Page 1

CUBA BOLETIM MUNICIPAL N.º 5

MARÇO 2015

VILA RUIVA MEDIEVAL Em março, o quotidiano da época quinhentista tomou conta de Vila Ruiva, naquela que foi a primeira edição da Vila Ruiva Medieval. Foram dois dias de recriação histórica, num programa ocupado por momentos como cortejos régios, demonstrações de armas e torneios de armas a cavalo, entre outros.

p4,5

EDUCAÇÃO

ECONOMIA

AÇÃO SOCIAL

CÂMARA DISPONIBILIZA 27 MIL EUROS PARA O ENSINO SUPERIOR

DIA DOS NAMORADOS COM DESAFIO PROMOVIDO PELA AUTARQUIA

FOI ATIVADO O PROGRAMA DE EMERGÊNCIA SOCIAL DO CONCELHO

No total, para o ano letivo de 2014/2015, foram entregues 38 apoios a alunos do ensino superior, ascendendo o valor global aos 27 360 euros. p9

O objetivo passou por aproveitar a data comemorativa para promover turisticamente o concelho de Cuba e incentivar à aquisição no comércio local. p11

Feitas as avaliações foram apoiados neste trimestre doze famílias, com auxílios nas áreas da alimentação e medicação, bem como na eletricidade, gás e eletrodomésticos. p18

ÍNDICE . Editorial 2 | Município 3 | Destaque 4 | Proteção Civil 6 | Desenvolvimento Económico 7 | Educação 8 | Carnaval 10 | Desporto 12 | Ambiente 13 Obras no Concelho 14 | Cultura 16 | Ação Social 18 | Turismo 19 | Freguesias 20


editorial

Sandra Bráz Vereadora

João Português Presidente da Câmara

Francisco Fitas Vice Presidente

APOSTA NAS FREGUESIAS DESDE O DIA 14 DE OUTUBRO DE 2013 QUE A DIFERENÇA, NA GESTÃO DOS DESTINOS DO CONCELHO, SE FAZ NÃO APENAS PELA FORMA MAS TAMBÉM PELA SUBSTÂNCIA. Tornava-se urgente olhar o concelho de forma integrada, como um todo, e não dicotomicamente entre Cuba (vila) e as restantes freguesias, sob pena de contribuirmos para o despovoamento promovido por políticas macroeconómicas erradas praticadas nos últimos anos pelos sucessivos governos. Porque compreendemos a necessidade de promover o nosso território e o património existente, criando dinâmica social e atraindo simultaneamente visitantes, definimos uma estratégia de investimentos de índole cultural e de requalificação urbanística, devidamente contextualizados na história e vivências das freguesias onde se realizam. Assim, nos passados dias 28 e 29 de março realizou-se a primeira Vila Ruiva Medieval. Aproveitando a história e as condições proporcionadas pelo espaço nobre da Vila, onde em tempos esteve erigido o Castelo da povoação, a iniciativa alcançou os objetivos pretendidos. Muitos foram os forasteiros que descobriram uma Vila Ruiva de uma beleza que lhes era

desconhecida, trazendo consigo uma dinâmica e animação que a Vila jamais conhecera. Ainda no decorrer do presente ano, será implementada em Faro do Alentejo a Feira da Caça, da Pesca e do Mundo Rural, tirando partido do reconhecido elevado número de praticantes destas duas atividades naquela freguesia, bem como da relação destas com a gastronomia e o vinho. Em Vila Alva, atribuímos este ano um importante apoio financeiro para o restauro do Museu de Arte Sacra, detentor de um acervo patrimonial extremamente rico e representativo da magnificência histórico-cultural da Vila, que carecia há muito de uma intervenção visando a sua preservação e potenciação turística. Também a Feirinha Gastronómica de Vila Alva beneficiará no presente ano, pela primeira vez, de um apoio financeiro. No que concerne às intervenções de regeneração urbana, iniciaram-se as obras de requalificação da Praça da República de Vila Alva. Este espaço distinto da Vila, que há muito se tornara o cartão-de-visita para visitantes e de

orgulho para os vilalvenses, necessitava de uma intervenção por forma a ser-lhe devolvida a grandeza merecida. Além desta intervenção, estão também previstos novos projetos de requalificação urbana em Faro do Alentejo, Vila Ruiva e Albergaria dos Fusos. Até final do presente ano, vamos avançar com um projeto de eletrificação de todas as freguesias rurais, procedendo à substituição da atual iluminação para luminárias de LED. Cientes de que fomos eleitos por toda a população do concelho, avançaremos com o nosso projeto rumo ao desenvolvimento, sem deixar quaisquer das freguesias para trás. Acreditamos que apenas faz sentido um progresso que beneficie o concelho na sua totalidade de forma concertada e integrada.

