39


D’Araújo

Não tenho a falsa pretensão de ser Anjo, nem tão pouco Demônio. Mas serei sempre a navalha afiada que corta a consciência daqueles que se faz de cegos, surdos e mudos, fingindo não ter nenhuma responsabilidades sobre as coisas que acontecem ao seu redor.

40


D’Araújo

Paixão é uma armadilha do cérebro, para capturar corações sentimentais e desejos ocultos.

41


D’Araújo

No dia que a poesia morrer, o lirismo da vida irá junto, e tudo que restará é um amontoado de pretensões.

42


D’Araújo

Só pode ser tirado de nós, aquilo que de fato nunca foi verdadeiramente nosso.

43


D’Araújo

Quem precisa de imaginação ou ficção diante da triste e brutal realidade nossa de cada dia.

44


D’Araújo

Existem pessoas que fogem o quanto podem da paixão, do amor, dos relacionamentos sérios e duradouros, com medo que ele venha a se acabar. Só não entendo por que elas continuam vivas se elas sabem que a vida certamente um dia cessa.

45


D’Araújo

Muitos preenchem os dias de suas vidas com tanta futilidade que nem percebe o imenso vazio de si mesma.

46


D’Araújo

Não existe fuga mais desesperadora, do que fugir de si mesmo.

47


D’Araújo

Seja como for seja sempre você mesma, e se chegar o dia em que for proibido, amar e ser feliz é melhor sair de sena, pois não haverá mais um bom motivo para existi.

48


D’Araújo

Muito cuidado, pois no campo dos relacionamentos, o ser humano odeia na mesma velocidade com que se apaixona.

49


D’Araújo

Quando lhe faltar palavras não te preocupes, pois um olhar ou um pequenos gesto de carinho, muitas vezes valem mais que belas palavras ditas sem sentimentos.

50


D’Araújo

Meus únicos arrependimentos, são dos beijos que não dei, dos momentos que não vivi, e dos sonhos que não sonhei.

51


D’Araújo

Todos achavam que eu não tinha nada, mas eu tinha sonhos.

52


D’Araújo

A verdadeira beleza só é vista, quando você consegue enxergar a alma.

53


D’Araújo

Que serventia teria o meu querer sem o teu sentir.

54


D’Araújo

Se o melhor que você conseguiu é criticar as minhas verdades, melhor faria se reconsiderasse as suas mentiras.

55


D’Araújo

Perdoem-me, mas eu nãos escrevo poemas, eu só imprimo sentimentos.

56


D’Araújo

Opinião, se não tem uma própria, por gentileza não saia por ai vomitando dejetos dos estômagos alheios.

57


D’Araújo

A única imensidão viável é da doçura da tua alma, do frescor do teu sorriso e a do brilho dos teus olhos.

58


D’Araújo

Eu não consigo mudar o mundo sozinho, mais ficaria fácil se; Tu, Ele, Nós, Vós e Eles mudassem juntos.

59


D’Araújo

O que me move não é o desejo de ser feliz, mas sim a felicidade de desejar sempre.

60


D’Araújo

Viver é preciso, Amar é necessário, Ser feliz é opcional.

61


D’Araújo

E se por ventura um dia a sua vida se transformar em um imenso jardim de belas flores, regue-o com cuidado, e fique atento, pois em algum momento pode sĂł lhe restar os espinhos.

62


D’Araújo

como temer a escuridão das noites frias, se a claridade dos teus olhos e o calor da tua bela alma, guiam os meus passos a cada amanhecer.

63


D’Araújo

Eu nem costumo exigir caráter, respeito ao ser humano já me basta.

64


D’Araújo

Onde tu estais, que não houve os gritos do amanhã avisando que o ontem já se foi.

65


D’Araújo

Curiosidade é como se fosse um pequeno Demônio, que transforma tudo que você não consegui ver em um desejo e necessidade, quase incontrolável.

66


D’Araújo

Todo ser é leal e honesto até que um dia por algum motivo ele acha que adquiriu o direito de...

67


D’Araújo

As dores só são suficientemente grandes e insuportáveis quando são as nossas.

68


D’Araújo

o problema não está nos sonhos que se perde, mas sim nos desejos que se acabam.

69


D’Araújo

Nunca tenha medo de se perder nas loucuras dos seus desejos, pois a loucura é apenas o estágio mais avançado da sanidade.

70


D’Araújo

Muitos defendem uma causa mesmo que imprópria para aquele momento, só para ter algo em que acreditar.