João Português

FICHA TÉCNICA: PROPRIEDADE Câmara Municipal de Cuba SEDE Rua Serpa Pinto, n.º 84 - 7940 Cuba TEL. 284419900 FAX 284415137 E-MAIL geral@cm-cuba.pt SITE www.cm-cuba.pt DIRETOR João Português REDAÇÃO E COLABORAÇÃO António Barradinhas PROJETO GRÁFICO E PAGINAÇÃO José Rolim PERIODICIDADE Trimestral TIRAGEM 2500 exemplares

2


O Município de Cuba juntou-se ao protesto “Nós Existimos. Nós exigimos!” em defesa do IP8, IP2 e estradas regionais, protagonizado por CIMBAL, ERT Alentejo, NERBE/AEBAL, autarquias, Associação de Comércio, Serviços e Turismo do distrito, partidos políticos e população em geral. A marcha de protesto

contou com 350 viaturas entre elas, diversas do concelho de Cuba e culminou no Parque da Cidade, em Beja, onde foi lida a moção da iniciativa, que exige uma melhoria nas acessibilidades para a região. A declaração foi aprovada por unanimidade. O Município de Cuba considera estas vias e

Estradas Nacionais que atravessam o concelho fundamentais para desenvolvimento sustentado da região, nomeadamente na capacidade de fixação de pessoas e de empresas. Por outro lado, o estado em que se encontram estas vias põe em causa a segurança das pessoas que nelas circulam.

município

Município marcou presença no “Dia de Luta pelo IP8, IP2 e Estradas Regionais

Apresentação Pública do 1º ano de Mandato e das principais medidas e iniciativas para 2015 Com o propósito de reforçar a transparência municipal e de estreitar a relação entre os munícipes e a Câmara, o executivo camarário levou a cabo uma sessão pública de apresentação do 1º ano de mandato e das principais medidas e iniciativas a implementar em 2015. A Câmara Municipal convidou assim a população a debater questões de interesse para o Município, numa sessão aberta que teve lugar na Biblioteca Municipal.

A autonomia do Poder Local Democrático na defesa da Água pública A Associação Intermunicipal de Água da Região de Setúbal (AIA) e a Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública do Alentejo (AMGAP) que no conjunto representam 29 Municípios do Alentejo e Península de

Setúbal promoveram conjuntamente, no dia 12 de Março, no Auditório Fernando Lopes Graça, Fórum Romeu Correia em Almada um Encontro-Debate sobre o lema “A autonomia do Poder Local Democrático na defesa da

Água pública”. O Sr. Presidente da Câmara de Cuba participou como orador no encontro tendo proferido a comunicação: “A Parceria Publica/Publica para a Gestão da Água Publica no Alentejo”.

3


4

destaque


INICIATIVA SUPEROU AS EXPETATIVAS E TEM JÁ GARANTIDA NOVA EDIÇÃO NO PRÓXIMO ANO Em março, o quotidiano da época quinhentista tomou conta de Vila Ruiva, naquela que foi a primeira edição da Vila Ruiva Medieval. Foram dois dias de recriação histórica, num programa ocupado por momentos como cortejos régios, demonstrações e torneios de armas a cavalo, entre outros. Reunindo mercadores, artesãos, regatões e artífices de outrora num espaço nobre da vila, como é a zona onde em tempos esteve erigido o Castelo, a iniciativa foi um verdadeiro convite a uma viagem ao passado e à história da urbe Vilaruivense, num cenário

onde se misturaram pregões, lutas e os tormentos próprios da idade média. A “Chegada da Carta Foral às terras de Vila Ruiva”, “A visitação de um filho da Terra: Cristóvão Colon” e “Os Contributos de Além-Mar: A Festa das Especiarias” foram algumas das recriações que tiveram lugar na Feira Medieval de Vila Ruiva. Para Raul Amaro, presidente da Junta de Freguesia, o balanço da iniciativa “é extremamente positivo, tendo superado todas as expetativas”, garantindo o regresso da iniciativa no próximo ano. Também João Português,

presidente da Câmara Municipal de Cuba, sublinha que o certame “foi muito para além do que se esperava, a avaliar pelo número de visitantes que atraiu, e adianta a intenção de, no próximo ano, apostar “na melhoria das condições para acolher os visitantes”. A par do balanço da iniciativa, a Junta de Freguesia de Vila Ruiva deixa um agradecimento a todos os figurantes (voluntários) que contribuíram para o sucesso da Feira Medieval.

destaque

“Viagem ao passado quinhentista” na primeira Vila Ruiva Medieval

5


proteção civil

“Dia Internacional da Proteção Civil” levou simulacro à escola O “Dia Internacional da Proteção Civil”, em Cuba, foi assinalado com a realização de dois simulacros de incêndio, numa iniciativa promovida pela CMC. Na parte da manhã foi simulado um incêndio nas

instalações da Escola Básica Fialho de Almeida e já na parte da tarde os alunos tiveram oportunidade de assistir ao simulacro de incêndio de um veículo. A iniciativa foi organizada pelos serviços

de Proteção Civil da Câmara Municipal de Cuba, em parceria com os Bombeiros Voluntários de Cuba, o Agrupamento de Escolas de Cuba e a Guarda Nacional Republicana.

Bombeiros com novos equipamentos de Proteção Individual Os Bombeiros Voluntários de Cuba têm, desde o início do ano, novos equipamentos de proteção individual de combate a incêndios em espaços naturais. À corporação de Cuba foram

6

entregues 25 fatos, 25 capacetes e 40 pares de botas, numa aquisição financiada em 85% pelo POVT tendo a comparticipação nacional sido repartida pela Autoridade Nacional de

Proteção Civil (7,5%) e pelos 13 municípios da região do Baixo Alentejo (7,5%). Para a entrega destes equipamentos aos Bombeiros de Cuba, a autarquia adiantou 12 333 euros.


A AJAP promoveu em Cuba, em parceria com o Município, o Seminário “Novos desafios, Novas Oportunidades – PDR2020” divulgando as

medidas previstas para os agricultores no âmbito do novo quadro comunitário. A sessão decorreu em março, no Centro Cultural de Cuba,

com a presença de representantes da AJAP, da Câmara Municipal de Cuba e da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo.

desenvolvimento económico

Seminário para jovens agricultores

Dia dos Namorados com desafio promovido pela autarquia O objetivo passou por aproveitar a data comemorativa para promover turisticamente o concelho de Cuba e incentivar à aquisição no comércio local. Sob o mote “Apaixone-se por Cuba”, a iniciativa do Dia dos Namorados desafiou os casais (maiores de 18 anos) a tirar uma fotogra-

fia de ambos, enquadrada com qualquer um dos corações que estiveram espalhados estrategicamente pelo concelho de Cuba entre os dias 12 e 15 de fevereiro e remeter o momento à CMC – juntamente com um talão comprovativo de uma compra efetuada nos estabelecimentos aderen-

tes identificados com dístico alusivo á iniciativa, indicando os respetivos nomes e contactos. Uma dormida para duas pessoas, em qualquer um dos estabelecimentos do concelho aderentes ao passatempo, e uma visita guiada com direito a uma refeição para dois foram os prémios a concurso.

7


educação

Que caminho para a Escola? Que estratégia a encetar? POR FRANCISCA ALFACE, PRESIDENTE DA DIREÇÃO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE CUBA

Sempre que o calendário civil vira mais uma página, um novo ânimo se levanta trazendo, no entanto, a inquieta certeza de que a sensação de desassossego se vai implantar: e este ano, o que fazer? Onde apostar? Tendo em conta, segundo dados recolhidos junto de diferentes fontes de informação, que cerca de 120 mil alunos, ou seja, mais 9000 alunos do que no ano letivo passado, dentro da escolaridade obrigatória, passaram a frequentar o ensino profissional, sublinhando que este ensino abrange os cursos vocacionais para maiores alunos de 16 anos que necessitam e procuram um ensino mais prático e os cursos profissionais que proporcionam uma formação específica nas áreas para os quais são direcionados. Podemos afirmar que as Escolas Profissionais são cada vez mais um caminho indispensável para o futuro, especialmente no momento em que os jovens fazem a transição do básico para o secundário. Existe, por parte das instâncias superiores com responsabilidade pela educação, ensino e formação, o objetivo de conseguir que até 2020, 50% dos alunos com idade para tal, frequentem o ensino profissional. Atualmente, e de acordo com as estatísticas disponíveis, conta-se com uma taxa de aproximadamente 44% de jovens que escolhem este ensino, o que nos parece tratar- se de um bom auspício para alcançar o objetivo anterior. Reforçar a oferta a este nível é uma estraté-

gia emergente. Fazer um diagnóstico sério por parte da escola acerca das vertentes ou áreas em que devemos apostar é o trabalho que temos tido em mãos à data da redação destas linhas, ansiando que tenham credibilidade junto de quem toma as decisões. Realizar esse diagnóstico a nível médio (regional) e macro (nacional) é imprescindível. É consabido que a discrepância entre o necessário reforço da oferta formativa, em termos de cursos profissionais, os enormes cortes orçamentais, a inexistência do referido diagnóstico em termos mais alargados e oficiais levam a que as necessidades das escolas caiam muitas vezes por terra, deixando os jovens e as famílias desapontadas, as localidades carentes e as escolas profissionais desacreditadas, perante a natural “censura das populações”. Acontece muitas vezes que os cursos que as instituições, as autarquias, os empresários mais procuram são aqueles que o ministério não considera prioritários para as diferentes localidades e regiões e enquanto tal acontecer, em paralelo com o generalizado decréscimo atual de alunos e o número mínimo legislado de alunos por turma se tratar de uma utopia para a grande maioria das escolas situadas fora das grandes áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, será extraordinariamente difícil acertar caminhos e dar respostas cabais. A ANESPO indica-nos que 20% dos alunos que terminam o Ensino Profissional vão para

as universidades e também é sabido que 70% dos alunos que terminam Cursos Profissionais conseguem arranjar estágios profissionais e até mesmo trabalho cerca de seis meses depois. A Escola Profissional de Cuba, neste momento, atenta a todas estas oscilações e após consultar e auscultar as entidades quem têm conhecimento e/ou responsabilidade pelos destinos do concelho e da região, nos seus diversos setores - económico, social, institucional e autárquico - e querendo responder efetivamente à procura e necessidade dos mais diretos “clientes” (jovens e famílias) e às aspirações de crescimento e afirmação da EPC como a resposta local de ensino secundário do Concelho de Cuba, pretende encetar para o ciclo formativo que inicia no ano letivo 2015-2016, um Curso Vocacional Tecnológico e de Atividades Desportivas na Infância que confira o 9º ano e os cursos Técnico de Apoio Psicossocial e Curso Técnico de Auxiliar de Saúde e Curso Técnico de higiene e Segurança do Trabalho e Ambiente. Na certeza de que estes irão, no contexto da sua oferta, responder ao que AQUI é necessário, esperamos que quem de direito assim nos autorize e os clientes / alunos correspondam aos anseios que têm manifestado. “A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo.” – Peter Drucker

Autarquia ocupou Férias da Páscoa com atividades para os mais novos Os Serviços de Desporto da CMC e a Biblioteca Municipal levaram a cabo, durante o período das férias escolares da Páscoa, 8

uma série de iniciativas destinadas aos mais novos. A proposta, como é já prática assente da autarquia, foi para a ocupação das manhãs

com diversas atividades desportivas e com atividades lúdicas no período da tarde.