71


D’Araújo

É sobre a sombra do medo que o lampejo da luz da esperança tem mais serventia.

72


D’Araújo

Mais vale uma Pátria Sorrindo Bem Alimentada, Educada e Segura o ano inteiro, do que "Um Milhão" de Luzes Piscando por um mês que só serve para Iluminar as suas desigualdades.

73


D’Araújo

Um dia gritarei ao mundo frases com uma verdade de sentimentos tão intensos, que até os surdos ouvirão.

74


D’Araújo

O que cura uma alma em desencanto, não são pílulas, gotas ou internação, e sim uma dose diária de abraços, palavras, gestos de amor, afeto e gratidão.

75


D’Araújo

Não existe abrigo mais seguro, do que no doce aconchego de suas próprias verdades.

76


D’Araújo

Os únicos fantasmas que nos perseguem, são aqueles que criamos e acolhemos em uma tentativa desesperadoras, de preenchermos nossos próprios vazios da alma.

77


D’Araújo

É nos lençóis dos desencantos, que enxugamos as lagrimas das nossas tenebrosas escolhas pífias.

78


D’Araújo

O coração é casa de tudo, e o caminho do nada é o sonho sem proposito.

79


D’Araújo

Se for para ter alguém ao meu lado que não me surpreenda, eu me basto.

80


D’Araújo

Só falta no próximo, aquilo que não temos em nós mesmos.

81


D’Araújo

Quando tudo parecia o fim, você se fez flor em mim.

82


D’Araújo

Quando eu não for mais eu, é porque tudo que havia de melhor em mim já não mais existe.

83


D’Araújo

A dimensão do amor não se mede em palavras, e sim em gestos.

84


D’Araújo

Existem coisas em nossas vidas que nunca serão de mais, pois elas são simplesmente o necessário.

85


D’Araújo

Espero ser contemplado com o prazer do frescor da tua pele. Até o fim dos meus dias.

86


D’Araújo

Como podemos compreender a raça humana, pois alguns passam a nos odiar só porque escolhemos ser felizes.

87


D’Araújo

O desespero do hoje mal vivido há espera do amanhã que nunca chega.

88


D’Araújo

De que nos vale um monte de boas intensões se não houver um único gesto.

89


D’Araújo

Antes de condenar toda a sujeira que o cerca, observe bem tudo que vem de dentro de si mesmo.

90


D’Araújo

Cuidado com o tenebroso sussurro dos ventos do passado nos ouvidos do hoje, para não lhe assombrar o amanhã.

91


D’Araújo

As palavras que minha língua afiada pronunciaram, foi a única forma de te fazer entender que o meu desejo era só por ti.

92


D’Araújo

Comprei palavras, para que minha alma não morresse na escuridão do desconhecido. Não tinha nada mais a dizer, por isso calei-me. E o meu silêncio era a única verdade entre nós naquele momento.

93


D’Araújo

A LĂ­ngua Portuguesa no Brasil foi desenvolvida de uma forma para analfabetizar as massas, e elitizar a cultura.

94


D’Araújo

Melhor faríamos se em vez de juntarmos bens ao longo da vida, fizéssemos o bem.

95


D’Araújo

Nos dias de hoje, temos que aprender a viver como os cactos, pois apesar dos espinhos, eles exibem toda sua beleza a cada florescer.