A Câmara Municipal de Cuba voltou a atribuir as Bolsas de Estudo para o Ensino Superior. No total, para o ano letivo de 2014/2015, foram entregues 38 apoios, no valor de 720 euros cada, ascendendo o montante global aos 27 360 euros. A atribuição da Bolsa de Estudo é considerada um reforço do apoio financeiro, aos alunos e famílias que se encontram em situações sociais e económicas mais débeis,

de forma a combater o abandono escolar, melhorar a qualificação dos jovens e compensar os encargos acrescidos com a frequência no ensino superior. Neste ano letivo, a autarquia deliberou entregar, num só momento, a totalidade do montante a cada aluno, ao contrário do que acontecia em anos anteriores, em que o apoio era atribuído em três fases distintas. “Esta novidade na atribuição das bolsas

prende-se com as crescentes e prementes necessidades dos alunos e vem conferir uma maior possibilidade de gestão do valor da Bolsa de Estudo, permitindo o acesso imediato à totalidade do montante no momento que cada aluno julgue mais adequado à sua situação”, segundo explicou o presidente da CMC, João Português, na sessão de atribuição destes apoios.

educação

Câmara disponibiliza 27 mil euros para apoio a alunos do ensino superior

Tecnologia marca “Dia Aberto à Comunidade” na escola Uma mostra e um seminário sobre “tecnologias educativas”, workshops, desporto, dança e ateliers foram as propostas do “Dia Aberto à Comunidade” no Agrupamento de Escolas de Cuba, numa iniciativa com o apoio do Município. Recorde-se que a temática da tecnologia e da inclusão das novas tecnologias no ensino tem vindo a ser uma das apostas do Agrupamento de Escolas. Exemplo disso é o projeto-pioneiro ManEEle – Manuais Escolares

Eletrónicos, que abrange 42 alunos e 17 professores da Escola Básica Fialho de Almeida. De acordo com a avaliação do primeiro ano do projeto, apresentada publicamente neste “Dia Aberto à Comunidade”, os alunos revelam “uma motivação superior” nos estudos e “melhorias” nas notas, o que “não teriam se não estivessem no projeto”, explica o diretor do Agrupamento de Escolas de Cuba, Germano Bagão.

Além da apresentação do relatório do projeto ManEEle, no seminário “Tecnologias Educativas” do Agrupamento de Escolas de Cuba foram ainda abordadas temáticas como “Soluções Adaptadas para uma Aprendizagem Inclusiva”, “Literacia(s) e Comunicação Matemática”, o projeto “TEDy”, “A Escola Virtual, a plataforma de e-learning direcionada para o ensino”, Pedagogia Diferenciada” e “Escudo Web”.

9


10

eventos


É UMA DAS APOSTAS MAIS FORTES DO MUNICÍPIO, NA ATRAÇÃO DE VISITANTES E NA PROMOÇÃO TURÍSTICA DO CONCELHO, BEM COMO NA DINAMIZAÇÃO DA ECONOMIA LOCAL. Aquele que é já tido como um dos maiores da região, o Corso Carnavalesco de Cuba, voltou a estender-se ao longo das principais artérias da vila, com mais de 1200 figurantes em desfile, mantendo a tendência de crescimento que a iniciativa tem revelado, consecutivamente,

nos últimos anos. “O Sol” foi o tema central da edição de 2015, que fica marcada por um aumento de 20% no número de inscrições e por uma moldura humana de milhares a assistir. Dos grupos inscritos registaram-se presenças de vários concelhos do Alentejo, bem como de

eventos

Carnaval de Cuba com mais uma edição de sucesso um grupo espanhol. Como convidada especial, o desfile contou ainda com a participação de Susana, ex-concorrente do programa de televisão “Casa dos Segredos”.

“EM FESTA” COM O COMÉRCIO LOCAL Para além da criação do programa conjunto “Siga as Festas”, que incluiu a divulgação das iniciativas dos estabelecimentos comerciais, a autarquia deliberou ainda, que todos (mediante requerimento) beneficiassem de prolongamento de horário e de isenção das taxas inerentes à emissão de licenças especiais de ruído. Esta medida insere-se na estratégia da Câmara Municipal em apoiar o comércio local e em incentivar a participação ativa dos estabelecimentos comerciais nesta quadra. 11


desporto

Serviços de Desporto com aposta continuada na prática da Caminhada Para a Câmara Municipal de Cuba a promoção da prática da Caminhada é já uma aposta regular, estando a autarquia a promover, mensalmente, a realização destes passeios, como foi exemplo a Caminhada ao Outeiro de Santo António, realizada em março. Uma aposta que conta já com um número de

participantes assíduos e que têm vindo a abraçar esta prática desportiva. Recorde-se que o aumento da atividade física moderada é um objetivo importante a atingir para reduzir os problemas de saúde. A caminhada surge como uma alternativa gratuita que se adapta a qualquer estilo de vida e que

pode ser praticada por indivíduos de qualquer idade, com benefícios para a saúde que vão desde a redução do risco de doença coronária e ataque cardíaco à redução da tensão arterial e do colesterol, entre outros atributos benéficos comprovados.

Município organiza Torneio de Tiro A sede do Sporting Clube de Cuba recebeu, no início do ano, um Torneio de Tiro com arma de pressão. Em competição estiveram uma dezena

de participantes, naquela que foi a primeira edição desta iniciativa, organizada pelos serviços de Desporto da Câmara Municipal de Cuba, que têm

vindo, pontualmente, a diversificar a oferta desportiva no Município, apostando na organização de competições em modalidades alternativas.

Cuba recebeu o Campeonato Distrital de Corta-Mato A Vila de Cuba fechou o mês de Fevereiro com o Campeonato Distrital de Corta-Mato, nas categorias de absoluto curto e jovens. A prova, que teve lugar no Parque de Feiras da vila e que contou com a participação de mais de uma centena de atletas, foi uma organização da responsabilidade da Associação de Atletismo de Beja e teve o apoio do Município de Cuba, das Juntas de Freguesia do Concelho, da Guarda Nacional Republicana e dos Bombeiros Voluntários de Cuba. 12


Foram 14 as árvores a serem plantadas, no dia 20 de Março, pelos alunos do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do Agrupamento de

Escolas de Cuba. Esta iniciativa do Município de Cuba surgiu inserida nas comemorações do Dia Mundial da Árvore e do Dia Aberto à

Comunidade da EBI. Os alunos acompanharam a plantação das árvores e atribuíram-lhes um nome.

ambiente

Alunos da EBI plantam árvores no Parque Manuel de Castro

Autarquia passa a fazer Recolha Seletiva de Vidro nos Estabelecimentos de Restauração e Bebidas A Câmara Municipal de Cuba está, desde o início de fevereiro, a proceder à recolha de vidro nos Estabelecimentos de Restauração e Bebidas, todas as segundas e quintas-feiras, no período da manhã. A autarquia apela que nestes dias os estabelecimentos possam ter o “vidro” para reciclar devidamente acomodado, contribuindo para uma recolha mais eficiente e atempada. Mais informa que na eventualidade de não possuírem balde de armazenamento para vidro, os proprietários dos estabelecimentos poderão adquiri-lo no Estaleiro Municipal.

Município “às escuras” na Hora do Planeta O Largo Conde da Esperança em Cuba, a Torre do Relógio em Vila Alva, a Ermida da Nossa Senhora da Represa em Vila Ruiva, o Jardim das Piscinas e o Jardim do Poço de São Vicente estiveram “às escuras” duran-

te uma hora, no dia 28 de março. O Município aderiu assim pelo segundo ano consecutivo à “Hora do Planeta”, uma iniciativa de âmbito global que consiste em desligar todas as luzes, interiores e exteriores dos edifícios e monumen-

tos emblemáticos dos locais, com intuito de consciencializar os decisores políticos e os cidadãos em geral a adotarem procedimentos que contribuam para a preservação do planeta, contra as alterações climáticas. 13


obras no concelho Construção de Parque Infantil das Courelas da Igreja em Cuba

Execução de caminhos pedonais junto à EBI Fialho de Almeida em Cuba

Inicio da 2ª Fase do Projeto de Requalificação Urbana da zona norte contigua à Escola EBI de Cuba 14


obras no concelho Empreitada de Reabilitação Urbana da Praça da República em Vila Alva

Construção de rampa de acesso ao salão dos bombeiros para pessoas com mobilidade condicionada

Execução de ligação de infraestruturas de agua e saneamento em Cuba

Reabilitação de calçada na Rua 1º de Maio em Cuba

Reabilitação de caminho agricola em Vila Alva

Montagem de grupo hidropressor para aumento de pressão e caudal na Rua do Castelo em Vila Ruiva

15


cultura

“Bafos de Baco” atuaram na apresentação do novo trabalho de FF O Grupo Coral “Bafos de Baco” estiveram no Teatro da Trindade, em Lisboa, no início do mês de Março, para uma participação espe-

cial na apresentação do trabalho SAFFRA, do conhecido cantor Fernando Fernandes, FF. O grupo de jovens cubenses esteve assim em

destaque, acompanhando o cantor – também ele com raízes no nosso concelho – com uma moda preparada para o efeito.

“Árvores” e “Poesia” partilharam dia na Biblioteca A 21 de Março assinalou-se o Dia da Árvore, bem como o Dia da Poesia. A sublinhar as duas efemérides, a Biblioteca Municipal de Cuba preparou nessa data uma série de iniciativas ligadas às duas temáticas. Entre as propostas ligadas ao Dia da Árvore, na Biblioteca, esti-

veram uma Exposição de Bonsais (por Paulo Soudo, José Machado e Luis Serrano), uma mostra de artesanato com Flores (por Clarinda Cardeira) e a plantação de uma oliveira junto ao edifício, com uma placa comemorativa que relembra o antigo lagar, que existia no espaço

hoje ocupado pela BMC. Já a realçar o Dia da Poesia, os serviços da Biblioteca organizaram o “Encontro com o poeta Martinho Marques”. Na Taberna do Arrufa, “os seus Poemas e os seus Livros” deram o tema para uma tarde de petisco, conversa, leitura de poesia e música.

Filarmónica realiza ciclo de concertos nas freguesias Entre janeiro e março, as freguesias do concelho de Cuba receberam a Banda da Sociedade Filarmónica Cubense 1º de dezembro, num ciclo de cinco

16

concertos realizados em Faro do Alentejo, Vila Alva, Cuba, Vila Ruiva e Albergaria dos Fusos. A iniciativa foi fruto da organização conjunta da Sociedade Fi-

larmónica, da CMC e das Juntas de Freguesia envolvidas, com o intuito de levar o trabalho e a música da Banda a todas as localidades do concelho.


Luís Afonso, o cartoonista responsável por tiras como “Barba e Cabelo” no jornal a Bola ou “Bartoon” do Público, esteve na Biblioteca Municipal de Cuba para uma conversa que teve como tema a “Liberdade de Expressão”. “Onde acaba a liberdade de expressão?”; “como se define esse limite?”; ou “Liberdade de Expressão versus Ética e Deontologia” foram alguns dos tópicos levantados, numa conversa em tom descontraído entre o cartoonista e o público.