96


D’Araújo

D’Araújo (Antônio de Araújo Silva), NATUROPATA e Mestre em REIKI, nasceu na Cidade de Ouricuri, no sertão de Pernambuco, em 27 de Fevereiro de 1963. Biografia: Filho mais novo de quatro irmãos, de Pedro Gonçalves da silva e Dona Antônia Alves de Araújo, Seu Pai trabalhou como agricultor até 1970, quando veio morar na cidade para que os filhos tivesse acesso a escola regular, se aposentou como monitor escolar, e sua mãe era dona de casa. Estudou na Escola primária, Telesforo Siqueira. Concluiu o ensino fundamental. Na Escola estadual São Sebastião. Iniciou o Ensino médio no colégio Industrial, em Ouricuri, mais só veio a concluir em Fevereiro 2002, na Escola estadual Wallace C. Simonsen, em São Bernardo do Campo. Veio para São Paulo em definitivo em 1987, morou no Itaim Paulista, zona Leste até junho de 1990. Onde trabalhou como Meio oficial Eletricista e Metalúrgico. Em Julho do mesmo ano se mudou para São Bernardo do Campo. Onde participou ativamente nos movimentos de redemocratização. Trabalhou como Metalúrgico, cobrador, e Motorista. Atualmente trabalha no seu consultório com acupuntura – aurícula, massagem, Reiki, Moxabustão, Florais de Bach e terapias complementares. Formação: Em Julho de 1994 se Forma em Fotografia: Pela Associação de Belas Artes de São Bernardo do Campo. Em Janeiro de 1996, termina o curso de introdução a Parapsicologia aplicada. Com o Professor: Benjamim Bossa. Na Paroquia São Geraldo Magela. Em julho de 2002 Ingressa na Humaniversida holística de São Paulo. Em Novembro de 2003 Recebe sua iniciação em Reiki nível I II, Na Humaniversidade Holística e centro Budista de meditação. Em 2004 terminou o curso de Naturopata, Massoterapia e Terapias complementares, pela Humaniversida holística de São Paulo. No mesmo ano, no mês de setembro conclui o nível III de Reiki. Começou a trabalhar na área seis meses antes da formatura, na Associação de Promoção humana, Padre Leo commissari, onde ficou até 2012. Em 2013 começou a atender no seu consultório no N.O.A.T.S. (Núcleo de Orientação e atendimento terapêutico social). Em Setembro 2005 Terminou sua formação em Primeiro Socorros em Quiropraxia. Pela Universidade Livre Holística Casa De Bruxa. Santo André- São Paulo. Em Julho de 2006 termina sua formação no curso de introdução a Iridologia. Pela ANBATH. Associação Nipo-Brasileira de Acupuntura e Terapias Holísticas. Com o Professor: Hirashi Kaneshiro. Em Novembro de 2006 se forma como Mestre em Reiki, no método Reiki de cura Natural. Usui Shiki Ryoho. Na Escola Tradicional de Reiki Mikao Usui. Humaniversidade holística e Centro Budista de Meditação. Com o Mestre; Otávio Leal. Em dezembro de 2006 termina sua formação no curso de Introdução à Fitoterapia: Pela Fundação Herbárium de Saúde e Pesquisa. Família: Casou aos 19 anos em 1982 com Petronila Maria de melo, com quem viveu por 25 anos, teve três filhos; Anna Patrícia, Ranyeri Marlon e Agda Priscila. Separou-se em 2007. Seis meses depois iniciou um novo relacionamento com Vivianne Visintini. 97


D’Araújo

Ficaram juntos por seis anos, separou-se pela segunda vez em 2013. No mesmo mês em que sua mãe faleceu. Passa por um período de reclusão, onde se dedica inteiramente a literatura.

Ele conhece Andreia, com um breve namoro, mas ele ainda não consegui se envolver, pois estava curando as cicatrizes. E então acaba terminando Em setembro de 2014 conhece Izi em um site de relacionamento. O que lhe trás uma nova motivação. E a sua produção literário deslancha, neste período escreveu o seu segundo romance e oitos livros de poesias, que estão para ser lançados. Já estão juntos a mais de um ano. Obras: O seu primeiro livro, o Romance “Enquanto Deus Dormia” (2009) Pela Editora, wwwwbiblioteca24x7.com Causou grande impacto pela nova visão ao encarar os problemas sociais de uma forma contundente, uma crítica à forma com que o homem manipula e explora aos seus semelhantes usando a religião e a política, como um alienador comum. Que lhe rendeu uma matéria de capa do caderno de Cultura do jornal ABCD Maior. Em 2010, Lança a sua primeira obra de poesias. “O Grito da Alma, poesias e pensamentos” Também pelo mesmo selo Editorial. O Livro é dividido em dois capítulos; Um de poemas com uma forte carga de críticas sociais, e o segundo com poemas líricos. E pela segunda vez ele ganha a capa do caderno de cultura do jornal ABCD Maior. Em 2012, lançou pela mesma Editora sua primeira obra de Contos e crônicas. “Calabouço Contos e Outros” E sem abandonar os temas sociais e estruturais da sociedade moderna, e a forma arcaica e irresponsável como o ser se comporta em relação ao meio ambiente e sua riquezas. Ele trás uma narrativa contundente sobre Vários assuntos, entre eles o Conto; “A Morte do Planeta Azul” Que faz uma analogia sobre o colapso do Planeta, e que logo ganha destaque no seu blog Literário. Em 2014 lança duas obras de Poesias pela Editora; Perse. Desta vez ele divide os poemas com temas sociais e reflexões dos poemas líricos; Assim nasce: “Entre Lírios e Promessas” E “Covas Rasas” E logo os seus poemas ganha as redes sociais, O seu blog de literatura, “dearaujousinaliterária” Sai do anonimato, e o seu perfil do “Googol Mais” Supera a marca de Hum Milhão e duzentas mil visualizações. Participações em Antologias: Pela Editora: Grupo Editorial Beco dos Poetas. 1ª Seletiva Beco Dos Poetas: “Declaração de Amor a Poesia” Lançado em 2009 pela Editora: www.becodospoetas.com.br Poema: “Babel Dos Loucos” Antologia: “Desejo de Escrever” Lançado em 2014 pela Editora: www.becodospoetas.com.br Com o Poema: “Flores para Cegos” E a Crônica: “Sonhos Baratos” 98