“Arte e Género”mote para Biblioteca convida a “Ler Teatro e escrita criativa conversa na BMC às Quartas” assinalaram a Semana “Mulheres e Homens – Arte e Género” foi o Desde 28 de Janeiro de 2015 que tem vindo da Leitura 2015 tema da conversa que a Biblioteca Municipal de Cuba propôs em março, enquadrada nas comemorações do Dia Internacional da Mulher. Isabel Rodeia, natural de Faro do Alentejo, Socióloga, com funções em áreas relacionadas com a temática, e Sandra Guerreiro, autora da Exposição “Mulheres que Partem” (patente na BMC durante esse mês) e doutoranda em Estudos da Performance e Poesia Experimental, foram as intervenientes convidadas.

a decorrer na Biblioteca Municipal de Cuba a actividade LER às quartas, dinamizada pela Professora Francisca Bicho, e alternando quinzenalmente Leitura entre / com Adultos e entre / com Alunos da Escola Profissional de Cuba. Os Jovens Alunos da Escola Profissional têm registado os respectivos encontros com fotografias, e é um desses momentos que aqui se documenta.

cultura | biblioteca municipal

“Bartoon” esteve em Cuba para debate sobre “Liberdade de Expressão”

Leitura, Teatro, Sessões de Escrita Criativa e Animação marcaram a semana de 16 a 20 de março, junto da população escolar de Cuba, na edição de 2015 da Semana da Leitura, promovida em parceria pela Biblioteca Municipal e pelo Agrupamento de Escolas de Cuba.

Passou pela Biblioteca - Exposições temporárias “Plumas” - Pintura

A exposição revela as bailarinas de Rita Saraiva, a quem a pintora deu o nome de Plumas. Pintora e poetisa licenciou-se pela Universidade Técnica de Lisboa na Faculdade de Arquitectura (2000). Começou a pintar aos 15 anos em óleo e já realizou diversas exposições individuais e coletivas. É autora das obras literárias “Ser deficiente é ser capaz” e “Praias do meu Pensamento”.

“A Luz e o Fogo” – Escultura e Fotografia

António Cunha e Heitor Figueiredo, o fotógrafo e o escultor, dois amigos que expuseram juntos, em Junho de 1993, com a exposição “A Luz e o Fogo”. 21 anos passados, numa revisitação àquele momento, apresentaram na Biblioteca Municipal de Cuba a exposição “A Luz e Fogo II”.

“Mulheres que Partem” – Ilustração e Poesia

Criação gráfica e poética da autoria de Sandra Guerreiro Dias (poesia) e Dominika Gorecka (ilustração) sobre violência e representações femininas na sociedade pós-globalizada. A exposição propõe a ação artística pela rutura do olhar sobre aquelas temáticas através do desenho e da palavra.

17


ação social

Início do Programa de Emergência Social DEPOIS DA SUA APROVAÇÃO O PES - PROGRAMA DE EMERGÊNCIA SOCIAL DO CONCELHO PRESTOU OS PRIMEIROS APOIOS A 12 FAMILIAS CARENCIADAS Com base nos pedidos solicitados o Gabinete de Ação Social realizou visitas domiciliárias, onde foi possível comparar e averiguar os “problemas” apontados/ solicitados pelos utentes, tendo em

conta alguns critérios, como a situação socioeconómica, a dimensão do agregado familiar, a ausência/estado de conservação dos bens pedidos, o número de vezes que já foram apoiados,

entre outros. Feitas as avaliações foram apoiados neste trimestre doze famílias, com auxílios nas áreas da alimentação e medicação, bem como na eletricidade, gás e eletrodomésticos.

Ação Social esclarece sobre SOS Cuba Repara e Teleassistência Os serviços de Ação Social de Câmara Municipal de Cuba levaram a cabo três sessões de esclarecimento destinadas a apresentar os serviços SOS Cuba Repara (serviço de Piquete Móvel de Pequenas Reparações ao Domicílio) e Teleassistência (conjunto de serviços de resposta a situações de emergência). As sessões aconteceram nas freguesias de Faro do Alentejo, Vila Ruiva e Vila Alva. Além disso, a autarquia reforçou nestes esclarecimentos que as inscrições para adesão a estes serviços continuam disponíveis. Recorde-se que o

18

SOS - Cuba Repara é uma iniciativa da Câmara Municipal que visa disponibilizar meios para minorar a degradação da qualidade de vida da população idosa e, consequentemente, promover o bem-estar e a melhoria das condições habitacionais. O serviço prestado abrange, fundamentalmente, as áreas da carpintaria, serviços de pedreiro, serralharia, electricidade, canalização, isolamentos/impermeabilização e serviços diversos. Já a Teleassistência é um sistema que permite ao utilizador estabelecer contacto imediato com uma central de

assistência, através de um intercomunicador telefónico (fixo ou móvel), ativado por controlo remoto. Enquanto serviço telefónico de apoio, é composto por um conjunto de serviços de resposta a situações de emergência, suportado por equipamentos disponibilizados aos respetivos beneficiários, de forma a assegurar o pronto auxílio sempre que solicitado, designadamente: atendimento e acompanhamento de situações de emergência; serviço de ambulâncias, bombeiros e GNR; e estabelecimento de contactos com familiares e terceiros.


É a maior feira de Turismo no país e o Município de Cuba participou, pela primeira vez, com um espaço individual dedicado ao Concelho. A Bolsa de Turismo de Lisboa aconteceu entre os dias 25 de fevereiro e 01 de março e naquela que é considerada a maior montra de promoção turística em Portugal, com projeção nacional e internacional, o Município de Cuba apostou na promoção do Cante Alentejano – e dos seus embaixadores cubenses –, para além de apresentar a oferta turística do concelho e dos nossos produtos locais. A presença do Município na BTL constituiu também mais um momento de ativação da

marca “Catedral do Cante” – em destaque no stand. A par da atuação de um grupo coral de Cuba no certame (Os Ceifeiros de Cuba), o espaço do Município promoveu a oferta do concelho ao nível dos Grupos Corais, através da criação de um catálogo que fornece a informação (historial e contactos para marcação de espetáculos). O objetivo é reforçar a ideia que Cuba é terra de Cante – com oito grupos corais no ativo – e que estes são verdadeiros embaixadores do nosso Concelho, promovendo-o, consistentemente, por todo o país e até além-fronteiras. No âmbito da campanha “Catedral do Cante”, o Município apresentou

também o site que desenvolveu para a promoção dos grupos corais do concelho. A página – em versão web e mobile - funciona como um catálogo de todos os grupos em atividade no concelho de Cuba, fornecendo um breve historial, bem como os respetivos contactos para marcações. No lançamento do site (culturacmcuba.wix.com/cubacatedraldocante), o Município de Cuba distribuiu na BTL um panfleto com informação sobre os grupos. Neste suporte, encontra-se disponível um QRCode (um código de barras), que uma vez lido com câmara de um smartphone, direciona o aparelho para o site “Cuba Catedral do Cante”.

turismo

Cuba na Bolsa de Turismo de Lisboa

19


freguesia de Cuba

“Fim-de-semana da Mulher” com desporto e lazer ESTE ANO, A JUNTA ESTENDEU AS COMEMORAÇÕES DO DIA DA MULHER AO LONGO DE UM FIM-DE-SEMANA. Para além do Jantar e baile anual, a Freguesia de Cuba propôs também uma série de atividades entre o desporto e o lazer. Aulas de Hidroginásti-

ca, uma Caminhada e um Workshop de Maquilhagem foram as iniciativas do programa. Para a realização das comemorações do Dia da Mulher

Banda Filarmónica com reforço de equipamento Com o intuito de estender o apoio da Freguesia às associações da Vila e ao mesmo tempo garantir a sua continuidade e bom funcionamento, a Junta de Freguesia de Cuba ajudou

a reforçar o equipamento da Banda da Sociedade Filarmónica Cubense 1º Dezembro, com a doação de novos instrumentos e a recuperação e reparação de alguns antigos.

em Cuba, a Junta contou ainda com o apoio de vários comerciantes, que possibilitou o sorteio de prémios com ofertas do Comércio Local.

Apoio à Limpeza A Junta de Freguesia de Cuba levou a cabo, no mês de fevereiro, uma ação de limpeza de áreas exteriores das escolas da Vila de Cuba, colaborando na manutenção e conservação destes espaços.

Junta promoveu formação sobre o Orçamento de Estado 2015 No passado dia 19 de Fevereiro, a Freguesia de Cuba promoveu nas suas instalações, uma 20

ação de formação com o tema “o Orçamento de Estado para 2015 e sua aplicação nas Autarquias

Locais”. A iniciativa contou com a presença de várias freguesias do Distrito de Beja.


A “Chegada da Carta Foral às terras de Vila Ruiva”, “A visitação de um filho da Terra: Cristóvão Colon” e “Os Contributos de Além-Mar: A Festa das Especiarias” foram algumas das recriações que a Feira Medieval de Vila Ruiva apresentou, durante os três dias em que de-

correu. Contudo, na semana anterior ao evento, a organização apresentou uma pequena amostra das propostas para a Feira Medieval, num Banquete Manuelino, destinado à comunicação social e aos parceiros da iniciativa, que contribuíram para a divulgação e sucesso

da Vila Ruiva Medieval. O momento recriou “a vinda do Emissário D’El Rei nas inquirições para o foral da Vila” e contou com a confeção de um banquete ao estilo da época, pelo Chefe Pedro Rolim e formandos da Escola Profissional de Alvito.

freguesia de Vila Ruiva

“Banquete Manuelino” marcou arranque da Vila Ruiva Medieval

Jantar e Flores assinalam Velharias continuam a dar Dia Internacional da Mulher “feira” todos os meses Em Vila Ruiva e Albergaria dos Fusos as comemorações do Dia Internacional da Mulher fizeram-se com iniciativas da Junta de Freguesia e da Associação Artístico Cultural ODE. No dia 7, dirigido à população feminina da freguesia,

teve lugar no Centro Cultural de Vila Ruiva o Jantar da Mulher (pela ODE), com a realização de um baile. Já no dia 8, a Junta de Freguesia distribuiu mais de duas centenas de flores pelas mulheres das duas localidades.

“O artesanato e as antiguidades ou velharias são o retrato de um Povo. A sua preservação permite simultaneamente a salvaguarda das suas memórias, dando-lhes atualidade e projetando-as no futuro”. Com este objetivo em mente, a Junta de Fre-

guesia de Vila Ruiva e Albergaria dos Fusos organiza mensalmente a “Feira de Velharias” que se realiza aos segundos sábados de cada mês e que reúne periodicamente cerca de uma dezena de vendedores no Largo da Junta.