D’Araújo

Antologia: “A Lua Sobre Nós” Publicado em 2015 pela Editora: www.becodospoetas.com.br Com o Poema: “Que Seja Rosa” Participações em Antologias: Site: www.fenix.org “Longos 08” Maio de 2014 com o poema: Ela. “Logos” Especial dia das Mulheres. Março de 2015 Poema: “Que seja Rosa” “Longos 15” Julho de 2015 Poema: Paixão: Inicio, Meio, e Fim. “Logos 16” Setembro de 2015. Poema: Em Tudo... “Logos 17” Novembro de 2015 Poema: “Mulheres às Vezes...”. Site de Portugal que divulga autores de vários Países; Da autora Portuguesa: Carmo Vasconcelos e do autor; Henrique L. Ramalho. Livros Promocionais: “Palavras soltas pensamentos vivos” Edição: 2015 “Palavras soltas pensamentos vivos volume: II” Edição: 2016 Antônio de Araújo Silva, E-mail: dearaujo6789@gmail.com Mais sobre o autor: daraujousinaliteraria.blogspot.com.br

99


D’Araújo

Obras do autor por ordem de publicações

100


D’Araújo

Participações especiais em Antologias

101


D’Araújo

102


D’Araújo

103


D’Araújo

104


D’Araújo

ANTOLOGIA "LOGOS 20" Maio 2016 Com o poema: “Doce Relva” No site: http://www.carmovasconcelos-fenix.org/…/LOGOS20Mai2016-POE… De Portugal que divulga autores de mais de 50 Países; Da autora Portuguesa: Carmo Vasconcelos e do autor; Henrique L. Ramalho.

ANTOLOGIA "LOGOS 21" Julho 2016 Com o poema: “Amazônia” No site:

E “Tudo Tem Seu Preço”

http://www.carmovasconcelosfenix.org/…/LOGOS20Mai2016-POE… De Portugal que divulga autores de mais de 50 Países; Da autora Portuguesa: Carmo Vasconcelos e do autor; Henrique L. Ramalho. 105


D’Araújo

Edições “Pensamentos Vivos” Editora Usina Literária

106


D’Araújo

Usina do Pensar pensamentos vivos Edição: 2016 Editora Usina literária. dearaujousinaliterariablogspot.com.br

“Poesia em Gotas” Pensamentos Vivos “Mente e a alma transcrita em frases”

Coleção Pensamentos Vivos: Editora Usina Literária: Edição: 2016 Downloads grátis

107


D’Araújo

“Poesia em Gotas Pensamentos Vivos” Volume II “Mente e a alma transcrita em frases”

Coleção Pensamentos Vivos: Editora Usina Literária: Edição: 2016 Downloads grátis

“Das Coisas Que Nunca Fomos” “Mente e a alma transcrita em frases”

Textos avulsos Editora Usina Literária: Edição: 2016 Downloads grátis

Coleção Pensamentos Vivos: Fica autorizada a todos a divulgação parcial ou na integra do conteúdo desta obra, em qualquer meio de comunicação e redes sociais, download, e impressão, desde que não tenha fins lucrativos ou gere qualquer beneficio intelectual ou financeiro. Sem prévia autorização do autor: D’Araújo. 108

Downloads grátis: daraujousinaliteraria.blogspot.com.br


D’Araújo

109

Memórias frias  

“Deixo aqui, minha alma impressa, em parágrafos tortos, frases em desordens, sílabas atônita, letras soltas versos, prosas, e sentimentos vi...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you