Foral Manuelino da Vila disponível na Junta de Freguesia Por ocasião da Feira Medieval de Vila Ruiva, a Junta de Freguesia da localidade promoveu também a publicação do livro “O Foral de Vila Ruiva – 1512”. Segundo escreve na introdução da obra Raul Amaro, presidente da Junta de Freguesia de Vila Ruiva, «associados à criação de todo e qualquer concelho, nas longínquas épocas de formação da nacionalidade, os forais são do-

cumentos ímpares da história dos municípios portugueses. Certificaram a sua existência e foram os instrumentos principais de regulação do seu funcionamento. Vila Ruiva, antigo concelho alentejano, hoje reduzido a freguesia do concelho de cuba, teve o seu foral medieval e, mais tarde, no reinado de D.Manuel, um segundo foral, redigido no primeiro dia do mês de junho de 1512. É este importante docu-

mento, acompanhado de um estudo, que a Junta de Freguesia de Vila Ruiva tomou a iniciativa de fazer publicar, valorizando, desse modo, o seu passado histórico municipal», sublinha. A quem estiver interessado em adquirir um exemplar da obra, o livro está disponível para compra, na Junta de Freguesia de Vila Ruiva. 21


freguesia de Vila Alva

Festas em Honra do Senhor Jesus dos Passos voltaram a sair à rua A tradição é antiga e manda que passadas quatro semanas do Carnaval se realizem as Festas em Honra do Senhor Jesus dos Passos. Assim, nos dias 14,15 e 16 de março, Vila Alva voltou a ter nas ruas as procissões que compõem este momento. No Sábado à noite a imagem saiu da Igreja da Misericór-

dia em procissão até á Igreja Matriz, para depois, já no domingo, percorrer uma das artérias da aldeia, passando perto da Igreja da Misericórdia de onde sai a imagem da Nossa Senhora das Dores. Aqui acontece sempre o “Sermão do Encontro”, momento a partir do qual segue a procissão, percor-

rendo toda a aldeia até regressar á Igreja Matriz. Na segunda-feira, na parte da tarde, após a celebração da Eucaristia, aconteceu a última procissão das festas que leva as duas imagens à Igreja da Misericórdia, onde são colocadas na Capela do Senhor dos Passos.

Carnaval da Escola Tarde de convívio Passeio marcou Dia com apoio da Junta entre caçadores da Mulher em Vila Como manda o costume, na sexta-feira que antecede o Carnaval sai à rua o corso das Escolas. Os alunos do ensino básico da freguesia desfilaram com os fatos que criaram no decorrer das semanas anteriores e contaram com o apoio da Junta, que ofereceu os materiais necessários para a sua conceção.

A Seção de Caça do Clube Cultural e Desportivo de Vila Alva (CCDVA) organizou no final de fevereiro o Almoço Convívio dos Caçadores da freguesia, reunindo diversos praticantes desta atividade numa tarde de boa disposição. A iniciativa teve apoio logístico da Junta de Freguesia.

Um Passeio ao grande lago do Alqueva, com almoço na Amieira, e passagem pelo Santuário de N. Sr.ª D’ Aires (Viana do Alentejo) foi a proposta da Junta de Freguesia de Vila Alva para assinalar as comemorações do Dia da Mulher em 2015. A iniciativa reuniu mais de 30 participantes.

Junta cede espaço e apoios financeiros diversos A par das atividades levadas a cabo ou apoiadas de forma mais direta pela Junta de Freguesia, neste trimestre, este órgão sublinha ainda outros apoios fornecidos, quer na cedência de espaço ou na atri22

buição de apoio monetário ou em géne¬ros. Exemplo disso foi a cedência de espaço para a realização do Baile de Carnaval, a atribuição de um subsídio à Sociedade Filarmónica Cubense 1.º de Dezembro, para reparação de

instrumentos musicais, ou a oferta de abastecimento aos participantes da Prova de BTT do Grupo Desportivo de Santana de Portel, que passou pela freguesia.


A Junta de Faro do Alentejo atribuiu, pela primeira vez, um cheque no valor de 100 euros a todos os alunos da freguesia, que se candi-

dataram à atribuição de Incentivos ao Ensino Superior. Esta medida tem como principal objetivo apoiar e incentivar todos os jovens que

se encontram matriculados e a frequentar o Ensino Superior, fomentando desta forma o desenvolvimento pessoal e coletivo da freguesia.

freguesia de Faro do Alentejo

Alunos do Ensino Superior recebem incentivo

Junta organiza Passeios para a população No primeiro trimestre do ano, a Junta de Freguesia de Faro levou a população em dois passeios, numa aposta do executivo em proporcionar à população em geral o acesso a

momentos de lazer diversificados, como deslocações a locais de interesse. Exemplo disso foi o convite para uma viagem a Fátima, que em janeiro reuniu cerca de uma centena de

inscrições. Já o Dia da Mulher, na freguesia de Faro, foi assinalado com uma proposta para um dia passado em Lisboa, visitando alguns locais com importância histórica e cultural.

Transporte Cuba/Faro assegurado para os alunos A junta de Faro do Alentejo está a assegurar, diariamente, o transporte dos estudantes da freguesia que se encontram a

estudar em Beja, no percurso Cuba - Faro do Alentejo. Este apoio tem o objetivo de colmatar a falta de transportes coletivos com horários

compatíveis aos dos estabelecimentos de ensino, e representa um esforço financeiro importante em prol dos nossos jovens. 23


Profile for António Barradinhas

Boletim Municipal - Câmara Municipal de Cuba  

Número 5 do Boletim Municipal de Cuba, referente aos meses de Janeiro a Março de 2015.

Boletim Municipal - Câmara Municipal de Cuba  

Número 5 do Boletim Municipal de Cuba, referente aos meses de Janeiro a Março de 2015.

Advertisement